daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte > Infraestrutura e Transporte > Transporte Ferroviário



Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 1 votes, 5.00 average.
Old August 28th, 2011, 09:46 AM   #1
Suburbanist
on the road
 
Suburbanist's Avatar
 
Join Date: Dec 2009
Location: Breda<->'s-Hertogenbosch<->Eindhoven triangle
Posts: 18,892
Likes (Received): 5256

Acidentes ferroviários contemporâneos no Brasil

Crio esse thread com o intuito de discutirmos acidentes ferroviários que ocorram nos sistemas Brasil afora, ou ao menos que possamos usar esse espaço para discutir acidentes em vias/linhas que nào tem seus próprios threads.
__________________
"For every complex problem there is a solution that is simple, clear and wrong."
Suburbanist está en línea ahora   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old August 28th, 2011, 09:51 AM   #2
Suburbanist
on the road
 
Suburbanist's Avatar
 
Join Date: Dec 2009
Location: Breda<->'s-Hertogenbosch<->Eindhoven triangle
Posts: 18,892
Likes (Received): 5256

Acidente com bonde no Rio deixa 5 mortos e 57 feridos

Cinco pessoas morreram e 57 ficaram feridas no acidente com o bondinho de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, na tarde deste sábado, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Dez dos feridos estão em estado grave.

O bonde tinha capacidade para 44 pessoas --32 sentadas e 12 em pé.

Um dos mortos é o condutor do bonde, Nelson Correa da Silva, 57. Ele ficou preso às ferragens e morreu a caminho do hospital. Os nomes dos outros mortos, três mulheres e um homem, não foram divulgados.

A maior parte dos feridos (42) foi encaminhada para o Hospital Souza Aguiar. Oito foram levados ao Hospital do Andaraí, cinco, para o Miguel Couto, um para o Salgado Filho e um para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Tijuca.

O bonde fazia a linha Paula Matos-Centro e descarrilhou. Ele continuou andando mesmo descarrilhado por cerca de 50 metros, até se chocar com um poste, na esquina da rua Joaquim Murtinho, no Largo do Curvelo, região central do Rio.

O bonde ficou totalmente destruído. A perícia chegou ao local por volta das 18h.











Em junho deste ano, o francês Damien Charles Pierson, 24, morreu após cair do bondinho, do alto dos Arcos da Lapa, no Centro do Rio.

Pierson viajava no estribo do bondinho quando se desequilibrou e despencou. O jovem, que ainda teve seus pertences roubados ao cair no chão, morreu no local.

=======================================

Moradores dizem que acidente com bonde foi 'tragédia anunciada'

Moradores do bairro de Santa Teresa, na região central do Rio, afirmam que o acidente com um bonde ocorrido na tarde deste sábado foi uma tragédia anunciada. Cinco pessoas morreram e 57 ficaram feridas --dez em estado grave.

"Os bondes antigos estão em estado precário de conservação e os VLT têm problemas para fazer as curvas do bairro. O que aconteceu é uma tragédia anunciada, não nos surpreende", disse o advogado Abaeté Mesquita, 32, diretor da Amast (Associação de Moradores e Amigos de Santa Teresa).

"Quem mora aqui e usa o bonde no dia-a-dia, como transporte público, sabe e vê a situação precária", diz.

O secretário estadual de Transportes do Rio, Julio Lopes, esteve no local do acidente no início da noite e disse que o governo vai "apurar responsabilidades com toda a transparência".

"Vamos pedir a instituições como o Crea [Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro], para ajudar na apuração do acidente."

A Secretaria de Transportes suspendeu a circulação dos bondes por tempo indeterminado.

Atualmente, cinco bondes fazem a rota da estação da Carioca, no centro do Rio, até os largos de Santa Teresa, também região central.

São dois bondes antigos e três do tipo VLT (Veículo Leve sobre Trilho).

O veículo que se acidentou ontem era dos antigos e, segundo os Bombeiros, já havia sofrido um problema ontem mesmo: pela manhã, chocou-se contra um ônibus, mas sem deixar feridos.
__________________
"For every complex problem there is a solution that is simple, clear and wrong."
Suburbanist está en línea ahora   Reply With Quote
Old August 28th, 2011, 09:57 AM   #3
Suburbanist
on the road
 
Suburbanist's Avatar
 
Join Date: Dec 2009
Location: Breda<->'s-Hertogenbosch<->Eindhoven triangle
Posts: 18,892
Likes (Received): 5256

Em casos de acidente, considero interessante esperar resultados de perícias antes se saltar a conclusões precipitadas de constatações de leigos. Todavia, é preocupante o fato, se confirmado, de ter um bonde envolvido em colisão ser colocado em operação sem chegagem de sua integridade estrutural. Ainda mais colisão com um ônibus.

O fato de um ônibus colidir com um bonde já reflete a falta de profissionalismo dos condutores desses veículos.

No mais, espero que essa seja a pá de cal nesses bondes velhos e obsoletos de Santa Tereza, e que só utilizem os veículos novos, e comprem outros, se necessário for, para operar o sistema. Antes que venham com fotos de Milano e outras cidades europeias com bondes antigos, digo que nenhuma delas tem sistemas operando em áreas com tantas curvas fechadas e declives como no Rio. Infelizmente, as vezes apenas quando uma tragédia acontece decidem eliminar esse absurdo de bondes semi-abertos que passam a mais de 10 metros de altura nos Arcos da Lapa em estreita passagem.
__________________
"For every complex problem there is a solution that is simple, clear and wrong."
Suburbanist está en línea ahora   Reply With Quote
Old August 28th, 2011, 01:49 PM   #4
Vicente A.O. Junior
Registered User
 
Join Date: Jun 2008
Location: São Bernardo do Campo
Posts: 2,715
Likes (Received): 519

É lamentável o que ocorreu.

Quando fala sobre falta de profissionalismo, refere-se a quais condutores? Veículos ferroviários têm prioridade de circulação em todas as legislações de trânsito, pois não são manobráveis e requerem grandes espaços de frenagem.
Agora, da colisão no mesmo dia, se o veículo não foi recolhido para uma análise, algo deve ter acontecido.
Mas, sejamos analíticos: qual o índice de ocorrência de acidentes desse sistema? Qual a parte de culpa da manutenção, da obsolescência dos equipamentos, da capacitação da mão-de-obra?
Se a investigação for bem conduzida, saberemos.
Vicente A.O. Junior no está en línea   Reply With Quote
Old August 28th, 2011, 01:57 PM   #5
Suburbanist
on the road
 
Suburbanist's Avatar
 
Join Date: Dec 2009
Location: Breda<->'s-Hertogenbosch<->Eindhoven triangle
Posts: 18,892
Likes (Received): 5256

Quote:
Originally Posted by Vicente A.O. Junior View Post
Quando fala sobre falta de profissionalismo, refere-se a quais condutores?
De ônibus. Brasil afora, eles estão entre os que mais se acham acima do bem e do mal, correm, despeitam os limites de velocidade, fecham carros, caminhões e pedestres. Brasília e Rio se destacam, pela minha experiência meramente pessoal aqui, como cidades onde motoristas de ônibus conduzem seus veículos de forma extremamente perigosa, com desrespeito à legislação de trânsito.


Quote:
Mas, sejamos analíticos: qual o índice de ocorrência de acidentes desse sistema? Qual a parte de culpa da manutenção, da obsolescência dos equipamentos, da capacitação da mão-de-obra?
Se a investigação for bem conduzida, saberemos.
Sim, vamos aguardar. A única evidência óbvia por enquanto é que houve descarrilamento seguido, por obra do relevo na rua, do veículo desgovernado atingindo um poste. Sem que tenha havido uma colisão in situ para jogar o veículo fora dos trilhos, algum problema com o veículo ou sua operação ocorreuy.
__________________
"For every complex problem there is a solution that is simple, clear and wrong."
Suburbanist está en línea ahora   Reply With Quote
Old August 28th, 2011, 05:21 PM   #6
Cesar Vieira
East Side, St. Paul
 
Cesar Vieira's Avatar
 
Join Date: Jan 2009
Location: São Paulo (BR) - St. Paul (MN)
Posts: 913
Likes (Received): 375

Acidente de Itaquera 1987

Já morava a 2 anos na Cidade Tiradentes, quando este acidente aconteceu.
O interessante é que no dia estava em Itaquera para obter informações de vagas numa escola. Ao chegar em casa fiquei sabendo pela tv.
O acidente aconteceu um pouco depois da antiga estação de Itaquera.


https://lh5.googleusercontent.com/_K...apafsp1987.PNG

https://lh4.googleusercontent.com/_K...gemfsp1987.jpg

fonte: http://tgvbr.protrem.org/phpBB3/view...hp?f=72&t=3124

Foi um dos piores acidentes da história de são paulo.
Me lembro quando que era criança e morava em Jundiapeba, minha mãe me contou de um acidente do antigo trem expresso dos Estudantes. Mas deste não consegui obter informações.
__________________
Veni, vidi, vici
Estar decidido, acima de qualquer coisa, é o segredo do êxito. Henry Ford

Propostas/proposals:
Metrô do Vale/Metropolitano Grande Campinas/Lisboa2010
Regionais SP
Ônibus Americanos e Canadenses
Cesar Vieira no está en línea   Reply With Quote
Old August 28th, 2011, 05:23 PM   #7
lipe_andreense
Registered User
 
lipe_andreense's Avatar
 
Join Date: May 2006
Location: Santo André - SP
Posts: 8,869
Likes (Received): 366

Acidentes ferroviários contemporâneos
__________________
Cidades: Santo André (Santa Terezinha) | São Caetano (Barcelona) | Mogi das Cruzes
Transportes: Corredor EMTU/Metra | Conheça a CPTM (Trens Metropolitanos de São Paulo)
lipe_andreense no está en línea   Reply With Quote
Old August 28th, 2011, 08:41 PM   #8
bs.eduardo
Picture's Lover
 
bs.eduardo's Avatar
 
Join Date: Oct 2006
Location: São Paulo
Posts: 7,594
Likes (Received): 884

Senhores, a reportagem do acidente do RJ menciona VLTs... que VLTs são esses que trafegam pelo mesmo caminho do bonde?
__________________
>> Antenas e Torres + de 150 fotos <<


Ganhos de até 35 mil dólares mensais através de fraudes? Clique AQUI e saiba como!!!
bs.eduardo no está en línea   Reply With Quote
Old August 28th, 2011, 08:45 PM   #9
lipe_andreense
Registered User
 
lipe_andreense's Avatar
 
Join Date: May 2006
Location: Santo André - SP
Posts: 8,869
Likes (Received): 366

VLT é veículo leve sobre trilhos, os VLTs mencionados são bondes que foram modernizados
__________________
Cidades: Santo André (Santa Terezinha) | São Caetano (Barcelona) | Mogi das Cruzes
Transportes: Corredor EMTU/Metra | Conheça a CPTM (Trens Metropolitanos de São Paulo)
lipe_andreense no está en línea   Reply With Quote
Old August 28th, 2011, 08:46 PM   #10
rlbl1992
Lopes
 
rlbl1992's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Posts: 424
Likes (Received): 48

Os VLT's nada mais são que os mesmos bondes antigos, só que modernizados...
__________________
Boletim do Transporte - http://bdtrans.blogspot.com/
rlbl1992 no está en línea   Reply With Quote
Old August 28th, 2011, 10:45 PM   #11
phverano
phverano
 
phverano's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Location: Rio de Janeiro / Brasília
Posts: 1,361
Likes (Received): 35

essas modernizações que deixam veículos ferroviários mais leves, as vezes, são arriscadas... vide o sistema de Teresina, que depois da modernização para VLT descarrilou muito mais, tanto que tiveram que trocar grande parte das dormentes e dar severos tratos na via permanente...

veículos mais antigos e pesados se adaptam melhor a condições de via mais adversas... pelo que eu entendo...

claro que o ideal é sempre a combinação de vias conservadas e veículos novos...

sobre o de Santa Teresa, o ideal seria veículos novos!
esses antigos deveriam operar somente aos domingos com fins turísticos! e deveriam ser fechados (como por vezes ja foi) e pintados de verde (que eu me lembre, a cor original)
phverano no está en línea   Reply With Quote
Old August 29th, 2011, 03:36 AM   #12
Paulo Magalhães
Registered User
 
Paulo Magalhães's Avatar
 
Join Date: May 2010
Posts: 3,926
Likes (Received): 336

Acidente entre dois trens deixa 8 mortos e 101 feridos em Nova Iguaçu


Bombeiros trabalhamm no resgate às vítimas do acidente

RIO - No segundo maior acidente ferroviário dos últimos 50 anos no Rio de Janeiro, um choque entre dois trens metropolitanos em Austin, Nova Iguaçu, deixou 8 mortos e 101 feridos na tarde desta quinta-feira. Até o final da noite, 29 feridos, tinham sido levados pelos bombeiros para o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, e 11 seguiam em tratamento. Segundo o comandante do Batalhão de Policiamento Ferroviário, coronel Heraldo Rodrigues, o trabalho de socorro foi dificultado pela presença de dezenas de curiosos, que pularam os muros e invadiram as linhas. Rodrigues solicitou reforços a batalhões de toda a Baixada Fluminense para montar um cordão de isolamento. O laudo sobre o acidente deve sair em dez dias , segundo a Supervia. ( Rio tem histórico de acidentes ). O mais grave acidente aconteceu em 8 de maio de 1958, quando dois trens bateram na estação de Mangueira, matando 130 pessoas e ferindo outras 200.

A informação de que um dos maquinistas estaria entre os mortos foi negada pela Supervia, concessionária que administra os trens ( veja as fotos ).
Envie relato, foto ou vídeo sobre o acidente

Bombeiros tabalham no resgate às vítimas do acidente

O trem de passageiros (prefixo UP171), com destino à estação de Japeri, colidiu com outro trem sem passageiros (prefixo WP908), próximo à estação de Austin. O diretor de operações da Supervia, João Gouveia, afirmou que no momento do acidente entre os dois trens, uma das locomotivas estava mudando de linha. Segundo Gouveia, o trem que sofreu o choque por trás estava vazio e o outro devia ter cerca de 800 passageiros. Ainda segundo o diretor, o laudo com as causas do acidente deve sair em dez dias.



- Temos duas vias neste trecho. Chamamos de trecho de linha dupla. Uma linha sobe e a outra desce. O trem que estava subindo partiu da Central em direção a Japeri às 15h10m. O outro trem estava vazio e cruzava da linha 1 para a linha 2. Ele fazia um teste com quatro vagões. Na hora em que o trem saiu da linha 1 para a linha 2, o trem que vinha da Central se chocou com a sua traseira - explicou o diretor.

Prefeito: é preciso discutir segurança

O prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias, este no Hospital da posse. Ele agradeceu a solidariedade dos municípios vizinhos e disse que, após o primeiro momento de socorro às vítimas, é preciso pensar sobre a segurança da linha férrea no local:

- Naquele trecho da linha férrea, há muitos atropelamentos. Já recebi vários pedidos de passarela e de construção de viadutos porque a passagem dos trens era problema constante na região. Precisamos sentar para discutir a relação da SuperVia com a segurança dos passageiros.

Gouveia disse que a empresa transporta uma média de 460 mil passageiros por dia e o ramal mais movimentado é justamente aquele onde se deu o acidente. Entre a Central e Japeri circulam cerca de cem mil passageiros a cada dia. No trecho de Austin, os trens atingem até 80 quilômetros por hora. Entre Austin e Japeri, a velocidade é ainda maior, quase 90 quilômetros por hora. O diretor de operações da SuperVia insistiu que há segurança para isso:

- Nossa malha é monitorada, há segurança para essa velocidade. E os trens passam por manutenção.








Trens bateram na Baixada Fluminense por erro humano, diz polícia


A polícia do Rio aponta falha humana como causa da colisão entre dois trens na Baixada Fluminense no dia 31 de agosto, que matou oito pessoas e deixou outras 108 feridas.

Em laudo entregue ontem ao delegado da 58ª DP (Posse), Fábio Pacífico, que investigou o caso, peritos do ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Éboli) culpam o maquinista do trem com passageiros, Norival Nascimento, e o controlador Edson Assunção pela batida.

Com isso, o delegado afirmou que vai indiciar os dois sob acusação de homicídio culposo. Ele disse que entregará o resultado das investigações para o Ministério Público do Rio na semana que vem.

O acidente aconteceu na altura de Nova Iguaçu, quando um trem em teste colidiu com outro que tinha cerca de 800 passageiros e vinha em sentido contrário, mas na mesma linha. A tese da polícia e da SuperVia (concessionária da malha ferroviária do Rio) é que o maquinista do trem com passageiros estava em alta velocidade e avançou um sinal vermelho, não conseguindo frear a tempo.

O relatório do ICCE aponta que sete falhas humanas causaram o acidente. Cinco delas são as mesmas apontadas no laudo da SuperVia, divulgado em setembro. Os peritos do ICCE identificaram ainda outros dois erros do controlador: comandar uma ultrapassagem (do trem em teste) que colocaria os dois em rota de colisão e, depois, não informar a operação a nenhum dos maquinistas.

Pacífico afirma ter apurado que essa manobra de ultrapassagem não é corriqueira para aquele trecho e horário.

"Ele [o operador] teria que ter dobrado a segurança e, por garantia, avisado por rádio aos dois maquinistas. Não poderia achar que um sinal amarelo ia garantir a segurança", disse.

Os dois funcionários foram demitidos pela SuperVia e, se condenados, podem pegar até quatro anos de prisão.

Fontes:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/e...edetrensnorio/
http://oglobo.globo.com/rio/mat/2007.../297515295.asp

Vale ressaltar que, a obsolescência do sistema CTC foi um fator de grande relevância à ocorrência do incidente.
Tanto como a debilidade das condições gerais de trafegabilidade e conservação do cojunto super, infra e mesoestrutura... que implicam em recorrentes incidentes, muitos deles ocasionados pelo serrilhamento da via.
__________________
Engenheiro Ferroviário
Paulo Magalhães no está en línea   Reply With Quote
Old August 29th, 2011, 03:41 AM   #13
Uhr Ban
Uhrrhrhrhhshsjzshzinjzzxz
 
Uhr Ban's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: St. Teresa RJ
Posts: 1,711

Suburbanist, Obrigado. Pensei em fazer um thread sobre o aceidente no bonde, ou sobre o próprio bonde mas, neste caso, voce foi mais sutil.

phverano, concordo plenamente. Neste caso, supostamente foi a falta de manutenção no bonde antigo que provocou o acidente.

Há vários posts meus aqui no SSC, antes mesmo do acidente com o frances: Após o investimento de 60milhoes de reais, não foi feita uma simples reforma no gradil dos arcos, muito menos uma reforma da via permanete, fiação, regras de transito e falta ou manutenção inadequada dos veículos, além disso, a capacitação dos motorneiros e mecânicos.

Na quinta feira passada, enquanto voltava de bonde do escritório na cinelandia, ocorreu um curto na fiação com uma chuva de faísca. O falecido motorneiro Nelson, parou o bonde e começou um discurso com histórias bizarras de pequenos acidentes que também poderiam ser fatais como rompimentos da rede elétrica e outras gambiarras que dão corpo a este vergonhosos sistema de bondes de Santa Teresa. Terminou com uma frese: " - É... parece, mas isso aqui não é uma brincadeira...são tantas histórias que eu tenho pra contar que voces não acreditariam..." Virou as costas e seguiu viajem.

Faço minha despedida do bonde com este triste fim...

Julio Lopes assassino

Last edited by Uhr Ban; August 29th, 2011 at 03:56 AM.
Uhr Ban no está en línea   Reply With Quote
Old August 29th, 2011, 03:47 AM   #14
Uhr Ban
Uhrrhrhrhhshsjzshzinjzzxz
 
Uhr Ban's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: St. Teresa RJ
Posts: 1,711

Essa é a cara do Governo do estado do Rio de Janeiro:



Detalhe do Gradil dos arcos:


Julio Lopes assassino

Last edited by Uhr Ban; August 29th, 2011 at 03:55 AM.
Uhr Ban no está en línea   Reply With Quote
Old August 29th, 2011, 04:02 AM   #15
Paulo Magalhães
Registered User
 
Paulo Magalhães's Avatar
 
Join Date: May 2010
Posts: 3,926
Likes (Received): 336

Quote:
Originally Posted by Uhr Ban View Post
Suburbanist, Obrigado. Pensei em fazer um thread sobre o aceidente no bonde, ou sobre o próprio bonde mas, neste caso, voce foi mais sutil.

phverano, concordo plenamente. Neste caso, supostamente foi a falta de manutenção no bonde antigo que provocou o acidente.

Há vários posts meus aqui no SSC, antes mesmo do acidente com o frances: Após o investimento de 60milhoes de reais, não foi feita uma simples reforma no gradil dos arcos, muito menos uma reforma da via permanete, fiação, regras de transito e falta ou manutenção inadequada dos veículos, além disso, a capacitação dos motorneiros e mecânicos.

Na quinta feira passada, enquanto voltava de bonde do escritório na cinelandia, ocorreu um curto na fiação com uma chuva de faísca. O falecido motorneiro Nelson, parou o bonde e começou um discurso com histórias bizarras de pequenos acidentes que também poderiam ser fatais como rompimentos da rede elétrica e outras gambiarras que dão corpo a este vergonhosos sistema de bondes de Santa Teresa. Terminou com uma frese: " - É... parece, mas isso aqui não é uma brincadeira...são tantas histórias que eu tenho pra contar que voces não acreditariam..." Virou as costas e seguiu viajem.

Faço minha despedida do bonde com este triste fim...

Julio Lopes assassino
Tambem acho interessante...

O Sistema estava em curso de obras de reativação, do trecho até a estrada de ferro do corcovado.

Seria interessante tambem a aquisição de trams modernos, conferindo uma expressiva melhoria ao padrão dos serviços prestados...
Mantendo a operação comercial dos trams antigos, por carater histórico e turístico.
__________________
Engenheiro Ferroviário
Paulo Magalhães no está en línea   Reply With Quote
Old August 29th, 2011, 04:29 AM   #16
Uhr Ban
Uhrrhrhrhhshsjzshzinjzzxz
 
Uhr Ban's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: St. Teresa RJ
Posts: 1,711

Sim, trams modernos poderiam substituir os microonibus do bairro, ja que as vias principais possuem trilho. Porém, quase 100% delas teriam de ser refomadas e adaptadas às ruas de asfalto, ou paralelos, como um correto nivelamento, juntas e etc.

Outro problema é que estas vias possuem raios de curvatura muito pequenos. É impossível circular aqueles bondes modernos da Alstom...Teria de ser um bonde específico pra Santa, mas como nossa indústria ferroviária está, não acredito que seria tão fácil.

Só para constar, ao contrário de que muitos pensam, o bonde aberto que possibilita viajar no estribo não é o problema. Tanto que os que morreram estavam dentro do bonde. Há um descaso dos próprios usuários enquanto viajam no estribo: Principalmente crianças, ficam correndo ou fazendo dancinhas junto ao bonde em movimento enquanto viajam. Eu chamo isso de balé do bonde. O próprio frances foi negligente porque não segurou nos apoios do bonde. O gradil apenas evitaria a morte, mas se ele estivesse na via comum, teria apenas se machucado por sua própria irresponsabilidade. Sempre viajei no estribo e nunca me senti inseguro. Só quando alguns microonibus se aproximavam. É uma questão de cuidado, como não olhar para atravessar a rua.
Uhr Ban no está en línea   Reply With Quote
Old August 29th, 2011, 04:39 AM   #17
Uhr Ban
Uhrrhrhrhhshsjzshzinjzzxz
 
Uhr Ban's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: St. Teresa RJ
Posts: 1,711

Bonde que tombou tinha arame no lugar
de parafuso para prender peça em roda


Peritos da polícia e engenheiros do Crea analisam veículo e local do acidente em Sta. Teresa
Marcelo Bastos, do R7 | 28/08/2011 às 12h37

O bonde de Santa Teresa que perdeu o controle e tombou sábado (27), provocando a morte de cinco pessoas e ferindo outras 57, tinha um arame no lugar de um parafuso em um dos eixos que prende as rodas traseiras. Na mesma estrutura, que tem cerca de cem anos, uma sapata de freio (espécie de pastilha) completamente gasta chamou a atenção dos técnicos do Crea-RJ (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro) durante vistoria na manhã deste domingo (28).

Para o coordenador da Comissão de Análise e Prevenção de acidentes do Crea-RJ, engenheiro Luiz Antônio Cosenza, uma falha no sistema de freios pode ter provocado o acidente.

- Quando o freio é acionado e trava, as rodas se arrastam e deixam marcas claras nos trilhos e nas rodas. Pelo que percebemos aqui, não há marcas de frenagem. Uma das possibilidades é que o sistema de ar comprimido dos freios tenha falhado. Percebemos que o motorneiro acionou o freio, mas se houve um vazamento de ar no compressor, por exemplo, ele fica sem força para parar o veículo.

Cosenza disse que a superlotação pode ter contribuído, mas não foi a causa do acidente.

- Só a superlotação não teria provocado o acidente. Se o freio estivesse funcionando perfeitamente, essa tragédia não teria acontecido. Agora vamos convocar os responsáveis técnicos para prestar esclarecimentos no conselho, levantar questões de manutenção e saber o que exatamente ocorreu.

O deputado federal Alessandro Molon (PT) esteve no local da tragédia, se disse chocado com o acidente e prometeu acompanhar as investigações.

- É muito fácil colocar a culpa no motorneiro, que está morto. Esse acidente tem responsáveis e precisamos apurar para saber quem são. Esse arame e essa pastilha de freio gasta comprovam a falta de manutenção. Em 2009, fiz uma audiência alertando para o risco de acidentes. Isso é um absurdo.

Na noite de domingo (28), o governador do Rio, Sérgio Cabral, se manifestou pela primeira vez sobre o acidente. No texto, Cabral lamentou as mortes e determinou que "o transporte por bondes no bairro fique interrompido e que a Secretaria de Transportes conduza um plano de modernizaçao" .

Enterros

Os corpos de João Batista Soares e Ivone da Silva foram enterrados às 12h deste domingo no cemitério de Inhaúma, zona norte da cidade. Uma terceira vítima, Nelson Correa da Silva (maquinista), será enterrada às 16h no mesmo local.

Já os corpos de Claudia Lilian Almeida Fernandes e de Maria Eduarda Nunes continuavam no IML (Instituto Médico Legal) às 11h30. Claudia morava no Rio Grande do Sul e o cadáver será levado para o Estado.

Nova perícia em Santa Teresa

Peritos do ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Éboli) retomaram na manhã deste domingo a perícia no local onde um bonde tombou. O engenheiro do Crea Luiz Antônio Cosenza, acompanhou os trabalhos com sua equipe.

A rua Joaquim Murtinho está interditada em meia pista, na altura da rua Francisco Muratori. Guardas municipais passaram a madrugada no local da tragédia para orientar a população e os motoristas que trafegavam na via. Este trabalho de orientação continuará a ser feito durante o dia de hoje.

Segundo uma avaliação preliminar, o bonde andou cerca de 20 m depois de descarrilar até atingir dois postes. O acidente aconteceu em um trecho de declive acentuado e com curvas. O impacto da batida deixou o veículo totalmente destruído. A primeira perícia foi interrompida por volta de 20h50 de sábado porque não havia iluminação suficiente para o trabalho dos peritos.

Circulação suspensa

A circulação dos bondes está suspensa até que as causas do acidente sejam apuradas, segundo o secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, que esteve no local e foi hostilizado por moradores.

- Foi uma fatalidade, uma tragédia, mas as causas desse acidente serão apuradas com toda a transparência. Vamos pedir ajuda ao Crea para saber o que aconteceu.

O bonde estaria superlotado, com pelo menos 14 passageiros além do permitido, segundo informações do Corpo de Bombeiros e da Secretaria Estadual de Transportes.

A capacidade é de 32 passageiros sentados e 12 em pé, informou Júlio Lopes. O número, no entanto, não inclui os que viajam nos estribos, prática muito comum entre os usuários do sistema.

- Temos informações preliminares de que o bonde estaria muito cheio.

Além disso, o bonde nº 10 não havia sido modernizado e pertencia a uma geração antiga de veículos, segundo Júlio Lopes. O secretário informou que o processo de recuperação dos bondes foi interrompido por determinação judicial porque os modelos novos apresentaram problemas.

http://noticias.r7.com/rio-de-janeir...-20110828.html
Uhr Ban no está en línea   Reply With Quote
Old August 29th, 2011, 04:40 AM   #18
Paulo Magalhães
Registered User
 
Paulo Magalhães's Avatar
 
Join Date: May 2010
Posts: 3,926
Likes (Received): 336

Quote:
Originally Posted by Uhr Ban View Post
Sim, trams modernos poderiam substituir os microonibus do bairro, ja que as vias principais possuem trilho. Porém, quase 100% delas teriam de ser refomadas e adaptadas às ruas de asfalto, ou paralelos, como um correto nivelamento, juntas e etc.

Outro problema é que estas vias possuem raios de curvatura muito pequenos. É impossível circular aqueles bondes modernos da Alstom...Teria de ser um bonde específico pra Santa, mas como nossa indústria ferroviária está, não acredito que seria tão fácil.

Só para constar, ao contrário de que muitos pensam, o bonde aberto que possibilita viajar no estribo não é o problema. Tanto que os que morreram estavam dentro do bonde. Há um descaso dos próprios usuários enquanto viajam no estribo: Principalmente crianças, ficam correndo ou fazendo dancinhas junto ao bonde em movimento enquanto viajam. Eu chamo isso de balé do bonde. O próprio frances foi negligente porque não segurou nos apoios do bonde. O gradil apenas evitaria a morte, mas se ele estivesse na via comum, teria apenas se machucado por sua própria irresponsabilidade. Sempre viajei no estribo e nunca me senti inseguro. Só quando alguns microonibus se aproximavam. É uma questão de cuidado, como não olhar para atravessar a rua.
A Stadler possui soluções, tanto como expertise, para as demadas requeridas pelas peculiaridades da via de Sta Teresa.

Apesar de não ser um problema, os carros fechados viriam a otimizar a operação - no que tange ao conforto que poderia ser propiciado por um sistema de climatização, segurança e evasão de receita.
__________________
Engenheiro Ferroviário

Last edited by Paulo Magalhães; August 29th, 2011 at 04:49 AM.
Paulo Magalhães no está en línea   Reply With Quote
Old August 29th, 2011, 04:42 AM   #19
Uhr Ban
Uhrrhrhrhhshsjzshzinjzzxz
 
Uhr Ban's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: St. Teresa RJ
Posts: 1,711

Associação de moradores de Santa
Teresa critica o poder público em carta


Acidente com bonde superlotado era "tragédia anunciada", segundo documento
Do R7 | 28/08/2011 às 11h50


Moradores de Santa Teresa queriam manutenção dos bondes

O acidente com um bonde que matou cinco pessoas e feriu 57 na tarde de sábado (27), “não é uma fatalidade, mas uma tragédia anunciada”, afirma a Amast (Associação de Moradores e Amigos de Santa Teresa), em carta aberta divulgada no próprio site neste domingo (28). Com palavras de indignação, a diretoria da Amast defende que o desastre é resultado de negligência na manutenção dos bondes e ataca representantes do poder público.

"Mais do que o abandono de um bem tombado, que, quando convém, tem a imagem utilizada para ilustrar interesses politiqueiros de divulgação da cidade, estamos diante de uma situação criminosa, na medida em que pessoas morrem ou sofrem lesões corporais de natureza grave, que certamente poderiam ser evitadas se o governador e o secretário [de Transporte, Júlio Lopes] cumprissem a decisão judicial que, há mais de dois anos ordenou a recuperação integral do sistema de bondes, com a devolução dos 14 bondes tradicionais em perfeitas condições de operação".

De acordo com a associação, os problemas dos bondes como manutenção e superlotação foram denunciados diversas vezes ao poder público.

"O Crea [Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia], em relatório da Capa (Comissão de Prevenção de Acidentes) divulgado publicamente, recomendou que os bondes modificados não fossem colocados em circulação devido à falha grave na localização do sistema de freios. A recomendação foi solenemente ignorada pelo governo do Estado, Secretaria de Transportes e Central Logística (empresa que administra o sistema de bondes)".

Ainda segundo a associação, no dia do aniversário do bonde, na próxima quinta-feira (1º de setembro), a comemoração já seria substituída por protesto em forma de luto, para lembrar as mortes da professora Andréa de Jesus e, recentemente, do turista Francês Charles Damien.

A Amast conclui a carta culpando o governador Sérgio Cabral, o secretário Júlio Lopes e o Ministério Público.

"Pelas razões acima e por todos os outros motivos que até as pedras centenárias das ladeiras de Santa Teresa conhecem, reputamos como principais culpados as autoridades aqui mencionadas, com especial destaque para:

1. O governador Sérgio Cabral, que com sua habitual desfaçatez, suscitou à época do acidente que vitimou a professora Andréa de Jesus Rezende, uma possível municipalização dos bondes, com o único propósito de desviar o foco da imprensa quanto à raiz do problema, haja vista que nenhuma palavra voltou a ser dita sobre o assunto nos últimos dois anos.

2. O secretário Júlio Lopes, pela malversação da verba pública que deveria ter sido aplicada na recuperação dos 14 bondinhos tradicionais, e que foi aplicada na aventura tecnológica fracassada empreendida pela empresa T’TRANS, que resultou na criação de aberrações com aparência de bonde porém repletas de problemas de projeto que até hoje não foram superados.

3. O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, pela omissão em requerer à Justiça a execução provisória das decisões que ordenaram a recuperação integral do sistema de bondes de Santa Teresa, mesmo após o esgotamento dos principais recursos em que o Estado saiu-se perdedor".


O governo do Estado e o Ministério Público não haviam se manifestado oficialmente sobre a carta da associação até a publicação desta reportagem.

http://noticias.r7.com/rio-de-janeir...-20110828.html
Uhr Ban no está en línea   Reply With Quote
Old August 29th, 2011, 04:45 AM   #20
Paulo Magalhães
Registered User
 
Paulo Magalhães's Avatar
 
Join Date: May 2010
Posts: 3,926
Likes (Received): 336

Quote:
Originally Posted by Uhr Ban View Post
Bonde que tombou tinha arame no lugar
de parafuso para prender peça em roda


Peritos da polícia e engenheiros do Crea analisam veículo e local do acidente em Sta. Teresa
Marcelo Bastos, do R7 | 28/08/2011 às 12h37

O bonde de Santa Teresa que perdeu o controle e tombou sábado (27), provocando a morte de cinco pessoas e ferindo outras 57, tinha um arame no lugar de um parafuso em um dos eixos que prende as rodas traseiras. Na mesma estrutura, que tem cerca de cem anos, uma sapata de freio (espécie de pastilha) completamente gasta chamou a atenção dos técnicos do Crea-RJ (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro) durante vistoria na manhã deste domingo (28).

Para o coordenador da Comissão de Análise e Prevenção de acidentes do Crea-RJ, engenheiro Luiz Antônio Cosenza, uma falha no sistema de freios pode ter provocado o acidente.

- Quando o freio é acionado e trava, as rodas se arrastam e deixam marcas claras nos trilhos e nas rodas. Pelo que percebemos aqui, não há marcas de frenagem. Uma das possibilidades é que o sistema de ar comprimido dos freios tenha falhado. Percebemos que o motorneiro acionou o freio, mas se houve um vazamento de ar no compressor, por exemplo, ele fica sem força para parar o veículo.

Cosenza disse que a superlotação pode ter contribuído, mas não foi a causa do acidente.

- Só a superlotação não teria provocado o acidente. Se o freio estivesse funcionando perfeitamente, essa tragédia não teria acontecido. Agora vamos convocar os responsáveis técnicos para prestar esclarecimentos no conselho, levantar questões de manutenção e saber o que exatamente ocorreu.

O deputado federal Alessandro Molon (PT) esteve no local da tragédia, se disse chocado com o acidente e prometeu acompanhar as investigações.

- É muito fácil colocar a culpa no motorneiro, que está morto. Esse acidente tem responsáveis e precisamos apurar para saber quem são. Esse arame e essa pastilha de freio gasta comprovam a falta de manutenção. Em 2009, fiz uma audiência alertando para o risco de acidentes. Isso é um absurdo.

Na noite de domingo (28), o governador do Rio, Sérgio Cabral, se manifestou pela primeira vez sobre o acidente. No texto, Cabral lamentou as mortes e determinou que "o transporte por bondes no bairro fique interrompido e que a Secretaria de Transportes conduza um plano de modernizaçao" .

Enterros

Os corpos de João Batista Soares e Ivone da Silva foram enterrados às 12h deste domingo no cemitério de Inhaúma, zona norte da cidade. Uma terceira vítima, Nelson Correa da Silva (maquinista), será enterrada às 16h no mesmo local.

Já os corpos de Claudia Lilian Almeida Fernandes e de Maria Eduarda Nunes continuavam no IML (Instituto Médico Legal) às 11h30. Claudia morava no Rio Grande do Sul e o cadáver será levado para o Estado.

Nova perícia em Santa Teresa

Peritos do ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Éboli) retomaram na manhã deste domingo a perícia no local onde um bonde tombou. O engenheiro do Crea Luiz Antônio Cosenza, acompanhou os trabalhos com sua equipe.

A rua Joaquim Murtinho está interditada em meia pista, na altura da rua Francisco Muratori. Guardas municipais passaram a madrugada no local da tragédia para orientar a população e os motoristas que trafegavam na via. Este trabalho de orientação continuará a ser feito durante o dia de hoje.

Segundo uma avaliação preliminar, o bonde andou cerca de 20 m depois de descarrilar até atingir dois postes. O acidente aconteceu em um trecho de declive acentuado e com curvas. O impacto da batida deixou o veículo totalmente destruído. A primeira perícia foi interrompida por volta de 20h50 de sábado porque não havia iluminação suficiente para o trabalho dos peritos.

Circulação suspensa

A circulação dos bondes está suspensa até que as causas do acidente sejam apuradas, segundo o secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, que esteve no local e foi hostilizado por moradores.

- Foi uma fatalidade, uma tragédia, mas as causas desse acidente serão apuradas com toda a transparência. Vamos pedir ajuda ao Crea para saber o que aconteceu.

O bonde estaria superlotado, com pelo menos 14 passageiros além do permitido, segundo informações do Corpo de Bombeiros e da Secretaria Estadual de Transportes.

A capacidade é de 32 passageiros sentados e 12 em pé, informou Júlio Lopes. O número, no entanto, não inclui os que viajam nos estribos, prática muito comum entre os usuários do sistema.

- Temos informações preliminares de que o bonde estaria muito cheio.

Além disso, o bonde nº 10 não havia sido modernizado e pertencia a uma geração antiga de veículos, segundo Júlio Lopes. O secretário informou que o processo de recuperação dos bondes foi interrompido por determinação judicial porque os modelos novos apresentaram problemas.

http://noticias.r7.com/rio-de-janeir...-20110828.html
Qual é o estágio atual das obras de reativação, do trecho até a estação do silvestre?

Qual é a extensão atual da malha, que não possui operação regular e que ao menos apresenta condições mínimas para reativação?
__________________
Engenheiro Ferroviário
Paulo Magalhães no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 05:49 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu