daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Regionais > Norte > Notícias da Região

Reply
 
Thread Tools
Old May 22nd, 2011, 03:24 AM   #41
luiz belenense
Terra de ricas florestas
 
luiz belenense's Avatar
 
Join Date: Nov 2009
Location: Carajás PA
Posts: 8,908
Likes (Received): 157

Amazonas

Vice-governador diz que mudança no ICMS proposta na Reforma Tributária inviabiliza ZFM

A declaração foi dada neste sábado (21) em Belém durante encontro dos governadores da Amazônia


O vice-governador José Melo e o secretário executivo de Fazenda Thomaz Nogueira, que representaram o governador Omar Aziz, destacaram o fato de que o Estado perderá competitividade, caso o ICMS deixe de ser cobrado na origem para ser tributado no destino.

Também participam do encontro o governador do Pará, Simão Jatene; do Mato Grosso, Silval Barboza; do Acre, Tião Viana; de Roraima, José de Anchieta; de Rondônia, Confusio Moura; do Amapá, Camilo Capiberibe; do Tocantins, Siqueira Campos e o vice governador do Maranhão, Washington Oliveira.

Outros temas discutidos foram a dívida dos estados, cujo juros são considerados inviáveis; a Revisão dos Critérios de Distribuição dos Fundos de Participação dos Estados e o Projeto Norte Competitivo, que defende um plano estratégico de logística e infraestrutura para os estados da região.

A Reforma Tributária, que do ponto de vista da União tem como principal objetivo por um fim à guerra fiscal, também pode ser um pesadelo para estados como Amazonas, Pará e Maranhão, os mais desenvolvidos do ponto de vista industrial entre os nove Estados da Região Amazônica.

No caso do Amazonas, a mudança acaba com a arrecadação do Estado e compromete o principal atrativo da Zona Franca de Manaus (ZFM), que é o incentivo fiscal na forma de redução ou isenção do ICMS. “Viemos discutir como manter nossa competitividade com a Reforma Tributária. Entendemos que ela é necessária para o Brasil, mas é preciso que se discuta a excepcionalidade da Zona Franca, um modelo de desenvolvimento que garante integração econômica, social e ambiental de um Estado complexo”, disse Melo.

Para o secretário executivo de Estado da Fazenda, Thomaz Nogueira, o Amazonas será o estado mais impactado com a mudança da cobrança do ICMS da origem para o destino. “Como nossa produção não é para o consumo interno e sim para o país inteiro, nas operações interestaduais não vai mais se pagar o imposto. Se o grosso da nossa atividade é vender para outros estados e nessa relação não tem mais imposto a ser cobrado, não tem possibilidade de ter ganho. Por isso, precisamos construir uma solução técnica que preserve o nosso modelo de desenvolvimento”. Segundo Thomaz, a proposta de recompensa via fundo de receita, incluída na Reforma Tributária, não interessa ao Estado. “O que queremos é que seja mantida nossa atividade econômica”.

http://acritica.uol.com.br/manaus/Vi...484751532.html
__________________
I Belém

Carajás - Amazônia - Brasil
luiz belenense no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old May 22nd, 2011, 04:48 AM   #42
Rondon
O mundo num feixe de luz
 
Rondon's Avatar
 
Join Date: Apr 2006
Location: Porto Velho, RO
Posts: 19,088
Likes (Received): 1256

DEU NO BLOG: Confúcio comenta o encontro dos Governadores da Amazônia

RELATÓRIO DE VIAGEM A BELÉM:
Data da saída de Porto Velho – 17 h de 20 de maio de 2011
Data do retorno – 23h de 21 de maio de 2011

Assunto – Reunião de governadores



Sábado 9 h – início do evento com 9 governadores da Amazônia.

A pauta compreendeu:

1- Nova pactuação do FPE – Fundo de Participação dos Estados. Cuja proposta, de um modo geral, prejudicará a Amazônia. Porque hoje 85% do valor do fundo beneficia o Norte, Nordeste, Distrito Federal e Centro-Oeste. A nova proposta quer universalizar a sua abrangência. Com isto, não se praticará a justiça social e nem o combate às permanentes desigualdades regionais. Ficou combinado, porque o assunto é sério demais, para se promover uma reunião técnica em São Luiz no Maranhão, com Secretários de Fazenda, para estudarem bem e depois apresentarem para os governadores a melhor proposta, para que se possa instruir politicamente as bancadas parlamentares. Mas uma coisa ficou combinado – os estados amazônicos não podem perder um tostão de receita.



2- Norte Competitivo – um estudo perfeito da CNI mostrando a necessidade de uma ação coletiva dos governadores da Amazônia, para trabalharem unidos para implantarem os eixos de uma boa logistica de transportes que possam beneficiar a todos. Ficou combinado que breve haverá uma reunião com todos os Secretários de Planejamento da Amazonia, para definir 3 ou 4 acoes prioritárias par que possamos fechar questão na Construção delas, na cidade de Manaus.

3- Dívidas dos Estados – que são impagáveis. Quanto mais se paga, mais se deve. O Mato Grosso apresentou a sua proposta, de pagá-lá mais rapidamente com participação do capital privado. E todo mundo ficou interessado. Mas ficou também para os secretarios de fazenda apontarem caminhos técnicos para que entremos com a base politica de apoio.

4- Política ambiental – estava na pauta, mas ficou para outra reunião.

Obs.: Depois de tudo discutido veio o almoço e uma entrevista coletiva que foi apresentada pelo Governador de Mato Grosso Silval Pereira. E, na base do informalismo, conversei com o Governador de Roraima, José de Anchieta, que era o único Estado que não havia ainda assinado uma proposta de RONDONIA no Confaz, para resolver de uma vez por todas o incentivo fiscal para as usinas do Madeira na importação de peças. Ficou fechado. Ele me atendeu. Fiquei satisfeito.

http://www.ariquemesonline.com.br/te...p?codigo=21035
Rondon no está en línea   Reply With Quote
Old May 22nd, 2011, 04:54 AM   #43
Guajará
from Belém-Pa
 
Guajará's Avatar
 
Join Date: Jun 2009
Location: Porto Alegre
Posts: 26,268
Likes (Received): 441

#41
polêmico, esses encontros sempre terminam com algum impasse.
__________________
meus threads
Guajará no está en línea   Reply With Quote
Old May 22nd, 2011, 05:07 AM   #44
jedeao
Morando em C. Grande/MS
 
jedeao's Avatar
 
Join Date: Jun 2010
Location: Cuiabá/MT e Campo Gde/MS
Posts: 3,141
Likes (Received): 224

Silval Barbosa surpreendeu no encontro.
Não sei por que, mas achei que sua atuação seria tímida.

Muito legal o thread!!!
jedeao no está en línea   Reply With Quote
Old May 22nd, 2011, 02:03 PM   #45
luiz belenense
Terra de ricas florestas
 
luiz belenense's Avatar
 
Join Date: Nov 2009
Location: Carajás PA
Posts: 8,908
Likes (Received): 157

tbm me surpreendi, ele foi bastante enérgico nos debates e nas entrevistas.
__________________
I Belém

Carajás - Amazônia - Brasil
luiz belenense no está en línea   Reply With Quote
Old May 22nd, 2011, 02:05 PM   #46
luiz belenense
Terra de ricas florestas
 
luiz belenense's Avatar
 
Join Date: Nov 2009
Location: Carajás PA
Posts: 8,908
Likes (Received): 157

Amazônia

Unidade é a senha para o desenvolvimento



A tão sonhada unidade da região Amazônica para que juntos os Estados possam lutar pelo desenvolvimento da região foi a tônica do debate entre os seis governadores e dois vices da Amazônia, que defenderam temas de interesse comum, em reunião ontem (21) no Hangar Centro de Convenções, em Belém, convidados pelo governador do Pará, Simão Jatene (PSDB). Os temas reforma fiscal e ambiental dominaram as discussões, além da precária infraestrutura da região e a provável mudança nas regras de distribuição do Fundo de Participação dos Estados (FPE). Dos oito governadores da Amazônia Legal, seis compareceram ao fórum e dois mandaram seus vices, além da presença de secretários de Estado, parlamentares e empresários paraenses.

Após a abertura do fórum realizada pelo governador do Pará, os representantes da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), Renato Pavane e Olivier Girard, apresentaram aos presentes o Programa Norte Competitivo, criado pela instituição com foco no planejamento de dotação de logística estrutural no Estado, como necessidade premente para o desenvolvimento.

Simão Jatene demonstrou preocupação com a discussão da mudança nas regras do repasse do FPE para os Estados. O fundo é um componente importante das receitas dos Estados, como ele admite, por isso, as alterações que deverão ocorrer nos critérios de repasses do fundo aos Estados, segundo Jatene, tem que ser tema prioritário nas reuniões dos governantes da Amazônia. “Os Estados da Amazônia dependem fortemente do fundo. Muitos estão estrangulados com dívida à União que aumenta a cada dia”, acentua o governador paraense.

TEMAS IMPORTANTES

No entanto, Jatene sustenta que é preciso que a primeira preocupação dos governantes da região deve ser a construção de uma visão de unidade entre os Estados, apesar das diferenças entre cada um deles. Para ele, é o momento oportuno de se discutirem os temas fundamentais ao desenvolvimento sustentável da Amazônia, como reforma tributária, a questão ambiental, infraestrutura, entre outras.

“A questão ambiental deve ser o elemento central de qualquer debate na Amazônia. Temos que nos libertar dessa armadilha de que temos que optar entre produzir ou preservar”, ressalta o governador.

Simão Jatene defende que é preciso discutir alternativas positivas de projeto de desenvolvimento sustentável e cita o município de Paragominas, no Pará, que saiu da situação de degradação para o selo município verde.

Os representantes do Amazonas no fórum também defenderam a construção de uma unidade dos Estados na região. O secretário executivo de Fazenda, Thomaz Nogueira, citou os temas fiscal e de infraestrutura como dois pontos fundamentais do encontro e ainda a busca de ações para o desenvolvimento sustentável.

Solidariedade na guerra pela reforma tributária

Segundo Nogueira, apesar de economias distintas, o Amazonas é absolutamente solidário ao Pará na luta pela reforma tributária. “Pará tem razão em reclamar sobre a Lei Kandir, que não deixa receita no Estado. Nós temos que dar suporte a uma política que os bens primários sejam tributados, porque a compensação da União é ínfima”, enfatiza.

Ele alega que os governantes do Amazonas defendem a simplificação da legislação e do sistema fiscal e do ponto de vista da União que sejam aprovados critérios para acabar com a guerra fiscal entre os Estados. “A guerra fiscal é uma desobediência à constituição, mas veio pela ausência de uma política de desenvolvimento regional. Para isso, os Estados da Amazônia têm que se unir”, especifica.

As grandes distorções regionais, segundo o secretário de Fazenda do Amazonas, é a maior prova de que a União tem obrigação de criar mecanismos que reduzam o máximo possível. Para o governo do Amazonas, a reforma tributária que deverá realizada pelo Congresso Nacional tem que manter a competitividade das zonas francas, caso contrário, poderá atingir faltamente as economias dos Estados com esta característica. “Soluções técnicas têm que ser discutidas. O Amazonas não quer ser compensado por fundos, quer manter o modelo em que as empresas são competitivas por causa do benefício fiscal. Se isto acabar, acaba também o diferencial competitivo”, acentua o secretário de Fazenda amazonense.

http://www.diarioonline.com.br/notic...olvimento.html
__________________
I Belém

Carajás - Amazônia - Brasil
luiz belenense no está en línea   Reply With Quote
Old May 22nd, 2011, 03:54 PM   #47
Guajará
from Belém-Pa
 
Guajará's Avatar
 
Join Date: Jun 2009
Location: Porto Alegre
Posts: 26,268
Likes (Received): 441


jornal O Liberal 22/05/2011 caderno atualidades 10.
__________________
meus threads
Guajará no está en línea   Reply With Quote
Old May 22nd, 2011, 08:34 PM   #48
Manauense
Manaus, Amazonas, Brasil
 
Manauense's Avatar
 
Join Date: Mar 2006
Location: Manaus (Amazonas) & São Paulo - Capital
Posts: 7,731
Likes (Received): 401

Infelizmente, muitos políticos não estão nem aí para o povo. Acho os discursos muito bonitos, mas na prática pouco ou nada é feito em prol do desenvolvimento dos estados. Aqui no Brasil se não fosse pela iniciativa privada, o país já teria parado no tempo.
__________________
Manaus (AM), a maior cidade do Norte e metrópole da Amazônia Ocidental!
Parintins (AM), a cidade do Garantido e do Caprichoso!
Manauense no está en línea   Reply With Quote
Old May 23rd, 2011, 04:48 PM   #49
luiz belenense
Terra de ricas florestas
 
luiz belenense's Avatar
 
Join Date: Nov 2009
Location: Carajás PA
Posts: 8,908
Likes (Received): 157

Esforço coletivo por mais recursos para Amazônia


Os setores de Planejamento e Fazenda devem ser os primeiros a terem atuação conjunta dos Estados da Amazônia Legal, como resultado do encontro dos governadores da região, realizado no sábado, 21, em Belém.

Na área de Planejamento, a ideia é levantar as dificuldades de logística, as necessidades de infraestrutura e os investimentos que podem beneficiar toda a região. “A partir desses estudos, vamos identificar projetos que respondam à necessidade de integração regional e de redução de custos e vamos negociar com as bancadas para que sejam apresentadas, sob a forma de emendas ao Orçamento da União, como projetos de toda a Amazônia, o que pode facilitar a disponibilização de recursos para realização dos projetos”, explicou o governador do Pará, Simão Jatene, ao final do encontro.

Para Jatene, a intenção é juntar esforços para fazer valer a força da região que se estende por 60% do território brasileiro, abriga 12% da população, mas responde por apenas 8% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

“A Amazônia só tem uma forma de contribuir para o desenvolvimento brasileiro: é através do seu próprio desenvolvimento. Se isso não acontecer será algo muito perverso, porque a gente acaba atendendo a interesses e demandas nacionais, mas as populações locais são punidas por isso. Você punir uma região por suas riquezas é uma perversidade”, discursou Jatene, idealizador do evento.

Os secretários de Planejamento devem se reunir em São Luís (MA), por sugestão do vice-governador maranhense, Washington Oliveira.

DÍVIDA

Na área da Fazenda, a missão é avaliar propostas de reforma tributária que estão em análise e que podem causar perdas de recursos à região, além de buscar alternativas que permitam aumentar a participação da Amazônia na distribuição do bolo dos recursos federais.

Outro ponto da pauta dos secretários de Fazenda serão os critérios para correção da dívida dos Estados. Há 13 anos, a dívida de todas as unidades da federação brasileira somava R$ 93 bilhões. Nesse período, foram pagos R$ 97 bilhões, mas o saldo devedor saltou para R$ 320 bilhões. “Seria risível, se não fosse trágico. Isso tem impacto para todos os Estados, mas para os mais pobres é ainda mais dramático. Estamos consumindo nossos recursos que já são minguados para pagar juros sobre juros”, explicou o governador do Pará.

Uma das preocupações mais imediatas, contudo, são as possíveis mudanças no padrão de distribuição do Fundo de Participação dos Estados. Por decisão do Supremo Tribunal Federal, os critérios atuais vigoram até o final do ano que vem. Não existem ainda novas regras, mas há risco de que a mudança acabe reduzindo ainda mais a receita dos Estados mais pobres.

“Um preceito que vigorou até hoje é de que 85% do Fundo eram destinados aos Estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Se essa regra cai por terra - e existem interesses contra a manutenção - pode ser muito ruim para os Estados da Amazônia”, alertou Jatene.

O secretário da Fazenda do Pará, José Tostes, ficou responsável por coordenar o encontro dos secretários da Fazenda, que deve ocorrer em Manaus, a convite do vice-governador do Amazonas, José Melo. As reuniões dos secretários de Planejamento e Fazenda ainda não têm data marcada.

PONTOS COMUNS

O encontro dos governadores foi realizado a portas fechadas no Hangar Centro de Convenções da Amazônia e durou mais de cinco horas. O ponto de consenso foi a necessidade de maior união da Amazônia.

Os governadores admitem que há diferenças entre os Estados, como densidade demográfica, nível de industrialização, dependência de importação e exportações, mas a ideia é avaliar os pontos e as demandas em comum. “Temos que buscar caminhos que sejam capazes de nos unificar. Já não temos uma densidade política muito grande e se tivermos dificuldades de união porque cada um está preocupado em salvar o seu, as chances de termos sucesso diminuem muito”, diz Jatene.

Além do anfitrião, participaram do evento os governadores de Roraima, José de Anchieta; de Rondônia, Confúcio Moura; do Amapá, Camilo Capiberibe; do Tocantins, José Siqueira Mendes; do Mato Grosso, Silval da Cunha; e do Acre, Tião Viana.

Os Estados do Amazonas e do Maranhão foram representados pelos vices-governadores José Melo e Washington Oliveira, respectivamente.



http://diariodopara.diarioonline.com...+AMAZONIA.html
__________________
I Belém

Carajás - Amazônia - Brasil
luiz belenense no está en línea   Reply With Quote
Old March 17th, 2012, 11:45 PM   #50
Grande Manaus
O amor pelo Amazonas
 
Grande Manaus's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 13,443
Likes (Received): 268

A Amazônia está a própia sorte !! ongs extrangeiras tomando conta de tudo e com negociatas com indios em prol da pseudo-sustentabilidade como se defendem !! as nossas fronteiras a mercê dos biopiratas e dos contrabandistas e de da industria madereira que avança na divisa Brasil -Peru ...
__________________
6 anos anos de SSC


Grande Manaus no está en línea   Reply With Quote
Old March 25th, 2012, 05:24 PM   #51
ricfelix
Belém - Pará
 
ricfelix's Avatar
 
Join Date: Mar 2011
Posts: 18,752
Likes (Received): 7375

Silval Barbosa participa de Encontro dos Governadores da Amazônia Legal em Belém nesta segunda-feira

O governador Silval Barbosa participa nesta segunda-feira (26.03), em Belém (PA), do Encontro de Governadores da Amazônia Legal. Na oportunidade os governadores dos nove Estados da Amazônia Legal (Pará, Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia, Amapá, Maranhão, Tocantins e Mato Grosso) irão debater questões sobre o desenvolvimento sustentável na região. O objetivo do evento é avançar na consolidação de uma proposta de política de desenvolvimento integrada, a ser apresentada pelo bloco dos governos da Amazônia Legal durante as conferências da Rio + 20, marcada para o período de 13 a 22 de junho, no Rio de Janeiro.

Esta será a segunda reunião preparatória para a criação da "agenda amazônica". A primeira aconteceu em maio do ano passado e a terceira e última reunião, que vai selar a proposta a ser apresentada conjuntamente pelos governadores da Amazônia Legal, vai ocorrer em maio, no Estado do Acre.

De acordo com o governador Simão Jatene, que fez o convite para o encontro, essas reuniões são importantes para o fortalecimento da região, por meio da unidade entre os governadores. Vários temas serão abordados, como reforma tributária, questões ambientais e infraestrutura da região.

Para o governador Silval Barbosa estas reuniões têm sido importante devido a relevância dos temas e dos Estados envolvidos nas discussões. “Sempre conseguimos manter a unidade entre esses Estados até porque os resultados sempre são muito positivos. A expectativa é grande para mais esse encontro”.

O Encontro de Governadores da Amazônia Legal acontecerá às 10 horas no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.


http://www.odocumento.com.br/noticia.php?id=388623
__________________
Quando ela chegou com aquele papo suspeito de dizer que não tinha nada, categórico eu deduzi: aí tem! Menina de Belém com sapatilhas de cinema, folheando um livro de bolso do Nietzsche, num sebo no centro da cidade, aí eu disse:

Você não era kitsch? lembra que você me disse?


Fanzine kitsch - Felipe Cordeiro.
ricfelix no está en línea   Reply With Quote
Old March 25th, 2012, 05:29 PM   #52
ricfelix
Belém - Pará
 
ricfelix's Avatar
 
Join Date: Mar 2011
Posts: 18,752
Likes (Received): 7375

Governadores traçam agenda mínima

A Amazônia terá uma agenda própria na Conferência Rio + 20, que se realizará este ano no Rio de Janeiro. O governador do Pará, Simão Jatene, recebe amanhã em Belém oito governadores dos Estados da Amazônia Legal (Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia, Amapá, Maranhão, Tocantins e Mato Grosso) para debater o desenvolvimento sustentável na região. O objetivo é avançar na consolidação de uma proposta de política de desenvolvimento integrada, a ser apresentada pelo bloco dos governos da Amazônia Legal durante a Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a ser realizada entre os dias 13 e 22 de junho. O encontro dos governadores começará às 9h30, no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

Participam do fórum, convidados por Simão Jatene, os governadores Tião Viana (Acre); Omar Aziz (Amazonas); José Anchieta Júnior (Roraima); Camilo Capiberibe (Amapá); Siqueira Campos (Tocantins), e Silval Barbosa (Mato Grosso). Os Estados de Rondônia e Maranhão serão representados pelos seus vice-governadores, Airton Pedro Gurgacz, e Washington Luís.

Esta será a segunda reunião preparatória para a criação da “Agenda amazônica”. A primeira - também realizada por iniciativa de Jatene -aconteceu em maio do ano passado. A terceira e última reunião, que selará a proposta a ser apresentada conjuntamente pelos governadores da Amazônia Legal, está marcada para maio, no Estado do Acre.

Para Simão Jatene, as reuniões são importantes para o fortalecimento da região, por meio da unidade entre os governadores. “Existem vários temas que interessam a toda a Amazônia. É importante nossa união na defesa dessas questões. Esse encontro é um momento oportuno para discutirmos reforma tributária, infraestrutura da região e a questão ambiental, e a partir daí fortalecer a nossa unidade”, afirma.


CARTA

As propostas e projetos que serão expostos no fórum de governadores integrará a Carta da Amazônia, que será entregue à presidente Dilma Roussef, durante a conferência. O secretário de Produção e Desenvolvimento Sustentável do Pará, Sidney Rosa, explica que a Carta da Amazônia será a construção coletiva dos governos da região, uma espécie de posição comum dos Estados da Amazônia, apesar de cada manter suas especificidades.

Para o secretário é natural que cada Estado tenha sua política ambiental, respeitando suas peculiaridades. “O fundamental é que esta agenda contenha a mesma mensagem de fundo, que é o desenvolvimento sustentável”, define Sidney Rosa. “É preciso entender desenvolvimento sustentável por cada Estado”, acentua o secretário, admitindo o desafio de se elaborar uma agenda comum entre Estados, de uma mesma região, mas com economias tão diferenciadas.


PROGRAMAÇÃO

Após a abertura do evento, o secretário Executivo do Ministério do Meio Ambiente, Francisco Gaetani, ministrará palestra sobre “A Amazônia na Rio+20”. Às 10h30, Vicente Falcão, secretário de Estado de Meio Ambiente do Mato Grosso, debaterá com os governadores sobre “A construção da Carta Amazônia no âmbito do Fórum dos Secretários de Meio Ambiente”. Às 11h, os governadores iniciarão os debates sobre temas mais relevantes da Amazônia na Rio+20.

Paralelamente ao encontro dos governadores, os secretários de Meio Ambiente dos Estados da Amazônia Legal também participarão de um debate, com o mesmo propósito dos governadores. Durante as discussões, o secretário de Meio Ambiente do Pará, José Alberto Colares, apresentará as principais demandas do Estado, ajudando a compor o documento.

A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), ganhou este nome porque marca os 20 anos de realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Eco-92). Ela deverá definir a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas. A conferência terá como temas principais “A economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza” e “A estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável” (com informações da Agência Pará). (Diário do Pará)

http://www.diarioonline.com.br/notic...da-minima.html
__________________
Quando ela chegou com aquele papo suspeito de dizer que não tinha nada, categórico eu deduzi: aí tem! Menina de Belém com sapatilhas de cinema, folheando um livro de bolso do Nietzsche, num sebo no centro da cidade, aí eu disse:

Você não era kitsch? lembra que você me disse?


Fanzine kitsch - Felipe Cordeiro.
ricfelix no está en línea   Reply With Quote
Old March 26th, 2012, 02:21 AM   #53
Guajará
from Belém-Pa
 
Guajará's Avatar
 
Join Date: Jun 2009
Location: Porto Alegre
Posts: 26,268
Likes (Received): 441

Não era melhor mudar o titulo desse thread para noticia relacionadas da região; só "Pacto pela Amazonia" e tirar o 2011, "Café Amazonia", "Parlamento Amazonico" etc..
__________________
meus threads
Guajará no está en línea   Reply With Quote
Reply

Tags
amazônia

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 11:49 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu