daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Arquitectura e Urbanismo > Portugal > Projectos



Reply

 
Thread Tools
Old September 10th, 2009, 03:27 AM   #2661
traveler
Registered User
 
Join Date: Jun 2005
Posts: 8,759
Likes (Received): 204

Quote:
Originally Posted by pauloluso View Post
Este projecto já está construído desde agosto 2008.
Nunca mais abre.
Cá para mim, já não consegue arranjar lojas que se queiram instalar.
E ainda continuam a construir!
Pois, cum a crise ta ir muito devagar!
__________________
florida . Biarritz .Esposende
traveler no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old January 19th, 2010, 05:48 PM   #2662
SeaKo
Registered User
 
SeaKo's Avatar
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 92
Likes (Received): 2

Quote:
CB Richard Ellis relança o Fashion Spot Beloura
O antigo Beloura Shopping apresenta um novo conceito, novas lojas e uma forte aposta numa oferta privilegiada.


(...)
noticia completa: oje.pt
SeaKo no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 02:37 PM   #2663
trigger7
Registered User
 
trigger7's Avatar
 
Join Date: Jun 2009
Location: Lisboa living in Girona
Posts: 866
Likes (Received): 14

Quote:
Originally Posted by StandAlone View Post
Não concordo...Qual o problema de abrirem mais shoppings? Existem estudos de mercado e os promotores só avançam se existir viabilidade...além do mais se você ia de Viana até ao Porto para as compras e agora já não... só está a poupar com isso...
Qual o problema de abrirem mais centros comerciais? Num país que tem a maior concentração de c.c. per capita e dos menores poderes de compra da Europa eu digo-te quais são:

A procura não é infinita, logo há lojas mais pequenas nos centros das cidades que perdem clientes e muitas fecham as portas;

Os centros históricos perdem pessoas e vida;

Criam-se milhares de postos de trabalho nos centro comerciais como os investidores muito gostam de anunciar, mas são empregos mal pagos e precários, e ainda por cima, em substituição dos empregos que se perdem nas lojas de rua.

Os promotores só avançam se existir viabilidade, claro. Enquanto existirem lojas de rua que ainda não fecharam, eles continuaram a abrir C.C porque lhes é permitido e os autarcas devem fazer muito dinheiro com isso.
trigger7 no está en línea   Reply With Quote
Old March 18th, 2010, 02:49 PM   #2664
dvf
BANNED
 
Join Date: Aug 2008
Location: Lisbon (Amadora)
Posts: 3,777
Likes (Received): 44

Quote:
Originally Posted by trigger7 View Post
Os promotores só avançam se existir viabilidade, claro. Enquanto existirem lojas de rua que ainda não fecharam, eles continuaram a abrir C.C porque lhes é permitido e os autarcas devem fazer muito dinheiro com isso.
O teu raciocínio só tem uma falha: a liberdade de escolha das pessoas. Ninguém, obriga os portugueses a irem aos CC em vez de irem ao tal comércio de rua. Os CC fornecem um conjunto de serviços e condições que fazem os portugueses escolherem-nos, mas isso apenas demonstra que a qualdiade de vida aumentou com estes.
dvf no está en línea   Reply With Quote
Old March 18th, 2010, 03:06 PM   #2665
migminho
Registered User
 
Join Date: Jul 2009
Location: Lagoa(Açores)/Braga
Posts: 1,474
Likes (Received): 9

Os CC tem vantagens e crescem porque:
Lojas mais apelativas que as do comercio tradicional
concentração de uma variadade em alguns metros quadrados
estacionamento coberto e gratuito
abertura alargada incluindo fins de semana
migminho no está en línea   Reply With Quote
Old March 25th, 2010, 12:03 AM   #2666
traveler
Registered User
 
Join Date: Jun 2005
Posts: 8,759
Likes (Received): 204

Sonae Sierra inaugura amanhã novo centro comercial em Leiria
A Sonae Sierra vai inaugurar amanhã o novo centro comercial em Leiria, o LeiriaShopping. O projecto contou com um investimento de 79 milhões de euros.
Joana Gonçalves
jgoncalves@negocios.pt

A Sonae Sierra vai inaugurar amanhã o novo centro comercial em Leiria, o LeiriaShopping. O projecto contou com um investimento de 79 milhões de euros.

O novo espaço comercial vai criar 900 postos de trabalho e dinamizar o comércio e economia local através da contratação de empresas locais em diversas áreas, sendo que 23% dos lojistas que estão no LeiriaShopping são empresas locais, representando um investimento de 6 milhões de euros em empresas da região.

O novo centro que teve um investimento de 79 milhões de euros conta com a totalidade da sua Área Bruta Locável (ABL) comercializada, o que segundo a empresa “atesta o sucesso do projecto”.

O novo espaço comercial vai ter 116 lojas e prevê que no primeiro ano, haja um crescimento de 5 para 8 milhões de visitas por ano, e que as vendas atinjam os 7 milhões de euros.

O LeiriaShopping é o primeiro centro comercial da Europa a obter o certificado em Segurança e Saúde.
__________________
florida . Biarritz .Esposende
traveler no está en línea   Reply With Quote
Old April 12th, 2010, 12:35 AM   #2667
JP_Neptune
Glory to Chairman Meow!
 
JP_Neptune's Avatar
 
Join Date: May 2006
Location: Mute City
Posts: 1,357
Likes (Received): 1

Encontrei um artigo do New York Times publicado em Maio de 1986 sobre o CC Amoreiras [que tinha sido inaugurado em Setembro de 1985], não sabia que o restaurante Verde Coco estava lá desde a inauguração

http://www.nytimes.com/1986/05/04/tr...?&pagewanted=1

Quote:
SHOPPER'S WORLD; LISBON GETS A MALL, AND MORE

By MARVINE HOWE; MARVINE HOWE, FORMERLY A CORRESPONDENT BASED IN LISBON, IS A REPORTER ON THE METROPOLITAN STAFF OF THE NEW YORK TIMES.
Published: May 4, 1986

Since medieval times, the austere crenelated castle of Sao Jorge has dominated Lisbon's hills, but now there are new towers that give the horizon a space age look.

The Towers of Amoreiras, with pink and blue turrets and black glass bastions, form Lisbon's newest - and most controversial - office-apartment-hotel complex cum shopping mall.

A modern version of the Oriental bazaar, the Amoreiras shopping mall is said to be the largest one on the Iberian Peninsula and the fourth largest in Europe. There are 325 shops with the best Portuguese clothing, leather goods, jewelry, crystal, herbs and chocolates. There are gift shops, bookstores, a supermarket, health center and a wide variety of restaurants and snack bars.

''Some people claim the buildings are outlandish, too high, too big, too gaudy and change the skyline of Lisbon, but what law says a skyline must be the same forever?'' asks the architect Tomas Taveira, who designed Amoreiras.

Mr. Taveira, a 47-year-old Post-Modernist, insisted that the project is linked with Lisbon's medieval history and atmosphere. The Amoreiras towers are masculine and feminine, he said, inspired by medieval towers. The colors are Mediterranean, the materials and movement modern.

The 2.5 million-square-foot complex is on a hill at the entrance to Lisbon, just behind the ancient reservoir known as Aguas Livres. The 19-story pink and blue towers include 119 luxury apartments while two of the 24-story black towers will be office buildings and the third a hotel, scheduled for completion by the end of the year.

The two-level shopping center, which forms a broad base for the towers, was opened at the end of September and has attracted an average of 120,000 people daily - shoppers and tourists as well as the curious.

Meanwhile, the debate continues. Critics have leveled all kinds of charges at the management of the Amoreiras shopping center: too much rent is being asked of the shopkeepers, prices in the center's shops are too high, and the small stores in the neighborhood are being forced out of business.

Fans on the other hand jubilantly welcome a place in Lisbon where shops are open evenings and weekends and where they don't close down in the middle of the day for a two-hour lunch. (The mall is open daily from 10 A.M. to midnight.) Motorists, who have given up shopping downtown because parking is impossible, are delighted with the enormous underground parking lot (space for 2,000 cars), which is well guarded and free of charge the first hour.

On weekends, Amoreiras is like a street festival of light and colors, with crowds milling about, generally more intent on social encounters than serious shopping. The place is kept scrupulously clean with yellow-uniformed cleaning women sweeping up candy wrappers and croissant crumbs almost as they fall.

The mall is naturally lighted by vaulted skylights along the main passageways and over the central staircase. It's a happy decor with salmon pink walls, Cretan red and blue columns, a giant yellow fountain decorated with abstract designs for children and real plants growing everywhere. There's even a spaceship and a large drum where smaller children can play.

Picture signs indicate essential directions, but even mall regulars easily lose themselves in the maze, which has been compared to Istanbul's covered bazaar.

The most popular area seems to be the restaurants, busy day and night with all kinds of snacks and more substantial fare for bargain prices. Shoppers on the run can pick up a hefty croissant sandwich of ham and cheese for less than $1 at the Croissanteria. An acceptable serving of hamburger and french fries can be had at the self-service stand called Garden Burger, again for under $1.

For those interested in a sit-down meal, Verde Coco offers Portuguese specialties such as Alentejo pork and curried chicken, with bean soup, beer or fresh orange juice at $4 for two. There's even a Middle Eastern restaurant called Aladino, run by a family from Baghdad, where one may have a meal of falafel and kebab for just over $2.

Nearby there's espresso coffee at the Sical stand for about a nickel a demitasse cup. For tea drinkers, Patadisca Tea Shop offers tea and buttery scones, served in elegant white china, $1.50 for two. For those interested in something stronger, the J Club Bar serves Scotch for $2 a glass and even bourbon for about $2.25.

Also usually crowded is the Pao da Acucar supermarket, where one can often find better buys than at the local grocery, such as oranges for less than 20 cents a pound, ordinary port wine for $2.70 a bottle and vintage port for about $16. There's also an interesting pottery section where the traditional cabbage-leaf salad bowl costs about $3, a terra cotta soup tureen and ladle $5, and a wine jar under $3.

Another area in the mall is the group of three cinemas, called Amoreiras 1, 2 and 3. They generally show recent American films with Portuguese subtitles.

The Health Club Soleil-Amoreiras is linked to leading hotels in Portugal and has three squash courts, gymnasium, solarium and Jacuzzi baths. For nonmembers, an hour of squash or racquetball costs $8, while Turkish bath or sauna is about $5.30 and underwater massage $10.

At Lucia Piloto Hairdressers, one can get a shampoo and set for $4 and a permanent wave for about $13.

Boutiques of all kinds are spread throughout the rest of the mall, many of them branches of Lisbon's best specialty shops.

The Portuguese have excelled in the art of crystal since the 15th century and one of the leading exporters, Atlantis, has a lovely display of its wares in its Amoreiras shop. A slender vase is priced at just over $12, a sherry glass at about $10 and a decanter at under $40.

Portuguese jewelers have also gained renown for their fine work. The Lisbon jewelers Branca de Brito display several spectacular pieces at their boutique. There's a choker of diamonds, sapphires and emeralds priced at about $4,000, a pearl necklace for under $190 and a pair of diamond and topaz earrings for about $1,560.

Leather has always been a good buy in Portugal. Hera presents bright colored men's shoes with classic lines: orange- or wine-colored suede shoes priced at under $18, brown or magenta leather $38 and brown patent $21. Teresinha shows elegant violet and black suede women's high-heeled boots for about $34 and short electric blue suede boots under $13.

Princess boutique offers fine leather bags: an exquisite dark brown crocodile for $600, a large soft floppy leather sack for about $82, a double briefcase-overnight bag for about $172, and a similar case in skai for about $72.

A woman's tailor-made leather suit takes about five days to produce at Pelinda boutique, which shows an elegant dark gray flared skirt for $146 and jacket for $155.

One of Lisbon's leading women's clothing stores, Loja das Meias has a small but select display at Amoreiras, featuring fine wool skirts priced between $27 and $40.

At the modish clothing store called Mashe a yellow plush three-quarter length coat sells for about $56, a cotton jacket with lots of pockets about $38, and flowered jeans $13.

A traveler may find gift ideas at shops such as Culinarium, which has a wide selection of copper, pewter and glassware. An attractive porcelain pot with copper base is priced at about $18, a copper pan for boiling eggs is about $27.

A Mao - which means handmade in Portuguese - displays pottery from different regions of the country. A brightly painted plate from the Alentejo costs $3 to $4.50, fine blue and white patterned jars from Leiria are priced between $3 and $11, and a multicolored vase from Coimbra costs less than $5.50.

An original gift shop, called Raminho de Cheiros or Bouquet of Fragrances displays a wide variety of delicious scents. There are spices such as saffron, tarragon and oregano, priced under 30 cents for a third of an ounce. A candle in the form of a bowl of fruit gives off a fruity perfume when lighted and sells for $22.

The best Portuguese and imported chocolates can be found at Jeronimo Martin, where a six-ounce bar of the national Jubileu costs about $3.50 and a slightly smaller bar of Toblerone is $5.60.
__________________
You'll never find a friend more reliable than Gazprom...

"Either he's dead or my watch has stopped."
JP_Neptune no está en línea   Reply With Quote
Old November 25th, 2010, 12:36 PM   #2668
Bluesence
Registered User
 
Bluesence's Avatar
 
Join Date: Apr 2006
Location: Barcelona
Posts: 3,998
Likes (Received): 135

txiii, o 4º maior da europa quando abriu hoje em dia quase ninguém lá vai por ser tão pequeno (tirando o pessoal dos escritórios das redondezas).
__________________
Photo Threads:

Portugal
Bluesence no está en línea   Reply With Quote
Old November 26th, 2010, 12:01 AM   #2669
Babete
Registered User
 
Babete's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: Amora
Posts: 1,127
Likes (Received): 183

Trabalhei numa das Torres e posso assegurar que o CC Amoreiras tem uma vida muito rica! No tempo que lá passei a sensação que transmitia era que estava sempre a acontecer qualquer coisa.
Autocarros de japoneses, turistas de mochila italianos, figuras do chamado "jet set", miúdos da escola, os "fatinhos" todos (eles e elas), era uma mistura tão interessante!

E depois as exposições, às sextas a feira de livros usados e antiguidades; lembra-me particularmente de um grupo de dançarinos de tango, um espectáculo!
Uma vez eu e o meu marido fomos confundidos com figurantes de uma telenovela, lá perdi a oportunidade de ter os meus 15 minutos de fama!

Não sou fã de centros comerciais, mas o CC Amoreiras é sem dúvida um caso de sucesso.
Babete no está en línea   Reply With Quote
Old January 21st, 2011, 02:01 AM   #2670
traveler
Registered User
 
Join Date: Jun 2005
Posts: 8,759
Likes (Received): 204

Comércio
‘Outlets’ crescem em vendas e visitantes

O The Style cresceu 38% e o Freeport 3%, em parte por causa da crise, que leva a uma maior procura de descontos, mas também pelas melhorias que estes espaços têm desenvolvido.

Os ‘outlets' foram durante muito tempo os parentes pobres do comércio em Portugal. Contudo, o aumento exponencial do número de centros comerciais, levou a que os promotores dos ‘outlets' apostassem numa melhoria dos seus espaços. Factor, que aliado à crise económica e às restrições de consumo, levou a um aumento da procura por este tipo de comércio com descontos permanentes de 30% a 80%. Hoje os portugueses estão cada vez mais rendidos aos ‘outlets'.

Dos quatro grandes espaços que existem em Portugal - o Campera, no Carregado; o Freeport, em Alcochete; o The Style Outlets, em Vila do Conde; e o Lago Discount, em Famalicão - pelo menos três (o Campera não respondeu aos nossos pedidos de informação até ao fecho desta edição) cresceram em vendas e visitantes no último ano. Resultados que contrariam, assim, a quebra verificada nos negócios do comércio a retalho. É que de acordo com os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatísticas, de Novembro de 2010, o comércio a retalho estava a cair 4,8% até essa data.

Dos quatro, o The Style Outlets foi o que mais se cresceu, em particular por causa das obras de expansão que desenvolveram em 2009. "O Vila do Conde The Style Outlets fechou 2010 com um volume de vendas de 62 milhões de euros, face aos 45 milhões de euros obtidos em 2009. Um aumento de 38% que se explica pelo aumento de cerca de 55% da área de vendas, resultante da ampliação do centro em 2009. Este passou a disponibilizar 136 lojas em vez das 72 iniciais", explicou Álvaro Valiente, responsável da Neinver em Portugal, a promotora do empreendimento. Em termos de afluência, este espaço comercial fechou 2010 com cerca de 3,5 milhões de visitantes, também mais 38% mais que em 2009.

Já o Freeport, apesar das polémicas em que esteve envolvido e da saída dos cinemas UCI, "registou, pelo terceiro ano consecutivo, o valor mais elevado de vendas desde a abertura do centro em 2004, cresceu 3% face ao período homólogo anterior", adiantou o director daquele espaço comercial, Nuno Oliveira ressalva no entanto que os resultados do Freeport - que gere um volume de negócios superior a 100 milhões de euros anual e 900 empregos directos - dizem respeito ao ano fiscal de Junho de 2009 a Junho de 2010, de acordo com a contabilidade aplicada pelo promotor, o grupo Carlyle. O número de visitantes, que rondou os quatro milhões no ano fiscal de 2009 , registou um aumento de 3% no ano fiscal de 2010.

Também o Lago Discount, em Famalicão, um espaço mais concentrado nas lojas de fábrica que vende directamente ao consumidor (aliás, a definição inicial de um ‘outlet') "obteve um aumento de 3% na facturação de 2009 para 2010", adiantou Alexandra Pinto, directora da Guedes Pinto, a imobiliária que assegura a gestão. Promovido pelo Fungere - Fundo de Gestão de Património Imobiliário, do grupo Espírito Santo, a Guedes Pinto acrescenta ainda que "relativamente a visitantes, não podemos estabelecer um comparativo, uma vez que mudámos o sistema de contagem de carros em finais de 2009, pelo que os números de um e outro ano não são comparáveis".

Contudo, atento às necessidades de melhoria, o Lago Discount - que emprega 605 trabalhadores nas lojas e escritórios e 21 na gestão e manutenção - tem apostado em iniciativas para atrair mais clientes. Foi o caso da abertura de um ‘business center' em parceria com o Centro de Novas Oportunidades Forave já sedeado no espaço ou a criação do Museu da Guerra Colonial, uma parceria com a autarquia que arranca ainda no primeiro trimestre deste ano.

Freeport de Alcochete

Forte investimento no marketing O Freeport Outlet Alcochete, com 75.000 m2 é um dos maiores ‘outlets' da Europa, com mais de 140 lojas, restaurantes, salas de cinemas e um centro de exposições. Inaugurou em 2004 e rapidamente se assumiu como o mais concorrido ‘outlet' de Portugal, exactamente por tazer um conceito arquitectónico e de áreas de lazer que não eram comuns existir num espaço comercial deste tipo. Além disso, polémicas à parte, tem renovado, frequentemente, o seu mix de lojas e apostado no posicionamento da marca. Segundo dados da Marktest este é um dos espaços comerciais em Portugal que mais tem investido em marketing, desde a sua abertura.

‘Outlets' em Portugal

The Style - A força do El Corte Inglés

Em Dezembro de 2009, o ‘outlet' The Style, que inaugurou em 2004 e emprega hoje 1.400 pessoas, duplicou a sua área comercial, crescendo para mais de 130 lojas e incorporando novas marcas como a Tommy Hilfiger, Polo Ralph Lauren - a primeira loja da marca em Portugal -, Calvin Klein, Cortefiel, Casa Batalha ou Globe. Ao mesmo tempo, abria o Centro de Oportunidades do El Corte Inglés. Uma experiência que parece ter corrido bem

porque, esta Primavera vai abrir o primeiro BriCor, uma loja de decoração, bricolage e jardim do El Corte Inglés. A loja terá 12 mil m2 e marca mais uma fase de expansão do parque Nassica, onde se insere o The Style Outlets.

Lago Discount - Aposta em lojas de fábrica
O Lago Discount, em Famalicão inaugurou em 2004 e estende-se por 81 mil m2, distribuídos por cerca de 60 lojas, cada uamdas quais apresentam áreas médias que podem chegar aos cinco mil m2. A par da procura de novas marcas e do aumento de área para as já residentes, o Lago Discount tem vindo a apostar no conceito de maior "Centro de Lojas de Fábrica" do país, um espaço de 14 mil m2 de lojas de vestuário e calçado, que são as típicas lojas de fábrica, com produtos da estação mas baratos todo o ano. Além disso, recentemente abriu a loja OK Sofás e a KMóvel aumentou a sua área de 230 para 1000 m2. Também a loja Las kasas duplicou a área de venda.

Campera - Pioneiro no conceito

O Campera Carregado Outlet Shopping foi o primeiro ‘outlet' a abrir em Portugal, em 2000, mantendo-se o único na zona Sul do País até á abertura do Freeport. Propriedade do Fimoges, do grupo Espírito Santo, tem mais de 120 lojas - como a Nike, Zara ou Mango - com descontos até 70% e distribuídas por uma área de 25 mil m2. Em 2007 o centro recebeu uma nova gestão, que implantou um conjunto de medidas para transformar este ‘outlet' num verdadeiro destino de compras. Hoje atrai agora mais de 250 mil visitantes por mês mas desde a abertura do Freepor, também na área envolvente de Lisboa, que o Campera se ressentiu bastante.
2011-01-20 15:45
Elisabete Soares, Económico
__________________
florida . Biarritz .Esposende
traveler no está en línea   Reply With Quote
Old February 9th, 2011, 11:20 PM   #2671
Márcio Lopes
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Location: Lisboa
Posts: 42
Likes (Received): 0

Alguem sabe se a Sonae comprou a cadeia de supermercados sam pedro?

Pergunto isto porque na minha rua existe um e estiveram aqui uns senhores da sonae a tirar medidas a frente loja para colocar toldos etc etc.

Será para o modelo bonjour ou para o continente ice.
Sei que os supermercados sam pedro estão abertos com poucos produtos nas prateleiras e as dividas são enormes e os funcionários tem ordenados em atraso.
Márcio Lopes no está en línea   Reply With Quote
Old December 7th, 2011, 03:06 PM   #2672
Sesnando
Registered User
 
Join Date: Feb 2008
Posts: 1,392
Likes (Received): 3

Parece que está mesmo a complicar-se o caso do dolce vita em braga. A abertura do shopping continua a ser adiada, continuam sem encontrar interessados nas lojas em número suficiente para o abrir.
Sesnando no está en línea   Reply With Quote
Old December 11th, 2011, 02:33 AM   #2673
Aluilce
Gastro/Hepatologia
 
Aluilce's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Petrolina-PE
Posts: 5,813
Likes (Received): 243

Olá amigos portugueses, sou brasileiro e estou postando pela primeira vez em um thread português.
Sou apaixonado por shoppings. Pela primeira vez a um shopping da SONAE: Parque Dom Pedro, Campinas, SP, Brasil.
__________________
Salvador (BA) | Shopping Center Riomar Salvador | Grupo JCPM | 339.456 m2 de área construída

Gastroenterologia e Hepatologia
CURTA: facebook.com/GastroHepato
Aluilce no está en línea   Reply With Quote
Old December 21st, 2011, 12:07 AM   #2674
traveler
Registered User
 
Join Date: Jun 2005
Posts: 8,759
Likes (Received): 204

Forum Sintra nomeado para os European Shopping Centre Awards
14 de Dezembro de 2011 às 14:26:13 por Ricardo Batista

O Forum Sintra, promovido pela Multi Development Portugal é um dos empreendimentos finalistas dos ICSC European Shopping Centre Awards 2012, uma das mais importantes distinções no mercado de retalho a nível internacional, reconhecendo e premiando os melhores projectos comerciais desenvolvidos na Europa. Os vencedores da edição deste ano serão conhecidos na Conferência Europeia que decorre em Berlim entre os dias 18 e 20 de Abril de 2012.

O Forum Sintra, inaugurado no passado mês de Abril, representou um investimento de 170 milhões de euros e oferece 55.000 m2 de área comercial, num espaço moderno e arrojado, com 182 lojas, distribuídas por três pisos.

A obra resultou da expansão e remodelação do já existente edifício do Feira Nova e pelas suas características reuniu as condições exigidas para estar entre os candidatos a melhor centro comercial da Europa na Categoria Refurbishments and Expansions: Large.
__________________
florida . Biarritz .Esposende
traveler no está en línea   Reply With Quote
Old January 5th, 2012, 04:39 PM   #2675
SR-71
Blackbird
 
SR-71's Avatar
 
Join Date: Dec 2008
Location: Funchal
Posts: 7,757
Likes (Received): 1033

Quote:
Dolce Vita Funchal ultrapassa os 10 milhões de visitantes em 2011



O Centro Comercial Dolce Vita Funchal contabilizou um total de 10,2 milhões de visitantes em 2011, "valor que revela a elevada adesão dos madeirenses e dos turistas que visitam a Região Autónoma à oferta comercial e de lazer proporcionada pelo shopping", refere assessoria de imprensa em nota enviada aos 'media'.

No ano em que comemorou o quarto aniversário, o Dolce Vita Funchal concretizou o objectivo de ultrapassar a barreira dos 10 milhões de visitantes: "Para tal, foi decisivo o trabalho desenvolvido pela equipa do Centro Comercial, em parceria com os lojistas e restantes parceiros de negócio, proporcionando uma oferta de grande qualidade, através da abertura de novas lojas, da introdução de serviços úteis e cómodos, bem como da dinamização de actividades de lazer quer para os mais novos, quer para os adultos", adianta.

"A sua localização central faz com que seja um ponto de passagem obrigatório para os visitantes, turistas e para quem vive ou trabalha diariamente nesta zona do Funchal. A proximidade ao porto de cruzeiros faz com que o Dolce Vita Funchal receba um número muito relevante de turistas estrangeiros. O Dolce Vita Funchal tem vindo a alargar o portefólio de lojas ao longo dos últimos meses com a abertura de seis novos espaços em domínios tão variados como cosméticos e produtos de beleza, restauração, saúde oral e outros serviços. Reconhecido com um espaço familiar, o Dolce Vita Funchal tem vindo a reforçar a aposta na animação de tempos livres, destacando-se os ateliês infantis, inteiramente gratuitos, promovidos ao fim-de-semana, e espaços temáticos temporários, que aliam o carácter lúdico à aprendizagem, que têm sido bem recebidos pelas famílias madeirenses", salienta.

O Dolce Vita Funchal é também um espaço aberto à comunidade, apoiando diversas causas e iniciativas solidárias: "Dada a localização central do Centro Comercial, que atrai a visita de milhares de pessoas diariamente, são oferecidas condições para que as acções desenvolvidas por instituições solidárias tenham mais condições para ganhar visibilidade e, consequentemente, cheguem a um maior número de pessoas disponíveis para ajudar essas causas. Com esta politica activa de portas abertas, o Dolce Vita Funchal dá um contributo para apoiar a comunidade de uma forma simples mas decisiva".

Recorde-se que o centro foi inaugurado em Outubro de 2007, e está localizado no centro da cidade do Funchal, junto à principal área de negócios e serviços da cidade. Com uma área de 16 mil metros quadrados, é composto por 70 lojas, um hipermercado e 900 lugares de estacionamento.
Fonte: DN Madeira.
SR-71 no está en línea   Reply With Quote
Old April 10th, 2012, 10:26 PM   #2676
sybrenp
Xifren
 
sybrenp's Avatar
 
Join Date: May 2008
Location: Rotterdam, Lisboa
Posts: 1,090
Likes (Received): 121

Este ano não será inaugurado qualquer centro comercial

Waaaaaaaauw

Quote:
Estimativas apontam para um mínimo histórico em 2012. Em 2011 abriram apenas dois novos shoppings.

A cumprirem-se as previsões, este ano será atingido um novo mínimo histórico de área inaugurada de centros comerciais em Portugal: não estão previstas quaisquer novas aberturas. De acordo com um estudo divulgado esta terça-feira pela consultora imobiliária Cushman & Wakefield, a conjuntura económica e a ausência de financiamento estão a travar os planos para novos projectos no sector. O ano passado abriram apenas dois novos centros comerciais – o Aqua Portimão, com 35.500 metros quadrados de área bruta locável (a área que produz rendimento no conjunto comercial, afecta aos estabelecimentos de comércio), e o Fórum Sintra, que resultou da expansão do hipermercado Feira Nova. Contas feitas, em 2011, a área inaugurada de shoppings em Portugal foi de 62.600 metros quadrados, o terceiro valor mais baixo dos últimos 20 anos.

“Esta evolução do mercado não surpreende, tendo em conta o actual enquadramento económico do país, bem como a situação vivida no mercado imobiliário em particular. A quase ausência de financiamento à promoção imobiliária em Portugal, associada a um cada vez menor interesse pelos centros comerciais por parte dos investidores internacionais, limita a actividade dos promotores imobiliários que vêem, assim, dificultados os seus planos para novos projectos”, diz Marta Esteves Costa, da Cushman & Wakefield, em comunicado.

O ano passado os centros comerciais em Portugal tiveram uma quebra de receitas de menos mil milhões de euros. As visitas desceram 8,18% (segundo o Índice Footfall) e cada português gastou, em média, menos 10%, face a 2010.

O cenário não será invertido este ano. Com a contracção no consumo e a queda do volume de vendas no comércio retalho, a construção de novos projectos não será uma opção, aponta a consultora. Já para 2013, a Associação Portuguesa de Centros Comerciais refere que estão previstos dois novos espaços em Setúbal.

Europa em queda

A tendência de quebra é semelhante na Europa. Em 2011, o número de aberturas de novos centros comerciais foi idêntico a 2010, ano em que se registou a maior descida desde 1983 neste indicador. Segundo o estudo European Shopping Centre Development, que é publicado semestralmente pela Cushman & Wakefield (C&W), em 2011 “as aberturas de novos centros comerciais na Europa foram afectadas por atrasos na construção em diversos mercados”. As estimativas iniciais apontavam para 6,8 milhões de metros quadrados inaugurados (um aumento de 15% face a 2010), mas na prática abriram 5,9 milhões, em linha com o período homólogo de 2010.

Dos 34 países analisados, 19 registaram quebras neste sector, sobretudo, a República Checa, Áustria, Eslováquia, Croácia e Bulgária, onde não se registaram aberturas. Em 2011, inauguraram 197 centros comerciais, 65% dos quais localizados na Europa Central e de Leste. À semelhança dos últimos anos, a Rússia e a Turquia foram os mercados mais activos.
Fonte: http://economia.publico.pt/Noticia/e...rtugal-1541546
sybrenp no está en línea   Reply With Quote
Old May 10th, 2012, 01:54 AM   #2677
traveler
Registered User
 
Join Date: Jun 2005
Posts: 8,759
Likes (Received): 204

Empresa francesa compra dois centros comerciais em Portugal por 500 milhões

Almada Fórum e Fórum Montijo passam para a Unibail-Rodamco, maior cotada europeia de imobiliário, que entra no mercado português após investimento de 500 milhões de euros.

A Unibail-Rodamco, maior cotada europeia do sector imobiliário, chegou a acordo para comprar dois centros comerciais portugueses, a um fundo do Commerzbank, por 500 milhões de euros.

A notícia está a ser avançada pela Bloomberg, que cita duas pessoas com conhecimento da operação. O CG Malls Europe, fundo detido pelo banco alemão, controla os dois centros comerciais portugueses, que têm em conjunto uma área bruta de 75 mil metros quadrados.

De acordo com a agência de notícias, a empresa francesa entra em Portugal depois de ter encaixado 1,3 mil milhões de euros em desinvestimentos no ano passado, através da venda de centros comerciais de pequena dimensão.

Já o Commerzbank está a desinvestir no sector imobiliário e tinha colocado os três activos do CG Malls Europe. Após esta operação, mantém apenas um centro comercial em Espanha, o Espacio.

O Almada Forum, dos maiores centros comerciais da margem sul, tem 262 lojas e 18 mil visitantes anuais.

2012-05-09 14:22
Negócios com Blommberg
__________________
florida . Biarritz .Esposende
traveler no está en línea   Reply With Quote
Old August 20th, 2012, 01:08 AM   #2678
ELSIO
Registered User
 
Join Date: Aug 2010
Posts: 87
Likes (Received): 2

CENTRO FINANCEIRO INTERNACIONAL DE BRASILIA - NA DF-140

JORNAL DE BRASÍLIA | POLÍTICA & PODER (15)
JUDICIÁRIO | MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL
Um novo polo para o desenvolvimento

Região do Tororó, entre Catetinho e São Sebastião, passa a zona urbana

Camila Costa
c a m i l a . c o st a @ j o r n a l d e b ra s i l i a . c o m . b r

O recém-aprovado Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT) inova ao destinar área para a criação de um novo vetor de desenvolvimento econômico, na região do Tororó, às margens da DF-140. A região sofre mudanças desde a primeira atualização do Plano Diretor, em 2009, quando foi alterada de rural para Zona de Contenção Urbana. Após a sanção do governador, a área passará a ser Zona Urbana de Uso Controlado II e deverá, a partir daí, compatibilizar o uso urbano com a conservação dos recursos naturais.

“Colocamos uma área que poderá ser usada para a implementação do novo centro financeiro da capital, gerando empregos e, mais que isso, possibilitando a quem está perto da região ser empregado lá”, explicou o secretário de Habitação, Geraldo Magela. De acordo com a destinação prevista, a região será de média ocupação e não poderá ter prédios, com apartamentos, por exemplo. Poderá ter residência unifamiliar, baixa, embora o interesse maior do governo seja criar um centro comercial e financeiro. “Esta é uma das regiões que poderiam ser usadas; a outra fica atrás da Rodoferroviária e, com a aprovação do PDOT passamos a ter estabilidade jurídica em relação às leis de ocupação do solo e do território”, apontou Magela.
ELSIO no está en línea   Reply With Quote
Old August 20th, 2012, 01:22 AM   #2679
ELSIO
Registered User
 
Join Date: Aug 2010
Posts: 87
Likes (Received): 2

RETAIL PARK BRASILIA (PROXIMO AO ALPHAVILLE BRASILIA)

http://www.youtube.com/watch?v=7Up7R..._embedded#t=0s
ELSIO no está en línea   Reply With Quote
Old August 20th, 2012, 01:30 AM   #2680
Barragon
Barra for Friends
 
Barragon's Avatar
 
Join Date: Dec 2004
Location: Barreiro
Posts: 82,498
Likes (Received): 1236

Estamos em Portugal !
__________________
::: Portuguese Forum :::

The Latest Photo Reports: Região de Lisboa :: Alentejo

Fat people are harder to kidnap
Barragon no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 10:42 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu