daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Brasil > Fóruns Gerais > Arquitetura e Discussões Urbanas



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 15 votes, 5.00 average.
Old August 30th, 2009, 02:09 AM   #61
Enzo
Registered User
 
Join Date: May 2008
Location: Boston USA
Posts: 19,877
Likes (Received): 18921

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário

Pirenópolis-Go







Fotos by Enzo - Julho/2009


Igreja Matriz de Pirenópolis-Goias


História: Construída por escravos no arraial de Meia Ponte, entre 1728 e 1732, a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário é considerada a mais antiga do Estado. O estilo da construção é o português colonial simples, em taipa de pilão, com torres e fachadas estruturadas em madeira e base em pedra de cantaria (técnica de cortar pedras do tipo micaxista, da região, segundo Paulo Sérgio Galeão, chefe do escritório do Iphan, em Pirenópolis). A nave tem forro e piso do mesmo em madeira. É o maior edifício religioso do Centro-Oeste.

Tombamento: A igreja foi tombada em 3 de julho de 1941, com inscrição no Livro do Tombo das Belas Artes, volume 1, folha 27. (Tombamento Estadual pela Lei 8.915, de 13 de outubro de 1980).

Acontecimento: Um incêndio de grandes proporções destruiu a maior parte da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, na noite de 5 de setembro de 2002. Com isso, imagens, pinturas do forro, paredes e boa parte do mobiliário foram seriamente comprometidos pelo fogo. Uma das torres desabou, todo o telhado caiu.

Os elementos artísticos que existiam nesta igreja eram no estilo barroco, de muita simplicidade. Existiam, antes do incêndio de 2003, cinco altares, todos ornados com laminações de ouro. No arco do Cruzeiro existiam duas estátuas de anjos e um cortinado com franjas, ambos esculpidos em madeira, que datavam de 1770. No teto da capela-mor estava pintada a imagem da Nossa Senhora do Rosário, datada de 1864. Havia também um barrado azul com grandes estrelas brancas na parede da Capela-mor.

Havia, nas torres, uma pia batismal em madeira, sua pintura imitava precisamente a pedra sabão, e na torre do campanário existiam 3 sinos datados de 1803 e 1865 e um relógio de pêndulo alemão, que funcionava, datado de 1885.

O Iphan fez os primeiros levantamentos da situação e constatou que as paredes do prédio resistiram ao incêndio, o que significava que a igreja poderia ser reconstruída. De outubro de 2002 a janeiro de 2003, foi feita uma operação emergencial de salvamento do que sobrou da velha Matriz. As obras de restauração foram efetivamente iniciadas em 21 de outubro de 2003. O custo total é de cerca de R$ 5,5 milhões, com financiamentos do BNDES, da Petrobrás, Caixa Econômica Federal e Celg. As obras foram abertas à visitação pública em maio de 2004.

Localização: Localiza-se no Centro Histórico de Pirenópolis (Praça da Matriz), a 150 Km de BRASÍLIA - DF e 107 Km GOIÂNIA - GO
Enzo no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
Old August 30th, 2009, 05:19 PM   #62
RobertoBarrich26
Eng. Tráfego e Designer
 
RobertoBarrich26's Avatar
 
Join Date: Jan 2009
Location: Centro-Oeste - GYN Melância
Posts: 13,966
Likes (Received): 1415

Cadeia Pública de Cuiabá
Centro de Rabilitação Dom Aquino Corrêia




Créditos da Foto: Mateus Hidalgo

Localização: Rua Joaquim Murtinho, 1556 - Bairro do Porto.
Cidade: Cuiabá UF: MT
Construção: 1830
Tombamento: 1984


Informações Gerais:
Contruído em 1830 para abrigar a cadeia pública de Cuiabá, teve essa função até 1936. Abandonado por mais de 2 décadas onde, a partir de 1958 passou a ser um centro de saúde na região do Bairro do Porto.

O Centro de Reabilitação Integral Dom Aquino Correa é órgão da Secretaria de Estado de Saúde, responsável pela formulação e execução da política de atenção á pessoa com deficiência no âmbito estadual, criado em 1976 pela 1ª Dama do Estado, Sra. Maria Ligia B. Garcia, sendo instituído como Fundação em 22 de dezembro de 1980 pela Lei 4.276 e em 13 de julho de 2004, através da Lei Complementar 182, retorna ao status de unidade desconcentrada da Secretaria de Estado de Saúde.


Ocupação Original: Cadeia Pública
Ocupação Atual: Centro de Reabilitação
Tombamento: Portaria nº 12/84 D.O. 20/01/1984.
Situação Atual: Bom Estado de Conservação.



.
__________________
Informações em tempo real sobre o trânsito e transportes de Goiânia e RM: http://www.facebook.com/TransitoGoianiago
-------------------------

Outros Threads Meus de: GOIÁS / MATO GROSSO
RobertoBarrich26 no está en línea   Reply With Quote
Old October 3rd, 2009, 03:35 PM   #63
RobertoBarrich26
Eng. Tráfego e Designer
 
RobertoBarrich26's Avatar
 
Join Date: Jan 2009
Location: Centro-Oeste - GYN Melância
Posts: 13,966
Likes (Received): 1415

Arquivo Público do Estado de Mato Grosso



Créditos da Imagem: Secom-MT

Localização: Av. Getúlio Vargas, 1235 - Centro Norte
Cidade: Cuiabá UF: MT
Data de Criação ou Tombamento: 1987

Informações Gerais:

O Arquivo Público de Mato Grosso, órgão central do Sistema Estadual de Arquivos,tem como finalidade a gestão e o recolhimento dos documentos produzidos e recebidos pelo Poder Executivo Estadual, bem como facultar o acesso aos documentos sob sua guarda e acompanhar e implementar a política estadual de arquivos.

O Arquivo Público tem suas atribuições preconizadas em Lei, assegurando o direito do cidadão ao acesso à informação. A Constituição de 1988 em seu artigo 216. estabelece que "cabem à administração pública, a gestão da documentação governamental e consulta a quantos dela necessitem.
Nesse sentido, a atual gestão tem enviado esforços a fim de assegurar esses direitos aos usuários desta Instituição.

HISTÓRICO


A Instituição Arquivo Público data do ano de 1896, durante o Governo de Antônio Correa da Costa, o qual, por sua vez, delegou a sua organização a Estevão de Mendonça.

Este, diante do grande volume de documentos setecentista e oitocentistasm providenciou a confecção, por um latoeiro da Capital, de latas de folhas de Flandres, nelas depositando os documentos classificados por ano, conforme aponta a Revista do Arquivo Público (1982)
Em 1931, o Dr. Artur Antunes Maciel, Interventor Federal em Mato Grosso, instituiu o Decreto n° 113, aneando o Arquivo à Biblioteca Pública, passando a denominar-se Biblioteca e Arquivo Público, vinculada à Secretaria de Educação, Cultura e Saúde.

Proeminentes figuras da sociedade matogrossense se revezaram na Direção da Biblioteca e Arquivo Público, até o ano de 1972, tais como: Estevão de Mendonça, Alexandre Addor, Manoel Soares de Campos, Mário Motta, Gervásio Leite, Benedito Francisco de Melo, Jocelin Leiocádio da Rosa, Zeferino Pereira Borges, Nilo Póvoas, Benedito de Figueiredo, Vera Iolanda Randazzo. A partir de 1972, permaneceu na direção do Arquivo Público: Vera Randazzo e sucederam-na: Maria Auxiliadora Azevedo Coutinho Gomes, Heitor Correa da Rocha, Pe. José de Moura e Silva, Maria Estela Tegon de Pinho, Clementino Nogueira de Souza, Ana Paula Poncinelli Rodrigues e atualmente, José Fernandes de Alencastro.

Com a criação da Secretaria de Estado de Administração, ocorrida durante o Governo de José Manuel Fontanilhas Fragelli (1972), o Arquivo Público desvinculou-se da Secretaria de Educação e Cultura, passando a fazer parte da estrutura da Secretaria ora criada, com a denominação de Departamento de Documentação e Arquivo.

Em 1979, o Departamento de Documentação e Arquivo passou a denominar-se "Arquivo Público de Mato Grosso", o que por sua vez ficou alterado, no ano de 2002, para Superintendência de Arquivo Público.

Compõem a estrutura desta Superintendência:


Gerência de Gestão de Documentos

Missão: sintetizar o conjunto de procediementos e operações técnicas referentes à podrução, transcrição, uso e arquivamento de documentos.
Gerência de Gestão de Microfilmagem e Digitalização

Missão: planejar, supervisionar e realizar as atividades de reprodução de documentos através de digitalização, microfilmagem, reprografia.
Gerência de Documentos Escritos

Missão: planejar, superviosionar e realizar as atividades de tratamento técnico e preservação de documentos, bem como descrever os documentos, restauração e reparo de documentos; elaborar instrumentos de pesquisa, propor curso de Arqufiologia, gerenciar a Biblioteca de temas matogrossenses.
Gerência de Atendimento e Divulgação

Missão: planejar atividade de divulgação do Arquivo Público e do seu acervo; consulta e informações ao usuário; organizar exposição, manter o cadastro de usuários.

Fonte: APMT

.
__________________
Informações em tempo real sobre o trânsito e transportes de Goiânia e RM: http://www.facebook.com/TransitoGoianiago
-------------------------

Outros Threads Meus de: GOIÁS / MATO GROSSO
RobertoBarrich26 no está en línea   Reply With Quote
Old October 3rd, 2009, 03:59 PM   #64
R.farias
Registered User
 
R.farias's Avatar
 
Join Date: Sep 2009
Posts: 33
Likes (Received): 0

FOTO:Manauense
teatro Amazonas


FOTO:SSC.fernandes
teatro da paz


Dois grandes teatros, e uma das 7 maravilhas do brasil.
R.farias no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
construção, museu, patrimonio cultural

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Related topics on SkyscraperCity


All times are GMT +2. The time now is 01:06 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2018, vBulletin Solutions Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

tech management by Sysprosium