daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Brasil > Fóruns Gerais > Arquitetura e Discussões Urbanas



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 1 votes, 5.00 average.
Old September 23rd, 2009, 08:12 PM   #41
Leozão
BANNED
 
Join Date: Aug 2009
Location: RJ/Niterói
Posts: 1,182
Likes (Received): 923

Quote:
Originally Posted by Njggah'z Heppin' View Post
Tem uma cidade na Europa (não lembro bem o país, mas acho que está entre Bélgica, Países Baixos ou Itália) que tem prédios ainda mais tortos, por razões semelhantes às de Santos.
As construções antigas de Amsterdam também são bastante inclinadas... não sei se é pelo mesmo motivo, mas foi a primeira coisa q veio na minha cabeça quando eu vi esses prédios tortos em Santos
Leozão no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
Old September 23rd, 2009, 09:22 PM   #42
Tourniquet
A Bahia é onipresente!
 
Tourniquet's Avatar
 
Join Date: Nov 2006
Location: Bahia
Posts: 11,600
Likes (Received): 4917

de boa... é muita irresponsabilidade...
__________________
#pas
Tourniquet no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 01:41 AM   #43
Fabricio da Bahia
Registered User
 
Fabricio da Bahia's Avatar
 
Join Date: Jun 2009
Location: Feira de Santana
Posts: 1,930
Likes (Received): 280

o ruim é as pessoas comprar um apartamento bem valorizado na epoca e hoje
não deve valer mais nada
mas realmente a culpa não é só do solo ruim, é do projeto mesmo
hoje em Santos tem edificios mais novos bem altos, e não estão tortos

coitado dos moradores
Fabricio da Bahia no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 01:44 AM   #44
Fabricio da Bahia
Registered User
 
Fabricio da Bahia's Avatar
 
Join Date: Jun 2009
Location: Feira de Santana
Posts: 1,930
Likes (Received): 280

Quote:
Originally Posted by Tourniquet View Post
de boa... é muita irresponsabilidade...
eu tambem acho
mas quem vai bancar as desapropriaçoes
lembra do caso do Palace no Rio de Janeiro
quem perde é sempre os moradores
Fabricio da Bahia no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 02:01 AM   #45
Fabricio da Bahia
Registered User
 
Fabricio da Bahia's Avatar
 
Join Date: Jun 2009
Location: Feira de Santana
Posts: 1,930
Likes (Received): 280

achei essa reportagem é de 2008

Tremor de terra preocupa moradores de prédios inclinados da orla de Santos
Edifícios foram erguidos entre os anos 60 e 70 e estão em reformas.
Moradores custaram a voltar para seus apartamentos.

O tremor de terra de 5,2 graus na escala Richter tirou o sono de muitos moradores da orla de Santos. Muitos foram para cama com receio de o chão voltar a tremer como na noite de terça-feira (22) ou de ondas gigantes. As famílias mais preocupadas residem nos edifícios que apresentam inclinações e que foram erguidos entre os anos 60 e 70, na Avenida Bartolomeu de Gusmão.
O G1 percorreu a orla de Santos e São Vicente, especialmente a região dos prédios inclinados, que são curiosidades e, ao mesmo tempo, motivos de atenção das autoridades e construtoras. Técnicas modernas de renivelamento foram foram debatidas em novembro de 2007. Engenheiros, técnicos, construtores e o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) monitoram os prédios e já unificaram uma forma de trabalho. Alguns condomínios ganharam uma nova base de sustentação e são escorados por estacas com cerca de 55 m de profundidade. Depois dos debates do ano passado, esses imóveis começaram a trocar as fundações rasas por profundas e intermediárias. Na ocasião do seminário, dois dos maiores nomes no assunto, Michele Jamiokowski, que coordenou as obras de estabilização da Torre de Pisa (Itália), e Enrique Santoyo, especialista em reforço de fundações do México, participaram das discussões.

fonte http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaul...0-5605,00.html
Fabricio da Bahia no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 02:10 AM   #46
RRC
14 anos!
 
RRC's Avatar
 
Join Date: Dec 2003
Location: São Paulo
Posts: 24,472
Likes (Received): 23146

Acho que tem gente falando sem conhecimento de causa. Já li diversas reportagens sobre o assunto e entrevistas com geólogos falando do solo instável de Santos. O solo é ruim mesmo, ele tem uns bolsões instáveis que é onde os prédios afundaram, por isso nem todos os prédios são tortos, e alguns são para um lado e outros para outro. As construtoras tem culpa sim, mas naquela época a fundação padrão era desse tipo, só bem depois, por causa desse problema é que foi feito um estudo geológico mais profundo. Nos prédios mais modernos, as fundações chegam a 40 mts de profundidade, nos antigos tem cerca de 10 mts.

Se fosse só as construtoras que tivessem feito construção de baixa qualidade os predios já teriam caído, vide caso do Palace II.


Quote:
Originally Posted by Ricardo Sandre View Post
As construtoras e corretoras desses prédios deveriam ser processadas por isso. Essa conversa de culpar o solo é conversa pra boi dormir. O imovel deve ficar bastante desvalorizado por isso.
As fundações e estaqueamento é que foram mal feitas Se não todos os prédios estariam inclinados. Pelo que eu saiba não ocorreu nenhum terremoto em Santos, rs
Infelizmente as pessoas não sabem lutar pelos seus direitos.
Agora uma pequena questão : Existem laudos técnicos atestando que estes prédios inclinados são seguros ???
Sim, no prédio que tive apto havia laudo.

Quote:
Originally Posted by Minuano View Post
Alguém sabe se os famosos "artachianos" também tão nessa?
Não, os dois prédios do Artacho jurado, o Parque Verde Mar e o Enseada não são tortos, existem vários outros que também não o são.


-----------------

Apesar de tudo, esses prédios são uma baita atração turística!
__________________
A virtude do bem viver está nos princípios morais

Conheça SP

Last edited by RRC; September 24th, 2009 at 04:53 AM.
RRC no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 02:16 AM   #47
daniel.zs.rj
Registered User
 
daniel.zs.rj's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 6,325
Likes (Received): 1200

Por mais que os edificios sejam monitoriados, há e sempre exisitirá um receio por parte de quem não está muito acostumado com isso. Os santistas me parecem perfeitamente habituados.

Mas se o risco de desabamento súbito não existe e o perigo é baixo, pois antes de cair o prédio daria sinais disso, então é pq o risco existe e, mesmo havendo tempo para evacuação o cenário é ruim: ou o prédio cai ou vc é obrigado a gastar um $$$ para recuperá-lo antes da queda.

Uma pergunta aos santistas: qual é a desvalorização média de um apartamento nesses edifícios?

Outra: quem faz o monitoramento, a prefeitura ou os moradores?
__________________
Precisamos falar sobre aborto: educação sexual para prevenir, contraceptivo para não engravidar e aborto legal para não morrer
Precisamos falar sobre drogas: a única forma de acabar com o tráfico e as milhares de mortes (civis e militares) que ele gera é legalizar. A Guerra às Drogas só é interessante para o tráfico e para indústria de armas

1 LGBT é morto a cada 28h e a criminalização da LGBTfobia tá longe de ser realidade.
daniel.zs.rj no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 02:26 AM   #48
RRC
14 anos!
 
RRC's Avatar
 
Join Date: Dec 2003
Location: São Paulo
Posts: 24,472
Likes (Received): 23146

Quote:
Originally Posted by daniel.zs.rj View Post
Por mais que os edificios sejam monitoriados, há e sempre exisitirá um receio por parte de quem não está muito acostumado com isso. Os santistas me parecem perfeitamente habituados.

Mas se o risco de desabamento súbito não existe e o perigo é baixo, pois antes de cair o prédio daria sinais disso, então é pq o risco existe e, mesmo havendo tempo para evacuação o cenário é ruim: ou o prédio cai ou vc é obrigado a gastar um $$$ para recuperá-lo antes da queda.

Uma pergunta aos santistas: qual é a desvalorização média de um apartamento nesses edifícios?

Outra: quem faz o monitoramento, a prefeitura ou os moradores?
Existem uma lei municipal que obriga os condomínios a elaborarem anualmente um laudo sobre as condições do prédio. Além disso se não me engano também há um programa da prefeitura que monitora e busca patrocinio de projetos para o reaprumo dos prédios.
__________________
A virtude do bem viver está nos princípios morais

Conheça SP
RRC no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 02:27 AM   #49
RRC
14 anos!
 
RRC's Avatar
 
Join Date: Dec 2003
Location: São Paulo
Posts: 24,472
Likes (Received): 23146

Reportagem interessante sobre o assunto:

Inclinação Perigosa.

25/11/2003
Tribuna.
http://www.gaeta.eng.br/apresenta_de...heconteudo=896



Os santistas subestimam o risco que representam os inúmeros prédios tortos da Cidade. Por estarem acostumados com a inclinação e pelo reaprumo custar muito caro, poucos se dão conta que as estruturas de concreto podem ceder e provocar uma tragédia, caso não sejam adotadas intervenções físicas. O risco de desabamento não é iminente, mas cresce lentamente, à medida que os edifícios não param de inclinar.


É o que afirmam dois engenheiros que nos últimos 10 anos acompanharam de perto o problema. Antônio Carlos Silva Gonçalves, secretário de Obras e Serviços Públicos, e José Eduardo de Carvalho Pinto Filho, responsável pelas obras de renivelamento do Edifício Núncio Malzoni, admitiram a preocupação ontem a A Tribuna.


Segundo Carvalho Pinto, um prédio com recalque sofre de um processo constante de inclinação — algo em torno de um ou dois centímetros por ano, em média. Como em toda obra de engenharia, há um limite que, se ultrapassado, provoca um colapso estrutural, isto é, a ruína.


O problema é que este processo de inclinação só pode ser interrompido com ações de engenharia que custam caro, a ponto de serem inviáveis para a maioria absoluta dos condôminos.


Desde 98, quando começaram os trabalhos de reaprumo do bloco A do Núncio Malzoni, que custaram R$ 1,5 milhão e foram concluídos em 2001, nenhum outro edifício aceitou bancar a idéia do renivelamento. Alguns tentaram, mas desistiram na hora que souberam do custo.


Carvalho Pinto, responsável pela obra, diz que o custo da mesma renivelação hoje pode ser de 20% a 30% menor, já que vários estudos preventivos realizados à época não seriam mais necessários, pois já se sabe o comportamento de um edifício em processo de reaprumo.


No próprio Malzoni, mas no bloco B, os trabalhos tiveram que ser paralisados este ano por causa da falta de dinheiro. Já foram gastos R$ 750 mil e a obra ainda está na metade.


Uma linha de financiamento que a Prefeitura tenta viabilizar junto ao Governo Federal para ajudar os condôminos ainda não passa de sonho. Não há nada de concreto, sequer um Raio-X da real condição dos edifícios.


Cientificamente, não se sabe quantos nem quais são os prédios tortos. Visualmente, sabe-se que são cerca de 100 e que estão na região da orla.


Mas o perigo está justamente nas suposições. Segundo Gonçalves e Carvalho Pinto, nem sempre os prédios mais inclinados são os mais sujeitos a desabamentos. Em outras palavras, a situação pode ser mais grave do que se imagina — ou melhor, do que se pode ver.


A saída, no momento, é uma só: contratar estudos que identifiquem as condições estruturais de cada prédio, para, somente então, decidir o que fazer para conter a inclinação.


Memória


Na semana passada, soluções para a inclinação dos prédios de Santos foram discutidas em um seminário que reuniu especialistas brasileiros e estrangeiros, no Mendes Convention Center. Dois engenheiros que vieram de outros países se mostraram surpresos com o que viram. ‘‘É um problema impressionante. Tantos assim juntos, nunca vi’’, disse Michele Jamiolkowsky, ninguém menos que o coordenador geral das obras que reduziram a inclinação da Torre de Pisa, na Itália. O mexicano Efraim Ovando Shelley também ficou surpreso. ‘‘Cheguei à conclusão de que Deus não é só brasileiro, mas também santista, porque se estes prédios estivessem no México, já teriam caído’’. A Cidade do México tem o pior solo do mundo para suportar edificações.


Entrevista: José Eduardo de Carvalho Pinto Filho

’O problema é que o recalque é constante’


O engenheiro José Eduardo de Carvalho Pinto Filho foi o responsável pela execução do renivelamento do bloco A do Edifício Núncio Malzoni. Ele mora no bloco B, onde as obras foram paralisadas por falta de recursos.


Entendendo que o custo das obras é o principal empecilho para que outros prédios adotem a mesma iniciativa do Malzoni, Carvalho Pinto defende a idéia de que a Prefeitura busque linhas de crédito.


‘‘Não é um problema isolado. Afeta dezenas de prédios em Santos’’, justifica.


As obras de renivelamento no Núncio Malzoni começaram há cinco anos e até agora nenhum outro prédio fez o mesmo. Por que?

José Eduardo de Carvalho Pinto Filho — Primeiramente, há problema de verbas. Os valores da obra são representativos e não há linhas de financiamento. O que estranha é que a Prefeitura, conhecendo os problemas que podem vir a acontecer, não tenha tomado providências para verificar exatamente as condições das edificações.


AT — Que problemas seriam estes?


Carvalho Pinto — É o risco de colapso estrutural. Os prédios podem vir a desabar como se fosse uma implosão. Ele vai enfraquecendo e acaba cedendo.


AT — Este seria um risco real?


Carvalho Pinto — É um risco que só pode ser avaliado após estudos aprofundados de cada edificação, o que não tem sido feito.


AT — Isso agrava a situação?


Carvalho Pinto — Ela já vem se agravando. A Prefeitura conhece o problema e está na hora de dar a contrapartida dela, cobrando do Governo Federal financiamentos a longo prazo com juros reduzidos para os moradores desses prédios poderem tomar as providências necessárias. O que não pode é fechar os olhos para o probema porque se uma edificação ruir, vai causar pânico em toda a Cidade.


AT — Então, o sr. acha que a Prefeitura está sendo omissa?


Carvalho Pinto — A Prefeitura retorna ao problema de tempos em tempos, mas muito vagamente. Com isso, já perdeu muito tempo. Fico abismado quando se fala que agora vai fazer convênio com a USP. A inclinação dos prédios é conhecida há muito tempo. A Prefeitura precisa agir rapidamente, verificando quais são, quantos são e quais os problemas dos prédios. Tudo isso é caro e precisa de intervenção política.


AT — Falta vontade política?


Carvalho Pinto — Sem dúvida. E, se por acaso, acontecer uma desgraça, a Prefeitura não vai poder dizer que não sabia. O problema é que o recalque é constante. E haverá um momento que a estrutura não suportará e entrará em colapso. Daí a importância de a Prefeitura agir.


AT — Todos os prédios inclinados podem ser recuperados?


Carvalho Pinto — Cada caso é um caso. É preciso analisar o custo/benefício. Em alguns prédios pode ser mais interessante fazer a demolição. Eu disse ‘‘pode’’. Só a partir de estudos aprofundados, técnicos e econômicos, é que é possível avaliar o tipo de intervenção necessária.


AT — Na prática, o que é feito hoje para controlar a inclinação?


Carvalho Pinto — Alguns prédios medem periodicamente o grau de recalque. Mas só medem. É como uma pessoa que vai ao médico e vê que a taxa de colesterol está aumentando e não faz nada. Um dia ela vai ter um enfarto. Com os prédios é a mesma coisa. A situação vai se agravando gradualmente.


AT — O santista tem noção desses riscos?


Carvalho Pinto — Acho que não. Pela quantidade de prédios inclinados, as pessoas se acostumaram com isso. E nunca aconteceu nada. Pouca gente tem noção do perigo. E os que têm, fazem como avestruz: escondem a cabeça na terra para não ver porque sabem que a intervenção vai mexer no bolso.


Entrevista: Antônio Carlos Silva Gonçalves

’Dizer que o risco iminente existe é precoce’


Foi Antônio Carlos Silva Gonçalves que antes mesmo de se tornar secretário de Obras do Governo Mansur levantou as discussões sobre os prédios tortos de Santos, quando ainda era presidente da Associação dos Engenheiros.


Hoje, quase 10 anos depois, continua defendendo que os condôminos invistam no renivelamento, mas reconhece que a falta de recursos é um problema. E avisa: ‘‘Isso não depende da Prefeitura porque são patrimônios particulares. Vamos agir até o nosso limite, que é elaborar um estudo que nos permita pleitear uma linha de crédito federal’’.


A Prefeitura está sendo acusada de omissão. Como o sr. recebe esta crítica?


Antônio Carlos Silva Gonçalves — Acho que ele (engenheiro Carvalho Pinto) está desinformado. Há duas semanas, tive uma reunião com um professor da área de solos da USP e finalmente arredondamos a maneira de fazer o estudo de leitura dos prédios. Já viabilizamos uma legislação prevendo, no caso extremo de uma demolição, que o investidor que comprar o edifício terá uma vantagem: onde ele poderia construir até cinco vezes a área do terreno, passa para sete vezes a área. Outra coisa foi o laudo de vistoria. Então, não existe omissão.



AT — Como vai ser este estudo com a USP?


Silva Gonçalves — No estudo, vamos utilizar universitários da Cidade e técnicos da USP. Vamos detectar o grau de inclinação de cada prédio, a categoria social, o tipo de apartamento e o número de moradores. Saber o número de moradores, por exemplo, nos dará maior clamor para tentar viabilizar linhas de crédito junto ao Governo Federal. A idéia é que a Prefeitura seja a interveniente deste processo.


AT — Tanto a busca pelo financiamento quanto a realização do estudo foram anunciados há algum tempo e não avançaram. Por que?


Silva Gonçalves — A linha de crédito não depende da Prefeitura. Já tentamos e não conseguimos, mas não porque fomos impotentes, e sim porque não existe. Além disso, ainda não sabemos como viabilizar o financiamento. Por exemplo: o patrimônio é individual, mas o prédio é coletivo. O financiamento vai ser individual ou coletivo? São coisas que precisam evoluir. É lógico que é um processo mais lento que a parte técnica, pois é inerente à vontade de querer resolver.


AT — Fala-se em falta de vontade política.


Silva Gonçalves — Criticar é fácil. Por exemplo: há edifícios na praia que eu passando em frente vejo que eles têm um grau de inclinação muito grande. Seria muito cômodo da minha parte mandar interditar e tirar todo mundo do prédio. Mas o edifício corre ou não risco de cair? A inclinação nem sempre representa risco de cair. Depende da concepção estrutural do prédio. Dizer que Prefeitura não está preocupada é idiotice.


AT — Na prática, no que este estudo com a USP poderá ajudar?


Silva Gonçalves — Se as pessoas estão imaginando que com este estudo pronto os prédios começarão a sofrer alterações, estão enganadas. O estudo vai servir para sensibilizarmos deputados e instituições financeiras para conseguirmos viabilizar linhas de crédito para os moradores dos prédios resolverem o lado deles.


AT — Este estudo fica pronto ainda no Governo Mansur?


Silva Gonçalves — Vou ter outra reunião esta semana ou na próxima com um professor da USP e de universidades da Cidade. Queremos começar esses estudos em janeiro. E imagino que até o primeiro semestre do ano que vem vou ter esse cadastro todo.


AT — O santista tem noção exata do risco que corre com os prédios inclinados?


Silva Gonçalves — Não. As pessoas convivem com isso diariamente e se acostumaram. Dizer que o risco iminente existe é precoce. É preciso ter responsabilidade nas afirmações e procurar resolver o problema. Não dá para fazer alarme sem necessidade, mas também não pode ficar acomodado, esperando acontecer.


Data de Publicação: 25/11/2003
__________________
A virtude do bem viver está nos princípios morais

Conheça SP
RRC no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 03:06 AM   #50
Gow
Registered User
 
Gow's Avatar
 
Join Date: Nov 2008
Location: Brasilia
Posts: 201
Likes (Received): 0

que tenso vei
nao sabia disso
Gow no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 04:22 AM   #51
FlicK
Arquiteto e Urbanista
 
Join Date: Aug 2006
Posts: 21,179
Likes (Received): 2521

Quote:
Originally Posted by Minuano View Post
Alguém sabe se os famosos "artachianos" também tão nessa?
Em uma das fotos aparece um dos prédios de Artacho, o prédio do meio dessa foto, entre o branco e o verdinho:



FlicK no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 05:38 AM   #52
Santista10
Moderator
 
Santista10's Avatar
 
Join Date: Aug 2009
Location: Santos-SP
Posts: 30,614
Likes (Received): 20763

O prédio em questão é o edífício Verde Mar, aparentemente ele não está inclinado. Santos está localizada numa ilha, a cidade só cresce verticalmente, em 2008 sofremos um tremor acima de 5 graus e a cidade resistiu bravamente, a vida continua...é super chato ver sua cidade ser classificada de bizarra ou aberração, venham conhece-la e apaixonem-se por ela.
Santista10 está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 05:50 AM   #53
caco
Crucismogiensis
 
caco's Avatar
 
Join Date: May 2006
Location: Mogi das Cruzes/SP - Brasil
Posts: 8,257
Likes (Received): 3475

O famoso quadro Retrato Falado, estreado pela atriz Denise Fraga, no Fantástico, certa vez contou em um episódio a história de um casal de velhinhos de Piracicaba que vai à Santos num edifício torto. Lembro-me até hoje, foi muito engraçado.
caco está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 05:36 PM   #54
paaulo
Registered User
 
Join Date: Jan 2008
Posts: 639
Likes (Received): 19

eu jamais entraria dentro de um elevador de um predio torto...


- sinto o elevador raspando na parede! disse a mulher do video...


ta doido!
paaulo no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 06:39 PM   #55
cissa
Rudie Can't Fail
 
Join Date: Jun 2008
Location: Babylon
Posts: 471
Likes (Received): 1

Quote:
Originally Posted by Paripe View Post
torna-se um espetáculo e tanto!
Aonde e como que uma coisa dessa é espetáculo?!!?!?!?!?!? Isso é uma tragédia!

Que falta de bom senso!
cissa no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 08:31 PM   #56
haznobe
Brasiliense da Bahia!
 
haznobe's Avatar
 
Join Date: Jan 2009
Location: CDMX
Posts: 2,734
Likes (Received): 77

Quote:
Originally Posted by RRC View Post
Acho que tem gente falando sem conhecimento de causa. Já li diversas reportagens sobre o assunto e entrevistas com geólogos falando do solo instável de Santos. O solo é ruim mesmo, ele tem uns bolsões instáveis que é onde os prédios afundaram, por isso nem todos os prédios são tortos, e alguns são para um lado e outros para outro. As construtoras tem culpa sim, mas naquela época a fundação padrão era desse tipo, só bem depois, por causa desse problema é que foi feito um estudo geológico mais profundo. Nos prédios mais modernos, as fundações chegam a 40 mts de profundidade, nos antigos tem cerca de 10 mts.
Eu já estava me perguntando, se os fundamentos eram padrão por qual motivo alguns ficaram tortos e outros não. Valeu pelo esclarecimento!
haznobe no está en línea   Reply With Quote
Old September 24th, 2009, 10:01 PM   #57
Tourniquet
A Bahia é onipresente!
 
Tourniquet's Avatar
 
Join Date: Nov 2006
Location: Bahia
Posts: 11,600
Likes (Received): 4917

Quote:
Originally Posted by santista10 View Post
O prédio em questão é o edífício Verde Mar, aparentemente ele não está inclinado. Santos está localizada numa ilha, a cidade só cresce verticalmente, em 2008 sofremos um tremor acima de 5 graus e a cidade resistiu bravamente, a vida continua...é super chato ver sua cidade ser classificada de bizarra ou aberração, venham conhece-la e apaixonem-se por ela.
Santista n entenda mau os comentários. Nós não estamos julgando Santos uma aberração ou bizarra. A questão toda é só a irresponsabilidade de nossos governantes ( do país todo ) e que primeiro permitiram que isso acontecesse e nenhuma providencia ter sido tomada até hj. Santos é uma cidade ótima e puljante e isso n tem como negar.
__________________
#pas
Tourniquet no está en línea   Reply With Quote
Old September 25th, 2009, 04:25 AM   #58
Santista10
Moderator
 
Santista10's Avatar
 
Join Date: Aug 2009
Location: Santos-SP
Posts: 30,614
Likes (Received): 20763

Valeu Tourniquet!
Santista10 está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 26th, 2009, 12:35 AM   #59
FelixMadero
armatissimi & liberissimi
 
FelixMadero's Avatar
 
Join Date: Aug 2005
Posts: 19,227
Likes (Received): 6583

que interessante, nao sabia que era tao grande essa inclinação.
FelixMadero no está en línea   Reply With Quote
Old September 26th, 2009, 02:12 AM   #60
Fabricio da Bahia
Registered User
 
Fabricio da Bahia's Avatar
 
Join Date: Jun 2009
Location: Feira de Santana
Posts: 1,930
Likes (Received): 280

essa foto mostra que apesar dos predios tortos as construtoras ainda constroem edificios bem maiores
então a culpa foi das construtoras da epoca que não tinha a tecnologia de hoje


eu ainda quero ver esses predios de perto e conhecer alguns moradores
Fabricio da Bahia no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Related topics on SkyscraperCity


All times are GMT +2. The time now is 03:07 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2018, vBulletin Solutions Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

tech management by Sysprosium