daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Regionais > Sudeste > Notícias da Região

Reply
 
Thread Tools
Old June 22nd, 2009, 08:18 PM   #1
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

Notícias e projetos ambientais do Estado do Rio

A finalidade deste thread é concentrar as discussões relacionadas ao meio ambiente no Estado do Rio de Janeiro. Devido ao grande número de projetos e notícias relacionadas à área, faz-se imprescindível a criação de um tópico exclusivo para a questão ambiental. Primeiramente serão colocados os principais projetos ambientais do estado: PDBG, despoluição da Lagoa Rodrigo de Freitas, despoluição das lagoas da Barra e Jacarepaguá, recuperação do Rio Paraiba do Sul e do Rio Guandu, despoluição da Lagoa de Araruama, entre outros. Peço ajuda também aos foristas do interior do estado com os projetos ambientais fora da região metropolitana, pois deve haver muitos que não conheço. Este thread ganha ainda mais importância ao analisarmos a quantidade imensa de notícias que saem toda semana sobre meio ambiente no estado do Rio.

Os próximos posts serão dedicados aos principais projetos ambientais em andamento no estado.
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old June 22nd, 2009, 08:25 PM   #2
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

1 - Programa de Despoluição da Baía de Guanabara (PDBG)

O Programa de Despoluição da Baía de Guanabara (PDBG) é o maior conjunto de obras de saneamento básico realizadas nos últimos 20 anos no Estado do Rio de Janeiro. O objetivo é reduzir a poluição da Baía, o que não se limita a limpar diretamente o corpo d`água e sim solucionar o conjunto de problemas ambientais da bacia, que determinam seu estado atual de degradação.

Além dessas obras, o programa atua em outras vertentes: racionalização do abastecimento de água, melhoria na coleta de lixo, controle de inundações, mapeamento digital da região e diversos projetos ambientais. No orçamento original de 1994, os recursos disponíveis eram de US$ 793 milhões, dos quais US$ 350 milhões financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), US$ 237 milhões pela agência japonesa Japan Bank for International Cooperation (JBIC) e US$ 206 milhões provenientes do governo estadual.

O contrato de financiamento entre o governo estadual e o BID foi assinado em 9 de março de 1994, com vigência de cinco anos. No entanto, em face da complexidade do Programa, cujos investimentos envolvem projetos independentes de órgãos estaduais e municipais, o prazo foi ampliado para 2002.

Esgotamento sanitário - Através da Cedae, o PDBG vai implantar 1.248km de redes coletoras de esgoto, 28km de emissários terrestres e submarinos e realizar 139 mil ligações domiciliares. A prioridade é atingir as bacias com maior densidade populacional e baixo nível de renda, onde o esgoto lançado in natura aumenta o risco sanitário. Por outro lado, os cerca de 90Km de coletores-tronco e interceptores eliminarão a ameaça de contaminação nas principais bacias sujeitas a enchentes.

Estão previstas a construção e a ampliação de oito estações de tratamento de esgotos (ETE). Em dezembro de 2000 foram inauguradas as ETEs da Pavuna e Sarapuí. As obras das estações da Penha e Alegria, no Caju, já foram cpncluídas. As ETEs de Paquetá, Ilha do Governador e Icaraí estão funcionando com toda a capacidade e a estação de São Gonçalo começa a funcionar após a execução das ligações intradomiciliares. Em 29 favelas da zona sul do Rio de Janeiro, Ilha do Governador e Niterói serão executadas obras de esgotamento sanitário. Orçadas em US$ 611 milhões, as obras vão beneficiar quatro milhões de pessoas. Após esses investimentos, 50% dos esgotos gerados pela população residente na bacia da Baía serão tratados. Com a continuidade do Programa, pretende-se alcançar 100%.

Abastecimento de água - Um sistema eficaz de controle da produção e do fornecimento racionalizará o serviço de abastecimento e distribuição de água da Cedae. Serão executadas obras para fornecer água a 15 favelas da zona sul do Rio de Janeiro, Ilha do Governador e Niterói. O Programa prevê, também, a implantação de 387Km de redes e adutoras, a realização de 34 mil ligações domiciliares, a construção de dez reservatórios e a instalação de 525 mil hidrômetros. Mais de um milhão de pessoas serão beneficiadas com a obra, cujo custo total é de US$ 143 milhões.

Coleta e destino final de lixo - O programa de coleta e destinação final adequada de lixo vai beneficiar diretamente 2,8 milhões de habitantes e tem um custo de US$ 21 milhões. A meta é que 90% dos resíduos domiciliares sejam recolhidos, eliminando, assim, os lixões - que serão substituídos por aterros sanitários - e reduzindo o assoreamento de rios e canais, que hoje recebem grandes quantidades de lixo. Um sistema de drenagem permitirá recolher o resíduo líquido - chorume - para que este não seja absorvido pelo subsolo. Este item do PDBG, que inclui a construção de três usinas de reciclagem e compostagem, abrange sete municípios: Niterói, Nilópolis, São João de Meriti, Magé, Guapimirim, Caxias e São Gonçalo.
Mais informações sobre o Compenente na Seção RESÍDUOS SÓLIDOS CLIQUE AQUI

Controle de inundações - Para controlar as inundações numa das regiões mais afetadas do Estado, a SERLA realiza, a um custo de US$ 16 milhões, obras de drenagem na bacia do Rio Acari, que incluem a recuperação de muros de contenção e a execução de canalizações e galerias. As obras no Rio das Pedras beneficiarão os bairros de Fazenda Botafogo, Coelho Neto, Rocha Miranda, Oswaldo Cruz e Vila Valqueire; no Rio Timbó, Quintino Bocaiúva; e no Rio Piraquara, os bairros de Magalhães Bastos e Realengo.

Mapeamento digital - O Componente Mapeamento Digital e Desenvolvimento Institucional, executado pelo CIDE no âmbito do Programa de Despoluição da Baía de Guanabara - PDBG, tinha como meta inicial instalar sistemas de geoprocessamento com base cadastral atualizada em 13 Prefeituras situadas na Bacia da Baía. Sistemas similares já vinham sendo implantados em diversas Prefeituras do país com comprovada eficiência na melhoria da arrecadação tributária e do planejamento e gestão urbano-ambiental.
Levantamentos cartográficos e cadastrais atualizados foram fornecidos para os municípios, começando-se, assim, a reverter a situação de desatualização da maioria das bases cadastrais existentes. Esta iniciativa se revestiu-se de especial relevância, considerando que a população situada na Bacia da Baía de Guanabara aumentou quase 10 vezes em 26 anos, sem que nesse período tivessem sido realizadas plenamente as ações necessárias à manutenção e modernização dos cadastros técnicos locais.
As bases cartográficas produzidas em escalas cadastral e de planejamento, bem como os levantamentos de dados de campo ( cadastro imobiliário da infra-estrutura de logradouros ) foram transferidos às Prefeituras, inclusive em formato digital, acompanhados de hardware, software e periféricos necessários à operação dos sistemas de geoprocessamento, sem quaisquer ônus para as municipalidades.
O CIDE promoveu, também, uma série de cursos para técnicos das administrações municipais com o objetivo de capacitá-los a utilizar os sistemas implantados, que abrangeram desde conhecimentos teóricos nas áreas de cadastro técnico e imobiliário, administração tributária, planejamento municipal e geoprocessamento até treinamento prático em microinformática e operação de software das modalidades CAD e GIS. Adicionalmente, foram realizados mapeamentos nas escalas 1:10.000 e 1:50.000, cobrindo uma área de aproximadamente 3.000 km2, destinados, mais especificamente, ao planejamento regional. O projeto custou US$ 25 milhões. O município do Rio de Janeiro não foi incluído porque já tem um programa semelhante.

Projetos ambientais - Os Projetos Ambientais Complementares (PAC) têm o objetivo de modernizar os órgãos da SEMADUR. São projetos de reforço institucional, educação ambiental, controle e monitoramento, e gestão ambiental. Representam 2,9% do financiamento, totalizando US$ 17,6 milhões, incluídos no contrato do BID.



fonte: http://www.cibg.rj.gov.br/pag.asp?pag=4

Estações de Tratamento:


Alegria

Sistema de Tratamento

- E.T.E. Alegria

Nível de Tratamento Secundário

Vazão projetada: 5000 l/s

Vazão em operação: 2500 l/s

População beneficiada: 1.500.000 Hab.

Bairros Beneficiados: Cajú, Cidade Universitária, São Cristóvão, Benfica, Grajaú, Vila Isabel, Andaraí, Tijuca, Maracanã, Praça da Bandeira, Rio Comprido, Estácio, Cidade Nova, Santo Cristo, Saúde, Gambôa, Centro, Mangueira e São Francisco Xavier.

A ETE Alegria, com a inauguração da primeira fase de Tratamento Secundário, e com os trechos dos troncos coletores que faltavam para a atual vazão instalada também concluídos, chegamos ao patamar de 216 milhões de litros de esgotos tratados por dia, o que se equivale ao volume de um Maracanãzinho.

Como resultado deste grande trabalho, já obtivemos uma melhora significativa na qualidade das águas da Baia de Guanabara, na Região do Caju, na saída do Canal do Fundão, segundo o monitoramento realizado pelo Instituto Estadual do Meio Ambiente (INEA), que demonstrou que o número médio de coliformes fecais nas águas do Canal do Cunha,que entre 2000 e 2007 era da ordem de 160.000 coliformes por 100 ml. Para atuais 5.000 coliformes por 100 ml após a inauguração da ETE.

Pavuna

Sistema de Tratamento

- ETE Pavuna

Nível de Tratamento Secundário

Vazão projetada: 1500 l/s

Tronco Coletor à executar: 96.909,75 metros

População beneficiada: 623.500 Hab.

Municípios beneficiados: Rio de Janeiro, Duque de Caxias e São João de Meriti

Sarapuí

Sistema de Tratamento

- ETE Sarapuí

Nível de Tratamento Secundário

Vazão projetada: 1500 l/s

Trecho Interceptor à executar: 2.735,34 metros

Tronco Coletor à executar: 709,3 metros

População beneficiada: 580.000 Hab.

Municípios beneficiados: Belford Roxo, Nova Iguaçú, Mesquita, e áreas de São João de Meriti.

As ETEs Pavuna e Sarapuí já se encontram concluídas com capacidade instalada de 1500 L/s cada à nível de tratamento secundário.

A conclusão das obras de assentamento dos troncos coletores para estas 2(duas) ETEs estão aguardando financiamento.

São Gonçalo

Sistema de Tratamento

- ETE São Gonçalo

Nível de Tratamento Primário

Vazão projetada: 765 l/s

População beneficiada: 235.000 Hab.

Municípios beneficiados: São Gonçalo


As Estações de Tratamento de Esgoto da Penha, na Av. Brasil, e da Ilha do Governador, no Tauá, foram ampliadas mediante novos equipamentos, capacitando a primeira a tratar 1.600 l/s, de modo a beneficiar 576.000 habitantes e a segunda, com capacidade para 525 l/s, atende outros 240.000 habitantes.

fonte: http://www.cedae.rj.gov.br/raiz/080.ASP
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 08:37 PM   #3
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

2 - Programa de Saneamento da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá - PSBJ

O Governo do Estado do Rio de Janeiro, com recursos orçamentários próprios e através do Fecam – Fundo Estadual de Conservação Ambiental, e por intermédio da Cedae - Companhia Estadual de Águas e Esgotos, está executando as obras do Programa de Saneamento da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá (PSBJ). O Programa visa implantar sistemas completos de esgotamento sanitário na Barra da Tijuca, em Jacarepaguá e no Recreio dos Bandeirantes.

O PSBJ está projetado para a macro situação de coleta, tratamento e destinação final de 5,3 mil litros por segundo de esgoto sanitário, o que representa uma capacidade instalada para atender o desenvolvimento urbano da região pelos próximos decênios.

As obras tiveram início em 10 de abril de 2001, tendo até a presente data o seguinte desempenho econômico-financeiro:

OBRAS INVESTIDO A INVESTIR TOTAL
até 06/06/2009

BARRA DA TIJUCA R$ 285.693.132,35 R$ 14.547.056,66 R$ 300.240.189,01

JACAREPAGUÁ R$ 136.976.091,13 R$ 41.358.471,88 R$ 178.334.563,01

RECREIO R$ 42.139.798,82 R$ 51.856.956,40 R$ 93.996.755,22

TOTAL GERAL R$ 464.809.022,30 R$ 107.762.484,94 R$ 572.571.507,24


MAPA DO PROGRAMA:




ESTÁGIO ATUAL DAS OBRAS:

A primeira fase do Programa está concluída e entrou em operação no dia 10 de abril de 2007, com a previsão de coletar 900 litros por segundo de esgoto, tendo como destinação final o emissário submarino da Barra da Tijuca. O esgoto antes de ser encaminhado ao emissário submarino passa por tratamento preliminar na Estação de Tratamento da Barra da Tijuca..

O emissário submarino já está recebendo o esgoto sanitário produzido pela população das localidades de Rio das Pedras, Jardim Clarice, Anil, Cidade de Deus, Taquara, Freguesia e Praça Seca, em Jacarepaguá, e na Barra da Tijuca, dos Condomínios Santa Mônica e Novo Leblon, Jardim Oceânico, Condomínios ao Norte do canal de Marapendi e Condomínios ao Sul do canal de Marapendi.

Até o final de 2009 deverão ser coletados 2.500 litros de esgoto por segundo, quando as principais áreas da chamada Bacia de Jacarepaguá, que incluem os três bairros já mencionados, estarão atendidas.

O Programa engloba Estações Elevatórias de Esgoto, troncos coletores e redes coletoras, específicas para cada bairro, assim como, uma Estação de Tratamento Primário e uma Estação Elevatória Final com um Emissário terrestre e um Submarino, que transportarão todo o esgoto tratado para alto mar a 5.000m da costa.


BARRA DA TIJUCA

ESCOPO DAS OBRAS:

- Estação de Tratamento da Barra da Tijuca - ETE

A Estação de Tratamento de Esgotos da Barra da Tijuca tem projetada para tratar 2,8 mil litros por segundo, tratamento preliminar e tratamento primário do esgoto recebido, com capacidade de ampliação para tratamento de até 5,3 mil litros de esgoto por segundo.

Unidades da ETE Barra da Tijuca:

Unidade de Decantação, Unidade de Desarenação, Prédio de Apoio, Elevatória Final, Subestação Principal, Elevatória de Escuma, Sala de Comando da Elevatória Final, Cabine de Medição, Desidratação e Secagem Térmica de Lodo, Tratamento de Odor, Administração e Laboratório, Reservatório de água potável e Chaminé de Equilíbrio.

- Emissário Submarino da Barra da Tijuca

O Emissário Submarino da Barra da Tijuca é parte integrante do sistema de esgotamento sanitário da região. Foi projetado para viabilizar a retirada dos esgotos inicialmente lançados no sistema lagunar de Jacarepaguá.

O projeto foi embasado nos resultados de diversas campanhas de medição de correntes, em Alto Mar, realizadas pela Cedae, que demonstram padrão paralelo à linha de costa, seja na direção oeste ou leste, favorecendo o descarte do emissário, sem causar risco à zona de praia.

O Emissário Submarino é composto por duas tubulações, chamadas de primeira linha e segunda linha, paralelas, em PEAD – polietileno de alta densidade, e 1.400 mm de diâmetro interno, cada. A primeira linha, já operando, com 5 km de comprimento, chamada de Emissário Principal, e a segunda com 514 metros, de Emissário Reserva, a ser complementado quando o sistema estiver esgotando mais de três mil litros por segundo.

Nos primeiros 500m dos Emissários, 300 metros da Costa, correspondem à Zona da Arrebentação e estão enterrados na areia e 200m começam a aflorar sobre a areia, acompanhando a morfologia local. A partir deste ponto a tubulação é assentada no fundo do mar, em três tramos de aproximadamente 1.500m de comprimento interligados por 03 carretéis de ajustes de 7m de extensão, com auxílio de blocos de concreto armado, pré-moldados, fixos na tubulação por tirantes de aço.

São 5 km de extensão mar adentro. No trecho final de 500m, assentado à profundidade de 40m, encontram-se os difusores que lançam os esgotos possibilitando grande mistura com a água do mar, reduzindo em 100 vezes sua concentração inicial.

A seguir, ao mesmo tempo em que essa mistura sofre os efeitos das correntes e da turbulência do mar, ocorre o processo biológico de redução dos organismos vivos, acelerado pela salinidade e insolação.

A Cedae iniciou o monitoramento da qualidade das águas da região cinco horas após o início da operação do emissário e continuará coletando amostras uma vez por semana para informação à população. Esse monitoramento segue os critérios do Conama - Conselho Nacional do Meio Ambiente, e vem sendo orientado pela Feema - Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente.

Acompanhe no mapa abaixo os resultados do monitoramento da qualidade das águas da praia da Barra da Tijuca.




- OBRAS TERRESTRES:

Compreende todo o sistema de coleta domiciliar do esgoto produzido , passando pelas estações elevatórias, estação de tratamento e o encaminhamento final ao Emissário Submarino da Barra da Tijuca.

A implantação das principais linhas de recalque, coletores troncos e emissários terrestres serão executados utilizando tecnologia não destrutiva (túneis subterrâneos – SHIELD, NATM), não afetando as principais vias de tráfego. Está previsto o seguinte volume de serviços:

Coletores Tronco: 7.323m
Redes Coletoras: 49.745m
Ligações Domiciliares: 3.206
Linha de Recalque: 6.878m
Emissário Terrestre: 2.073m
Travessias Especiais: 09un
Reforma de Estações Elevatórias: 04un
Construção de Estações Elevatórias: 04un
Construção da Caixa de Transição do emissário terrestre com o emissário submarino

ESTÁGIO ATUAL DAS OBRAS:

Rede de Coletora - Foram assentados 13.648 m em tubulação de PVC;
Coletor tronco – Foram assentados 8.658 m em tubulação de CA;
Linha de Recalque – Foram assentados 6.368m em tubulação de PEAD;
Ligações Domiciliares - Foram executadas 162 unidades;
Emissário Terrestre – Foram assentados 1.052,14m em tubulação de Aço Carbono e 2 x 1021,30m (2 linhas cada uma com 1.021,30) em tubulação de PEAD – concluído;
Travessias especiais – 09 unidades executadas.
Estações Elevatórias – 04 elevatórias concluídas ( EE Marapendi, EE Santa Mônica, EE Eugênio Macedo, EE Jardim Oceânico) e uma em andamento (EE Lagoa da Tijuca*);
Caixa de transição emissário terrestre/submarino – concluída;
Emissário Submarino – concluído;
* obras em andamento


JACAREPAGUÁ

As obras têm por objetivo a complementação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Jacarepaguá, compreendendo a coleta e transporte do esgoto sanitário até a Estação Elevatória de Jacarepaguá e posteriormente à Estação de Tratamento de Esgotos, localizada na Barra da Tijuca, tendo destino final o Emissário Submarino.

ESCOPO DAS OBRAS:

O Projeto contempla a implantação das redes, coletores troncos e equipamentos especiais, nos seguintes quantitativos:

Coletores Tronco: 12.034m
Redes Coletoras: 139.256m
Ligações Domiciliares: 16.162un
Linha de Recalque: 12.879m
Travessias Especiais: 15un
Estações Elevatórias: 07un

ESTÁGIO ATUAL DAS OBRAS:

Rede Coletora – Foram assentados 103.920m em tubulação de PVC;
Ligações Domiciliares – Foram executadas 9.441 unidades;
Coletor Tronco - Foram assentados 8.994m em tubulação de Concreto Armado;
Linha de Recalque - Foram assentados 11.978m em tubulação de FºFº;
Estação Elevatória – 03 elevatórias – concluídas (EE de Jacarepaguá, EE Rio das Pedras, EE Jardim Clarice); e 3 EEE em andamento * ( EEE Curicica I, EEE Curicica II, EEE Taquara* )
Travessias Especiais – 11 travessias concluídas;
Execução de rede coletora de Esgoto com diâmentro de 150 mm na Taquara, Pechincha e Freguesia*;
Execução de tronco coletor em 600 mm, na Av. Geremário Dantas, em NATM, método não destrutivo*.

* obras em andamento


RECREIO DOS BANDEIRANTES

Tem por objetivo a implantação do Sistema de coleta e transporte do esgoto sanitário do Recreio dos Bandeirantes até a ETE Barra.

ESCOPO DAS OBRAS:

O Projeto contempla a implantação das redes, interceptores, coletores troncos (os interceptores e trecho do tronco serão executados utilizando tecnologia não destrutiva -túneis subterrâneos, não afetando as principais vias de tráfego) e equipamentos especiais, nos seguintes quantitativos:

Interceptores: 5.200,00m
Coletor Tronco: 8.032,00m
Redes Coletoras: 60.000,00m
Ligações Domiciliares: 5.000un.
Linha de Recalque: 11.682,00m
Estações Elevatórias: 04un.
ESTÁGIO ATUAL DAS OBRAS:


Interceptores – Foram assentados 346,26m em tubulação de Concreto Armado;
Rede Coletora – Foram assentados 1.402m em tubulação de PVC;
Ligações Domiciliares – Foram executadas 30 unidades;
Coletor Tronco - Foram assentados 200 metros em tubulação em Concreto Armado; de 600 mm de diâmetro, na Av. Baltazar da Silveira, estando em andamento, o assentamento dos 2.035 metros finais*,
Linha de Recalque – Foram assentados 7.100 metros em tubulação de PEAD; de 1000 mm de diâmetro, na Av. Baltazar da Silveira, estando em andamento, o assentamento dos 1.500 metros finais, na Avenida das Américas*;
Estações Elevatórias – Execução da estrutura em concreto da Elevatória Final do Recreio dos Bandeirantes*.

* obras em andamento


CRONOGRAMA DE OBRAS DO PSBJ

Conclusão do Tratamento Primário da ETE Barra da Tijuca:
Início: Junho/2008
Término: Fevereiro/2009. (Concluída no prazo)

Esgotamento da Sub-bacia Jardim Oceânico:
Início: Maio/2007
Término: Agosto/2008 (Concluído no prazo)
Esgotamento das Sub-bacias Marapendi Norte e Sul:
Início: Outubro/2007
Término: Dezembro/2009
Construção da Estação Elevatória Curicica I:
Início: Dezembro/2008
Término: Novembro/2010

Construção da Estação Elevatória Curicica II:
Início: Dezembro/2008
Término: Novembro/2010
Construção da Estação Elevatória Taquara:
Início: Dezembro/2008
Término: Novembro/2010
Construção da Estação Elevatória Eugênio Macedo:
Início: Abril/2008
Término: Novembro/2008 ( concluído no prazo )

FONTE: http://www.cedae.rj.gov.br/raiz/070.asp
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!

Last edited by Patrick-RJ; July 30th, 2009 at 06:58 AM.
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 08:45 PM   #4
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

3 - TAC da Lagoa Rodrigo de Freitas


Histórico dos Projetos e Obras:

Da mobilização as realizações foram árduos anos de trabalhos e busca por soluções a fim de seguir rumo ao fiel e pleno cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta – TAC. Trabalhos estes que comprovam também o compromisso da CEDAE com a preservação ambiental e a qualidade de vida. Dentro de planejamentos rigorosamente estudados e cuidadosamente concebidos, peculiar a execução de obras de esgotamento sanitário, foram estabelecidas três metas a serem atingidas, a saber:

1ª Meta: Implantação de novas linhas de recalque.

2ª Meta: Reforma e melhorias operacionais nas elevatórias de esgoto sanitário.

3ª Meta: Implantação do Centro de Controle Operacional de Esgotos - C.C.O.E.


1ª Meta

A CEDAE investiu R$ 6.158.354,88 (seis milhões, cento e cinqüenta e oito mil, trezentos e cinqüenta e quatro reais e oitenta e oito centavos), na implantação de 900 metros de linha de recalque de 400 mm de diâmetro em PEAD, material de vanguarda, a qual interliga as Elevatórias José Mariano e Hípica, transportando vazão de 70 l/s.
Da Elevatória Hípica, foi assentada também em PEAD, porém com diâmetro de 500 mm, nova linha de recalque até a Elevatória Saturnino de Brito. A extensão deste recalque é de 1.500 metros. A Elevatória Hípica recebe, além do recalque da Elevatória José Mariano, as águas servidas da bacia afluente a própria elevatória, totalizando a vazão de 190 l/s para a Saturnino de Brito.
Em prosseguimento as implantações das novas linhas de recalques, em 2005 foi concluída a substituição da linha entre a Elevatória do Leblon e a caixa de confluência no canal do Jardim de Alah, esta com diâmetro de 1000 mm e extensão de 1.340 metros, em PEAD, transportando a vazão de 1.680 l/s de esgotos.
É de suma importância salientar que o PEAD, Polietileno de Alta Densidade, é um material de alta tecnologia, que propicia melhores soluções para o transporte de esgoto sanitário devido ao baixíssimo coeficiente de rugosidade e grande resistência a abrasão.


As benfeitorias supracitadas estabelecem as seguintes vantagens:

- Aumento da eficiência do Sistema de Esgotamento Sanitário;
- Maior segurança na operação do Sistema;
- Proteção mais eficaz ao Meio Ambiente;
- Otimização operacional;
- Diminuição das intervenções corretivas no Macro sistema e,
- Redução de custos operacionais.


2ª Meta

A Segunda Meta, orçada em R$ 11.385.926,90 (onze milhões, trezentos oitenta e cinco mil, novecentos e vinte e seis reais e noventa centavos), contempla o Programa de Otimização Operacional das Elevatórias de Esgotos Sanitários.
São oito as elevatórias contempladas no Programa de Otimização, a saber:

Elevatória Saturnino de Brito
Elevatória Jardim Botânico
Elevatória Cantagalo
Elevatória Farme de Amoedo
Elevatória Leblon
Elevatória Caiçaras
Elevatória José Mariano
Elevatória Hípica


Destas elevatórias inauguramos:

Elevatória Saturnino de Brito – 22/02/2008
Elevatória Jardim Botânico – 12/05/2008
Elevatória Cantagalo – 03/06/2008
Elevatória Farme de Amoedo – 22/07/2008
Elevatória Leblon – 13/02/2009
Elevatória Caiçaras – 19/03/2009
As elevatórias José Mariano e Hípica estão previstas de serem inauguradas no 2º semestre de 2.009, finalizando a 2º Meta do programa que visa preservar e manter o equilíbrio do ecossistema da Lagoa Rodrigo de Freitas, bem como as perfeitas condições sanitárias da Cidade.


Para estas obras estão previstas:

- Obras civis;
- Serviços Eletromecânicos;
- Implantação de Novas Tecnologias e,
- Modernização do Sistema Operacional.


Após a conclusão desta etapa teremos como resultado a maior eficácia e melhor eficiência do macro sistema de esgotamento sanitário com alongamento da vida útil dos equipamentos, redução de custos de insumos tais como energia elétrica, aja visto que o programa busca maior eficiência energética, redução de custos operacionais com mão de obra e de manutenção devido a implementação de novas e consagradas tecnologias.


3ª Meta

A Implantação do Centro de Controle Operacional de Esgotos complementa o atendimento as premissas do TAC. Este projeto encontra-se na fase de elaboração de orçamento, visa a otimização da operação e monitoramento do macro sistema de esgotamento sanitário da zona sul, incluindo neste as captações em tempo seco e as elevatórias do Cinturão da Lagoa entre outras.
Abrange o escopo desta obra a implementação de novas tecnologias de medições de vazões, pressão e nível de lamina d’água, bem como o prévio diagnóstico do macro sistema. É importante observar que todos os parâmetros de controle e monitoramento serão observados em tempo real o que permitirá o pronto atendimento a todas as demandas necessárias ao equilíbrio do sistema.
Este que será o pioneiro em se tratando de macro sistema de esgotamento sanitário, o Centro de Controle Operacional de Esgoto Sanitário do Rio de Janeiro estabelecerá a maior segurança na eficiência da responsabilidade sanitária da CEDAE, produzindo os seguintes benefícios:

- Redução de acidentes sanitários e ambientais;
- Equilíbrio dinâmico do macrossistema;
- Melhor eficiência e rendimento dos equipamentos eletromecânicos;
- Melhor eficiência das linhas de recalque;
- Automação de diversas operações e,
- Redução de custos operacionais.

A CEDAE busca com a implantação destes programas de obras o rígido e seguro controle do Sistema de Esgotamento Sanitário da Cidade do Rio de Janeiro, o qual conscientemente é o que há de mais moderno em tecnologia de esgotamento sanitário no mundo.

FONTE: http://www.cedae.rj.gov.br/raiz/002018.asp
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!

Last edited by Patrick-RJ; June 22nd, 2009 at 08:55 PM.
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 08:49 PM   #5
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

4 - PAC SANEAMENTO



fonte: http://www.cedae.rj.gov.br/
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!

Last edited by Patrick-RJ; July 30th, 2009 at 06:59 AM.
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 08:50 PM   #6
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

Opa... tá ficando grande demais?
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 09:03 PM   #7
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

Bom, vamos às notícias. Depois postamos mais projetos:

Rio Paraíba do Sul será repovoado por filhotes de peixes
14 de junho de 2009 • 11h19 • atualizado às 12h02

Cerca de 25 mil filhotes de peixe das espécies piabanha, lambari e rabo amarelo serão lançados no rio Paraíba do Sul na próxima terça-feira para repovoar o rio, cujo sistema hídrico foi prejudicado pelo vazamento de 8 mil litros do pesticida Endosulfan, em novembro do ano passado.

O lançamento dos filhotes de peixe inaugura o Programa de Recuperação da Fauna no local. A medida é uma iniciativa da Secretaria Estadual do Ambiente em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea).


De acordo com o presidente do Inea, Luiz Firmino, o objetivo é alcançar a marca de um milhão de filhotes lançados no rio nos próximos dois anos.


O acidente ambiental que provocou a mortandade de quase 150 mil t de peixe foi causado pela empresa Servatis e atingiu 400 km do rio, numa área que se estende desde o município de Resende até São João da Barra.


"Tivemos um complicador a mais porque o acidente ocorreu exatamente na época em que o peixe estava subindo o rio para desovar. Com isso, houve uma interrupção do ciclo da reprodução das espécies. Então, é muito importante haver essa ação de repovoamento para trazer esses peixes pequenos, criados em cativeiro, e tentar recuperar a fauna", explicou.


O presidente do Inea destacou, ainda, que os primeiros resultados dessa ação devem começar a ser percebidos em um prazo de oito meses, já que esse é o tempo médio necessário para que as espécies atinjam o tamanho mínimo permitido para comercialização.


O vazamento de Endosulfan prejudicou quase dois mil pescadores que vivem exclusivamente da atividade pesqueira na região. Ainda de acordo com Luiz Firmino, a pesca no local continua proibida.


O Paraíba do Sul corta quase metade do estado, passando por 37 municípios. O rio também é responsável pelo abastecimento de 85% da população da região metropolitana do Rio de Janeiro. As cidades atingidas, na época do acidente, tiveram que suspender temporariamente a captação de água. A empresa Servatis foi multada em R$ 33 milhões pelo vazamento.

http://noticias.terra.com.br/ciencia...-EI238,00.html
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 09:08 PM   #8
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

Tirado de outro thread:

Quote:
Originally Posted by Patrick-RJ View Post
Parque Nacional de Itatiaia vai ganhar novas regras e passar por revitalização
Publicada em 20/06/2009 às 19h40m
O Globo


RIO - O Parque Nacional de Itatiaia - o primeiro da história do país, com 72 anos - ganha segunda-feira um presente só comparável em importância ambiental ao decreto de sua criação, sancionado em junho de 1937 pelo então presidente Getúlio Vargas. O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, assinará um ato administrativo determinando a criação de uma série de medidas para revitalizar o parque, como a interdição para carros, o estímulo às práticas de arvorismo e canoagem e a criação de um centro universitário de estudos sobre biodiversidade. A decisão do governo resolve também o secular problema fundiário com moradores e hoteleiros da área de um ex-núcleo colonial que ocupa 1.800 dos 30 mil hectares do parque.

O governo vai iniciar um trabalho de médio e longo prazos para indenizar proprietários, oferecer aos idosos a opção de usufruto das residências e, no caso de dois dos cinco hotéis existentes no parque - Ypê e Donati - torná-los concessionários para usar o pagamento das concessões no abatimento das indenizações das propriedades e benfeitorias.

Minc quer transformar a unidade de Itatiaia num modelo a ser seguido por outras áreas protegidas brasileiras:

- Vai ser o parque mais avançado do país, melhor até que o do Iguaçu (cuja gestão é considerada referência). Vou marcar a minha gestão pela revitalização dos parques, experiência já realizada em outros países com sucesso. Hoje, no Brasil, muitos deles estão malcuidados.

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2009...-756436933.asp
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 09:09 PM   #9
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

Notícia postada pelo Juninho no thread sobre a candidatura do Rio aos Jogos Olímpicos:

Quote:
Originally Posted by Juninhoo View Post
Rio 2016: Cabral e Paes garantem quase R$ 1 bi para meio ambiente
O Globo

LAUSANNE, Suíça - O governador Sérgio Cabral e o prefeito Eduardo Paes anunciaram nesta terça-feira que, até julho, serão liberados pela Caixa Econômica R$ 650 milhões para obras de despoluição da Bacia de Jacarepaguá e Barra da Tijuca e da Baía de Guanabara, incluindo Baixada Fluminense e São Gonçalo, que terá em funcionamento a estação de tratamento de esgoto. A assinatura do convênio será no Rio, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O anúncio foi feito na cidade suíça de Lausanne, onde o prefeito e o governador participam das apresentações finais das cidades candidatas a sede das Olimpíadas de 2016. O Rio disputa com Tóquio, Chicado e Madri.

Somados aos R$ 340 milhões destinados pelo governo federal à Bacia de Jacarepaguá através do PAC Drenagem, na semana passada, o Rio vai receber quase R$ 1 bilhão para recuperar duas regiões onde estão previstas para acontecer mais da metade das competições das Olimpíadas 2016, caso a cidade conquiste o direito de sediá-las.

- Estamos trabalhando pela garantia de uma vida melhor para nossa população em todas as áreas de ação do estado. A nossa parceria com a prefeitura e o presidente Lula é permanente. Na próxima terça-feira, por exemplo, vamos lançar o projeto de Revitalização da Zona Portuária também como resultado dessa nossa união. A vinda das Olimpíadas vai trazer ainda mais benefícios, e não só para a cidade do Rio, mas para toda a região metropolitana - disse o governador.

O prefeito Eduardo Paes afirmou que os grandes vencedores dos Jogos Olímpicos serão os moradores da cidade.

- Esta vai ser uma grande oportunidade para os cariocas verem realizadas obras que sempre pediram. Com a liberação dos recursos, aqueles que sofrem com as enchentes em Jacarepaguá ou com a sujeira à beira da Baía de Guanabara, logo vão perceber as mudanças. Para a cidade, o projeto olímpico já começou a deixar o seu legado - declarou o prefeito.

Na tarde desta terça-feira, Cabral, Paes e demais integrantes da comitiva da Rio 2016, entre eles o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, fizeram no Museu Olímpico o ensaio oficial da apresentação da campanha, marcada para esta quarta-feira.

O Rio e as três cidades finalistas terão, cada uma, 45 minutos para exibição do projeto à maioria dos membros votantes do Comitê Olímpico Internacional (COI) e mais 45 minutos para responder a questões técnicas. A vencedora será anunciada no dia 2 de outubro, em Copenhague, na Dinamarca.

- Mesmo sendo uma apresentação mais técnica, vamos mostrar ao Comitê Olímpico a alegria dos cariocas, a emoção deste povo que acolhe tão bem e faz todo mundo se sentir em casa. O projeto que será exibido foi muito bem planejado, estruturado, e tenho certeza de que, além disso, o charme do Rio vai fazer a diferença - afirmou Eduardo Paes.

Cabral destacou que pelo menos dois terços dos investimentos para a Rio 2016 já estão garantidos por conta do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal, e dos recursos destinados à Copa do Mundo de 2014.

- O que vamos dizer aos membros do COI é que, para os Estados Unidos, Chicago será mais uma cidade a fazer os jogos. O mesmo vale para o Japão, sobre Tóquio; e Espanha, em relação a Madri. No nosso caso, será a primeira cidade de um continente onde moram 400 milhões de pessoas que nunca viram uma Olimpíada. E, sim, nós podemos fazê-la no Rio - disse o governador.

__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 11:15 PM   #10
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

Notícias recém-postadas pelo Doug no Notícias do Rio, ligadas, respectivamente, ao PDBG e ao PAC Saneamento:

Quote:
Originally Posted by DouG Wq View Post
Cabral dá início a obras de água e esgoto em São Gonçalo
Por Ascom da Cedae

O governador Sérgio Cabral dará início, a partir das 10h desta segunda-feira, a dois empreendimentos importantes de abastecimento de água e esgotamento sanitário em São Gonçalo: o início das obras para conclusão da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de São Gonçalo e o início das obras para colocação em funcionamento do Reservatório do Colubandê. Esses projetos, que integram o Programa de Despoluição da Baía de Guanabara, beneficiarão a 500 mil moradores do município e também vão ao encontro dos compromissos do país junto ao Comitê Olímpico Internacional (COI) para a escolha da cidade do Rio como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTOS DE SÃO GONÇALO:

Na próxima segunda-feira, às 10h, a Cedae dará início às obras para conclusão da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de São Gonçalo. Com a finalização das obras, a estação, que foi constrúda há mais de 10 anos e não operava de forma adequada, fará o tratamento secundário em mil litros de esgotos por segundo, retirando cerca de 96% da carga orgânica do efluente lançado na Baía de Guanabara. O objetivo é alcançar a capacidade projetada de tratamento de um volume diário de 86 milhões de litros de esgotos por dia.

- Nas reformas e melhorias da Estação de São Gonçalo serão aplicados recursos de cerca de R$ 13 milhões, atendendo a 300 mil moradores dos bairros de Boa Vista, Boaçu, Porto da Pedra, Rosane, Brasilândia, Porto Novo e Porto do Rosa – informou o presidente da Cedae, Wagner Victer.

As obras de reforma da Estação de São Gonçalo consistem na recuperação da elevatória de esgoto bruto, da caixa de areia, dos decantadores primários e secundários e do sistema de desidratação de lodo. Também será instalado um novo sistema de drenagem e feita a revisão geral dos equipamentos da estação, com a implantação de procedimentos de manutenção preventiva. Na estação também será instalada uma central de produção de mudas da Mata Atlântica, com capacidade para 100 mil mudas/ano.

RESERVATÓRIO DE ÁGUA DO COLUBANDÊ:

Logo após o início de obras da ETE São Gonçalo, por volta de 11h de segunda feira, o governador Cabral também estará dando início às obras para colocação em funcionamento o Reservatório do Colubandê, melhorando o abastecimento de água a 200 mil moradores de vários bairros de São Gonçalo. As obras serão realizadas com recursos da ordem de R$ 8,6 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Para a entrada em funcionamento do reservatório do Colubandê, construído há cerca de 10 anos e que está inativo, serão executadas obras de assentamento de uma nova tubulação adutora de água tratada de ferro dúctil de 900 milímetros de diâmetro e com 2.600 metros de extensão interligando a uma adutora existente, que transportará água ao reservatório de Amendoeira. Assim, o abastecimento será reforçado, permitindo a reativação do reservatório do Colubandê, que tem capacidade para armazenar 10 milhões de litros de água.

- Com a reativação do reservatório, os valores aplicados na obra de cerca de R$ 30 milhões no passado terão efetiva utilização. Além do reservatóriao, foram assentados uma subadutora de 3.150 metros de extensão, tronco e e rede distribuidora com 65.150 metros e instaladas 5.100 ligações domiciliares – detalhou o presidente da cedae, Wagner Victer.

O presidente Wagner Victer afirmou ainda que os dois empreendimentos, que contam com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), atenderão a área de infulência do futuro Complexo Petroquímico (COMPERJ), que está em fase de implantação pela Petrobras.

Também participam das duas cerimônias o ministro das Cidades, Márcio Fortes, o vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e o presidente da Nova Cedae, Wagner Victer.
Quote:
Originally Posted by DouG Wq View Post
Cedae inicia implantação do novo sistema de abastecimento de Magé
Por Ascom da Cedae

O governador Sérgio Cabral dará início, hoje, às obras de implantação do novo sistema de abastecimento de água das localidades de Mauá, Suruí e Guia de Pacobaíba, no município de Magé. O novo sistema possibilitará que essas localidades tenham fornecimento de água contínuo e de boa qualildade durante todo o ano, inclusive, nos períodos de estiagem, beneficiando cerca de 95 mil habitantes do município.

Nas obras de implantação do novo sistema de abastecimento de Magé, serão investidos R$ 50 milhões, através de uma parceria entre o Estado e a União, no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). As obras consistem na construção de uma Estação de Tratamento de Água (ETA), com capacidade para produzir 26 milhões de litros de água por dia, e no assentamento de uma adutora de água bruta de 3.480 metros de extensão e de outra adutora de água tratada de 19.820 metros de extensão.

- Além disso, serão construídos três reservatórios, sendo que um no Centro com capacidade para armazenar cinco milhões de litros, um segundo de três milhões de litros em Guia de Pacobaída e um terceiro de 1,5 milhão em Suruí. Ainda está prevista a implanatação de 206 mil metros de rede de distribuição e a instalação de 9.640 ligações domiciliares – explicou o presidente da Cedae, Wagner Victer.

O novo sistema de abastecimento de água de Magé é mais um empreendimento que atenderá a área de influência do futuro Complexo Petroquímico (Comperj) em implantação pela Petrobras. Atualmente, o município de Magé é abastecido pelos sistemas de Santo Aleixo e Paraíso, que divide o seu abastecimento com o Distriro de Itambí, em Itaboraí. O sistema de Santo Aleixo sofre com o fornecimento de água irregular em períodos de estiagem em função dos mananciais.

No momento, na localidade de Suruí, o abastecimento de água é precário devido à quantidade insuficiente de redes de distribuição e do pequeno porte da unidade, que capta água no Rio Suruí e produz um volume de água insatisfatório. Já, a localidade de Guia de Pacobaíba não dispõe de um sistema de abastecimento de água. A população utiliza água proveniente de poços rasos, o que aumenta a possibilidade de doenças de veiculação hídrica. Por ser uma região praiana, sa ituação que é agravada durante o verão, pois recebe uma grande população flutuante.

Também estarão presentes à cerimônia o ministro das Cidades, Márcio Fortes, o vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e o presidente da Nova Cedae, Wagner Victer.
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 11:17 PM   #11
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35


A Secretária de Meio Ambiente do Estado do Rio é especialista em recursos hídricos e parece estar voltando suas ações para essa área, que realmente é o maior problema ambiental do estado
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 11:20 PM   #12
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

Cabral dá início às obras da ETE de São Gonçalo
Por Elianah Jorge e Ascom da Nova Cedae

O governador Sérgio Cabral deu início, na manhã desta segunda-feira (22/6), às obras para conclusão da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de São Gonçalo, que vai favorecer o abastecimento de água e esgotamento sanitário no município. Durante o evento, Cabral anunciou outros investimentos na região, uma das mais carentes do estado.

O projeto, que integra o Programa de Despoluição da Baía de Guanabara (PDBG), beneficiará 500 mil moradores do município e também vai ao encontro dos compromissos do país junto ao Comitê Olímpico Internacional (COI) para a escolha da cidade do Rio como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Com a conclusão das obras, a estação, que foi construída há mais de 10 anos e não operava de forma adequada, fará o tratamento secundário em mil litros de esgotos por segundo, retirando cerca de 96% da carga orgânica do efluente lançado na Baía de Guanabara. O objetivo é alcançar a capacidade projetada de tratamento de um volume diário de 86 milhões de litros de esgotos por dia.

- Só esta estação, cujas obras estão começando hoje, será responsável pelo tratamento de 30% do esgoto gerado em São Gonçalo. Isto é fruto de muito trabalho e da parceria com o governo federal - afirmou Cabral.

Nas reformas e melhorias da Estação de São Gonçalo serão aplicados recursos de cerca de R$ 13 milhões, atendendo a 300 mil moradores dos bairros de Boa Vista, Boaçu, Porto da Pedra, Rosane, Brasilândia, Porto Novo e Porto do Rosa.

O ministro das Cidades, Márcio Fortes, também ressaltou a união entre os governos do Estado e Federal na condução das obras de saneamento básico que estão levando mais saúde à população fluminense e melhorando o meio ambiente.

- A Cedae está captando dinheiro do Programa de Aceleração do Crescimento e está multiplicando esses recursos em diversas obras. O evento de hoje é um exemplo do compromisso do Governo do Estado e da Companhia com a saúde e o meio ambiente - ressaltou Fortes.

O vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, destacou o grande momento vivido pela Cedae.

- Este é um novo momento da Cedae. Depois de 15 anos, a empresa voltou a acessar fontes de recursos federais. Com isso, estamos fomentando a geração de emprego e renda e investindo na saúde do povo fluminense - comemorou o vice-governador.

Futuros investimentos

Na mesma solenidade, Cabral anunciou outros investimentos no município de São Gonçalo para atender aos anseios dos moradores que sofrem com a carência de recursos na região. O Piscinão de São Gonçalo está entre os programas contemplados pela administração estadual, que irá, em parceria com a Petrobras, revitalizar a área de lazer.

De acordo com Cabral, São Gonçalo deixará para trás a fase de ostracismo.

- Esta era vai acabar - disse o governador, referindo-se às duas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) que serão instaladas na região, além do metrô – “antigo sonho dos gonçalenses” – que vai ter estações em Niterói, São Gonçalo e Itaboraí.

- Esta obra de R$ 30 milhões significa a busca do tempo perdido - afirmou o governador.

Também estiveram presentes ao evento a secretária do Ambiente, Marilene Ramos, a prefeita de São Gonçalo, Aparecida Panisset, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani, entre outras autoridades.

http://www.governo.rj.gov.br/noticias.asp?N=52454
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 11:22 PM   #13
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35


Nada melhor que um dia como hoje para dar início a este importante tópico para o nosso estado. Essa obra da ETE São Gonçalo deve ser a principal obra para a despoluição da Baia de Guanabara, já que esta é a cidade que mais despeja esgoto ali.
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 22nd, 2009, 11:24 PM   #14
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35

Cabral sanciona lei que institui vias verdes para fomento do turismo
Da Redação

O governador Sérgio Cabral sancionou lei que institui vias verdes para o fomento do turismo ecológico e rural à margem de ferrovias em desuso, cursos d’água, represas, e estradas vicinais. A Lei nº 5481 foi publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial. De acordo com a nova legislação, o programa estadual de vias verdes deverá realizar a elaboração de inventário de localidades, por equipe multidisciplinar em que conste a identificação e a avaliação de potencial e definição do traçado de trilhas para a prática de caminhada, ciclismo, equitação, contendo ainda acessos para o deslocamento em cadeira de rodas.

A lei também prevê a implantação de infraestrutura ao longo das trilhas, e ações do Poder Público em conjunto com setores da iniciativa privada para a execução de projetos.

Fica estabelecido também a exigência de orientação técnica ao pessoal das áreas de turismo, cultura e meio ambiente de setores estatais e a criação de um serviço multimídia de comunicação para a prestação de informações ao público. O programa de vias verdes terá ainda que implementar ações de recreação nos ambientes das trilhas. Lei entra em vigor hoje, data de sua publicação.

http://www.governo.rj.gov.br/noticias.asp?N=52440
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 23rd, 2009, 06:15 PM   #15
Jorge M
Registered User
 
Jorge M's Avatar
 
Join Date: Jun 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 2,370
Likes (Received): 211

Quote:
Originally Posted by Patrick-RJ View Post
Opa... tá ficando grande demais?
Quanto maior, melhor.
Jorge M no está en línea   Reply With Quote
Old June 24th, 2009, 05:40 AM   #16
DouG Wq
Registered User
 
DouG Wq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Campos dos Goytacazes - RJ
Posts: 5,923
Likes (Received): 374



Tinha que ser...
DouG Wq no está en línea   Reply With Quote
Old June 24th, 2009, 06:20 AM   #17
muckie
Registered User
 
muckie's Avatar
 
Join Date: Mar 2006
Location: Rio de Janeiro
Posts: 6,690
Likes (Received): 650

Quote:
Originally Posted by Patrick-RJ View Post

Nada melhor que um dia como hoje para dar início a este importante tópico para o nosso estado. Essa obra da ETE São Gonçalo deve ser a principal obra para a despoluição da Baia de Guanabara, já que esta é a cidade que mais despeja esgoto ali.
mais do que a zona norte do RIo Patrick?
muckie no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 08:20 PM   #18
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,619
Likes (Received): 35


No momento acho que sim, pois boa parte do esgoto da Zona Norte já é tratado na Estação Alegria, a maior do PDBG. Já São Gonçalo é o segundo município mais populoso do estado e despeja boa parte de seu esgoto na Baía.
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 11:52 PM   #19
Tquintan
Niteroiense da gema!!
 
Tquintan's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Location: Niteroi
Posts: 3,519
Likes (Received): 72

Boa parte? despeja tudo mesmo ¬¬

Mas enfim, temos que parabenizar a atuação da Secretaria de Meio Ambiente, o INEA e a Cedae, pelo excelente trabalho que estão realizando, estão aumentando o tratamento de esgoto, fazendo a preservação dos principais mananciais do Estado, e todas as obras realizadas estão sendo entregues no prazo.

ah! sem esquecer das empresas privadas que são parceiras desses projetos.
Tquintan no está en línea   Reply With Quote
Old June 27th, 2009, 04:52 AM   #20
C010T3
Registered User
 
C010T3's Avatar
 
Join Date: Nov 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 7,194
Likes (Received): 976

Quote:
Originally Posted by Tquintan View Post
Boa parte? despeja tudo mesmo ¬¬

Mas enfim, temos que parabenizar a atuação da Secretaria de Meio Ambiente, o INEA e a Cedae, pelo excelente trabalho que estão realizando, estão aumentando o tratamento de esgoto, fazendo a preservação dos principais mananciais do Estado, e todas as obras realizadas estão sendo entregues no prazo.

ah! sem esquecer das empresas privadas que são parceiras desses projetos.
Você está sendo sugado pelo marketing do Governo do Estado, pois enquanto isso no Itanhangá:



C010T3 no está en línea   Reply With Quote
Reply

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 01:55 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu