daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Regionais > Nordeste > Notícias da Região



Closed Thread

 
Thread Tools
Old June 22nd, 2011, 12:30 PM   #1
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276

Bahia Notícias - RM de Salvador III

Bahia Notícias - RM de Salvador III


http://arquiteturaemimagens.blogspot...-paralela.html

Last edited by tonyssa; June 22nd, 2011 at 02:48 PM.
tonyssa no está en línea  

Sponsored Links
 
Old June 22nd, 2011, 12:37 PM   #2
Aluilce
Gastro/Hepatologia
 
Aluilce's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Petrolina-PE
Posts: 5,729
Likes (Received): 197

Preço da gasolina aumenta quase 17% em véspera de feriado na Bahia
Álcool também sofreu reajuste de aproximadamente 10%.
Sindicado argumenta que motivo é a escassez de álcool no mercado.


Na semana em que milhares de pessoas vão pegar a estrada, a gasolina e o álcool ficaram mais caros. Em Salvador, o litro da gasolina, que podia ser encontrado a R$ 2,39, já custa R$ 2,79. O aumento corresponde a quase 17%. O álcool, que custava R$ 1,90, está sendo vendido a R$ 2,09, em alta de 10%.

A gasolina também chegou a R$ 2,79 o litro na cidade de Feira de Santana, a 100 km de Salvador. Em Feira, o aumento também se refletiu no preço do álcool, também a R$ 2,09.

Segundo o Sindicato dos Postos de Combustíveis, o reajuste no preço da gasolina é porque as distribuidoras passaram a vender o produto também mais caro. Em relação ao álcool, a explicação é que o produto começou a faltar no mercado.

http://g1.globo.com/bahia/noticia/20...-na-bahia.html
Aluilce no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 12:38 PM   #3
Aluilce
Gastro/Hepatologia
 
Aluilce's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Petrolina-PE
Posts: 5,729
Likes (Received): 197

Trânsito já é intenso nas estradas baianas para o feriado prolongado
Fluxo de veículos na BR-324 é grande, mas trânsito ainda flui.
Retenções podem ocorrer nos trechos próximos a Brasilgás e ao CIA.


De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o trânsito já é bastante intenso nas rodovias baianas na manhã desta quarta-feira (22). Embora o fluxo de veículos na BR-324 seja grande, o trânsito ainda está fluindo. A PRF alerta que é possível que o trânsito fique parado ao longo do dia nos trechos próximos a Brasilgás, Águas Claras, ao pedágio de Amélia Rodrigues e ao CIA.
A expectativa da PRF é de que cerca de 65 mil veículos trafeguem pela BR-324 nos próximos dias.

http://g1.globo.com/bahia/noticia/20...rolongado.html
Aluilce no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 12:40 PM   #4
Aluilce
Gastro/Hepatologia
 
Aluilce's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Petrolina-PE
Posts: 5,729
Likes (Received): 197

Anúncio do novo sistema viário de Salvador foi marcado por indefinições
Governo anunciou que transporte urbano integrará trilhos e rodas.
Projetos escolhidos não foram indicados. Obras devem iniciar em 2012.


Poucas definições e muitas dúvidas no anúncio no modelo de transporte de massa realizado na manhã desta terça-feira (21), no auditório da Secretaria do Planejamento da Bahia, localizado no Centro Administrativo do estado, em Salvador. O anúncio dos projetos foi feito pelos secretários do Planejamento, Zezéu Ribeiro, e da Copa, Ney Campello.

A ideia é integrar o metrô, outro tipo de trem e o BRT, que possui vias exclusivas. Eles relataram que serão 22 km de trilhos entre Lauro de Freitas e a Rótula do Abacaxi, passando pela Avenida Paralela, na capital baiana, trecho referente ao chamado Corredor Estruturante. Mas não foi definido o tipo de trem – se será igual ao metrô ou se será o monotrilho, que transita sobre vigas e pode transportar até 49 mil passageiros por dia. Já as linhas do BRT devem ser implantadas nas vias de acesso da Avenida Paralela, a exemplo das Avenidas Gal Costa e Pinto de Aguiar.

“A gente vai estipular agora a elaboração, o detalhamento do projeto, o vencimento do licenciamento ambiental”, relatou Zézeu.

O custo total pode chegar a R$ 3 bilhões, verba proveniente do PAC Copa e do PAC Mobilidade, programas do Governo Federal. O edital de licitação para execução das obras deve ser lançado em 40 dias e a divulgação da empresa vencedora será revelado até 31 de dezembro.

“Agora o tempo de referência do edital é que as contratações para as obras aconteçam no máximo até o ‘iniciozinho’ de 2012, porque nós precisamos começar a operação ao final de 2013, para que em 2014, ano do mundial, tenhamos essa primeira fase utilizada pela população da cidade”, defende o secretário extraordinário da Copa, Ney Campello.

http://g1.globo.com/bahia/noticia/20...efinicoes.html
Aluilce no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 12:52 PM   #5
Deco
Soteropolitano
 
Deco's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: São Salvador - Bahia
Posts: 6,473
Likes (Received): 839

tony, esse topico novo merece, em sua 1a postagem, uma imagem de metro na paralela, qq coisa... setps perdendo uma quebra de braco...
Deco no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 12:52 PM   #6
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276

Governo anuncia transporte sobre trilhos; seriam 22km na Paralela



O secretário estadual de Planejamento, Zezéu Ribeiro, fez ontem o anúncio oficial do transporte de massa a ser implantado em Salvador para a Copa do Mundo



Os 6,5 quilômetros do primeiro trecho do metrô de Salvador não ficaram prontos em 11 anos, mas os 22 quilômetros anunciados ontem pelo governo do estado terão que ser licitados, contratados, construídos e estar operando, no máximo, até 31 de dezembro de 2013. E com o detalhe de que o projeto final ainda não está concluído.







O secretário estadual de Planejamento, Zezéu Ribeiro, fez ontem o anúncio oficial do transporte de massa a ser implantado em Salvador para a Copa do Mundo: trilhos de Lauro de Freitas até a Rótula do Abacaxi, e BRT (sigla em inglês para ônibus de trânsito rápido) nas vias chamadas alimentadoras (ruas que desembocam na Paralela).

E o anúncio parou por aí, porque o governo ainda não sabe quantos corredores de BRT seriam implantados, se eles se estenderiam para Lauro de Freitas e a região do Iguatemi, quantas estações teria o novo transporte sobre trilhos, se ele seria construído no solo ou em vias aéreas, e nem se o metrô será metrô mesmo ou monotrilho (um trem que opera encaixado em apenas um trilho).

“Se for metrô vai ser construído no solo, nas laterais do canteiro central. No caso do monotrilho, as vias seriam suspensas”, explicou na entrevista coletiva Alberto Valença, diretor executivo da Secretaria de Planejamento (Seplan) e presidente do Grupo de Trabalho Executivo (GTE), responsável pela decisão.

Ele acrescentou que, no caso de construção no canteiro da Paralela, uma das poucas desapropriações seriam os postos de gasolina que ficam no local. “Sai bem mais barato do que fazer na lateral da pista e ter que indenizar aquele monte de terreno”, disse.

MIX DE PROJETOS

Dos sete projetos apresentados por construtoras no mês passado, foram usados elementos de pelo menos cinco, embora não tenha sido divulgado quais foram as duas empresas que ficaram de fora. “Elas atenderam todas as premissas, mas não teve nenhuma completa”, explicou Valença.
Os critérios para a decisão foram a consistência de viabilidade técnica, ambiental e financeira, além da durabilidade do sistema e o interesse público.

Como nenhum projeto específico foi selecionado, a verba de R$ 2,5 milhões destinada a pagar o sistema vencedor será dividida proporcionalmente pelas cinco empresas. Agora, elas saem de cena e o governo terá 45 dias para elaborar um termo de referência, com as características e regras para uma nova concorrência. Depois disso, pelo cronograma da Seplan, será aberta uma ou mais licitações, para construção e administração dos sistemas de trilhos e BRT, da qual qualquer empresa poderá participar.

Até 31 de dezembro deste ano, a empresa tem que estar não só escolhida, como contratada e preparada para iniciar as obras nos primeiros dias de 2012. Em 31 dezembro de 2013, tudo precisa estar pronto e operando, ou Salvador corre risco de não ver a cara da Copa do Mundo.

O secretário especial para assuntos da Copa, Ney Campello, reconhece que o cronograma é apertado. “É irresponsabilidade dizer que chegaremos a 2014 de maneira confortável. Teremos que fiscalizar bem os prazos, para atingir esse objetivo desafiador”, diz.

PROJETO


Ainda não existe um projeto final, apenas ideias e estimativas do governo. Uma delas é que o transporte tenha capacidade para atender até 80 mil passageiros por hora, a um custo de R$ 2,50 (passagem isolada) ou R$ 3,25 (bilhete integrado).

Para manter esses valores, o governo do estado teria que subsidiar o sistema em cerca de R$ 700 milhões por ano. Já o valor da obra, pode variar de R$ 2,6 bilhões a R$ 3 bilhões, verba que sairia principalmente do Ministério das Cidades, através dos PACs da Copa (R$ 570 milhões) e da Mobilidade
(R$ 2,4 bilhões).

As vias onde seriam implantados os corredores exclusivos de ônibus também é algo sem definição. “A ideia é fazer isso em vias mais largas, como a Dorival Caymmi e a Pinto de Aguiar”, disse Zezéu. Além destas, Alberto Valença citou também as avenidas Gal Costa, 29 de Março e Orlando Gomes. As ruas mais estreitas continuam com o sistema de ônibus já existente.

Segundo Ney Campello, o governo estuda ainda implantar 215 quilômetros de ciclovias em Lauro de Freitas, na Paralela, no Centro Histórico e outras vias ainda não definidas. “Seremos a 2ª cidade da América Latina em quilômetros de ciclovia, perdendo só para Bogotá (Colômbia)”, assegurou.

Gestão disputada


Com o anúncio dos 22 quilômetros novos de metrô (ou monotrilho), o governo do estado pretende assumir também o trecho iniciado (há 11 anos) pelo município. “Estamos conversando com a prefeitura sobre esse projeto”, afirmou o secretário Zezéu. O trecho em questão está sendo construído pelo consórcio Metrosal, que inclui a construtora Camargo Corrêa, responsável também por um dos sete projetos.

A ideia do governo estadual é que a empresa vencedora da licitação para a construção e gestão do novo trecho do metrô herde também a administração do primeiro tercho, ainda em construção, que vai da Estação da Lapa à Rótula do Abacaxi (em fase final), com extensão prevista até Pirajá. Este segundo trecho é alvo de uma auditoria de uma equipe de engenharia do Exército, que deve dizer, até 1º de julho, qual o valor estimado para esta obra.

“Vamos pegar este valor e apresentar para a Metrosal. Se ela aceitar, fica com a obra, senão, abriremos nova licitação”, explica o secretário José Mattos, da Secretaria Municipal dos Transportes e Infraestrutura (Setin). A auditoria teve início depois que o consórcio foi alvo de denúncias de superfaturamento nas obras do primeiro trecho. Procurada, a Camargo Corrêa informou que não comentaria o assunto. Já o gerente-geral da Metrosal não foi localizado pelo consórcio até o fechamento desta matéria.

Especialistas desconfiam de prazo (Por Bruno Menezes)
Especialistas em trans porte, tráfego e urbanismo têm opiniões divergentes sobre o novo metrô. Para o coordenador do curso de Urbanismo da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), professor Ney Castro, há questões que não foram estudadas pelo governo estadual, como o plano econômico e financeiro da obra, a demanda potencial de passageiros e a projeção de crescimento da cidade, que segundo ele está defasada há mais de oito anos.

Ele diz ainda que o tempo também será vilão. “Se for calcado no esconderijo das contas e do orçamento, vai sair. Agora, pelos rigores da lei, se fizerem tudo dentro dos parâmetros legais, não teremos nada disso”, afirma.

“Além disso, o governo renunciou ao papel que deveria ter sido dele, já que perdeu a grande oportunidade de exercer o seu papel de gestor metropolitano quando terceirizou o direito e o papel de fazer a escolha do perfil tecnológico do transporte a ser escolhido”, comentou, referindo-se ao processo de chamada de projetos. O professor Élio Santana Fontes, do Departamento de Transportes da Universidade Federal da Bahia (Ufba), acredita no projeto, mas é cauteloso. “Se fosse subterrâneo, seria impossível, mas o modal ferroviário na Paralela tem capacidade mais elevada, já que o canteiro central é plano. Com investimento, o projeto é viável”, avalia.

Já a doutora em transportes da Politécnica da Ufba, Ilce Marília Dantas Pinto, comemorou o projeto. “O trecho já era previsto. Seria a linha 2. É possível fazer, mesmo com tempo curto. Afinal, no Rio dá tempo, em Recife também. Por que aqui não?” .


http://www.correio24horas.com.br/not...m-na-paralela/



Veículo sobre trilho vai cortar a Avenida Paralela




A Av.Paralela vai abrigar um sistema de transporte público capaz de garantir maior mobilidade urbana


O governo do Estado anunciou na terça-feira, 21, o modelo de transporte público que será adotado para a Copa 2014: a Avenida Paralela vai receber um sistema de trilho – não se sabe ainda se metrô ou monotrilho – interligando o Aeroporto ao Acesso Norte.

Também estão previstas linhas exclusivas de ônibus BRT (Trânsito Rápido por Ônibus, na sigla em inglês) para facilitar o acesso de passageiros ao sistema de trilhos que será implantado, nas avenidas transversais à Paralela, como as avenidas Pinto de Aguiar e Gal Costa. A informação confirma o que A TARDE antecipou na semana passada.

Em entrevista à TV Itapoan, o governador Jaques Wagner revelou que três dos sete projetos apresentados foram melhor avaliados através do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI).

Segundo fontes que participaram do processo de avaliação, os três projetos que mais agradaram foram o metrô da Invepar (empresa formada por três fundos de pensão e pela OAS), o monotrilho da Queiroz Galvão e o BRT do Setps e da Odebrecht.

Os orçamentos dos três variam de R$ 2 bilhões a R$ 3 bilhões. Em 45 dias, o Estado definirá os aspectos técnicos do projeto e abrirá licitação. A opção pelo modelo de trilhos no trecho principal foi elogiada por especialistas.

O anúncio do modelo de transporte escolhido foi feito em coletiva de imprensa, na manhã de terça, pelo secretário estadual do Planejamento (Seplan), Zezéu Ribeiro, e pelo secretário estadual da Copa (Secopa) Ney Campello. As propostas preveem a ligação entre Salvador e Lauro de Freitas até a Copa de 2014.


http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=5737375
tonyssa no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 12:53 PM   #7
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276

Quote:
Originally Posted by Deco View Post
tony, esse topico novo merece, em sua 1a postagem, uma imagem de metro na paralela, qq coisa... setps perdendo uma quebra de braco...

Se voce tiver alguma, me manda! Vou postar fotos do projeto da INVEPAR.
tonyssa no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 12:55 PM   #8
Deco
Soteropolitano
 
Deco's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: São Salvador - Bahia
Posts: 6,473
Likes (Received): 839

Quote:
Originally Posted by Aluilce View Post
Preço da gasolina aumenta quase 17% em véspera de feriado na Bahia

Segundo o Sindicato dos Postos de Combustíveis, o reajuste no preço da gasolina é porque as distribuidoras passaram a vender o produto também mais caro. Em relação ao álcool, a explicação é que o produto começou a faltar no mercado.

http://g1.globo.com/bahia/noticia/20...-na-bahia.html
Eu ouvi a entrevista do presidente do sindicato...
Ele disse:
1 - nao houve coincidencia em ser na vespera do feriadao do sao joao (justificou dizendo que sempre houve flutuacao em vespera de carnaval, de natal - meu comentario: como se todo o mundo viajasse pro interior nestes 2 feriados, né?)
2 - falou que o preço de 2,39 foi causado por causa da concorrencia, mas que HOJE ele voltou ao normal, porque desde 4 anos pra cá o preço flutual entre 2,74 e 2,79

Ah... Bora parar de brincar?
Deco no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 12:57 PM   #9
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276

As 46 curvas até Amargosa: os desafios da pista que leva ao principal destino do São João


Para chegar em Amargosa, o motorista precisa pular algumas “fogueiras”. Muito estreita, a BA-026 tem 46 curvas sinuosas em 46 quilômetros


Vai curtir o São João em Amargosa, compadre? De carro, a viagem dura em média 3 horas e 30 minutos. Quem conhece esse caminho da roça já sabe que ao chegar na BA-026 - via de ligação entre Santo Antônio de Jesus e Amargosa - deve redobrar a atenção. E quem é “caipira de primeira viagem”, então, nem se fala. A pista estreita tem 46 quilômetros de extensão e 46 curvas. Na hora de descer a serra, entre os matagais e paredões que encobrem os dois lados da estrada e as belas paisagens, o percurso sinuoso deve ser respeitado à toda prova.


A falta de acostamento é um grave problema ao longo de toda a via


Então, quando pegar as BRs 324 e 101 rumo a um dos principais destinos das festas juninas, guarde o licor e deixe o álcool só para o seu carro, se for o caso. O CORREIO percorreu os 240 quilômetros da capital até lá para verificar as condições das estradas e encontrou algumas fogueiras que você precisa pular para chegar com segurança.

Apesar de não haver buracos na BA-026 - até anteontem havia homens trabalhando na manutenção -, os motoristas devem ficar atentos a outras deficiências como falta de acostamentos. Diversas placas de sinalização estavam encobertas pelo mato. A via não tem placa informando a velocidade máxima permitida. Portanto, se em um determinado trecho a pista for reta, nada de pisar fundo. Logo mais a frente está uma curva traiçoeira.

O motorista Reginaldo Alves, 37, - que roda pela empresa de transportes Jauá de Salvador à Amargosa há 3 anos -, sinaliza: “Só para se ter uma ideia, quando o ônibus passa ao lado de um carro grande, a distância não chega a 30 centímetros”, calcula.

Ele, que dirige há 19 anos por estradas baianas, lembra como era a BA-026. “Antes o mato cobria a pista, havia muitos buracos e sinalização praticamente não existia. Hoje, apesar do recapeamento, a pista continua muito estreita. A cada curva já morreram duas ou três pessoas”.

O taxista Ednaldo Nunes, 32, reforça a informação. “Já presenciamos vários acidentes naquela pista. As pessoas ficam apressadas para chegar nas festas. Quase me envolvi em um acidente com uma carreta que vinha muito aberta”.

Para chegar a BA-026 e seguir até Amargosa, os condutores precisam se deslocar até o Km 573 da BR-324 e subir o viaduto de acesso à BR-101. Quem vai de ônibus leva em torno de 5 horas e meia na estrada. Se você não comprou sua passagem antecipada, a empresa Jauá informa que até amanhã tanto os seis horários regulares quanto os 80 extras já estão ocupados.



Placas de sinalização encobertas pelo matagal são comuns na BA-026



Pedágio
A caminho do interior, os condutores vão passar por dois pedágios na BR-324. Mas, não se assuste. Um deles, no Km 597, entre Simões Filho e Candeias, ainda está em construção e, segundo a ViaBahia, Concessionária de Rodovias, só deve começar a operar no início de julho. O outro, no
Km 551, em Amélia Rodrigues, funciona normalmente.

As estradas federais, segundo o motorista Reginaldo, estão em boas condições. “As BRs, vindo para Amargosa, estão beleza. A gente tem problemas com desníveis na pista, principalmente no retorno a Salvador. Mas os principais responsáveis por acidentes são os próprios usuários”.

O delegado Jonaldo Correia, titular da 1ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF), enumera as principais deficiências das rodovias. “Na BR-324, no trecho de Salvador até Simões Filho, é o que registramos mais acidentes. São causados por saídas da pista e excesso de velocidade, além do tráfego por acostamentos. Toda a rodovia tem desníveis e problemas com acostamentos, principalmente de Candeias a Santo Amaro”.

Para Jonaldo, a BR-101 apresenta boas condições de tráfego. “A pavimentação está boa. Por lá, os acidentes mais comuns são colisões frontais, em razão das ultrapassagens e o desrespeito à sinalização”, aponta.

Em nota, a ViaBahia informou que a partir do final de julho e início de agosto serão iniciadas as obras de recuperação ao longo de 270 quilômetros de segmentos prioritários das BRs 324 e 116 (Feira de Santana - Divisa BA/MG), ambas sob administração da empresa.

Acidentes
No ano passado, durante os festejos juninos, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 258 acidentes, com 125 feridos e 21 mortos. De acordo com o núcleo de comunicação do órgão federal, o excesso de velocidade é o tipo de infração que mais provoca acidentes.

Em direção à Amargosa e a outras cidades na região, antes de subir o viaduto da BR-101, que dá acesso a Santo Antônio de Jesus e São Sebastião do Passé, um santo outdoor avisa: “Neste São João, não queira encontrar São Pedro”. Fique esperto e tenha uma boa viagem!

http://www.correio24horas.com.br/not...o-do-sao-joao/
tonyssa no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 12:58 PM   #10
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276

Quote:
Originally Posted by Deco View Post
Eu ouvi a entrevista do presidente do sindicato...
Ele disse:
1 - nao houve coincidencia em ser na vespera do feriadao do sao joao (justificou dizendo que sempre houve flutuacao em vespera de carnaval, de natal - meu comentario: como se todo o mundo viajasse pro interior nestes 2 feriados, né?)
2 - falou que o preço de 2,39 foi causado por causa da concorrencia, mas que HOJE ele voltou ao normal, porque desde 4 anos pra cá o preço flutual entre 2,74 e 2,79

Ah... Bora parar de brincar?

Aumento absurdo, como anda a investigação do MP sobre o cartel dos postos de combustível da cidade??
tonyssa no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 01:00 PM   #11
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276

Fortes de Salvador serão revitalizados




Projeto do Exército propõe uso dos prédios para abrigar eventos e gerar receitas que garantam a sua conservação. Batalhão de Engenharia e Construção fará reformas



Estruturas de extrema importância para a história da Bahia, os fortes localizados em Salvador devem ganhar novo valor cultural e mais popularidade entre os soteropolitanos. O comandante da 6ª Região Militar, general de divisão Marco Edson Gonçalves Dias, anunciou na manhã de ontem, em visita ao diretor-presidente desta Tribuna, Walter Pinheiro, que as fortificações do período colonial passarão por reformas para abrigar grandes eventos e servir de opção de lazer para a população, a exemplo do que já ocorre com o Forte São Diogo.

“Fizemos, por meio do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), um projeto que está sendo revisado na Fundação Cultural do Exército Brasileiro (Funceb) para ser encaminhado para o Ministério da Cultura. Queremos que os fortes se autossustentem com a receita vinda do aluguel para eventos e criar um sistema de gestão que possibilite a manutenção das estruturas”, afirmou.

Segundo o comandante da 6ª Região, que abrange os estados da Bahia e Sergipe, a revitalização do Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat, na Rua da Boa Viagem, provocaria de imediato melhorias nas imediações da Península Itapagipana. Atualmente, conforme o general Gonçalves Dias, o Forte São Diogo é a única estrutura do tipo que é autossustentável na capital baiana. O Quartel General do Nordeste de Amaralina já passa por obras para receber eventos e também gerar receita.

OBRAS – Além de trabalhar na reforma dos fortes de Salvador, a 6ª Região Militar atua em obras realizadas no interior do estado. O 4º Batalhão de Engenharia e Construção, que hoje conta com 450 homens, está presente na construção de estradas, ferrovias e casas para o programa Minha Casa, Minha Vida, e na transposição do Rio São Francisco, considerada de extrema importância para o desenvolvimento do semiárido nordestino. “Somos a única indústria do Brasil que tem orientação técnica de uma faculdade, que é o Instituto Militar de Engenharia (IME). Além disso, o Exército possui grande importância para o crescimento do país, até mesmo servindo de base para processos de licitação. Imagine quando construímos algo em cidades distantes e essas localidades passam a ter acesso a água e luz. Além do desenvolvimento, contribuímos também para levar cidadania, e isso é fantástico.”, disse o general Gonçalves Dias.

O comandante da 6ª Região, a mais antiga do Brasil, falou ainda sobre o Projeto Mecenas, que tem como objetivo captar recursos para investimentos culturais e reforma de estruturas pertencentes ao Exército. “Cada pessoa poderá escolher doar parte do seu Imposto de Renda para contribuir com a revitalização de edificações ou realização de eventos na sua cidade”, pontuou.

http://www.tribunadabahia.com.br/news.php?idAtual=85586
tonyssa no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 01:01 PM   #12
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276

Ônibus com internet já circula




Um grupo de 10 ônibus da empresa Praia Grande começou a circular este mês com a tecnologia de ônibus inteligente. Desenvolvidos pela empresa baiana Softwell, o Tech Bus permite ao mesmo tempo o acesso a internet gratuito via wireless para os usuários e o monitoramento via GPS da localização dos ônibus. De acordo com o CEO da Softwell, Wellington Freire, já está definida a aplicação dessa inovação tecnológica no Grupo Evangelista (Gevan) – que reúne as empresa Axé Transportes, Jeovanza, Boa Viagem, União, além da Praia Grande –, mas a meta é alcançar no futuro outros modais. Transporte interurbano, táxi e até os modais que serão implantados para a Copa do Mundo de 2014. “Com a nossa tecnologia, você pode ter uma central de monitoramento que acompanhe o trânsito da cidade inteira. As empresas podem acompanhar quais veículos estão andando mais rápido ou estão atrasados e informar ao passageiro o horário que o ônibus vai chegar no ponto, dando a ele uma previsibilidade”, destacou. O plano de Freire é usar a experiência inicial com o grupo Gevan para ganhar visibilidade e atrair novos clientes, como os consórcios que implementarão os projetos de mobilidade.

De acordo com o CEO, a ideia do ônibus inteligente surgiu há oito anos, mas à época não havia tecnologia suficiente. “Precisamos desenvolver as ferramentas tecnológicas e depois criar a solução”, relatou. Esse processo se iniciou há três anos e já envolveu 22 profissionais. Quando a sua utilização alcançar capacidade plena, absorverá aproximadamente 50 profissionais.

“O projeto permite que analistas e responsáveis por decisões do Grupo Gevan tenham acesso rápido às informações históricas e operacionais, proporcionando uma tomada de decisão mais inteligente”, relatou o vice-presidente da Gevan, Matheos Souza. Outra proposta do Tech Bus é apoiar ações de segurança, uma vez que o interior dos veículos serão filmados. Os ônibus serão equipados com computador de bordo, rede wi-fi e televisores de LCD e suporte para equipamentos de segurança e vigilância. O Tech Bus foi desenvolvido na concepção de cidade inteligente/planeta inteligente, do grupo IBM e com base na plataforma de desenvolvimento Maker, criada há três anos e meio pela empresa baiana, que ano passado foi considerada a corporação mais criativa pela Financiadora de Estudos e Pesquisas (Finep), do Ministério de Ciência e Tecnolo- gia . “Nós utilizamos neste projeto componentes do IBM, que foi preponderante”, afirmou Freie. Dois veículos da IBM usam a tecnologia em São Paulo, na rota São Paulo capital-Hortolândia.

Segundo o dirigente da Softwell, a expansão em novos modais – que inclui também ônibus de passeio turístico – não deverá está concluída até a Copa, mas a empresa e parceiros avançarão o máximo que puderem.


http://www.tribunadabahia.com.br/news.php?idAtual=85574
tonyssa no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 01:04 PM   #13
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276

BRT OU METRÔ?: GOVERNO PODE NÃO SABER O QUE QUER, MAS SABE O QUE NÃO QUER


O governo do Estado não quer Salvador refém dos ônibus, por isso optou pelos trilhos


O modelo de transporte de massa adotado pelo governo do Estado e divulgado ontem pelos secretários do Planejamento, Zezéu Ribeiro, e da Copa, Ney Campello, traz uma definição e muitas dúvidas.

Na verdade, o anúncio passou a sensação que o governo do Estado não quer o BRT, mas que o lobby dos empresários de ônibus foi tão forte que a opção foi decidir pelos trilhos e ganhar tempo para excluir definitivamente o transporte sobre pneus.

Pelo menos houve uma decisão: Salvador terá um transporte sob trilhos na Av. Paralela e em toda a extensão que liga o Acesso Norte a Lauro de Freitas. Serão 22 km de trilhos entre Lauro de Freitas e a Rótula do Abacaxi, passando pela Avenida Paralela.

Mas as indefinições são muitas: não foi definido o tipo de trem – se será metrô ou monotrilho – nem foi definido SE o BRT será contemplado no modal e, se for, onde ele será construído, pois o canteiro central da Paralela não dá para os dois sistemas.

Por outro lado, não faz sentido implantar as linhas do BRT apenas nas vias de acesso da Avenida Paralela, a exemplo das Avenidas Gal Costa e Pinto de Aguiar, já que seria muito mais barato fazer essa integração com ônibus convencionais.

De todo modo, o governo parece ter tomado uma decisão: não quer a supremacia do transporte sobre pneus. Ficou claro que, em relação à mobilidade urbana em Salvador, o governo Wagner não definiu o que quer, mas definiu claramente o que não quer.

Parece uma decisão correta, afinal Salvador, a terceira metropóle do país, não pode se monopolizada pelo transporte sobre pneus, cuja produtividade e capacidade de transporte é muito menor que o transporte sobre trilhos.


http://www.bahiaeconomica.com.br/201..._NOTICIA=28904
tonyssa no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 01:05 PM   #14
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276


NORDESTE RECEBERÁ INVESTIMENTOS DE R$ 24 MILHÕES DA PEPSICO





O Nordeste brasileiro receberá investimentos da PepsiCo - multinacional de bebidas e alimentos –segundo foi anunciado hoje pela empresa. A companhia informou que irá investir mais de R$ 24 milhões em distribuição e logística. Além do refrigerante Pepsi, a empresa fabrica produtos das marcas Quaker, Coqueiro e Elma Chips.

De acordo com a Pepsico, o montante será destinado à compra de veículos e capacitação dos 425 novos vendedores, um aumento de 27% no número de rotas de vendas no país. Desse total, 174 serão destinados ao Nordeste, ou seja, 41% das novas rotas.

Conforme a declaração de Alexandre Wolff, diretor da Unidade de Negócios Norte e Nordeste da PepsiCo, "a distribuição é um ponto crucial, especialmente, no mercado nordestino, já que a maior parte dos consumidores desta região, cerca de 60%, faz compras no pequeno varejo, em estabelecimentos próximos de suas casas. Nossa meta é dobrar a distribuição na região até 2012".

A companhia planeja ainda inaugurar sua terceira planta no Nordeste neste semestre. A nova fábrica terá sede em Feira de Santana/BA, para a produção de achocolatados, com investimentos da ordem de US$ 20 milhões e previsão da criação de cerca de 400 empregos entre diretos e indiretos.


http://www.bahiaeconomica.com.br/201..._NOTICIA=28879
tonyssa no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 01:09 PM   #15
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276


Salvador deverá ter rede de ciclovias de 215km




Além de um sistema sobre trilhos, que pode ser o metrô ou o monotrilho, e o BRT, entre as alternativas de mobilidade urbana para Salvador que foram contempladas dos projetos enviados ao Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) está a construção e recuperação de ciclovias, o que representará um total de 215 km de faixas exclusivas para bicicletas, segunda maior malha da América Latina, atrás apenas de Bogotá, na Colômbia. Segundo o secretário Especial da Copa do Mundo de 2014, Ney Campello, esta proposta, avaliada em R$ 40 milhões, está no modelo integrado de mobilidade que prevê captação de recursos via Ministério das Cidades, como parte das obras para a Copa do Mundo de 2014. “Teremos as ciclovias até 2014, que será integrada com o sistema sobre trilhos. Nas estações deverá haver bicicletários ou até espaços para bicicletas serem levadas dentro dos vagões”, explicou o gestor, em entrevista ao Bahia Notícias. Ele considera ainda que o sistema de transporte via bicicletas pode ajudar a custear a manutenção da Arena Fonte Nova, em um modelo similar ao adotado no Estádio Olímplico de Amsterdã, na Holanda, em que as cerca de mil vagas construídas no subsolo da arena esportiva seriam utilizadas, durante a semana, para o comércio da região. “O cidadão para o carro no estádio e vai ter um bicicletário lá para que ele vá para seu trabalho”, projetou. Campello revela ainda ter ouvido a proposta de uma empresa chinesa de construir uma fábrica de bicicletas na Bahia, caso as ciclovias sejam construídas. “Podemos também pensar em linhas de financiamento para bicicletas para incentivar a população”, disse.

http://novo.bahianoticias.com.br/con...ovias-de-215km
tonyssa no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 01:18 PM   #16
alex@ribeira
Houston,we have a problem
 
alex@ribeira's Avatar
 
Join Date: Aug 2009
Location: Salvador
Posts: 3,880
Likes (Received): 504

Vou comprar minha bike!!!
__________________
Brasil, ainda na era colonial!
alex@ribeira no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 01:26 PM   #17
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276


Transporte ecológico e anda serve para manter a boa forma. O problema é o calor de Salvador, as empresas deveriam instalar banheiros com chuveiros..
tonyssa no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 01:33 PM   #18
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 73,276

Solar tombado pelo Iphan tem estrutura ameaçada




O Iphan tentou embargar obra de terraplanagem para abrigar estacionamento vizinho ao histórico solar


Por causa de obras feitas em sua vizinhança, o Solar do Barão do Rio Real, construído no século XVIII e um dos últimos existentes em Salvador, situado na Praça Almeida Couto, em Nazaré, está ameaçado.

Ao ser demolido um sobrado que dividia uma parede em comum com ele, uma antiga cocheira foi suprimida. Em consequência, hoje há riscos de deslizamento de terra do talude, que pode atingir a fachada lateral do imóvel.

O alerta vem sendo feito pelo proprietário do antigo casarão, Antônio Pinto Júnior, por meio de denúncias protocoladas no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A instituição sustenta que vem tomando as providências administrativas cabíveis.

“Quando eu tirei um assoalho, fui imediatamente notificado pelo Iphan. Como é que [o vizinho] derruba a cocheira da minha propriedade e ninguém faz nada? Eles tiraram a contenção e construíram uma mureta, e agora todo esse lado corre o risco de se desfazer com as chuvas”, indigna-se Antônio Pinto Júnior, que planeja transformar a sua edificação em um cerimonial, centro de cultura ou em uma loja de arte.

Conforme o coordenador técnico do Iphan, Bruno Tavares, intervenções irregulares, em 2008, no imóvel vizinho ao Solar Barão do Rio Real “consistiram em terraplanagem para abrigar um estacionamento, que resultou na formação de um talude próximo à parede do patrimônio tombado”.

Tavares informa que, à época, o Iphan expediu notificação e embargo dos serviços contra o então proprietário. Ao constatar a continuidade da intervenção, trazendo potencial risco ao imóvel, o Iphan solicitou laudo à Defesa Civil e fiscalização da Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom).

O dirigente do Iphan afirmou que o órgão aplicará multa e ingressará com ação judicial para que os responsáveis assumam as intervenções necessárias para sanar o risco ao imóvel tombado.

Conforme Tavares, o Iphan não foi comunicado que o terreno vizinho ao solar mudou de proprietário. O estacionamento construído nele já vinha sendo alugado para abrigar veículos dos funcionários do Hospital Santa Luzia desde 2003 e foi adquirido pela Fundação Colombo Spínola, mantenedora do hospital, em dezembro de 2009.

O médico Alexandre Príncipe, diretor do Hospital Santa Luzia, diz que a instituição construiu o muro que separa o solar do terreno contíguo. A mureta, informa, foi construída com base em parecer técnico do Iphan e autorização da Sucom contida no processo 23/2009/44037.


http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=5737369
tonyssa no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 01:36 PM   #19
alex@ribeira
Houston,we have a problem
 
alex@ribeira's Avatar
 
Join Date: Aug 2009
Location: Salvador
Posts: 3,880
Likes (Received): 504

Quote:
Originally Posted by tonyssa View Post
BRT OU METRÔ?: GOVERNO PODE NÃO SABER O QUE QUER, MAS SABE O QUE NÃO QUER


O governo do Estado não quer Salvador refém dos ônibus, por isso optou pelos trilhos


O modelo de transporte de massa adotado pelo governo do Estado e divulgado ontem pelos secretários do Planejamento, Zezéu Ribeiro, e da Copa, Ney Campello, traz uma definição e muitas dúvidas.

Na verdade, o anúncio passou a sensação que o governo do Estado não quer o BRT, mas que o lobby dos empresários de ônibus foi tão forte que a opção foi decidir pelos trilhos e ganhar tempo para excluir definitivamente o transporte sobre pneus.

Pelo menos houve uma decisão: Salvador terá um transporte sob trilhos na Av. Paralela e em toda a extensão que liga o Acesso Norte a Lauro de Freitas. Serão 22 km de trilhos entre Lauro de Freitas e a Rótula do Abacaxi, passando pela Avenida Paralela.

Mas as indefinições são muitas: não foi definido o tipo de trem – se será metrô ou monotrilho – nem foi definido SE o BRT será contemplado no modal e, se for, onde ele será construído, pois o canteiro central da Paralela não dá para os dois sistemas.

Por outro lado, não faz sentido implantar as linhas do BRT apenas nas vias de acesso da Avenida Paralela, a exemplo das Avenidas Gal Costa e Pinto de Aguiar, já que seria muito mais barato fazer essa integração com ônibus convencionais.

De todo modo, o governo parece ter tomado uma decisão: não quer a supremacia do transporte sobre pneus. Ficou claro que, em relação à mobilidade urbana em Salvador, o governo Wagner não definiu o que quer, mas definiu claramente o que não quer.

Parece uma decisão correta, afinal Salvador, a terceira metropóle do país, não pode se monopolizada pelo transporte sobre pneus, cuja produtividade e capacidade de transporte é muito menor que o transporte sobre trilhos.


http://www.bahiaeconomica.com.br/201..._NOTICIA=28904
Foi isso que eu pensei, ele falou que a paralela terá trilhos e que poderá ser alimentado por BRT ou onibus convencional ou ainda o monotrilho(o que eu acho o mais correto já que liberará as duas vias dessas avenidas). O lobby do SETEPS não vai vencer essa!!! HJ eles mandam na cidade, se o cachorro do filho do vizinho do cunhado do irmão do cobrador morrer eles param a cidade p/ protestar e ainda falam que estavam em reunião

Trilhos e ciclovias na cidade toda já!!!!
__________________
Brasil, ainda na era colonial!
alex@ribeira no está en línea  
Old June 22nd, 2011, 01:43 PM   #20
Aluilce
Gastro/Hepatologia
 
Aluilce's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Petrolina-PE
Posts: 5,729
Likes (Received): 197

Quote:
Originally Posted by tonyssa View Post

Salvador deverá ter rede de ciclovias de 215km
Andar de bike, só em ciclovias. O acidente de bike que resultou na morte do empresário em São Paulo, só confirma o fato de que, pedalar em vias públicas comuns é muito arriscado!
De fato Tony, como você colocou, o calor em Salvador também é um entrave.
Banheiros públicos na capital são poucos e sujos. Além de terem outra utilidade polêmica...
Agora, falando em banheiro, não me conformo da Rodoviária e do Aeroporto de Salvador não oferecerem banho (ainda que pago). Se estes ambientes não possuem banho, imagine outros pontos da cidade!
Aluilce no está en línea  


Closed Thread

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 02:59 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu