daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte



Reply

 
Thread Tools
Old November 27th, 2009, 01:23 AM   #1
Lukinhaaaz
Registered User
 
Lukinhaaaz's Avatar
 
Join Date: Jan 2009
Location: São Paulo
Posts: 2,627
Likes (Received): 55

Transporte ruim favorece a favelização.

Com dificuldades para cruzar as grandes cidades, morar perto do trabalho chega a ser necessidade. Muitos brasileiros abrem mão de boa habitação para não depender de transporte público ineficiente.

O trânsito de casa pro trabalho tem uma influência que muita gente desconhece na maneira como as nossas cidades crescem. O repórter Paulo Renato Soares mostra como isso acontece.

Quinze minutos de bicicleta todo dia. O exercício de Daniel é pra chegar à estação de trem mais próxima. Isso às seis da manhã. Perto da casa dele não passa ônibus que vai ao Centro da cidade.

“Estou cansado”, diz o atendente de telemarketing, Daniel dos Santos. E ele não é o único. O bicicletário perto da estação tem 300 vagas e vive lotado. Gente que começa o dia pedalando e paga R$ 1 pra deixar a bicicleta guardada até a volta do trabalho.

“Eu não ganho passagem, então eu tenho que vir de bicicleta”, disse Shirlei da Silva. A diarista Janete da Cruz conta que só recebe o dinheiro referente a uma passagem. “Aí eu tenho que usar a bicicleta e pegar o trem”, contou um usuário.

Nos vagões, conforto só pra quem entra nas primeiras estações. Logo, logo está um aperto só. Todo dia assim cheio, é uma baderna, uma bagunça, com trem atrasado, um sufoco. “É muito cheio, eles não respeitam o horário, cada dia é um horário diferente. Atrasa todo dia também, tem isso. Eu volto uma estação pra poder sentar”, contou a cabelereira Eleni Paixão.

E muitos estão aqui por falta de opção. “Eu acordo às 4h40 pra pegar o trem, pra chegar às 7h30 na faculdade. Se eu fosse de ônibus teria que acordar às 3h, 3h30”, disse Eleni.

“Às vezes você pega um trem superlotado, que às vezes quebra, chega atrasado no trabalho, e o patrão não quer saber. Transporte de ônibus é pior ainda, né?”, disse o tesoureiro Gustavo de Paula .

Daniel ainda vai ter que fazer baldeação. Para não chegar depois da hora no trabalho, só correndo muito. “Vou ter que andar o mais rápido possível, se o parador demorar muito a vir eu vou chegar atrasado”.

Com tantas dificuldades para cruzar as grandes cidades, morar perto do trabalho chega a ser uma necessidade. E muitos brasileiros abrem mão até de boas condições de habitação para não depender de um transporte público ineficiente e sem qualidade.

Uma educadora fez uma pesquisa com mais de 500 moradores de 16 favelas no Rio de Janeiro para saber quais eram os pontos positivos e negativos de se viver nas comunidades. A principal reclamação é a violência.

E para a maioria, o mais importante são a proximidade do trabalho e a facilidade de locomoção. “Se eu quiser ir para o trabalho, eu atravesso a passarela e estou no trabalho, muito prático. Não tem esse negócio de ficar esperando uma hora por um ônibus, primeiro porque é muita opção de ônibus, muitas opções de ônibus. Não saio daqui, não”, disse Nateci Rodrigues.

“Ganha mais qualidade de vida, ganha mais tempo para você dormir, para você acordar, para lazer, tudo isso. Interfere toda a sua vida de um modo geral”, disse Jackson Cruz da Fonseca.

“As pessoas vão escolher um lugar, porque dá pra sair dali, porque está próximo de locais onde elas poderão ter acesso a trabalho, está próximo de locais onde elas poderão ter serviços, escola para os filhos e etc”, disse Eliana Souza Silva, da ONG Redes da Maré.

Para o coordenador do observatório das metrópoles da Universidade Federal do Rio de Janeiro, pra mudar essa realidade é preciso a ação de prefeituras e governos.

“A curto prazo da pra fazer muita coisa como por exemplo regular as tarifas de transporte, o poder público regular também a distribuição das linhas no território, fazendo com que essas linhas alcancem a população que esta localizada na periferia”, disse Luiz César de Queiroz.

Cidades com mais mobilidade. Mais qualidade de vida e menos desperdício de tempo e dinheiro.
O transporte público parece carregar as soluções, mas é preciso investimentos para convencer os donos dos carros a entrarem nos ônibus, trens e metrôs e os passageiros que já usam o serviço a não sair dele.

“Se eu tivesse uma opção, essa com certeza não seria a minha opção de transporte”, disse uma usuária.

Fonte: http://jornalnacional.globo.com/Tele...VELIZACAO.html (Jornal Nacional - 26/11/2009)

__________________
DIURBE SP: http://diurbesp.tumblr.com/

DIURBE SP (Facebook): https://www.facebook.com/diurbesp?ref=hl
Lukinhaaaz no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old November 27th, 2009, 05:35 PM   #2
Kaique
Registered User
 
Kaique's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Fortaleza/Balneário Camboriú
Posts: 7,097
Likes (Received): 110

Os jornais da Globo descobrem "a roda".
Óbvio que a falta de planejamento urbano e precariedade dos transportes favelizam as cidades.
É o tipo de descoberta tardia bem típico de classe média "Alice" completamente desligada dos problemas da maioria. Só se dão conta quandoa situação já está intolerável.
Kaique no está en línea   Reply With Quote
Old November 28th, 2009, 03:33 AM   #3
mopc
USP
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 15,124
Likes (Received): 5615

classe média "Alice" ahahahaha de onde vc tirou essa?
mopc está en línea ahora   Reply With Quote
Old November 28th, 2009, 03:19 PM   #4
StreetView
25º25'S 49º15'W
 
Join Date: Jul 2009
Location: Earth
Posts: 467
Likes (Received): 0

Alice no país das maravilhas...
hahaha
__________________
Home is where your heart is
Click here for my pics on Panoramio.
StreetView no está en línea   Reply With Quote
Old November 29th, 2009, 12:50 AM   #5
Kaique
Registered User
 
Kaique's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Fortaleza/Balneário Camboriú
Posts: 7,097
Likes (Received): 110

Quote:
Originally Posted by StreetView View Post
Alice no país das maravilhas...
hahaha
Quote:
Originally Posted by mopc View Post
classe média "Alice" ahahahaha de onde vc tirou essa?
Sim hehe.

Minha avó e meu pai são bem Alices.

Vivem supreendendo-se com as coisas mais óbvias. Outro dia ficaram chocados ao saber que a diarista vive numa favela. Para eles ela tinha uma vida classe média báxia, muito "dígna", e estipulavam que ela tinha renda muito boa para pagar escola para os filhos e plano de saúde.
Kaique no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2009, 05:16 AM   #6
Cauan Kaizen
BANNED
 
Join Date: Feb 2009
Location: Corumbá-MS (Porto Alegre-RS)
Posts: 348
Likes (Received): 2

Quote:
Originally Posted by Kaique View Post
Os jornais da Globo descobrem "a roda".
Óbvio que a falta de planejamento urbano e precariedade dos transportes favelizam as cidades.
É o tipo de descoberta tardia bem típico de classe média "Alice" completamente desligada dos problemas da maioria. Só se dão conta quandoa situação já está intolerável.
só se dão conta quando a favela está ao lado da casa deles...
Cauan Kaizen no está en línea   Reply With Quote
Old December 10th, 2009, 03:45 AM   #7
Kaique
Registered User
 
Kaique's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Fortaleza/Balneário Camboriú
Posts: 7,097
Likes (Received): 110


E depois disso fazem de conta que não vêem afinal é tudo culpa do presidente. rsrs
Kaique no está en línea   Reply With Quote
Old December 10th, 2009, 05:19 AM   #8
Pesquisadorbsb
BANNED
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 25,717
Likes (Received): 8

Eu não vejo muita relação, até mesmo porque, as favelas em certas cidades chegaram antes do que os bondes.... Da mesma forma que existe invasões de pobres (favelas), existe também dos ricos (condominios irregulares).

O problema é mais relacionado ao emprego.
Pesquisadorbsb no está en línea   Reply With Quote
Old December 10th, 2009, 03:56 PM   #9
gerd.jak
bye Iguaçu, hi Tietê
 
gerd.jak's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Location: São Paulo
Posts: 8,564
Likes (Received): 3394

Transporte ruim favorece o aparecimento de favelas perto da minha casa... senão só haveria favelas bem longe, lá na periferia.

Falta não só transporte, mas um planejamento urbano que distribua melhor moradias populares, bairros de classes média e alta, empregos e serviços.
gerd.jak está en línea ahora   Reply With Quote


Reply

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 04:29 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu