daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Brasil > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte > Infraestrutura e Transporte > Transporte Aéreo



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 9 votes, 5.00 average.
Old September 7th, 2012, 06:33 PM   #21
Rodalvesdepaula
Scooter/motorbike lover
 
Rodalvesdepaula's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Sorocaba (SP), Brazil
Posts: 49,588
Likes (Received): 40967

O desastre da Rico praticamente marcou o fim da companhia aérea, que dominava as ligações entre as cidades amazônicas antes da vinda da Trip (hoje, Azul).

O thread está excelente! Está certo que a imprensa e os brasileiros lembram os maiores e mais recentes desastres (Gol 1907, TAM 3054 e Air France 447), mas a aviação do Brasil sempre foi marcada por inúmeras tragédias. Até os anos 1960, por exemplo, acidentes fatais de avião comercial eram tão comuns quanto batida de ônibus nas rodovias.
__________________

Rodalvesdepaula está en línea ahora   Reply With Quote

Sponsored Links
Old September 7th, 2012, 07:02 PM   #22
malegi
Registered User
 
malegi's Avatar
 
Join Date: Aug 2010
Location: SP
Posts: 13,050
Likes (Received): 4637

Quote:
Originally Posted by Rodalvesdepaula View Post
O desastre da Rico praticamente marcou o fim da companhia aérea, que dominava as ligações entre as cidades amazônicas antes da vinda da Trip (hoje, Azul).

O thread está excelente! Está certo que a imprensa e os brasileiros lembram os maiores e mais recentes desastres (Gol 1907, TAM 3054 e Air France 447), mas a aviação do Brasil sempre foi marcada por inúmeras tragédias. Até os anos 1960, por exemplo, acidentes fatais de avião comercial eram tão comuns quanto batida de ônibus nas rodovias.
Falso. Viajar em onibus sempre foi mais perigoso e o número de acidentes muito maior (mesmo que seja feito um cálculo proporcional).

Quanto a Rico, eu acho que a empresa ainda operou por alguns anos, inclusive em B732.
__________________
Imagine there's no heaven.. (John Lennon)
malegi no está en línea   Reply With Quote
Old September 7th, 2012, 07:04 PM   #23
Rodalvesdepaula
Scooter/motorbike lover
 
Rodalvesdepaula's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Sorocaba (SP), Brazil
Posts: 49,588
Likes (Received): 40967

Ah, entendi... Verdade, mesmo.
__________________

Rodalvesdepaula está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 7th, 2012, 07:24 PM   #24
Rodalvesdepaula
Scooter/motorbike lover
 
Rodalvesdepaula's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Sorocaba (SP), Brazil
Posts: 49,588
Likes (Received): 40967

Pan Am Voo 202 (1952)


http://en.wikipedia.org/wiki/Boeing_377_Stratocruiser

Em 28 de abril de 1952, um Boeing 377 Stratocruiser da Pan American Airways (Pan Am) decolou do então novo aeroporto do Galeão (Rio de Janeiro) rumo a New York, com 41 passageiros e 9 tripulantes; o voo havia iniciado em Buenos Aires e fazia a principal rota da empresa na América do Sul, criada por volta de 1930 ainda com os hidroaviões.

Após uma noite tranquila de viagem, o voo 202 fez um último contato com a base aérea de Barreiras (BA), indicando posição de voo e desapareceu. Somente 3 dias depois, um Curtiss C-47 da própria Pan Am encontrou os destroços do 377, a 200 Km de Carolina (MA); não sobrou praticamente nada inteiro da aeronave e, obviamente, não houve sobreviventes.

Causas do desastre: uma das asas se partiu devido à fadiga, num erro de projeto do Boeing 377. Foi o maior acidente da história deste modelo de avião.

Fonte da pesquisa, já que sse texto acima foi feito por mim mesmo: http://en.wikipedia.org/wiki/Pan_Am_Flight_202
__________________

Rodalvesdepaula está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 7th, 2012, 08:48 PM   #25
HSilva
Registered User
 
HSilva's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Location: Rio Branco - Acre
Posts: 9,902
Likes (Received): 5603

Quote:
Originally Posted by malegi View Post
Falso. Viajar em onibus sempre foi mais perigoso e o número de acidentes muito maior (mesmo que seja feito um cálculo proporcional).

Quanto a Rico, eu acho que a empresa ainda operou por alguns anos, inclusive em B732.
Dois anos depois do acidente em Rio Branco, já em 2004, outro acidente trágico ocorreu. Desta vez em Manaus. 33 mortos.



A empresa operou ainda alguns anos com 732 e até com um 733 que fazia a rota mais lucrativa da companhia: MAO/PVH/RBR/CZS. Em 2007 a Gol entrou nessa rota detonando a Rico...
HSilva no está en línea   Reply With Quote
Old September 8th, 2012, 02:56 PM   #26
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

ACIDENTE POUSO. VARIG MD-11 PP-VPK - PARNAMIRIM 28/01/2004





O MD-11 da Varig, operando um vôo em code-share com a TAM, (RG/ JJ 2379, aeronave PP-VPK) saiu da pista após pousar em Natal, RN, em 28 de Janeiro de 2004.
Havia 92 passageiros a bordo do MD-11, que percorreu 161 metros após deixar a superfície pavimentada da pista, atolando ao final da mesma.
Os danos foram pequenos e a aeronave foi reparada, voltando a operar.
O incidente ocorreu na segunda tentativa de pouso, pois na primeria o comandante decidiu arremeter. Os passageiros deixaram a aeronave sem sofrer quaisquer ferimentos e aparentavam bastante calma.

Pesquisa / foto - DesastresAéreos
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old September 10th, 2012, 03:26 PM   #27
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

ACIDENTE POUSO FORÇADO - ELECTRA VARIG PP VLY. RIO 1980



O trem de pouso do PP VLY,não abriu e depois de passar rasante pela pista do SDU para que a torre informasse se o trem de pouso estava realmente fechado, o VLY subiu e ficou rodando até gastar praticamente todo o combustível. Feito isso o comandante rumou para o Galeão e pousou suavemente de barriga.

O pouso foi tão bem feito que depois de um um pequeno reparo, o Electra foi voando até Porto Alegre, onde foi submetido a uma revisão completa, retornando à ativa até a sua aposentadoria na Ponte Aérea em 1992. Foi vendido a uma Companhia Aérea no Zaire e hoje é uma carcaça abandonada no aeroporto de Kinshasa.

Pesquisa FotoBlog VoandoRio
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old September 11th, 2012, 03:05 PM   #28
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

INCIDENTE POUSO - VARIG CARGO B727 PP-VLV. BELO HORIZONTE 2002



Na noite de 18 de março de 2002, uma segunda-feira, tudo parecia normal na aproximação do Boeing 727-30F, prefixo PP-VLV, que estava prestes a pousar em Belo Horizonte. Este é um dos cargueiros da empresa VarigLog, que operava o vôo VLO9051, que decolou de Fortaleza, fez escala em Recife, Salvador e, depois da capital mineira, terminaria em São Paulo. Seria apenas mais um vôo rotineiro, como o PP-VLV operava há mais de 23 anos pelo grupo gaúcho, quando foi comprado da empresa Evergreen (antes havia pertencido a empresa alemã Lufthansa como D-ABIX).
Ao pousar, o piloto não conseguir manter a aeronave alinhada com a pista e reportou uma tendência muito forte do avião em sair para a esquerda, mesmo aplicando todo pedal para a direita. A aeronave saiu da pista,e o trem de pouso direito cedeu no gramado após o toque das rodas no asfalto.
O incidente, que não feriu nenhum dos tripulantes, ocorreu quando a aeronave já estava no solo e freiava. A bequilha partiu-se e foi encontrada na própria pista. Os tripulantes comentaram sobre um barulho diferente quando os trens foram baixados e algumas pessoas disseram ter visto uma uma pequena chama saindo do avião antes do pouso, o que não foi confirmado nem pelos tripulantes nem pela empresa.

A notícia foi abafada pela empresa e outros detalhes não são conhecidos. Sabe-se apenas que, em decorrência dos danos sofridos, o PP-VLV foi dado como irrecuperável pela VarigLog ainda na pista, onde ficou até o dia seguinte, pois perdeu o trem de pouso principal do lado esquerdo e o trem dianteiro. Do Rio de Janeiro foi enviado no dia 19 de março, através de outro 727 da empresa (PP-VLD), o chamado "Recovery Kit", com a finalidade de remover a aeronave acidentada da pista. Até alguns dias depois de sua perda, o PP-VLV ainda mantinha a pintura e as marcas de sua proprietária, mas atualmente, encontra-se com grande parte da fuselagem e estabilizador vertical pintados de preto, para esconder a identidade da empresa. O PP-VLV foi o primeiro 727 a receber a nova pintura cargo do grupo Varig, no final dos anos 90, nunca ostentando o esquema VarigLog

Pesquisa Texto - 727DataCenter
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old September 11th, 2012, 05:26 PM   #29
Henrifavoretto
BANNED
 
Join Date: Apr 2010
Location: Goiânia/Go
Posts: 5,901
Likes (Received): 2095

VARIG 2240/ 16/09/01 - Goiânia




Um Boeing 737-200 da Varig
acidentou-se hoje quando aterrissava em Goiânia, sob forte
temporal. Houve um choque com o solo e a turbina esquerda do
aparelho soltou-se da asa e arrastou-se por cerca de 300 metros.
Graças à chuva, não houve chamas. O avião deslizou, rodou e
ficou atravessado na pista do Aeroporto Santa Genoveva, que
ficou interditado pela Infraero.


Dois passageiros foram atendidos no Hospital Santa
Genoveva, em Goiânia. A Varig não quis divulgar o nome deles,
mas informou que um sofreu uma luxação no tornozelo, enquanto o
outro teria levado uma pancada no olho. "Eles foram atendidos
no hospital e já foram liberados", disse o gerente de aeroporto
da Varig em Goiânia, João Sobreira.


Eram 11h20 da manhã quando o Boeing 737-200,
prefixo PP-CNJ, que fazia o vôo RG2240, proveniente do Aeroporto
de Guarulhos, em São Paulo, aproximou-se da pista do Aeroporto
Santa Genoveva em Goiânia. O avião trazia 62 passageiros e 6
tripulantes, que de Goiânia seguiriam para Brasília, Porto Velho,
Rio Branco e Manaus.


Segundo testemunhas, o aparelho teve problemas na roda
esquerda, bateu a asa esquerda no solo, levando a turbina a
soltar-se. O avião desgovernou-se, mas o comandante Francisco
Braga, auxiliado pelo co-piloto Cesar Pinto, conseguiu parar o
aparelho sem que houvesse nenhum passageiro com ferimentos
graves.


O desembarque foi feito por meio de escorregadeiras. Os
passageiros foram divididos pela Varig em dois grupos: 31
desembarcaram em Goiânia e 32 seguiram de ônibus para Brasília.
"De lá, eles pegaram suas conexões", contou Sobreira.

http://www.estadao.com.br/arquivo/ci...0916p20861.htm
Henrifavoretto no está en línea   Reply With Quote
Old September 12th, 2012, 01:21 PM   #30
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

POUSO DE EMERGÊNCIA CESSNA 525 CITATION JET. PT-XJS - Julio Simões Trasportes 04/01/2003



O jato Cessna conduzindo o Presidente do partido Liberal, Valdemar da Costa Neto, e sua namorada Maria Cristina, após aterrissar na pista do Aroporto de Congonhas, em São Paulo, derrapou indo parar na calçada da Av. dos Bandeirantes. O Presidente do PL e um pipoqueiro que passava na hora do acidente sofreram ferimentos leves.
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old September 13th, 2012, 02:31 PM   #31
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

TRANSBRASIL B727-27C. PT-TYS SERRA DE RATONES 12/04/1980



O vôo QD303 decolou de Congonhas rumo a Florianópolis, que encontrava-se sob condições climáticas adversas, sob a influência de forte frente fria passando pela TMA. Naquela época, o aeroporto Hercílio Luz contava apenas com dois NDBs como auxílio de navegação, instrumentos especialmente sensíveis às descargas magnéticas que se encontravam naquela hora sobre a região. Talvez tenha acontecido um falso bloqueio do NDB, e isto explique porquê o major checador da FAB, que então pilotava a aeronave, tenha se afastado tanto da rota prevista. Além disso, ficou registrado no CVR a preocupação do comandante titular do vôo, sentado à esquerda, (e que estava apenas assistindo a pilotagem do major checador) que seguidas vezes alerta o major para observar a altitude mínima nos procedimentos.
O 727 prosseguiu descida para um rebloqueio, mas antes disso, às 20:38 colidiu com a Serra de Ratones. Por mais 60 metros e o PT-TYS teria passado sobre o morro. Apesar da força do impacto e da total destruição da aeronave, dos 58 ocupantes à bordo, 3 passageiros sobreviveram, sendo resgatados na madrugada do dia 13.

Pesquisa Texto - Silvio Rodrigues
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old September 15th, 2012, 02:50 PM   #32
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

ACIDENTE DECOLAGEM VASP B737 PP-SME - AEROPORTO GUARULHOS 1986




No dia 28 de Janeiro de 1986 ( no mesmo dia em que o ônibus espacial Challenger explodia em Cabo Canaveral), o Boeing 737-200 da VASP prefixo PP-SME, batia em um barranco na pista de taxiamento do Aeroporto Internacional De São Paulo / Guarulhos.
O acidente ocorreu as 7:32hs, quando o vôo seguiria para Confins.
Sob nevoeiro intenso,o piloto inadvertidamente adentrou a pista auxiliar de táxi, pensando estar na pista de decolagem ( 27 direita ) e se chocou violentamente com um barranco de terra e areia com cerca de 8 metros de altura.
Na época a taxiway estava em processo de extensão. Não havia ainda o Radar de solo, nem o ´´Follow Me`` para guia-lo até a cabeceira da pista,que estava nos mínimos operacionais e somente aberta para opéração de decolagens.

Com reflexos rápidos ao avistar o morro,e já com a velocidade de ``corrida de decolagem ´´ de 70 m/seg., o Comandante conseguiu evitar um desastre com consequências mais graves. Houve uma vítima fatal entre os 67 passageiros e 5 tripulantes.
A aeronave teve perda total estrutural e mecânica, sendo vendida como sucata.

Pesquisa Texto - Carlos Hideo
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old September 18th, 2012, 03:02 PM   #33
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

ACIDENTE DECOLAGEM. LOCKHEED CONSTELLATION - CONTRABANDO ARAÇATUBA SP 1968




Na década de 1960, a região de Araçatuba era a Meca dos contrabandistas da região noroeste do Estado de São Paulo. Existiam na região cerca de 90 campos de pouso clandestinos, quase todos dedicados ao contrabando de uísque e cigarros, que vinham, em sua maior parte do Paraguai. Na época,em Araçatuba,a atividade era aceita como normal, e ser contrabandista era uma "profissão" como qualquer outra.
O trânsito de aviões, que geralmente operavam à noite,era constante e do conhecimento de todos na cidade. Eram em geral monomotores e bimotores leves. Tão logo pousavam, a carga era transferida para caminhões e pick-ups.
Antes de amanhecer o dia, os aviões já estavam no ar novamente, prontos para executar outra "missão".

Todavia, essa rotinal ilegal, mas tranquila,foi abalada por um espetacular incidente pouco antes do amanhecer do dia 2 de agosto de 1969, um sábado: na pista da Fazenda Lemos, situada às margens do Rio Tietê, no atual município de Santo Antônio do Aracanguá, a 70 Km de Araçatuba.
Um quadrimotor Lockheed L749 Constellation se acidentou durante a decolagem, depois de ter deixado sua carga, altamente suspeita,em terra. O Constellation era muito maior que os aviões que normalmente traziam contrabando à região.
O proprietário da fazenda, Wilson Campanha, havia convocado seus empregados em julho, para alongar a pista,pois iria pousar na mesma um avião muito maior que os habituais Cessnas, Bonanzas e Aztecs. A partir de uma estreita pista de 830 metros, Campanha fez uma nova de 1300 metros de comprimento por 30 de largura, em apenas dois dias.
Wilson Campanha não era contrabandista, mas "alugava" a pista para os infratores por 5 mil cruzeiros novos por "desova". Era um jeito de aumentar a renda, uma época em que a sua situação financeira andava muito precária.

Os três tripulantes,um piloto paraguaio, um copiloto argentino e um engenheiro de voo inglês, eram os operadores do avião. Matriculado nos Estados Unidos como N120A, o Constellation era proveniente do Panamá,
O certo é que durante o churrasco, os três tripulantes do Constellation ficaram bastante embriagados, o que preocupou Aníbal e Campanha. O avião deveria decolar antes do amanhecer para evitar chamar a atenção dos curiosos e das autoridades locais.
Ainda durante a madrugada, um trator de esteiras rebocou o avião para a cabeceira sul da pista da fazenda, próxima ao Rio Tietê. A fazer a curva de 180 graus na cabeceira, para posicionar a aeronave para a decolagem, o trator, possivelmente, danificou o trem de pouso do nariz, mas isso não foi percebido pelos tripulantes. Ainda em "estado etílico", os três embarcaram e deram partida nos motores, pouco depois das 5 horas da manhã do sábado, dia 02 de agosto, pressionados por Aníbal e Wilson, que queriam se livrar do avião o mais rápido possível.
Pouco depois de iniciar a corrida de decolagem, com os motores em potência total, o trem de pouso do nariz quebrou, e o avião bateu o nariz no chão violentamente. As duas hélices do lado esquerdo também bateram no chão, e o motor 2 teve um princípio de incêndio.
Os donos e tripulantes do Constellation foram identificados, mas seus nomes foram mantidos em sigilo pela investigação e até hoje não se sabe quem são e o que aconteceu com eles, se é que aconteceu alguma coisa. Depois do acidente do Constellation, o certo é que o contrabando na região de Araçatuba nunca mais foi o mesmo. A atividade definhou quase que por completo.

Alguns dias depois do acidente,o então piloto comercial João Francisco Amaro, que pilotava para um fazendeiro da região, sobrevoava a Fazenda Lemos, a bordo do Cessna 182 PT-CMB, quando avistou o grande Constellation acidentado. Instigado pela curiosidade, sobrevoou a aeronave várias vezes, e seu patrão queria até mesmo pousar, para ver a coisa mais de perto.
Isso lhe causou dissabores, pois tão logo pousaram em Araçatuba, um jipe da FAB parou na frente do avião e levou os dois para a delegacia, para explicarem o que estavam fazendo na Fazenda Lemos. Foram liberados assim que mostraram que não estavam envolvidos no caso, e que apenas estavam de passagem pelo local do acidente.
João Amaro é irmão do falecido Comandante Rolim, fundador da TAM, e administra hoje o Museu da TAM em São Carlos.

Pesquisa - Jonas Liasch / Foto - Mario Bistaffa
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old September 20th, 2012, 02:56 PM   #34
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

ACIDENTE VICKERS VISCOUNT PP SER VASP - 15 08 1968 . CIDADE UNIVERSITÁRIA



Após o jogo no Maracanã, vencendo o Flamengo por 3 a 2, Pelé e o time completo do Santos retornaram a São Paulo viajando no Viscount, prefixo PP-SER da Vasp, que pousou no aeroporto de Congonhas às 21h15.
Desembarcaram 52 passageiros e comissários, incluindo a delegação do Santos. Permaneceram a bordo o comandante Neutel e co-piloto Freire.
Cerca de três minutos após, o avião decolou para um vôo de treinamento dos tripulantes. Em vôo, o Viscount da Vasp teve dois motores parados pela tripulação para simular panes.
Não se sabe ao certo o que teria ocasionado a perda de controle da aeronave, mas esta acabou caindo sobre casas próximas à Cidade Universitária. O avião ficou reduzido a escombros.Morreram na queda os dois tripulantes e em terra uma senhora que residia numa das casas atingidas pelo impacto e pelas labaredas.

O comandante da aeronave, na mesma tarde, realizara seu último vôo, tendo recebido uma homenagem em Congonhas em comemoração à sua aposentadoria. Assim mesmo, o comandante Neutel de Santa Fé Filho, resolveu fazer um último vôo de despedida. Decidiu dar instrução à outro tripulante no Viscount, Cmte. Freire. O Viscount decolou de Congonhas para nunca mais voltar.

O acidente não foi destaque na imprensa. Apenas um jornal de São Paulo publicou, mas sem alarde, que o Santos havia desembarcando a poucos instantes daquele aparelho que acabou se precipitando na região da Cidade Universitária.
Naquele tempo, a VASP pertencia ao Governo de São Paulo e, para a imprensa, o acidente, só teria repercussão mundial, se acontecesse com o pessoal do Santos a bordo.

Pesquisa - Arquivos Repórter
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old September 22nd, 2012, 01:29 PM   #35
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

ACIDENTE POUSO - SKYMASTER BOEING B707 PT-MTR. 14 07 2006 - MANAUS / EDUARDO GOMES



O Boeing 707-369C (20084/758) PT-MTR da Skymaster executou um pouso de emergência com a bequilha recolhida, após fazer passagens baixas nas quais a TWR confirmou que o trem dianteiro não havia descido ou nâo estaria travado. A aterrissagem “de nariz” foi bem sucedida e o avião permaneceu por cerca de 4 horas na pista até que a carga embarcada fosse removida e a bequilha abaixada, possibilitando sua retirada da pista. Os estragos atingiram principalmente a porta e a “tesoura” do trem de pouso dianteiro.

Reparos foram feitos e o avião permaneceu cerca de dois anos no pátio de estadia em frente aos hangares da Total e da Rico. Com a construção de um novo pátio em 2008, o MTR foi levado para o local mas os problemas operacionais da Skymaster (que lutava para manter uns poucos DC-8 voando) selaram o definitivo fim da esperança de rever o MTR de volta aos céus.
Em novembro de 2009 o MTR foi retirado do local onde estava e colocado na área verda localizada ao lado do final da taxiway bravo, onde permanece até hoje em companhia do DC-8 PR-SKI da Skymaster e do último membro dos 707 que encerraram seus dias no AIEG.

O PT-MTR foi entregue a Kuwait Airways em 04/11/1968. Em novembro de 1985 foi vendido para a Southern Air Transport e utilizou a matrícula N525SJ. Em julho de 1994 passou à Millon Air como N851JB e depois voou na Cielos del Peru como OB-1699. Passou para a Skymaster no fim da década de 90.

Pesquisa - SpotManaus
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old September 26th, 2012, 02:11 PM   #36
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

ACIDENTE POUSO VASP BOEING B737. PP-SMV. GUARULHOS 1995





O Boeing B737 PP-SMV partiu de São Paulo / Guarulhos (GRU) para um voo para Buenos Aires (EZE). Após a decolagem, ao `´recolher´´ os flaps, acusou uma perda hidráulica.
Tentaram novamente mas o sistema hidráulico tinha sofrido uma grande perda de pressão, não acionando por completo o recolhimento.
A Aeronave voltou para Guarulhos e fez um pouso de emergência na pista 09L, com 185 nós( 342,00 km/H ),no toque da pista.
O 737 correu toda a pista e invadiu a área de escapa em 200 metros e só parou com um cavalo de pau.
Devido a danos estruturais na asa e várias fissuras na fuselagem, a aeronave foi considerada ``irrecuperável´´.
Um acordo entre a companhia aérea, as seguradoras e a administração do Aeroporto de Guarulhos, a aeronave foi cedida para treinamento de resgate e emergências ( equipes de bombeiros, Infraero e corpo médico de assistência e urgência de pista )

Após investigação, a Cenipa liberou o laudo conclusivo do acidente -


- Fator Humano - Aspecto Psicológico - Contribuiu

Situações de emergência altamente estressantes requerem ações coordenadas dos tripulantes, com adequada distribuição de tarefas e responsabilidades e o estabelecimento de formas de comunicação efetivas. Nesse caso, as habilidades individuais, isoladamente, não garantem o melhor desempenho, tornando-se relevantes as relações interpessoais e a atuação da tripulação enquanto uma equipe. Todavia, verificou-se durante a emergência, a sobrecarga de trabalho do comandante e a falta de comunicação entre os tripulantes.

- O Fator Material - Deficiência de Projeto - Contribuiu

O desencadeamento de falhas múltiplas graves, como decorrência de uma falha simples (a do suporte), constituiu-se em uma deficiência de projeto por parte do fabricante da aeronave.

- Fator Operacional

(1). Deficiente Manutenção - Contribuiu
A não atenção aos preceitos ditados pelo B.S. 737-57-1129 e a não substituição do fusível hidráulico do sistema "stand by" possibilitaram um vazamento interno, através de seu pistão de magnésio, acarretando a perda total do fluido e a inoperância deste sistema.

(2). Deficiente Coordenação de Cabine - Contribuiu
A sobrecarga de tarefas (pilotar e gerenciar a emergência), associada às situações de vôo noturno, de não acoplamento do piloto automático, aeronave pesada e uma pane complexa, contribuíram para a inadequada utilização dos recursos da cabine.

(3). Deficiente Planejamento - Contribuiu
O planejamento para a realização do pouso com potência assimétrica e com falhas de sistema hidráulico foi insuficiente para a realidade das dificuldades presentes nessa ocorrência. A não consideração dos procedimentos alternativos para as diversas falhas ou deteriorações de desempenho dos sistemas remanescentes, dificuldades operacionais e a decisão de não transmitir instruções de emergência aos passageiros, contribuíram para o aumento das dificuldades de coordenação e solução dos conflitos instalados.

(4). Esquecimento - Contribuiu
Os pilotos esqueceram que o modo alternado de extensão dos "trailing edge flaps", no caso de falha hidráulica, é elétrico. A convicção do co-piloto confundiu o comandante e essa conduta provocou o acréscimo de cerca de 32 kt na velocidade de aproximação para o pouso, contribuindo para as dificuldades em desacelerar a aeronave que, nas condições em que se encontrava e conforme análise posteriormente realizada na BOEING, não poderia ser parada com sucesso na pista.

(5). Deficiente Supervisão - Contribuiu
A não classificação do Boletim de Serviço 737-57-1129 como de "alert", deixando a critério do operador as ações a tomar, e a não incorporação das ações previstas no mesmo boletim no "Maintenance Program Document" (MPD) contribuíram para o não cumprimento do mesmo em sua íntegra pelos operadores.

Os fatos constantes da investigação indicam os francos e concentrados esforços dos tripulantes em solucionar as diversas falhas que se apresentaram ao longo do vôo. Não obstante, algumas falhas de procedimentos verificadas nessa ocorrência são indícios de insuficiente operacionalidade dos tripulantes na condução de alguns procedimentos anormais, de coordenação e de gerenciamento de conflitos em cabine, que apontam falhas de supervisão do setor de operações da empresa.

Pesquisa CENIPA - Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos / Relatos Aviação Release
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old October 1st, 2012, 09:37 PM   #37
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

ACIDENTE EMBRAER EMB-110 BANDEIRANTE. PT-SEA . 9 FEVEREIRO 2009



O EMB-110 caiu por volta das 15 horas no Rio Manacapuru, próximo da Ilha de Monte Cristo. Apenas quatro sobreviventes foram encontrados. Os demais passageiros, o piloto e o copiloto ficaram presos dentro do avião, a 5 metros de profundidade.

O voo seguiria de Coari para Manaus (a uma hora de distância) e foi fretado pela empresa Manaus Táxi Aéreo. A queda ocorreu no meio do caminho, mais precisamente na área de uma comunidade chamada Santo Antônio, logo após o piloto entrar em contato com a torre do Aeroporto de Manaus e informar que voltaria para Coari por causa da forte chuva e da pane.
Neste momento, o Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo da capital amazonense (Cindacta-4) perdeu contato com a aeronave.

Segundo a Aeronáutica, o avião sofreu pane em um dos motores e o piloto César Grieger tentou um pouco forçado no rio, a 500 metros da pista do Aeroporto de Manacapuru, a 102 quilômetros de Manaus. Esse foi o segundo maior acidente aéreo do Amazonas.

Pesquisa - Poder Aéreo
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old October 2nd, 2012, 10:15 PM   #38
+Jampa
Sou Paraíba e não NEGO!!!
 
+Jampa's Avatar
 
Join Date: Jun 2006
Location: João Pessoa-PB
Posts: 1,893
Likes (Received): 480

Thread super interessante. Gostei da história(desconhecida para mim) dos contrabandos e atividades aéres em Araçatuba. Achei interessante a foto da batida no barranco do Boeing da VASP, a forma como ele ficou.
__________________
João Pessoa-PB-BRASIL
+Jampa no está en línea   Reply With Quote
Old October 7th, 2012, 06:01 PM   #39
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

ACIDENTE - BEECH SUPER KING AIR 200. EXCLUSIVE FLY / BANDA CALYPSO - 23 / 11 / 2008



Terminou de forma trágica a queda de um avião bimotor, no bairro de San Martin, Zona Oeste do Recife. A aeronave, que conduzia dez tripulantes, entre eles um produtor da banda Calypso, políticos e empresários, perdeu altitude e terminou se chocando contra quatro casas no bairro.
O piloto do avião, Eurico Pedrosa Júnior, 46 anos, morreu com a violência do impacto. Gilberto Silva, produtor financeiro da banda, ainda chegou a ser socorrido ao Hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu aos ferimentos.

As demais vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros para hospitais próximos Saíram feridos um dos proprietários da Luan Produções, Rogério Paes Silva, o deputado federal Eduardo da Fonte e Valmir João Oliveira, empresário do setor agrotêxtil. Outras três pessoas receberam atendimento no Hospital Português: o co-piloto, Bruno Carvalho Carneiro, 29, Helena Lúcia Ferreira, 40, e o empresário e sócio do Chevrolet Hall, Luiz Augusto Nóbrega, 53.
O superintendente do Metrorec, Deivson Tolentino, foi internado no Hospital Esperança. Ele é médico e proprietário do hospital onde está internado.

O avião, um bimotor que já pertenceu ao músico Chimbinha, é de propriedade da empresa Exclusive Fly e transportava empresários e políticos que voltavam de um evento beneficente no município de Teresina, no Piauí. A festa era uma comemoração de aniversário do Armazém Paraíba, no estacionamento do Shopping Teresina, onde a banda Calypso, Zezé de Camargo e Luciano e Daniel se apresentaram neste sábado.
Produtor financeiro da Calypso há dois anos, Gilberto estava de folga até o próximo sábado e decidiu pegar uma carona no avião, que tinha como destino o Recife, e daí seguiria para Campina Grande, onde mora a família dele. A banda Calypso seguiu de ônibus para Fortaleza, onde tinha compromissos de agenda.

Na rua Ibituba, onde o avião caiu, houve tumulto e correria. Muita gente não estava entendendo o que tinha acontecido. O comerciante Moisés Francisco, 43, morador da casa que teve o 1º andar destruído, chegou a pensar que o filho dele estivesse entre os escombros. "A minha esposa ficou desesperada, mas eu consegui telefonar para ele e descobri que ele estava na praia. Se estivéssemos em casa, todos teríamos morrido", comentou.
O técnico de enfermagem Rômulo Batista disse que estava assistindo a um jogo na hora em que o avião começou a cair. "Percebi que ele estava voando muito baixo, quando vi foi o barulho". O técnico afirma que socorreu o co-piloto do avião, que saiu consciente, pedindo para socorrer o piloto, que ficou preso entre as ferragens.

Pesquisa - Terra / JC online
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote
Old October 15th, 2012, 02:53 AM   #40
AUTOMODELLI
Registered User
 
AUTOMODELLI's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: SÃO PAULO ( SP )
Posts: 29
Likes (Received): 0

ACIDENTE POUSO - CENTURION AIR CARGO. MD-11F. N988AR VIRACOPOS 13 / 10 / 2012



A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) prevê que a pista do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), seja liberada às 20h deste domingo (14 / 10). O fechamento ocorreu às 20h de sábado (13), após um avião de cargas ter problemas no trem de pouso no momento da aterrissagem.

A aeronave, da Centurion Cargo, permanece na única pista de Viracopos. De acordo com a Infraero, é a companhia que precisa removê-lo. O diretor da empresa no Brasil, Vanderlei Morelli, disse que a demora ocorre porque os equipamentos para retirar o avião vem de São Paulo e por conta da complexidade da operação.
"Como a aeronave, que pesa mais de 100 toneladas, ficou inclinada os trabalhos estão centrados em retornar o nível dos equipamentos para depois fazer a remoção", disse Morelli. Segundo ele, 30 funcionários foram mobilizados para o trabalho de reboque.

Uma equipe da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) foi enviada para Viracopos, com intuito de fiscalizar a assistência prestada aos passageiros afetados pelo fechamento do aeroporto. A agência informou que 15 pessoas estão envolvidas no trabalho, entre diretores, superintendentes e inspetores. Segundo a Anac, caso algum problema seja encontrado, as empresas aéreas podem ser autuadas e, posteriormente, multadas.

PESQUISA - G1 / A.Barreto
http://g1.globo.com/sp/campinas-regi...viracopos.html
__________________
Automodelli
www.carrosantigoseonibus.nafoto.net
AUTOMODELLI no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Related topics on SkyscraperCity


All times are GMT +2. The time now is 04:56 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2018, vBulletin Solutions Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

tech management by Sysprosium