daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine
Old October 17th, 2017, 10:09 PM   #15881
e22sky
Registered User
 
e22sky's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Location: porto alegre - BRAZIL
Posts: 9,405
Likes (Received): 2822

PUCRS tem registro do seu primeiro radiofármaco

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) acaba de registrar o radiofármaco Fludesoxiglicose (18F), produzido no Centro de Produção de Radiofármacos (CPR) do Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul – PUCRS (InsCer). O produto passa a se chamar Glicocer e é utilizado em exames de tomografia por emissão de pósitrons (PET), em diagnósticos nas áreas de oncologia, cardiologia e neurologia.

O Glicocer é um radiofármaco, ou seja, um medicamento radioativo. O InsCer possui um acelerador de partículas – o cíclotron – que produz a radiação necessária para a fabricação do radiofármaco.

De uso exclusivo em exames de imagem, o radiofármaco já vem sendo produzido no instituto desde 2014 com a permissão da Anvisa, conforme o disposto na Resolução da Diretoria Colegiada – RDC nº 66 de 09 de dezembro de 2011 e na Resolução da Diretoria Colegiada – RDC nº 70 de 23 de dezembro de 2014. Foram registradas 11 apresentações do Glicocer, que variam de uma a onze doses do medicamento. De acordo com a coordenadora do Centro de Produção de Radiofármacos, Louise Hartmann, o registro é um atestado da Anvisa para a qualidade, eficácia e segurança do medicamento produzido no InsCer. “Antes disso, é importante ressaltar que o CPR possui um Certificado de Boas Práticas de Fabricação (CBPF), também expedido pela agência, o que reitera a qualidade dos nossos processos e produtos”, afirma.

O Glicocer é o sexto medicamento que contém como princípio ativo o Fludesoxiglicose (18 F) a possuir registro no Brasil. Além de contar com um centro de produção de radiofármacos regulamentado pela Anvisa, o instituto possui um Centro de Imagem com a tecnologia PET disponível para a realização dos exames na área de medicina nuclear. “Os radiofármacos produzidos no CPR podem ser utilizados no Centro de Imagem do próprio Instituto, permitindo ainda que nossa equipe de pesquisadores possa estudar mais a fundo doenças como Alzheimer e Epilepsia. Além disso, também estamos trabalhando no desenvolvimento de novos radiofármacos para diagnóstico de doenças como o câncer de próstata”, adianta Louise.

http://www.pucrs.br/blog/pucrs-vai-p...-radiofarmaco/
e22sky no está en línea   Reply With Quote
Old October 17th, 2017, 10:42 PM   #15882
GersonLDN
-*-*-*-
 
GersonLDN's Avatar
 
Join Date: Mar 2005
Location: London-UK/Porto Alegre-BR
Posts: 19,198
Likes (Received): 16716

__________________
.



“The World is a book and those who do not travel read only a page” (Augustine of Hippo)
_______________________
GersonLDN no está en línea   Reply With Quote
Old October 17th, 2017, 11:42 PM   #15883
GersonLDN
-*-*-*-
 
GersonLDN's Avatar
 
Join Date: Mar 2005
Location: London-UK/Porto Alegre-BR
Posts: 19,198
Likes (Received): 16716

Restaurante flutuante fica pelo menos mais um ano na Capital
O administrador do local diz que a ideia agora é oferecer o restaurante para a realização de festas, reuniões e casamentos





Depois de três meses atracado em Ipanema, o restaurante flutuante Pérola Negra — que veio lá de Rio Pardo — conseguiu renovar seu alvará por mais um ano em Porto Alegre.

O administrador do local, Silvio Castro, diz que a ideia agora é oferecer o restaurante para a realização de festas, reuniões e casamentos — além, claro, de continuar servindo almoço e janta sobre as águas do Guaíba. Também serão feitos alguns investimentos, como a ampliação da varanda para uma área de fumantes.

Com 400 metros quadrados, o Pérola Negra tem capacidade para receber 250 pessoas. As atividades do restaurante são autorizadas pelos bombeiros, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) e pela Marinha para atuar em todo o Rio Grande do Sul.


https://gauchazh.clicrbs.com.br/colu...qt1vxpdwm.html








Rezo todo o santo dia para que essa favela de palafitas afunde no proximo temporal. Que coisa horrorosa!!!
Ja nao chega aquele bar torto que finalmente tiraram do Gasometro, agora tem esse troco "encalhado" na orla.

Mandem isso para algum vilarejo na orla do Solimoes, Araguaia...Congo.


__________________
.



“The World is a book and those who do not travel read only a page” (Augustine of Hippo)
_______________________

Bonja liked this post
GersonLDN no está en línea   Reply With Quote
Old October 18th, 2017, 12:58 AM   #15884
Sulzbach
Jetzt ist der zeit
 
Sulzbach's Avatar
 
Join Date: Sep 2015
Location: Estrela/Lajeado
Posts: 415
Likes (Received): 625

Gramado vai receber unidade da grife mundial Hard Rock Hotel:

https://www.panrotas.com.br/noticia-...fe_150529.html


Vale dos Vinhedos quer tentar virar zona franca:

Depois de anos reclamando da alta carga tributária sobre os vinhos, região apela para solução criativa

É uma meta ambiciosa, mas o prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, está disposto a defender a criação de uma zona franca no Vale dos Vinhedos. Pasin defendeu o projeto ontem em Brasília. A ideia não é encher de lojinha de quinquilharias as encostas forradas de parreirais. A intenção é reduzir a carga tributária sobre a produção vinícola nacional, reforçando, de quebra, o turismo. Dado o ritmo arrastado – para não dizer parado – da autorização para os free shops do lado de cá da fronteira, será uma batalha dura.

Mas é uma forma nova de discutir um problema antigo. O projeto foi idealizado por empreendedores do Vale dos Vinhedos, que inclui os municípios de Garibaldi e Monte Belo do Sul e tem apoio da Associação dos Produtores de Vinhos Finos (Aprovale), que tem 23 vinícolas associadas e 43 empreendimentos de apoio ao turismo, entre hotéis, pousadas, restaurantes, artesanatos, queijarias, ateliês de artesanato e antiguidades. O enoturismo na região cresce cerca de 15% ao ano – em 2016, o Vale dos Vinhedos recebeu 410 mil visitantes.

https://gauchazh.clicrbs.com.br/colu...lpwnctoon.html



Na terça-feira, 10, uma reunião no Governo do Estado retomou a discussão sobre a construção da Ciclovia no Vale dos Vinhedos. Na ocasião, o Prefeito Guilherme Pasin, o presidente da Aprovale, Márcio Brandeli, a diretora Deborah Villas-Bôas Dadalt Aldemir Dadalt, e o secretário de Turismo, Rodrigo Parisotto estiveram reunidos com o Governador José Ivo Sartori, e com o vice José Paulo Cairoli.
O projeto para a construção da ciclovia na ERS-444 foi concluído em junho de 2010 no Governo Yeda Crusius. O projeto da pista apresenta 8,25 quilômetros de extensão. O valor estimado da obra é R$ 5,7 milhões, com recursos Estaduais.Representado a Aprovale, Deborah Villas-Bôas Dadalt, ressaltou que o investimento da Ciclovia representaria uma nova etapa no roteiro enoturístico, que passaria a ser também destino de amantes do ciclismo. “A Ciclovia é um desejo antigo e ganhou um novo impulso com esse encontro. Esperamos que o projeto definitivamente saia do papel e se torne realidade”, pontuou.
Outro assunto tratado no encontro é a possibilidade do Vale dos Vinhedos tornar-se Zona Franca para Vinhos do Brasil. Tendo como centro delimitadores as cidades de Bento, Garibaldi e Monte Belo do Sul. A conquista irá fomentar o desenvolvimento da região, tendo em vista a maior promoção do local, aliada a possível diminuição da carga tributária que atinge a comercialização dos produtos.
O Prefeito Guilherme Pasin destaca a importância do projeto. “Bento Gonçalves é a Capital Nacional do Vinho. A condição de zona franca reforçará ainda mais nosso potencial, além de contribuir para o aumento nas vendas dos produtos, visto que os tributos sobre eles serão reduzidos”, destaca.
O Governador José Ivo Sartori avaliou a importância dos projetos, e destacou o momento financeiro do Estado. “Somos apoiadores de projetos que visem o desenvolvimento, esse é um momento de buscarmos parcerias para poder concretizar essas ações. Os projetos serão encaminhados para analise”, disse.
Já tramita na Câmara, um projeto do Deputado João Derly, que cria a Zona Franca da Indústria Calçadista. Os Senadores Ana Amélia Lemos, e Lasier Martins também apoiam o projeto.



http://difusora890.com.br/zona-franc...-porto-alegre/
__________________

Rafael De Freitas liked this post
Sulzbach no está en línea   Reply With Quote
Old October 18th, 2017, 02:43 AM   #15885
Thiago Braga Freire
Registered User
 
Thiago Braga Freire's Avatar
 
Join Date: Feb 2006
Location: Pelotas
Posts: 911
Likes (Received): 115

Quote:
Originally Posted by Rafael De Freitas View Post
Desenvolvimento
Câmara de Pelotas aprova lei que autoriza recursos do Fonplata.

Bairros Pestano e Getúlio Vargas, além da zona rural, receberão investimentos de infraestrutura através do financiamento Fonplata.

A Câmara de Vereadores de Pelotas aprovou, na manhã desta terça-feira (17), a lei que autoriza o Poder executivo a contrair o financiamento de US$ 50 milhões. O projeto foi aprovado por maioria - foram 16 votos favoráveis e quatro parlamentares optaram pela abstenção. Com carência de cinco anos, a verba do Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata).

Lotado de moradores dos bairros Getúlio Vargas e Pestano, a cada fala dos vereadores a plateia semanifestava, com vaias ou aplausos. Assessores do vereador Barriga (PTB), que é morador do Pestano, e líderes comunitários insuflavam o público conforme a manifestação de cada vereador.
Os vereadores Marcus Cunha e Cristina Oliveira (PDT), Fernanda Miranda (PSOL) e Ivan Duarte (PT) se abstiveram, entretanto todos se mostraram favoráveis aos investimentos.

Confira o que está previsto no projeto para as áreas beneficiadas:
Zona Urbana
Recurso: US$ 28,5 milhões
Locais: Pestano e Getúlio Vargas
Habitantes: 8.581 pessoas
> Drenagem em toda área
> Pavimentação de ruas
> Calçadas e passeios em ruas pavimentadas
> Reparos na iluminação pública
> Rede coletora de esgoto em toda área
> Qualificação de praças e áreas verdes
> Construção de depósito para reciclagem
> Qualificação do paisagismo do bairro
> Regularização fundiária em todos os bairros

Zona Rural
Recurso: US$ 21,5 milhões
Locais: Oito distritos
Habitantes: 20.081 pessoas

> Pavimentação de 18 km com bloco de concreto intertravado
> Pavimentação com saibro, cascalho e drenagem em 300 km
> Construção de 80 pontes de concreto
> Aquisição de dois conjuntos de máquinas para manutenção de estradas
> Construção de 8 academias ao ar livre (uma em cada distrito)
> Construção de 5 quadras poliesportivas
> Aquisição de 4 patrulhas agrícolas
> Aquisição de 4 caminhões caçambas
> Construção de 100 açudes
> Apoio à criação de 30 agroindústrias
> Construção de uma rota de cicloturismo de 120 Km
> Apoio ao turismo colonial
> Aumento da rede de àgua encanada
> Estruturação de um parque de 76 hectares na antiga granja na barragem Santa Bárbara

https://www.diariopopular.com.br/ind...4&id_area=Ng==
destes 50 milhões quantos serão desviados? Acredite se quiser. O financiamento chega num governo, fazem meia dúzia de obras mal feitas e já no outro governo não sabem dizer onde foi parar a verba. E o ministério público finge que investiga e o povo tem de fingir que acreditou para não pirar de raiva. Fiz uma reclamação direta na prefeitura sobre a obra da general Osório, o corredor de ônibus que mal foi acabado e ja alaga e molha os pedestres. Já faz um mês e meio. Me falaram que o retorno se daria em 15 dias. Ate agora nada e ainda sofro com o lago que fica a esquina da felix e da tiradentes, 1 quarteirao do centro histórico, todas as vezes que chove forte. É uma pouca vergonha. As requalificacoes estão ficando medonhas. Serviço porco.que pena. Não sei o por que nossa cidade não tem governantes bons, que pensam, capazes de transformar nossa situação como a das cidades da Serra ou as paranaenses, por exemplo. Culpar o povo pela falta de educação é desculpa de quem não sabe fazer. O bom gerenciador é aquele que sabe mudar a idéia nos outros. Comover o povo com boas atitudes e obras bem feitas. Não é o caso desse pessoal daqui. Que pena.
Thiago Braga Freire no está en línea   Reply With Quote
Old October 18th, 2017, 02:48 AM   #15886
Rafael De Freitas
Registered User
 
Join Date: Aug 2015
Posts: 376
Likes (Received): 377

Estrada



BR-116 é eleita entre as duas prioridades para os parlamentares
Valor soma-se aos R$ 65 milhões já garantidos pelo governo federal para a duplicação da rodovia.
Foram definidas no final da tarde desta terça-feira (17) as prioridades da bancada gaúcha nas emendas impositivas para 2018.
Após forte pressão de lideranças da Zona Sul, os parlamentares aprovaram a prioridade em injetar as verbas nas obras de duplicação da BR-116. Dos 30 políticos presentes, entre senadores e deputados, 20 votaram pela BR-116. Em segundo lugar entre as prioridades do Estado ficou a ponte que deve ligar as cidades de Porto Xavier e San Xavier, na fronteira com a Argentina.
Serão mais R$80 milhões para a obra, considerada a mais importante no Estado. O valor soma-se aos R$50 milhões já garantidos pelo Ministério dos Transportes para as obras de duplicação e aos R$15 milhões para o contorno de Pelotas, totalizando R$145 milhões para a rodovia.
Segundo informações do DNIT, obra estaria 66% concluída no trecho entre Guaíba e Pelotas. Já no contorno, obras avançaram mais e conclusão chega a 88%, aproximadamente. Hoje, 66% do trecho entre Porto Alegre e Pelotas estão concluídos, segundo informações do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).
A obra é orçada em mais de R$ 600 milhões.
"É uma grande conquista pra região", comemorou, por telefone, o deputado federal Afonso Hamm (PP). "A causa unificou discursos, partidos, segmentos e lideranças de todo o Estado. A obra vai dar a capacidade de escoamento da produção, da importação e tornar o Rio Grande do Sul competitivo novamente", projetou Hamm.

Vitória regional
O presidente da Aliança Pelotas, Gilmar Bazzanella, classificou como uma vitória de toda a região da Azonasul e dos municípios que integram a Costa Doce. "Visitamos todos os deputados e os três senadores desde a primeira hora da manhã, tinha gente de todo o Estado, e o projeto disputava com outras demandas muito importantes", ressaltou Bazzanella, direto de Brasília. Conforme Gilmar, a pressão era muito forte, apesar de a pauta ter obtido o apoio de 20 parlamentares.
Amadeu Fernandes, presidente do Centro das Indústrias de Pelotas (Cipel), que também acompanhou de perto a votação, lembrou-se de todas as entidades, prefeitos e lideranças, sejam políticas ou empresariais, que contribuíram com a mobilização. "A vitória precisa ser creditada a todos que participaram do movimento pela duplicação da BR116", reforçou.

https://www.diariopopular.com.br/ind...4&id_area=Ng==

Last edited by Rafael De Freitas; October 18th, 2017 at 02:57 AM.
Rafael De Freitas no está en línea   Reply With Quote
Old October 18th, 2017, 02:56 AM   #15887
Rafael De Freitas
Registered User
 
Join Date: Aug 2015
Posts: 376
Likes (Received): 377

Bancada gaúcha escolhe duplicação da BR-116 e ponte em Porto Xavier para receber verbas de emendas impositivas

Projeto para travessia até cidade Argentina e obra de duplicação da rodovia entre Guaíba e Pelotas vão dividir R$ 162 milhões em 2018
Em reunião tumultuada, senadores e deputados federais gaúchos definiram, nesta terça-feira (17), suas prioridades de investimentos no Estado. A bancada tem direito a eleger duas emendas impositivas que, para 2018, estão estimadas em R$ 162 milhões. Foram escolhidas duas obras: a duplicação da BR-116, no trecho de Guaíba a Pelotas, e a construção de uma ponte sobre o Rio Uruguai, entre Porto Xavier e a cidade argentina de San Javier.
Diante da pressão de líderes de várias cidades gaúchas na reunião, os parlamentares cogitaram fazer encontro fechado, para evitar influência nos votos. Após muita discussão, optou-se por manter a audiência aberta ao público.
Ao todo, 30 parlamentares votaram. Cada um elencou duas prioridades entre 17 propostas. A duplicação da BR-116 ficou em primeiro lugar, com 20 votos.
A construção da ponte do Rio Uruguai recebeu 16 votos. Outros três projetos mais votados, mas que não ficaram entre as prioridades, previam investimentos no Grupo Hospitalar Conceição, no Hospital São Lucas da PUCRS, ambos em Porto Alegre, e nos institutos federais de educação (IFFarroupilha, IFRS e IF Sul-Riograndense).
R$ 81 milhões para cada um dos dois projetos
Iniciada em 2012, a duplicação da BR-116 tinha previsão de ser finalizada em 2015, mas segue até hoje em ritmo lento e sem prazo para acabar. A bancada estimava a destinação de até R$ 150 milhões para a obra, mas a expectativa foi frustrada. A verba total do grupo será dividida em dois, sobrando.
R$ 81 milhões à rodovia. A tentativa, agora, será ampliar a parcela do governo federal, que atualmente reserva R$ 65 milhões para a BR-116 e o contorno de Pelotas.
– Entendemos que o governo já está sensibilizado, mas vamos seguir trabalhando para aumentar os recursos da União. O objetivo é garantir entre R$ 250 milhões e R$ 300 milhões, daí, estariam perto de 50% do que falta para a conclusão – explicou o deputado Affonso Hamm (PP), líder da frente nacional pela duplicação.
A construção foi orçada em pouco mais de R$ 1 bilhão. Cálculos atualizados indicam que ainda seriam necessários em torno de R$ 650 milhões para a conclusão.
A travessia em Porto Xavier ainda não tem projeto. A obra ganhou o apoio dos parlamentares diante da articulação de representantes da região das Missões.
A ponte é indispensável para ampliar o transporte de cargas e passageiros no Mercosul – afirmou o deputado Darcísio Perondi (PMDB), um dos principais defensores do investimento.
Os parlamentares reconhecem o risco do recurso de R$ 81 milhões não ser integralmente aplicados na construção da travessia em 2018, já que a obra ainda está em fase de estudos. Neste caso, a verba poderá ser remanejada para outras prioridades da bancada.


A lista de propostas

Escolhidas para emendas impositivas
- Duplicação da BR-116 entre os municípios de Guaíba e Pelotas
- Construção de ponte no Rio Uruguai entre Porto Xavier e a cidade de San Javier, na Argentina.
Definidas para emendas não obrigatórias
- Obra para contenção ou amortização de cheias e inundações ao longo da bacia do Rio Caí
- Verba para a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
- Aquisição de equipamentos para atenção especializada em saúde
- Duplicação da BR-290 no trecho Porto Alegre/Pântano Grande
- Verba de R$ 110 milhões para o Hospital São Lucas da PUCRS de Porto Alegre (R$ 50 milhões para equipamentos e R$ 60 milhões para reformas nas áreas de oncologia, cardiovascular, prevenção de doenças, etc)
- Construção do Hospital do Câncer, do Grupo Hospitalar Conceição.
- Pavimentação de 23 km da Rota Panorâmica, que interliga a Rodovia Arnaldo Opptiz, em Canela, com a RS-115, em Três Coroas.
- Custeio de hospitais filantrópicos e Santas Casas do Estado
- Implantação e adequação da BR-285, entre o município de São José dos Ausentes e a divisa com Santa Catarina.
- Compra de equipamentos e custeio do Instituto Federal Farroupilha (IFFarroupilha), do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) e do Instituto Federal Rio Grandense (IF Sul-Riograndense)
- Implantação de ligação asfáltica da Serra ao Vale do Taquari (Rota do Pão e do Vinho)
- Ampliação do Hospital Geral de Caxias do Sul
- Pavimentação da BR-153, entre Erechim e Passo Fundo.
- Ponte entre Tramandaí e Imbé
- Adequação da travessia urbana de Santa Maria (BR-158/BR-287), no valor de R$ 15 milhões.


https://gauchazh.clicrbs.com.br/gera...qmyw5m1p9.html
__________________

GersonLDN liked this post
Rafael De Freitas no está en línea   Reply With Quote
Old October 18th, 2017, 04:14 AM   #15888
Pietrin
Unerschütterlich
 
Pietrin's Avatar
 
Join Date: Mar 2010
Location: Porto Alegre
Posts: 2,108
Likes (Received): 1369

Meu Deus, verbas pra UERGS entre as prioridades. Essa universidade não faz o menor sentido.
__________________

Blog Porto Imagem liked this post
Pietrin no está en línea   Reply With Quote
Old October 18th, 2017, 09:32 AM   #15889
icaroav
Registered User
 
icaroav's Avatar
 
Join Date: Feb 2016
Location: Alegrete/Campo Grande-MS
Posts: 186
Likes (Received): 107

Dentre tantas noticias ruins, um alento: nenhum senador do RS(e PR) votaram por Aécio o/ \o/ \o/
icaroav no está en línea   Reply With Quote
Old October 18th, 2017, 10:04 AM   #15890
missioneiro
Registered User
 
missioneiro's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Location: [ ] Santo Ângelo [ ] Florianopolis [X] Munich
Posts: 1,472
Likes (Received): 972

Interessante. Fico feliz pela ponte em Porto Xavier, vai contribuir com o desenvolvimento da REgiao das Missoes, alem que a ponte no seu ultimo design ficou bem interessante, ponte estaiada com portico representando o passado missioneiro no formato das Ruinas de Sao Miguel em Metal.
__________________
-> Conhecam Santo Angelo - RS - A Capital das Missoes - http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=847004 [Visit my city, Santo Angelo]

-> Ruinas de Sao Joao Batista - RS - http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=936386 [Saint John Ruins, old jesuitic town]
missioneiro no está en línea   Reply With Quote
Old October 18th, 2017, 07:15 PM   #15891
Lucianoldf
Registered User
 
Lucianoldf's Avatar
 
Join Date: Apr 2011
Location: Canoas and Balneário Camboriú
Posts: 1,249

Lei Orçamentária Anual de 2018 é apresentada em audiência pública


Nessa terça-feira (17), a Prefeitura de Canoas promoveu uma audiência pública, no auditório Sady Schiwitz, na sede do Executivo, para apresentar à comunidade a Lei Orçamentária Anual (LOA) do exercício de 2018. Norteada pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), a Lei Orçamentária deve ser apresentada ao Legislativo nesta sexta-feira (20). A partir daí, os vereadores devem discutir e votar a proposta.

O orçamento Municipal é o instrumento que permite ao governo traçar um programa de atividades e projetos, estimando as receitas e planejando a sua aplicação. A LOA é a lei que contém por estimativa o cálculo da receita e das despesas públicas municipais, durante um ano financeiro, com observância das regras definidas pelo artigo 165, Parágrafo 3º, da Constituição Federal e também pela Lei Complementar 101, de 4 de maio de 2000, que estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal.

Para 2018, a prefeitura de Canoas estima arrecadar R$ 2,05 bilhões. Do total, 78,8% são oriundos de receitas próprias, como IPTU, ITBU e ISSQN, e transferências da União e do estado. Outros 21,2% são frutos de receitas de capital, como: operações de Crédito e transferências de capital. O restante, 15,7%, vem do CanoasPrev. O cálculo para obter a previsão de receitas levou em consideração índices da variação macroeconômica como PIB e IPCA.

Observando o cenário econômico público em todo o país, que demonstra atrasos salariais de servidores e o não pagamento de dívidas, que reflete nas decisões municipais, o prefeito Luiz Carlos Busato destacou os esforços que vem sendo feitos para diminuir gastos - especialmente com aluguéis de imóveis para setores públicos. O chefe do Executivo lembrou da importância de investir em programas que gerem mais receita ao município, que tem mantido as contas em dia neste primeiro ano de gestão. "Foi muito importante nós termos colocado os pés no chão e reequilibrado as contas da prefeitura. Estamos chegando ao final do ano e este é o momento de refletirmos sobre tudo aquilo que já fizemos e aquilo que ainda vamos fazer por Canoas. A Lei Orçamentária Anual é uma peça importante para demonstrarmos aos cidadãos as prioridades do governo", afirmou Busato.

Saúde e Educação

As duas pastas que receberão mais recursos em 2018 são Saúde e Educação. A maior receita é destinada à Saúde, com R$ 444,5 milhões. O montante será distribuído em ações de ampliação e qualificação da rede de atendimento de saúde, na construção das Unidades de Pronto Atendimento Pediátrica e da Mulher, no Centro de Emergências Odontológicas. O documento também contempla a reestruturação da gestão hospitalar e humanização do atendimento.

Outros eixos prioritários da Secretaria da Saúde serão: a atenção a portadores de sofrimento psíquico, transtornos mentais e menores vítimas de violência. Além disso, a pasta destinará recursos para a manutenção das unidades de pronto atendimento e ao programa Salvar-Samu.

Com previsão orçamentária de R$ 310,1 milhões, a Secretaria de Educação tem como meta a expansão da oferta de vagas na rede municipal de ensino, atuando na construção, ampliação e revitalização das escolas. Está prevista ainda a implantação gradual de tecnologias da informação e comunicação para o ensino. O fornecimento e a manutenção de alimentação escolar e a aquisição de uniformes e kits escolares também foram apontados como investimentos da Educação para o próximo ano.

Infraestrutura e mobilidade


Entre as pastas que receberão investimento vultosos estão ainda Transportes e Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Urbanos. Com foco na melhoria da infraestrutura da cidade e na sustentabilidade, as três secretarias receberão juntas mais de R$ 370 milhões. Na lista de prioridades da Secretaria de Obras estão o plano de macrodrenagem, ampliação e manutenção das redes pluviais; pavimentação, recuperação e manutenção de vias e revitalização da avenida Rio Grande do Sul, que corta o bairro Mathias Velho.

Já a pasta responsável pelo transporte e mobilidade, recebe aportes para a construção de ciclovias, BRT e do Sistema de Transporte Integrado. A LOA também traz projetos de integração urbanística, como rebaixamentos e elevações de vias, e a realização de licitação para o transporte público da cidade. A Secretaria de Serviços Urbanos tem como metas para 2018 a implantação e expansão da modernização da iluminação pública, a criação do crematório municipal, a construção e ampliação de cemitérios. Além da implantação da Usina de Transformação dos Resíduos Sólidos Domiciliares, criando uma fonte de renda alternativa aos cidadãos; também estão contemplados com recursos financeiros a manutenção dos serviços de limpeza urbana e gestão de resíduos sólidos.

Entre os investimentos em novos projetos ainda está prevista a construção de um Centro Administrativo, que unirá todos os núcleos da gestão municipal em um só local e reduzirá despesas na cidade. A LOA também destina recursos à reforma do Centro de Bem-Estar Animal e a melhoria na estrutura da Praia do Paquetá como potencial ponto turístico da cidade.

Ao ser enviado ao Legislativo, o projeto ficará disponível no site da prefeitura para consulta dos cidadãos. Assim, de forma transparente, os canoenses têm a possibilidade de acompanhar para onde serão destinados os recursos públicos.


http://www.canoas.rs.gov.br/site/not...izar/id/125747

Quase meio bilhão de reais em saúde, muito dinheiro, se não ter uma saúde pública no mínimo decente será problema de gestão. Os municípios em geral são meio que reféns da saúde, acaba sobrando menos dinheiro para obras de infraestrutura, que trás desenvolvimento, as empresas ficam interessadas em investir nas cidades com boa infra e isso gera empregos e mais renda para a população.
Lucianoldf no está en línea   Reply With Quote
Old October 18th, 2017, 08:39 PM   #15892
GersonLDN
-*-*-*-
 
GersonLDN's Avatar
 
Join Date: Mar 2005
Location: London-UK/Porto Alegre-BR
Posts: 19,198
Likes (Received): 16716

Vale a pena ver de novo.....


__________________
.



“The World is a book and those who do not travel read only a page” (Augustine of Hippo)
_______________________
GersonLDN no está en línea   Reply With Quote
Old October 18th, 2017, 11:49 PM   #15893
e22sky
Registered User
 
e22sky's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Location: porto alegre - BRAZIL
Posts: 9,405
Likes (Received): 2822

e22sky no está en línea   Reply With Quote
Old October 19th, 2017, 12:48 AM   #15894
Lucianoldf
Registered User
 
Lucianoldf's Avatar
 
Join Date: Apr 2011
Location: Canoas and Balneário Camboriú
Posts: 1,249

Irmã Maria Electis, a mulher mais velha do Brasil morre em Canoas

Aos 113 anos, Luzia Mohrs, nome de batismo de Maria Electis, morava no lar junto ao Colégio Maria Auxiliadora

Aos 113 anos, a irmã Maria Electis, membro da Congregação Notre Dame, morreu na noite de segunda-feira, no lar junto ao Colégio Maria Auxiliadora. Segundo o site norte-americano Gerontology Research Group, ela constava como a 14ª mulher supercentenária do mundo e a mulher mais idosa do Brasil e da Alemanha.

Nascida em Pommern/Mosel, Luzia Mohrs, nome de batismo de Maria Electis, chegou ao Brasil em fevereiro de 1939, no 23º grupo de missionárias alemãs que fundaram a Congregração das Irmãs de Nossa Senhora no País, dedicando-se especialmente à educação e outras obras de caridade. No início de outubro, ela recebeu a visita de sobrinhos bisnetos, vindos da Alemanha, que muito se alegraram em poder visitar a tia.

Vida comunitária

Sua formação profissional era na área de enfermagem. Dedicou-se ao cuidado de doentes durante dez anos na Alemanha. No Brasil, a irmã atuou na Clínica Olivé Leite, em Pelotas, até 1988, quando chegou ao Recanto Aparecida, residência de irmãs idosas, em Canoas. De acordo com a assessoria do Maria Auxiliadora, Maria Electis amava a vida comunitária e era muito querida na comunidade.

http://www.diariodecanoas.com.br/_co...em-canoas.html
__________________

Sulzbach liked this post
Lucianoldf no está en línea   Reply With Quote
Old October 19th, 2017, 02:15 AM   #15895
Sulzbach
Jetzt ist der zeit
 
Sulzbach's Avatar
 
Join Date: Sep 2015
Location: Estrela/Lajeado
Posts: 415
Likes (Received): 625

Multinacional gaúcha lidera ranking brasileiro de internacionalização:

Das 54 multinacionais brasileiras estudadas, pelo menos 11 são do Sul (sendo 6 delas do RS), a Fitesa lidera o ranking nacional e gaúcho, seguida pela Artecola.

O Ranking FDC das Multinacionais Brasileiras 2017, elaborado pela Fundação Dom Cabral, lista 11 companhias do Sul. A Fitesa lidera na região e também no Brasil, seguida por Artecola (veja tabela completa ao final desta matéria com as posições alcançadas no Sul e no Brasil). No total, são seis representantes do Rio Grande do Sul.

Realizado anualmente desde 2006, o estudo apresenta um levantamento sobre o grau de internacionalização e avalia também a trajetória das multinacionais brasileiras, suas estratégias internacionais e os resultados alcançados.

O ranking procura conhecer aspectos particulares das estratégias globais das transnacionais brasileiras e ordená-las de acordo com o grau de internacionalização; explorar novas questões de pesquisa, abrangendo temas de interesse da comunidade empresarial e acadêmica; expandir a compreensão do processo de internacionalização e entender as principais demandas e desafios das empresas; e traçar tendências de internacionalização das empresas brasileiras.


FITESA - 1° posição nacional;
ARTECOLA - 6° posição nacional;
MARCOPOLO - 15° posição nacional;
GERDAU - 20° posição nacional;
CAMIL - 24° posição nacional;
RANDON - 40° posição nacional.


http://www.amanha.com.br/posts/view/...is-brasileiras

http://envolverde.cartacapital.com.b...ao-dom-cabral/
__________________

GersonLDN liked this post
Sulzbach no está en línea   Reply With Quote
Old October 19th, 2017, 03:01 AM   #15896
Rafael De Freitas
Registered User
 
Join Date: Aug 2015
Posts: 376
Likes (Received): 377

Governo do RS começa a notificar servidores sobre extinção de fundações.



Até o momento, apenas funcionários da Fundação Piratini foram informados oficialmente sobre o processo. Piratini afirma que os desligamentos vão ocorrer gradativamente após o período de notificações.

Cerca de uma semana após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes dar aval para conclusão da extinção de seis fundações, uma autarquia e uma sociedade de economia mista, o governo do Rio Grande do Sul já notificou os servidores da Fundação Piratini, que administra a TVE e a FM Cultura, sobre o término da instituição. Ao todo, 224 funcionários, 20 cargos comissionados e os três diretores da fundação têm oito dias, a partir desta quarta-feira (18), para realizar eventual manifestação contrária ao processo.
Desse montante de servidores, 42 têm estabilidade constitucional. Quando a extinção da Fundação Piratini for concluída, as outorgas públicas da TVE e da FM Cultura serão repassadas à Secretaria de Comunicação (Secom), segundo o governo.

O secretário de Planejamento, Carlos Búrigo, informou que servidores dos outros órgãos que serão extintos deverão ser notificados sobre o trâmite nos próximos dias. Ele explicou que após os oito dias concedidos na notificação, órgãos do Estado vão começar o processo de absorção dos serviços das fundações, começando o processo de desligamentos, que será promovido gradativamente:
— Vamos desligar os servidores conforme a não necessidade de seus trabalhos em cada fundação. Temos fundações que terão seus serviços transferidos para secretarias ou departamentos. Na medida que a gente vai transferindo, os servidores que ficarão sem função serão desligados — disse Búrigo, garantindo que o governo vai cumprir todos os direitos trabalhistas no processo.

O secretário destacou que um grupo formado por secretarias estaduais vinha trabalhando no período em que a Justiça impedia as extinções, sem acordo coletivo, para garantir a continuidade dos serviços dos órgãos que serão extintos. Búrigo disse que essa transição é a prioridade do Piratini no momento.
— Estamos priorizando que os serviços que o Estado continuará prestando à sociedade gaúcha não sofram problemas de continuidade — destacou.
Conforme estudos do governo, o fechamento dessas instituições vai gerar economia de R$ 120 milhões por ano aos cofres públicos. Búrigo afirmou que a extinção dos órgãos não visa apenas a economia financeira, mas também a modernização do Estado.
Juliano Porsch, que é um dos integrantes da Diretoria Colegiada do Sindicato dos Empregados em Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisa e de Fundações Estaduais (Semapi-RS), confirmou que nenhuma das cinco fundações representadas pela entidade foi notificada sobre a extinção. Porsch disse que a frente jurídica que trabalha em defesa das fundações será a responsável por tentar reverter a liminar deferida por Gilmar Mendes.
O advogado Antonio Porto, um dos integrantes da frente jurídica, disse que o colegiado segue analisando, em Brasília, as medidas cabíveis contra a decisão do magistrado do STF.
O fim dos órgãos foi autorizado no fim do ano passado pela Assembleia Legislativa e sancionado pelo governador José Ivo Sartori em janeiro deste ano. No entanto, desde que foi publicada, a decisão enfrentou diversas medidas judiciais que condicionaram a extinção das organizações a negociações de acordos coletivos com os funcionários.
Essa barreira foi quebrada no dia 10 deste mês, quando o ministro Gilmar Mendes determinou, por meio de liminar, que o governo não precisa esperar negociação coletiva para demitir funcionários públicos de um órgão extinto por lei.
Além da Fundação Piratini, também deverão ser extintas a Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec), a Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), a Fundação de Economia e Estatística (FEE), a Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul (FZB), a Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan), a Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH) e a Companhia Rio-grandense de Artes Gráficas (Corag).

https://gauchazh.clicrbs.com.br/poli...nmztng5n5.html
__________________

e22sky liked this post
Rafael De Freitas no está en línea   Reply With Quote
Old October 19th, 2017, 03:10 AM   #15897
Rafael De Freitas
Registered User
 
Join Date: Aug 2015
Posts: 376
Likes (Received): 377

Pacote do Sartori
Governo deve comunicar nesta quinta demissão dos funcionários do Porto de Pelotas
Medida faz parte do pacote do governador José Ivo Sartori que extinguiu órgãos públicos, dentre eles a SPH



É uma questão de tempo. Mais de dois terços dos funcionários do Porto de Pelotas receberão entre quinta (19) e sexta-feira as cartas com a notificação de suas demissões. A partir disso, o Estado deve concluir os desligamentos em até oito dias. A ação é um reflexo da aprovação do pacote de medidas do governador José Ivo Sartori (PMDB) que deu fim a fundações e órgãos públicos estaduais, dentre eles a Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH).
Na tarde desta quinta, os trabalhadores portuários se reuniram e foram informados de que, após uma reunião em Porto Alegre, o governo decidiu dar andamento à extinção da SPH e desligamento dos servidores. A medida não havia sido tomada até então por conta de uma série de liminares de sindicatos ligados a fundações que impediam as dispensas. No entanto, uma decisão tomada na semana passada pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu o efeito e autorizou o Palácio Piratini a prosseguir com o encerramento dos órgãos públicos.

Ao todo, serão 117 servidores celetistas da SPH desligados em todo o Estado. Destes, 36 atuam em Pelotas em atividades administrativas, de sinalização, guarda, conservação, reparo de embarcações e tripulação. Com a confirmação da saída destes funcionários, o porto passará a operar com apenas 16 pessoas em seu quadro. “É uma decisão que não leva em conta o impacto social para dezenas de trabalhadores e suas famílias. Além disso, desconsidera totalmente a importância pública e estratégica do porto”, aponta Marco Antonio de Oliveira, presidente da Associação dos Servidores Hidroviários de Pelotas.
Trabalhando há 38 anos como artífice auxiliar, Hélio Oliveira, 62, não escondia a revolta logo após saber que em pouco mais de uma semana pode perder o emprego. “O governo alega que é economia para pagar salários em dia e investir em segurança e saúde. Isso é enganação. Vão acabar pagando mais caro por um trabalho que hoje é feito por funcionários públicos com mão de obra qualificada”, protesta. De acordo com estimativa dos portuários, serviços como a dragagem da hidrovia terão seus custos dobrados, já que o valor médio do metro cúbico executado pela SPH é de R$ 14, enquanto empresas terceirizadas cobram cerca de R$ 30.
Problemas alfandegários Outro reflexo imediato dos desligamentos deverá ser sentido na alfândega do Porto de Pelotas. Com a saída da maioria dos trabalhadores, os serviços tendem a ser interrompidos, atrapalhando a nacionalização de produtos que chegam diretamente aos terminais para abastecer empresas locais e da região.
Após a oficialização dos desligamentos, vamos procurar a Receita Federal para tentar viabilizar uma alternativa que impeça a parada do trabalho alfandegário”, afirma Claudio Oliveira, administrador do porto. Segundo ele, a situação de toda a estrutura é delicada com a possível saída de 70% dos servidores. No entanto, nega que possa atrapalhar a movimentação de cargas, já que essa é uma incumbência de operadores privados.
Para o superintendente do Porto do Rio Grande, Janir Branco, responsável pela administração das estruturas de Pelotas, Porto Alegre e Triunfo, afetadas pelos desligamentos, não há alternativa diante da aprovação do fim da SPH. “A definição é de cumprir a legislação. Com o quadro existente vamos ter que dar conta das atribuições. Ainda não tenho condições de avaliar que tipo de impacto isso terá nas operações”, comenta.

https://www.diariopopular.com.br/ind...2&id_area=Mg==
Rafael De Freitas no está en línea   Reply With Quote
Old October 19th, 2017, 04:06 AM   #15898
GersonLDN
-*-*-*-
 
GersonLDN's Avatar
 
Join Date: Mar 2005
Location: London-UK/Porto Alegre-BR
Posts: 19,198
Likes (Received): 16716

Obras do Hospital de Clínicas serão concluídas seis meses antes do previsto
Aporte financeiro liberado pelo governo federal em agosto fez ritmo dos trabalhos ser acelerado nos últimos meses





O Hospital de Clínicas de Porto Alegre vai finalizar as obras de ampliação quase seis meses antes do previsto. A expectativa era concluir os trabalhos no final de 2018. O ritmo dos trabalhos foi acelerado nos últimos dois meses e deve permitir a antecipação do cronograma.

Atualmente, as obras alcançaram 72% de conclusão. A reportagem visitou o local na terça-feira (17) para saber sobre o andamento das atividades. Boa parte da fachada visível da Avenida Osvaldo Aranha está pronta, inclusive com a colocação de vidros e o revestimento na parede. No canteiro de obras, os sistemas de instalação elétrica, as lajotas do piso e até os acabamentos já estão no lugar.

O motivo que fez as obras avançarem no local foi um aporte financeiro liberado pelo governo federal no mês de agosto – os valores eram repassados anualmente pelo Ministério da Educação, já que a instituição é vinculada à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mas como a verba planejada para ser disponibilizada até o final das obras foi totalmente liberada em agosto, a instituição mudou os planos.


— Estamos com um ritmo de obra bastante acelerado. Já estamos com 72% do ritmo de obra. A obra está num ritmo bastante adequado, para cumprir essa meta para julho de 2018, e ainda na tentativa de já liberar parte das obras em março de 2018 — afirma o engenheiro responsável pela obra, Fernando Martins Pereira da Silva.

Além disso, a previsão de início dos trabalhos nos novos prédios foi adiantada do início de 2019 para o segundo semestre de 2018.
Pendência para equipamentos e contratação de profissionais

A presidente do Hospital de Clínicas da Capital, Nadine Clausell, frisou que há, no entanto, alguns entraves para que os novos anexos funcionem a pleno, como a compra de equipamentos e a contratação de servidores para atuar no local. Nos próximos dias, devem ser realizados estudos para estipular como e quando ocorrerão as aquisições dos itens e o concurso para os servidores.

— A parte de equipamentos, que estamos orçando, é um capítulo. Vamos transferir coisas do prédio antigo para lá. Alguma coisa a gente consegue colocar a funcionar no segundo semestre do ano que vem. Mas sem grandes expectativas. Uma coisa é conseguir verba para obras. Outra é para equipamentos e pessoal. Estamos orçando e apresentando projetos para o MEC — disse Nadine.

A obra, que começou a ser realizada em junho de 2014 ao custo de R$ 397 milhões, ampliará em 70% a área física do hospital. Os dois anexos que estão sendo erguidos aumentarão a emergência do Clínicas de 1,7 mil metros quadrados para 5 mil metros quadrados. Serão 150 novos leitos de internação, o que poderá até triplicar a capacidade da emergência. Cada um dos novos prédios terá dois estacionamentos. O começo dos trabalhos foi suspenso por seis meses em razão dos questionamentos de entidades ambientais, que reclamavam do corte de 284 árvores no local.

https://gauchazh.clicrbs.com.br/port...lwwwjudix.html
__________________
.



“The World is a book and those who do not travel read only a page” (Augustine of Hippo)
_______________________

Litte Church liked this post
GersonLDN no está en línea   Reply With Quote
Old October 19th, 2017, 01:36 PM   #15899
Litte Church
Registered User
 
Litte Church's Avatar
 
Join Date: Nov 2011
Location: aus Kirchleinburg, RS
Posts: 5,849
Likes (Received): 7852

Quote:
Originally Posted by Rafael De Freitas View Post
Pacote do Sartori
Governo deve comunicar nesta quinta demissão dos funcionários do Porto de Pelotas
Medida faz parte do pacote do governador José Ivo Sartori que extinguiu órgãos públicos, dentre eles a SPH
Está foto sintetiza tudo para mim



comecei a marcar os erros, mas decidi parar...máquinas da década de 1950, nenhuma em condições de uso pelas NRs vigentes, falta de extintores, fiação elétrica exposta...e o cachorro então...é a chave de ouro...deve ser da equipe de vigilância.



@GersonLDN®
__________________
Litte Church no está en línea   Reply With Quote
Old October 19th, 2017, 06:34 PM   #15900
Rafael De Freitas
Registered User
 
Join Date: Aug 2015
Posts: 376
Likes (Received): 377

Quote:
Originally Posted by Litte Church View Post
Está foto sintetiza tudo para mim



comecei a marcar os erros, mas decidi parar...máquinas da década de 1950, nenhuma em condições de uso pelas NRs vigentes, falta de extintores, fiação elétrica exposta...e o cachorro então...é a chave de ouro...deve ser da equipe de vigilância.



@GersonLDN®
Por isso que a coloquei, iria colocar uma legenda no final da postagem. Porem para analisar a qualidade desta e se receberia alguma análise a apaguei.
Resume muito bem a maquina publica e seus resultados tendem a ser proporcionais aos seus recursos disponíveis. É resultado direto da gestão que recebeu.
__________________

Litte Church liked this post
Rafael De Freitas no está en línea   Reply With Quote
Reply

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 04:58 PM. • styleid: 14


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2017, vBulletin Solutions Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2017 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2017 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu