daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Arquitetura e Discussões Urbanas



Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 12 votes, 4.33 average.
Old December 9th, 2008, 04:48 PM   #1
Ap_Recife
Internacia lingvo
 
Ap_Recife's Avatar
 
Join Date: Apr 2004
Location: RECIFE
Posts: 26,661
Likes (Received): 1393

Origem do nome da sua cidade.

Algumas cidades têm nomes curiosos: Cascavel, Pato Branco, entre outras.

Bom, o de Recife é devido a grande quantidade de arrecifes (ou recifes) de corais na sua costa.

Conte aí de onde vem o nome da sua cidade.
__________________
Esperanto - internacia lingvo
Ap_Recife no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old December 9th, 2008, 04:51 PM   #2
.Kr'st_fer.
Registered User
 
Join Date: Apr 2007
Location: Foz do Iguaçu
Posts: 11,194
Likes (Received): 830

Cascavel - Conta a lenda que o nome Cascavel surgiu por causa de um grupo de colonos. Estes, ao pernoitarem na região, foram acordados pelo ruído de um ninho de cobras cascavéis. Assustados, os colonos levantaram acampamento na mesma hora. A notícia se espalhou e o local ficou conhecido como “de cascavéis”, ou “cascavel”, simplesmente.
Apesar de popularizado, o nome chegou a ser modificado, por influência do clero, dada o simbolismo da cobra na bíblia. O esforço foi inútil, pois Joaquim Silveira de Oliveira, conhecido como Nho Jeca, um dos pioneiros, não aceitou na época esta interferência vinda do clero de Foz do Iguaçu, já sonhando com a emancipação de Cascavel.
.Kr'st_fer. no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 04:53 PM   #3
Vhb
là je me vais
 
Vhb's Avatar
 
Join Date: Jun 2007
Location: Maringá PR
Posts: 8,097
Likes (Received): 559

Veio de uma mulher que se chamava Maria do Ingá que virou Maringá, tempo depois virou uma musica de Joubert de Carvalho, que tbm recebeu esse nome.
__________________
Linda flor, a mais gentil,
Do norte do Paraná,
És orgulho do Brasil,
Nossa amada Maringá.
Vhb no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 04:59 PM   #4
Bruno SP
Registered User
 
Bruno SP's Avatar
 
Join Date: Nov 2007
Location: Araçatuba/SP -> Pelotas/RS
Posts: 2,788
Likes (Received): 21

Araçatuba-> Terra dos Araçás - nome dado em virtude da abundância de uma planta chamada Araçá, que produz um fruto de sabor adocicado que aqui predominava.
Bruno SP no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 05:06 PM   #5
hugoslz
Morando em SP
 
hugoslz's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo/São Luís
Posts: 17,929
Likes (Received): 311

Um forte que nomearam de São Luís (Saint Louis na época), em homenagem a Luís IX patrono da França, e ao rei francês da época Luís XIII.

Chiquérrimo!
__________________
São Luís do Maranhão
Tb eleita pela FGV uma das melhores cidades p se trabalhar e o estado que mais criou empregos formais em 2008
Refinaria Premium US$ 20 bi/ 132 mil empregos|Companhia Siderúrgica do Mearim US$ 4,1 bi/ 20 mil empregos|Estaleiro Naval R$ 300 mi/ 16 mil empregos|Expansão do Complexo do Porto do Itaqui e Vale R$ 6,64 bi|Hidrelétrica de Estreito R$ 3 bi/ 22 mil empregos|Usina Termoelétrica do Maranhão R$ 1 bi|Suzano R$ 2,9 bi/ 6 mil empregos|+4 shops,1 expans,Atacadão e Sams Club!400 torres e 23mil apts em construç só em SLZ
hugoslz no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 05:11 PM   #6
Rodriogs
Registered User
 
Rodriogs's Avatar
 
Join Date: May 2008
Location: Manaus
Posts: 6,050
Likes (Received): 2109

Vem de um dialeto indígena e significa ''MÃE DOS DEUSES''
Rodriogs no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 05:29 PM   #7
MadeInRio
Proud of being Carioca
 
MadeInRio's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: RIO DE JANEIRO
Posts: 406
Likes (Received): 3

Rio de Janeiro
Quando os portugueses chegaram e entraram na Baía de Guanabara, pensaram que se tratava da desembocadura de um rio.. e eles estavam em Janeiro. Então nomearam o local de Rio de Janeiro.
__________________
Rio de Janeiro 2016 Olympic Games
MadeInRio no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 06:01 PM   #8
Fabius_
Ad astra
 
Fabius_'s Avatar
 
Join Date: Feb 2007
Location: Campinas
Posts: 15,549
Likes (Received): 879

Campinas surgiu como pouso no meio do caminho dos tropeiros que iam de Jundiaí a Goiás em algum momento da década de 1730. Como a mata era muito densa na região, havia três clareiras, três campinhos, três campinas. Simples assim. Surgiu o vilarejo das "Campinas de Mato Grosso de Jundiaí".

As três clareiras estavam onde hoje é a "baixada do Proença", na região da Praça Santa Cruz, no Cambuí e a terceira foi onde a cidade foi fundada, na atual Praça Bento Quirino (em frente ao Camp Chopp, ao lado do Jockey), em 14 de julho de 1774.

Em 1797, com a emancipação, mudaram o nome para "Vila de São Carlos". Esse nome nunca foi popular, a cidade na prática era conhecida por Campinas mesmo. Em 1842, com a elevação da vila a cidade, deram-lhe o nome definitivo de Campinas.
__________________
CAMPINAS: ontem, hoje e sempre.

Last edited by Fabius_; December 9th, 2008 at 06:09 PM. Reason: Colocação das datas e acréscimo de detalhes
Fabius_ está en línea ahora   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 06:02 PM   #9
Cauê
Registered User
 
Cauê's Avatar
 
Join Date: May 2008
Location: Terra
Posts: 11,620
Likes (Received): 3614


Mas, eu acho que na época não havia uma diferenciação especial entre rio e baía. Se for assim, não foi lá um grande engano.
Cauê está en línea ahora   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 06:02 PM   #10
Inconfidente
Olha o vão
 
Inconfidente's Avatar
 
Join Date: Feb 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 11,265
Likes (Received): 2005

Belo Horizonte - Em 1908 a então cidade de Minas Gerais mudou de nome para Belo Horizonte. Não sei se por decreto ou por algum tipo de votação. Também não sei porque o nome Belo Horizonte em especial.
__________________
Santo Antônio, BH
Inconfidente está en línea ahora   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 06:05 PM   #11
Kato
▒▒▒▒▒▒
 
Kato's Avatar
 
Join Date: Feb 2006
Location: Curitiba / Brazil
Posts: 3,702
Likes (Received): 574

A hipótese mais popular para a origem do nome da cidade de Curtitiba, é a de que este derivaria da expressão indígena "curi'i ty(b) ba", que em língua guarani significa "muito pinhão".

Mais precisamente, "Curi'i", ou "coré" significa "pinheiro-do-paraná", ou talvez "pinhão" (a semente do pinheiro), "tib" vem do verbo existencial "i tib" e "ba" é um sufixo locativo, livremente traduzido para "lugar onde". Outra hipótese se refere à língua tupi, falada pelos colonizadores portugueses na época. Em tupi, coré seria algo como pinheiro, pinhão. E etuba é um sufixo que indica ajuntamento, portanto seria algo como "ajuntamento de pinheiros", ou conforme traduz Silveira Bueno, pinheiral.

Isso é Significa mais ou menos Muito Pinhão aqui ou Muitos Pinheiros aqui
__________________
KATO
Kato no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 06:07 PM   #12
mopc
USP
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 15,055
Likes (Received): 5536

Santos - provavelmente do hospital Santa Casa de Todos os Santos estabelecido pelos portugueses no século 16.


Aqui vai uma lista de significados dos nomes de origem tupi de cidades brasileiras:



Cidade

ACAJUTIBA, (BA)

Nome em Tupi

aka’yú’tyba

significado

aka: ponta, yú: amarela: caju, + tyba: muito, quantidade. Abundância de cajus, cajueiros.

ACOPIARA, (CE)

a’kupê’ara

a-kupê: o lado de fora + ara - (substantivação). Copiara, copiar, copiá: o puxado do lado de trás ou de fora da casa, alpendre.

APIAÍ, (SP)

a’piá’y

apyába: homem + y: água, rio. Rio dos homens. Rio dos meninos.

APORÁ, (BA)

a’porã

a: alto, elevado, monte + porã, poranga: bonito. Monte bonito ou alto bonito.

ARACAJU (SE)

ará’cayú

ará: arara ou papagaio + acaju: caju, cajueiros das araras.

ARAÇATUBA(SP)

araçá’tyba

araçá: a fruta + tyba (tuba): muito. Muitos araçás, araçazeiros em quantidade.

ARAÇOIABA (SP)

ara’çoyaba

ara: sol, tempo + çoyaba: cobertura, anteparo. Nome dado ao chapéu e a morros parecidos com chapéu.

ARAGUARI (MG)

ara’guá’ry

ará: arara, papagaio + guá: vale, enseada + r’y: rio, água. Rio do vale das araras ou rio da morada dos papagaios.

ARAPIRACA (AL)

ará’pir’aca

ará = mirá: madeira + pira: casca + áca: solta, frouxa: árvore de casca solta

ARAPONGAS (PR)

Nome em Tupi

uirá’ponga

SIGNIFICADO

uirá: pássaro, ave + pong’: soar, fazer ruído. Característica desse pássaro, também chamado ferreiro, pelo tinido do seu canto.

ARARANGUÁ (SC)

arãr’anguá

arara + nguá: o vale, a baixada. A baixada das araras (ou papagaios), local que freqüentam. Alguns interpretam: ará’ranguá: o barulho das araras. Local onde se reúnem.

ARARAQUARA (SP)

arara’kuára

arara: o nome da ave + quara: toca, buraco, esconderijo. Morada das araras. Teodoro Sampaio diz ser barrancos perfurados pelas araras para extrair grãos de terra salitrosa, que comiam. Os araraquarenses apreciam a interpretação poética, para o nome da cidade: A morada do sol (ára: dia, sol + ra’koara). Vendo-se porém, que piraquara é: toca de peixe, jundiáquara: toca dos jundiás (peixes), jabaquara: esconderijo de fujões, tacuara: haste oca, furada, por que arara-quara, não seria o ecológico: morada, abrigo das araras? Fica à escolha.

ARAXÁ (MG)

ara’exá’ua

ara: o dia, o sol + exá: a visão, de onde se avista o dia, a paisagem. O planalto.

ARIRANHA (SP)

Irara’rãna

var.are’rã, ari’rãna: semelhante à lontra (irára). Arinhanha, animalzinho aquático bem menor que a lontra. Papamel.

ARUJÁ (SP)

uaru’yã

uaru’yã: quantidade de gurus, peixinho menor que lambari.

ATIBAIA (SP)

a’tib’aia

a: fruta+tyb’aia: lugar de muita fruta. pomar, lugar saudável. A interpretação condiz com o clima ambiental.

AVANHANDAVA (SP)

aba’nhandaba

aba: homem, gente + nhan’daba: a corrida do homem, onde se atravessa correndo: a cachoeira. Cachoeira do Tietê. Deu nome à cidade.

AVARÉ (SP)

abá’ré

aba: homem + ré: diferente, outro : nome que os índios deram ao padre, o missionário

BaturitÉ (CE)

Nome em Tupi

ybatr’etê

significado

ybytira:serra, morro + etê: serra por

excelência, a grande serra.

BAURU (SP)

ymyrã’rema

ybá:fruta+urú: cesto - cesto de frutas.

BERTIOGA (SP)

myri’ty’tama

paraty: a tainha+oka: toca, morada. A morada das tainhas (peixe do mar).

BIRIGÜI (SP)

ybá-urú

mbiru: mosca, mosquito, var. miry, miru.

+ i(miri) pequeno. Mosquitinho, maruim.

BOCAIUVA (MG)

paraty’oka

maca-úba:: nome de uma palmeira - coco macaúba. (bacaba:coco+yuba:amarelo): macaúba.

BOITUVA (SP)

mberu’i

boya:cobra+tyba: quantidade, muitos.Local onde havia muitas cobras.

BORÁ (SP)

mak’ayba

mel, resíduo amarelo, amargo, que se encontra nos alvéolos da colméia.

Borá: o som emitido pelo soprar entre as mãos unidas em concha, usado pelos índios.

BORBOREMA (SP)

mboy’tyba

sem habitante, lugar deserto. Também nome de uma serra da Paraíba, chapada de formação cristalina. Nome da cidade por alguma referência.

BOTUCATU (SP)

mborá

ibytu: vento, ar, nuvem + catú: bom. Bom clima, bons ares. Sua correspondente: Buenos Aires, cap. da Argentina.

BUERAREMA(BA)

por’por’eyma

birá, ybirá: árvore, madeira + rema: que tem mau cheiro, madeira fétida. Madeira usada em construção.

BURITAMA (SP)

ybytu’catu

burity: palmeira + tama, rama: terra. Terra dos buritis, buritizeiros.

13.499 hab., h. 6.753 - m. 6.746; área urb. 12.312, rur. 1.187 - 324km2.

GRAVATÁ (PE)

Kaa’rakua’tã

kaá: folha, planta, rákua: ponta, tã (antã) duro = folha de ponta dura, pontiaguda. O caraguatá, com as variações: gravatá, croatá, caroá.

GRAVATAÍ (RS)

kaá’rákua’tã

(v.gravatá) + y: rio, água: rio dos caraguatás.

GRUPIARA (MG)

kuru’ piara

curú: cascalho + piára: o que faz ou forma os cascalhos: a jazida (cascalhos entre as pedras). O garimpo, lavras.

GUAÇUÍ (ES)

suu’açú’y

suassú: veado (nas regiões do Sul: uassú) + y: água, rio, brejo. Rio ou aguada dos veados.

área urb.: 17.952, rur.: 5.868 / 456 km2.

GUAÍRA (SP)

kuá’y’rá

guá: enseada, o vale + y: rio, água + rá: o que impede. Onde não se pode passar. As águas da queda da cachoeira. Hoje se pronuncia Guaíra(guayra). Grafia correta é Guayrá.

GUAJARÁ-MIRIM (RO)

ua-yará-miri

guajará: árvore da amazônia + miri: pequeno. Rio e cidade do Estado de RO. Rio e baía de Belém do Pará.

Guapiará (SP)

kuá’ piára

guá: vale, baixada + piára: que faz ou forma a baixada. Corresponde a lugar avalado.

GUAPORÉ (RS)

y’kuá’por’é

(guarani) guá: vale, enseada + por’é: onde existe, onde se forma. Região dos vales e rios. Locais: RS e RO e rio do MT.

GUARÁ (SP)

uyrá

uirá: ave, pássaro. Nome da garça vermelha. a’u’ara o que devora. Nome do lobo ou cachorro do mato.

GUARAÇAÍ (SP)

ko’ara’cy

ko’ara: este dia + cy: mãe. Mãe deste dia ou mãe do dia. Nome que os índios tupis davam ao Sol.

Guarantã (sp)

iua’rantã

iuirá: árvore, madeira + antã: dura; rija. Madeira rija (árvore). Sin. pau-ferro.

GUARAPARi (ES)

uirá’pari

guará: a garça + pari: o cercado, o viveiro. Onde as garças buscam comida. Também nome de um arbusto conhecido, copiú.

GUARAPUAVA (PR)

uará’puaba

guará: lobo, cachorro do mato + puaba: o rumor, o latido. O latido ou uivar dos guarás.

GUARARAPES (SP)

uarará’pe

uarará: espécie de tambor + pe: no (local). Os tambores, semelhança do monte na região de PE, onde aconteceram as batalhas de Guararapes, contra os holandeses (1648-54).

GUARATINGA (BA)

uirá’ tinga

guará: garça + tinga: branca. Garça branca.

GUARATINGUETÁ (SP)

uirá’tinga'etá

guiratinga: a garça branca + etá, particula de plural. As garças brancas. As garças.

GUARIBA(SP)

ua'riua

ua'ra: o indivíduo + aíua: feio. Gente ruim. Várias espécies de macacos. Popular, guariba: macaca.

GUARUJÁ (SP)

ua'r'u'yá

uarú: o voraz, o comilão + yá: onde vivem. O viveiro, o hábitat dos guarus. Variedades de peixes fluviais. Uma espécie de sapo. Há os pequenos guarus dos rios e lagoas, conhecidos por barrigudinhos. Apelido dado a uma tribo de índios. Guarujá, cidade e praia turística na ilha de Santo Amaro.

GUARULHOS (SP)

ua'r'ú

O comilão (um peixinho) chamado barrigudo. Guaru apelido de uma tribo que ocupava os arredores de Piratininga, hoje a cidade de Guarulhos, vocábulo aportuguesado.

GUAXUPÉ (MG)

Kua'exu'pe

guá: toca, buraco + exu: abelha + pe: em (local). Abelha que faz o exu no buraco, na terra. Guaxupé: espécie de abelhas ou exu de abelhas.

GUIRATINGA (MT)

uirá ' tinga

guirá: pássaro, ave + tinga: branco. A garça.

GUIRICEMA (MG)

ui'ri'cema

uirí: espécie de peixe (xaréu) bagre + cema: a saída, a mudança. São peixes migratórios. A saída do bagre para a desova. Piracema.

GURINHATÁ (MG)

uirá'nhe'tã

Guirá: pássaro + ñhe-tã: de canto forte. Nome dado ao gaturamo. Var. guariantã, guriantã, guarantã.

GURUPI (TO)

kuru'p'y

curu: cascalho, pedregulho + pe: local + y: rio. Rio do cascalho, das jazidas de cascalho, mineração. Bela cidade do Tocantins, centro agropecuário.

IACANGA(SP)

y'acanga

y'acanga: y: água + acanga: cabeça, nascente = a nascente, a cabeceira

IBATÉ (SP)

i'baté

i-ibaté: o alto, o elevado, o morro.

IBIÁ (MG)

iby'ã

iby: terra+ã: alta = terra alta, elevada, a chapada. iby'ama: ladeira, barranco.

IBIRAREMA (SP)

ibirá'rema

ibirá: árvore + rema: de mau cheiro: madeira fétida, o pau d'alho.

IBITINGA {SP)

iby'tinga

yby: terra + tinga: branco = terra branca.

IGARAÇU (SP)

ygara’açu

ygara: canoa, barco + açú: grande = barca.

IGARAPAVA (SP)

ygara’apaba

ygara: canoa + apaba: estância, lugar. Porto, lugar onde ficam as canoas.

IGARASSU (PE)

ygara’açu

= ygaraçu: canoa grande, barco.

IGUATAMA (MG)

y’guá’tama

yguá: lagoa, lago + tama: lugar = lugar de lagoas, terra de lagos, alagadiços.

IGUATEMI (MS)

’guá’timbi

yguá: lagoa, enseada + temi: esverdeada, lago ou lagoa verde. Um rio do MT.

IJUÍ (RS)

y’juí

y: rio, água + juí: a rã = rio das rãs. yjuí: rã d’água, nome de uma espécie de rã.

IMBÉ (RS)

i’mbé,

uem’bé: nome de um cipó (do Caribe); var. ambé, guambé.

IMBITUBA (SC)

y’mbé’tyba

imbé: cipó + tyba: muito = cipoal.

INDAIATUBA (SP)

yinayá’tyba

indayá: espécie de palmeiras: anajá, najá, ndaiá, etc. + tyba: quantidade desta palma: indaial.

INHAPIM (MG)

y: rio, água + nhã: correr + pi: fino. Fio d’água, regato.

INIMUTABA (MG)

ini: rede de fios, rede de dormir + mutaba: ação de fazer, confecção: fabrico de redes. Lugar onde se tecem redes.

IPAMERI (GO)

y-pau: ilha+ mir: pequena = pequena ilha fluvial. Entre rios (GO).

IPATINGA (MG)

y’ pa(ba): lagoa + tinga: branca.

Lagoa branca.

IPAUÇU (SP)

y-pau: lagoa + açu: grande. Lagoa grande. Grande alagado.

IPEÚNA (SP)

y’pê: madeira de casca dura - ipê + una: escuro, preto. Ipê-roxo = y’pi’una: madeira de casca preta.

IPIRANGA (PR)

y: água, rio + piranga: vermelho. Água vermelha ou rio vermelho, barrento.

IPUÃ (SP)

y(pu): água que jorra+ ã: alto do alto: queda d’água.

IRAPUÃ (SP)

y’ra’puã

yra: mel + puã: redondo: abelha que faz casa de terra, arredondada. Irapuã, arapuá.

IRATI (PR)

y’ra’ti

yra: mel + tinga: branco, claro.

IRETAMA (PR)

y’retama

y: água + retama, lugar de = alagado, alagadiço, Irerê: marrecas + tama: lugar das irerês.

ITABERABA (BA)

itá’beraba

itá: pedra + beraba: brilhante = diamante, cristal.

ITABIRA (MG)

itá’pira

itá: pedra + pira (bira) erguida, empinada.


ITABORAÍ - RJ

ita'boraí

ita: pedra + boraí: bonita

Colaboração do internauta Gilberto Moura

ITABUNA (BA)

itá’b’una

itá: pedra + pe: chata: laje: una: preta, também nome dado ao ferro.

ITACURUBA (PE)

itá’curuba

itá: pedra + curub: enrugado = pedra áspera, eriçada. Var. itacuruva.

ITAGUARA (MG)

itá’kuara

itá: pedra + kuara: oca, perfurada = Gruta. Itá + kuara: comedouro de pedra, cocho.

ITAJAÍ (SC)

itá’ya’y

itá: pedra + ya: muitas + y: rio. Rio pedregoso.

ITAJOBI (SP)

itá’ yiobi

itá: pedra + yobi: verde = pedra verde, esmeralda. Yobi: verde-azulado, azul.

ITAJUBÁ (MG)

itá’yuba

itá: pedra + yubá: amarela: ouro, metal amarelo. Mina de ouro.

ITAMARATI (MG)

itá’mberá’ty

itá’mbará: pedra clara, cristal + t‘y: rio = rio dos cristais ou diamantes. T. Sampaio diz ser: itá-mara-ty: rio das pedras soltas.

TANHANDU (MG)

itá’nhandu

itá: pedra + nhandu: ema (avestruz) e a aranha caranguejeira (nhã-du: que caminha duro). Pedra da ema, ou parecida com a ema.

ITAOCARA (RJ)

itá’ocara

itá: pedra + ocara: o terreiro, o pátio. O terreiro de pedras da taba.

km2.

ITAPETININGA

itá’pe(ba)’tininga

itá-pe: pedra plaina = laje + tininga: seco, enxuto. Pedras secas = local de pedras por onde atravessavam os que demandavam a cidade. São Paulo.

ITAPEVA (SP)

itá’peba

itá: pedra + peba: plaina, achatada: a laje.

ITAPEVI (SP)

itá’peb’y

itá: peba: laje + y: rio = rio das lajes ou do lajeado.

ITAPIRA (SP)

itá’apyra

itá: pedra + apyra: empinada, alta. O mesmo que Itabira.

ITU (SP)

y’tu

y: água + tu: queda = queda d’água, salto, cachoeira.

ITUIUTABA (MG)

itu’ytaba

itu: salto, cachoeira + ytaba: natação = o nado na cachoeira, local de nadar na cachoeira.

ITUVERAVA (SP)

itu’beraba

itu: cachoeira + beraba: brilhante, transparente, alva.

JACAREÍ (SP)

ya’caré’y

ya: o sujeito + caré: torto + y: rio dos jacarés.

JACAREPAGUÁ (RJ)

ya’caré’ypa’guá

yacaré’ypau’alagado + guá: enseada, lagoa. Baixada da lagoa dos jacarés.

JACIARA (MT)

ya’cy’ara

ya-cy: a lua (mãe dos frutos, mit.) ara: part. - yacyara: o luar, o que é da lua.

JAGUARÉ (ES)

ya’gua’ré

ya-guá: o que devora, a onça + ré: morada, esconderijo da onça. Yagua’ré: a onça diferente, verdadeira.

JAGUARIAÍVA (PR)

yaguara’y’aiba

yaguara: onça + y: rio + aíba: ruim, = rio da onça (aíva) o ruim, que não dá peixe ou navegação.

JAGUARIÚNA (SP)

yagur’y’una

yaguar’y: rio das onças + una: escuro, de águas turvas.

JAÚ (SP)

ya’una

ya: o indivíduo + ú (una): o escuro, o negro. Nome de um peixe de rio. Surubin é o pintado.

JUNDIAÍ (SP)

yundiá’y

yundiá: o bagre + y: rio dos bagres.

JUÇARA (GO)

yu’çara

yu: espinho + çara: o que dá coceira = nome de uma palmeira, cujos espinhos causam coceira. Nome de cidades da BA, CE e PR. Nome de pessoas.

MAIRIPORÃ (SP)

mairy’poranga

mairy: cidade (nome dado pelos tupis ao agrupamento dos franceses (mairy’reya)+ poranga: bonito. Cidade bonita. (Antiga Juqueri).

MANHUAÇU (MG)

mand’i’yu

mandi+yuba: mandi amarelo (peixe) + açu: grande (manjuba). Nome do rio e da cidade. T. Sampaio interpreta: aman’y: chuva + açu: grande.

MANHUMIRIM (MG)

mand’i’yu

mandi-yuba(mandyú) mandi amarelo + miri: pequeno. T. Sampaio interpreta: aman’y: rio da chuva + miri: pequena.

MAUÁ (SP)

mba’uã

mbaé: coisa + uã: alto, elevado = parte elevada de um local.

MOJI-GUAÇU (SP)

mboy’jy

mbboy: cobra + y: rio: rio das cobras + guaçu: grande.

MOJI-MIRIM (SP)

mboy’y

mboy: cobra + y: rio + miri: pequeno. Rio da cobra pequeno. Mboi-y: o rio cobra, que parece cobra.

MORUNGABA (SP)

poran’gaba

porang: bonito, belo + aba: beleza.

Morungaba: o marco, o limite, o sinal, de morõ’kaba.

NHANDEARA (SP)

yande’yara

nhandê (yandê): nosso + Yara: senhor.

NUPORANGA (SP)

nhu’poranga

nhu: campo + poranga: bonito. Campo bonito, campos belos.

PACAEMBU (SP)

paka’emby

paka: o acordado, desperto, atento a paca + yeby: o córrego, riacho. O córrego das pacas. Bairro de S. Paulo. Nome do estádio de futebol, oficialmente, Dr. Paulo Machado de Carvalho, inaugurado em 1940, pela prefeitura de SP. Conjunto poliesportivo.

PARACATU (MG)

pará’catu

para (opará) o mar em geral, rio caudaloso + catu: bom, navegável, piscoso. Rio bom.

PARAGUAÇU (MG)

pará’guaçu

pará: rio caudaloso + guaçu: o grande. Nome de rios, cidades e pessoas. Paraguaçu Paulista (mun.) homenagem a Catarina Paraguaçu, esposa do Caramuru (branco-molhado) Diogo Álvares Correa.

PARAIBUNA (SP)

pará’ayb’una

pará: rio + ayba: ruim (de peixe ou navegação) + una: escuro, águas turvas. O contrário: Paraitinga: rio de águas claras.

PARANAPANEMA (SP)

pará’nã’panema

pará: o mar + nã: semelhante, parecido + panema: ruim, imprestável. Rio grande de pouca utilidade.

PARANATINGA (MT)

para’nã’tinga

paraná: rio grande + tinga: branco, de águas claras.

PARANAGUÁ (PR)

pará’nã’gua

pará: o mar + nã: semelhante + guá: enseada, baía. Enseada semelhante ao mar. Guanabara = gua-nã-pará = enseada semelhante ao mar. (Composições invertidas).

PARANAVAÍ (PR)

para’nã’uá’y

paraná-uay = rio paranaguá. Paraná-guá-i (mirim) Paranaguazinho.

PINDAMONHANGABA (SP)

pindá‘monhãgaba

pindá: anzol + monhãgaba: a fabricação, ação de fazer. A fábrica de anzóis.

PIRACAIA (SP)

pirá’caia

pirá: peixe + cáia: queimado, frito.

PIRACANJUBA (GO)

pirá’acã‘yuba

pirá: peixe + acanga: cabeça + yuba: amarelo = peixe de cabeça amarela. O dourado.

PIRACICABA, SP

pirá’cyk’aba

pirá: peixe + sykaba: colheita, captura: pescaria.

PIRAPORA, MG

pirá’ pora

pirá: peixe + pora: o pulo, o salto de peixes. Acontecimento freqüente nesta cachoeira do Rio S. Francisco. A cachoeira de Pirapora.

PIRAQUARA, PR

pirá’kuara

pirá: peixe + kuára: toca, esconderijo. Esconderijos de peixes.

Pirassununga, SP

pirá’sununga

pirá: peixe + sununga: o barulho de peixes. Á margem do rio Mogiguaçu.

piratininga, SP

pirá’tining

pirá: peixe + tininga: seco. Os peixes secavam ao sol, após as enchentes do Anhangabaú.

sabará, RS

itá’berá

alteração para ta-bará - itá: pedra + berá (beraba) brilhante. O nome da histórica cidade mineira procede de Tabarabuçu (itá’berab’uçú) = a pedra grande brilhante, a serra das esmeraldas, o sonho dos bandeirantes. Sabarabussú, sint. Sabará.

SAPIRANGA (RS)

eçá’piranga

eçá: olho + piranga: vermelho. Olho vermelho, a popular dor de olhos.

SAPUCAIA (RS)

ya’çá’pukai

ya: fruto + eçá: olho + pukáia: saltado = fruto semelhante a olho saltado. Nome da árvore.

SOROCABA (SP)

sorok’aba

sorok: fenda, rachadura + aba: ação de. Escavação, fenda causada pelas enxurradas. De yby: terra + soroca: fendida, aberta, chamada bossoroca.

TABAPUÃ (SP)

taba’puã

taba: aldeia, cidade + puã: alta, elevada. Cidade alta ou no alto .

TABATINGA (SP)

tauá’ tinga

tinga: barro branco, argila. Taba-tinga: aldeia branca. Tabatinguéra (tauá’ting’uéra (bairro de São Paulo): a que foi jazida de argila, jazida explorada, extinta.

TAIAÇU (SP)

tãi’açú

tãi(tanha): dente + açu: grande. Nome do porco-do-mato caitetu, cateto. Taya’açu: Tajá: planta grande.

AIUVA (SP)

ta’ya’oba

taya (tajá) planta+oba: folha verde. Taioba, taiuba, taiuva.

TAQUARITINGA, SP

ita’kuar’i’tinga

tacua’ri: taquara fina, taquarinha + tinga: branca, esbranquiçada. Tacuar’y: rio das taquaras + tinga: branco, de águas claras.

TAUBATÉ, SP

taba’etê

taba: aldeia, cidade + etê: importante, grande.

UBERABA, MG

y’beraba

y’beraba: água brilhante, cintilante. Localizada á margem do rio Uberaba, afluente do rio Grande.

UNAÍ, MG

uná’i

uná: grão, semente + i (mirim) pequeno. Grãozinho, sementinha.

VOTORANTIM, SP

yby’ty’ran’ti

ybyty: terra, outeiro, ladeira + ty(tinga): branco. O outeiro ou a colina branca. Pequena cachoeira cidade próximas de Sorocaba.

VOTUPORANGA, SP

ybytu (ybotu, votu)’ poranga

botu: vento, ar, nuvem + poranga: belo, bonito. Nuvem bela. Bytyr’ (botu): colina + poranga: colina bonita.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 06:08 PM   #13
Ice Climber
Registered User
 
Ice Climber's Avatar
 
Join Date: Feb 2006
Location: Imbituba, SC
Posts: 6,618
Likes (Received): 1398

Imbituba não se sabe ao certo:

"O topônimo "Imbituba" provém do indígena "Embetuba" ou "Imbituba" que significa região com imensa quantidade de imbé, uma espécie de cipó escuro-roxo, muito resistente, usado para confecção de cordas"


"Existem historiadores que, baseados em minuciosas pesquisas, encontram outras variações etimológicas para o termo "imbé", denominando-o como "planta que rasteja", segundo descrição de Von Martius e a maioria dos entendidos. Outros autores interpretam diferentemente o nome "imbé". Cristóvam de Mauricéia, por exemplo, afirma significar "y-embé", ou seja, "praia, orla de água". Esta interpretação é pouco provável porque o mesmo nome, somente trocando-se o "b" por "v", é dado a um rio e a uma cidade da região serrana do Paraná, Imbituva. "


Acredito mais na primeira versão.




Curitiba:

Em tupi, coré seria algo como pinheiro, pinhão. E etuba é um sufixo que indica ajuntamento, portanto seria algo como "ajuntamento de pinheiros", ou conforme traduz Silveira Bueno, pinheiral." Coretuba virou Coritiba posteriormente, Curitiba.
Ice Climber está en línea ahora   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 06:16 PM   #14
mopc
USP
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 15,055
Likes (Received): 5536

Mais uma, aqui perto de Santos:

Itanhaém

ita = pedra = nhaém = cantar > pedra que canta
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 06:53 PM   #15
Kaique
Registered User
 
Kaique's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Fortaleza/Balneário Camboriú
Posts: 7,097
Likes (Received): 110

Fortaleza vem de Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, mas já se chamou Fortaleza de Nova Bragança no primeiro reinado.
Não lembro o nome do período de dominação holandesa, só o do forte que era Schonenbohr. Algo como: belos montes.
Kaique no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 06:59 PM   #16
Gabriel Brasil
Brasil
 
Gabriel Brasil's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: Uberlândia MG/ Rio Grande RS
Posts: 1,284
Likes (Received): 23

Uberlândia:
Uber-Terra fértil
Lândia-cidade ou região
__________________
___________________
_____________________ \o
______________________ ]\
______________________ /\

Para o alto e avante!!!
Gabriel Brasil no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 07:20 PM   #17
Observador_SJC
etc
 
Observador_SJC's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Location: São Paulo / São José dos Campos
Posts: 1,670
Likes (Received): 516

São José dos Campos

Fundada pelos jesuítas no bairro de rio comprido da Vila de São Paulo de Piratininga, a 10km de onde hoje se localiza a cidade. E chamava-se São José do Rio Comprido.
Quando foi elevada a cidade, por estar próxima às planícies do Banhado mudou o nome para São José dos Campos.
Observador_SJC no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 07:21 PM   #18
TêAgá
Avatar: Juca Pato
 
TêAgá's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: S.B.do Campo-SP
Posts: 4,550
Likes (Received): 29

São Bernardo do Campo:

A Vila foi oficializada em 8 de Abril de 1553 com o nome de Santo André da Borda do Campo, seu fundador e alcaide-mor: João Ramalho.
A Vila teve vida efêmera, durou segundo estudos de 1549 até 1560. Em 1560, o Governador-Geral Mem de Sá ordenou o abandono da vila, sucetível ao ataque de tribos hostis por estar colocada em um plano próximo a boca da mata fechada que cerca a serra do mar. Todos os moradores e o seu pelourinho foram transferidos para Piratininga, o que deu origem a oficialização da Vila de São Paulo. (por isso o Paulistarum Terra Mater no brasão da cidade)
A Localização da vila pioneira é imprecisa, e é tema de vários estudos até a atualidade, indícios levam a crer que a povoação se colocava ás margens do Ribeirão dos Meninos, na atual São Bernardo do Campo.

O Local passou a ser uma grande sesmaria, e em 1717, os monges do Mosteiro de São Bento criam a Fazenda de São Bernardo, nas terras da sesmaria que foram doadas aos monges. Em 1812, por iniciativa do Marquês de Alegrete, São Bernardo passa a ser Freguesia de São Paulo. Constrói-se a nova igreja, fora da fazenda beneditina, e transfere-se a povoação para o atual centro de São Bernardo do Campo.

Em 1890, um decreto republicano cria o Município de São Bernardo, que envolvia todas as sete cidades do atual Grande ABC (Sto.André, S.Bernardo, S.Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra)

Em 1938, o Bairro da Estação, agora nomeado como Distrito de Santo André (desde 1910) alcança prosperidade por estar ás margens da ferrovia Santos-Jundiaí, e por decreto do Governador Adhemar de Barros, S.Bernardo passa a Distrito, e todos os 817,5 Km2 do Município ganham o nome de Santo André. A Câmara municipal continuaria em S.Bernardo.

Em 1944, após campanha autonomista, São Bernardo recupera a sua autonomia, como já existia uma cidade no Maranhão chamada São Bernardo, a cidade passa a se chamar São Bernardo do Campo, uma alusão a Borda do Campo, a região onde está todo o ABC.
__________________
Flickr - Fotos no SSC

SÃO PAULO F.C - O Único Hexacampeão Brasileiro sem asteriscos e letras miúdas. (e sem fax da CBF)

Acompanhe a modernização do Morumbi: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1356707
TêAgá no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 08:20 PM   #19
Driano MG
Mineiro da Mata
 
Driano MG's Avatar
 
Join Date: Sep 2007
Location: Juiz de Fora
Posts: 9,149
Likes (Received): 810

Juiz de Fora

O juiz de fora era um magistrado nomeado pela Coroa Portuguesa para atuar onde não havia juiz de direito. A versão mais aceita admite que um desses magistrados hospedou-se por pouco tempo em uma fazenda da região, passando esta a ser conhecida como a Sesmaria do Juiz de Fora. Mais tarde, próximo a ela, surgiria o povoado de Santo Antônio do Paraibuna atual Juiz de Fora.
Driano MG no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2008, 08:21 PM   #20
Astronauta
45TR0N4UT4
 
Join Date: Jul 2007
Location: BH
Posts: 8,606

Lagoa Santa:

A cidade de Lagoa Santa foi fundada em 1773 por Felipe Rodrigues, tropeiro viajante que se estabeleceu no local.

Chamou-se primeiramente Lagoa Grande e Lagoa das Congonhas do Sabarabuçu. Seu nome atual teve origem no valor curativo da água da lagoa.

Foi Felipe Rodrigues quem primeiro sentiu o efeito benéfico destas águas. Ao lavar os eczemas de sua perna, sentiu-se aliviado de suas dores e obteve a cicatrização de suas feridas. A notícia da cura milagrosa logo se espalhou pelos arredores e o pequeno arraial da Lagoa Grande passou a receber peregrinos em busca da cura para seus males.

A repercussão foi tamanha que chegou ao arraial o médico italiano Antônio Cialli para verificar os efeitos clínicos da água.

As águas de Lagoa Santa chegaram a ser exportadas para Portugal mas, depois de algum tempo, esta exportação foi proibida pelo poder régio, a fim de que não fosse prejudicado o comércio das águas de Caldas, cidade do sul de Minas.

http://www.pamals.mil.br/internet/lagoasanta.htm#
Astronauta no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 04:10 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu