daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Arquitectura e Urbanismo > Porto > Imagens



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old February 5th, 2007, 11:09 PM   #1
Portvscalem
a revolta da francesinha
 
Portvscalem's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Porto/Barcelona
Posts: 10,079
Likes (Received): 6

Ezequiel à descoberta do Porto

In " O Tripeiro", edição de Janeiro de 2007,crónica de Jorge Villas ( jornalista)

Com as botas calçadas, como ele afirmou na sessão pública em que apresentou o seu trabalho, Ezequiel de Campos caminhou Porto fora e descobriu que o território municipal não era mais do que "um agregado de aldeias mais ou menos densamente povoadas em torno de S.Nicolau" e que o resto eram zonas rurais, nomeadamente e, Lordelo, em Ramalde, em Paranhos e em Campanhã. Enfim, um "Porto sem destino e sem directrizes" -sem um "verdadeiro programa de cidade". E apontou algumas mazelas, como é o facto de se ter rasgado a Rua de Pinto Bessa, desde a Estação de Campanhã até à Rua do Bonfim, sem "grandeza e metro de cidade", sucedendo o mesmo em relação à Avenida dos Combatentes que começava, "sem perspectiva", em campos longínquos ( antas e Vale de Campanhã) e terminava na Rua de Costa Cabral, em vez de prosseguir a direito até Ramalde, onde se deveria enconrtar com a Avenida do Marechal Gomes da Costa, esta por seu turno prolongada para norte da Boavista.
Se os leitores mais atentos se munirem de um lápis e de uma régua e, sobre um mapa da cidade, traçarem o prolongameento das referidas artérias, depressa darão conta que deste modo o Porto teria ganho uma "via de cintura interna" adeuqada à sua dimensão e exclusivamente ao seu serviço, ao contrário da VCI dos nossos dias que comtempla, sobretudo, os intereces das Estradas de Portugal e é causa de arrelia de milhares de portuenses.
Quando Ezequiel de Campos escreveu "metro de cidade" estava a pensar em avenidas e acessos largos e adeuqdos à dimensão de uma cidade que se queria "traçada ao modo europeu". De Valbom a Gondomar, defendeu ele, "deveria subir-se pela marginal de Campanhã até às Fontaínhas, para atingir principalmente a Rua de Alexandre Herculano, com linda vista sobre o Douro". Se isto não é um traçado idêntico à famosa cota/baixa-cota/alta que tanta celeuma tem dado no seio da vereação de Rui Rio, vamos ali e já voltamos....
Propunha também que a estrada de Penafiel tivesse franco acesso à Avenida Camilo e ao Campo 24 de Agosto, com um traçado idêntico ao túnel rodoviário que foi desenhado no primeiro mandato da Câmara presidida por Fernando Gomes, e que ficou no tinteiro. Só que na altura a nova artéria podia ser construída à superficie; 80 anos depois, nem pensar! Entretanto, Ezequiel de Campos propunha que a estrada deGuimarães chega-se à Trindade; a de Braga e de Viana à Praça de Carlos Alberto; a da Senhora da Hora à Rotunda da Boavista. Pelo sul, a penetração na cidade deveria fazer-se pelo tabuleiro da ponte de Luis I até à Praça de Almeida Garrett. A famigerada Avenida da Ponte aí está a atestar o caminho preconizado por Ezequiel de Campos, que quando a desenhou não estaria certamente à espera de que ela viesse a dar no que deu. Por último - e tal como Cunha Morais - defendeu oprolongamento da Rua de Gonçalo Cristóvão até Lordelo, onde amarraria na nova ponte da Arrábida, que só foi concretizada 30 anos depois, mas sem o acesso que ele antevia.
Uma nota curiosa a termninar este capítulo: Ezequiel de Campos propôs a criação da "super-higway" de Ramalde, que coincide, mais coisa menos coisa, com a actual Avenida da AEP que atravessa a zona industrial. Para o autor, o seu traçado não tinha qualquer problema, na medida em que, tal como todas as outras avenidas por ele advogadas, ela iria "atrvés do Porto desconhecido - campos, pinheirais, pedreiras e dunas - que a maior parte da gente que vive na cidade jamais viu, e que eu, valha a verdade, também não tinha visto nunca, antes de agora percorrer metódicamente a cidade com as botas" para depois a "riscar com um lápis".
Era, efectivamente um Porto feito à medida dos ecologistas e ambientalistas dos nossos dias...

Um homem multifacetado e controverso
Ezequiel de Campos era uma personalidade brilhante, mas controversa. Nasceu na Póvoa de Varzim em 1874 e, em 1899, estava licenciado pela Academia Politécnica do Porto em Engenharia Civil, Industrial e de Minas. Trabalhou em STomé e Principe, fez parte da Constituinte em 1911 -na sequência da implantação da República -, mas manifestou-se contra a nossa participação na Grande Guerra. Depois recusou participar nos governos de Sidónio Pais e de Bernardino Machado e, mais tarde, aproximou-se dos homens que inspiravam a Seara Nova.
Foi, entretanto, ministro da Agricultura num dos governos de José Domingos dos Santos e muito próximo de personalidades como Antunes Guimarães e Quirino de Jesus. Destacou-se, porém. com presidente da comissão executiva dos Serviços Municipalizados de Gás e Electricidade, entre 1922 e 1938, altura em que se tornou um homem controverso ao advogar o abandono da produção de gás e a construção, em Bitetos, de uma barragem hidroeléctrica no rio Douro para o abastecimento de elctricidade ao Porto e ao Norte do país. Em volta deste projecto, que viria a mostra-se inexequível, grassou na cidade violenta polémica, tendo o prestígio de Ezequiel de Campos saído chamuscado, sobretudo por causa das suas relações preferencias com a União Eléctrica Portuguesa ( UEP), de que era um dos acccionistas.
Regressemos, porém, ao seu "Prólogo ao Plano da Cidade do Porto". Depois do "terremoto inicial de El´sio de Melo" que levou à abertura da Avenida dos Aliados, Ezequiel de Campos considerou que, afinal de contas, o "inglês" ( ou seja, Barry Parker) nos havia "calçado uma bota na Praça Nova" pelo que, na tentativa de remediar o caso, considerou que o novo edifício da Câmara do Porto deveria ser construído onde ele está hoje, tendo a seu lado e em seu redor os serviços municipalizados de electricidade e águas.
Outras ideias: o "Centro Universitário" deveria ficar entre a Praça de Carlos Alberto e a Cadeia da Relação; o Hospital de Santo António, transferido para local "mais salubre", aproveitando-se o majestoso edifício para lá instalar os tribunais da cidade. Do mesmo passo, defendeu que a GNR devia abandonar as suas intalações no Carmo, entregando-as à Universidade do Porto e que, se fosse ele a decidir, o Mercado do Anjo deveria ser arrasado, deixando o local livre.

Gaia, Matosinhos, Leça... e logo também Gondomar
Segundo Ezequiel de campos, "a fatalidade das coisas e dos acontecimentos deveria vencer a ignorância e a teimosia dos homens", pelo que, no que toca à "área futura da cidade do Porto", não se ficava pelas meias tintas: " Vila Nova de Gaia, com os seus vinhos do Porto e o seu movimento comercial nos cais fronteiriços aos que vão da Ribeira até à Alfândega, é uma parte da vida económica do Porto; como Matosinhos e Leça da Palmeira, com o porto de Leixões (era) outra parte da cidade". E concluia ele, categóricamente: "Por isso, o plano da Cidade do Porto deve compreender Gaia, Matosinhos e Leça; logo também Gondomar, seguindo-se a práctica universal do plano de expansão urbana, adoptada em tantíssimas cidades de todo o mundo."
No mais e ao resto, no que respeita a grandes infra-estruturas, considerava as seguintes localizações: a estação cebtral de caminho de ferro no Campo Alegre ou em Ramalde; o estádio municipal em Lordelo e o campo de aviação na Senhora da Hora, a não mais do que a 20 minutos do centro da cidade...perto de Leixões. Para ele, a aviação comercial tendia em 1932 a decair, e mesmo em relação ao porto de Leixões considerava que este último não teria grandes condições para "derrotar definitivamente o porto do Douro", a "menos que fechassem a barra com penedos, o que é muito fácil".
Há se ele viesse ao mundo dos nossos dias...

(fim da transcrição)

Como prometido, aqui está a crónica...deu um trabalhão....
prof. Godin, podia postar o sei mapa da planta utópica do Ezequiel de Campos para o Porto, que está no seu thread "Cartografia do Porto"!

do site da revista, transcrevo a defenição da própria:

«O Tripeiro», propriedade da Associação Comercial do Porto, é uma revista de culto e tradição, coleccionável, com preocupações de natureza literária e que guarda a memória colectiva da nossa comunidade. Cultivando a identidade Portuense, recorda-nos o Porto que fomos, para que o preservemos, mostra-nos o Porto que somos, para que o sintamos, e ajuda-nos a antever o Porto que seremos, para que o possamos prevenir.

E tenta fazer passar uma ideia de Porto a construir - um Porto que extravasa os limites da Circunvalação e é pólo de funções centrais de todo o Noroeste da Península Ibérica.

Entre tudo o mais, cabe-lhe contribuir para a passagem de testemunhos culturais de geração em geração.

A crónica transcrita está presente numa secção intitulada: "Pensar a cidade"
Bem hajam....
Portvscalem no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old February 6th, 2007, 05:02 AM   #2
O Prof Godin
O Prof Godin
 
O Prof Godin's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Coimbra
Posts: 6,764
Likes (Received): 7

Eu ponho e também ponho o plano da Póvoa, mas só depois do dia 11 de Fevereiro porque a conta está bloqueada até lá…
O Prof Godin no está en línea   Reply With Quote
Old February 6th, 2007, 10:01 PM   #3
tuga14
_tuga14_
 
tuga14's Avatar
 
Join Date: Jul 2006
Location: Portugal
Posts: 4,269
Likes (Received): 82

pois é o porto precisa de um plano de construção para fazer os seus bairros e suburbios
tuga14 no está en línea   Reply With Quote
Old February 9th, 2007, 11:57 PM   #4
Portvscalem
a revolta da francesinha
 
Portvscalem's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Porto/Barcelona
Posts: 10,079
Likes (Received): 6

Epa até doi.....o trabalho que me deu este thread...e ninguem posta nada....
Portvscalem no está en línea   Reply With Quote
Old February 10th, 2007, 01:23 AM   #5
O Prof Godin
O Prof Godin
 
O Prof Godin's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Coimbra
Posts: 6,764
Likes (Received): 7

Força…e obrigado pelo teu trabalho

Olha isto aqui é um bocado assim. Nem sempre se tem retorno do que se põe . Eu quando aqui cheguei ralhei muito pela forma “supérflua” como os temas eram tratados e por uma certa falta de critério, e por normalmente a conversa descambar.
Desisti. O fórum, operativos a meu ver, somos no máximo 10 pessoas a por regularmente threads. Destes há 3 ou 4 que têm mais de 30 anos.
A maioria é muito nova, e embora empenhados como o Pelha que é dos membros mais activos, não têm ainda aquele substrato cultural que alguns de nós gostaríamos de ver aqui em discussão.
A maioria nem sequer têm qualquer relação com a arquitectura e o urbanismo…
No entanto, pelo menos o JohnnyMass, o Bruno e o Daniel Portugal (que são do Porto) podem-te responder…em tempo útil.
Eu ponho aqui o uma foto de parte do plano de Ezequiel Campos (1932), assim como o de Giovanni Muzio (1939-43).

Somos ainda muito poucos para isto ter vitalidade. Mas mesmo assim não é muito diferente de outros países…

Não desanimes que nós não mos podemos dar ao luxo de perder um elemento…Força…e obrigado pelo teu trabalho…



O Prof Godin no está en línea   Reply With Quote
Old February 10th, 2007, 02:26 AM   #6
Portvscalem
a revolta da francesinha
 
Portvscalem's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Porto/Barcelona
Posts: 10,079
Likes (Received): 6

Obrigado....
Portvscalem no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 02:13 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu