daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Arquitetura e Discussões Urbanas



Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 2 votes, 5.00 average.
Old May 2nd, 2009, 03:59 AM   #1
WP Gyn
.
 
WP Gyn's Avatar
 
Join Date: Nov 2007
Location: Goiânia
Posts: 9,502
Likes (Received): 1019

Edifícios sem colunas, é possivel?

Bom, estou com esta dúvida.

A famosa construtora Inpar, chegou a Goiânia e lançou o complexo "Viver Fama" que é formado por 8 torres de 12 andares, mas ao longo da construção os moradores começaram a perceber que nos edifícios não existiam colunas, comum em prédios.

Meu pai, que passou pelo local ontem, chegou até mim é me fez esta pergunta, eu também fiquei curioso.

É possivel construir edifícios sem colunas? Ele será seguro?

Imagens do empreendimento.





















WP Gyn no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old May 2nd, 2009, 04:07 AM   #2
Vhb
là je me vais
 
Vhb's Avatar
 
Join Date: Jun 2007
Location: Maringá PR
Posts: 8,061
Likes (Received): 503

Os predios da MRV são assim tbm. Bem doido.
__________________
Linda flor, a mais gentil,
Do norte do Paraná,
És orgulho do Brasil,
Nossa amada Maringá.
Vhb no está en línea   Reply With Quote
Old May 2nd, 2009, 04:11 AM   #3
CARIOCAemSSA
Registered User
 
CARIOCAemSSA's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Sampa( ); Rio(x); Campos( ); SSA( )
Posts: 13,980
Likes (Received): 1349

O nome desse sistema construtivo é "alvearia estrutural". E, respondendo ao tópico: sim, é possível.

Esse tipo de sistema é utilizado em edificações de baixo custo e apesenta o inconveniente de não permitir que os usuários movam paredes etc.

Last edited by CARIOCAemSSA; May 2nd, 2009 at 04:32 AM.
CARIOCAemSSA no está en línea   Reply With Quote
Old May 2nd, 2009, 04:27 AM   #4
Rekarte
Libertarian
 
Rekarte's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Posts: 21,010
Likes (Received): 2817

Parece aquelas casas da Cisjordania
hahaha
__________________
Rekarte no está en línea   Reply With Quote
Old May 2nd, 2009, 05:36 AM   #5
ambiente2008
Registered User
 
ambiente2008's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Lisboa
Posts: 4,764
Likes (Received): 889

Basta um peido e vão abaixo

Aqui não aguentavam um terramoto dos pequeninos...
ambiente2008 no está en línea   Reply With Quote
Old May 2nd, 2009, 07:58 AM   #6
xistracinho
Santa e Bela Catarina
 
xistracinho's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Joinville
Posts: 6,024
Likes (Received): 872

Não são seguros, as construtoras adoram pagar indenizações aos seus clientes, sabe como é, né...

Como disseram acima, os prédios da MRV também são assim, se tu quer transformar dois quartos em um, por exemplo, azar o seu, não vai transferir. Se transferir vem tudo abaixo, como o amigo do meu cunhado que colocou um aquário de 1m³ no segundo andar e danificou a estrutura da casa
xistracinho no está en línea   Reply With Quote
Old May 2nd, 2009, 05:06 PM   #7
Danzin
Danielz - xdanielz
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 1,683
Likes (Received): 10

Alvenaria estrutural, é seguro sim, obvio. Não é utilizado apenas em construções de baixo custo, o que manda é a necessidade, custo e tempo necessario para ocupação. As paredes sao feitas de blocos de concreto vibrado furados e estes recebem dentro destes furos concreto e a armação onde é necessario, a carga é distribuida nas paredes de acordo com a solução optada pelo calculista, pode ter paredes concretadas e outras nao, tem desvantagens e vantagens como qualquer outro sistema construtivo. A grande desvantagem é a pouca ou quase nenhuma opção de modularidade que o cliente pode ter depois de construido, e a pouca possibilidade de o arquiteto explorar a forma, quase sempre esses edificios sao em forma de H, I quadrado, [, enfim nao da pra fazer muita coisa porque essas formas sao importantes para que o principio estrutural funcione. Em BH há edificios de alvenaria estrutural de até 18 pavimentos se nao me engano.
Danzin no está en línea   Reply With Quote
Old May 2nd, 2009, 05:59 PM   #8
CARIOCAemSSA
Registered User
 
CARIOCAemSSA's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Sampa( ); Rio(x); Campos( ); SSA( )
Posts: 13,980
Likes (Received): 1349


Me parece que em São Paulo há um número considerável de prédios altos que foram executados em alvenaria estrutural. Mas eu ainda acho que o maior emprego dessa tecnologia é em edifícios de baixo custo e de interesse social.
CARIOCAemSSA no está en línea   Reply With Quote
Old May 2nd, 2009, 06:45 PM   #9
Charles Tôrres
BH - Uma Foto Por Dia
 
Charles Tôrres's Avatar
 
Join Date: Nov 2008
Location: Belo Horizonte
Posts: 3,449
Likes (Received): 85

Que loucura... nunca imaginei que isso fosse possível. O mais engraçado é o banner da MRV que aparece em baixo do thread!! Pelomoenos no meu apareceu.
__________________
fanpage: FACEBOOK/BHUMAFOTOPORDIA

blog: BHUMAFOTOPORDIA.COM
Charles Tôrres no está en línea   Reply With Quote
Old May 2nd, 2009, 11:47 PM   #10
Pedrop.rio
Moderator
 
Pedrop.rio's Avatar
 
Join Date: Jun 2007
Location: Rio de Janeiro
Posts: 3,432
Likes (Received): 874

Alvenaria estrutural é tão segura quanto qualquer outro tipo de construção. Basta o usuário ter consciência de que ele não pode mover paredes, porque elas recebem cargas e tem função estrutural.

Mas se ouvimos casos até de pessoas que quebram pilares de concreto achando que está tudo bem...
Pedrop.rio no está en línea   Reply With Quote
Old May 3rd, 2009, 02:19 AM   #11
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 75,359

Aqui em Salvador, a OAS está construindo o Cittá Imbuí usando essa técnica. O edifício terá 18 andares depois de concluído:





tonyssa no está en línea   Reply With Quote
Old May 3rd, 2009, 02:22 AM   #12
CARIOCAemSSA
Registered User
 
CARIOCAemSSA's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Sampa( ); Rio(x); Campos( ); SSA( )
Posts: 13,980
Likes (Received): 1349



Eu acho que esse será o 1º edifício alto de SSA construído em alvenaria estrutural.
CARIOCAemSSA no está en línea   Reply With Quote
Old May 3rd, 2009, 02:25 AM   #13
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 75,359


A Sertenge está construindo o ViVai Imbuí, com 04 torres de 12 andares, também com a mesma técnica.

Last edited by tonyssa; May 3rd, 2009 at 02:44 PM.
tonyssa no está en línea   Reply With Quote
Old May 3rd, 2009, 08:50 AM   #14
Dudly
Dudly
 
Join Date: Nov 2006
Location: Scranton
Posts: 311
Likes (Received): 4

E interessante esse edificio mas eu fico imaginando se quem sabe alguem decide derrubar uma parede e ai compromete a estrutura do predio? Nao sei se compraria uma unidade em um predio assim.......
Dudly está en línea ahora   Reply With Quote
Old May 3rd, 2009, 11:52 AM   #15
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,744
Likes (Received): 2264

Como diz o velho ditado: gato escaldado tem medo de água fria. Na Região Metropolitana do Recife virou mexeu e um prédio em alvenaria estrutural vem ao chão. Todos os prédios que usam essa técnica têm no máximo 4 andares, passou disso é obrigatório o uso de colunas e vigas. Pelo menos por aqui eu não moraria nem a pau num desses prédios pois o solo, argiloso e com o lençol freático muito raso, é bastante instável, sem contar que não confiaria nos vizinhos "engenheiros calculistas".
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה
Mascate está en línea ahora   Reply With Quote
Old May 3rd, 2009, 02:36 PM   #16
ambrosio
Registered User
 
ambrosio's Avatar
 
Join Date: Nov 2007
Location: Uberlândia
Posts: 570
Likes (Received): 3

Quote:
Originally Posted by Mascate View Post
(...) Como diz o velho ditado: gato escaldado tem medo de água fria. Na Região Metropolitana do Recife virou mexeu e um prédio em alvenaria estrutural vem ao chão.(...)
Sério? Geralmente quando prédios começam a cair constantemente, como você menciona, há bastante repercussão na mídia nacional. Não me lembro de ter visto esses casos. Se os prédios caem tanto assim, como você menciona, deve haver algo de errado, ou na atuação do CREA, ou da imprensa, ou nas suas estatísticas. Gostaria que você postasse casos concretos onde esses edifícios caíram. Ou isso é algo que você simplesmente "acha" que acontece?

Quote:
Originally Posted by Mascate View Post
(...) Todos os prédios que usam essa técnica têm no máximo 4 andares, passou disso é obrigatório o uso de colunas e vigas. Pelo menos por aqui eu não moraria nem a pau num desses prédios pois o solo, argiloso e com o lençol freático muito raso, é bastante instável,(...)
Há alguma lei que impede a construção de prédios em alvenaria estrutural com mais de 4 andares em Recife? Qual é essa lei? E qual seria o motivo de ela existir? Houve alguma revisão das normas brasileiras sobre segurança estrutural de edificações aí em Recife?
Quanto ao solo da cidade, não posso fazer afirmações, pois não o conheço. Mas essa afirmação sua é bastante contraditória. Recife é uma das cidades brasileiras que apresenta um grande número de edifícios relativamente altos para os padrões brasileiros.Vejo vários lançamentos qui no forum. Não entendo porque podem ser construídos prédios com 25 ou 30 andares na cidade e limitar prédios em alvenaria estrutural em 4. O motivo de o solo não aguentar não me convence. Não vejo tanta diferença entre a fundação de um edifício em alvenaria estrutural de 15 andares e um em concreto armado de 30 andares (qualitativamente, lógico).

Quote:
Originally Posted by Mascate View Post
(...) sem contar que não confiaria nos vizinhos "engenheiros calculistas".
Que visão preconceituosa sobre os engenheiros calculistas. Há alguma razão para isso? O que você quer dizer com vizinhos? Não entendi a colocação.

Fiquei curioso, você possui qual formação? Trabalha em qual área?

Um abraço a todos!
ambrosio no está en línea   Reply With Quote
Old May 3rd, 2009, 05:30 PM   #17
paaulo
Registered User
 
Join Date: Jan 2008
Posts: 590
Likes (Received): 4

da medo!
paaulo no está en línea   Reply With Quote
Old May 3rd, 2009, 06:42 PM   #18
Luuuke
Registered User
 
Luuuke's Avatar
 
Join Date: Dec 2008
Posts: 572
Likes (Received): 0

Quote:
Originally Posted by pedrop.rio View Post
Mas se ouvimos casos até de pessoas que quebram pilares de concreto achando que está tudo bem...
"Aaaaaaaaaah, que parede duuuura de quebraaaar!"
.
Eu também não moraria num desses
Luuuke no está en línea   Reply With Quote
Old May 4th, 2009, 02:26 AM   #19
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,744
Likes (Received): 2264

Quote:
Originally Posted by ambrosio View Post
Sério? Geralmente quando prédios começam a cair constantemente, como você menciona, há bastante repercussão na mídia nacional. Não me lembro de ter visto esses casos. Se os prédios caem tanto assim, como você menciona, deve haver algo de errado, ou na atuação do CREA, ou da imprensa, ou nas suas estatísticas. Gostaria que você postasse casos concretos onde esses edifícios caíram. Ou isso é algo que você simplesmente "acha" que acontece?
Para tu veres que o nacional não é tão nacional quanto se espera ser ou tu deves ter perdido o Jornal Nacional dos dias dos desabamentos... Enfim já caíram vários prédios caixões (também chamamos assim ou de prédios com paredes estruturais). Que há algo de errado eu não tenho a menor dúvida, se o problema poderia ter sido evitado pelo CREA não sei te dizer, mas estão aí. É só consultar o Google que tu vais ver os exemplos.

Quote:
Há alguma lei que impede a construção de prédios em alvenaria estrutural com mais de 4 andares em Recife? Qual é essa lei? E qual seria o motivo de ela existir? Houve alguma revisão das normas brasileiras sobre segurança estrutural de edificações aí em Recife?
Quanto ao solo da cidade, não posso fazer afirmações, pois não o conheço. Mas essa afirmação sua é bastante contraditória. Recife é uma das cidades brasileiras que apresenta um grande número de edifícios relativamente altos para os padrões brasileiros.Vejo vários lançamentos qui no forum. Não entendo porque podem ser construídos prédios com 25 ou 30 andares na cidade e limitar prédios em alvenaria estrutural em 4. O motivo de o solo não aguentar não me convence. Não vejo tanta diferença entre a fundação de um edifício em alvenaria estrutural de 15 andares e um em concreto armado de 30 andares (qualitativamente, lógico).
Pois é, tu não conheces o solo e eu não conheço a lei. Mas que não existe nenhum prédio acima dos 4 andares com a técnica de paredes estruturais na RM do Recife eu tenho quase 100% de certeza, com expectativa de erro de menos de 1%.


Quote:
Que visão preconceituosa sobre os engenheiros calculistas. Há alguma razão para isso? O que você quer dizer com vizinhos? Não entendi a colocação.
Coloquei o comentário entre aspas pois achei que seria óbvio para todos (menos para ti) que eu não estava me referindo aos engenheiros calculistas e sim aos curiosos que se passam por tal.

Quote:
Fiquei curioso, você possui qual formação? Trabalha em qual área?

Um abraço a todos!
Eu possuo a informação de quem se aflige a cada vez que um prédio caixão cai, temendo ter perdido alguém do meu convívio. Trabalho numa área que me permite morar em prédio construído com colunas e vigas, graças a Deus!
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה
Mascate está en línea ahora   Reply With Quote
Old May 4th, 2009, 03:00 AM   #20
ambrosio
Registered User
 
ambrosio's Avatar
 
Join Date: Nov 2007
Location: Uberlândia
Posts: 570
Likes (Received): 3

Achei esse texto sobre desabamentos de edifícios em Na RM de Recife.

ANÁLISE DOS DESABAMENTOS DE PRÉDIOS NA REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE
Francisco José Costa Araujo 1, 2
Giselle Cristina da Silva 1
Paulo José Adissi 2
(1. Escola Politécnica - Universidade de Pernambuco; 2. PPGEP - Universidade Federal da Paraíba)

INTRODUÇÃO:

A Região Metropolitana do Recife apresenta um quadro alarmante que compromete a imagem da construção civil brasileira. De 1977 até 2004, 12 edifícios desabaram, deixando mais de 30 vitimas fatais e dezenas de feridos. O primeiro caso registrado aconteceu em julho de 1977, foi o edifício Giselle, localizado no município de Jaboatão dos Guararapes. Aproximadamente vinte anos depois, o edifício Aquarela, no mesmo município, afundou e, posteriormente, desabou. Em novembro de 1999, o edifício Éricka, no município de Olinda, desmoronou. Menos de dois meses depois, no mesmo bairro, parte do edifício Enseada de Serrambi também desabou. O último caso foi o do edifício Areia Branca em 2004. Atualmente, somente o município de Olinda há cerca de 60 prédios interditados por risco de desabamento.Tais fatos ocorrem quase sem explicação e sem responsáveis aparentes. O estudo realizado visa avaliar as principais causa destes acidentes e propor a adoção de medidas que venham reduzir o número de desabamentos de prédios em Pernambuco.

METODOLOGIA:

Iniciou-se a pesquisa com o levantamento quantitativo de desabamentos registrados na região Metropolitana do Recife. Foram coletados dados referentes à estrutura das edificações, datas, localizações, número de vítimas e laudos técnicos. Em seguida, foram analisados todos os procedimentos burocráticos necessários para execução de uma obra. Feito isto, inicio-se uma pesquisa de campo avaliando a atuação de cada órgão ligado à construção civil, investigando por meio de entrevistas as causas, as conseqüências dos desabamentos e ainda buscando soluções e medidas preventivas para amenizar os acidentes. Entre os entrevistados haviam vários profissionais ligados à área de execução de construções, de fiscalização e a órgãos responsáveis pela segurança da população. Além disso, moradores vitimados também foram entrevistados.

RESULTADOS:

Constatou-se que dentre os edifícios que desabaram em Pernambuco, cinco destes foram feitos em alvenaria auto-portante, os chamados prédios-caixão. Esta técnica é muito utilizada, pois barateia a obra, mas aumenta o risco de ocorrer acidentes. O fato é bastante preocupante porque se estima a existência aproximadamente de 4.000 a 6.000 prédios-caixão nesta região. No caso dos edifícios Éricka e Serrambi, localizados cerca de mil metros do mar, possivelmente foram negligenciadas precauções em relação à estrutura no que diz respeito às fundações, pois o laudo cita como um fator de influência do desabamento a existência de um lençol freático a cerca de 1,5 metro de profundidade do solo. Em geral, antes da ocorrência de desabamentos, nota-se modificações na estrutura e nas fundações do imóvel como trincas e rachaduras. O edifício Aquarela, por exemplo, teve a sua estrutura afundada em um metro e só desabou dois anos depois, em 2000. Porém, nem sempre é possível prever ocorrência de acidentes. Foi que ocorreu com o Éricka, o prédio nunca havia apresentado sinais como rachaduras ou outros tipos de falhas na construção quando desabou. Detectou-se ainda que a maioria dos desabamentos foi provocada por problemas na fundação do prédio e, sobretudo, pela falta de cuidados básicos na execução.
CONCLUSÕES:
Conclui-se que há necessidade de tomar determinadas medidas antes do inicio das construções, durante a execução e depois do término da obra para evitar os problemas posteriores. Principalmente na Região Metropolitana do Recife, primeiramente, é de fundamental importância fazer uma análise físico-química do solo antes do iniciar a obra, pois o tipo de fundação será escolhido em função do solo. Durante a construção, deve-se fazer um controle de qualidade dos materiais utilizados para garantir a resistência da edificação. Depois de terminada a obra, é ideal realizar laudos periódicos, atestando se há necessidade de reparos preventivos ou corretivos e, imediatamente, tomar as providencias cabíveis. Além disso, o engenheiro deve está sempre atento à responsabilidade civil que lhe cabe e a necessidade de sua constante atualização durante o exercício da sua vida profissional. Os órgãos responsáveis pela fiscalização das obras devem apresentar procedimentos para um controle mais rígido das construções e exigir dos responsáveis, no mínimo, a consciente obediência às normas brasileiras. Outro aspecto importante é conscientizar os moradores a não fazer alterações nos apartamentos, sem verificar os problemas que podem acarretar à estrutura de toda a edificação. Tomando sempre as devidas medidas, pode-se minimizar os catastróficos desabamentos que trazem perdas e danos irreparáveis à população vitimada.
Instituição de fomento: Escola Politécnica - Universidade de Pernambuco
Trabalho de Iniciação Científica

fonte:http://www.sbpcnet.org.br/livro/58ra...sumo_3115.html
ambrosio no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 08:05 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu