daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Arquitectura e Urbanismo > Projectos e construção > Porto

Porto Área Metropolitana do Porto



Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 1 votes, 5.00 average.
Old April 19th, 2014, 09:43 PM   #1001
ermesinde
Registered User
 
Join Date: Jan 2009
Posts: 485
Likes (Received): 43

WINE ELEGE O PORTO COMO O MELHOR DESTINO GASTRONÓMICO DE 2013

http://www.porto24.pt/praca/wine-ele...omico-de-2013/
__________________
tripeiro vs alfacinha
tripas à moda do Porto vs pastel de nata
tá tudo dito...
ermesinde no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old April 21st, 2014, 04:18 PM   #1002
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 9,342
Likes (Received): 4515

__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old Yesterday, 01:45 AM   #1003
Lino
'tou na lua...
 
Lino's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Coimbra
Posts: 27,751
Likes (Received): 1367





avança bem
__________________
Coimbra tem mais encanto na hora da... chegada!
Lino está en línea ahora   Reply With Quote
Old Yesterday, 09:26 PM   #1004
Andre_Filipe
Registered User
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Porto
Posts: 4,467
Likes (Received): 471

Estacionamento municipal no Porto com lugares para motociclos
A vereadora do pelouro da Mobilidade da Câmara do Porto, Cristina Pimentel, anunciou esta terça-feira que a autarquia está a instalar lugares de estacionamento para motociclos nos parques municipais.


“[O parque da] Trindade já tem. Esperamos também com isto incentivar os parques privados a instalar estacionamento para motociclos”, afirmou a vereadora, que falava na reunião pública do executivo sobre a proposta da possibilidade de motociclos e ciclomotores circularem em corredores Bus da baixa da cidade a partir de 1 de Maio.

Em resposta ao vereador do PSD Ricardo Almeida, que se congratulou com a medida mas queixou-se da ausência de estacionamento para estes veículos na cidade, Cristina Pimentel admitiu que a Câmara “tem que melhorar a partir de agora” esta questão “no espaço público”.

A proposta, que foi aprovada por unanimidade, refere que o projecto-piloto arrancará numa primeira fase em 14 artérias do centro da cidade, sendo que para a sua implementação a autarquia “pediu pareceres, obrigatórios mas não vinculativos, à Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e ao Instituto da Mobilidade e dos Transportes”.

“No final dos primeiros 6 meses deverá ser feita uma primeira avaliação global dos impactos desta medida”, podendo depois disso a zona-piloto “ser alargada para cerca de 50% da extensão total dos corredores Bus existentes na cidade”, pelo prazo de mais um ano.

O presidente da Câmara, Rui Moreira, salientou que “esta era uma promessa eleitoral, que demorou porque foi preciso tratar disto com a prudência necessária”.

O vereador do PSD questionou também o executivo se esta era uma medida avulsa ou se fazia parte de um plano integrado na área da mobilidade, tendo Moreira respondido que este “é um plano objectivo”.

Contudo, o autarca adiantou que uma das questões que levantou em campanha eleitoral e que pretende continuar a levantar prende-se com o desejo de ver os transportes públicos a circularem na cidade 24 horas seguidas às sextas-feiras e sábados.

“Aquilo que assistimos hoje é um verdadeiro caos” em termos de estacionamento na cidade nesses 2 dias da semana, classificou Rui Moreira.

Sobre o projecto-piloto, Cristina Pimentel afirmou ainda que foram ouvidos taxistas e a Sociedade de Transportes Colectivos do Porto e Públicos, que consideraram a medida, que tem como uma das suas principais preocupações “a segurança”, “interessante”.

Os problemas da movida

O problema do estacionamento na baixa da cidade à noite foi levantado ainda por 2 moradores do centro histórico, que se queixaram também do barulho da movida na baixa do Porto.

Rui Moreira adiantou que, no âmbito das medidas que estão a ser desenvolvidas no sentido de tentar conciliar a diversão nocturna com a comodidade dos moradores, está a ser pensado impedir a circulação em algumas ruas às sextas-feiras e sábados.

“A situação que existe é inaceitável para os moradores”, disse, considerando que “o trânsito demonstra que o problema não está contido, mas não pode ser só pela fiscalização e repressão se deve actuar”.

O vereador da Fiscalização e Protecção Civil, Sampaio Pimentel, explicou que está a ser “ultimado” por 4 vereadores e pela presidência um documento que visa “proteger quem lá vive e manter um nível aceitável e desejável de animação nocturna”.

O plano “é para entrar em execução de forma gradual e progressiva, mas rapidamente”, concluiu Sampaio Pimentel sem adiantar pormenores sobre o que está em causa.
Andre_Filipe no está en línea   Reply With Quote
Old Yesterday, 09:27 PM   #1005
Andre_Filipe
Registered User
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Porto
Posts: 4,467
Likes (Received): 471

Projecto de arquitectura da ilha da Belavista apresentado este mês
O vereador da Habitação na Câmara do Porto, Manuel Pizarro, anunciou esta terça-feira que o projecto de arquitectura de reabilitação da ilha da Belavista será apresentado ainda este mês, prevendo que a obra arranque este ano.


Manuel Pizarro (PS) respondia assim, em reunião pública do executivo, a uma questão colocada pelo vereador da CDU, Pedro Carvalho, que pretendia saber em que “fase” está o projecto para esta ilha municipal, na Freguesia do Bonfim, que “à partida vai ser emblemática”.

Segundo Pizarro, está em fase de ultimação o projecto de arquitectura, seguindo-se depois os projectos de especialidade.

“A expectativa é que entre em obra ainda durante o ano”, disse.

Uma “ilha” é um tipo de habitação operária típica do Porto no século XIX, constituída por edifícios unifamiliares, normalmente de um piso, separadas ou ladeadas por um corredor de acesso único à via pública.

Em Novembro, Manuel Pizarro disse à Lusa que este é um projecto em que a Câmara quer “demonstrar que a recuperação das ilhas é possível e pode contribuir para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos”.

Admitindo não ter definido o orçamento para a operação na Belavista, o vereador explicou que o projecto estará a cargo do Laboratório de Habitação e Sociedade, cujo responsável, Fernando Matos Rodrigues, estimou a intervenção em 400 mil euros.

A garantia é de que os atuais moradores não vão sair da ilha e que o que se pretende é “um projecto de intervenção em conjunto com a população”, disse o vereador do PS.

De acordo com o socialista, a Belavista, situada na freguesia do Bonfim, “é a única ilha municipal habitada que resta no Porto” e tem 42 casas, 11 das quais habitadas – a associação de moradores revelou entretanto ter-se enganado na contabilização feita ao vereador, apontando para 44 casas, 13 das quais habitadas.

Quanto às ilhas privadas, a autarquia vai fazer um “levantamento” das mesmas e tem planos para intervir, mas Pizarro alerta que nesses casos “terá de haver uma definição das formas de articulação com os proprietários”.
Andre_Filipe no está en línea   Reply With Quote
Old Yesterday, 09:32 PM   #1006
Andre_Filipe
Registered User
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Porto
Posts: 4,467
Likes (Received): 471

Desfile do carro elétrico no Porto celebra 100 anos da linha do Castelo do Queijo

Porto, 22 abr (Lusa) -- O Desfile do Carro Elétrico Histórico do Porto, que já vai na 24ª edição, comemora a 03 de maio os 100 anos da extensão da tração elétrica na Avenida da Boavista até ao Castelo do Queijo.

A Metro do Porto anunciou hoje que o cortejo será composto por dez veículos da coleção histórica do Museu do Carro Elétrico, selecionados por serem os mais representativos da época de 1914, quando o elétrico chegou ao Castelo do Queijo, e vai percorrer a marginal do Rio Douro, saindo do Infante em direção ao Passeio Alegre, passando pelo Museu e regressando ao Infante.

A Metro acrescentou que o desfile deste ano vai contar com o apoio de várias juntas de freguesia do Porto e que haverá pontos de animação ao longo do percurso, desde bandas de música a bancas de artesanato.

Em comunicado, a Metro do Porto destaca que os carros históricos mantêm viva a "memória dos elétricos", até porque "o Porto foi a primeira cidade da Península Ibérica e uma das primeiras na Europa a utilizar o carro elétrico como meio de transporte".

O cortejo é um evento aberto e há a possibilidade de viajar nos carros elétricos históricos, mas a Metro do Porto alerta para o número de lugares sentados limitado.
Andre_Filipe no está en línea   Reply With Quote
Old Yesterday, 09:42 PM   #1007
Andre_Filipe
Registered User
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Porto
Posts: 4,467
Likes (Received): 471

Câmara de Gaia aposta em projectos de sustentabilidade energética

Vila Nova de Gaia, 22 abr (Lusa) - A Câmara Municipal de Gaia está a apostar em projetos que visam a sustentabilidade energética para aproveitar verbas provenientes do Banco Europeu de Investimento (BEI) na ordem dos 600 mil euros, revelou, esta noite, fonte da autarquia.

"Estamos a elaborar projetos quer em equipamentos municipais, quer na escola pública, rede viária (...). Vamos levar à próxima reunião de Câmara a abertura de um concurso para a colocação de reguladores de fluxo na iluminação pública que vai permitir reduzir significativamente a fatura energética do município", disse à Lusa o vice-presidente da Câmara, Patrocínio Azevedo.

O autarca falava esta noite à margem de uma Assembleia Municipal (AM), durante a qual revelou que este projeto "vem do passado", tratando-se de uma candidatura feita ao programa ELENA (European Local Energy Assistance) quando a autarquia de Gaia era liderada pelo social-democrata, Luís Filipe Menezes.

"O projeto tinha previsto inicialmente um milhão de euros de financiamento direto do BEI mas, neste momento, já vieram para Gaia 600 mil euros", explicou Patrocínio Azevedo.

A verba foi gasta numa equipa técnica e na elaboração de projetos que, referiu o vice-presidente, "não estão devidamente amadurecidos", pelo que a autarquia de Gaia decidiu "recorrer" a técnicos da Câmara e da empresa municipal Gaiurb "para preparar esse 'dossier' e não ter de devolver os 600 mil euros em 2015".

Questionado sobre se teme que essa situação venha a revelar-se Patrocínio Azevedo mostrou-se otimista, apesar de entender que "houve desvalorização" por parte do anterior executivo de um projeto que, defendeu o autarca, "era efetivamente pioneiro em Portugal e importante para Gaia".

Este tema surgiu na sequência das explicações dadas por Patrocínio Azevedo, enquanto presidente em exercício na AM, sobre o projeto "Equipamentos Desportivos Eco-Eficientes", orçado em cerca de 590 mil euros.

O projeto visa seis equipamentos desportivos: piscinas de Vila D'Este e de Lever, pavilhões de Grijó, Gulpilhares e Vila D'Este e estádio de Grijó.

Trata-se de uma candidatura que aproveita verbas do antigo Quadro Comunitário de Apoio (ciclo 2007/2013), ou seja valores "em aberto" por quebra/anulação de outros projetos.

Esta candidatura implicava uma segunda revisão ao orçamento e 2014, a qual foi aprovada com a abstenção da CDU e do Bloco de Esquerda.

Esta sessão ficou marcada pela apresentação de moções sobre o Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E) com a CDU, o Movimento Independente Juntos por Gaia, o Bloco de Esquerda, o PSD e o PS a mostrarem desagrado quanto à desclassificação deste equipamento hospitalar.

O Ministério da Saúde publicou a 10 de abril, em Diário da República, a Portaria n.º 82/2014 que classifica o CHVNG/E como uma unidade de tipologia II, o que põe em causa os serviços de Cirurgia Cardiotorácica e Cirurgia Pediátrica.

Após várias horas de discussão, vários deputados, bem como o presidente em exercício, defenderam que fosse criada uma moção única da AM de Gaia, pelo que a votação foi adiada.

De uma ordem de trabalhos que continha sete pontos, nesta AM foram a discussão apenas dois, tendo sido marcada uma nova sessão para a próxima segunda-feira, dia 28.
Andre_Filipe no está en línea   Reply With Quote
Old Yesterday, 09:42 PM   #1008
Andre_Filipe
Registered User
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Porto
Posts: 4,467
Likes (Received): 471

Projecto europeu premeia desempenho do Centro de Hemofilia do Hospital de S. João

Porto, 22 abr (Lusa) - O Centro Hospitalar de São João do Porto anunciou hoje que o seu Centro de Hemofilia foi reconhecido pelo EUHANET - European Haemophilia Network Project, como centro europeu polivalente de hemofilia pelo seu desempenho e diferenciação do serviço prestado.

O centro hospitalar congratula-se com esta distinção por considerar que "esta entidade externa vem confirmar a qualidade do tratamento efetuado no CH São João".

"É relevante não apenas para a confiança dos doentes, mas também porque permite mais facilmente a inclusão do centro em ensaios clínicos internacionais, estudos e projetos de investigação, assinalando de forma inequívoca o centro no panorama europeu", acrescenta.

A Hemofilia é um conjunto de doenças hereditárias que se caracterizam por uma hemóstase inadequada, ou seja, os doentes não conseguem formar coágulos de forma efetiva, provocando hemorragias. Pensa-se que existirão em Portugal cerca de 700 a 800 doentes com estas patologias.

A hemofilia A (forma mais comum), que corresponde a uma deficiência de fator VIII da coagulação, está presente em cerca de 1 em cada 5.000 nascimentos do sexo masculino, ou seja, estima-se que nasçam todos os anos, cerca de 8 a 10 crianças afetadas com esta patologia, sendo que atualmente, em função dos tratamentos utilizados, estes doentes têm uma esperança de vida semelhante ao resto da população.

Em função desta doença ter impacto nos vários sistemas do organismo, da necessidade de um conhecimento profundo no seguimento e tratamento dos doentes, da necessidade de equipas multidisciplinares com experiência nesta área, da imprescindibilidade de apoio de urgência 365 dias/24h, bem como da elevada despesa com medicamentos, as normas recomendam a criação de centros de hemofilia.

Em Portugal não existem formalmente criados centros de hemofilia. Apesar do seu tratamento se concentrar apenas em alguns hospitais, desconhece-se se cumprem com os requisitos de qualidade que são exigidos.

Para se avaliar esta questão, foi criado um projeto europeu (EUHANET -- European Haemophilia Network Project), financiado pela Comissão Europeia e que pretende estabelecer uma rede de centros de hemofilia, de modo a melhorar o apoio médico a doentes com patologias hemorrágicas hereditárias.

A EUHANET estabeleceu dois tipos de centros de hemofilia a nível europeu: centros de tratamento (mais básicos) e centros polivalentes (que fornecem o tipo de apoio mais diferenciado, funcionando como centros terciários de referência).

Nesse sentido, foi estabelecido um conjunto de requisitos de qualidade, que os centros têm de cumprir para serem reconhecidos, nomeadamente: instalações, organização, recursos humanos especialistas, políticas e procedimentos, formação, terapêuticas disponíveis, disponibilidade e experiência de um conjunto significativo de especialidades no tratamento destes doentes (ortopedia, medicina física e reabilitação, gastroenterologia, doenças infeciosas, estomatologia), apoio de genética médica e participação em projetos de investigação clínica.

Para além disso, os centros têm de conseguir fornecer tratamento profilático para o ambulatório, bem como tratamento de urgência, possibilidade de serem realizadas cirurgias programadas, além de outras questões mais específicas, como o tratamento de doentes com inibidores, incluindo a imunotolerância.
Andre_Filipe no está en línea   Reply With Quote
Old Yesterday, 10:00 PM   #1009
pai nosso
Registered User
 
pai nosso's Avatar
 
Join Date: Sep 2009
Location: Portugal
Posts: 5,285
Likes (Received): 562

in "Jornal de Notícias"


Rui Moreira diz que não faz sentido manter Casa Manoel de Oliveira


O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, justificou esta terça-feira a venda em hasta pública da Casa Manoel de Oliveira, na Foz, com o facto de não fazer sentido "manter uma casa que nunca foi utilizada".


foto Pedro Granadeiro / Global Imagens

Projeto da Casa Manoel de Oliveira é da autoria de Souto Moura


"Por razões que são conhecidas, nunca houve interesse do cineasta em viver lá, nunca foi dado uso à casa", disse Rui Moreira aos jornalistas, acrescentando que, sendo conhecido o projeto de construção de uma edificado para Manoel de Oliveira em Serralves, "o objeto desta casa (na Foz) deixa de se justificar".


A Câmara do Porto realiza no dia 7 de maio uma hasta pública para alienar a Casa Manoel de Oliveira, na Foz, que foi projetada pelo arquiteto Souto Moura para o realizador português, sendo o valor base de licitação das duas frações que compõem o edificado de cerca de 1,5 milhões de euros.


"A casa é património para alguém que a possa valorizar", acrescentou Rui Moreira.


Questionado sobre o que falhou neste projeto, o autarca respondeu não poder julgar "uma série de desencontros entre o município e o mestre Manoel de Oliveira".


Rui Moreira salientou que Manoel de Oliveira "continua ativo, vai a ter a sua casa nos jardins de Serralves e não haverá problemas".


O projeto da casa na Foz foi lançado em 1998, "ainda no tempo do (autarca) Fernando Gomes", lembrou Moreira.


A obra ficou pronta apenas em 2003, ano em que a Câmara era já liderada pelo social-democrata Rui Rio, que derrotou o socialista Fernando Gomes nas eleições autárquicas de 2001, e nunca foi formalizado um acordo com o realizador para o uso da casa.


Em novembro de 2013, a Fundação de Serralves assinou um protocolo com a família de Manoel de Oliveira para instalar no museu um núcleo com o espólio do cineasta, num projeto do arquiteto Siza Vieira que aproveitará a antiga garagem do conde de Vizela.


O edifício vai albergar uma exposição permanente, um anfiteatro de 50 lugares e salas para arquivo e consulta do espólio do realizador portuense que completou no ano passado o seu 105.º aniversário.
pai nosso no está en línea   Reply With Quote
Old Today, 10:28 AM   #1010
Andre_Filipe
Registered User
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Porto
Posts: 4,467
Likes (Received): 471

Matosinhos-Sul vai receber restaurante fast-food, supermercado e hotel
Autarquia diz que quarteirão precisa de actividade económica. Oposição alerta que alteração coloca em causa o futuro da cidade e a restauração tradicional.


A antiga fábrica de conservas Algarve Exportadora vai ser reconvertida


A Câmara de Matosinhos (CMM) aprovou nesta terça-feira por maioria a alteração do Plano de Urbanização de Matosinhos-Sul. A aprovação, por maioria mas com os votos contra do PSD e do PS, permite assim a construção de um hotel com sete pisos, um supermercado LIDL, um restaurante McDonald’s e um ginásio no chamado quarteirão da Algarve Exportadora.

Em 2007, estava previsto que ali fosse criado um Museu do Mar no âmbito da construção do Instituto de Ciências do Mar, mas uma alteração do protocolo entre a autarquia e o proprietário dos terrenos inviabilizou a pretensão. As obras no quarteirão entre a Avenida da república e a Rua Roberto Ivens avançam já em Abril com a construção do restaurante e do supermercado, noticiou anteontem o JN. Já o hotel, que aguarda fundos comunitários, arrancará apenas em Julho e só se realmente esses fundos surgirem.


Menos habitação e mais actividade económica

Na proposta aprovada, a autarquia sustenta que o objectivo é “acolher oportunidades de investimento privado consideradas relevantes para a reconversão de Matosinhos-Sul” que gerem emprego. A câmara defende ainda que o modelo de crescimento para aquela zona, assente outrora na construção intensiva de imóveis para os quais a procura desceu com a crise, já não é sustentável. Agora, “verifica-se um défice de actividades complementares à habitação, comércio e serviços de proximidade”.

A alteração, porém, mereceu fortes críticas do PSD. “Estamos a subverter a ordem natural das coisas. Alguém bateu à porta - e vou dar de barato que alguém cá veio - e veio dizer que lá queria fazer algo que não podia. E face a isso a câmara altera o que se pode lá fazer para que possa ser feito. Este é o conceito de uma cidade que não queremos”, disse o vereador social-democrata, Pedro da Vinha Costa. O vereador considerou ainda que a alteração deste “instrumento de planeamento coloca em causa o futuro da cidade”.

Já o PS, pela voz de António Parada, voltou a insistir que o local deveria servir para instalar o Museu do Mar e questionou, em alternativa, “quantos milhões a câmara gastou para promover” a gastronomia ligada à actividade piscatória de Matosinhos ao mesmo tempo que “vai pôr os turistas a comer hambúrgueres”. Parada defende que esta decisão poderá vir a afectar os empregos ligados ao mar e à restauração matosinhense.

A CDU, por outro lado, votou a favor. “A urbanização de Matosinhos-Sul corresponde a uma ideia má. Ao longo dos anos fomos sustentando isso. Dez por cento das habitações construídas estão desocupadas. Temos ali habitação a mais e economia a menos”, disse José Pedro Rodrigues. O vereador comunista que tem o pelouro dos Transportes e da Mobilidade, defendeu ainda que zona mantenha com “carcaças das indústrias” do passado mantenha “a memória da sua identidade”.


Dois milhões para retirar amianto

Durante a reunião, o vice-presidente da autarquia, Eduardo Pinheiro, aproveitou ainda para informar que a câmara já tem em curso um “levantamento sobre os bairros, escolas e outras estruturas” que tenham amianto na sua construção. Neste ponto, o edil disse que a autarquia prevê atribuir uma quantia de dois milhões de euros para retirar o amianto das estruturas municipais. “Queremos é saber se o Governo também vai participar nessas obras”, apontou.

A informação foi avançada depois do PSD ter sugerido precisamente a realização de um levantamento daquele tipo “de forma a que seja possível erradicar o amianto. “Não vale a pena ter a consciência do problema e os braços cruzados”, disse Pedro da Vinha Costa.
Andre_Filipe no está en línea   Reply With Quote
Old Today, 10:51 AM   #1011
Andre_Filipe
Registered User
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Porto
Posts: 4,467
Likes (Received): 471

Instituto Geofísico da Universidade do Porto alvo de obras de recuperação


O Observatório Astronómico e o Instituto Geofísico da Universidade do Porto, localizados em Gaia, abrem em Setembro as portas aos alunos do ensino básico do concelho, mas só depois de o segundo equipamento sofrer obras de recuperação.

O Instituto Geofísico da Universidade do Porto (UP) vai arrancar em Maio com obras de requalificação que visam transformá-lo num centro de riscos que desenvolva actividades no domínio da sismologia e climatologia e aglutine todas essas informações.

“Até um passado recente, o Instituto Geofísico da Serra do Pilar e o Observatório Astronómico do Monte da Virgem [em Gaia] tiveram uma fase de degradação e decaimento das suas actividades”, explicou hoje à Lusa José Luís Santos, subdirector da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP).

Em 2010, acrescentou, a universidade percebeu que “tinha que dar uma volta a esta situação”, começando por recuperar o edifício do Observatório Astronómico e onde se pretende “relançar de forma substancial a componente de investigação”.

Quanto ao Instituto Geofísico, que corria risco de “encerrar portas”, a reitoria concorreu a fundos QREN para a sua requalificação, tendo o projecto de cerca de 600 mil euros sido aprovado “na passada semana”, esclareceu o docente, que desconhece ainda qual a comparticipação dos fundos europeus.

A obra deverá estar pronta em Setembro, “a tempo de acolher um evento” organizado pela FCUP e que irá juntar responsáveis por experiências de sismologia nuclear nos EUA e União Soviética, na altura da Guerra Fria.
Andre_Filipe no está en línea   Reply With Quote
Old Today, 07:54 PM   #1012
1. Caravaggio
Eudaimonia
 
1. Caravaggio's Avatar
 
Join Date: Nov 2010
Location: Vancouver
Posts: 3,722
Likes (Received): 774

Concordo com a Câmara de Matosinhos em relação a Matosinhos Sul. É habitação a mais sem qualquer actividade económica de relevo na área.
1. Caravaggio está en línea ahora   Reply With Quote


Reply

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 08:57 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu