daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte > Infraestrutura e Transporte > Transporte Aquaviário



Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 10 votes, 4.20 average.
Old January 22nd, 2009, 08:17 PM   #1
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה

sursena liked this post

Last edited by Mascate; January 23rd, 2009 at 02:27 PM. Reason: Colocação da bandeira num post em branco
Mascate no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old January 22nd, 2009, 08:18 PM   #2
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

Porto & Complexo Industrial de Suape [Thread Oficial]

Porto & Complexo Industrial de Suape

Thread Oficial



O Complexo de Suape

O Complexo Industrial e Portuário de Suape é o mais completo pólo para a localização de negócios industriais e portuários da Região Nordeste. Dispondo de uma infra-estrutura completa para atender às necessidades dos mais diversos empreendimentos, Suape tem atraído um número cada vez maior de empresas interessadas em colocar seus produtos no mercado regional ou exportá-los para outros países.

A posição geográfica de Pernambuco, no centro da Região Nordeste, transforma Suape em um centro concentrador e distribuidor de cargas. A localização também torna o porto de Suape vocacionado como um porto internacional concentrador de cargas (hub port) para toda a América do Sul.

Mais de 70 empresas já se instalaram ou estão em fase de implantação no Complexo Industrial, representando investimentos da ordem de US$ 1,7 bilhão. Além da infra-estrutura adequada, essas empresas contam ainda com incentivos fiscais, oferecidos pelos governo estadual e municipal, com o objetivo de estimular a geração de empregos e incrementar a economia regional.

Em uma estratégia planejada pelos armadores internacionais, Suape passou a ser visto como o porto que poderia realizar, na Costa Atlântica da América do Sul, as operações de "transhipment", ou seja, a transferência de cargas de navios de grande porte (full-containers de 4ª geração) para as instalações portuárias e reembarcando-as em navios de menor porte.

O pólo agrega uma multimodalidade de transportes, através de rodovias e ferrovias internas, aliadas a um porto de águas profundas com redes de abastecimento de água, energia elétrica, telecomunicações e gás natural instaladas em todo o complexo.

http://www.suape.pe.gov.br/complexo_suape.asp

__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה

sursena liked this post

Last edited by Mascate; January 22nd, 2009 at 08:55 PM.
Mascate no está en línea   Reply With Quote
Old January 22nd, 2009, 08:21 PM   #3
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

Dilma Rousseff assina ordem de serviço de obras da refinaria em Suape



A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, vem a Pernambuco nesta sexta-feira para a inauguração da segunda etapa das obras da refinaria Abreu e Lima, no Complexo Industrial e Portuário de Suape. A refinaria vai entrar na fase de construção e montagem, com a instalação da sua casa de força, um investimento de R$ 966 milhões e com capacidade para gerar até 2,8 mil empregos. O projeto faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

O evento deve começar às 19h e está previsto para terminar às 20h30. Dilma chegará de Brasília por volta das 18h30, no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes-Gilberto Freyre, de onde seguirá, de helicóptero, para Suape. Vai sobrevoar o local onde está sendo construída a refinaria, um terreno de 630 hectares, e, em seguida, seguir de carro até o canteiro de obras.

A idéia de visitar o canteiro de obras da refinaria à noite foi do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). É uma forma que ele encontrou de mostrar à ministra que o projeto está andando em Pernambuco e que as obras não param nem de madrugada.

A preocupação de Eduardo e a vinda de Dilma têm interesses em comum. Ambos estão pavimentando os caminhos que os levarão à eleição de 2010. Ter a refinaria da Petrobras concluída dentro do prazo previsto – funcionando parcialmente em agosto de 2010 – será um ponto a favor de Eduardo, que quer reunir argumentos que banquem a sua reeleição no estado.

Já Dilma – que é a favorita do presidente Lula para sucedê-lo na Presidência da República – precisa dar celeridade aos projetos do PAC e executar o máximo possível do programa, para firmar sua marca de gestora de um projeto bem sucedido, apesar dos tempos de crise econômica.

Será a primeira visita da ministra a Pernambuco este ano. Também, a primeira aparição dela no estado depois da plástica que lhe conferiu um visual mais jovem. Esforços que fazem parte do seu processo de aproximação com o eleitor.

O ex-prefeito do Recife, João Paulo (PT), que já declarou que será um “soldado” a serviço da campanha eleitoral de Dilma, estará no evento, a convite do governador. Há rumores de que, após assinar as ordens de serviço em Suape, a ministra siga para alguma praia do Litoral Sul, para aproveitar o fim de semana nas águas mornas no estado.

PAC

Hoje, a ministra Dilma Rousseff participou de uma videoconferência com os prefeitos e secretários municipais das cidades que têm operações do Programa de Aceleração do crescimento (PAC) em parceria com a Caixa. Em sua mensagem aos prefeitos, Dilma reforçou a importância de todos estarem comprometidos com a execução do PAC em 2009. Também aproveitou para tomar providências para iniciar as obras que ainda não saíram do papel.

Por Ana Cláudia Dolores, da Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR

http://www.dpnet.com.br/nota.asp?mat...&onde=Politica
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה
Mascate no está en línea   Reply With Quote
Old January 22nd, 2009, 08:24 PM   #4
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

Transferido
Quote:
Originally Posted by KowalskiBV View Post
M&G confirma parte da expansão em Suape


Inicialmente, a empresa divulgou que ampliaria sua produção para 650 mil toneladas anuais. Agora, o grupo preferiu elevar capacidade para 550 mil e esperar crescer a demanda pela resina

A empresa italiana Mossi & Ghisolfi (M&G) anunciou ontem que vai investir US$ 1,65 milhão (R$ 3,87 milhões com o dólar a R$ 2,35) na planta que a empresa tem em Suape. A expansão vai resultar num acréscimo de 100 mil toneladas de resina PET por ano na produção total da fábrica, que atualmente é de 450 mil toneladas/ano, e com isso, chegar a 550 mil. Essa ampliação será concluída em abril. Por outro lado, a empresa postergou um plano de expansão que previa aumentar a capacidade de produção para 650 mil toneladas anuais, que foi anunciado no dia 17 de julho do ano passado. Esse plano previa o aumento da capacidade de produção para um prazo de 15 meses.

O assessor de comunicação da M & G, Plínio Carvalho, afirmou que a segunda etapa da expansão, que deixaria a fábrica com uma capacidade de 650 mil toneladas anuais, só ocorrerá quando for confirmado o crescimento da demanda pela resina PET. Segundo ele, a crise ainda não chegou ao setor, que vem crescendo cerca de 10% ao ano.

"A companhia decidiu adotar uma tecnologia própria que é muito mais barata e, por isso, vai desembolsar menos", comentou Carvalho, sem acrescentar detalhes sobre o novo processo de fabricação adotado. No ano passado, a companhia não havia informado o valor do investimento necessário para a expansão anunciada em julho.

Ainda de acordo com informações da empresa, a nova capacidade permitirá atender plenamente o mercado brasileiro e exportar para os países da região com os quais o Brasil tem vantagens competitivas. Inaugurada em fevereiro de 2007, a unidade ocupa a posição de maior produtora de resina PET do mundo. A divulgação do novo investimento ocorreu um dia depois que a Petrobras anunciou uma parceria tecnológica com o grupo indiano Reliance para fazer troca de tecnologia na implantação de um polo petroquímico em Suape, que inclui uma fábrica de resina PET, uma fábrica de ácido tereftálico purificado (PTA) e uma unidade para produzir o POY - um tipo de fio de poliéster. O PTA é usado como matéria-prima para fazer a resina PET.

Esse conglomerado é um grande concorrente da M & G e há uma expectativa de que, no futuro, a empresa Reliance entre como sócia do polo petroquímico. O empreendimento é estruturador, porque vai atrair mais empresas que usam os produtos a serem fabricados pelo polo como matéria-prima.

A primeira licitação para construir a fábrica da Hemobrás em Goiana pode demorar ainda mais para ficar pronta. Depois de ter inabilitado três empresas concorrentes para a construção da câmara fria da Hemobrás, ontem uma das concorrentes - que não teve o nome revelado - recorreu da decisão, o que poderá atrasar em mais 15 dias o processo.

O presidente da Hemobrás, João Paulo Baccara, havia informado durante solenidade no Hemope no dia 13 de janeiro, que iria tentar limpar a concorrência para possibilitar que as empresas participantes pudessem se habilitar no processo. Isso seria feito através de um dispositivo da lei de licitações, dando maior prazo para que as concorrentes apresentassem documentação necessária. Caso as três empresas não consigam apresentar os documentos necessários para habilitação, a licitação será cancelada e remarcada, o que poderia implicar em novo atraso, superior a três meses.

Com o pedido de recurso, outros 15 dias serão dedicados à análise. A esperança de técnicos da Hemobrás é que, nesse período, as empresas se movimentem para cumprir o que prega o edital elaborado pela estatal de hemoderivados.

A câmara fria vai recepcionar, analisar e estocar o plasma que será processado pela Hemobrás. Será um ambiente fechado e tão frio (º35 negativos) que terá sua operação feita por dois robôs, que já foram contratados ao custo de R$ 8 milhões pela empresa. A câmara ocupará 2.700m² de área construída. A presidência da Hemobrás ainda crê que chegará ao final de 2010 com a planta em atividade, mas já cogita que pode atrasar se os entraves burocráticos na licitação atrapalharem. Ainda terão que ser licitados um bloco para fracionamento do plasma, outros dois para inativação viral, liofilização e envase, um outro para almoxarifado e mais um último para controle de qualidade. Ainda nesse semestre também espera-se contratar a construção da sede administrativa da fábrica.

A Transpetro anunciará hoje a resposta de sua análise técnica e abrirá as propostas de preço para a segunda fase do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef), o que poderá resultar em mais sete encomendas para o Estaleiro Atlântico Sul (EAS). O estaleiro de Suape concorre para construir mais navios do tipo Suezmax e Aframax, dois tipos de embarcações que já estão sendo feitas em Pernambuco.

A Transpetro é subsidiária da Petrobras e responsável pela parte logística da empresa, como o transporte de petróleo. Segundo a empresa, às 10h de hoje, no Rio de Janeiro, a empresa divulgará o resultado da análise técnica. As propostas de preço serão abertas em seguida, tornando-se de conhecimento das demais empresas participantes. Apenas quatro estaleiros estão concorrendo: Eisa, Mauá e Rio Nave, todos do Rio de Janeiro, e o EAS, de Pernambuco. Mas, na concorrência para os lotes de quatro Suezmax e três Aframax o EAS concorre apenas com o EISA.

Os preços apresentados pelas empresas poderão ainda ser alvo de negociação direta com a Transpetro. A previsão é que, até o final deste primeiro trimestre, a negociação seja encerrada pela subsidiária da Petrobras.

Tanto o Suezmax quanto o Aframax que a Transpetro quer contratar nesta segunda fase do Promef incorporam a tecnologia de posicionamento dinâmico, que permite que a embarcação fique estável mesmo sem a utilização de âncoras. Isso porque uma série de motores trabalham, de forma simultânea, estabilizando as embarcações. O EAS trabalhou em parceria com a coreana Samsung no desenvolvimento do projeto apresentado à Transpetro para esta licitação. O estaleiro de Suape já tem em carteira a obrigação de entregar dez navios Suezmax e quatro Aframax do Promef I, mas sem a tecnologia do posicionamento dinâmico.

http://jc.uol.com.br/jornal/2009/01/22/not_316522.php
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה

sursena liked this post
Mascate no está en línea   Reply With Quote
Old January 22nd, 2009, 08:25 PM   #5
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

Transferido
Quote:
Originally Posted by Mascate View Post
Desenvolvimento
Petroquímica abre 4.600 vagas
Publicado em 21.01.2009

Total de empregos será gerado nas obras das fábricas da PetroquímicaSuape, de novembro a março de 2010. Terraplenagem já emprega 200 pessoas

A construção das fábricas da Companhia Petroquímica de Pernambuco (PetroquímicaSuape) deve gerar 4.600 empregos quando estiver no pico da construção, o que vai ocorrer entre novembro deste ano e março de 2010. Serão abertas vagas em várias funções como pedreiro, eletricistas etc. O empreendimento inclui uma fábrica de ácido tereftálico purificado(PTA), uma unidade para produzir o POY - um tipo de fio de poliéster - e outra que vai fazer a resina PET. O investimento total vai variar de US$ 1,6 bilhão a US$ 1,8 bilhão, dependendo do tipo de tecnologia a ser adotada.

A Companhia Petroquímica de Pernambuco (PetroquímicaSuape) está costurando um acordo de cooperação técnica com a empresa indiana Reliance, que deverá ficar pronto esta semana. A Petrobras estava sondando a companhia indiana para entrar como parceira do empreendimento que está se implantando em Suape. No entanto, como o cenário econômico internacional é de incerteza por causa da crise financeira global, as duas empresas anunciaram somente uma parceria tecnológica. Esse poderá ser o primeiro passo para uma participação societária no futuro.

Ontem, o diretor da área petroquímica da Reliance, Mah Mohan, participou de uma reunião, no Palácio do Campo das Princesas, com o governador Eduardo Campos (PSB), o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerra Coelho e o diretor-superintendente da Petroquímica Suape, Richard Ward. "Alguma preferência será dada à Reliance", disse Richard Ward, ao ser questionado sobre os futuros investidores que poderão entrar no empreendimento.

O acordo que vai definir como será essa parceria tecnológica entre as empresas já começou a ser redigido. A expectativa é que sejam divulgados detalhes sobre a parceria tecnológica na próxima sexta-feira, quando ocorrerá a visita da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e do diretor de abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, a Pernambuco.

Além do diretor da Reliance, mais seis técnicos da companhia indiana estão em Pernambuco. O primeiro vai ficar no Estado até sábado e o restante da equipe terá permanência de duas semanas. Eles também vão conhecer Suape e o local onde a petroquímica está sendo instalada. A Reliance já implantou mais de 40 plantas têxteis e três fábricas de PTA, que foram implantadas na cidade de Hazira, na Índia. A indústria de Hazira é parecida com a que vai ser implantada em Suape.

A fábrica de PTA já tem estaca sendo batida. Foi iniciada a terraplenagem no terreno que vai receber as unidades de POY e de PET e já está gerando 200 empregos. A empresa está comprando os equipamentos para a fábrica de PTA, que terá 60 máquinas para fazer a texturização do fio. O primeiro lote de equipamentos vai chegar em junho.

Ainda na fábrica de PTA, a Petroquímica Suape contratou a construtora Odebrecht para construir essa unidade por R$ 1,050 bilhão, valor que inclui também a montagem e a implantação de alguns equipamentos. "A nossa expectativa é que a fábrica de PTA fique pronta até o último semestre de 2010", afirmou Richard Ward.

A unidade de PET que será construída no local deverá produzir 450 mil toneladas por ano. O PTA é usado como matéria-prima para fabricar a resina PET, que é utilizada na fabricação de garrafas de refrigerantes. A Petroquímica Suape é integrante da Petroquisa, que é o braço petroquímico da Petrobras.

http://jc.uol.com.br/jornal/2009/01/21/not_316313.php
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה
Mascate no está en línea   Reply With Quote
Old January 22nd, 2009, 11:26 PM   #6
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

Suape pode abrigar indústria petrolífera
LUCIANA MOROSINI

O Canadá, um dos maiores pólos petrolíferos do mundo, está estreitando os laços com Pernambuco com o intuito de trazer investimentos para atrair indústrias de bens e serviços da área para o Complexo Industrial Portuário de Suape. O governador Eduardo Campos recebeu ontem o embaixador canadense Paul Hunt para negociar a ida de uma comitiva pernambucana para o pólo petrolífico de Alberta, na cidade de Calgary, no Canadá.

“Queremos mostrar a capacidade de Pernambuco e tentar fazer com que os canadenses invistam no Estado. Eu acredito que isso vá acontecer porque as empresas de lá já têm investimentos importantes aqui”, falou Hunt.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Fernando Bezerra Coelho, o objetivo é, através do projeto Suape Global, transformar o Complexo Portuário também em indústria de bens e serviços da indústria petrolífera e naval. “Além do Canadá, vamos visitar neste ano Houston (Estados Unidos), Cingapura (Ásia) e Oslo (Noruega) para mostrar nossa capacidade. E ainda vamos despertar o interesse da indústria brasileira que atende a Petrobras”, disse.

Bezerra Coelho disse ainda que o embaixador do Canadá anunciou ontem a abertura do escritório comercial canadense em Pernambuco, que tem previsão de ser inaugurado em junho deste ano.

http://www.folhape.com.br/folhape/ma...t=7&mat=129426
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה

sursena liked this post
Mascate no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 01:05 AM   #7
Ap_Recife
Terra do Frevo
 
Ap_Recife's Avatar
 
Join Date: Apr 2004
Location: RECIFE
Posts: 26,329
Likes (Received): 1086

Muito bom esse thread. Suape tem recebido inúmeras empresas de grande porte e vai trazer Pernambuco de volta ao tão esperado crescimento.
Ap_Recife no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 01:16 AM   #8
Hugo_REC
Arquitetura de banheiro
 
Hugo_REC's Avatar
 
Join Date: Jul 2008
Location: Recife
Posts: 3,775
Likes (Received): 177

Mascate uma pergunta:

O thread ficará aqui mesmo no "Infraestrutura e Transporte" ou será movido pro notícias da região?
__________________
Quem nasceu pra bolo de bacia, nunca vai ser cupcake.
Hugo_REC no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 01:34 AM   #9
MasterPE
Registered User
 
Join Date: Jan 2007
Location: Pernambuco
Posts: 5,259
Likes (Received): 1

Acho melhor no notícias.

Alguém tem uma foto aérea ATUALIZADA. Essa aí de cima tá totalmente desatualizada .
__________________
CSPB CSSML NDSMD VRS NSMV SMQL IVB Sunt Mala Quae Libas Ipse Venena Bibas Complexo turístico e cultural Recife-Olinda
MasterPE no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 01:40 AM   #10
LeoJr_GYN
Registered User
 
LeoJr_GYN's Avatar
 
Join Date: Jan 2008
Location: Goiânia/BH/Chicago
Posts: 1,570
Likes (Received): 23

Estive a passeio em Porto de Galinhas nesse início de ano e pude conhecer o Porto de Suape de perto. Realmente o complexo todo é bem interessante. Parece-me que os governos estadual e federal estão investindo pesado no sistema rodoviário da região, pois há muitas obras de duplicação em andamento.
No entanto, o impacto ambiental causado pela implantação do porto parece ser tão grandioso quanto a estrutura do mesmo. Um guia da região disse que os ataques de tubarão na praia da Boa Viagem e em outras praias do litoral norte pernambucano se tornaram freqüentes devido à destruiçao e aterramento de uma grande área de mangue onde se instalou o porto.
__________________
G.E.C.
LeoJr_GYN no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 01:47 PM   #11
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

Quote:
Originally Posted by Hugo_REC View Post
Mascate uma pergunta:

O thread ficará aqui mesmo no "Infraestrutura e Transporte" ou será movido pro notícias da região?
Bruno inicialmente orientou para abrir no Infraestrutura, depois pedi para ele rever pois o assunto Suape é algo que interessa principalmente aos pernambucanos. Ele gentilmente transferiu para o Nordeste, mas já advertiu que poderá em breve retornar o thread para o Infra como uma forma de enriquecer o subfórum.

Quote:
Originally Posted by MasterPE View Post
Acho melhor no notícias.

Alguém tem uma foto aérea ATUALIZADA. Essa aí de cima tá totalmente desatualizada .
Eu procurei fotos que mostrassem o porto e o complexo industrial, se alguém me passar uma foto recente eu mudo.
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה
Mascate no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 02:03 PM   #12
MasterPE
Registered User
 
Join Date: Jan 2007
Location: Pernambuco
Posts: 5,259
Likes (Received): 1

Quote:
Originally Posted by Mascate View Post
Eu procurei fotos que mostrassem o porto e o complexo industrial, se alguém me passar uma foto recente eu mudo.
Essa foto tá linda, maravilhosa !!

Só que realmente está desatualizada uns 3 anos no mínimo e já procurei muito por fotos atualizadas aéreas e realmente não encontrei .Talvez não existam , pode ser também alguma precaução com segurança ,sei lá , o fato é que as fotos que eles mostram são desatualizadas , pois estamos no cais 5 ,isto é já rente ao estaleiro do outro lado já tem cais e nas fotos só mostram areia .

Se eu achar alguma, mesmo que seja uma não tão bela como essa, mas que dê uma noção do andamento das obras te mando na hora .

Sim, depois poderemos colocar no internacional quando tivermos boas fotos mostrando inclusive a grandeza do estaleiro uma Suape Express , até por se tratar de um porto internacional .
__________________
CSPB CSSML NDSMD VRS NSMV SMQL IVB Sunt Mala Quae Libas Ipse Venena Bibas Complexo turístico e cultural Recife-Olinda
MasterPE no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 02:10 PM   #13
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

Quote:
Originally Posted by LeoJr_GYN View Post
Estive a passeio em Porto de Galinhas nesse início de ano e pude conhecer o Porto de Suape de perto. Realmente o complexo todo é bem interessante. Parece-me que os governos estadual e federal estão investindo pesado no sistema rodoviário da região, pois há muitas obras de duplicação em andamento.
No entanto, o impacto ambiental causado pela implantação do porto parece ser tão grandioso quanto a estrutura do mesmo. Um guia da região disse que os ataques de tubarão na praia da Boa Viagem e em outras praias do litoral norte pernambucano se tornaram freqüentes devido à destruiçao e aterramento de uma grande área de mangue onde se instalou o porto.
Exatamente. O projeto de Suape é da década 1960 (a construção começou em 1968). Naqueles tempos não havia muita consciência ecológica. Além de tubarões, dizem que o molhe do porto também teria desviado correntes marítimas e que por isso o mar estaria avançando no Recife. Pode ter sido tudo coincidência, mas antes do porto o Recife não sofria com essas coisas.

Esses males só agora estão tendo a sua compensação, com o complexo sendo o carro chefe da economia pernambucana. É um consolo...
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה

sursena liked this post
Mascate no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 02:32 PM   #14
MasterPE
Registered User
 
Join Date: Jan 2007
Location: Pernambuco
Posts: 5,259
Likes (Received): 1

A mais atual que encontrei , acho que é o cais 4 :


OBS: Não existe foto melhor do que a que postou, coloquei só para dá uma noção ao pessoal .
__________________
CSPB CSSML NDSMD VRS NSMV SMQL IVB Sunt Mala Quae Libas Ipse Venena Bibas Complexo turístico e cultural Recife-Olinda
MasterPE no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 02:34 PM   #15
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

Valeu!!
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה
Mascate no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 02:36 PM   #16
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

Pernambucanos garantem vagas em obra da refinaria

Casa de força // Maioria dos 2,8 mil empregos será ocupada por mão de obra local
Micheline Batista // Diario
michelinebatista.pe@diariosassociados.com.br

Cerca de 85% dos 2,8 mil empregos que serão gerados na construção da casa de força da Refinaria Abreu e Lima, no Complexo Industrial Portuário de Suape, serão ocupados por pernambucanos. A estimativa é de Cesar Luiz Godoy, diretor comercial da Alusa - Cia. Técnica de Engenharia Elétrica, empresa responsável pela obra. A ordem de serviço será assinada hoje à noite, em cerimônia que contará com as presenças da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, do diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e do governador Eduardo Campos. O contrato é de R$ 966 milhões.

A casa de força da refinaria é uma grande termelétrica que vai gerar energia para a própria unidade. Terá capacidade de gerar 200 megawatts (MW) - suficiente para abastecer 60% da Região Metropolitana do Recife - e será construída num prazo de 32 meses. "Vamos gerar 1,5 mil empregos durante a obra, atingindo 2,8 mil no pico, no início de 2010", diz Godoy. A Alusajá montou um escritório em Ipojuca, onde trabalham 16 pessoas, e está estruturando um canteiro de pré-montagem no Cabo de Santo Agostinho, além do canteiro no terreno da refinaria.

Os trabalhadores, segundo o diretor comercial, serão recrutados entre aqueles que participaram dos cursos do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás (Prominp), da Petrobras. "Para trabalhar nessa área tem que ser qualificado, dos cargos de chefia aos serventes", diz Godoy. Todo o pessoal passará por treinamento no Centro de Capacitação Profissional Alusa (CCPA), localizado na unidade da empresa em Bragança Paulista (SP).

A Alusa tem grande expertise na construção e montagem de sistemas de energia e telecomunicação. Foi responsável pela instalação de mais de 30 termelétricas em quase 50 anos de existência. A construção da casa de força da refinaria, que vai funcionar a gás natural e a vapor, inicia a segunda fase do empreendimento, cujo investimento total está estimado em US$ 4,05 bilhões (R$ 9,61 bilhões).Esse valor deverá ser revisto no plano estratégico 2009 e 2013, que será divulgado hoje no Rio de Janeiro.

A casa de força é um dos 11 pacotes de EPC que a Petrobras está negociando para a refinaria. Pelo menos seis ficaram com preço acima do esperado. "Alguns estão em fase mais avançada de negociação, como a parte de automação e a elétrica. Nossos engenheiros e o grupo de implantação do empreendimento estão cuidando disso", diz o diretor-presidente da refinaria, Marcelo Guedes Gomes.

Para entender

l A Petrobras inicia hoje a construção da casa de força da Refinaria Abreu e Lima. A obra está orçada em R$ 966 milhões e será executada pela Alusa Engenharia

l A previsão é a de que sejam gerados até 2,8 mil empregos

l A casa de força é uma grande termelétrica, com potência de 200 megawatts, que vai atender à demanda da própria refinaria

l O investimento global na unidade, que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), está estimado em US$ 4,05 bilhões (R$ 9,61 bilhões), mas será revisto no novo plano estratégico da Petrobras para o período 2009 a 2013

l A Petrobras negocia uma sociedade com a PDVSA, estatal venezuelana de petróleo. Segundo o acordo, a Petrobras teria 60% do empreendimento e, a PDVSA, 40%. A etapa atual é de discussão sobre o preço do petróleo a ser processado e a aplicação de recursos por parte da PDVSA. Se a negociação não der certo, a Petrobras vai tocar o projeto sozinha

l As obras da refinaria foram iniciadas em setembro de 2007 com a terraplenagem, executada pelo consórcio formado pela Odebrecht, Camargo Corrêa, Queiroz Galvão e Galvão Engenharia. Essa etapa será concluída em setembro deste ano

l A previsão é a de que a unidade comece a operar parcialmente em agosto de 2010 e em plena capacidade a partir de 2011. A capacidade de processamento é de 200 mil barris/dia de petróleo. Seu principal produto será o diesel

l No pico das obras, em meados do segundo semestre deste ano, a refinaria estará mobilizando até 25 mil profissionais.

http://www.diariodepernambuco.com.br...conomia6_0.asp
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה
Mascate no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 02:37 PM   #17
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

Refinaria

Petrobras começa construção sem PDVSA

A Petrobras está iniciando a construção da casa de força da Refinaria Abreu e Lima sem que a negociação com a PDVSA, estatal venezuelana de petróleo, esteja concluída. E tem dito que pode fazer sozinha. A sociedade, entretanto, ainda não está totalmente descartada. Tanto que técnicos venezuelanos estarão reunidos com o grupo de implantação do empreendimento em Ipojuca na segunda semana de fevereiro, informa o diretor-presidente Marcelino Guedes Gomes.

O namoro entre Petrobras e PDVSA para construção de uma planta de refino em Suape vem desde abril de 2003, quando o presidente Lula e seu colega Hugo Chávez assinaram um memorando de entendimento. Em dezembro de 2005, os dois chefes de estado participaram da cerimônia de lançamento da pedra fundamental da refinaria em Ipojuca. Desde 2007, têm sido realizadas reuniões trimestrais para tratar de assuntos de interesse mútuo. Na última, dia 16 de janeiro, a refinaria ficou fora da pauta.

O que está sendo discutido no momento é o contrato de compra e venda de petróleo. Pelo acordo, a Petrobras teria 60% de participação acionária na refinaria e, a PDVSA, 40%. Mas o petróleo a ser refinado em Suape seria metade brasileiro, da Bacia de Campos, e metade venezuelano, da Faixa do Orinoco. A Petrobras quer definir o preço baseado em referências internacionais, enquanto que a PDVSA quer estabelecer um preço de referência venezuelano.

Outro ponto de discussão é o aporte, por parte da PDVSA, de 40% do que já foi gasto pela Petrobras, conforme certificado pela KPMG, que foi contratada pela estatal venezuelana. Comenta-se que a queda no preço do barril de petróleo no mercado internacional pode ter afetado a saúde financeira da PDVSA. Se a estatal não investiu quando o barril disparou, atingindo a marca dos US$ 150, imagine agora, cotado na casa dos US$ 40.

http://www.diariodepernambuco.com.br...conomia6_1.asp
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה
Mascate no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 02:45 PM   #18
Mascate
Mameluco sangue azul
 
Mascate's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Recife
Posts: 19,640
Likes (Received): 1935

INFRAESTRUTURA
Estaleiro disputa navios com concorrente virtual
Publicado em 23.01.2009

Transpetro lançou ontem a encomenda de quatro navios do tipo Suezmax e três Aframax da 2ª fase do Promef. O Atlântico Sul, de Suape, agora vai enfrentar o Eisa, do Rio, que ainda será construído

O Estaleiro Atlântico Sul (EAS) terá um concorrente “virtual” na disputa pela encomenda de quatro navios do tipo Suezmax e três Aframax da segunda fase do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef II) da Transpetro. O Estaleiro Ilha S.A. (Eisa) apresentou propostas de construção dos dois lotes de embarcações, que também são disputados pelo EAS, para montar num estaleiro que ainda não existe.

A mesma estratégia foi utilizada pelo Atlântico Sul na primeira fase do Promef. Mesmo sem ter nem iniciado a construção do empreendimento, o EAS venceu a licitação com a obrigação de, ao mesmo tempo, construir um estaleiro do zero, montar uma equipe, treinar funcionários e desenvolver o projeto dos navios.

A estratégia foi bem sucedida. O EAS ganhou a licitação para construir dez navios Suezmax e ainda conseguiu levar outros cinco navios Aframax, que foram conquistados na licitação pelo consórcio Rio Naval. Como este consórcio não conseguiu espaço suficiente para fazer os navios no Rio de Janeiro, a Transpetro colocou a encomenda dos Aframax para Pernambuco, aumentando em US$ 517 milhões a carteira do EAS.

Agora, o Eisa utiliza da mesma estratégia para tentar vencer o EAS. Começar um estaleiro do zero tem as vantagens de poder planejar melhor o leiaute e já adaptá-lo para tecnologia de ponta, o que nem sempre é possível fazer nas instalações de estaleiros que hoje operam no Rio de Janeiro.

O Eisa tem em carteira cerca de US$ 1,5 bilhão em encomendas, incluindo a produção de dez navios para a PDVSA. A empresa é controlada por German Efromovich, também dono do Estaleiro Mauá (o primeiro do Brasil) e das empresas de aviação Ocean Air e Avianca. Neste Novo Eisa, como já está sendo chamado, o grupo teria intenção de investir, pelo menos, US$ 500 milhões, que teria também capacidade de construir plataformas de petróleo e navios de apoio. O local mais cotado é o Norte do Rio de Janeiro.

“Ficamos extremamente satisfeitos com a aprovação de nossas propostas técnicas para os lotes em que estamos concorrendo. Porém, ainda não sabemos o resultado da licitação do Promef II. Portanto, o jogo continua”, afirmou o presidente do EAS, Ângelo Belellis. Agora, a Transpetro vai se debruçar sobre a análise dos preços das embarcações. Não há data definida para anunciar os vencedores, mas o presidente da Transpetro, Sérgio Machado, afirmou que quer anunciá-los o mais rápido possível.

A produção de navios no Brasil ainda é mais cara do que se a Transpetro fosse encomendar o navio fora. Mas, como a aquisição é financiada pelo Fundo de Marinha Mercante (FMM), uma linha de crédito subsidiada, a diferença entre o preço cai.

A Transpetro espera que o Promef II gere 18 mil empregos. Sérgio Machado afirmou que os investimentos são mantidos independente de crise. “Isso é um investimento estrutural, para daqui a quatro ou cinco anos. É um setor que gera emprego e é estratégico”, afirmou.

http://jc.uol.com.br/jornal/2009/01/23/not_316685.php
__________________
Pernambuco - O Leão do Norte
Recife: 477 anos de cultura, tradição e modernidade.
06 de Março de 2014 - 197 anos da Revolução Pernambucana
רסיפה, ערש היהדות באמריקה
Mascate no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 11:05 PM   #19
KowalskiBV
...
 
KowalskiBV's Avatar
 
Join Date: Nov 2007
Posts: 451
Likes (Received): 14

Dilma diz que obras da Transnordestina estão 'a todo vapor'


A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, não chegou ao Estado ainda, mas já acendeu polêmica. Em entrevista concedida na manhã desta sexta-feira (23) ao programa Primeira Página, da Rádio Jornal, Dilma afirmou que as obras da ferrovia Transnordestina estão "a todo vapor", ao contrário do que tem sido divulgado (Ouça entrevista acima).

Para justificar a afirmativa, a ministra argumenta que precisou resolver "vários problemas no que se refere à engenharia financeira", a exemplo de desapropriações de terras e autorizações ambientais nos três Estados. "Isso foi resolvido, isso sim é a todo vapor, porque uma obra não é só construir, é todo o trabalho preparatório", defendeu.

Sobre as críticas do presidente do PSDB, Sérgio Guerra, de que a Transnordestina existia somente no papel, a ministra culpou o "jogo político". "Eu entendo que a oposição tenha de ter uma torcida para as coisas não darem muito certo para nós", disse.

Dilma ainda comentou sobre os grandiosos gastos que envolvem o projeto. "Nós estamos financiando uma obra que tem um conjunto de parceiros, porque são valores muito elevados. É a primeira grande ferrovia que se faz no Nordeste (...) O valor dela é quase igual a de uma refinaria, R$ 5,4 bilhões, a preço de 2005".

A Transnordestina terá 1.860 quilômetros e vai ligar a cidade de Eliseu Martins, no Piauí, aos Portos de Pecém, no Ceará, e de Suape, em Pernambuco.

http://jc.uol.com.br/blogs/blogjamil...apor_39839.php
__________________
Só o mais tolo e o mais sábio não mudam de opinião. Lembre-se: existe sempre alguém mais sábio que você.
KowalskiBV no está en línea   Reply With Quote
Old January 23rd, 2009, 11:06 PM   #20
jmascena
Registered User
 
jmascena's Avatar
 
Join Date: May 2007
Location: Recife
Posts: 2,600
Likes (Received): 476

Porto de Suape terá terminal exclusivo para exportação de minérios

O governo do Estado, aqui em Suape, também corre para concluir um estudo de viabilidade para a construção de um terminal de minérios, na ilha de Cocaia, ao lado do estaleiro da Atlântico Sul (ilha de Tatuoca).

Não apenas para poder operar com os grupos que já manifestaram interesse em exportar minério pelo porto, mas também para livrar o porto da sujeira do pó de coque, vista ao longo de 2008.

A administração perde receitas sem ter um lugar para a operação.

O grupo Magh, com minas no Rio Grande do Norte, já avisou que planeja voltar a operar a exportação de minérios agora em 2009, depois de terem reduzido as operações em 2008, por conta de problemas na extração. São estimadas em cerca de 500 mil toneladas para este ano. Em cada navio, Suape recebe receitas de cerca de R$ 300 mil em taxas portuárias.

O produto é vendido para a China, que não para de crescer.

--
http://jc.uol.com.br/blogs/blogjamil...rios_39850.php
jmascena no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
porto

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 10:02 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu