daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Regionais > Sul > Notícias da Região



Closed Thread

 
Thread Tools
Old December 14th, 2011, 11:41 PM   #1
Jdolci
JDolci
 
Jdolci's Avatar
 
Join Date: Nov 2008
Location: Curitiba - Brasil
Posts: 7,382
Likes (Received): 4083

PR Notícias VI


crédito

PR NOTÍCIAS VI
Jdolci no está en línea  

Sponsored Links
 
Old December 14th, 2011, 11:50 PM   #2
Jdolci
JDolci
 
Jdolci's Avatar
 
Join Date: Nov 2008
Location: Curitiba - Brasil
Posts: 7,382
Likes (Received): 4083

Nossa tradicional lista de foristas e o número de posts no ultimo PR Notícias!!

P@ssageiro_Cwb 359
Squibb 342
Jdolci 342
shiroshima 262
Pé Vermelho 247
Ni.valdomonteiro 203
FGB_curitiba 184
rodolfosevero007 157
marcelo freire 150
josinei 137
Metchenko 135
Joseluis32 123
Max_Paraná 118
Stafe 104
marcovsk 97
.Kr'st_fer. 84
kallakalu 83
Maykon_Johny 76
Ibra Ldna 75
Clovis Padoan Filho 65
@BOIADEIRO 65
Giannn 64
Gui_p 63
felipe_paz 60
Lobo Bravo 60
Acir Francisco 59
Guilherme Olenik CWB 58
rbma 53
pepato 52
wellyngton 50
Brunoklr 44
david23.7 44
SH 43
Yuri S Andrade 43
paranaforever 41
Vhb 37
M.S. 33
MBBV84 33
Tiagovolanick 32
Bruno Ctba 30
Alecm 28
marcusbasti 27
Mustaa 26
Anderr 26
Kato 24
Pacs 170 23
pjacomini 23
Rofel 22
gugadg 20
giuliano m. d. 17
ABNeto 17
Andre Vitor 16
Aririto 16
@cesarcola 15
Ercoli_Ctba 15
Eddubra 15
Wolverine_bel 15
utrash 15
Valter 13
curativo1111 13
Luiz R 13
Ponce 13
malikoski 12
Reh 12
GabrielLDB 12
VitorAlfa 11
Operario 11
Positronn 11
Dih.Ptga 11
Ice Climber 11
Tuff_Turf 8
NEYLDB 8
FerHigashi 8
Kelsen 6
robsonlc 6
Eduardo Campo Mourão 6
lion-40 6
CesarCaips 6
RenatoJG 6
luizz27 6
cidobarossi 6
capilé de coração 5
Skybord 5
observador_city 5
JBSPG 4
jamall 4
claudiofreire 4
Tiago Domiciano 4
Lucas Squena 4
Jean Carlos Boniatti 4
Calvin_ 4
damiao 3
marcoasantos 3
JogadorDeSimCity 3
maurodv 3
Mormul 3
zolin 2
Mccuisk 2
kabod. 2
Barriga-Verde 2
André Corrêa 2
Sparcow 2
luiz2007 2
Felippehc 2
Pedro.sc 2
d3legado 2
canelaverde 2
mcarmo 2
Drigo CR 2
LDBzs 2
Leviata 2
Alexcnhsv 2
LucasLos 2
insiderlondrina 2
JOHNNYBEST 1
PabloCB 1
Wladinei 1
Tourniquet 1
manuelluso 1
Gimli 1
fialho 1
EmyJaraguá 1
carlosnicolino 1
joão. 1
Loro. 1
mike_headbanger 1
Douglas Alberto 1
GersonLDN 1
Thilindha 1
flavio d 1
Tnt Brasil 1
miguelbr 1
Hed 1
Rafael O. F. 1
idi_ctba 1
Hecko 1
LeoEspilacopa 1
lprf 1
cascavel 1
JpnMed 1
edutj16 1
Jdolci no está en línea  
Old December 14th, 2011, 11:58 PM   #3
Ni.valdomonteiro
Curitiba/Porto Alegre
 
Ni.valdomonteiro's Avatar
 
Join Date: Mar 2010
Location: Porto Alegre/Curitiba
Posts: 6,874

Vamos começar com pé direito então:

Copel anuncia maior programa de investimentos de sua história - 14/12/2011 18:50

Com recursos de R$ 2,25 bilhões, a Copel pretende realizar em 2012 o maior programa de investimentos de sua história. O valor, já aprovado pelo Conselho de Administração da companhia, não contempla eventuais aquisições ou novas obras conquistadas em leilões promovidos pela Aneel, nem outros investimentos realizados pelas empresas coligadas e controladas.

“Nossa preocupação básica é melhorar a qualidade do atendimento prestado à população paranaense, expandindo e modernizando os sistemas elétrico e de telecomunicações. O objetivo é que o Paraná continue tendo nos serviços da Copel um diferencial competitivo em seus programas de desenvolvimento”, diz o presidente da empresa, Lindolfo Zimmer.

Quase metade dos investimentos programados para o próximo ano (R$ 1,1 bilhão) será destinada à execução de obras para a melhoria, modernização, ampliação e reforço do sistema de distribuição de energia elétrica – atividade que responde diretamente pela qualidade dos serviços prestados aos consumidores. O projeto inclui novas subestações, linhas e redes de energia que reforçarão a capacidade de atendimento do sistema operado pela Copel, que serve a quase 4 milhões de unidades consumidoras e a cada ano incorpora, em média, cerca de 100 mil novas ligações.

Em novas obras de geração e transmissão de energia elétrica, incluindo cinco grandes projetos já em andamento, a Copel planeja investir R$ 1,07 bilhão. Na usina Colíder, em construção no norte do Mato Grosso, serão aplicados R$ 562,4 milhões. Para a usina Mauá, em fase final de obras no Rio Tibagi, estão reservados R$ 89,1 milhões. E para as obras da pequena central hidrelétrica Cavernoso 2, no município paranaense de Virmond, serão destinados R$ 50,6 milhões.

Na área de transmissão de energia elétrica, a companhia deve destinar R$ 147,3 milhões para as duas obras de construção que executa no interior de São Paulo: R$ 108 milhões na linha de transmissão conectando as subestações Araraquara 2 e Taubaté e R$ 39,3 milhões na construção da subestação Cerquilho 3. Para outros empreendimentos de transmissão previstos dentro do Paraná, a Copel está reservando R$ 220,5 milhões.

A ampliação do sistema de telecomunicações da empresa, cuja rede de fibras ópticas vai abranger todos os 399 municípios paranaenses até o final de 2012, deverá demandar investimentos de R$ 82,5 milhões

http://www.aen.pr.gov.br/modules/not...e-sua-historia
Ni.valdomonteiro no está en línea  
Old December 15th, 2011, 12:27 AM   #4
Wolverine_bel
Registered User
 
Wolverine_bel's Avatar
 
Join Date: Sep 2010
Location: Francisco Beltrão - PR
Posts: 481
Likes (Received): 93

Gostaria de aproveitar a primeira página deste novo tópico e parabenizar a minha cidade, Francisco Beltrão, pelos 59 anos, completado hoje (14/12).



Foto: Divulgação Prefeitura
__________________
Francisco Beltrão - PR
Wolverine_bel no está en línea  
Old December 15th, 2011, 12:39 AM   #5
Jdolci
JDolci
 
Jdolci's Avatar
 
Join Date: Nov 2008
Location: Curitiba - Brasil
Posts: 7,382
Likes (Received): 4083

e o thread que o Flick abriu lá no Notícias.

Se for aprovado e passar isso vai ser uma novidade enorme pra muitas cidades da regiao Oeste do Estado...

Quote:
Originally Posted by FlicK View Post
Aprovados Frre-Shops nas cidades brasileiras de fronteira

Foi aprovada a instalação de Free-Shops (lojas com produtos sem impostos) nas cidades brasileiras de fronteira que estão próximas a cidade estrangeiras que já possuíam estas lojas. Trata-se de um fato histórico para o comércio varejista nacional, e engloba, sobretudo, as cidades da fronteira sul do Brasil, entre Rio Grande do Sul e Uruguai, e fronteiras do RS/SC/PR com a Argentina.

O Eldorado de compras gaúcho (Rivera, no Uruguai, por exemplo) passará a conter, também, cidade brasileiras.

Assim que houverem maiores notícias venho postar, por enquanto fica a notícia do Jornal do Comércio noticiando a proposta:

http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=79930
Jdolci no está en línea  
Old December 15th, 2011, 01:03 AM   #6
Squibb
irgendetwas
 
Squibb's Avatar
 
Join Date: Mar 2006
Location: Francisco Beltrão/PR
Posts: 7,485
Likes (Received): 2346

Quote:
Originally Posted by Wolverine_bel View Post
Gostaria de aproveitar a primeira página deste novo tópico e parabenizar a minha cidade, Francisco Beltrão, pelos 59 anos, completado hoje (14/12).



Foto: Divulgação Prefeitura
Eu estou ha dias querendo postar uma foto noturna da nossa torre, que está simplesmente espetacular este ano, bem como toda a praça.

em outros anos a decoração foi muito simplista, mas este ano esta extremamente linda.

e a proposito, medalha de prata pra eu, dividida com o Jdolci kkkk.

na outra eu tinha sido ouro. é muito vicio no ssc. devo entrar umas 10x por dia mesmo.
Squibb no está en línea  
Old December 15th, 2011, 01:10 AM   #7
Joseluis32
BANNED
 
Join Date: Mar 2010
Location: Cascavel
Posts: 6,254
Likes (Received): 5

Deputado Andre Bueno conquista R$ 3 mi para conclusão do teatro

m audiência com o secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano, Cezar Silvestri, no fim da tarde de hoje (14), o deputado estadual Andre Bueno (PDT) obteve a confirmação de um empréstimo de R$ 3 milhões - por meio do Paranacidade - para a conclusão do Teatro Municipal de Cascavel. Ainda ontem (13), Andre Bueno havia solicitado ao governador Beto Richa (PSDB) a liberação dos recursos.

“É uma vitória da comunidade de Cascavel, que anseia por essa obra, que começou de forma errada, mas que precisa ser concluída. Estamos empenhados, desde o primeiro mês de mandato, para conquistar esses recursos. E o governador Beto Richa e o secretário Cezar Silvestri se mostraram sensíveis à nossa causa. Foi feito um grande esforço por parte do Estado para liberar esses recursos na reta final do ano”, destacou Andre Bueno.

Segundo ele, na reunião de ontem o governador se mostrou favorável à liberação, desde que o Município entrasse com uma contrapartida de R$ 3,4 milhões, o que foi prontamente aceito pelo prefeito Edgar Bueno, que colocou o Teatro Municipal entre as prioridades. Serão utilizados, ainda, mais R$ 600 mil da sobra do contrato anterior, totalizando R$ 7 milhões. “Esta é uma conquista importante. Agora podemos sonhar para ter concluída uma obra dessa envergadura para Cascavel, que tanto anseia por um espaço de qualidade para a difusão cultural”, enfatizou o prefeito.

A obra civil do Teatro Municipal, que totaliza 7.249,6 metros quadrados, foi concluída há cerca de 30 dias. Com mais R$ 7 milhões o espaço será otimizado. Os recursos serão utilizados para equipar o teatro com poltronas e mobílias, ar-condicionado, som, cortinas, iluminação, além de serviços de ajardinamento e calçadas.

Com a liberação dos recursos hoje, agora a obra será licitada. A expectativa do prefeito é de concluir o Teatro Municipal ainda no primeiro semestre de 2012.

Entrevistas

Nesta quinta-feira (15), às 9 horas, o prefeito Edgar Bueno atenderá a imprensa para falar desse assunto, no Teatro Municipal.

http://www.cascavel.pr.gov.br/noticia.php?id=20598

3 milhões para fazer o paisagismo, e colocar alguma outras tranqueiras dentro. Êê grande elefante branco.


Preferia um barraquinho de lona, do que aquela coisa grandiosa que teve muita cagada nas divisões de espaço. E ficou um c´ de pequeno dentro.

Last edited by Joseluis32; December 15th, 2011 at 01:15 AM.
Joseluis32 no está en línea  
Old December 15th, 2011, 01:22 AM   #8
Maykon_Johny
Registered User
 
Maykon_Johny's Avatar
 
Join Date: Nov 2007
Location: Londrina/Pr
Posts: 1,232
Likes (Received): 75

Quote:
Originally Posted by Wolverine_bel View Post
Gostaria de aproveitar a primeira página deste novo tópico e parabenizar a minha cidade, Francisco Beltrão, pelos 59 anos, completado hoje (14/12).



Foto: Divulgação Prefeitura
Parabéns a Francisco Beltrão! Realmente uma bela e agradável cidade!
__________________
.
.
.
.

"Tudo que é sólido desmancha no ar." (K. Marx)
Maykon_Johny no está en línea  
Old December 15th, 2011, 01:44 AM   #9
Wolverine_bel
Registered User
 
Wolverine_bel's Avatar
 
Join Date: Sep 2010
Location: Francisco Beltrão - PR
Posts: 481
Likes (Received): 93

Quote:
Originally Posted by Squibb View Post
Eu estou ha dias querendo postar uma foto noturna da nossa torre, que está simplesmente espetacular este ano, bem como toda a praça.

em outros anos a decoração foi muito simplista, mas este ano esta extremamente linda.

e a proposito, medalha de prata pra eu, dividida com o Jdolci kkkk.

na outra eu tinha sido ouro. é muito vicio no ssc. devo entrar umas 10x por dia mesmo.
Tem razão Squibb. A decoração natalina da nossa cidade tá muito bela esse ano. Quem é de fora e tiver a oportunidade de vir pra cá, venha. Não vai se arrepender. Além do mais a visitação na Torre da Concatedral é grátis nesse mês de dezembro, e aos amigos foristas fica a dica de um belíssimo skyline. Digno do olhar dos senhores!
__________________
Francisco Beltrão - PR
Wolverine_bel no está en línea  
Old December 15th, 2011, 01:52 AM   #10
shiroshima
Paranavaiense/Curitibano
 
shiroshima's Avatar
 
Join Date: Nov 2010
Location: Curitiba
Posts: 3,701
Likes (Received): 266

Opa, thread novo.
Vou deixar marcado minha presença aqui na primeira página, hehehe!

Já havia comentado lá no thread de Francisco Beltrão que essa torre tá bem imponente.
Parabéns a Francisco Beltrão também!
shiroshima no está en línea  
Old December 15th, 2011, 02:08 AM   #11
pepato
Registered User
 
pepato's Avatar
 
Join Date: Aug 2011
Location: Sarandi-Pr
Posts: 2,726
Likes (Received): 1352

Go Paraná!
__________________
Sarandi PR-aqui
Sarandi PR 2-aqui
Tangará da Serra MT - aqui
Maringá PR - aqui
pepato no está en línea  
Old December 15th, 2011, 02:09 AM   #12
FGB_curitiba
Registered User
 
FGB_curitiba's Avatar
 
Join Date: Jul 2009
Location: Curitiba/Brasília
Posts: 9,343
Likes (Received): 3092

Em 11 anos, Paraná sobe sete posições no ranking de estados mais violentos

Aumento do número de homicídios elevou a posição do estado de 16º para 9º entre 2000 e 2010. No mesmo período, Curitiba passou de 20ª para 6ª no ranking das capitais

A taxa de homicídios a cada 100 mil habitantes no Paraná aumentou 86% entre 2000 e 2010. O crescimento fez com que o Paraná subisse da 16ª para a 9ª posição no ranking dos estados com maior índice de homicídios. Acompanhando a tendência estadual, o índice em Curitiba subiu 113,2% no mesmo período. Com isso, a cidade subiu de 20º para 6ª colocada na lista das capitais com mais homicídios por 100 mil habitantes.
No Paraná, a taxa de homicídios cresceu de 18,5 para cada 100 mil habitantes em 2000 para 35,1 em 2009, quando atingiu o maior índice. A queda para 34,4 em 2010 não foi suficiente para evitar a subida de sete posições no ranking divulgado no Mapa da Violência 2012 pelo Instituto Sangari. Os estados que lideram o ranking são Alagoas, com 66,8 homicídios por 100 mil habitantes, e Espírito Santo, com 50,1. Pernambuco, que aparecia na primeira posição em 2000 com uma taxa de 54 homicídios, reduziu o número para 38,8 e ocupa o quarto lugar.
Entre os demais estados do Sul do Brasil, destaque para Santa Catarina, que, com uma taxa de 12,9 homicídios por 100 mil habitantes em 2010, aparece na última posição do ranking, em 27º. O Rio Grande do Sul, que apresentou uma taxa de 19,3, também melhorou sua posição, passando de 18º em 2000 para 23º em 2010, segundo dados preliminares.

Alta
Em números absolutos, o Paraná registrou 3.588 homicídios em 2010, contra 1.766 em 2000, uma alta de 103,2%, a mais elevada entre os estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. No mesmo período, o Brasil apresentou aumento de 10,1% na taxa. No país, 45.360 homicídios foram registrados em 2000 e 49.932 em 2010.
As quedas mais significativas ocorreram nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. No estado paulista, 15.631 pessoas foram assassinadas em 2000 e 5.745 em 2010, uma redução de 63,2%. Já no Rio, a queda no mesmo período foi de 42,9%, passando de 7.337 vítimas em 2000 para 4.193 em 2010

Curitiba
Entre as capitais, Curitiba ganhou 14 posições no ranking, passando de 20ª para 6ª colocada entre as grandes cidades com maiores taxas de homicídios por 100 mil habitantes no período de 11 anos. O número de assassinatos passou de 26,2 para 55,9 a cada 100 mil pessoas no período. As únicas capitais que superam os índices de Curitiba são: Maceió (109,9 homicídios/100 mil habitantes); João Pessoa (80,3); Vitória (67,1); Recife (57,9); e São Luís (56,1).
Em números absolutos, a taxa de homicídios em Curitiba subiu 135,3% em 11 anos. Em 2000, foram registrados 416 assassinatos na capital, contra 979 no ano passado. O número supera o de outras capitais como Recife (890), Belo Horizonte (830) e Porto Alegre (518).

Cidades mais violentas
Outro dado que contribui para o crescimento dos índices no Paraná é o aumento da criminalidade em cidades do interior e da região metropolitana de Curitiba. Em números relativos, o município de Campina Grande do Sul, na RMC, ocupa a segunda posição nacional no ranking das cidades com maiores taxas de assassinatos. Com uma população de 37.707 pessoas, a cidade registrou 147 homicídios entre 2008 e 2010. Para a comparação com as demais cidades, o índice é de 130 mortes por ano a cada 100 mil habitantes.
O ranking também traz Guaíra na quarta posição nacional com uma média de 112,8 assassinatos a cada 100 mil habitantes por ano. A cidade que lidera no Brasil é Simões Filho, na Bahia, com 146,4 homicídios. Na terceira posição nacional está Marabá, no Pará, com uma taxa de 120,5.
Além de Campina Grande e Guaíra, outras sete cidades paranaenses aparecem na lista nacional das mais violentas: Piraquara (19ª), Almirante Tamandaré (38ª), Guaratuba (44ª), Foz do Iguaçu (51ª), Pinhais (63ª), Santa Terezinha de Itaipu (69ª) e Rio Branco do Sul (98ª).
A capital Curitiba é a 109ª na lista com uma média de 56,5 assassinados por 100 mil habitantes entre 2008 e 2010. Nos três anos, apenas três cidades paranaenses com mais de 10 mil habitantes não registraram assassinatos: Cafelândia, Joaquim Távora e São Pedro do Ivaí.

As cidades mais violentas - Município: homicídios por 100 mil habitantes
1ª Simões Filho-BA: 146,4
2ª Campina Grande do Sul-PR: 130
3ª Marabá-PA: 120,5
4ª Guaíra-PR: 112,8
5ª Porto Seguro-BA: 108,3
6ª Ananindeua-PA: 108,1
7ª Coronel Sapucaia-MS: 107,7
8ª Itabuna-BA: 103,9
9ª Maceió-AL: 103,8
10ª Itapissuma-PE: 101,8
19ª Piraquara-PR: 90,8
38ª Almirante Tamandaré-PR: 74
44ª Guaratuba-PR: 71,4
51ª Foz do Iguaçu-PR: 70,3
63ª Pinhais-PR: 65,5
69ª Santa Terezinha de Itaipu-PR: 64,7
98ª Rio Branco do Sul: 58,8
103ª Pontal do Paraná-PR: 57,2
105ª São José dos Pinhais-PR: 57,1
109ª Curitiba-PR: 56,5
114ª Fazenda Rio Grande-PR: 55,5
133ª Araucária-PR: 52,8
136ª Sertanópolis-PR: 52,6
147ª Campo Mourão-PR: 51

Capitais - Confira o ranking com o número de mortes por 100 mil habitantes nas capitais brasileiras em 2010:
1º Maceió-AL: 109,9 homicídios por 100 mil habitantes em 2010)
2º João Pessoa-PB: 80,3
3º Vitória-ES: 67,1
4º Recife-PE: 57,9
5º São Luis-MA: 56,1
6º Curitiba-PR: 55,9
7º Salvador-BA: 55,5
8º Belém-PA: 54,5
9º Porto Velho-RO: 49,7
10º Macapá-AP: 49
11º Manaus-AM: 46,7
12º Fortaleza-CE: 45,9
13º Aracaju-SE: 42
14º Cuiabá-MT: 40,1
15º Goiânia-GO: 39,8
16º Porto Alegre-RS: 36,8
17º Belo Horizonte-MG: 34,9
18º Brasília-DF: 34,2
19º Natal-RN: 32,3
20º Teresina-PI: 30,8
21º Boa Vista-RR: 28,5
22º Rio Branco-AC: 25,9
23º Rio de Janeiro-RJ: 24,3
24º Florianópolis-SC: 22,8
25º Palmas-TO: 22,3
26º Campo Grande-MS: 21,7
27º São Paulo-SP: 13
http://www.gazetadopovo.com.br/pazse...ana-aumenta-86

Trazendo do PR V..

Como paranaense e curitibano, me sinto extremamente envergonhado com esses índices. Dá vontade de chorar em ver minha cidade e meu estado nesse estado de calamidade, figurando entre as regiões mais violentas do Brasil. Para nós, que estávamos falando que o Brasil não servia como parâmetro para índices de segurança pública, acho que cometemos um equívoco: é o Paraná que não serve como parâmetro para índices de segurança pública.
Obrigado ao Requião por isso. Espero que ele tenha uma morte à altura dos seus feitos.
FGB_curitiba no está en línea  
Old December 15th, 2011, 02:24 AM   #13
Lobo Bravo
Registered User
 
Lobo Bravo's Avatar
 
Join Date: Oct 2011
Posts: 3,413
Likes (Received): 747

Opa, thread novo. Primeira pagina

Parabens Francisco Beltrão!!!!!
Torre bem imponente, e belissima.
Lobo Bravo no está en línea  
Old December 15th, 2011, 02:32 AM   #14
Mormul
Registered User
 
Mormul's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Location: Campo Mourão/Londrina
Posts: 114
Likes (Received): 20

Quote:
Originally Posted by FGB_curitiba View Post
Aumento do número de homicídios elevou a posição do estado de 16º para 9º entre 2000 e 2010. No mesmo período, Curitiba passou de 20ª para 6ª no ranking das capitais

A taxa de homicídios a cada 100 mil habitantes no Paraná aumentou 86% entre 2000 e 2010. O crescimento fez com que o Paraná subisse da 16ª para a 9ª posição no ranking dos estados com maior índice de homicídios. Acompanhando a tendência estadual, o índice em Curitiba subiu 113,2% no mesmo período. Com isso, a cidade subiu de 20º para 6ª colocada na lista das capitais com mais homicídios por 100 mil habitantes.
No Paraná, a taxa de homicídios cresceu de 18,5 para cada 100 mil habitantes em 2000 para 35,1 em 2009, quando atingiu o maior índice. A queda para 34,4 em 2010 não foi suficiente para evitar a subida de sete posições no ranking divulgado no Mapa da Violência 2012 pelo Instituto Sangari. Os estados que lideram o ranking são Alagoas, com 66,8 homicídios por 100 mil habitantes, e Espírito Santo, com 50,1. Pernambuco, que aparecia na primeira posição em 2000 com uma taxa de 54 homicídios, reduziu o número para 38,8 e ocupa o quarto lugar.
Entre os demais estados do Sul do Brasil, destaque para Santa Catarina, que, com uma taxa de 12,9 homicídios por 100 mil habitantes em 2010, aparece na última posição do ranking, em 27º. O Rio Grande do Sul, que apresentou uma taxa de 19,3, também melhorou sua posição, passando de 18º em 2000 para 23º em 2010, segundo dados preliminares.

Alta
Em números absolutos, o Paraná registrou 3.588 homicídios em 2010, contra 1.766 em 2000, uma alta de 103,2%, a mais elevada entre os estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. No mesmo período, o Brasil apresentou aumento de 10,1% na taxa. No país, 45.360 homicídios foram registrados em 2000 e 49.932 em 2010.
As quedas mais significativas ocorreram nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. No estado paulista, 15.631 pessoas foram assassinadas em 2000 e 5.745 em 2010, uma redução de 63,2%. Já no Rio, a queda no mesmo período foi de 42,9%, passando de 7.337 vítimas em 2000 para 4.193 em 2010

Curitiba
Entre as capitais, Curitiba ganhou 14 posições no ranking, passando de 20ª para 6ª colocada entre as grandes cidades com maiores taxas de homicídios por 100 mil habitantes no período de 11 anos. O número de assassinatos passou de 26,2 para 55,9 a cada 100 mil pessoas no período. As únicas capitais que superam os índices de Curitiba são: Maceió (109,9 homicídios/100 mil habitantes); João Pessoa (80,3); Vitória (67,1); Recife (57,9); e São Luís (56,1).
Em números absolutos, a taxa de homicídios em Curitiba subiu 135,3% em 11 anos. Em 2000, foram registrados 416 assassinatos na capital, contra 979 no ano passado. O número supera o de outras capitais como Recife (890), Belo Horizonte (830) e Porto Alegre (518).

Cidades mais violentas
Outro dado que contribui para o crescimento dos índices no Paraná é o aumento da criminalidade em cidades do interior e da região metropolitana de Curitiba. Em números relativos, o município de Campina Grande do Sul, na RMC, ocupa a segunda posição nacional no ranking das cidades com maiores taxas de assassinatos. Com uma população de 37.707 pessoas, a cidade registrou 147 homicídios entre 2008 e 2010. Para a comparação com as demais cidades, o índice é de 130 mortes por ano a cada 100 mil habitantes.
O ranking também traz Guaíra na quarta posição nacional com uma média de 112,8 assassinatos a cada 100 mil habitantes por ano. A cidade que lidera no Brasil é Simões Filho, na Bahia, com 146,4 homicídios. Na terceira posição nacional está Marabá, no Pará, com uma taxa de 120,5.
Além de Campina Grande e Guaíra, outras sete cidades paranaenses aparecem na lista nacional das mais violentas: Piraquara (19ª), Almirante Tamandaré (38ª), Guaratuba (44ª), Foz do Iguaçu (51ª), Pinhais (63ª), Santa Terezinha de Itaipu (69ª) e Rio Branco do Sul (98ª).
A capital Curitiba é a 109ª na lista com uma média de 56,5 assassinados por 100 mil habitantes entre 2008 e 2010. Nos três anos, apenas três cidades paranaenses com mais de 10 mil habitantes não registraram assassinatos: Cafelândia, Joaquim Távora e São Pedro do Ivaí.

As cidades mais violentas - Município: homicídios por 100 mil habitantes
1ª Simões Filho-BA: 146,4
2ª Campina Grande do Sul-PR: 130
3ª Marabá-PA: 120,5
4ª Guaíra-PR: 112,8
5ª Porto Seguro-BA: 108,3
6ª Ananindeua-PA: 108,1
7ª Coronel Sapucaia-MS: 107,7
8ª Itabuna-BA: 103,9
9ª Maceió-AL: 103,8
10ª Itapissuma-PE: 101,8
19ª Piraquara-PR: 90,8
38ª Almirante Tamandaré-PR: 74
44ª Guaratuba-PR: 71,4
51ª Foz do Iguaçu-PR: 70,3
63ª Pinhais-PR: 65,5
69ª Santa Terezinha de Itaipu-PR: 64,7
98ª Rio Branco do Sul: 58,8
103ª Pontal do Paraná-PR: 57,2
105ª São José dos Pinhais-PR: 57,1
109ª Curitiba-PR: 56,5
114ª Fazenda Rio Grande-PR: 55,5
133ª Araucária-PR: 52,8
136ª Sertanópolis-PR: 52,6
147ª Campo Mourão-PR: 51

Capitais - Confira o ranking com o número de mortes por 100 mil habitantes nas capitais brasileiras em 2010:
1º Maceió-AL: 109,9 homicídios por 100 mil habitantes em 2010)
2º João Pessoa-PB: 80,3
3º Vitória-ES: 67,1
4º Recife-PE: 57,9
5º São Luis-MA: 56,1
6º Curitiba-PR: 55,9
7º Salvador-BA: 55,5
8º Belém-PA: 54,5
9º Porto Velho-RO: 49,7
10º Macapá-AP: 49
11º Manaus-AM: 46,7
12º Fortaleza-CE: 45,9
13º Aracaju-SE: 42
14º Cuiabá-MT: 40,1
15º Goiânia-GO: 39,8
16º Porto Alegre-RS: 36,8
17º Belo Horizonte-MG: 34,9
18º Brasília-DF: 34,2
19º Natal-RN: 32,3
20º Teresina-PI: 30,8
21º Boa Vista-RR: 28,5
22º Rio Branco-AC: 25,9
23º Rio de Janeiro-RJ: 24,3
24º Florianópolis-SC: 22,8
25º Palmas-TO: 22,3
26º Campo Grande-MS: 21,7
27º São Paulo-SP: 13
http://www.gazetadopovo.com.br/pazse...ana-aumenta-86

Trazendo do PR V..

Como paranaense e curitibano, me sinto extremamente envergonhado com esses índices. Dá vontade de chorar em ver minha cidade e meu estado nesse estado de calamidade, figurando entre as regiões mais violentas do Brasil. Para nós, que estávamos falando que o Brasil não servia como parâmetro para índices de segurança pública, acho que cometemos um equívoco: é o Paraná que não serve como parâmetro para índices de segurança pública.
Obrigado ao Requião por isso. Espero que ele tenha uma morte à altura dos seus feitos.
Mas o Paraná consegue sim baixar esses indices, é só querer, Campo Mourão por exemplo teve uma queda de 51 homicídios em 2010 pra 17 até o dia de hoje, não é o ideal mas ja é um avanço e espero que o ano que vem tanto CM quanto o Paraná consiga números melhores.
Mormul no está en línea  
Old December 15th, 2011, 02:46 AM   #15
ABNeto
Brazil
 
ABNeto's Avatar
 
Join Date: Aug 2009
Location: Curitiba
Posts: 2,246
Likes (Received): 4

Interessante como o "grosso" das mortes está aqui na RMC...

Piraquara, Almirante Tamandaré, Pinhais, Rio Branco do Sul, São José dos Pinhais, Curitiba, Fazenda Rio Grande e Araucária, todas entre as 150 mais assassinas do país.

Esperar pra ver se esses programas do governo do Estado surtem efeito. Uma coisa é básica: no nível a que se chegou hoje, não se combate violência sem a construção de presídios, muitos presídios - o que, aliás, foi a política paulista na última década.

Foi-se o tempo de que levantar escola é evitar que crianças se tornem futuros bandidos. Tá cheio de pivete de 12 anos e traficando aí nas periferias...
ABNeto no está en línea  
Old December 15th, 2011, 03:15 AM   #16
Giannn
Registered User
 
Giannn's Avatar
 
Join Date: Jun 2008
Location: Ponta Grossa
Posts: 1,392
Likes (Received): 179

Muito bonita a torre de Beltrão!
Giannn no está en línea  
Old December 15th, 2011, 04:09 AM   #17
Mustaa
Registered User
 
Mustaa's Avatar
 
Join Date: Sep 2009
Location: Glasgow, UK
Posts: 378
Likes (Received): 80

A torre de Beltrão vai ficar muito bonita num futuro skyline, só tomar cuidado pra não construir aqueles blocões ou palitões de gosto duvidoso.
Mustaa no está en línea  
Old December 15th, 2011, 12:33 PM   #18
Brunoklr
ENGENHARIA CIVIL
 
Brunoklr's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Cascavel
Posts: 1,358
Likes (Received): 5

Quote:
Originally Posted by Joseluis32 View Post
Deputado Andre Bueno conquista R$ 3 mi para conclusão do teatro

m audiência com o secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano, Cezar Silvestri, no fim da tarde de hoje (14), o deputado estadual Andre Bueno (PDT) obteve a confirmação de um empréstimo de R$ 3 milhões - por meio do Paranacidade - para a conclusão do Teatro Municipal de Cascavel. Ainda ontem (13), Andre Bueno havia solicitado ao governador Beto Richa (PSDB) a liberação dos recursos.

“É uma vitória da comunidade de Cascavel, que anseia por essa obra, que começou de forma errada, mas que precisa ser concluída. Estamos empenhados, desde o primeiro mês de mandato, para conquistar esses recursos. E o governador Beto Richa e o secretário Cezar Silvestri se mostraram sensíveis à nossa causa. Foi feito um grande esforço por parte do Estado para liberar esses recursos na reta final do ano”, destacou Andre Bueno.

Segundo ele, na reunião de ontem o governador se mostrou favorável à liberação, desde que o Município entrasse com uma contrapartida de R$ 3,4 milhões, o que foi prontamente aceito pelo prefeito Edgar Bueno, que colocou o Teatro Municipal entre as prioridades. Serão utilizados, ainda, mais R$ 600 mil da sobra do contrato anterior, totalizando R$ 7 milhões. “Esta é uma conquista importante. Agora podemos sonhar para ter concluída uma obra dessa envergadura para Cascavel, que tanto anseia por um espaço de qualidade para a difusão cultural”, enfatizou o prefeito.

A obra civil do Teatro Municipal, que totaliza 7.249,6 metros quadrados, foi concluída há cerca de 30 dias. Com mais R$ 7 milhões o espaço será otimizado. Os recursos serão utilizados para equipar o teatro com poltronas e mobílias, ar-condicionado, som, cortinas, iluminação, além de serviços de ajardinamento e calçadas.

Com a liberação dos recursos hoje, agora a obra será licitada. A expectativa do prefeito é de concluir o Teatro Municipal ainda no primeiro semestre de 2012.

Entrevistas

Nesta quinta-feira (15), às 9 horas, o prefeito Edgar Bueno atenderá a imprensa para falar desse assunto, no Teatro Municipal.

http://www.cascavel.pr.gov.br/noticia.php?id=20598

3 milhões para fazer o paisagismo, e colocar alguma outras tranqueiras dentro. Êê grande elefante branco.


Preferia um barraquinho de lona, do que aquela coisa grandiosa que teve muita cagada nas divisões de espaço. E ficou um c´ de pequeno dentro.
Se eu te disser quanto que custa uma poltrona e uma caixa acústica...

Sobre as divisões, ficou um labirintão mesmo. Mas não ficou pequeno não.

Durante o festival de música, visitamos a obra com vários professores acostumados a grandes teatros, como o grandioso Guaíra. Eu comentei que achei pequeno e tal, e ele, curitibano e que já vem a Cascavel há muitos anos, disse que o tamanho era simplesmente perfeito.

Acho bom ele não ser tão grande, afinal vai ter tamanho perfeito para a procura (realmente) cultural da cidade. E não para Gustavo Lima, Michel Teló, e afins.

Pode ter certeza que não vai ser elefante branco não zé, eu mesmo vou usar até enjoar!
Brunoklr no está en línea  
Old December 15th, 2011, 12:49 PM   #19
marcusbasti
Registered User
 
marcusbasti's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Planeta Terra
Posts: 1,569
Likes (Received): 60

Espero q o teatro seja usado à exaustão hein!! Com o tanto que foi gasto...
__________________
Esta assinatura encontra-se em construção. Permanentemente.
marcusbasti no está en línea  
Old December 15th, 2011, 01:07 PM   #20
P@ssageiro_Cwb
Registered User
 
P@ssageiro_Cwb's Avatar
 
Join Date: Jun 2008
Posts: 6,776

Gostei da abertura da sexta edição do PR notícias, que linda bandeira! E caramba, eu sou o maior "tagarela" do PR Notícias, kkkkkkkk. E para não perder o costume, segue uma atualização de notícia já postada mas que quase passou despercebida:

Empréstimos de US$ 358,5 milhões só dependem de sanção de Richa
Projetos de lei que permitem duas transações com o Banco Mundial foram aprovados nesta quarta-feira pela Assembleia


O Governo do Paraná está autorizado pela Assembleia Legislativa a emprestar US$ 358,5 milhões junto ao Banco Mundial. O valor é equivalente a R$ 647,4 milhões. Os dois projetos de lei que autorizam a transação foram aprovados em redação final na noite desta quarta-feira (14) pelos deputados estaduais na Assembleia Legislativa do Paraná.

Um deles, de US$ 350 milhões, será usado para executar o Projeto Multissetorial para o Desenvolvimento do Paraná, que prevê investimentos em municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M). O segundo pretende colocar em prática o Programa de Gestão Fiscal (Profisco-PR), para melhorar o sistema de arrecadação do estado até 2015.

As duas autorizações seguem agora para sanção do governador Beto Richa (PSDB). Como foi o próprio governo que enviou a mensagem requisitando as autorizações, não deve haver dificuldades para confirmação das propostas.

Na terça-feira (13), os deputados já haviam aprovado também um terceiro empréstimo de R$ 157,8 milhões junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O dinheiro também será usado no programa de investimentos aos municípios com IDH baixo.

Juntos, os três empréstimos somam R$ 805,2 milhões, mas não são os únicos. Eles fazem parte de um pacote de cinco transações financeiras que o governo Richa deve fazer até 2014, num total de R$ 1,7 bilhão, que devem ser usados para aumentar o caixa do Executivo.

Fonte e matéria completa

Esse é um anúncio para se comemorar mas antes, falta esclarecer melhor como esse dinheiro será usado. A discussão tem que ser mais do que a dicotomia "dar o peixe ou ensinar a pescar", é preciso criar os pesqueiros de onde essa gente possa tirar o seu sustento. Esses municípios precisam mais do que assistencialismo, precisam de trabalho, de emprego, de alternativas de renda que ajudem a mudar o triste quadro da região mais pobre do PR. A matéria a seguir ilustra bem quais são os anseios dessas pessoas, paranaenses altivos e orgulhosos que mesmo na pobreza, lutam por sua dignidade.


A vergonha da cidade mais pobre
No município com menor renda do Paraná, 6 em 10 domicílios vivem na pobreza. Moradores passam fome, mas ficam constrangidos de pedir ajuda

Na cidade mais pobre do Paraná não se vê gente pedindo dinheiro na rua. Em Laranjal, município de 6.360 habitantes no Centro-Sul do estado, as condições de vida podem ser as mais precárias e ainda assim muitos moradores tentarão se virar de um jeito ou de outro. “Não peço ajuda porque tenho vergonha, isso eu não faço, Deus que me livre. Eu tento lutar, pedindo ajuda no máximo para Deus”, diz a dona de casa Leodete Aparecida Pontes, de 35 anos, que vive com quatro filhos em um barraco sem energia elétrica nem água encanada.

A renda domicilar média dos moradores de Laranjal é de R$ 324,55 per capita, a menor do estado. No total, 57% dos domicílios da cidade são considerados pobres, com renda inferior a meio salário mínimo por pessoa. Por trás dos números, o que se vê é uma cidade com pouca infraestrutura e carente de empregos, o que faz com que a maioria dos trabalhadores se veja obrigada a sair da cidade e buscar oportunidades em Curitiba e no interior de Santa Catarina.


“Já chegou a faltar comida, mas o pai conseguiu uma cesta básica.” Silvana Guimarães de Lima

Dos que ficam em Laranjal, 53% dependem do Bolsa Fa**mília, como Leodete. Juntan*do tudo, ela recebe R$ 204 por mês e improvisa diante das dificuldades. A moradia foi feita com pedaços de madeira, telhas e lonas em cima do chão batido. Isso faz com que os poucos móveis fiquem molhados e forme-se um “rio” dentro de casa a cada chuva mais forte.

Na falta de água encanada, já que o lote não está regularizado, Leodete vai à casa de uma vizinha, onde tem um relógio medidor, e paga mensalmente pelo consumo. Sai de casa com baldes vazios e, depois de 15 minutos de caminhada, chega até a vizinha, onde enche os recipientes com a água que irá usar para cozinhar e tomar banho. À noite, a iluminação da rua ajuda a família, que não tem energia elétrica e vive à base da vela.

A falta de renda e de serviços essenciais impacta em áreas como saúde e educação. Leodete conta que a “cada passo os filhos estão doentes”. Uma das filhas é portadora de deficiência e a igreja tem ajudado a comprar os remédios. Já na casa da família da diarista Silvana Guimarães de Lima, de 26 anos, a consequência pode ser vista na escola. Por falta de guarda-chuva, os filhos não vão às aulas quando chove – a escola fica a 20 minutos de caminhada. Parte do material escolar foi pego emprestado.

Silvana mora com o marido e três filhos e diz que consegue se virar graças aos R$ 160 do Bolsa Família. Os cinco vivem em uma casa simples, sem banheiro nem água encanada. No mesmo terreno ficam outras três residências de familiares que acabam ajudando nos momentos mais difíceis. “Já chegou a faltar comida, mas o pai conseguiu uma cesta básica”, lembra Silvana.

Consequência

A pobreza faz com que Laranjal se destaque negativamente nos indicadores sociais. A cidade tem a terceira pior nota do estado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) nas séries iniciais do ensino fundamental, da rede pública municipal. Já na saúde, a esperança de vida ao nascer é de 69,7 anos, abaixo da média paranaense de 74,7 anos, conforme estimativa calculada para 2009 pelo Instituto Bra*sileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Laranjal também teve em 2009 o 12.º maior índice de mortalidade infantil do estado. E é em meio a essa realidade que muitos moradores tentam se manter – seja improvisando na cidade mesmo ou saindo dela em busca de emprego.

Mudança depende de educação e empregos

A situação de pobreza não é exclusiva de Laranjal. Realidade semelhante acaba sendo observada em cidades próximas. Entre os dez municípios paranaenses com os maiores porcentuais de domicílios pobres, sete estão localizados na Região Centro-Sul do estado. Os caminhos apontados para mudar a realidade são investimento em educação, geração de empregos e melhoria da infraestrutura.

Professor do curso de Economia da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), Altamir Thimóteo explica que a pobreza é consequência da emancipação de muitas dessas cidades por motivos políticos, sem que elas tivessem condições e fontes de renda para se manter. Laranjal, por exemplo, foi instalado em 1993 após emancipar-se de Palmital, e segundo o atual prefeito, João Elinton Dutra, faltou planejamento desde o início.

O presidente do Conselho de Desenvolvimento do Território da Cidadania da Cantuquiriguaçu, Elemar do Nascimento Cezimbra, acrescenta ainda a falta de acessos e a produção agrícola baseada no latifúndio e extrativismo, sem um desenvolvimento mais dinâmico na agricultura. Em relação ao futuro, ele afirma que os municípios estão se articulando e pleiteando mais estradas para ligar cidades vizinhas, agroindustrialização dos produtos locais através do cooperativismo e a instalação de estruturas médicas para o atendimento à população.

A educação também tem um papel-chave. Segundo Cezimbra, um grande avanço foi registrado com a instalação do câmpus da Universidade Federal da Fronteira Sul na cidade de Laranjeiras do Sul.

Empregos

Segundo o prefeito de Laranjal, a melhoria da renda da população passa pela educação, com a formação técnica de trabalhadores rurais para trabalhar com o leite, e pela instalação de pequenas centrais hidrelétricas próximas à cidade, que movimentariam o comércio e gerariam postos de trabalho. “O problema [da cidade] está no emprego”, aponta.

A prefeitura é a maior empregadora em Laranjal, seguida pela construção civil e pela agricultura. No município, 68% da população vive no campo e a produção de leite e o rebanho de gado movimentam a economia. Dessa forma, o cooperativismo é apontado como um caminho para a geração de renda. Já a instalação de grandes indústrias é descartada devido à infraestrutura precária para o escoamento da produção.

O prefeito João Elinton Dutra completa que mudanças vêm ocorrendo com pavimentação de ruas, construção de casas populares, melhoria do transporte escolar, instalação de postos de saúde e reformas em escolas. Em 2000, o porcentual de domicílios pobres na cidade era de 69%, uma redução de 12 pontos porcentuais em dez anos.



http://www.gazetadopovo.com.br/vidae...ade-mais-pobre
P@ssageiro_Cwb no está en línea  


Closed Thread

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 11:26 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu