daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Brasil > Fóruns Gerais > Arquitetura e Discussões Urbanas



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 32 votes, 5.00 average.
Old January 13th, 2011, 12:59 PM   #21
BraVision
BANNED
 
Join Date: Dec 2007
Location: Melbourne
Posts: 2,477
Likes (Received): 66

Quote:
Originally Posted by Jeff Portella View Post
Que nove feio penseiro, deveria se chamar pensadeira.
Penseiro e' palavra utilizada por Chico Buarque de Holanda, e nao constava no Dicionario, na musica "Pedro Pedreiro Penseiro esperando o trem.."

BraVision no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
Old January 17th, 2011, 03:10 PM   #22
Neofita
Registered User
 
Neofita's Avatar
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 782
Likes (Received): 2697

Promessa de campanha, Dilma tenta destravar ‘Minha Casa, Minha Vida’
Valor máximo dos imóveis que podem ser financiados nas cidades com 1 milhão de habitantes subirá para acelerar programa
17 de janeiro de 2011 | 9h 19

Edna Simão, de O Estado de S. Paulo

BRASÍLIA - O governo da presidente Dilma Rousseff já prepara a sua primeira bondade política para dar um incentivo adicional à segunda fase do programa "Minha Casa, Minha Vida" e aos financiamentos para uma parcela da classe média.

Estagnado há mais de três anos, o valor máximo dos imóveis que podem ser financiados com dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em cidades com mais de 1 milhão de habitantes pode ser corrigido ainda neste mês pelo Conselho Curador do FGTS e saltar de R$ 130 mil para algo entre R$ 150 mil e R$ 170 mil.

O objetivo é acelerar o programa entre as famílias com renda mensal entre seis e dez salários mínimos nos grandes centros urbanos, como São Paulo, Brasília e Rio - onde os preços dos imóveis são mais elevados e não se enquadravam nos montantes definidos pelo FGTS.

O programa é uma prioridade de Dilma, que na campanha eleitoral se comprometeu a construir pelo menos 2 milhões de moradias em seus quatro anos de governo. No final do ano passado, o conselho aprovou um orçamento de R$ 46,9 bilhões para este ano - R$ 30,6 bilhões para habitação.

Ao mexer no teto do valor do imóvel financiado para regiões metropolitanas e grandes cidades, também serão revistos os limites para localidades com menos moradores. Para cidades com população entre 250 mil e 1 milhão de habitantes, o valor é de R$ 100 mil e nos demais municípios, R$ 80 mil. A sugestão da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) é de que essas faixas sejam fixadas em R$ 100 mil e R$ 130 mil. Para o teto, a proposta é de R$ 150 mil.

"Talvez o reajuste seja um pouco menor do que esses números, mas a correção deve acontecer", afirmou um técnico do governo. O aumento do limite de R$ 130 mil é uma reivindicação antiga do setor de construção civil. Isso porque os valores inferiores tiveram uma atualização em 2009. Um dos atrativos da operação é que a taxa de juros do FGTS é menor que as do mercado.

Irregularidades

Segundo o presidente da CBIC, Paulo Safady Simão, o setor aguarda com ansiedade a mudança. "Têm locais em que os valores atuais inviabilizam os empreendimentos", afirmou Simão, acrescentando que os números fixados pelo conselho curador estão fora da realidade, o que pode abrir brecha para irregularidades.

Por enquanto, a atualização de valores está sendo analisada pelo Grupo de Apoio Permanente (GAP), que assessora o Conselho Curador do FGTS. A expectativa de técnicos envolvidos no processo é de que a correção seja aprovada ainda este mês. "Estamos trabalhando para isso", afirmou outro técnico do governo. No ano passado, o assunto foi alvo de discussões e só não foi aprovado porque o Ministério da Fazenda pediu para reanalisar a matéria.

Os analistas da Fazenda queriam avaliar o impacto da medida. Na ocasião, se dizia que a orientação era segurar a aprovação para que a medida fosse anunciada no governo de Dilma.

Menor custo

Existem várias fontes de recursos para a construção de um imóvel financiado. O mais barato é do FGTS e atende a famílias com renda de até R$ 4,9 mil.

Dependendo da localidade, é possível comprar imóveis de acordo com três limites: R$ 80 mil, R$ 100 mil e R$ 130 mil. A vantagem é que a taxa de juros de imóveis construídos com recursos do FGTS é inferior à do mercado. Por exemplo, no caso de um imóvel de R$ 80 mil, as taxas de juros de um imóvel construído com dinheiro do trabalhador variam de 5% a 8,55% mais TR (Taxa Referencial). O financiamento da casa própria também pode ser feito com recursos da caderneta de poupança. Nesse caso, a taxa de juros pode chegar a 12% ao ano.

http://economia.estadao.com.br/notic...ot_51214,0.htm

R$130.000 em Brasília realmente sem condições... o programa não emplacou.
Mas resta saber se o aumento do teto não vai ter outro efeito, o de induzir a uma inflação dos preços dos imóveis.
Neofita no está en línea   Reply With Quote
Old March 21st, 2011, 08:05 PM   #23
neosoux
Registered User
 
neosoux's Avatar
 
Join Date: Nov 2004
Location: São Paulo - Ribeirão Preto
Posts: 3,275
Likes (Received): 9

Quote:
Originally Posted by Urbano Santista View Post
Gostei do espaço. Há tempos eu venho ensaiado criar um thread sobre a revitalização do Centro de Santos, mas a preguiça não deixa. Então, enquanto isso, acho que essa notícia cabe bem aqui.

Achei ótima esta reurbanização, o centro precisava disso faz tempo, o urbanismo da região, excluindo o entorno da Rua XV, é terrível. Porém estão perdendo uma excelente oportunidade para enterrar os fios. Será que ninguém pensou nisso?

___________________________________________

Centro de Santos terá 12 ruas reurbanizadas

O Centro Histórico de Santos começa em janeiro a passar pela segunda grande intervenção urbanística dos últimos 24 anos. O projeto inclui a reurbanização de 12 ruas a um custo de R$ 3,94 milhões, sendo R$ 2,2 milhões provenientes do Departamento de Apoio e Desenvolvimento das Estâncias (Dade), do Governo do Estado, e o restante dos cofres municipais. As obras estão licitadas e contratadas e terão início já na primeira quinzena de 2011. A grande novidade é a retirada de todo o sistema de grelhas que passa no meio da calçada da Rua Amador Bueno, na maior parte de sua extensão, e de outras vias como a Frei Caneca. O sistema de drenagem será reestruturado e as calçadas e a rua, niveladas. "Esse sistema de grelhas no meio do calçamento foi implantado em 1987, com um projeto de urbanização. As calçadas foram alargadas e ficaram desniveladas", lembrou o prefeito João Paulo Papa. "A manutenção desses equipamentos é muito difícil e as grelhas começaram a se deteriorar, causando risco aos pedestres". As calçadas manterão a mesma largura, mas uma parte será rebaixada, assim como o asfalto da rua, para ficar em um mesmo nível. "As administrações anteriores foram pavimentando em cima do que já estava feito. Então, há pontos em que o rebaixamento chegará a meio metro".

DUAS FRENTES

As intervenções serão realizadas em duas frentes. Uma delas, prevista em contrato com a Termaq (vencedora da licitação), inclui toda a extensão das ruas João Pessoa e Amador Bueno. Além da retirada das grelhas - no caso da segunda rua - ambas as vias terão repavimentação e troca de calçamento, de mosaico para concreto liso, igual ao já instalado em parte da General Câmara. O sistema de drenagem será refeito, a iluminação duplicada, e o projeto de paisagismo prevê a plantação de árvores no trecho da Rua João Pessoa entre a Rua Brás Cubas e o Porto (parte no Centro e parte no Paquetá). No restante da extensão da via e na Amador Bueno, serão colocados vasos de concreto com plantas para dar aspecto mais agradável às ruas, afirmou o prefeito Papa. Em outra frente, a Prisma Engenharia, vencedora desta segunda licitação, trabalhará na repavimentação asfáltica e implantação de calçamento de concreto liso nas ruas locais e transversais, no quadrilátero compreendido entre as ruas Brás Cubas e a São Bento. Neste trecho estão inclusas também as vias Tuiuty, José Ricardo, Conde D'Eu, Frei Gaspar, Riachuelo, Dom Pedro II, Itororó e Cidade de Toledo. Nas ruas XV de Novembro e do Comércio, o calçamento em mosaico português será mantido e apenas recuperado, devido às características das vias, originais do início do século passado.

CRONOGRAMA

As duas frentes de trabalho começam ao mesmo tempo. Na Amador Bueno, terão início na Praça dos Andradas e irão em direção ao Paquetá. Na João Pessoa, as intervenções serão realizadas no sentido oposto. O secretário de Infraestrutura e Edificações, Antônio Carlos Silva Gonçalves, ressaltou que as obras serãoexecutadas, sempre que possível, em horário noturno e aos finais de semana, para atrapalhar o mínimo possível o funcionamento do comércio. Segundo o prefeito, a divulgação do cronograma de intervenções será semanal e feita, inclusive, de porta em porta. O serviço deve ser totalmente concluído em seis meses. "A infraestrutura do Centro é muito antiga e precisa de uma grande reurbanização, que vai atrair mais investimentos para essa região".



À esquerda calçada atual. À direita trecho onde já foi instalado o concreto.


Fonte: Jornal A Tribuna de 12/12/2010
Vão trocar as calçadas da esquerda pela da direita?!!? Que desgraça!
neosoux no está en línea   Reply With Quote
Old March 22nd, 2011, 12:06 PM   #24
Suburbanist
on the road
 
Suburbanist's Avatar
 
Join Date: Dec 2009
Location: the rain capital of Europe
Posts: 27,428
Likes (Received): 21067

Quote:
Originally Posted by neosoux View Post
Vão trocar as calçadas da esquerda pela da direita?!!? Que desgraça!
Essas pedras são muito ruins para quem usa cadeira de rodas ou tem dificuldades de locomoção, e ficam perigosas quando molhadas.
__________________
YIMBY - Yes, in my backyard!
Suburbanist no está en línea   Reply With Quote
Old March 22nd, 2011, 03:47 PM   #25
neosoux
Registered User
 
neosoux's Avatar
 
Join Date: Nov 2004
Location: São Paulo - Ribeirão Preto
Posts: 3,275
Likes (Received): 9


Sim, concordo, mas o concreto que fizeram é a mais absoluta piada. Total falta de senso de ridículo. Eu não sou nem um pouco contra concreto, sou contra coisa mal feita.. Esse concreto aí já nasceu velho..
neosoux no está en línea   Reply With Quote
Old June 28th, 2011, 01:38 PM   #26
Luca_Rome
Registered User
 
Join Date: Sep 2008
Posts: 4,454
Likes (Received): 555

Quote:
Originally Posted by rio atrato View Post



A história da música se repete na esquina da rua Augusta com a Dona Antônia de Queirós (centro de SP): um "palacete assobradado", usado como cortiço e cuja história é desconhecida do patrimônio histórico, dará lugar a um edifício

Comprado pela construtora Esser, que não deu detalhes sobre o empreendimento, tampouco de quem comprou e quanto pagou pela área, o terreno dará lugar a mais um dos vários empreendimentos que surgem na região e que elevam o preço do metro quadrado na área à casa dos R$ 6.000.

O valor é o mesmo encontrado em bairros nobres como Vila Madalena, Brooklin e Moema.

Esta valorização está expulsando os tradicionais prostíbulos da Augusta para dar lugar, além de prédios de alto a padrão, a bares, clubes e restaurantes.

Na última sexta, "veio os home co'as ferramenta". O novo dono mandou derrubar a construção, que havia anos estava em péssimo estado de conservação. Deu três dias para desocupação.

Segundo o engenheiro responsável pela demolição, o trabalho de desmonte do casarão duraria no máximo duas horas se fosse feito mecanicamente. Como não há espaço para o maquinário, a intervenção será manual e vai durar cerca de um mês.

SEM TETO

Mas nem todos os atuais seis moradores pegaram as coisas e foram pro meio da rua apreciar a demolição. O pedreiro José Raimundo da Silva, 59, que invadiu o local há seis anos, teve que ficar. "Não se aluga nada hoje em dia sem contrato e isso demora uns dias", contou.

A demolição começou com ele dentro mesmo. Ontem, seu José, que até poucos dias atrás se reunia com os companheiros de maloca na calçada do prédio para jogar dominó e fazer churrasquinho, reclamava que seu quarto já estava sem teto. A chuva molhou seus documentos. "Ninguém veio nem avisar. Achei uma sacanagem", diz.

Tão dramática quanto a história de seu José é a desse imóvel, cuja origem é praticamente desconhecida.

Os integrantes do movimento Preserva São Paulo, especialistas em rastrear a história do patrimônio da cidade, não descobriram nada. Um deles avalia que o prédio seja em estilo "art nouveau".

Os órgãos de patrimônio tampouco se interessaram pela construção. Não há qualquer resolução de tombamento no Departamento de Patrimônio Histórico do município. Conpresp, Condephaat e Iphan desconhecem a obra.

Mesmo o prolífico Google encontra apenas uma referência ao antigo palacete. De acordo com o site São Paulo Antiga, ele data de 1913. Mas, em seu frontão, nem a indicação de data ficou.

Questionada se manteria pelo menos a fachada do edifício, a construtora Esser se negou a responder.


Luca_Rome no está en línea   Reply With Quote
Old July 1st, 2011, 03:11 AM   #27
aleochi
carioca
 
aleochi's Avatar
 
Join Date: Jun 2008
Location: Rio [ ] Maceió [x]
Posts: 7,332
Likes (Received): 1703

Quote:
Gosto muito de calçamento de concreto, mas que seja igual o da Av. Paulista. Acho que o o tipo usado lá seja o melhor método de calçamento do mundo. Mas para Centros Históricos, como o dessas ruas de Santos em questao, náo abriria mao de usarem (corretamente) as pedras portuguesas.
__________________
RIO
DE
JANEIRO
aleochi no está en línea   Reply With Quote
Old August 20th, 2011, 06:21 PM   #28
Cesar Vieira
East Side, St. Paul
 
Cesar Vieira's Avatar
 
Join Date: Jan 2009
Location: São Paulo (BR) / Odivelas (PT)
Posts: 1,060
Likes (Received): 823

Quote:
Originally Posted by rio atrato View Post



A história da música se repete na esquina da rua Augusta com a Dona Antônia de Queirós (centro de SP): um "palacete assobradado", usado como cortiço e cuja história é desconhecida do patrimônio histórico, dará lugar a um edifício

Comprado pela construtora Esser, que não deu detalhes sobre o empreendimento, tampouco de quem comprou e quanto pagou pela área, o terreno dará lugar a mais um dos vários empreendimentos que surgem na região e que elevam o preço do metro quadrado na área à casa dos R$ 6.000.

O valor é o mesmo encontrado em bairros nobres como Vila Madalena, Brooklin e Moema.

Esta valorização está expulsando os tradicionais prostíbulos da Augusta para dar lugar, além de prédios de alto a padrão, a bares, clubes e restaurantes.

Na última sexta, "veio os home co'as ferramenta". O novo dono mandou derrubar a construção, que havia anos estava em péssimo estado de conservação. Deu três dias para desocupação.

Segundo o engenheiro responsável pela demolição, o trabalho de desmonte do casarão duraria no máximo duas horas se fosse feito mecanicamente. Como não há espaço para o maquinário, a intervenção será manual e vai durar cerca de um mês.

SEM TETO

Mas nem todos os atuais seis moradores pegaram as coisas e foram pro meio da rua apreciar a demolição. O pedreiro José Raimundo da Silva, 59, que invadiu o local há seis anos, teve que ficar. "Não se aluga nada hoje em dia sem contrato e isso demora uns dias", contou.

A demolição começou com ele dentro mesmo. Ontem, seu José, que até poucos dias atrás se reunia com os companheiros de maloca na calçada do prédio para jogar dominó e fazer churrasquinho, reclamava que seu quarto já estava sem teto. A chuva molhou seus documentos. "Ninguém veio nem avisar. Achei uma sacanagem", diz.

Tão dramática quanto a história de seu José é a desse imóvel, cuja origem é praticamente desconhecida.

Os integrantes do movimento Preserva São Paulo, especialistas em rastrear a história do patrimônio da cidade, não descobriram nada. Um deles avalia que o prédio seja em estilo "art nouveau".

Os órgãos de patrimônio tampouco se interessaram pela construção. Não há qualquer resolução de tombamento no Departamento de Patrimônio Histórico do município. Conpresp, Condephaat e Iphan desconhecem a obra.

Mesmo o prolífico Google encontra apenas uma referência ao antigo palacete. De acordo com o site São Paulo Antiga, ele data de 1913. Mas, em seu frontão, nem a indicação de data ficou.

Questionada se manteria pelo menos a fachada do edifício, a construtora Esser se negou a responder.
É que Narciso acha feio o que não é espelho
......
Da força da grana que ergue e destrói coisas belas

São Paulo a cada dia que passa vai ficando sem sua história.
__________________
Veni, vidi, vici
O povo português é, essencialmente, cosmopolita. Nunca um verdadeiro português foi português: foi sempre tudo.Fernando Pessoa

Last edited by Cesar Vieira; August 20th, 2011 at 06:37 PM.
Cesar Vieira no está en línea   Reply With Quote
Old August 22nd, 2011, 12:30 AM   #29
J Simpson Br
Registered User
 
Join Date: Dec 2010
Posts: 7,180

Talvez aqui seja o melhor lugar pra essa notícia,que é interessante,mas não chega a ser o suficiente para se criar um thread.

Earthscrapper: criar espaço para a Cidade do México no subsolo

A firma BNKR Arquitetura desenvolveu um conceito de arranha-céus invertido que se estende não para o céu mas para o subsolo. Para fazer frente à densidade populacional da capital mexicana sem destruir a fachada histórica.



Há largos anos que a densidade populacional da Cidade do México é um problema para o qual escasseiam soluções possíveis e plausíveis.



A firma BNKR Arquitetura decidiu inovar e inverter o desenho duma pirâmide azteca para criar o oposto de um arranha-céus. A estrutura, batizada de Earthscraper, seria construída na praça principal da cidade ocupando espaço subterrâneo e mantendo o aspeto tradicional da praça.



A forma como o Earthscraper está desenhado permitiria que luz natural chegasse até aos níveis inferiores da estrutura. O “telhado” da estrutura seria em relva para permitir que se continuassem a realizar na praça da capital eventos como concertos, exibições ao ar livre e celebrações diversas.



O desenho da BNKR Arquitectura conta ainda com espaço para domicílios, escritórios e até um museu. Nos primeiros dez andares do Earthscrapper será possível visualizar vários artefactos aztecas e maias num museu pré-Colombiano.



Entre o décimo e vigésimo pisos no subsolo vão estar localizados lojas e ainda domicílios, com os últimos 35 níveis a serem ocupados por escritórios.



http://www.movimentomilenio.com/2011...co-no-subsolo/

Creio que seja um projeto apenas visionário,até por todas as limitações do solo da Cidade do México.
J Simpson Br no está en línea   Reply With Quote
Old September 26th, 2011, 05:02 PM   #30
xatoux
Registered User
 
Join Date: Nov 2009
Location: Santos/SP
Posts: 235
Likes (Received): 18

Golpe no fechamento de ruas
26 de setembro de 2011 | 3h 06

O Estado de S.Paulo

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), segundo a qual moradores de vilas criadas com o fechamento de ruas não são obrigados a pagar taxas de condomínio, porque isso é inconstitucional, abre caminho para acabar com abusos que se vêm espalhando rapidamente nos últimos anos, principalmente nas grandes cidades. Se outras decisões como essa - que se refere a um caso específico do Rio de Janeiro - forem tomadas pelo STF, como tudo indica que acontecerá, estará firmada jurisprudência que vai orientar julgamentos em todos os outros tribunais.



A prática tanto do fechamento de ruas como da formação de condomínio em loteamentos, contra a vontade de muitos moradores, vem de longe. Na capital paulista, leis e decretos municipais, baixados entre 1991 e 2009, permitiram a difusão dessa prática. Existem hoje em São Paulo mais de 300 ruas fechadas, o que é feito com a justificativa de que se trata de medida destinada a melhorar a segurança dos moradores da área, que na prática se transforma numa vila.


O fechamento exige a instalação de grades e cancelas automáticas, além da contratação de pessoal para fazer a segurança - controlando a entrada e saída de pessoas e veículos - e a limpeza do local. Tudo isso tem um custo, que as associações criadas para gerir tais vilas querem repassar a todos os moradores, filiados ou não a essas associações. Essa prática se repete em loteamentos como o da Granja Carneiro Viana, em Cotia, que ficou conhecido em 2008, quando moradores que se recusavam a arcar com as despesas de segurança e limpeza, por não serem membros da associação que decidiu que aquele seria um condomínio, foram considerados inadimplentes e acionados judicialmente.


Na ocasião, uma moradora teve sua casa penhorada pela Justiça por causa de uma dívida de R$ 57 mil. A situação chegou a tal ponto que moradores descontentes criaram a Associação das Vítimas de Loteamentos Residenciais do Estado de São Paulo (Avilesp), para defender seus interesses. Apesar dos esforços da Associação, a situação continua a mesma, pois uma moradora de loteamento também em Cotia recebe, desde 1992, cobrança de taxa de condomínio referente a dois lotes de 350 m², como mostra reportagem do Estado. "Até hoje, mandam boletos cobrando R$ 1,9 mil por mês", diz ela. Seu caso está na Justiça.


Antes da decisão do STF, a probabilidade de essa moradora perder a causa era muito grande. Os Tribunais de Justiça de São Paulo e do Rio Janeiro entenderam até agora que todos os moradores, mesmo os não pertencentes às associações, têm de pagar as taxas, porque usufruem dos serviços por elas prestados. Não contribuir configuraria, em última análise, enriquecimento ilícito. Agora, a situação pode mudar até mesmo para os que acharam melhor pagar as taxas para evitar maiores aborrecimentos. Segundo o promotor de Habitação e Urbanismo José Carlos de Freitas, "todos os que foram cobrados têm condições de ingressar com pedido de ressarcimento".


Tudo indica que estamos perto de acabar com uma das situações mais odiosas criadas nas grandes cidades nos últimos anos, que na prática significa a privatização de espaços públicos, no caso do fechamento de ruas. Tanto nesse como no caso dos loteamentos transformados arbitrariamente em condomínios, o fim da obrigatoriedade de pagar taxas, para os que não pertencem às associações, tende a enfraquecê-las e levá-las a desistir da pretensão absurda de assumir, na prática, funções de segurança e controle de espaços públicos, que são privativas do Estado.


O ideal é que o passo seguinte seja o fim das leis e decretos municipais que possibilitam o fechamento de ruas. Nada justifica essa prática. O argumento de que ela garante maior segurança aos moradores daquelas áreas é inaceitável. No dia em que se admitir como legítimo que uma minoria pode se defender da violência à custa do direito da maioria, a cidade regredirá à lei do salve-se quem puder. Esta não é, nem de longe, a maneira correta de tratar do problema da segurança pública.

http://www.estadao.com.br/noticias/i...-,777564,0.htm
xatoux no está en línea   Reply With Quote
Old September 26th, 2011, 06:28 PM   #31
Valter
Registered User
 
Valter's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Location: Uberlândia - Araxá - Carmo do Paranaíba - Bambuí
Posts: 9,539
Likes (Received): 2070

Morador 'isolado' resiste à construção de novos prédios;


__________________
Como D. Beja Araxá nasceu camponesa.E, como D. Beja, também conheceu a adversidade, sendo o objeto de desejo de poderes superiores. O Estado apropriou-se de suas fontes, maculando sua beleza, ainda que a recompensasse com um rico patrimônio. Por ele, Araxá conheceu o mundo, e o mundo a conheceu. Hoje, D. Beja é Araxá, espelho de suas convicções e metáfora de suas contradições. Nela se refletem simultaneamente, as imagens do seu presente, as representações históricas e as verdades míticas do seu passado; as projeções para o futuro. Rosa Maria Spinoso
Valter no está en línea   Reply With Quote
Old September 27th, 2011, 04:48 AM   #32
Naipesky
Registered User
 
Naipesky's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Posts: 14,959
Likes (Received): 17627

2:38

Great, o condomínio adquiriu o espaço dos sobrados para fazer um quintal de palmeiras para isolar a piscina.


E parece a história do velhinho de "UP".

__________________
Visit WIKIMAPIA - describe your world.
Naipesky no está en línea   Reply With Quote
Old September 27th, 2011, 07:13 AM   #33
RRC
14 anos!
 
RRC's Avatar
 
Join Date: Dec 2003
Location: São Paulo
Posts: 24,405
Likes (Received): 22686

me lembrou também um filme, não lembro o nome, mas era um predinho antigo, caindo aos pedaços prestes a ser demolido por uma construtora, e aparecem um extraterrestres tipo robos, resumindo, os moradores ajudam os etês e esses fazem de tudo pra expulsar os caras das construtoras, no fim aparece a construção de uns predios enormes e o predinho no meio

edit: o que nao se acha na internet! O nome do filme é "O milagre que veio do espaço", filme bem legal da Sessão da tarde, acho que vou ate baixar pra ver de novo
__________________
A virtude do bem viver está nos princípios morais

Conheça SP
RRC no está en línea   Reply With Quote
Old September 27th, 2011, 08:50 PM   #34
EceB
Chapecoense
 
EceB's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: Chapecó
Posts: 5,471
Likes (Received): 5132


é bem legal mesmo , vou baixar tmb hasuhdiusdh

video interessantissimo ! engraçado ver uma sobra de germinados ali no meio do terreno do predio haha
__________________
Ich brauch Freiheit, ich geh auf Reisen
EceB no está en línea   Reply With Quote
Old October 21st, 2011, 05:31 PM   #35
castorino2010
Registered User
 
castorino2010's Avatar
 
Join Date: Oct 2010
Location: Rio de Janeiro
Posts: 4,742
Likes (Received): 2811

edit

Last edited by castorino2010; October 27th, 2011 at 12:04 AM.
castorino2010 no está en línea   Reply With Quote
Old November 4th, 2011, 07:18 PM   #36
Astronauta
¬¬
 
Astronauta's Avatar
 
Join Date: Jul 2007
Location: BH
Posts: 11,261

Este thread está meio parado, mas melhor postar aqui:

Foi reinaugurada a Apple Store em Nova Iorque, agora o cubo tem apenas 15 placas de vidro contra 90 de antes da reforma:







http://macmagazine.com.br/2011/11/04...r-reinaugurado
Astronauta no está en línea   Reply With Quote
Old December 3rd, 2011, 02:16 PM   #37
Cesar Vieira
East Side, St. Paul
 
Cesar Vieira's Avatar
 
Join Date: Jan 2009
Location: São Paulo (BR) / Odivelas (PT)
Posts: 1,060
Likes (Received): 823

Quote:
Originally Posted by Valter View Post
Morador 'isolado' resiste à construção de novos prédios;


verdadeiros heróis da resistência.
Fiquei assustado com a situação da casa mostrada no fim... simplesmente engolida pelo prédio.


Quote:
Originally Posted by RRC View Post
me lembrou também um filme, não lembro o nome, mas era um predinho antigo, caindo aos pedaços prestes a ser demolido por uma construtora, e aparecem um extraterrestres tipo robos, resumindo, os moradores ajudam os etês e esses fazem de tudo pra expulsar os caras das construtoras, no fim aparece a construção de uns predios enormes e o predinho no meio

edit: o que nao se acha na internet! O nome do filme é "O milagre que veio do espaço", filme bem legal da Sessão da tarde, acho que vou ate baixar pra ver de novo
tem mais um filme que vi a muitos (mas muitos mesmo) anos também na Sessão da tarde.
Era de um caipira do meio oeste americano que se muda para uma grande cidade (nova york presumo, não me lembro ao certo), numa região barra pesada, e constrói uma casa de madeira (aquela tipicas de fazenda do interior norte-ameriacano) entre dois prédios, só que a regtião está na mira de investidores que mandam gangues assustar os moradores para que estes vendam seus aptos, mas o tal caipira resiste, apaixona-se por uma rapariga da tal empresa (acho que era isso) e o resto não lembro, não adianta.
era um filme interessante.
__________________
Veni, vidi, vici
O povo português é, essencialmente, cosmopolita. Nunca um verdadeiro português foi português: foi sempre tudo.Fernando Pessoa

Last edited by Cesar Vieira; December 3rd, 2011 at 02:23 PM.
Cesar Vieira no está en línea   Reply With Quote
Old December 4th, 2011, 06:04 PM   #38
Adson
Registered User
 
Adson's Avatar
 
Join Date: Apr 2011
Location: Serra-ES
Posts: 76
Likes (Received): 0

UMA EDIFICAÇÃO REPLETA DE MISTÉRIOS, CONSTRUÍDA POR UM MINEIRO, DE JUIZ DE FORA.

Quote:
Originally Posted by Valter View Post
O objetivo desse thread inicialmente é ser um espaço de notícias referentes a Arquitetura e Urbanismo que não sejam relevantes o suficiente para se ter um thread aqui no subfórum.

Caso tenham uma opiniões a respeito de como deve funcionar esse tópico, estou aberto a sugestões. Caso não funcione ou não haja participação efetiva dos foristas, podemos simplesmente apagar. Aproveitem.
[IMG][/IMG]
__________________
O Sítio Casarão tem forte potencial histórico, turístico e paisagístico. Conheça e ajude salvá-lo!
Adson no está en línea   Reply With Quote
Old December 5th, 2011, 03:27 PM   #39
hipolitocaplan
Registered User
 
hipolitocaplan's Avatar
 
Join Date: Nov 2011
Location: foz do iguaçu
Posts: 7
Likes (Received): 0

Curitiba está longe de ser a cidade perfeita, mas quando vemos notícias como esta na mídia, dá um orgulho danada em saber que contribuímos para isso:

http://style.greenvana.com/2011/conh...as-climaticas/

Um princípio no qual acredito é, "uma construção se faz tijolo a tijolo", Curitiba vem assentando as fiadas há muito tempo....
hipolitocaplan no está en línea   Reply With Quote
Old December 6th, 2011, 05:10 AM   #40
Valter
Registered User
 
Valter's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Location: Uberlândia - Araxá - Carmo do Paranaíba - Bambuí
Posts: 9,539
Likes (Received): 2070

__________________
Como D. Beja Araxá nasceu camponesa.E, como D. Beja, também conheceu a adversidade, sendo o objeto de desejo de poderes superiores. O Estado apropriou-se de suas fontes, maculando sua beleza, ainda que a recompensasse com um rico patrimônio. Por ele, Araxá conheceu o mundo, e o mundo a conheceu. Hoje, D. Beja é Araxá, espelho de suas convicções e metáfora de suas contradições. Nela se refletem simultaneamente, as imagens do seu presente, as representações históricas e as verdades míticas do seu passado; as projeções para o futuro. Rosa Maria Spinoso
Valter no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Related topics on SkyscraperCity


All times are GMT +2. The time now is 10:04 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2017, vBulletin Solutions Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2017 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2017 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu