daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte > Infraestrutura e Transporte > Transporte Aquaviário



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 25 votes, 5.00 average.
Old January 27th, 2009, 07:02 PM   #1
DouG Wq
Registered User
 
DouG Wq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Campos dos Goytacazes - RJ
Posts: 5,991
Likes (Received): 440

[RJ] Porto do Açu, um novo conceito de porto

Porto do Açu


Localizado no município de São João da Barra, na região norte do Estado do Rio de Janeiro, o Porto do Açu é um dos maiores investimentos do Brasil em terminais marítimos privados. Próximo aos campos de petróleo offshore das bacias de Campos, Santos e do Espírito Santo e com fácil acesso para as regiões mais desenvolvidas do Brasil, o Porto do Açu servirá de centro logístico para as regiões Centro-Oeste e Sudeste do Brasil.

Este terminal portuário privativo de uso misto terá seis berços de atracação para navios graneleiros e quatro berços de atracação para carga geral e embarcações de apoio à atividades offshore. Com uma profundidade de 20 metros, o Porto do Açu permitirá a atracação de navios Capesize com capacidade de até 220.000 toneladas, assim como a nova geração dos navios superconteineiros com capacidade de até 11.000 TEUs.



Com uma área de 7.800 hectares, sua retroárea foi projetada para abrigar um inovador pólo industrial de grande capacidade, que incluirá: um terminal para minério de ferro, plantas de pelotização, usinas termoelétricas, um complexo siderúrgico e um pólo metal-mecânico, para atender as demandas das indústrias de petróleo e bens de capital, unidades petroquímicas, refinarias, indústrias cimenteiras e pátios para armazenagem de granéis e carga geral.

Seu projeto também engloba centros de distribuição e consolidação de cargas, instalações para embarcações de apoio às atividades off-shore, montadoras de automóveis e clusters para processamento de rochas ornamentais.

http://www.llx.com.br/publique/cgi/c...sid=162&lng=br

__________________
Gente que desce, sobe, empina e rebola

Last edited by DouG Wq; January 27th, 2009 at 07:41 PM.
DouG Wq no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old January 27th, 2009, 07:14 PM   #2
Carlos Lacerda
Registered User
 
Carlos Lacerda's Avatar
 
Join Date: Dec 2008
Posts: 1,028

Muito bom!
Carlos Lacerda no está en línea   Reply With Quote
Old January 27th, 2009, 07:14 PM   #3
DouG Wq
Registered User
 
DouG Wq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Campos dos Goytacazes - RJ
Posts: 5,991
Likes (Received): 440

Principais Características

Início de Operação: segundo semestre de 2011

10 berços

Profundidade: 20m

Area total: 7.800 hectares

Minério de Ferro: 63,2 Mt
Carvão: 15,3 Mt
Aço: 11,2 Mt
Carga Geral: 330.000 TEUs
Granéis Líquidos: 4 Mm 3

http://www.llx.com.br/publique/cgi/c...sid=212&lng=br
__________________
Gente que desce, sobe, empina e rebola
DouG Wq no está en línea   Reply With Quote
Old January 27th, 2009, 07:17 PM   #4
DouG Wq
Registered User
 
DouG Wq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Campos dos Goytacazes - RJ
Posts: 5,991
Likes (Received): 440

Localização



http://www.llx.com.br/publique/cgi/c...sid=213&lng=br
__________________
Gente que desce, sobe, empina e rebola
DouG Wq no está en línea   Reply With Quote
Old January 27th, 2009, 07:45 PM   #5
DouG Wq
Registered User
 
DouG Wq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Campos dos Goytacazes - RJ
Posts: 5,991
Likes (Received): 440

Andamento das obras


Novembro de 2008


http://www.llx.com.br/publique/media/foto02.jpg

Fotos de pouco tempo depois.

Visão da área da ponte que vai avançar 3 quilometros para o mar.


Em mar aberto as obras avançam com uma ponte com pilares de cerca de 50 metros.





Fotos:http://paulonoel.blogspot.com/
__________________
Gente que desce, sobe, empina e rebola
DouG Wq no está en línea   Reply With Quote
Old January 27th, 2009, 07:50 PM   #6
Fernando_Brasil
Piu Forte, porra!
 
Fernando_Brasil's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Friburgo - Niterói - Rio
Posts: 7,269
Likes (Received): 116

Puxa,as obras estão em ritmo acelerado.Acredito que a instalação do porto de Açu será um marco definitivo para a industrialização do norte fluminense.
__________________
Havemos de amanhecer.
O mundo se tinge com as tintas da antemanhã
e o sangue que escorre é doce, de tão necessário
para colorir tuas pálidas faces, aurora.


Carlos Drummond de Andrade
Fernando_Brasil no está en línea   Reply With Quote
Old January 27th, 2009, 08:36 PM   #7
Kaique
Registered User
 
Kaique's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Fortaleza/Balneário Camboriú
Posts: 7,110
Likes (Received): 133

Sou fascinado com a técnica de construção dessas pontes.

Finalmente encontramos a solução para a carência de bons portos naturais na nossa costa.

É bom ver regiões não centrais de todos os estados se desenvolvendo, assim se conquista o tão necessário desenvolvimento homogêneo que previne a formação das cidades inchadas com anéis e bolsões de pobreza.
Kaique no está en línea   Reply With Quote
Old January 27th, 2009, 11:36 PM   #8
GilsonBarros
Thiago Agom
 
GilsonBarros's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 5,603
Likes (Received): 194

Realmente, será um grande divisor de águas para no norte do estado.
__________________
Tricolor de coração!!!
GilsonBarros no está en línea   Reply With Quote
Old January 28th, 2009, 06:24 PM   #9
DouG Wq
Registered User
 
DouG Wq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Campos dos Goytacazes - RJ
Posts: 5,991
Likes (Received): 440

Folha da Manha - 23/01/09

Artigo

Porto do Açu


A última reunião do Conselho da Representação Norte Fluminense da Firjan, dia 7 passado, foi realizada no local das obras de construção do Porto do Açu, na divisa dos municípios de Campos dos Goytacazes e São João da Barra. Esse porto integra o sistema de logística e transporte por dutos de minério de ferro, extraído em Minas Gerais até embarque para exportação neste litoral do Rio de Janeiro.
Trata-se, como todos sabem, de empreendimento de empresa MMX denominado Minerioduto Minas-Rio, projetado para o transporte de milhões de toneladas de ferro através de dutos em longa distância. No Açu abriga o porto em si, offshore, e complexo na retro-área de uma termoelétrica e usinas de beneficiamento de minério. Afora a demarcação de áreas de preservação ambiental, são amplos os espaços para futuros empreendimentos, em atividade de serviços ou produção de bens voltados à exportação.
É impressionante, de fato. Mas muitíssimo mais a visão local da magnitude do canteiro de obras do Açu: engenharia gigantesca; guindastes, máquinas, veículos pesados, e pessoas em movimento; a materialização do plano, do papel, da maquete, em realidade física. A mim, como também dos Conselheiros da Firjan, sobressai, ainda, a percepção do futuro naquela construção física - pelo seu extraordinário impacto que ocorrerá para esta região.
Isto porque, não se trata unicamente de um porto de exportação de minério, que a rigor, mesmo de grande dimensão como em outros lugares, não reproduz localmente efeito multiplicador significativo. O Porto do Açu tem a característica de projetar-se também para operações de outras cargas, em navios de variados tipos e calagem. Conseqüentemente serve de atração especial à instalação no seu entorno de empresas com foco na exportação.
A empresa regional também será extraordinariamente afetada, de modo positivo, pelo aumento da demanda interna, qualquer que seja seu produto ou serviço, como na vantagem comparativa de exportação. Nisto fica muito claro a alavancagem para o açúcar e etanol, mas praticamente todos os principais produtos do Norte e Noroeste fluminenses serão altamente viáveis de exportação pelo Açu, como bebidas, móveis, vestuário, mármores, doces, produtos da pecuária. Significa, para qualquer empresa da região, ter uma porta para exportação distante apenas 40 km, em média, da fábrica.
Por sua vez, o progresso que advém de surgimento de um porto de navios ocorre em velocidade de transformações muito rápida. Impacta em novas concorrências de empresas, exigências de qualidade dos produtos, capacitação de mão de obra, mudança cultural, adequação do fluxo de cargas pesadas, transporte urbano, demanda de moradias, etc. Enfim, uma variável enorme de questões que deverão ser previamente planejadas, tanto na ordem interna do negócio empresarial, como na esfera do Poder Público visando a estruturação dessas novas demandas.
Marca o Porto do Açu o início de um ciclo de crescimento e diversificação econômica. É o progresso, que é sempre benéfico, mas também um desafio de todos.

http://www.fmanha.com.br/#1219359853
Geraldo B. H. Coutinho
Presidente Regional da FIRJAN-NF e do SINDAAF
__________________
Gente que desce, sobe, empina e rebola
DouG Wq no está en línea   Reply With Quote
Old January 29th, 2009, 02:53 PM   #10
Pedrocn
UNICAMP
 
Pedrocn's Avatar
 
Join Date: Apr 2006
Posts: 1,175
Likes (Received): 33

LLX obtém crédito para construir ramal ferroviário

Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

A LLX Minas-Rio, uma subsidiária da LLX Logística, assinou os contratos de financiamento com o BNDES e os bancos Unibanco e Itaú, num total de 1,321 bilhão de reais. Os recursos serão utilizados para construir um ramal ferroviário de 45 quilômetros, ligando o Porto do Açu, no norte do Rio de Janeiro, à rede ferroviária brasileira. A obra permitirá o escoamento do minério de ferro extraído pela Anglo American em Minas Gerais.

O prazo de pagamento será de 12 anos, com dois anos e meio de carência. O financiamento foi estruturado como project finance. Neste modelo de crédito, o empreendedor e o agente financeiro dividem os riscos do empreendimento, porque o financiamento é pago pelo seu fluxo de caixa, após o início das operações. O BNDES arcará com 50% do total financiado, e os bancos privados, com a outra metade.

A LLX Minas-Rio é controlada pela LLX Logística, fundada em 2007 pelo empresário Eike Batista. Em meados de 2007, a mineradora britânica Anglo-American adquiriu uma fatia de 49% da companhia. A missão da LLX Minas-Rio é construir e operar o Porto do Açu, além do ramal ferroviário que o ligará à malha brasileira. O Porto de Açu foi projetado para escoar 6,5 milhões de toneladas anuais de minério de ferro, 9,7 milhões de toneladas de produtos siderúrgicos, além de carvão, cimento, granéis líquidos e cargas em geral. O porto deve entrar em operação no segundo semestre de 2011.

Fonte: Revista Ferroviária (matéria do Portal Exame)
__________________
"We must become the change we want to see in the world".
-Mohandas Gandhi aka Mahatma Gandhi.
Pedrocn no está en línea   Reply With Quote
Old January 29th, 2009, 05:32 PM   #11
Tquintan
Niteroiense da gema!!
 
Tquintan's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Location: Niteroi
Posts: 3,542
Likes (Received): 84

Impressionante mesmo o avanço da obra... E com a criação do arco rodoviário, o Rio vai se posicionar como centro logístico do país, com três importantes portos.
Tquintan no está en línea   Reply With Quote
Old January 29th, 2009, 10:05 PM   #12
leotavares
ah vá!
 
leotavares's Avatar
 
Join Date: Jan 2009
Location: Vitória/Guarapari - ES
Posts: 34
Likes (Received): 0

Que cresça Campos!
leotavares no está en línea   Reply With Quote
Old January 29th, 2009, 10:41 PM   #13
Rodalvesdepaula
Registered User
 
Rodalvesdepaula's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Sorocaba (SP)/Curitiba (PR), Brazil
Posts: 25,916
Likes (Received): 7808

É um esquema bem interessante de porto, no qual é feito um cais artificial para o atracamento seguro dos navios; geralmente, os portos são construídos em um canal ou baía, pois assim os navios podem descarregar e carregar sem se preocupar com as ondas ou com possíveis alterações na maré.

Como a região já tem uma infra-estrutura ferroviária compatível com o projeto do porto (mas, que está abandonada, só para variar) e a BR-101 passará por necessárias obras de duplicação, o Porto do Açu pode se tornar um dos principais do país e a região pode se desenvolver a passos largos.
__________________
Rodalvesdepaula no está en línea   Reply With Quote
Old January 29th, 2009, 10:46 PM   #14
Stefano_rj
Baixada Fluminense
 
Stefano_rj's Avatar
 
Join Date: May 2008
Location: Nilópolis, Rio de Janeiro
Posts: 1,090
Likes (Received): 0

isso mesmo
a intensão é tornar o estado do rio o maior centro de logística do país.
Se vc colocar um compasso na capital fluminense e girar você marca 35% da população brasileira. Daqui é mais facil distribuir qualquer mercadoria e em 20 anos mais ou menos o Rio de Janeiro poderá ser responsavel por 50% ou mais do total de importação do país.
__________________
Baixada da Guanabara - Nova Iguaçu, Nilópolis, Mesquita, Duque de Caxias, Magé, São João de Meriti e Belford Roxo.

Baixada de Sepetiba - Itaguaí, Seropédica, Paracambi, Queimados, Japerí e Mangaratiba.

Todos por uma Baixada Fluminense melhor!
Stefano_rj no está en línea   Reply With Quote
Old January 29th, 2009, 11:55 PM   #15
DouG Wq
Registered User
 
DouG Wq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Campos dos Goytacazes - RJ
Posts: 5,991
Likes (Received): 440

Quote:
Originally Posted by Rodalvesdepaula View Post
Como a região já tem uma infra-estrutura ferroviária compatível com o projeto do porto (mas, que está abandonada, só para variar) e a BR-101 passará por necessárias obras de duplicação, o Porto do Açu pode se tornar um dos principais do país e a região pode se desenvolver a passos largos.
Com certeza!
As últimas notícias que li da duplicação da BR 101, dizia que o calendário seria antecipado devido a esses investimentos e ao Complexo Portuário Logístico de Barra do Furado, na divisa de Campos com Quissamã, esse último ainda sem prazo de início de obras por se tratar de obra estatal, mas com projeto já concluído e onde as prefeituras de Campos e Quissamã estão buscando parceiras com o Governo do Estado e com o Governo federal.
Se considerarmos apenas os investimentos do Açu, sem dúvidas que as grandes empresas junto ao poder público pressionarão a concessionária a duplicar o mais rápido possível a rodovia, saindo o projeto de Barra do Furado então, será mais um incentivo.
Haverá a construção de uma nova rodovia para ligar a BR 101 diretamente ao porto, mas o que me preocupa é o estado em que se encotnra a BR 356 que liga Campos a São João da Barra, em pista simples e que estava passando por operações tapa buracos realizada pela prefeitura de SJB e pelas empresas que trabalham nas obras do porto. O trecho deve ter aproximadamente 40 km e acredito que já deveria estar em desenvolvimento um projeto de duplicação, sendo que o acostamento ainda nem foi concluído.
__________________
Gente que desce, sobe, empina e rebola
DouG Wq no está en línea   Reply With Quote
Old January 30th, 2009, 04:15 AM   #16
DouG Wq
Registered User
 
DouG Wq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Campos dos Goytacazes - RJ
Posts: 5,991
Likes (Received): 440

Concluindo meu pensamento de cedo.
Para chegar à cidade de São João da Barra, tem que se passar por Campos, hoje para quem chega no sentido Rio já existe uma rodovia estadual que começa antes da área urbana que passa por trás dessa área, levando a região Leste da cidade, próximo a BR 356 que segue para São João da Barra e está sendo construindo pela prefeitura um anel viário que ligará as regiões Oeste a Leste, passando pela Sul, fazendo a ligação entre a BR 101 Sul e BR 356 Leste, retirando o trânsito com destino a São João da Barra, de uma da principais avenidas da cidade que faz a ligação Leste-Oeste / Oeste-Leste, passa por parte da área central da cidade e hoje é o principal acesso a São João da Barra. Então quanto à questão do trânsito em Campos devido ao acesso a São João da Barra, não vejo problemas.

O ponto que me preocupa nisso tudo são as medidas que serão adotadas pelos governos para que ocorra um crescimento de maneira ordenada, para que de fato o desenvolvimento possa chegar em todas suas esferas, mas não somente na questão econômico-financeira.
__________________
Gente que desce, sobe, empina e rebola
DouG Wq no está en línea   Reply With Quote
Old January 30th, 2009, 05:44 AM   #17
Jundiaiense da Silva
Raposa Loka
 
Jundiaiense da Silva's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Jundiaí (SP) / São Mamede (PB)
Posts: 2,986
Likes (Received): 2413

Será que não tem nenhuma reserva ambiental aí perto não???

Tomara que saia né, Peruíba pelo menos já foi pro brejo (olha onde queriam fazer, logo peruíbe )

MAs é bom dar uma esfriada e esperar até o ano que vem né... É, agora o povo deu de importar crise.... Made in America!
__________________
Liberdade, paz, prosperidade.

Last edited by Jundiaiense da Silva; October 28th, 2010 at 09:40 PM.
Jundiaiense da Silva no está en línea   Reply With Quote
Old January 30th, 2009, 04:53 PM   #18
DouG Wq
Registered User
 
DouG Wq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Campos dos Goytacazes - RJ
Posts: 5,991
Likes (Received): 440


Ainda não há nenhuma reserva ambiental, mas existem áreas de mangues e lagoas, onde já está sendo constituída uma área de preservação ambiental pela LLX. Inclusive em Grussaí, distrito de São João da Barra, algumas casas próximas a lagoa, foram desapropriadas. Um lado interessante é que São João da Barra já tinha o Turismo como carro chefe da economia no Plano Diretor e não deixou isso de lado pela industrialização. O município além de praias possui o Pontal de Atafona, onde o oceano está literalmente comendo o continente, um ótimo carnaval e patrimônio histórico. E agora já estuda como explorar o ecoturismo nessa área de proteção ambiental que está sendo constituída.

Quanto ao projeto de Peruíbe, os vereadores da cidade estiveram aqui na região visitando a cidade de São João da Barra, as obras do porto e pelo que li a maioria era contra o projeto. Acredito que esse projeto irá esperar por um bom tempo, se realmente sair, pois devido a essas posições políticas contrárias e devido à questão ambiental, a LLX já anunciou que a demanda de Peruíbe será absorvida pelo Açu e pelo Sudeste, em Itaguaí, também no RJ. Até porque são projetos que estão em fases irreversíveis.
__________________
Gente que desce, sobe, empina e rebola

Last edited by DouG Wq; January 30th, 2009 at 04:58 PM.
DouG Wq no está en línea   Reply With Quote
Old February 7th, 2009, 08:07 AM   #19
DouG Wq
Registered User
 
DouG Wq's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Campos dos Goytacazes - RJ
Posts: 5,991
Likes (Received): 440

Entreposto e limpeza de canais

Parcerias em São João da Barra


Leonardo Alvarenga

A prefeita de São João da Barra, Carla Machado, assinou ontem dois convênios com as empresas responsáveis pela implantação do Complexo do Açu. Um para a construção de um entreposto pesqueiro, em Atafona, no valor de R$ 2,8 milhões e outro relativo à compensação ambiental no valor de R$ 4,5 milhões para a drenagem de canais, reforma, ampliação e capacitação da Usina de Reciclagem. Na ocasião, LLX Minas-Rio doou dois veículos para a Polícia Civil.

Da solenidade, participaram o diretor da LLX, José Salomão Fadlalah, o diretor presidente da Anglo Ferrous Brazil, Alexandre Gomes, coordenador de Meio Ambiente da MPX, Roberto Brito e o gerente-geral do Porto do Açu, Romil Rodrigues.

— Sabemos da importância desse entreposto como forma de fomentar trabalho e renda para a classe pesqueira de nosso município. O entreposto vai fazer com que o pescador receba o que é justo pelo seu trabalho, que poderá fazer a venda direta para o consumidor sem o atravessador”, disse Carla Machado.

— A construção do entreposto, será muito importante, e vai ajudar muito os pescadores com a compra do gelo e do óleo, que será mais barato, e isso será melhor para nós pescadores e para o consumidor que comprará o peixe mais barato, cometou o presidente da Colônia dos Pescadores, William Pereira.

Segundo o gerente-geral do Porto do Açu, Romil Rodrigues, que apresentou o projeto, o investimento no entreposto prevê a compra do terreno, construção da estrutura e compra de equipamentos para o funcionamento da primeira fase do projeto. As duas fases seguintes serão custeadas pela prefeitura.

A expectativa é de que até o final deste ano a primeira fase esteja funcionando. As obras devem ser iniciadas assim que licenças ambientais sejam obtidas e devem durar seis meses.

O outro convênio é referente à drenagem dos canais e a reforma e ampliação da usina de reciclagem. No total serão investidos R$ 4,5 milhões nos dois projetos. Serão realizadas drenagens em três quilômetros de canais que têm influência nas enchentes.

O objetivo é que as obras comecem até o final deste mês e sejam concluídas em até quatro meses. “São João da Barra foi a cidade da região que menos sofreu com a chuvas, devido ao trabalho que a prefeitura já vinha realizando na limpeza dos canais, e através deste projeto estaremos amenizado ainda mais os problemas”, disse a prefeita, avisado que as limpezas dos canais começa dentro de 20 dias e deve durar quatro meses.

Beneficiamento do pescado será a próxima fase do projeto

Dividido em três fases, o entreposto pesqueiro será construído em Atafona em uma área de aproximadamente 2 mil m2, e depois de pronto deve gerar cerca de 40 empregos diretos. Na primeira etapa, o local funcionará para descarga, tratamento e seleção do pescado, comercialização direta de peixe fresco e serviço de abastecimento das embarcações, como gelo e óleo, entre outros.

— No terreno serão construídos uma peixaria, portaria oficial para entrada dos funcionários, caçambas para coleta do resíduo sólido, caixa para pré-decantação da água servida do processamento, cisterna, caixa d´água e área para coleta e destinação séptica do esgoto sanitário e soprador de gelo, um reservatório de óleo diesel para os barcos, caixa de contenção em alvenaria, bomba para combustível e plataforma para expedição de matéria-prima, disse Rodrigues.

Ele informou ainda que na segunda fase acontecerá o beneficiamento do pescado, processamento, congelamento, armazenamento e comercialização dos produtos. Já na última etapa, estão previstos o funcionamento da cozinha industrial para o desenvolvimento de produtos com maior valor agregado, como os pré-prontos.

http://www.monitorcampista.com.br/pa...a=4&edicao=825
__________________
Gente que desce, sobe, empina e rebola
DouG Wq no está en línea   Reply With Quote
Old February 7th, 2009, 02:53 PM   #20
Espartano_bsb
Registered User
 
Espartano_bsb's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 4,924
Likes (Received): 0

Muito bom para o Estado!
Espartano_bsb no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
campos dos goytacazes

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 08:06 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu