daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Projetos e Obras



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old December 29th, 2009, 06:48 AM   #1
tomasegydio
Registered User
 
tomasegydio's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Posts: 751
Likes (Received): 5

(CE) Fortaleza | Avenida Beira-Mar



PROJETO VENCEDOR

Quote:
Originally Posted by fsaulop View Post
jangadeiro online

Requalificação avenida Beira-Mar



http://www.youtube.com/watch?v=w_mG2_RUrmo































A Beira Mar vai ganhar mais espaço. Anunciado na última terça-feira, 22, o projeto vencedor do Concurso Nacional de Ideias para reordenamento da área - promovido pela Prefeitura de Fortaleza - traça uma série de mudanças, entre elas a ``engorda`` da praia. Serão acrescentados 90 metros de largura no trecho entre as avenidas Rui Barbosa e Desembargador Moreira. Com o espaço, será possível ampliar a pista - que continuará com um único sentido -, construir uma ciclovia e destinar uma área só para os coopistas.

O projeto vencedor - assinado pelos arquitetos Ricardo Muratori, Fausto Nilo e Esdras Santos - previu também mudanças para a Feirinha de Artesanato, o Mercado dos Peixes e o Anfiteatro. ``Na Feirinha, por exemplo, a estrutura será fixa e coberta, não vai precisar ter depósitos pra guardar material. O projeto consolida a ocupação atual, mas é transparente, permite que o mar seja visualizado``, explica Antônio Rocha Júnior, coordenador do concurso.

Ele explica ainda que o projeto foi escolhido porque tem uma arquitetura singela, que não entra em choque com a paisagem. Com as mudanças, todos os quiosques, barracas e restaurantes devem ser retirados. Serão construídos quiosques padronizados, no mesmo estilo dos boxes da Feirinha, e colocados em uma distância mínima de 120 metros. ``Eles ficarão mais próximos da via de rolamento e não do mar``.

De acordo com Fausto Nilo, o principal objetivo é uma orla limpa, desbloqueada, com acessibilidade. ``Pensamos muito em reduzir o papel da orla como paraíso dos automóveis. O projeto vai estimular as pessoas a não irem de carro``. O grupo de arquitetos decidiu também valorizar a comunidade e a natureza local, mantendo e ajustando o Mercado dos Peixes, a colônia Z-8 e a foz do Riacho Maceió. ``Queremos fazer com que os negócios comerciais sejam favorecidos, mas de maneira ordenada``, aponta Nilo.

O projeto pensou também no futuro. Considera o transporte pela água e a possibilidade de um bonde elétrico. Segundo Ricardo Muratore, o projeto vem para que todos consigam usar o espaço democraticamente. ``Não há simplesmente a intensão de se transformar a Beira Mar num cartão postal. Ela precisa ser bem usada``.

De acordo com Rocha Júnior, o projeto deve ser desenvolvido pelo grupo de arquitetos. ``Esse foi apenas um estudo preliminar. Isso vai levar cerca de quatro meses. Eles precisam desenvolver a parte arquitetônica, paisagista, de iluminação``.

Ele acredita que a licitação para a execução do projeto deve ser feita em maio, ressaltando que os detalhes da condução da obra (prazos e orçamento) estão a cargo da Prefeitura. ``Ainda é muito cedo para dizer quanto tempo vai levar. É um processo longo, mas a Prefeitura tem pressa``, afirma Rocha.

__

Fundamento

A equipe responsável por este projeto buscou examinar as soluções urbanísticas reconhecidas como exitosas para o redesenho de orlas urbanas, em diversificadas metrópoles mundiais. A conclusão é que entre elas há algo em comum: são projetos de desenho urbano que colocaram objetivos públicos em primeiro lugar, uma vez que as orlas são bens inerentemente públicos e, por isto, o desenho alcança o apoio da comunidade, a proteção do valor das propriedades locais e o orgulho cívico.

Este projeto não pretende ser visto como algo dependente de proezas tecnológicas, nem de arquiteturas exibicionistas em particular. Mais do que isto, ele deseja funcionar como uma ideia que, em sua unidade e significação, revela que o impacto será abrangente, pelas ofertas de acessibilidade e conforto, dirigidas a todos os cidadãos.

Sua forma foi buscada para comunicar, em todos os seus componentes, o sentido de justiça, solidez, compartilhamento e segurança na distribuição dos benefícios a toda a população e aos visitantes da cidade. Esta pode ser uma das matrizes para o desenvolvimento do turismo saudável.

É por esta razão, que o presente desenho leva em conta a importância de incluir benefícios à vizinhança dos bairros de todas as classes sociais residentes em sua área de influência direta. No urbanismo, para os dias atuais, isto significa tornar essas vantagens fisicamente acessíveis, a partir de uma simples caminhada, para uma população aproximada de 60.000 pessoas, equitativamente dividida entre pobres e ricos.

Na medida do possível, a nova orla da beira mar e sua vizinhança formarão um bairro vibrante, vivificado e, ao mesmo tempo, um destino internacional. Seu ambiente se formará com múltiplos atrativos relacionados com alta conectividade, pela excelência do transporte e da mobilidade. Seu papel potencial como conector de várias comunidades urbanas é evidente, sem, no entanto, ter que ser configurado como um espaço congestionado por veículos ou transformado em via de tráfego de passagem, como ocorreu com a maioria dos espaços congêneres no mundo.

Embora ofereça uma melhor organização e uma quantidade maior de vagas de estacionamentos que sua versão atual, a nova beira mar não será um espaço de privilégio de automóveis mas, sim, da prioridade à atividade pedestre. Esta é uma forma democrática e justa de produzir a convergência, a boa acessibilidade e o convívio das pessoas.

No futuro próximo, o êxito do projeto deverá alterar os valores imobiliários e haverá incremento de interesse dos incorporadores em investir em sua área de influência. Desta forma, um plano mestre apropriado indicará que os excessos de automóveis deverão ser acomodados em situações adequadas, fora da promenade. Ou seja, no interior do próprio tecido urbano construído na vizinhança e por iniciativa do poder privado.

As emergências de deslocamentos de pessoas no ambiente da promenade serão apoiadas por transporte público local que, neste mesmo futuro, poderá adotar o modo bonde elétrico, coadjuvado por eco-táxis, que farão a ligação da orla com os pontos de transportes da cidade, principalmente em possíveis hubs de uso misto, a se situarem em pontos esratégicos dentro do tecido urbano.



Legibilidade, acessibilidade e expressão pública

Na compreensão de seu novo desenho, a beira mar reforçará a legibilidade espacial, decorrente da disposição linear no próprio trajeto, com seu sentido de liberdade. O desenho se orientou para a visualização das várias camadas históricas dos lugares e suas atratividades principais, realçando ícones urbanos e artes públicas como lugares de referência e encontro. Tudo se dará como concretização simbólica de uma iniciativa de regeneração da força de imagem da cidade, realçando sua identificação. Tudo para apoiar a valorização do recurso mais potente de todos aqueles situados no âmbito metropolitano: a beira mar.

Nesta iniciativa, um dos objetivos urbanísticos do projeto é preservar e destacar a dinâmica das vistas da cidade em cada ponto da orla e aproveitar os lugares de melhor ponto de vista para configurar recantos de convergência e promenades extensivas da orla.

A excelência de resultados compartilhados poderá ser obtida no projeto pela mistura de usos com conteúdos projetuais que incluem desde a cultura de rua, à cultura do entretenimento, o lazer, o cuidado com o corpo, o pequeno comércio, os mirantes, a gastronomia, o artesanato, as áreas naturais, os atrativos para crianças, os lugares de serviços de comida e bebida.tudo sob a a luz do ceará, com seu poder único e festivo.



Alta acessibilidade pública, alta vitalidade

O projeto tem como um de seus principais objetivos a incrementação, por todos os meios urbanísticos possíveis, do acesso garantido à praia limpa a qualquer cidadão, sem bloqueios físicos, visuais, ou ambientais. Este objetivo é coadjuvado pela meta de fortalecimento dos focos de convergência e da otimização radical de suas conectividades, privilegiando a continuidade paisagística e a mobilidade pedesre.

O campo de estudo é o lugar onde convivem de forma conflituosa pessoas residentes locais, visitantes turísticos, automóveis, ambulantes, comércio permanente em situação indevida, lixo, poluição sonora, resíduos, níveis excessivos de agressividade urbana e esgotos na praia.

O projeto responde à questão do uso do solo ordenando a compreensão dos aspectos de polaridades e movimentações, numa organização urbana de padrão universal, do tipo linear. Desta maneira, foi necessário montar uma estratégia urbanística para distribuir as atratividades diversficadas, produzindo oportunidades de intercâmbio em condições confortáveis para as pessoas em movimento ou em situações de calma.

Estruturação do uso do solo pela conexão de novos e velhos focos convergentes

Um dos fundamentos desta estratégia é reconhecer, de início, os focos convergentes já tradicionalizados, que justificam sua permanência, e estabelecer elementos relacionais e de sinergia com novos focos de convergências, a se situaraem na área do novo aterro. Desta maneira, fundou-se a hierarquia destes focos, atribuindo-se os graus evidentes de importância, balanceados pela diversidade de experiência que cada um deles pode proporcionar.



Além disto, o redesenho prioriza a consequente reforma dos espaços linerares dedicados aos movimentos de pessoas e veículos, de forma a oferecr os níveis de conforto que a população, há tanto tempo, está a reclamar.

O projeto é estruturado a partir desta visão e se ordena, como é comum em estruturas urbanas de corredores, como uma sequência em renovada relação linear de velhos e novos focos convergentes, hirarquizados por polaridades que serão baseadas na importância e na diversidade de atrativos, unidos por alta conectividade física e visual.







Este padrão de estruturação está formado por uma série de “projetos componentes”, que se definem como unidades sistemáticas, com razoável padronização construtiva e, que desta forma, podem ter implementação gradativa. São componentes que se complementam entre si para formar a grande unidade paisagística, enquanto resolvem o encontro adequado entre problemas e oportunidades que se apresentam dentro da área de estudo. Tais componentes compartilham tratamentos formais e materiais devidamente coordenados entre si, criando a identidade única que sinaliza a imagem urbana desta nova orla. Os projetos-chave que formam sua esplanada, são suas amenidades principais:

■ Os acessíveis pavilhões de múltiplos usos, situados no foco mais convergente da esplanada, onde a comunidade organizará suas atividades diversificadas. Serão construídos como padrões articulados com jardins, concebidos com transparência (serão abertos para a maioria dos usos) e pés direitos altos. Neles poderão ocorrer, entre outros usos, reuniões comunitárias, exposição de flores, festivais, pequenas conferências, atividades de gerência, informação, polícia e segurança;

■ Os pavilhões da feirinha de artesanato, que, no projeto, servem, além desta função, como sombras paisagísticas nos horários da manhã e de parte da tarde, constituem-se nos mais complexos problemas a serem resolvidos. O projeto adotou solução leve e flexível que venha a apoiar, de forma adequada, a atividade e, ao mesmo tempo, antecipar-se contra as indesejáveis tendências de apropriação indevida e permanente de áreas públicas. Pode-se afirmar, com segurança, que a feirinha de artesanato é o foco do programa com maior intensidade de uso do espaço, embora em um tempo limitado a sete horas diárias. Este reduzido coeficiente de uso em espaço público tão nobre aponta pra a demanda soluções de uso compartilhado.

■ A estruturação espacial da feirinha foi encaminhada de maneira que, em sua parte posterior, nas extremidades do estacionamento, sejam localizados dois pequenos depósitos que abrigarão containers de cada uma das lojinhas durante as horas sem atividade comercial.

■ Será implantado um conjunto integrado de playgrounds, com brinquedos conectados secos e aquáticos. A área específica será situada em ponto médio do conjunto da esplanada, como foco acessível e visualmente controlável a partir de ambientes atrativos para os pais (as piazzetas de serviços de comida e bebida);

■ As piazzetas de comida e bebida, concebidas como sistemas diferenciados, porém articulados por padrões de ambientes decorrentes de sombras de árvores nativas frondosas, combinadas com áreas pavimentadas ou áreas em areia. Estas piazzetas estarão sempre ancoradas em dois containers destinados a sanitários públicos e cozinha;

■ Quiosques de serviços ao público distribuídos em situações estratégicas;

■ Áreas dedicadas a esporte na areia, do lado da praia;

■ Pontos de encontro e permanência tranquila e contemplativa do por do sol, a partir de “morros mirantes” acoplados a arborizações amenizadoras e lugares tranquilos com bancos, distribuídos na margem norte da urbanização da esplanada;

■Quiosques com variados tipos de serviços ao público;

■ Espigão do lado leste, com controle de acessos, urbanização leve, passatempos sombreados, agregadores, com design escultural e capacidade de dar autosuficiência energética à urbanização da esplanada. Tudo apoiado por rampa de acesso ao ancoradouro de escunas de passeio;

■ Espigão oeste, a ser tratado como um jardim linear de esculturas, que formarão uma sequência de silhuetas recortadas pela luz do sol poente e cujo ponto final é um mirante;

■ Estacionamentos insulares de padrão verde, em unidades de 80 vagas, distribuídos de forma equidistnte dos principais destinos, incluindo “gate” de controle, arborização amenizdora, alta permeabilidade do pavimento por meio de piso com blocos de concreto intertravado com grama;

■ Superfícies de pavimentos para uso público, especificadas com rigor, tomando por base critérios de baixa mineralização e alta permeabilidade, com vistas à eficiência da drenagem, ao baixo índice de ofuscamento, à redução do calor irradiado e, sempre que possível, entremeado com elementos naturais. Estes critérios valem também para os outros trechos de urbanização do lado que prossegue para o leste.

■ No trecho de desenvolvimento do projeto, no sentido leste, que excede á área da esplanada (aterro), a estruturação é definida pela seguinte sequência de componentes com caráter urbanístico de destinos:

■ Bosque na antiga área do “escorrega lá vai mais um”, nas proximidades do náutico atlético cearense, de onde deverão ser removidos bloqueios físicos situados na praia em favor de resgatar o trecho de praia limpa. A área deverá ser regenerada a partir da remoção destas intrusões ambientais e desta forma o conjunto será tratado como lugar natural em proximidade da “praça dos estressados”, incluindo usos leves ligados à saúde, ao descanso ou a jogos de mesa (dama, xadrez, etc.);

■ “Anfiteatro” a ser apoiado em sua vitalidade pela adição de um skate park de alta atratividade e acrescido de camarins, formando um novo lugar de múltiplos usos, proporcionando encontro e expressão pública da juventude originária das vizinhanças imediatas e também de toda a região metropolitana;

■ Passarelas e trapiches para passeio e pesca, equipados com “gate” para controle de acessos, a serem situados na “pedra do apito”, por trás das áreas do anfiteatro e do “largo da iracema”. O sistema será construído na forma estrutural de palafitas sobre a base de arenito, sem problemas de convívo com os processos naturais, onde a onda máxima produz cheias de 0,90cm da altura em relação à base natural de pedra.

■ “Largo da Iracema”, oferecendo tratamento leve de urbanização com alto índice de permeabilidade, regeneração e complementação de arborização de base nativa, redimensionado em termos de espaço público para realçar a visualidade da escultura, e formando um lugar apoiado por bancos e lugares tranquilos para permanência de famílias, crianças e grupo de visitantes.

■ Zona dos estacionamentos de barcos, das oficinas de manutenção das embarcações, preservando os atrativos culturais da atividade, com acesso visual do público, promovendo ordenação física das atividades e implantando um “memorial ao ar livre, dos heróis jangadeiros”. Este memorial será como uma coleção de elementos referenciais inscritos na paisagem urbanizada do novo calçadão, a partir de esculturas, poemas, textos e imagens representados em materiais que possam permanecer expostos ao sol e à chuva. A temática, naturalmente, envolverá os jangadeiros cearenses, desde dragão do mar, jacaré e mestre jerônimo. Aí estarão presentes seus mitos, sua história e, também, registros notáveis sobre o cineasta Orson Welles e sua obra, que envolveu pessoas simples da comunidade local, como atores. Nas proximidades, será implantado outro atracadouro de escunas de passeio.

■ O último foco convergente é o destino final na sequência leste, formado pelo novo mercado de peixes , concebido como uma grande “sombra”, com pé direito expressivo e aberta em suas laterais. O conjunto será acoplado ao terminal pesqueiro, com área de carga e descarga, restaurante em mezanino, com vistas para o mar e incluindo, na mesma edificação, uma área para a sede da colônia de pescadores. Este foco é amparado, em seu contexto de convergência, pelo polo gastronômico das chamadas peixadas cearenses, situadas no lado construído do tecido urbano.

■ O trecho leste será apoiado por estacionamentos de rua, em posição de 45 graus, com espaço adequado para manobras, de forma a evitar congestionamentos na via. Em termos quantitativos, os estacionamentos estão abaixo da cota razoável a ser solicitada pelas funções, uma vez que os limites da geometria disponível (considerando-se a faixas ambientalmente protegidas), infelizmente, inviabiliza a criação de áreas extras para acomodar automóveis. De qualquer forma, admitindo-se o prosseguimento do projeto em relação à conversão em oportunidades de seus impactos no tecido urbano contíguo, caberia ao poder municipal criar políticas, em futuras etapas de desenvolvimento, para estimular o surgimento de usos mistos no tecido urbano próximo, com inclusão de vagas a serem disponibilizadas aos frequentadores do destino gastronômico.

Fonte: www.vitruvius.com.br
__________________

Last edited by tomasegydio; August 19th, 2011 at 05:09 AM.
tomasegydio no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old December 29th, 2009, 06:52 AM   #2
PedroLacerda
Registered User
 
PedroLacerda's Avatar
 
Join Date: May 2007
Location: Vancouver
Posts: 11,003
Likes (Received): 359

Fantástico!
Vai ficar melhor do que já é!
__________________
Maple leaf.
PedroLacerda no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 02:12 PM   #3
tonyssa
.
 
tonyssa's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Posts: 76,217

Maravilhoso!
tonyssa no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 03:03 PM   #4
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,078
Likes (Received): 415

É um mega projeto, com certeza, ampliação do aterro de areia pela Av. Beira-Mar, e agora esse calçadão totalmente novo! Sem contar com os diques, que daí vão contar com equipamentos de entretenimento! Agora é esperar até o primeiro semestre de 2010 pra ver isso tudo andando! A Beira-Mar que já tem um urbanismo ótimo e bastante elogiado, vai ficar ainda melhor!
D'Neto no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 03:31 PM   #5
Fortal
O Show é aqui!
 
Fortal's Avatar
 
Join Date: Nov 2004
Location: São Paulo
Posts: 5,740
Likes (Received): 8

parabéns pelo tópico, Tomas! Me agradou bastante o projeto. Eu vi os outros vencedores, acredito que todos participaram bem. Nesse que foi vencedor está bem muito bem "equilibrado", diria assim...

Acho que a Beira-mar revitalizada será de grande importância para os moradores e os turistas. Também acredito que não devemos ter um "excesso" nos detalhes da orla, senão poderá se descaracterizar. Está muito bem feito, adorei as intervenções na Feirinha, que agora será coberta, o espigão no Náutico, o mercado de peixes etc.

Só espero também que essa obra (essa sim deve-se ser construída aos poucos, sem pressa, até a Copa) para não atrapalhar o fluxo de pessoas. Precisa ter um estudo sério de onde começar e de onde terminar.
vamos que vamos!
Fortal no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 03:51 PM   #6
LFP Madruga
Registered User
 
LFP Madruga's Avatar
 
Join Date: Oct 2008
Location: Salvador-BA
Posts: 2,791
Likes (Received): 135

Fantástico! A orla de Fortal vai ficar ainda mais bonita.
LFP Madruga no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 04:09 PM   #7
ZekaPOA
Registered User
 
ZekaPOA's Avatar
 
Join Date: Feb 2009
Location: Porto Alegre
Posts: 2,997
Likes (Received): 501

Muito bom, parabéns à Fortaleza!

Se fosse aqui em Porto Alegre, este projeto teria sido barrado na Câmara e pelos ecoxiitas pseudo-intelectuais, pois seria considerado uma "agressão à orla".
ZekaPOA no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 04:33 PM   #8
hugoslz
Morando em SP
 
hugoslz's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo/São Luís
Posts: 18,019
Likes (Received): 342

Uau! Pelo pouco que eu vi tenho certeza de que vai ficar sensacional!
Tava precisando dar uma recauchutada mesmo...
__________________
São Luís do Maranhão
Tb eleita pela FGV uma das melhores cidades p se trabalhar e o estado que mais criou empregos formais em 2008
Refinaria Premium US$ 20 bi/ 132 mil empregos|Companhia Siderúrgica do Mearim US$ 4,1 bi/ 20 mil empregos|Estaleiro Naval R$ 300 mi/ 16 mil empregos|Expansão do Complexo do Porto do Itaqui e Vale R$ 6,64 bi|Hidrelétrica de Estreito R$ 3 bi/ 22 mil empregos|Usina Termoelétrica do Maranhão R$ 1 bi|Suzano R$ 2,9 bi/ 6 mil empregos|+4 shops,1 expans,Atacadão e Sams Club!400 torres e 23mil apts em construç só em SLZ
hugoslz no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 04:52 PM   #9
Edvan victor
Maceió um Amor de Cidade
 
Edvan victor's Avatar
 
Join Date: Jul 2008
Location: Maceió - AL
Posts: 3,251
Likes (Received): 71

Otimo projeto.
Edvan victor no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 04:57 PM   #10
gustavo.sces
Registered User
 
gustavo.sces's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Porto Velho, RO
Posts: 6,017
Likes (Received): 181

Muito Bonito! Belo Projeto.
gustavo.sces no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 06:26 PM   #11
Caruaruense
Agreste Pernambucano
 
Caruaruense's Avatar
 
Join Date: Nov 2007
Posts: 16,871
Likes (Received): 1534

Excelente!
__________________
País de Caruaru: Ó Pátria amada, idolatrada, salve! Salve!
Caruaruense no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 06:31 PM   #12
MAMUTE
Agora no SSP.
 
MAMUTE's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Brasília
Posts: 4,891
Likes (Received): 5

bom tambem...
MAMUTE no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 06:54 PM   #13
PedroNAT
Registered User
 
PedroNAT's Avatar
 
Join Date: Jun 2009
Location: Natal
Posts: 5,798
Likes (Received): 514

Adorei
PedroNAT no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 08:13 PM   #14
Will_NE
No meio do Sertão
 
Will_NE's Avatar
 
Join Date: Oct 2005
Location: Senhor do Bonfim (BA)
Posts: 16,454
Likes (Received): 1835

Excelente! A Beira-Mar vai ficar com uma outra cara, com essa reforma!
__________________
Will_NE no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2009, 10:49 PM   #15
silvinho_j
Registered User
 
silvinho_j's Avatar
 
Join Date: Oct 2008
Location: Recife
Posts: 9,198
Likes (Received): 86

Parece muito bom.
silvinho_j no está en línea   Reply With Quote
Old December 30th, 2009, 02:58 AM   #16
Brazuca Surfer
Rio: Great place to surf
 
Brazuca Surfer's Avatar
 
Join Date: May 2007
Location: Rio_Auckland
Posts: 2,144
Likes (Received): 3458

Fantástico!

Tudo muito sóbrio e elegante, e ainda por cima com apelo sustentável. Espero que realmente saia, assim como muitos projetos em Fortal!
__________________
Brazil: Surf SuperPower
Brazuca Surfer no está en línea   Reply With Quote
Old December 30th, 2009, 04:22 AM   #17
CARIOCAemSSA
Registered User
 
CARIOCAemSSA's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Sampa( ); Rio(x); Campos( ); SSA( )
Posts: 14,043
Likes (Received): 1415

Ótimo projeto. Nossas cidades precisam desse tipo de iniciativa!
CARIOCAemSSA no está en línea   Reply With Quote
Old December 30th, 2009, 05:43 AM   #18
destruz
Registered User
 
destruz's Avatar
 
Join Date: Jan 2008
Location: Recifeeee
Posts: 162
Likes (Received): 3

Vai ficar mais lindo do que já é!!
destruz no está en línea   Reply With Quote
Old December 30th, 2009, 06:57 AM   #19
Leonardo López
Bora BahêêaA
 
Leonardo López's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Salvador
Posts: 5,729
Likes (Received): 354

__________________
Coração da África, berço cultural do Brasil, o maior sorriso do Mundo...BAHIA.
Leonardo López no está en línea   Reply With Quote
Old December 30th, 2009, 07:21 AM   #20
KelvynHN
;D
 
KelvynHN's Avatar
 
Join Date: Jul 2008
Location: Fortaleza
Posts: 603
Likes (Received): 1151

Tomara que fique logo pronto =D
E gostei do espigão, mas tem de ter mais seguranças porque ali é assalto direto.
KelvynHN no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 09:12 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu