daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine
Old May 18th, 2010, 07:27 PM   #441
SÓ VAI COM ORDEM...
BANNED
 
Join Date: Mar 2010
Location: SANTA CATARINA
Posts: 769
Likes (Received): 0

SANTA CATARINA – CASOS DE SUCESSO.

CASO 9 – A VOCAÇÃO TÊXTIL DO IMIGRANTE ALEMÃO.

HERING. Blumenau. 1880.
A história da Cia Hering, há mais de 128 anos, une-se de forma inseparável à história dos Hering, uma família de imigrantes alemães que, como tantas outras que vieram fazer a América, acabaram por escrever importante capítulo do desenvolvimento industrial do Vale do Itajaí e do estado de Santa Catarina. Tudo começou na distante Hartha na Alemanha. Hermann Hering ouvira falar de uma colônia fundada em 1850 pelo Dr. Blumenau em Santa Catarina. Homem empreendedor, Hermann aportou na nova colônia em 1878, deixando a família aos cuidados do irmão Bruno Hering. Em 1880, Hermann compra um tear circular, um caixote de fios e escreve à esposa Minna pedindo que ela encaminhe ao Brasil seus filhos mais velhos, Paul e Elise e seu irmão Bruno. Os primeiros tempos foram difíceis, mas os Hering nunca desanimaram. Tem início a produção na pequena tecelagem "Trikotwaren Fabrik Gerbruder Hering" numa casa na atual rua XV de Novembro na cidade de Blumenau. Assim nasce a Indústria Têxtil Companhia Hering.
http://www.ciahering.com.br/08/historia.php

DOEHLER. Joinville. 1881.
A história da Döhler guarda fortes laços com a história de Joinville. Fundada em 1881, a empresa cumpre importante papel na ascensão da antiga colônia ao patamar de maior pólo econômico de Santa Catarina e um dos principais centros industriais do Brasil. Ao completar 30 anos, Joinville tem comércio organizado, planta erva-mate, ergue as primeiras escolas, igrejas, hospitais e clubes de tiro. Nesse cenário, o imigrante alemão Carl Göttlieb Döhler monta um rústico tear de madeira e, junto com a família, começa a fabricar tecidos - brim e xadrez - para abastecer a operosa comunidade local.
http://www.dohler.com.br/pt/institucional/historia.php


KARSTEN. Blumenau. 1882.
A Karsten é uma indústria têxtil brasileira de cama, mesa e banho, com sede em Blumenau, estado de Santa Catarina. Foi fundada em setembro de 1882 pelo imigrante alemão Johann Karsten. A Karsten tornou-se uma companhia de capital aberto em 1971. Em 1977 implantou a sua própria fiação, completando assim toda a cadeia de produção. Está presente em mais de 40 países, tornando-a uma das maiores exportadoras do país em artigos têxteis.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Karsten

BUETTNER. Brusque. 1898.
A Buettner foi fundada em 1898, produzindo inicialmente toda espécie de bordados finos, trazidos da Alemanha, onde foi se expandindo. Atua há mais de 100 anos no segmento têxtil, produzindo o mais alto padrão de qualidade em produtos de banho, cama e mesa. Em 1930 passou a produzir definitivamente toalhas de banho.
http://www.buettner.com.br/interna.php?show=109

LEPPER. Joinville. 1907.
A trajetória secular da Companhia Fabril Lepper se confunde com a história de Joinville e, principalmente, com a própria história empresarial brasileira. Criada em 1907, por iniciativa de Hermann August Lepper, líder comunitário dotado de grande visão empresarial e representante da segunda geração dos Lepper em Joinville (que chegaram ao local 14 meses após o início do processo de povoamento da região), a Companhia Fabril Lepper dá continuidade a uma das sagas empresariais mais interessantes e peculiares de Santa Catarina e do Brasil.
http://www.lepper.com.br/institucional


SCHLOSSER. Brusque. 1911.
A Companhia Industrial Schlösser S.A. foi fundada a partir do pioneirismo e visão empreendedora de Gustavo Schlösser e seus filhos Hugo e Adolfo no dia 1º de Janeiro de 1911, recebendo inicialmente a denominação de Gustavo Schlösser & Filhos. No início das atividades a empresa contava apenas com dois teares manuais de madeira, estes produziam artigos populares que eram vendidos na região. No ano de 1924 a empresa adquiriu teares mecânicos e montou sua tinturaria. Mais tarde no ano de 1933 ocorreu a transformação para Sociedade Anônima, sendo a razão social modificada para COMPANHIA INDUSTRIAL SCHLÖSSER S.A. Já em 1938 a companhia adquire uma moderna fiação e passa a fabricar os fios para consumo próprio de sua tecelagem. Desde então a companhia tem investido sempre na modernização de suas instalações, garantindo assim os meios necessários para estar sempre em sintonia com as exigências do mercado onde atua, mantendo também a já consagrada qualidade de seus produtos.
http://www.schlosser.com.br/site/hp/index.php?secao=1

TEKA. Blumenau. 1926.
Fundada em 1926 por Paul Fritz Kuehnrich na cidade de Blumenau - SC, a Teka - uma das maiores fabricantes de artigos de cama, mesa e banho da América Latina –, conquista os consumidores brasileiros com produtos diferenciados, sempre acompanhando as tendências da moda nacional e internacional. Diversidade, versatilidade, qualidade e bom gosto são prioridades nas coleções da Teka. Fruto do trabalho de seus 4.700 colaboradores divididos nas suas quatro unidades fabris: Blumenau, Indaial, Arthur Nogueira e Itapira. Toda a linha de cama, mesa e banho é produzida dentro das normas de proteção ambiental e a Teka ainda possui a certificação ecológica Internacional Alemã “Öko-tex Standard 100” –garantia de que seus produtos são produzidos em processos que não prejudicam o meio ambiente e também não causam danos a saúde dos seus consumidores.
http://www.teka.com.br/controller.as...=institucional

HACO. Blumenau. 1928.
A família Conrad adquire uma pequena fábrica de cadarços de algodão, na Vila Itoupava, em Blumenau (SC). No início eram 10 funcionários e 6 teares manuais.
http://www.haco.com.br/etiquetas/sala_imprensa.pdf


CREMER. Blumenau. 1935.
O imigrante alemão Werner Siegfried Cremer transferiu de Porto Alegre para Blumenau uma pequena fábrica de artigos têxteis para uso cirúrgico e hospitalar, fundando a Cremer no dia 30 de março deste ano, juntamente com um grupo de 12 médicos e empresários de Blumenau.
http://www.cremer.com.br/historico.shtml

ARTEX. Blumenau. 1936.
A empresa Artex foi fundada em 23 de maio de 1936 na Rua Progresso, 150, por Theophilo Bernardo Zadrozny e Otto Huber, que compraram as terras da família Gresvsmuhl. Theophilo Bernardo Zadrozny não possuía grandes conhecimento no ramo têxtil, porém seu dinamismo e espírito empreendedor, possibilitaram a fundação de uma nova empresa, a Artex SA. Então convidou um hábil tecelão e técnico, chamado Otto Huber, que trabalhava ali próximo, na Empresa Industrial Garcia, para associar-se. As duas empresas citadas, Garcia e Artex, foram empresas que fizeram através de seus colaboradores o crescimento não só do bairro Progresso, mas de todo grande Garcia. Otto Huber (austríaco) um dos fundadores da Artex, trabalhou 30 anos na E. I. Garcia, e convidado por Theophilo Bernardo Zadrozny (nascido em Brusque) foi para a Artex.
http://adalbertoday.blogspot.com/

SULFABRIL. Blumenau. 1947.
O dia 23 de janeiro de 1947 entrou para a história da indústria têxtil e da moda no Brasil. Nesta data, o empresário Paulo Fritzche dava vida ao seu maior sonho, colocando em funcionamento as máquinas de costura de sua fábrica em Blumenau/SC: a Sociedade Sulfabril Ltda, de onde sairiam os produtos de qualidade com a marca Sulfabril, usados por consumidores de todo o País. Nascia assim, a indústria que nas décadas seguintes se tornaria uma das mais conceituadas e tradicionais da região de Blumenau. Por decisão de sua diretoria, em dezembro de 1954 a Sociedade Sulfabril Ltda transforma-se em sociedade anônima de capital fechado. No início, a Sulfabril atuava com duas linhas básicas de produtos: malharia e camisaria. Também se limitava à confecção do produto final, adquirindo tecidos de fornecedores. Mais tarde adequou a produção, desativando a unidade de camisaria e concentrando-se nos segmentos de malharia e confecções, utilizando fios de algodão e sintéticos. Atualmente a Sulfabril S.A. produz e comercializa artigos com fibras de algodão e sintéticos, com as marcas Sulfabril, Senha e Pura Onda. Seu parque fabril é composto por unidades de malharia, tinturaria, estamparia e confecção na cidade de Blumenau, além de uma unidade de confecção em Ascurra. A empresa gera 1.200 empregos diretos.
http://www.sulfabril.com.br/public/w...ional&css=azul

BUDDEMEYER. São Bento do Sul. 1954.
A Buddemeyer é uma empresa sediada no estado de Santa Catarina que começou sua história com uma pequena fábrica de teares. Devido à sua atuação num novo segmento para a época - o de têxteis felpudos - a Buddemeyer começou sua expensão. Nos anos 70, a empresa conquistou a liderança no mercado nacional de toalhas devido à qualidade e excelência na fabricação dos produtos. Desta forma a empresa iniciou sua expansão para linhas de produtos para jogos de cama. Hoje a empresa está presente no Mercosul, Europa e EUA. Há 56 anos, sempre buscando inspiração no mercado mundial sem esquecer do cuidado artesanal nos detalhes e acabamentos, a Buddemeyer continua reafirmando sua liderança no setor de cama e banho, trazendo sempre inovações e alta qualidade em seus produtos.

DUDALINA. Luiz Alves/Blumenau. 1957.
A história da Dudalina é fruto do amor sincero de um jovem casal e do empreendedorismo vanguardista de uma mulher que, além de mãe zelosa de seus 16 filhos, dedicou-se intensamente no trabalho e deixou sua marca na história da confecção masculina brasileira. Mais do que um negócio do ramo têxtil, a Dudalina se destaca na distribuição de marcas fortes. Criadas para atender a diferentes segmentos de mercado – homens com necessidades e desejos distintos – as marcas: Dudalina, Individual e Base, dispõem de um amplo mix de produtos, produzidos com matéria-prima diferenciada, criando nos consumidores a emoção de vestir-se e sentir-se bem.
http://www.dudalina.com.br/sa/pt_br/historia.php

DIANA. Timbó. 1958.
A Malharia Diana Ltda., empresa com sede na cidade de Timbó, em Santa Catarina, surgiu do sonho e da visão de um grande idealista chamado Gerold Blaese. A empresa começou suas atividades em primeiro de outubro de 1958, na residência do seu fundador, transformando a garagem da casa em uma pequena fábrica de 30 metros quadrados. Nesse local, instalou três máquinas de malharia retilínea e duas máquinas de costura, onde seus primeiros quatro funcionários contratados passaram a produzir a linha de roupas para bebês.
http://www.belasantacatarina.com.br/...&cid=51&tip=52

MALWEE. Jaraguá do Sul. 1968
Muito antes do início da Malwee Malhas, a família Weege possuía atividades industriais e comerciais já tradicionais em Jaraguá do Sul, SC. A Firma Weege, como era chamada, foi fundada em 1906 por Wilhelm e Bertha Karsten Weege e tinha como principal atividade o comércio, queijaria e açougue. Em agosto de 1937, a firma passou a chamar-se W. Weege & Cia Ltda, e a abertura de filiais comerciais e exportação deu um novo impulso na região. Em 1º de janeiro de 1948, a firma alterou sua denominação para Ind. e Com. W. Weege S.A., já sob a direção de Wolfgang Weege. Neste período, a empresa foi diversificada e ampliada passando a ter um frigorífico e laticínios da marca Tabú. Um posto de gasolina com loja de conveniência foi construído já em 1950. Em 1960, a casa comercial foi modernizada e transformada em uma loja de departamentos, uma evolução na região. Em 1964, houve o fechamento do frigorífico. Em 1967 a firma expandiu-se com um engenho de arroz próprio. No espaço que era do frigorífico, veio a idéia de ocupar os prédios com uma nova indústria e optou-se pela malharia. Então, alguns prédios foram reformados e adaptados para começar o novo ramo industrial durante 4 anos. Foram sendo adquiridos os maquinários e a fábrica tomava formas ao ver as instalações e montagens nos seus diferentes segmentos, sendo: tecelagem de malha, tinturaria, estamparia, corte, costura, dobração e expedição. O dia 04 de julho de 1968, foi marcado pelo início de uma nova geração industrial em Jaraguá do Sul. A Malwee Malhas começou suas atividades com apenas quatro funcionários e hoje, com 41 anos, a Malwee conta com aproximadamente 7.000 parceiros considerados o seu maior bem.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Malwee

NOVA GERAÇÃO TÊXTIL.

MARISOL. Jaraguá do Sul. 1970
LUNENDER. Guaramirim. 1981.
CATIVA. Pomerode. 1988
COLCCI. Brusque. 2000.
KYLY – Pomerode. S/D.

Last edited by SÓ VAI COM ORDEM...; May 19th, 2010 at 02:25 PM.
SÓ VAI COM ORDEM... no está en línea  

Sponsored Links
 
Old May 18th, 2010, 07:53 PM   #442
SÓ VAI COM ORDEM...
BANNED
 
Join Date: Mar 2010
Location: SANTA CATARINA
Posts: 769
Likes (Received): 0

Quote:
Originally Posted by David de andrade View Post
Me acompanha no Twitter tb, sou meteorologista ( geografo ), agora chuva e 16,6°C chove forte em Joinville

www.twitter.com/davidjoinville
Convite aceito

Sou siderado por Urubici, estou indo lá no feriadão de 3/6, tem chance de pegar um geadão ou neve, mesmo que ralinha? Se tiveres notícia de fenômeno extremo por lá, posta!
SÓ VAI COM ORDEM... no está en línea  
Old May 18th, 2010, 07:58 PM   #443
SÓ VAI COM ORDEM...
BANNED
 
Join Date: Mar 2010
Location: SANTA CATARINA
Posts: 769
Likes (Received): 0

Quote:
Originally Posted by DSoares View Post
acompanho esses que você falou, com exceção ao CPTEC...

Sugiro também o METSUL, Simepar e CGESP...

esse site que eu passei, do FRUPLANORTE, tem dados de uma estação meteorológica que fica há uma distância relativamente próxima a uma comunidade Joinvillense da Serra Dona Francisca, chamada de Laranjeiras, bem na divisa com Campo Alegre, a quase 850 metros acima do nível do mar. Ela se localiza há uns 6 Km em linha reta desta comunidade de Joinville, e registrou 1,6ºC esses dias...a menor temperatura do Planalto Norte.

Faz um mês tivemos a melhor notícia para quem aprecia a prognosticação climática. Veja:

Novo supercomputador amplia em 50 vezes a capacidade de processamento no INPE
14/04/2010

O novo supercomputador adquirido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) permitirá ao Brasil melhorar a qualidade de suas previsões meteorológicas e investir no desenvolvimento de cenários climáticos futuros globais e regionais para a América do Sul e outras áreas de interesse, além de sistemas de informação para prevenção de desastres naturais. Adquirido com recursos do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), o novo supercomputador será fornecido pela empresa norte-americana Cray Inc., vencedora da licitação internacional encerrada no mês passado.

O equipamento permitirá avanços em pesquisa e geração de informações mais confiáveis em várias áreas, entre as quais se destacam:

1. Melhorias na previsão numérica de tempo, nas previsões climáticas sazonais, e de qualidade do ar realizadas operacionalmente pelo INPE, e aumento das atividades associadas de pesquisa e desenvolvimento.
2. Geração de novos conhecimentos científicos e desenvolvimento de pesquisas, produtos e modelagem do sistema climático global, com vistas a prover cenários climáticos futuros que vão orientar políticas públicas de mitigação e adaptação às mudanças climáticas.
3. Aumento da confiabilidade dos prognósticos de eventos meteorológicos e climáticos extremos deflagradores de desastres naturais e desenvolvimento da modelagem dos próprios desastres naturais, como deslizamentos em encostas, inundações, secas, etc.

O novo sistema de supercomputação será instalado no INPE de Cachoeira Paulista (SP) e será utilizado pelos Centros de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) e de Ciência do Sistema Terrestre (CCST) do próprio Instituto, além dos grupos de pesquisa, instituições e universidades integrantes da Rede Brasileira de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas (Rede CLIMA) do MCT, do Programa FAPESP de Pesquisa em Mudanças Climáticas Globais e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) para Mudanças Climáticas.

Com a aquisição do novo supercomputador, serão geradas previsões de tempo mais confiáveis, com maior prazo de antecedência e de melhor qualidade, ampliando o nível de detalhamento para 5 km na América do Sul e 20 km para todo o globo. Será possível prever ainda eventos extremos com boa confiabilidade, como chuvas intensas, secas, geadas, ondas de calor, entre outros. As previsões ambientais e de qualidade do ar também serão beneficiadas, gerando prognósticos de maior resolução, de 15 quilômetros, com até seis dias de antecedência.

O novo supercomputador também será fundamental para o desenvolvimento e implementação do Modelo Brasileiro do Sistema Climático Global, que incorporará todos os elementos do Sistema Terrestre (atmosfera, oceanos, criosfera, vegetação, ciclos biogeoquímicos, etc), suas interações e como este sistema está sendo perturbado por ações antropogênicas (por exemplo, emissões de gases de efeito estufa, mudanças na vegetação, urbanização, etc.). Este esforço envolve um grande número de pesquisadores do Brasil e do exterior, provenientes de diversas instituições, o que se constitui num projeto interdisciplinar de desenvolvimento de modelagem climática sem precedentes entre países em desenvolvimento.

Com este novo recurso computacional, que amplia em 50 vezes a capacidade de processamento no INPE, será possível implementar uma série de inovações já em curso. A atual infraestrutura computacional está operando no limite de sua capacidade, o que tem impedido a incorporação de avanços já desenvolvidos nas áreas de modelagem numérica, modelagem de mudanças climáticas, assimilação de dados, química e aerossóis, atmosfera, oceanos e vegetação, que deverão trazer melhorias às previsões de tempo e clima e às simulações de mudanças climáticas.

A velocidade de processamento de pico deste novo supercomputador, de 244 Teraflops por segundo, é superior àquela da maioria das máquinas em operação nos principais centros meteorológicos e de modelagem climática do mundo, de acordo com a última lista do Top500 da Supercomputação (http://www.top500.org/), divulgada em novembro do ano passado. Quando instalado, estará entre os cinco supercomputadores mais poderosos do mundo em uso para aplicações meteorológicas, climáticas e ambientais, em termos de velocidade efetiva de processamento.

SÓ VAI COM ORDEM... no está en línea  
Old May 19th, 2010, 01:51 AM   #444
Mr.Canello
Registered User
 
Join Date: Mar 2008
Posts: 6,751

8ª Semana de Museus



Hoje é comemorado o Dia Internacional de Museus, e várias cidades de todo o Brasil estão com uma programação especial desde ontem (17/05/2010).

Segue abaixo a programação feita para Joinville:



http://www.nossajoinville.com.br/8%C...ana-de-museus/
Mr.Canello no está en línea  
Old May 19th, 2010, 02:06 AM   #445
JSantos
Norte Catarinense
 
JSantos's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Joinville
Posts: 2,284
Likes (Received): 154

Limite de velocidade no trecho Norte da BR-101 em Santa Catarina pode aumentar para 110 km/h
Nova norma ainda é estudada e valeria para veículos leves no trecho duplicado da rodovia


A Autopista Litoral Sul, concessionária que administra o trecho da BR-101 de Curitiba (PR) até Palhoça, na Grande Florianópolis, estuda aumentar o limite de velocidade para veículos leves para 110 quilômetros por hora (km/h) em parte da rodovia.

Se o projeto for concretizado, o trecho contemplado deve ser o duplicado, que fica entre Palhoça e Garuva, na divisa com o Paraná.

A concessionária informou por meio de nota que "possíveis alterações, antes de serem aplicadas, devem ser aprovadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)". Contudo, o estudo sobre o limite de velocidade existe.

O superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Luiz Ademar Paes, diz que participou de algumas reuniões com representantes da Autopista e deixou clara a necessidade de mudança. Segundo Paes, a velocidade máxima permitida deve passar de 100 km/h para 110 km/h.

A mudança não tem data prevista, mas a PRF quer que tudo esteja pronto para o início da Operação Verão. Para isso, é preciso que o estudo seja concluído, que a ANTT aprove e que a concessionária altere as placas de sinalização.

De acordo com o superintendente, a medida será válida apenas para veículos leves e dará maior vazão ao fluxo de automóveis no trecho. Paes destaca que em outros estados o limite já é de 110 quilômetros por hora e chegando aqui muitas vezes o turista estranha.

Ele assegura que a intenção da PRF também é viabilizar a implantação de vários radares ao longo do trecho para reduzir o número de acidentes.




Fonte:http://www.clicrbs.com.br/anoticia/j...D=a2908031.xml
__________________
____________________

JOINVILLE [160 anos]|SC Notícias
---------------------------
Democracia não é só voto, é participação popular!
JSantos no está en línea  
Old May 19th, 2010, 02:27 AM   #446
JSantos
Norte Catarinense
 
JSantos's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Joinville
Posts: 2,284
Likes (Received): 154

Previsão do tempo Para Amanha....


Joinville

Balneário Camboriu

Blumenau

Criciúma

Florianópolis

Lages



Fonte:Tempo agora
__________________
____________________

JOINVILLE [160 anos]|SC Notícias
---------------------------
Democracia não é só voto, é participação popular!
JSantos no está en línea  
Old May 19th, 2010, 02:36 AM   #447
Positronn
Registered User
 
Positronn's Avatar
 
Join Date: Jan 2008
Location: Joinville / SC
Posts: 10,276
Likes (Received): 1056

Quote:
Originally Posted by JSantos View Post
Limite de velocidade no trecho Norte da BR-101 em Santa Catarina pode aumentar para 110 km/h
Nova norma ainda é estudada e valeria para veículos leves no trecho duplicado da rodovia


A Autopista Litoral Sul, concessionária que administra o trecho da BR-101 de Curitiba (PR) até Palhoça, na Grande Florianópolis, estuda aumentar o limite de velocidade para veículos leves para 110 quilômetros por hora (km/h) em parte da rodovia.

Se o projeto for concretizado, o trecho contemplado deve ser o duplicado, que fica entre Palhoça e Garuva, na divisa com o Paraná.

A concessionária informou por meio de nota que "possíveis alterações, antes de serem aplicadas, devem ser aprovadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)". Contudo, o estudo sobre o limite de velocidade existe.

O superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Luiz Ademar Paes, diz que participou de algumas reuniões com representantes da Autopista e deixou clara a necessidade de mudança. Segundo Paes, a velocidade máxima permitida deve passar de 100 km/h para 110 km/h.

A mudança não tem data prevista, mas a PRF quer que tudo esteja pronto para o início da Operação Verão. Para isso, é preciso que o estudo seja concluído, que a ANTT aprove e que a concessionária altere as placas de sinalização.

De acordo com o superintendente, a medida será válida apenas para veículos leves e dará maior vazão ao fluxo de automóveis no trecho. Paes destaca que em outros estados o limite já é de 110 quilômetros por hora e chegando aqui muitas vezes o turista estranha.

Ele assegura que a intenção da PRF também é viabilizar a implantação de vários radares ao longo do trecho para reduzir o número de acidentes.




Fonte:http://www.clicrbs.com.br/anoticia/j...D=a2908031.xml
Esse era o tipo de notícia que eu queria ouvir um ano atrás! Que surpresa.

No entanto, apesar de ser uma medida benéfica aos motoristas, visto que seguindo a regra dos 85%, essa deveria ser a velocidade sinalizada, geralmente medidas para aumentar a velocidade numa rodovia elevam o número de acidentes. Vejo com bons olhos essa medida porque ela parece que terá que vir, obrigatoriamente, com medidas visando garantir a segurança, com a implantação de radares e tal.
Positronn no está en línea  
Old May 19th, 2010, 03:00 AM   #448
Bracht
Registered User
 
Bracht's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Blumenau/Florianópolis, SC
Posts: 666
Likes (Received): 1

Venda de imóveis novos no quadrimestre cresce 13%
Maior demanda é por casas, de preferência com dois dormitórios

A venda de imóveis residenciais em Blumenau cresceu 13% no quadrimestre de 2010 em relação ao mesmo período do ano passado, somando aproximadamente 3 mil unidades. Segundo o presidente do Sindicato da Habitação (Secovi), Rogério Isnar Patrício, o aquecimento nas vendas é em função do crescimento da economia e dos programas habitacionais que oferecem vantagens de parcelamento.

De acordo com o superintendente da Caixa Econômica Federal de Blumenau, Élcio Lara, atualmente a Caixa tem 2.356 contratos, incluindo imóveis novos e usados e material de construção. “O programa ‘Minha casa minha vida’ não está incluído porque ainda não fizemos acordo com a Prefeitura este ano, provavelmente no próximo mês já vamos realizar novamente os financiamentos por meio do programa”, explica.

Nos quatro primeiros meses de 2010, os programas habitacionais da Caixa registraram crescimento de 45% em relação ao mesmo período do ano passado, financiando um total de 59,2 milhões. Para o superintendente, o que provoca o aquecimento são os financiamentos que permitem o acesso de um maior número de compradores à casa própria. “Se o cliente comprar direto com a construtora, ele tem até 120 meses para pagar e na Caixa até 300 meses”, ressalta.

O presidente comentou que a maior demanda é por casa, mas “em função dos altos preços, as pessoas não conseguem comprar a casa dentro do valor projetado pelas famílias, que acabam optando por apartamento. “A maioria das pessoas procuram residências com dois dormitórios”, destaca, lembrando que o preço médio dos imóveis em Blumenau é de aproximadamente R$ 100 mil.

Fonte: Folha de Blumenau
Bracht no está en línea  
Old May 19th, 2010, 03:25 AM   #449
JSantos
Norte Catarinense
 
JSantos's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Joinville
Posts: 2,284
Likes (Received): 154

Anatel realiza até o fim do ano leilão para distribuir faixa de radiofrequência
Parte da frequência usada pelas TV por assinatura deve ser destinada para a telefonia celular



O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Ronaldo Sardenberg, disse nesta terça que o leilão de radiofrequência para destinação da faixa de 2,5 gigahertz (GHz) deverá ser realizado ainda este ano. Segundo ele, as contribuições da consulta pública do edital para o leilão já foram analisadas pela área técnica, que deverá reenviá-las ao Conselho Diretor da agência para que seja designado um relator.

Essa frequencia é atualmente disputada entre empresas de telefonia e operadoras de TV por assinatura. A proposta da agência é que parte da frequência que atualmente é usada pelo serviço de TV por assinatura via micro-ondas (MMDS) seja destinada às empresas de telefonia celular.

Sardenberg também garantiu, até o fim do ano, os leilões de radiofrequencia para destinação das faixas de 3,5 GHz, 450 megahertz (Mhz) e a Banda H. Ele lembrou que diversas ações regulatórias prioritárias do Plano Nacional de Banda Larga já estão contempladas no Plano Geral de Atualização da Regulamentação das Telecomunicações (PGR), que traz o conjunto de ações da agência para os próximos 10 anos.

O presidente da Anatel disse que as empresas de telefonia de São Paulo têm até o dia 31 de outubro para preparar as redes para a entrada em vigor do novo código de área 10, que será utilizado para ampliar os números disponíveis de celulares na capital paulista e na região metropolitana. A agência também estuda ampliar de oito para nove dígitos os números de celular de todo o país, até 2015.




Fonte: A Notícia
__________________
____________________

JOINVILLE [160 anos]|SC Notícias
---------------------------
Democracia não é só voto, é participação popular!
JSantos no está en línea  
Old May 19th, 2010, 06:16 AM   #450
David de andrade
Joinville-SC
 
David de andrade's Avatar
 
Join Date: Nov 2004
Location: Joinville
Posts: 3,406
Likes (Received): 459

Quote:
Originally Posted by JSantos View Post
Anatel realiza até o fim do ano leilão para distribuir faixa de radiofrequência
Parte da frequência usada pelas TV por assinatura deve ser destinada para a telefonia celular



O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Ronaldo Sardenberg, disse nesta terça que o leilão de radiofrequência para destinação da faixa de 2,5 gigahertz (GHz) deverá ser realizado ainda este ano. Segundo ele, as contribuições da consulta pública do edital para o leilão já foram analisadas pela área técnica, que deverá reenviá-las ao Conselho Diretor da agência para que seja designado um relator.

Essa frequencia é atualmente disputada entre empresas de telefonia e operadoras de TV por assinatura. A proposta da agência é que parte da frequência que atualmente é usada pelo serviço de TV por assinatura via micro-ondas (MMDS) seja destinada às empresas de telefonia celular.

Sardenberg também garantiu, até o fim do ano, os leilões de radiofrequencia para destinação das faixas de 3,5 GHz, 450 megahertz (Mhz) e a Banda H. Ele lembrou que diversas ações regulatórias prioritárias do Plano Nacional de Banda Larga já estão contempladas no Plano Geral de Atualização da Regulamentação das Telecomunicações (PGR), que traz o conjunto de ações da agência para os próximos 10 anos.

O presidente da Anatel disse que as empresas de telefonia de São Paulo têm até o dia 31 de outubro para preparar as redes para a entrada em vigor do novo código de área 10, que será utilizado para ampliar os números disponíveis de celulares na capital paulista e na região metropolitana. A agência também estuda ampliar de oito para nove dígitos os números de celular de todo o país, até 2015.




Fonte: A Notícia
Pow 9 digitos? já?

Lembro que até no final dos anos 80 eram 5 digito para a maioria das cidades, soente nas grandes cidades catarinense que eram 6, depois em 1994 no DDD da capital e sul do estado eram o seguinte Floripa ( 0482 ) 22-0000, passou o 2 do final do código para frente do prefixo, ficando em ( 048 ) 222-0000, todos que começavam com 2 era da grande Florianopolis, o sul do estado, esse esquema foi a partir de 1995, como nas outras regiões do estado.

Criciúma ( 0484 ) 33-0000 passando para ( 048 ) 433-0000.
Araranguá ( 0485 ) 22-0000 para ( 048 ) 522-0000
Tubarão ( 0486 ) 22-0000 para ( 048) 622-0000

No vale e norte começou em agosto de 1995 a mudança
Joinville ( 0474 ) 22-0000 para ( 047 ) 422-0000 - Norte
Blumenau ( 0473 ) 22-0000 para ( 047 ) 322-0000 Vale do itajai
Sao Bento ( 0476 ) 33-0000 para ( 047 ) 633-0000 - Planalto norte
Rio do Sul ( 0478 ) 22-0000 para ( 047 ) 822-0000 Alto Vale

No oeste/Planalto do estado também foi a partir de 1995
Lages ( 0492 ) 22-0000 para ( 049 ) 222-0000
Joaçaba ( 0495 ) 22-0000 para ( 049 ) 522-0000
São Miguel do Oeste ( 0496 ) 22-0000 para ( 049 ) 622-0000
Chapecó ( 0497 ) 22-0000 para ( 049 ) 722-0000
Concórdia ( 0499 ) 42-0000 para ( 049 ) 442-0000*
* Concórdia não mudou para o 9 devido o nove ser para celular.


Em 1997 a Região da Grande Florianópolis ganhou os prefixos que começavam com 3 por os 222-0000 já estavam "saturados" e então começou com os 322-0000

Em 1999 os prefixos de algumas regiões mudaram.
Rio do Sul e alto vale, passando dos 822-0000 para 522-0000
Chapecó passando de 722-0000 para 322-0000

A partir de 2000, o vale também ganha novos prefixos com o 2 na frente -
Blumenau 222-0000, Itajai 244-0000.

A partir de 2000 Joinville é a primeira cidade catarinense a contar com uma concorrente em telefonia fixa, a GVT que inicia com o prefixo 3025, logo em seguida é Florianopolis e Blumenau, sendo que Florianópolis com 3025 e Blumenau com 3035.

Em 2003 Chega Embratel a SC, Joinville 2101 e Blumenau 2102 no código ( 47 ), e Florianopolis 2108 no código ( 48 ).

Novas operadoras passaram a entrar no mercado catarinense, como A Telemar,Transit, Telenova Tim Fixo entre outras.

Em 2005 outra mudança, agora com 8 dígitos, ficando assim: começando pelo oeste
Lages ( 49 ) 3222-0000
Chapecó ( 49 ) 3322-0000
Concórdia ( 49 ) 3442-0000
Joaçaba ( 49 ) 3522-0000
Saõ Miguel ( 49 ) 3622-0000

Em 2006, foi a vez do resto do estado
Joinville ( 47 ) 3422-0000
Blumenau ( 47 ) 3222-0000 e 3322-0000
Rio do Sul ( 47 ) 3522-0000
São Bento ( 47 ) 3633-0000
Florianópolis ( 48 ) 3222-0000 e 3322-0000
Criciúma ( 48 ) 3433-0000
Araranguá ( 48 ) 3522-0000
Tubaraõ ( 48 ) 3622-0000

A partir de 2008, não segue mais as regioes os prefixos, hoje esta tudo misturado, tanto para dentro das cidades ( bairros ) entre cidades do mesmo Código de Área.
Hoje Joinville tem os seguintes prefixos
3416-3417-3418-3419- 3422-3423-3424-3425-3426-3427-3428-3429-3431-3432-3433-3434-3435-3436-3437-3438-3439-3441-3445-3451-3452-3452-3454-3455-3461-3463-3464-3465-3466-3467-3471-3472-3473-3481-3489-3492 - São Francisco 3442-3444-3449-3459 3471- Araquari 3447-3426-3454-3463-3466-3471- Garuva 3445-3467, tapoá 3443, Bal.Barra do Sul 3448-3481, Barra Velha 3446-3456-3457-3471, São João do Itaperiú 3458. com outros prefixos em Joinville 3205-3207-3227-3015-3025-3026-3027-3028-3029-3032-3043-3055-2101-2105-2109-3801-3802-3803-3805-3901-3121-3126-3145-3177-3184.

Os prefixos que iniciam com30 é o da GVT o 3055 é usado em Joinville e Jaraguá do Sul, os prefixos que iniciam com 21 é o da Embratel, 38 acho que é da Tim Fixo, 31 eu acho que é da Telemar, 39 Transit e o 32 também é da Oi- Brasil Telecon.

Para algumas localidades de Joinville, também se usa o 3274
__________________
2004 - 2014 -> 10 anos de Skyscraper
David de andrade no está en línea  
Old May 19th, 2010, 06:18 AM   #451
David de andrade
Joinville-SC
 
David de andrade's Avatar
 
Join Date: Nov 2004
Location: Joinville
Posts: 3,406
Likes (Received): 459

Nos EUA são todos 7 dígitos, o que muda lá é que em uma mesma cidade possui ate 2, 3, 4 ou mais códigos de áreas.
__________________
2004 - 2014 -> 10 anos de Skyscraper
David de andrade no está en línea  
Old May 19th, 2010, 01:12 PM   #452
SÓ VAI COM ORDEM...
BANNED
 
Join Date: Mar 2010
Location: SANTA CATARINA
Posts: 769
Likes (Received): 0

MERCADO ABERTO - J.S.C.

A nota de hj da coluna de Francisco Fresard está absolutamente correta quanto à vocação das nossas cidades progressistas. $$$$ se ganha com quem tem $$$$. O propalado "turismo de eventos" é o que interessa a um estado industrial, pois tem potencial de gerar negocios. Ainda sonho ver nossas cidades polo com agenda lotada o ano inteiro de feiras - como ocorre hj em sp. Claro que com as feiras chegam os hoteis, os servicos, etc, é uma "cadeia de beneficios"


O melhor para a cidade
A divisão da Texfair em duas feiras é o cenário ideal. Seria mais um passo em direção à desejada consolidação de Blumenau como referência em turismo de eventos. A “Texfair Vestuário” se somaria à “Texfair do Lar”, à Febratex e à novata Texpreview na linha de frente feiras sediadas na cidade. A criação de mais uma estimularia o interesse de novos hotéis na cidade, a retomada da ideia de construir um edifício-garagem na Vila Germânica e o investimento na infraestrutura, como a construção de um necessário, grande e moderno centro de convenções.

* * *

http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/imp...,2908233,14720
SÓ VAI COM ORDEM... no está en línea  
Old May 19th, 2010, 01:32 PM   #453
Samuel - VDC
Vitória da Conquista (BA)
 
Samuel - VDC's Avatar
 
Join Date: Oct 2005
Location: Florianópolis (SC)
Posts: 7,305
Likes (Received): 195

Quote:
Originally Posted by David de andrade View Post
Nos EUA são todos 7 dígitos, o que muda lá é que em uma mesma cidade possui ate 2, 3, 4 ou mais códigos de áreas.
Lá são 7 dígitos, mas os DDD's possuem 3 dígitos. Mas na prática seria mais ou menos como é aqui, ou seja, DDD com dois algarismos e o número final com 8.

Correndo por fora, a chuva de ontem pra hoje foi impressionante. Pura ironia é esse sol todo agora pela manhã. Aqui na capital foram 257,2 mm.
Samuel - VDC no está en línea  
Old May 19th, 2010, 01:41 PM   #454
SÓ VAI COM ORDEM...
BANNED
 
Join Date: Mar 2010
Location: SANTA CATARINA
Posts: 769
Likes (Received): 0

INFORME ECONOMICO - ESTELA BENETTI - DC

Quem vai investir mais

Com projetos de R$ 732 milhões para o período 2010-2012, o setor de metalurgia básica vai liderar os investimentos industriais catarinenses no triênio que começou este ano. Em segundo lugar, vem o setor de celulose e papel, com projetos orçados em R$ 400 milhões, seguido por alimentos e bebidas, que estimam R$ 273 milhões.

Estes dados sobre intenções de investimentos integram a publicação Desempenho e Perspectivas da Indústria Catarinense 2010, que será lançada pela Federação das Indústrias (Fiesc), nesta quarta-feira, com o apoio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

O levantamento revela que os investimentos industriais do Estado caíram 43% em 2009 frente ao ano anterior, quando foram executados R$ 2,1 bilhões. Esse recuo mostra que o impacto da crise foi grande na indústria catarinense, mas ficou aquém do que o mercado demonstrava. Esta é a 10ª edição desse estudo que, em breve, estará disponível no portal fiescnet.com.br.

http://www.clicrbs.com.br/diariocata...23&section=129
SÓ VAI COM ORDEM... no está en línea  
Old May 19th, 2010, 02:48 PM   #455
SÓ VAI COM ORDEM...
BANNED
 
Join Date: Mar 2010
Location: SANTA CATARINA
Posts: 769
Likes (Received): 0

SANTA CATARINA – CASOS DE SUCESSO.

CASO 10 – A VOCAÇÃO OLEIRA.


PORCELANA SCHMIDT. POMERODE. 1945.
Em 1943, um grupo de empresários fundam a Porcelana Real em Mauá - SP. Em 1945 a família SCHMIDT funda a Porcelana Schmidt, em Pomerode - SC. Em 1948 a família SCHMIDT adquire o controle da Porcelana Real, ficando REAL e SCHMIDT sob a mesma direção. Em 1956, a Porcelana Real e Schmidt, assumem o controle da Cerâmica Brasileira, em Campo Largo - PR, transformando-a também em fábrica de porcelana, denominando-a Porcelana Steatita. As três fábricas embora pertencessem aos mesmos controladores, eram independentes. A fusão do grupo aconteceu em 1972, passando a denominar-se PORCELANA SCHMIDT S/A. Em 1973, teve início, em Campo Largo, a construção do maior forno de porcelana do mundo, medindo 134 metros de comprimento, concluído em 1976 e continua em funcionamento até os dias de hoje. A primeira exportação que a SCHMIDT realizou, foi para os Estados Unidos, em 1958. Hoje, a Porcelana Schmidt é a maior fabricante da América Latina e uma das maiores do mundo. Detém aproximadamente 50% do mercado brasileiro de porcelana fina de mesa . Atualmente exporta, principalmente, para Estados Unidos, Argentina, Itália e Inglaterra. A empresa possui 1500 funcionários, divididos entre as três fábricas.

http://www.porcelanaschmidt.com.br/b...rico/index.php

GERMER. TIMBÓ. 1950.
Fundado em 1950 na cidade de Timbó – SC, a Germer iniciou suas atividades como fabricante de acessórios para máquinas têxteis com a denominação de Fábrica de Lançadeiras Germer Ltda.
Em 1964, por contingências de mercado e matérias primas, iniciou a produção de porcelanas técnicas (componentes para lançadeiras), passando a produzir isoladores elétricos a partir de 1968. Hoje, neste segmento, a Germer está entre os grandes produtores nacionais com a empresa Porcelanas Industriais Germer S.A., tendo conquistado o padrão de qualidade ISO-9002 desde 1998.
Em 1978, visando ampliar sua participação no setor de porcelanas, adquiriu o controle acionário da Polovi S.A. Indústria e Comércio, em Campo Largo–PR, conhecida como a “cidade da louça”. O CONTROLE ACIONÁRIO DA GERPAR
Com o objetivo de congregar o controle acionário familiar das empresas, foi criada em 1982 a Gerpar Participações Ltda., com sede em Timbó–SC, hoje, Gerpar Participações S/A., destacando-se entre suas controladas as seguintes empresas:
» Porcelanas Industriais Germer S.A.: localizada em Timbó-SC, fabrica isoladores
elétricos de baixa e alta tensão.
» Germer Porcelanas finas S.A.: sediada em Campo Largo–PR, fabrica porcelanas finas de mesa como pratos, xícaras, travessas, bules e artigos decorativos.
» Polovi comércio de Porcelanas Ltda.: comercializa porcelanas de mesa e tem sede
também em Campo Largo.
» Germer Industrial S.A.: localizada em Timbó, fabrica acessórios têxteis como
lançadeiras, batedeiras, espulas e demais acessórios para teares e filatórios.
http://www.germer.com.br/gerpar.htm

OXFORD. SÃO BENTO DO SUL. 1953.
A Oxford Porcelanas surgiu para atender o mercado com produtos inovadores, que surpreendam os consumidores. A empresa pesquisa, lança moda e assume a vanguarda em seu segmento. Passos sólidos construíram a história da Oxford. Instalada na cidade catarinense de São Bento do Sul, desde 1953, a empresa possui ampla e moderna estrutura industrial, qualificada equipe com mais de 1.300 profissionais e uma vocação fiel e apaixonada à inovação. Uma das marcas dessa história é a evolução da fabricação de produtos em cerâmica para porcelana. A Oxford Porcelanas, criada no início de 2010, nasce como a maior fabricante de porcelana de mesa das Américas. São mais de 34 milhões de peças produzidas anualmente. Produtos que levam beleza e sofisticação a lares de todo o mundo.
http://www.oxfordporcelanas.com.br/p/16/a_oxford

CEUSA. CRICIÚMA. 1953.
Fundada em 30 de junho de 1953, sendo a segunda empresa cerâmica mais antiga em atividade no Brasil, a Ceusa destaca-se no mercado nacional pela excelente qualidade dos revestimentos cerâmicos que produz. Fabricados com avançada tecnologia, os produtos com a marca CEUSA, são destinados aos consumidores de alto padrão que desejam aliar a qualidade do produto, praticidade, com a beleza da arte, companhando as últimas tendências de cores e formatos do mercado mundial. A preocupação com o futuro não se reflete somente na qualidade da produção de peças cerâmicas, mas também na qualidade de vida e do meio ambiente. Hoje a CEUSA goza a posição de empresa top no setor cerâmicos, não seguindo modas, mas criando tendências.
http://www.ceusa.com.br/

CERAMARTE. RIO NEGRINHO. 1956.
A Certa surge a partir da modernização de uma empresa cuja tradição é conhecida desde 1956 na produção e desenvolvimento de peças cerâmicas (fundador: Klaus Schumacher). Peças estas marcadas pela inovação em design, funcionalidade e praticidade. Um trabalho inigualável, feito a mão, que une arte e tecnologia para oferecer ilimitadas possibilidades na concepção de seus produtos. É uma empresa reconhecida nacional e internacionalmente, sendo a maior fabricante mundial de canecos de chope, tendo entre seus clientes marcas renomadas como Budweiser, Cervejaria Miler e Walt Disney.
Uma marca é o DNA de uma empresa. Ela carrega todas as suas características e define o seu modo de agir e o seu com- prometimento. A Certa vem refletir esta tradição e a modernidade que a empresa procura. Com esta nova fase e a busca pela modernidade a família de produtos cresceu e novas marcas surgiram: Ceraflame e MondoCeram. Estas marcas de diversos segmentos de produtos, a partir da marca principal Certa, trazem unidade para toda a sua comunicação com o mercado e foram construídas para refletir a qualidade de nossos produtos e serviços, estando diretamente relacionadas à maneira como atendemos os nossos clientes.
http://www.ceraflame.com.br/empresa

ELIANE. CRICIUMA. 1960.
A Eliane S/A Revestimentos Cerâmicos, fundada em 1960 por Maximiliano Gaidzinski, é uma empresa brasileira voltada à fabricação e comercialização de porcelanatos, revestimentos cerâmicos, complementos e argamassas para rejuntamento e assentamento. Seu parque fabril compreende 7 unidades produtoras sendo quatro em Cocal do Sul/SC, onde também é a sua sede, uma em Criciúma/SC e as outras duas unidades em Camaçari/BA. Tem experimentado um consistente crescimento empresarial durante os 49 nos de operação. Uma empresa ágil e dinâmica adaptou-se rápida e eficazmente às constantes mudanças de um setor altamente competitivo, do qual é líder nacional.
http://www.eliane.com.br/index.php?id=1#

CECRISA. CRICIUMA. 1966.
Suas origens remontam à década de quarenta, quando o empresário Diomício Freitas iniciou atividades no setor extrativo de carvão mineral, na bacia carbonífera de Santa Catarina. A empresa Cerâmica Criciúma S.A. foi constituiída em 08.06.1966, por iniciativa do empresário catarinense Manoeal Dilor de Freitas, filho de Diomício de Freitas. Os primeiros azulejos saíram da linha de produção em 11 de abril de 1971. É uma empresa aberta que produz e comercializa porcellanatos e revestimentos cerâmicos com as marcas Portinari e Cecrisa.
http://www.cecrisa.com.br/

PORTOBELLO. TIJUCAS. 1979.
Desde o início de suas atividades, em 1979, a Portobello, empresa localizada na cidade de Tijucas, no Estado de Santa Catarina, Brasil, vinculou-se à idéia de inovação tecnológica – elemento diferencial em relação às empresas nacionais e fundamental para adquirir competitividade internacional.
A produção inicial destinava-se ao mercado interno e o principal produto era o chamado piso “verdão”. A linha era composta por dois esmaltes, com algumas variações.
Juntamente com a descoberta de novas matérias-primas, pesquisas indicavam um novo segmento: pisos cerâmicos capazes de suportar grandes cargas e, ao mesmo tempo, de fácil limpeza e esteticamente atraentes. A Portobello desenvolveu, então, a primeira linha de pisos gotejados para o alto tráfego do Brasil e uma das primeiras do mundo.
http://www.portobello.com.br/portugu.../historia.html
SÓ VAI COM ORDEM... no está en línea  
Old May 19th, 2010, 03:19 PM   #456
Barriga-Verde
Registered User
 
Barriga-Verde's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Location: Florianópolis, SC
Posts: 9,768
Likes (Received): 4013


Pessoal, lá no thread Notícias postaram as projeções do Banco Central para o PIB/IDH 2009 (não vou postar aqui porque não colocaram a fonte).

SC atinge quase 0,9 (0,894) em IDH, e mais de R$ 135 bi de PIB, ultrapassando a Bahia. =OO
__________________
Santa Catarina
Barriga-Verde no está en línea  
Old May 19th, 2010, 03:28 PM   #457
JSantos
Norte Catarinense
 
JSantos's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Joinville
Posts: 2,284
Likes (Received): 154

ACIJ COBRA ÀS CLARAS


Faz tempo, muito tempo, que o empresariado de Joinville não é tão crítico em relação a uma administração municipal, como acontece com a atual gestão petista. O prefeito Carlito Merss (foto) ouviu frases duras na reunião aberta do conselho deliberativo da Associação Empresarial, na segunda-feira à noite.

O presidente Carlos Rodolfo Schneider cobrou que os 3 mil servidores que têm contrato de 44 horas semanais de trabalho cumpram esta jornada. Isso diminuiria os problemas de falta de gente em algumas áreas essenciais. Carlito destacou que parte destes profissionais já está atuando em dois turnos. Lembrou que é uma herança antiga.


Prazo para negócios


Noutro momento, empresário do ramo imobiliário disse desconhecer quem consegue abrir empresa no prazo de 33 dias, como prega o município. “Fizemos um pacto que o prefeito estaria aqui a cada 60 dias para prestar esclarecimento e falar de projetos e obras em andamento”, afirma Schneider.

Historicamente, a Acij age nos bastidores, e quase só nos bastidores, em reuniões a poucas vozes. Cobrança ao prefeito, em público, é coisa rara. Neste tom é raríssimo.


Na novela


O hoteleiro Geraldo Linzmeyer sugere que a Promotur – a fundação de promoção do turismo de Joinville – entre em contato com a Rede Globo de Televisão. Propõe que a novela das 20 horas, “Passione”, mostre Joinville, já que um núcleo da novela envolve indústria metalúrgica que monta bicicleta. Em resposta ao e-mail, o presidente da Federação Catarinense de Ciclismo, João Carlos de Andrade, diz que “temos todas as ferramentas e condições” para realizar competição. Resta saber o que a Globo pode querer em troca.


Mais vendas


As vendas da Döhler para o mercado nacional cresceram 34% no primeiro trimestre, em relação ao mesmo período de 2009. Para o diretor comercial, Carlos Alexandre Döhler, o número é resultado de “um trabalho que começou ainda em 2009, com incentivo às vendas e investimentos para otimizar a produção e aumentar a qualidade dos produtos”.

A empresa está usando a Texfair, em Blumenau, para apresentar as novidades da sua coleção.




Fonte: LIVRE MERCADO | Claudio Loetz
__________________
____________________

JOINVILLE [160 anos]|SC Notícias
---------------------------
Democracia não é só voto, é participação popular!
JSantos no está en línea  
Old May 19th, 2010, 03:58 PM   #458
David de andrade
Joinville-SC
 
David de andrade's Avatar
 
Join Date: Nov 2004
Location: Joinville
Posts: 3,406
Likes (Received): 459

Quote:
Originally Posted by Samuel - VDC View Post
Lá são 7 dígitos, mas os DDD's possuem 3 dígitos. Mas na prática seria mais ou menos como é aqui, ou seja, DDD com dois algarismos e o número final com 8.

Correndo por fora, a chuva de ontem pra hoje foi impressionante. Pura ironia é esse sol todo agora pela manhã. Aqui na capital foram 257,2 mm.

Grande Samuka, tempão que não aparece por aqui, talvez vc seja a pessoa que mais antiga que eu conheço aqui no fórum, se bem que você sumiu mesmo foi do BAZ né, do outro Fórum de meteorologia. Boa viagem pra vc meu irmão.
__________________
2004 - 2014 -> 10 anos de Skyscraper
David de andrade no está en línea  
Old May 19th, 2010, 04:15 PM   #459
David de andrade
Joinville-SC
 
David de andrade's Avatar
 
Join Date: Nov 2004
Location: Joinville
Posts: 3,406
Likes (Received): 459

E ai, pessoal da Manchester, sábado trabalho até as 19h, quem topas tomar um chopp lá no Bier Holf no Garten a noite?
__________________
2004 - 2014 -> 10 anos de Skyscraper
David de andrade no está en línea  
Old May 19th, 2010, 04:16 PM   #460
Bracht
Registered User
 
Bracht's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Blumenau/Florianópolis, SC
Posts: 666
Likes (Received): 1

Empresários listam propostas para SC
Fiesc prepara documento com reivindicações aos candidatos ao governo

FLORIANÓPOLIS - Prestes a completar 60 anos, a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) está finalizando um documento com os principais pedidos do setor para o próximo governador do Estado. O estudo, chamado Agenda Desenvolvimento SC: Uma Visão da Indústria, será apresentado na sexta-feira e traz 97 reivindicações, com forte ênfase nas questões de infraestrutura e impostos. O Santa antecipa hoje alguns desses pedidos.

A intenção da Fiesc é de que os candidatos ao governo utilizem o estudo como subsídio para os planos de governo. A parceria é destacada no texto de apresentação do documento.

Até sexta-feira, outros eventos vão marcar a comemoração dos 60 anos da entidade. Hoje serão apresentados os investimentos feitos pelo setor industrial em 2009 e as perspectivas para os próximos dois anos. Amanhã, será apresentada a agenda legislativa da Fiesc, com a posição da entidade sobre projetos em tramitação na Assembleia que tenham impacto sobre a indústria. Na sexta-feira, além da apresentação das reivindicações da entidade e de uma pesquisa feita junto ao setor industrial, será lançado um livro sobre a história da entidade. Também serão homenageados os empresários Carlos Odebrecht, Ovandi Rosenstock, Santos Longaretti e Vilson Hermes, além de 15 sindicatos.

Agenda da Indústria
Confira algumas das sugestões

Infraestrutura
- Recuperar e adequar a capacidade dos principais eixos rodoviários federais do Estado
- Ampliar e recuperar rodovias estaduais de acesso aos eixos rodoviários de ligação com o mercado brasileiro e com os portos e aeroportos do Estado
- Construir as ferrovias Leste-Oeste e Litorânea (Norte-Sul)
- Ampliar e modernizar terminais e pistas dos aeroportos de Florianópolis, Navegantes e Joinville
- Instalar gasoduto integrando o Estado no sentido Leste-Oeste, complementar ao já existente no sentido Norte-Sul

Racionalização tributária
- Assumir compromisso absoluto em não aumentar a carga tributária
- Apoiar a aprovação de um novo Sistema Tributário Nacional, capaz de assegurar a competitividade industrial
- Restituir os saldos credores de tributos das empresas exportadoras (incluindo mudanças nos cálculos de aproveitamento e correção monetária)
- Criar mecanismos para ressarcimento automático do crédito tributário

Educação
- Investir no aumento da qualidade da educação básica em Santa Catarina, com estipulação de metas
- Remunerar os professores com base nos resultados alcançados
- Utilizar o Fundo Social do Estado para concessão de bolsas para educação profissional de nível médio
- Incentivar a formação de tecnólogos

Fonte: Santa
Bracht no está en línea  
Closed Thread

Tags
balneário camboriú, blumenau, concordia, criciúma, florianópolis, imbituba, itajaí, joinville, noticias, orleans, palhoça, santa catarina, são francisco do sul, são josé

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 08:55 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu