daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine
Old March 2nd, 2012, 07:16 PM   #1721
GIM
JK - O Presidente
 
GIM's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 13,364
Likes (Received): 4303

Sul de Minas Gerais "bombando"

Varginha espera atrair R$ 180 milhões
Empresas de diversos setores negociam com a prefeitura instalação em três novos distritos industriais.

MARA BIANCHETTI.
DIVULGAÇÃO


No total, a implantação dos três condomínios industriais demandou investimentos de R$ 160 milhões

Cerca de R$ 180 milhões deverão ser investidos até o fim deste ano em Varginha, no Sul de Minas Gerais, por meio da instalação e expansão de indústrias no município. De acordo com o prefeito, Eduardo Carvalho "Corujinha", a prefeitura está em negociação com empresas de diversos setores, que procuraram a cidade com a intenção de se instalar em um dos três novos condomínios industriais que estão sendo implantados na região.

"São várias as empresas interessadas em usufruir das estruturas que estão sendo criadas nos condomínios e, em alguns casos, as negociações estão bastante avançadas. Porém, por uma questão estratégica, elas preferem se manter no anonimato. Entre as principais, estão grandes integrantes dos segmentos eletroeletrônico, cafeeiro, de autopeças e de distribuição", explica.

Ainda segundo Corujinha, somente uma das empresas deverá aportar aproximadamente R$ 100 milhões. A previsão, conforme ele, é de que até o fim de 2012, os protocolos de intenções já estejam assinados e as obras de instalação iniciadas. "A procura pelo município está tão grande que alguns investidores cogitam se instalar, inclusive, em áreas privadas, em caso de superlotação dos condomínios. No entanto, ainda temos áreas disponíveis em todos eles", destaca.

No total, a implantação dos chamados Condomínio Industrial, Condomínio Industrial Tecnológico (CIT) e Condomínio Industrial Ouro Verde demandaram investimentos de R$ 160 milhões. A criação dos distritos industriais (DIs), visa não somente fortalecer a cafeicultura - principal atividade econômica da região - mas também diversificar a economia local, com a instalação e ampliação de empresas de outros segmentos.

O start para a criação do CIT será dado com a transferência das operações da Polishop, gigante do segmento de eletroeletrônicos e que já possui um centro de distribuição (CD) em Varginha, para o local. Já o Condomínio Industrial, que contará com empresas de segmentos diversificados, tem inauguração prevista para o próximo mês, com o início das atividades da Eletroplastic - empresa especializada na produção de artigos plásticos. Somente o empreendimento deverá gerar cerca de 350 empregos diretos. O local de instalação deste DI é a antiga área da fábrica da Polo Films.

Além disso, no fim do ano passado, a prefeitura já negociava com mais uma empresa do setor de embalagens e outra de refino de óleo combustível para se instalarem no mesmo condomínio industrial. Caso as negociações avancem, somente neste DI deverão ser gerados 1,5 mil empregos.

Já o Condomínio Industrial Ouro Verde, por sua vez, será construído em um aárea de 300 mil metros quadrados, próximo à fábrica da Philips Walita. Parte do terreno será ocupada por três armazéns de café. O Armazém Gerais Leste de Minas será a primeira empresa a operar no local, a partir de junho deste ano. A expectativa é de que juntas, as três criem 300 empregos diretos.

Entre as empresas já instaladas na cidade destacam-se: Divisão Walita da Philips do Brasil, Stockler Comercial e Exportadora, Polishop, CRW Plásticos, Indústria Mineira de Forjados, Steammaster, Plascar, Coleção Indústria e Comércio, Cooper-Standart Automotive do Brasil, Empresas Tristão (Real Café) e Comercial Industrial Branco Peres de Café, entre outras.
www.diariodocomercio.com.br
__________________
Infelizmente não deu desta vez...fica para a próxima!
****Beleza sem virtude é rosa sem perfume .****
GIM no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old March 3rd, 2012, 12:20 AM   #1722
GIM
JK - O Presidente
 
GIM's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 13,364
Likes (Received): 4303

__________________
Infelizmente não deu desta vez...fica para a próxima!
****Beleza sem virtude é rosa sem perfume .****
GIM no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2012, 03:49 AM   #1723
Raphadudao
Registered User
 
Raphadudao's Avatar
 
Join Date: Apr 2009
Location: Belo Horizonte-MG
Posts: 1,330
Likes (Received): 409

Valadares nao tem praticamente nenhuma industria decente, e com tantos investimentos no estado, quando aparece uma pra la eh uma fabrica de laticinios que vai gerar 100 empregos..
queria ver uma reportagem falando "industria de 2 bilhoes se instalara em GV gerando 5000 empregos diretos e indiretos" eh isso que a cidade precisa pra crescer

mas melhor que nada
Raphadudao no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2012, 04:20 AM   #1724
Catrumano
Registered User
 
Join Date: Jan 2011
Posts: 1,231
Likes (Received): 119


Na minha opinião Governador Valadares é a mais bonita entre as cidades com mais de 200 mil hab em Minas, mas infelizmente atrai poucos investimentos. Isso tem que mudar, aliás toda parte mais ao leste de Minas está estagnada economicamente.
Catrumano no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2012, 06:15 AM   #1725
Marcos-BH
HAHA!
 
Marcos-BH's Avatar
 
Join Date: Feb 2009
Location: Contagem - Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Posts: 2,155
Likes (Received): 221

Quote:
Originally Posted by GIM View Post
Varginha espera atrair R$ 180 milhões
Empresas de diversos setores negociam com a prefeitura instalação em três novos distritos industriais.

MARA BIANCHETTI.
DIVULGAÇÃO


No total, a implantação dos três condomínios industriais demandou investimentos de R$ 160 milhões

Cerca de R$ 180 milhões deverão ser investidos até o fim deste ano em Varginha, no Sul de Minas Gerais, por meio da instalação e expansão de indústrias no município. De acordo com o prefeito, Eduardo Carvalho "Corujinha", a prefeitura está em negociação com empresas de diversos setores, que procuraram a cidade com a intenção de se instalar em um dos três novos condomínios industriais que estão sendo implantados na região.

"São várias as empresas interessadas em usufruir das estruturas que estão sendo criadas nos condomínios e, em alguns casos, as negociações estão bastante avançadas. Porém, por uma questão estratégica, elas preferem se manter no anonimato. Entre as principais, estão grandes integrantes dos segmentos eletroeletrônico, cafeeiro, de autopeças e de distribuição", explica.

Ainda segundo Corujinha, somente uma das empresas deverá aportar aproximadamente R$ 100 milhões. A previsão, conforme ele, é de que até o fim de 2012, os protocolos de intenções já estejam assinados e as obras de instalação iniciadas. "A procura pelo município está tão grande que alguns investidores cogitam se instalar, inclusive, em áreas privadas, em caso de superlotação dos condomínios. No entanto, ainda temos áreas disponíveis em todos eles", destaca.

No total, a implantação dos chamados Condomínio Industrial, Condomínio Industrial Tecnológico (CIT) e Condomínio Industrial Ouro Verde demandaram investimentos de R$ 160 milhões. A criação dos distritos industriais (DIs), visa não somente fortalecer a cafeicultura - principal atividade econômica da região - mas também diversificar a economia local, com a instalação e ampliação de empresas de outros segmentos.

O start para a criação do CIT será dado com a transferência das operações da Polishop, gigante do segmento de eletroeletrônicos e que já possui um centro de distribuição (CD) em Varginha, para o local. Já o Condomínio Industrial, que contará com empresas de segmentos diversificados, tem inauguração prevista para o próximo mês, com o início das atividades da Eletroplastic - empresa especializada na produção de artigos plásticos. Somente o empreendimento deverá gerar cerca de 350 empregos diretos. O local de instalação deste DI é a antiga área da fábrica da Polo Films.

Além disso, no fim do ano passado, a prefeitura já negociava com mais uma empresa do setor de embalagens e outra de refino de óleo combustível para se instalarem no mesmo condomínio industrial. Caso as negociações avancem, somente neste DI deverão ser gerados 1,5 mil empregos.

Já o Condomínio Industrial Ouro Verde, por sua vez, será construído em um aárea de 300 mil metros quadrados, próximo à fábrica da Philips Walita. Parte do terreno será ocupada por três armazéns de café. O Armazém Gerais Leste de Minas será a primeira empresa a operar no local, a partir de junho deste ano. A expectativa é de que juntas, as três criem 300 empregos diretos.

Entre as empresas já instaladas na cidade destacam-se: Divisão Walita da Philips do Brasil, Stockler Comercial e Exportadora, Polishop, CRW Plásticos, Indústria Mineira de Forjados, Steammaster, Plascar, Coleção Indústria e Comércio, Cooper-Standart Automotive do Brasil, Empresas Tristão (Real Café) e Comercial Industrial Branco Peres de Café, entre outras.
www.diariodocomercio.com.br
Ótimas noticias, as cidades do interior do estado estão criando cada vez mais condomínios industriais, isso é excelente, viram que crescimento tem que passar pelo setor industrial, eu tenho esperança que com a concessão das rodovias BR 040 e 116 ajudem ao leste do estado a se fortalecer economicamente.
Marcos-BH no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2012, 02:41 PM   #1726
GIM
JK - O Presidente
 
GIM's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 13,364
Likes (Received): 4303

Alguns condominios industriais são criados pela iniciativa privada, como a MRV está fazendo em algumas cidade de Minas Gerais(não lembro quais no momento), já com galpões, agua, esgoto, enfim toda a logísitica necessária, abreviado o empresario da burocracia estatal municipa e estadual, em desapropriações, demoradas e normalmente caem na justiça.
São mais para pequenos e médios empreendimentos normalmente.
Mas uma ótima idéia!
__________________
Infelizmente não deu desta vez...fica para a próxima!
****Beleza sem virtude é rosa sem perfume .****
GIM no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2012, 02:42 PM   #1727
GIM
JK - O Presidente
 
GIM's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 13,364
Likes (Received): 4303

Varginha recebe R$ 160 milhões em três áreas para fábricas

Paulo Henrique Lobato - Estado de Minas
Publicação: 03/03/2012 06:00 Atualização: 03/03/2012 07:08

Com aporte de R$ 160 milhões e previsão de gerar três mil empregos, o município de Varginha, no Sul de Minas, implantará três distritos industrias até o fim do ano, sendo que um deles, projetado para receber R$ 50 milhões, será o primeiro do país voltado para empresas do setor cafeeiro. Batizado de Condomínio Ouro Verde, em alusão ao valor econômico dos grãos, o local ocupará 300 mil metros quadrados. Três empreendimentos já confirmaram presença no local: Armazéns Gerais Leste de Minas, Unicafé Companhia de Comércio exterior e Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Varginha. A Santa Clara, do complexo Três Corações, já tem uma unidade ao lado da nova área.

As primeiras empresas a chegarem ao Ouro Verde, cuja inauguração deve ocorrer em junho de 2012, atuam no comércio e na prestação de serviços, como estocagem. Porém, segundo o prefeito da cidade, Eduardo Carvalho, alguns empresários têm projetos de “beneficiar o produto”, o que também caracteriza a vocação industrial do condomínio. A nova área reforça um importante título de Varginha, o de capital do café. “A cidade é a maior exportadora nacional do produto”, comemora o político. Boa parte das sacas produzidas em Minas sai do município em razão do Porto Seco instalado lá. Aliás, o entreposto, que hoje funciona na entrada do município, ocupará, nas próximas semanas, grande espaço no Ouro Verde.

Uma das empresas-clientes do porto é a Armazéns Gerais Leste de Minas, que tem como um dos sócios o mineiro Ricardo Tavares, conhecido por transformar as empresas que cria ou administra em minas de ouro. Em 2000, ele vendeu a Café Três Corações para a israelense Strauss-Elite por US$ 41 milhões numa época em que a moeda americana valia mais do que o dobro da cotação atual. Em 2005, foi a vez de fazer excelente negócio com a Suco Mais, entregue à Coca-Cola por R$ 110 milhões. Agora, ele aposta boas fichas na plantação de mogno africano. O viveiro, com milhares de árvores, ocupa boa parte de sua fazenda em Pirapora, no Norte do estado.

Mas ele, claro, continua nos ramos de estocagem e venda de café. A Armazéns Gerais Leste de Minas, com quase duas décadas no mercado, abrirá no Ouro Verde a maior unidade privada do país para a prestação desse serviço. Terá capacidade para armazenar 1 milhão de sacas de 60 quilos e poderá rebeneficiar 250 mil sacas por mês. “Rebeneficiar é retirar os defeitos do grãos, seguindo os padrões de mercado”, explica Tavares. O espaço demandou investimento de R$ 30 milhões, com previsão de gerar 250 empregos diretos e 300 indiretos.

Terrenos Já a Unicafé Companhia de Comércio exterior e a Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Varginha devem gerar, juntas, mais 300 vagas diretas. Para atrair as empresas, a prefeitura doou os terrenos. A criação do Ouro Verde deve estimular ainda mais o plantio de café no estado. Em janeiro último, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou que Minas deve registrar, em 2012, produção recorde do grão, oscilando de 25,5 milhões sacas de 60 quilos a 27,1 milhões de sacas. O saldo supera os balanços recordes de 2002 e 2010 (25,1 milhões sacas).

A avaliação da entidade apurou ainda que, no confronto com o ano passado, a produção deste exercício deve crescer de 15,2% a 22,3%. O estado deverá ser responsável por 52% do café colhido no Brasil. Deste volume, quase a metade sairá das plantações do ul de Minas Gerais.

Município planeja ter complexo tecnológico

Os outros distritos industriais que serão criados este ano em Varginha têm como um dos objetivos a diversificação da economia do município. Um dos novos complexos será o Condomínio Industrial Tecnológico (CIT), que receberá das novas empresas cerca de R$ 60 milhões em investimentos. O destaque será a Polishop, gigante do setor de eletroeletrônicos que pertence ao Grupo Polimport.

A empresa já tem um centro de distribuição (CD) em Varginha, mas, segundo a prefeitura, “pretende transferir todas as outras operações para a cidade, com expectativa de que, até março, passe a operar integralmente na unidade localizada no CIT”. O outro distrito industrial, que atrairá R$ 50 milhões em investimentos, foi batizado de Condomínio Industrial 1, que deve entrar em operação em abril.

O local abrigará uma unidade da Eletroplastic, especializada na produção de artigos plásticos para montadoras de automóveis. O empreendimento, que deve ser inaugurado daqui a dois meses, vai abrir 350 empregos diretos. As novas empresas devem ajudar o Produto Interno Bruto (PIB) de Varginha a fechar 2012 em R$ 3,3 bilhões.Em 2009, segundo a prefeitura, a cifra era de R$ 3,046 bilhões. De acordo com o prefeito, outro benefício proporcionado pelos condomínios será a redução do tráfego de carretas na cidade.

www.diariodocomercio.com.br
__________________
Infelizmente não deu desta vez...fica para a próxima!
****Beleza sem virtude é rosa sem perfume .****
GIM no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2012, 02:43 PM   #1728
GIM
JK - O Presidente
 
GIM's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 13,364
Likes (Received): 4303

É o café de primeira qualidade ,da região mesmo, gerando riquezas para eles mesmos
__________________
Infelizmente não deu desta vez...fica para a próxima!
****Beleza sem virtude é rosa sem perfume .****
GIM no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2012, 03:57 PM   #1729
Paulost
Registered User
 
Join Date: Aug 2008
Location: Pouso Alegre - Sul de Minas Gerais
Posts: 672
Likes (Received): 127

Pouso Alegre: Crescimento industrial acelerado


Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), base estatística do Ministério do Trabalho, revelaram que em 2011 a indústria ultrapassou o setor de serviços e tornou-se o segmento da economia que mais emprega na cidade. Com um saldo de 1.537 novas vagas geradas em 2011, a indústria local registrou o impressionante crescimento de 71,9% em ofertas de postos de trabalho na comparação com 2010. O resultado é reflexo da leva de empresas que se instalaram na cidade em 2011 e daquelas, que já operando no município, resolveram ampliar sua produção. Tanto num caso como noutro, os exemplos são numerosos.


Ampliação
Os números relativos a 2011 foram inflados em grande parte pela expansão do parque produtivo de gigantes da indústria já instalados no município. Cerca de R$ 140 milhões já foram investidos somente na ampliação dessas fábricas. Foi o caso da Usiminas e da Tigre, que ampliaram suas instalações e voltaram a contratar; da Yoki e da Unilever que também aumentaram a produção e, em conseqüência, seu quadro de funcionários, além da Rexam (antiga Latasa) que depois de retornar para Pouso Alegre, ainda no final de 2010, já deu início às atividades de sua segunda linha de produção.

Novas empresas
Diversas empresas anunciaram sua chegada a Pouso Alegre em 2011. Os mais expressivos investimentos foram anunciados pelas empresas Biobase, Cardiotech, Embracon, Engemetal, Isofilme (segunda unidade), Rexam, Shopping SerraSul, e XCMG. Apenas os três maiores investimentos, a instalação da nova unidade da Isofilme, da empresa chinesa de máquinas pesadas XCMG e do novo Shopping Center somam juntos cerca de R$ 650 milhões em investimentos. Sendo que os investimentos direcionados para estes dois últimos empreendimentos serão feitos ao longo de 2012.

Até o final de 2012, a economia de Pouso Alegre deve receber uma injeção de cerca R$ 1,55 bilhão em investimentos privados para novos empreendimentos. Os vertiginosos investimentos devem gerar cerca de 5,1 mil empregos diretos até 8 mil indiretos.


http://pousoalegre.mg.gov.br/default...&p=309&mat=526
Paulost no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2012, 06:56 PM   #1730
bjsilva
Ipatinga / Brazil
 
bjsilva's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Posts: 1,081
Likes (Received): 135

As pequenas indústrias também tem que ser valorizadas.

Last edited by bjsilva; March 3rd, 2012 at 07:15 PM.
bjsilva no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2012, 10:19 PM   #1731
Marcos-BH
HAHA!
 
Marcos-BH's Avatar
 
Join Date: Feb 2009
Location: Contagem - Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Posts: 2,155
Likes (Received): 221

Elas são as que mais precisam de espaço entre as indústria, pois elas tem dificuldade de financiamento, impostos e são as que mais geram empregos, e as que mais podem crescer(como algumas de Santa Rita do Sapucaí).
Outra coisa que vou repetir, o Sul de Minas está recebendo muitos investimentos por três fatores, infraestrutura(Fernão Dias), proximidade a mercado consumidor, e politicas nas áreas certas como na criação de condomínios industriais, atração de empresas médias(que muitos estados não buscam investimentos delas), e a transformação de produtos agrícolas na região.
Marcos-BH no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2012, 10:39 PM   #1732
Marcos-BH
HAHA!
 
Marcos-BH's Avatar
 
Join Date: Feb 2009
Location: Contagem - Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Posts: 2,155
Likes (Received): 221

Quote:
Originally Posted by GIM View Post
Alguns condominios industriais são criados pela iniciativa privada, como a MRV está fazendo em algumas cidade de Minas Gerais(não lembro quais no momento), já com galpões, agua, esgoto, enfim toda a logísitica necessária, abreviado o empresario da burocracia estatal municipa e estadual, em desapropriações, demoradas e normalmente caem na justiça.
São mais para pequenos e médios empreendimentos normalmente.
Mas uma ótima idéia!
É... parece que tem uma cidade não lembro que está fazendo uma parceria com a MRV para a criação de distritos industriais, isso é ótimo e mais cidades poderiam estar fazendo com mais construtoras e o estado poderia ajudar na infraestrutura fazendo parcerias com as empresas que administram ferrovias para criar interpostos para cargas, levando contêineres.
Marcos-BH no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2012, 11:10 PM   #1733
Rdx MG
Registered User
 
Join Date: Jan 2011
Posts: 2,614
Likes (Received): 953

Quote:
Originally Posted by Raphadudao View Post
Valadares nao tem praticamente nenhuma industria decente, e com tantos investimentos no estado, quando aparece uma pra la eh uma fabrica de laticinios que vai gerar 100 empregos..
queria ver uma reportagem falando "industria de 2 bilhoes se instalara em GV gerando 5000 empregos diretos e indiretos" eh isso que a cidade precisa pra crescer

mas melhor que nada
Ter várias indústrias pequenas e médias são importantes para a diversificação da economia.
Rdx MG no está en línea   Reply With Quote
Old March 4th, 2012, 12:01 AM   #1734
GIM
JK - O Presidente
 
GIM's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 13,364
Likes (Received): 4303

__________________
Infelizmente não deu desta vez...fica para a próxima!
****Beleza sem virtude é rosa sem perfume .****
GIM no está en línea   Reply With Quote
Old March 4th, 2012, 12:55 AM   #1735
bjsilva
Ipatinga / Brazil
 
bjsilva's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Posts: 1,081
Likes (Received): 135

Olha o Vale do Aço também, que não recebe nada de grandioso a séculos (fora pequenas plantas industriais e expansões de linha de produção da Usiminas), que na prática , também não geram muitos empregos. O mal é o mesmo de GV; ESTRADAS!


Mesmo assim eu avalio o momento do VA como positivo, pois vive uma diversificação econômica na questão de comércio / serviços. Eu nunca vi em Ipatinga tanto comércio abrindo como de 3 anos pra cá. As causas parecem ser várias: ex usineiros, imigrantes retornando dos EUA e investindo, facilidades com o SIMPLES e por aí vai... E essa expansão do shopping do vale se acontecer mesmo da forma que foi exposta, vai atrair outras grandes redes pra região. O que por enquanto tá bom, fazer o quê né?
bjsilva no está en línea   Reply With Quote
Old March 4th, 2012, 05:08 AM   #1736
Raphadudao
Registered User
 
Raphadudao's Avatar
 
Join Date: Apr 2009
Location: Belo Horizonte-MG
Posts: 1,330
Likes (Received): 409

Quote:
Originally Posted by Rdx MG

Ter várias indústrias pequenas e médias são importantes para a diversificação da economia.
Com certeza, Eh melhor ter 50 indústrias q gerem 100 empregos do q 1 de 5000
O problema é que dá pra contar nos dedos as indústrias em Valadares, e sabemos que nao vão aparecer 50 indústrias pra lá, alias, quando aparece 1 é já é um fato a se comemorar. Por isso a cidade ta precisando e muito de um grande investimento que dê uma guinada no setor industrial da cidade e que gere bastante emprego, pra tirar a cidade da estagnação econômica.

Last edited by Raphadudao; March 4th, 2012 at 09:07 PM.
Raphadudao no está en línea   Reply With Quote
Old March 4th, 2012, 05:13 AM   #1737
Raphadudao
Registered User
 
Raphadudao's Avatar
 
Join Date: Apr 2009
Location: Belo Horizonte-MG
Posts: 1,330
Likes (Received): 409

Q reportagem confusa, esse novo acesso é uma estrada nova que vão construir pra confins? Nao vi nada sobre isso aqui no fórum. Bem, resta ver a reportagem completa
Raphadudao no está en línea   Reply With Quote
Old March 4th, 2012, 05:39 AM   #1738
lgot
Registered User
 
Join Date: Aug 2008
Location: Belo Horizonte
Posts: 5,665
Likes (Received): 2163

Quote:
Originally Posted by Raphadudao View Post
Q reportagem confusa, esse novo acesso é uma estrada nova que vão construir pra confins? Nao vi nada sobre isso aqui no fórum. Bem, resta ver a reportagem completa
Tudo indica que é uma reforma no acesso mesmo ao aeroporto para deixa-lo pronto para as futuras expansões.
lgot no está en línea   Reply With Quote
Old March 4th, 2012, 07:30 AM   #1739
Marcos-BH
HAHA!
 
Marcos-BH's Avatar
 
Join Date: Feb 2009
Location: Contagem - Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Posts: 2,155
Likes (Received): 221

Mas bem que já poderiam criar a rodovia subterrânea, Minas tem uma mania de colocar viadutos, chega disso. É até melhor do que aquelas pontes para aviões.
Marcos-BH no está en línea   Reply With Quote
Old March 4th, 2012, 06:37 PM   #1740
GIM
JK - O Presidente
 
GIM's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 13,364
Likes (Received): 4303

À espera de gigantes da tecnologia, Minas desenvolve circuito integrado de chip

Frederico Bottrel - Estado de Minas
Publicação: 04/03/2012 07:41 Atualização:

Grandes nomes da microeletrônica como Foxconn e Companhia Brasileira de Semicondutores (CBS) têm movimentado as expectativas com relação à consolidação do polo tecnológico do Vetor Norte da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Rumores quanto à atração de investimentos dessas grandes companhias para a região são polêmicos por colocar o estado na perspectiva de uma guinada econômica que significaria o mesmo que a indústria automotiva representou no Brasil dos anos 1960. O caso particular da instalação de uma fábrica da portuguesa Nanium, com investimentos de US$ 200 milhões, chama a atenção: a companhia, antiga filial alemã da Qimonda, pode fechar a fábrica que mantém em Portugal, onde a crise já é grave, e transferir as operações para o Brasil.

Com isso, se já há dificuldade para encontrar engenheiros no geral, surge a questão da carência de profissionais com expertise na criação dos projetos dos circuitos e chips, produtos que demandam conhecimento extremamente especializado. O chamado Vale do Silício Mineiro, em Santa Rita do Sapucaí, no Sul do estado, que seria candidato natural à atração dos investimentos, com a tradição de 25 anos de arranjo produtivo local, já percebeu que o foco da oportunidade pode ser outro. “Mais do que desenvolver e fabricar a pastilha do chip, entendemos que nossa vocação pode estar na competência do desenvolvimento do projeto do chip, a área de inteligência por trás desse design”, diz Marcelo de Oliveira Marques, diretor do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), de Santa Rita.

Em parceria com uma empresa da região, a Sense Eletrônica, especializada na fabricação de sensores para automação industrial, o Inatel desenvolve o desenho de um chip mineiro, que está na fase de segunda rodada de prototipagem e será fabricado na Alemanha. “Este será um circuito voltado para sensores indutivos, que complementam e embasam determinadas fases do procedimento industrial. O design é muito delicado e demanda conhecimentos muito específicos”, detalha Sérgio Augusto Bertoloni, gerente de pesquisa e desenvolvimento da Sense Eletrônica.

Qualificação

Os planos da Sense são de que o primeiro chip mineiro, este desenvolvido em parceria com a Universidade Federal de Itajubá (Unifei), fique pronto no ano que vem. “A capacitação dessa mão de obra altamente qualificada é o grande pulo do gato nessa área. Hoje os projetos são enviados pela internet e podem ser executados em qualquer parte do mundo. O desenvolvimento dessa habilidade é que pode tornar-se diferencial”, acredita Bertoloni. “Estamos nos preparando para o dia que a indústria nacional entender que os microchips são nossa próxima revolução”, aposta Marques.

A produção dos componentes é também pré-requisito para que as fabricantes de tablets consigam manter as exigências do Processo Produtivo Básico (PPB). Para ter direito às isenções tributárias regulamentadas no PPB, as indústrias devem manter determinadas percentagens de componentes nacionais na fabricação.

Hoje, a indústria de microeletrônica é inexistente no país e a regra criada pelo governo serve, inclusive, para fomentar esse mercado. “O barateamento do produto é uma das pontas dessa história. Mas o diferencial de empregabilidade, com empresas de alto nível e investimentos em pesquisa e desenvolvimento de materiais e processos, é passo inevitável para esse círculo virtuoso”, diz Aílton Ricaldoni Lobo, da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee-MG).

Ambiente
A tarefa de transformar o Vetor Norte em corredor multimodal de alta tecnologia tem ênfase na diversificação da atividade econômica do estado, hoje fortemente baseada em setores primários, segundo o subsecretário de Investimentos Estratégicos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Luiz Anthonio Athayde: “Hoje o ambiente que temos para a área de TI e componentes é fértil também por conta da qualidade de formação que temos aqui. E isso inclui esforço de customizar, adaptar a nossa formação de mão de obra. O grande desafio é gerar empregos com nível de qualificação crescente justamente para que esses profissionais encontrem trabalho aqui. Hoje somos, infelizmente, exportadores dessa força de trabalho, que acaba indo gerar valor em outros lugares”.

Análise da notícia

Criados há cerca de 60 anos, os chips são hoje considerados marca de desenvolvimento tecnológico. O país que produz os pequeninos cérebros das máquinas que pautam sonhos de consumo contemporâneos está em posição privilegiada em competitivo mercado internacional. Os rumores quanto à atração de investimentos para o Vetor Norte na implantação de fábricas de microeletrônica movimentam largas cifras. Os investimentos da Foxconn são estimados em US$ 2,5 bi, da CBS em US$ 500 milhões e da Nanium em US$ 200 milhões. À parte toda a geração de valor, é na pesquisa para o projeto dos circuitos que se encontra a grande chave dessa história, que pauta de fato o desenvolvimento e impede que o chão de fábrica apenas execute planos de multinacionais que, mesmo próximas, podem se manter distantes. Já em 2003, o mercado de microletrônica bateu setores tradicionais como automotivo e petrolífero, movimentando US$ 1,4 trilhão. A inteligência por trás disso, não há dúvida, é a que mais lucra. (FB)
__________________
Infelizmente não deu desta vez...fica para a próxima!
****Beleza sem virtude é rosa sem perfume .****
GIM no está en línea   Reply With Quote
Reply

Tags
belo horizonte, industria, minas gerais, tecnología

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 08:30 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu