daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Regionais > Norte

Norte Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins



Reply

 
Thread Tools
Old February 10th, 2011, 03:36 PM   #141
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

Manáos versus Manaus


A antiga estação de bondes da Manáos Tramways passa por recuperação. Existente no final da avenida Sete de Setembro, após a Ponte de Ferro de Benjamin Constant, começa a ser restaurada. Em duas paredes, haviam reconstruido fotos antigas, agora apesar de inexistir placa indicativa do responsável, o “bonde” vai partir.



Manaus Energia modifica a fachada do antigo prédio


Penso que será reconstruída a fachada, como antes, pois ali era a oficina dos bondes que circularam em Manaus por mais de 50 anos. Ao parar o serviço, foram sucateados, desaparecendo totalmente. Apenas uma réplica de um bonde e a amostra de trilhos existem no Largo São Sebastião.



Conhecida por Usina da Viação Urbana, no início do século XX


Mas, quem melhor escreveu sobre o bonde manauense foi o poeta Tiago de Mello, em seu livro Manaus, amor e memória (Manaus: Valer/Prefeitura de Manaus, 2004). Dele, estou “morcegando” alguns tópicos.
Os bondes “marcaram quase meio século da vida e da cultura da cidade. Único meio de
transporte, durante largo tempo, de toda a população. 200 réis a passagem: o condutor recebia a moeda e entregava ao passageiro um cupom numerado, em cujo verso vinha impresso um adágio, um pensamento. Embora muita gente andasse mesmo era a pé, porque não tinha o dinheirinho para tomar o ranqedor.”



Réplica do bonde Saudade, existente no Largo São Sebastião


Mas o bonde não era apenas meio de transporte. As suas engrenagens também davam movimento à sociologia da cidade. Passear de bonde, dar uma volta no Saudade, fazer o Circular era mais que divertimento domingueiro: era o costume, virou moda. As famílias tradicionais não transigiam: primeiro era a missa da Matriz, a das dez, que era a mais elegante; depois o passeio pelo Roadway; e para fechar a manhã, uma volta na linha dos Remédios, que ao seu retorno à estação da Manaus Tramways mudava a placa para Saudade."




Bonde na avenida Sete de Setembro


Mais uma morcegada: "A rapaziada pobre se divertia a seu modo, inventando um esporte novo e perigoso, que demandava agilidade e coragem e que deu origem a um verbo só nosso: morcegar. Morcegar consistia em tomar o bonde em movimento e logo em seguida saltar. Quando o veículo vinha em marcha moderada, alguns eram capazes de tomar e saltar do "bonde andando" mais de uma vez. O segredo da proeza perfeita era a simultaneidade: as mãos no balaústre e os pés na plataforma; no salto bem calculado, as mãos já iam em concha. Rapaz que se prezasse só saltava de costas, principalmente se a namorada andasse por perto: corria dois ou três passos na plataforma e se lançava ao ar na direção oposta ao bonde; mal tocava o chão, o corpo iniciava a corrida, também de costas, amortecendo o impulso em sentido inverso.
Obrigado, poeta, pela memória.


http://catadordepapeis.blogspot.com/...anaus-iii.html
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old February 10th, 2011, 03:40 PM   #142
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

Manáos v. Manaus


Três momentos da capital do Amazonas. O desfile de Sete de Setembro em 1955, que mostra a guarda bandeira da Polícia Militar, sob o comando do tenente Barbosa Filho. Era mais conhecido por Barbosão na esfera desportiva, por ser treinador do Nacional Futebol Clube. Apesar de tenente, comandou a PMAM no posto de coronel, por obra e graça de seu amigo, governador Plínio Coelho. A parada então acontecia ao lado do Teatro Amazonas.




Parada de Sete de Setembro, em 1955, com tenente Barbosa Filho


A foto do maior edifício da capital – o IAPETC. Traduzindo, queria dizer Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Empregados no Transporte de Cargas. Hoje INSS. Durante anos foi o mais alto e, portanto, sinônimo de grandiosidade. Já restaurado, segue situado junto a praça Pedro II.



Edifício do IAPETC, hoje do INSS, em Manaus


A foto dos anos 1940 mostra o pessoal da Força Policial se exercitando em quadra localizada na rua atrás do Quartel da Policia Militar. Veja ao fundo o cinema Guarany. Este logradouro, em 1954, foi urbanizado e recebeu o nome e o monumento de Ribeiro Junior. A iniciativa coube ao deputado Arlindo Porto, ainda em plena atividade na Academia Amazonense de Letras.
Em 1969, residi nesta praça no edifício Lilac, ainda existente. Mas, o prefeito Jorge Teixeira, a partir de 1975, remodelou o espaço, demolindo a praça para construir o corredor de ônibus. Então, o capitão Ribeiro Junior perdeu o brasão e o monumento. Hoje transitamos pela avenida Floriano Peixoto.



Acima, quadra de esporte da Força Policial, na
avenida Floriano Peixoto (abaixo)



Anos 90


http://catadordepapeis.blogspot.com/...manaus-iv.html
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old February 10th, 2011, 03:44 PM   #143
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

RESTAURANTE CANTO DA PEIXADA & A CALDEIRADA DE TUCUNARÉ





A culinária amazonense tem por base o peixe, uma herança dos nossos ancestrais indígenas, o mundo gira, gira, mudando as coisas a cada segundo, porém, o nosso gosto por peixes continua o mesmo ao longo dos milênios; para satisfazer ao paladar dos amazonenses, existem inúmeros restaurantes da cozinha regional, porém, o mais tradicional, o mais conhecido, o mais famoso, o mais e mais é o “Canto da Peixada”.

O estabelecimento está localizado na esquina da Rua Emílio Moreira com a Avenida Ayrão, sob o numero 1677, no bairro da Praça 14 de Janeiro -, os clientes podem ligar para os telefones 92 3234-3021/1066 para obter maiores informações e fazer reservas, está aberto de segunda a sábado para o almoço e jantar, no domingo, somente para o almoço. Vale saliente que, o nosso blog é amador, não ganhamos nada pela indicação, apenas fazemos postagem para divulgar a nossa cultura amazônica.

Segundo consta nos jornais antigos, este restaurante foi fundado no dia 1º. de Maio de 1974, completará 37 anos no ramo, sempre com a batuta do seu cofundador e proprietário Aldenor Ernesto de Lima, 73 anos de idade, conta com a ajuda do seu filho mais velho. Ele se orgulha de ter servido o seu mais ilustre cliente, o Papa João Paulo II, foi no dia 10 de Julho de 1980, ele mandou fazer um vitrina no restaurante, onde guarda um prato, um talher, a toalha da mesa e as taças utilizadas pelo santo padre. Este restaurante já ganhou as páginas de “O Globo” e “Folha de São Paulo”, o proprietário faz também questão de frisar que o seu restaurante “foi frequentado também pelo embaixador da Noruega e da Tailândia, pelos diretores da Rádio BBC de Londres, pelo ex-ministro do STF Nelson Jobim, ex-governador Amazonino Mendes, ex-Senador Bernardo Cabral, ex-governador Gilberto Mestrinho, ex-ministro do Exército Zemildo Lucena”. Além dos famosos, o local também é frequentado pelos pobres mortais, turistas e filhos de Ajuricaba, são os que realmente pagam a conta e mantém de portas abertas o restaurante por décadas.

Os antigos boêmios de Manaus, depois de uma noitada de bebedeira, tinham por hábito, tomar aquela “Caldeirada de Tambaqui ou Tucunaré”, para equilibrar o organismo e curar a famosa ressaca, procuravam as inúmeras “peixarias” que existiam na cidade, todas lotadas madrugada adentro, muitas delas ficavam até o raiar do Sol. Lembro da minha mocidade, quando dava uma chegada nos lupanares “Iracema”, “Saramandaia” e “Posto Cinco”, gostava de encerrar a noite no “Canto da Peixada” - uma caldeirada sempre ia bem!

Tempos atrás, quando ainda não eram disseminados na nossa cidade, os importados “Fast Foods” e as Pizzarias da vida, bem como, as Sopas de Mocotó e os Caldos Verdes de cada dia, a pedida era “matar a broca” com peixes, dava para um pobre mortal comer bem, os preços eram convidativos, existiam peixes em abundância, muito diferente de hoje em dia, pois, para detonar uma caldeirada de costela de Tambaqui, para duas criaturas, o preço chega a bagatela de R$ 68,00!





Mas, afinal, o que é uma “Caldeirada de Tucunaré ou Tambaqui”? Para quem não é da nossa região amazônica, vai ai uma dica dos especialistas na gastronomia Baré: Ingrediente: 2 Tucunarés médios/Limão/Sal/5 dentes de alho amassados/2 cebolas cortadas em cubos pequenos/2 pimentões cortados em cubos pequenos/2 tomates cortados em cubos pequenos/1 maço de cheiro-verde picado/½ quilo de batatas cozidas cortadas ao meio/3 ovos cozidos inteiros. Como Fazer Caldeirada de Tucunaré - Modo de preparo: Corte cada tucunaré em pedaços médios, lave-os e tempere-os com sal e limão. Aqueça o azeite em uma panela grande e refogue o alho e a cebola, até dourar ligeiramente. Junte as verduras restantes. Mexa um pouco. Junte os pedaços de peixe e mexa cuidadosamente para misturá-los com as verduras, refogando-os por mais um pouco. Junte a água e deixe ferver por 25 minutos. Acrescente as batatas, os ovos cozidos e por último o cheiro-verde. Bom Apetite! Para, mano, assim você vai matar o velho aqui, de tanta água na boca!

Vou matar a saudade, irei neste final de semana ao “Canto da Peixada”, detonar aquela “Caldeirada de Tucunaré”, pois, vive mais, quem come mais peixes! É isso ai.


http://jmartinsrocha.blogspot.com/20...aldeirada.html
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old February 10th, 2011, 03:48 PM   #144
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258



Frequentei bastente durante minha infancia, hj raramente vou

dilícia!
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old February 10th, 2011, 10:04 PM   #145
thiagosanchez
Terra da Garoa... Sampaaa
 
thiagosanchez's Avatar
 
Join Date: Jun 2010
Location: Sao Paulo/ SP
Posts: 6,687
Likes (Received): 577

Quote:
Originally Posted by Manaus.ASB View Post
Manáos versus Manaus


A antiga estação de bondes da Manáos Tramways passa por recuperação. Existente no final da avenida Sete de Setembro, após a Ponte de Ferro de Benjamin Constant, começa a ser restaurada. Em duas paredes, haviam reconstruido fotos antigas, agora apesar de inexistir placa indicativa do responsável, o “bonde” vai partir.



Manaus Energia modifica a fachada do antigo prédio


Penso que será reconstruída a fachada, como antes, pois ali era a oficina dos bondes que circularam em Manaus por mais de 50 anos. Ao parar o serviço, foram sucateados, desaparecendo totalmente. Apenas uma réplica de um bonde e a amostra de trilhos existem no Largo São Sebastião.



Conhecida por Usina da Viação Urbana, no início do século XX


Mas, quem melhor escreveu sobre o bonde manauense foi o poeta Tiago de Mello, em seu livro Manaus, amor e memória (Manaus: Valer/Prefeitura de Manaus, 2004). Dele, estou “morcegando” alguns tópicos.
Os bondes “marcaram quase meio século da vida e da cultura da cidade. Único meio de
transporte, durante largo tempo, de toda a população. 200 réis a passagem: o condutor recebia a moeda e entregava ao passageiro um cupom numerado, em cujo verso vinha impresso um adágio, um pensamento. Embora muita gente andasse mesmo era a pé, porque não tinha o dinheirinho para tomar o ranqedor.”



Réplica do bonde Saudade, existente no Largo São Sebastião


Mas o bonde não era apenas meio de transporte. As suas engrenagens também davam movimento à sociologia da cidade. Passear de bonde, dar uma volta no Saudade, fazer o Circular era mais que divertimento domingueiro: era o costume, virou moda. As famílias tradicionais não transigiam: primeiro era a missa da Matriz, a das dez, que era a mais elegante; depois o passeio pelo Roadway; e para fechar a manhã, uma volta na linha dos Remédios, que ao seu retorno à estação da Manaus Tramways mudava a placa para Saudade."




Bonde na avenida Sete de Setembro


Mais uma morcegada: "A rapaziada pobre se divertia a seu modo, inventando um esporte novo e perigoso, que demandava agilidade e coragem e que deu origem a um verbo só nosso: morcegar. Morcegar consistia em tomar o bonde em movimento e logo em seguida saltar. Quando o veículo vinha em marcha moderada, alguns eram capazes de tomar e saltar do "bonde andando" mais de uma vez. O segredo da proeza perfeita era a simultaneidade: as mãos no balaústre e os pés na plataforma; no salto bem calculado, as mãos já iam em concha. Rapaz que se prezasse só saltava de costas, principalmente se a namorada andasse por perto: corria dois ou três passos na plataforma e se lançava ao ar na direção oposta ao bonde; mal tocava o chão, o corpo iniciava a corrida, também de costas, amortecendo o impulso em sentido inverso.
Obrigado, poeta, pela memória.


http://catadordepapeis.blogspot.com/...anaus-iii.html
Espero que seja verdade.
__________________
São Paulo meu amor, Manaus minha vida.
thiagosanchez no está en línea   Reply With Quote
Old February 28th, 2011, 06:17 PM   #146
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

Memorial Amazonense (XLIV)

Fevereiro, 10

1889 – Joaquim de Oliveira Machado (1842-1920) toma posse na presidência da Província do Amazonas, substituindo a Francisco Antonio Pimenta Bueno, coronel do Exército. Oliveira Machado, que era natural de Barra do Pirai (RJ), bacharelou-se na Faculdade do Largo de São Francisco (SP). Enfrentou sérias dificuldades financeiras na província, mas diante dos apelos locais, decide enfrentá-las. Talvez por isso, sua permanência no governo tenha sido de apenas 140 dias, ou seja, até 1º de julho.



Facsimile da assinatura do presidente Oliveira Machado


O penúltimo presidente da província recebeu dos amazonenses uma singela, porém, duradoura homenagem. Uma localidade à margem do rio Negro, espécie de colônia para imigrantes basicamente nordestinos, tomou seu nome. Em nossos dias, constitui-se o bairro da Colônia Oliveira Machado, integrante da Zona Sul em que se encontra mapeada a cidade de Manaus do início do século XXI.

1896 – Inauguração da linha telegráfica (cabo) subfluvial entre Manaus e Belém. Ao tempo em que o telégrafo constituía a modernidade das comunicações, a “internet” de então, as duas capitais do Norte “tentaram” se comunicar. O cabo, em parte submerso, não colaborou.

1918 – Nasce em Manaus, Arnaldo Santana Rosas, que se graduou em Direito pela Faculdade do Amazonas, na turma de 1940. No ano seguinte, em 16 de setembro, foi nomeado secretário da mesma faculdade, em substituição ao Dr. Mário Jorge Couto Lopes. Dr. Arnaldo permaneceu nesse cargo até a década de 1980.


1927 – Criação da Sociedade Beneficente e Sportiva de Constantinópolis, sob a direção de Jacques de Souza Lima. A mais importante conquista da Sociedade foi junto ao governador Efigênio Salles, pois os moradores do bairro necessitavam de uma ligação terrestre com o centro da Cidade. Talvez a mais a sensata fosse a ligação com o bairro da Cachoeirinha. Assim reclamado ao governador, este “sugere que o povo se responsabilize pela abertura da estrada”, assegura o pós graduado em Educandos, Cláudio Amazonas. Ao governo caberia construir a ponte sobre a cachoeira da Pancada, ligeira queda de água.

A estrada, hoje avenida Leopoldo Peres, foi construída pelos moradores com a extensão de dois quilômetros, e a ponte inaugurada com a denominação de Efigênio Salles.



Ponte Efigênio Salles restaurada em 2009


http://catadordepapeis.blogspot.com/...ense-xliv.html
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old February 28th, 2011, 06:28 PM   #147
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

Manáos v. Manaus (V)

Bairro do Morro da Liberdade


Acima, rua José Chevalier, e abaixo, rua João Vicente





Dois momentos deste bairro que, na década de 1950, e a partir de Santa Luzia começou a ser ocupado. A ocupação ia em direção ao aeroporto de Ponta Pelada. Não havia "água encanada", por isso era retirada do "buraco da vovó" e de pequenos cursos de água, onde se instalavam bicas. Depois, era colocar a lata de água na cabeça ou nos carros de madeira...








A ilustração mostra o trabalho da Prefeitura em ruas do Morro, julho de 1960; outra mostra o GE Adalberto Valle, em fase de conclusão, out. 1961. Enfim, à cores, a atual realidade das mesmas ruas José Chevalier e João Vicente.



EE Adalberto Valle, em construção, 1961


http://catadordepapeis.blogspot.com/...-manaus-v.html
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old February 28th, 2011, 06:37 PM   #148
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

Governador Plínio Coelho


A biografia deste governador (1920-2001) ainda não foi escrita, precisa ser publicada. Alguns apontamentos esparsos foram produzidos, mas nada que se possa intitular de uma história de sua vida. Assim, vou colocar aqui minha contribuição.
Plínio Coelho tomou posse do Amazonas em 31 de janeiro de 1955, quando a Petrobrás dava os primeiros passos. Ainda assim, a empresa conseguiu a façanha de “descobrir petróleo” em Nova Olinda do Norte, na calha do rio Madeira. Isso implantou o delírio não somente no município, mas no próprio Estado. Diria que no País, visto que a descoberta trouxe a Manaus e Nova Olinda o presidente da República.

Era um momento de transição nacional, por isso, João Café Filho presidia o Brasil. E ao desembarcar acompanhado de sua comitiva, trouxe o subchefe da Casa Militar, coronel Ernesto Geisel. Na base de Nova Olinda foi realizada uma foto emblemática: o presidente Café Filho, entre o governador do Amazonas e o coronel Geisel, depois presidente da Petrobras e presidente do Brasil no Governo Militar.



Presidente Café Filho em Nova Olinda


O petróleo possuía tudo para redimir o Amazonas, trazer-lhe o desenvolvimento que há muito o rio levara. Mas, como a Petrobras dava os primeiros passos, não foi capaz de se aguentar e acabou "caindo"... deixando no Estado a lembrança de “ uma noite de verão”.



Situado na av. Castelo Branco, hoje bastante desfigurado.
O Jornal, 5 dez. 1956


Plínio alcançou o governo de Juscelino Kubitschek, que revolucionou o Brasil, com o sonho realizado de Brasília. Quando da inauguração da Refinaria de I.B.Sabbá, JK esteve em Manaus e inaugurou uma ponte (em Educandos) e um conjunto residencial na Praça General Carneiro, onde se contruiu o Palácio Rodoviário (hoje UEA), o cine Ipiranga. As duas obras levam o nome de JK. Há muito mais desse governador.



Café Filho concede entrevista ao Jornal do Commercio, Manaus



Governador Plínio Coelho recebe amostra de petróleo.
Jornal do Commercio, 16 mar. 1955


A partir da dir. general cmt GEF; Café Filho; Plínio Coelho e
Dom Alberto Ramos, arcebispo do Amazonas


http://catadordepapeis.blogspot.com/...io-coelho.html
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old February 28th, 2011, 06:38 PM   #149
Grande Manaus
O amor pelo Amazonas
 
Grande Manaus's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 13,446
Likes (Received): 270

ótimos registros Manaus ASB
__________________
6 anos anos de SSC


Grande Manaus no está en línea   Reply With Quote
Old February 28th, 2011, 06:45 PM   #150
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

SERINGAL MIRIM DE MANAUS




Quem passar pelo início da Avenida Djalma Batista, antiga João Alfredo e, olhar para o lado esquerdo, no sentido centro/bairro, verá um monstrengo da Eletrobrás, uma estrutura de redistribuição de energia elétrica para aquela parte de Manaus, muitos, com certeza, não imaginará que, aquele lugar já fora uma belíssima praça, onde existiam cento e vinte seringueiras, a famosa “Hevea brasiliensis” fornecedora do “ouro branco” para a construção do primeiro ciclo de desenvolvimento do Estado do Amazonas – o lugar era conhecido como “Seringal Mirim” (pequeno seringal).

Segundo os historiadores, em 1913, o Sr. José Claudio de Mesquita, antigo proprietário daquela área, encontrou no local oito seringueiras, ao qual deu os nomes de A a H, depois, fez outras 112 plantações com sementes vindas do Rio Jamari. Em 1944, foram encontradas as 120 seringueiras (todas preservadas), segundos os estudos realizados pelos pesquisadores da época, as nativas eram mais produtivas, sendo que a planta “E” morreu - restando as sete, com idade desconhecida e as outras 112 com idade de trinta anos.

Na década de 40, o local pertencia ao Estado do Amazonas, estando sob a administração do Dr. Admar Thury, Diretor do Serviço de Fomento Agrícola, na foto antiga, pode-se vê-lo dando uma aula racional de extração do “látex da Hevea” às professoras estagiárias – também é possível ver como era o local, com as seringueiras todas enfileirada. Uma beleza!

Fomos à bancarrota (falência, ruína) no início do século passado, em decorrência de explorarmos somente as seringueiras nativas, enquanto, os malásios plantaram, racionalmente, as sementes pirateadas pelos ingleses na Amazônia. O Sr. Cláudio Mesquita teve a brilhante idéia de fazer o mesmo, depois de trinta anos, o local estava servindo de laboratório para os pesquisadores.





Na outra foto, mostra os soldados da guarnição militar de Manaus, fazendo aprendizagem da extração do leite de uma seringueira do Seringal Mirim. Veja como foi importante aquele local, serviu de escola para os “soldados da borracha”, nome dado a milhares de brasileiros que foram alistados e enviados para a Amazônia, entre 1943 e 1944 (segunda guerra mundial), com o objetivo de extrair borracha para os Estados Unidos da América (Acordos de Washington).

Mas, como tudo é bom, tem logo o seu fim! O local ficou esquecido, serviu por muito tempo de praça e, aos poucos foram fazendo a derrubada das seringueiras, finalmente, o governo do Amazonas, cedeu o local para a antiga Eletronorte, ao qual derrubou as últimas sobreviventes, o local virou uma subestação de energia.

E agora? Como é que fica? Reclamar para quem? Imagine os senhores, um Estado que teve o seu primeiro ciclo de desenvolvimento econômico, creditados ao látex extraído das Seringueiras, com o qual conseguiu, com o dinheiro ganho, construir o Teatro Amazonas, o Palácio da Justiça, as Pontes da Sete de Setembro, embelezar a cidade de Manaus, fazer muita gente enriquecer do dia para a noite – não tem uma única praça que o homenageie a árvore que foi a responsável por tudo isto – os insensatos derrubaram o “Seringal Mirim”!Uma Seringueira vive mais de cem anos, caso tivessem preservardo o Seringal Mirim, muitas delas ainda estariam de pé!
Para a construção do "Novo Seringal Mirim" e resgatar parte da nosso memória, tenho a seguinte sugestão a fazer para os nossos governantes:

1. Conseguir outro local para a atual Eletrobrás construir a sua subestação de energia, pode ser no terreno da antiga fábrica da Coca-Cola (está abandonado faz muito tempo);

2. Revitalizar o local, fazer convênios com os pesquisadores do INPA e UFAM, para coleta, análise e plantio de 120 pés de Seringueiras;

3. Fazer uma ampla divulgação junto aos estudantes do ensino médio e fundamental, para que conheçam um pouco mais da nossa história e valorize o novo “SERINGAL MIRIM DE MANAUS”;

4. O local deverá ser permanentemente cuidado, com um administrador e auxiliares, poderá ser transformado em um parque, com a administração da Prefeitura Municipal de Manaus.

Acredito que se tomarmos esta decisão, ainda hoje, daqui a trinta anos, a futura geração poderá retomar o processo de pesquisas, além de servir de local de respeito aquela árvore que tanto contribuiu para o nosso Estado e, quem sabe, um dia ainda irá contribuir muito mais. É isso.


http://jmartinsrocha.blogspot.com/20...a-avenida.html
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old February 28th, 2011, 06:52 PM   #151
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258



Minha mãe fala muito desse antigo seringal. Ela quando pequena vivia naquelas bandas brincando com suas amigas. hoje quando passa por lá, só tem a lamentar no que aquilo se transformou.
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old February 28th, 2011, 06:52 PM   #152
Grande Manaus
O amor pelo Amazonas
 
Grande Manaus's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 13,446
Likes (Received): 270

Esse Morro da liberdade é um dos bairros mais antigos de Manaus
__________________
6 anos anos de SSC


Grande Manaus no está en línea   Reply With Quote
Old February 28th, 2011, 06:52 PM   #153
Grande Manaus
O amor pelo Amazonas
 
Grande Manaus's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 13,446
Likes (Received): 270

Quote:
Originally Posted by Manaus.ASB View Post


Minha mãe fala muito desse antigo seringal. Ela quando pequena vivia naquelas bandas brincando com suas amigas. hoje quando passa por lá, só tem a lamentar no que aquilo se transformou.
ouvi falar muito nesse seringal mirim
__________________
6 anos anos de SSC


Grande Manaus no está en línea   Reply With Quote
Old February 28th, 2011, 06:56 PM   #154
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

MUSEU DE CIÊNCIAS NATURAIS DA AMAZÔNIA




Está localizado na Rua Cachoeira de São Gabriel, s/nº, na Cachoeira Grande, bairro da Cidade Nova, telefone para contatos 92 3644-2799, fica numa área de 2 hectares (em anexo 3,5 hectares de bosque naturais), com uma área construída de 600m2.

Tem como objetivo a educação sobre a natureza às crianças brasileiras. Orientação aos estrangeiros que visitam Manaus. Exibe mais de 120 espécimes de peixes, com 1 aquário de 200t (com exemplares vivos de Pirarucu), 6 aquários de 2t e mais de 120 espécimes de insetos e mais de 50 itens de outras espécimes.





Segundo o site http://amazontower.net/po/museuinf.html apresenta uma mensagem do Diretor Shoji Hashimoto:

“Tendo muito interesse em insetos, principalmente em borboletas, desde a infância, cheguei a Manaus como um imigrante japonês em 1975. Na época, com cerca de 600 mil habitantes, um terço da população atual, Manaus já demonstrava indícios de grande desenvolvimento em diversos pontos, baseado na política de Zona Franca adotada pelo governo federal do Brasil.Todavia, a urbanização e o desenvolvimento das áreas periféricas da cidade não trazem somente benefícios. O rápido desenvolvimento econômico pós-guerra no Japão destruiu a natureza da minha terra natal, transformando o ambiente natural onde passei a minha infância em campos de golfe, poluindo os lindos riachos, e exterminando a biodiversidade com uso descontrolado de agrotóxicos. Temendo que no futuro próximo aconteça o mesmo em Manaus, decidi construir o Museu de Ciências Naturais, realizando o sonho de muitos anos.Em junho de 1988, no mês e ano em que comemorava os 80 anos da Imigração Japonesa no Brasil, inauguramos este Museu de Ciências Naturais da Amazônia. No dia 22, no dia de sua abertura, tivemos a presença do Príncipe Akishino, o neto do Imperador Hirohito, da época, quando pudemos apresentar-lhe com grande honra, os espécimes que eu mesmo colhi da natureza local e preparei. (na foto acima, à direita, o Príncipe Akishino e o Diretor Hashimoto, ao centro).O principal objetivo da construção deste museu foi de proporcionar às crianças amazônicas a possibilidade de conhecer melhor o ambiente natural desta região. Tinha a convicção de que não haveria o futuro para a Amazônia, sem que as crianças locais tivessem o interesse pela preservação desta maravilhosa natureza. Mesmo em Manaus, onde o desenvolvimento econômico colocava as crianças no meio da “guerra educacional”. As crianças começavam a preferir os vídeos-game que os insetos da natureza. Hoje restam apenas poucos bosques naturais, incluindo o do meu museu e alguns poucos parques municipais, que era abundante na época em que cheguei aqui.Felizmente, em 1980 consegui adquirir o terreno por um valor bastante acessível, e dois amigos do Japão, Sr. Masanori Mizuno e Sr. Yuji Shiraishi, nos apoiaram muito. Estes senhores, embora tivessem muitos interesses em insetos da Amazônia, tiveram que continuar tocando os negócios herdados de seus pais. Disseram-me: “Você vá atrás do seu sonho, que também é nosso!”, oferecendo a ajuda financeira para a construção do museu. O sucesso deste museu tornou-se minha obrigação, perante a “AMIZADE” de muitas pessoas que me apoiaram, como o Sr. Susumu Horibe, o idealizador da torre de observação Amazon Tower, e muitos outros.Com a autorização concedida pelo IBDF (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal), o Museu recebeu nestes treze anos de seu funcionamento mais de 150 mil visitantes, um fato que me orgulha muito, por nossa contribuição na divulgação da natureza amazônica ao mundo.Desejo retribuir à geração do futuro, em sinal de gratidão, pelo que a Amazônia e o Brasil proporcionaram para mim esta oportunidade de conhecer as maravilhas desta terra. É um modesto museu com a exibição de apenas 2,5 % da biodiversidade, entre peixes e insetos. Entretanto, mesmo com apenas 2,5%, é possível mostrar uma pequena amostra da rica diversidade da fauna amazônica, através da qual, os visitantes brasileiros e turistas estrangeiros possam marcar na sua lembrança a importância da preservação desta natureza”.

Passados mais de duas décadas da inauguração do museu, o sonho do Sr. Shoji Hashimoto vai acabar, brevemente, infelizmente, pois a instituição está dois anos no vermelho, não tendo mais condições financeiras para manter-se aberto à visitação pública, irá fechar no final de março deste ano.

A idéia dos administradores do museu será de embalar todo o material, secar os tanques, soltar os Pirarucus num lago (irão morrer de fome, pois, eles não sabem mais procurar o seu alimento, em decorrência de estarem muito tempo em cativeiro). Eles pensam em reabri-lo próximo a Copa do Mundo de 2014, em decorrência do grande fluxo de turistas estrangeiros que virão para Manaus; acho que será muito improvável isso acontecer, pois eles não tem o dinheiro suficiente para manter aberto agora, imaginem, conseguir um grande aporte financeiro para começar tudo de novo em 2013, mas, tudo é possivel.

Talvez, pela sua formação e origem japonesa, eles não gostam de pedir ajuda, preferiram manter o museu com a colaboração da colônia japonesa e com a cobrança de ingressos - resistiram até o fim. Se houvesse um pouco de sensibilidade do Prefeito Manaus ou do Governador do Amazonas, poderiam muito bem fazer um convênio, dando um suporte financeiro para manter o museu aberto.

Para os senhores terem uma ideia, o governo do Amazonas fez no ano passado (ano de eleições), uma doação milionária para as ONG´s e OSCIP´s ligadas à políticos da situação, enquanto isso, muitas criancinhas passam fome em Manaus e no interior do Estado. Com certeza, os homens do governo não estão nem ai se o museu vai fechar ou não!

Os próprios moradores da nossa cidade poderiam ajudar, fazendo campanhas para manter aberto o museu, incentivando as pessoas a visitarem o local, bem como, os empresários do Distrito Industrial poderiam muito bem dar a sua contribuição.

Vamos todos ajudar o museu de ciências naturais, manter vivo o sonho do Sr. Shoji. Um museu jamais poderá ser fechado, assim como uma escola, uma faculdade, um hospital, dentre outros estabelecimentos importantes para a sociedade. É isso.


http://jmartinsrocha.blogspot.com/20...ra-de-sao.html
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old February 28th, 2011, 06:59 PM   #155
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258




Lamentável se isso acontecer...


Fica o alerta aos nossos governantes.
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old February 28th, 2011, 07:00 PM   #156
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

Quote:
Originally Posted by Grande Manaus View Post
ouvi falar muito nesse seringal mirim


Atualmente nem o menor sinal dele existe...

lamentável!

__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old March 4th, 2011, 06:20 PM   #157
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

Edifício Tartatuga - 1973



Edifício “Tartaruga” localizado na praça Adalberto Vale nº18 Centro, onde funcionava o Tribunal de Contas do Estado - TCE
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old March 4th, 2011, 06:22 PM   #158
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

Em Manaus, a primeira televisão a cabo no Brasil


Ao contrário da maioria das capitais brasileiras, o início da televisão no Amazonas ocorreu de forma diferenciada. Em 1965, a família Hauache implantou uma experiência semelhante às atuais operadoras de TV a cabo, através da TV Manauara. Apenas moradores das avenidas Eduardo Ribeiro, 7 de Setembro e Joaquim Nabuco poderiam sintonizar o canal, que chegava através de cabos instalados nos postes de energia elétrica.

Freqüentemente, o sinal da TV Manauara era prejudicado pelas pipas que, com suas linhas enceradas, cortavam o cabo da emissora e deixava chuviscos e chiados nos aparelhos receptores. A televisão, que era tratada como hobby pela família proprietária, possuía apenas uma licença permitindo a atuação da empresa.

Nesta época, Manaus não possuía nenhum canal de televisão aberta. Apenas era possível sintonizar a RCTV, canal 2, de Caracas, capital da Venezuela, com muita dificuldade. Dois anos depois, em 1967, surgiria a primeira estação local com sinal aberto no Amazonas.

A própria família Hauache entraria numa concorrência pública para conseguir a concessão do canal 38 UHF e, em 5 de setembro de 1967, entrava ao ar a TV Ajuricaba. O nome homenageava um dos heróis indígenas da Amazônia. A emissora incentivou a venda de televisores em Manaus, um artigo de luxo para muitos. A venda dos aparelhos também foram facilitados com a chegada de incentivos fiscais da Zona Franca de Manaus, no mesmo ano. Na década seguinte, a TV Ajuricaba se mudou para o canal 20 e, apenas nos anos 80, passou para o canal 8, em VHF.

Até 1974, a emissora pioneira retransmitia a programação nacional da Record, da Rede de Emissoras Independentes (REI). A partir daí, passou a se vincular à Rede Globo e, em 1986, tornou-se afiliada a Rede Manchete. Mas já nesse tempo, a capital amazonense já abrigava outros canais de televisão.


http://www.telehistoria.com.br/colun...ex.asp?id=5930
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old March 4th, 2011, 06:32 PM   #159
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

TV Amazonas


Em 1º de setembro de 1972, o jornalista Phelippe Daou colocou ao ar a principal emissora de televisão de Manaus, líder em audiência: a TV Amazonas, canal 5. A emissora, seguindo aos ideais do governo militar de progresso e desenvolvimento da Amazônia, conseguiu diversas concessões nos demais Estados, sendo pioneira em Rondônia, Acre, Amapá e Roraima, onde instalou geradoras. Porém, no Amazonas, o canal 5 ainda era afiliada a Rede Bandeirantes, transferindo-se definitivamente para a Globo em 1986, após venda da TV Ajuricaba para o Grupo Simões.

A Rádio TV do Amazonas Ltda. era uma sociedade dos jornalistas Phellipe Daou, Milton de Magalhães de Cordeiro e Joaquim Cordeiro. A empresa instalou dois prédios: os estúdios, localizados na avenida Carvalho Leal, no bairro da Cachoeirinha; e o parque transmissor, na avenida André Araújo, no Aleixo. A sede da Cachoeirinha se tornou "Centro de Radiodifusão" e a administração da empresa, além dos estúdios, passou para o bairro do Aleixo.

No início, a programação da TV Amazonas era constituída de tapes de programas da TV Record e da Rede Tupi. Em 1975, tornou-se afiliada da Bandeirantes. Entre os primeiros programas locais estavam o esportivo Esporte das Multidões (depois A Bola é Nossa), apresentado pelos comentaristas Luiz Eduardo e Galdêncio Neto; os programas de debates Encontro da Verdade e Encontro com o Povo; e o infantil O Mundo das Crianças, com João Barbosa ("Titio Barbosa).

Atualmente, além da TV Amazonas, a Rede Amazônica conta com o canal via satélite Amazon Sat (com sinal aberto em UHF nas capitais atingidas pela rede), das geradoras em Rio Branco, Porto Velho, Boa Vista, Macapá, além de mini-geradoras no interior do Acre, Amazonas e Rondônia, assim como três emissoras de rádio: a Amazonas FM, Acre FM e Amapá FM. Constitui-se como um dos maiores conglomerados comunicacionais da Amazônia.



Primeira sede da TV Amazonas em 1972 (foto: reprodução)


Departamento de Operação da TV Amazonas em 1972 (foto: reprodução)


Cenário do programa "Encontro com a Verdade", da TV Amazonas (foto: reprodução)


Programa "Encontro com a Verdade" com o ministro das Comunicações Rangel Reis, na TV Amazonas, em 1974 (foto: reprodução)


Slide da TV Amazonas em 1979 (foto: reprodução)

http://www.telehistoria.com.br/colun...ex.asp?id=5930
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote
Old March 4th, 2011, 07:05 PM   #160
Manaus.ASB
Chapada, Manaus
 
Manaus.ASB's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Manaus
Posts: 10,867
Likes (Received): 258

Aeroporto Eduardo Gomes - 2003




http://www.jetphotos.net/viewphoto.php?id=163814
__________________
Manaus, Manaus, Manaus!

A Copa do Mundo é aqui

4 anos no SSC
Manaus.ASB no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 02:27 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu