daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Regionais > São Paulo > Notícias Paulistas



Closed Thread

 
Thread Tools
Old April 3rd, 2011, 03:41 AM   #21
Morfito
Registered User
 
Morfito's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: São Paulo
Posts: 609
Likes (Received): 0


Somos três!

Paulista e paulistano de corpo e alma!!!
Morfito no está en línea  

Sponsored Links
 
Old April 3rd, 2011, 03:45 PM   #22
Menestrel
Registered User
 
Join Date: Dec 2010
Location: São Paulo - SP
Posts: 2,021
Likes (Received): 9

A influência dele é forte! Uma vez eu postei num certo site, algumas críticas à ele por ter falado isto... De maneira bem sutil para não ser censurado...
Pois é! não publicaram uma palavra do que eu escrevi... Insisti! e tornaram à não publicar...
Mas eu sinto que ele nutre um inexplicável "ódio" por SP, e quer à qualquer custo destronar o estado da condição de locomotiva do Brasil!
Eu não "odeio" MG (estado de origem) e nem o Rio (onde vive)...
Menestrel no está en línea  
Old April 3rd, 2011, 03:52 PM   #23
Slice Shot
BANNED
 
Join Date: Jan 2010
Posts: 4,208
Likes (Received): 30

...

Last edited by Slice Shot; August 4th, 2011 at 05:19 AM.
Slice Shot no está en línea  
Old April 3rd, 2011, 04:42 PM   #24
Slice Shot
BANNED
 
Join Date: Jan 2010
Posts: 4,208
Likes (Received): 30

...

Last edited by Slice Shot; August 4th, 2011 at 05:19 AM.
Slice Shot no está en línea  
Old April 3rd, 2011, 04:52 PM   #25
Slice Shot
BANNED
 
Join Date: Jan 2010
Posts: 4,208
Likes (Received): 30

...

Last edited by Slice Shot; August 4th, 2011 at 05:20 AM.
Slice Shot no está en línea  
Old April 3rd, 2011, 04:56 PM   #26
Slice Shot
BANNED
 
Join Date: Jan 2010
Posts: 4,208
Likes (Received): 30

...

Last edited by Slice Shot; August 4th, 2011 at 05:20 AM.
Slice Shot no está en línea  
Old April 4th, 2011, 05:34 PM   #27
Slice Shot
BANNED
 
Join Date: Jan 2010
Posts: 4,208
Likes (Received): 30

...

Last edited by Slice Shot; August 4th, 2011 at 05:21 AM.
Slice Shot no está en línea  
Old April 4th, 2011, 05:44 PM   #28
Dom Drácula
Registered User
 
Dom Drácula's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: Transilvânia
Posts: 4,917
Likes (Received): 3992

Petróleo irriga a economia de Santos

Por conta da exploração da maior bacia sedimentar brasileira de petróleo e gás no mar, a Bacia de Santos, a Petrobras já investiu na região US$ 15 bilhões – algo em torno de R$ 25 bilhões - em cinco anos. "Só no pré-sal, nossa previsão é investir US$ 33 bilhões (R$ 54,5 bilhões) até 2014", afirma José Luiz Marcusso, gerente-geral da estatal em Santos, no litoral paulista. A área do pré-sal se estende de Santa Catarina ao Rio de Janeiro.

Construções no bairro de Ponta da Praia dão uma mostra do crescimento proporcionado pela injeção de recursos da Petrobras

Marcusso diz que hoje há 24 sistemas em funcionamento na região de Santos, com cerca de 100 pessoas trabalhando em cada um. São 17 sondas de perfuração e equipamentos perfurando na área e mais sete sistemas produzindo petróleo e gás. "Três deles estão no pré-sal. É uma grande revolução", avalia o executivo. Cada um desses sistemas tem um barco de apoio. "São entre 3.000 e 3.500 pessoas no mar. E mais 1.000 pessoas em terra para dar suporte a essas operações", diz ele.

Toda essa movimentação está irrigando a cidade de Santos. Ela passa por um momento único de renovação. "Santos vive hoje o seu melhor cenário nos últimos 50 anos", afirma João Paulo Tavares Papa, prefeito da cidade. "Por isso, estamos nos preparando." Essa preparação, segundo ele, passa por projetos em parceria com a iniciativa privada e também com organismos de fomento.

A Petrobras, além de toda a operação, está construindo na área conhecida como Valongo, bem próxima ao Porto de Santos, sua sede para a região. Comprou por R$ 15,18 milhões um terreno onde irá erguer três torres. A primeira está orçada em cerca de R$ 400 milhões, deverá ficar pronta em 2013 e receber 2.200 pessoas. Em todo o complexo, que deverá estar construído até 2017, serão 6.100 funcionários.

Diante dos valores, Marcusso avisa: "Para perfurar cada poço, gastamos entre US$ 150 milhões e US$ 200 milhões. Um projeto total de petróleo e gás, dependendo do porte, passa de US$ 4 bilhões, US$ 5 bilhões".

Segundo o executivo da Petrobras, o plano para o pré-sal é que em 2017 a Bacia de Santos esteja produzindo 1 milhão de barris de petróleo equivalente por dia. "O Brasil levou de 1953, data da criação da Petrobras, até 1998 para atingir a média de 1 milhão de barris/dia", lembra.

O prefeito Papa não quer deixar escorrer um tostão de toda essa dinheirama. "A exploração do pré-sal chega a um momento em que a cidade já está bem posicionada. O que nos interessa é tirar o melhor proveito do nosso desenvolvimento e capacitar nossa mão de obra para a inteligência da exploração, para atuarmos na gestão", diz Papa.

O peemedebista tem feito diversos projetos, muitos deles em parceria com a iniciativa privada, para aproveitar a maré de recursos. A cidade é um canteiro de obras a céu aberto. Todos os dias surgem novas torres residenciais e comerciais. Há planos de uma nova ponte e áreas de armazenagem privada. "São sete hotéis em construção, prontos ou em projetos", afirma o prefeito. "Isso após 20 anos sem um único investimento no setor." Os negócios de menor porte, com mais dinheiro em circulação, estão crescendo exponencialmente.

Um dos planos ambiciosos da prefeitura é passar a explorar a área continental de Santos. A população da cidade é hoje de 420 mil habitantes, com crescimento de apenas 0,5% no último Censo, espremida nos 39 quilômetros quadrados da área insular. A renda per capital anual é de pouco menos de R$ 60 mil, segundo dados de 2008. Para serem explorados, há os 231 quilômetros quadrados da área continental disponíveis. Mas o prefeito ressalva que hoje apenas pouco mais de 4% podem ser ocupados – o restante faz parte do Parque Estadual da Serra do Mar ou é área de manguezais.

Já está na Câmara Municipal um projeto que amplia essa fatia a ser explorada para 8,7% do total continental, ou 20,16 quilômetros quadrados. É pouco, mas mais que a metade da área atual da cidade. "Essa área sempre foi considerada o futuro de Santos, pois tem um grande potencial para o desenvolvimento de atividades de apoio offshore", lembra Papa.

Projetos

Entre os planos para a nova área, diz o prefeito, está a ampliação do Porto de Santos, atividades retroportuárias – como documentação aduaneira e atividades ligadas ao comércio externo -, empresas que precisem de galpões para montar e desmontar seus produtos em área próxima ao porto, e um espaço para o Parque Tecnológico, recém-criado. "É preciso cuidar da ocupação voltada para o desenvolvimento econômico."

João Paulo Papa lembra que o orçamento da cidade para este ano é de R$ 1,4 bilhão, incluindo os gastos previdenciários com os servidores. "Para desenvolvermos a nova parte da cidade, o papel do setor público é preparar institucionalmente e legalmente o território", avisa. Dinheiro, só dos parceiros.

Márcio Lara, secretário de Desenvolvimento do município, lembra que, para atrair empresas ligadas à atividade de petróleo e gás, Santos reduziu a alíquota de Imposto sobre Serviços (ISS) de 4% para 2%. Outro setor beneficiado é o das empresas de sistemas tecnológicos e de call center, que tiveram a taxa de ISS cortada de 5% para até 2%. O benefício, inclusive, já atraiu duas gigantes, a Atento e a Tivit.

Lara afirma que a cidade planeja uma nova ponte, que irá abrir uma entrada por meio da Ilha Barnabé, facilitando o transporte com a área continental do município. Segundo ele, a Ecovias, companhia operadora do sistema Anchieta-Imigrantes, já mostrou interesse em participar da concessão.

O prefeito destaca que a autoridade portuária planeja triplicar a atuação do Porto de Santos, das atuais 80 milhões de toneladas por ano, para 240 milhões de toneladas, num projeto denominado Barnabé-Bagres. "O plano das Companhias Docas do Estado de São Paulo é estar com a obra pronta em cinco anos. É um projeto para cerca de R$ 10 bilhões", prevê Papa.
http://www.buildings.com.br/noticias...omia-de-santos
Dom Drácula no está en línea  
Old April 4th, 2011, 05:46 PM   #29
Dom Drácula
Registered User
 
Dom Drácula's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: Transilvânia
Posts: 4,917
Likes (Received): 3992

Construtoras têm R$ 2 bi para investir em Caieiras

Assim que o governo Dilma Roussef definir as regras para a participação do setor privado na gestão de aeroportos, por meio de contratos de concessão, as construtoras Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez devem deslanchar um projeto estimado em R$ 2 bilhões para a construção de um aeroporto na cidade de Caieiras (SP).

A construção de um terceiro aeroporto na região metropolitana de São Paulo tem o apoio de especialistas no setor de aviação. O Brasil, na avaliação deles, precisa triplicar sua capacidade aeroportuária, principalmente no Estado de São Paulo, para não limitar sua expansão. Dos 15 principais aeroportos brasileiros, nove estão operando acima de suas capacidades, segundo levantamento da Bain & Company. Relatório da McKinsey cita que 13 dos 20 aeroportos brasileiros mais movimentados têm graves estrangulamentos.

Novos aeroportos, segundo especialistas, estimulam a concorrência. Na hipótese de o aeroporto de Guarulhos ser administrado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero); o de Viracopos, por um grupo privado; o de Congonhas, pelo governo paulista, e o novo aeroporto de Caieiras, pelas duas construtoras, passageiros, empresas aéreas, exportadores, importadores e indústria do turismo só teriam a ganhar.

"Por mais que se fale em vôos diretos entre cidades secundárias, São Paulo é o centro do Brasil e tem carência de aeroportos, situação que só deve piorar daqui para a frente", diz André Castellin, sócio da Bain & Company e especialista para o setor de aviação.

Deslocar para o aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), parte do tráfego aéreo de São Paulo, como já foi discutido, não seria a melhor solução, segundo avaliação de Castellini. "Fica muito longe. Nos principais centros metropolitanos do mundo nenhum aeroporto fica tão afastado da capital. O mais distante é o de Tóquio", afirma.

O governo estuda um modelo regulatório de tarifas sob o comando da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e da nova Secretaria de Aviação Civil. "É importante ter capital privado envolvido na expansão de aeroportos, como a presidente Dilma já afirmou, já que o investimento necessário é colossal", afirma Castellini.

Atualmente, aeroporto é patrimônio da União e a gestão é feita pela Infraero. A legislação atual permite que a administração seja transferida para o setor privado por meio de contratos de concessão, como ocorre em aeroportos da Inglaterra e da Índia. Só que os empresários brasileiros querem regras claras, garantias e um novo marco regulatório, para estabelecer, por exemplo, as tarifas.

No Brasil já há casos de administração privada em aeroportos menores. A Sinart, por exemplo, administra o Aeroporto de Porto Seguro (BA), quarto colocado das regiões Norte/Nordeste em movimento de passageiros, e também os aeroportos de Lençóis e Teixeira de Freitas, no interior da Bahia.

Respício Espírito Santo, professor da Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, entende que não é necessário alterar a atual legislação para que o setor privado participe dos investimentos em aeroportos. "Tanto o Código Brasileiro de Aeronáutica como a Constituição não vedam que existam aeroportos privados, desde que cumpridas às normas e exigências técnicas e operacionais relativas à segurança, e sejam respeitadas as competências normativas da Anac e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo", diz.
http://www.buildings.com.br/noticias...ir-em-caieiras
Dom Drácula no está en línea  
Old April 4th, 2011, 09:36 PM   #30
Paulistinha
Registered Usher
 
Paulistinha's Avatar
 
Join Date: Jan 2010
Location: Sao Paulo
Posts: 4,784
Likes (Received): 373

Oxe!! Então vai sair mesmo??
__________________
"Tripulação, portas em automático".

zolin, Thina, Tchello, OCpagu, Slice_Shot and 13 others liked this post.
Paulistinha no está en línea  
Old April 4th, 2011, 09:45 PM   #31
Slice Shot
BANNED
 
Join Date: Jan 2010
Posts: 4,208
Likes (Received): 30

...

Last edited by Slice Shot; August 4th, 2011 at 05:21 AM.
Slice Shot no está en línea  
Old April 4th, 2011, 09:46 PM   #32
Dom Drácula
Registered User
 
Dom Drácula's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: Transilvânia
Posts: 4,917
Likes (Received): 3992

Quote:
Originally Posted by Paulistinha View Post
Oxe!! Então vai sair mesmo??
Vai...

Assim que o governo Dilma Roussef definir as regras para a participação do setor privado na gestão de aeroportos, por meio de contratos de concessão.......é o que diz as primeiras linhas

Sabe-se lá quando...um dia talvez.
Dom Drácula no está en línea  
Old April 4th, 2011, 10:00 PM   #33
Dom Drácula
Registered User
 
Dom Drácula's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: Transilvânia
Posts: 4,917
Likes (Received): 3992

Consumo na periferia de São Paulo cresce mais que no centro

Segundo o estudo da consultoria Data Popular, as áreas de higiene, móveis e alimentação fora de casa foram as que mais se beneficiaram do crescimento
São Paulo - Os gastos com consumo na periferia de São Paulo cresceram em um ritmo mais acelerado que no centro nos últimos cinco anos, segundo um estudo da consultoria Data Popular.

De acordo com a pesquisa, o consumo no centro cresceu de 55,383 bilhões de reais para 68,081 bilhões entre os anos de 2005 e 2010 – uma alta de 22,9%.

Já na periferia, o montante total dedicado ao consumo aumentou de 89,170 bilhões de reais para 144,122 bilhões de reais, um salto de 61,6%.

Embora a população residente na periferia tenha crescido no período – de 8,593 milhões para 8,945 milhões de pessoas –, o aumento de 4% foi muito inferior ao crescimento do consumo, o que indica que houve de fato um aumento no poder de compra da população residente nestas áreas. Já a área central registrou uma ligeira queda na população, de 2,028 milhões para 1,941 milhões de habitantes (4,3%).

Entre as categorias que registraram maior aumento de consumo estão higiene e cuidados pessoais (116,7% na periferia e 57,1% no centro); móveis e artigos para casa (86,7% na periferia e 33,3% no centro); alimentação fora do domicílio(54,3% na periferia e 12,5% no centro); alimentação no domicílio(15,4% na periferia e 1,5% no centro).

Na categoria eletrodomésticos, os consumidores da periferia foram na contramão dos do centro. Enquanto os primeiros consumiram 9,7% mais eletrodomésticos, os segundos registraram queda de 8,3% nas compras na categoria.

O fortalecimento do consumo na periferia gera oportunidade para pequenos negócios localizados nestas regiões.

Confira na tabela a seguir os bairros com maior crescimento em consumo no período de 2005 a 2010:


http://exame.abril.com.br/pme/notici...-que-no-centro
Dom Drácula no está en línea  
Old April 5th, 2011, 12:25 AM   #34
Slice Shot
BANNED
 
Join Date: Jan 2010
Posts: 4,208
Likes (Received): 30

...

Last edited by Slice Shot; August 4th, 2011 at 05:22 AM.
Slice Shot no está en línea  
Old April 5th, 2011, 08:45 AM   #35
Rajude
Registered User
 
Join Date: Aug 2008
Posts: 2,419

Otis desativa velha fábrica e investe em nova unidade
Valor Econômico

Logo na entrada do escritório da Otis, em um bairro industrial de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, o presidente da empresa para as Américas do Norte e Sul, Randy Wilcox, aponta para um modelo de elevador aberto, onde ficam à mostra a máquina, as cintas de tração, e seu sistema operacional. "Aqui se economiza um andar", afirma o executivo. Com esta frase, ele resume no que será transformada a produção brasileira da fabricante americana de elevadores.

Hoje, Wilcox se reúne com o prefeito da cidade, Luiz Marinho (PT), para anunciar a construção de uma nova fábrica na cidade. Com investimentos de mais de US$ 30 milhões, cerca de 20 mil metros quadrados abrigarão uma unidade fabril, uma área de testes de engenharia, além de novos escritórios. A nova fábrica permitirá que a capacidade produtiva da subsidiária brasileira da Otis cresça em 50%.

Sem dar detalhes sobre a produção, o executivo projeta a conclusão da construção para até o segundo trimestre de 2012. "Nessa unidade, produziremos somente nossos elevadores com tecnologias novas. É uma forma de expandirmos o portfólio. Não deixaremos nenhum produto na tecnologia antiga", explica. A unidade produzirá uma linha de elevadores cujo sistema de movimentação utiliza uma máquina compacta, sem engrenagem, que elimina a necessidade de uma casa de máquinas, o que faz com que a construção ganhe espaço.

Acompanhando a estratégia global da americana, a nova fábrica também incorporará iniciativas sustentáveis em sua construção e de seus produtos. O sistema dos elevadores - baseado em tração via cintas de aço revestidas de poliuretano, que não precisam de lubrificação - pode chegar a consumir até 70% a menos de energia, frente aos tradicionais, segundo o executivo.

Com as tecnologias, a empresa pretende atingir vários tipos de construção, desde as residenciais voltadas para as classes de menor renda, até as que serão projetadas para os eventos da Copa do Mundo e Olimpíadas no país. Wilcox garante que mesmo sendo de maior valor agregado, os elevadores podem ser competitivos para as construções mais simples. Isso porque seu preço é similar ao dos elevadores tradicionais e a produção brasileira deve gerar ganhos de escala, já que será toda focada nessa tecnologia.

A visita de Wilcox ao país, acompanhado de Steve Healy, o vice-presidente regional para a América Latina, revela um momento importante para o setor de elevadores. Pela primeira vez, segundo Wilcox, o mercado brasileiro superou o americano. A subsidiária não revela o montante, mas no ano passado seu faturamento cresceu 17%. Globalmente, as vendas da Otis recuaram de US$ 11,7 bilhões em 2009 para US$ 11,6 bilhões em 2010. Nesses resultados, a América Latina - cujo maior mercado é o brasileiro - contribuiu com mais de US$ 500 milhões. "As operações nos emergentes permitem que continuemos crescendo, mesmo com mercado mais fraco nos EUA e Europa", constata Wilcox.

http://www.investimentos.sp.gov.br/n...761&c=6&lang=1
Rajude no está en línea  
Old April 5th, 2011, 12:17 PM   #36
tchelllo
BANNED
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 11,038
Likes (Received): 23

Ótima iniciativa Slice Shot!

O Brasil cresce e São Paulo não pára! É desenvolvimento pra tudo quanto é lado.
tchelllo no está en línea  
Old April 5th, 2011, 01:30 PM   #37
Dom Drácula
Registered User
 
Dom Drácula's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: Transilvânia
Posts: 4,917
Likes (Received): 3992

Mercedes-Benz estuda 3º turno na fábrica do ABC pela 1º vez em 56 anos

SÃO BERNARDO DO CAMPO - A direção da Mercedes-Benz do Brasil está negociando com a direção geral da montadora, na Alemanha, a criação do terceiro turno em toda a área produtiva da fábrica de São Bernardo do Campo (SP), que concentra toda a operação de caminhões e ônibus da marca na América do Sul.

http://www.valoronline.com.br/online...vez-em-56-anos
Dom Drácula no está en línea  
Old April 5th, 2011, 05:28 PM   #38
Slice Shot
BANNED
 
Join Date: Jan 2010
Posts: 4,208
Likes (Received): 30

...

Last edited by Slice Shot; August 4th, 2011 at 05:22 AM.
Slice Shot no está en línea  
Old April 5th, 2011, 07:04 PM   #39
Romão
No Botico da Dima
 
Romão's Avatar
 
Join Date: Jul 2008
Location: República Bananeira do Brasil
Posts: 11,825
Likes (Received): 2332

Quote:
Originally Posted by Paulistinha View Post
Um brinde ao Titio Eike Batista!!! MPI...
Salvo engano essa fábrica não tem haver com tio Eike... parece que é a fábrica chinesa que que manufatura os produtos da Apple, que vai abrir mais uma unidade voltada exclusivamente para fabricação dos Ipads, dizem por aí que talvez em Jundiaí, pois a mesma já tem operações na região.
__________________
Ah, eu já não sei o que fazer, com a inflação em alta
não dá mais nem pra comer. Ah, os juros anda surreal,financiei casa e carro no final
me dei foi mal,

Agora quero saber a verdade se a dona Dilma vai falar a real? E se ela for reeleita, será porque o povo gosta de, levar no: rá rá rá rá rá rá bo o lepo lepo, A Dilma quer enfiar no seu, rá rá rá rá bo o lepo lepo
Romão no está en línea  
Old April 5th, 2011, 10:09 PM   #40
Dom Drácula
Registered User
 
Dom Drácula's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: Transilvânia
Posts: 4,917
Likes (Received): 3992

Com 7 milhões, SP tem 1,6 habitante por veículo, padrão de país desenvolvido

O Detran (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) informou nesta segunda-feira (4) que a capital superou a marca de 7 milhões de veículos. Para ser mais exato, São Paulo fechou o mês de março com 7.012.795 veículos. Com uma população de 11,2 milhões de pessoas, a frota da capital equivale a uma relação habitante por veículo de 1,6, padrão semelhante ao de países desenvolvidos – Japão, Alemanha, Reino Unido, França e Canadá têm entre 1,9 e 1,6, enquanto nos Estados Unidos a paridade é de 1,2 habitante por veículo. Considerando todo o Brasil, a relação é de 6,9 habitantes por veículo, segundo dados de 2008 da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

De acordo com os dados do Detran, a cidade detém cerca de um terço da frota do estado, isso sem contar os veículos provenientes da região metropolitana, que ajudam a sobrecarregar o tráfego nas vias paulistanas. Segundo os números do Detran, compõem a frota da cidade 5.124.568 carros, 889.164 motos, triciclos e quadriciclos, 718.450 micro-ônibus, caminhonetes e utilitários, 158.190 caminhões e 42.367 ônibus. Em 2010, a cada dia, 607 carros, motos e caminhões entraram em circulação.

Com tantos carros nas ruas, o paulistano sofre com o constante trânsito. Nesta segunda-feira (4) foi registrado o pior congestionamento do ano em São Paulo pela manhã, com 157 km de vias congestionadas. Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), fatores como a chuva, problemas nos trens da CPTM e acidentes envolvendo carros e motos, além do excesso de veículos, colaboraram para aumentar o trânsito de ontem.
Apesar dos impressionantes números do trânsito, segundo a CET, a lentidão média na cidade caiu 14% nos últimos três anos, fato atribuído à ampliação da marginal Tietê.
http://www.cadernosp.com.br/transpor...s-desenvolvido
Dom Drácula no está en línea  


Closed Thread

Tags
economía

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 11:01 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu