daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine
Old May 15th, 2013, 01:57 AM   #4181
Edson Fukumoto
Registered User
 
Edson Fukumoto's Avatar
 
Join Date: Sep 2012
Posts: 1,403
Likes (Received): 1116

13/05/2013 | 22h30
Lanxess inaugura linha de bladders em Porto Feliz

Unidade fabricará base para pneus e plásticos leves para indústria automotiva


IGOR THOMAZ, PARA AB | De Porto Feliz (SP)

A fábrica da Lanxess em Porto Feliz começou a produzir bladders, base para a fabricação de pneusApesar de a economia brasileira continuar patinando, os executivos da Rhein Chemie estão animados. A subsidiária da Lanxess, gigante da indústria química com 14 unidades de negócio no País, inaugurou na segunda-feira, 13, uma nova linha de produção na sua fábrica de Porto Feliz, interior de São Paulo, para fazer bladders de alta performance Rhenoshape, a base para a fabricação de pneus. A nova instalação, que ocupa 2,5 mil metros quadrados, terá capacidade para produzir 170 mil bladders por ano, parte dos quais poderão ser exportados para países como China e Estados Unidos.

Por enquanto, a nova unidade brasileira está produzindo bladders apenas para pneus de veículos de passeio. Se houver demanda no futuro, a linha poderá ser ampliada para atender aos fabricantes de pneus para veículos pesados.

Com investimento total R$ 25 milhões, além da fábrica de bladders, a unidade também receberá, em breve, uma linha de produção dos chamados plásticos leves avançados, feitos para eliminar, cada vez mais, o uso de metais nos veículos. Com esse incremento, a cidade de Porto Feliz está se transformando num importante polo para a produção de especialidades químicas, que irá atender ao Brasil e à América Latina. Cerca de 60 novos empregos terão sido gerados quando ambas as operações estiverem em funcionamento.

BLADDER

Feito de borracha, em boa parte artesanalmente, o bladder é utilizado por outras empresas na produção de pneus. É aí que reside o ânimo dos executivos. “Mais e mais fabricantes de pneus terceirizam a produção de bladders, o que nos dá ótimas perspectivas”, declarou Anno Borkowsky, CEO da Rhein Chemie Rheinau, divisão da Lanxess que fabrica essa linha de produtos.

Sem concorrentes, a empresa tem tudo para dominar cada vez mais esse mercado, já que, na visão de seus executivos, é forte a tendência de parceiros como Pirelli, Michelin, Bridgestone e outros se concentrarem apenas na produção de pneus, deixando os bladders para fornecedores.

Dessa forma, a operação serve para aumentar a parcela brasileira nos resultados da companhia. Responsável por menos de 1% das vendas da empresa em 2005, hoje o Brasil representa cerca de 10% do faturamento mundial da Lanxess. Além disso, a Rhein Chemie faturou R$ 250 milhões nas Américas em 2012, resultado 22% superior ao obtido no ano anterior.

DE OLHO NO INOVAR-AUTO

“Desenvolvemos um pneu conceito que alcança o conceito A nas rigorosas categorias de classificação de eficiência na Europa. No Brasil, com o Inovar Auto, a frota deverá oferecer eficiência energética 12% superior à que temos hoje. Só os pneus ‘verdes’, com menor resistência ao rolamento sem prejuízo da segurança, podem garantir consumo de combustível até 7% menor. Em breve, esse tipo de pneu será o padrão mundial”, explica Axel Heitmann, chairman do conselho de administração da Lanxess AG.

Segundo Borkowsky, os bladders que passam a ser produzidos em Porto Feliz são utilizados na produção de um número três vezes maior de pneus que os similares feitos pelas próprias fábricas de pneus. “Nossos bladders possuem espessura e condutividade térmica uniformes, características imprescindíveis para a produção de pneus ‘verdes’ realmente equilibrados e eficientes”, diz o CEO.

Acreditando no crescimento anual de 6% dos mercados automotivo e de pneus até o fim da década, a Lanxess também investiu na ampliação de 30% da capacidade da unidade de Cabo de Santo Agostinho (PE) e na conversão da produção de Triunfo (RS), que passou a fabricar borracha de estireno-butadieno em solução, usada em compostos de banda de rodagem de pneus “verdes”.

Além do Brasil, outros membros dos BRICS também estão na mira da Lanxess. “No ano passado, abrimos uma nova unidade de produção na Índia. Abriremos nossa primeira fábrica na Rússia e estamos investindo na expansão de nossa capacidade de produção na China”, comenta Borkowsky.

http://www.automotivebusiness.com.br...em-porto-feliz
__________________
Haddad - Huinddad - Padilha - Quadrilha - Chinaglia - Canalha - Rousef - Yousef. Se o nome dele fosse Mula, seria apenas uma rima e não uma solução. Se fosse Mala não seria rima mas ajudaria guardar o dinheiro roubado deste grande ladrão.

Dom Drácula liked this post
Edson Fukumoto no está en línea  

Sponsored Links
 
Old May 15th, 2013, 04:10 AM   #4182
quid
Registered User
 
quid's Avatar
 
Join Date: May 2008
Posts: 3,818
Likes (Received): 408

Câmara de São Paulo aprova criação de agência para investimentos
Valor Online
Tamanho do texto A A A
A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta terça-feira, em primeira votação, projeto do prefeito Fernando Haddad (PT) para criar uma agência de incentivo a investimentos na cidade, batizada de SP Negócios. O projeto, aprovado por votação simbólica, precisa passar por uma segunda votação antes de ir à sanção do prefeito.
A SP Negócios terá como função atrair investimentos nacionais e estrangeiros e promover a expansão das empresas já instaladas no município, além de elaborar a parte técnica de projetos de infraestrutura, concessões e Parcerias-Público Privadas (PPPs). Poderá também entrar no capital de empresas que se instalarem no município, mas a Secretaria de Finanças, que ficará responsável pela unidade, diz que isso não é o objetivo inicial.
No mesmo projeto, a prefeitura também criará a Agência São Paulo de Desenvolvimento, que fará concessão de microcrédito, assessoria jurídica e qualificação profissional para micro e pequenas empresas. A agência será ligada à Secretaria Municipal do Trabalho e Empreendedorismo e atuará em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF) e o Sistema S.
O projeto também autoriza a prefeitura a criar o Programa para a Valorização de Iniciativas Tecnológicas, o "Vai Tec", para dar subsídio de R$ 25 mil para micro, pequenas e médias empresas do município realizarem inovações em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).








Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/bras...#ixzz2TK9jl5wV
-----------

Não sei se já postaram, se sim ignorem, mas é uma ótima notícia, ainda mais vindo do PT.

Last edited by quid; May 15th, 2013 at 04:23 AM.
quid no está en línea  
Old May 15th, 2013, 04:17 AM   #4183
Godfall
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 1,614
Likes (Received): 302

Penido inicia a venda de lotes em condomínio aéreo

Valor Econômico
A construtora Penido inicia este mês a venda dos lotes do Aerovale Centro Empresarial Aeroespacial, condomínio aeronáutico com área industrial e comercial com licença ambiental de instalação e registro imobiliário aprovados.
Com as obras de infraestrutura do novo aeroporto, em Caçapava (SP), já em andamento, o presidente da Construtora, Rogério Penido, defende o empreendimento como a melhor alternativa, a curto prazo, para atender ao crescimento da frota de aeronaves executivas do país, que não encontram infraestrutura e espaços adequados nas grandes cidades. O Brasil já possui a segunda maior frota de jatos executivos do mundo, atrás dos EUA.
A previsão de Penido é que o condomínio comece a ser utilizado entre abril e maio do próximo ano. Ele estima um investimento da ordem de R$ 200 milhões na área, que levou seis anos para conseguir a aprovação da Cetesb.
O projeto ganhou impulso com a aprovação do decreto presidencial 7871, em dezembro, autorizando a exploração comercial de aeródromos privados voltados exclusivamente à aviação geral (executiva). Com o incentivo aos empreendimentos privados, o governo espera desafogar os aeroportos das capitais para atender à necessidade dos voos regulares das companhias aéreas. Devido à saturação do Campo de Marte e do Aeroporto de Congonhas, na capital de São Paulo, parte da demanda da aviação executiva foi transferida para os aeroportos privados existentes em Jundiaí e Sorocaba.
A região metropolitana de São Paulo conta com alguns projetos de aeroportos privados para aviação executiva, como o da construtora JHSF, localizado a 62 km da capital, e o empreendimento dos empresários Fernando Botelho Filho e André Skaf, próximo ao rodoanel.
Embraer, Gespi Aeronáutica, Global Aviation e a Rede de Hoteis Accor já reservaram um espaço no Aerovale, que dispõe de uma área de 2,4 milhões de metros quadrados e pista de 1,5 mil metros para pouso e decolagem.
A Gespi Aeronáutica, especializada em manutenção, reparo e revisão de componentes aeronáuticos, pretende instalar uma unidade de manutenção de aeronaves no Aerovale. "Precisamos de uma área próxima a uma pista para desenvolver essa atividade de manutenção, fator determinante para que a empresa continue a crescer", disse o presidente da Gespi, João Scarparo.
Segundo Scarparo, o aeródromo da Penido será a primeira pista de pouso e decolagem aberta à iniciativa privada empresarial na região do Vale do Paraíba, que opera três aeroportos principais em Taubaté, São José dos Campos e Guaratinguetá, mas todos são militares.
Na fase de pré-lançamento, serão oferecidos 319 lotes do empreendimento, sendo 124 aeronáuticos e 181 industriais e comerciais. Os tamanhos variam de 2.250 metros quadrados (m2) a 13,5 mil m2, no caso dos lotes aeronáuticos, e de 722 m2 a 15 mil m2 para os terrenos comerciais e industriais. O valor dos terrenos varia de R$ 600 a R$ 1,4 mil o metro quadrado. Já no período de lançamento, previsto para junho, o preço do metro quadrado vai variar de R$ 774 a R$ 1,6 mil
Segundo a construtora, 20% do empreendimento tem reservas firmes e a expectativa é que esse número aumente para 40% após a fase de pré-lançamento.


http://www.investe.sp.gov.br/noticia...19&c=11&lang=1
Godfall no está en línea  
Old May 15th, 2013, 04:50 AM   #4184
Edson Fukumoto
Registered User
 
Edson Fukumoto's Avatar
 
Join Date: Sep 2012
Posts: 1,403
Likes (Received): 1116

São Roque pode ter novo autódromo para GP do Brasil de F1
A proposta é construir o projeto em formato de Parceria Público-Privada (PPP) - Por: Divulgação/São Roque Notícias

Um grupo de empresários sobrevoou a cidade de São Roque em um helicóptero na tarde de segunda-feira (13), para avaliar a possibilidade de construção de um novo autódromo de Fórmula 1 para o Grande Prêmio do Brasil. Entre os visitantes estava Wilson Fittipaldi, pai de Cristian Fittipaldi e irmão de Emerson Fittipaldi.

O grupo estuda algumas áreas do município em relação a extensão territorial, bem como as principais estradas e pontos de interligação às rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares. A área cogitada para a construção do autódromo fica na fazenda Butantã. Além de uma nova pista para os mundiais da F1, no projeto há a previsão de um museu permanente de automóveis antigos, uma pista para test drive de automóveis e um show room de todas as marcas de carros.

De acordo com a Prefeitura, a proposta em São Roque é construir o projeto em formato de Parceria Público-Privada (PPP). Estado e município cedem os espaços e a iniciativa privada entra com o investimento na infraestrutura, podendo explorar o local por até 30 anos.

http://www.cruzeirodosul.inf.br/aces....jsf?id=472716
__________________
Haddad - Huinddad - Padilha - Quadrilha - Chinaglia - Canalha - Rousef - Yousef. Se o nome dele fosse Mula, seria apenas uma rima e não uma solução. Se fosse Mala não seria rima mas ajudaria guardar o dinheiro roubado deste grande ladrão.

Dom Drácula liked this post
Edson Fukumoto no está en línea  
Old May 15th, 2013, 11:36 AM   #4185
AndersonPimentel
just because
 
AndersonPimentel's Avatar
 
Join Date: Apr 2011
Location: Barueri - SP
Posts: 1,364
Likes (Received): 900



WOW. Por mais que Interlagos seja uma pista histórica e acreditar que durante um bom tempo o GP do Brasil não sairá de Interlagos, eu adoraria que o GP fosse para o interior de SP, na minha opinião o segundo lugar mais apto a receber o GP no Brasil.

Aliás, pra mim essa área oeste a capital tem um grande potencial a ser explorado, adoraria um aeroporto na região também. Existem aqueles projetos de um aeroporto em Araçariguama, mas acho que é de pequeno porte porte, caso esse autódromo venha a existir e traga mais eventos e, claro, a F1 seria um ótimo motivo pra expandir esse aeroporto e aposentar CGH. [/sonho]
__________________
"If your story fails to start at the big bang it's not the full story."

Bonja liked this post
AndersonPimentel no está en línea  
Old May 15th, 2013, 04:32 PM   #4186
Godfall
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 1,614
Likes (Received): 302

Essa iniciativa não fará muito sentido se houver a renovação do contrato entre PMSP e FIA prorrogando a F1 em SP até 2020.
Godfall no está en línea  
Old May 15th, 2013, 04:56 PM   #4187
Godfall
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 1,614
Likes (Received): 302

Omron investe R$ 21 milhões em componentes eletrônicos

Valor Econômico
A multinacional japonesa Omron - grupo de atuação diversificada e com faturamento de US$ 7,8 bilhões no mundo - começou a produzir componentes eletrônicos em uma nova fábrica na cidade de Vinhedo, no interior paulista, onde investiu R$ 21 milhões.

No local, a empresa vai produzir 13,7 milhões de peças por ano, entre painéis de comando e interruptores instalados no interior dos carros para o controle de uma série de funcionalidades do veículo, como ar-condicionado, vidro elétrico, travamento elétrico de portas e pisca-alerta.

Porém, de olho na produção de carros cada vez mais equipados e na chegada ao país de marcas premium - como a BMW, que se instala em Santa Catarina -, a Omron também se prepara a uma ampliação de seu portfólio para produtos de maior complexidade eletrônica. Por isso, levou para Vinhedo os mesmos processos de manufatura adotados em suas operações nos mercados desenvolvidos, o que permitirá a fabricação de uma nova gama de componentes.

Módulos eletrônicos que auxiliam o funcionamento das bombas de combustível são exemplos de produtos que, futuramente, poderão ser produzidos na unidade. "Tenho hoje três linhas de produção, mas com pequenas alterações de lay-out [da fábrica] posso acrescentar até outras duas linhas de montagem", afirma Carlos Storniolo, diretor-geral da divisão automotiva da Omron no Brasil.

O posicionamento do grupo tem em mira as oportunidades que surgirão com a evolução tecnológica dos carros produzidos no Brasil. Espera-se que as metas estabelecidas pelo novo regime automotivo para melhorar o padrão de qualidade, eficiência e segurança dos veículos brasileiros - assim como a crescente conectividade dos carros com dispositivos de comunicação móveis - levem ao uso mais intensivo da eletrônica nos automóveis. Como tecnologias de ponta nesse campo ainda não estão disponíveis no país, existe a necessidade de desenvolver a produção local.

A meta da Omron é mais do que triplicar - de R$ 60 milhões para R$ 200 milhões por ano - a receita obtida com a venda de autopeças no Brasil até 2020. A divisão automotiva do grupo chegou ao país há seis anos numa joint venture com a italiana Bitron - em fábrica que era operada pela Omron em Itapevi, na Grande São Paulo, até antes da transferência a Vinhedo.

A fábrica de Vinhedo - que ocupa metade de um terreno de 14 mil metros quadrados - opera há quase dois meses, mas a inauguração oficial será feita no dia 24 de maio, em evento com a presença do presidente global da Omron Automotiva, Katsuhiro Wada. Mais de 400 funcionários estão empregados no local.

O fácil acesso rodoviário - fator que também atrai diversas empresas de logística para a região - e a proximidade a grandes polos de produção de veículos influenciaram na escolha da cidade. A Omron fornece produtos diretamente a montadoras ou a sistemistas que abastecem fabricantes de carros. A empresa, segundo Storniolo, também será fornecedora da Nissan na fábrica que a marca japonesa está erguendo em Resende (RJ), cuja inauguração está prevista para o primeiro semestre de 2014. Além do braço automotivo, a Omron tem negócios nas áreas de automação industrial e de equipamentos de cuidado com a saúde de uso doméstico, como termômetros e medidores de pressão arterial.


http://www.investe.sp.gov.br/noticia...24&c=11&lang=1
Godfall no está en línea  
Old May 15th, 2013, 04:57 PM   #4188
Godfall
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 1,614
Likes (Received): 302

FAPESP anuncia 17 novos CEPIDs com investimentos de US$ 680 milhões

Agência Fapesp
A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) divulgou os 17 novos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs). Os Centros, que reúnem 535 cientistas do Estado de São Paulo e 69 de outros países – na condição de pesquisadores principais ou associados –, serão custeados pela FAPESP e pelas instituições-sede por meio de financiamento de pesquisadores, pessoal técnico e de apoio e de investimentos em infraestrutura, por um período de 11 anos.
O investimento total estimado é de US$ 680 milhões, sendo US$ 370 milhões da FAPESP e US$ 310 milhões em salários pagos pelas instituições-sede aos pesquisadores e técnicos. Os Centros contarão ainda com fundos adicionais aportados por indústrias parceiras e por outras agências de fomento à pesquisa. Trata-se de um dos maiores investimentos em programa de pesquisa apoiado por agência de fomento já anunciados no Brasil.
“O financiamento de grande porte e de longo prazo permite ousar nos objetivos de pesquisa, garante a consolidação da equipe e, ao mesmo tempo, confere maior escala à pesquisa científica e tecnológica no Estado”, afirma Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP. Cada um dos CEPIDs será apoiado por um comitê consultivo internacional e os resultados e planos de pesquisa serão avaliados pela FAPESP no 2º, 4º e 7º anos.
O processo de seleção mobilizou 150 revisores brasileiros e estrangeiros e um comitê internacional formado por 11 cientistas convidados, além dos comitês internos da FAPESP. As 90 propostas, apresentadas no âmbito do Programa CEPID, foram avaliadas pelo mérito científico, ousadia, originalidade, competitividade internacional e pela qualificação das equipes e suas lideranças.
As 17 propostas aprovadas envolvem os seguintes temas de pesquisa: alimentação e nutrição; vidros e cerâmica; materiais funcionais; neurociência e neurotecnologia; doenças inflamatórias; biodiversidade e descoberta de novas drogas; toxinas, resposta imune e sinalização celular; neuromatemática; ciências matemáticas aplicadas à indústria; obesidade e doenças associadas; terapia celular; estudos metropolitanos; genoma humano e células-tronco; engenharia computacional; processos oxidantes e antioxidantes em biomedicina; violência; óptica, biofotônica e física atômica e molecular.
As equipes dos CEPIDs têm composição multidisciplinar e são formadas por pesquisadores principais, associados e visitantes, pós-doutores, estudantes de pós-graduação e técnicos, com apoio de pessoal qualificado para a administração e gestão.
A característica mais importante dos CEPIDs é a multiplicidade de sua missão. Além de desenvolver investigação fundamental ou aplicada, focada em temas específicos e objetivos, os Centros devem procurar ativamente oportunidades para contribuir com a inovação por meio do desenvolvimento de meios eficazes de transferência de tecnologia. São também responsáveis por oferecer atividades de extensão voltadas para o ensino fundamental e médio e ao público em geral. Os projetos preveem o envolvimento de estudantes e professores em atividades de investigação e formação e incluem ações de divulgação da ciência.
Novo paradigma para a ciência
O Programa CEPID foi iniciado pela FAPESP em 2000, com suporte a 11 centros de pesquisa no período de 2001 a 2013. Todos atingiram os objetivos propostos em seus planos de pesquisa, inovação e difusão, constituindo, ao longo do período de financiamento, plataformas translacionais de pesquisa, desde a ciência básica até a aplicação do conhecimento.
Em 2011, foi anunciada uma segunda chamada de pesquisa, por meio da qual foram selecionados os 17 CEPIDs agora anunciados. Sete dos 11 CEPIDs de 2000 ampliaram o seu escopo de investigação e tiveram novos planos de pesquisa, inovação e difusão aprovados no edital de 2011.
O Centro de Estudos da Metrópole (CEM), por exemplo, tendo se consolidado como um centro de referência na observação georreferenciada de cidades, ampliará o foco de investigação para analisar o papel das políticas do Estado na redução da pobreza e da desigualdade.
Os novos Centros, selecionados no edital de 2011, iniciam as atividades em 2013. Veja abaixo a lista dos novos CEPIDs apoiados pela FAPESP e escopo de atuação.
Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Descoberta de Novas Drogas
O Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Descoberta de Novas Drogas realizará desde a prospecção biológica da flora brasileira para a identificação e seleção de compostos com atividades antiparasitária, antibacteriana e anticancerígena até análise pré-clínica in vitro e in vivo de compostos candidatos, além de estudos de toxicologia e de farmacocinética, com o objetivo de desenvolver medicamentos patenteáveis. Atuará em colaboração com a indústria farmacêutica e com institutos de pesquisa do setor da saúde, desenvolverá programa para estudantes de graduação e pós-graduação e promoverá atividades para alunos do ensino fundamental e médio, além da educação de professores.
Centro de Pesquisa em Toxinas, Resposta Imune e Sinalização Celular
O Centro de Pesquisa em Toxinas, Resposta Imune e Sinalização Celular desenvolverá estudos sobre os mecanismos bioquímicos, moleculares e celulares de toxinas com potenciais terapêuticos, com o objetivo de estabelecer provas de conceito com base em análises de redes de sinalização molecular. A expectativa é transferir para a indústria os resultados da pesquisa, por meio de processo mediado pelo Escritório de Transferência de Tecnologia do Instituto Butantan. Está prevista a implementação de atividades relacionadas à educação e difusão do conhecimento como, por exemplo, a exploração da vocação educativa dos museus do Instituto Butantan.
Centro de Terapia Celular
O Centro de Terapia Celular terá foco em pesquisa básica e aplicada em células-tronco, num ambicioso programa multidisciplinar visando ao estudo das características moleculares, celulares e biológicas de células normais e patológicas e a avaliação crítica do seu potencial uso terapêutico. O objetivo é gerar linhagens brasileiras a serem utilizadas em estudos pré-clínicos, investigar os mecanismos envolvidos no estado de pluripotência, assim como em doenças como disceratose congênita, anemia de Fanconi, hemofilia A e doença de Parkinson. Todos os estudos visam à produção em grande escala de células-tronco, de forma a permitir a sua utilização clínica potencial. O Centro tem projeto sólido de transferência de tecnologia centrado na melhoria da saúde pública e conta com um programa de educação especialmente focado em educação de ciências, iniciado em 2000, na chamada do Programa CEPID.
Centro de Pesquisa em Óptica e Fotônica
O Centro de Pesquisa em Óptica e Fotônica realiza pesquisa básica em física de matéria fria, plasmônica e biofotônica, mirando também o desenvolvimento de aplicações inovadoras e práticas como, por exemplo, biossensores ultrassensíveis e diagnóstico e tratamento de doenças, entre outros. O objetivo é associar o conhecimento científico à inovação tecnológica, promover a instalação de start-ups e colaborar com iniciativas de empresas já existentes. O Centro – constituído na primeira chamada do Programa CEPID, em 2000 – conta com um canal de TV em operação 24 horas por dia e com uma gama diversificada de programas de educação que abrangem todos os níveis de ensino.
Centro de Estudos da Metrópole
O Centro de Estudos da Metrópole tem como objetivo central compreender o papel das políticas públicas e das instituições nos processos de crescimento econômico e de redução da pobreza e da desigualdade social. Formado por demógrafos, cientistas políticos, sociólogos, geógrafos e antropólogos, o Centro tem uma agenda de pesquisa organizada em quatro linhas de ação: a análise da relação entre mudança, democracia e desigualdade no Brasil nos últimos 50 anos; o impacto da políticas públicas na redução da pobreza; o papel das instituições políticas; e as diferentes formas de governança em áreas urbanas. Constituído como CEPID na primeira chamada do programa, em 2000, o Centro oferece dados e assistência técnica em políticas públicas às instituições, além de disponibilizar ferramentas de geoprocessamento e banco de dados à comunidade acadêmica, escolas, entre outros.
Centro de Pesquisa em Alimentos
O Centro de Pesquisa em Alimentos será o primeiro centro de pesquisa focado em alimentação e nutrição no Brasil. Organizado em quatro linhas de investigação – sistemas biológicos em alimentos; alimentação, nutrição e saúde; segurança e qualidade dos alimentos; e novas tecnologias e inovação –, o Centro terá a cooperação de setores da indústria de alimentos, governo e outras instituições de pesquisa. Por meio de cursos, web, TV, entre outros, o Centro comunicará os resultados de pesquisa para públicos distintos: comunidade científica, profissionais de nutrição, indústria, governo e sociedade em geral. Desenvolverá, ainda, um site interativo que dará acesso a um banco de dados com diferentes níveis de complexidade e que incluirá material didático para estudantes.
Centro de Pesquisa, Educação e Inovação em Vidros
O Centro de Pesquisa, Educação e Inovação em Vidros terá como meta desenvolver materiais vidrocerâmicos com novas funcionalidades como, por exemplo, alta resistência mecânica e condutividade elétrica, atividade biológica, óptica ou catalítica, entre outras. Os seus laboratórios concentrarão esforços na investigação de materiais ópticos (óculos de laser), materiais para reforço estrutural de uso odontológico, dispositivos para armazenamento de energia (eletrólitos e selantes para alta temperatura) e sistemas cataliticamente ativos. A agenda de pesquisa será complementada por atividades de educação e pelo desenvolvimento e transferência de tecnologia.
Centro de Pesquisa em Matemática Aplicada à Indústria
O Centro de Pesquisa em Matemática Aplicada à Indústria tem como objetivo transferir conhecimento matemático para outras áreas da ciência e da indústria. A principal estratégia do Centro será a construção de uma infraestrutura robusta no que diz respeito aos recursos humanos, equipamentos computacionais avançados, oportunidades de colaboração e outras facilidades, a fim de promover a cooperação interdisciplinar com a indústria e, mais especificamente, com os setores de manufatura, governo e serviços.
Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco
O Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco realizará pesquisa sobre genética e instabilidade genômica associadas ao envelhecimento e a doenças degenerativas, sobre mecanismos epigenéticos envolvidos na manifestação dessas doenças e sobre a variabilidade fenotípica de indivíduos com mutações de doenças mendelianas. O Centro desenvolverá também projeto por meio do qual irá comparar a variação do genoma e funcionamento do cérebro de indivíduos brasileiros saudáveis com mais de 80 anos e com um grupo de pessoas com mais de 60 anos. Está previsto o desenvolvimento de kits para o diagnóstico de doenças raras e o estabelecimento de parcerias com empresas start-ups de biotecnologia, além de programas de educação e difusão de ciência. O Centro ampliará o escopo de investigação do Centro de Pesquisa do Genoma Humano, apoiado no Programa CEPID em 2000, que teve como foco o estudo de expressão e diferenciação gênica em distúrbios genéticos complexos.
Instituto de Pesquisa sobre Neurociências e Neurotecnologia
O Instituto de Pesquisa sobre Neurociências e Neurotecnologia investigará os mecanismos básicos da epilepsia e do acidente vascular cerebral, assim como as lesões associadas. A pesquisa tem aplicações relacionadas à prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação e contribuirá para a melhor compreensão da função cerebral. As investigações envolvem as áreas de genética, neurobiologia, farmacologia, neuroimagem, ciências da computação, robótica, física e engenharia.
Centro para o Estudo da Violência
O Centro para o Estudo da Violência vai estudar a construção da legitimidade das instituições nas relações entre os cidadãos e funcionários públicos, tendo como foco a administração municipal, escola, centro de saúde, serviços de polícia e o aparato de justiça locais. A pesquisa envolverá comparações internacionais sobre temas como polícias e tribunais, habitação, uso do espaço público etc. Constituído como CEPID na primeira chamada do programa, em 2000, o Centro será parceiro de instituições como o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mídia, organizações não governamentais, entre outros, para troca de informações estratégicas, metodologia de trabalho etc. Estão previstos a organização de um Centro de Debate Permanente sobre Violência, Direitos Humanos e Democracia em ambientes urbanos, além de workshops, seminários internacionais e cursos.
Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades
O Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades terá como desafio buscar soluções para a obesidade, doença que resulta de um desequilíbrio entre a ingestão calórica e o gasto energético, geralmente associado a diabetes, hipertensão, aterosclerose e alguns tipos de câncer. Apesar do grande avanço na caracterização dos mecanismos de controle da fome e da termogênese, a complexidade dos circuitos neurais e as dificuldades anatômicas para os estudos do hipotálamo humano dificultam o tratamento da obesidade. Além de compreender os seus mecanismos, o Centro buscará novas abordagens farmacológicas, nutricionais e físicas para o problema. Investirá, ainda, em programas de orientação preventiva para alunos do ensino médio e idosos e em métodos de triagem para a detecção de doenças associadas, em estreita relação com a indústria.
Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias
O Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias investigará os mecanismos subjacentes às doenças inflamatórias com o objetivo de realizar pesquisa integrativa e translacional para identificar novos alvos terapêuticos. A pesquisa envolverá a triagem molecular de alto desempenho (HTS), modelagem de doenças in vivo e in vitro e síntese química, assim como a descoberta de novas moléculas naturais em plantas e na saliva de artrópodes. Selecionados os fármacos e biofármacos potenciais, o Centro protegerá a propriedade intelectual e coordenará estudos toxicológicos pré-clínicos e clínicos. As etapas do desenvolvimento de potenciais drogas serão realizadas em parceria com empresas públicas e privadas. O Centro promoverá, ainda, ações de divulgação de informações para a comunidade científica e para o público em geral e também para os pacientes com doenças inflamatórias.
Centro de Pesquisa em Processos Redox em Biomedicina
O Centro de Pesquisa em Processos Redox em Biomedicina é uma rede multidisciplinar de pesquisadores focados na investigação de estratégias antioxidantes eficazes e biomarcadores de estresse oxidativo com grande potencial de aplicação tecnológica. O Brasil já tem liderança internacional em algumas áreas como perfumes, cosméticos e bioenergia, mas ainda não é competitivo nos mercados farmacêuticos, de dispositivos e diagnósticos médicos, de serviços ecológicos, entre outros. O Centro contará também com um laboratório central (Redoxome Analysis Platform), no Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), para fornecer ferramentas analíticas no estado da arte para a avaliação de processos redox abertos para uso de pesquisadores. O Centro oferecerá cursos para estudantes de graduação e pós-graduação e de formação de professores, disponibilizará em site materiais complementares para aulas de ciências e atividades experimentais e promoverá atividades de iniciação científica para alunos de ensino médio.
Centro de Pesquisa em Ciência e Engenharia Computacional
O Centro de Pesquisa em Ciência e Engenharia Computacional desenvolverá e aplicará técnicas de modelagem computacionais avançadas para solucionar problemas de fronteira em engenharia da computação e ciências. As investigações têm aplicação nas áreas de nanomateriais, sistemas biomoleculares complexos, de interesse para a saúde humana e bioenergia, bioinformática, materiais particulados, porosos e geofísica computacional, entre outros. O Centro abrigará uma divisão de Transferência de Tecnologia e contará também com uma unidade de Educação, Ciência e Divulgação, responsável pela organização e execução de atividades baseadas especialmente no desenvolvimento de materiais de e-learning voltados para professores e alunos da rede pública de ensino.
Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão em Neuromatemática
O Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão em Neuromatemática terá como objetivo integrar a modelagem matemática com a pesquisa básica e aplicada à neurociência que, cada vez mais, requer ferramentas matemáticas para analisar a enorme massa de dados gerados por recursos experimentais. Matemática é a ponte que pode integrar observações e explicações. Na área de transferência de tecnologia e inovação, o Centro vai se concentrar em produtos demandados por programas de saúde pública em neurorreabilitação, incluindo a concepção e análise de banco de dados padronizado e o desenvolvimento de ferramentas para apoiar o diagnóstico clínico, decisão e acompanhamento.
Centro de Pesquisa para o Desenvolvimento de Materiais Funcionais
O Centro de Pesquisa para o Desenvolvimento de Materiais Funcionais é uma evolução do Centro Multidisciplinar para o Desenvolvimento de Materiais Cerâmicos, que recebeu apoio financeiro da FAPESP na primeira fase do Programa CEPID e teve como foco de pesquisa a síntese de materiais com composição química, microestrutura e morfologia controladas. O novo centro utilizará essa competência para a pesquisa e desenvolvimento de materiais funcionais nanoestruturados, customizados para solucionar problemas relacionados à energia renovável, saúde e meio ambiente. O Centro contará com plantas-piloto de nanopartículas funcionais e estimulará a geração de novas empresas de base tecnológica. Oferecerá, ainda, programa de educação voltado para professores do ensino médio.

http://www.investe.sp.gov.br/noticia...25&c=11&lang=1
__________________

Dom Drácula liked this post
Godfall no está en línea  
Old May 15th, 2013, 06:58 PM   #4189
Hello_World
Go Brazil!
 
Hello_World's Avatar
 
Join Date: Dec 2009
Location: Interior Paulista
Posts: 6,058
Likes (Received): 3395

Quote:
Originally Posted by AndersonPimentel View Post


WOW. Por mais que Interlagos seja uma pista histórica e acreditar que durante um bom tempo o GP do Brasil não sairá de Interlagos, eu adoraria que o GP fosse para o interior de SP, na minha opinião o segundo lugar mais apto a receber o GP no Brasil.
Também acho


https://pt-br.facebook.com/AutodromoVeloCitta



Hello_World no está en línea  
Old May 15th, 2013, 07:17 PM   #4190
AndersonPimentel
just because
 
AndersonPimentel's Avatar
 
Join Date: Apr 2011
Location: Barueri - SP
Posts: 1,364
Likes (Received): 900



Prefiro um aqui próximo a região. :P
__________________
"If your story fails to start at the big bang it's not the full story."
AndersonPimentel no está en línea  
Old May 15th, 2013, 08:04 PM   #4191
Dom Drácula
Registered User
 
Dom Drácula's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: Transilvânia
Posts: 4,975
Likes (Received): 4882

Novo tablet corporativo da Dell será fabricado em Hortolândia

Anúncio de que a produção começa no segundo semestre deste ano foi feita durante visita do prefeito Antonio Meira à empresa, nesta terça-feira (14/05),


Será produzido na fábrica de Hortolândia, até o final deste ano, o novo tablet da Dell, uma das maiores produtoras de computadores e fornecedoras de soluções de TI (tecnologia da informação) do mundo. Atualmente, está à disposição dos consumidores brasileiros, na loja virtual da empresa, apenas a versão importada do computador portátil.,


O anúncio foi feito pelo diretor-geral da Dell Brasil, Raymundo Peixoto, nesta terça-feira (14/05), durante evento que celebra o aniversário de 6 anos da fábrica construída no município e a marca de 7 milhões de computadores produzidos na unidade, responsável por mais de 90% de tudo o que a Dell vende no Brasil. A Dell Brasil é considerada a décima maior operadora da corporação no mundo, o que, segundo Peixoto, mostra a relevância da unidade fabril sediada em Hortolândia.


Convidado especial da cerimônia, o prefeito Antonio Meira afirmou que a Dell faz parte da história da cidade, que completa 22 anos de emancipação neste domingo (19/05), e integra um grupo de grandes empresas que, aqui se instalando, elevaram a auto-estima da cidade, fazendo com que seja vista como um pólo tecnológico. Além do prefeito, da vice-prefeita e secretária de Governo, Renata Belufe, da primeira-dama e secretária de Educação, Cleudice Baldo Meira, vários secretários municipais compareceram à visita à fábrica.


Inaugurada em 2007, a fábrica de Hortolândia é a única da corporação no Brasil e conta com 1.000 funcionários. Dada a proximidade de grandes rodovias e do aeroporto de Viracopos, é considerada estratégica para atender, com agilidade, o mercado nas regiões Sul e Sudeste, que, de acordo com o Diretor Executivo de Operações, Claudionor Silva, corresponde a 60% dos clientes nacionais.


Embora não revele o volume do que produz localmente, a empresa considera extremamente significativa a marca alcançada e espera superá-la “brevemente”, atingindo 10 milhões de máquinas fabricadas na unidade Hortolândia. O novo tablet lançado surge para atingir um público específico, o corporativo. “Queremos ser líder no segmento de tablets para empresas, oferecendo um produto mais simples, rápido e seguro, que desempenhe as funções de um PC (computador pessoal)”, afirma Peixoto. O novo produto pretende oferecer como diferencial o fato de ter bateria removível (o que evita o descarte do produto em razão de perda do poder de carga do acessório com cerca de dois anos de uso), porta USB e docking station (suporte com teclado e a possibilidade de conectar também monitor para funcionar como um microcomputador).


“A tecnologia não pode ser privativa de poucos. Deve ser acessível a todos as pessoas e a todas as empresas de pequeno, médio e grande porte com o objetivo de que possam usar a tecnologia para prosperar”, afirma Raymundo Peixoto. “Não é um fim, mas um meio para prosperar. Fazemos parte também do desenvolvimento econômico de onde estamos”, ressalta.


Para o secretário de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo, Dimas Correa Pádua, ter, instalada no município, uma empresa do porte da Dell revela o desenvolvimento econômico e social do município que, nos últimos anos, atraiu também outras grandes indústrias, que ajudaram a dinamizar a economia regional e local.


“Quando a Dell anunciou a vinda para cá, os olhos do Brasil se voltaram para Hortolândia. Isto gerou desenvolvimento econômico, social e sustentabilidade. Junto com ela, outras empresas vieram para cá porque esta chegada gerou credibilidade, o que fortaleceu ainda mais a nossa cidade”, lembrou o prefeito Antonio Meira. “Como poder público, temos a função de fomentar o desenvolvimento do município. De janeiro para cá, temos lutado para atrair projetos importantes para a nossa cidade. Um deles, que é mote de governo, é a mobilidade urbana, o que requer planejamento para evitar improvisos. Sonhamos com uma cidade grande, organizada, bem planejada. Queremos que a população cresça junto com a cidade. É por isso que uso esta empresa como referência, dizendo que, no futuro, quero que os filhos de hortolandenses sejam diretores da Dell”, afirma Meira.
Dom Drácula no está en línea  
Old May 15th, 2013, 10:11 PM   #4192
togepi2br
Registered User
 
togepi2br's Avatar
 
Join Date: Dec 2008
Posts: 165
Likes (Received): 16

Quote:
Originally Posted by Hello_World View Post
Nenhuma cidade do interior tem a menor condição hoteleira de receber um evento desses. A rede hoteleira de SP já fica completamente saturada em época de Fórmula 1, imagina no interior.
togepi2br no está en línea  
Old May 16th, 2013, 12:09 AM   #4193
Fenomeno Vip
Registered User
 
Fenomeno Vip's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Posts: 331
Likes (Received): 31

Pq esse grupo de investidores nao entra em contato com a Prefeitura de Sampa e tenta um acordo de 30 anos num circuito ja pronto, em troca de grandes melhorias no local? Podiam fazer de Interlagos um dos circuitos mais bonitos do mundo... Melhorar o entorno, fazer uma iluminacao bacana, um parque com design bem arrojado e digno de primeiro mundo. Tanta coisa poderia ser melhorada! A Prefeitura tambem nao tem interesse em ceder o autodromo para a iniciativa privada?
__________________

Hello_World liked this post
Fenomeno Vip no está en línea  
Old May 16th, 2013, 12:11 AM   #4194
Hello_World
Go Brazil!
 
Hello_World's Avatar
 
Join Date: Dec 2009
Location: Interior Paulista
Posts: 6,058
Likes (Received): 3395

Quote:
Originally Posted by AndersonPimentel View Post


Prefiro um aqui próximo a região. :P
Hello_World no está en línea  
Old May 16th, 2013, 12:55 AM   #4195
Pedro Albuquerque
Registered User
 
Join Date: Jul 2012
Location: São Paulo - SP
Posts: 425
Likes (Received): 29

Quote:
Originally Posted by togepi2br View Post
Nenhuma cidade do interior tem a menor condição hoteleira de receber um evento desses. A rede hoteleira de SP já fica completamente saturada em época de Fórmula 1, imagina no interior.
Campinas deve ter
Pedro Albuquerque no está en línea  
Old May 16th, 2013, 01:11 AM   #4196
jmviel
baderneiro
 
jmviel's Avatar
 
Join Date: Feb 2011
Location: Mauá
Posts: 3,632
Likes (Received): 2140

Não deve. Já tive que me hospedar lá num dia movimentado (havia um evento na cidade) e já foi complicado. No mais, acredito que caso a F1 fosse em qualquer cidade próxima, seja São Roque ou Campinas, o grosso da estrutura utilizada continuaria a ser a paulistana.
jmviel no está en línea  
Old May 16th, 2013, 02:16 AM   #4197
EricoWilliams
Annoying Moderator
 
EricoWilliams's Avatar
 
Join Date: Sep 2005
Location: Brasil
Posts: 17,321

Quote:
Originally Posted by Pedro Albuquerque View Post
Campinas deve ter
Não tem.

As duas únicas cidades no país cuja rede hoteleira atende a demanda do evento, são São Paulo e Rio de Janeiro. Com muuuita boa vontade, Brasília.
__________________
SSC Brasil
EricoWilliams no está en línea  
Old May 16th, 2013, 04:30 AM   #4198
AndersonPimentel
just because
 
AndersonPimentel's Avatar
 
Join Date: Apr 2011
Location: Barueri - SP
Posts: 1,364
Likes (Received): 900

Quote:
Originally Posted by jmviel View Post
Não deve. Já tive que me hospedar lá num dia movimentado (havia um evento na cidade) e já foi complicado. No mais, acredito que caso a F1 fosse em qualquer cidade próxima, seja São Roque ou Campinas, o grosso da estrutura utilizada continuaria a ser a paulistana.
Sim, como a maioria dos circuitos hoje em dia na F1, eles ficam relativamente longe dos centro urbanos, claro que a infraestrutura do transporte entre o centro urbano e o circuito é ótima nos outros países, mas mesmo assim alguns pilotos ainda reclamam dos acessos a Interlagos, então tem que melhorar muito ainda, mesmo em Interlagos.
__________________
"If your story fails to start at the big bang it's not the full story."
AndersonPimentel no está en línea  
Old May 16th, 2013, 04:43 AM   #4199
jmviel
baderneiro
 
jmviel's Avatar
 
Join Date: Feb 2011
Location: Mauá
Posts: 3,632
Likes (Received): 2140

A estrutura que eu me referia era a hoteleira mesmo.
jmviel no está en línea  
Old May 16th, 2013, 04:47 AM   #4200
Rajude
Registered User
 
Join Date: Aug 2008
Posts: 2,447

É interessante lembrar que, no melhor cenário possível para o município, São Roque deve receber um novo aeroporto (a princípio para aviação executiva e com heliporto, mas que posteriormente pode até receber voos comerciais) e uma parada do trem regional. Considerando que, de fato, toda a estrutura hoteleira utilizada continue sendo a paulistana, a maior facilidade de locomoção entre as cidades pode ser um fator que, futuramente, possa beneficiar São Roque nessa pretensão de receber um circuito. Lembrando que a distância entre São Roque e a Praça da Sé, em linha reta, é de cerca de 50KM. Então havendo ampla possibilidades de transportes pode até ser viável essa ideia.

Maaas, particularmente prefiro que fique na capital mesmo, pelo menos por enquanto.
Rajude no está en línea  
Closed Thread

Tags
economía

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 03:52 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu