daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old April 10th, 2011, 12:12 AM   #1
Nato Motta
Registered User
 
Nato Motta's Avatar
 
Join Date: Apr 2011
Location: Volta Redonda
Posts: 1
Likes (Received): 0

CSN - Companhia Siderúrgica Nacional

Comemoração dos 70 anos de Fundação



Companhia Siderúrgica Nacional


A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) é a maior indústria siderúrgica do Brasil e da América Latina, e uma das maiores do mundo.

Sua usina situa-se na cidade de Volta Redonda, no Vale do Paraíba, no sul do estado do Rio de Janeiro, tendo suas minas de minério de ferro e outros minerais na região de Congonhas e Arcos, ambas cidades do estado de Minas Gerais e também de carvão na região de Siderópolis no estado de Santa Catarina.

Sua principal usina hoje produz cerca de 6 milhões de toneladas de aço bruto e mais de 5 milhões de toneladas de laminados por ano, sendo considerada uma das mais produtivas do mundo.

Dados

Tipo: Empresa de capital aberto
Presidente: Benjamin Steinbruch
Empregados: 14.274
Indústria: Siderúrgia
Lucro: 2.92 Bilhões
Site: http://www.csn.com.br
Sede e outros lugares: Volta Redonda - RJ (Matriz Usina Presidente Vargas), Porto Real - RJ (GalvaSud), Itaguaí - RJ (Porto de Itaguaí), Sepetiba - RJ (Sepetiba Tecon), Ceará - CE (Metalic), Paraná - PR (Araucária), Minas Gerais - MG (Casa de Pedra, Ersa, Namisa e Arcos), Estados Unidos - EUA (CSN LLC, Terre Haute, Indiana), Portugal - PT (Lusosider, Aldeia de Paio Pires, Setúbal)

http://diariodovale.uol.com.br/notic...#axzz1Ixt3ZYJY
http://rafaeloliveira-rj.blogspot.co...-ramo-nas.html
Volta Redonda


Como começou a CSN

A CSN durante o Estado Novo (Brasil) por decreto do presidente Getúlio Vargas, após um acordo diplomático, denominado Acordos de Washington, feito entre os governos brasileiro e estadunidense, que previa a construção de uma usina siderúrgica que pudesse fornecer aço para os aliados durante a Segunda Guerra Mundial e, na paz, ajudasse no desenvolvimento do Brasil. Começou efetivamente a operar no ano de 1946, durante o governo do presidente Eurico Gaspar Dutra, o qual não convidou o idealizador do projeto para a inauguração, o então presidente Getúlio Vargas.

Criada por meio do decreto-lei n.º 3.002, do então presidente Getúlio Vargas, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) tornou-se um marco na história da industrialização do país. Surgiu para preencher as lacunas de uma economia predominantemente agrícola, dentro de um programa de substituição de importações.

O Brasil começou a construção da usina com créditos de bancos estrangeiros, ainda em 1941, na Fazenda Santa Cecília, onde hoje é Volta Redonda. Situada a aproximadamente 130 quilômetros do Rio e 350 quilômetros de São Paulo, Volta Redonda era o local onde as matérias-primas poderiam ser reunidas a um custo baixo e a partir do qual os produtos acabados poderiam ser facilmente enviados aos dois principais mercados consumidores.

A construção da CSN durou cinco anos e atraiu migrantes de vários Estados.


http://w3.impa.br/~srvaz/exp/csn.htm
http://brasil--historia.blogspot.com...1_archive.html






http://moleskineletronico.blogspot.c...0-50-e-60.html

Volta Redonda na década de 40, quando iniciou a CSN.

Quando se fala em CSN, não podemos esquecer de lembrar de Volta Redonda, porque a cidade foi construida por ela e foi por causa dela que essa cidade hoje existe por isso algumas fotos da cidade na época q surgiu a CSN.


http://www.blogdodjalma.com/2010/12/...-ficticio.html
Antiga estação de trem, inaugurado pela Princesa Isabel, foi demolido e passa hoje um viaduto.


Vila Santa Cecilia, Rua 33


http://www.estacoesferroviarias.com....alsp/volta.htm





CSN no Brasil e no Mundo...

CSN GalvaSud - Porto Real - RJ

Constituída em 26 de maio de 1998, a filial da CSN localizada em Portal Real, no Sul do Estado do Rio de Janeiro, é especializada em produtos galvanizados, como o Galvanneal - aço galvanizado com liga Fe-Zn e aço galvanizado minimizado (zero spangle) tanto para peças internas como expostas atendendo as especificações, qualidade comercial e estampagem. Os investimentos totais para a implantação somaram US$ 236 milhões.

A unidade possui as seguintes linhas de produção:

Linha de Galvanização por Imersão a Quente, com uma capacidade de produção de 350 mil toneladas/ano;
Linha de Corte longitudinal( Slitter Line), com capacidade de produção para160 mil toneladas/ano;
Linha de Corte transversal ( Blank Line), com capacidade de produção para 30 mil toneladas/ano;
Lavadora de Blanks, com capacidade de produção para 13 mil toneladas/ano;
Centro de Solda a Laser, com capacidade de produção de 8 mil toneladas/ano;

Atende clientes no mercado interno e externo para os quais oferece uma variada linha de produtos: Bobinas galvanizadas, blanks retangulares, trapezoidais e de formatos especiais e blanks soldados, todos de alto valor agregado.
Além dos produtos oferece a seus clientes vários serviços, dentre os quais destacamos a entrega just-in-time e a assistência técnica pré e pós-venda.
A tecnologia de processo e de produto da filial CSN, aliados à alta qualificação de seu corpo técnico, são fatores fundamentais para a sua competitividade e sucesso nestes importantes segmentos de mercado.


http://www.timepisoelevado.com.br/csn.htm


CSN Paraná - Araucária - PR

A CSN Paraná é uma unidade de laminação e revestimento, instalada em Araucária, região metropolitana de Curitiba - PR.

Os principais produtos da CSN Paraná são: CSN Galvalume (aço galvanizado com uma liga de zinco e alumínio), Aço Pré-Pintado CSN e aço galvanizado com revestimento de zinco puro.

A produção começa com a decapagem e a laminação a frio das bobinas de aço, para adaptar sua espessura às necessidades de cada cliente. E termina no Centro de Serviços, que corta o aço em chapas, blanks , fitas e perfis. Após a laminação, o aço é revestido com uma camada metálica, resistente à oxidação. Essa camada pode ser de zinco puro (zincagem) ou de uma liga de alumínio e zinco, que reúne a beleza do alumínio à elevada proteção contra a corrosão do zinco. A CSN é a única empresa licenciada a produzir o galvalume no Brasil.

A CSN Paraná tem uma capacidade projetada de produção de 100 mil toneladas/ ano de pré-printados, 230 mil toneladas/ ano de galvanizados com zinco puro (zincadas) e galvanizados com a liga de zinco e alumínio e 220 mil toneladas/ ano de bobinas a quente decapadas.

A preocupação com o meio ambiente, presente em todos os empreendimentos da CSN, fez com que a CSN Paraná assumisse vários compromissos com o Instituto Ambiental do Paraná e adequasse seu processo de produção, de modo a não causar danos ao meio ambiente, com a utilização dos mais modernos equipamentos para controle de emissões e uma estação completa de tratamento dos efluentes.


http://www.atontecnologia.com.br/cli...D_MATERIA=3920

CSN Metalic - Ceará - CE

Em 30 de abril de 1996, a Cia. Metalic Nordeste foi fundada pela família Steinbruch com capital 100% nacional. Pioneira no Brasil e a única produtora de latas de aço de duas peças para bebidas nas Américas, a fábrica iniciou as suas operações em setembro de 1997, tendo como primeiro cliente a empresa Refrigerantes Vedete Ltda.

Preocupada com o impacto ambiental gerado pelas latas e com a imagem de seus clientes, a Metalic criou em 1999 o Programa Reciclar, dando origem a Reciclaço.

Em novembro de 2002, a Cia. Metalic Nordeste foi adquirida pela Companhia Siderúrgica Nacional, então fornecedora de folha de flandres para a produção das latas.

Hoje, a Cia. Metalic Nordeste gera cerca de 220 empregos diretos e desponta como principal fornecedora de embalagens de aço para bebidas no Norte e Nordeste do Brasil, detendo cerca de 51% deste mercado e 8% do mercado nacional.


http://csna0004.csn.com.br:7778/port..._schema=PORTAL

CSN Minas Gerais - Casa de Pedra, Arcos, Namisa e Ersa

No segmento de Mineração, a CSN possui minas de minério de ferro de alta qualidade localizadas no Quadrilátero Ferrífero, em MG. A mina de Casa de Pedra, em Congonhas - MG, produz minério de ferro de alta qualidade, assim como sua subsidiária Nacional Minérios S.A. (Namisa), que possui minas próprias também de excelente qualidade e que ainda comercializa minério de ferro de terceiros. Além disso, a CSN possui a Mineração Bocaina, situada em Arcos - MG, que produz dolomito e calcário, e a Estanho de Rondônia S.A. (ERSA), empresa com unidades de mineração e fundição de estanho.

CSN Sepetiba Tecon - RJ

Visão

Queremos ser reconhecidos como o Complexo Portuário Nacional mais eficiente, sendo a melhor referência na prestação de serviços e proporcionando crescente geração de valor para os acionistas e clientes.

Missão

Proporcionar as melhores soluções logísticas portuárias para o mercado nacional em conjunto com os clientes, operadores, fornecedores e autoridades, garantindo altos níveis de qualidade, produtividade, confiabilidade e segurança; focando na excelência das pessoas, processos e tecnologia, assegurando um ambiente de trabalho saudável, em equilíbrio com a comunidade e o meio ambiente.

Política de Qualidade

Atingir os diferentes requisitos dos clientes através da malhoria contínuca de nossos processos e de um atendimento diferenciado nas operações portuárias, de retroárea e logística, mantendo um custo competitivo e um ambiente de trabalho agradável e seguro.

Para tanto, adotamos os seguintes objetivos:

- Buscar constantemente a valorização profissional por meio de treinamento e desenvolvimento;
- Manter uma comunicação transparente com os empregados, criando um clima de parceria e comprometimento com a qualidade dos serviços;
- Gerenciar para melhoria contínua dos processos;
- Cuidado incessante com os custos do terminal;
- Desenvolver soluções logísticas adequadas, superando os requisitos dos armadores e donos de carga quanto à qualidade e prazos da operação;
-Garantir um ambiente de trabalho saudável e seguro através da implantação de programas de segurança;

O Sepetiba Tecon é certificado pela norma ISO 9001:2008 desde 2003.


http://www.stowmasters.com/Rioitasep.htm

CSN LLC - Estados Unidos - EUA

CSN, LLC é o exclusivo do Norte operação de fabricação americana da Companhia Siderúrgica Nacional, uma empresa integrada de aço com sede em São Paulo, Brasil. A operação norte-americana é uma fria completa circulante e galvanização facilidade que se especializa em produtos leves enrolada folha. O equipamento de fábrica é um dos mais avançados do seu género a operar na América do Norte.

CSN, North American LLC frio circulante e galvanização operação está estrategicamente localizado no Centro-Oeste de Indiana, no coração do país de aço. Isto permite a entrega oportuna de produtos específicos do cliente. Atenção da CSN a reunião prometida datas de entrega permite aos nossos clientes dependem de nós para entregar o aço que se ajusta seus planos de produção e, portanto, minimiza a necessidade eo custo de inventário extra. CSN, LLC é servido por transporte ferroviário, de transporte interestadual e estimular barcaça próxima para múltiplas opções de transporte para receber o aço na hora certa. A CSN é forjar parcerias com os clientes através de um processo de produção concentrada e ágil, que oferece ao cliente com flexibilidade para atender as suas necessidades de aço. CSN sistema de qualidade garante que a chapa de aço em espiral que cada cliente recebe tenha sido produzido com a especificação particular do cliente. CSN, LLC está comprometida em fornecer alta qualidade galvanizados e laminados a frio de produtos aos nossos clientes que são: específicas do cliente, preços competitivos, produzidos e entregues na hora e às expectativas de qualidade.


http://www.csn.com.br/portal/page?_p..._schema=PORTAL

CSN Lusosider - Portugal - PT

Lusosider – Aços Planos SA é a única indústria portuguesa do sector siderúrgico a produzir aços planos relaminados a frio, com revestimento anti-corrosão. A Empresa dispõe em Paio Pires de uma capacidade instalada de cerca de 550 mil toneladas/ano para produzir chapa galvanizada e chapa decapada e oleada.

Os seus produtos podem ser aplicados na indústria automóvel, na construção civil (tubagens e estruturas metálicas), em componentes de electrodomésticos, bem como na produção de latas e embalagens para a indústria química (aérosois, baldes de tintas e vernizes, etc.), embalagens para produtos alimentares e embalagens decorativas.

A Lusosider é uma empresa voltada para o mercado e norteada pela filosofia da plena satisfação dos seus clientes.

Preocupa-se permanentemente em ir ao encontro das necessidades objectivas das indústrias utilizadoras dos seus produtos como matéria-prima e em preencher as suas diversas expectativas em matéria de requisitos técnicos e de qualidade.

Na Lusosider vive-se a evolução qualitativa permanentemente, focalizados tanto na adequação dos seus produtos a um mercado exigente, altamente competitivo e em mudança constante, como na consequente satisfação dos clientes nacionais e internacionais que o constituem.

A Lusosider tem a certificação ISO 9001:2000.


http://www.csn.com.br/portal/page?_p..._schema=PORTAL

CSN Escritório Central de Volta Redonda, Rio de Janeiro e São Paulo

Volta Redonda

O antigo Escritório Central da CSN, no coração da Vila Santa Cecília, em Volta Redonda, permanece de pé, imponente, há mais de 40 anos. Foi inaugurado,com toda pompa e circunstância, em 16 de abril de 1966, durante as comemorações do Jubileu de Prata da CSN. Construído em uma área de mais de 8 mil m², o edifício General Edmundo Macedo Soares e Silva já abrigou mais de cinco mil funcionários da CSN em seus 16 andares. Possui dois auditórios, escadas rolantes, cinco elevadores, cozinha, banheiros, cantina, refeitório, ar-condicionado central, garagem subterrânea e – ufa! – até um heliporto. Tem mais. É do alto de suas duas torres que se tem a mais privilegiada vista da Vila e da Usina Presidente Vargas. Um imóvel e tanto.






http://www.jornalaqui.com.br/arquivo...ginas/csn1.htm

Não existe informações e nem fotos dos escritórios em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Uma pequena demonstração de produção da CSN


Ferro Gusa


http://pt.wikipedia.org/wiki/Siderurgia

Aço


http://www.cimm.com.br/portal/notici...trial-no-civit

CSN Cimentos


http://diariodovale.uol.com.br/notic...#axzz1Ixt3ZYJY

Bom tudo não e flores nessa empresa, mesmo ela hoje completando 70 anos de fundação, não podemos esquecer da triste história da greve de 88 onde resultou na morte de 3 operários.
Uma Homenagem a Carlos Augusto Barroso, de 19 anos; Walmir Freitas Monteiro, 27 anos; e William Fernandes Leite, 22 anos.

Que infelizmente perderam a vida pra uma melhor condição de vida que na época a empresa era estatal.
Quem vez o memorial foi o renomado Oscar Niemayer.

Hoje existe em frente a entrada da CSN um Memorial em homenagem aos três.
No dia seguinte à inauguração, por volta das três horas da manhã, o local foi parcialmente destruído por um atentado à bomba. Com a explosão, o memorial tombou para frente, ficando preso apenas pelos vergalhões. Foi reinaugurado em 12.08.1989, e Niemeyer fez questão de que as marcas da violência ficassem mantidas, para sempre.


http://constelar.com.br/blog/index.p...r_par_1?page=2

Mais informações sobre essa greve. http://pt.wikipedia.org/wiki/Greve_de_1988

Jornal Homenagiando os 70 anos!

http://blogs.estadao.com.br/arquivo/...fundada-a-csn/



http://diariodovale.uol.com.br/notic...#axzz1Ixt3ZYJY


http://www.territorioscuola.com/wiki...o_Para%C3%ADba


http://diariodovale.uol.com.br/notic...#axzz1Ixt3ZYJY


http://aguadonadavida.blogspot.com/2...racoes-no.html


http://orebate-cassioribeiro.blogspot.com/


http://orebate-cassioribeiro.blogspot.com/


http://www.servisaguindastes.com.br/


http://g1.globo.com/Noticias/Economi...9-9356,00.html







Fundação CSN


QUEM SOMOS


Ser o elo social da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) em âmbito nacional e, especialmente, nas comunidades onde está inserida, atuando nas áreas da educação, cultura, saúde e do esporte, como agente de transformação social. Esta é a missão da Fundação CSN.

Nossa razão de ser é a preocupação com as pessoas e a procura pelo desenvolvimento de projetos voltados para as crianças e os adolescentes. Buscamos estimular a transformação social plena e consciente, contribuindo para a democratização do acesso aos meios culturais.

A Fundação CSN acredita que, ampliando as oportunidades, alimentamos o espírito dessas pessoas e mantemos as portas da arte abertas para cada vez mais pessoas entrarem. Este é o nosso maior objetivo: oferecer oportunidades para o desenvolvimento da cidadania.

http://www.csn.com.br/portal/page?_p..._schema=PORTAL




ETPC - Escola Técnica Pandiá Calógeras

A Escola Técnica Pandiá Calógeras — ETPC, fundada em 19 de abril de 1944 com a intenção de dar ensino técnico-profissional aos primeiros empregados da Companhia Siderúrgica Nacional e aos seus filhos, é referência nacional em educação para o trabalho, pela excelência de seu processo ensino-aprendizagem, atualização tecnológica e investimento social.

Formou ao longo de sua história 19.371 profissionais em ensino médio e nas mais diversas áreas, como Química, Eletrônica, Eletromecânica, Informática, Administração, Segurança do Trabalho, Metalurgia, Higiene Dental, Mecânica, Telecomunicações, Meio Ambiente, Telemática, Metalmecânica e Siderurgia.

Localizada no bairro Sessenta na cidade de Volta Redonda, estado do Rio de Janeiro, recebe alunos de várias cidades da região Sul Fluminense.

Tem como visão assegurar a educação para o trabalho e para a cidadania, respondendo às demandas de profissionalização e a rapidez da evolução dos perfis exigidos pelo dinamismo mercadológico, dar meios e condições para que o jovem encontre sua profissão e se torne, não apenas um bom profissional, mas um cidadão útil e produtivo em sua comunidade.

Em 1996 a ETPC foi a primeira escola da América Latina a ser certificada conforme Norma ISO 9002,/94 obtendo nova certificação na versão ISO 9001:2000 em outubro de 2003, pela ABS. São concedidas bolsas de estudos, prioritariamente aos alunos oriundos da rede pública de ensino, através de concurso aberto à comunidade.

Reconhecida como centro de excelência, a Escola Técnica Pandiá Calógeras forma alunos que apresentam competência, iniciativa, criatividade e compromisso com os resultados da empresa. A Escola não estimula apenas o profissionalismo, mas também o exercício da cidadania.


http://www.etpc.com.br/historia
http://www.smdet.com.br/conteudo.php?cod=8


Parabéns pelos 70 anos de Fundação
Nato Motta no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old April 10th, 2011, 09:58 AM   #2
mopc
USP
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 15,427
Likes (Received): 6133

Excelente thread, muito bem montado, sobre um tema interessante.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old April 10th, 2011, 06:16 PM   #3
Rodalvesdepaula
Registered User
 
Rodalvesdepaula's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Sorocaba (SP)/Curitiba (PR), Brazil
Posts: 25,194
Likes (Received): 7163

Infra-estrutura também é isso. Um ótimo thread, já que meu pai trabalhou na CSN.
Rodalvesdepaula no está en línea   Reply With Quote
Old April 11th, 2011, 09:23 PM   #4
diosandri
Registered User
 
diosandri's Avatar
 
Join Date: Jun 2010
Location: Caxias do Sul/Passo Fundo/Erechim
Posts: 2,053
Likes (Received): 131

Mais algumas antigas:







Fonte:http://biblioteca.ibge.gov.br/index.htm
diosandri no está en línea   Reply With Quote
Old May 30th, 2011, 01:37 AM   #5
fzzzin
Registered User
 
fzzzin's Avatar
 
Join Date: Apr 2009
Location: Rio de Janeiro-RJ
Posts: 363
Likes (Received): 13

Muito manero.
Um dia serei empregado da CSN.
__________________
Sou um viramundo.

Saiba por onde andei e dê uma passada lá.
Arraial do Sana - RJ / Visconde de Mauá - RJ
fzzzin no está en línea   Reply With Quote
Old May 30th, 2011, 02:36 AM   #6
Julio Rocha
Registered User
 
Julio Rocha's Avatar
 
Join Date: Dec 2008
Posts: 4,979
Likes (Received): 3053

Muito interessante realmente. E eu espero que a CSN desempaque os investimentos em congonhas.

Quote:
CSN empaca planos de produtor à espera de expandir a produção

Em Congonhas, 449 agricultores aguardam definição sobre o futuro de suas terras, reservadas para a siderúrgica
Quote:

Bruno Porto - Enviado Especial - 28/05/2011 - 12:31

Luiz Costa

Tarcízio de Jesus, criador de gado leiteiro: "Queria dar sequência ao trabalho"

CONGONHAS - Pequenos produtores rurais, que vivem em uma comunidade chamada Joana Vieira, em Congonhas, na região Central de Minas Gerais, estão impossibilitados de investir em seus negócios porque o Governo estadual transformou suas terras em área de utilidade pública. Embora ainda não tenham sido desapropriados, vivem com o receio de expandir a produção e em seguida serem desapropriados.

Em 2007, o Governo de Minas Gerais publicou decreto que tornou de utilidade pública uma área de 42 quilômetros quadrados, em Congonhas, o que corresponde a 13% da área total do município. O objetivo era garantir o terreno para que a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) realizasse investimentos da ordem de R$ 11,5 bilhões nos setores de mineração e siderurgia.

Passados quatro anos, os cerca de 449 proprietários de terras da região não foram sequer chamados para negociação das indenizações, ninguém foi desapropriado, a CSN não iniciou os investimentos, e a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), responsável por investir R$ 120 milhões para estruturar o local, também não aportou nenhum centavo na área. O prazo para desapropriação vence no próximo ano, e o Distrito Industrial que seria erguido não tem nem a Licença Prévia (LP), a primeira de uma sequência de três.

A região, que antes era área rural de Congonhas, passou a fazer parte do perímetro urbano. No entanto, os moradores são pequenos produtores agrícolas, que estão praticamente impedidos de investir na produção, já que, a qualquer momento, podem ser desapropriados. Eles também não podem optar por deixar o local, uma vez que, sem o dinheiro da indenização, não conseguem comprar terras em outras localidades.

“É um completo descaso. Vieram aqui, mediram nossa terra, mas não nos dizem quando vamos sair e quanto vão pagar pelo terreno”, diz o aposentado e produtor rural Aristeu Dourado de Oliveira, que há 26 anos é dono de 50 mil metros quadrados de terra que, pelos planos da CSN, serão inundados para a construção de uma barragem de rejeitos.

No local, ele planta feijão, milho, cria suínos e bovinos, além de alugar o sítio para famílias passarem os finais de semana e feriados. “Sempre tive vontade de deixar o sítio mais bonito para atrair mais gente e aumentar minha produção agrícola. Mas, se fizer isso e amanhã o governo me desapropriar, vou perder o dinheiro investido”, reclama.

Oliveira é aposentado da CSN, onde trabalhou durante 32 anos como eletricista de manutenção. “Não tenho nada contra a empresa, nem mesmo contra a desapropriação. O que não pode é eu ser dono da terra e não ter poder sobre ela. Não posso sequer me programar para ir para outro lugar, porque não sei quanto vão pagar pelo terreno”, afirma.</CW>

Decisões precipitadas

A falta de informação e a iminente desapropriação acarretaram decisões precipitadas, que geraram prejuízos. O comerciante e produtor rural Marco Antônio Pacheco, quando foi informado do decreto que transformaria sua terra em área de utilidade pública, fechou seu restaurante. “Ficou parado por dois anos, porque na época a expectativa era que todo mundo ia sair, então não fazia sentido ter um comércio onde não teria ninguém”, diz.

Segundo ele, a Codemig chegou a informar que, em julho deste ano, as indenizações seriam pagas e as desapropriações executadas. Porém, ninguém foi chamado para negociar, o que gerou outros boatos. Ele reabriu as portas do restaurante, mas abandonou os planos de investimento na produção agrícola e no estabelecimento. “Hoje, existem conversas de que a CSN não vai investir mais, ou, se for, será em uma área bem menor”, diz.

Outro aposentado da CSN que comprou terras na região foi Tarcízio de Jesus. Ele é criador de gado leiteiro para produção de queijo e se queixa da forma como é tratado. “Queria dar sequência ao meu trabalho e não posso. A intenção era sair da mineração e ficar no campo produzindo alguma coisa que não dê uma safra apenas, como é o caso do minério”, diz.

Ele lembra que, entre 2007 e 2008, teve gente que abandonou as terras com casas construídas para procurar outras áreas. “Depois que voltaram, as casas estavam abandonadas, e tiveram que contabilizar o prejuízo”, disse.

O protocolo de intenções assinado entre o Governo de Minas e a CSN previa um aporte inicial de R$ 9,5 milhões. Posteriormente, foi assinado um aditivo, e o valor chegou a R$ 11,5 bilhões. Em 28 de outubro de 2009, a CSN enviou comunicado ao mercado reafirmando o compromisso assumido.

Além da expansão da mina de Casa de Pedra e da Nacional Minérios S.A. (Namisa), onde a CSN tem participação de 60%, empreendimentos siderúrgicos seriam erguidos no local, além de uma planta de pelotização.

A usina siderúrgica estava orçada em R$ 6,2 bilhões e teria capacidade para produzir 4,5 milhões de toneladas de aço. A pelotizadora receberia recursos de R$ 850 milhões, e a capacidade instalada estava programada para 6 milhões de toneladas ao ano de pelotas de minério de ferro.

Na mineração, o desembolso somaria R$ 2,2 bilhões e contemplaria a expansão da mina Casa de Pedra, aquisição de máquinas, equipamentos e obras civis. Com esses investimentos, a capacidade instalada de produção de Casa de Pedra seria ampliada de 16 milhões para 55 milhões de toneladas por ano de minério de ferro.

Procurada, a Codemig confirmou que não realizou os investimentos, mas afirmou que as desapropriações ocorrerão dentro do prazo legal de cinco anos. A CSN não respondeu se o plano de investimento está mantido.
A bandeira brasileira é tão poderosa que tudo em volta fica em preto e branco!
__________________
Na vida só importa o que você fez. O que você acha ou o que você pensou, não interessa.

Emanuel Pereira

F u cn rd ths u cnt spl wrth a dm!
Julio Rocha no está en línea   Reply With Quote
Old February 12th, 2012, 12:29 AM   #7
xyzclone
Rick
 
xyzclone's Avatar
 
Join Date: Jan 2009
Location: Cidade do $urreal
Posts: 2,435
Likes (Received): 1066

Putzzzz que thread massa, sou apaixonado por essa usina, por tudo que ela representa na região e na indústria nacional.

xyzclone no está en línea   Reply With Quote
Old February 12th, 2012, 08:41 PM   #8
GIM
JK - O Presidente
 
GIM's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 12,998
Likes (Received): 3891

É o que mais choca, é que essa empresa um dos ícones da industrialização brasileira, cada vez lucra mais com sua matéria prima em bruto, o minério de ferro, e não só ela, a siderurgia brasileira está produzindo cada vez mais...aço??? não!!!. minério de ferro:

Grupos apostam em mineração
Ideia é reduzir dependência e, ao mesmo tempo, se proteger das oscilações do mercado de aço.

RAFAEL TOMAZ.
DIVULGAÇÃO/EUGÊNIO SÁVIO


As grandes siderúrgicas estão investindo cada vez mais em extração mineral


Na tentativa de recompor as margens perdidas nos últimos anos, as siderúrgicas estão, cada vez mais, se tornando companhias que atuam tanto na produção de aço quanto na exploração de minério. E investimentos pesados por parte de grandes conglomerados estão aumentando gradativamente a importância da extração mineral nos negócios do setor.

Com isso, os grupos estão reduzindo a dependência das grandes mineradoras, ao mesmo tempo em que se protegem das oscilações do mercado global de aço, que hoje apresenta sobreoferta. Além de verticalizar a produção, o excedente extraído nas jazidas é comercializado para terceiros, aumentando o faturamento das usinas.

Entre as empresas que estão liderando este processo está a ArcelorMittal. "Nós somos agora uma companhia de aço e minérios", confirmou o CEO, Lakshimi Mittal, em entrevista ao "The Wall Street Journal". Em seu balanço, divulgado ontem, a Arcelor revelou que a área de mineração, que engloba minério de ferro e carvão vegetal, respondeu por aproximadamente 30% da geração de caixa medida pelo Ebitda - lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização - do grupo no ano passado. O resultado do segmento de exploração mineral ficou em US$ 3 bilhões, enquanto que o total chegou a US$ 10,1 bilhões no mesmo período.

Em 2011, a companhia lucrou US$ 1,6 bilhão na área da mineração, o que corresponde a uma alta de 65% em relação ao montante registrado em 2010, US$ 2,6 bilhões. A receita líquida na mineração aumentou 44% e passou de US$ 4,3 bilhões para US$ 6,2 bilhões em 2011. Esta é a primeira vez que a Arcelor divulga detalhadamente os resultados da mineração.

Para especialistas, a tendência é que em alguns anos a venda de minério de ferro, por exemplo, seja responsável por grande parte do faturamento e do lucro destes conglomerados.

De acordo com o analista do Banco Geração Futuro, Rafael Weber, os aportes em mineração por parte das siderúrgicas são uma forma destas empresas reverterem as perdas provocadas pelo excedente de aço no mercado internacional. Isso porque, com a sobreoferta, aliada ao aumento significativo no preço dos insumos, principalmente o minério, houve uma queda significativa nos lucros.

Paralelamente, o setor estaria buscando uma menor dependência das grandes mineradoras, além de diversificar as atividades, na opinião da analista da Tendências Consultoria, Stefânia Grezzana. Ela lembra que praticamente todas as siderúrgicas mantêm projetos para a exploração mineral. A ArcelorMittal, por exemplo, deverá finalizar neste ano investimentos na ampliação da mina de Andrade, no Quadrilátero Ferrífero. Com os aportes, a produção passará de 1,350 milhão de toneladas para 3,5 milhões de toneladas.

Também merece destaque a inversão que está sendo feita pela Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S/A (Usiminas). Somente em mineração, a empresa, em parceria com o grupo japonês Sumitomo, pretende investir R$ 4 bilhões até 2015. Com os aportes, a Usiminas Mineração pretende alcançar a autossuficiência em minério de ferro. A produção em suas jazidas passará de um patamar atual de 7 milhões de toneladas/ano para 29 milhões de toneladas anuais.

No caso da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), as vendas de minério já respondem por 58,7% da geração de caixa do grupo. Além de atender à demanda própria, a CSN comercializa no mercado externo o excedente de suas jazidas em Minas Gerais. A empresa extrai a commodity na mina Casa de Pedra e controla a Nacional Minérios S/A (Namisa), ambas em Congonhas (Campos das Vertentes). Na área de mineração, a CSN tem plano de investimentos de R$ 8,7 bilhões em suas jazidas situadas no Estado até 2015, com o objetivo de alcançar a produção de 89 milhões de toneladas anuais de minério de ferro.

www.diariodocomercio.com.br
__________________
voto útil até o final, isto é, voto Aécio até o final do 2 ° turno, se houver!
****Beleza sem virtude é rosa sem perfume .****
GIM está en línea ahora   Reply With Quote
Old February 12th, 2012, 09:34 PM   #9
Suburbanist
on the road
 
Suburbanist's Avatar
 
Join Date: Dec 2009
Location: Breda<->'s-Hertogenbosch<->Eindhoven triangle
Posts: 19,846
Likes (Received): 6526

mas isso faz todo sentido.

Há um excesso mundial na capacidade de produzir aço. Hoje esse excesso de capacidade instalada bate em 20-24%

Em resumo: há siderúrgicas demais no mundo. Em compensação nao há escessose oferta d minério
__________________
"For every complex problem there is a solution that is simple, clear and wrong."
Suburbanist no está en línea   Reply With Quote
Old February 13th, 2012, 10:34 PM   #10
BR 364
** ÜBER ALLES **
 
BR 364's Avatar
 
Join Date: May 2004
Location: País das cotas e da virada de mesa.
Posts: 13,852
Likes (Received): 2130

Poxa, que thread bacana! Só agora eu vi.

Legal ver minha cidade natal nos seus primórdios. A família do meu pai foi de Alto Jequitibá (MG) pra VR lá pelo final dos anos 50/início dos 60, ou seja, mais ou menos na época dessas fotos.
__________________
"Speed has never killed anyone, suddenly becoming stationary… That’s what gets you." - Jeremy Clarkson
BR 364 no está en línea   Reply With Quote
Old March 6th, 2012, 10:31 PM   #11
@joaocarlos
Minha terra tem palmeiras
 
@joaocarlos's Avatar
 
Join Date: Feb 2011
Location: Feira de Santana/Santa Luz-Ba
Posts: 2,360
Likes (Received): 678

Na década de 80 passei ao lado da CSN e me assustei com o o gigantismo de tudo aquilo, era tarde da da noite e fiquei impressionado com as chaminés em pleno vapor, parecia um pouco com o Polo Petroquímico de Camaçari.
Hoje sou mais um fã dessa grande empresa idealizada pelo povo brasileiro!!!
@joaocarlos no está en línea   Reply With Quote
Old April 27th, 2012, 11:12 PM   #12
GIM
JK - O Presidente
 
GIM's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 12,998
Likes (Received): 3891

O "outro lado" da CSN: e que está dando tanto lucro( ou até mais lucrativa:"basta arrancar da terra" e está entre 150/180 dólares a tonelada no "mercado China internacional") quanto a fabricação do aço em si





http://clipping.ideiafixa.com.br/sit...23e36bd4e3c7c5
__________________
voto útil até o final, isto é, voto Aécio até o final do 2 ° turno, se houver!
****Beleza sem virtude é rosa sem perfume .****
GIM está en línea ahora   Reply With Quote


Reply

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 05:15 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu