daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Infrastructure and Mobility Forums > Subways and Urban Transport

Subways and Urban Transport Metros, subways, light rail, trams, buses and other local transport systems



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old July 20th, 2012, 08:33 AM   #341
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Rio de Janeiro - New forumer map for Rio future network for 2016, including BRTs (by forumer Henryabreu)

[IMG]http://i46.************/34g1pqx.png[/IMG]

detail


original pdf
mopc no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
Old July 20th, 2012, 09:21 AM   #342
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Rio de Janeiro BRTs - TransOeste - accident with truck leaves BRT vehicle damaged

mopc no está en línea   Reply With Quote
Old July 20th, 2012, 09:33 AM   #343
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Rio de Janeiro Metro - new trainsets from China's CNR (Changchun Railroad Vehicles). Original post.

image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr


image hosted on flickr





Last edited by mopc; August 10th, 2012 at 02:45 AM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old July 20th, 2012, 09:43 AM   #344
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Rio de Janeiro Metro - Metro Workers' Union alleges new trainsets too wide and private operator is cutting platforms to fit trains (with video), operator claims platforms being cut to standardize stations

17/07/2012 20h47 - Atualizado em 17/07/2012 20h47

Sindicato dos Metroviários denuncia problemas nos novos trens do Metrô

Composições não seriam compatíveis com as atuais estações.Concessionária se defende, dizendo que trens são mais eficientes.

Mal os trens do metrô, comprados na China, entraram em testes no Rio de Janeiro, o Sindicato dos Metroviários levantou dúvidas sobre possíveis falhas técnicas nas composições, como mostrou o RJTV. De acordo com o sindicato, os novos trens são mais leves, balançam mais do que as composições antigas e poderiam bater em paredes e pilastras, além do risco de descarrilar. Por isso, ainda segundo o sindicato, a concessionária Metrô Rio teria começado a fazer obras para alargar as plataformas e até as pilastras dos túneis. A concessionária nega as acusações e diz que os trens novos estão em fase de ajustes.
“A solução encontrada pelo metrô foi a raspagem das plataformas. Então, o que está acontecendo agora é uma raspagem de cerca de 10 a 20 centímetros de cada lado das plataformas”, afirma diretor do sindicato dos metroviários, Antonio Luis da Silva
O Metrô Rio confirma que está fazendo obras, mas que elas estavam previstas e são apenas para padronizar as estações. “As obras são importantes mesmo para a operação dos trens antigos. Agora, se você não as fizesse, nada impediria que o trem novo operasse sem que tivesse nenhuma interferência”, rebateu Gilbert Flores, diretor de engenharia do Metrô.
Esse não seria o único problema. Técnicos que estão trabalhando nos testes dos novos trens chineses teriam informado a integrantes do sindicato que, pelo menos, outras duas questões precisam ser resolvidas antes de as novas composições começarem a rodar. Segundo a denúncia, as portas dos trens travam depois da terceira tentativa de fechamento, e o consumo das novas locomotivas é maior do que o das antigas, o que já teria causado uma pane durante um teste.
O Metrô negou as duas acusações. “O nosso atual sistema de acionamento de portas tem um acionamento pneumático, que nem se usa mais. E o nosso novo sistema tem um acionamento elétrico, mas tem que ter ajustes diferentes, para poder ter a mesma pressão. Entretanto, esse acionamento elétrico é muito mais eficiente e menos sujeito a defeitos. Nós, agora, estamos com uma Ferrari, quando, antes, tínhamos um Cadilac. E é um trem com as mesmas características de desempenho, com motores muito mais eficientes”, afirmou Flores.
O Ministério Público Estadual já mandou ofícios cobrando explicações do Metrô, da Secretaria estadual de Transportes e da Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp-RJ). O promotor Carlos Andresano quer saber se a concessionária está adaptando o sistema aos novos trens, em vez de ter encomendado trens compatíveis com as linhas atuais.
“Se houve uma falha de projeto que coloca em risco a segurança dos usuários, medidas têm que ser tomadas. Nós vamos buscar as medidas adequadas, junto à Justiça, para que não se coloque em risco a população do Rio de Janeiro”, enfatizou Andresano.
A Agetransp-RJ disse que os trens chineses estão de acordo com o projeto e que vai seguir na avaliação das novas composições.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old July 20th, 2012, 09:47 AM   #345
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Rio de Janeiro Light Rail - future Port area tram new renders and diagrams







Quote:
Originally Posted by Rodrjgw View Post
Anexo 7 - Projeto funcional, página 171



Ou seja, o CIOM será instalado no que restou do terreno da antiga estação Marítima, da E.F.C.B.. Segue imagens da proposta (que é muito boa, na minha opinião):

















Fonte: Edital VLT do Rio - Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, Anexo 7.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old July 20th, 2012, 09:54 AM   #346
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Sao Paulo Metro - new official Future Network plan, as of July 2012



Please note: Sao Paulo updates are posted in Sao Paulo's exclusive thread!
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old July 20th, 2012, 09:58 AM   #347
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Rio de Janeiro Light Rail - Port Area tram line diagrams and details

Quote:
Originally Posted by raffasoares View Post
Apresentação sobre o VLT da Zona Portuária, com boas informações adicionais





























http://www.portomaravilha.com.br/web...rojEspVLT.aspx
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old July 21st, 2012, 10:45 AM   #348
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Assorted busses from all over Brazil


Quote:
Originally Posted by xrtn2 View Post
BRAZIL


























mopc no está en línea   Reply With Quote
Old July 26th, 2012, 02:33 PM   #349
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

São Paulo Metro - New render of future Line 2 monorail train (Bombardier Innovia 300), by Bombardier



original


More updates in the São Paulo thread

São Paulo network map with current expansion, line 2 monorail in green


Last edited by mopc; July 26th, 2012 at 02:41 PM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old July 26th, 2012, 03:14 PM   #350
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Rio de Janeiro BRTs - videos on the traffic light priority system

Quote:
Originally Posted by conrado.rio View Post





mopc no está en línea   Reply With Quote
Old July 26th, 2012, 03:34 PM   #351
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

São Paulo - New 2017 Future Network released now (June 25, 2012)



original pdf
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old July 26th, 2012, 03:58 PM   #352
Daniel Lima
Daniel Lima
 
Daniel Lima's Avatar
 
Join Date: Nov 2010
Location: Maceió
Posts: 293
Likes (Received): 1

Maceió new light rail

Governo lança edital para viabilizar VLT da Região Metropolitana

Empresas interessadas em participar da PPP têm 20 dias para formalizar pedidos de autorização ao Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas


por Lucas Lisboa

[IMG] By daniellima_mcz at 2012-07-26[/IMG]

[IMG] By daniellima_mcz at 2012-07-26[/IMG]

[IMG] By daniellima_mcz at 2012-07-26[/IMG]

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), publica, nesta quinta-feira (26), o edital de chamamento público para empresas interessadas em participar da Parceria Público-Privada (PPP) que vai viabilizar a instalação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na Região Metropolitana de Maceió.

A convocação garante a entrada no processo de elaboração de Projetos Básicos e Estudos de Viabilidade de empreendimento para o desenvolvimento, implantação, construção e operação do VLT. As empresas têm o prazo de vinte dias para formularem seus pedidos de autorização ao Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas.

De acordo com o edital, após autorização concedida pelo Conselho, coordenado pela Seplande, as empresas terão o prazo máximo de 150 dias para entregarem seus projetos. As construtoras OAS e Queiroz Galvão, que propuseram a realização desse processo, já encaminharam suas solicitações de autorização.

“Denominamos como Projeto de Mobilidade Urbana essa ação que vai trazer inúmeros benefícios para os alagoanos, principalmente aqueles que necessitam de transporte público para exercer suas atividades diárias. O VLT abrangerá a área entre o centro da cidade de Maceió até o Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, oferecendo um serviço com conforto e qualidade para os usuários”, explica o secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes.

Como participar

Os interessados em obter a autorização devem encaminhar seus requerimentos por escrito, considerando o disposto no art. 9º do Decreto Estadual nº 16.879/2011, endereçados à Unidade de PPP, na sede da Seplande, localizada na Rua Cincinato Pinto, nº 503, Centro.

Para conferir o edital de chamamento público e mais informações os interessados podem acessar o seguinte endereço eletrônico: www.seplande.al.gov.br; enviar e-mails para: [email protected] ou falar pelos telefones (82) 3315 1572. Os pedidos devem ser encaminhados no período das 8h às 17h.

Projeto

A implantação do Veículo Leve sobre Trilhos de Maceió visa trazer uma reorganização do transporte coletivo dos sistemas metropolitano e do município, integrando de forma direta toda a movimentação dos transportes públicos.

“Existe uma necessidade de reduzir a quantidade de ônibus circulando na cidade de Maceió e descongestionar o trânsito na Avenida Fernandes Lima, onde milhares de carros trafegam diariamente. O objetivo é atender de forma adequada os deslocamentos da população”, explica o secretário Luiz Otavio Gomes.

O VLT vai oferecer aos passageiros um transporte moderno, com baixo impacto energético que consome 2,6 vezes menos energia que os ônibus, representando um investimento com alta rentabilidade econômica.

Estão previstas a construção de 17 estações para o VLT, que possibilitam o pagamento antes do embarque, fator que reduz o tempo de deslocamento, garantindo maior velocidade e eficiência operacional no eixo de implantação do sistema.

Itinerário

O traçado do VLT da região Metropolitana foi subdividido em quatro trechos, que totalizam 20,6 km de via permanente. O primeiro liga o Terminal Central até o Terminal Integrado da Praça do Centenário, onde se inicia o segundo trecho que vai até a Estação Ibama, terminal que leva o usuário até o Tabuleiro dos Martins, local de início do quarto trecho, finalizado no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares.

A estação central estará integrada com a Estação Maceió da CBTU, por meio de sistema de micro-ônibus.

Last edited by Daniel Lima; July 26th, 2012 at 04:10 PM.
Daniel Lima no está en línea   Reply With Quote
Old July 30th, 2012, 03:33 AM   #353
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Rio de Janeiro Santa Teresa Tram - A company from Sao Paulo will be responsible for building the 14 new trams to replace the heritage trams taken out of service after the 2011 accident (see first few pages of this thread). The new trams will be built to look much like the old trams from the early 20th century.



Quote:
Originally Posted by Vinicius View Post
Empresa paulista que tem contrato com Metrô e Supervia reformará bondinhos

POR CHRISTINA NASCIMENTO

Rio - A empresa paulista TTrans Sistemas de Transportes S/A, que já presta serviço para o MetrôRio e a SuperVia, deve ser a responsável pelos novos 14 bondes que vão circular em Santa Teresa.

Aabertura dos envelopes do processo de licitação ocorreu nesta terça-feira, mas, segundo o governo do estado, ainda serão analisados os recursos e documentações das empresas participantes da concorrência pública antes da divulgação oficial da escolhida.

Quatro empresas se inscreveram para participar da concorrência, mas apenas duas atendiam aos pré-requisitos do edital. Em 2011, a TTrans firmou contrato contrato com a Central Logística, do governo do estado, para manutenção de bondes.


Só o protótipo do novo bonde deve ficar pronto em 18 meses | Foto: Reprodução

Este ano, a companhia assinou contrato com o MetrôRio para fornecer suporte técnico, acompanhar e fiscalizar dos 19 trens comprados na China. Já a SuperVia contratou a empresa para a instalação de ar-condicionado em 30 trens ano passado.

Em 2005, a TTrans já havia assinado outro acordo com a Central Logística para restauração de 14 bondes — o mesmo número que agora será fabricado pela empresa paulista.

A finalização do processo de licitação não significa que o sistema de transportes em Santa Teresa vai voltar a operar logo. Somente o protótipo do bondinho, que terá 24 lugares, demora um ano e meio para ficar pronto. Dessa maneira, o primeiro carro só deve ser entregue ao Estado no fim de 2013. A revitalização total só será concluída em 2014.

Mais trechos licitados

Outros dois editais — para aquisição de trilhos adequados e para reformulação das estações Carioca e Silvestre — devem ficar prontos no próximos dias. A revitalização do sistema de bondinhos de Santa Teresa deverá incluir a circulação dos veículos sobre trilhos durante toda a madrugada.

A previsão é criar um circuito cultural Lapa-Santa Teresa. Ano passado, cinco pessoas pessoas morreram e 57 ficaram feridas após o bondinho descarrilar quando descia a Rua Joaquim Murtinho. Entre os mortos, estava o motorneiro.

Fonte: http://odia.ig.com.br/portal/rio/emp...inhos-1.458829
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 1st, 2012, 04:20 AM   #354
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Recife bus - new bus

mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 1st, 2012, 08:37 PM   #355
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Santos Light Rail - CAF offers lowest price in the bidding process for the 22 Santos Light Rail trams to operate in the system slated to start construction this year. The first phase will be 15km long, demand 70,000 passengers/day. The 22 trams are expected to be fully delivered by December 2014, when the system is expected to be operational.

Quote:
Originally Posted by cintra2 View Post
Fonte revista ferroviaria

CAF apresenta menor preço para VLT Baixada Santista

01/08/2012

A CAF apresentou o menor preço na licitação dos 22 Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) para a Baixada Santista. A licitação internacional é do tipo menor preço e a empresa espanhola apresentou proposta no valor de R$ 248,7 milhões.

O segundo classificado foi o consórcio TREMVIA Santos, formado pela T´Trans e Vossloh, com a proposta de R$ 265,8 milhões; seguido da empresa polonesa Pojazdy Szynowe Pesa Bydgoszcz, com R$ 267,4 milhões; e do consórcio Alstom, composto por Alstom Brasil Energia e Transporte Ltda e Alstom Transport S.A, com a proposta de R$ 269,8 milhões.

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU/SP), responsável pela licitação, está avaliando as propostas apresentadas.

O primeiro VLT deve ser entregue 18 meses após a assinatura do contrato, prevista para setembro deste ano. A previsão é que todos os trens sejam entregues até dezembro de 2014. O custo total aproximado dos VLTs é de R$ 284 milhões.

O trecho de 15 km ligando o Terminal Barreiros, em São Vicente (SP), ao Valongo, em Santos (SP) corresponde à primeira fase do SIM (Sistema Integrado Metropolitano) e deve atender cerca 70 mil passageiros/dia útil. O sistema de VLT será integrado às linhas de ônibus metropolitanos e municipais.

O projeto inclui obras de infraestrutura como terminais, estações de transferência, pontos de parada, dispositivos de acessibilidade, intervenções no viário e construção de ciclovias. O investimento total previsto é de R$ 855 milhões.

O governo de São Paulo estuda uma parceria público-privada (PPP) para a operação do sistema de VLT e para a expansão do SIM, com a construção dos outros trechos previstos em projeto.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 1st, 2012, 08:41 PM   #356
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

São Paulo Line 2 Monorail - new renders of vehicle



Full updates for São Paulo in the specific thread
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 1st, 2012, 09:27 PM   #357
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Juazeiro Light Rail (Metrô do Cariri) - video

Quote:
Originally Posted by CEARENSE View Post
Por dentro do VLT do Cariri

mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 1st, 2012, 09:32 PM   #358
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Curitiba Metro - "Construction to make traffic slower". Works may start in 2013 and first section may open by 2016.

Quote:
Originally Posted by StreetView View Post
Obras do metrô curitibano vão deixar o trânsito mais lento

Quando começar, em 2013, a construção do metrô de Curitiba inevitavelmente vai causar um caos no trânsito da cidade – tanto para usuários de ônibus quanto para os demais motoristas. O trem subterrâneo passará por baixo das canaletas do biarticulado nas avenidas Sete de Setembro e República Argentina. Em virtude da escavação do túnel do metrô, o tráfego nos corredores exclusivos deverá ser proibido nos trechos em obras. Com isso, os biarticulados provavelmente terão de dividir espaço com os veículos nas pistas paralelas. O trecho, que vai da estação CIC-Sul, no Pinheirinho, até a Rua XV, no Centro da capital, deve ser entregue somente em 2016.

Diante dos bloqueios, a tendência é de que os carros de passeio migrem para as vias paralelas, congestionando ainda mais ruas já estranguladas pelo trânsito. Hoje, na Sete Setembro, por exemplo, passam em média 1,9 mil veículos por hora em dias úteis, segundo a Secretaria Municipal de Trânsito. A tendência é que os motoristas busquem rotas alternativas, como a Avenida Silva Jardim. Via que já comporta um tráfego médio por hora de 2,8 mil veículos.

Para o professor Garrone Reck, do Departamento de Transportes da Universidade Federal do Paraná (UFPR), não há como fugir do problema, por se tratar de uma obra de grande impacto. “O caos não se planeja, se contingencia com soluções mitigatórias nem sempre satisfatórias.” O urbanista Carlos Hardt, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), também considera que a construção do metrô terá impactos no tráfego dos veículos. “Infelizmente não há uma saída pronta. Os ônibus têm de continuar circulando e no trecho das obras não há outro caminho que não seja o desvio do percurso para as vias lentas”, afirma.

Como os biarticulados terão de enfrentar o trânsito juntamente com os carros, a tendência é de que o tempo do deslocamento aumente para os passageiros. Segundo Reck, uma das alternativas pode ser o aumento da frota de ônibus. “As linhas de ônibus expressos ficarão mais lentas e a oferta de frota devera ser maior para manter a capacidade de transporte”, pondera.

Para ele, outro ponto que merece atenção é o fato de que as obras vão provocar a exclusão temporária de estações de embarque e desembarque. “Como consequência os passageiros serão prejudicados, pois terão que caminhar até uma próxima estação”, constata.

De acordo com o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Cléver Almeida, ainda não está confirmado se os ônibus passarão a dividir espaço com os demais veículos ao lado das canaletas. “É uma das possibilidades estudadas”, afirma. O Ippuc avalia alternativas, mas não adianta quais. Outra questão ainda não determinada é se a desativação das canaletas, em virtude das obras, será feita quadra a quadra, já que a medida depende do método de construção escolhido pela empresa que vencer a licitação.

Exemplo de desvio é visto no Juvevê

Com a construção do metrô, os ônibus provavelmente terão sua rota desviada das canaletas da mesma forma como ocorre hoje nas obras da Avenida João Gualberto, no Juvevê (foto). As obras fazem parte da implantação da linha de ônibus Ligeirão Norte, que vai ligar o terminal Santa Cândida à Praça do Japão.

Está sendo criada uma faixa de ultrapassagem para que o Ligeirão Norte possa passar os biarticulados parados nos tubos. Novas calçadas, rampas de acesso, colocação de asfalto de borracha na canaleta e o desalinhamento de outros 30 tubos também estão previstos para os próximos dez meses. As obras custarão R$ 23 milhões. A previsão é de que o Ligeirão Norte entre em circulação em 2013.



Análise

Entrega do metrô não terá impacto imediato no tráfego

Os professores ouvidos pela Gazeta do Povo consideram que o funcionamento do metrô não vai refletir diretamente na melhoria do trânsito em Curitiba. Isso pelo fato de que, segundo Garrone Reck, da UFPR, o metrô não vai substituir os carros. “A frota de carros deve seguir aumentando e, sem uma mudança de modalidade de transporte pelo usuário do automóvel seguiremos com mais congestionamentos”, afirma.

O urbanista Carlos Hardt, professor da PUCPR, também afirma que a melhoria no trânsito depende mais dos hábitos dos motoristas. “Deve-se mostrar para a população a importância de usar o transporte público. Principalmente após a conclusão do metrô, que poderá ser um meio mais rápido de deslocamento”, afirma. A expectativa é que o deslocamento da CIC até a Rua das Flores dure aproximadamente 20 minutos.

http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=1281021&tit=Obras-do-metro-curitibano-vao-deixar-o-transito-mais-lento
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 1st, 2012, 11:07 PM   #359
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Cuiabá Light Rail - construction to start this year or early 2013, 22 km, 33 stations


Quote:
Originally Posted by CUIABA2014 View Post
Rotas de desvio começam a ser preparadas para obras na avenida da FEB

É a primeira obra de mobilidade urbana a ser iniciada no conjunto de implantação do modal de transportes VLT, que terá 23 km de extensão, com dois eixos: Aeroporto-CPA e Centro-Coxipó




Os preparativos das rotas de desvio para a construção da trincheira do KM Zero, na Avenida da FEB, em Várzea Grande, começam a ser executados nesta quarta-feira (01.08). É a primeira obra de mobilidade urbana a ser iniciada no conjunto de implantação do modal de transportes VLT, que terá 23 km de extensão, com dois eixos: Aeroporto-CPA e Centro-Coxipó.

Um grupo de engenheiros do Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande percorreu as avenidas que compõem os dois eixos do modal e definiu as rotas de desvios que foram apresentadas e aprovadas pela Prefeitura de Várzea Grande. “No contrato do VLT a responsabilidade de preparar as rotas de desvio está por conta do consórcio vencedor, assim como a negociação para a solução das obras de interferências. Estamos começando efetivamente as obras conforme anunciado pelo governador Silval Barbosa”, disse o secretário Maurício Guimarães.

A trincheira que será construída no entroncamento das avenidas 31 de Março/Ulisses Pompeo de Campos com as avenidas João Ponce de Arruda/FEB, na rotatória do KM Zero, terá 384 metros de extensão. A obra será composta por duas faixas de circulação por sentido para o tráfego geral e uma via permanente do VLT.

As intervenções começam pela sinalização horizontal e vertical, tratamento de vias e adequações nos canteiros. Inicialmente há previsão de interdição somente na via que faz o tráfego Várzea Grande/Cuiabá.Para isso foi definida como rota de desvio a Avenida 31 de março até a Rua Isabel Pinto, seguindo até o encontro com a Avenida Dom Orlando Chaves e depois acessa o trecho da avenida Sebastião Oliveira-Doutor Paraná, que dá acesso a Ponte Sérgio Mota, dando duas opções para os motoristas, quem quiser retornar à avenida da FEB segue pela Alameda ou pode acessar a avenida Beira Rio (Cuiabá) pela ponte Sérgio Mota.

No sentido contrário, Cuiabá/Várzea Grande, a pista continua liberada para tráfego normalmente.

Quatro intervenções viárias do projeto de implantação do VLT estão previstas para iniciar no mês de agosto. A primeira frente de trabalho prevê a construção da trincheira da Avenida 31 de março no entroncamento com avenida da FEB, rotatória do Km Zero, em Várzea Grande. A segunda será na FEB com a construção de uma trincheira no trevo do bairro Cristo Rei, entroncamento com a Avenida Dom Orlando Chaves, também na cidade industrial.
As próximas intervenções ocorrem na Avenida Fernando Corrêa da Costa, com a construção de dois viadutos, um no trevo da UFMT e outro no entroncamento da Rodovia Palmiro Paes de Barros (MT-040) na entrada do bairro Parque Cuiabá. Serão duas obras no Eixo 1 – ‘Aeroporto/CPA’ e duas no Eixo 2 – ‘Centro/Coxipó).

OBRAS

EIXO 1: ‘Aeroporto/CPA’

Trincheira Cristo Rei/ Dom Orlando Chaves

A segunda trincheira na Avenida da FEB entroncamento com a Avenida Dom Orlando Chaves, no trevo do bairro Cristo Rei, terá 337 metros.

EIXO 2: – ‘Centro/Coxipó’

Viaduto da UFMT

Trata-se de viaduto rodoferroviário a ser construído na Avenida Fernando Corrêa da Costa, sobre os entroncamentos das Avenidas Brasília, Tancredo Neves e via de acesso ao Campus da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT. Conforme o Anteprojeto Geométrico possui uma extensão aproximada de 428 metros.

Viaduto MT 040 – Rodovia Palmiro Paes de Barros/Fernando Corrêa

O viaduto com 445 metros será constituído de duas faixas de circulação por sentido para o tráfego geral e uma via permanente do VLT.


http://www.mt.gov.br/conteudo.php?sid=176&cid=78068


Quote:
Originally Posted by CUIABA2014 View Post
Obras terão início em janeiro; interdições serão parciais

Secopa promete que obras irão "redesenhar" o tráfego de Cuiabá e Várzea Grande




Em janeiro de 2013, os cuiabanos poderão, finalmente, se deparar com a execução das obras específicas para implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na Capital e em Várzea Grande. Isso é o que consta no cronograma da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa).

Em entrevista ao MidiaNews, o assessor de Mobilidade Urbana da Secopa, engenheiro Rafael Detoni, afirmou que a estrutura do VLT está em fase de projeto básico e o segundo semestre deste ano servirá para aprovação e licenciamento de todas as etapas da obra.

Além disso, nas próximas semanas o Consórcio VLT Cuiabá, que venceu o processo licitatório para execução das obras do novo modal de transporte coletivo com a proposta de R$ 1,47 bilhão, deverá apresentar o “eventograma” – calendário com previsão das datas para a realização das intervenções nas vias por onde o VLT irá trafegar, como instalação de cada terminal e estação.

"Vamos começar a ver obras de estrutura do VLT apenas em janeiro" “O que existia antes era apenas um anteprojeto. Agora estão sendo feitos os projetos básicos da via permanente, das estações de transferência, dos terminais de integração, do pátio de manutenção e oficina. Paralelamente a isso, já está sendo feita a compra dos trilhos e dos trens. Isso tudo vêm de fora do Brasil. Vamos começar a ver obras de estrutura do VLT apenas em janeiro”, explicou.

O assessor reafirmou a segurança do Estado de que as obras estarão concluídas antes da realização do Mundial de Futebol, que acontece em junho de 2014.

Para garantir a entrega do VLT e de todas as obras de mobilidade urbana necessárias para a implantação do modal e readequação do sistema viário da Capital e de Várzea Grande, o Consórcio VLT Cuiabá promete trabalhar em sistema de três turnos.

“O consórcio colocou como condição [no contrato] de que a obra fosse executada em três turnos, para dar tempo de cumprir o prazo previsto. Dará tempo de tudo ficar pronto antes da Copa”, disse.

Atrasos na execução das obras do pacote VLT também estão descartados pela Secopa, que não acredita que em possíveis interferências e obstáculos como os que foram encontrados pelas empresas que são responsáveis pelas obras de Travessia Urbana, que hoje acontecem ao longo da Avenida Miguel Sutil.

“A tratativa é diferente. Como as obras de travessia urbana são pagas pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) nós tivemos que atender à algumas normativas do órgão. Por exemplo, nós tínhamos inserido na planilha da obra os custos com as remoções das interferências. O DNIT não aceitou e nós tivemos que retirar, para que o Estado se ocupasse dessas remoções das interferências”, explicou o assessor.

Segundo Detoni, como a contratação para execução das obras do VLT foi feita de forma integrada, foi inserida na planilha de custos, como obrigação do consórcio vencedor, todas as questões relacionadas às interferências encontradas e que demandassem remoção ou deslocamento.

“Na época da licitação, os consórcios procuraram as concessionárias de energia, abastecimento e telefonia para pegar os custos. Então, isso torna o processo muito mais rápido, porque o Estado não precisa mais fazer tratados de cooperação e as empresas privadas que vão cuidar disso. Na obra do VLT, não teremos esses empecilhos que podem gerar atraso”, garantiu.

Mudança no sistema viário



Divulgação

Obras do VLT prometem redesenhar o tráfego na Capital, segundo a Secopa Detoni argumentou ainda que a implantação do VLT não se resume à mais uma opção de transporte coletivo para a Capital e o município vizinho, mas reflete diretamente na reestruturação de todo o sistema viário. Na visão do assessor, as obras visam solucionar um problema na rotina de circulação da cidade.

“As interferências e os tratamentos de conflito que foram previstos para a passagem do VLT também vão atingir diretamente, de uma forma positiva, o transporte individual. As trincheiras e viadutos são para o VLT e para resolver os problemas de conflito viário”, afirmou.

Algumas das obras de mobilidade urbana que compõem o pacote do VLT já terão início em agosto deste mês, conforme o MidiaNews antecipou – clique AQUI.

Detoni explicou que, como elas foram concebidas a dois anos atrás, já possuíam o projeto básico aprovado e o licenciamento aprovado. Como não houve necessidade de alteração alguma nos projetos quando da mudança do modal de transporte a ser implantado na cidade, o consórcio decidiu antecipar a execução dessas obras, visando à preparação do sistema viário para receber o VLT.

“Por exemplo, no caso da Trincheira do 0 km, eles vão executar a obra, construir a trincheira, as pistas laterais, a rotatória em cima, a pista de mergulho, tudo. E o canteiro de oito metros já vai ficar pronto para receber a infraestrutura de trilhos e tudo o mais que for necessário para o VLT. Quando a trincheira estiver pronta, libera para o tráfego normal, e depois eles vêm com a inserção da estrutura do modal em si”, exemplificou.

Interdições

De acordo com o assessor, um grupo de engenheiros de tráfego, contratados pelo Consórcio VLT Cuiabá, estiveram em Cuiabá e Várzea Grande por três dias, fazendo uma análise preliminar de como seriam feitas as interdições necessárias para a realização das obras de mobilidade urbana e implantação do VLT.

“Eles andaram das 6h às 20h, conhecendo ponto por ponto, medindo engarrafamento nas avenidas, tempos de viagem, pontos de congestionamento, estrutura do entorno viário, tudo”, disse.

As conclusões preliminares do grupo apontam para a necessidade de interdições parciais em algumas das principais avenidas que passarão pelas obras do VLT, uma vez que as rotas alternativas, que serviriam como desvios, não terem capacidade para absorver todo o trânsito da via principal. Esse é o caso da Avenida da FEB, em Várzea Grande.

“Na FEB, eles devem trabalhar com interdição parcial, porque o sistema viário do entorno é muito ruim e as ruas não servem para dar apoio de desvio para atender àquela demanda toda."Dará tempo de tudo ficar pronto antes da Copa" Eles ainda vão confirmar isso, mas na FEB devem fechar apenas uma pista, que fica em serviço, e deixar a outra liberada, invertendo processo depois. Provavelmente não será feito o trancamento total”, explicou Detoni.

O assessor acrescentou ainda que, outra mudança no contrato feito com o Consórcio VLT Cuiabá, é que as empresas serão responsáveis pela montagem e execução das obras de desvio a serem usadas pelos motoristas que precisarem trafegar pelos trechos em obras. Isso também deverá ser um fator importante para a celeridade das obras.

“Faz parte da obrigação do consórcio fazer os desvios. As prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande deverão analisar e aprovar os projetos de desvios, mas o consórcio executa. Recapeamento das ruas, sinalização, instalação de semáforos e faixas de pedestre, enfim, isso tudo é de responsabilidade do consórcio”, afirmou.

A obra


Divulgação

Obras do VLT terão início no Km 0, em Várzea Grande, onde será construída uma trincheira O VLT terá dois eixos, ligando a região do CPA ao Aeroporto e os bairros do Coxipó ao Centro da Capital – leia mais AQUI.

O modal será implantando nos canteiros centrais das avenidas Historiador Rubens de Mendonça, FEB, 15 de Novembro, Tenente-Coronel Duarte (Prainha), Coronel Escolástico e Fernando Corrêa da Costa.

Ao todo, serão instalados três terminais de integração e 33 estações, que terão uma distância média de 500 a 600 metros entre um ponto e outro.

A capacidade máxima de passageiros será de 400 pessoas por vagão e a velocidade de operação prevista é 60 km.

Ao longo dos 22,2 kms de trajeto do VLT, cinco viadutos serão edificados, bem como quatro trincheiras e três pontes – obras de arte especiais que também serão executadas pelo consórcio.

O consórcio VLT Cuiabá é formado por cinco empresas – Santa Bárbara, CR Almeida, CAF Brasil Indústria e Comércio, Magna Engenharia Ltda e Astep Engenharia Ltda.

@ http://www.midianews.com.br/conteudo...=14&cid=127460
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 2nd, 2012, 05:41 AM   #360
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,235
Likes (Received): 11982

Belo Horizonte BRTs - progress of BRT Avenida Cristiano Machado 28/07/2012












by Reinaldo MG
mopc no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
brazil, buses, commuter rails, monorails, subways, trams, transport, transporte coletivo

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Related topics on SkyscraperCity


All times are GMT +2. The time now is 07:04 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2018, vBulletin Solutions Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

tech management by Sysprosium