daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Infrastructure and Mobility Forums > Subways and Urban Transport

Subways and Urban Transport Metros, subways, light rail, trams, buses and other local transport systems



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old June 13th, 2011, 09:31 PM   #21
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

Curitiba RIT (BRT system) - WORLD'S FIRST

Info below originally posted and compiled by forumer FGB_Curitiba here. To be translated.

Overview Map


Central detail map



A cidade de Curitiba é conhecida internacionalmente pelo eficiente e inovador sistema de transporte coletivo. Como todas as idéias novas, o sistema que possibilitou a integração urbana de Curitiba foi cercado de dúvidas. Mas ao longo dos anos foi comprovado que a criatividade foi mais eficaz que o ceticismo.

Bonde a cavalos
Em 1887 a Empreza Curitybana, dirigida por Boaventura Capp disponibilizou o primeiro bonde puxado por animais, ligando a Boulevard 2 de Julho (atual início da Avenida João Gualberto) ao bairro do Batel. Esta foi a pedra fundamental de parte da identidade mais latente da cidade de Curitiba, o transporte coletivo. Naquele período o passeio pela pacata Curitiba tinha característica mais poética e os bondes davam o toque de charme. A viagem inaugural dos primeiros bondes foi um dos maiores acontecimentos da época. Os jornais locais divulgaram com orgulho a partida dos quatro vagões que contavam com ilustres passageiros como o presidente da província Faria Sobrinho.


Bondes elétricos
Apesar do bondinho ter o objetivo de atender às massas, ele era dividido em duas categorias. Na primeira classe era obrigatório que os passageiros estivessem calçados. Já no "bond mixto", como era conhecida, a pessoa podiam viajar sem sapatos.
O panorama do transporte coletivo da cidade mudou com a introdução dos bondes elétricos a partir 1912. Os primeiros bondes puxados por mulas foram vendidos e amontoados no depósito de ferro-velho em Paranaguá. A mudança foi necessária já que o número de passageiros aumentou de 680 mil, em 1903 para 1,9 milhão por ano em 1913. A cidade crescia rapidamente, porém de maneira desordenada.


Primeiros Onibus
Em 1928 começaram a circular os primeiros ônibus da Companhia Força e Luz Paraná, a nova responsável pelo transporte coletivo. Dois anos mais tarde começaram a aparecer às linhas particulares de ônibus, apesar dos bondes ainda serem a preferência da população. Em 1938, 10,9 milhões de pessoas utilizavam bondes e somente 2,6 milhões andavam de ônibus anualmente. Devido à concorrência nas linhas e atendimento deficitário o gosto do curitibano pelo transporte coletivo foi mudando e os bondes perderam espaço. Apesar das passagens mais caras o novo veículo era mais confortável, rápido e seguro.


Em 1951 saíram de circulação os últimos bondes, dando lugar às auto-lotações. Uma das grandes revoluções no setor ocorreu em 1955, quando o município estabeleceu contratos de concessão com 13 empresas. Naquela época, a cidade era atendida por 50 ônibus e 80 lotações. Em 1965 foi editado o Plano Diretor de Transportes de Curitiba, estabelecendo as vias estruturais que serviram como eixos base para movimentação urbana. O plano foi considerado um dos mais perfeitos do mundo. Por conta do bom planejamento mesmo 15 anos depois os 673 ônibus da capital paranaense transportavam 515 mil pessoas diariamente. A frota do transporte coletivo representava apenas 2% dos veículos que trafegavam em Curitiba e era responsável pelo transporte de 75% das pessoas que se locomoviam. Como a cidade crescia rapidamente em pouco tempo o sistema tradicional estaria obsoleto e ineficaz para atender tanta gente. Era necessário algo de novo. A solução foi a implantação dos ônibus expressos. Ele foi um dos grandes responsáveis pelo avanço no atendimento do transporte coletivo. Não se tratava somente de uma nova categoria de veículo, mas acima de tudo um sistema de transporte para médias distâncias que possuía via exclusiva. A primeira etapa foi à implantação das canaletas exclusivas, onde circulavam os ônibus convencionais.

O Departamento de Pesquisa de Veículos da Faculdade de Engenharia Industrial de São Bemardo dos Campos (SP), apresentou ao IPPUC (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba) o primeiro modelo de ônibus para atender as novas necessidades de transporte urbano. Batizado de "Uiraquitan", em homenagem ao nome indígena dado ao primeiro carro fabricado no Brasil, foi projetado especialmente para o sistema viário de Curitiba.

Primeiros expressos
Após grande repercussão em diversos veículos de comunicação nacionais, em setembro de 1974 entram em funcionamento experimental os 20 primeiros expressos. A frota partiu da praça Generoso Marques para atender passageiros do Eixo Norte/Sul. Em um dos ônibus de inconfundível cor vermelha o prefeito Jaime Lemer, idealizador do projeto desde do tempo em que era presidente do IPPUC, comentava à imprensa a satisfação de ver sua grande obra em funcionamento.

Com paradas a cada 400 metros e infra-estrutura diferenciada, onde foram instaladas bancas de revistas, cabines telefônicas e caixas de correio, além da pista própria, o expresso foi comparado a um metrô na superfície. Em média, todos os meses, 1,9 milhão de pessoas utilizavam o novo sistema de transporte.
As linhas foram aumentando e cada vez mais a frota de ônibus foi crescendo. Tudo para acompanhar o significativo aumento populacional e de infra-estrutura da cidade. Em 1980 Curitiba foi a primeira capital a adotar a tarifa social. O preço da passagem era único independente do trecho da viagem. Com esta vantagem também foi colocada em prática a campanha "É com esse que eu vou", incentivando a população a deixar os carros em casa e utilizar o veículo coletivo. O preço do petróleo aumentava cada vez mais por conta da crise mundial do combustível.
Na década de 80, em terminais fechados os usuários passaram a utilizar roletas de acesso. Desta maneira foi possível implantar a passagem única. Os usuários podiam trocar de linha dentro dos terminais sem pagar nova passagem. Com isto, se consolidou a RIT (Rede Integrada de Transporte). Em 1980, os ônibus articulados com capacidade 80% maior, começaram a substituir gradativamente os antigos expressos. Isto significou economia de combustível em 46% e redução de custo de 21 % por passageiro transportado.
Mudanças estruturais foram feitas, e seis anos mais tarde. a URBS (Urbanização Curitiba S/A) assumiu o gerenciamento do sistema e passou a ser a concessionária, e as empresas operadoras, as permissonárias. Em 1987, a RIT transportou quase 500 mil usuários por dia, incremento de 9%. No início da década de 90 já existiam 80 linhas alimentadoras para os usuários se deslocarem nos cinco eixos atendidos pelos expressos, 239 linhas em todo o sistema. A RIT atendia em 1990, 54% do total de usuários do sistema, índice que chegou a 84% em 1995.
Em outubro de 1991, sob encomenda da URBS, a Volvo começou a desenvolver o primeiro ônibus Biarticulado brasileiro, batizado de "Metrobus", ele tinha 25 metros de comprimento e capacidade para transportar até 270 passageiros.
Neste período foi implantada uma das maiores novidades do transporte coletivo naquela década. Foram criadas as Linhas Diretas, servidas por veículos de cor cinza popularmente chamados de "Ligeirinhos". Através das rampas de acesso no lugar das escadas, eles permitiram o embarque e desembarque de passageiros através das estações-tudo, que serviam como pequenos terminais, possibilitando ao usuário a troca de linhas sem pagar nova passagem.


Biarticulados

Os Biarticulados começaram a substituir também os ônibus utilizados nas linhas do expresso.
As melhorias foram sendo colocadas em prática como o sistema de aviso de paradas. A cada saída de uma estação-tubo, o sistema é automaticamente acionado para informar aos passageiros qual é o ponto seguinte e quais portas deverão ser utilizadas para o desembarque. Sistema parecido com o usado por alguns metrôs em diversos lugares do mundo.


Em 1996, a RIT ultrapassou as fronteiras e passou a atender a Região Metropolitana. Em 1999, o Sistema Expresso comemorou 25 anos com a inauguração da linha Biarticulado Circular Sul. Para relembrar o começo de tudo uma réplica do primeiro ônibus expresso de 1974 circulou do Terminal Capão Raso até a Praça Generoso Marques transportando o então governador Jaime Lerner e o prefeito Cassio Taniguchi. Foi como uma viagem no tempo para Lerner e para muitos curitibanos que acompanharam o desenvolvimento do transporte coletivo da cidade, repleto de inovações e empreendedorismo para acompanhar o crescimento urbano.

Em 2000, a substituição de 87 veículos articulados por 57 de maior porte, no eixo leste/oeste, demonstrou que no sistema adotado por Curitiba, novidades são sempre implantadas sem a necessidade de investimentos incompatíveis com a realidade da cidade.
Os avanços sociais marcam a história recente do transporte coletivo curitibano. Em 2005, o prefeito Beto Richa determinou o enxugamento de despesas do sistema e o corte de dez centavos na tarifa, reduzida para R$ 1,80.
Também foi criada a tarifa domingueira, que custa apenas R$ 1, e garante o lazer e o convívio social das famílias de baixa renda.
O controle do preço da passagem conseguiu reverter a queda no número de passageiros que vinha sendo registrada desde a década de 90, e atraiu muitos curitibanos de volta ao transporte coletivo. (veja no grafico abaixo)
Hoje 2 milhões de passageiros utilizam diariamente o Sistema Integrado de Transporte Coletivo, composto por 1980 ônibus, que atendem 395 linhas. O sistema é responsável pelo emprego direto de 15 mil pessoas, entre motoristas, cobradores, fiscais, mecânicos, entre outros profissionais..


Fonte: http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/P...tecoletivo.php

Linha do Tempo

De 2011 para trás, a história do transporte coletivo de Curitiba é uma verdadeira viagem no tempo. Primeiro foram os bondes movidos a mula, depois os elétricos. Vieram os primeiros ônibus chamados de lotações e, nos anos 1970, atrelado ao Plano Diretor, o expresso em canaletas exclusivas do sistema trinário.
O ônibus vermelho, a princípio simples, depois articulado, provocou uma revolução nos conceitos urbanos. Além de aproximar a moradia do trabalho, dos serviços e do lazer, induziu o crescimento da cidade ao longo das vias estruturais. Confira aqui um pouco dessa história:

1955 – Primeira regulamentação do transporte coletivo de passageiros pelo Decreto 503/55, que deu origem à concessão para 13 empresas operadoras. A cidade era atendida por 50 ônibus e 80 lotações
1966 – Aprovado o Plano Diretor de Curitiba, pela lei 2929/66. O planejamento urbano e sua aplicação passam a ter base no tripé Uso do Solo, Sistema Viário e Transporte Público, pensados juntos
1966-70 – Detalhamento do Projeto do Setor Estrutural, com a criação do Sistema Trinário: na via estrutural um corredor exclusivo para ônibus, ladeado por vias de tráfego lento com sentidos opostos; mais duas ruas paralelas de tráfego rápido, também em sentidos opostos
1972 – Nova lei de Zoneamento – Lei 4.199/72
1972 – Estação Rodoferroviária
1973 – Instituição da Região Metropolitana de Curitiba, composta por 14 municípios
1974 – Implantação da 1° canaleta exclusiva (20 km) e entrada em operação do ônibus expresso no Eixo Norte-Sul
1974 – Adoção de cores para as categorias das linhas: vermelho para as linhas expressas e laranja para as linhas alimentadoras
1975 – Divisão de Curitiba em 75 bairros, pelo Decreto 774/75
1975 – Financiamento pioneiro do Banco Mundial (BIRD) para projeto urbanístico
1976 – Implantação do Ônibus Seletivo, linha Batel-Jardim Social (posteriormente rebatizado de Opcional)
1977 – Implantação de Ciclovia pioneira – da Praça das Nações à BR-116, pela avenida Victor Ferreira do Amaral, com 1.100 metros
1977 – Início da operação do Eixo Boqueirão com os Terminais Hauer e Carmo
1978 – Início da sincronização dos semáforos – Controle de Tráfego
1979 – Implantação das linhas: Interbairros – 28 bairros, 44km – veículos de cor verde; Estudante – do Largo Bittencourt ao Centro Politécnico (UFPR)
1980 – Implantação da tarifa única na RIT – Rede Integrada de Transporte
1980 – Utilização de ônibus articulado nos eixos Norte-Sul e Boqueirão
1980 – Implantação do Terminal Boqueirão, complementando o Eixo Boqueirão
1980 - Implantação do Terminal Pinheirinho, complementando o Eixo Sul
1980 – Início da operação do Eixo Leste-Oeste
1981 – Implantação da Linha Circular Centro – 5,5 km, do Largo Bittencourt à Avenida 7 de Setembro, pela Rua XV de Novembro
1982 – Implantação dos Terminais Campo Comprido e Santa Cândida
1985 – Início da operação do SITES – Sistema de Transporte Integrado para o Ensino Especial – composto por 14 linhas que realizavam o transporte de estudantes com deficiência para as escolas especializadas
1986 – Instituição da URBS – Urbanização de Curitiba S/A como gerenciadora do transporte coletivo, transformando as empresas operadoras em permissionárias pelo Decreto 45/87
1988 – Implantação da ficha metálica do vale transporte, com adoção de catracas automáticas. Implantação do Terminal SITES
1990 – Implantação das Linhas ProParque – roteiro para atender aos parques de Curitiba com ônibus especiais
1990 - Estabelecimento da URBS como a única concessionária do sistema de transporte de Curitiba pela Lei 7556/90 – Lei do Transporte Coletivo
1991 – Criação das Linhas Diretas (“ligeirinhos”) com paradas a cada 3 km em estações tubo que permitem o embarque em nível e o pagamento antecipado da tarifa
1991 – Aprovação do novo Regulamento do Transporte Coletivo pelo Decreto 210/1991
1992 – Implantação do Redutor Eletrônico de Velocidade (primeira lombada eletrônica) na rua Francisco Derosso
1992 – Remodelação do Eixo Boqueirão com implantação de estações tubo nas paradas (embarque em nível e pagamento antecipado da tarifa) para dar início à operação dos ônibus biarticulados
1992 – Construção dos Terminais Bairro Alto, Barreirinha, Fazendinha, Santa Felicidade e Sítio Cercado, ampliando o atendimento da RIT
1994 – Implantação da Linha Turismo com jardineiras brancas, percorrendo pontos turísticos de Curitiba
1995 – Início da Operação da Linha Direta Bairro Novo
1995 – Remodelação do Eixo Norte-Sul para a entrada de veículos biarticulados
1996 – Convênio entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Curitiba, delegando à URBS o gerenciamento das linhas da Região Metropolitana de Curitiba
1997 – Instituição da URBS – Diretoria de Trânsito (Diretran) – como Entidade Executiva Municipal de Trânsito
1997 - Linha Interhospitais – linha de ônibus que atende os principais hospitais de Curitiba
1998 – Implantação do Linhão do Emprego – avenida de 33 km unindo, pelo transporte, 15 bairros de Nordeste a Sudoeste de Curitiba: 10 polos de desenvolvimento, cada um com barracão empresarial, liceu de ofícios e equipamentos sociais: creche, escola, unidade de saúde, praça de esportes
1999 – Implantação do Biarticulado Circular Sul que integrou sete terminais circulando em canaletas exclusivas, ao longo de 26 km na região do Linhão do Emprego
2000 – Nova lei de Zoneamento e Uso do Solo – Lei 9800/00, substituindo a de 1975
2000 – Remodelação do Eixo Leste-Oeste para a entrada de veículos biarticulados
2000 – Integração dos Eixos Norte-Sul e Leste-Oeste na Praça Eufrásio Correa
2002 – Implantação da bilhetagem eletrônica no sistema de transporte
2003 – Substituição dos abrigos de ônibus pelo Novo Mobiliário Urbano, implantado em parceria público-privada
2004 – Adequação do Plano Diretor de Curitiba ao Estatuto das Cidades, após discussão com a população em audiências públicas, pela Lei Municipal 11.266/2004, aprovada em 1° de dezembro
2005 – Instituição da “tarifa domingueira” – passagem de ônibus a R$ 1,00 aos domingos
2005 – Sinalização dos Radares
2006 – Renovação da frota de ônibus: entrada de 295 novos veículos com motores Euro 3, reduzindo a emissão de poluentes
2007 – Aprovação do projeto para a implantação da LINHA VERDE, 6° corredor de Transporte Coletivo de Curitiba em uma avenida de 222 km, sobre o leito da BR-476 (antiga BR-116)
2008 – Aprovação da Nova Lei do Transporte Coletivo – Lei 12.597/08 – que definiu a URBS como gerenciadora do sistema e estabeleceu indicares de qualidade na prestação de serviços
2008 – Regulamentação dos serviços de transporte coletivo pelo Decreto 1.356/08
2008 – Implantação de ônibus modelo double deck (dois andares) na Linha Turismo
2009 – Conclusão da 1 etapa das obras da LINHA VERDE e início da operação da linha Pinheirinho/Carlos Gomes. Da frota de 14 ônibus articulados, 6 utilizam biocombustível 100% à base de soja. As estações implantadas na nova avenida apresentam sistema ecológico de climatização e permitem integração com as linhas alimentadoras que cruzam o trajeto
2009 – Ampliação das Estações Tubo da linha direta INTER 2 para a substituição dos veículos por ônibus articulados
2010 – Implantação da linha LIGEIRÃO BOQUEIRÃO, após a conclusão das obras de desalinhamento das estações da avenida Marechal Floriano Peixoto, para a criação da pista de ultrapassagem nos pontos intermediários. O projeto de uma Linha Direta Expressa no Corredor Boqueirão representou um novo marco no transporte coletivo de Curitiba, com a implantação de uma linha que circula na via exclusiva, realiza paradas apenas nos Terminais e região central e contato com prioridade nos cruzamentos, o que conferiu maior rapidez e agilidade nos deslocamentos do Eixo
2010 – Realização da primeira Licitação do Sistema de Transporte Coletivo Urbano de Curitiba. A assinatura dos Contratos de Concessão definiu um novo ciclo de operação do transporte coletivo da cidade

Fonte: PMC

RIT - Principais Caracteristcas

Integração com o uso do solo e sistema viário, configurando uma cidade com crescimento linear;
Ampla acessibilidade com o pagamento de uma única tarifa;
Prioridade do transporte coletivo sobre o individual;
Caracterização tronco/alimentador;
Terminais de integração fechados;
81Km de canaletas, vias ou faixas exclusivas, caracterizando corredores de transporte; Terminais fora dos eixos principais ampliam a integração.
Abrangência Metropolitana.

Sistema Trinário de Vias

Via Central: Canaleta central exclusiva para a circulação das linhas expressas (transporte de massa) e duas vias lentas para acesso às atividades lindeiras. A via exclusiva confere ganhos significativos para a velocidade operacional das linhas expressas.
Vias Estruturais:Duas vias paralelas à via central com sentido único, situadas a uma quadra de distância do eixo, destinadas às ligações centro-bairro e bairro-centro, para a circulação dos veículos privados.

Corredores de Transporte

Os corredores de transporte coletivo, componentes dos sistemas trinários, são elementos referenciais dos eixos estruturais de desenvolvimento, pois:
Ordenam o crescimento linear do centro;
Caracterizam as maiores densidades demográficas;
Priorizam a instalação de equipamentos urbanos;
Concentram a infra-estrutura urbana;
Definem uma paisagem urbana própria;
Traduzem os mecanismos do planejamento integrado do uso do solo;
Ordenam o sistema viário e o transporte coletivo;
Retenção de destinos (Em 1974, 92% dos usuários se deslocavam até a região central de Curitiba. A partir de 2003, apenas 30% dos usuários tem como destino o centro da cidade).

Estruturação Viária



Terminais de Integração
São equipamentos urbanos que permitem a integração entre as diversas linhas que formam a Rede Integrada de Transporte (expressas, alimentadoras, linhas diretas e interbairros);
Possibilitam a implantação de linhas alimentadoras mais curtas, com melhor atendimento aos bairros, ampliando o número de viagens a partir da diminuição do tempo de percurso;
A concentração de demanda nestes espaços facilita a substituição de modal nos corredores;
Os terminais promovem ainda a estruturação dos bairros, concentrando atividades diversas no seu entorno.


Composição da Frota


Categorias de Linhas


Linhas Expressas
São operadas por veículos tipo biarticulados, na cor vermelha que ligam os terminais de integração ao centro da cidade, através das canaletas exclusivas. Embarques e desembarques são feitos em nível nas estações tubo existentes no trajeto

Linhas Diretas (Ligeirinhos)
Operam com veículos tipo padron, na cor prata, com paradas em média a cada 3km, com embarque e desembarque em nível nas estações tubo. São linhas complementares, principalmente das linhas expressas e interbairros.

Linhas Alimentadoras
São operadas por veículos tipo micro, comum ou articulados, na cor laranja que ligam terminais de integração aos bairros da região.

Linhas Interbairros
São operados por veículos tipo padron ou articulados, na cor verde, que ligam os diversos bairros e terminais sem passar pelo centro.

Linhas Especiais


Linhas Convencionais
Operam com veículos tipo micro ou comum, na cor amarela, que ligam os bairros ao centro, sem integração.

Linha Interhospitais
Liga os principais hospitais e laboratórios em um raio de 2,5 km da área central, com saídas da Rodoferroviária.

Linha Turismo
Com saída do centro, passa pelos principais parques e pontos turísticos da cidade (tarifa diferenciada).

SITES
Sistema Integrado de Transporte do Ensino Especial. Atende aos alunos da rede de escolas especializadas para deficientes físicos e/ou mentais de Curitiba, sem custo para estes usuários.

Evolução da RIT




Mapa da RIT: http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/P...009_AGOSTO.pdf


Gestão e Operação do Sistema


De acordo com a Lei 12.597/2008, compete à URBS - Urbanização de Curitiba S.A., a regulação, o gerenciamento, a operação, o planejamento e a fiscalização do Sistema de Transporte Coletivo de Passageiros do Município de Curitiba – PR. A partir do Convênio firmado com o Governo do Estado do Paraná, a URBS assumiu as mesmas funções no âmbito do transporte coletivo metropolitano.

Entre as atribuições da URBS estão:
Contratar as empresas operadoras;
Definir itinerários, pontos de paradas e horários;
Determinar tipos e características dos veículos;
Vistoriar a frota e fiscalizar os serviços;
Definir o custo por quilômetro e propor tarifa;
Controlar a quilometragem rodada e passageiros;
Gerenciar a receita e remunerar as empresas por quilômetro rodado.
A operação do sistema é executada por empresas privadas, através de concessão.

Compete às empresas operadoras:
Adquirir a frota de ônibus de acordo com as determinações da URBS
Contratar e remunerar pessoal de operação (motoristas, cobradores, etc)
Manutenção e limpeza dos veículos
Executar as ordens de serviços encaminhadas pela URBS
Arrecadar a tarifa
Repassar a arrecadação à URBS (FUC – Fundo de Urbanização de Curitiba)

A relação das Empresas Operadoras do Sistema de Transporte Coletivo de Curitiba pode ser consultada através do link: http://www.empresasdeonibus.com.br/empresas.php

Resumo Operacional 2010



Gratuidades e Descontos Legais


Tarifa
A tarifa cobrada dos usuários do transporte coletivo constitui arrecadação pública, sendo recolhida pelas empresas operadoras e gerenciada pela URBS.
O Poder Executivo fixa a tarifa com base na planilha de custos do sistema, precedida de proposta da URBS.

Composição da Tarifa: http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/P...11_01_2009.pdf
Preço dos insumos: http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/P...os_insumos.pdf
Metodologia utilizada para a composição da tarifa: http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/P..._2009_site.pdf
Evolução da Tarifa: http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/P...evolucaotarifa


Cartão Transporte - Estatísticas


Em 2010, a URBS ativou 1.454,128 cartões transporte. 44% das passagens da RIT são pagas com o cartão. Há mais de 20 mil empresas cadastradas na URBS para a utilização do cartão transporte por seus funcionários. Deste total de empresas, cerca de 8 mil adquirem créditos de vale transporte por meio do portal da Prefeitura na Internet.

Média mensal de confecção de Cartão Transporte
Usuário 18.355
Isento Pessoas com Deficiência 769
Isento Idoso 1.828
Estudante 1.044
Operador 501

Cartões Ativos no Sistema em 2010
Cartão Transporte Usuário 1.220.308
Cartão Transporte Isento Pessoas com Deficiência 22.182
Cartão Transporte Isento Idoso 172.738
Cartão Transporte Estudante 20.461
Cartão Transporte Operador 18.439

Fonte: http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/P...ex.php#esquema

NÚMEROS ATUAIS
2.365.000 PASSAGEIROS TRANSPORTADOS DIARIAMENTE
1915 ÔNIBUS
355 LINHAS
364 ESTAÇÕES TUBO
30 TERMINAIS DE INTEGRAÇÃO
6 CORREDORES DE TRANSPORTE
INTEGRAÇÃO COM 13 MUNICÍCIOS DA REGIÃO METROPOLITANA

----------------

2011 New vehicles (Neobus Mega BRT, operational in the city since April 2011) pics by FGB_Curitiba

https://picasaweb.google.com/1041840...eat=directlink



































Older three-axis bus displaying how the first and third axes steer in a synchronized way:



A couple videos, also by FGB_Curitiba

Part 1:

Part 2:

Last edited by mopc; June 26th, 2011 at 06:32 AM.
mopc no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
Old June 13th, 2011, 09:31 PM   #22
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

History -


Sao Paulo


Added Feb 03, 2014

Quote:
Originally Posted by Marcio Staffa View Post
Construção Linha Norte-Sul - 1.443 m de escavação de túnel a céu aberto, método Cut and Cover (sentido Norte).



Estação São Bento, na década de 70.



Av. Tiradentes - Anos 70



Construção trecho Sé - Arouche


Historical Pics (added September 17, 2011):






























original post by RCVila

Quote:
Originally Posted by Marcio Staffa View Post
Fotos antigos

Em 1983, estação Anhangabaú



Inaugurada em 1983, a estação Santa Cecília



Na Sé, anos 70



Em 1974, estação Vila Mariana



Estação Luz - Programa de Treinamento da População, 1978


Trens Paulistas

Quote:
Originally Posted by Celso Jorge View Post

Vídeo histórico para a galera apreciar.

________________________________________________________________________________________


Rio de Janeiro


Map with Original plans for the metro 'for 1990'




Quote:
Originally Posted by Rodrjgw View Post
Fotos publicadas no Facebook O Rio de Janeiro Que Não Vivi. Comentários copiados das publicações.


"Rua do Catete tomada pelas obras do metrô em 1977. Impressiona como esta região sofreu profundas intervenções. Imagino como os moradores da área sofreram com o transtorno. Ainda bem que não vivi isto!!! Foto: Rio Trilhos."



Obras em finalização na superfície do Largo da Glória em 1977. A região ainda encontrava-se interditada. A construção estava a todo vapor no subsolo



Dando prosseguimento à série de fotos sobre o metrô do Rio de Janeiro, agora o trecho sul da obra: começando pela estação Glória, na década de 1970.



Estação São Francisco Xavier em obras em 1977. Não sei ao certo, se eu estiver enganado me corrijam: o Rio Trapicheiros parece que teve que ser desviado para a construção da estação. Na minha opinião um dos trechos mais complicados para a execução da obra. Foto: Rio Trilhos.



Estação Estácio em construção na década de 1970. Estação em dois níveis. Se o projeto original fosse concluído, a estação serviria para a transferência de passageiros rumo à Tijuca. E a estação Carioca, transferência para quem fosse à zona sul. Foto: Rio Trilhos.



Obras da estação Central e do Centro de Manutenção em 1975. Vários sobrados foram demolidos. Foto: Rio Trilhos.



Obras da estação Uruguaiana em 1975. Também já postei na page, entretanto como está na série de fotos sobre o metrô do Rio de Janeiro posto novamente. Foto: Rio Trilhos.



Construção da estação Carioca em 1976. Uma das maiores estações do sistema foi feita em dois níveis. Sim! Em dois níveis!!! Seria a estação terminal da Linha 2. A plataforma, que está sob a Avenida República do Chile, está abandonada. Foto: Rio Trilhos.



Mais uma foto das obras da estação Carioca em 1976. Alterou drasticamente a paisagem do logradouro. Foto: Rio Trilhos.



Detalhe das obras do metrô na Avenida Treze de Maio rumo ao Largo da Carioca em fevereiro de 1975. Foto: Paulo Moreira - Jornal O Globo.



Cinelândia tomada pelas obras do metrô em 1975. Já postei esta foto na page, mas como trata-se da série de fotos sobre o metrô do Rio de Janeiro posto novamente para que tenham noção da magnitude da obra. Foto: Rio Trilhos.



Obras do metrô rumo à estação Carioca. A vala sendo aberta na Avenida Treze de Maio. O Largo da Carioca ainda intocável, o que me faz crer que seja 1974. O edifício da Ordem Terceira ainda estava de pé. Foto: Cetenco Engenharia S.A.



[SIZE="1"]Praça Floriano tomada pelas obras do metrô por volta de 1974/1975. Grande intervenção na Cinelândia. Repare que o Cine Império ainda funcionava - em breve todo o prédio seria demolido. Foto: Cetenco Engenharia S.A.[/SIZE]



Preparação para a Praça Floriano receber as obras do metrô em 1974 ou 1975. Época de vários transtornos no Centro. Foto: Cetenco Engenharia S.A.



O metrô chega à Cinelândia. Década de 1970. Foto: Cetenco Engenharia S.A.



As obras avançam rumo à Cinelândia desfigurando a bela Praça Paris em 1971. Acervo de Gyorgy Szendrodi.



Início das obras do metrô na Praça Paris no início da década de 1970. Foto: Marcel Gautherot.



Praça Paris arrasada com o método "cut and cover" em 1971. É a construção do trajeto entre as estações Glória e Cinelândia. Acervo de Gyorgy Szendrodi.



O metrô chega ao coração da Tijuca: a Praça Saens Peña. De 1976 a 1982 os tijucanos sofreram com as intervenções. Obras que pareciam nunca terminar. Mas valeu a espera! Em 2014 receberão mais uma estação: Uruguai. Foto: Rio Trilhos.
Quote:
Originally Posted by Rodrjgw View Post
Novamente, fotos publicadas no mesmo Facebook O Rio de Janeiro Que Não Vivi. Comentários copiados das publicações.



"Obras da estação Largo do Machado em 1976. Praticamente um caos! Coleção Marcelo Almirante."



"Rua do Catete e Largo do Machado interditados para a construção do metrô em 1977. Muito transtorno por alguns anos. No fim, sempre vale a pena."



"Obras do metrô na região da Rua Paissandu rumo à estação Morro Azul, que mudou o nome para Flamengo, na década de 1970."



"Obras da estação Botafogo no final da década de 1970. Por muitos anos foi estação terminal da Linha 1."



"Depois de mostrar as fotos das etapas da construção de algumas estações do metrô postarei fotos diversas relacionadas ao tema. A começar por esta foto. Eu a acho curiosa. Vocês acreditam que se trata do túnel entre as estações do Maracanã e de Triagem? Sim, é mesmo! Foto: Cetenco Engenharia S.A."



"Estação Cinelândia no final dos anos 1970 pronto para receber o acabamento. Foto: Rio Trilhos."



"Praça Floriano (Cinelândia) reurbanizada em 1976 após obras do metrô. Foto: Agência O Globo"
From the Rio de Janeiro Metro History Thread


Post with old edition of a Rio de Janeiro metro magazine

Last edited by mopc; March 3rd, 2014 at 10:11 PM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 13th, 2011, 09:32 PM   #23
manrush
Agenda 21 Advocate
 
manrush's Avatar
 
Join Date: May 2008
Location: Urban New England
Posts: 4,150
Likes (Received): 499

Quote:
Originally Posted by mopc View Post
The rolling stock of the three "1980's CBTU" systems (conceived with similar concepts at that time) is old-fashioned but it seems to be in very good shape. I will try to ask local experts if there are any plans to acquire new trains in the near future.
Nice, I had no idea that you had those kinds of connections.
manrush no está en línea   Reply With Quote
Old June 13th, 2011, 09:33 PM   #24
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

FULL SAO PAULO MAP COLLECTION

THIS POST IS RESERVED FOR ALL MAPS CONCERNING SAO PAULOS CMSP, CPTM RAIL SYSTEMS AND BRT, BUS AND TROLLEYBUS SYSTEMS
Last updated May 2013


CURRENT MAPS

Current map of February 2014, with new Line 5 Adolfo Pinheiro station



UPDATE FEBRUARY 2012: new official current network map showing recent change of line 10 terminus (from Luz to Brás) as well as a few new EMTU (bus) connections:



Current map with color coding for construction method (black = underground; green = superficial; red= elevated)


author: forumer Highcliff


UPDATE SEPTEMBER 17, 2011: New official out of scale map showing current network without any future or u/c extensions, just what is actually operational as of late 2011:



unofficial version (by GarciaEx):


These maps will most likely remain up-to-date until early/mid 2013, as the u/c sections will not be ready anytime sooner.


CURRENT PLANNED NETWORK MAPS as of late 2011

UPDATE NOVEMBER 13, 2011: most recent future network map from official State government source


original size

Oct 27, 2011: Newly released official network for 2014, showing what is already under construction or at least approved for the short term:


Detail:

Original PDF


The two maps below surfaced from official sources just days apart from each other and are different, since the more distant plans change all the time:

MOST UP-TO-DATE FUTURE NETWORK SHOWING EXACTLY WHAT IS UNDER CONSTRUCTION AS OF 2014


original size

slightly older version:




SEPTEMBER 11, 2011, FUTURE NETWORK MAP:


Source: official Metro PDF

JULY 19, 2012 FUTURE NETWORK MAP:


more details on this post

Detail:



JULY 25 2012 - EMTU 2014 FUTURE NETWORK - sections expected to be completed by 2014 are dotted



JULY 26 2012 - 2017 FUTURE NETWORK MAP


original pdf

SEPTEMBER 27, 2011 FUTURE NETWORK MAP:






Source: http://biblioteca.aeamesp.org.br/smn...916plfnl01.pdf


RECENT UNOFFICIAL FUTURE NETWORK MAPS

Preview of System in 2015 by Saviano Marcio



And for year 2020 by Saviano Marcio



And a dreamworld 2026 version (more like 2040) by Saviano Marcio



All three above made by mid 2011

Google Earth kmz file with all current, u/c and planned extensions of the Sao Paulo Metro and CPTM. Made by user SavianoMarcio in 2009, but essentially correct in most aspects.

http://www.mediafire.com/?evmzgr2yhkm
or
http://www.badongo.com/pt/file/2030743

Current complete plans of network expansion plus BRT systems for the 2020s. By pedro_mrosa.


date: may 2011

"Video-map" showing network progression since the beginning, by pedro_mrosa


date: june 2011

Network growth graph for the Metro (CMSP) system since inception, with projection through 2014. By pedro_mrosa.


Animated map by pedro_mrosa of network evolution from 2000 to 2014
[IMG]http://i54.************/6ooivk.gif[/IMG]

New map with revised plans for the 2020-2030 horizon - by Leolis

date: february 2011

Another

Original size: http://img560.imageshack.us/img560/7...psimulador.png

Full network 2020 proposal map, added a northern arc line by forumer:

Original size: http://i18.photobucket.com/albums/b1...posta_2020.jpg
date: based on older map, posted on November 2010 by forumer OsascoStation

Proposal map by OsascoStation

Original size:http://i18.photobucket.com/albums/b1...ation/Oz-2.png
date: 2010

Another by Igor

original size:http://img801.imageshack.us/img801/3...ropolitano.jpg

Map of "City Monorails" by SpTrans from around 2008, this is the study that gave rise to Lines 15 and 17:



Metropolitan Transportation 2015 map by forumer Leolis

Original size: http://img560.imageshack.us/img560/1...2015141110.jpg
date: late 2010

Early 2011 map for 2014 network, already out of date (northern monorail cancelled, etc.)

Original size: http://img835.imageshack.us/img835/5...etrodespsc.png

Another out-of-date forumer proposal from circa 2008:


A 2009 map for circa 2025 plans, the eastern section of the orange line (line 6) was moved northward and further eastward in recent (2011) plans, the grey line 16 monorail was cancelled:


A similar map of 2010, minus CPTM:


A similar map from 2009, already quite out of date:


To-scale geographical map from 2010, still up-to-date as of late 2011

orginal full-scale: http://www.mediafire.com/?003zdr1vcdzrat1

Schematic map of 2010 with most current plans, largely up-to-date as of late 2011:



******************************
******************************

SPECIFIC LINE MAPS


Line 2 - Eastern expansion to Penha/Dutra



2014 definitive trajectory:


Latest Line 6 phase 1 map (2013)



Official Metro proposal of June 2011 for line 6:



2010 Line 6 forecast by local nespaper. Location of Angelica station was changed in 2011.


Line 6 geographical map



May 2011 official PDF release of the latest plans for line 6. The biggest change was the cancellation of Angelica station, which will be moved westward and be called Pacaembu-FAAP
http://www.metro.sp.gov.br/expansao/...ha_6_final.pdf

Line 5 expansion maps:




Geographical:

Geographical with influence areas:


Line 5 most recent map with updated station names (changed in late 2012):



Construction scheme



Full size

Lateral cut

Line 5 Google maps overlay


Original expansion plans from 2002


Map of current plans for the East Side of Sao Paulo, focusing on the Tiradentes Monorail (or line 2 monorail) and also showing "line 15", the actual extension of line 2 to Penha northward.

Date: mid 2011

Line 17 Monorail map as of mid 2011

Most up-to-date map as of 2013:





Line 17 Monorail Phase I map by Marcio Staffa:



Other geographical map by local newspaper:


Original plan for line 17 monorail, the red section between the Airport and Sao Judas station was cancelled:


The proposed Santo Amaro- Jardim Ângela monorail, which as of mid 2011 seems to be on hold/abandoned:
https://docs.google.com/viewer?url=h...00916sl302.pdf

Map of future Oratório station and yard (under construction), line 2 East Side monorail, about 2.2 km east of line 2 station Vila Prudente.

date: april 2011 (posted)

Line 2 Monorail scheme and geographical map:



date: late 2010

Map showing only the CPTM network


Map by forumer Eduardo GJF on how line 2 might look by the end of the decade (its extension after Vila Prudente is currently being called line 15 for bureaucratic reasons):



Line 15 detailed geographical map here: http://www.skyscrapercity.com/showpo...postcount=1152


Expresso Oeste-Sul (West-South express) proposal for CPTM line 9




Line 13 - Guarulhos/International Airport map



*************************
*************************


HISTORICAL MAPS

First historical proposal for an elevated/underground 'tramway' from the 1920s, redesigned by forumer Eduardo GJF


posted here


Scheme by forumer Lipe Andreense showing the original plans for the Sao Paulo metro devised in the mid 60s:


by construction method:


Earliest known plans for the Sao Paulo metro, 1950


Original plans for the metro, from the mid 1960s






HMD Consortium Proposal from 1970, a little closer to todays network



1970's map by FEPASA (former Sao Paulo state railways) for its suburban commuter train network which was partially implemented from 1978 to 1983. They are now CPTM lines 8 (horizontal) and 9 (south line)
[IMG]http://i52.************/33k7qxy.jpg[/IMG]

Official 1980's forecast plans for line 4:


A slightly older version, circulated until the early 90's, just before several intermediate stations we cut:


Circa 1987 State government promo on new metro line construction


1980's plan:



From forumer sombraclara's rare metro book: http://picasaweb.google.com/sombracl...roAzulDoMetro#

Circa 1994 future network map (posted by forumer Nigo here



Circa 1995 proposed map, pretty much what ended up being done:



Map indicating possible choices for the integration between line 5 and line 1:



Early 1990's story on the FEPASA system and future upgrades:




Early plans for former Fepasa lines West and South (now 8 and 9)



Station maps typical of the early 90's when line 2 (West section) was built but it's East side was still a 'blank slate'



source

Late 90s map showing CPTM network with current Line 5 still shown as a CPTM "Line G"



1991 map kindly scanned by U Riedel




**********************

Depot diagrams











BUS SYSTEM MAPS


Overview of all bus lines

Original size:http://img29.picoodle.com/img/img29/...mm_6882cfd.png

1990's map of Trolleybus (electric bus) networK


Trolleybus network in 2002:


Trolleybus network in 2009:



Sao Mateus BRT System map


2011 extension to Berrini


Tiradentes Express BRT system map



Fura-Fila Map of all proposed lines


source

Scheme of Sacomã/Tiradentes Line






********************************
********************************


CPTM Rolling stock numbering, year of introduction and original railroad:


Série 1100 (1956) - FSJ


Série 1400 (1976) - FCB


Série 1600 (1978) - FCB


Série 1700 (1987) - FSJ


Série 2000 (2000) - CPTM


Série 2000 II (2008) - CPTM


Série 2100 (1998) - CPTM


Série 3000 (2001) - CPTM


Série 4400 (1965) - FCB


Série 4800 (1958) - FS/Fepasa


Série 5000 (1978) - FS/Fepasa


Série 5500 (1980) - FS/Fepasa


Série 5500 II (2008) - FSJ/CPTM


Série 7000/7500/9000 (2010) - CPTM


FSJ = Santos-Jundiaí (today lines 10 and 7)
FS = Sorocabana (today lines 8 and 9)
FCB = Central do Brasil (today lines 11 and 12)


Metro-CPTM network by type of construction

Metrô

Linha 1 - 20km (16km underground, 4km elevated)
Linha 2 - 14km (12km underground, 2km elevated)
Linha 3 - 22km (6km underground, 2km elevated, 14km at greade)
Linha 5 - 09km (1km underground, 7km elevated, 1km at grade)

Total Metrô - 66km
Underground- 35km
Elevated - 15km
At grade - 15km

ViaQuatro

Linha 4 - 09km (fully underground)

CPTM

Linha 07 - 61km (fully at grade)
Linha 08 - 41km (fully at grade)
Linha 09 - 32km (fully at grade)
Linha 10 - 37km (fully at grade)
Linha 11 - 50km (2km underground, 48km at grade)
Linha 12 - 39km (fully at grade)

Total CPTM - 261km

Complete network

Total - 335km
Underground- 44km
Elevated - 15km
At grade - 274km






Line 4 construction and operation consortium breakup by rfavero

A Via4 pertence à CCR. Os donos da CCR são: Odebrecht, Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, Serveng e SVE.

O CVA (Consórcio Via Amarela) responsável pela construção do Lote 1 da Linha 4 (a linha inteira menos o pátio Vila Sônia) é formado pela Odebrech, OAS, Queiroz Galvão, Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez e Alstom.

Também existe (existe ainda?) o Consórcio Linha Amarela, responsável pela construção do Pátio Vila Sônia e formado pela Odebrech, OAS, Queiroz Galvão, Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez e Siemens.

Além do Grupo CCR, que detém 58% de suas ações, a ViaQuatro tem como acionistas Montgomery Participações, Mitsui & Co., RATP Développement e Benito Roggio Transporte.

Ou seja, a Odebrecht, Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez são ao mesmo tempo responsáveis por parte da construção da Linha 4 (não sei que porcentagem coube a cada uma) e donas de uma parte da empresa que opera ela, mesmo que com identidades jurídicas diferentes.

Last edited by mopc; May 18th, 2015 at 04:21 AM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 13th, 2011, 09:34 PM   #25
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

History other systems
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 13th, 2011, 09:35 PM   #26
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

General News
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 14th, 2011, 12:18 AM   #27
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

Heritage and Touristic systems - Defunct systems - Curiosities



Santos (Sao Paulo state, pop 415,000, metropolitan 1,6 million, largest port in Brazil) - 5 km touristic system.

Santos City Center historical tramway. Operational since 2000, now using four restored early-20th century trams (two local, two from Portugal). Everyday except Mondays, from 11 am to 5 pm, always as a guided tour around the city center. Fare: R$ 5 (about US$ 3.80, 50% discount for over 60 year olds, under 5 yo free)

Official website: http://www.santos.sp.gov.br/bonde/index.html

Quote:
Originally Posted by martche View Post
Em circulação:
Bonde Reboque Brasileiro – Aberto – Prefixo 01 – Acervo da CET-Santos
Bonde Escocês – Aberto – Prefixo 32 – Acervo da CET-Santos
Bonde Reboque Escocês – Aberto – Prefixo 38 – Acervo da CET-Santos
Bonde Português – Fechado – Prefixo 193 – Doado pela cidade do Porto
Bonde Português – Fechado – Prefixo 224 – Doado pela cidade do Porto
Bonde Italiano – Fechado – Prefixo 3265 – Doado pela cidade de Turim

Reformando (em poucos dias tá na rua de novo)
Bonde Escocês – Fechado – Prefixo 40 – Acervo da CET-Santos

Em restauro
Bonde Norte-Americano – Fechado – Prefixo 03 – Doado pelo Grupo Votorantim
Bonde Português – Fechado – Prefixo 137 – Doado pela cidade do Porto
Bonde Norte-americano – Fechado – Prefixo 1799 – Doado pelo SESC Bertioga
Bonde “Cafeteria” Italiano – Fechado – Prefixo 2840 – Doado pela cidade de Turim

Here in front of Santos defunct Sao Paulo Railway (Santos-Jundiaí) station (Valongo station, now used as the city's Tourist Bureau)







New closed tram donated by the Italian city of Turin





Itinerary (blue and yellow lines indicate the 2009/2010 expansion)


Itinerary on Google Maps

http://maps.google.com.br/maps?f=d&s...8&ie=UTF8&z=16

Santos is also served by the famous Monte Serrat Funicular tram, established in 1926 to take people to the now defunct casino at the top of the eponymous hill. 147 meters climb. Two stations, two vehicles linked to eachother through a cable driven by an electric motor on the top station in the former casino. The tracks are single at extremities but split into two in the middle when the two cars meet. One car balances the other, as one climbs the other descends. The ascending one is popularly known as the upa, whilst the descending one is called cupa.







Casino and top station:


Bottom station:



Between 1984 and 1986, a tram which now serves as a stationary touristic information office operated along the beach avenues as a touristic service.






Campos do Jordão (Sao Paulo state, mountainous touristic city)

Tramway opened as public transportation in 1954. Renovated as touristic/ heritage system in 1986. Forty minute ride.



A touristic railroad links the city of Campos do Jordão with Pindamonhangaba

image hosted on flickr





São Paulo city

Immigrant Memorial heritage steam locomotive ride - departs from the Immigrant Memorial (Memorial do Imigrante) and uses separate track of what is now CPTM line 10 (former Santos-Jundiaí railroad)



A tram similar to that of Santos operated near the memorial but was removed by 2009 and taken to Santos.



Campinas (Sao Paulo state, 1,6 million)

Small tram in a park called Lagoa do Taquaral





Belém (Pará state capital, Amazon)

A tram was renovated in Santos and shipped to Pará's capital city, Belém. Operational since 2007.




Rio de Janeiro

Barra Shopping Mall Monorail - 1996-2000. Used as transportation between mall and parking lot. Three stations, single track, one vehicle.







Campinas (Sao Paulo state, 1,6 million metropolitan)

Abandoned Light Rail system (electric 8 km, 11 stations). Trial operation from 1990 to 1993. Commercially operational from 1993 to 1995. Poorly conceived and connected, hastily implemented system, poorly located stations along former railroad alignment not reaching city center well, no bus connections made system unsustainable. This is the only modern rail system to have been scrapped in Brazil.











Santos Intercity Metropolitan Train (TIM)

A simple diesel service linking Santos to neighboring Sao Vicente. From early 1990 to mid 1999. 16.5 km, 5 stations.





Poços de Caldas (Minas Gerais state) - 6km, 11 stations

Derelict monorail system - operational from around 1989 until maybe 1996 (?); picture gallery







Some say this was the inspiration for the infamous Simpsons monorail episode

Last edited by mopc; May 17th, 2013 at 05:34 PM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 14th, 2011, 07:25 AM   #28
Tiago Costa
Servir sempre!
 
Tiago Costa's Avatar
 
Join Date: May 2006
Location: São Paulo
Posts: 35,223

Quote:
Originally Posted by manrush View Post
Finally, this thread sees the light of day.

Are there plans to provide new rolling stock for the Refice, BH, and PA metros?
Yes, there are.

In Recife, the current 25 4-car trains were refurbished, and now have air conditioned and modern systems. They just don't have a modern external appearance, because it was not possible without rebuilding the trains's carbody.

Aditionally, 15 new 4-car trains were ordered, and CAF will build them.

In Belo Horizonte, there are plans for ordering 10 new 4-car trains, but they didn't bought them yet. These trains will have the capability of being extended to be upgraded to 6-car trains.

They also have plans to refurbish the current 25 4-car trains, just like Recife did, but unfortunately these are only plans nowadays.

In Porto Alegre, they are studying the best option: replace all the fleet (currently, 25 4-car trains) with 6-car trains, or buy new 4-car trains and refurbish the current fleet.

Belo Horizonte plans are more mature than Porto Alegre plans. But in Belo Horizonte, the plans are somewhat halted.
Tiago Costa no está en línea   Reply With Quote
Old June 16th, 2011, 11:25 AM   #29
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

First tests of the Fortaleza metro trains




Stills from vid:





Last edited by mopc; June 16th, 2011 at 11:43 AM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 16th, 2011, 11:59 AM   #30
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

Fortaleza Light Rail Vehicle (diesel, a/c) test videos












News page with video: http://g1.globo.com/ceara/noticia/20...-do-ceara.html

The whole new fleet such vehicles are scheduled to become fully operational by February 2012.

Last edited by mopc; June 16th, 2011 at 12:05 PM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 16th, 2011, 11:13 PM   #31
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

Uberlândia (Minas Gerais state, pop. 600,000) BRT system (7.5 km, 13 stations) (officially called Corredor Estrutural João Naves de Ávila SETTRAN)



















mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 17th, 2011, 04:39 AM   #32
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

Goiânia (pop 1 million) - capital of Goiás state, Mid-West.

BRT system called Metrobus





New bus 2011


Last edited by mopc; September 7th, 2011 at 10:22 AM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 17th, 2011, 04:59 AM   #33
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

Santos-Guarujá Ferry Boat system. 400 meter crossing across Santos estuary, 7 minutes. Reputed "busiest ferry boat in the world" (circa 25,000 vehicles a day). R$ 8,50 for cars, R$2,70 for pedestrians. The cities are also connected by small pedestrian-only boats, which can be seen in one of the pictures below docked to the Guarujá-side Ferry Boat Plaza mall.





mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 17th, 2011, 05:27 AM   #34
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

Rio de Janeiro city inclined planes (funiculars). Many systems exist. More on inclined planes here.


Santa Marta system (by renanfsouza)











Outeiro da Glória system (by renanfsouza)






Cantagalo system, with both funicular and a new elevator connected to the General Osório metro station in Ipanema.
by Guilherme Pinho

Elevator (by Osmar Carioca)







Penha Church system











Another system of interest is the new Alemão Complex Aerial Tramway (2,4 km). Other such gondola systems are planned.




Vids



Map




The Corcovado mountain is served by a narrow-gauge three-phase electric rack railway, opened in 1884 and electrified in 1910.



And of course the famous Sugar Loaf cable car
image hosted on flickr

Last edited by mopc; June 19th, 2011 at 06:22 AM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 18th, 2011, 01:26 AM   #35
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

Fortaleza metro news

http://www.ceara.gov.br/component/co...icle/3570/3570

Quote:
South Line: Testing the trains of Metro Fortaleza will be held on Friday (17)

Thursday, June 16, 2011 14:35



Ceará station governor Cid Gomes arrived on Friday (17), at 10:30, to test in the first drive of the Fortaleza Metro train. Cid Gomes will drive the 2.8 km stretch of the South Line, between the stations Rachel de Queiroz (Pajuçara old) and Virgilio Tavora (former New Marazion), onboard one of the first electric train units, consisting of three cars each, with a total length of approximately 40 meters. South Metro Line of Fortaleza is 24.1 km long and will connect Pacatuba to Downtown Fortaleza. There are 18 km on the surface, 4 km underground and 2.1 km elevated.

The trains are part of a set of 20 trains, acquired by the Government of Ceará of the Italian company Ansaldo Breda to operate in the South Metro Line of Fortaleza. The state invested $ 240 million for the purchase of 20 trains. It is expected that from November this year, after completion of the first two train tests, the other trains will start arriving from Italy. Four compositions are expected to arrive in December and others until August 2012.

The trains can form compositions at peak times, with two trains coupled and can form up to 10 compositions of approximately 80 meters. Each train will consist of six cars, with cabin in the extremities (which allows the train to move in both directions without having to return). The train will have an operational speed of 80 km/h, while the maximum speed can reach 120 km/h. During off-peak hours, the compositions have the operational flexibility to be disengaged in less than four seconds to circulate as individual three-car trains approximately 40 meters long.

In the phase of dynamic tests they are measuring the various systems in actual operation of trains electric units (Tues), such as brakes, pneumatic doors, indoor and outdoor lighting, passenger information, operational commands, traction power, energy auxiliary mechanical systems (tricks, couplers, gang way, structure) and air conditioning.



The Metropolitan Transportation Company of Ceará (Metrofor) works so that by early 2012, the Metro will start assisted operations during which the trains will transport passengers, but without charging fees and only during off-peak hours. The assisted operation will ensure the conditions necessary for reliability of the train to start to operate commercially.



It is expected that commercial operation of the South Line to begin the second half of 2012 between stations Carlito Benevides (formerly Village Flower Station) and Parangaba. Currently, 89.37% of civil works of the South Line are complete. It is expected that by the end of this year, civil works are completed. All South Line will have represented an investment of R$ 1.7 billion (US$ 1,2 billion)

South Line

The South Line is the first metro line in Ceará. It will be operated by electric train units, ie, the trains are powered by electricity from a catenary system.

The Southern Line will have 20 Metro stations in Fortaleza: Carlito Benevides (formerly Vila das Flores); Jereissati, Marazion, Virgilio Tavora (former New Marazion), Rachel de Queiroz (formerly Pajuçara) Alto Alegre Aracapé; Esperança; Mondubim; Manoel Satyr: Vila Pery, Parangaba; Couto Fernandes, Porangabussu; Benfica, São Benedito, José de Alencar; Central - Xico da Silva; Stations Juscelino Kubitschek and Padre Cicero were already planned since the original conception of the South Line, but with the Urban Mobility Plan generated by the FIFA World Cup in 2014, their deployments have been anticipated.

Along the South Line, more than 30 fronts and 1,500 service workers currently working in the venture. With the full integration of transportation modes, the South Line will be able to carry about 350,000 people a day in a first stage.

Last edited by mopc; June 18th, 2011 at 02:04 AM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 18th, 2011, 11:37 PM   #36
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

RIO DE JANEIRO BRT SYSTEMS - TRANSCARIOCA - TRANSOESTE - TRANSOLÍMPICA (U/C).

Typical Station render


Proposed busses for the systems






Map



Transcarioca




Transolímpica - 23 km




Transoeste - 56 km - 53 stations

Viaduct u/c Jan 2011 by Gaban





Local media report on the BRTs

http://g1.globo.com/videos/rio-de-ja...1462541/#/RJTV

Last edited by mopc; June 19th, 2011 at 05:56 AM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 19th, 2011, 03:53 AM   #37
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

Fortaleza Metro news

20 new stations to open in tests still this year (2011) and full commercial operations until the end of 2012.

20 estações previstas para até dezembro

Mesmo com as estações prontas neste ano, o metrô só deve operar comercialmente em dezembro de 2012

Dos 20 trens adquiridos, apenas dois chegaram e foram testados. Outros cinco devem vir em dezembro
FOTO: KID JÚNIOR

As 20 estações que formarão a Linha Sul do Metrô de Fortaleza (Metrofor) deverão ficar prontas até o fim deste ano. Conforme anunciou o governador Cid Gomes, na manhã de ontem, durante teste público dos veículos que compõem a linha, a intenção do Governo é de que a Linha Sul passe, até dezembro, a receber passageiros, em etapa de operação assistida. Já a operação comercial da linha, que deve transportar, diariamente, cerca de 350 mil pessoas entre Pacatuba e Fortaleza, deve ser iniciada até o final de 2012.

Segundo Cid Gomes, até que cheguem todos os trens da Itália, que comporão a linha, e sejam finalizados todos os testes, o transporte de passageiros será feito gratuitamente. Até o fim do ano, disse o governador, a linha deve receber passageiros, pelo menos, no trecho compreendido entre Pacatuba e Parangaba. Por enquanto, destacou, ainda não há estimativa de quanto deverá ser o valor da passagem dos trens.

Teste

Assim como fez durante os testes dos veículos que constituem a linha Oeste, na última segunda-feira, o governador ensaiou a condução dos trens da linha Sul, entre as estações Rachel de Queiroz e Virgílio Távora, em Maracanaú, percorrendo um trajeto de 2,8 quilômetros.

De acordo com Cid, a diferença entre os veículos das duas linhas, no que se refere a potência e velocidade, é "muito grande". "Quando eu botava 60 quilômetros por hora (no teste dos trens da Linha Oeste), o cara que estava do meu lado já ficava com medo. Neste aqui, (trem da Linha Sul), eu cheguei a botar quase 120 quilômetros por hora em um intervalo de dois quilômetros", comparou.

Sem citar datas ou projetos concretos, Cid Gomes manifestou o desejo de que o Estado possa vir a produzir trens como os adquiridos da Itália. "Se Deus quiser, muito brevemente, o Ceará vai estar fazendo (os trens) também, porque a gente não é burro e, se for ensinado, a gente aprende a fazer as coisas. A transferência do diesel para a energia é complicada, mas não é impossível".

Segundo o governador, com os testes dinâmicos realizados nos dois trens que já chegaram ao Estado, a estimativa de tempo de viagem entre as estações Carlito Benevides, em Pacatuba, e Xico da Silva, no Centro de Fortaleza, foi reduzida de 33 para 30 minutos, em um percurso de 24,1 quilômetros. Ao todo, complementou, 1.500 trabalhadores atuam nas 30 frentes de obras de construção das estações da Linha Sul.

Replanilhamento



Cid também afirmou que viajará à Brasília, na próxima quarta-feira, para encontrar-se com representantes do Tribunal de Contas da União e do Ministério das Cidades para tentar solucionar, o que espera ser a última pendência - um replanilhamento das contas - relacionada à implantação do Metrofor.

Conforme o presidente do Metrofor, Rômulo Fortes, cada trem conta com três vagões possui capacidade para transportar 450 passageiros, sendo dois deles cadeirantes. Nos horários de pico, destacou, dois trens funcionarão acoplados, transportando 900 passageiros, por viagem.

Por enquanto estão sendo realizados testes dinâmicos nos veículos para avaliação dos sistemas de freios, de iluminação, dos comandos operacionais e sistemas mecânico, pneumático e de energia de tração e de energia auxiliar. Após esse processo, será iniciada a operação assistida, em horários específicos, gratuitamente. "Ainda não temos condição de dar confiabilidade aos trens para poder cobrar passagem do usuário", explicou.

JOÃO MOURA
REPÓRTER


http://diariodonordeste.globo.com/ma...?codigo=999154


edit: video


Last edited by mopc; June 19th, 2011 at 08:37 PM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 19th, 2011, 04:10 AM   #38
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

Santa Tereza tramway in Rio de Janeiro - serves as transportation in additional to being historical. One of the oldest operational tramways in the world.

UPDATE NOVEMBER 2011: SYSTEM OUT OF SERVICE for a long period after an accident killed 6 and injured 50, when a tram derailed and tipped over. The old vehicles portrayed below will be PHASED OUT, and for now a minibus system will serve the routes. Eventually new trams will be put in service, model unknown as of November 2011.


Horse-drawn trams existed since 1877, electric service started in 1891. Gauge 1100mm, single-track loop. Five 100 year-old trams in operation. Fare: usually cheap as a city bus. Boarding at Estácio station is pre-paid, during the trip you have to pay the conductor as in the old trams.



This structure is called Arcos da Lapa (Lapa district Arches) and was an aqueduct built in the early 18th century














Map by Allen Morrison

Last edited by mopc; May 6th, 2013 at 07:31 AM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 19th, 2011, 06:39 AM   #39
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,228
Likes (Received): 11945

reservedsss

Last edited by mopc; June 19th, 2011 at 06:52 AM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 19th, 2011, 11:50 PM   #40
Ashis Mitra
Registered User
 
Join Date: Jan 2009
Location: Kolkata
Posts: 2,429
Likes (Received): 1142

1) After Rio de Janeiro & Brasilia, it’s very good to know that Fortaleza will be the 3rd Brazilian city which will have both tram & metro. Although both are u/c, but I hope they will opened for public within 1 year. You wrote metro will be opened in 2012, but when tram will be opened? Please also write details about the tram’s plan, proposed map, alignment and the opening target for public.
*** Both colour schemes of metro & tram is very soothing green, which I like very much.
WAIT WAIT WAIT, in last post I read that Fortaleza will get diesel light rail???!!!
Please confirm will those vehicles diesel light rail or electric tram?
2) Is Curitiba really planning for metro? Please write about the plan, proposed map, alignment and the opening target for public.
3) The vehicle you’ve posted here for Maceio is nice. Is this the future Maceio tram? Will it be operated by CBTU? I’ve not seen any pantograph or overhead wire upon the vehicle!!! Is it not ready for service? When will it be opened for public?
4) As there is a mockup vehicle, I think Macei will also start construction of its tram in near future. I’m optimist.
5) I hope Salvador metro should start public operation in 2012.
Ashis Mitra no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
brazil, buses, commuter rails, monorails, subways, trams, transport, transporte coletivo

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Related topics on SkyscraperCity


All times are GMT +2. The time now is 08:16 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2018, vBulletin Solutions Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

tech management by Sysprosium