daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte > Infraestrutura e Transporte > Transporte Rodoviário



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools Rate Thread
Old August 5th, 2011, 02:26 AM   #41
Grande Manaus
O amor pelo Amazonas
 
Grande Manaus's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 13,466
Likes (Received): 275

Algumas fotos da Recuperação da BR-319

Por minplanpacc /site flickr





Ponte sobre o Iagarapé preto

__________________
6 anos anos de SSC



Rossanezi liked this post
Grande Manaus no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old August 5th, 2011, 02:46 AM   #42
paulo lima
Luta para o Trem-Bala
 
paulo lima's Avatar
 
Join Date: Sep 2009
Location: Campinas-SP
Posts: 2,826
Likes (Received): 254


Entao, deixa eu tirar so uma duvida simples

Entao que dizer que se Deus quiser, ja iniciou as obras de Recuperaçao de Pavimentaçao de todo Trecho da BR 319 entre Porto Velho a Manaus??


Obrigado quem poder me informar
paulo lima no está en línea   Reply With Quote
Old August 6th, 2011, 04:05 PM   #43
Rondon
O mundo num feixe de luz
 
Rondon's Avatar
 
Join Date: Apr 2006
Location: Porto Velho, RO
Posts: 19,399
Likes (Received): 1451

Não.
Esse trecho em obras (que já foram concluídas e a estrada ficou um brinco ) é entre Porto Velho e Humaitá. São cerca de 200 km de asfalto e pontes novas.
Rondon no está en línea   Reply With Quote
Old August 7th, 2011, 02:14 AM   #44
Jeptan
Ano IV
 
Jeptan's Avatar
 
Join Date: Apr 2011
Location: Guaçuí-ES
Posts: 1,281
Likes (Received): 626

A perspectiva é que a licensa ambiental saia ainda este ano, certo?
__________________
Guaçuí, Caparaó, ES


Castelo-ES
http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1758667
Jeptan no está en línea   Reply With Quote
Old August 7th, 2011, 02:45 AM   #45
Rondon
O mundo num feixe de luz
 
Rondon's Avatar
 
Join Date: Apr 2006
Location: Porto Velho, RO
Posts: 19,399
Likes (Received): 1451

Não sei se esse ano sai, mas a gente está na expectativa.

Last edited by Rondon; August 7th, 2011 at 02:52 AM.
Rondon no está en línea   Reply With Quote
Old October 24th, 2011, 06:59 PM   #46
rafaelkafka
Registered User
 
Join Date: Feb 2008
Posts: 1,180
Likes (Received): 159

Quote:
Originally Posted by Suburbanist View Post
Não há nenhum projeto de concessão de rodovias na Amazônia. O primeiro, que falhou antes de nascer, foi o de pavimentar a Cuiabá-Santarém através de concessão de pedágio.
Tem que sair, o país precisa se integrar. Usar concessões exige avaliações rigorosas sobre como atrair capital privado. É o melhor modelo, só não pode sucumbir ao populismo do pedágio barato e insuficiente.
rafaelkafka no está en línea   Reply With Quote
Old October 24th, 2011, 08:24 PM   #47
mopc
USP
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 15,432
Likes (Received): 6138

http://acritica.uol.com.br/manaus/Ma...577742386.html

Quote:
O ex-governador e hoje senador Eduardo Braga (PMDB) disse que também sabe qual é o presente anunciado pela presidente Dilma Rousseff (PT). Mas torce por um tema: Zona Franca. “Eu tenho a expectativa de poder ver uma forte ação da presidente com relação à Zona Franca. Com relação aos incentivos fiscais para a Região Metropolitana”, comentou Braga.

Para o senador, o governo da presidente Dilma tem contemplado as demandas do Amazonas. “Uma prova disso é que o Amazonas acaba de anunciar recorde de empregos formais em Manaus. Isso é possível graças à política econômica forte do Governo Federal, que enfrenta um cenário de crise em todo o mundo”, ressaltou.

O presidente regional do PT, ex-senador João Pedro destacou a conclusão da BR-319 (Manaus-Porto Velho) e a manutenção do modelo da Zona Franca como ações que se esperam do governo Dilma. “Mas eu torço que (o presente) seja bom mesmo para todos nós do Amazonas”, afirmou.

João Pedro disse que a construção da ponte, com recursos do BNDES, reafirma o compromisso do Governo Federal com o desenvolvimento do Amazonas. “Espero que a ponte seja um pilar para o desenvolvimento dos municípios no entorno de Manaus.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old March 15th, 2013, 11:13 PM   #48
esfonseca
Registered User
 
Join Date: Mar 2013
Posts: 15
Likes (Received): 0

Vou dar a minha opinião com base nesses 2 videos da AmazonSat

http://www.youtube.com/watch?v=NSHz4X4IzwY
http://www.youtube.com/watch?v=iMLiWPTJxSA

A BR-319 nasceu na decada de 70 por causa da ditadura militar, que tinha o desejo de promover o desenvolvimento da Amazonia com esta obra.

No final da década de 80 inicio da decada de 90, os balseiros que utilizavam o Rio Madeira para transportar os bens do resto do Brasil a Manaus começaram a ter prejuizos por causa da rodovia. Então em conjunto com o governo estadual na época foi realizado uma manobra politica ilegal que resultou na destruição da BR-319 (Que era asfaltada !).

Bom vamos para o lado bom da destruição !

Abram o Google Earth e observem a situação das matas no entorno das rodovias do Pará. Diversas vicinais cortam a mata nas rodovias.

Bom se a BR-319 não fosse destruida e estivese funcionando normalmente nesta época no auge do derrubamento ilegal da amazonia provavelmente todo a margem da BR-319 estive tomada por empreitadas agricolas, madeireiras, etc...

Essa paralização da rodovia acredito eu que trouxe algum beneficio ambiental ao Amazonas.

Enfim, acredito que agora com as politicas ambientais e o controle do desmatamento maior acredito que a recuperação da BR-319 seja de maior importância, tornando ela mais preservada sendo utilizada apenas como uma rodovia de deslocamento não de exploração de recursos naturais.

No video é defendida a idéia de tornar a BR-319 uma estrada pioneira, ou seja que só trafegue veiculos até 10 toneladas, e os veiculos acima disso continuarão a serem transportados pelos balseiros, não ficando ruim nem pra um lado nem pro outro !!

O que acham ?
esfonseca no está en línea   Reply With Quote
Old March 15th, 2013, 11:38 PM   #49
Rodalvesdepaula
Registered User
 
Rodalvesdepaula's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Sorocaba (SP)/Curitiba (PR), Brazil
Posts: 25,289
Likes (Received): 7265

Não deixa de ser uma boa ideia, mas acho que deveriam trafegar pela rodovia somente automóveis, utilitários leves, veículos de carga com PBT inferior a 10 Toneladas e ônibus de linha regular, além de motos.
__________________
Rodalvesdepaula no está en línea   Reply With Quote
Old March 16th, 2013, 02:13 AM   #50
Suburbanist
on the road
 
Suburbanist's Avatar
 
Join Date: Dec 2009
Location: Breda<->'s-Hertogenbosch<->Eindhoven triangle
Posts: 19,885
Likes (Received): 6565

Balsas são caras, e tornam Manaus uma ilha em termos de logística de materias e mercadorias pesadas que não tem acesso por avião.

Essa ideia de proibir caminhões na BR-319 é um acinte total. É simples fiscalizar o tráfego de caminhões carregados com madeira ilegal. Sempre foi. O problema é bem outro: a conivência das autoridades com atividades ilegais. A rodovia não tem culpa alguma nisso.

Acho que muita gente critica sem conhecimento algum. Manaus é um caos logístico, muitas coisas custam caro, os fretes são absurdos e só existe indústria lá devido à anomalia tributária da ZFM.

Na era do just-in-time, levar 6 dias de barco para chegar em Belém é um absurdo inaceitável.
__________________
"For every complex problem there is a solution that is simple, clear and wrong."
Suburbanist no está en línea   Reply With Quote
Old June 7th, 2013, 03:11 PM   #51
FURIA da Cidade
Registered User
 
Join Date: Mar 2013
Posts: 7
Likes (Received): 0

Eu não moro na Amazônia, mas em outros tempos já viajei bastante por terra em várias partes do país e um pouco também pro norte do país e me sinto a vontade pra escrever a respeito

Entre Manaus e Porto Velho são quase 900 Km que é uma baita distância e não bastasse isso a rodovia corta diversos rios numa região que se o solo não for bem preparado quando o regime de chuvas aperta o asfalto se não for bem feito se deteriora rapidamente, afinal o erro acontecido no planejamento da década de 1970 não pode se repetir novamente senão é dinheiro público jogado na lata do lixo de novo.

Quem vive no centro-sul e Nordeste e nunca esteve na regiao muitas vezes não se atenta a esse detalhe e por isso que no Norte do país as grandes estradas são os rios, pois é a região onde eles existem em grande fartura e muitos são navegáveis e não requerem constante manutenção.

Pra essa rodovia ser minimamente viável além de superar esses detalhes que mencionei o cenário ideal seria que houvesse a cada 100Km a existência de uma pequena cidade economicamente viável pra dar suporte e uma condição de "quebrar" essa longa sensação de isolamento de que se tem quando se trafega por essa longa rodovia, pois quando existem cidades, existe também lugares para abastecimento/descanso e assim quem viaja terá a garantia de em caso de uma emergência poder parar num lugar com o mínimo de estrutura básica de serviços (posto de saúde/hospital, hotel, restaurante, agência bancária, de correio, etc)

O problema é que se for feito um plano de fundação/colonização de novas cidades ao longo da rodovia, logo o desmatamento desordenado cresce, pois sempre foi uma enorme dificuldade na Amazônia surgirem cidades economicamente viáveis e que tenham 100% de água e esgoto tratados.

Enfim, a rodovia bem ou mal é um baita problema. Ainda acho ela mais inviável do que o contrário.
FURIA da Cidade no está en línea   Reply With Quote
Old June 7th, 2013, 05:25 PM   #52
BR 364
** ÜBER ALLES **
 
BR 364's Avatar
 
Join Date: May 2004
Location: País das cotas e da virada de mesa.
Posts: 13,857
Likes (Received): 2146

Não precisa ser cidade, centros de apoio com posto de combustível, hotel, restaurante, etc, são suficientes. E como o fluxo entre MAO e PVH seria muito grande, esses centros de apoio seriam perfeitamente viáveis, até porque o consumidor da rodovia provavelmente teria um potencial de consumo maior do que o consumidor das pequenas cidades. A própria iniciativa privada já se encarregaria de atender a essa demanda gerada pela rodovia.

E nem precisaria ser a cada 100 km, a cada 200 km estaria de muito bom tamanho, mesmo porque essa rodovia seria caracterizada por longas retas e não atravessaria cidades, seria possível desenvolver uma boa média horária. A 200 km de Porto Velho já tem Humaitá e a 100 km de Manaus tem o Careiro. Ficaria um hiato de aproximadamente 600 km entre essas duas cidades. Apenas dois grandes pontos de apoio localizados estrategicamente a 200 km de Humaitá e Careiro, respectivamente, resolveriam o problema.

Vale lembrar que já existem outras rodovias com características parecidas, ou seja, com centenas de km onde há pouquíssimo povoamento ao longo de seu percurso. A BR-364 entre PVH e RBR e a BR-174 entre MAO e BVB são alguns exemplos.
__________________
"Speed has never killed anyone, suddenly becoming stationary… That’s what gets you." - Jeremy Clarkson
BR 364 no está en línea   Reply With Quote
Old June 7th, 2013, 06:46 PM   #53
FURIA da Cidade
Registered User
 
Join Date: Mar 2013
Posts: 7
Likes (Received): 0

Quote:
Originally Posted by BR 364 View Post
Não precisa ser cidade, centros de apoio com posto de combustível, hotel, restaurante, etc, são suficientes. E como o fluxo entre MAO e PVH seria muito grande, esses centros de apoio seriam perfeitamente viáveis, até porque o consumidor da rodovia provavelmente teria um potencial de consumo maior do que o consumidor das pequenas cidades. A própria iniciativa privada já se encarregaria de atender a essa demanda gerada pela rodovia.

E nem precisaria ser a cada 100 km, a cada 200 km estaria de muito bom tamanho, mesmo porque essa rodovia seria caracterizada por longas retas e não atravessaria cidades, seria possível desenvolver uma boa média horária. A 200 km de Porto Velho já tem Humaitá e a 100 km de Manaus tem o Careiro. Ficaria um hiato de aproximadamente 600 km entre essas duas cidades. Apenas dois grandes pontos de apoio localizados estrategicamente a 200 km de Humaitá e Careiro, respectivamente, resolveriam o problema.

Vale lembrar que já existem outras rodovias com características parecidas, ou seja, com centenas de km onde há pouquíssimo povoamento ao longo de seu percurso. A BR-364 entre PVH e RBR e a BR-174 entre MAO e BVB são alguns exemplos.

Então eu citei cidades porque no Brasil é a situação que estamos mais habituados fora da região Norte.

Sei que em países desenvolvidos como Canadá e Austrália que possuem imensos vazios populacionais seja pela neve ou pelo deserto respectivamente, ambos tem grandes rodovias de integração nacional com longos trechos onde tem vários pequenos centros de apoio que funcionam muito bem.

Mas mesmo assim os governos dos dois países não deixaram de fomentar o surgimento de pequenas cidades que auxiliam melhor como pontos importantes de reabastecimento como o caso de Alice Springs que fica exatamente no meio geográfico da Austrália para garantir que exista ao menos uma localidade de apoio na região de maior vazio e clima mais árido daquele país.

Voltando ao caso da BR-364 que já teve alguns postos de combustível virarem locais-fantasma, é fato tem existe esse trecho longo de cerca de 600km que é bem crítico. Talvez se houvesse pelo menos uma localidade no meio geográfico disso tudo já fosse suficiente pra começar a mudar o panorama da viabilidade da rodovia, pois acaba o argumento que entre Humaitá e Careiro não há nada de importante no meio pra justificar investir lá, pois se depender apenas do argumento que Manaus precisa a todo custo de uma rodovia pra se interligar com o resto do país pelo visto ainda não é suficiente pra convencer o governo a manter uma boa rodovia e bem funcional entre Porto Velho e Manaus.
FURIA da Cidade no está en línea   Reply With Quote
Old June 9th, 2013, 02:32 AM   #54
mopc
USP
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 15,432
Likes (Received): 6138

DESTAQUE - 22 de maio de 2013 - 8h28

Reconstrução da BR-319 é cobrada por senador


O senador Acir Gurgacz (PDT) resgatou um pleito antigo dos rondonienses e amazonenses e lançou como desafio para o governo Federal, na Comissão de Meio Ambiente e no plenário do Senado Federal, a reconstrução da BR-319, rodovia que liga Manaus a Porto Velho. Gurgacz fez um balanço da situação das rodovias federais em Rondônia, todas em péssimas condições, mas com obras em andamento ou em processo de licitação, e destacou que a próxima bandeira de Rondônia no setor de infraestrutrua tem que ser a reconstrução da BR-319.

“A ponte sobre o rio Madeira está pronta e agora, juntamente com a construção do anel viário Norte de Porto Velho, precisamos restaurar a BR-319 para completar este importante eixo de transportes para o escoamento da produção das regiões Centro-Oeste e Norte do país”, frisou Acir. As obras de restauração da BR-319 foram interrompidas em 2009, quando o Ibama apontou inconsistência no Estudo de Impacto Ambiental executado pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) para o trecho intermediário da rodovia, entre os quilômetros 250 e 655, no chamado Meião da Floresta. Um trecho de 204 quilômetros na ponta de Manaus, no Amazonas, e outro de 208 quilômetros na saída de Porto Velho, em Rondônia, foram recuperados e finalizados em 2010.


COPA DE 2014

O senador lembrou que na inauguração do trecho entre Porto Velho e Humaitá, no dia 24 de março de 2010, a presidente Dilma Rousseff, que na época era ministra-chefe da Casa Civil, prometeu aos rondonienses e amazônidas que poderiam ir de automóvel assistir aos jogos da Copa do Mundo de 2014, na Arena da Amazônia, pela BR-319 inteiramente reconstruída, pois a obra estava no PAC. “Ainda tenho esperanças que isso possa ocorrer, mas vejo que a cada dia é mais difícil que isso ocorra. Por isso, faço um apelo para que todas as forças políticas de Rondônia abracem esta bandeira pela reconstrução da BR-319, para que possamos abrir novos horizontes para nossa economia e garantir o direito sagrado de ir e vir de todos os povos da Amazônia”, frisou Acir.

O estudo de impacto ambiental solicitado pelo Ibama, avaliando os impactos no período de cheia e de seca, está sendo realizado e deve ser concluído até o dia 5 de março de 2014, abrindo possibilidade para que a restauração possa ser retomada nesse mesmo ano. “Precisamos avaliar esse procedimento para que possamos acelerar a retomada das obras de restauração”, frisou Acir, que pretende apresentar requerimento para a realização de uma audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado sobre o tema. (AI)
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old June 11th, 2013, 09:02 PM   #55
woody82
Registered User
 
woody82's Avatar
 
Join Date: Nov 2011
Location: Florianópolis / SC
Posts: 6,810
Likes (Received): 6905

3 anos de estudo de impacto ambiental??? Pára né.
__________________
Você defende a redução do tamanho do Estado e da carga tributária? Então conheça os princípios do Partido NOVO no site Oficial. Junte-se aos 650 mil seguidores do NOVO no Facebook.
woody82 no está en línea   Reply With Quote
Old June 12th, 2013, 03:51 AM   #56
rafaelkafka
Registered User
 
Join Date: Feb 2008
Posts: 1,180
Likes (Received): 159

Quote:
Originally Posted by BR 364 View Post
Não precisa ser cidade, centros de apoio com posto de combustível, hotel, restaurante, etc, são suficientes. E como o fluxo entre MAO e PVH seria muito grande, esses centros de apoio seriam perfeitamente viáveis, até porque o consumidor da rodovia provavelmente teria um potencial de consumo maior do que o consumidor das pequenas cidades. A própria iniciativa privada já se encarregaria de atender a essa demanda gerada pela rodovia.

E nem precisaria ser a cada 100 km, a cada 200 km estaria de muito bom tamanho, mesmo porque essa rodovia seria caracterizada por longas retas e não atravessaria cidades, seria possível desenvolver uma boa média horária. A 200 km de Porto Velho já tem Humaitá e a 100 km de Manaus tem o Careiro. Ficaria um hiato de aproximadamente 600 km entre essas duas cidades. Apenas dois grandes pontos de apoio localizados estrategicamente a 200 km de Humaitá e Careiro, respectivamente, resolveriam o problema.

Vale lembrar que já existem outras rodovias com características parecidas, ou seja, com centenas de km onde há pouquíssimo povoamento ao longo de seu percurso. A BR-364 entre PVH e RBR e a BR-174 entre MAO e BVB são alguns exemplos.
Quanto ficaria se fizessem de concreto? Seria muito mais durável ou as chuvas detonariam do mesmo jeito?


Last edited by rafaelkafka; June 12th, 2013 at 04:13 AM.
rafaelkafka no está en línea   Reply With Quote
Old June 12th, 2013, 01:29 PM   #57
ghml
Registered User
 
Join Date: Dec 2009
Posts: 1,104
Likes (Received): 132

E para a ligação dessa rodovia com Manaus, existe algum projeto? De que adianta chegar até às proximidades da capital do estado, para depois pegar barco para atravessa o Rio Solimões e o Rio Negro? Isso tira, por exemplo, o benefício de se implementar ônibus rodoviários ou caminhões de carga para as cidades abrangidas por essas rodovias.
ghml no está en línea   Reply With Quote
Old June 12th, 2013, 05:26 PM   #58
Yuri Radd
Registered User
 
Yuri Radd's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: Brasília/Juiz de Fora
Posts: 1,218
Likes (Received): 477

Quote:
Originally Posted by ghml View Post
E para a ligação dessa rodovia com Manaus, existe algum projeto? De que adianta chegar até às proximidades da capital do estado, para depois pegar barco para atravessa o Rio Solimões e o Rio Negro? Isso tira, por exemplo, o benefício de se implementar ônibus rodoviários ou caminhões de carga para as cidades abrangidas por essas rodovias.
Ponte sobre o rio Negro já tem, e estão fazendo outra sobre o Madeira. Sobre o Solimões, somente se a rodovia for construída.
Yuri Radd no está en línea   Reply With Quote
Old June 14th, 2013, 05:26 PM   #59
BR 364
** ÜBER ALLES **
 
BR 364's Avatar
 
Join Date: May 2004
Location: País das cotas e da virada de mesa.
Posts: 13,857
Likes (Received): 2146

Quote:
Originally Posted by rafaelkafka View Post
Quanto ficaria se fizessem de concreto? Seria muito mais durável ou as chuvas detonariam do mesmo jeito?
Essa questão da chuva destruir a estrada é muito relativa. Existem várias rodovias na região amazônica que são pavimentadas e não são destruídas pela chuva. O que ocorre é que elas precisam de manutenção constante. Mas mesmo essa manutenção poderia ser evitada. Há algumas semanas atrás eu fui a Cusco pela rodovia Interoceânica e a rodovia dentro do território peruano estava impecável, sem nenhum buraco e sem nenhum remendo sequer. E não só no trecho andino, mas no trecho de floresta amazônica também. Já no lado brasileiro, no estado do Acre, a estrada estava uma vergonha.

Aí eu pergunto, como pode duas rodovias submetidas sob o mesmo clima, num país estar em perfeitas condições e no outro estar em situação precária? Será que o problema das nossas estradas é mesmo a chuva? Ou é a base que é mal feita, exatamente pra gerar serviços de manutenção?
__________________
"Speed has never killed anyone, suddenly becoming stationary… That’s what gets you." - Jeremy Clarkson

Rossanezi liked this post
BR 364 no está en línea   Reply With Quote
Old June 16th, 2013, 01:51 AM   #60
Rafael_Rosato
Registered User
 
Rafael_Rosato's Avatar
 
Join Date: Jan 2008
Location: Curitiba, PR
Posts: 4,076
Likes (Received): 131

Não querendo ser chato, mas acho que o título deveria ser:

BR-319 | Rodovia de ligação de Manaus (AM) e Porto Velho (RO).

Considerando que a rodovia tem sentido duplo, também pode ligar Porto Velho com o noroeste Amazônico.

Faria sentido também: "ligação do noroeste e sudoeste amazônico."

Mas como é meio óbvio que qualquer rodovia no mundo liga não apenas as cidades tangentes como também a região por onde passa a rodovia, acredito que o maior coerente e ético seria considerar no título as duas cidades polos que serão conectadas (Mao e Pvh).

Além disso, a rodovia sempre foi mais conhecida por Pvh - Mao que por BR-319, e de fato é uma rodovia que começa em uma e termina em outra capital. :p
Rafael_Rosato no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
manaus

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 10:15 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu