daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Infrastructure and Mobility Forums > Subways and Urban Transport

Subways and Urban Transport Metros, subways, light rail, trams, buses and other local transport systems



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old August 2nd, 2012, 05:03 AM   #2281
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 4 Pinheiros Station Bus Terminal


Quote:
Originally Posted by Marcio Staffa View Post









renders:







mopc no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
Old August 3rd, 2012, 03:05 AM   #2282
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Terms of Reference for future Line 19 - Campo Belo - Dutra


Quote:
Originally Posted by SavianoMarcio View Post
TERMO DE REFERÊNCIA

LOTE Nº 01 – PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO PROJETO FUNCIONAL DA LINHA 19 – CELESTE: CAMPO BELO – GUARULHOS, TRECHO PARI – GUARULHOS DA COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO – METRÔ.


1. INTRODUÇÃO
A Ligação Pari – Guarulhos promoverá uma ligação radial na Região Metropolitana de São Paulo – RMSP, ligando a região central da Capital com a região nordeste. Possui potencial para ser estendida até a região sul, atendendo a bairros como Itaim Bibi, Vila Olímpia e Campo Belo, com a possibilidade de prolongar-se até a futura estação Campo Belo.

O trecho, objeto deste termo de referência, para implantação de metrô com características similares às das linhas atualmente em operação, possui extensão aproximada de 14,6 km, cerca de 14 estações e trechos adicionais para manobra e estacionamento de trens após as estações Pari e Guarulhos (Tancredo Neves). Deverá ser estudada solução para pátio incluindo os respectivos acessos, cuja pesquisa de alternativas de localização também faz parte do objeto. O projeto desse trecho deverá oferecer flexibilidade suficiente para permitir sua implantação independente da implantação da futura Ligação Campo Belo – Pari, porém considerando a possibilidade dessas duas linhas virem a compor uma única linha, operando de Guarulhos a Campo Belo.

A diretriz, sugerida nos estudos da rede de metrô, tem início na estação Pari, passando pela rua Silva Teles, avenida Guilherme Cotching, buscando a direção da Via Dutra, prosseguindo pelas ruas Izidro Ortiz, da Cavalgada e André Santo, cruzando a Rodovia Fernão Dias nas proximidades da Rua Deus do Sol, seguindo pelas ruas Salvador Gaeta e Antônio Iervolino e avenidas Guarulhos e Monteiro Lobato, até a confluência das avenidas Presidente Tancredo de Almeida Neves, Antônio de Souza e rua José Campanella.
Ela permitirá ligar diretamente os subcentros do Pari, Vila Maria, Jardim Japão e Parque Novo Mundo com os centros dos municípios de São Paulo e Guarulhos, vindo a possuir autêntico caráter metropolitano.

Estão inicialmente previstas 14 estações, destacando-se Pari e Dutra, futuros locais de integração com a rede metroferroviária. As estações Silva Teles, Catumbi, Vila Maria, Curuçá, Jardim Japão, Jardim Guançã, Edu Chaves, Fernão Dias, Itapegica, Castelo Branco, Guarulhos e Tancredo Neves possuem potencial para atendimento à demanda lindeira e para integração com o serviço de ônibus.

A linha fará integração com a Linha 2 – Verde/15 na futura estação Dutra e, na futura estação Pari, com a futura Linha 21 (Pari - São Miguel) do Metrô, e com as linhas 10 – Turquesa / Expresso ABC e 11 – Coral da CPTM. Haverá conexão com importantes eixos de transporte coletivo por ônibus, tais como as avenidas Nadir Dias de Figueiredo e Conceição e as rodovias Fernão Dias e Presidente Dutra em São Paulo, e Humberto de Alencar Castelo Branco, Tiradentes, Paulo Faccini, Papa Pio XII e Otávio Braga de Mesquita em Guarulhos. Essas vias terão significativa redução de seus volumes de tráfego de ônibus, com a reorganização do transporte coletivo propiciada pela implantação da Ligação Pari-Guarulhos. Faz parte do estudo a quantificação desse benefício que redundará em menor emissão de poluentes e melhoria no trânsito da região.

A diretriz de traçado, bem como as localizações, quantidades e nomes de estações, mencionados neste termo, são meramente indicativos, podendo ser alterados durante o projeto ou em decorrência de estudos desenvolvidos pelo Metrô.

2. JUSTIFICATIVA
O estudo de rede futura do Metrô propõe alternativas para atender as mais diversas áreas da metrópole. A ligação em questão atenderá a população dos bairros já mencionados e, principalmente o município de Guarulhos, cuja ligação com São Paulo constitui um vetor com grandes congestionamentos de tráfego de automóveis e carente de metrô. Oferecerá alternativa ao transporte por ônibus desses bairros, que possuem linhas destinadas ao centro da Capital, passando por áreas de alta densidade de empregos.
Devido a sua diretriz de traçado se posicionar estrategicamente paralela à rodovia Presidente Dutra, oferecerá articulação com a Linha 2 – Verde/15 e com as linhas 10 – Turquesa / Expresso ABC, 11 – Coral e 12 – Safira da CPTM, passando a proporcionar flexibilidade de deslocamentos a toda a rede metroferroviária, que se tornará muito mais atrativa, ensejando estudos e proposições para integração com bicicletas e automóveis, principalmente os oriundos das duas grandes rodovias em sua área de influência.
Em resumo, a Ligação Pari – Guarulhos terá por funções articular a rede de transporte público, ligar polos regionais e reestruturar o sistema de ônibus de sua área de influência.

3. OBJETIVO
O objetivo deste termo de referência é estabelecer as condições, atividades e cronograma para a contratação de empresa de consultoria para a elaboração do projeto funcional da Ligação Pari – Guarulhos do Metrô de São Paulo.

Das Licitações do Metrô: http://www.metro.sp.gov.br/metro/lic...e%20Engenharia



Quote:
Originally Posted by SavianoMarcio View Post
TERMO DE REFERÊNCIA

LOTE Nº 02 – PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO PROJETO FUNCIONAL DA LINHA 19 – CELESTE: CAMPO BELO – GUARULHOS, TRECHO CAMPO BELO – PARI DA COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO – METRÔ.


1. INTRODUÇÃO
A Ligação Campo Belo – Pari tem diretriz radial, ligando a Região Sul com o Centro da Capital, passando por áreas de grande concentração de empregos e de geração e atração de viagens. Ampliará seu atendimento à Região Nordeste através da Ligação Pari-Guarulhos, servindo a importantes bairros como Vila Maria, Jardim Japão e Parque Novo Mundo e o próprio município de Guarulhos.

A Ligação Campo Belo – Pari, objeto deste termo de referência, para implantação de metrô com características similares às das linhas atualmente em operação, possui extensão aproximada de 11,7 km, cerca de 14 estações e trechos adicionais para manobra e estacionamento de trens após as estações Campo Belo e Pari. Faz parte do objeto o estudo de solução para pátio de manutenção e estacionamento, incluindo alternativas de localização e de enlaces com outras linhas.

A diretriz, sugerida nos estudos da rede de metrô, tem início na estação Campo Belo desenvolvendo-se sob as avenidas Santo Amaro e Brigadeiro Luís Antônio, passando pelo vale do Anhangabaú, rua Carlos Souza Nazaré e Mercado Municipal até chegar ao Pari, na área onde se localizava o antigo Pátio do Pari, da extinta Rede Ferroviária Federal S.A.

De Campo Belo ao Centro, atenderá aos subcentros do Brooklin, Campo Belo e Itaim Bibi, destacando-se o subcentro de Santo Amaro pela continuidade que se estabelecerá com a Linha 5 - Lilás. Nesta área, de grande atratividade de viagens, a implantação da linha potencializará a reestruturação do transporte coletivo por ônibus nos corredores Santo Amaro, Brigadeiro Luis Antônio e Nove de Julho, sobrepostas à diretriz da Ligação Campo Belo - Pari, ocasionando importantes benefícios ambientais e redução do tempo de viagem.

Do Centro ao Pari, atenderá aos importantes subcentros do Pari e Brás, que concentram movimentado polo de pronta entrega de roupas e acessórios e proporcionam intensas atividades de compras e empregos.

Estão inicialmente previstas 14 estações e integração com a Linha 5 – Lilás e com a futura Linha 17 – Ouro na estação Campo Belo, com a futura Linha 20 (Lapa – Rudge Ramos) na estação Hélio Pellegrino, com a Linha 2 – Verde na estação Brigadeiro, com a futura Linha 6 – Laranja na estação Bela Vista, com a Linha 3 – Vermelha na estação Anhangabaú, com a Linha 1 – Azul na estação São Bento e com a futura Linha 21 (Pari – São Miguel) do Metrô, linhas 10 – Turquesa / Expresso ABC e 11 – Coral da CPTM na futura estação Pari, passando assim a proporcionar flexibilidade de deslocamentos à toda área de influência da rede sobre trilhos.

Haverá conexão com importantes eixos de transporte coletivo por ônibus, tais como avenidas Santo Amaro/Nove de Julho e Brigadeiro Luis Antônio. Essas avenidas possuem tratamento para circulação prioritária dos ônibus, que terão significativa redução de seus volumes de tráfego. Faz parte do estudo a quantificação desse benefício que redundará em menor emissão de poluentes, alívio operacional dos corredores e melhoria no trânsito da região.

O projeto dessa ligação deverá oferecer flexibilidade suficiente para permitir sua implantação independente da implantação da futura Ligação Pari – Guarulhos, porém considerando a possibilidade dessas duas ligações virem a compor uma única linha, operando de Campo Belo à Guarulhos.

A diretriz de traçado, bem como as localizações, quantidades e nomes de estações, mencionados neste termo, são meramente indicativos, podendo ser alterados durante o projeto ou em decorrência de estudos desenvolvidos pelo Metrô.

2. JUSTIFICATIVA
O estudo de Rede Futura do Metrô propõe alternativas para atender as áreas centrais da metrópole. A ligação em questão atenderá a população dos bairros já mencionados, que constituem um vetor com grandes congestionamentos de tráfego de automóveis e carente de metrô. Oferecerá alternativa ao transporte por ônibus desses bairros, que possuem linhas destinadas ao centro, passando por áreas de alta densidade de empregos.

Devido a sua diretriz de traçado estar estrategicamente posicionada como uma bissetriz entre as Linhas 1 – Azul e 4 – Amarela, oferecerá articulação com linhas do Metrô e da CPTM, proporcionando flexibilidade de deslocamentos a toda área de influência da rede metroferroviária, que se tornará muito mais atrativa, ensejando estudos e proposições para integração com automóveis e bicicletas.

Essa linha proporcionará também melhor distribuição da demanda na rede, principalmente nas linhas 1 – Azul, 4 – Amarela e 5 – Lilás, aliviando seus carregamentos.

Em resumo, a Ligação Campo Belo - Pari terá por funções articular a rede de transporte público, ligar polos regionais, reestruturar o sistema de ônibus e melhorar a distribuição do carregamento de outras linhas de metrô.

3. OBJETIVO
O objetivo deste termo de referência é estabelecer as condições, atividades e cronograma para a contratação de empresa de consultoria para a elaboração do projeto funcional da Ligação Campo Belo – Pari do Metrô de São Paulo.

Das Licitações do Metrô: http://www.metro.sp.gov.br/metro/lic...e%20Engenharia
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 3rd, 2012, 08:07 PM   #2283
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 2 Monorail update

Quote:
Originally Posted by Paulo Arós View Post























mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 3rd, 2012, 08:31 PM   #2284
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Term of Reference for future Line 16 Cachoeirinha - Ipiranga


Quote:
Originally Posted by SavianoMarcio View Post
TERMO DE REFERÊNCIA

CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA O DESENVOLVIMENTO DO PROJETO FUNCIONAL DA LINHA 16 CACHOEIRINHA – IPIRANGA DO METRÔ DE SÃO PAULO.

1. INTRODUÇÃO
A Linha Cachoeirinha – Ipiranga promoverá uma ligação diametral na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), ligando as regiões Noroeste e Sudeste da Capital, passando pelo Centro. Atenderá bairros como Vila Nova Cachoeirinha, Limão, Parque Peruche, Imirim, Casa Verde, Bom Retiro, Brás, Cambuci, Ipiranga e Vila Prudente.

O trecho, objeto deste termo de referência, possui extensão aproximada de 17,2 km e trechos adicionais para manobra e estacionamento de trens após as estações Cachoeirinha e Ipiranga. Deverá ser estudada solução para pátio incluindo os respectivos acessos, cuja pesquisa de alternativas de localização também faz parte do objeto. Este estudo deverá conter soluções alternativas que minimizem a necessidade de grandes áreas para pátio.

O projeto deverá oferecer flexibilidade suficiente para permitir sua implantação em trechos operacionais, porém considerando a possibilidade dessa linha utilizar trens e pátios de outras linhas.

Estão inicialmente previstas 21 estações, destacando-se Casa Verde, Campos Elíseos, Paissandu, Pedro II, Largo do Cambuci e Ipiranga, futuros locais de integração com as seguintes linhas da rede metroferroviária:

- 23 (Lapa – Dutra) na estação Casa Verde;
- 7 – Rubi e 8 – Diamante na estação Campos Elíseos;
- 1 – Azul e 19 (Campo Belo - Guarulhos) na estação Paissandu (integrada com as estações São Bento e Correios, respectivamente);
- 3 – Vermelha, na estação Pedro II;
- 6 – Laranja, na estação Largo do Cambuci;
- 2 – Prolongamento e 10 – Turquesa, na estação Ipiranga.

As estações Cachoeirinha, Emílio Carlos, Zilda, Parque Peruche, Braz Leme, Anhembi, Visconde de Taunay, Aurora, Vinte e Cinco de Março, Glicério, Lins de Vasconcelos, Jardim da Glória, Museu do Ipiranga e Silva Bueno possuem potencial para atendimento à demanda lindeira e, principalmente, para integração com o serviço de ônibus, por interceptarem diversos corredores viários da região de atendimento.

A Linha 16 tem como função atender áreas a noroeste do Município de São Paulo que são servidas pelos corredores das avenidas Inajar de Souza, Deputado Emílio Carlos, Casa Verde, Engenheiro Caetano Álvares e Braz Leme e que chegam ao Centro através da Avenida Rio Branco. Também propiciará melhor distribuição dos passageiros oriundos das linhas 2 – Prolongamento, 6 – Laranja, 10 – Turquesa e 18 (Tamanduateí – Alvarengas), que tem como destino áreas centrais da cidade, contribuindo para o equilíbrio de carregamento da rede, principalmente a Linha 2 - Verde.

Haverá conexão com importantes eixos de transporte coletivo por ônibus, tais como as avenidas Inajar de Souza, Deputado Emílio Carlos, Engenheiro Caetano Álvares, Casa Verde, Braz Leme, Rio Branco, Lins de Vasconcelos, Nazaré e Rua dos Patriotas / Capitão Pacheco Chaves. Essas vias poderão ter significativa redução de seus volumes de tráfego de ônibus, com a reorganização do transporte coletivo propiciada pela implantação da Linha 16 (Cachoeirinha - Ipiranga), conforme estudo a ser desenvolvido no projeto funcional. Em função de suas particularidades, também faz parte do estudo:

- A análise da acessibilidade (em seus diversos níveis) e proposição de adequações locais, visando melhorias de circulação e acesso de pedestres e veículos na área lindeira às estações;
- A quantificação do benefício que redundará em menor emissão de poluentes e melhoria no trânsito da região, em função da reorganização do transporte propiciada pela linha. A diretriz sugerida nos estudos da rede de metrô para a Linha 16, a partir da Estação Cachoeirinha, segue predominantemente na direção noroeste-sudeste, acompanhando o eixo das avenidas Inajar de Souza e Deputado Emílio Carlos. Em seguida toma a direção das ruas Bartolomeu Bermejo e Zilda, até cruzar com a Avenida Engenheiro Caetano Álvares, seguindo pelo eixo da Avenida José de Brito de Freitas. Atravessa a Avenida Casa Verde e passa sob a Rua Carandaí, direcionando-se para o Campo de Marte. Ao cruzar a Avenida Braz Leme, toma a direção da Rua Brazeliza Alves Carvalho e passa sob o Rio Tietê. Segue por alguns metros na Rua Visconde de Taunay e em seguida direciona-se para a Avenida Rio Branco, por onde segue até chegar ao Largo do Paissandu. Prossegue pela Avenida São João, atravessa a Rua Vinte e Cinco de Março e o Parque Dom Pedro II, cruzando o Rio Tamanduateí, até chegar à Rua Luís Gama, por onde segue cruzando novamente o Rio Tamanduateí. Continua pela Avenida Lins de Vasconcelos até a altura da Rua Antônio Tavares, de onde se direciona para leste, até atingir o eixo da Rua Coronel Diogo. Passa sob o eixo da Rua dos Patriotas e Capitão Pacheco Chaves até atingir a Estação Ipiranga.

No projeto funcional da Linha 16 (Cachoeirinha – Ipiranga) deverão ser levantadas e consideradas todas as interferências de grande porte tais como favelas, obras de arte (de engenharia), melhorias ou ampliações previstas para o sistema viário, linhas de transmissão de energia elétrica, adutoras, emissários de esgoto e etc., bem como soluções para sua transposição ou remanejamento e compatibilização de projetos, quando couber. Bens tombados pelos institutos de defesa do patrimônio histórico, cultural, arquitetônico e natural (IPHAN, CONDEPHAAT, CONPRESP) também deverão ser levantados e considerados em projeto.

A diretriz de traçado, bem como as localizações, quantidades e nomes de estações, mencionados neste termo, são relativos ao estudo preliminar e podem ser alterados no decorrer da elaboração do projeto funcional.

2. JUSTIFICATIVA
O estudo de rede futura do Metrô propõe alternativas para atender as mais diversas áreas da metrópole. A linha em questão atenderá a população das áreas já mencionadas, principalmente a das Zonas Norte e Noroeste, separadas do restante da cidade pelo Rio Tietê. A população residente no Centro Expandido do município de São Paulo, especialmente as que vivem nos distritos de Bom Retiro, República, Sé, Cambuci, Vila Mariana e Ipiranga também será beneficiada. Além disso, beneficiará indiretamente a população das regiões leste e sudeste da cidade, por configurar nova alternativa de acesso ao Centro.
Devido a sua diretriz de traçado em formato diametral e sua articulação com as linhas da rede metroferroviária, a Linha 16 (Cachoeirinha – Ipiranga) proporcionará flexibilidade de deslocamentos, tornando-a muito mais atrativa, ensejando estudos e proposições para integração com bicicletas e automóveis, principalmente os oriundos do sistema viário de sua área de influência.

Em resumo, a Linha 16 terá por funções articular a rede de transporte público, ligar polos regionais e reestruturar o sistema de ônibus de sua área de influência.

3. OBJETIVO
O objetivo deste termo de referência é estabelecer as condições, atividades e cronograma para a contratação de empresa para a elaboração do projeto funcional da Linha 16 (Cachoeirinha – Ipiranga) do Metrô de São Paulo.

Das licitações do Metrô: http://www.metro.sp.gov.br/metro/lic...e%20Engenharia
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 4th, 2012, 12:06 AM   #2285
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Historical comparison on Line 9 - then and now


Quote:
Originally Posted by Ramos View Post

Ponte sobre o Rio Jurubatuba (2000)

http://www.fiesp.com.br/logistica/pd...es%20FIESP.pdf

Ponte sobre o Rio Jurubatuba (2012)


http://www.fiesp.com.br/logistica/pd...es%20FIESP.pdf

Região próxima ao Autódromo de Interlagos (2000)

http://www.fiesp.com.br/logistica/pd...es%20FIESP.pdf



Estação Autódromo (2007-atualmente)


http://oglobo.globo.com/fotos/2007/10/17/

Estação Interlagos (1957-1979)

http://www.estacoesferroviarias.com....lagos-orig.htm

Estação Interlagos (1992-2001)


http://www.estacoesferroviarias.com....rlagos-nov.htm

Estação Primavera - Interlagos (2008-atualmente)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Esta%C3...era-Interlagos

Estação Grajaú (1992-2001)

http://www.fiesp.com.br/logistica/pd...es%20FIESP.pdf

Estação Grajaú (2008 - atualmente)

http://www.cptm.sp.gov.br/E_REDECPTM...cao.asp?menu=9
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 4th, 2012, 03:30 AM   #2286
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 2 Monorail update


Quote:
Originally Posted by sergiomazzi View Post



















mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 4th, 2012, 05:16 AM   #2287
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 8 Extension to Alphaville/ Tamboré - plans start for either monorail or light rail

Quote:
Originally Posted by Green Eyes View Post
Trens para a vizinhança

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foi autorizada pelo governador Geraldo Alckmin a contratar projeto funcional e estudo de viabilidade visando à implantação do prolongamento da Linha 8-Diamante (Júlio Prestes-Itapevi) até Alphaville e Tamboré, em Barueri, na zona oeste da Grande São Paulo. O projeto funcional indicará qual o melhor sistema para atender a população da região, se Veículo Leve sobre Trilho (VLT) ou monotrilho. Também será avaliado o melhor traçado para o novo ramal, a localização das estações, dos pátios e das oficinas, além da viabilidade econômica do projeto. O investimento será definido ainda este ano, quando os estudos forem concluídos.

Finalmente, o governo começa a dirigir sua atenção para uma grande parcela da população que, nos últimos anos, passou a morar em pontos distantes da capital, na região metropolitana. Parte dessas pessoas deixou a cidade de São Paulo por causa do alto custo de vida, provocado principalmente pelo preço dos aluguéis; outras, foram atraídas pelos empreendimentos imobiliários que ofereciam conforto, contato com a natureza e segurança. Houve ainda uma forte migração de empresas que encontraram em Barueri vantagens tributárias para se instalar. Quem se mudou para a região, no entanto, manteve o vínculo com a capital, seja por causa do trabalho, dos estudos ou do lazer. Milhares de trabalhadores de São Paulo, por sua vez, viajam até Alphaville ou Tamboré, diariamente, em ônibus, que podem ser fretados pelas companhias onde trabalham.

A Rodovia Castelo Branco, principal ligação entre Barueri e a capital, há muito está com a capacidade esgotada e mais parece uma extensão das Marginais do Pinheiro e do Tietê, tal o intenso e contínuo movimento que apresenta. O reflexo dessa sobrecarga compromete também o Trecho Oeste do Rodoanel Mario Covas e a já superlotada Rodovia Raposo Tavares, vias utilizadas pela população de Barueri para driblar o congestionamento da Castelo Branco. Normalmente, as rotas de fuga também apresentam grandes congestionamentos.

Esses deslocamentos diários provocam na região metropolitana grande impacto ambiental e econômico. O aumento da violência do trânsito, e do custo do transporte de carga, e a necessidade de ampliação dos serviços públicos são algumas das consequências. A solução apontada pela maioria dos especialistas em mobilidade é o transporte sobre trilhos.

A decisão do governador Geraldo Alckmin é, portanto, sensata. E tão importante quanto a expansão dos trilhos rumo a essas cidades-dormitório ou novos núcleos empresariais são os investimentos em estações-garagens do metrô, anunciados em fins do ano passado. O plano visa a reduzir o ingresso de veículos vindos de municípios vizinhos na caótica malha viária da capital. Seguindo o Plano de Expansão da Companhia do Metropolitano de São Paulo, as cinco principais rodovias que desembocam na cidade - Bandeirantes, Régis Bittencourt, Raposo Tavares, Dutra e Anhanguera - ganharão novos ramais e bolsões de estacionamento entre 2020 e 2030.

A execução do plano deve ser prioritária nas agendas dos governos federal, estadual e também das prefeituras das cidades médias vizinhas da capital. São Paulo recebe, diariamente, mais de 1 milhão de pessoas vindas de municípios vizinhos para trabalhar ou estudar. É essencial dar a essa multidão, que equivale à população de municípios como Guarulhos e Campinas, condições de chegar e sair da capital de maneira mais organizada, segura e confortável.

Quanto mais trilhos houver na região metropolitana, e quanto mais rapidamente forem implantados, melhor será para todos os municípios. Segundo o secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, a Linha 8 da CPTM passa ao lado de Alphaville e de Tamboré, em Barueri, "há muitos e muitos anos", mas nunca houve pressão por parte da população pela ligação ferroviária. "De cinco anos para cá, a região começou a discutir o assunto. Nós, agora, decidimos assumir de vez essa questão." Finalmente.


http://www.estadao.com.br/noticias/i...-,910356,0.htm
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 4th, 2012, 05:27 AM   #2288
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

CPTM bids purchase of 65 new trains - with the new purchase 85% of CPTM's rolling stock will be renovated. Since 2006, 105 new trains have already been purchased, 74 of which are in already use, the rest being delivered. First trains of new batch to arrive by 2014.


Quote:
Originally Posted by PHCastro View Post
CPTM lança edital para compra de 65 trens

02/08/2012

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) lança nesta sexta-feira (03/08) a licitação nacional para a compra de 65 trens, totalizando 520 carros. O anúncio será feito pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, em uma cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, às 10h30. Os trens serão financiados pelo Tesouro do Estado de São Paulo.

Segundo o presidente da CPTM, Mário Bandeira, a escolha da concorrência nacional tem como objetivo incentivar a produção brasileira. Durante apresentação do projeto da nova escola ferroviária do Senai, nesta quinta-feira (02/08), Bandeira defendeu a produção nacional dizendo que os 13% de diferença de preço obtida pelo governo do Rio em relação aos trens chineses comprados para a Supervia não cobre o que seria gerado de receita com os impostos aqui no Brasil, além da geração de empregos. O presidente da CPTM disse que o Brasil tem cinco fábricas de trens (Alstom, Siemens, CAF, Bombardier e Hitachi/Iesa) e que é ‘absurdo’ comprar trens do exterior. Ele foi aplaudido pelo presidente da Fiesp, Paulo Skaf, e pelo do Simefre, José Martins.

Os trens começarão a ser entregues pelo vencedor da concorrência em 18 meses. Eles serão equipados com Automatic Train Control (ATC), Automatic Train Operation (ATO) e Communications-Based Train Control (CBTC).

Com os novos trens, a CPTM passará a ter 242 trens, totalizando 1.872 carros. Hoje, a frota é composta por 177 trens, somando 1.352 carros.

Quote:
GOVERNO DO ESTADO AUTORIZA AQUISIÇÃO DE MAIS 65 NOVOS TRENS PARA A FROTA DA CPTM

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta sexta-feira, 3, a CPTM a iniciar a concorrência nacional para aquisição de 65 novos trens, formado por 8 carros cada um, totalizando 520. O edital de licitação será publicado no Diário Oficial de sábado, 4. Com essa compra, além de reforçar a frota da Companhia, o Estado mantém aquecida a indústria ferroviária brasileira.

Trata-se da maior aquisição de trens realizada em um único certame pelo Governo do Estado de São Paulo. Com esse novo lote, 85% da frota metropolitana será completamente renovada. Desde 2006, já foram adquiridas 105 composições, das quais 74 já estão em operação em diversas linhas da CPTM. As demais serão entregues gradativamente até 2013.

A exemplo das últimas unidades entregues à CPTM, as novas composições serão equipadas com tecnologia de ponta, ar-condicionado, itens de acessibilidade e câmeras de vigilância em todos os carros.

Seguindo o modelo da série 8.000, que circula na Linha 8-Diamante [Júlio Prestes-Itapevi], os trens terão salão contínuo de passageiros [passagem livre entre os carros] e serão acessíveis para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, contando com dispositivos para orientar usuários com deficiência auditiva [mapa dinâmico] e visual [áudio]. Os sistemas de informação audiovisual são compostos por monitores de vídeo e displays, além de sinalização de abertura e fechamento de portas.

Com 170 metros de comprimento, a parte externa do trem seguirá o padrão adotado pela CPTM no processo de modernização da frota e contará com design arrojado, layout moderno e funcional no seu interior.

Os trens a serem adquiridos poderão circular em qualquer linha da CPTM, uma vez que virão equipados com equipamentos de bordo para CBTC [Communications-Based Train Control], ATC [Automatic Train Control] e ATO [Automatic Train Operation].

A previsão é que os primeiros trens comecem a ser entregues a partir de 2014, uma vez que o edital de licitação prevê o prazo de 18 meses a contar da data de emissão da Ordem de Serviço [OS]. O cronograma será definido após a conclusão do certame.

Mais empregos e especialização da mão de obra

O empenho de São Paulo para expandir a malha ferroviária reativou a produção nacional. Nos últimos anos, a indústria ferroviária sustentava-se com exportações para os metrôs de Santiago do Chile, Buenos Aires e Nova Iorque.

Além de gerar novos negócios e aquecer o mercado metroferroviário, o Governo do Estado de São Paulo tem contribuído para o aumento de empregos no setor. Em 2011, a indústria nacional gerou cerca de 30 mil empregos diretos e indiretos e obteve faturamento de R$ 4,3 bilhões. A produção seguirá forte nos próximos anos. Para 2012, a estimativa é de crescer 5% em empregos e faturamento, segundo dados do próprio setor.

Os investimentos do Estado para a melhoria do transporte público metroferroviário também trazem outros benefícios para o setor industrial como a qualificação e aumento no volume de mão de obra especializada, além de ampliar as chances para a indústria crescer e tornar-se mais competitiva no mercado mundial.

A retomada da indústria não se limita à fabricação de carros de passageiros. Utilizando tecnologia de última geração, o Metrô e a CPTM estão recebendo investimentos tecnológicos para um novo sistema de sinalização. O CBTC, juntamente com o ATO, permitirá a redução dos intervalos entre os trens, além de incluir funções de automatismo como regulagem do sistema e abertura e fechamento de portas, entre outras.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 4th, 2012, 04:59 PM   #2289
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

São Paulo State government opens public tender for 4 new metro lines, totalling 99km of extension:

Line 19 - Campo Belo - Guarulhos
Line 22 - (maybe as a monorail) Cotia (southwest)
Line 23 - Lapa - Via Dutra (Northern Arc)
Line 16 - Cachoeirinha - Ipiranga (North-Southeast)

In addition, two new lines are already in tender process: Line 6 (phase I, Brasilândia - São Joaquim - northwest - center) and Line 20 (12km - Moema - Lapa - central/south - west)

So São Paulo has 6 fully new subway lines in the oven, plus three already under construction: Line 2 metro extension (fictionally called line 15 but an extension of Line 2), Line 2 Monorail (will probably be renamed), line 17 (South-Southwest Monorail) and Line 5 extension (Adolfo Pinheiro - Chácara Klabin, fully underground, 11 stations, the most important extension at this moment).

So current network 335km (75km of CMSP/Metro; 260 of CPTM)

99 km of four new lines revealed today
11 km of line 5
20 km of Line 2 Monorail
12 km of line 20
18 km of Line 17 Monorail (8km phase I + 10km phase II and III)
33 km of line 6 (fully underground - phase I will be only circa 15km)
12 km of line 15 (actually line 2)

205 km of new subway lines (not including Line 13 Guarulhos/Airport, a CPTM line which is already in tender and will start construction in 2013, about 15km but partly using existing Line 12 tracks), and not including planned Light Rail or Monorail Line 8 extension to Alphaville/Tamboré (still vague).

So São Paulo would exceed 530 km of single-fare, metro-like rail service when all these plans are completed (many are very likely to change) by 2035, give or take a decade.

Map:







Quote:
Originally Posted by dinhojdal View Post
Governo abre licitações para quatro novas linhas de metrô
Publicidade
JOSÉ BENEDITO DA SILVA
EDITOR-ADJUNTO DE "COTIDIANO"
EDUARDO GERAQUE
DE SÃO PAULO

O governo paulista abriu licitações para contratar os projetos funcionais de quatro novas linhas de metrô, além de uma extensão, em um total de 99 km, mais do que toda a rede atual, que é de 74 km.



O projeto funcional determina, entre outros, a localização exata e o tamanho das estações, a demanda de usuários e alternativas de traçado.

Não há prazo para o início das obras, mas nenhum desses novos ramais deve ficar pronto antes de 2020.

Duas linhas avançarão fora da capital: uma para Guarulhos, segunda maior cidade paulista, e outra para Cotia.

A de Guarulhos, em metrô convencional (subterrâneo), cruzará a região central rumo ao sul e chegará a áreas valorizadas da capital, como Campo Belo, Brooklin e Itaim Bibi.

Já a de Cotia, que pode ser monotrilho (trem sobre elevado) seguirá pelo eixo da rodovia Raposo Tavares, saindo do Morumbi e passando pela Granja Viana, região de condomínios, e vários bairros densamente povoados.

Uma das linhas mais importantes será a 23, paralela à marginal Tietê, que ligará a Lapa à via Dutra e cruzará bairros como Freguesia do Ó, Casa Verde, Limão e Santana.

Concluída, ela fechará um anel metroviário em torno do centro da capital, ampliando consideravelmente as integrações das linhas do metrô.

A quarta linha nova irá conectar a Cachoeirinha (zona norte) ao Ipiranga (sul), passando por áreas importantes do centro paulistano, como Bom Retiro, Brás e Cambuci.

O governo vai ainda contratar o projeto funcional da extensão da linha 20-rosa (Lapa-Moema), que também está em licitação. O prolongamento irá de Moema à av. Rudge Ramos, em São Bernardo do Campo.

Editoria de Arte/Folhapress


O consultor privado Peter Alouche, que trabalhou por volta de três décadas no setor público, elogia o fato de o Metrô lançar vários projetos funcionais de uma única vez.

"É muito bom para a cidade e a comunidade técnica, porque permite que São Paulo tenha um menu de alternativas de linhas para serem submetidas à sociedade e poder público para análise."

Mas alerta. "Com projetos prontos, não se deve implantá-los de forma precipitada. As discussões públicas, que muitas vezes melhoram os projetos, são fundamentais".

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) pretende triplicar a rede até 2018, passando de 74 km para 200 km --atingiria, com isso, a dimensão atual do sistema de Paris (213 km). Desde que chegaram ao poder, em 1995, os tucanos construíram 25 km em 17 anos.

As novas linhas mais adiantadas hoje são a 6-laranja (Brasilândia-centro), 17-ouro (Congonhas-Morumbi) e 18-bronze (São Paulo-ABC) --as duas são monotrilho. Já estão em obras as extensões das linhas 5-lilás (Santo Amaro a Chácara Klabin), 4-amarela (Butantã a Taboão da Serra) e 2-verde (Vila Prudente a Cidade Tiradentes).

http://www1.folha.uol.com.br/cotidia...de-metro.shtml

Last edited by mopc; August 4th, 2012 at 06:02 PM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 4th, 2012, 05:00 PM   #2290
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 20 news


Quote:
Originally Posted by PHCastro View Post
Estado de São Paulo inicia chamamento público para estudos de viabilidade da Linha 20 do Metrô

O Estado de São Paulo, por intermédio do Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas (CGPPP) e da Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM), publicou o Chamamento Público nº 2/2012 "para a apresentação, por eventuais interessados, de manifestação de interesse para desenvolvimento de estudos e modelagem para a Linha 20 Rosa da Rede Metroviaria de São Paulo".

O chamamento público teve origem com a Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada (MIP) apresentada pela Investimentos e Participações em Infra-estrutura S.A. – INVEPAR. A previsão de investimento no projeto é de R$ 7.500.000.000,00 (sete bilhões e quinhentos milhões de reais).

A Linha 20 Rosa interligará os municípios de São Paulo e São Bernardo do Campo e terá aproximadamente 25 (vinte e cinco) km de extensão (o trecho prioritário, foco dos estudos de viabilidade, é de 12,3 km). Será predominantemente subterrânea e promoverá a articulação da rede metroferroviária com os corredores de transporte coletivo ao longo do seu traçado.

Os estudos envolvem: projeto de engenharia; estudos de demanda; estimativas de receitas; estimativas de custos e despesas; análise de viabilidade econômico-financeira; modelo de remuneração da SPE; análise dos aspectos legais; e modelo de contratação.

O valor total do ressarcimento aos autores dos estudos selecionados pelo Estado será de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais). O pedido de autorização para a realização dos estudos deve ser feito no prazo de 30 (trinta) dias e o prazo para a preparação dos estudos será de 240 (duzentos e quarenta) dias.


Quote:
Originally Posted by Green Eyes View Post
Metrô abre prazo para receber projetos de nova linha em São Paulo


O Metrô de São Paulo abriu nesta sexta-feira inscrições para empresas interessadas em apresentar projetos de estudo para a futura linha 20-rosa. Em sua primeira fase, a nova linha deverá ligar os bairros da Lapa (zona oeste) e Moema (zona sul).

De acordo o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, a linha deve estar funcionando, no melhor cenário, apenas daqui a sete anos.

A linha terá 12,3 km de extensão com 14 estações, em locais como a avenida Rebouças e Faria Lima, praça Panamericana e Jardins. Ela terá conexões com outras linhas do metrô, como a 4-amarela, 2-verde e 5-lilás, e da CPTM, como a 7-rubi, 8-diamante e 9-esmeralda.

As empresas que têm intenção em desenvolver o projeto têm 30 dias para manifestar interesse.

Após esse prazo, elas terão 210 dias para apresentar os estudos e modelagens, que serão analisados por uma comissão composta por representantes do Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas, Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos, Companhia Paulista de Parcerias, Procuradoria Geral do Estado e da Unidade de Parceria Público-Privada.

A abertura da licitação para a nova linha deve acontecer no fim desde processo, apenas no ano que vem.

De acordo com o secretário, a linha 20-rosa tem demanda estimada em 600 mil passageiros por dia. Segundo o secretário, ela irá ajudar a desafogar o movimento na linha 9-esmeralda da CPTM.

"A linha 9 está se tornando uma linha carregada porque recebe todos do Grajaú, da linha lilás. É preciso ter linhas auxiliares paralela a ela, e a linha 20 se encaixa perfeitamente", disse o secretário.

TRENS DA CPTM

O governo de São Paulo irá abrir licitação na próxima segunda-feira (6) para a compra de 65 novos trens que estarão presentes das linhas da CPTM.

O objetivo e aumentar a oferta e diminuir para três minutos os intervalos de um trem para o outro nas estações, que hoje chegam a seis minutos.

A previsão do governo é abrir as propostas no dia 11 de setembro e assinar o contrato das aquisições até outubro deste ano. A licitação prevê dois lotes --um de 35 trens e o outro de 30--, para acelerar a entrega dos trens, mas uma mesma empresa poderá vencer os dois.

A entrega dos trens pelas empresas deverá ocorrer entre 18 meses e 36 meses após a data da assinatura do contrato.


http://www1.folha.uol.com.br/cotidia...ao-paulo.shtml
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 5th, 2012, 05:19 PM   #2291
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 20 news

Video: "Metro calls on companies interestede in building Line 20"


----

Line 20 Overview by Marcio Staffa, from the Brazilian forum:


Quote:
Originally Posted by Marcio Staffa View Post
Linha 20-Rosa do Metrô SP Lapa / Moema

Obtivemos o mapa oficial da Rede Futura do Metro de São Paulo, a Linha 20-Rosa do Metrô terá 12.3Km com 13 estações Ligará a Futura Estação Lapa Linha 20-Rosa até a Estação Moema onde será integrada com a Linha 5-Lilás do Metrô, passando pela futura estação de Juscelino Kubistcheck Linha 19-Celeste, e Estação Faria Lima da Linha 4-Amarela.

Segundo estudo preliminar da companhia, a linha 20 vai fazer a ligação entre os bairros Lapa (zona oeste) e Moema (zona sul) e deve ter, quando concluída, 14 paradas no trecho.

O projeto também prevê a criação das novas estações Aurélia e Cerro Corá na linha 2-verde, que serão ligadas à Vila Madalena.

De acordo com o edital, o valor estimado do Metrô para o investimento nas obras é de R$ 3.145.067,68, sendo que 60% poderá ser aplicado neste ano e 40% em 2013. O contrato terá duração por dez meses.

A concorrência é aberta à empresas brasileiras e estrangeiras --desde que estas tenham representação legal no Brasil com e sejam autorizadas a responder administrativa ou judicialmente.

De acordo com o edital, os documentos, as propostas técnicas e as comerciais deverão ser entregues no dia 5 de setembro, às 9h, na Sessão Pública de Recebimento.

A licitação será do tipo técnica e preço e os serviços serão realizados sob regime de empreitada por preço unitário.

Estações da Linha 20-Rosa do Metrô de São Paulo;

Lapa
Pio XI
São Gualler
Panamericana
Pedroso Moraes
Faria Lima (acesso a Linha 4-Amarela)
Rebouças
Jardim América
Jardim Europa
Juscelino Kubistcheck
Hélio Pellegrino (acesso á Linha 19-Celeste)
Vila Helena
Moema (acesso ás estações Moema Linha 5-Lilás e Linha 19-Celeste)



Linha 20-Rosa do Metrô SP terá lojas subterrâneas e acesso a prédios

Com uma demanda que, segundo os estudos do Metrô, não interfere no funcionamento das demais linhas do sistema, e localizada em um dos três principais centros financeiros e comerciais da cidade, a Linha 20-Rosa deverá ser um complexo de galerias subterrâneas, com lojas e acessos por baixo do solo às torres que compõem a paisagem da Avenida Brigadeiro Faria Lima.

Embora o projeto básico da linha ainda não tenha sido feito, o secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, diz que o Metrô vai "inovar" com essa construção. "Se tivesse isso na Avenida Paulista, não teríamos aquele sufoco na Estação Paulista-Consolação.

O usuário desceria na estação e seguiria pela galeria até a superfície. Não tem sentido você transportar 100 mil pessoas por apenas uma estação. Na Consolação, a pessoa pega o metrô para descer na Trianon", diz Fernandes.

A ideia é aproveitar as características já existentes na Faria Lima. "Á área tem um valor de m² altíssimo, uma concentração fantástica de negócios. Será uma bela oportunidade de criar um modelo de metrô novo."

PPP. A futura PPP da Linha 20 será diferente, por exemplo, do que ocorreu na Linha 4-Amarela, a primeira feita no País. No lugar de construir a linha e repassar a administração ao parceiro, na Linha 20 o Estado vai apenas ditar as diretrizes do projeto. Os projetos e as obras serão feitos pelo parceiro privado.

O governo, porém, tem cerca de R$ 2 bilhões, segundo o secretário, para investir na linha. O recurso vem de Cepacs - títulos imobiliários oferecidos pela Prefeitura durante a Operação Urbana Faria Lima.

mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 5th, 2012, 09:50 PM   #2292
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

News - São Paulo State government wants regional trains for Jundiaí, Sorocaba and Santos (each line less than 100 km). Preliminary projects for the Jundiaí line are already completed.


Quote:
Originally Posted by Green Eyes View Post
Governo quer oferecer trem da capital para o interior e litoral de SP

Ao menos três megaprojetos desenvolvidos pelo governo de São Paulo prometem colocar, novamente, os trens nos trilhos no Estado.

O primeiro plano que começa a deixar o papel é o que quer refazer a histórica ligação entre a capital e Jundiaí.

Os planos da gestão Alckmin é colocar em cinco anos, no máximo, trens diretos entre a Água Branca (zona oeste) e o centro de Jundiaí, que desde o século 19 é abastecido de uma ferrovia.

Jundiaí recebe trens desde 1867 e recebeu trens da Fepasa até janeiro de 1999.

Para esse projeto já foram concluídas as audiências públicas (indispensáveis para grandes licitações) e está pronto o projeto funcional, que aponta sua viabilidade e define até estações.

Santos e Sorocaba são outros dois destinos considerados prioritários para o governo por possuírem demandas por transporte público.

Principalmente de pessoas que moram nessas localidades, mas trabalham todos os dias na capital -fazendo o chamado "bate-volta".

Essas cidades já possuem linhas férreas com ligação com a capital, o que facilita a execução desses projetos porque são reduzidos os valores e prazos de desapropriações.

Rodrigo Marcondes/Folhapress

Expresso turístico que sai da Estação da Luz, na região central, com destino à Jundiaí
Para Santos e Sorocaba, os trens existentes são apenas para transporte de carga.

Para Jundiaí, até existe trem para passageiros diariamente, mas é pela CPTM. Isso significa uma hora e meia de viagem com 16 paradas pelo caminho e, ainda, a necessidade de uma baldeação em Francisco Morato, já na Grande São Paulo.

O governo ainda não sabe quanto custará uma passagem nesse trem. A viabilidade da volta desse transporte é, porém, oferecer uma opção mais barata para quem usa o carro, pagando pedágios.

MARCA DE GOVERNO

Além de não ser um projeto tão complicado quanto construir uma linha de metrô ou um trecho do Rodoanel, a possibilidade da volta dos trens é factível por contar com empenho especial do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Ele quer chegar a 2014, quando deve candidatar-se à reeleição, com as obras em andamento e poder colher os frutos pela implantação de um transporte aprovado por economistas a ecologistas.

O tucano quer uma marca forte para seu governo.

Em 2013, a administração Alckmin deve fazer novos estudos e pode ampliar o número de projetos. Serão estudadas regiões como Campinas e São José dos Campos.


http://www1.folha.uol.com.br/cotidia...al-de-sp.shtml
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 7th, 2012, 07:03 AM   #2293
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 8 trains and a few others


Quote:
Originally Posted by Lucas 5131 View Post
PASSEIO PELA LINHA 8 NO DOMINGO...













mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 8th, 2012, 08:43 PM   #2294
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 2 Monorail update







mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 9th, 2012, 06:41 AM   #2295
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

CPTM - headway will drop to 3 minutes with 65 new trains by 2014, currently Line 9 has 4 minute headways

Quote:
Originally Posted by OsascoStation2007 View Post
Atualizado em 08/08/2012

Intervalo entre os trens cai para 3 minutos, mas somente em 2014

Nas linhas que cortam a região Oeste os intervalos são de, atualmente, 4 minutos na linha 9 e de 5 minutos na 8


Da redação
([email protected])

A partir de 2014, o intervalo médio entre os trens vai cair para 3 minutos. A maior velocidade será obtida a partir da entrada em operação de 65 novos trens, cuja licitação para compra foi aberta, na última sexta-feira, pelo governo do Estado, aliada a um reforço na rede elétrica que alimenta os ramais.

Nas linhas que cortam a região Oeste os intervalos são de, atualmente, 4 minutos na 9 (de Osasco ao Grajaú) e de 5 minutos na 8 (de Itapevi a Júlio Prestes). Mas, em horários de pico, eles chegam a duplicar.

De acordo com o governo do Estado, os novos trens terão oito carros e seguirão o mesmo modelo dos comprados recentemente, sem divisão entre os vagões. As primeiras unidades devem começar a ser entregues em 2014, já que o edital de licitação prevê o prazo de 18 meses a contar da data de emissão da Ordem de Serviço [OS]. O cronograma será definido após a conclusão da concorrência.

A CPTM informou também que os novos trens poderão circular em qualquer linha, pois virão equipados com equipamentos de bordo para CBTC (Communications-Based Train Control), ATC (Automatic Train Control) e ATO (Automatic Train Operation), que permitem essa adaptação. Já o número de composições para cada ramal ainda não foi definido.

http://webdiario.com.br/?din=view_noticias&id=70120
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 9th, 2012, 04:41 PM   #2296
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 17 monorail update













by Marcio Staffa

original post
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 10th, 2012, 02:16 AM   #2297
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 5 official construction update video






Some stills I made:

Adolfo Pinheiro station (to be opened by late 2013)








Phase II stations (to open by 2016)

Chácara Klabin station (connection to line 2)


Eucaliptos station


Hospital São Paulo station


Moema station
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 10th, 2012, 02:19 AM   #2298
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 2 Monorail official construction update video for July 2012

Quote:
Originally Posted by fire_anderson View Post
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 10th, 2012, 02:27 AM   #2299
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Renovated train for Line 3



by robssouza
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old August 10th, 2012, 02:28 AM   #2300
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,248
Likes (Received): 12020

Line 5 official construction update video






Some stills I made:

Adolfo Pinheiro station (to be opened by late 2013)








Phase II stations (to open by 2016)

Chácara Klabin station (connection to line 2)


Eucaliptos station


Hospital São Paulo station


Moema station
mopc no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
metro, são paulo, subway, trains

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Related topics on SkyscraperCity


All times are GMT +2. The time now is 12:22 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2018, vBulletin Solutions Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

tech management by Sysprosium