daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Infrastructure and Mobility Forums > Subways and Urban Transport

Subways and Urban Transport Metros, subways, light rail, trams, buses and other local transport systems



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old October 24th, 2013, 09:57 PM   #2881
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Line 15 Monorail - the beast reveals itself

Quote:
Originally Posted by sergiomazzi View Post
Agora sim! Ainda sem os adesivos:



mopc no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
Old October 27th, 2013, 09:29 PM   #2882
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Line 15 Monorail - first picture of full length Innovia 300 7-car trainset



by forumer ncjrsa

original post
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old October 30th, 2013, 07:20 PM   #2883
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Line 15 Monorail - Sao Paulo governor visits monorail (local TV)

http://globotv.globo.com/rede-globo/...entes/2922451/

screenshots









mopc no está en línea   Reply With Quote
Old October 30th, 2013, 08:25 PM   #2884
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Oficial pic

mopc no está en línea   Reply With Quote
Old October 31st, 2013, 09:36 AM   #2885
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Slightly better pics

Quote:
Originally Posted by sergiomazzi View Post

"Ólhe menino! Ih Num é que pode ser verdade sô, ora pois"........

Fonte: http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoti...-u-populauuo#6 (todos os créditos para Edson Lopes Jr.)






mopc no está en línea   Reply With Quote
Old October 31st, 2013, 08:10 PM   #2886
Gutovsky
Registered User
 
Gutovsky's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: São Paulo
Posts: 9,275
Likes (Received): 6039

Our monorail will have a greater capacity than many regular subway systems in the world!
__________________
Vinho e Gastronomia - Desfrutar sem complicar é o melhor de tudo!
Gutovsky no está en línea   Reply With Quote
Old November 2nd, 2013, 04:58 AM   #2887
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Line 6 - public tender attracts one single proposal, by Odebrecht. Line 6 will be a fully new line, fully underground, with 15 stations and 15km. It will be built as a PPP.

Quote:
Originally Posted by dahaka2 View Post
31/10/2013 18h55 - Atualizado em 31/10/2013 20h33
Metrô recebe proposta única em licitação da Linha 6- Laranja
Resultado será divulgado na quarta-feira, 6 de novembro.
Odebrecht e Queiroz Galvão estão no consórcio 'Move São Paulo'.
Márcio Pinho
Do G1 São Paulo

Um único grupo apresentou proposta nesta quinta-feira (31) na licitação para construir e operar a Linha 6-Laranja, que vai ligar o Centro à Brasilândia, na Zona Norte de São Paulo. O Consórcio Move São Paulo, formado pelas empresas Odebrecht, Queiroz Galvão, UTC Participações e Eco Realty Fundo de Investimentos, foi participante único da concorrência.



Se for declarado vencedor, terá seis anos para construir a linha e outros 19 para operá-la. No começo desta noite, o Metrô informou que precisa de prazo para analisar documentos e a divulgação do resultado deve sair na quarta-feira (6).

Trata-se da maior parceria Parceria Público-Privada (PPP) já feita pelo governo do estado, com custo previsto de R$ 22 bilhões ao longo de 25 anos. Na fase de construção, a previsão de gasto é superior a R$ 9 bilhões, sendo 4,4 bilhões do estado, por meio de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e o restante bancado pelo consórcio.

O edital prevê que o estado pague um valor anual para a concessionária para que ela faça a operação da linha. O governo estipulou que pagaria, no máximo, R$ 606.812 milhões, e o valor proposto pelo consórcio foi de R$ 606.787 milhões. O desconto apresentado é de apenas R$ 24,8 mil ao ano em valores de hoje, 0,004% do que o estado previa gastar. Os pagamentos devem ser feitos a partir do sétimo ano de contrato, quando a linha já estará pronta e os trens já em funcionamento.

Além desse pagamento pela prestação do serviço, a concessionária ficará com parte da tarifa paga pelos usuários da linha. A linha deve operar a partir de 2020.

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, afirmou que a importância desta PPP está no fato de ser a primeira que já vai começar com o capital privado. Ele citou a Linha 4-Amarela, que foi construída pelo governo do estado, mas que passou a ser operada pelo Consórcio Via Amarela por meio de uma PPP. “O estado fez as estações que tiveram que conversar com os trens que foram comprados pelo capital privado. Foram inúmeras as dificuldades de integração”, disse.

Segundo Jurandir, o governo teve um papel importante na concepção da Linha 6-Laranja, definindo traçados e localização de estações, e agora terá uma função mais importante quanto ao acompanhamento e fiscalização das ações do consórcio.

Desinteresse

O secretário afirmou que a falta de mais interessados mostra que “os valores estão muito apertados e que não era uma situação tão apetitosa” em termos financeiros para as empresas.
“Não se trata, como muita gente pensou, que estávamos entregando o ouro para o bandido”, disse. Ele, no entanto, comemorou os participantes do consórcio vencedor, que têm "peso na indústria civil nacional", disse.

Foi a segunda tentativa do governo do estado de conseguir um parceiro para construir a Linha 6-Laranja. O primeiro edital, em julho, não atraiu interessados. Após o fracasso, o governo mudou as regras e se propôs a bancar integralmente os R$ 673 milhões previstos para a realização de desapropriações e reassentamento das famílias. O primeiro edital previa que a concessionária pagaria pelas desapropriações e foi o principal motivo para afastar interessados, segundo o governo.

No segundo edital, o governo ainda alterou índices de inflação que serão usados para reajustar os pagamentos que serão feitos ao consórcio ao longo dos 25 anos da parceria. São índices como o INCC da FGV (Fundação Getúlio Vargas) que nos últimos anos teve variações maiores que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), previsto no primeiro edital e que é calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Cartel

A licitação ocorre em meio a uma investigação feita pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de um suposto cartel no Metrô e na CPTM. O único consórcio que manifestou interesse em construir a linha não tem participação das empresas que estão envolvidas nos quatro contratos analisados pelo Cade em São Paulo. A Siemens, delatora do esquema foi uma das que não apresentaram proposta.
O secretário Jurandir Fernandes opinou que a falta de mais interessados na construção da Linha 6-Laranja não tem relação com a investigação.

http://g1.globo.com/sao-paulo/notici...6-laranja.html
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 4th, 2013, 11:36 PM   #2888
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Line 5 - the second drilling machine is activated



Quote:
Originally Posted by RMeier View Post

Até dezembro, três máquinas que fazem túneis devem funcionar na linha.
Alckmin espera entregar trecho Largo Treze - Chácara Klabin em 2016.




Começou a operar nesta segunda-feira (4) o segundo dos três tatuzões (shields) que vão abrir túneis na Linha 5-Lilás, que ligará o Largo Treze à Chácara Klabin. A estação Adolfo Pinheiro, na região de Santo Amaro, deve ser entregue em janeiro de 2014.

Com 11,5 km de extensão, a expansão da Linha 5-Lilás contará com 11 estações entre o Largo Treze e a Chácara Klabin. Atualmente, a linha já conta com seis estações distribuídas entre 8,5 km, do Capão Redondo ao Largo Treze.

A máquina que começou a operar nesta segunda, apelidada de Tarsila, possui uma roda de corte de 6,9 metros de diâmetro, 108 metros de comprimento, 720 toneladas, sendo capaz de perfurar 14 metros de túnel por dia. Enquanto escava, o equipamento instala os anéis de revestimento de concreto, deixando, assim, o túnel pronto para a montagem dos trilhos.

A linha já possui um tatuzão de grande porte operando entre Bandeirantes e Chácara Klabin. Por motivos geológicos, ele não poderá ser utilizado no trecho entre Adolfo Pinheiro e Bandeirantes. Por isso, foram providenciados dois shields com porte menor. Até dezembro, um terceiro shield, a Lila, deve começar a operar na mesma linha.

O governador esteve nesta manhã na obra da futura estação Adolfo Pinheiro, na região de Santo Amaro. Ele explicou que é preciso os trabalhos da Tarsila avancem para que Lina possa começar a operar. Segundo Alckmin, em função dos trabalhos dos tatuzões não é possível inaugurar os trabalhos aos poucos. É preciso que a intervenção das máquinas tenha sido concluída para que a inauguração das linhas seja possível.

“Nós esperamos entregar a estação Adolfo Pinheiro em janeiro e vamos avançar o mais rápido possível em toda a obra. Acho difícil que a gente consiga entregar mais estações ainda no ano que vem. O fato é que elas vão estar muito perto de serem inauguradas. Quando entregar, entrega logo o conjunto [das estações]”, afirmou o governador. Alckmin afirmou que a linha deve se entregue até 2016.



Inicialmente prevista para 2013, a conclusão da estação Adolfo Pinheiro sofreu atraso de ao menos sete meses por causa de denúncias envolvendo licitação da Linha 5.

Em outubro de 2010, o jornal “Folha de S.Paulo” divulgou um vídeo com o resultado gravado seis meses antes do anúncio. O Metrô e a Secretaria de Transportes afirmaram que não sabiam de qualquer tipo de acerto entre as empreiteiras. O então governador Alberto Goldman mandou suspender as obras.





http://g1.globo.com/sao-paulo/notici...-tatuzoes.html
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 4th, 2013, 11:40 PM   #2889
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

More pictures of second tunneling machine activation and site, by forumer RMeier. Original post





















mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 5th, 2013, 04:00 AM   #2890
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Line 5 - video on the tunneling machine

mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 5th, 2013, 07:14 PM   #2891
Tcmetro
Registered User
 
Tcmetro's Avatar
 
Join Date: Jun 2007
Location: Minneapolis/Chicago
Posts: 287
Likes (Received): 17

I remember seeing some pictures of elevated busways in this city, which is quite unique for bus technology. How many busways or dedicated bus lanes are in Sao Paulo?
__________________
metrology
Tcmetro no está en línea   Reply With Quote
Old November 7th, 2013, 09:23 AM   #2892
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

The elevated busway is called Expresso Tiradentes and there many pics and info about this system in this thread. It was supposed to be a sort of electric "bus on rails", but after problems and abandonment they completed the system using conventional diesel busses. What is now Line 15 Monorail was originally conceived as an Eastern extension of this busway system. Official Brazilian Thread.

There is another dedicated buslane system serving the metropolis' Southern parts, called Sao Mateus Corridor. Several avenues throughout the city have dedicated buslanes (corredores de ônibus).

Please refer to the first page of the BRAZIL URBAN TRANSPORT COMPILATION thread for summarized info on Sao Paulo's bus systems, or search this thread for details.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 7th, 2013, 08:28 PM   #2893
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Official Video Updates for Lines 4, 5, 15 and 17

Line 4



Line 5



Line 15



Line 17






Line 5 stills

TBM






Moema station

mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 7th, 2013, 08:51 PM   #2894
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Metro - General News - completion of current ongoing projects will make the CMSP network reach 135.4 km. The next wave of expansion, for 2020, will reach 200km.


Quote:
Originally Posted by dinhojdal View Post
Operadores apresentam investimentos

06/11/2013

A MRS Logística, Metrô de São Paulo e SuperVia fizeram uma apresentação dos investimentos realizando e em andamento durante o seminário da Feira Negócios nos Trilhos, nesta terça-feira (05/11), em São Paulo.

O presidente da MRS, Eduardo Parente, explicou que a empresa investiu R$ 1,3 bilhão entre 1998 e 2002; outros R$ 2,8 bilhões entre 2003 e 2007; e R$ 5,9 bilhões estão sendo investidos de 2008 até este ano. Os aportes foram realizados em melhorias na malha; compra de material rodante; na cremalheira; na implantação do novo CCO; CBTC; máquinas de via; na Segregação Leste, no trecho compartilhado com a CPTM; entre outros.

Parente destacou que a MRS é a primeira ferrovia de carga do país a utilizar o sistema CBTC, implantado pela Wabtec. O sistema otimiza a operação e traz mais segurança. Além disso, o maquinista acompanha através do computador de bordo toda a operação no trecho em que está.

Ele destacou ainda que a MRS foi considerada o maior clientes mundial da GE Transportation em 2011. Nos últimos anos, a empresa investiu R$ 600 milhões na compra de 110 locomotivas. As máquinas estão sendo usadas na Ferrovia do Aço. Devido à rampa da linha, a empresa utiliza locomotiva no final do trem para ajudar a vencer as rampas da ferrovia. Quando chegavam à região de Bom Jardim essas máquinas retornavam. Com a aquisição das novas locomotivas, elas são desligadas a partir desse ponto e seguem viagem no trem.

Metrô SP

O presidente do Metrô de São Paulo, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, explicou o andamento das obras da companhia: a segunda fase da Linha 4-Amarela, a expansão da Linha 5-Lilás e a construção dos monotrilhos das linhas 15-Prata e 17-Ouro. Essas obras devem estar prontas até 2017, quando o sistema chegará a 135,4 km. Hoje, o metrô conta com 74,2 km. Estão sendo investidos R$ 15,1 bilhões nessas obras.

Em 2017, a expectativa é que o Metrô transporte 6,8 milhões de pessoas por dia. Hoje, a rede metroviária da capital paulista transporta 4,5 milhões de passageiros por dia, contando as baldeações entre linhas.

Com a implantação da Linha 6-Laranja, do monotrilho do ABC (Linha 18-Bronze); a extensão da Linha 2-Verde até a Dutra; e a extensão da Linha 4-Amarela até Taboão da Serra, o metrô terá 201,8 quilômetros em 2021 e a expectativa é que transporte 10 milhões de passageiros/dia.

Todos esses projetos totalizam R$ 27,4 bilhões. Boa parte desta verba é do governo do Estado de São Paulo. Os investimentos possuem ainda recursos da prefeitura de São Paulo e do Governo Federal, através de fundo perdido.

SuperVia

Já o diretor de operações da SuperVia, João Gouveia, apresentou o plano de investimentos da concessionária em parceria com o Governo do Estado do Rio. Através do acordo da renovação da concessão, quando a Odebrecht Transport assumiu o controle da SuperVia, ficou definido que o Estado investiria R$ 2,5 bilhões e a SuperVia outros R$ 1,2 bilhão. Os investimentos contemplados são modernização de sistemas, linhas e estações; compra e reforma de material rodante; novo CCO e implantação do ATP (Automatic Train Protection), fornecido pela Bombardier.

A implantação do ATP está sendo implantado na linha mais ocupada da empresa, Central-Deodoro, onde circula 60% dos passageiros. O sistema de proteção automática é capaz de aplicar emergência caso o maquinista erre. O ATP vai permitir reduzir o headway, colocando os trens mais próximos um do outro.

Em 1998 a operadora transportou 570 mil passageiros/dia. A previsão é que em 2012 esse número chegue a 1,2 milhão de passageiros/dia. Em 2011 a companhia tinha 160 trens. Neste ano já são 190 trens. Com a chegada dos 60 trens encomendados da chinesa CNR e dos 30 encomendados a Alstom, a empresa aposentará seus 49 antigos trens de aço carbono em 2016.

Gouveia destacou que a empresa desenvolveu fornecedores nacionais para a implantação de seu novo CCO e explicou ainda que foi implantação um moderno sistema de comunicação nas estações e câmeras nos trens que permitem o CCO acompanhar a operação.

http://www.revistaferroviaria.com.br...Busca=&pagina=
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 7th, 2013, 09:17 PM   #2895
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Line 6 - Odebrecht to have 6 years to build the line starting in early 2014, at a cost of 5 billion dollars, half funded by state banks and half by the corporation.

Quote:
Originally Posted by Robson Braga View Post
Consórcio com Odebrecht e Queiroz Galvão vence licitação da Linha 6
Obra custará cerca de R$ 9,6 bilhões e deve ficar pronta em 2020.
Estado vai gastar R$ 700 milhões em desapropriações de imóveis.

Márcio Pinho
Do G1 São Paulo




O Consórcio Move São Paulo, formado pelas empresas Odebrecht, Queiroz Galvão, UTC Participações e Eco Realty Fundo de Investimentos, venceu a licitação da Linha 6-Laranja do Metrô. O grupo foi o único a apresentar proposta. O resultado da licitação foi apresentado nesta quarta-feira (6).

O grupo terá seis anos para construir a linha, que deverá funcionar em 2020. A obra custará cerca de R$ 9,6 bilhões. Deste total, o governo de São Paulo gastará R$ 700 milhões com as desapropriações de imóveis para a obra.
O consórcio também vai operar a Linha 6, que vai ligar a estação São Joaquim, na região central, à Vila Brasilândia, na Zona Norte de São Paulo.
A linha 6 foi anunciada pelo ex-governador José Serra (PSDB) em 2008, que afirmou que queria iniciar a obra em sua gestão - ele deixou o governo para disputar a Presidência em 2010. Após atrasos na contratação de projetos, o primeiro edital foi lançado apenas em 2013, e não teve interessados. Já a segunda tentativa, concluída nesta quarta, teve êxito.

Trata-se da maior parceria Parceria Público-Privada (PPP) já feita pelo governo do estado, com custo previsto de R$ 22 bilhões ao longo de 25 anos. Na fase de construção, a previsão é de R$ 9,6 bilhões, sendo cerca de R$ 4,4 bilhões do estado, por meio de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), valor semelhante bancado pelo consórcio e mais os R$ 700 milhões em desapropriações.

O edital prevê que o estado pague um valor anual para a concessionária para que ela faça a operação da linha. O governo estipulou que pagaria, no máximo, R$ 606,812 milhões, e o valor proposto pelo consórcio foi de R$ 606,787 milhões. O desconto apresentado é de apenas R$ 24,8 mil ao ano em valores de hoje, 0,004% do que o estado previa gastar. Os pagamentos devem ser feitos a partir do sétimo ano de contrato, quando a linha já estará pronta e os trens em funcionamento.
Além desse pagamento pela prestação do serviço, a concessionária ficará com parte da tarifa paga pelos usuários da linha. A linha deve operar a partir de 2020.

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, afirmou na quarta-feira (31) que a importância desta PPP está no fato de ser a primeira que já vai começar com o capital privado. Ele citou a Linha 4-Amarela, que foi construída pelo governo do estado, mas que passou a ser operada pelo Consórcio Via Amarela por meio de uma PPP. “O estado fez as estações que tiveram que conversar com os trens que foram comprados pelo capital privado. Foram inúmeras as dificuldades de integração”, disse.

Segundo Jurandir, o governo teve um papel importante na concepção da Linha 6-Laranja, definindo traçados e localização de estações, e agora terá uma função mais importante quanto ao acompanhamento e fiscalização das ações do consórcio.

Desinteresse
O secretário afirmou que a falta de mais interessados mostra que “os valores estão muito apertados e que não era uma situação tão apetitosa” em termos financeiros para as empresas.
“Não se trata, como muita gente pensou, que estávamos entregando o ouro para o bandido”, disse. Ele, no entanto, comemorou os participantes do consórcio vencedor, que têm "peso na indústria civil nacional", disse.

Foi a segunda tentativa do governo do estado de conseguir um parceiro para construir a Linha 6-Laranja. O primeiro edital, em julho, não atraiu interessados. Após o fracasso, o governo mudou as regras e se propôs a bancar integralmente os R$ 673 milhões previstos para a realização de desapropriações e reassentamento das famílias. O primeiro edital previa que a concessionária pagaria pelas desapropriações e foi o principal motivo para afastar interessados, segundo o governo.

No segundo edital, o governo ainda alterou índices de inflação que serão usados para reajustar os pagamentos que serão feitos ao consórcio ao longo dos 25 anos da parceria. São índices como o INCC da FGV (Fundação Getúlio Vargas) que nos últimos anos teve variações maiores que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), previsto no primeiro edital e que é calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).
O novo edital ficou disponível para as empresas interessadas entre os dias 13 de setembro e 30 de outubro. A licitação acontece na modalidade concorrência internacional. A concorrência é um tipo de licitação mais complexo e mais custoso, usada geralmente para obras de valores significativos e não para pequenas compras.

Cartel
A licitação ocorre em meio a uma investigação feita pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de um suposto cartel no Metrô e na CPTM. O único consórcio que manifestou interesse em construir a linha não tem participação das empresas que estão envolvidas nos quatro contratos analisados pelo Cade em São Paulo. A Siemens, delatora do esquema foi uma das que não apresentaram proposta.
O secretário Jurandir Fernandes opinou que a falta de mais interessados na construção da Linha 6-Laranja não tem relação com a investigação.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/notici...opriacoes.html
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 7th, 2013, 10:29 PM   #2896
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Sao Paulo BRTs - Sao Mateus Metra Corridor to operate Brazil's first 100% battery-electric bus

Quote:
Originally Posted by Rafael Lopes View Post

Brasil terá o primeiro ônibus elétrico puro nacional no ABC Paulista e na Capital

ABC terá o primeiro ônibus totalmente elétrico do País sem necessidade de rede aérea

Ônibus articulado será testado no Corredor Metropolitano ABD. Veículo possui baterias de Lithium e sistema vai contar com uma estação de recarga no trajeto


MARCOS GALESI
ADAMO BAZANI – CBN

O Brasil vai ter em testes nos próximos dias o primeiro ônibus puramente elétrico nacional que não necessita de rede aérea como os trólebus tradicionais e nem de motor a combustão para gerar energia, como os ônibus elétricos híbridos.
Na última sexta-feira, dia 1º de novembro, foi lançada a primeira fase do E-Bus fabricado em São Bernardo do Campo pela Eletra em parceria com a Mitsubishi.
O ônibus deve percorrer o Corredor Metropolitano ABD, que liga São Mateus, na zona Leste de São Paulo, ao Jabaquara, na zona Sul da Capital Paulista, passando por Santo André, São Bernardo do Campo e Diadema, além de ligar a cidade de Diadema à estação Berrini, da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, na zona Sul de São Paulo.
Para ser independente da rede aérea e de motores geradores a combustão, o E-Bus conta com 14 baterias de Lithium e no trajeto haverá uma estação de recarga. A autonomia do ônibus é de 64 quilômetros.
A emissão de poluentes e o consumo de combustíveis são zero.
A aceleração é contínua e automática, sem os solavancos das mudanças de marchas de um ônibus diesel, sendo mais confortável para os passageiros. A potência do motor elétrico também é superior à do motor que depende de diesel, possibilitando ao E-Bus vencer aclives acentuados de uma forma mais rápida do que qualquer ônibus diesel. Além disso, o motor elétrico tem um rendimento quase de 90% enquanto que o rendimento de um motor diesel não chega aos 40%, sendo o restante perdido na forma de calor e resíduos.
A vida útil é o dobro de um ônibus diesel. O motor elétrico e o equipamento eletrônico de propulsão duram de 20 a 25 anos, sendo então possível transferi-los para uma nova carroceria
O E-bus possui também sistemas de Ar Condicionado, Wi-Fi e de tração em corrente alternada que possibilita o reaproveitamento ou retorno da energia elétrica não gasta com tração, reduzindo o consumo de eletricidade.

O ônibus é articulado, com 18 metros de comprimento, e possui piso baixo e espaços para fixação de cadeira de rodas, para cão guia e bancos especiais para idosos, gestantes, pessoas com deficiência física ou que se recuperam de procedimentos médicos, obesos e pessoas com crianças de colo.
Todo o sistema foi implantado num ônibus que já era usado pela operadora Metra, um modelo Caio Millennium II sobre chassi Mercedes Benz O 500 UA.
AS BATERIAS:
As baterias de íon lítio são um tipo de baterias recarregáveis muito utilizadas em equipamentos eletrônicos portáteis. Elas podem armazenar o dobro de energia que uma bateria de hidreto metálico de níquel (NiMH) e três vezes mais que uma bateria de níquel cádmio (NiCd). Outra diferença da bateria de íons de lítio é a ausência do efeito memória (não vicia), ou seja, não é preciso carregar a bateria até o total da capacidade e descarregar até o total mínimo, ao contrário da bateria de NiCd.

São também mais leves do que outros tipos de baterias recarregáveis do mesmo tamanho. Os eletrodos de uma bateria de íon-lítio são feitos de lítio e carbono leve.

http://blogpontodeonibus.wordpress.c...-e-na-capital/

Fotos (autoria de Marcos Galesi, retiradas do link acima):




Show de bola: é a Metra cada vez mais inovando no transporte elétrico.

Já aqui...
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 12th, 2013, 02:54 AM   #2897
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Line 5 - first new train is completed. The new batch of 26 trains will operate mainly when the 11 stations are completed.

Quote:
Originally Posted by julius vinicius View Post
"Metrô apresenta primeiro novo trem da Linha 5-Lilás

As demais composições serão entregues até o final do ano e ao longo do ano de 2014

Para reforçar a frota atual de 8 trens da Linha 5-Lilás (que está em obras de expansão entre as estações Largo Treze e Chácara Klabin), o Governo do Estado apresentou nesta segunda-feira, 11, o primeiro novo trem de um conjunto de 26 composições que vai operar nesta linha. O trem já está no Pátio Capão Redondo.


Alckmin apresenta o primeiro novo trem de um conjunto de 26 composições que vai operar na Linha 5-Lilás
Novos trens utilizam tecnologia sustentável com lâmpadas de led e baterias aucalinas

Investimento total para fabricação dos trens foi de R$ 615,10 milhões. As demais composições serão entregues entre o final deste ano e durante o ano de 2014
AnteriorPosterior
"Cada trem tem capacidade para dois mil passageiros, é um trem muito mais moderno. Se você comparar com esse que está aqui ao lado, de 11 anos atrás, você vai verificar o quanto avançou a tecnologia. Motorização, torque, sistemas de frenagem, duplo ar condicionado, vagão continuo, então mais conforto, mais segurança, lâmpadas led, sustentabilidade, detecção de problema de fumaça, de incêndio, enfim, é tecnologia de ponta", disse o governador.

O investimento total para fabricação dos trens foi de R$ 615,10 milhões. As demais composições serão entregues entre o final deste ano e durante o ano de 2014, para iniciarem os testes e serem liberados para a operação na Linha 5-Lilás. Agora, a nova composição passará por testes dinâmicos de validação nas vias do Metrô. A segunda composição já foi montada e finalizará os testes estáticos ainda este mês.

Os novos trens não terão mais divisão entre os carros e contarão com um amplo corredor de passagem entre um vagão e outro. A principal novidade da nova composição é sua tecnologia sustentável: a iluminação interna deste trem será por luzes de led que são mais eficientes, econômicas e duráveis em relação às lâmpadas convencionais, além da utilização de baterias alcalinas e o uso de lubrificantes ecologicamente corretos que reduzem o desgaste entre as rodas e os trilhos."

Imagens:



Fonte: http://saopaulo.sp.gov.br/spnoticias...hp?id=234087#2
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 20th, 2013, 11:09 PM   #2898
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Line 5 - article on tunneling machine

Quote:
Originally Posted by RMeier View Post
Será que a foto já é da linha 5? Fiquei na dúvida.

Conheça o mundo chamado tatuzão

A máquina gigante do Metrô vai abrir espaço no subsolo para seis estações da Linha 5-Lilás



Uma obra de engenharia alemã operada por gente de diversos países vai rasgar o subsolo de São Paulo a partir do dia 25 de novembro. Batizada de Megatatuzão, a máquina vai ser responsável por perfurar 4.850 metros de terra. No espaço livre, seis novas estações da Linha 5-Lilás, do Metrô, serão construídas.

Trinta e cinco trabalhadores da Itália, Alemanha, Equador, El Salvador, Portugal, França e 135 do Brasil se comunicam em português, inglês e “portunhol” no dia a dia das obras.

O italiano Raffaele Costa, de 43 anos, é chefe de turno no empreendimento. Com uma experiência de mais de 23 anos, ele já passou por sete construções do tipo na Venezuela, Portugal, Índia e também na Linha 4-Amarela, de São Paulo.

Ele e seus companheiros têm à disposição, dentro do Megatatuzão, refeitório climatizado, banheiros e cabine de enfermagem. A comida é feita em uma casa, em frente à obra, que também serve de escritório para a operação. Em caso de acidentes, um pequeno vagão de trem é acionado para o resgate.

O cérebro da máquina é uma sala de comando. Com uma variedade de monitores e botões, todo o trabalho é monitorado pelos supervisores.

Também chama a atenção um espaço denominado de câmara hiperbárica. Comandada por um mergulhador, o espaço serve para manter a pressão interna constante ou controlada. Os operadores que realizam a manutenção na roda de corte do Megatatuzão devem passar por ela para comprimir e descomprimir o ar, igualando a pressão exercida pela ferramenta que fura o túnel.

filhotes/ A partir de dezembro, três tatuzões menores vão operar ao mesmo tempo na Linha 5-Lilás. A previsão de término das 11 estações (11,5 km de extensão) é 2016. Elas vão transportar 770 mil passageiros por dia, segundo o Metrô.

Entrevista com Frank Olbrich, supervisor: 'Gostei dos bares, mas a cerveja não é muito boa'

O alemão Frank Obrich é o responsável por comandar a instalação das esteiras que vão recolher a terra escavada pelo Megatatuzão. No pouco tempo livre que teve até agora, ele visitou a Vila Madalena e teve tempo de provar e não gostar da cerveja brasileira.

DIÁRIO_ É a sua primeira vez no Brasil?
FRANK OBRICH_ Sim, vim exclusivamente para trabalhar nesta parte da obra. E vou ficar somente cinco semanas.

Que tipo trabalho está realizando na Linha 5-Lilás?
Sou supervisor. Comando o trabalho nas esteiras.

O que achou de São Paulo?
Não tive muito tempo para conhecê-la. Trabalho 10 horas por dia. Mas no último final de semana fui conhecer a Vila Madalena, gostei dos bares por lá. Mas a cerveja não é muito boa. Prefiro as alemãs.

http://www.diariosp.com.br/noticia/d...amado+tatuzao+

Map of completed Line 5 already installed in new train

Video




Last edited by mopc; November 20th, 2013 at 11:16 PM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 21st, 2013, 10:29 PM   #2899
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Line 4 - screenshots from virtual tour of two stations that will open next year (2014)

Oscar Freire station


















Fradique Coutinho station






Last edited by mopc; November 21st, 2013 at 11:01 PM.
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old November 22nd, 2013, 11:05 PM   #2900
mopc
Registered User
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 17,239
Likes (Received): 11993

Line 18 - State declares expropriations for the city's third monorail line

Quote:
Originally Posted by FelipeMacedo View Post
Linha 18: Estado autoriza desapropriações


O governo do Estado publica hoje decreto assinado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) que declara 32 áreas como de utilidade pública para desapropriação para construção da Linha 18-Bronze, que ligará o Centro de São Bernardo à Estação Tamanduateí do Metrô, passando por Santo André e São Caetano. A publicação no Diário Oficial é mais um passo para efetivação do Metrô ao Grande ABC.



O Diário teve acesso à relação de terrenos que o Estado colocará na rota do Metrô, que em sua primeira fase sairá da Estação Djalma Dutra, próxima à Avenida Prestes Maia, em São Bernardo. O governo estadual avalia a possibilidade de estender o trajeto até o Grande Alvarenga.

As 32 áreas que serão decretadas como de utilidade pública estão nas proximidades da Avenida Brigadeiro Faria Lima, Avenida Senador Vergueiro, Avenida Lauro Gomes, Rua Afonsina e Avenida Aldino Pinotti (em São Bernardo); Avenida Guido Aliberti e Estrada das Lágrimas (em São Caetano); e Avenida Bom Pastor (Santo André).

Por utilização da tecnologia de monotrilho, a Linha 18-Bronze envolverá menor impacto ambiental nos municípios inclusos no projeto. Estimativa extraoficial aponta o custo inicial de R$ 200 milhões em desapropriações, valor que será arcado pelo Estado. A garantia foi feita após retificação do edital da Linha 6-Laranja (Brasilândia-São Joaquim), que será construída por meio de PPP (Parceria Público-Privada), mesmo molde para a linha do Grande ABC.

Ontem, em evento em São Bernardo, o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, ressaltou que o Palácio dos Bandeirantes está debruçado na PPP da Linha 18-Bronze para que não haja contestação de participantes após publicação do edital de contratação. Ele revelou que equipe da Pasta vai viajar hoje para Brasília para acertar detalhes com técnicos da União, que vai investir no Metrô para a região.

“Há um financiamento do OGU (Orçamento Geral da União) a fundo perdido e também financiamento da Caixa Econômica Federal. Alguns ajustes de edital estão sendo discutidos em Brasília. Não é nada difícil de superar, mas precisa ser ajustado”, comentou Jurandir, que acredita que até o fim do mês haverá publicação do chamamento para construção do trajeto.

“Se não ajusta bem (o edital) pode beneficiar ou impedir um ou outro concorrente. Se você coloca um parâmetro ‘tem de ser assim’ e os outros concorrentes não suprem, direciona o edital para um concorrente. Então, estamos fazendo a coisa de tal forma que todos possam participar. É isso que dá um pouco de dificuldade”, adicionou o titular de Transportes Metropolitanos.

O secretário disse que é quase nulo o risco de o edital da Linha 18-Bronze não apresentar interessados. “Risco de dar vazio? Não (há). Existem hoje três fortes interessados. Há nomes tradicionais que todos conhecem, como Scomi, Bombardier e a Hitachi. São as três grandes produtoras. Existe também um aglomerado que não vem com o fornecimento do monotrilho, mas que tem interesse na obra e depois poderia comprar no mercado o monotrilho que ele quiser.
mopc no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
metro, são paulo, subway, trains

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Related topics on SkyscraperCity


All times are GMT +2. The time now is 06:53 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2018, vBulletin Solutions Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2018 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

tech management by Sysprosium