daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine
Old November 6th, 2010, 04:45 PM   #1521
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

Museu Judaico de SP terá diário escrito por menina durante a 2ª Guerra


Enquanto aguarda patrocinadores para reformar a sinagoga Beth-El, no centro de São Paulo, onde ficará seu acervo, o Museu Judaico conseguiu doações surpreendentes de descendentes de imigrantes judeus que vivem no Brasil.

A peça mais significativa é um diário com relatos do período de perseguição aos judeus durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), escrito por Lori Dublon, menina judia que na época, com 14 anos, viveu na Bélgica. "Parecido com o diário de Anne Frank ", diz a diretora do museu, Roberta Sundfeld.

Também impressiona a história do relógio de ouro, doado ao acervo, que, segundo Roberta, ficou escondido em uma sola de sapato por dois anos, enquanto seu dono esteve preso em um campo de concentração nazista.

No mês passado, o museu foi autorizado a captar R$ 927 mil pela Lei Mendonça, de incentivo à cultura da cidade de São Paulo, para restaurar a sinagoga de 1929, que está processo de tombamento pelo município.

Para ajudar a criar com suas peças uma visão do Holocausto sob o ponto de vista do Brasil, o Museu Judaico receberá neste mês Tito Milgran, do Yad Vashem, o Museu do Holocausto de Israel.

Está programada ainda, para quarta-feira (10), às 19h, uma palestra com o especialista. Será no próprio museu, na rua Martinho Prado, 128.


Porão da sinagoga Beth-El, que fica na esquina das ruas Martinho Prado com Avanhandava, no centro de São Paulo

Fonte
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old November 15th, 2010, 11:20 PM   #1522
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

Quote:
Originally Posted by André View Post
São Paulo vai ter um "Big Bang" de planetários

Até 2013, São Paulo terá um "Big Bang" de planetários. Além dos dois já existentes, a cidade vai ganhar mais três: um no extremo sul, um na zona norte e o terceiro, ainda mais moderno, na região central.

A prefeitura vai fazer dois deles nos CEUs (Centros Educacionais Unificados) Parelheiros (zona sul) e Jardim Paulistano, na Brasilândia (zona norte).

As empresas responsáveis pelas obras, que começam até o fim do ano e devem terminar em 2011, já estão sendo contratadas. A instalação dos equipamentos de projeção deve ficar para 2012.

Para que os prédios possam ser usados como teatros normais quando as projeções dos planetários não estiverem sendo feitas, a Secretaria da Educação vai comprar equipamentos móveis.

Sem contar os equipamentos, a construção do planetário do CEU Parelheiros está orçada em cerca de R$ 1,5 milhão. No CEU Jardim Paulistano ficou mais caro, R$ 4,8 milhões, mas a licitação incluiu um prédio anexo.

Já na Bela Vista, região central, as obras serão feitas pela construtora Brookfield.
A empresa negociou com a Fundação Instituto de Física Teórica, ligada à Unesp, um terreno de 6.500 m2 na rua Pamplona para fazer um prédio comercial.
Como parte do acordo, no mesmo terreno será construído o "teatro digital". Ele é mais moderno do que o dos outros planetários, porque também pode funcionar como cinema 180º.

Isso permitirá, através de software, desenvolver projeções de fenômenos astronômicos -como o "Big Bang", teoria dominante sobre o desenvolvimento do Universo, pela qual este se encontraria em contínua expansão.

Além do teatro, a fundação vai administrar no local um centro cultural e científico, que ficará na casa existente no terreno, tombada pelo patrimônio histórico.
A construtora vai restaurá-la, e no local haverá também cursos de formação científica para jovens de baixa renda.

O complexo, que também terá centro de pesquisa em física, será aberto à população. As obras vão até 2013.

No planetário do parque Ibirapuera há sessões aos sábados, domingos e feriados. No parque do Carmo, a unidade está fechada.

No parque do Carmo, projetor não funciona

Enquanto isso, o parque do Carmo segue sem ver as estrelas. O Universarium VIII/IX, projetor de cerca de R$ 3 milhões do planetário do local, está desativado.
Mesmo depois de o espaço ter reaberto em setembro, após três anos de obras, o projetor espera conserto.

A prefeitura afirma que aguarda, do fabricante, documentação para concluir a compra das peças -mas não deu prazo para que o equipamento seja consertado.
Diz que o planetário, doado pela Telefônica em 2004, não resistiu "à primeira temporada de chuvas" e que gastou, só para recuperar o prédio, R$ 1,27 milhão.

Para a administração municipal, a empresa "mostrou-se inerte apesar de legalmente caber a ela os reparos". A prefeitura afirma que deve entrar com ação judicial pedindo a reparação dos danos.

A Telefônica, em nota, diz entender que "suas obrigações enquanto doadora cessaram com a entrega do imóvel e dos equipamentos".

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cot...1311201022.htm
http://www.skyscrapercity.com/showth...1243605&page=7
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old November 15th, 2010, 11:25 PM   #1523
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

A nova virada de São Paulo é sustentável

Inspirada em maratona cultural, evento terá inspiração ambiental no ano que vem

A Virada Cultural serviu de inspiração para mais um evento de fim de semana em São Paulo: a Virada Sustentável, que acontece em março de 2011, mas ainda não tem dia exato definido. A ideia é que seja uma maratona de arte e diversão, mas sirva para tratar de temas como lixo, poluição e mobilidade urbana.

Sete parques da cidade e uma dezena de museus, espaços culturais e ruas receberão 170 atrações, como shows de música, teatro, cinema, exposições e intervenções artísticas. A virada pretende difundir informações sobre sustentabilidade em apresentações de artistas que já demonstram essa preocupação.

“Será um evento sobre meio ambiente, mas nada de debates. Só haverá atrações que chamem o interesse das pessoas”, diz o jornalista André Palhano, que lidera o projeto. A expectativa é de que o evento atraia cerca de 2 milhões de pessoas.

Já estão confirmados nomes como Lenine, Hermeto Pascoal, MV Bill, Falamansa e balé Cisne Negro. Nos principais palcos, nos Parques do Ibirapuera, Carmo e da Independência, as atrações serão apresentadas pelos Doutores da Alegria. Ao contrário do que ocorre na Virada Cultural, as atividades não vão atravessar a madrugada. “Queremos propor uma virada de consciência”, disse Palhano.

Por toda cidade, haverá esculturas, painéis de grafite e instalações. O artista Guto Lacaz, por exemplo, vai colocar uma dezena de piscinas no Rio Pinheiros e criar “ilhas de água limpa” no curso d’água poluído.
Para garantir a qualidade e relevância das atrações, a organização montou um Conselho Curador. O artista Eduardo Srur compõe o grupo – que conta com nomes como Flávio Comin, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), e Márcia Hirota, da Fundação SOS Mata Atlântica. “O conselho é um celeiro de ideias para fortalecer o conceito e não chegarmos na rua com algo sem rumo”, diz.
Srur – que é conhecido por vestir estátuas da cidade com coletes salva-vidas – também participa como artista. Uma de suas obras será um labirinto de lixo de 250 metros quadrados. “Essa obra é simbólica de como as pessoas lidam com o resíduos.”

Engajamento

A ideia da virada surgiu há um ano e meio e era para ser apenas alguns shows em um centro cultural. Mas o projeto cresceu quando ganhou apoio da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente e da agência de publicidade Lew, Lara\TBWA. A empresa abraçou a virada de modo voluntário.

Uma equipe de 15 profissionais está envolvida no desenho da estratégia de comunicação, assim como na busca por empresas parceiras. “A gente não vai fazer algo que seja apenas de fachada sustentável. As atrações vão falar por si só”, explica o vice-presidente de atendimento da agência, Márcio Oliveira.
A preocupação é que a virada não seja apenas uma propaganda ambiental, mas que funcione na prática. A organização pretende neutralizar a emissão de carbono e ter cuidado com o lixo e o uso de materiais recicláveis. O objetivo é que a Virada se torne um evento anual.

Alguns destaques da programação

Projeto Caçambas
Uma intervenção feita pelo coletivo Irmãos Green que ilustra uma caçamba e, no lugar do entulho, abriga vários tipos de flores. Estará em alguns pontos da cidade.

Uakti
Grupo que faz música com instrumentos de tubos de PVC, garrafas plásticas, metais e pedras. Apresenta especialmente o álbum Águas da Amazônia.

Mawaca
Há 15 anos, une os quatro cantos do mundo em suas músicas, com letras em vários idiomas.

Painel Speto
O grafiteiro Speto fará um painel metros misturando técnica de grafite e plantas em um jardim vertical.

Entretodos
O renomado festival de curtas de Direitos Humanos realiza uma edição especial na Virada Sustentável, com curadoria de de Jorge Grinspum.

BiciPark Tour SP
Dez esculturas servem como estacionamento de bicicletas e formam um tour para ser percorrido de bike.

Homem Refluxo
Cinco personagens armazenarão os resíduos do dia a dia em uma capa de plástico transparente. Eles começarão a maratona uma semana antes da virada. A ideia nasceu em 2003 e já foi mostrada na Europa.

http://www.estadao.com.br/noticias/v...l,639029,0.htm
http://www.estadao.com.br/noticias/v...l,639056,0.htm
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old December 6th, 2010, 09:15 PM   #1524
GRGM
Gabriel
 
GRGM's Avatar
 
Join Date: Apr 2004
Location: São Paulo
Posts: 7,435
Likes (Received): 112

São Paulo, segunda-feira, 06 de dezembro de 2010
Cinemateca irá receber biblioteca do Lasar Segall
Coleção com 500 mil volumes deixará museu em 2011, dando lugar para a ampliação do espaço expositivo

Custo da mudança é estimado em R$ 10 mi; títulos de artes plásticas e os que pertenciam a Lasar ficam onde estão

FABIO CYPRIANO
DE SÃO PAULO

Em 2011, uma das mais importantes bibliotecas de São Paulo, a Jenny Klabin Segall, vai mudar de residência.
Com mais de 500 mil volumes em quatro áreas -cinema, espetáculo (teatro, dança, circo, ópera), rádio e televisão e fotografia-, ela será transferida do Museu Lasar Segall para a Cinemateca Brasileira. As duas instituições são vinculadas ao Ministério da Cultura.
A operação foi aprovada na reunião do conselho deliberativo do museu, em 22/11. "Há alguns anos, o conselho havia decidido que era preciso retirar a biblioteca, para se ampliar o espaço expositivo do museu. Chegou-se a aprovar a transferência para a Funarte, que não conseguiu definir um espaço adequado. Quando a Cinemateca mostrou interesse, voltamos à discussão", diz Jorge Schwartz, diretor do museu.
"Para nós, essa foi uma decisão tomada após muita reflexão, pois ela significa que a Cinemateca vai aumentar sua área de atuação. O apoio do ministro Juca Ferreira (Cultura) foi fundamental para esse reposicionamento", conta Carlos Magalhães, diretor da Cinemateca.
Ele é, aliás, um profundo conhecedor do acervo que será incorporado à Cinemateca, já que trabalhou por 18 anos no Museu Lasar Segall, entre 1984 e 2002.
Além dos cerca de 500 mil volumes, a transferência inclui também os três bibliotecários que cuidam do acervo no museu. "Não faria sentido trazer isso tudo para cá, sem a presença deles, que conhecem tudo o que existe na biblioteca", diz o diretor.
No total, Magalhães estima que serão necessários cerca de R$ 10 milhões para acondicionar o novo acervo, prevendo inclusive a construção de um espaço. Por ora, a orientação é realizar a mudança, mesmo que provisoriamente, o mais rápido possível, para liberar os 400 m2 que a biblioteca ocupa no Museu Lasar Segall.
"Já está criado um grupo de trabalho das duas instituições para organizar a mudança. Não vai dar para colocar tudo nas prateleiras agora, mas faremos o melhor possível", diz Magalhães.
No museu, permanecerão apenas os livros que pertenciam a Lasar Segall (1891-1957) e aqueles ligados às artes plásticas. "Com isso, vamos reforçar o museu como um centro de referência sobre o expressionismo, tanto brasileiro quanto internacional, e do modernismo", afirma Schwartz.

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilu...0612201020.htm
GRGM no está en línea   Reply With Quote
Old December 17th, 2010, 12:26 AM   #1525
TEBC
Registered User
 
TEBC's Avatar
 
Join Date: Dec 2004
Location: São Paulo
Posts: 20,915
Likes (Received): 4011

http://ego.globo.com/Gente/Noticias/...NO+BRASIL.html

Concurso Miss Universo 2011 será no Brasil
Esta será a primeira vez que o evento acontece no país.

Do EGO, no Rio

Donald Trump faz anúncio ao lado de Ximena Navarrete
O próximo concurso Miss Universo será em terras brasileiras. Segundo o site oficial do evento, a finalíssima vai ser realizada em São Paulo no dia 12 de setembro de 2011.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 16, pelo empresário Donald Trump, que detém os direitos sobre o evento. Esta será a primeira vez em 60 anos de concurso que a final será realizada no Brasil.



No Miss Universo 2010, a vencedora foi a mexicana Ximena Navarrete. A Miss Brasil Débora Lyra não ficou nem entre as 15 primeiras.
__________________
rio 20!6
Viva essa Paixão
TEBC no está en línea   Reply With Quote
Old December 17th, 2010, 12:30 AM   #1526
Slice Shot
BANNED
 
Join Date: Jan 2010
Posts: 4,257
Likes (Received): 32

Quote:
Originally Posted by TEBC View Post
http://ego.globo.com/Gente/Noticias/...NO+BRASIL.html

Concurso Miss Universo 2011 será no Brasil
Esta será a primeira vez que o evento acontece no país.

Do EGO, no Rio

Donald Trump faz anúncio ao lado de Ximena Navarrete
O próximo concurso Miss Universo será em terras brasileiras. Segundo o site oficial do evento, a finalíssima vai ser realizada em São Paulo no dia 12 de setembro de 2011.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 16, pelo empresário Donald Trump, que detém os direitos sobre o evento. Esta será a primeira vez em 60 anos de concurso que a final será realizada no Brasil.



No Miss Universo 2010, a vencedora foi a mexicana Ximena Navarrete. A Miss Brasil Débora Lyra não ficou nem entre as 15 primeiras.
Onde será que vão realizar o evento?Que auditório poderia receber ele?
Slice Shot no está en línea   Reply With Quote
Old December 19th, 2010, 02:36 AM   #1527
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

Antiga, mas eu não sabia nem lembro de ter sido postado aqui.

25/07/2008
"Área tombada abrigará parque na Rua Augusta" - O Estado de S.Paulo

Valor para desapropriação pode chegar a R$ 30 milhões; terreno, com 695 árvores da mata atlântica, pode receber Museu da Música Brasileira

Área tombada pelo patrimônio histórico em 2004 e cobiçada pelo mercado imobiliário, o terreno de 23,7 mil metros quadrados usado hoje como estacionamento na Rua Augusta, entre as Ruas Caio Prado e Marquês de Paranaguá, em Cerqueira César, região central, será desapropriado pela Prefeitura de São Paulo. No local, está prevista a criação de um parque um pouco maior do que o Buenos Aires, em Higienópolis, a menor área verde em espaço urbano da capital, com 22 mil m².

A declaração de utilidade pública do terreno, de valor estimado em R$ 30 milhões pelos proprietários do terreno, foi solicitada pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente ao Departamento de Desapropriações da pasta da Habitação. O objetivo da medida é criar o Parque Augusta, previsto na Lei 345/06, aprovada pela Câmara Municipal. A área verde é reivindicação antiga dos moradores da região de Cerqueira César como forma de revitalizar o miolo degradado do bairro, próximo ao centro velho. No último dia 5, foi realizada uma passeata de moradores pela criação do parque.

A Prefeitura estuda implantar dentro do espaço verde o Museu da Música Popular Brasileira, proposta do urbanista Lineu Passeri, da Universidade de São Paulo (USP). Parte do parque ficará no terreno onde funcionou o colégio francês feminino Des Oiseaux (Os Pássaros), inaugurado em 1907 e que funcionou até 1967.

A estrutura do tradicional colégio foi demolida em 2004, e no local sobraram 695 árvores de espécies remanescentes da mata atlântica, como palmeiras e jacarandás. O terreno pertence, desde 1996, ao empresário e ex-banqueiro Armando Conde, da Acisa Incorporadora.

O Conselho Municipal do Patrimônio Histórico (Conpresp) rejeitou em 2006 o pedido da Acisa para a construção de um hipermercado na área. A incorporadora tem novo pedido de empreendimento na região, sob análise no conselho - o projeto prevê três torres de 38 andares cada uma, que ocupariam apenas 10% da área, preservando as árvores do bosque.

"A única coisa que não queremos é deixar o terreno sem utilização. Pelo nosso empreendimento, usaríamos 14 mil m² e doaríamos uma praça de 10 mil m², onde estão as árvores preservadas, ao Município", afirmou Gleidson Cantalice, diretor da Acisa. "Não fomos informados sobre o interesse da Prefeitura na desapropriação. Acho que, com o mercado imobiliário aquecido, o espaço tem valor superior a R$ 30 milhões."

Na época em que a Acisa tentou construir no espaço um hipermercado, houve oposição dos moradores da região. A incorporadora também já se propunha a ceder à Prefeitura o bosque onde estão as 695 árvores do colégio francês, o que foi rejeitado em votação pelo Conpresp.

"Acho besteira o governo gastar R$ 30 milhões se pode receber de graça uma praça de 10 mil m². Na região já temos a Praça Roosevelt e a Praça da República, não há tanto déficit de verde", avaliou o urbanista Candido Malta Campos Filho. O valor também é considerado alto pela administração municipal.

Para Vasco de Mello, representante do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) no Conpresp, o empreendimento previsto pela Acisa respeita as regras de tombamento. "O projeto tem uma arquitetura contemporânea, que vai ajudar a revitalizar uma área decadente. E o bosque será preservado."

Completa nesse link: http://www.nossasaopaulo.org.br/portal/node/911
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old December 19th, 2010, 02:46 AM   #1528
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

Achei esse documento: www1.folha.uol.com.br/folha/dimenstein/MuseuMPB.doc

Vejam esse trecho:

III. O MUSEU DA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA
Um espetáculo interativo de som e imagem de alta qualidade, capaz de abranger a história da produção musical popular do Brasil em toda a sua exuberância: assim pode ser definido o futuro Museu da Música Popular Brasileira.

3.1. O CONCEITO
O museu que se pretende é um espaço para ser visitado por brasileiros e estrangeiros de todas as idades, com recursos interativos de áudio e vídeo de fácil manuseio.
Seu percurso deverá alternar momentos de impacto sonoro e visual com momentos de reflexão e didática, entretendo, informando e ensinando escolas, grupos de amigos e todos os membros de uma mesma família.
O acervo será disposto em alas – como numa escola-de-samba na avenida – e em salas, e uma mesma ala poderá conter várias salas anexas a ela. As alas concentrarão as informações gerais a respeito de um determinado tema (por exemplo: a Ala dos Mestres). As salas, por sua vez, concentrarão as informações específicas de um assunto de destaque naquele tema (por exemplo: a Sala Tom Jobim).
Ao adquirir seu ingresso, o visitante recebe um cartão dotado de um código de barras, para que ele possa acessar o espaço do museu e interagir com o acervo durante sua visita.
A visitação tem início na ala denominada “Máquina-do-tempo”, onde o visitante apreciará um espetáculo (pode ser um vídeo ou um documentário) com imagem e som de alta definição, que contará – em 30 minutos – a história da Música Popular Brasileira, desde o século XVI até os dias de hoje.

3.1.1. A MÁQUINA DO TEMPO
Aqui, será mostrado como tudo começou, e como se mesclaram estilos, ritmos, instrumentos e tendências, para que chegássemos ao que hoje chamamos de MPB. Século a século, década a década, o visitante conhecerá todos os ritmos, estilos e movimentos que contribuíram para a formação do universo musical popular brasileiro.
Em linhas gerais, o espetáculo apresentado nesta ala deverá contar:
3.1.1.1. Os primórdios da música popular no Brasil: os séculos XVI, XVII, XVIII e XIX.
3.1.1.2. De 1870 a 1919: o choro, as marchas-rancho, o maxixe, os primórdios do samba, as primeiras gravações; Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth e Pixinguinha.
3.1.1.3. De 1920 a 1944: o apogeu de “Sinhô”, o rei do samba, os carnavais de Lamartine Babo, a era de ouro de Noel Rosa, Carmen Miranda, Francisco Alves e Mário Reis; Luiz Gonzaga, o rei do baião.
3.1.1.4. De 1945 a 1963: o rádio e sua influência na disseminação da música popular (Dolores Duran, Antônio Maria, Marlene, Emilinha Borba, Dalva de Oliveira, Ângela Maria e Cauby Peixoto); a Bossa Nova e seu sucesso nos Estados Unidos (Elizeth Cardoso, Tom Jobim e João Gilberto).
3.1.1.5. De 1964 a 1972: a televisão e os programas musicais; a Jovem Guarda (Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa); a era dos festivais da Record (Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Elis Regina, Edu Lobo e Milton Nascimento); a Tropicália.
3.1.1.6. De 1973 a 1980: a música do Nordeste e o Clube da Esquina; o samba dos grandes compositores (Martinho da Vila e Paulinho da Viola); a música brega (Odair José, Fernando Mendes, Jane & Herondy).
3.1.1.7. De 1981 a 1990: o rock, o punk e a música new-wave; o Lira paulistana (SP) e o Circo Voador (RJ); a Fábrica do Som (SP) e o Rock’n’Rio (RJ).
3.1.1.8. De 1991 a 2000: a canção sertaneja e suas duplas; o axé-music da Bahia; o pagode.
3.1.1.9. De 2001 aos dias de hoje: os novos grupos de rock, rap e hip-hop; as grandes vozes femininas; os novos talentos e as tendências da MPB.
As alas que se sucedem à “Máquina-do-tempo” oferecem ao visitante experiências sensoriais de imersão no universo dos três elementos de maior destaque na MPB: o carnaval, o samba e a bossa-nova.

3.1.2. ALA DO CARNAVAL
Nesta ala, o visitante experimentará a sensação de desfilar em uma escola de samba na Marquês de Sapucaí. Aqui, o visitante desfila!
Por meio de projeções em 3D e recursos de som surround, o visitante caminhará como se estivesse no eixo central da avenida, com imagens holográficas de mulatas e passistas desfilando ao seu lado, em tamanho natural.

3.1.3. ALA DA HISTÓRIA DO SAMBA
O samba, suas origens, sua história e suas variações serão esmiuçados em uma ala dedicada exclusivamente ao tema: o samba-de-roda, o samba-canção, o samba-de-breque, o samba-de-raiz, o samba-rock, o pagode, o partido-alto e a bossa nova serão apresentados ao visitante por meio de imagens em telas de plasma, som de alta definição, fotografias, objetos, partituras e tudo o mais que for referente ao assunto e aos grandes sambistas.

3.1.4. ALA DA BOSSA NOVA
Nesta ala o visitante se sentirá caminhando no calçadão de Copacabana.
De um lado, a praia, o sol, o Cristo Redentor, o Corcovado e o barulho do mar. De outro, imagens 3D em movimento dos grandes nomes da Bossa Nova, cantando e tocando as belezas do Rio de Janeiro, sentados nas mesas dos bares famosos da orla carioca.
Ao deixar a ala da Bossa-nova, o visitante adentra o museu propriamente dito e passa a interagir com seu conteúdo.
Em todas as alas e salas ele poderá selecionar as canções de seu interesse por intermédio de seu cartão com código de barras. No final da visita, em um terminal de computador, o visitante terá a oportunidade de adquirir, e levar consigo, as canções escolhidas durante sua permanência no museu.

3.1.5. ALA DOS MESTRES
Nesta ala, dedicada aos grandes mestres da Música Popular Brasileira, o visitante conhecerá o processo criativo de cada um deles. Como se unem letra e música, poesia e harmonia, para formar obras inesquecíveis.
Trechos de entrevistas intercalados com trechos de apresentações ao vivo ou de gravações em estúdio mostrarão como foram concebidas as obras-primas da canção brasileira.
Salas anexas serão dedicadas ao acervo dos nomes mais importantes de nossa música popular: Pixinguinha, Noel Rosa, Cartola, Lamartine Babo, Luiz Gonzaga, Dorival Caymmi, Tom Jobim, Vinícius de Morais, Roberto Carlos, Chico Buarque, Paulinho da Viola, Caetano Veloso e Gilberto Gil, entre outros.

3.1.6. ALA DOS CANTORES
As vozes masculinas inesquecíveis. Os grandes intérpretes surgem em imagens fotográficas, filmes e vídeos projetados em tamanho natural, com som digital de alta qualidade, que mostrem os artistas em ação, no palco ou no estúdio, em seus melhores momentos.
As salas anexas trarão os cantores mais importantes da história da MPB: Francisco Alves, Orlando Silva, Nelson Gonçalves, Cauby Peixoto, João Gilberto, Wilson Simonal, Jair Rodrigues, Tim Maia, Ney Matogrosso entre outros.

3.1.7. ALA DAS CANTORAS
Versão feminina da ala dos cantores. As salas anexas serão dedicadas ao acervo de grandes cantoras: Carmem Miranda, Emilinha Borba, Elizeth Cardoso, Maysa, Elis Regina, Gal Costa, Maria Bethânia, Marisa Monte, Ivete Sangalo, entre outras.

3.1.8. ALA DOS GRUPOS
A exemplo das duas alas anteriores, esta será dedicada exclusivamente aos grupos musicais: Os Batutas, os Demônios da Garoa, os 3 do Rio, Renato e seus Blue-Caps, os Incríveis, MPB4, Os Originais do Samba, Zimbo Trio, Secos e Molhados, Mutantes, Quarteto em Cy, Paralamas do Sucesso, Titãs, Skank, Jota Quest, entre outros.
As diversas formações de cada grupo, seus integrantes e respectivos instrumentos serão esmiuçados no material apresentado nesta ala.

3.1.9. ALA DOS RITMOS
Aqui o visitante poderá conhecer todos os ritmos que compõem o universo da MPB. O lundu, a marcha-rancho, o maxixe, o frevo, o maracatu, o baião e o carimbó, por exemplo, serão mostrados ao visitante de duas maneiras: em canções apresentadas em shows ou festas populares e, em seguida, em uma demonstração de sua peculiaridade rítmica, sua batida, seus acentos, de forma didática.
O samba e suas variações rítmicas serão explorados em toda sua riqueza. Também serão mostrados exemplos da influência dos ritmos estrangeiros na MPB: o rock e o funk.

3.1.10. ALA DOS ESTILOS E DOS MOVIMENTOS
Nesta ala serão exibidos os estilos e os movimentos que fizeram parte da história da MPB, mostrados de forma didática e historicamente contextualizada, com recursos audiovisuais de sons e imagens de suas respectivas épocas e locais de origem.
Os estilos: sertanejo, nordestino, brega, pop, dor-de-cotovelo e o axé-music.
Os movimentos: Bossa Nova, Jovem Guarda, Tropicália, Clube da Esquina, Rock paulista, Rock carioca, Rock de Brasília e o Mangue-Beat.

3.1.11. ALA DOS GRANDES ESPETÁCULOS
Os grandes espetáculos, os grandes encontros, os festivais e os inesquecíveis programas de TV serão apresentados nesta ala. O visitante poderá ver – ou rever – Doces Bárbaros, Falso Brilhante, Chico e Caetano ao vivo, Elis Regina e Tom Jobim, a Fábrica do Som e o Rock in Rio, entre outros grandes momentos de nossa música popular.
As exibições desses espetáculos serão em várias salas simultaneamente, com os horários de início devidamente informados ao visitante, de modo que ele possa planejar sua visita de acordo com seu interesse neste ou naquele espetáculo.

3.1.12. ALA DOS VIRTUOSES
Ala dedicada ao trabalho dos músicos que acompanham os grandes nomes da MPB.
Violonistas, pianistas, percussionistas, bateristas, contrabaixistas, guitarristas e todos os demais instrumentistas responsáveis pelos sons que embalaram a poesia dos grandes mestres: Nico Assumpção, Romero Lubambo, Victor Assis Brasil, Robertinho Silva, entre outros.
Esta ala também exibirá o trabalho de grandes instrumentistas e compositores brasileiros, como: Egberto Gismonti, Hermeto Paschoal, Sivuca, Airto Moreira e Naná Vasconcellos, por exemplo.

3.1.13. ALA DOS MAESTROS, ARRANJADORES E PRODUTORES
Os grandes nomes por trás dos grandes intérpretes. Júlio Medaglia, Lindolpho Gaya, Rogério Duprat, Eduardo Lajes, Severino Araújo, Wagner Tiso, César Camargo Mariano e Liminha são alguns dos nomes que comporão o acervo exposto nesta ala.

3.1.14. ALA DOS INSTRUMENTOS E DA TECNOLOGIA
Aqui o visitante conhecerá a história, a evolução e o processo construtivo dos instrumentos musicais utilizados na MPB, bem como a evolução do processo de gravação, desde os seus primórdios até os dias de hoje. Instrumentos musicais e equipamentos estarão expostos.
Projeções em monitores de plasma ou LCD mostrarão as características sonoras e timbrísticas de cada instrumento musical. Também serão exibidos e estarão em funcionamento: gramofones, vitrolas, toca-discos, CD players e MP3 players.

3.1.15. ALA DAS GRAVADORAS
Nesta ala dedicada exclusivamente às gravadoras que atuam – ou atuaram – no mercado brasileiro, o visitante terá acesso à totalidade do casting de cada uma delas, poderá localizar músicas gravadas por seus artistas contratados, verificar a disponibilidade deste ou daquele fonograma e visualizar as capas e contracapas de todos os discos lançados por cada gravadora.
As paredes desta ala serão revestidas por um mosaico de pequenas imagens de 50x50mm, lado a lado, com a reprodução reduzida das capas dos discos mais importantes de cada gravadora, distribuídas aleatoriamente.

3.1.16. ALA DAS TENDÊNCIAS
Nesta última ala dedicada à exposição permanente, o visitante conhecerá as atuais tendências da MPB.
Os novos cantores, cantoras, compositores e grupos musicais serão contemplados aqui, de modo que se tenha uma visão atual da produção musical popular brasileira, e que se possa traçar uma perspectiva de médio prazo.

3.1.17. DIVERSÕES ELETRÔNICAS
Numa clara alusão à canção do compositor da vanguarda-paulistana Arrigo Barnabé, esta ala destina-se ao entretenimento totalmente interativo do visitante.
Aqui, ele terá à sua disposição cinqüenta terminais de computador nos quais, de posse de seu cartão com código de barras, poderá verificar as canções selecionadas ao longo de sua visita, fazer uma simulação do custo de aquisição dessas obras, adicionar ou subtrair títulos de sua lista, efetuar o pagamento pela aquisição dos títulos escolhidos, e copiá-los em CD, em seu MP3 player ou iPod.
O visitante terá, ainda, a oportunidade de sentir toda a emoção de estar em um palco ou em um estúdio, e gravar sua performance.
Em um espaço denominado Cantar no Palco, que simulará as condições acústicas e de iluminação do palco de uma grande sala de espetáculos com platéia lotada, o visitante cantará uma canção previamente escolhida. O resultado de sua apresentação será gravado em DVD. O detalhe especial ficará por conta da platéia, formada pelos rostos dos artistas que compõem o acervo do museu, numa curiosa inversão de papéis.
No espaço denominado Cantar no Estúdio, o visitante terá a oportunidade de cantar uma canção previamente escolhida como se estivesse em um verdadeiro estúdio de gravação profissional, com a presença de um técnico e um produtor.
O resultado desta atividade será um CD com a gravação do visitante, que ele leva consigo.

3.1.18. EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS
Esta ala será destinada a eventos e exposições temporárias programados pela administração do museu, por exemplo: lançamento de livros, CDs e DVDs, sessões de autógrafos, exposições temáticas e atividades afins.

3.1.19. BIBLIOTECA, AUDITÓRIOS E SALAS DE USO MÚLTIPLO
Áreas destinadas às atividades didáticas, experimentais e de pesquisa. A biblioteca multimídia terá livros, partituras. CDs e DVDs para consulta e pesquisa. Os auditórios e as salas de uso múltiplo serão destinados a cursos, palestras, debates, workshops, oficinas e ensaios.

3.1.20. TEATRO
Um teatro para 1.100 espectadores com acesso independente do museu, dedicado exclusivamente a espetáculos de MPB e acústica cuidadosamente planejada para esse fim, será o local para os grandes espetáculos na cidade de São Paulo.
Um estacionamento subterrâneo acomodará com folga os veículos dos espectadores.

3.1.21. COMPRAS
Três lojas ficarão à disposição dos visitantes e do público em geral:
 Uma loja de instrumentos musicais;
 Uma loja de CDs, DVDs; e
 Uma loja de livros, presentes e souvenires do Museu da MPB.

3.1.22. ALIMENTAÇÃO
O visitante terá as seguintes opções para um lanche ou uma refeição durante sua visita:
 Café do Museu, no térreo;
 Restaurante e praça de alimentação, na cobertura.
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.

Last edited by KASchramm; December 19th, 2010 at 02:59 AM.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old December 19th, 2010, 02:52 AM   #1529
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

Sáb, 11/12/10 - 11h35

Governador reabre Museu Casa Guilherme de Almeida

Imóvel do museu passou por reforma e acervo foi catalogado

O governador Alberto Goldman e o secretário da Cultura, Andrea Matarazzo, participaram neste sábado, 11, da reabertura do Museu Casa Guilherme de Almeida para a visitação pública e atividades voltadas à literatura. Inaugurado em 1979, o museu estava fechado desde setembro de 2006 para reestruturação e obras de adequação que custaram cerca de R$ 625 mil, realizadas pela Secretaria da Cultura.

O projeto arquitetônico e museográfico redefiniu a identidade visual do museu e o entorno da casa, oferecendo maior destaque ao acervo, em diálogo com a arquitetura da Casa. A Casa Guilherme de Almeida também foi equipada para atender pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Um elevador foi instalado nos fundos do imóvel, permitindo o acesso ao pavimento superior do museu.

Considerada o primeiro museu-casa biográfico e literário da cidade de São Paulo, a Casa funciona na antiga residência do poeta, tradutor, jornalista, crítico e advogado paulista Guilherme de Almeida (1890-1969). Durante o período em que esteve fechada à visitação, as atividades culturais não pararam - boa parte foi transferida para a Casa das Rosas, na Avenida Paulista. Foi realizada nova e completa catalogação do acervo, inclusive da biblioteca (cuja relação de títulos poderá ser consultada pela internet), e foram executadas ações de restauro de obras e objetos.

"É a recuperação histórica do Estado de São Paulo. Nós estamos fazendo isso em todos os lugares. Com esses museus a gente recupera a história do Estado, que é a história de luta. O próprio Guilherme de Almeida participou da Revolução de 32. Então, você tem momentos que mostram a formação nossa, de hoje, de onde ela veio e porque a pujança tão grande de São Paulo. São Paulo é o que é hoje exatamente porque teve uma história, que fez com que chegasse aos dias de hoje. Essa história as pessoas precisam conhecer, precisam entender", disse Goldman.

A Casa agora reabre com dupla identidade e função: além de ser Museu Biográfico e Literário, o museu possui também um Centro de Estudos de Tradução Literária, em sintonia com uma das principais atividades de Guilherme de Almeida, cujas traduções são consideradas modelares pela crítica. O Centro de Estudos tem realizado atividades desde março de 2009, na Casa das Rosas e no Museu da Língua Portuguesa.

Casa da Colina

O sobrado da rua Macapá, no Pacaembu, foi projetado pelo arquiteto Sílvio Jaguaribe Ekman em 1944. Lá, Guilherme de Almeida residiu de 1946 até sua morte, ao lado de sua esposa, Baby. Lar, refúgio intelectual e ponto de encontro da inteligência artístico-literária paulistana, o imóvel era chamado pelo poeta de "Casa da Colina".

O museu abriga raridades, como os livros, quadros e objetos que o poeta e sua esposa colecionaram durante sua vida. Merece destaque o conjunto de telas assinadas por pintores como Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Lasar Segall, Gomide, Tarsila do Amaral e Samson Flexor.

Entre as esculturas que integram o acervo do museu, vale destacar a peça em bronze criada por Brecheret intitulada Sóror Dolorosa (mesmo nome de um poema de Guilherme) - exposta durante a Semana de Arte Moderna de 1922 - e uma interessante cabeça de Baby executada pelo escultor suíço William Zadig, além de um busto do poeta esculpido por Joaquim Figueiras. Litografias de Rugendas, desenhos, aquarelas e iluminuras, de diversos artistas brasileiros, compõem os ambientes.

Entre os objetos decorativos destaca-se a prataria, com peças de origem brasileira, portuguesa, holandesa e inglesa. Há um bule de prata com incrustação de cristal de rocha lapidado e lavrado, que teria integrado os pertences de viagem do Conde Maurício de Nassau, no século XVII.

Outras preciosidades são os documentos e os cerca de 5.500 livros do poeta, incluindo-se o conjunto de obras publicadas por ele, em sua primeira edição. Entre os livros raros encontra-se um volume em pergaminho, do século XVII, e um exemplar da quinta reimpressão da primeira edição de Ulysses, de James Joyce, além de primeiras edições com dedicatória de livros de nossos maiores escritores como Oswald de Andrade, Mário de Andrade e Guimarães Rosa.

Serviço
Casa Guilherme de Almeida
Rua Macapá, 187, Pacaembu.
(11) 3673-1883 / 3672-1391.
Funcionamento: terça a domingo, das 10h às 17h. (Visitas espontâneas: quartas, sextas, sábados e domingos; visitas agendadas: terças e quintas).
Entrada franca.


http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoti....php?id=213137
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old December 19th, 2010, 02:56 AM   #1530
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

Quotando...

Projeto: Museu do Aço

Quote:
Originally Posted by Marcio Staffa View Post
Material aparece em diversas formas e utilizações em espaço cultural e educacional na zona Leste de São Paulo











O Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (INDA) convidou os arquitetos da FGMF para projetar o Museu do Aço, um equipamento cultural e educacional na zona Leste de São Paulo.

O programa inclui um teatro completo para 500 pessoas, espaço de exposições temporárias, o próprio museu do aço e salas de capacitação profissional. O edifício demonstra o uso do aço em diversas aplicações e formas, e deve se tornar uma referência prática da versatilidade do material.

A proposta arquitetônica, porém, não partiu de um elemento sólido, mas de um vazio: o principal gerador do partido é o espaço público. "Mais que uma construção, queríamos que o museu fizesse parte do tecido urbano, que fosse experimentado em todos os momentos e por todas as pessoas, e não somente por aqueles que se dispusessem a entrar no espaço expositivo", explica Lourenço Gimenes, da FGMF.

No terreno de 400 m de frente para uma via expressa, ao lado de uma estação de metrô, o térreo foi liberado para deixá-lo visual e fisicamente permeável. Uma praça escavada, de acesso mais controlado, serve de abrigo ao foyer do teatro, às salas de aula, a um café e a espaços técnicos do complexo, além de se resguardar do barulho da avenida.

Sobre esse vazio - que também simboliza as minas de onde é extraído o minério de ferro - paira um enorme volume revestido de aço corten, suspenso por finas hastes tracionadas presas a uma estrutura periférica simples e esbelta. O volume inusitado e orgânico contrasta com a rigidez e precisão da estrutura que o sustenta.

O espaço interno também possui contornos irregulares, com mezaninos soltos e interligados por rampas. A forma irregular transforma-se em um espaço rico e de dimensões variadas no interior, com aberturas eventuais de vidro e tela perfurada que permitem vislumbrar a praça logo abaixo.

A tela metálica, durante o dia, deixa o grande volume do museu ligeiramente enevoado, indefinido. Em rasgos estratégicos na tela, por onde se dão os acessos ao espaço público, podem-se ver pedaços desse elemento. Já à noite, iluminado, o museu surge com força na paisagem.
http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1275671
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old December 31st, 2010, 04:21 PM   #1531
David czs
Registered User
 
David czs's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: Cruzeiro do Sul - Acre
Posts: 709
Likes (Received): 0

FELIZ ANO NOVO PRA TODOS. QUE DEUS FAÇA DESSE ANO O MELHOR ANO DE TODOS OS TEMPOS

David czs no está en línea   Reply With Quote
Old January 6th, 2011, 02:46 PM   #1532
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

06 de Janeiro de 2011
Após 68 anos, Belas Artes vai fechar as portas em São Paulo


O Belas Artes, um dos mais antigos cinemas de São Paulo, se prepara para as últimas sessões. No dia 30 de dezembro, uma notificação judicial avisou: o imóvel, na esquina da avenida Paulista com a rua da Consolação, tem de ser entregue até fevereiro.

Terminará, assim, uma história iniciada em 1943. Terminarão assim os "Noitões" que, nos últimos anos, chegaram a reunir, madrugada adentro, mil pessoas.

A ameaça de fechamento do cinema veio a público em março de 2010, quando o HSBC pôs fim ao patrocínio. André Sturm, o proprietário, começou então a bater à porta de algumas empresas, atrás de nova parceria.

Conversa daqui, conversa dali e, em novembro passado, foi acertado novo apoio. A minuta do contrato estava sendo finalizada quando veio a surpresa. "O proprietário disse que queria o imóvel de volta porque ia abrir uma loja lá", diz Sturm.

Sturm conta que havia se comprometido a pagar um novo valor de aluguel, de R$ 65 mil, assim que fechasse o patrocínio. "Tínhamos um acordo, mas ele não cumpriu", diz o dono do cinema.

Procurado, o proprietário do imóvel, Flávio Maluf (que não é filho de Paulo Maluf), não precisou sequer ouvir uma pergunta. A identificação da reportagem da Folha foi suficiente para que dissesse não ter nada a declarar.

"Ligue para o meu advogado", recomendou. Enquanto ditava nome e telefone, interrompeu a fala e perguntou: "Mas é a respeito do quê?". Informado, ensaiou uma explicação: "Perderam o prazo... Não tenho nada a declarar". O advogado não retornou as ligações.

Maluf passou a responder pelo imóvel há dois anos, quando seu pai morreu. "Venceu a visão mesquinha", diz Sturm.

Ontem, os 32 funcionários receberam o aviso prévio.


Fachada do Cine Belas Artes, localizado na rua da Consolação, em São Paulo

ÚLTIMA FASE

Sturm assumiu o cinema em 2002, quando os antigos proprietários decretaram o negócio inviável. O espaço, de fato, estava com as instalações decadentes e a programação descaracterizada.

Vieram a seguir a sociedade com a O2, produtora do cineasta Fernando Meirelles e, em 2003, o apoio do HSBC.

A ameaça do fim, em 2010, fez com que, no ano passado, a cidade se mobilizasse para salvar o Belas Artes. A campanha tanto deu resultado que o patrocínio chegou.

Dentre as marcas que esta última fase deixará estão o "Noitão" e a longa permanência de alguns filmes.

Pelo menos quatro títulos ficaram mais de um ano em cartaz: "O Filho da Noiva", "Bicicletas de Belleville", "2046 - os Segredos do Amor" e "Medos Privados em Lugares Públicos".



Galeria de fotos do Belas Artes

Folha
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old January 6th, 2011, 03:02 PM   #1533
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

Clássicos de Vinicius de Moraes inauguram o projeto Poesia na CPTM

O lirismo de Vinicius de Moraes inaugura o Projeto Poesia na CPTM, que conta os principais poemas do autor expostos nas paredes das estações.

Durante o mês de janeiro, a Estação da Luz recebe o projeto que traz obras-primas do poeta, como Poema de Natal, Soneto da Fidelidade, A Rosa de Hiroshima, entre outros.

Ao todo serão expostos 12 poemas por meio de adesivos em tamanhos grandes que possibilitam e leitura mesmo à distância. Futuramente o projeto também ocorrerá nas estações Barra Funda, Brás, Itaim Paulista, Grajaú e Jundiaí.

Serviço
Local: Estação da Luz
Grátis.
Data: até 31 de janeiro de 2011.
Horário: Diariamente, 5h às 0h.

Turismo em São Paulo - Site Oficial
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old January 7th, 2011, 07:43 PM   #1534
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

07 de Janeiro de 2011
Obras da 1ª fase do complexo cultural Praça das Artes devem ser concluídas até o fim de 2011, sinaliza o prefeito

O antigo prédio do Conservatório Dramático e Musical de São Paulo, que abrigará o Museu do Teatro Municipal e será incorporado ao projeto para receber a futura Escola de Música e Dança, tem previsão para estar totalmente restaurado até o final de 2011.

A primeira fase das obras do futuro complexo cultural Praça das Artes deverá estar concluída ainda neste ano. O antigo prédio do Conservatório Dramático e Musical de São Paulo, que abrigará o Museu do Teatro Municipal e será incorporado ao projeto para receber a futura Escola de Música e Dança, tem previsão para estar totalmente restaurado até o final de 2011. Nesta quinta-feira (6/1), o prefeito de São Paulo vistoriou os 28,5 mil m² do complexo e mostrou otimismo com o andamento dos trabalhos.

“Está é uma obra muito importante para a Cidade. Ela vem ao encontro do nosso programa de recuperação do Centro. Uma recuperação com qualidade, pois se dá com equipamentos novos e veiculados à Cultura. Esperamos realizar as primeiras inaugurações ainda no início de 2012. Essa é a meta”, afirmou o prefeito.

O prédio do antigo Conservatório será completamente restaurado e servirá de espaço para apresentações de câmara. A Praça das Artes também prevê a construção de prédios novos, como é o caso do Centro de Documentação e o edifício que abrigará as escolas de dança e música, o que proporcionará uma formação complementar. “A Praça das Artes vai permitir a especialização de milhares de pessoas, fazendo com que tenhamos a oportunidade de fazer muitos eventos culturais. Nós estamos realmente bastante otimistas”, apontou o chefe do Executivo Municipal.

Acompanhado dos secretários municipais de Cultura, de Infra-Estrutura Urbana e Obras e do Planejamento, Orçamento e Gestão, o prefeito destacou que a Praça das Artes integrará todos os corpos artísticos do Teatro Municipal graças à construção de um prédio de 11 andares. “Nós teremos a oportunidade de fazer uma complementação das atividades realizadas no Teatro Municipal”, assinalou.

Com a finalização das obras do novo edifício, os corpos artísticos realizarão os ensaios em salas que reproduzem as dimensões do palco do Teatro Municipal. A construção abrigará salas para receber a Orquestra Sinfônica Municipal, Orquestra Experimental de Repertório, Balé da Cidade de São Paulo, Coral Lírico, Quarteto de Cordas de São Paulo e o Coral Paulista.

O complexo

O complexo cultural Praça das Artes estará localizado no quarteirão atrás do Teatro Municipal de São Paulo, formado pelas ruas Conselheiro Crispiniano, Formosa, avenida São João, praça Ramos de Azevedo e terá o formato de um T. O projeto foi idealizado pelo arquiteto da Secretaria Municipal de Cultura, Marcos Cartum, em parceria com os arquitetos Marcelo Ferraz e Francisco Fanucci, do escritório Brasil Arquitetura.

O conjunto de construções propostas para a composição da Praça das Artes é dividido em três módulos. Além do módulo dos corpos artísticos (que será voltado para a rua Formosa) e das escolas (situado nas imediações da avenida São João), haverá o do estacionamento, com capacidade de mais de 200 vagas, cujo acesso se dará pela rua Conselheiro Crispiniano.

O custo de implantação da Praça das Artes é de aproximadamente R$ 120 milhões. Os recursos investidos na obra são oriundos do Fundurb (Fundo de Desenvolvimento Urbano), subordinado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano. O consórcio Construcap-Triunfo, responsável pelas obras, iniciou os trabalhos, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Infra-Estrutura Urbana e Obras (Siurb), em maio de 2009.

No momento, o conjunto de obras está com cerca de 95% da escavação e contenção concluídas, 60% das demolições concluídas, 80% das fundações concluídas e 25% da estrutura em concreto arquitetônico concluídas. O conjunto deve ser totalmente entregue à população paulistana em meados de 2012.

Prefeitura
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old January 12th, 2011, 05:18 PM   #1535
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

07/01/2011
Memorial do Imigrante passará por processo de restauro

Acervos do local serão temporariamente transferidos para outras instalações
Museu vinculado à Secretaria de Estado da Cultura, o Memorial do Imigrante está em processo de restauro das edificações até o segundo semestre de 2011. O restauro do Memorial do Imigrante faz parte das ações da Secretaria para a requalificação do patrimônio museológico do Estado, garantindo a preservação correta de edifícios e acervos, e sua pesquisa e divulgação qualificada.

Para garantir a segurança do acervo e funcionários, a continuidade dos serviços públicos prestados e a agilidade da restauração, os acervos museológico, bibliográfico e arquivístico serão transferidos temporariamente para outras instalações nas próximas semanas. O acervo documental arquivístico ficará sob a guarda do Arquivo do Estado de São Paulo, que dará continuidade às ações de higienização, reprodução e documentação, bem como a prestação dos serviços cartoriais ao público (emissão de certidões e atestados).

Como a mudança do acervo requer um minucioso trabalho de deslocamento e reorganização, os serviços ao público estão suspensos entre 22 de dezembro de 2010 e 10 de janeiro de 2011. Após esta data os serviços voltarão à normalidade e poderão ser providenciados diretamente pelo Arquivo do Estado de São Paulo até a reabertura do museu.

Ao término das obras, o Memorial do Imigrante será reaberto ao público, com as instalações completamente remodeladas e o retorno de todo acervo museológico, bibliográfico e arquivístico, além de uma nova exposição.
Todos os serviços prestados pelo Memorial terão continuidade, porém em melhores condições de atendimento ao público, com mais segurança e atratividade.

Projeto
Além da obra de restauro, está em curso a criação de um novo projeto museológico, moderno e interativo. Os projetos, definidos pela Secretaria da Cultura, serão realizados em parceria com a organização social de cultura que celebrar contrato com a Secretaria após a seleção pública realizada recentemente.

Esse processo de seleção faz parte do modelo adotado pelo Governo de São Paulo para a gestão de programas e equipamentos culturais, em parceria com organizações não governamentais da área de cultura qualificadas como organizações sociais. O processo público de seleção a cada término de contrato é um dos vários instrumentos de avaliação e democratização desse modelo de gestão, permitindo a reflexão sobre as ações desenvolvidas no período contratado e a definição das perspectivas para o próximo período.

No caso do Memorial do Imigrante, como o equipamento cultural estará em obras durante a maior parte do ano de 2011, a Secretaria da Cultura celebrará um contrato de gestão temporário para finalizar as providências para a nova exposição de longa duração.


Fonte
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old January 12th, 2011, 05:19 PM   #1536
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

Viva! Que o próximo seja o memorial da américa latina! Depois que conheci o museu do futebol e o museu da língua portuguesa, passei a achar que o memorial poderia passar por essa remodelação para ser convertido em museu interativo.
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old January 12th, 2011, 08:31 PM   #1537
OCPagu
BANNED
 
OCPagu's Avatar
 
Join Date: Jan 2011
Location: São Paulo
Posts: 353
Likes (Received): 1

Quote:
Originally Posted by KASchramm View Post
Viva! Que o próximo seja o memorial da américa latina! Depois que conheci o museu do futebol e o museu da língua portuguesa, passei a achar que o memorial poderia passar por essa remodelação para ser convertido em museu interativo.
Não!!!!

Ok, museus interativos são bacanas, divertidos... mas não se pode converter um equipamento público que nasceu com um projeto e um propósito, que tem todo uma história de realizações e uma identidade já consolidada em algo completamente diferente!

E, outra coisa... não tenho gostado dessa tendência de valorizar apenas os museus interativos de SP. Museu é museu, não é parque de diversões. Se a população não se interessa por seus acervos museológicos e não os visita, que seja educada para isso, não vamos desfigurar nossos museus para que a população os ache mais atraentes.

O Memorial da América Latina só precisa de uma agenda mais intensa de eventos. Mas seus propósitos e seu plano inicial tem que ser respeitados.
OCPagu no está en línea   Reply With Quote
Old January 13th, 2011, 01:54 AM   #1538
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

Concordo com você amigo, mas vejo o Memorial da América Latina como uma excessão. O que está exposto lá deixa muito a desejar em relação ao que pode ser mostrado em se tratando de América Latina. Se fizessem isso lá, poderia se falar de música, mostrar vídeos com danças típicas e etc.

Até agora, a maioria das pessoas que visitaram o Memorial comigo gostaram mas esperavam mais do Pavilhão da Criatividade. É pra esse pavilhão que defendo a mudança. Não vejo muita necessidade nem sentido em mudar os outros: galeria de arte, salão tiradentes, biblioteca, auditório, enfim...

Aliás, bem vindo ao fórum.
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.

Last edited by KASchramm; January 13th, 2011 at 02:01 AM.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Old January 21st, 2011, 05:23 PM   #1539
GRGM
Gabriel
 
GRGM's Avatar
 
Join Date: Apr 2004
Location: São Paulo
Posts: 7,435
Likes (Received): 112

Notícias
Teatro do Rio Verde será pré-inaugurado com grandes showsRafael Munduruca em 17/01/11

Já dizia um velho ditado que “quando uma porta se fecha, há sempre uma janela que se abre”. Se na rua da Consolação o clima é de luto pelo provável fechamento do tradicional Cine Belas Artes, na rua Belmiro Braga, em pleno coração da Vila Madalena, o ambiente é de festa. É que no próximo dia 21 de janeiro (sexta-feira) haverá o pré-lançamento do Teatro do Centro Cultural Rio Verde (CCRV), um presente para a cidade de São Paulo, que está prestes a comemorar seus 457 anos.


Ilustração da visão do mezanino do Teatro do CCRV.

Um coquetel musicado pela dicotecagem de Tita Lima será servido às 19h. Na sequência, o público poderá curtir os pocket-shows de Ligiana, Álvaro Petersen, Cezar de Mercês, Duo Pedro Bandera, Juliano Gauche e banda Ladodalua. Todas as pessoas são bem-vindas, pois o evento é gratuito. Para conhecer outros espaços culturais da rua Belmiro Braga, leia a reportagem “Uma rua com nome de poeta”.

A festa de pré-inauguração leva o nome de “Participe do Processo”. Não por acaso, já que o local ainda está em obras. Kiki Vassimon, uma das sócias do espaço, explica: “O Centro Cultural Rio Verde privilegia tudo que está em processo, por isso a importância da realização deste evento em meio à construção”.

Guga Stroeter, também sócio do CCRV, afirma: “Vivemos em tempos de flexibilização entre o público e o privado. Enquanto a maioria das pessoas e entidades captam recursos públicos para realizarem investimentos privados, nós fazemos o contrário, realizamos um investimento privado para benefício público. E isso nos traz uma satisfação pessoal muito grande”.

O projeto arquitetônico do novo teatro é assinado por Ricardo Bellio, cujo escritório fica a alguns metros do Centro Cultural, na rua Girassol. O espaço será multiuso, contará com tratamento acústico de estúdio para não incomodar a vizinhança e estará tecnicamente preparado para receber atrações de música, teatro, dança e cinema. A arquibancada comportará até 99 pessoas e, assim como o palco, será móvel. A cena terá ainda a possibilidade de se abrir para a Praça Aprendiz das Letras, localizada logo ao lado.

O Centro Cultural Rio Verde está localizado no número 181 da rua Belmiro Braga, na Vila Madalena. Para mais informações sobre a festa de pré-lançamento do Teatro ligue para (11) 3459-5321 ou acesse o site centroculturalrioverde.com.br. A inauguração oficial está prevista para os próximos meses, fique de olho em nosso site para mais informações.

Programação

Das 19h30 às 20h20: coquetel e discotecagem da Tita Lima na obra do teatro
Das 20h30 às 21h00: pocket show Ligiana, Álvaro Petersen e Cezar de Mercês
Das 21h10 h às 21h40: pocket show Duo Pedro Bandeira
Das 21h50 às 22h20: pocket show de Juliano Gauche
Das 22h3023h: pocket show da banda Ladodalua do percussionista Dalua
23:00 encerramento

http://vilamundo.org.br/2011/01/rua-...ao-da-cultura/
GRGM no está en línea   Reply With Quote
Old January 22nd, 2011, 02:22 PM   #1540
KASchramm
Sampa!
 
KASchramm's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: São Paulo
Posts: 5,809
Likes (Received): 193

Legal! Quero ir lá!
__________________
Todos os meus threads aqui / Flickr

Meu thread mais recente: 89ª Corrida de S. Silvestre

São Paulo, eSPetacular.
KASchramm no está en línea   Reply With Quote
Reply

Tags
são paulo

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 05:36 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu