daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old March 3rd, 2011, 03:45 PM   #1641
GMF
Registered User
 
Join Date: Oct 2007
Location: Brasília/DF
Posts: 1,906
Likes (Received): 82

Quote:
Originally Posted by Pesquisadorbsb View Post
Em breve teremos novidades, não apenas com relação ao estádio, mas também com a ultra reforma e ampliação do ExpoBrasilia. Eu vi os renders, são deslumbrantes mesmo, inclusive podendo desbancar certas cidades, não vou cita-las, para não alegarem que estou fazendo rixa entre cidades.
Longe dos holofotes da mídia, representantes da FIFA vieram a Brasília no final do ano passado (nem foi noticiado) e ficaram bem impressionados com o espaço do ExporBrasília; não só em relação ao tamanho, mas também ao acesso e estacionamento. Fizeram vários questionamentos e sem mostraram bem interessados na área.

Entretanto, para mim, um projeto do tipo deve vir acompanhado de expansão do Setor Hoteleiro. Nem precisa ser no Plano, pode ser em outra região mais afastada, mas deve acontecer! Brasília tem uma rede hoteleira comparativamente ruim, mas isso tá longe de ser uma exclusidade daqui. Até Rio e São Paulo possuem capacidade hoteleira comparativamente baixa.
GMF no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old March 3rd, 2011, 04:43 PM   #1642
ypm
Registered User
 
Join Date: Oct 2010
Posts: 622
Likes (Received): 165

Quote:
Originally Posted by Pesquisadorbsb View Post
O povo anda lendo errado ou está dificil de compreender. O Estádio Mané Garrincha vai ter um shopping center, hotel, centro clinico anexo a ele, digo, debaixo das arquibancadas, ou o povo não conhece o Mineirinho em BH, eu digo isso, pois estive a alguns anos hospedado no hotel debaixo das arquibancadas, o mesmo vai ocorrer em Brasília, o risco de virar um elefante branco é demais.

Detalhe, tem uma entidade ligada a empresa de construção civil alegando que existe o risco, mas eu queria ver se essa mesma entidade da construção civil fala da qualidade do asfalto de Brasília. Com certeza eles vão alegar que não tem competência a respeito.
Então as melhorias de que as pessoas estão falando se restringem ao próprio mané garrincha??? num intidi...e o entorno? explica pra gente direitinho...
ypm no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2011, 09:30 PM   #1643
Pesquisadorbsb
BANNED
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 25,717
Likes (Received): 8

Quote:
Originally Posted by ypm View Post
Então as melhorias de que as pessoas estão falando se restringem ao próprio mané garrincha??? num intidi...e o entorno? explica pra gente direitinho...
Uai eu não posso explicar, pois as informações já se encontram no próprio thread. Pois vou ficar parecendo disco arranhado, tocando a mesma música.
Pesquisadorbsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2011, 10:19 PM   #1644
ypm
Registered User
 
Join Date: Oct 2010
Posts: 622
Likes (Received): 165


Não, pq as informações são mto desencontradas. O thread está cheio de informações contraditórias. Alguns dizem que a área toda será revitalizada até o autódromo, aí vc posta falando que as pessoas estão entendendo errado e que o foco será o estádio, enfim, qual a amplitude desta reforma? Até onde haverá, de fato, uma renovação?. Onde vc leu que o estádio vai receber o hotel, o centro clínico, etc???0.0
ypm no está en línea   Reply With Quote
Old March 3rd, 2011, 11:30 PM   #1645
Pesquisadorbsb
BANNED
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 25,717
Likes (Received): 8

O thread é sobre o Estádio, claro que toda a área SRPN (ou setor de recreação pública norte), vai ser revitalizada sim, inclusive algumas áreas não utilizadas, vão ter alguma utilidade.
Pesquisadorbsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 15th, 2011, 04:38 PM   #1646
Pesquisadorbsb
BANNED
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 25,717
Likes (Received): 8

Agora o trem sai, digo o novo setor hoteleiro

INSTITUTO DE MEIO AMBIENTE E DOS
RECURSOS HÍDRICOS DO DISTRITO FEDERAL
AVISO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA
O PRESIDENTE DO INSTITUTO DE MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS
DO DISTRITO FEDERAL – BRASÍLIA AMBIENTAL – IBRAM/DF - convida a todos os
interessados para a Audiência Pública de apresentação e discussão do Relatório de Impacto de
Vizinhança - RIVI, referente ao licenciamento ambiental para avaliar a criação do lote B da Quadra 901 do Setor de Grandes Áreas Norte – SGAN, objeto do processo de licenciamento nº 391.000.149/2010, localizado na Região Administrativa de Brasília/DF. DATA DA REALIZAÇÃO:
19/04/2011. HORÁRIO: 14h00min. LOCAL: Auditório da Companhia Imobiliária
de Brasília - Terracap. ENDEREÇO: SAM Bloco “F” Edifício Terracap, Brasília/DF. Informa,
ainda, que a documentação referida está à disposição do público para consulta, até a data da realização da audiência pública, no IBRAM/DF – SEUPN 511, Bloco “C”, Lote 3, Ed. Bittar III, no horário de 8h às 18h e na internet no endereço www.terracap.df.gov.br.
Brasília/DF, 14 de março de 2011.
MOACIR BUENO

Fonte: http://www.buriti.df.gov.br/ftp/diar...o03-%20050.pdf
Pesquisadorbsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 15th, 2011, 04:40 PM   #1647
Pesquisadorbsb
BANNED
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 25,717
Likes (Received): 8

Daqui a pouco, mesmo com esse estudo o MP vai alegar que a área não pode ser edificada, detalhe, alegam que é uma área não edificada, uai se antes de o GDF propor o novo setor hoteleiro, ali sempre foi a quadra 901 do setor de grandes áreas norte. Vai entender o MP. Acho que eles dormem em cima do croqui da região e desconhecem que já existia NGB para região.
Pesquisadorbsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 15th, 2011, 08:39 PM   #1648
MikeVonJ
Am I bovvered?
 
MikeVonJ's Avatar
 
Join Date: Oct 2009
Location: Brasília, Brasil
Posts: 2,768
Likes (Received): 931

Estou ansioso para que tudo acabe dando certo.
MikeVonJ no está en línea   Reply With Quote
Old March 16th, 2011, 12:42 AM   #1649
Pesquisadorbsb
BANNED
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 25,717
Likes (Received): 8

Eu vou nessa audiência se bobiar, vou levar um cartaz escrito, um MP está presente na Audiência, ou vai invalidar a mesma, pela omissão deles?
Pesquisadorbsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 16th, 2011, 01:38 AM   #1650
Espartano_bsb
Registered User
 
Espartano_bsb's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 4,924
Likes (Received): 0

Não entendi essa de "lote B da Quadra 901". Tem lote "A" por acaso?
Espartano_bsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 16th, 2011, 02:56 AM   #1651
Pesquisadorbsb
BANNED
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 25,717
Likes (Received): 8

Quote:
Originally Posted by Espartano_bsb View Post
Não entendi essa de "lote B da Quadra 901". Tem lote "A" por acaso?
O lote A é o colégio militar.
Pesquisadorbsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 16th, 2011, 03:20 AM   #1652
Espartano_bsb
Registered User
 
Espartano_bsb's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 4,924
Likes (Received): 0


Taí link do Relatório de Impacto de Vizinhança da Quadra 901 para quem tiver interresse...

http://www.terracap.df.gov.br/intern...0078107833.pdf
Espartano_bsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 16th, 2011, 03:24 AM   #1653
Espartano_bsb
Registered User
 
Espartano_bsb's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 4,924
Likes (Received): 0

Quote:
Originally Posted by Pesquisadorbsb View Post
O lote A é o colégio militar.

Achei a resposta no relatório de impacto de vizinhança citado acima. O Lote "A" é o da Delegacia de Polícia em construção.
Espartano_bsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 16th, 2011, 03:26 AM   #1654
Pesquisadorbsb
BANNED
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 25,717
Likes (Received): 8

Que estranho, mais deixa quieto...
Pesquisadorbsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 27th, 2011, 05:16 AM   #1655
GMF
Registered User
 
Join Date: Oct 2007
Location: Brasília/DF
Posts: 1,906
Likes (Received): 82

Saiu a Lei que transfere o Complexo Poliesportivo para a Terracap. Espero que a coisa evolua, pois o GDF tem apresentado ótimos projetos, mas sempre esbarra na hora de tirar do papel. Existe pouca capacidade de execução.

http://www.cl.df.gov.br/Legislacao/b...scarLei.action

LEI Nº 4.558, DE 23 DE MARÇO DE 2011

Art. 1º Fica o Poder Executivo autorizado a reverter ao patrimônio da Companhia Imobiliária de Brasília – Terracap o imóvel pertencente ao Distrito Federal denominado Lote 1 do Setor de Áreas Isoladas Norte, Centro Esportivo, gravado com cláusula de inalienabilidade, da Região Administrativa do Plano Piloto, matrícula nº 12.639 no Cartório do 2º Ofício de Registro Imobiliário de Brasília, bem como as benfeitorias nele implantadas.

Art. 2º A Terracap fica obrigada a transformar o imóvel de que trata o art. 1º em um complexo desportivo destinado à realização de eventos esportivos, sociais, culturais e religiosos, o qual integrará novo espaço de lazer com vistas a promover o desenvolvimento econômico-social do Distrito Federal e a propiciar melhor qualidade de vida à população.
Parágrafo único. O Governo do Distrito Federal e a Terracap, no prazo de até 360 dias a partir da vigência desta Lei, definirão e apresentarão à Câmara Legislativa do Distrito Federal os critérios de utilização, bem como as condições e os instrumentos contratuais de gerenciamento e exploração econômica do complexo desportivo desenvolvido na forma do caput.

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 4º Revogam-se as disposições em contrário.
GMF no está en línea   Reply With Quote
Old March 27th, 2011, 05:39 PM   #1656
Jota Ferro
Registered User
 
Jota Ferro's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: Brasília.
Posts: 4,734
Likes (Received): 1709

O endereço do Colegio Militar é 902, lote A.
__________________
Política é a arte de arrancar dinheiro dos ricos e votos dos pobres com o pretexto de protegê-los uns dos outros……
Jota Ferro no está en línea   Reply With Quote
Old March 29th, 2011, 08:29 PM   #1657
lusorod
LUSOROD
 
lusorod's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: SAO PAULO/LONDON
Posts: 8,406
Likes (Received): 538

^
O Agnelo deveria se preocupar no transporte publico da cidade de Brasilia....com VLT e BRTs e mais metros. Copa nao e' so estadio, enquanto isso a cidade toda anda congestionada e nada se faz. Um absurdo!
__________________
LUSOROD

((((((((((MUITO AMOR NA SUA ALMA))))))))))))))))
lusorod no está en línea   Reply With Quote
Old March 29th, 2011, 08:42 PM   #1658
Pesquisadorbsb
BANNED
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 25,717
Likes (Received): 8

Quote:
Originally Posted by lusorod View Post
^
O Agnelo deveria se preocupar no transporte publico da cidade de Brasilia....com VLT e BRTs e mais metros. Copa nao e' so estadio, enquanto isso a cidade toda anda congestionada e nada se faz. Um absurdo!
O governo está se preocupando, o problema que não se resolve do dia para noite, leva tempo, negociação com a sociedade e claro, ter que convencer o MP em acatar as determinações.
Pesquisadorbsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 30th, 2011, 11:26 PM   #1659
Pesquisadorbsb
BANNED
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 25,717
Likes (Received): 8

Prazo, transparência e legado pós-Copa de 2014 são as principais preocupações em relação à realização do evento em Brasília

O presidente do Crea-DF, Francisco Machado, abriu a primeira audiência pública sobre a Copa de 2014 hoje, 29 de março, fazendo um alerta às autoridades presentes. “A Copa não se resume à reforma e à construção de estádios de futebol. O evento é muito mais amplo e exige planejamento global, unificado e integrado”, afirmou Machado. Segundo ele, há muitas dúvidas sobre quantos e quais empreendimentos estão sendo planejados para comportar o evento na capital federal e o prazo para concluir as obras é apertado. “Temos apenas cerca de dois anos. Estamos atrasados e o atraso gera o encarecimento das obras”, ressaltou Machado, lembrando que o que interessa de fato à sociedade, nesse processo, é a transferência e a convergência tecnológica, a inclusão social, a geração de empreendimentos e o legado pós-Copa. “Todos os projetos e programas deverão gerar sustentabilidade e melhoria da qualidade de vida da população no que diz respeito à acessibilidade, à coleta de lixo, à segurança pública e à geração de energia”, ressaltou o presidente do Crea-DF.

Para Machado, a expectativa é que as audiências públicas, que serão realizadas pelo Sistema Confea/Crea e Mútua em todas as cidades que sediarão jogos em 2014, tenham resultado efetivo, reunindo entidades públicas e privadas da União, dos Estados e do DF para implementar estratégias e identificar os problemas. “Nosso foco é assessorar o Comitê Organizador Local, conferir mais transparência ao processo e possibilitar a fiscalização as ações, para que a realização da Copa no Brasil deixe um legado à sociedade e produza voluntariado e entusiasmo, sem os quais o evento não terá êxito”, afirmou.

Uma das autoridades presentes na mesa de abertura do evento, foi o ministro do Esporte, Orlando Silva. Segundo ele, as preocupações colocadas pelo presidente do Crea refletem as preocupações da sociedade brasileira. Ele elogiou a iniciativa do Sistema, ressaltando a importância dos mecanismos de controle social e de mobilização social, típicos do regime democrático. “Temos uma multiplicidade de interessados no processo de fiscalização: Tribunais de Contas, Ministério Público, parlamentos, além de sindicatos e corporações. Acredito na importância de iniciativas como essa e espero receber relatório com indicações no sentido de ajustar projetos, corrigir iniciativas e, dessa maneira, nos aproximar um pouco que seja do esforço e da expectativa que tem a sociedade brasileira”, afirmou.

Segundo o ministro, além das obras que estão sendo realizadas em 12 estádios, há 7 intervenções em construção de terminais turísticos; 54 projetos de mobilidade urbana e 25 projetos em 13 aeroportos, nas cidades-sede. “Uma das oportunidades do prazo imposto pela Copa do Mundo é o de antecipar investimentos que mais cedo ou mais tarde o Brasil teria de realizar nas principais cidades do país, para melhorar a nossa infraestrutura”, ressaltou. Segundo ele, as áreas de engenharia e arquitetura são importantes no processo de coordenação desses esforços em prol da melhoria da infraestrutura urbana.

O ministro também se disse preocupado com o prazo de realização dos empreendimentos e ressaltou que 70% das obras deverão começar ainda este ano, sob pena de não ser entregue à Fifa quando o Mundial chegar. “A presidenta Dilma pretende convocar Brasília para fazer o alerta. Ela me orientou para que façamos um balanço público a cada três meses, sobre o andamento de cada empreendimento”, afirmou Orlando Silva. “O objetivo é que a sociedade possa identificar a fase de maturação do projeto, as responsabilidades, para que possa elogiar os que caminham bem e analisar os projetos que tenham um andamento inadequado”. Orlando Silva disse confiar na resultante das audiências públicas, que será importante para aperfeiçoar o processo.

O vice-governador do Distrito Federal, Tadeu Filipelli, também prestigiou a abertura do evento. Para ele, é importante ter em mente o que a Copa representa em termos de desafio, assim como em termos de legado, para Brasília, em particular. “Não há como deixar de falar das conseqüências da crise política que o DF tem enfrentado”, ressaltou o vice-governador, afirmando que o entusiasmo técnico suscitado pela realização da Copa na capital federal tem sido barrado por essas questões. Mesmo assim, ele se mostrou otimista inclusive em relação a que Brasília seja a sede da abertura dos jogos. “Tenho certeza de que resultados importantes sairão desta audiência pública e tenho certeza de que o governador estará atento quanto às recomendações e a parceria que poderemos fazer”, ressaltou Filipelli.

O senador Marcelo Crivella, presidente da Frente Parlamentar pela Engenharia, elogiou a iniciativa do Sistema Confea/Crea. “Ninguém melhor do que os engenheiros para apontar caminhos, atrasos, a qualidade dos serviços”, afirmou. Ele convidou os presentes para participarem das atividades do Senado. “Estamos discutindo no senado a Lei da Engenharia, importantíssima para a nossa profissão”, ressaltou. Também participaram da mesa de abertura o deputado federal Izalci Lucas; o diretor de planejamento do Ministério do Turismo, José Augusto Falcão; os presidentes dos Creas do Mato Grosso, Tarciso Bassan; de Goiás, Gerson Taguatinga; do Mato Grosso do Sul, Jary de Castro; e de São Paulo, José Tadeu da Silva.

Ética

Após a abertura do evento, houve dois painéis, ainda no período da manhã. O primeiro, apresentado por Caio Magri, gerente executivo de políticas públicas do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, tratou do projeto “Jogos Limpos Dentro e Fora do Campo”, do qual o Confea participa. Segundo Magri, para que a Copa tenha impacto positivo, é preciso que se observe três aspectos: transparência nos gastos públicos; integridade na relação entre o setor público e o setor privado e ampliação do controle social do Estado. Em seu painel, ele apontou cinco estratégias a serem adotadas. A primeira refere-se a acordos setoriais na construção de pactos em setores como saúde, construção civil, energia e transporte.

“Somente a partir desse pacto conseguiremos construir um legado para a sociedade que permaneça além da Copa de 2014”. As outras estratégias referem-se, segundo Magri, à criação de indicadores de transparência, com informações que orientem os cidadãos e as organizações da sociedade civil para verificar a conduta dos gestores públicos. É necessário, ainda, na perspectiva do projeto “Jogos limpos - Dentro e fora dos estádios”, haver um pacto de transparência; controle social e mobilização da sociedade.

Infraestrutura

O segundo painel, sobre infraestrutura, contou com a participação do secretário de Transportes do DF, José Walter Wazquez Filho, e do superintendente de estudos e projetos de Engenharia da Infraero, Jonas Lopes. José Walter enfatizou os desafios, em termos de obras, que o setor viário e o setor de transportes estão preparando. Segundo ele, as obras no aeroporto de Brasília terão de ser “enfrentadas” independentemente da Copa do Mundo.

Wazquez mencionou uma série de obras com financiamento já previsto e que são parte do Plano Diretor. Entre elas, a Linha Amarela, integrando o Gama a Brasília, com previsão de custar R$ 731 milhões. Segundo Wazquez, essa obra já foi licitada e deve ter início este ano, com prazo de conclusão em 18 meses. Ele também mencionou a obra na DF 047, que liga o aeroporto à Asa Sul, orçada em R$ 170 milhões, e cujo processo de licitação deve começar no segundo semestre. Ele também mencionou o VLT, como uma obra fundamental para o sistema de transporte e para o resgate urbano da W3 Sul, obra foi orçada em U$ 1 bilhão. Além das obras com financiamento já previsto, o secretário estima a necessidade de R$ 4,6 bilhões em financiamento de obras estruturantes necessárias para viabilizar a nova concepção do transporte coletivo no Distrito Federal.

No segundo painel, Jonas Lopes mostrou as mudanças que estão sendo planejadas no aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, ressaltando a perspectiva de que ele se torne o segundo maior aeroporto do país, em movimento operacional (hoje é o terceiro, atrás de Guarulhos e Congonhas). “Temos muito potencial para alcançar essa meta nos próximos dois ou três anos”, afirmou. Segundo ele, no ano passado houve 14,3 bilhões de passageiros em Brasília, que é caracterizado com um aeroporto de distribuição de vôos domésticos. “Temos uma boa perspectiva de Brasília se transformar, também, num centro de distribuição de vôos internacionais”. A audiência pública continua no período da tarde, com a realização de outros três painéis: Estádio Nacional de Brasília; Legado e Voluntariado e Controle e Fiscalização.


Fonte: Jornalista Mariana Silva
Assessoria de comunicação do Confea

Fonte: http://www.creadf.org.br/portal_crea...tmp.texto=1447
Pesquisadorbsb no está en línea   Reply With Quote
Old March 30th, 2011, 11:26 PM   #1660
Pesquisadorbsb
BANNED
 
Join Date: Jan 2006
Posts: 25,717
Likes (Received): 8

“Para o Brasil, a Copa do Mundo é hoje”, afirma ministro do Esporte

A abertura da 1ª audiência pública sobre a Copa do Mundo de 2014 aconteceu na manhã desta terça-feira, 29, em Brasília, na sede do Crea-DF. A solenidade contou com a participação do presidente do Crea-DF, engenheiro Francisco Machado; do ministro do Esporte, Orlando Silva; do vice-governador do Distrito Federal, Tadeu Filipelli; do senador Marcelo Crivela; do deputado federal Izalci Lucas; do secretário de Estado de Transportes do Distrito Federal, José Walter; do secretário de Estado da Cultura do Distrito Federal, Hamilton Pereira; do secretário do Estado de Assuntos Estratégicos do Distrito Federal, Nilton Lins; e do presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil, Maurício Canovas. Também estiveram presentes o presidente do Crea-MS, Tarcíso Barssan; o presidente do Crea-GO, Gerson Taguatinga; o presidente do Crea-MS, Jary Castro; e o presidente do Crea-SP, José Tadeu da Silva. Representantes dos Creas do Ceará, Minas Gerais e Rio Grande do Norte compareceram ao avento.

O presidente do Crea-DF, engenheiro Francisco Machado, explicou o motivo da audiência pública: “Ainda há dúvidas a respeito de transporte, instalações, segurança para a população e de como será aproveitado o legado pós-Copa". Logo em seguida, passou a palavra ao ministro do Esporte, Orlando Silva, que ressaltou a importância dos profissionais de Engenharia no processo de modernização da infraestrutura do Brasil. Mais de 250 pessoas compareceram à sede do Crea-DF para a abertura desta audiência pública.

Para o ministro, o grande desafio é antecipar e concluir, de forma rápida, os investimentos que, mais cedo ou mais tarde, o Brasil teria que realizar nas principais cidades do país. “O fato de ter dia e hora marcada para começar vai estimular a antecipação do investimento para melhorar nossa infraestrutura”. Ele informou que, além dos 12 estádios, existem hoje sete intervenções com construção de terminais turísticos, 54 projetos de mobilidade urbana de transporte de massa e 25 projetos em 13 aeroportos das cidades da Copa. “Temos que começar 70% dos projetos ainda em 2011”, afirmou o ministro.

Entre os fatores críticos, Orlando Silva ressaltou a qualificação profissional e sua importância para o andamento dos projetos. Ele elogiou a iniciativa do Sistema Confea/Crea e disse confiar muito no resultado de audiências públicas e iniciativas da sociedade para criticar, analisar, sugerir e ajustar a condução desse processo para o mundial. "Nós queremos que seja o melhor mundial de todos os tempos da Fifa", defendeu. A respeito da abertura da Copa, Orlando Silva mostrou-se imparcial. “Brasília, assim como Salvador, Belo Horizonte e São Paulo está no páreo para a abertura do mundial".

O ministro disse, ainda, não achar muito coerente a comparação que tem sido feita nos últimos dias entre a estrutura do Brasil e a da Africa do Sul, pois, segundo ele, cada país tem suas próprias dificuldades. Em resposta as afirmações feitas recentemente pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter, respondeu aos jornalistas: “Para o governo brasileiro, a Copa não é amanhã nem depois de amanhã, é hoje", garantiu.

Representando o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, foi a vez do vice-governador, Tadeu Filippelli, dar sequencia a solenidade. Filippelli afirmou que a crise política que Brasília enfrentou nos últimos 17 meses serviu de empecilho no desenvolvimento da cidade, mas que, com as novas eleições, essa crise foi superada. O vice-governador mostrou-se otimista com relação a disputa para abertura da Copa e citou, entre as vantagens de Brasília, a estrutura planejada da cidade, o sistema de hotelaria que já está recebendo grandes investimentos e a existência de todas as embaixadas. “Para os patrocinadores, não existem diferenças. Seja em São Paulo, Rio de Janeiro ou Brasília, eles apenas querem que a abertura seja um evento de sucesso", ressaltou o vice-governador.

Em resposta, o senador Marcelo Crivela alfinetou: “Brasília é o maior monumento da criatividade de uma raça, portanto, você pode ter certeza de que a abertura na capital federal seria maravilhosa, desde que a final seja no Rio". Atualmente, o senador Marcelo Crivella preside a Frente Parlamentar pela Defesa e Valorização da Engenharia, da Arquitetura e da Agronomia no país.

Para finalizar, o deputado federal Izalci Lucas também mostrou expectativa com relação a Brasília ser sede para a abertura do mundial e destacou que “não estamos tratando apenas de estruturas, mas também de políticas públicas. A Copa vai contribuir muito para a estrutura do país de maneira geral", afirmou. Izalci é o deputado responsável pela Frente Parlamentar em Defesa das Profissões Regulamentadas, que reúne 28 Conselhos Profissionais. No Distrito Federal, o fórum destes conselhos, conhecido como "conselhinho", é coordenado pelo presidente do Crea-DF, engenheiro Francisco Machado.

O evento segue durante toda a tarde desta terça-feira, 29 de março, no auditório do Crea-DF.


Fonte: Jornalista Fernanda Fernandes
Assessora de Comunicação Social do Crea-DF

Fonte: http://www.creadf.org.br/portal_crea...tmp.texto=1445
Pesquisadorbsb no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
brasilia, world cup 2014

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 10:25 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu