daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Transportes e Infra-Estruturas > Ferrovias



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Closed Thread

 
Thread Tools
Old December 6th, 2007, 09:22 PM   #221
Daniel_Portugal
I Love You... Soraia
 
Daniel_Portugal's Avatar
 
Join Date: Sep 2005
Location: PORTO Metro Area
Posts: 28,503
Likes (Received): 32

Quote:
Originally Posted by Zibropt@hotmail.com View Post
Metro sem condutor no subsolo do Porto


Hugo Silva

A Empresa do Metro vai propor ao Governo a construção de uma linha circular subterrânea no Porto, cuja operação será totalmente automática - os veículos não precisarão de condutores e poderão circular ininterruptamente durante o horário de funcionamento do sistema.

A proposta faz parte dos estudos para as linhas da segunda fase da rede e, segundo as expectativas dos responsáveis da Empresa do Metro, poderia duplicar o número de utilizadores do sistema, que regista, actualmente, quase 200 mil validações por dia. Até porque a nova linha permitiria servir zonas de grande concentração de pessoas no Porto, como Fernão Magalhães/Costa Cabral, Rotunda da Boavista, Campo Alegre, Palácio de Cristal e Leões/Clérigos. A ideia já terá sido alvo de conversas entre responsáveis da empresa e membros do Governo, que não terão fechado totalmente as portas ao projecto.

A linha circular automática tem uma extensão de aproximadamente nove quilómetros e percorre o subsolo do Porto, interceptando linhas de metro já existentes em pontos estratégicos, designadamente Pólo Universitário, Casa da Música, S. Bento e Campanhã.

Mais passageiros

O objectivo é "contrabalançar a estrutura essencialmente radial" da rede já construída e em operação. A linha automática será transversal às que já existem, permitindo uma articulação que potenciaria o aumento do número de passageiros. A Metro do Porto recorda que três das principais linhas propostas para a segunda fase da rede - Gondomar, Matosinhos Sul /Boavista e segunda de Gaia (passando por Oliveira do Douro, Arrábida e Campo Alegre) - também se articularão com esta circular subterrânea, "aumentando o seu potencial de atractividade".

Com um investimento estimado em cerca de 180 milhões de euros, os estudos já elaborados admitem que o projecto poderia ser qualificado, pelo Governo, como PIN (Projecto de Potencial Interesse Nacional). A construção de uma linha de características automáticas deverá obrigar a Metro do Porto a adquirir veículos próprios, com a tecnologia adequada para dispensar a presença de condutores.

O projecto inspira-se na linha 14 do metro de Paris (França), que funciona entre as estações de Saint Lazare e da Biblioteca François Miterrand. Com oito estações e oito quilómetros de extensão (percorridos em cerca de 13 minutos pelos veículos), trata-se da segunda linha automática (depois de Orlyval), "mas a primeira totalmente integrada no sistema de metro".

Tudo automático

À semelhança do que acontece com aquela linha automática francesa, também na do Porto se eliminará a presença de condutores nos veículos. Tudo será automático, embora o sistema também seja supervisionado pelo posto central de comando da empresa.

Os veículos poderão circular ininterruptamente, com frequências de passagem bastante elevadas. Uma situação que derivará, também, do facto da linha ser totalmente subterrânea e, portanto, não existirem obstáculos à circulação dos veículos. Caso a linha venha a ser concretizada, será preciso definir um túnel de entrada e de saída das composições.

Reverter "declínio"

Nas estações de intersecção, a plataforma da linha automática deverá ficar sob os cais de embarque actuais, ainda que estes sejam subterrâneos.

Implantando-se a linha no núcleo central da Área Metropolitana e da cidade do Porto, os responsáveis da Metro acreditam que aquela estrutura será importante para reverter os "preocupantes e persistentes sinais de declínio" daquela zona "nas últimas décadas".

Custos das obras no Porto e custos das obras em Lisboa

20 milhões por quilómetro

A linha circular automática proposta pela Metro do Porto, com cerca de nove quilómetros de extensão, implica um investimento na ordem dos 180 milhões de euros. Feitas as contas, esta linha totalmente subterrânea terá um custo de cerca de 20 milhões de euros por quilómetro. A sua construção seria incluída na segunda fase da rede de metro do Porto, cujos estudos continuam a ser desenvolvidos. Garantidas, para já, estão a linha de Gondomar até Rio Tinto, a extensão da Linha Verde até à Trofa (em via dupla ou em via simples, com o canal preparado para a duplicaçáo) e o prolongamento da linha de Gaia.



100 milhões por quilómetro

O metropolitano de Lisboa vai ter em operação, dentro de pouco tempo, mais u m troço. Trata-se da extensão da Linha Azul entre a Baixa-Chiado e a estação de Santa Apolónia, com passagem pelo Terreiro de Paço. Pouco mais de dois quilómetros custaram 299,5 milhões de euros, ou seja, quase 100 milhões por quilómetro. O preço inicial era de 165 milhões, mas problemas que ocorreram na construção do túnel (aliás, a obra vai ser inaugurada com uma década de atraso) motivaram o aumento substancial dos custos. Mesmo com o preço inicial, o custo por quilómetro seria de aproximadamente 82 milhões.


EXCELENTE!!!!!!!!

uma das linhas que eu mais ansiei. uma linha transversal ao porto, que se cruzasse com outras, de modo a criar intermodidade em grande escala!

ainda por cima com uma extensao de 9km apenas por zonas extremamente densas! é sem duvida provavel que o numero de validaçoes duplice SO com esta linha.

espero pra ver kual será a segunda fase. espero que incluam linhas previstas para "antiga" terceira fase.


tenho fé que a médio prazo a nossa rede possa ser uma rede de linhas cruzadas, com uma extensao total acima dos 200km! excelente mesmo. com tanta proposta, ideia e projecto, não tenho como não ficar radiante!
__________________
pila
Daniel_Portugal no está en línea  

Sponsored Links
 
Old December 6th, 2007, 09:24 PM   #222
Daniel_Portugal
I Love You... Soraia
 
Daniel_Portugal's Avatar
 
Join Date: Sep 2005
Location: PORTO Metro Area
Posts: 28,503
Likes (Received): 32

começo a ver vontade em linhas novas, e realmente inovadoras!

senhora da hora - hospital sao joao (via zona oriental de matosinhos)

agora esta...

a segunda linha pra gaia convergindo na outra, fazendo um meio anel.


todas estas linhas sao sinonimo de grande mobilidade e excelente inserção urbana.




so um km desta linha, vale cem vezes mais que toda a extensao do ISMAI à Trofa.... (a meu ver a linha mais absurda da rede.... )
__________________
pila
Daniel_Portugal no está en línea  
Old December 6th, 2007, 09:39 PM   #223
Portvscalem
a revolta da francesinha
 
Portvscalem's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Porto/Barcelona
Posts: 10,079
Likes (Received): 6

dizem que a 2ndalinha de gaia será a mais movimentada do metro.... tal prova que o metro ainda nem tem as suas linhas de maior potencial... se esta ianda vai duplicar...a, ou as de gondomar serão tb das mais movimentadas...a somar ao crescimento natural... à nova linha, e a outras expansões mais normais... virá também mais gente da póvoa com os veículos novos....

estamos já nas 200mil validações diárias... com a segunda fase como será???? 500mil??? mais??? será, com o crescimento natural, se poderá aspirar 750mil/dia???

talvez não tanto... mas muito mais que agora!!!

outro pormenor que gostava de sublinhar, a nova linha de electricos da baixa, está preparada para receber electricos modernos.

ela faz "interface" com a estação de metro dos aliados, o funicular dos guindais ( será se calhar um pouquito puxado dizer com s.bento), e faria com a nova estação subterranea dos leões/clérigos... quase também faz a do bolhão....

era uma rede na baixa do caraças!!!!
Portvscalem no está en línea  
Old December 6th, 2007, 09:55 PM   #224
Portvscalem
a revolta da francesinha
 
Portvscalem's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Porto/Barcelona
Posts: 10,079
Likes (Received): 6

epa, tou a ler a noticia, e ora pensem comigo:

uma estação na casa da música, palácio de cristal, leões....

existe uma fantástica possibilidade de estação subterranea ( serão todas, loool) na zona da praça da galiza, das zonas mais importantes de serviços, e não só, do porto.

e falam em rotunda...será que a zona da rotunda da boavista terá mais algumas estação ( está prevista uma no bom sucesso enterrada)....

até agora, o que se entende do traçado da linha:

casa da música (int.) - palácio - clérigos - s.bento (int.) - campanhã ( int.) - costa cabral (?) - pólo universitário - (?) - casa da música

n sei bem... tento imaginar como poderia ser....
Portvscalem no está en línea  
Old December 6th, 2007, 10:52 PM   #225
Ricardo Jorge
Registered User
 
Ricardo Jorge's Avatar
 
Join Date: Jul 2005
Location: Costa Azul, Portugal
Posts: 1,813
Likes (Received): 1

Porque não aproveitam o antigo canal de saída da Póvoa para Rates/Famalicão (que é propriedade da Metro do Porto) e constroem uma ligação ferroviária Póvoa do Varzim - Esposende - Viana do Castelo a norte? Como diz o Arqº Ribeiro Telles... é tudo uma questão de imaginar o evidente.
Ricardo Jorge no está en línea  
Old December 7th, 2007, 12:38 AM   #226
hiong_nu
Registered User
 
hiong_nu's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: ERMESINDE - capital de Lisboa
Posts: 465
Likes (Received): 0

e porque nao no corredor do ramal de leixoes? valongo alfena ermesinde aguas santas sao mamede de infesta senhora da hora custoias matosinhos? e ha uns anos atras falava-se tb do metro com rodas de borracha entre ermesinde, maia e aeroporto
hiong_nu no está en línea  
Old December 7th, 2007, 12:38 AM   #227
Portvscalem
a revolta da francesinha
 
Portvscalem's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Porto/Barcelona
Posts: 10,079
Likes (Received): 6

essa era uma boa ligação para suburbanos..... desde logo, o prolongamento do metro do porto a esposende, com mais algumas paragens pela póvoa, não me parece nada do outro mundo, qualquer dia faz-se....

no entanto as carências do metro do porto centram-se na sua fraca rede urbana.... esta linha nova e outras a caminho vão dar já uma valente patada.... espeta a linha sra da hora-hsj subterranea tb, prolonga-se subterranea a 2nda linha de gaia até à avenida xanana gusmão ( já em matosinhos, perto de custoias, até poderia ter interface com a eestação de metro custoias, creio que da linha verde). Faz-se uma linha da boavista subterranea, e indo pelo avenida paralela...

dava um metro do caraças!!!!
Portvscalem no está en línea  
Old December 7th, 2007, 12:42 AM   #228
Daniel_Portugal
I Love You... Soraia
 
Daniel_Portugal's Avatar
 
Join Date: Sep 2005
Location: PORTO Metro Area
Posts: 28,503
Likes (Received): 32

tirando o facto do metro na avenida da boavista nao ser subterranea, tudo o que disseste já está em projecto e em vias de ir pra frente!


kt ao metro na boavista ate eh giro k seja à superficie. olha pensa.

avenida moderna, rica, larga, comprida, ligação da principal zona financeira à zona maritima, passando por exlibris culturais como casa da musica e serralves, ligaçao a hoteis de luxo.

ja imaginaste o "postal ilustrado" que isto é para quem vem de fora? o turista vê uma baixa monumental e europeia, uma frente ribeirinha tipica e milenar, e em contraponta vê uma verdadeira metropole dinâmica (ainda pra mais servida pelo metro e o aeroporto, que a nivel de design dão um belo aspecto do caraças!).


acho que o metro na avenida da boavista, alem de dar uma nova mobilidade à zona ocidental do porto, funcionará tambem um pouco como "show off" (ja pra nao falar que kd se fizer o metro, todo o pavimento da avenida vai ser reabilitado e uniformizado, elevando o seu aspecto "avenida" a um expoente ainda mais elevado!)

temos que pensar nestas coisas.. além de serem absolutamente verdade, são dotadas de uma "injecção de qualidade e modernidade" da cidade, e do aspecto que a cidade dá a quem não a conhece! digamos que tudo isto faz parte da "estratégia".
__________________
pila
Daniel_Portugal no está en línea  
Old December 7th, 2007, 01:06 AM   #229
Portvscalem
a revolta da francesinha
 
Portvscalem's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Porto/Barcelona
Posts: 10,079
Likes (Received): 6

já pensei, e detesto a ideia!... a avenida já estreita que chegue...tem uns passeios de nada, faltam-lhe árvores... prefiro passeios mais largos, mais àrvores... plataforma separadora no meio para ajudar os peões... e manter as 3 faixas para cada lado nas zonas mais movimentadas.... articular isso com o metro não dá...e nem quero pensar como ficaria o trânsito.... o metro é muito bonito, mas numa zona como a boavista bem enterrado faz favor!! ou então façam metro elevado por toda a avenida, ou mesmo em trincheira ( solução menos má...)...

que façam um electrico na boavista.... não tem de ser tudo metro.... façam metro subterraneo nas zonas mais movimentadas da avenida, e electrico rápido pelas zonas mais perto do mar e pela foz....

o aspecto avenida já se viu em matosinhos... e, embora numa escala mais esbatida, em gaia... em grandes avenidas pouco largas e muito movimentadas o metro que ande debaixo da terra.... deve andar à superficie em troços como sra da hora-trindade....
Portvscalem no está en línea  
Old December 7th, 2007, 01:26 AM   #230
encarnado
Bending Realities...
 
Join Date: Nov 2007
Posts: 1,917
Likes (Received): 2

lol tá tudo doido com o automatismo lolada
__________________
Remember, remember, the fifth of November, gunpowder treason and plot. I know of no reason why the gunpowder treason should ever be forgot. Ideas do not bleed, they do not feel pain...
encarnado no está en línea  
Old December 7th, 2007, 01:30 AM   #231
Daniel_Portugal
I Love You... Soraia
 
Daniel_Portugal's Avatar
 
Join Date: Sep 2005
Location: PORTO Metro Area
Posts: 28,503
Likes (Received): 32

portus: isso da avenida ser estreita é um bocado a comparar com o seu comprimento... ou entao a comparar com a enorme largura dos aliados.


a avenida da boavista tem 6 faixas para carros, e ainda os passeios.

sao 30 metros de largura. nao eh assim tao pouco kt isso. eh claro que os 60 metros dos aliados fecham o tasco... mas os aliados têm 400 metros de comprimento, a avenida da boavista tem 5500.
__________________
pila
Daniel_Portugal no está en línea  
Old December 7th, 2007, 04:51 AM   #232
Andre_Filipe
Registered User
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Porto
Posts: 5,244
Likes (Received): 880

Essa linha circular é k dava um jeitão! Espero k seja feita
Andre_Filipe no está en línea  
Old December 7th, 2007, 05:08 AM   #233
Andre_Filipe
Registered User
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Porto
Posts: 5,244
Likes (Received): 880

190 mil passageiros todos os dias


Hugo Silva

Milhões de euros investidos, milhões de quilómetros percorridos, milhões de passageiros transportados. A história dos primeiros cinco anos de vida do metro do Porto tem muitos milhões. Inaugurado oficialmente a 7 de Dezembro de 2002, o sistema comemora, hoje, meia década de existência. Diversas iniciativas de animação estão programadas para as principais estações, misturando-se com a normal azáfama da multidão que, diariamente, circula nas composições. Actualmente, são quase 200 mil passageiros por dia. Em cinco anos de operação, já se registaram mais de 116 milhões de validações. A procura tem aumentado de ano para ano e poderá subir, ainda mais, quando a empresa iniciar a campanha de "ataque ao automóvel", conforme revelou, ao JN, o presidente da Comissão Executiva da Empresa do Metro, Oliveira Marques (ler entrevista na página seguinte).

Os números divulgados pela Metro do Porto são esclarecedores até 31 de Outubro passado tinham sido percorridos 19,1 milhões de quilómetros em 33,5 mil horas de serviço. Só este ano (até final do mês passado) tinham sido transportados 43,8 milhões de passageiros. Para já, uma certeza: 2007 passará a ser o ano com mais validações. Com a primeira fase da rede em pleno e as transformações eefctuadas em outros operadores de transporte público (particularamente a STCP) a favorecerem a intermodalidade, o metro bateu sucessivamente os seus recordes de procura. Registo do crescimento: 5,9 validações em 2003; 9,8 milhões em 2004; 18,4 milhões em 2005 e 38,6 milhões em 2006.

"Top" da procura

O troço mais concorrido continua a ser a extensão entre o Estádio do Dragão e a Senhora da Hora, comum às várias linhas. Ali verificaram-se mais de metade (55,77%) do total de validações. No que diz respeito às linhas entendidas de forma autónoma, a Amarela, que une Gaia ao Hospital de S. João, é a mais procurada, concentrando um quarto dos passageiros. No "quadro de classificação" seguem-se a Linha Matosinhos/Dragão (7,62%), a Linha da Póvoa (5,65%) a Linha da Trofa (4,64%) e a Linha do Aeroporto (0,66%).

De acordo com os dados disponibilizados pela Empresa do Metro, a estação da Tri ndade, localizada no centro do Porto e atravessada por todas as linhas em operação, continua a ser a mais procurada pelos passageiros. Os números do mês passado são o paradigma dessa tendência na gare da Trindade houve quase um milhão de validações. Número certo: 942 554. Na segunda estação com maior afluência - Casa da Música - "apenas" se verificaram 281 mil validações, enquanto em João de Deus (Gaia) registaram-se 234 mil. No "top ten" das estações mais utilizadas seguem-se Bolhão, S. Bento, Campanhã, Senhora da Hora, Estádio do Dragão, Marquês e Campo 24 de Agosto.

60 quilómetros de rede

Com a segunda fase da rede em preparação (poderá incluir uma linha subterrânea, no Porto, totalmente automática, com veículos a dispensarem a presença de condutores), a Metro do Porto vai gerindo um sistema que, actualmente, conta com cinco linhas, cerca de 60 quilómetros de carris em vários concelhos e 69 estações.

Muitas das plataformas vão ter, hoje, animação cultural. O programa pode ser consultado no site da empresa na Internet - www.metrodoporto.pt. A história do projecto será concentrada em 240 páginas de um livro a apresentar, na próxima segunda-feira, às 18 horas, no Hotel Sheraton, à Boavista. "A História do Metro do Porto" reúne textos de diversos autores e explica, entre outros assuntos, todo o desenvolvimento do projecto, incluindo as principais dificuldades a ultrapassar, as inovações tecnológicas implementadas.


Linha de Gondomar avança até Junho

As obras de construção da Linha de Gondomar deverão arrancar até Junho próximo. Por agora, a linha irá só até Rio Tinto, numa extensão de 6,5 quilómetros, com 10 estações. O concurso foi lançado no mês passado. A empreitada representa um investimento na ordem dos 95 milhões de euros. O prazo de execução dos trabalhos é de 620 dias, ou seja, cerca de um ano e nove meses. A intervenção inclui a execução de um túnel com 980 metros entre o Bairro de S. João de Deus e as piscinas de Rio Tinto. Passará sob a Estrada da Circunvalação e o centro comercial Parque Nascente.



Trofa em via dupla ou em via única

A Metro do Porto lançou, em Outubro passado, o concurso para a elaboração dos projectos para o prolongamento da Linha da Verde entre o ISMAI e a Trofa. A empresa pretende que o documento de cada concorrente apresente soluções para a construção da ligação em via dupla e em via única, mas, neste caso, apontando alternativas para um futuro alargamento. A Metro estima que, em via dupla, aquela extensão, com 9,4 quilómetros, possa custar cerca de 75 milhões de euros.



Obras na Linha Amarela (Gaia)

Continuam a decorrer os trabalhos de prolongamento da Linha Amarela até Santo Ovídio, em Gaia, que deverão terminar nos primeiros meses do próximo ano. Em breve deverá ser lançado o co ncurso para a extensão daquela linha até laborim, que implica a construção de um túnel rodoviário sob o actual acesso à auto-estrada. A rotunda de Santo Ovídio será totalmente transformada.
Andre_Filipe no está en línea  
Old December 7th, 2007, 05:46 AM   #234
jose.a
10275 @ 20070922
 
jose.a's Avatar
 
Join Date: Sep 2007
Posts: 721
Likes (Received): 2

Excelentes notícias, a maior obra pública da última década como já disseram aquí, ainda tem muito espaço para crescer.

Com essa linha transversal vai haver mesmo um crescimento enorme no metro do Porto.

A linha da Póvoa é que parece que é uma questão de tempo até ser transformada em sub-urbana...
jose.a no está en línea  
Old December 7th, 2007, 10:50 AM   #235
TeKnO_Lx
Registered User
 
TeKnO_Lx's Avatar
 
Join Date: Oct 2004
Location: Lisboa
Posts: 6,620
Likes (Received): 166

Nova linha circular, subterrânea, duplicaria procura actual

07.12.2007




O mapa de prioridades da empresa para o futuro está definido?
O mapa está mais ou menos definido, com base no protocolo de entendimento assinado entre os accionistas, a Junta e o Governo. Mas, para lá do protocolo, nós já fomos desenvolvendo estudos académicos para preparar a subconcessão a longo prazo, já que a actual termina em Março de 2009. No final do ano passado começamos a estudar o modo de espalhar a rede de metro na malha urbana da área metropolitana.
E como é que isso pode ser feito?
Uma delas é pela circularidade. Pode ser qualquer coisa que tocasse a actual rede em Campanhã [linhas Azul (A), Vermelha (B), Verde (C) e Violeta (E)], no Pólo Universitário [Linha Amarela (D)], na Casa da Música [de novo as linhas A, B, C e E] e em São Bento [de novo a linha D]. Seria uma linha autónoma, que torna as estações duplas, subterrânea, podendo inclusivamente ser automática, sem condutor. Estamos a falar de nove, no máximo dez quilómetros. Há um estudo preliminar do professor Paulo Pinho, da Faculdade de Engenharia, que mostra que se esta linha existisse hoje duplicaria a procura. O efeito de rede intensificar-se-ia imenso. E há outra coisa importante: teria um efeito de criação de cidade, no Porto, notável.

Estamos a falar de zonas onde é preciso gente, outras onde há muitas pessoas a viver, trabalhar ou a circular...
Se isto existisse, a linha da Boavista duplicaria o seu interesse. A linha de Gondomar, idem. A linha de Gaia arrombaria.

São nove quilómetros? Qual o investimento necessário?
Mesmo se fossem dez quilómetros, a 18 milhões de euros por quilómetro seriam 180 a 200 milhões de euros.

Seria esse o preço desta revolução?

Sim. Isto é de facto interessante. É o que faz estudar este tipo de situações do ponto de vista académico, sem preconceitos, sem reivindicações a puxar uma linha para aqui ou para acolá. A proposta cairá na mesa do Governo. E até já lá chegou, por uma via lateral, porque nos perguntaram se teríamos algum PIN [projecto de interesse nacional] para apresentar e nós que já tínhamos isto levantado entregámo-lo. Uma linha automática seria uma oportunidade de gerar inovação e captar know-how nacional, de arrastar para isto a indústria portuguesa.

Como é uma linha autónoma e segregada, até podia ser objecto de uma subconcessão própria. Já têm um modelo para a concessão da rede de metropolitano a partir de 2009?

O plano que temos é em Janeiro, no limite em Fevereiro, apresentar ao Governo todas as alternativas para o modelo jurídico e o modelo financeiro da nova subconcessão. Sendo que o Governo entretanto terá de tomar as suas decisões em relação à ordem de prioridade dos novos investimentos, que serão incluídos no modelo financeiro.

E há algum projecto definido para além da primeira parte da linha de Gondomar, já a concurso?

Nada mais. O Governo apenas se manifestou acerca desse projecto e do prolongamento da Linha Amarela até Santo Ovídio, que está para ser lançado a concurso. O resto está a aguardar os estudos. O da Linha Ocidental caiu-me hoje [terça-feira] em cima da mesa. Ainda não li. Esse e o das opções de ligação a São Cosme, Gondomar, vão ser entregues ao Governo até ao final do ano, para que possa decidir. Também nos pedem que estudemos a forma de penetrar mais em Gaia, a partir de Laborim: ir até ao Hospital de Santos Silva e a Vila d"Este?; fazer a segunda linha de Gaia?; ou ver a hipótese lançada pela câmara, de seguir até ao mar?

Quais as soluções propostas para a Linha Ocidental?

Eu fui o autor da proposta da linha da Boavista, sou um acérrimo defensor dela. Mas a nossa atitude tem sido de grande transparência. Estudamos todas as alternativas, três no caso: a Avenida da Boavista, o corredor do Campo Alegre, e a ligação do Hospital de São João a Matosinhos, via São Mamede de Infesta.


http://jornal.publico.clix.pt caderno Porto

Nota- no articulo vem um mapa, para o pessoal do Porto seria interessante comprarem e fazerem um scanning aqui para o pessoal..
__________________
Europe
TeKnO_Lx no está en línea  
Old December 7th, 2007, 01:08 PM   #236
Portvscalem
a revolta da francesinha
 
Portvscalem's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Porto/Barcelona
Posts: 10,079
Likes (Received): 6

o MP aponta já para 300mil passageiros em 2009... é somar um terço face aos actuais!!

http://jornal.publico.clix.pt/defaul...380107%26c%3DB

o metro do porto receber tanto como o teatro D.Maria em lisboa.... prrr.... se bem que eu coloco sempre a cultura num patamar de 1ra importância, acho que uma rede inteira de metro tem necessidades diferentes....

e o Oliveira Marques fala aqui também da dita linha circular!!!
Portvscalem no está en línea  
Old December 7th, 2007, 01:11 PM   #237
Portvscalem
a revolta da francesinha
 
Portvscalem's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Porto/Barcelona
Posts: 10,079
Likes (Received): 6

http://jornal.publico.clix.pt/defaul...380378%26c%3DB

juventude, sendo verdade o que dizem aqui, pasmem-se... teoricamente, a 1ra fase pode custar menos 200mi que o que estava orçamentado... esse dinheiro chega para a nova linha circular ( eu duvido que chegue, mas pronto, segundo os numeros que apresentam chega)...

um exemplo a seguir pelo já de si podre de caro e ainda por cima inflacionado a níveis brutais metro de lisboa...
Portvscalem no está en línea  
Old December 7th, 2007, 03:33 PM   #238
nprc
Registered User
 
nprc's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Porto
Posts: 615
Likes (Received): 0

Para ler esta parte da entrevista com muita atenção!

Abaixo da previsão

Primeira fase fica-se pelos 2,2 mil milhões

A primeira fase vai custar os 2,4 mil milhões anunciados no ano passado?

Pode ficar um pouco abaixo. É natural que se fique pelos 2,2 mil milhões de euros. O que estamos a fazer, e algumas coisas nem começaram ainda porque falta a autorização do Governo, são as últimas inserções urbanas, particularmente em Vila do Conde e na Maia.

A gestão da empresa foi fortemente criticada pelo Tribunal de Contas e Pela Inspecção-Geral das Finanças, dando origem a reparos, tanto à sua actuação como à dos autarcas. Foram críticas injustas, as do TC, da IGF e da imprensa?

Essa é sempre uma questão discutível. Saber se fazemos dez metros na vizinhança do carril ou se fazemos 20 ou 30 é discutível. A verdade é esta: estamos sempre a tempo de, em linhas futuras, não fazermos inserção urbana. Não façam...

Mas nem é isso o que está estabelecido. Vai haver inserção urbana paga pela Metro na segunda fase...

Claro. No dia em que deixarem de fazer inserção urbana em metro à superfície, vão ter uma obra inaceitável do ponto de vista urbano e vão ter problemas de segurança. Se quiserem, vão ver a Dublin, na Irlanda, cuja empresa já enviou delegações aqui duas vezes porque está com problemas sérios de frequência de acidentes, porque o trânsito e as vias não foram rearrumadas após a introdução do metro. Mas quem defende o fim destas obras está sempre a tempo. Force. Faça-se só carril e estações. Já me sugeriram que fosse ver [o metro de superfície] em Almada, para ver que bem que fica se esses aspectos não forem acautelados.

A colocação da empresa em gestão corrente desde o final de 2005, por despacho do Governo, afectou o vosso trabalho?

Claro. Limita. Obriga a mandar mais coisas ao Governo para aprovação. Todas as obras de inserção urbana que ainda não tinham sido aprovadas tiveram de ir ao Governo.

Mas as decisões têm sido rápidas, pelo menos?


Nunca é rápido. Se os Governos fossem tão expeditos como normalmente é uma empresa, o país estaria num nível de desenvolvimento extraordinário. Isto é geral. Há dossiers que são aqui preparados que são analisados em Lisboa por técnicos, juristas ou financeiros, cujo currículo não é superior ao dos nossos técnicos. Já tive de dialogar com pessoas que não admitiria para a Metro.
nprc no está en línea  
Old December 7th, 2007, 04:03 PM   #239
Andre_Filipe
Registered User
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Location: Porto
Posts: 5,244
Likes (Received): 880

vi a notícia da linha circular hoje na RTP e na SIC
Andre_Filipe no está en línea  
Old December 7th, 2007, 04:05 PM   #240
Portvscalem
a revolta da francesinha
 
Portvscalem's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Porto/Barcelona
Posts: 10,079
Likes (Received): 6

mas porque raio precisam de ser tecnicos de lisboa a analisar???? se fosse para opinião extra pedia-se a entidades exteriores ao país, n sei....
Portvscalem no está en línea  


Closed Thread

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 06:53 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu