daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine
Old November 14th, 2007, 08:40 AM   #41
Rech
Catarinense
 
Rech's Avatar
 
Join Date: Sep 2007
Location: Orleans
Posts: 1,819
Likes (Received): 238

Proposto Metrô de superfície em Joinville

Notícia de 25/10..faz uns dias..mas acho q eh novidade...

No Japão, próxima escala da viagem de Luiz Henrique, será discutida a possibilidade de implantação de metrô de superfície em Joinville e Florianópolis. O da Capital vem sendo ventilado há tempos, mas o de Joinville é novidade – tirando a moção apresentada pelo vereador Osmari Fritz, que solicitou estudos para o metrô. “Estamos atentos a essa questão do trânsito de Joinville e vamos propor aos japoneses um estudo de viabilidade sobre o metrô de superfície na cidade.

Alguns amigos geógrafos e eu, já discutimos a algum tempo a implantação de um sistema semelhante em Joinville, e essa notícia vem em boa hora. Veja como ficaria a Av. Beira Rio com o sistema de Monotrilho implantado:

oh a foto deu priguiça de postar ela..kem kiser abrir a simulação:

http://ocomuna.blogspot.com/2007/10/...joinville.html

seria legal xD
Rech no está en línea  

Sponsored Links
 
Old November 14th, 2007, 01:06 PM   #42
sbarbosa
eu mess
 
sbarbosa's Avatar
 
Join Date: May 2007
Location: BSB/ UDI/ URA
Posts: 4,360
Likes (Received): 250

DNIT realiza comando educativo em Santa Catarina
A Superintendência Regional do DNIT em Santa Catarina iniciou nesta terça-feira (13/11) o Plano Verão de Segurança nas Rodovias Federais. Trata-se de ações específicas em que serão distribuídos 50 mil folders com orientações e dicas de trânsito aos usuários das rodovias BR-101, BR-282 e BR-470.
O material é composto por oito cartilhas com dicas sobre direção defensiva, sobre uso de cinto de segurança e sobre como enfrentar a chuva na estrada. Os impressos também falam sobre cuidados com bebê a bordo, com a manutenção do veículo, com o sono e sobre a necessidade de evitar o consumo de bebidas alcoólicas.
Até amanhã, 12 agentes de trânsito do DNIT participam do Comando divididos em quatro postos da Polícia Rodoviária Federal, que está apoiando o comando educativo.
A partir do dia 15 de dezembro, equipes volantes percorrerão a BR-101 no sul de Santa Catarina para entregar o material em outras abordagens aos usuários. O mesmo procedimento será feito nos balneários durante os meses de janeiro e fevereiro, inclusive com distribuição de impressos em língua estrangeira da campanha "Viaje Bien", dirigida aos turistas de língua espanhola.
As cartilhas elaboradas pelo Ministério dos Transportes foram encaminhadas também para as Superintendências Regionais do DNIT no Amazonas, Pará, Bahia, Piauí, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, e Rio Grande do Sul.
Brasília, 13/11/07
Fonte: DNIT/SC
__________________
.... e o ideal de liberdade ecoou por toda a sociedade araxana... xana... xana... xana... xana...
sbarbosa no está en línea  
Old November 14th, 2007, 01:11 PM   #43
Sublime
BANNED
 
Sublime's Avatar
 
Join Date: Jul 2006
Location: Joinville - SC
Posts: 2,377
Likes (Received): 3

Quote:
Originally Posted by Dynho View Post
Notícia de 25/10..faz uns dias..mas acho q eh novidade...

No Japão, próxima escala da viagem de Luiz Henrique, será discutida a possibilidade de implantação de metrô de superfície em Joinville e Florianópolis. O da Capital vem sendo ventilado há tempos, mas o de Joinville é novidade – tirando a moção apresentada pelo vereador Osmari Fritz, que solicitou estudos para o metrô. “Estamos atentos a essa questão do trânsito de Joinville e vamos propor aos japoneses um estudo de viabilidade sobre o metrô de superfície na cidade.

Alguns amigos geógrafos e eu, já discutimos a algum tempo a implantação de um sistema semelhante em Joinville, e essa notícia vem em boa hora. Veja como ficaria a Av. Beira Rio com o sistema de Monotrilho implantado:

oh a foto deu priguiça de postar ela..kem kiser abrir a simulação:

http://ocomuna.blogspot.com/2007/10/...joinville.html

seria legal xD


Seria muito bom a maior cidade do estado mais desenvolvido do país contar com esse meio de transporte. Sem falar, que poderíamos desenvolvê-lo tranquilamente.
Sublime no está en línea  
Old November 14th, 2007, 03:19 PM   #44
Kelsen
In the brig
 
Kelsen's Avatar
 
Join Date: Jul 2006
Location: Joaçaba - Santa e Bela Catarina
Posts: 10,445
Likes (Received): 1878

Campo e Lavoura
Falta de milho preocupa os pecuaristas
Se estoques públicos acabarem, mil famílias encerrarão as atividades
Brasília

Criadores catarinenses de aves e suínos já temem os prejuízos da crise do milho. Depois que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) anunciou que conta com apenas 1,1 milhão de toneladas do insumo para o comércio - suficiente para um mês - a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) saiu em defesa dos pequenos criadores que dependem do produto para garantir a renda familiar.

Segundo o presidente da entidade, Enori Barbieri, se a oferta de milho dos estoques públicos acabar, mil famílias terão de encerrar as atividades por falta de condições de arcar com o preço do produto, que está sob controle da iniciativa privada.

- Será como a seca no Nordeste. Sem milho, as famílias terão de sair do campo. Ou o governo vai socorrer os produtores ou haverá um êxodo rural muito grande - garante.

O diretor de gestão de estoques da Conab, Rogério Colombini, elimina essa possibilidade. Ele explica que além dos estoques oficiais, há mais 10 milhões de toneladas de milho com o setor privado, ampliando o fôlego do mercado para os próximos quatro meses. Até lá, pondera Colombini, a safra de Verão já estará sendo escoada, assegurando o produto.

Preço do grão pode sofrer um reajuste

- Descartamos a possibilidade de falta de milho, especialmente para o pequeno e médio produtor. O que pode ocorrer é um aumento de preços, já que o setor privado tem hoje quase 90% do milho estocado.

Para o criador cadastrado na Conab, a saca de 60 quilos custa R$ 22. Hoje, 4,4 mil criadores dependem das reservas da Conab para viabilizar a produção. Na busca de uma solução para o impasse, a Faesc irá a Brasília na próxima terça-feira.

O presidente pretende expor a situação catarinense à Comissão de Agricultura da Câmara. Solidários à situação, os parlamentares da comissão temem a escassez do produto no mercado interno.

- Queremos saber qual é o plano estratégico do governo. Não podemos enfrentar a crise da falta de milho - reclama o deputado Moacir Micheletto (PMDB-PR).
Kelsen está en línea ahora  
Old November 16th, 2007, 12:14 AM   #45
Sublime
BANNED
 
Sublime's Avatar
 
Join Date: Jul 2006
Location: Joinville - SC
Posts: 2,377
Likes (Received): 3

Computador catarinense chegará em janeiro
São Bento do Sul


Em janeiro, chegam ao mercado os primeiros computadores montados em Santa Catarina. A linha de montagem da Datasul Computadores fica em São Bento do Sul, no Planalto Norte.

A previsão de início era para o fim de novembro, mas ocorreu atraso devido a problemas na transferência do parque fabril do Paraná (Curitiba) para Santa Catarina, segundo o diretor da empresa, Antônio Siquinelli.

Nos próximos três anos, a empresa vai investir cerca de R$ 6 milhões e produzir 1,6 milhão de unidades ao ano. Com faturamento previsto de R$ 1,5 bilhão, a empresa vai gerar cerca de 350 empregos diretos.

Para o município, a previsão é de uma arrecadação em torno de R$ 150 milhões em tributos em três anos. De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Roberto Correa, pela proposta, a empresa terá dois anos para deixar o galpão - cujo aluguel é pago pela prefeitura - e partir para uma sede própria.

Entretanto, essa cláusula pode mudar. Além da área, a prefeitura fornece infra-estrutura e isenção de algumas taxas e tributos municipais para a Datasul.

- O Ministério da Ciência e Tecnologia faz uma série de exigências, e como há interesse da empresa em conseguir recursos, vamos garantir que nada dê errado - destaca.

A previsão inicial era de que, até o final deste ano, cerca de 150 mil computadores fossem produzidos na montadora são-bentense, mas o secretário revela que essa meta não deverá ser alcançada.
Sublime no está en línea  
Old November 16th, 2007, 12:15 AM   #46
CondeOlaf
Registered User
 
Join Date: May 2007
Posts: 319
Likes (Received): 0

A Datasul parece tão modesta. Quem vê sua fachada nao imagina os beneficios fiscais que a prefeitura teve que fazer para tê-la em seus domínios e a potência que eles têm.

Ótima noticia para a cidade e o estado.
CondeOlaf no está en línea  
Old November 16th, 2007, 12:18 AM   #47
Sublime
BANNED
 
Sublime's Avatar
 
Join Date: Jul 2006
Location: Joinville - SC
Posts: 2,377
Likes (Received): 3

Quote:
Originally Posted by CondeOlaf View Post
A Datasul parece tão modesta. Quem vê sua fachada nao imagina os beneficios fiscais que a prefeitura teve que fazer para tê-la em seus domínios e a potência que eles têm.

Ótima noticia para a cidade e o estado.
Parece que a Datasul computadores não é a mesma que a Datasul softwares. Há uma briga na justiça por conta dessa confusão de nomes.
Sublime no está en línea  
Old November 18th, 2007, 08:11 AM   #48
RRC
SP 460 anos
 
RRC's Avatar
 
Join Date: Dec 2003
Location: São Paulo
Posts: 20,727

Terça, 13 de novembro de 2007, 15h36 Atualizada às 16h16
SC sofre com proliferação de taturanas assassinas
http://noticias.terra.com.br/ciencia...EI8145,00.html

Fabrício Escandiuzzi
Direto de Florianópolis

A descoberta de uma espécie rara e extremamente venenosa de lagartas numa residência localizada na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, deixou as autoridades sanitárias do Estado em alerta. Segundo os especialistas, o registro das taturanas assassinas na região comprovaria que o desequilíbrio ambiental na capital catarinense é responsável por problemas sérios, como a proliferação da temida espécie.

A espécie chega a ter 8 cm de comprimento quando adulta e se caracteriza por possuir grandes espinhos verdes pelo corpo, em forma de pinheiro

» Veja mais fotos

Marlene Zannin, professora de Toxicologia e coordenadora do CIT (Centro de Informações Toxicológicas) de Santa Catarina, órgão vinculado à diretoria de Vigilância Sanitária do Estado, destaca que cerca de 170 lagartas foram encontradas em duas colônias. Um jardineiro ficou curioso pois nunca havia visto a espécie e levou para identificação.

Ela afirma que quem tiver contato com o animal deve procurar atendimento médico imediato. "Quem encosta numa lagarta tem que procurar assistência nas primeiras horas e, de preferência, levar uma amostra do animal para análise". Os centros de toxicologia dos hospitais são os mais indicados para orientarem a população sobre o que fazer caso novas taturanas sejam localizadas.

"É muito preocupante encontrar tantas lagartas em uma árvore no quintal, muito próximo da varanda da casa", diz a professora. "Qualquer familiar poderia ter encostado nestas lagartas ou até os animais domésticos e o contato poderia resultar no envenenamento. Em Florianópolis nunca tínhamos coletado tantas lagartas juntas".

Chamada de lonomia obliqua e também conhecidas popularmente como taturana assassina, a espécie chega a ter 8 centímetros de comprimento quando adulta e se caracteriza por possuir grandes espinhos verdes pelo corpo, em forma de pinheiro, e de viver em grupos alojadas em árvores. Nos espinhos, está o veneno, que chega a ser mais letal do que o de uma cobra jararaca.

Em contato com os seres humanos, a taturana libera o veneno que influencia na coagulação do sangue, provocando hemorragias, náuseas e até mesmo um quadro grave de insuficiência renal crônica. "O veneno ativa a coagulação do sangue, consome rapidamente as proteínas resultando numa incoagulabilidade sangüínea", destaca Zannin. "O paciente, horas depois, começa apresentar hemorragias graves e insuficiência renal aguda."

O que preocupa, no caso registrado em Florianópolis, é que a espécie nunca esteve tão perto do homem. "Estas lagartas sempre existiram, mas é importante destacar que em número controlado. Tanto a lagarta como os seus predadores (pequenas moscas e vespas) viviam mais na mata", afirma a coordenadora do CIT.

Para Zannin, o desmatamento e o uso contínuo de agrotóxicos podem ocasionar novos problemas. "O homem vem desmatando as florestas cada vez mais, conseqüentemente as lagartas migram para as árvores nos quintais, pomares das casas e parques das cidades", disse.

"Com o uso do agrotóxico, os predadores naturais das lagartas são mortos e o desequilíbrio é visível: o resultado é esta grande quantidade de lagartas e o risco da população acidentalmente no lazer ou no trabalho encostar nos espinhos e se envenenar".

Os primeiros casos de envenenamento no país foram registrados por pesquisadores em 1989. Seis pessoas morreram em Santa Catarina e outras 2 mil sofreram acidentes até que o Instituto Butantan conseguiu criar um soro para o veneno da lagarta.

A taturana assassina, ou lonomia obliqua foi registrada em várias regiões do oeste do Estado. Na capital catarinense nunca havia sido notada a sua presença até a tarde do último sábado. A fiscalização em alguns bairros pode aumentar nos próximos dias, mas as autoridades estão pedindo que a comunidade permaneça em alerta.

"Cada mariposa coloca em média 70 ovos nas folhas das árvores e após cerca de 15 dias nascem de 60 a 70 lagartas. A proliferação é grande e o risco também: durante o dia elas ficam agregadas no tronco das árvores, mimetizam o tronco da árvore, o que dificulta a sua visualização", revela Marlene.

As lagartas foram colocadas numa caixa de madeira e enviadas na noite desta segunda-feira para o Instituto Butantan, que produz um antídoto específico para o veneno liberado pela espécie, o soro Antilonômico. O soro é comprado pelo Ministério da Saúde e distribuído para as regiões sul e norte do Brasil.

Redação Terra
__________________
Conheça SP
RRC no está en línea  
Old November 18th, 2007, 06:57 PM   #49
Eduhaus
...
 
Eduhaus's Avatar
 
Join Date: Aug 2005
Location: Porto Alegre-RS
Posts: 4,225
Likes (Received): 316

Blumenau recebe empresários para encontro Brasil-Alemanha

A partir deste domingo Blumenau vai receber mais de 1.400 empresários e políticos do Brasil e da Alemanha no 25° Encontro Brasil-Alemanha, um evento organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela Bundesverband der Deutschen Industrie (BDI).
Promovido pela primeira vez fora de uma capital, o encontro busca fortalecer o relacionamento bilateral do comércio, atração de investimentos, formação de parcerias e transferência de tecnologia.
A Alemanha, terceira maior economia mundial, ocupa o quinto lugar na lista de parceiros comerciais do Brasil. Em 2006 o comércio bilateral atingiu o volume de US$ 12,2 bilhões de dólares. As exportações brasileiras para a Alemanha alcançaram US$ 8,1 bilhões em 2006. As importações somaram US$ 8,2 bilhões.
Café, minérios e soja são os principais itens de exportação. Automóveis, tratores, impressoras gráficas, equipamentos têxteis e produtos químicos compõem a lista de produtos importados pelo Brasil.
Impactos
– Haverá reflexos do encontro durante muito tempo. Diversas ações, frentes de relacionamento comercial e diplomático serão abertas e poderão terminar com novos investimentos na região – comemora o cônsul honorário da Alemanha em Blumenau, Hans Dieter Didjurgeit.
Para o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Jean Kulhmann, os impactos do evento não devem ficar restritos à região de Blumenau. Ele avalia que o Brasil-Alemanha não só é o maior evento que a cidade já recebeu na área econômica, mas também um dos mais importantes do Estado.
– Não é só Blumenau e a região que têm a ganhar. Todo o Estado pode vislumbrar novos investimentos, já que cada região tem suas potencialidades. A vantagem do Vale do Itajaí é a similaridade cultural – raciocina Kuhlmann.
Políticos também estarão presentes
O time de políticos brasileiros no Encontro Brasil-Alemanha será grande e eclético. Desde o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva até prefeitos dos municípios vizinhos farão parte do evento. No entanto, a liberação de verbas ficará restrita ao gesto do governo estadual. Até agora, a assinatura de convênios não consta da agenda oficial.
– A visita do presidente é institucional. Não haverá nenhuma novidade de liberação de recursos ou assinatura de convênios – disse o deputado federal Décio Lima (PT).
Além de Décio, estarão em Blumenau os deputados João Pizzolatti (PP) e Nelson Goetten (PR), deputados estaduais e a senadora Ideli Salvatti (PT), que foi a interlocutora da vinda do presidente ao Encontro.
Oito dos 14 prefeitos integrantes da Associação dos Municípios do Médio Vale (Ammvi), também estarão no evento. Eles querem manter contatos para tentar buscar futuros investimentos para a região.
Eduhaus no está en línea  
Old November 19th, 2007, 04:59 PM   #50
Thina
Registered User
 
Thina's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Posts: 10,685
Likes (Received): 2697

Quote:
Originally Posted by RRC View Post
Terça, 13 de novembro de 2007, 15h36 Atualizada às 16h16
SC sofre com proliferação de taturanas assassinas
http://noticias.terra.com.br/ciencia...EI8145,00.html

Fabrício Escandiuzzi
Direto de Florianópolis

A descoberta de uma espécie rara e extremamente venenosa de lagartas numa residência localizada na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, deixou as autoridades sanitárias do Estado em alerta. Segundo os especialistas, o registro das taturanas assassinas na região comprovaria que o desequilíbrio ambiental na capital catarinense é responsável por problemas sérios, como a proliferação da temida espécie.

A espécie chega a ter 8 cm de comprimento quando adulta e se caracteriza por possuir grandes espinhos verdes pelo corpo, em forma de pinheiro

» Veja mais fotos

Marlene Zannin, professora de Toxicologia e coordenadora do CIT (Centro de Informações Toxicológicas) de Santa Catarina, órgão vinculado à diretoria de Vigilância Sanitária do Estado, destaca que cerca de 170 lagartas foram encontradas em duas colônias. Um jardineiro ficou curioso pois nunca havia visto a espécie e levou para identificação.

Ela afirma que quem tiver contato com o animal deve procurar atendimento médico imediato. "Quem encosta numa lagarta tem que procurar assistência nas primeiras horas e, de preferência, levar uma amostra do animal para análise". Os centros de toxicologia dos hospitais são os mais indicados para orientarem a população sobre o que fazer caso novas taturanas sejam localizadas.

"É muito preocupante encontrar tantas lagartas em uma árvore no quintal, muito próximo da varanda da casa", diz a professora. "Qualquer familiar poderia ter encostado nestas lagartas ou até os animais domésticos e o contato poderia resultar no envenenamento. Em Florianópolis nunca tínhamos coletado tantas lagartas juntas".

Chamada de lonomia obliqua e também conhecidas popularmente como taturana assassina, a espécie chega a ter 8 centímetros de comprimento quando adulta e se caracteriza por possuir grandes espinhos verdes pelo corpo, em forma de pinheiro, e de viver em grupos alojadas em árvores. Nos espinhos, está o veneno, que chega a ser mais letal do que o de uma cobra jararaca.

Em contato com os seres humanos, a taturana libera o veneno que influencia na coagulação do sangue, provocando hemorragias, náuseas e até mesmo um quadro grave de insuficiência renal crônica. "O veneno ativa a coagulação do sangue, consome rapidamente as proteínas resultando numa incoagulabilidade sangüínea", destaca Zannin. "O paciente, horas depois, começa apresentar hemorragias graves e insuficiência renal aguda."

O que preocupa, no caso registrado em Florianópolis, é que a espécie nunca esteve tão perto do homem. "Estas lagartas sempre existiram, mas é importante destacar que em número controlado. Tanto a lagarta como os seus predadores (pequenas moscas e vespas) viviam mais na mata", afirma a coordenadora do CIT.

Para Zannin, o desmatamento e o uso contínuo de agrotóxicos podem ocasionar novos problemas. "O homem vem desmatando as florestas cada vez mais, conseqüentemente as lagartas migram para as árvores nos quintais, pomares das casas e parques das cidades", disse.

"Com o uso do agrotóxico, os predadores naturais das lagartas são mortos e o desequilíbrio é visível: o resultado é esta grande quantidade de lagartas e o risco da população acidentalmente no lazer ou no trabalho encostar nos espinhos e se envenenar".

Os primeiros casos de envenenamento no país foram registrados por pesquisadores em 1989. Seis pessoas morreram em Santa Catarina e outras 2 mil sofreram acidentes até que o Instituto Butantan conseguiu criar um soro para o veneno da lagarta.

A taturana assassina, ou lonomia obliqua foi registrada em várias regiões do oeste do Estado. Na capital catarinense nunca havia sido notada a sua presença até a tarde do último sábado. A fiscalização em alguns bairros pode aumentar nos próximos dias, mas as autoridades estão pedindo que a comunidade permaneça em alerta.

"Cada mariposa coloca em média 70 ovos nas folhas das árvores e após cerca de 15 dias nascem de 60 a 70 lagartas. A proliferação é grande e o risco também: durante o dia elas ficam agregadas no tronco das árvores, mimetizam o tronco da árvore, o que dificulta a sua visualização", revela Marlene.

As lagartas foram colocadas numa caixa de madeira e enviadas na noite desta segunda-feira para o Instituto Butantan, que produz um antídoto específico para o veneno liberado pela espécie, o soro Antilonômico. O soro é comprado pelo Ministério da Saúde e distribuído para as regiões sul e norte do Brasil.

Redação Terra
Nossa!

"desequilíbrio ambiental na capital catarinense".
Não é novidade, a cada ano que passa são desmatadas reservas de preservação para construção de condomínios de luxo, casas, etc.
__________________
Thina no está en línea  
Old November 19th, 2007, 09:41 PM   #51
Barriga-Verde
Registered User
 
Barriga-Verde's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Location: Florianópolis, SC
Posts: 9,769
Likes (Received): 4008

Quote:
Originally Posted by Eduhaus View Post
Blumenau recebe empresários para encontro Brasil-Alemanha

A partir deste domingo Blumenau vai receber mais de 1.400 empresários e políticos do Brasil e da Alemanha no 25° Encontro Brasil-Alemanha, um evento organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela Bundesverband der Deutschen Industrie (BDI).
Promovido pela primeira vez fora de uma capital, o encontro busca fortalecer o relacionamento bilateral do comércio, atração de investimentos, formação de parcerias e transferência de tecnologia.
A Alemanha, terceira maior economia mundial, ocupa o quinto lugar na lista de parceiros comerciais do Brasil. Em 2006 o comércio bilateral atingiu o volume de US$ 12,2 bilhões de dólares. As exportações brasileiras para a Alemanha alcançaram US$ 8,1 bilhões em 2006. As importações somaram US$ 8,2 bilhões.
Café, minérios e soja são os principais itens de exportação. Automóveis, tratores, impressoras gráficas, equipamentos têxteis e produtos químicos compõem a lista de produtos importados pelo Brasil.
Impactos
– Haverá reflexos do encontro durante muito tempo. Diversas ações, frentes de relacionamento comercial e diplomático serão abertas e poderão terminar com novos investimentos na região – comemora o cônsul honorário da Alemanha em Blumenau, Hans Dieter Didjurgeit.
Para o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Jean Kulhmann, os impactos do evento não devem ficar restritos à região de Blumenau. Ele avalia que o Brasil-Alemanha não só é o maior evento que a cidade já recebeu na área econômica, mas também um dos mais importantes do Estado.
– Não é só Blumenau e a região que têm a ganhar. Todo o Estado pode vislumbrar novos investimentos, já que cada região tem suas potencialidades. A vantagem do Vale do Itajaí é a similaridade cultural – raciocina Kuhlmann.
Políticos também estarão presentes
O time de políticos brasileiros no Encontro Brasil-Alemanha será grande e eclético. Desde o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva até prefeitos dos municípios vizinhos farão parte do evento. No entanto, a liberação de verbas ficará restrita ao gesto do governo estadual. Até agora, a assinatura de convênios não consta da agenda oficial.
– A visita do presidente é institucional. Não haverá nenhuma novidade de liberação de recursos ou assinatura de convênios – disse o deputado federal Décio Lima (PT).
Além de Décio, estarão em Blumenau os deputados João Pizzolatti (PP) e Nelson Goetten (PR), deputados estaduais e a senadora Ideli Salvatti (PT), que foi a interlocutora da vinda do presidente ao Encontro.
Oito dos 14 prefeitos integrantes da Associação dos Municípios do Médio Vale (Ammvi), também estarão no evento. Eles querem manter contatos para tentar buscar futuros investimentos para a região.
Eu moro perto da Vila Germânica e esse fim de semana foi incrível a circulação de helicópteros pela região, eu contei uns 5 que pousaram na Vila Germânica! Espero que este encontro beneficie Blumenau, o Vale e SC como um todo... hehe... pelo menos as "promessas" de benefício que este encontro trará são muitas...
Barriga-Verde no está en línea  
Old November 19th, 2007, 11:01 PM   #52
Kelsen
In the brig
 
Kelsen's Avatar
 
Join Date: Jul 2006
Location: Joaçaba - Santa e Bela Catarina
Posts: 10,445
Likes (Received): 1878

Durante esse encontro Blumenau funcionará como capital do estado, inclusive o Governador despachará de lá.

Sobre a presença de Lula: no orkut o pessoal já tá se mobilizando para saudá-lo com vaias...
Kelsen está en línea ahora  
Old November 20th, 2007, 02:07 AM   #53
Sublime
BANNED
 
Sublime's Avatar
 
Join Date: Jul 2006
Location: Joinville - SC
Posts: 2,377
Likes (Received): 3

Policiais argentinos poderão atuar em SC no verão
Fabrício Escandiuzzi
Direto de Florianópolis


Policiais argentinos poderão trabalhar em Santa Catarina durante a temporada de verão para atender ocorrências que envolvam turistas daquele país. A medida, que já foi adotada em 1997, é fruto de um acordo entre o governo do Estado e oficiais do comando da Gendarmeria Argentina.

Os argentinos são maioria entre os turistas estrangeiros nas praias catarinenses durante a alta temporada. Segundo o governo catarinense, na temporada 2006/2007, o Estado recebeu cerca de 400 mil turistas daquele país.

Porém, a barreira do idioma e o fato de as ocorrências policias registradas no Brasil não prosseguirem no país de origem fazem com que alguns visitantes da Argentina desrespeitem as leis brasileiras e a autoridade da Polícia Militar, segundo o diretor de integração da Secretaria de Segurança Pública, Eliseu de Souza.

"Se ele é pego com droga ou então comete uma infração de trânsito, a multa não chega e nem o processo pode prosseguir. Só quando é um crime grave", disse. "A presença de policiais da Argentina vai provocar um comportamento diferente por parte de alguns turistas", afirmou. A secretaria, porém, não tem números oficiais de delitos praticados pelos turistas argentinos em Santa Catarina.

Os policiais estrangeiros vão atuar fardados, sempre acompanhados de policiais catarinenses e nunca abordarão brasileiros. Somente vão auxiliar quando uma ocorrência envolver um compatriota. Souza disse que o acerto oficial ainda depende de alguns detalhes e que a previsão é de que os argentinos possam trabalhar armados.

Para isso, deverão obter autorização da Polícia Federal, informando as armas e a munição e a atividade a ser cumprida no Brasil conforme estabelece o acordo de cooperação entre os países. As informações serão repassadas ao Exército.

O Estado irá arcar com as despesas de hospedagem e alimentação dos policiais visitantes, que devem ficar em Santa Catarina de dezembro deste ano até abril de 2008. Porém, o secretário de Segurança Pública, Ronaldo Benedet, ainda não informou quantos agentes estrangeiros serão mobilizados.

Na experiência de 1997, os argentinos atuaram desarmados, orientando os conterrâneos sobre a legislação brasileira e elaborando ocorrências policiais com validade em seu país. Eles ficaram hospedados em Canasvieiras e Balneário Camboriú, onde deverão ficar novamente.

A fronteira entre Brasil e Argentina no oeste de Santa Catarina também terá a fiscalização reforçada no verão, com operações conjuntas entre policiais brasileiros e da Gerdarmeria Nacional da Argentina para controlar o movimento.
Sublime no está en línea  
Old November 20th, 2007, 08:00 PM   #54
Bruno_BL
Brasileiro, sempre.
 
Bruno_BL's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Santa Catarina, Brasil
Posts: 1,741
Likes (Received): 139



Muito boa essa idéia..
Eu achava mesmo um absurdo um argentino desrespeitar as regras de trânsito e voltar pro seu páis na boa..
Mas não acho que seja a solução..alguém sabe me informar como é a situação com turistas chilenos e paraguayos??
Se desrespeitam as regras aqui voltam para o seu país numa boa??
__________________
"Herrar é umano"
Bruno_BL no está en línea  
Old November 21st, 2007, 04:10 AM   #55
Hed
Bronzil il il
 
Hed's Avatar
 
Join Date: Mar 2006
Location: Caxias do Sul / Porto Alegre
Posts: 4,589
Likes (Received): 10



Essa medida é muito boa! Atualmente as infrações ficam impunes, só sendo pagas (no caso de multas) quando o turista retorna ao Brasil.

A presença de policiais argentinos fará com que os turistas daquele país pensem duas vezes antes de cometer alguma infração, até pq as conseqüências o seguirão no seu país.

E acho mais! Acho que deveriam estender para o policiamento rodoviário argentino. Eles desrespeitam demais o trânsito no Brasil, correm mais que o limite, ultrapassam em faixa dupla, etc. Se existissem viaturas argentinas apoiando (e, o principal, dando continuidade às multas e punições) certamente o comportamento dos motoristas argentinos seria melhor.
__________________
Blog Porto Imagem | Shoppings Brasileiros
Eu derrubei as torres gemeas HAHAAHA ¬.¬!
Hed no está en línea  
Old November 21st, 2007, 03:27 PM   #56
Thina
Registered User
 
Thina's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Posts: 10,685
Likes (Received): 2697

hm, como será esses polícias argentinos, hein!?
__________________
Thina no está en línea  
Old November 21st, 2007, 03:40 PM   #57
Thina
Registered User
 
Thina's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Posts: 10,685
Likes (Received): 2697

Se já não bastasse as taturanas assassinas na Lagoa da Conceição, temos outros "amigos", os caramujos africanos que volta contudo no verão.
Vi de perto esse "bichinho" pq na frente da minha casa, no jardim, tinha uma quantidade alarmante, isso em 2004. São grandes e até bonitos, pena que transmitem doenças vitais.


A guerra contra o caramujo africano



Em 2004 a revista Veja classificou como um “ataque de aliens” a infestação do caramujo africano que se espalhou por 23 estados do Brasil, inclusive em Santa Catarina, onde o Norte da Ilha Capital se destaca. Aliens? Bobagem. Tudo bem, que a espécie é exótica. Mas a dimensão do problema tem causas nativas bem brazucas: a impunidade galopante - que não enquadrou quem trouxe os exemplares para o Brasil e jogou-os na natureza quando percebeu que tinha caído no golpe africano do caramujo por escargot; a incompetência endêmica - dos órgãos públicos responsáveis por exercer políticas, enérgicas e suficientes, de apoio ao extermínio; e, é claro, o desleixo conformista - da grande parcela da população que não mantém os mínimos cuidados, nem realiza as ações necessárias para um efetivo combate.

Espécie nativa do nordeste da África, o Achatina fulica – nome científico do molusco - entrou ilegalmente no Brasil pelas mãos de um grupo de empresários do Paraná, durante uma exposição agropecuária realizada em Curitiba, em 1988.

Eles se espalharam rapidamente graças a sua fantástica capacidade reprodutiva: o caramujo africano é hermafrodita – todos os indivíduos da espécie são macho e fêmea –, chega a copular até 11 vezes por noite e cada um pode botar até 2400 ovos por ano.A espécie hiberna por até cinco meses e, em condições propícias de calor e umidade desenvolve-se, torna-se adulta e apta à reprodução, muito rapidamente. Em 35 dias, a partir de apenas meia-dúzia de indivíduos, são produzidos 428 caramujos. Os adultos podem atingir 12 centímetros de tamanho e até 200 gramas de peso.

Livre na natureza, torna-se praga, alimentando-se de fezes de animais diversos, como cães, gatos e ratos. São agentes transmissores de um perigoso tipo de meningite e de tumor no estômago.

A coleta deve ser realizada com as mãos protegidas por luvas ou saco plástico. O melhor horário é de manhã cedo, e o modo mais eficaz e higiênico de extermínio é a incineração - uma lata de tinta ou óleo de cozinha de 18 litros é uma boa alternativa: coloque jornais amassados no fundo, despeje a coleta e ateie fogo. Depois, enterre ou triture as conchas para que não se tornem viveiros do mosquito da dengue. Para o combate efetivo da infestação, além da coleta e extermínio é preciso manter pátios sempre limpos, livres de lixo em geral, especialmente restos de materiais como telhas quebradas, latas vazias ou pneus fora de uso.

Não transfira o seu próprio lixo para o terreno baldio na vizinhança: rápido e ágil em sua locomoção, o bicho vai longe. Excelente “alpinista”, escala rapidamente muros, cercas e paredes altas. Para evitar que cheguem ao quintal, cerque a área com cal virgem.

Denuncie à SUSP e Vigilância Sanitária os terrenos baldios sem limpeza freqüente.

Denúncias relacionadas à infestação de caramujo africano devem ser feitas pelo fone 156 - Vigilância em Saúde.



A própria natureza também combate


Em matéria na edição de março de 2006, já havíamos apontado o lagarto teiú como um consumidor voraz de caramujos africanos. A observação foi feita por um morador do Rio Vermelho que dividia pacificamente o pátio da residência com uma simpática família de cinco exemplares de teiús. Segundo o relato, os lagartos quebram o vestíbulo das conchas e sugam o molusco com sua língua comprida, que tem a ponta divida em dois, como um garfão de churrasco. Os lagartos não são agressivos, mas reagem com energia quando se sentem em perigo, dando rabanadas e mordendo onde conseguiram alcançar. Onde estiver, o teiú ajudará a reduzir a quantidade de caramujos.

A coruja-buraqueira vive em covas no solo e é muito tímida, por isso prefere lugares tranqüilos e grandes descampados. Como tem visão potente e ótima audição é uma caçadora noturna. Durante o dia ela cochila no ninho ou toma sol em algum galho. Mas, se pintar uma presa, a buraqueira não perde a chance, com um vôo suave e silencioso. Sua refeição predileta são pequenos roedores e pássaros, répteis, anfíbios, insetos, aranhas e até escorpiões. Moradores respeitosamente simpáticos com a coruja constatam que ela é uma aliada poderosa no controle da infestação do caramujo africano.
__________________
Thina no está en línea  
Old November 21st, 2007, 04:18 PM   #58
Kelsen
In the brig
 
Kelsen's Avatar
 
Join Date: Jul 2006
Location: Joaçaba - Santa e Bela Catarina
Posts: 10,445
Likes (Received): 1878

Que matéria interessante, Thina!
Aqui na região nunca vi desses caramujos.
Kelsen está en línea ahora  
Old November 22nd, 2007, 03:18 AM   #59
Vittariano
Location:Canoas - RS - Br
 
Vittariano's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Canoas - RS
Posts: 5,242
Likes (Received): 8

Quote:
Originally Posted by Dynho View Post
Notícia de 25/10..faz uns dias..mas acho q eh novidade...

No Japão, próxima escala da viagem de Luiz Henrique, será discutida a possibilidade de implantação de metrô de superfície em Joinville e Florianópolis. O da Capital vem sendo ventilado há tempos, mas o de Joinville é novidade – tirando a moção apresentada pelo vereador Osmari Fritz, que solicitou estudos para o metrô. “Estamos atentos a essa questão do trânsito de Joinville e vamos propor aos japoneses um estudo de viabilidade sobre o metrô de superfície na cidade.

Alguns amigos geógrafos e eu, já discutimos a algum tempo a implantação de um sistema semelhante em Joinville, e essa notícia vem em boa hora. Veja como ficaria a Av. Beira Rio com o sistema de Monotrilho implantado:

oh a foto deu priguiça de postar ela..kem kiser abrir a simulação:

http://ocomuna.blogspot.com/2007/10/...joinville.html

seria legal xD
Tomara que saia do papel...gostei do render...lembra muito o aeromóvel de POA!
__________________
Gaúcho, Gremista e Português...com muito orgulho!
Vittariano no está en línea  
Old November 22nd, 2007, 04:39 AM   #60
Sublime
BANNED
 
Sublime's Avatar
 
Join Date: Jul 2006
Location: Joinville - SC
Posts: 2,377
Likes (Received): 3

Campus Norte já tem endereço
Joinville


Um investimento de R$ 3,8 milhões. Esta é a contrapartida da prefeitura para a instalação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em Joinville, com o pagamento do equivalente a 40% do valor da área no Km 50 da BR-101, onde deverá ser construído o novo campus.

O ato de oficialização da compra aconteceu na manhã de ontem. O valor total de R$ 9,4 milhões e a forma de pagamento já foram acertados em setembro com os donos dos terrenos. A negociação, contudo, só foi efetivada após dois meses, com a entrega do cheque da 1ª parcela do valor ao corretor Décio Ferrari, representando os proprietários dos imóveis. Os outros 60%, cerca de R$ 5,6 milhões, serão pagos a partir de janeiro de 2008 em 10 prestações, mediante convênio como o governo do Estado.

Para o prefeito Marco Tebaldi, o pagamento representa um passo definitivo para a ida da UFSC ao Norte do Estado

- Consolidamos o processo de aquisição. Agora, aguardamos a locação de recursos do orçamento da União para iniciarmos as obras já no ano que vem.

A prefeitura corre agora atrás de outra área, perto do futuro terreno da UFSC. O local, com 818 mil metros quadrados, deverá servir para a instalação de um parque científico-tecnológico.

Tebaldi já assinou um decreto de utilidade pública dos cinco terrenos que compõem toda a área.
Sublime no está en línea  
Closed Thread

Tags
balneário camboriú, blumenau, chapecó, concordia, criciúma, florianópolis, imbituba, jaraguá do sul, joinville, lages, noticias, orleans, palhoça, santa catarina, são josé

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 05:35 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu