daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Regionais > Norte > Notícias da Região

Reply
 
Thread Tools
Old August 8th, 2011, 03:10 PM   #41
dricobel
OFF
 
dricobel's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: Belém - Pa
Posts: 37,411
Likes (Received): 1450



interessante a origem do nome de Paragominas!!
__________________
Belém
dricobel no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old August 9th, 2011, 07:28 PM   #42
Ranieri Farias
Registered User
 
Ranieri Farias's Avatar
 
Join Date: Sep 2010
Location: Belém
Posts: 975
Likes (Received): 66

Quote:
Originally Posted by dricobel View Post
Outro detalhe, a BR 010 não vem até Belém, ela inicia/acaba em Santa Maria do Pará, no trevo com a BR 316!
na verdade ela vem ate belém sim, so que a partir de santa maria ela tem o mesmo traçado da br 316!
Tem um museu em brasilia, acho que é o memorial jk, que tem varios artigos sobre essa obra, muito bom mesmo!
Ranieri Farias no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 12:32 AM   #43
EconomistaSSC
Registered User
 
Join Date: May 2009
Posts: 43
Likes (Received): 0

A Belém-Brasilia veio mudar totalmente a cara da região, isso todo mundo ja falou e debateu aqui. Mais ninguém falou dos impactos negativos que isso trouxe para belém e para o Pará de uma forma geral

Antes Belém era uma cidade de costumes europeus, o sotaque muito forte lembrando o português de portugal, uma efervescencia cultural própria e uma autonomia politica e social impressionante, criminalidade quase zero, a pobreza existia mais não era tão evidente.

Depois da rodovia, a cidade foi invadida por uma legião de pessoas que sairam literalmente do meio do mato, inchando areas, degradando outras e temos o que vemos hoje. Se não perceberam enquanto areas urbanizadas cresceram 2 ou 3x as areas pobres com pessoas do interior do maranhão se multiplicaram no minimo por 20x, olhem a e o Guamá, a rocinha de Belém que alguns ainda dizem que é bairro, Terra firme, Canudos, Sacramenta, Benguí, Cabanagem... lugares horrendos que deixam qualquer um horrorizado e só por olhar para as pessoas você sabe que não são originais de Belém e por isso não tem nenhum amora a essa terra. Os que são nascidos aqui tem seus pais ou avós oriundos de outras regiões e viram nessa época. Enfim, a Belém-Brasília ao meu ver não foi uma obra feita para desenvolver ou integrar Belém, foi uma obra pra incentivar a industria automotiva que se instalava no Brasil e liberar as tensões sociais que existiam no nordeste principalmente e em outras areas do brasil iludindo o povo com essas novas fronteiras, na verdade verdadeiras valvulas de escape para iludir o povo mais desenformado... enfim temos hoje uma cidade decadente que tenta se reerguer atolada num mar de miseria e barbarie, ao longo desta rodovia milhares de vilas e cidadezinhas miseraveis também, autos indices de violência e desmatamento e tudo mais que se possa imaginar de ruim e é esse o desenvolvimento que devemos comemorar? será? houve sim crescimento populacional mais desenvolvimento muito pouco, e em belém houve retrocesso pois belém nunca foi conhecida no Brasil, mais nessa época era conhecida em alguns países da europa como portugal devido a grande ligação, França, e tinha grande influência em toda a amazônia e em paises vizinhos como as guianas e até no maranhão e hoje é uma cidade que é até ridicularizada pelo restante do brasil enfim...

Só para se ter uma idéia, antes da Belém-Brasilia, aqui ja existia o terceiro edifício mais alto do país o Manoel Pinto, Aeroporto com duas pistas construído pelos americanos com os melhores equipamentos existentes no mundo, aeroporto esse ponto obrigatorio de passagem das aeronaves que iam para o hemisferio sul, emissoras de radio com equipamentos que ainda não existiam nem na capital o rio de janeiro. Era para termos tido a primeira emissora de tv do brasil ainda nos anos 40, mais o governo brasileiro não autorizou logo criando a lei que limita o capital externo aos meios de comunicação. Os carros vendidos aqui vinham direto dos Estados Unidos e aqui circulavam modelos super atuais que não existiam no restante do país, enfim será que eramos atrasados? existia pós guerra uma relação muito grande da sociedade de belém com os estados unidos, a belém brasília também foi uma forma de trazer de volta essa região que nessa época estava quase se perdendo do país.. acho que se não fosse essa famigerada rodovia, a realidade da região seria outra pois o Brasil só lembra da amazônia quando fala em internacionalização, dizem que a região é importante para o país mais tem preconceito com o povo daqui, não se importam com o povo pobre trazido pelos próprios governantes do suldeste, e não tem o minimo interesse em conhecer a região mais quando falam em internacionalização querem lutar com unhas e dentes dizendo que é sua. Enfim tomara que algo aconteça de muito grande para mudar tudo pois hoje o pará, principalmente vive quase que um colapso cultural, social e desordem geral...
EconomistaSSC no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 02:24 AM   #44
BR 364
** ÜBER ALLES **
 
BR 364's Avatar
 
Join Date: May 2004
Location: País das cotas e da virada de mesa.
Posts: 13,898
Likes (Received): 2238

Tudo isso que vc relatou que aconteceu com Belém também aconteceu com outras grandes cidades brasileiras. São Paulo, Rio, BH, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Salvador... Todas elas já foram mais "européias", enquanto a pobreza do país ficava muito bem escondida na roça, no sertão, nos campos e nos seringais onde se produziam as riquezas que sustentavam o luxo das famílias nas cidades. Com a industrialização brasileira e o êxodo rural, as grandes cidades (e até as médias) começaram a receber fluxos populacionais vindos interior e do campo. A pobreza começou a invadir nossas cidades "européias" e as feridas do país ficaram expostas, cuminando com o caos urbano que assistimos até hoje.

Portanto, não sei até que ponto isso tem a ver com a Belém-Brasília. Até porque Manaus, que também já teve sua fase "européia", hoje sofre dos mesmos problemas de Belém, apesar de não ter ainda uma rodovia que a ligue ao resto do país.
__________________
"Speed has never killed anyone, suddenly becoming stationary… That’s what gets you." - Jeremy Clarkson
BR 364 no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 03:40 AM   #45
Rondon
Economia e Negócios
 
Rondon's Avatar
 
Join Date: Apr 2006
Location: Porto Velho, RO
Posts: 19,650
Likes (Received): 1567

Ele esqueceu também da decadência do Ciclo do Borracha... e jogou tudo na rodovia...

Se duvidar, foi a rodovia que reergueu Belém...
Rondon está en línea ahora   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 05:02 AM   #46
EconomistaSSC
Registered User
 
Join Date: May 2009
Posts: 43
Likes (Received): 0

Quote:
Originally Posted by Rondon View Post
Ele esqueceu também da decadência do Ciclo do Borracha... e jogou tudo na rodovia...

Se duvidar, foi a rodovia que reergueu Belém...
Após o ciclo da borracha belém ficou decadente, sua população diminuiu consideravelmente, foi nos anos 40 que a cidade começo a crescer de novo. Se a rodovia tivesse trazido desenvolvimento com certeza as empresas e fabricas tradicionais da cidade não teriam fechado, ao contrario, não existiria tanta pobreza pois desenvolvimento não significa um PIB alto ou muita gente numa cidade pra dizer que é metropole. Tem gente que acha que a sua cidade tá prosperando porque a população aumenta a cada dia.. enfim... Acho que vocês não tem ideia do que eu disse, não conhecem a região, as caracteristicas ou coisa parecida e dificil dialogar, com certeza devem ser oriundos de imigrantes também e se sentiram ofendidos, mais enfim. Não dá para comparar o que aconteceu com belém com o que aconteceu em manaus. Enfim, foram epocas (Anos 50 e anos 80) completamente distintas.
Fiz uma critica a esses 50 anos da rodovia pois p falar a linguagem clara, Belém era uma cidade estado praticamente, uma ilha no meio da miseria da região, e a rodovia foi como uma ponte para essa ilha enfim... Sou economista e meu trabalho de mestrado foi a respeito das rodovias na Amazônia e seus impactos na região, projeto no qual tirei nota maxima em 2005. Enfim, não falei por achismos nem tentei ridicularizar a opinão de ninguém, só postei o meu comentario a respeito de um assunto que dediquei algum tempo para conhecer a fundo.
EconomistaSSC no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 05:15 AM   #47
EconomistaSSC
Registered User
 
Join Date: May 2009
Posts: 43
Likes (Received): 0

Quote:
Originally Posted by BR 364 View Post
Tudo isso que vc relatou que aconteceu com Belém também aconteceu com outras grandes cidades brasileiras. São Paulo, Rio, BH, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Salvador... Todas elas já foram mais "européias", enquanto a pobreza do país ficava muito bem escondida na roça, no sertão, nos campos e nos seringais onde se produziam as riquezas que sustentavam o luxo das famílias nas cidades. Com a industrialização brasileira e o êxodo rural, as grandes cidades (e até as médias) começaram a receber fluxos populacionais vindos interior e do campo. A pobreza começou a invadir nossas cidades "européias" e as feridas do país ficaram expostas, cuminando com o caos urbano que assistimos até hoje.

Portanto, não sei até que ponto isso tem a ver com a Belém-Brasília. Até porque Manaus, que também já teve sua fase "européia", hoje sofre dos mesmos problemas de Belém, apesar de não ter ainda uma rodovia que a ligue ao resto do país.
BH foi uma cidade planejada e nunca teve nada de européia, São Paulo recebeu tanta gente mais ela tinha condições para isso, milhares de fabricas e empregos assim como Manaus que tem a mesada do governo federal mais só começou a sofrer com isso ja nos anos 80. Poa sempre foi uma pequena cidade, começou a crescer junto com o estado do RS, que cresceu como um todo, bem longe da miséria do nordeste. Salvador sempre foi o que é, e a Bahia também. Recife também sofreu quase o mesmo, mais a cidade sempre conviveu lado a lado com a miséria pois e a captal de pernanbuco, cravado no coração do nordeste. Falo de belém pois enquanto as outras cidades creciam e se industrializavam de seu jeito, belém cresceu independente do resto do brasil, talvez com industrias tão competitivas, produtos eram mais caros e para consumo da região. A belém brasilia foi uma forma de trazer essa ilha para dentro do brasil mais aqui não se criou industrias e as locais devido a falta de competitividade não por serem atrasadas mais por produzir em pequena escala faliram, o governo pouco incentivou a produção na cidade e as pessoas que estavam tão perto e tão longe no maranhão, piauí invadiram a cidade e infelizmente não encontraram o que buscavam na maioria, ou seja apenas transferindo a pobreza de lugar, e não sei porque vangloriar os 50 anos disso.

Objetivos reais da Belém-Brasilia

-Integrar Belém ao restante do Brasil pois a cidade recebia mais influencia dos EUA e da Europa principalmente de Portugal do que do Rio de Janeiro a capital.
-Aumentar o mercado consumidor dos produtos produzidos no Suldeste e fomentar a industria automotiva nacional com propagandas do tipo "de carro de norte a sul" por exemplo.
-Aliviar as tensões sociais existentes no interior da região, criando uma válvula de escape de fácil acesso para as populações mais pobres
-Desarticular as elites tradicionais locais que devido ao isolamento do restante do Brasil tinham grande interesse em um estado independente, elites essas que cada vez se aproximavam mais dos EUA depois da Segunda Guerra já que a cidade foi a Principal base aérea militar dos gringos no Brasil.

Em nenhum momento o governo pensou em desenvolver belém ou amenizar os impactos ou sequer pensou nos impactos que a cidade sofreu, enfim... abraço a todos, fica a informação e meu parecer com base em pesquisas... a aceitação realmente cabe de cada pessoa.

Last edited by EconomistaSSC; August 17th, 2011 at 05:27 AM.
EconomistaSSC no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 05:16 AM   #48
Manauense
Manaus, Amazonas, Brasil
 
Manauense's Avatar
 
Join Date: Mar 2006
Location: Manaus (Amazonas) & São Paulo - Capital
Posts: 7,761
Likes (Received): 429

O tópico é sobre a rodovia Belém-Brasília, mas Manaus é sempre citada... A cidade que recebe "mesada"!
__________________
Manaus (AM), a maior cidade do Norte e metrópole da Amazônia Ocidental!
Parintins (AM), a cidade do Garantido e do Caprichoso!
Manauense no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 05:25 AM   #49
BR 364
** ÜBER ALLES **
 
BR 364's Avatar
 
Join Date: May 2004
Location: País das cotas e da virada de mesa.
Posts: 13,898
Likes (Received): 2238

Quote:
Originally Posted by EconomistaSSC View Post
Após o ciclo da borracha belém ficou decadente, sua população diminuiu consideravelmente, foi nos anos 40 que a cidade começo a crescer de novo. Se a rodovia tivesse trazido desenvolvimento com certeza as empresas e fabricas tradicionais da cidade não teriam fechado, ao contrario, não existiria tanta pobreza pois desenvolvimento não significa um PIB alto ou muita gente numa cidade pra dizer que é metropole. Tem gente que acha que a sua cidade tá prosperando porque a população aumenta a cada dia.. enfim... Acho que vocês não tem ideia do que eu disse, não conhecem a região, as caracteristicas ou coisa parecida e dificil dialogar, com certeza devem ser oriundos de imigrantes também e se sentiram ofendidos, mais enfim. Não dá para comparar o que aconteceu com belém com o que aconteceu em manaus. Enfim, foram epocas (Anos 50 e anos 80) completamente distintas.
Fiz uma critica a esses 50 anos da rodovia pois p falar a linguagem clara, Belém era uma cidade estado praticamente, uma ilha no meio da miseria da região, e a rodovia foi como uma ponte para essa ilha enfim... Sou economista e meu trabalho de mestrado foi a respeito das rodovias na Amazônia e seus impactos na região, projeto no qual tirei nota maxima em 2005. Enfim, não falei por achismos nem tentei ridicularizar a opinão de ninguém, só postei o meu comentario a respeito de um assunto que dediquei algum tempo para conhecer a fundo.
Não teria porque eu me sentir ofendido, uma vez que eu não sou imigrante no Pará. Felizmente no meu estado o imigrante não é discriminado, talvez por isso tenha recebido tantos e continue recebendo até hoje (inclusive paraenses). Se no Pará a imigração trouxe algum tipo de trauma aos paraenses natos, só posso lamentar por isso e desejar que no futuro o estado consiga lidar com isso de uma forma mais salutar.

A razão do meu questionamento é tão somente a fragilidade do seu argumento, visto que ele parece considerar apenas um aspecto local, ignorando completamente uma série de outros fatores num contexto mais abrangente (regional, nacional e mundial). O fato é que com ou sem rodovia, Belém não permaneceria sendo essa "ilha no meio da miseria da região" por muito tempo.
__________________
"Speed has never killed anyone, suddenly becoming stationary… That’s what gets you." - Jeremy Clarkson
BR 364 no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 05:31 AM   #50
BR 364
** ÜBER ALLES **
 
BR 364's Avatar
 
Join Date: May 2004
Location: País das cotas e da virada de mesa.
Posts: 13,898
Likes (Received): 2238

Quote:
Originally Posted by Manauense View Post
O tópico é sobre a rodovia Belém-Brasília, mas Manaus é sempre citada... A cidade que recebe "mesada"!
Manauense, eu citei Manaus apenas pra mostrar que as metrópoles brasileiras tendem a apresentar os mesmos problemas, tendo ou não uma rodovia ligando-as ao resto do país. Não estou fazendo críticas à cidade.

Enfim, espero que não haja nenhum problema quanto a isso.
__________________
"Speed has never killed anyone, suddenly becoming stationary… That’s what gets you." - Jeremy Clarkson
BR 364 no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 01:42 PM   #51
dricobel
OFF
 
dricobel's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: Belém - Pa
Posts: 37,411
Likes (Received): 1450

Não vejo a abertura da BR 010 como problema para Belém! Talvez tenha sido a solução para a decadência que se estabeleceu na cidade durante muito tempo, que só agora começa a dar ares de crescimento!
Outra coisa que não consigo entender é esse suposto preconceito de "alguns" com quem é de fora do Pará... O paraense nunca foi preconceituoso, mas de uns tempos pra cá ... Enfim!!
__________________
Belém

Last edited by Gabriel AC; August 17th, 2011 at 08:20 PM. Reason: Editado pela moderação. Gabriel AC
dricobel no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 01:45 PM   #52
Max Jalapão
Acertar é Humano
 
Max Jalapão's Avatar
 
Join Date: May 2010
Location: Palmas City
Posts: 3,401
Likes (Received): 577

Quote:
Originally Posted by EconomistaSSC View Post
A Belém-Brasilia veio mudar totalmente a cara da região, isso todo mundo ja falou e debateu aqui. Mais ninguém falou dos impactos negativos que isso trouxe para belém e para o Pará de uma forma geral

Antes Belém era uma cidade de costumes europeus, o sotaque muito forte lembrando o português de portugal, uma efervescencia cultural própria e uma autonomia politica e social impressionante, criminalidade quase zero, a pobreza existia mais não era tão evidente.

Depois da rodovia, a cidade foi invadida por uma legião de pessoas que sairam literalmente do meio do mato, inchando areas, degradando outras e temos o que vemos hoje. Se não perceberam enquanto areas urbanizadas cresceram 2 ou 3x as areas pobres com pessoas do interior do maranhão se multiplicaram no minimo por 20x, olhem a e o Guamá, a rocinha de Belém que alguns ainda dizem que é bairro, Terra firme, Canudos, Sacramenta, Benguí, Cabanagem... lugares horrendos que deixam qualquer um horrorizado e só por olhar para as pessoas você sabe que não são originais de Belém e por isso não tem nenhum amora a essa terra. Os que são nascidos aqui tem seus pais ou avós oriundos de outras regiões e viram nessa época. Enfim, a Belém-Brasília ao meu ver não foi uma obra feita para desenvolver ou integrar Belém, foi uma obra pra incentivar a industria automotiva que se instalava no Brasil e liberar as tensões sociais que existiam no nordeste principalmente e em outras areas do brasil iludindo o povo com essas novas fronteiras, na verdade verdadeiras valvulas de escape para iludir o povo mais desenformado... enfim temos hoje uma cidade decadente que tenta se reerguer atolada num mar de miseria e barbarie, ao longo desta rodovia milhares de vilas e cidadezinhas miseraveis também, autos indices de violência e desmatamento e tudo mais que se possa imaginar de ruim e é esse o desenvolvimento que devemos comemorar? será? houve sim crescimento populacional mais desenvolvimento muito pouco, e em belém houve retrocesso pois belém nunca foi conhecida no Brasil, mais nessa época era conhecida em alguns países da europa como portugal devido a grande ligação, França, e tinha grande influência em toda a amazônia e em paises vizinhos como as guianas e até no maranhão e hoje é uma cidade que é até ridicularizada pelo restante do brasil enfim...

Só para se ter uma idéia, antes da Belém-Brasilia, aqui ja existia o terceiro edifício mais alto do país o Manoel Pinto, Aeroporto com duas pistas construído pelos americanos com os melhores equipamentos existentes no mundo, aeroporto esse ponto obrigatorio de passagem das aeronaves que iam para o hemisferio sul, emissoras de radio com equipamentos que ainda não existiam nem na capital o rio de janeiro. Era para termos tido a primeira emissora de tv do brasil ainda nos anos 40, mais o governo brasileiro não autorizou logo criando a lei que limita o capital externo aos meios de comunicação. Os carros vendidos aqui vinham direto dos Estados Unidos e aqui circulavam modelos super atuais que não existiam no restante do país, enfim será que eramos atrasados? existia pós guerra uma relação muito grande da sociedade de belém com os estados unidos, a belém brasília também foi uma forma de trazer de volta essa região que nessa época estava quase se perdendo do país.. acho que se não fosse essa famigerada rodovia, a realidade da região seria outra pois o Brasil só lembra da amazônia quando fala em internacionalização, dizem que a região é importante para o país mais tem preconceito com o povo daqui, não se importam com o povo pobre trazido pelos próprios governantes do suldeste, e não tem o minimo interesse em conhecer a região mais quando falam em internacionalização querem lutar com unhas e dentes dizendo que é sua. Enfim tomara que algo aconteça de muito grande para mudar tudo pois hoje o pará, principalmente vive quase que um colapso cultural, social e desordem geral...
Eu conheço Belém e aqui em Palmas, inclusive tenho amigos que são Belenenses natos (aqui todos são bem vindos), com forte sotaque chiado, que lembra muito o sotaque carioca, acredito pela intensa influência portuguesa, que fala com o "s" sobre a língua....interessante....

Agora quanto a sua argumentação de que a culpa da "favelização" de Belém se deve à imigração causada pela Belém-Brasília, seria aliviar a incompetência dos políticos locais, que desde à época da ditadura até o ano passado, sempre estiveram alinhados com o governo federal, para descarregar no forasteiro, no intruso, por isso, acredito que faltou um esforço dos governantes do Pará para cobrar do governo federal políticas públicas de inclusão, bem como políticas de fomentação industrial, e com isso a cidade iria aumentar a sua infraestrutura junto com o crescimento da população.

Igualmente como o BR comentou, até os anos 60/70 o país vivia apenas para suas principais cidades, deixando o povão (80% da população) lagardo à própria sorte, na roça, nos garimpos, desde o século 16, produzindo alimentos e riquezas para os nobres "europeus" tupiniquins e quando estes "caboclos" começaram a perceber que viver na cidade, mesmo que nas periferias, era muito melhor que sofrer no mato, daí, não teve jeito, a migração foi intensa e nenhuma grande cidade do país estava preparada...

Palmas que tem apenas 22 anos, tem feito um esforço muito grande para que não haja favelas na city, porque até hoje ainda chega de outros estados famílias inteiras (casal com uns 10 filhos, quase todos analfabetos) em busca de melhores condições de vida e mesmo com poucos recursos, temos conseguido administrar isso....

Agora, imaginou se o Sarney tivesse escolhido o Pará para ser senador, em vez do Amapá......Com certeza ele ira propor um projeto de fusão entre os estados do PA e MA (Paranhão)....E seria aprovado tranquilamente, porque no congresso ele dá as cartas...Portanto, ainda há o que comemorar
__________________
Não Vamos desistir do Brasil, apesar da existência do PT......
Max Jalapão no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 02:25 PM   #53
O Cavaleiro
Moderator
 
O Cavaleiro's Avatar
 
Join Date: Jan 2009
Location: (X)Palmas ( )Goiânia
Posts: 12,040
Likes (Received): 2183

Quote:
Originally Posted by EconomistaSSC View Post
A Belém-Brasilia veio mudar totalmente a cara da região, isso todo mundo ja falou e debateu aqui. Mais ninguém falou dos impactos negativos que isso trouxe para belém e para o Pará de uma forma geral

Antes Belém era uma cidade de costumes europeus, o sotaque muito forte lembrando o português de portugal, uma efervescencia cultural própria e uma autonomia politica e social impressionante, criminalidade quase zero, a pobreza existia mais não era tão evidente.

Depois da rodovia, a cidade foi invadida por uma legião de pessoas que sairam literalmente do meio do mato, inchando areas, degradando outras e temos o que vemos hoje. Se não perceberam enquanto areas urbanizadas cresceram 2 ou 3x as areas pobres com pessoas do interior do maranhão se multiplicaram no minimo por 20x, olhem a e o Guamá, a rocinha de Belém que alguns ainda dizem que é bairro, Terra firme, Canudos, Sacramenta, Benguí, Cabanagem... lugares horrendos que deixam qualquer um horrorizado e só por olhar para as pessoas você sabe que não são originais de Belém e por isso não tem nenhum amora a essa terra. Os que são nascidos aqui tem seus pais ou avós oriundos de outras regiões e viram nessa época. Enfim, a Belém-Brasília ao meu ver não foi uma obra feita para desenvolver ou integrar Belém, foi uma obra pra incentivar a industria automotiva que se instalava no Brasil e liberar as tensões sociais que existiam no nordeste principalmente e em outras areas do brasil iludindo o povo com essas novas fronteiras, na verdade verdadeiras valvulas de escape para iludir o povo mais desenformado... enfim temos hoje uma cidade decadente que tenta se reerguer atolada num mar de miseria e barbarie, ao longo desta rodovia milhares de vilas e cidadezinhas miseraveis também, autos indices de violência e desmatamento e tudo mais que se possa imaginar de ruim e é esse o desenvolvimento que devemos comemorar? será? houve sim crescimento populacional mais desenvolvimento muito pouco, e em belém houve retrocesso pois belém nunca foi conhecida no Brasil, mais nessa época era conhecida em alguns países da europa como portugal devido a grande ligação, França, e tinha grande influência em toda a amazônia e em paises vizinhos como as guianas e até no maranhão e hoje é uma cidade que é até ridicularizada pelo restante do brasil enfim...

Só para se ter uma idéia, antes da Belém-Brasilia, aqui ja existia o terceiro edifício mais alto do país o Manoel Pinto, Aeroporto com duas pistas construído pelos americanos com os melhores equipamentos existentes no mundo, aeroporto esse ponto obrigatorio de passagem das aeronaves que iam para o hemisferio sul, emissoras de radio com equipamentos que ainda não existiam nem na capital o rio de janeiro. Era para termos tido a primeira emissora de tv do brasil ainda nos anos 40, mais o governo brasileiro não autorizou logo criando a lei que limita o capital externo aos meios de comunicação. Os carros vendidos aqui vinham direto dos Estados Unidos e aqui circulavam modelos super atuais que não existiam no restante do país, enfim será que eramos atrasados? existia pós guerra uma relação muito grande da sociedade de belém com os estados unidos, a belém brasília também foi uma forma de trazer de volta essa região que nessa época estava quase se perdendo do país.. acho que se não fosse essa famigerada rodovia, a realidade da região seria outra pois o Brasil só lembra da amazônia quando fala em internacionalização, dizem que a região é importante para o país mais tem preconceito com o povo daqui, não se importam com o povo pobre trazido pelos próprios governantes do suldeste, e não tem o minimo interesse em conhecer a região mais quando falam em internacionalização querem lutar com unhas e dentes dizendo que é sua. Enfim tomara que algo aconteça de muito grande para mudar tudo pois hoje o pará, principalmente vive quase que um colapso cultural, social e desordem geral...
Bem, gostei do seu texto embora não concorde 100% com ele, pois vejo muitos benefícios que a rodovia trouxe, princpalmente para o interior do país, e digo como morador desse interior.
Mas, de qualquer forma, me levou a ver os impactos da rodovia por um outro lado também, que ainda não havia percebido.

Só uma dica: vc tem uma crítica boa. Porém, um detalhe: a difereça entre MAS e MAIS.
Ao longo do texto vc usou muito MAIS quando seria o MAS.
O MAS, é sinal de contrariedade, de oposição, de alegação.
O MAIS é sinal de adição, de aumento, de amplitude. Destaquei em vermelho onde vc o empregou corretamente.

Bem, é só uma dica! Gostei do seu texto.

Last edited by O Cavaleiro; August 17th, 2011 at 02:32 PM.
O Cavaleiro no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 02:37 PM   #54
ricfelix
Belém - Pará
 
ricfelix's Avatar
 
Join Date: Mar 2011
Posts: 22,438
Likes (Received): 9902

Quote:
Originally Posted by Max Jalapão View Post
Eu conheço Belém e aqui em Palmas, inclusive tenho amigos que são Belenenses natos (aqui todos são bem vindos), com forte sotaque chiado, que lembra muito o sotaque carioca, acredito pela intensa influência portuguesa, que fala com o "s" sobre a língua....interessante....

Agora quanto a sua argumentação de que a culpa da "favelização" de Belém se deve à imigração causada pela Belém-Brasília, seria aliviar a incompetência dos políticos locais, que desde à época da ditadura até o ano passado, sempre estiveram alinhados com o governo federal, para descarregar no forasteiro, no intruso, por isso, acredito que faltou um esforço dos governantes do Pará para cobrar do governo federal políticas públicas de inclusão, bem como políticas de fomentação industrial, e com isso a cidade iria aumentar a sua infraestrutura junto com o crescimento da população.

Igualmente como o BR comentou, até os anos 60/70 o país vivia apenas para suas principais cidades, deixando o povão (80% da população) lagardo à própria sorte, na roça, nos garimpos, desde o século 16, produzindo alimentos e riquezas para os nobres "europeus" tupiniquins e quando estes "caboclos" começaram a perceber que viver na cidade, mesmo que nas periferias, era muito melhor que sofrer no mato, daí, não teve jeito, a migração foi intensa e nenhuma grande cidade do país estava preparada...

Palmas que tem apenas 22 anos, tem feito um esforço muito grande para que não haja favelas na city, porque até hoje ainda chega de outros estados famílias inteiras (casal com uns 10 filhos, quase todos analfabetos) em busca de melhores condições de vida e mesmo com poucos recursos, temos conseguido administrar isso....

Agora, imaginou se o ´Sarney tivesse escolhido o Pará para ser senador, em vez do Amapá......Com certeza ele ira propor um projeto de fusão entre os estados do PA e MA (Paranhão)....E seria aprovado tranquilamente, porque no congresso ele dá as cartas...Portanto, ainda há o que comemorar
Sangue de Jesus tem poder!! Deus não te ouça!!! Meus pesames para o Amapá.
ricfelix está en línea ahora   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 06:55 PM   #55
EconomistaSSC
Registered User
 
Join Date: May 2009
Posts: 43
Likes (Received): 0

Quote:
Originally Posted by dricobel View Post
Tem uns comentarios ai fora de serio em?!
Não vejo a abertura da BR 010 como problema para Belém! Talvez tenha sido a solução para a decadência que se estabeleceu na cidade durante muito tempo, que só agora começa a dar ares de crescimento!
Outra coisa que não consigo entender é esse suposto preconceito de "alguns" com quem é de fora do Pará... O paraense nunca foi preconceituoso, mas de uns tempos pra cá ... Enfim!!
Desculpe, mas quem disse que na época da abertura da rodovia Belém estava decadente? A decadência da cidade começou nos anos 80 devido a intensificação da imigração e a falta de investimentos públicos devido a grande corrupção que se instalou em governos dessa época desviando os recurso que já eram poucos. Belém até o começo dos anos 70 ainda era uma cidade modelo, com largas avenidas urbanizadas e arborizadas, calçamento impecavel, e belas construções histórias. Nos anos 80 a cidade ficou abandonada literalmente assim como nos anos 90. Hoje a cidade em sua RM tem mais de 2milhoes de pessoas, preferia que tivesse 800 mil com qualidade de vida, mais enfim acho que você não entendeu a diferença entre desenvolvimento e crescimento. Hoje temos um boom imobiliario devido ao grande financiamento promovido pelo governo federal e pela demanda reprimida que existia, mais isso está acontecendo na maioria das cidades do Brasil não significa que a cidade está sec desenvolvendo. Se o poder publico estivesse investindo em educação de verdade, saúde de qualidade, urbanização de areas degradadas e construção de novos bairros ordenadamente e o numero de empregos qualificados estivessem aumentando a cada dia eu diria estamos nos desenvolvendo, mais so constroem prédios e mais nada, as areas pobres crescendo a cada dia e ficando piores e mais perigosas, terras sem lei, sem ordem... as famílias com mais condições deixando a cidade, fenômeno que ocorreu em massa nos anos 80 quando muitos se mudaram para o Rio ou Fortaleza e está voltando a acontecer hoje.
Não critiquei a rodovia, so critiquei a forma como as coisas foram feitas, culpa dos politicos locais também foi mais a culpa maior foi do governo federal que não se preocupou com os impactos negativos para a região e não somente para Belém.
Não é preconceito com quem vem de fora, pois brasileiros natos somente os indios, mais com os objetivos que os que vem de fora estão. Rondonia por exemplo foi um estado que a imigração foi feita para aliviar as tensões sociais do RS e PR, em linguagem clara, queriam tirar a população mais pobre desses estados que na visão politica atrapalhava os crescimento de grandes propriedades, mais as pessoas que hoje estão em RO foram com o intuito de se fixar lá, de trabalhar de verdade e construir um estado, um estado feito por recentes imigrantes na maioria. Hoje quem vem para o pará são maranhenses e piauienses que nem sabem o que vem fazer aqui só querem fugir da miséria que vivem mais sem qualificação, sem amor a terra e com pouca vontade de trabalhar na sua maioria.
Já os goianos, mineiros, paulistas e cia vem visando a oportunidade de ganhar dinheiro rápido explorando essa grande massa humilde em sub empregos e agora com a divisão estão de olho também nos cargos públicos e em tudo o que podem tomar de vantagem. Não investem aqui, o que ganham mandam para suas terras de origem pois a maioria não trás nem as familias para morar aqui... e o pará como ta ficando, uma terra que ninguem ama, ninguem cuida e só querem explorar, agora querem dividir em beneficio próprio, e você ainda me diz que devemos abrir as pernas p tudo isso... fala serio, hoje talvez esteja se criando esse sentimento por aqui pois as pessoas mais esclarecidas ja estão saturadas de so virem usar, abusar e falar mal do que é nosso e a gota d'água foi essa parada de divisão... enfim... Só entende o que estou falando quem se aprofundar um pouquinho no assunsto e for paraense nato mesmo... quem tém o pé lá fora realmente não vai entender...

Last edited by EconomistaSSC; August 17th, 2011 at 07:00 PM.
EconomistaSSC no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 07:15 PM   #56
dricobel
OFF
 
dricobel's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: Belém - Pa
Posts: 37,411
Likes (Received): 1450

Quote:
Originally Posted by EconomistaSSC View Post
Desculpe, mas quem disse que na época da abertura da rodovia Belém estava decadente? A decadência da cidade começou nos anos 80 devido a intensificação da imigração e a falta de investimentos públicos devido a grande corrupção que se instalou em governos dessa época desviando os recurso que já eram poucos. Belém até o começo dos anos 70 ainda era uma cidade modelo, com largas avenidas urbanizadas e arborizadas, calçamento impecavel, e belas construções histórias. Nos anos 80 a cidade ficou abandonada literalmente assim como nos anos 90. Hoje a cidade em sua RM tem mais de 2milhoes de pessoas, preferia que tivesse 800 mil com qualidade de vida, mais enfim acho que você não entendeu a diferença entre desenvolvimento e crescimento. Hoje temos um boom imobiliario devido ao grande financiamento promovido pelo governo federal e pela demanda reprimida que existia, mais isso está acontecendo na maioria das cidades do Brasil não significa que a cidade está sec desenvolvendo. Se o poder publico estivesse investindo em educação de verdade, saúde de qualidade, urbanização de areas degradadas e construção de novos bairros ordenadamente e o numero de empregos qualificados estivessem aumentando a cada dia eu diria estamos nos desenvolvendo, mais so constroem prédios e mais nada, as areas pobres crescendo a cada dia e ficando piores e mais perigosas, terras sem lei, sem ordem... as famílias com mais condições deixando a cidade, fenômeno que ocorreu em massa nos anos 80 quando muitos se mudaram para o Rio ou Fortaleza e está voltando a acontecer hoje.
Não critiquei a rodovia, so critiquei a forma como as coisas foram feitas, culpa dos politicos locais também foi mais a culpa maior foi do governo federal que não se preocupou com os impactos negativos para a região e não somente para Belém.
Não é preconceito com quem vem de fora, pois brasileiros natos somente os indios, mais com os objetivos que os que vem de fora estão. Rondonia por exemplo foi um estado que a imigração foi feita para aliviar as tensões sociais do RS e PR, em linguagem clara, queriam tirar a população mais pobre desses estados que na visão politica atrapalhava os crescimento de grandes propriedades, mais as pessoas que hoje estão em RO foram com o intuito de se fixar lá, de trabalhar de verdade e construir um estado, um estado feito por recentes imigrantes na maioria. Hoje quem vem para o pará são maranhenses e piauienses que nem sabem o que vem fazer aqui só querem fugir da miséria que vivem mais sem qualificação, sem amor a terra e com pouca vontade de trabalhar na sua maioria.
Já os goianos, mineiros, paulistas e cia vem visando a oportunidade de ganhar dinheiro rápido explorando essa grande massa humilde em sub empregos e agora com a divisão estão de olho também nos cargos públicos e em tudo o que podem tomar de vantagem. Não investem aqui, o que ganham mandam para suas terras de origem pois a maioria não trás nem as familias para morar aqui... e o pará como ta ficando, uma terra que ninguem ama, ninguem cuida e só querem explorar, agora querem dividir em beneficio próprio, e você ainda me diz que devemos abrir as pernas p tudo isso... fala serio, hoje talvez esteja se criando esse sentimento por aqui pois as pessoas mais esclarecidas ja estão saturadas de so virem usar, abusar e falar mal do que é nosso e a gota d'água foi essa parada de divisão... enfim... Só entende o que estou falando quem se aprofundar um pouquinho no assunsto e for paraense nato mesmo... quem tém o pé lá fora realmente não vai entender...


Niguem disse... Mas a forma como você expos, dá a entender que tudo que é problema que a cidade teve de algumas décadas até os dias de hoje, se deu por conta da abertura da rodovia "surtindo efeito negativo anos depois". Inclusive jogando a culpa nos que vem de fora para tentar a vida aqui!! Enfim, descordo de algumas coisas!
__________________
Belém

Last edited by dricobel; August 17th, 2011 at 07:24 PM.
dricobel no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 07:28 PM   #57
O Cavaleiro
Moderator
 
O Cavaleiro's Avatar
 
Join Date: Jan 2009
Location: (X)Palmas ( )Goiânia
Posts: 12,040
Likes (Received): 2183

Quote:
Originally Posted by EconomistaSSC View Post
Desculpe, mas quem disse que na época da abertura da rodovia Belém estava decadente? A decadência da cidade começou nos anos 80 devido a intensificação da imigração e a falta de investimentos públicos devido a grande corrupção que se instalou em governos dessa época desviando os recurso que já eram poucos. Belém até o começo dos anos 70 ainda era uma cidade modelo, com largas avenidas urbanizadas e arborizadas, calçamento impecavel, e belas construções histórias. Nos anos 80 a cidade ficou abandonada literalmente assim como nos anos 90. Hoje a cidade em sua RM tem mais de 2milhoes de pessoas, preferia que tivesse 800 mil com qualidade de vida, mais enfim acho que você não entendeu a diferença entre desenvolvimento e crescimento. Hoje temos um boom imobiliario devido ao grande financiamento promovido pelo governo federal e pela demanda reprimida que existia, mais isso está acontecendo na maioria das cidades do Brasil não significa que a cidade está sec desenvolvendo. Se o poder publico estivesse investindo em educação de verdade, saúde de qualidade, urbanização de areas degradadas e construção de novos bairros ordenadamente e o numero de empregos qualificados estivessem aumentando a cada dia eu diria estamos nos desenvolvendo, mais so constroem prédios e mais nada, as areas pobres crescendo a cada dia e ficando piores e mais perigosas, terras sem lei, sem ordem... as famílias com mais condições deixando a cidade, fenômeno que ocorreu em massa nos anos 80 quando muitos se mudaram para o Rio ou Fortaleza e está voltando a acontecer hoje.
Não critiquei a rodovia, so critiquei a forma como as coisas foram feitas, culpa dos politicos locais também foi mais a culpa maior foi do governo federal que não se preocupou com os impactos negativos para a região e não somente para Belém.
Não é preconceito com quem vem de fora, pois brasileiros natos somente os indios, mais com os objetivos que os que vem de fora estão. Rondonia por exemplo foi um estado que a imigração foi feita para aliviar as tensões sociais do RS e PR, em linguagem clara, queriam tirar a população mais pobre desses estados que na visão politica atrapalhava os crescimento de grandes propriedades, mais as pessoas que hoje estão em RO foram com o intuito de se fixar lá, de trabalhar de verdade e construir um estado, um estado feito por recentes imigrantes na maioria. Hoje quem vem para o pará são maranhenses e piauienses que nem sabem o que vem fazer aqui só querem fugir da miséria que vivem mais sem qualificação, sem amor a terra e com pouca vontade de trabalhar na sua maioria.
Já os goianos, mineiros, paulistas e cia vem visando a oportunidade de ganhar dinheiro rápido explorando essa grande massa humilde em sub empregos e agora com a divisão estão de olho também nos cargos públicos e em tudo o que podem tomar de vantagem. Não investem aqui, o que ganham mandam para suas terras de origem pois a maioria não trás nem as familias para morar aqui... e o pará como ta ficando, uma terra que ninguem ama, ninguem cuida e só querem explorar, agora querem dividir em beneficio próprio, e você ainda me diz que devemos abrir as pernas p tudo isso... fala serio, hoje talvez esteja se criando esse sentimento por aqui pois as pessoas mais esclarecidas ja estão saturadas de so virem usar, abusar e falar mal do que é nosso e a gota d'água foi essa parada de divisão... enfim... Só entende o que estou falando quem se aprofundar um pouquinho no assunsto e for paraense nato mesmo... quem tém o pé lá fora realmente não vai entender...
Na boa isso não é verdade! Na maioria das cidades do sul do Pará as pessoas chegaram com suas famílias deixando o centro-sul do país de mala e cuia. Venderam tudo, largaram tudo para trás e investiram uma vida toda no Pará, ajudaram a levantar cidades como Redenção e contribuem para o Pará ter uma economia grande e forte. Pessoas que contribuem para o crescimento do comércio, da pecuária, da agricultura e muito mais. Esse lance de deixar família e ficar mandando dinheiro... nada haver. Conheço dezenas e dezenas de empresários que se enraizaram, construíram grandes casas e investiram em conforto porque não tem planos de voltarem, escolheram o Pará para ser sua terra... independente de divisão ou não, porque essa divisão pode não sair nunca, ninguém (goianos, mineiros, paulistas) veio ao Pará há duas, três décadas atrás contando com criação de Carajás.

Last edited by O Cavaleiro; August 17th, 2011 at 07:45 PM.
O Cavaleiro no está en línea   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 07:38 PM   #58
ricfelix
Belém - Pará
 
ricfelix's Avatar
 
Join Date: Mar 2011
Posts: 22,438
Likes (Received): 9902

Quote:
Originally Posted by EconomistaSSC View Post
Desculpe, mas quem disse que na época da abertura da rodovia Belém estava decadente? A decadência da cidade começou nos anos 80 devido a intensificação da imigração e a falta de investimentos públicos devido a grande corrupção que se instalou em governos dessa época desviando os recurso que já eram poucos. Belém até o começo dos anos 70 ainda era uma cidade modelo, com largas avenidas urbanizadas e arborizadas, calçamento impecavel, e belas construções histórias. Nos anos 80 a cidade ficou abandonada literalmente assim como nos anos 90. Hoje a cidade em sua RM tem mais de 2milhoes de pessoas, preferia que tivesse 800 mil com qualidade de vida, mais enfim acho que você não entendeu a diferença entre desenvolvimento e crescimento. Hoje temos um boom imobiliario devido ao grande financiamento promovido pelo governo federal e pela demanda reprimida que existia, mais isso está acontecendo na maioria das cidades do Brasil não significa que a cidade está sec desenvolvendo. Se o poder publico estivesse investindo em educação de verdade, saúde de qualidade, urbanização de areas degradadas e construção de novos bairros ordenadamente e o numero de empregos qualificados estivessem aumentando a cada dia eu diria estamos nos desenvolvendo, mais so constroem prédios e mais nada, as areas pobres crescendo a cada dia e ficando piores e mais perigosas, terras sem lei, sem ordem... as famílias com mais condições deixando a cidade, fenômeno que ocorreu em massa nos anos 80 quando muitos se mudaram para o Rio ou Fortaleza e está voltando a acontecer hoje.
Não critiquei a rodovia, so critiquei a forma como as coisas foram feitas, culpa dos politicos locais também foi mais a culpa maior foi do governo federal que não se preocupou com os impactos negativos para a região e não somente para Belém.
Não é preconceito com quem vem de fora, pois brasileiros natos somente os indios, mais com os objetivos que os que vem de fora estão. Rondonia por exemplo foi um estado que a imigração foi feita para aliviar as tensões sociais do RS e PR, em linguagem clara, queriam tirar a população mais pobre desses estados que na visão politica atrapalhava os crescimento de grandes propriedades, mais as pessoas que hoje estão em RO foram com o intuito de se fixar lá, de trabalhar de verdade e construir um estado, um estado feito por recentes imigrantes na maioria. Hoje quem vem para o pará são maranhenses e piauienses que nem sabem o que vem fazer aqui só querem fugir da miséria que vivem mais sem qualificação, sem amor a terra e com pouca vontade de trabalhar na sua maioria.
Já os goianos, mineiros, paulistas e cia vem visando a oportunidade de ganhar dinheiro rápido explorando essa grande massa humilde em sub empregos e agora com a divisão estão de olho também nos cargos públicos e em tudo o que podem tomar de vantagem. Não investem aqui, o que ganham mandam para suas terras de origem pois a maioria não trás nem as familias para morar aqui... e o pará como ta ficando, uma terra que ninguem ama, ninguem cuida e só querem explorar, agora querem dividir em beneficio próprio, e você ainda me diz que devemos abrir as pernas p tudo isso... fala serio, hoje talvez esteja se criando esse sentimento por aqui pois as pessoas mais esclarecidas ja estão saturadas de so virem usar, abusar e falar mal do que é nosso e a gota d'água foi essa parada de divisão... enfim... Só entende o que estou falando quem se aprofundar um pouquinho no assunsto e for paraense nato mesmo... quem tém o pé lá fora realmente não vai entender...
Tens razão. Queria belém menor, porém com uma estrutura urbana melhor, com qualidade de vida e sem esse trânsito caótico que me tira do sério.
ricfelix está en línea ahora   Reply With Quote
Old August 17th, 2011, 08:01 PM   #59
EconomistaSSC
Registered User
 
Join Date: May 2009
Posts: 43
Likes (Received): 0

Quote:
Originally Posted by O Cavaleiro View Post
Na boa isso não é verdade! Na maioria das cidades do sul do Pará as pessoas chegaram com suas famílias deixando o centro-sul do país de mala e cuia. Venderam tudo, largaram tudo para trás e investiram uma vida toda no Pará, ajudaram a levantar cidades como Redenção e contribuem para o Pará ter uma economia grande e forte. Pessoas que contribuem para o crescimento do comércio, da pecuária, da agricultura e muito mais. Esse lance de deixar família e ficar mandando dinheiro... nada haver. Conheço dezenas e dezenas de empresários que se enraizaram, construíram grandes casas e investiram em conforto porque não tem planos de voltarem, escolheram o Pará para ser sua terra... independente de divisão ou não, porque essa divisão pode não sair nunca, ninguém (goianos, mineiros, paulistas) veio ao Pará há duas, três décadas atrás contando com criação de Carajás.
Disse que a maioria, não todos, exitem muitas pessoas que ja estão fixadas sim na região mais não deixam de investir na sua terra de origem.. ja morei em marabá e sei do que to falando. Existem muitas pessoas que ja trouxeram as famílias mais quando os filhos crescem ou tem que fazer compras ou tem que investir em imóveis não investem no pará. Tenho exemplo de alguns amigos de marabá, a família e de minas. Dos tres filhos apenas um mora na cidade junto com a mãe e o pai, eles tem uma grande empresa conhecida na região, tem uma boa casa e carros p seu uso mais os dois filhos moram em BH, e lá que eles tem varios imóveis, compraram a cobertura duplex p aproveitar depois que se aposentarem e tudo que é oportunidade eles se madam para lá e se vc perguntar se eles gostam do pará eles dizem e o que nos deu dinheiro mais gostar não gostam, e falam mal pra caramba, bom como esses existem muitos em todas as cidades da região, enfim.... são essas pessoas que estão encabeçando a divisão e que vão assumir os cargos publicos mais importantes caso isso ocorra, imagina só... deixa quieto...
EconomistaSSC no está en línea   Reply With Quote
Reply

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 07:44 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu