daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte > Infraestrutura e Transporte > Transporte Aéreo



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 1 votes, 2.00 average.
Old March 28th, 2008, 05:40 PM   #1
Urbano Santista
Santista Tricampeão
 
Urbano Santista's Avatar
 
Join Date: Mar 2005
Location: São Paulo
Posts: 2,960
Likes (Received): 207

Projeto de Aeroporto de Carga em Praia Grande-SP

Aeroporto de carga sai em 3 anos

O Complexo Empresarial Andaraguá, em Praia Grande, poderá iniciar as primeiras atividades industriais, com transporte aéreo de cargas, dentro de três anos. Esta previsão mínima foi estabelecida a partir da autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para construção da pista de 1.600 metros, confirmada por ofício assinado pelo superintendente de Infra-estrutura aeroportuária do órgão, Luiz Kazumi Miyada.

O início das atividades depende, principalmente, do Estudo de Impacto Ambiental-Relatório de Impacto no Meio Ambiente (Eia-Rima), que deverá levar entre 12 e 18 meses para ser concluído. A partir daí, serão necessários mais 24 meses para execução da primeira fase, quando cerca de 30% do empreendimento estarão ocupados.

Este e outros detalhes do projeto foram divulgados ontem pelo prefeito Alberto Mourão e pelo secretário municipal de Relações Empresariais, André Ursini, ao lado da diretoria do Grupo Sonda, que além de ser proprietário do terreno de quase 5 milhões de metros quadrados onde o complexo será implantado, pretende investir R$ 500 milhões no projeto, a longo prazo.

Segundo um dos executivos do Grupo Sonda, Roberto Longo Pinho Moreno, uma porcentagem significativa desse montante já foi aplicada. Isso porque a empresa detinha apenas parte do terreno e, ao tomar conhecimento da proposta da Prefeitura, de criar o complexo empresarial, decidiu adquirir o restante. ‘‘Sonda não é só supermercado. Temos outros empreendimentos, como shoppings. Em Macaé, estamos construindo um empreendimento maior do que este de Praia Grande, em uma área de 22 milhões de metros quadrados’’.

Moreno afirmou que o empreendimento será atrativo para empresas com perfis variados, voltadas à exportação de mercadorias de valor agregado. Isso porque oferecerá toda a infra-estrutura em um espaço com benefícios fiscais e aeroporto, a um custo zero nos pouso e decolagem dos aviões. ‘‘Pelo custo baixíssimo que conseguiremos atingir, até empresas aeronáuticas estão pensando em fazer pátios de manutenção no local. Já fui consultado sobre isso’’.

INEXPERIÊNCIA

Diretor do grupo, Idi Sonda revelou não ter qualquer experiência na área de logística e transporte aéreo e que decidiu apostar no projeto porque foi convencido da viabilidade por Ursini. ‘‘O projeto está em andamento, aprovado pela Anac, mas depende de aprovação do Meio Ambiente, que carece de muito investimento. Não existe mistério. Se não for dentro da lei hoje, não funciona’’, disse ele, referindo-se às dificuldades ainda existentes.

Conforme o prefeito Alberto Mourão, a área já tem partes degradadas por ocupações irregulares, agricultura e até extração de areia. ‘‘Temos uma proposta de criar um grande parque para preservação ambiental em um terreno próximo ao do aeroporto’’. Ursini completou afirmando que, além das compensações ambientais, estão previstas compensações sociais.

REALIZAÇÃO

Mourão não escondeu que a viabilização do Andaraguá é uma realização pessoal. ‘‘E um projeto importante para a Baixada Santista, que perseguimos por quase oito anos. Foi difícil tirar do papel, até mesmo pelo momento econômico do País na época em que iniciamos os estudos. Felizmente, Idi Sonda tem visão diferente, investindo em patrimônio’’.

Segundo Mourão, só a Prefeitura já investiu na proposta cerca de R$ 600 mil em estudos, além de usar recursos humanos próprios. ‘‘A Baixada Santista tem sua vocação e que precisa ser incrementada por projetos de visão macro’’, acrescentou. Acrescentou que não se trata de um porto seco, nem mesmo um aeroporto para competir com os civis de Guarujá e Itanhaém. ‘‘Emprego não tem carimbo e empreendimento trará desenvolvimento econômico para toda a região, como ocorreu em Guarulhos’’, concluiu, referindo-se aos 15 mil empregos diretos previstos.

[b]Entrevista: André Luiz Ursini
Secretário municipal de Relações Empresariais[b]

Responsável pela divulgação do projeto, afim de captar investidores e empresas interessadas em ocupar os lotes, o secretário de Relações Empresariais de Praia Grande confia no sucesso do empreendimento. Para ele, o único desafio agora é o licenciamento ambiental, que dependerá do apoio do Ministério Público e da população, por meio das audiências públicas.

Qual a possibilidade de a pista receber aviões comerciais com passageiros?
A própria autorização da Anac veda a exploração comercial. Não é um aeroporto para o transporte de passageiros. É um aeroporto dentro de um complexo empresarial que tem atividade comercial de transporte de mercadorias, e não, de passageiros.

E de quem será o controle do tráfego aéreo? Do Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp)?
A responsabilidade é de uma empresa terceirizada que vai controlar o pouso e decolagem das aeronaves. Dentro do Daesp não há previsão de implantação de aeroporto na Baixada Santista para uso de passageiros. O que fizemos foi aprovar um aeroporto de cargas para poder trabalhar junto com o empreendimento empresarial.

Por que dividir a aprovação da pista em duas etapas, sendo o trecho inicial de 1.600 metros?
Os 1.600 metros são para uma aprovação inicial e depois, uma ampliação disso. Até porque não colocaremos 212 empresas em um prazo menor do que cinco ou seis anos. Então, não seria necessário, de início, implantar uma pista de 2.600 metros. Isso é já para comportar todo tipo de aeronave, com o empreendimento a todo vapor, totalmente ocupado e gerando 15 mil empregos.

Mas nesta fase inicial, com pista de 1.600 metros, quantas empresas devem ser instaladas?
Nos primeiros anos esperamos de 40 a 50 empresas. Porque abrir uma nova unidade ou transferir uma empresa de um lugar para o outro gera um planejamento de dois a três anos. Então, a gente acredita que a ocupação total leve dez anos, a partir do licenciamento ambiental, que deve levar cerca de um ano e meio.

E qual será o perfil dessas primeiras empresas?
Fizemos uma pesquisa em 48 cidades, com 212 entrevistas, e apontou que empresas com perfis variados teriam interesse de se instalar no complexo. Empresas de autopeças, informática, material hospitalar, medicamentos... Basicamente, empresas exportadoras, porque a facilidade de ter uma pista pela qual pode escoar mercadoria de alto valor agregado, dentro do próprio empreendimento, diminui o custo. Além da pista de pouso, são fatores importantes a localização da Cidade no eixo entre o Litoral Sul e o Norte, a poucos quilômetros da Capital, e a expansão do crescimento da Baixada Santista.


Fonte: Jornal A Tribuna


Seguem duas imagens postadas junto com a matéria:



Urbano Santista no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old March 28th, 2008, 05:41 PM   #2
Urbano Santista
Santista Tricampeão
 
Urbano Santista's Avatar
 
Join Date: Mar 2005
Location: São Paulo
Posts: 2,960
Likes (Received): 207

Se todos os projetos apresentados recentemente pra Baixada Santista vingarem - túnel Santos-Guarujá, expansão do Porto de Santos, porto de Peruíbe, VLT, aeroporto de passageiros no Guarujá, nova siderúrgica em Cubatão, complexo empresarial e turístico no centro de Santos e agora esse complexo industrial em Praia Grande - a região vai bombar nos próximos anos.
Urbano Santista no está en línea   Reply With Quote
Old March 28th, 2008, 05:49 PM   #3
xcleitonx
Registered User
 
xcleitonx's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Location: SP
Posts: 4,150
Likes (Received): 105

Quote:
Originally Posted by Urbano Santista View Post
Se todos os projetos apresentados recentemente pra Baixada Santista vingarem - túnel Santos-Guarujá, expansão do Porto de Santos, porto de Peruíbe, VLT, aeroporto de passageiros no Guarujá, nova siderúrgica em Cubatão, complexo empresarial e turístico no centro de Santos e agora esse complexo industrial em Praia Grande - a região vai bombar nos próximos anos.
A descoberta de petróleo que também vai desenvolver a região. Parece que a BS vai crescer que nem Macaé nos próximos anos.

Já ouviu falar que o prefeito de Itanhaem quer uma ligação rodoviária com parelheiros em SP até o Rodoanel trecho Sul? Deve ser justamente por causa desse projeto de porto em Peruíbe.
xcleitonx no está en línea   Reply With Quote
Old March 28th, 2008, 06:16 PM   #4
IsaacUrban
AVIAÇÃO É TUDO !
 
IsaacUrban's Avatar
 
Join Date: Aug 2007
Location: Campinas
Posts: 642
Likes (Received): 0

Aeroporto de Cargas com uma pista de 1.600 , so se forem cargas expressas em aviões pequenos..
__________________
Campinas , a maior cidade do interior Brasileiro
Decolar é opcional. POUSAR É OBRIGATÓRIO
Novidades na aviação ? Não leia a Veja nem veja o Datena , leia...:
http://forum.contatoradar.com.br/
IsaacUrban no está en línea   Reply With Quote
Old March 28th, 2008, 06:22 PM   #5
Tito
:)
 
Tito's Avatar
 
Join Date: Nov 2007
Location: Aracaju (Brasil) / Córdoba (Argentina)
Posts: 18,387
Likes (Received): 539

Quote:
Originally Posted by IsaacUrban View Post
Aeroporto de Cargas com uma pista de 1.600 , so se forem cargas expressas em aviões pequenos..
Também achei a pista pequena...
__________________


Veja fotografias e informações sobre destinos e atrativos turísticos brasileiros no blog "O Brasil de Tito"

Acesse também e curta a Fanpage no Facebook



> > > Minhas fotos de cidades e lugares no Brasil | My photos from places and cities in Brazil < < <
Tito no está en línea   Reply With Quote
Old March 28th, 2008, 06:30 PM   #6
@liencen@
UFO's ARE REAL !!!
 
@liencen@'s Avatar
 
Join Date: Nov 2006
Location: Santos - SP
Posts: 81
Likes (Received): 0

Essa pista é muito pequena pra aviação de cargas........o maior cargueiro do mundo ( o avião russo ) terá grandes dificuldades pra descer numa pista deste tamanho.
Com relação a não operar como aeroporto comercial ( passageiros ), fica aqui minha torcida para que a Base Aérea de Santos se torne o aeroporto comercial da baixada.

[]s
__________________
As mentes são como pára-quedas; só funcionam bem quando estão abertas

Santos, SP - Uma eterna paixão !!!
@liencen@ no está en línea   Reply With Quote
Old March 28th, 2008, 07:05 PM   #7
Urbano Santista
Santista Tricampeão
 
Urbano Santista's Avatar
 
Join Date: Mar 2005
Location: São Paulo
Posts: 2,960
Likes (Received): 207

Eu também achei a pista bem pequena, mas parece que o projeto prevê uma ampliação futura. Não sei se essa é uma boa idéia, como o aeroporto vai ser inteiramente construído do zero a pista já deveria ficar pronta num tamanho adequado.

Quote:
Originally Posted by xcleitonx View Post
A descoberta de petróleo que também vai desenvolver a região. Parece que a BS vai crescer que nem Macaé nos próximos anos.

Já ouviu falar que o prefeito de Itanhaem quer uma ligação rodoviária com parelheiros em SP até o Rodoanel trecho Sul? Deve ser justamente por causa desse projeto de porto em Peruíbe.
Já ouvi falar sim, aliás esse projeto de rodovia Parelheiros-Litoral Sul é bem antigo, e voltou à tona recentemente impulsionado com as notícias do Porto de Peruíbe e da saturação do Sistema Anchieta-Imigrantes.
Paralelo a isso, esses dias também cogitaram a construção de uma terceira pista no trecho de serra da Imigrantes, destinada a desafogar o tráfego pesado na descida.
Urbano Santista no está en línea   Reply With Quote
Old May 23rd, 2011, 12:36 AM   #8
doctor_jack_spa
Taboão da Serra:em 2017?
 
doctor_jack_spa's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Taboão da Serra
Posts: 549
Likes (Received): 6

http://www.praiagrande.sp.gov.br/pgn...=Ver&cod=19961

Notícia do dia 21/12/2010
Por Jaqueline Marcos, MTB: 52.981


Início das obras no Complexo Andaraguá aguarda audiência pública
Última audiência deve ser agendada para fevereiro ou março de 2011



As obras do Complexo Andaraguá, que compreende um aeródromo (área que possui infraestrutura para movimentação, pouso e decolagens de aeronaves) e um condomínio industrial, aguardam a última audiência pública para serem iniciadas. A previsão é que a audiência, uma das exigências do Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA-Rima), seja agendada entre os meses de fevereiro e março de 2011.

A área do aeródromo já foi aprovada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e segundo a Secretaria Municipal de Assuntos Metropolitanos (Same) também atende a lei de zoneamento do município. O local será de responsabilidade da empresa Icipar Empreendimentos e Participações.

O aeródromo terá cerca de 127 mil m² de extensão e um condomínio industrial com cerca de 1 milhão e 600 mil m². O local terá espaço para terminais de estacionamento, bancos, postos de gasolina, comércio vicinal, área de transbordo para resíduos sólidos, estacionamento e um heliporto. A área total do Complexo Andaraguá é de 2.419.520,00 m².

Segundo o secretário da Same, Arnaldo Amaral, a expectativa é que o complexo seja um novo modelo de negócios no Brasil. “A previsão é que cerca de 15 mil novos empregos diretos sejam criados, além de aproximadamente 20 mil novos empregos indiretos. A área tem fácil localização, pois fica em frente a Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, porta de acesso ao Sistema Anchieta Imigrantes e Rodoanel”, explicou.

Depois da licença ambiental, a previsão é que a obra seja entregue em 24 meses. O valor aproximado do complexo é de R$ 1 bilhão.
__________________
"Viver juntos, para não morrer sozinhos"
"Seguir em frente!"
doctor_jack_spa no está en línea   Reply With Quote
Old September 6th, 2011, 01:31 PM   #9
marcus_lisboa
Marcus Lisboa
 
Join Date: May 2010
Location: são vicente
Posts: 577
Likes (Received): 116

Hoje teve uma entrevista com o diretor da ICPAR na radio Saudade FM uma das empresas grupo sonda que irá construir o empreendimento , ele disse que só dependem das licenças agora para construir, também falou que o complexo também terá area para instalação de um Hotel coisa que eu não sabia. Agora se o VLT passar por ali, vai valorizar ainda mais o empreendimente ou talvez ao contrario, de qualquer maneira inicialmente este complexo até onde eu saiba teria as vantagens de ser uma ZPE - ZONA DE PROCESSAMENTO DE EXPORTAÇÃO.
marcus_lisboa no está en línea   Reply With Quote
Old September 7th, 2011, 02:40 AM   #10
mopc
USP
 
mopc's Avatar
 
Join Date: Jan 2005
Location: Santos Sao Paulo
Posts: 15,546
Likes (Received): 6373

Bom, se só depende da licença ambiental, podem ficar sossegados! Até 2085 sai!
mopc no está en línea   Reply With Quote
Old September 7th, 2011, 04:00 AM   #11
lusorod
LUSOROD
 
lusorod's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: SAO PAULO/LONDON
Posts: 8,439
Likes (Received): 605

bate na madeira toc toc toc! :-) esse projeto tem que sair!
__________________
LUSOROD

((((((((((MUITO AMOR NA SUA ALMA))))))))))))))))
lusorod no está en línea   Reply With Quote
Old September 9th, 2011, 03:15 AM   #12
FlechaAzul
Registered User
 
Join Date: Nov 2009
Posts: 2,413
Likes (Received): 736

Primeiro, aeroporto de carga já é um negócio duvidoso tendo Viracopos e Guarulhos tão perto. Segundo, como já disseram, carga com 1600m de pista me parece uma piada. Boas chances de ser um fiasco. Já que vai fazer, poderiam ao menos criar algo misto, que pudesse servir também ao fluxo turístico, de passageiros, com boa estrutura.
FlechaAzul está en línea ahora   Reply With Quote
Old September 27th, 2011, 02:22 PM   #13
marcus_lisboa
Marcus Lisboa
 
Join Date: May 2010
Location: são vicente
Posts: 577
Likes (Received): 116

Terminal retroportuário tem instalação confirmada para março de 2012
Está confirmada para março de 2012 a instalação do primeiro terminal retroportuário de Praia Grande. Com área de 13 mil metros quadrados a empresa ficara junto à Rodovia Pedro Taques, no Bairro Andaraguá. O prefeito de Praia Grande, Roberto Francisco dos Santos, se reuniu com o diretor da empresa Roberto Dantas Gonçalves e o secretário de Relação de Emprego e Trabalho Getúlio de Matos na sexta-feira (23).

De acordo com o prefeito, a instalação da empresa é importante, não só pela arrecadação gerada do Município, mas pela geração de emprego. “A expectativa é que como ela outras do segmento se instalem no Município. Praia Grande tem gerado bastante emprego. Prova disso, é a divulgação do Caged de que o Município aumentou em 112% de 2010 para 2011, o número de empregos no período de janeiro a agosto”, explicou.

O chefe do executivo ainda classificou o Município como um dos mais atrativos para os investidores pelo desenvolvimento que passou nos últimos anos e infraestrurura que possui. “Praia Grande é uma Cidade que está próxima ao Porto de Santos, das Rodovias Anchieta e Imigrantes, e tem um acesso muito bom à Pedro Taques. Num futuro bem breve será voltada para o segmento da logística. Várias empresas estão vindo para o Município, já estamos vendo, em especial nas marginais, vários galpões sendo construídos. Somos uma das poucas Cidades da região que ainda têm áreas privadas para as empresas se instalarem”.

Confirmando a visão do prefeito, o diretor do terminal de contêineres destaca que a escolha do Município se deu pelas áreas e facilidade ao acesso ao Porto de Santos. “A cada dia que passa o Porto de Santos é mais exigido em termos de espaço e logística e as áreas retroportuarias se expandem para outras localidades. Praia Grande é a “bola da vez” para esse segmento já que aqui existem áreas para a instalação de empresas e o Município tem uma boa infraestrutura.
Como nossa empresa fica de frente a Rodovia, em uma área bem localizada isso também será um atrativo, estamos apostando nisso também. Inclusive outros empresários, ligados a nossa empresa, já estão me consultando interessados em vir para o Município que tem nos acolhido muito bem”.

O empresário ainda disse que cerca de 30 funcionários virão com a empresa, mas que a expectativa é de triplicar o número de pessoal, para isso, já foi feita parceria com a Secretaria de Relação de Emprego (Seret) e Trabalhado para que, quando houver demanda, a seleção ocorra pelo Programa de Atendimento ao Trabalhador (PAT).

Para o secretário de Relação de Emprego e Trabalho, Getúlio de Matos, esta é uma conquista da equipe da Seret, que tem trabalhado intensamente para gerar mais empregos no Município. “A secretaria existe há 9 meses e estamos marcando o trabalho da nossa equipe com a vinda desta empresa, e estamos convidando outras deste segmento para virem para Praia Grande gerar emprego, renda e alavancar a economia da Cidade. Temos o compromisso de que, na medida que houver a demanda, haverá contratação de pessoal pelo PAT, mas ela deve gerar outros empregos indiretos, como nas áreas de alimentação e manutenção de maquinário”.

Empresa – Trabalha com contêineres vazios, fazendo inspeção e reparo sob normas internacionais. Tem parceria com 14 empresas multinacionais, entre americanas, francesas, inglesas, entre outras.
marcus_lisboa no está en línea   Reply With Quote
Old August 14th, 2014, 09:01 PM   #14
kalixto
Registered User
 
Join Date: Dec 2012
Posts: 16
Likes (Received): 6

Futuro Aeroporto de Praia grande SP

Acredito que o município de Praia Grande tem o melhor local para se construir um aeroporto de cargas e passageiros e já passou da hora de isso acontecer! O aeroporto da base aérea do Guarujá não possui equipamentos para pousos por instrumentos e a pista é muito pequena para a realidade de hoje ! O aeroporto de Itanhaém fica muito longe de Santos ficando Praia grande como ponto estratégico para essa finalidade! Tomara que o Ibama agilize esse processo para a implantação desse aeroporto em Praia Grande!!!
kalixto no está en línea   Reply With Quote
Old November 15th, 2014, 05:10 PM   #15
mark 69
23 57' 42"S 46 19' 56"W
 
mark 69's Avatar
 
Join Date: Sep 2013
Location: Santos
Posts: 437
Likes (Received): 610

Baixada Santista está próxima de ter uma ZPE



A Baixada Santista pode contar, em breve, com uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE). Elas caracterizam-se como áreas de livre comércio com o exterior, destinadas à instalação de empresas voltadas para a produção de bens a serem comercializados no exterior, sendo consideradas zonas primárias para efeito de controle aduaneiro. As empresas que se instalam em ZPEs têm acesso a tratamentos tributário, cambiais e administrativos específicos.
Tudo isso se dá por meio do Projeto de Lei 7752/14, apresentado pela deputada federal Maria Lúcia Prandi (PT) e aprovado, na última semana, na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia da Câmara Federal. Agora, o PL segue para a análise da Comissão de Assuntos Econômicos para, em seguida, ir à votação no plenário.
“Estou muito animada com este grande passo, pois trabalhava neste sentido desde a Assembleia Legislativa. A Baixada reúne ingredientes favoráveis para a instalação deste dispositivo, como, por exemplo, o Porto de Santos, o Polo Petroquímico de Cubatão e o Pré-Sal. Também estamos a menos de 100 quilômetros do Polo do ABC”, destacou a parlamentar.
“Não aproveitamos o potencial da região na questão econômica. Mesmo com tantos potenciais estamos na mesmice. E a ZPE pode ser um impulso para essa mudança”, afirmou Maria Lúcia, que não foi reeleita. “Espero que os deputados da região e os empresários permaneçam com esta luta”.

Praia Grande
Além dos projetos citados pela deputada, o Complexo Empresarial de Andaraguá, que será erguido às margens da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, em Praia Grande, pela Icipar Empreendimentos, do Grupo Sonda, pode ser beneficiado. André Ursini, diretor de Expansão da empresa, admite que a criação da Zona de Processamento de Exportação pode beneficiar o projeto.
“Estamos desde 2008 fazendo o licenciamento ambiental (a definição deve sair na próxima terça). O projeto ficará numa área de 12 milhões de m², da qual ocuparemos 29%, e contará com um aeródromo. A construção será em três fases e a primeira ficará pronta em dois anos, a partir do momento que sair a licença”, detalha.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Trabalho de Praia Grande, Nilson Carlos Duarte, observa que o município está preparado para receber grandes investimentos. “Praia Grande vem se preparando, temos áreas voltadas à pesquisa, estimulamos o empreendedorismo. Temos incentivos para a geração de empregos, além do Centro de Inovação. Qualificamos as pessoas e buscamos estímulos”.

http://www.boqnews.com/cidades/baixa...e-ter-uma-zpe/
mark 69 no está en línea   Reply With Quote
Old November 22nd, 2014, 01:32 AM   #16
mark 69
23 57' 42"S 46 19' 56"W
 
mark 69's Avatar
 
Join Date: Sep 2013
Location: Santos
Posts: 437
Likes (Received): 610

Consema aprova aeroporto em PG

Projeto também contempla área para a instalação de indústrias

Praia Grande poderá ter, em dois anos e meio, o seu aeroporto funcionando para operar com aviões de carga, além de um amplo espaço para a instalação de indústrias. A proposta de construção do Complexo Empresarial Andaraguá, em uma área de 12 milhões de metros quadrados de Mata Atlântica, foi aprovada ontem pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema). Essa era a última autorização necessária para a empresa Icipar Empreendimentos Imobiliários Ltda, do Grupo Sonda (dono do terreno), conseguir a Licença Prévia (LP) e iniciar as compensações ambientais previstas em lei – que antecedem o início da construção. O projeto existe há 11 anos e desde 2008 estava em processo de Licenciamento ambiental. O Consema analisou o parecer favorável da Cetesb para o estudo e o relatório de impacto ambiental (EIA/Rima) apresentados pela empresa. Não houve posição contrária – foram 28 votos favoráveis e três abstenções. Assim, o empreendimento foi considerado ambientalmente viável. O Consema é formado por integrantes do governo e da sociedade civil, incluindo Ambientalistas. A Tribuna solicitou entrevista com o presidente do conselho, o secretário estadual do Meio Ambiente, Rubens Rizek. A assessoria de imprensa informou que ele não poderia falar porque estaria em viagem. Já o diretor de expansão da Icipar, André Ursini, comemora a aprovação. “Ofundamental foi a transparência. Todo esse processo, que demorou seis anos, foi construído com várias mãos. Participamos de reuniões semanais na Cetesb, fizemos audiências públicas, encontros com entidades de bairros. Tudo de forma clara”, diz Ursini. Segundo o diretor da Icipar, a partir da semana que vem a empresa começa a cumprir as exigências para as compensações, que pretende terminar em seis meses e iniciar efetivamente a construção do empreendimento. Aobraestá projetada em quatro fases, cada uma com dois anos para a conclusão. A primeira, com previsão para 2017, significa 40% do total, que é a pista do aeroporto e 500 mil metros quadrados de galpões industriais. Quando for concluída essa etapa, o local começa a operar. A demora para a liberação por parte dos órgãos de Meio Ambiente tem ligação com o tamanho do espaço verde afetado: cerca de três milhões de metros quadrados de vegetação (floresta e mangue) serão retirados para dar espaço à área construída. Mas 70% do total do terreno deve ser preservado, como manda a lei. COMPENSAÇÕES A Icipar garante que vai cumprir todas as imposições legais e adicionais que foram incluídas pela Cetesb e pelo Consema para obtenção da Licença de Instalação (LI), que autoriza a obra. Entre elas está realocação para 45 famílias que ocupam o terreno com moradias irregulares, a apresentação de um programa de controle ambiental das obras, indicação de aterros, sistema de drenagem, detalhamento de supressão de vegetação nativa etc. São mais de 50 páginas com exigências. PROJETO O Complexo Andaraguá é um empreendimento industrial. Estão previstos mais de 212 galpões para a instalação de empresas de comércio exterior. O local contará com um aeroporto para cargas, com pista de 2.600 metros, já aprovada (para construção) pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac)

Famílias

45 famílias ocupam irregularmente a área do futuro empreendimento e terão de deixar o local. A empresa precisará apresentar um programa de realocação dessas pessoas, que poderão ser incluídas em projetos sociais.

http://www.cliptvnews.com.br/mma/amp..._noticia=88084
__________________
Rico saca, pobre saqueia, político sacaneia...
mark 69 no está en línea   Reply With Quote
Old November 22nd, 2014, 05:06 AM   #17
TEBC
Registered User
 
TEBC's Avatar
 
Join Date: Dec 2004
Location: São Paulo
Posts: 20,946
Likes (Received): 4022

otima noticia... mas isso não inviabiliza o aero de santos?
__________________
rio 20!6
Viva essa Paixão
TEBC no está en línea   Reply With Quote
Old November 22nd, 2014, 12:13 PM   #18
mark 69
23 57' 42"S 46 19' 56"W
 
mark 69's Avatar
 
Join Date: Sep 2013
Location: Santos
Posts: 437
Likes (Received): 610

Esse aero será exclusivo para cargas (pelo menos essa é a proposta inicial), já a Base Aérea de Santos (que na real fica no Guarujá) esta em vias de se tornar um aeroporto de passageiros.
__________________
Rico saca, pobre saqueia, político sacaneia...
mark 69 no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 05:47 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu