daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine

Go Back   SkyscraperCity > Continental Forums > Africa > Southern Africa > Angola > Projectos e Construção > Projectos do Resto do País



Reply

 
Thread Tools
Old September 28th, 2012, 03:22 PM   #261
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563

Loteamento da Reserva Fundiária da Quilemba

ELABORAÇÃO
Em parceria com a SINFIC, SA em 2011
CLIENTE
Governo da Província da Huíla (Angola)


A Quilemba constitui uma das áreas de expansão da cidade do Lubango, tendo sido classificada como reserva do Estado Angolano para urbanização. Este projecto visou, numa primeira fase, a definição da estrutura geral de ordenamento para os 5000 ha e, numa segunda fase, o desenho urbanoe os projectos de execução para urbanização de 300 ha. A proposta procura diferenciar o contexto topográfico e hidrográfico, promovendo a criação de uma estrutura ecológica cintínua através de articulação de espaços naturais e qualificados propostos e ainda a diversidade funcional e tipológica dos espaços edificados.

Boyshow no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old September 28th, 2012, 03:24 PM   #262
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563

Loteamento na Reserva Fundiária do Tucuve

ELABORAÇÃO
Em parceria com a SINFIC, SA em 2011
CLIENTE
Governo da Província do Kuando Kubango (Angola)



A Reserva estatal do Tucuve foi a primeira em Menongue a ser alvo de acções de planeamento, visando a criação de espaços urbanos para expansão do aglomerado associada ao aumento do parque habitacional. O processo iniciou-se com a definição de um modelo geral de ordenamento (1.028 ha) seguindo-se a definição do desenho urbano e projectos de execução necessários à materialização de uma Unidade de Execução 1 (300 ha). O loteamento formaliza um total de de 1.785 fogos, num total de 1.190 lotes repartidos por diferentes tipologias e zonas funcionais.

Boyshow no está en línea   Reply With Quote
Old September 28th, 2012, 03:27 PM   #263
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563

Praça do Balombo - Parque Infantil e Bar Esplanada

ELABORAÇÃO
Em parceria com a SINFIC, SA em 2011
CLIENTE
Governo da Província de Benguela



A proposta visava equipar a Praça do Balombo de estruturas que conferissem vivência quotidiana a este espaço. A implantação de um bar associado a uma estrutura de ensombramento que permite a sua utilização ao ar livre, bem como de um parque infantil, concorrem para esse objectivo. Entre as diferentes funções, destaca-se o relvado por permitir uma apropiação informal do espaço.



Boyshow no está en línea   Reply With Quote
Old September 28th, 2012, 03:28 PM   #264
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563

Reabilitação do Jardim Público de Londuimbale

ELABORAÇÃO
Em parceria com a SINFIC, SA em 2011
CLIENTE
Governo da Província do Huambo

http://sub.pt/imagens/esp_publico_3.jpg

A reabilitação do jardim Público do Londuimbale pretendeu a integração paisagística de áreas desportivas associadas num espaço predominantemente vocacionado para o repouso e contemplação. A proposta, que contempla ainda um parque infantil, define uma imagem singular para este espaço no tecido urbano envolvente.

Boyshow no está en línea   Reply With Quote
Old September 28th, 2012, 03:29 PM   #265
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563

Reabilitação da Praça de Baia Farta

ELABORAÇÃO
Em parceria com a SINFIC, SA em 2011
CLIENTE
Governo da Província de Benguela



A reabilitação do jardim Público do Londuimbale pretendeu a integração paisagística de áreas desportivas associadas num espaço predominantemente vocacionado para o repouso e contemplação. A proposta, que contempla ainda um parque infantil, define uma imagem singular para este espaço no tecido urbano envolvente.

http://sub.pt/imagens/esp_publico_6.jpg
Boyshow no está en línea   Reply With Quote
Old September 28th, 2012, 03:32 PM   #266
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563

ver + no http://sub.pt/portfolio/planeamento_estrategico.html
Boyshow no está en línea   Reply With Quote
Old September 28th, 2012, 05:37 PM   #267
Matthias Offodile
Registered User
 
Matthias Offodile's Avatar
 
Join Date: Apr 2005
Posts: 27,382
Likes (Received): 555

Thanks so much for finding and uploading all these delightful projects, Boyshow. We do truly appreciate it. Keep them coming!
Matthias Offodile no está en línea   Reply With Quote
Old September 28th, 2012, 10:05 PM   #268
skytrax
Big boss!
 
skytrax's Avatar
 
Join Date: Nov 2006
Location: Luanda
Posts: 20,547
Likes (Received): 714

__________________
"I am not a saint, unless you think of a saint as a sinner who keeps on trying" (Nelson Mandela)

Angolan Forum | Luanda pictures | my World Trip

~> SkyscraperCity Angola on Facebook <~
skytrax no está en línea   Reply With Quote
Old September 29th, 2012, 09:08 PM   #269
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563

Loteamento em Benguela . Angola

ESTRUTURA URBANA

O programa contempla a construção de 100 moradias unifamiliares e um conjunto de espaços de lazer, equipamentos e comércio de 1.ª necessidade. A estrutura urbana desenvolve-se numa malha ortogonal envolvida pela estrutura verde que a atravessa num eixo pedonal que estrutura a distribuição dos equipamentos.







HABITAÇÕES

A concepção das habitações considera a viabilidade do futuro edificado em várias frentes:

. perspectiva económica das soluções a adoptar

. fomento do desenvolvimento de boas condições sócio-culturais

. conforto físico-psicológico dos futuros residentes

Considera igualmente a interação entre as construções e as condições climáticas predominantes:

. orientação e exposição solar e brisas predominantes

. características térmicas do ambiente e do edificado (ventilação natural, consumo e tratamento integrado de águas e eletricidade, etc.)

. criação de um novo ecossistema paisagístico (desenvolvimento de espaços verdes e de lazer) adjacente a cada habitação





[IMG]habitação geminada 02[/IMG]




http://aponto.eu/2012/05/29/loteamen...nguela-angola/
Boyshow no está en línea   Reply With Quote
Old October 1st, 2012, 02:03 PM   #270
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563



O Executivo Angolano já aprovou a construção do maior porto comercial do país na Barra do Dande, província do Bengo - anunciou, esta terça-feira, em Luanda, o Presidente da República.

Segundo José Eduardo dos Santos, na sua mensagem à nação por ocasião da abertura de mais um ano legislativo, este porto será a principal porta de entrada de mercadorias, contribuindo assim para o crescimento económico e para a geração de empregos.

Outro importante investimento em curso no sector, adiantou o presidente, é a construção de uma nova ponte-cais em Cabinda, que irá servir de base de apoio para a construção de um porto de águas profundas na localidade do Caio, cujo projecto executivo se encontra na fase final de elaboração.

"A reabilitação da infra-estrutura aeroportuária prossegue em ritmo veloz. Foram reabilitados e modernizados os aeroportos de Cabinda, Catumbela, Benguela, Malanje, Ondjiva, Lubango e Huambo e encontra-se pronto para ser inaugurado o aeroporto Carianga, em Ndalatando.

"Ainda este mês serão aprovados os contratos para a reabilitação dos aeroportos de Soyo, Dundo, Saurimo e Luena. No próximo ano, será concluída a primeira fase do novo Aeroporto Internacional, em Luanda, cuja fase final terá capacidade para 15 milhões de passageiros por ano - destacou o Presidente da República.

http://aplop.org/sartigo/index.php?x=4478


a localizaçao do futuro porto

Boyshow no está en línea   Reply With Quote
Old October 1st, 2012, 09:44 PM   #271
Humkwy
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 677
Likes (Received): 12

Já não era sem tempo
Humkwy no está en línea   Reply With Quote
Old October 6th, 2012, 03:58 PM   #272
Matthias Offodile
Registered User
 
Matthias Offodile's Avatar
 
Join Date: Apr 2005
Posts: 27,382
Likes (Received): 555

Quote:


Moradores deixam para trás tempos de grande sofrimento
Fula Martins| - 04 de Outubro, 2012


Cidadãos que residiam junto à vala do Suroca foram realojadas no Zango III

Fotografia: Eduardo Pedro

As pessoas que residiam junto à vala do Suroca, também conhecido por “Rio Mabuba”, foram realojadas no Zango III e reconhecem que ali o perigo estava à espreita. “O que queremos é mais infra-estruturas sociais, como postos médicos, escolas e esquadra policial”, afirmaram.
Beto França é um dos que viu a sua casa na Vala do Suroca ser demolida. Em contrapartida, recebeu uma residência com melhores condições de habitabilidade no Zango III. “Estou satisfeito, apesar da distância que separa o Zango III ao centro da cidade. Mas aqui está-se melhor e conseguimos dormir à vontade”, disse ao Jornal de Angola.
Quem também está contente por ter agora uma casa no Zango é Alfredo Mateus. Os elementos da Coordenação Técnica de realojamento, referiu, estão a compensar os donos de casas na Vala do Suroca. A título de exemplo, explicou que a sua anterior casa estava bem acabada e, por essa razão, recebeu três habitações de tipo T-3.
Sandra da Silva estava sentada junto ao portão da sua nova casa a apreciar a rua. “Quando tomei contacto com as novas habitações, nem estava a acreditar que são minha propriedade. Estou sem palavras e só quero agradecer por nos terem tirado dali e nos meterem neste sítio seguro”, salientou, acrescentando que, devido ao tamanho da sua anterior casa, foi contemplada com duas habitações com água corrente e energia eléctrica.

Melhores condições

Todas as pessoas interpeladas pelo Jornal de Angola foram unânimes em afirmar que, no Zango III, embora faltem ainda algumas infra-estruturas sociais, como posto médico e escolas, as condições de habitabilidade são boas porque há saneamento básico.
“Aqui não há águas paradas, como na Vala do Suroca, que faziam surgir mosquitos. Algumas fossas, só num mês, enchiam duas ou três vezes. Aqui estamos melhor”, garantiram. “Alguns moradores estão a receber duas a três casas, de acordo com as dimensões das que tinham”, explicou Beto José, para acrescentar que as condições de que actualmente dispõe são boas “e não se comparam com aquelas a que estávamos submetidos na Vala do Suroca”.

Um passado difícil

Os novos inquilinos do Zango III reconheceram que corriam risco de vida, principalmente no período chuvoso, em que água corria pela Vala e chegava, muitas vezes, a transbordar para as casas.
Para eles, os tempos de angústia ficaram para trás. “Quando vivia na Vala do Suroca e começava a chover tinha de correr para casa, por causa dos miúdos, por um lado, e para arranjar um lugar mais seguro para proteger a mobília”, realçou Levi Guimarães.
Com alguma tristeza, recordou que, durante a época das chuvas de há dois anos, houve uma criança que, por descuido, caiu na Vala e a água da chuva arrastou-a.
Lá, viu muitas mobílias a serem arrastadas pela correnteza da água e muitas casas a desabarem. “Tenho a certeza que aqui estamos bem. A chuva já não volta a ser uma preocupação para nós. Só quero pedir à equipa técnica para desalojar os nossos irmãos que ainda estão a morar em zonas de perigo, como são aquelas que ficam junto às valas”, acrescenta Levi Guimarães.
Os novos moradores elogiaram a qualidade do fornecimento da água potável e de energia eléctrica no Zango III, que é abastecido 24 sobre 24 horas, como garantiram ao Jornal de Angola.
“Aqui no Zango III damo-nos ao luxo de tomar banho de chuveiro, coisa que não acontecia na Vala do Suroca, nem mesmo nalguns bairros suburbanos de Luanda.”

População disposta a sair

Domingos Gonçalves é coordenador do quarteirão três do bairro Óscar Ribas, no Cazenga. Alguns moradores que têm as suas casas junto à Vala do Suroca e que ainda não foram realojados, mostram-se dispostos a abandonar a zona. “É verdade que aqui as condições não são boas e há muitos que estão dispostos a sair desta zona para o Zango”, afirmou Domingos Gonçalves, que aconselhou os moradores a aproveitarem esta oportunidade que a Coordenação Técnica para o realojamento está a dar.

Polícia louva os moradores

A Polícia Nacional tem desempenhado um papel relevante na sensibilização, mobilização e a*companhamento dos moradores a serem realojados.
O Comando da 13ª Esquadra da Polícia Nacional, afecto à terceira Divisão, Cazenga, louva o comportamento cívico dos moradores da Vala do Suroca durante as demolições e a transferência para o Zango.
O intendente João António Pascoal, comandante da 13ª Esquadra, explicou que durante as demolições e transferência, a população se comportou de forma cívica e não se registaram quaisquer casos de vandalismo. Os moradores são notificados a abandonarem as casas e de seguida são transportados para o Zango”, referiu.
O comandante espera que este tipo de comportamento seja seguido pelos demais moradores que, no futuro, também vão ser realojados no Zango.


Good
Matthias Offodile no está en línea   Reply With Quote
Old October 8th, 2012, 02:00 PM   #273
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563

Cidades modernas erguidas na Huíla

O novo governador provincial da Huíla, Marcelino Tyipinge, tem pela frente a execução das obras de 11 mil casas na zona urbanística da Quilemba. O processo de construção de habitações abrange todos os municípios. As empreitadas para erguer 200 casas já arrancaram na Matala, Chipindo, Cacula, Chibia e Humpata. Os projectos enquadram-se no Programa de Fomento Habitacional lançado pelo Executivo na anterior legislatura.
Altina da Costa, licenciada em psicologia, considera o novo governador “bom mobilizador de massas” e acredita que os resultados positivos das várias universidades existentes na Huíla garantem um leque de pessoal formado e competente para ajudar na materialização de várias tarefas forjadas para desenvolver a província.
O professor da escola primária da Quilemba, João Francisco, afirmou que todos os cidadãos “devem apoiar verdadeiramente as iniciativas e programas do Executivo por favorecerem e desenvolverem Angola”.
João Francisco vive na comuna da Quilemba, arredores da cidade do Lubango. Por enquanto vive numa casa de aluguer. Está a espera que a construtora CITIC conclua as obras das 11 mil casas para concorrer a uma.
A empreitada pertence ao projecto “Red Angola” da SONIP e é executado num período de dois anos. Para dar uma ideia do formato das moradias e da capacidade técnica, está no local a primeira casa modelo do tipo T3.
O Jornal de Angola apurou que os trabalhos de construção da nova centralidade do Lubango envolvem dez mil trabalhadores, incluindo técnicos. Ao detalhar o formato e tipo de infra-estruturas do projecto habitacional, Duan Dongming, da CITIC, informou que são construídos prédios de dois a cinco andares com casas do tipo T2, T3 e T4. O projecto está implantado numa área superior a mil hectares e tem edifícios para prestação de serviços, rede de energia eléctrica e distribuição de água, saúde, escolas, creches, espaços de lazer e recreio, avenidas com duas faixas de rodagem e outros arruamentos.
As obras na zona da Quilemba, localizada a norte da cidade do Lubango, vão dar uma nova centralidade e abrange também Eywa e Mutundo.



Novas centralidades

Lubango é uma das cidades do país que absorveu muitas famílias fugidas da guerra, nas décadas de 80, 90 e princípios de 2000. Os deslocados criaram novos bairros no casco urbano e a ausência de um acompanhamento embaraçou as normas de urbanização e serviços auxiliares.
O Governo Provincial lançou há três anos as bases para a delimitação das reservas fundiárias nos 14 municípios da Huíla, o que permite a execução de vários projectos habitacionais. As autoridades tencionam criar nas reservas fundiárias novas centralidades para aumentar a capacidade de acolher condignamente mais famílias. O Lubango possui actualmente um milhão e meio de habitantes e as novas centralidades estão projectadas para alojar igual número de pessoas.
Nos cinco mil hectares da Quilemba estão a nascer casas para alojar mais de 700 mil pessoas. Uma grande avenida liga a Quilemba a Eywa num percurso de 36 quilómetros.
O projecto prevê a construção de uma linha-férrea interurbana ao lado das avenidas estruturantes, a instalação da rede de energia eléctrica, da conduta de água que parte da barragem da Tundavala e abastece as novas centralidades.
Nos arredores da centralidade da Quilemba, estão a funcionar escolas e o mercado informal do Mutundo.

Novidades da Eywa

Estão em execução no ordenamento da Eywa projectos que visam a construção de uma escola com 20 salas, uma maternidade, psiquiatria e pediatria. Está igualmente previsto o Campus Universitário do Lubango que vai ocupar um espaço de 300 hectares e tem capacidade para 20 mil estudantes.
O Governo Provincial leva a cabo na Eywa a construção do novo Hospital Pediátrico com a primeira fase da empreitada já concluída. A obra está implantada numa área equivalente a 68.287 metros quadrados e a área física de construção é superior a 10.953 metros quadrados.
O Hospital Pediátrico da centralidade da Eywa tem 252 camas e visa descongestionar o fluxo de pacientes que acorre à única unidade existente no centro da cidade do Lubango e alargar os serviços de assistência médica e medicamentosa a outros pontos da urbe.
A unidade vai prestar serviços de cirurgia, cuidados intensivos e intermédios, neonatologia, gastrenterologia, pneumologia, recuperação nutricional, infecto-contagiosos e consultas externas. Possui áreas administrativas e parque de estacionamento para 221 viaturas.

Plano do Lubango

O Plano Urbanístico da Cidade do Lubango que além de outras infra-estruturas contempla o Campus Universitário, mereceu o reconhecimento dos docentes e alunos das universidades públicas e privadas.
José Luís, vice-reitor da Universidade Mandume ya Demufayo, afirmou que a concessão arquitectónica do projecto da futura Cidade Universitária do Lubango se enquadra nos parâmetros modernos, por contemplar as infra-estruturas necessários para o bem-estar da população académica.
José Luís considerou importante a atribuição de 300 hectares para projectos da Universidade Mandume na zona da Eywa: “o espaço incluído na nova centralidade da cidade vai dignificar ainda mais a sexta região académica que engloba a Huíla, Namibe, Cunene e Kuando-Kubango”.

http://jornaldeangola.sapo.ao/20/0/c...uidas_na_huila
Boyshow no está en línea   Reply With Quote
Old October 19th, 2012, 05:47 PM   #274
Matthias Offodile
Registered User
 
Matthias Offodile's Avatar
 
Join Date: Apr 2005
Posts: 27,382
Likes (Received): 555

Another wonderful world class resort coming to Angola

Quote:
Rede internacional de turismo Pestana anuncia a abertura de hotéis na Boavista
MADALENA JOSÉ | - Hoje



Estratégia do grupo consiste na construção de um complexo turístico na zona da Boavista

Fotografia: João Gomes

O Grupo Pestana, que actua no sector do turismo na Europa, América Latina e nos países da CPLP, prevê a abertura de hotéis em Angola, durante o próximo ano.
A iniciativa foi anunciada durante a Bolsa Internacional de Turismo (BITUR). Luanda é o primeiro destino do grupo em Angola, disse Francisco Zagallo, director-geral da Sociedade de Empreendimentos Hoteleiros (SoeHotur), uma empresa do grupo. Neste momento apenas falta a assinatura de acordos com a Agência Nacional de Investimento Privado (ANIP).
A estratégia do grupo Pestana para Angola consiste na construção de um complexo turístico na zona da Boavista. Francisco Zagallo diz que é um projecto que vai ocupar 100 mil metros quadrados e criar mais de 500 postos de trabalho directos e indirectos.
A cadeia Pestana Hotéis & Resorts (PH&R) vai combinar a hotelaria com a prestação de serviços, campos de golfe, imobiliário turístico e casinos. Nos países em que actua, como Portugal, Brasil, Inglaterra, Alemanha, Argentina, Venezuela, Moçambique, África do Sul, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, além da vocação na hotelaria, o grupo diversifica os negócios na indústria do turismo e lazer. “Nós adaptamos os negócios às características específicas de cada região, não actuamos com modelos estandardizados”, afirmou Francisco Zagallo. Entre os conceitos de gestão, o grupo utiliza a integração vertical, que o faz crescer noutros subsectores da actividade turística, como o transporte aéreo por voos charter e a operação turística no estrangeiro, apontou Francisco Zagallo.
Este ano e em 2013 estão previstas aberturas de novos hotéis nos Estados Unidos, Uruguai, Argentina, Portugal e Marrocos.

http://jornaldeangola.sapo.ao/15/27/...is_na_boavista
Matthias Offodile no está en línea   Reply With Quote
Old October 26th, 2012, 10:25 PM   #275
Matthias Offodile
Registered User
 
Matthias Offodile's Avatar
 
Join Date: Apr 2005
Posts: 27,382
Likes (Received): 555

Quote:
BENGUELA
Hotel de três estrelas “brilha” na Baía Farta

Unidade hoteleira localiza-se no município da Baía Farta, na zona sul da província de Benguela.
ÁLVARO VICTÓRIA, 2012-10-26 15:36:00

TamanhoT+T-
Uma nova unidade hoteleira de três estrelas, que se dispõe a oferecer melhores serviços e diminuir a carência de hospedagem na província de Benguela, foi inaugurada esta quinta-feira, 25, pelo governador Armando da Cruz Neto.

Financiado pelo Banco BIC, o hotel "Duas faces", de iniciativa privada, localiza-se no município da Baía Farta, na zona sul da província de Benguela.

Construída durante três anos, a unidade hoteleira conta, entre outros compartimentos, com 27 quartos, parque de estacionamento subterrâneo, uma piscina, esplanada e restaurante.
Segundo a Angop, para a segunda fase, que arranca em Janeiro próximo, está prevista a construção de mais 12 quartos e uma sala de conferências
http://expansao.sapo.ao/noticias/nac..._na_baia_farta
Matthias Offodile no está en línea   Reply With Quote
Old October 29th, 2012, 12:54 PM   #276
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563



PALAMA is a company in the Construction and Tourism areas in Angola. The brand was designed according to the concept of housing and welfare represented by the square, the two vertical bars symbolize the Construction and Tourism. For the colour pallet, Red and Yellow are used to symbolic connect and identify the company with Angola and its flag, the Grey is the secondary colour which complements and unifies the brand. Two variations of the logo were designed to allow a more flexible usage.
The Stationary was developed with sobriety and stability concepts, where the horizontal or vertical grey bars are essential to the final result.
For the opening ceremony of the company was created a graphic image associated with the slogan “drawing the paths of the future” (A traçar os caminhos do futuro) reflecting the country development. For each application or event was developed a specific graphic image.
Fields
Branding, Exhibition Design, Graphic Design
Date
2007

































http://www.campovisual.com/18629/10004/works/palama
Boyshow no está en línea   Reply With Quote
Old November 3rd, 2012, 05:39 PM   #277
Matthias Offodile
Registered User
 
Matthias Offodile's Avatar
 
Join Date: Apr 2005
Posts: 27,382
Likes (Received): 555

Quote:
Originally Posted by Boyshow View Post
Ferro e ouro puxam pelo urbanismo em Huíla

OJE
Os investimentos no setor de exploração de ferro e ouro em Huíla, Angola, estão a criar um novo mercado urbano na região.

O administrador municipal da Jamba, província da Huíla, Miguel Kassela, disse à Angop estar optimista relativamente ao crescimento urbanístico da cidade mineira nos próximos cinco anos.
Disse que a Jamba vai crescer, assim como a vila de Tchamutete, cerca de 105 quilómetros da sede municipal, pois estão igualmente a ser loteadas vastas áreas, para se começar a construção de novas residências, para um dia devolver-se os espaços antigos aos donos, ou seja, aos mineiros.
Disse estarem disponíveis desde 2008, seis reservas fundiárias, para garantir o desenvolvimento urbanístico da cidade da Jamba, de entre elas, uma destinada aos mineiros a norte da cidade com mais de três mil hectares com vista a instalação de indústrias, habitação, agricultura e ambiente. Esclareceu que estas reservas estão situadas nos bairros Lucunga A e B, Cacola, Gangula e de Camunde.
A vila mineira da Jamba começou a ser construída por volta da década de 30, para acolher mineiros nas minas de Kassinga Norte e Kassinga Sul, mas após paralisação desta actividade por volta dos anos 80, devido ao bombardeamento sul-africano, as residências foram ocupadas por outras pessoas. Actualmente conta com aproximadamente 150 mil habitantes, na sua maioria descendentes de mineiros.
http://www.oje.pt/noticias/africa/fe...nismo-em-huila
Matthias Offodile no está en línea   Reply With Quote
Old November 8th, 2012, 02:11 PM   #278
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563



Pólo Universitário nasce para as artes

A construção do Pólo Universitário de Ciências e Artes e as obras de ampliação do Museu do Antigo Reino do Congo arrancam no próximo ano, em Mbanza Congo, capital da província do Zaire. A futura instituição universitária vai assim juntar-se à actual Escola Superior Politécnica de Mbanza Congo e Soyo, a primeira e única instituição deste grau de ensino existente na região. O projecto, anunciado pelo governador provincial, Joanes André, é uma “oferta” do arquitecto Troufa Real, que considera o Zaire como a sua segunda casa.
“Sinto-me um filho da província do Zaire, depois de ter sobrevivido a um Acidente Vascular Cerebral (AVC) no município do Nzeto, na véspera do CAN, em 2010, onde me encontrava em missão de trabalho, especificamente dedicado ao projecto das infra-estruturas integradas, na companhia do actual governador do Zaire”, afirmou o arquitecto.
A região do Zaire, prosseguiu, a*presenta-se como um território fértil no sector cultural, principalmente em artes plásticas, música e artesanato. “A arquitectura, na maior parte das vezes, vai buscar algo da cultura local para conceber projectos arquitectónicos”, frisou.
Troufa Real, de 70 anos, já foi anteriormente responsável pelo projecto arquitectónico do Pólo Universitário de Cabinda, que faz parte da Região Académica III, com as províncias do Zaire e Uíge. Neste momento, a par do Pólo Universitário, o arquitecto está a dar um contributo valioso na concepção do programa de requalificação das seis sedes municipais do Zaire.
Sem avançar pormenores quanto ao orçamento global da acção, explicou que o projecto está a ser elaborado com base nas características intrinsecamente culturais dos habitantes da região e com o objectivo de atender às necessidades específicas da comunidade académica local. O arranque das obras está condicionado à autorização da Administração Municipal de Mbanza Congo, que tem a incumbência de identificar o espaço ideal. Trata-se de uma obra de carácter pedagógico e tecnológico, numa região com um elevado potencial em matéria cultural.
O governador do Zaire expressou a sua gratidão àquele que considera um mestre “brilhante” no ramo da projecção arquitectónica. Para Joanes André, uma oferta de inteligência é sempre bem-vinda. “Temos muito espaço e acredito que vamos evoluir para um Campus Universitário. A verdade é que muita gente está disposta a trabalhar connosco”, reconheceu o governador.

http://jornaldeangola.sapo.ao/25/0/p..._para_as_artes
Boyshow no está en línea   Reply With Quote
Old November 12th, 2012, 09:58 PM   #279
Matthias Offodile
Registered User
 
Matthias Offodile's Avatar
 
Join Date: Apr 2005
Posts: 27,382
Likes (Received): 555

Quote:
Primeiro hotel da Amorim Turismo abre em Luanda no próximo ano



05/11/2012

Depois de Portugal e Moçambique, Angola é o próximo destino da Amorim Turismo. O grupo, de capitais portugueses, vai abrir o primeiro hotel angolano em Luanda, o qual tem abertura prevista para o início do próximo ano.

Citado pela imprensa económica portuguesa, o presidente do conselho de administração do grupo, Jorge Armindo, contou que foi recentemente «formalizada uma parceria com uma empresa angolana, em que a Amorim Turismo fará a gestão e exploração de uma nova unidade hoteleira em Angola» . No presente está «já em curso a preparação da abertura do primeiro hotel para os próximos três a quatro meses» , ou seja, logo no início de 2013.

Escusando-se a adiantar pormenores sobre este projecto, Jorge Armindo revelou apenas que a primeira unidade hoteleira angolana terá «cerca de 80 quartos e está localizado em Luanda» . Com a data prevista para a abertura a aproximar-se a passos largos, o processo de recrutamento de pessoal já começou.

Com esta abertura concretiza-se mais um importante passo na estratégia de internacionalização da Amorim Turismo, que está apostada em reforçar o negócio fora de Portugal. Em Moçambique a actuação da empresa «passa pela propriedade e gestão de uma unidade hoteleira em Maputo» , sendo que, de acordo com Jorge Armindo, «não há projectos a serem implementados noutros mercados» .
http://www.ao.vidaimobiliaria.com/co...no-proximo-ano

Sounds good, too. Grupo Amorim has state-of-the-art First World resorts in Portugal. It is truly a joy to read that they FINALLY enter the Angolan market.
Matthias Offodile no está en línea   Reply With Quote
Old November 19th, 2012, 09:12 PM   #280
Boyshow
Registered User
 
Boyshow's Avatar
 
Join Date: May 2009
Posts: 7,256
Likes (Received): 19563







DATA DE PUBLICAÇÃO: 2011-05-20
LOCAL DA OBRA: Av. Craveiro Lopes, Huambo, Angola, Concelho de ESTRANGEIRO, Distrito de Estrangeiro
FASE DE ESTUDO: Projecto de Execução
VALOR ESTIMADO: €11.000.000
DATA PREVISTA DE INÍCIO DA OBRA:
Ano de 2011
CARACTERÍSTICAS:
Área de Terreno: 2.831 m2
Área de Implantação: 2.440 m2
Área de Construção: 16.787 m2
Área de Habitação: 5.706 m2
Área de Escritórios: 4.278 m2
Área de Comércio: 4.291 m2
Área de Estacionamento: 2.512 m2
Nº de Pisos Térreos: 16
Nº de Fogos: 36
Nº de Estacionamentos: 1
Nº de Caves: 1

http://www.anteprojectos.com.pt/2011...e-escritorios/
Boyshow no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
angola

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 09:36 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu