daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Arquitetura e Discussões Urbanas



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 78 votes, 4.83 average.
Old February 21st, 2010, 10:47 PM   #3321
Az_Rio_Br
Carioca
 
Az_Rio_Br's Avatar
 
Join Date: Jun 2009
Location: Rio de Janeiro
Posts: 2,600
Likes (Received): 33

Quote:
Mas a construção de tantos prédios altos no Rio não é vista com bons olhos pelo professor Antônio Agenor Barbosa, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ:
- O prefeito tem uma visão equivocada da cidade. Hoje, em nenhuma cidade da Europa se constroem arranha-céus, que são sinônimos de antiurbanismo, de anticidade. Neles as pessoas perdem a dimensão do urbano, não está se relacionando com o que está na calçada. Novos edifícios altos estão restritos aos Tigres Asiáticos (Hong Kong, Coreia do Sul, Cingapura e Taiwan) e aos Emirados Árabes.
Ué, cadê os EUA???? Embora tenha havido o 11 de setembro eles não pararam não...

E po, oq me dá mais raiva é ver um morador da região, q é um conhecedor da área, dizer umas besteiras dessas com pensamento de que é uma cidade pequena e bonitinha com centrinho histórico igualizinho na Europa. O Rio já é uma grande SALADA de estilos arquitetônicos e de uma tremenda gama de alturas de construção(exceto nos que superem os 40 andares neh..) Querer ficar segurando a construção de edifícios altos na cidade pra mim é tão falta de senso quanto o descuido daquilo q REALMENTE DEVE SER PRESERVADO.Como por exemplo Monumentos, edifícios históricos e UMA ou OUTRA rua da cidade através de corredores culturais, e não bairros inteiros como querem alguns...

Radicalismo já basta com os loucos que tem pelo mundo afora.Isso não leva a nada.

Po anticidade... A Barra da Tijuca é um exemplo disso. Acho até temerosa uma tendecia radical que pregue construção de apenas nanicos pelas cidades... E o nosso meio ambiente???Vão acabar com todo o VERDE e depois vai faltar espaço no futuro pra construções. Quero ver quando isso acontecer, oq esse arquitetos anti-arranha-céus vão dizer...
Az_Rio_Br no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old February 22nd, 2010, 02:10 AM   #3322
C010T3
Registered User
 
C010T3's Avatar
 
Join Date: Nov 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 7,239
Likes (Received): 1017

Quote:
Originally Posted by PapaleuPaes View Post
Passado? Isso é muito presente. O jornalismo da empresas do sr. Roberto Marinho continua fazendo a mesmissima coisa hoje em dia. Distorcendo fatos para impor seu ponto de vista sobre os mais diversos assuntos.
Não estou falando disso. Estou falando da questão a preservação do patrimônio histórico. As pessoas não ligavam.
C010T3 no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 06:33 AM   #3323
xikaumrio
Registered User
 
xikaumrio's Avatar
 
Join Date: May 2007
Posts: 2,736
Likes (Received): 12

Projeto prevê demolição de quase um quarteirão no Centro do Rio



RIO - Um quarteirão quase inteiro entre as ruas das Marrecas e Evaristo da Veiga, que integram o Corredor Cultural do Centro, pode ser derrubado para a construção de um novo centro comercial. O Fundo Opportunity de Investimento Imobiliário, administrado pelo Grupo Opportunity, comprou 17 sobrados e outros pequenos prédios na região em leilão público realizado em julho de 2009. Os imóveis pertenciam ao Banco Econômico, em processo de liquidação extrajudicial. No início deste mês, o grupo deu entrada em pedidos de licença para a demolição dos prédios na Secretaria municipal de Urbanismo.

Embora o terreno seja vizinho a bens tombados ou protegidos - como o Passeio Público, a torre de cem metros de altura do edifício Mestre & Blatgé (antiga sede da Mesbla, hoje Lojas Americanas), a Escola de Música da UFRJ e o antigo prédio do Automóvel Club do Brasil -, é permitido construir espigões ali. O limite para a área, segundo Augusto Ivan, ex-secretário municipal de Urbanismo, que participou da elaboração das regras de edificação na região, é de 57 metros ou cerca de 20 andares.

- A legislação do Corredor Cultural para aquela área do Centro já prevê a renovação das construções, por não terem interesse histórico. Além disso, já existem imóveis mais altos no entorno da Rua Senador Dantas - disse Ivan.

(Vídeo: ex-secretário de Urbanismo dá detalhes sobre o projeto)

Na quadra que deve ser demolida, existem hoje três restaurantes de comida a quilo, uma concessionária de motocicletas, uma vidraçaria e um estacionamento rotativo, entre outros empreendimentos.

- Não sabemos direito o que vai acontecer. Quando alugamos o imóvel, na Rua Evaristo da Veiga, fizemos um contrato de locação de longo prazo - disse o gerente do restaurante Zabor, Maurício Soares Santos.



FONTE: http://oglobo.globo.com/rio/mat/2010...-915916801.asp
xikaumrio no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 12:12 PM   #3324
Emanuel Paiva
Registered User
 
Emanuel Paiva's Avatar
 
Join Date: Oct 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 27,320
Likes (Received): 3420

Quote:
Originally Posted by xikaumrio View Post
Projeto prevê demolição de quase um quarteirão no Centro do Rio



RIO - Um quarteirão quase inteiro entre as ruas das Marrecas e Evaristo da Veiga, que integram o Corredor Cultural do Centro, pode ser derrubado para a construção de um novo centro comercial. O Fundo Opportunity de Investimento Imobiliário, administrado pelo Grupo Opportunity, comprou 17 sobrados e outros pequenos prédios na região em leilão público realizado em julho de 2009. Os imóveis pertenciam ao Banco Econômico, em processo de liquidação extrajudicial. No início deste mês, o grupo deu entrada em pedidos de licença para a demolição dos prédios na Secretaria municipal de Urbanismo.

Embora o terreno seja vizinho a bens tombados ou protegidos - como o Passeio Público, a torre de cem metros de altura do edifício Mestre & Blatgé (antiga sede da Mesbla, hoje Lojas Americanas), a Escola de Música da UFRJ e o antigo prédio do Automóvel Club do Brasil -, é permitido construir espigões ali. O limite para a área, segundo Augusto Ivan, ex-secretário municipal de Urbanismo, que participou da elaboração das regras de edificação na região, é de 57 metros ou cerca de 20 andares.

- A legislação do Corredor Cultural para aquela área do Centro já prevê a renovação das construções, por não terem interesse histórico. Além disso, já existem imóveis mais altos no entorno da Rua Senador Dantas - disse Ivan.

(Vídeo: ex-secretário de Urbanismo dá detalhes sobre o projeto)

Na quadra que deve ser demolida, existem hoje três restaurantes de comida a quilo, uma concessionária de motocicletas, uma vidraçaria e um estacionamento rotativo, entre outros empreendimentos.

- Não sabemos direito o que vai acontecer. Quando alugamos o imóvel, na Rua Evaristo da Veiga, fizemos um contrato de locação de longo prazo - disse o gerente do restaurante Zabor, Maurício Soares Santos.



FONTE: http://oglobo.globo.com/rio/mat/2010...-915916801.asp
Aquela área é feia mesmo, mas se for demolir para fazer algo bizarro, deixe como está
__________________
Meus trabalhos fotográficos
Emanuel Paiva no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 12:20 PM   #3325
daniel.zs.rj
Registered User
 
daniel.zs.rj's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 6,075
Likes (Received): 999


Estou tentanto analisar com bastante cuidado essa questão pq costumo sempre defender a posição de que em cidades cosmopolitas é possível que novas construções estejam em harmonia com antigas, como no caso da nova torre da Eletrobrás na Lapa (na minha opinião) e do anexo do BNDES. Mas para evitar cair sempre no mesmo discurso sem pensar caso a caso resolvi ver essa questão mais a fundo. Deparei-me com duas questões básicas:

1) Na relevância dos casarões a serem demolidos;
2) Na interação entre o novo prédio e as construções tombadas no quarteirão.

No que diz respeito ao item 01, segundo o ex-secretário de Urbanismo na entrevista concedida ao Globo, algumas construções até apresentam relevância, mas estão inseridas em um contexto já descaracterizado, tendo muitas delas já sofrido muitas modificações. Vocês concordam com isso? A Honda, por exemplo, nada mais é do que uma concessionária, um blocão quadrado branco.

Com relação ao item 02, vi que o secretário fez questão de frisar que a altura permitida (57 metros) é para não rivalizar com as construções ao redor que são tombadas, especialmente a torre da antiga Mesbla, que pode ser vista desde o aterro. Resolvi pesquisar um pouco melhor sobre esse edifício e não sei se concordo com a crítica.

Vejam a maquete original do edifício.

http://www.vivercidades.org.br/publi...id=1507&sid=14

O que o atual edifício tem com esse a não ser a torre de 100 metros? O tombamento, nesse caso é restrito a torre? Pq, ao que me parece, o edifício foi completamente descaracterizado com os anos.
daniel.zs.rj no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 12:47 PM   #3326
raffasoares
Rafael Soares
 
raffasoares's Avatar
 
Join Date: Jul 2009
Location: Rio 450
Posts: 5,653
Likes (Received): 1890


Pois é, eu também gostaria de saber da relevância destes sobrados antes de emitir qualquer opinião... Não conheço bem a área. Os sobrados são de que estilo? Eclético? Bem, foi dito que não possuem interesse histórico...

Mas, voltando ao mérito da parcialidade boba e tendenciosa do Globo, edifícios de 20 andares (57 metros!) são espigões???

Ah, Daniel, acho que o que é tombado é a torre do relógio mesmo e não o edifício em si. Pelo menos foi o que entendi, da maneira que foi escrito pela reportagem.
raffasoares está en línea ahora   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 01:34 PM   #3327
Emanuel Paiva
Registered User
 
Emanuel Paiva's Avatar
 
Join Date: Oct 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 27,320
Likes (Received): 3420

Eu também acho que SÓ o relógio se salva, a torre não.

Outra coisa que me chamou a atenção foi o fato da construtora ter escolhido aquele local. Tudo bem que é junto a Cinelândia onde há belíssimos conjuntos arquitetônicos e de muito movimento, mas a área da Rua das Marrecas bem com a Rua do Passeio são locais de "passagem".

Enfim, gostaria de ver o projeto dos novos prédios para ver se vale ou não a pena a construção dos mesmo.
__________________
Meus trabalhos fotográficos
Emanuel Paiva no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 01:34 PM   #3328
Pablo Itt
Registered User
 
Pablo Itt's Avatar
 
Join Date: Nov 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 2,028
Likes (Received): 34

Quote:
Originally Posted by daniel.zs.rj View Post

Estou tentanto analisar com bastante cuidado essa questão pq costumo sempre defender a posição de que em cidades cosmopolitas é possível que novas construções estejam em harmonia com antigas, como no caso da nova torre da Eletrobrás na Lapa (na minha opinião) e do anexo do BNDES. Mas para evitar cair sempre no mesmo discurso sem pensar caso a caso resolvi ver essa questão mais a fundo. Deparei-me com duas questões básicas:

1) Na relevância dos casarões a serem demolidos;
2) Na interação entre o novo prédio e as construções tombadas no quarteirão.

No que diz respeito ao item 01, segundo o ex-secretário de Urbanismo na entrevista concedida ao Globo, algumas construções até apresentam relevância, mas estão inseridas em um contexto já descaracterizado, tendo muitas delas já sofrido muitas modificações. Vocês concordam com isso? A Honda, por exemplo, nada mais é do que uma concessionária, um blocão quadrado branco.

Com relação ao item 02, vi que o secretário fez questão de frisar que a altura permitida (57 metros) é para não rivalizar com as construções ao redor que são tombadas, especialmente a torre da antiga Mesbla, que pode ser vista desde o aterro. Resolvi pesquisar um pouco melhor sobre esse edifício e não sei se concordo com a crítica.

O que o atual edifício tem com esse a não ser a torre de 100 metros? O tombamento, nesse caso é restrito a torre? Pq, ao que me parece, o edifício foi completamente descaracterizado com os anos.

Vá entender esse nosso IPHAN.
Neste caso a rua das Marrecas não tem quase nada relevante neste lado, e a rua Evaristo da Veiga muito menos. Reconstruir fachadas fakes é pior do que um projeto atual, um bom projeto, claro.
Em São Cristóvão, por exemplo, estão exigindo a reconstrução no estilo de época de qualquer barraco da área, principalmente de pessoas físicas. Uma coisa é exigir construções bem acabadas e outra é exigir pastiche.
Agora que o Edifício Serrador está novinho em folha está na hora de dar um banho de loja naquela região.
Pablo Itt no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 03:00 PM   #3329
Osmar Carioca
Registered User
 
Osmar Carioca's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 23,433
Likes (Received): 6837

Quote:
Originally Posted by daniel.zs.rj View Post

Estou tentanto analisar com bastante cuidado essa questão pq costumo sempre defender a posição de que em cidades cosmopolitas é possível que novas construções estejam em harmonia com antigas, como no caso da nova torre da Eletrobrás na Lapa (na minha opinião) e do anexo do BNDES. Mas para evitar cair sempre no mesmo discurso sem pensar caso a caso resolvi ver essa questão mais a fundo. Deparei-me com duas questões básicas:

1) Na relevância dos casarões a serem demolidos;
2) Na interação entre o novo prédio e as construções tombadas no quarteirão.

No que diz respeito ao item 01, segundo o ex-secretário de Urbanismo na entrevista concedida ao Globo, algumas construções até apresentam relevância, mas estão inseridas em um contexto já descaracterizado, tendo muitas delas já sofrido muitas modificações. Vocês concordam com isso? A Honda, por exemplo, nada mais é do que uma concessionária, um blocão quadrado branco.

Com relação ao item 02, vi que o secretário fez questão de frisar que a altura permitida (57 metros) é para não rivalizar com as construções ao redor que são tombadas, especialmente a torre da antiga Mesbla, que pode ser vista desde o aterro. Resolvi pesquisar um pouco melhor sobre esse edifício e não sei se concordo com a crítica.

Vejam a maquete original do edifício.

http://www.vivercidades.org.br/publi...id=1507&sid=14

O que o atual edifício tem com esse a não ser a torre de 100 metros? O tombamento, nesse caso é restrito a torre? Pq, ao que me parece, o edifício foi completamente descaracterizado com os anos.
Daniel,

Fui procurar no meu Guia de Arquitetura Art Déco do Rio de Janeiro mais informações sobre o Edifício Mesbla e achei o seguinte:
"..Composição típica de um grande número de edifícios Art Déco: corpo baixo, marcado por dominantes horizontais (no caso, varandas semi-embutidas), violentamente constratado com elemento veritical que assinala o acesso principal.

A torre do relógio tinha, aproximadamente, o dobro da altura do prédio e é o elemento mais destacado da composição, dominando ainda hoje a paisagem ao redor.

Em reforma posterior, o edifício recebeu o acréscimo de dois pavimentos sobre o bloco original e foi ampliado lateralmente. A mudança também alterou o seu uso, que de misto (residencial e comercial) passou exclusivamente a comercial. O conjunto arquitetônico resultante manteve, contudo, a unidade e harmonia das proporções
.

O projeto é de Henri Paul Pierre Sajous de 1934."
Osmar Carioca no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 03:08 PM   #3330
Osmar Carioca
Registered User
 
Osmar Carioca's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 23,433
Likes (Received): 6837

A edição impressa do jornal O GLOBO de hoje também traz uma reportagem sobre a construção do novo edifício sede da CEDAE.

O título da reportagem é

FUTURA SEDE DA CEDAE FICARÁ NA CIDADE NOVA


Prédio se juntará a novos empreendimentos, públicos e privados, que vão renovar a área.


Diz a reportagem:
"...A novidade é a construção da sede da CEDAE no número 2683 da Avenida Presidente Vargas, num terreno da própria companhia que estava abandonado desde os anos 70. No endereço, antes ocupado por catadores de lixo, começa a ser erguido no próximo mês um moderno edifício de nove andares, que irá concentrar funções hoje espalhadas por dez prédios do Centro do Rio...."
Na mesma matéria é dito que "...bem perto, também na avenida, está em andamento a construção de um complexo de escritórios de 17 anares, o Presidente Business Center, previsto para ser inaugurado no final de 2011..."
Osmar Carioca no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 03:35 PM   #3331
Vinicius
SSC Brasil
 
Vinicius's Avatar
 
Join Date: Nov 2005
Location: Rio de Janeiro
Posts: 16,676
Likes (Received): 2881

Se vocês repararem, esse conjunto de telhados eram vários sobrados ecléticos que tiveram as suas fachadas destruídas e unidas em uma grande empena cega. Essa bizarrice, feita por essa concessionária da Honda, infelizmente não poderá ser desfeita. E acredito que esses sejam os sobrados mencionados pela reportagem, mas não tenho certeza.
Vinicius no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 04:31 PM   #3332
Rafael Catramby
Excelente!
 
Rafael Catramby's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: Rio de Janeiro
Posts: 1,823
Likes (Received): 1

Comentários rápidos:

1)
Para quem não se lembra, esse projeto na Rua das Marrecas foi anunciado pelo forista egmoura aqui no SSC.

2) Apesar da panfletagem de O Globo contra a tendência de verticalização de áreas do Centro (nova sede da Eletrobrás, novo anexo do BNDES, campus da Universidade Mackenzie ao lado da Catedral Presbiteriana), nesse caso os argumentos utilizados antes não se aplicam. O patrimônio histórico que lá existia, como bem apontado aqui e pincelado pela reportagem, não existe mais. O próprio IPHAN já deu o sinal verde para o empreendimento.

Mas o jornal, sob a justificativa de mostrar os dois lados da moeda, apela pela "proximidade ao patrimônio histórico" e até pelo emocional, relatando o "drama" dos comerciantes. O principal papel da imprensa deve ser despertar o pensamento crítico aos acontecimentos, mas a forma como O Globo tenta fazer com relação a isso chega a ser triste.

3) Tudo indica que esse projeto sairá, apesar do choro. Osmar, bora atualizar aquela lista de empreendimentos do Centro?
__________________
My photo threads so far:
Brasil: Rio de Janeiro | Canada: Vancouver / Victoria | USA: New York City
Rafael Catramby no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 04:39 PM   #3333
Pedrop.rio
Moderator
 
Pedrop.rio's Avatar
 
Join Date: Jun 2007
Location: Rio de Janeiro
Posts: 3,499
Likes (Received): 1015

Quem fica pronto antes: a nova sede da Cedae ou o Presidente Business Center?

E foi dada a largada!
Pedrop.rio no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 05:07 PM   #3334
Emanuel Paiva
Registered User
 
Emanuel Paiva's Avatar
 
Join Date: Oct 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 27,320
Likes (Received): 3420

Quote:
Originally Posted by pedrop.rio View Post
Quem fica pronto antes: a nova sede da Cedae ou o Presidente Business Center?

E foi dada a largada!
Para mim a Nova Cedae.
__________________
Meus trabalhos fotográficos
Emanuel Paiva no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 05:10 PM   #3335
Osmar Carioca
Registered User
 
Osmar Carioca's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 23,433
Likes (Received): 6837

Quote:
Originally Posted by pedrop.rio View Post
Quem fica pronto antes: a nova sede da Cedae ou o Presidente Business Center?

E foi dada a largada!
Que fique registrada minha aposta: fica pronto primeiro o prédio da CEDAE!
Osmar Carioca no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 05:14 PM   #3336
raffasoares
Rafael Soares
 
raffasoares's Avatar
 
Join Date: Jul 2009
Location: Rio 450
Posts: 5,653
Likes (Received): 1890

Quote:
Originally Posted by Vinicius View Post
Se vocês repararem, esse conjunto de telhados eram vários sobrados ecléticos que tiveram as suas fachadas destruídas e unidas em uma grande empena cega. Essa bizarrice, feita por essa concessionária da Honda, infelizmente não poderá ser desfeita. E acredito que esses sejam os sobrados mencionados pela reportagem, mas não tenho certeza.
Foi pior do que eu achava... tá tão descaracterizada que as fachadas eu pensei que fossem os fundos dos sobrados. Acredito também que estes sejam os sobrados a que se refere a reportagem. Este sim era um caso em que a imprensa deveria estar para levantar voz a favor do patrimônio.
raffasoares está en línea ahora   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 05:18 PM   #3337
Osmar Carioca
Registered User
 
Osmar Carioca's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 23,433
Likes (Received): 6837

Quote:
Originally Posted by Rafael Catramby View Post
Comentários rápidos:

1)
Para quem não se lembra, esse projeto na Rua das Marrecas foi anunciado pelo forista egmoura aqui no SSC.

2) Apesar da panfletagem de O Globo contra a tendência de verticalização de áreas do Centro (nova sede da Eletrobrás, novo anexo do BNDES, campus da Universidade Mackenzie ao lado da Catedral Presbiteriana), nesse caso os argumentos utilizados antes não se aplicam. O patrimônio histórico que lá existia, como bem apontado aqui e pincelado pela reportagem, não existe mais. O próprio IPHAN já deu o sinal verde para o empreendimento.

Mas o jornal, sob a justificativa de mostrar os dois lados da moeda, apela pela "proximidade ao patrimônio histórico" e até pelo emocional, relatando o "drama" dos comerciantes. O principal papel da imprensa deve ser despertar o pensamento crítico aos acontecimentos, mas a forma como O Globo tenta fazer com relação a isso chega a ser triste.

3) Tudo indica que esse projeto sairá, apesar do choro. Osmar, bora atualizar aquela lista de empreendimentos do Centro?

Rafael,

Seu pedido é uma ordem! Segue a lista!

PRÉDIOS EM CONSTRUÇÃO:
1) São Bento Corporate - Dominus - Rua São Bento
2) Rio Branco II - Fibra Experts - Rua Acre
3) Presidente Vargas 1001 - SIG - Av. Pres. Vargas

4) sem nome - Thisman - Av. Pres. Vargas
5) Presidente Business Center (ex. Centro Empresarial Séc. XXI) - Paskin - Av. Pres. Vargas
6) Novo Complexo da Petrobrás;
7) Novos prédios do Tribunal de Justiça;
8) Novotel Santos Dumont, no Castelo; (na próxima listagem vou retirar Novetel da lista, uma vez que o prédio ficou pronto)
9) Anexo do edifício do Ministério Público, na Av. General Justo.
10) Sede de Emgeprom - Ilha das Cobras.

FUTURAS CONSTRUÇÕES DE PRÉDIOS EMPRESARIAIS:
1) sem nome – edifício a ser construído pelo Fundo Opportunity de Investimento Imobiliário no terreno atrás da Mesbla (Passeio Público)
2) sem nome - edifício a ser construído no terreno de antigo estacionamento na Rua São Bento (não estou lembrado deste terreno)
3) Futuro edifício sede da ELETROBRÁS, na rua dos Arcos;
4) Futuro edifício sede da CEDAE, na Cidade Nova.
5) sem nome – edifício a ser construído com 17 andares no local onde se encontravam antigos casarões demolidos, entre as ruas Buenos Aires e da Alfândega
6) sem nome - edifício a ser construído atrás do Cine Palácio, no Passeio Público (eu acho que aqui não vai ser construído mais nada, estou certo? Acho que os fundos do Cine Palácio estão sendo utilizados como Centro de Convenções do Hotel Ambassador, na rua Senador Dantas. Estou certo?)


FUTURAS CONSTRUÇÕES DE PRÉDIOS PÚBLICOS:
1) Centro de Diagnóstico e Imagem (Rio Imagem), na Av. Presidente Vargas;
2) Centro Integrado de Controle, na rua Benedito Hipólito (vai abrigar oito órgãos dos t rês governos, como PM, CET-Rio e Polícia Rodoviária Federal);
3) Novo Arquivo Público do Estado.
Osmar Carioca no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 05:36 PM   #3338
Osmar Carioca
Registered User
 
Osmar Carioca's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 23,433
Likes (Received): 6837

Quote:
Originally Posted by xikaumrio View Post
Projeto prevê demolição de quase um quarteirão no Centro do Rio



RIO - Um quarteirão quase inteiro entre as ruas das Marrecas e Evaristo da Veiga, que integram o Corredor Cultural do Centro, pode ser derrubado para a construção de um novo centro comercial. O Fundo Opportunity de Investimento Imobiliário, administrado pelo Grupo Opportunity, comprou 17 sobrados e outros pequenos prédios na região em leilão público realizado em julho de 2009. Os imóveis pertenciam ao Banco Econômico, em processo de liquidação extrajudicial. No início deste mês, o grupo deu entrada em pedidos de licença para a demolição dos prédios na Secretaria municipal de Urbanismo.

FONTE: http://oglobo.globo.com/rio/mat/2010...-915916801.asp
Lendo O GLOBO edição impressa de hoje, entende-se a razão do grande interesse por parte dos grandes investidores no Centro do Rio. Na página 24, Caderno Economia, há uma reportagem com o título

RIO ENTRE AS MAIS CARAS PARA ALUGAR ESCRITÓRIO


Cidade sobe para o segundo maior valor por metro quadrado das Américas e o 13o entre as metrópoles do mundo


Eis o primeiro parágrafo da reportagem:

"...Um aviso para quem está à procura de salas comerciais para alugar no Rio: a cidade passou a ostentar o segundo maior valor por metro quadrado nas Américas, deixando para trás a região do Downtown de Nova York e Boston. Só perde agora para o Midtown nova-iorquino. No ranking global, outra surpresa: o Rio já ocupa a 13a colocação entre as cidades com maior custo para os aluguéis corporativos, dez posições acima do registrado em 2008...
"
Osmar Carioca no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 05:42 PM   #3339
Rafael Catramby
Excelente!
 
Rafael Catramby's Avatar
 
Join Date: May 2009
Location: Rio de Janeiro
Posts: 1,823
Likes (Received): 1

Opa! Se me permite, algumas contribuições:

Quote:
Originally Posted by Osmar Carioca View Post

PRÉDIOS EM CONSTRUÇÃO:
8) Novotel Santos Dumont, no Castelo; (na próxima listagem vou retirar Novetel da lista, uma vez que o prédio ficou pronto)
É verdade. Todo dia passo nos fundos do local e a obra se encontra aparentemente terminada. Devem estar fazendo os últimos ajustes nos interiores

Quote:
Originally Posted by Osmar Carioca View Post
FUTURAS CONSTRUÇÕES DE PRÉDIOS EMPRESARIAIS:
2) sem nome - edifício a ser construído no terreno de antigo estacionamento na Rua São Bento (não estou lembrado deste terreno)
Trata-se de um antigo estacionamento quase em frente ao São Bento Corporate. Segundo foi informado a mim por um vigia do local, a João Fortes ergueria um edifício comercial no local.

No entanto, até hoje não há movimentação de obras no local.

___________________

Acho que faltaram algumas atualizações na lista. Vou acrescentar alguns edifícios que, por enquanto, não passam de intenções:

FUTURAS CONSTRUÇÕES DE PRÉDIOS EMPRESARIAIS:
7) Edifício Anexo ao BNDES, na Rua República do Paraguai (atrás do Convento de Santo Antônio).


FUTURAS CONSTRUÇÕES DE PRÉDIOS (DIVERSOS):
4) Universidade Mackenzie, ao lado da Catedral Presbiteriana;
__________________
My photo threads so far:
Brasil: Rio de Janeiro | Canada: Vancouver / Victoria | USA: New York City
Rafael Catramby no está en línea   Reply With Quote
Old February 23rd, 2010, 07:32 PM   #3340
bruno_rio
Registered User
 
bruno_rio's Avatar
 
Join Date: Nov 2009
Location: Rio
Posts: 1,662
Likes (Received): 5

Segundo maior aluguel das Américas! Por um lado é bom ver que o espaço carioca é mais e mais visado, mas um aumento tão grande de preços não pode ser benéfico. Tomara que isso se traduza em diversos "espigões" (como o Globo pelo visto gosta de chamar qualquer "torre" de mais de 5 andares) e preços competitivos em relação a outras metrópoles!
__________________
"Quase nada sei, mas suspeito de muita coisa" Guimarães Rosa
bruno_rio no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
centro, downtown, eike batista, revitalisation, revitalização, rio de janeiro

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 02:09 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu