daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte > Infraestrutura e Transporte > Transporte Aquaviário



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools Rating: Thread Rating: 4 votes, 4.75 average.
Old December 26th, 2008, 06:46 PM   #1
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,096
Likes (Received): 419

Fortaleza (CE) | Porto do Mucuripe | Fotos, informações, notícias e projetos

PORTO DO MUCURIPE




O 2º principal porto do Estado do Ceará.


APRESENTAÇÃO

Com mais de meio século de atividade, o Porto do Fortaleza, também conhecido como Porto do Mucuripe, é um dos terminais marítimos mais importantes e estratégicos do País. Sua localização privilegiada (na enseada do Mucuripe, em Fortaleza, Ceará), o mantém em proximidade com os mercados da América do Norte e Europa, permitindo o atendimento a empresas de navegação com linhas regulares destinadas a portos dos Estados Unidos, Canadá, América Central, Caribe, Europa, África e países do Mercosul, além de itinerários para os demais portos brasileiros através da navegação de cabotagem.

Sua área de influência abrange os estados do Ceará, Piauí, Maranhão, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba, estendendo-se também às regiões Norte, Centro-Oeste e ao Vale do São Francisco.

No Porto do Mucuripe encontra-se um dos maiores pólos trigueiros do país e uma infra-estrutura versátil que permite a movimentação de diferentes tipos de mercadorias, divididos em granéis sólidos (grãos, cereais, etc), granéis líquidos (derivados de petróleo), carga geral solta e conteinerizada. Cerca de 1500 pessoas trabalham no Porto. Castanha de caju, cera de carnaúba, metal, tecidos, frutas, trigo, malte, lubrificantes, combustíveis e derivados de petróleo estão entre os principais produtos movimentados pelo Porto.


PRINCIPAIS EMPRESAS INDUSTRIAIS INSTALADAS NA ÁREA PORTUÁRIA

Na área portuária e retroportuária localizam-se três moinhos de trigo, das duas maiores empresas produtoras de massas, biscoitos, farinhas e misturas no País, bem como suas sedes. São elas J.Macêdo e M.Dias Branco. Esta última possui também uma fábrica de margarinas na área portuária.

Localizam-se também nove distribuidoras de combustíveis com tancagem total de 215.000m³ e a Refinaria Lubnor da Petrobrás, a 4ª maior produtora de asfalto do País e única fabricante nacional de lubrificantes naftênicos. É responsável por 20% de todo o ICMS recolido no Estado do Ceará. Atualmente passa por obras de ampliação, duplicando capacidade produtiva.


HISTÓRICO

O antigo Porto de Fortaleza estava situado na região central da cidade, próximo ao Monumento do Cristo Redentor e à Catedral de Fortaleza.

Os técnicos que primeiro estudaram as condições do antigo Porto de Fortaleza propuseram a construção de um quebra-mar sobre os recifes do porto e sobre a praia, e de cais ou molhes para acostagem dos navios. Aconselharam o aprofundamento do Canal da Barreta, destruindo-se, caso necessário, uma parte dos recifes, de maneira a aumentar a velocidade das correntes, evitando o assoreamento no Porto.

Em 1875, Sir John Hawkshaw, seguindo as idéias de Zózimo Barroso e Ch. Neat, propôs a construção de um quebra-mar de 670 metros de comprimento, no antigo porto, ligado ao litoral por uma ponte de acesso. A construção do quebra-mar foi iniciada somente em 1887, devido às grandes dificuldades para obtenção da pedra necessária às obras. Entretanto, a sua execução foi prejudicada pelo acúmulo de areia causada pela ação dos ventos, na bacia abrigada pelo quebra-mar.

Em 1897, essas obras foram suspensas, quando o quebra-mar já alcançava 432 metros. Devido ao fracasso do plano Hawkshaw, as condições de serviço de embarque e desembarque no antigo porto tornaram-se intoleráveis para os viajantes e para o comércio.

Em 1908, uma comissão chefiada pelo engenheiro Manoel Carneiro de Souza Bandeira começou uma minuciosa e completa pesquisa no antigo porto e na Enseada do Mucuripe, para levantamentos topo-hidrográficos e para estudo do regime dos ventos, das marés, das correntes e dos movimentos das areias. Já em 1910 foi publicado relatório apresentando os resultados de todos os trabalhos realizados e do estudo para desenvolvimento de um projeto de melhoramento do porto.

Em 1918, o Ministro da Viação e Obras Públicas sustentou a urgente necessidade de execução de obras para melhoramento do Porto de Fortaleza, uma vez que a condições de embarque e desembarque de passageiros e de mercadorias tornavam-se cada vez mais difíceis e perigosas. Era, então, o momento propício para executar as obras de melhoramento do porto, segundo o plano elaborado pelo engenheiro Souza Bandeira, mas, em conseqüência da elevação de salários e preços de materiais de construção verificados na época, tornou-se inviável a realização desse empreendimento.

Também nessa época, o engenheiro Lucas Bicalho, que dirigia a Inspetoria de Portos, cogitou da implementação de um outro plano de melhoramentos menos dispendiosos, semelhante ao Hawkshaw, que satisfizesse a condição de oferecer uma suficiente extensão de cais.

Em 1920, através do Decreto nº 14.555, foi aprovado o projeto organizado pela Inspetoria de Portos, e já no ano seguinte foi contratada a firma Norton Griffths, sob administração, para executar as obras. Os trabalhos tiveram andamento em 1922 e 1923, mas foram suspensos logo depois por motivos administrativos diversos.

Em 20 de dezembro de 1933, através do Decreto nº 23.606, foi outorgada ao Governo do Estado do Ceará uma concessão de 60 anos, contados a partir da data de registro do contrato de concessão no Tribunal de Contas da União.

O Decreto nº 504, de 7 de julho de 1938, modificou o Decreto nº 23.606, na parte referente à localização da construção do porto, transferindo para a Enseada do Mucuripe. No ano seguinte, 1939, foi instalado o canteiro de obras para construção do primeiro trecho de cais. Foram construidos 426 metros de cais acostável ao Porto de Fortaleza pela Companhia Nacional de Construções Civis e Hidráulicas - CIVILHIDRO.

Em 1952, foram construídos os armazéns A-1 e A-2.

Em 1953, deu-se a atracação do Vapor Bahia, primeiro navio a atracar no novo Porto.



No decorrer do ano de 1964, deu-se a construção do armazém A-3, bem como foram iniciados os trabalhos de construção da estação de passageiros, do muro de fechamento e do cais 8 metros de profundidade.



Em 1968, foram inaugurados o armazém A-4, o prolongamento do cais de 10 metros de profundidade e a “Estação de Passageiros”.

Em 1980 foi inaugurado o cais pesqueiro, em 1982 foi inaugurado o píer petroleiro do Porto e em 1984 o armazém A-5.

25 de fevereiro de 1993, com a aprovação de Lei nº 8.630, que dispõe sobre o regime jurídico da exploração dos portos organizados e das instalações portuárias, o ambiente institucional portuário é inteiramente alterado, modificando-se as estruturas organizacionais das companhias Docas.

Em 1995 é criado o OGMO - Órgão Gestor de Mão de Obra - no Porto de Fortaleza. Em 96 é feita a recuperação do mole do Titan.

No ano de 2004, a Companhia Docas do Ceará realiza o aprofundamento de diversas áreas da enseada, de 10m para 11,5 m. É a primeira parte da dragagem que será concluída a partir de 2008 com um aprofundamento para até 13m do calado do Porto. Também neste ano inaugura-se a primeira linha comercial regular ligando o porto de Praia, capital do arquipélago do Cabo Verde, ao Mucuripe, em Fortaleza.

Em 2007 é feita a obra da cortina de contenção no Porto, que visa conter o enrocamento do cais dando segurança para o prosseguimento da segunda etapa de dragagem. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assina medida provisória (MP369, de 7 de maio de 2007), criando a Secretaria Especial de Portos.


O MUCURIPE E O PORTO



O desenvolvimento de Fortaleza e do Ceará passa essencialmente pelo mar. Foi através dele que ocorreram diversas transformações em nossa economia, nossa cultura e na vida urbana do nosso povo. Foi um jangadeiro, Francisco José do Nascimento o “Dragão do Mar”, quem liderou, ainda em 1881, a luta pelo fim da escravidão, recusando-se a transportar escravos para o Ceará. Pelo mar vieram o teatro José de Alencar, cujas estruturas foram importadas da Escócia; os primeiros cinematógrafos; os pensamentos literários, políticos e filosóficos que chegavam da Europa pelos navios e o futebol que desembarcou em Fortaleza junto com os marinheiros ingleses. E por ele saem também muito do que é hoje o Estado do Ceará e a cidade de Fortaleza, através, principalmente, de nossos produtos regionais: calçados, couro, castanha, lagosta, frutas, etc.

Esta histórica identidade do cearense com o mar tem um protagonista: o Mucuripe. Bem antes de abrigar o Porto, foi por este pequeno pedaço do litoral fortalezense que desembarcaram importantes fatos da nossa história. Pesquisas e documentos históricos defendem a tese de que no local onde funciona o atual cais do Porto de Fortaleza se deu a chegada do navegador espanhol Vicente Pinzón, em janeiro de 1500, no que pode ter sido o desembarque do primeiro europeu no Brasil (três meses antes de Cabral) e, portanto, o grande marco inicial das nossas atividades portuárias. Este marco fez com que a enseada do Mucuripe fosse a porta de entrada dos primeiros visitantes no Ceará. Outra tese, apresentada pelo jornalista e pesquisador Rodolfo Espínola, chama a atenção para a forte possibilidade de o Mucuripe, durante a segunda guerra mundial, ter sido ponto estratégico para a implantação de uma base de suprimentos norte-americana.

Por estes e outros fatos, o Mucuripe, é um dos lugares mais tradicionais e simbólicos de Fortaleza. Antes uma bucólica vila de pescadores, hoje mistura jangadas com modernos arranha-céus e com a presença onipotente do Porto. O encanto do local - onde uma saliente ponta de terra avança o Atlântico e forma uma bela enseada - foi e ainda é fonte de inspiração de poetas, cantadores e pintores, entre eles os compositores cearenses Belchior e Fagner (cujos versos da canção Mucuripe foram imortalizados na voz de Elis Regina), o fotógrafo Chico Albuquerque e o artista plástico Raimundo Cela.

A presença do Porto de Fortaleza no Mucuripe e a influência direta do terminal no crescimento do Estado e da capital cearense contribuíram ainda mais para fortalecer a relação histórico-cultural do Ceará e da cidade de Fortaleza com o local.


CARACTERÍSTICAS DO PORTO

LOCALIZAÇÃO



* CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DO PORTO

Canal de Acesso

Comprimento 1.000 m

Largura 100 m

Profundidade Mdia 10 m

Amplitude de Mar
Variao Mxima 2,60 m
Variao Mdia 2,00 m
Nvel Mdio 1,39 m

Cais Acostvel
Comprimento 1.054 m
Profundidade Mnima 3,60 m
Profundidade Mxima 10,00 m

Pier de Petroleiros - Ponte de Acesso
Comprimento 853 m
Largura 3,70 m

Pier de Petroleiros - Plataforma de Atracao
Comprimento 90 m
Profundidade 12,0 m
Capacidade 02 Petroleiros




CONDIÇÕES CLIMÁTICAS

Ventos

O regime de ventos observados na região de Fortaleza é SE, podendo apresentar-se como SE/E ou E/SE, chegando a variar até NE/E

A velocidade está situada entre 1,2m/s e 4,9 m/s, sendo predominantemente mais intensa no segundo semestre, em especial nos meses de agosto, setembro e outubro.

Nebulosidade

A nebulosidade observada na cidade de Fortaleza não impede nem prejudica as entradas, atracações e desatracações dos navios, nem tão pouco as operações de carga e descarga realizadas no porto.

Marés

As marés registradas no Porto de Fortaleza apresentam as seguintes características:

Preamar média de sizigia
( M.H.W.S)…………………………..2,82m
Preamar média de quadratura
( M.H.W.S. )…………………………2,20m
Nível Médio
( N.M. )……………………………….1,55m

Com a conseqüencia, a altura da baixamar sobre o nível de redução, em sizígia, é de 0,28m e em quadratura, é de 0,90m.

Ondas

As características do regime de ondas registrado no porto foram apontadas pelo ondógrafo Waverrider, instalado pelo Instituto de Pesquisas Hidroviárias - INPH, da Companhia Docas do Rio de Janeiro, no ponto de coordenadas: latitude 03o 42′14” S e longitude 38o 27′11” W. Há registros de ondas do tipo Swell ( geradas ao largo ) e/ou do tipo Sea ( geração local )

• Os valores máximos alcançados pelas ondas
Altura significativa………………………2,09m
Altura máxima……………………………4,10m
Período………………………….13,29s

• A classe de maior ocorrência é:
Altura significativa……..1,10m a 1,20m
Altura máxima…………..1,80m a 1,90m
Período………………….5s a 6s


INFRA-ESTRUTURA

O acesso ao cais de atracação do Porto de Fortaleza é facilitado por um canal retilíneo de 1.200 m de comprimento por 150 m de largura e duas bacias de evolução, com dimensões adequadas ao tráfego. As bacias são protegidas de ondulações e correntes marítimas por um mole de 1.900 m de extensão. A bacia de evolução do cais comercial tem diâmetro de 500 m e a bacia do píer petroleiro possui diâmetro de 600 m e profundidade de 11,5 m. Existem, ainda, 7 áreas de fundeio com perfeitas condições de segurança e de sinalização náutica.

CAIS COMERCIAL - A infra-estrutura do Porto de Fortaleza permite a movimentação dos diferentes tipos de carga: granéis sólidos (grãos, cereais, etc), granéis líquidos (derivados de petróleo), carga geral solta e conteinerizada, além do fluxo de navios de passageiros. O Porto possui um cais comercial acostável com 20m de largura e 1.116m de extensão com 5 berços de atracação, com profundidades que variam de 5m a 11,5m. O cais pesqueiro, localizado no extremo sudeste das instalações portuárias, possui comprimento total de 210m, largura de 20m e profundidade variável de 3m a 5m. Este cais é utilizado por embarcações de pequeno e médio porte voltadas para a prática da pesca.

PÍER PETROLEIRO - O píer conta com plataforma de atracação de 90m, com 2 berços, sendo o interno com 11,5m e o externo com 12m de profundidade. Dispõe de ponte de acesso com 853m de comprimento e um sistema de dutovias interligado a uma fábrica de margarina e a distribuidoras de petróleo e derivados. O píer tem capacidade para receber navios de até 54mil toneladas de peso bruto.

ARMAZENAGEM - O porto está equipado com 5 armazéns de primeira linha com área de 6.000m² cada, 110.000m² de pátios pavimentados para armazenagem de contêineres com 180 tomadas para contêineres frigoríficos e uma câmara frigorífica. O Porto também dispõe de empilhadeiras reach staker e top lader, dois descarregadores mecânicos de grãos, um guindaste Canguru e dois guindastes MHC sobre rodas, disponibilizados pela iniciativa privada e adquiridos em 2007.

ÁREA E INSTALAÇÕES RETROPORTUÁRIAS - Na área portuária e retroportuária localizam-se três moinhos de trigo pertencentes às empresas moageiras, com as seguintes capacidades estáticas: um moinho de 80.000t e os demais 22.000t e 16.350t. Localizam-se também nove distribuidoras de combustíveis com tancagem total de 215.000m³ e a refinaria LUBNOR da Petrobrás.

VIAS DE ACESSO - O acesso ao Porto, por terra, pode ser feito pelas rodovias federais BR-116, BR-222 e BR-020 e estaduais CE-040, CE-060 e CE-065. Além disso, um ramal ferroviário liga o Porto à Malha Ferroviária do Nordeste. As linhas ferroviárias do Porto permitem alcanças a plataforma do cais, os pátios e os armazéns.


GALERIA DE IMAGENS





















































































BÔNUS!






Créditos - Informações e imagens: www.docasdoceara.com.br

Last edited by D'Neto; December 30th, 2009 at 06:09 PM.
D'Neto no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old December 26th, 2008, 06:47 PM   #2
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,096
Likes (Received): 419

.



OBRAS E PROJETOS




Dragagem – Considerada uma obra estratégica para o Porto do Mucuripe, a dragagem vai permitir que Fortaleza entre na rota das grandes embarcações. A profundidade do Porto será elevada para 14m, possibilitando a atracação de navios de até 100 mil toneladas e 300m de comprimento. Os recursos são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal, da ordem de R$ 40 milhões. As obras devem começar até março de 2009.


Estaleiro Promar Ceará - Serão investidos cerca de R$ 240 milhões no Porto do Mucuripe para receber um estaleiro. O investimento vai gerar 1,5 mil empregos diretos, tanto nas obras como na parte operacional, e mais seis mil indiretos. O presidente da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), Antonio Balhmann, afirmou que a escolha do Porto do Mucuripe como sede do estaleiro deve-se à infraestrutura já alocada. A planta terá capacidade para processar 15 mil toneladas anuais de aço e será construída em uma área de 400 mil metros quadrados. O estaleiro contará com um dique seco, uma carreira e um cais de acabamento.


Centro Vocacional Tecnológico - O Centro Vocacional Tecnológico do Porto do Mucuripe vai abrigar sala de vídeoconferência, laboratório de Informática, oficina de Eletromecânica, auditório com recursos multimídia e capacidade para 200 pessoas, cinco salas de aula, entre outros espaços. Baseado na concepção da rede de Centros Vocacionais implantados no Estado do Ceará, o CVT Portuário tem papel similar. O objetivo é oferecer um amplo e moderno espaço de formação e qualificação proficional voltado para trabalhadores portuários, prestadores de serviço e moradores das comunidades próximas ao terminal, fortalecendo a política de responsabilidade social da Companhia Docas do Ceará e a relação Porto/cidade. Investimento de R$ 1,5 milhão.

Derrocagem e Reforço do Cais - Com a derrocagem (retirada de pedra), será aumentada a profundidade do berço destinado aos navios graneleiros. Está sendo realizado o reforço estrutural do cais comercial. O objetivo é garantir mais espaço e agilidade na operação dos guindastes de grande porte, o que oferecerá mais produtividade ao Porto. Para estas obras serão investidos cerca de R$ 12 milhões.


Refinaria Lubnor - Obra de duplicação da Unidade de Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor), da Petrobras, instalada no bairro Vicente Pinzon, em Fortaleza. A planta, única no País a produzir óleos especiais, terá sua capacidade de processamento ampliada de 170 metros cúbicos diários para 340 metros cúbicos/dia. Originalmente, o investimento previsto no projeto é de US$ 60 milhões, incluindo a compra de equipamentos. O principal impacto da duplicação da Unidade de Naftênicos é a geração de empregos e a atração de novos empreendimentos para o Ceará. Em operação, a planta ampliada vai gerar entre 600 e mil postos de trabalho. O início das atividades está previsto para acontecer em 2010. FOTOS DA OBRA:

Novas Vias de Acesso - Conclusão da ponte sobre a foz do Rio Cocó e duplicação da estrada que liga a ponte ao Anel Viário, o que permitirá o tráfego de caminhões pesados por fora do centro urbano de Fortaleza.


Terminal para Cruzeiros - Projeto de transformação do Porto do Mucuripe num terminal para transatlânticos. O empreendimento, que objetiva impulsionar o turismo não somente da capital cearense, mas, também, do Nordeste, está orçado em US$ 50 milhões. Obras em 2009. Recursos públicos e de parcerias a serem firmadas com grupos privados.


Reforma do Píer Petroleiro - O píer está recebendo novas tubulações. Ao todo, estão sendo substituídos 150m de dutos por onde passam derivados de petróleo, o que vai oferecer mais segurança às operações realizadas no local. Também está sendo feita a recuperação estrutural da plataforma de atracaçã do píer. O investimento total soma R$ 4,3 milhões.

Last edited by D'Neto; December 20th, 2009 at 12:06 AM.
D'Neto no está en línea   Reply With Quote
Old December 26th, 2008, 06:48 PM   #3
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,096
Likes (Received): 419

ISPS Code: Fortaleza é um dos raros a ter certificação

Bruno Rios
reportagem




Hoje em dia, no setor portuário, tão ou mais importante que oferecer vantagens fiscais é garantir a segurança dos produtos e das operações que os envolvem. Acentuado após a criação, em 2004, do conceito ISPS Code (Código Internacional para Segurança de Navios e Instalações Portuárias), o tema ainda preocupa os administradores dos principais portos brasileiros, que correm contra o tempo para receber o selo internacional. O Porto de Fortaleza é uma das exceções, por já ter em mãos da Declaração de Cumprimento (DC) do Código ISPS e, mesmo assim, adotar medidas práticas para aumentar a segurança nos terminais que abriga.

Pelo porto cearense, passam por ano mais de três milhões de toneladas de mercadorias, com o envolvimento de duas mil pessoas e funcionários de mais de 50 empresas, explica ao PortoGente o diretor-presidente da Companhia Docas do Ceará, Sérgio Novais. Por isso tudo, em sua opinião, a DC em mãos significou o cumprimento de uma etapa de adequação ao ISPS Code, não um atestado de que mais nada precisa ser feito no cais de Fortaleza.

“Diante desse cenário, a segurança possui um papel fundamental. É um dos setores mais importantes do porto. Hoje o cadastro e a liberação de mercadoria se tornaram mais ágeis e, conseqüentemente, Fortaleza está ainda mais eficiente. Temos a DC desde 2004, mas não podemos parar de investir em segurança. Aqui no Ceará, depois das mudanças que implantamos, estamos aumentando a arrecadação e caminhando para fechar 2008 com um saldo financeiro melhor do que os anos anteriores. Não se trata se simples coincidência”.

A primeira mudança aconteceu no comando da Guarda Portuária, que desde dezembro do ano passado passou a ser chefiada pelo coronel João de Deus Marques, profissional e membro do Exército com uma larga experiência na área de segurança patrimonial. Entre outras atribuições, ele foi o responsável por coordenar a ocupação do Núcleo de Apoio Portuário (NAP), um novo prédio que reúne em um único espaço todos os órgãos vinculados ao porto e onde funciona também a nova entrada principal dos terminais.

“Nesse NAP temos cancelas, catracas eletrônicas e câmeras, permitindo um maior controle dos veículos que transitam no terminal. Fazia-se necessário algo do tipo. Além da maior produtividade, o NAP diminuiu consideravelmente o fluxo de pessoas dentro do pátio e, conseqüentemente, o risco de acidentes, já que sua localização fez com que todos os órgãos saíssem da área operacional do Porto”.

As melhorias na área de segurança beneficiaram também o trabalho de vigilância. O Porto de Fortaleza está recebendo um novo e moderno Circuito Fechado de Televisão (CFTV) que funcionará com auxílio de 11 câmeras integradas de logo alcance instaladas em pontos estratégicos do cais. Além disso, todo o armamento da Guarda Portuária local foi recuperado, coletes à prova de bala foram adquiridos e a frota de veículos vai receber reforço de novas viaturas.

“Por se tratar de um porto com mais de 50 anos de operação, Fortaleza está com sua infra-estrutura atrasada. É fundamental fazer investimentos que possam torná-lo mais moderno e eficiente, reduzindo custos e ampliando sua capacidade de operação. Muito já foi feito e estamos trabalhando para colocar o porto na rota das grandes e modernas embarcações do mundo”, encerra Sérgio Novais.

Fonte:http://www.portogente.com.br/portosd...xto.php?cod=20
D'Neto no está en línea   Reply With Quote
Old December 26th, 2008, 06:48 PM   #4
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,096
Likes (Received): 419

Porto do Mucuripe mantém crescimento na movimentação





O Porto do Mucuripe movimentou no mês de novembro 220.628t de mercadorias, o que corresponde a um crescimento de 6,3% em relação ao mesmo período do ano passado, com destaque para os granéis sólidos (trigo e outros) que tiveram mais de 140% de crescimento na movimentação. Do total movimentado no último mês, os Granéis Sólidos participaram com 21,43%, os Granéis Líquidos com 54,54% e a Carga Geral com 24,03%.

No acumulado do ano, o Porto movimentou 3,1 milhões de toneladas, um crescimento de 4.6% em relação ao mesmo período de 2007. Entre os produtos, destacam-se as frutas, couro, amêndoas, óleo de castanha de caju, calçados, diesel, granito, ferro e minérios diversos. Segundo o diretor presidente da Companhia Docas do Ceará (CDC), Sergio Novais, a tendência de crescimento deve ser aumentada com as obras e investimentos que estão por vir, como a dragagem. "Já este ano fizemos muitas melhorias na infra-estrutura do Porto, o que vem aumentando a sua produtividade. Setores como informática e segurança, estão mais modernos e eficientes", garantiu.

PROJETOS

Dragagem – Considerada uma obra estratégica para o Porto do Mucuripe, a dragagem vai permitir que Fortaleza entre na rota das grandes embarcações. A profundidade do Porto será elevada para 14m, possibilitando a atracação de navios de até 100 mil toneladas e 300m de comprimento. Os recursos são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal, da ordem de R$ 40 milhões. O edital de licitação deverá ser lançado em dezembro.

Centro Vocacional Tecnológico - além do aprofundamento do calado, está sendo planejada a construção do Centro Vocacional Tecnológico Portuário. Os recursos para a obra são de aproximadamente R$ 1,3 milhão. A proposta do Centro é ser um amplo e moderno espaço de formação e qualificação profissional voltado para trabalhadores portuários, prestadores de serviços e moradores das comunidades próximas ao Porto. O CVT contará com sala de vídeo-conferência, laboratório de informática, oficina de eletromecânica, auditório com recursos multimídia e capacidade para 200 pessoas, 5 salas de aula, entre outros equipamentos.


Mais produtividade para o Porto do Mucuripe a partir de 2009





“O Porto do Mucuripe terá um grande salto em competitividade e eficiência”. A avaliação é do Diretor Presidente da Companhia Docas do Ceará (CDC), Sergio Novais, que prevê uma nova fase para o Porto após a obra da dragagem, que deve ter início no primeiro semestre de 2009. A licitação será conjunta com o Porto de Natal. O objetivo é atrair mais empresas para a concorrência, inclusive internacionais. No Porto do Mucuripe, serão investidos R$ 40 milhões, recursos oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal. O projeto já foi entregue à Secretaria Especial de Portos (SEP) com todas as licenças ambientais e os estudos de sondagem e batimetria realizados.

Segundo o Diretor de Infra-estrutura e Gestão Portuária da CDC, Paulo André Holanda, o projeto do Porto do Mucuripe foi muito bem avaliado pela SEP e está sendo utilizado inclusive com referência para outros terminais marítimos. Ao todo serão investidos pela SEP 1,4 bilhão no Plano Nacional de Dragagem que atenderá a 16 portos.

Recorde - Com a dragagem, a profundidade do terminal passará de 11m para 14m, possibilitando a atracação de navios de até 100 mil toneladas e 300m de comprimento. “O Porto ganhará bastante em produtividade e a expectativa é que possamos movimentar anualmente cerca de quatro milhões de toneladas ”, afirma Novais.


Pedro Brito visita Porto do Mucuripe


Em visita ao Porto do Mucuripe, o Ministro chefe da Secretaria Especial de Portos, Pedro Brito, reafirmou ontem (23/12) que os recursos para a obra de dragagem do Porto estão garantidos. O Ministro lembrou que neste momento todos estão mobilizados para contornar a situação do Porto de Itajaí, um dos mais importantes do País, mas que as outras ações estão em andamento. Segundo ele, o Programa Nacional de Dragagem (PND) está sendo considerado o responsável por mudar definitivamente os investimentos e a visão internacional de empresários nos portos brasileiros.

Brito conheceu os investimentos que estão sendo realizados no Porto de Fortaleza, especialmente nas áreas de Informática, Segurança e Infra-estrutura. Juntamente com os diretores da Companhia Docas do Ceará (CDC), o Ministro caminhou pela área administrativa da CDC e pelo cais do Porto, onde, inclusive, acompanhou a operação de embarque de um navio cruzeiro. “Foi uma visita cordial do Ministro, importante porque ele percebeu como o Porto está se preparando para um novo patamar de crescimento que virá após a dragagem. Vamos fechar o ano com crescimento e equilíbrio financeiro.

Os investimentos realizados estão tornando o terminal mais moderno e produtivo”, destacou Sergio Novais, diretor presidente da CDC. A dragagem vai aprofundar o Porto de 11 para 14m, possibilitando a atracação de navio de grande porte em Fortaleza. Serão investidos R$ 40 milhões, recursos oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal. O projeto já foi entregue à Secretaria Especial de Portos (SEP) com todas as licenças ambientais e os estudos de sondagem e batimetria realizados. Segundo o Diretor de Infra-estrutura e Gestão Portuária da CDC, Paulo André Holanda, o projeto do Porto do Mucuripe foi muito bem avaliado pela SEP e está sendo utilizado inclusive com referência para outros terminais marítimos. Ao todo serão investidos pela SEP 1,4 bilhão no Plano Nacional de Dragagem.


Fonte:www.docasdoceara.com.br
D'Neto no está en línea   Reply With Quote
Old December 26th, 2008, 07:01 PM   #5
_JuN!n_
Registered User
 
Join Date: Dec 2008
Posts: 1,267
Likes (Received): 6

Esse Terminal para Cruzeiros

Será aqui né?

E esse projeto, foi canselado?


Drads sabe que construtora sera responsavel pelo Terminal p/ Cruzeiros?
_JuN!n_ no está en línea   Reply With Quote
Old December 26th, 2008, 07:13 PM   #6
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,096
Likes (Received): 419

Esse último projeto foi cancelado, a anos!! Como já anunciou o governador, a Praia Mansa (essa "ilhazinha" das fotos) vai ser o local do futuro novo Centro de Convenções de Fortaleza. Mas acho difícil o Governo do Estado usar esse projeto do "Ícone de Fortaleza", como é chamado esse último projeto que vc mostrou, que quase saiu do papel a 10 anos. A construtora responsável pelo Terminal para Cruzeiros ainda não foi definita, a licitação só será em 2009. E acho que esses prédios são apenas ilustrativos ou em alguma perspectiva antiga, porque nesse lugar, como já falei, será o novo Centro de Convenções
D'Neto no está en línea   Reply With Quote
Old December 26th, 2008, 07:25 PM   #7
_JuN!n_
Registered User
 
Join Date: Dec 2008
Posts: 1,267
Likes (Received): 6


Valeu é que esse "Icone de Fortaleza" ta no site do Nasser Hissa então pensei que ainda não havia ido licitação pra ele. Se for como na imagem do Terminal de Cruzeiros ainda bem que o outro foi cancelado.
_JuN!n_ no está en línea   Reply With Quote
Old December 27th, 2008, 03:47 AM   #8
CEARENSE
É apenas recalque...
 
CEARENSE's Avatar
 
Join Date: Dec 2006
Location: Fortaleza
Posts: 5,179
Likes (Received): 830

porto muito importante para o estado, mas ainda acho que o MUCURIPE deve ser somente de transporte de passageiros, carga somente pro pecem
__________________
"Nós fomos os únicos a vaiar o sol e amar um bode cachaceiro que derrubou uma oligarquia"

My threads:
CEARENSE no está en línea   Reply With Quote
Old December 27th, 2008, 07:27 PM   #9
TêAgá
Avatar: Juca Pato
 
TêAgá's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: S.B.do Campo-SP
Posts: 4,550
Likes (Received): 30

Thread espetacular!

Esmiuçou o porto mesmo, valeu Junin, gostei muito das informações!
As fotos também são bem interessantes.

Muito bom!
__________________
Flickr - Fotos no SSC

SÃO PAULO F.C - O Único Hexacampeão Brasileiro sem asteriscos e letras miúdas. (e sem fax da CBF)

Acompanhe a modernização do Morumbi: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1356707
TêAgá no está en línea   Reply With Quote
Old December 27th, 2008, 07:54 PM   #10
Fortal
O Show é aqui!
 
Fortal's Avatar
 
Join Date: Nov 2004
Location: São Paulo
Posts: 5,740
Likes (Received): 8

AAAAAAAAAAAAAAAEEEEEEEEEEEEEE, Neto!
que thread fodástico, fantástico, maravilhoso sobre o Porto!
Que thread perfeito! parabéns! show de imagens, especialmente as aéreas que mostram os tradicionais moinhos cearenses como J. Macedo (farinha Dona Benta) Dias Branco e Grande Moinho Cearense!

Nossa, esse gigante tem história! Em 1938, com um decreto-lei, Getúlio Vargas mandava construir o porto. Hoje, se tornou um dos maiores pólos trigueiros do país! esse proejto dos transatlânticos é bem massa!
parabéns!

Drads, segue abaixo algumas fotos históricas de sua construção,
que tenho em meu acervo.

1-Vapor Bahia 1953 - primeiro navio a atracar


Acervo Docas do CE

2-Construção, anos 50

IBGE - Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1959

3-Construção, anos 40

Arquivo Nirez

4-Armazéns em construção, anos 40 e uma Maria Fumaça obsoleta

Livro Ah, Fortaleza!, Terra da Luz Editorial


5-Porto do Mucuripe, 1960

Arquivo Nirez

6-Porto, em 1955

Arquivo Nirez

7-Porto do Mucuripe, anos 60. postal Edicard.



8-Porto, anos 70


9-Aqui o porto hoje, 2008. crédito da foto: flickr “Universos Paralelos de Can”.


Last edited by Fortal; December 27th, 2008 at 08:05 PM.
Fortal no está en línea   Reply With Quote
Old December 27th, 2008, 09:58 PM   #11
CEARENSE
É apenas recalque...
 
CEARENSE's Avatar
 
Join Date: Dec 2006
Location: Fortaleza
Posts: 5,179
Likes (Received): 830

eitaaaaaaaaaa fortal
matou a pauuuuuuuuuuu
__________________
"Nós fomos os únicos a vaiar o sol e amar um bode cachaceiro que derrubou uma oligarquia"

My threads:
CEARENSE no está en línea   Reply With Quote
Old December 28th, 2008, 05:46 PM   #12
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,096
Likes (Received): 419

Valeu gente!!

@Fortal: Bela contribuição, valeeu!!

Achei impressionante essa foto:



O porto já com a sua imponência na cidade, ainda pequena e discreta, com suas dunas quase virgens.
D'Neto no está en línea   Reply With Quote
Old January 9th, 2009, 04:49 PM   #13
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,096
Likes (Received): 419

OBRA NO MUCURIPE ORÇADA EM R$ 42,3 MI
Sai licitação para dragagem


Serão dragados 6 milhões de metros cúbicos de
sedimentos. A profundidade passará para 14 metros






Será publicado, hoje, no Diário Oficial da União o edital de licitação para as obras de dragagem do Porto do Mucuripe (Fortaleza), que terá a sua profundidade ampliada dos atuais 11,5 metros para 14 metros. A bacia de evolução — espaço que os navios dispõem para realizar as suas manobras — também será alargada, passando de 11,5 metros para 12,5 metros. Segundo a Assessoria de Comunicação da Secretaria Especial de Portos (SEP) — órgão vinculado à Presidência da República —, a previsão é que as melhorias estejam concluídas daqui há um ano, ou seja, janeiro de 2010. O dia 3 de março próximo é a data marcada para que as empresas interessadas apresentem propostas ao órgão.

Ao todo, serão dragados (removidos) 6 milhões de metros cúbicos de sedimentos. O prazo estimado para a execução das obras, orçadas em R$ 42,3 milhões, é sete meses.

Navios com porte dobrado

As mudanças permitirão ao terminal receber navios graneleiros (próprios para o transporte de petróleo e seus derivados) de grande calado (altura do casco), até 100 mil toneladas e 300 metros de comprimento, o que, ainda conforme a Assessoria da SEP, significa quase dobrar o porte das embarcações que chegam atualmente no Mucuripe.

Hoje, o cais comercial opera com navios de até 55 toneladas, o que acaba limitando o seu potencial de realizar negócios. Com a dragagem e o alargamento do canal de acesso, o porto deve tornar-se mais atrativo, isto porque, recebendo navios de maior capacidade de transportar mercadorias, haverá redução nos valores cobrados pelos fretes.

O terminal aquaviário ficará ainda apto a receber embarcações com capacidade para navegar com até 6 mil Teus (unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés), como, por exemplo, navios Panamax e Post-Panamax. Os recursos anunciados no edital são oriundos da Secretaria, liberados através do Programa de Aceleração do crescimento (PAC). que prevê ainda a dragagem de outros 14 portos brasileiros somente neste ano, com recursos que totalizam o montante de R$ 1,4 bilhão.

Atraso no prazo

Em matéria publicada na edição de 28 de fevereiro de 2008 pelo Diário do Nordeste, o diretor de Infra-estrutura e Gestão Portuária da Companhia Docas — administradora do Porto —, Paulo André Holanda, disse que o edital de licitação estava orçado em R$ 35 milhões e deveria ser lançado em setembro do ano passado.

A mesma matéria informa que no início de 2009 as obras já deveriam ter sido iniciadas. Em seguida, na edição do dia 10 de setembro de 2008, o ministro dos Portos, Pedro Brito, informou que o projeto estava pronto, no entanto, a abertura de seu processo licitatório precisaria ser adiada para o mês de outubro.


Fonte: Diário do Nordeste
D'Neto no está en línea   Reply With Quote
Old January 14th, 2009, 08:56 PM   #14
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,096
Likes (Received): 419

PORTO DO MUCURIPE
Movimentação de carga é a maior em seis anos


Em relação a 2007, o crescimento foi de 5%, com destaque para os granéis sólidos (trigo e outros) e a carga geral



Em 2009, o Porto do Mucuripe vai receber
quase R$ 60 milhões em investimentos
(Foto: José Leomar)



Com 3,44 milhões de toneladas em cargas movimentadas em 2008, o Porto do Mucuripe encerrou o ano com a maior movimentação registrada nos últimos seis anos, só perdendo para aquela contabilizada em 2002, quando 3,45 milhões de toneladas circularam pelo local. Em relação a 2007, o crescimento foi de 5%, com destaque para os granéis sólidos (trigo e outros) e a carga geral que aumentaram respectivamente 8% e 7%. O acréscimo na movimentação de cargas, por sua vez, resultou em uma elevação de quase 18% na receita total do porto (17,72%), atingindo a cifra de R$ 24 milhões.

Do total movimentado no ano passado, os granéis sólidos participaram com 30%, os granéis líquidos com 48% e a carga geral com 21%. Entre os produtos, destacam-se as frutas (37% de crescimento), o arroz (15%), a bobina de ferro (105%), o diesel (20%), a gasolina (55%) e o malte (12%).

Para Sérgio Novaes, presidente da Companhia Docas do Ceará, que administra o porto, fatores como a criação da Secretária Especial do Portos (SEP), que reorganizou o setor portuário no País, assim como esforços empreendidos internamente pela empresa viabilizaram o resultado alcançado.

´Dois grandes fatores foram os responsáveis pelo crescimento na movimentação no Porto do Mucuripe. Um deles foi a criação da SEP, que ao mesmo tempo estabeleceu uma política portuária para o Brasil, reorganizando o setor. Um segundo elemento foi interno, onde, junto com os funcionários, criamos um ambiente favorável para aumento da produtividade do porto, com melhoria e conservação das infra-estruturas, renovação do parque tecnológico e controle dos custos´, diz.

Ainda segundo ele, a concretização, em 2008, de um trabalho de promoção do Porto do Mucuripe para captação de cargas também ocorreu, com a Companhia Docas participando de feiras e eventos do setor, articulada com o governo do Estado. ´Esse apoio do governo do Ceará tem sido fundamental´, avalia o gestor.

Investimentos

No ano passado, cerca de R$ 7 milhões foram investidos no Porto do Mucuripe. Já para este ano, a cifra salta para aproximadamente R$ 60 milhões (R$ 59,8 milhões). Entre os projetos, o presidente da Companhia Docas do Ceará cita a dragagem, já em licitação, que consumirá R$ 42 milhões e vai permitir que o porto entre na rota das grandes embarcações. A profundidade do Porto será elevada para 14 metros, possibilitando a atracação de navios de até 100 mil toneladas e com 300 metros de comprimento.

A reforma do píer petroleiro também está prevista, com a aquisição de novas defensas e nova tubulação para o sistema de dutovias, além da recuperação estrutural da plataforma de atracação (R$ 4,3 milhões). E ainda a derrocagem e o reforço do cais, aumentando a profundidade do berço destinado a atracação de navios graneleiros (R$ 12 milhões); e a construção do Centro Vocacional Tecnológico Portuário (CVT), espaço voltado para a formação e qualificação profissional de trabalhadores portuários, prestadores de serviços e moradores das comunidades próximas.

´Os recursos já estão garantidos. Alguns projetos estão em licitação, como a dragagem, mas outros já estão com a ordem de serviço assinada e nossa expectativa é que ainda neste ano todas as obras estejam concluídas´, conta.

Com isso, acrescenta Novaes, a Companhia Docas espera manter o crescimento na movimentação de cargas, repetindo os 5% alcançados em 2008, assim como elevar o faturamento do Porto, o que, segundo ele, não deverá ocorrer na mesma proporção registrada no ano passado. ´Até porque só vamos colher os benefícios desses investimentos em 2010, pois as obras só estarão concluídas próximo do final do ano´, argumenta.


Fonte: http://diariodonordeste.globo.com/ma...?codigo=606194
D'Neto no está en línea   Reply With Quote
Old January 27th, 2009, 03:23 PM   #15
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,096
Likes (Received): 419

Cresce movimentação comercial do Porto no mercado internacional


O aumento do volume de mercadorias movimentadas pelo Porto em 2008, o maior dos últimos 6 anos (3,44 milhões de toneladas), resultou também em um incremento da sua participação em valor agregado no mercado internacional. Segundo dados da Secretaria do Comércio Exterior, considerando a corrente de comércio (importação + exportação), ao todo o Porto movimentou mais de 1 bilhão de dólares, 33% a mais em relação ao ano de 2007. Foram exportados pelo terminal US$ 507 milhões e importados US$ 635 milhões.

Os valores correspondem apenas às movimentações de longo curso (voltadas para o comércio internacional), que somam 1,3 milhões de toneladas, mais da metade do volume em peso movimentado na balança comercial do Ceará.

“É mais um dado que comprova o bom crescimento que o Porto teve em 2008. As expectativas para o futuro são ainda melhores, pois o terminal vai receber mais de R$ 60 milhões em investimentos”, lembra o diretor presidente da Companhia Docas do Ceará, Sergio Novais. Entre as principais obra, destaca-se a dragagem que vai aumentar a profundidade do Porto para 14m, possibilitando o recebimento de navios de grande porte, com até 100 mil toneladas.
D'Neto no está en línea   Reply With Quote
Old January 27th, 2009, 03:24 PM   #16
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,096
Likes (Received): 419

Exposição fotográfica reúne imagens do Porto do Mucuripe




No próximo dia 29, será inaugurada no Espaço Cultural dos Correios a exposição fotográfica "Docas do Mucuripe", dos fotógrafos Paulo Gutemberg e Sérgio Carvalho. O ensaio com 30 imagens em preto e branco visa resgatar o valor cultural e simbólico do Porto do Mucuripe e sua relação com a cidade. São fotos do cotidiano do Porto, que retratam a zona portuária, as instalações, navios, trabalhadores e pescadores.

O projeto foi contemplado pelo edital de Artes 2006 da Funcet e contou com apoio da Companhia Docas do Ceará (CDC) em sua realização. Para chegar à exposição, os fotógrafos capturaram imagens do Porto durante três anos. A exposição ficará aberta à visitação até o dia 15 de março. Nesse período uma arte-educadora promoverá oficinas com cerca de 300 crianças de escolas públicas, a partir das fotos do ensaio.

Exposição DOCAS DO MUCURIPE
Fotografias de Paulo Gutemberg e Sergio Carvalho
Local: Espaço Cultural Correios - Rua Senador Alencar, 38 Centro - Fortaleza/CE
Período : lançamento no dia 29, às 19:30h. A exposição fica aberta à visitação até o dia 15 de março
Informações: 85 3255.7262

Fonte: Cia das Docas do Ceará
D'Neto no está en línea   Reply With Quote
Old January 27th, 2009, 03:43 PM   #17
D'Neto
-
 
D'Neto's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Aldeia Aldeota
Posts: 10,096
Likes (Received): 419

D'Neto no está en línea   Reply With Quote
Old January 27th, 2009, 05:57 PM   #18
Manilov
Registered User
 
Manilov's Avatar
 
Join Date: Nov 2007
Location: Quixadá / Fortaleza
Posts: 1,294
Likes (Received): 101

Uau!



Tópico perfeito sobre o Mucuripe! Parabéns, Neto.
Ainda mais com o oportuno resgate histórico-fotográfico feito pelo Fortal....

Em boa hora veio a tragagem. Sorte nossa contarmos com dois excelentes portos.

Agora só faltava um tópico, nesses moldes, sobre o Pecém.
__________________
Minhas fotos de Fortaleza
Manilov no está en línea   Reply With Quote
Old January 27th, 2009, 06:26 PM   #19
Kaique
Registered User
 
Kaique's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Fortaleza/Balneário Camboriú
Posts: 7,106
Likes (Received): 127

Está muito bom o tópico.

Acredito que o Mucuripe venha a evoluir para um terminal de mercadorias de alto valor agregado, e diversificar os serviços.

O ideal é que os terminais de tancagem de combustíveis sejam mudados para o Pecém como está previsto em alguns projetos.

É importante que invistam na recuperação do ramal ferroviário, na construção do terminal de passageiros.

Há inclusive sugestões de transformar alguns moinhos em hotéis, como já fizeram com o Praia Centro na Monsenhor Tabosa.
Kaique no está en línea   Reply With Quote
Old January 28th, 2009, 12:17 AM   #20
tomasegydio
Registered User
 
tomasegydio's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Posts: 751
Likes (Received): 5

cresceeeeeeeeeeeee ceará..
cresceeeeeeeeeeeee fortaleza..

um dia ainda vejo todos os dias do ano aqueles návios espetaculares ancorados nessa orla.

belo thread, parabens!!!
tomasegydio no está en línea   Reply With Quote


Reply

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 11:32 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu