daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy (aug.2, 2013) | DMCA policy | flipboard magazine
Old May 28th, 2011, 01:23 AM   #4461
MMichaelN
Registered User
 
MMichaelN's Avatar
 
Join Date: Jul 2008
Location: Campo Grande MS
Posts: 8,373
Likes (Received): 1341

Governo deve entregar mais de 1,7 mil moradias



Foto: Valdenir Rezende

O Governo do Estado deve entregar até o final do ano, 1.792 novas moradias para a população. Os dados foram divulgados hoje durante a entrega de 213 casas no Residencial Nova Serrana, localizado no Jardim Noroeste construído pelo programa Minha Casa, Minha Vida. O empreendimento é resultado da parceria da União, governo do Estado e prefeitura municipal.

Cada casa é composta por dois quartos, sala, cozinha e banheiro, com área total de 36,76 metros quadrados. O total investido no residencial construído no Jardim Noroeste é de R$ 8.856.248,72, sendo R$ 8.307.000,00 disponibilizados pelo governo federal e R$ 549.248,72 pelo governo estadual. Conforme o vice-prefeito, Edil Albuquerque, a parceria do município é com a isenção de alguns tributos como o ITBI, ISS, IPTU durante a construção, o habite-se e alvará.

Conforme o deputado federal, Edson Giroto, graças esta parceria já garantiu em Campo Grande a construção de 7.575 unidades habitacionais e outras 1.792 moradias serão entregues no fim do ano.

Sobre a parceria, o superintendente regional da Caixa, Paulo Antunes de Siqueira disse que desde quando o governo federal lançou o Programa Minha Casa, Minha Vida, o governador André Puccinelli já tinha sinalizado que seria um grande parceiro em Mato Grosso do Sul. “Apresentamos ao prefeito da Capital e ao governador e em nenhum momento negaram e desde o início já quiseram ser parceiros do programa”, comentou durante o discurso.

A moradia é o que a autônoma, Ione Vieira da Silva, de 47 anos aguardava há anos. Após um longo período morando de favor com o marido, filhos e netos, a mutuária recebeu as chaves da casa nova das mãos do governador. “Moro numa casa que não é minha e quem não sonha em ter sua casinha? Aqui é um lugar muito bonito, representa tudo na minha vida”, ressaltou.

O governador André Puccinelli afirmou que gostaria de zerar o déficit habitacional de Campo Grande e de Mato Grosso do Sul e que as parcerias são importantes para alcançar este objetivo. No primeiro ano, o governo estadual já construiu mais de 44 mil casas quando a meta era de 40 mil unidades.

“A nossa intenção é no segundo mandato construir outras 50 mil casas. Sem parceria seria quase impossível construir a metade do volume de casas, por isso é importante o financiamento do governo federal, o complemento em dinheiro por parte do Estado e a participação da prefeitura tirando os impostos inerentes à casa”, ressaltou André.

Fonte: http://www.correiodoestado.com.br/no...radias_112361/
__________________
Entre outras mil, És tu, Brasil, Ó pátria amada
Mato Grosso do Sul / Estado do desenvolvimento
Campo Grande / Cidade do progresso

Last edited by MMichaelN; May 28th, 2011 at 01:31 AM.
MMichaelN no está en línea  

Sponsored Links
 
Old May 28th, 2011, 01:35 AM   #4462
MMichaelN
Registered User
 
MMichaelN's Avatar
 
Join Date: Jul 2008
Location: Campo Grande MS
Posts: 8,373
Likes (Received): 1341

Obras da Ferroeste devem começar em 2012



http://www.agenciat1.com.br/wp-conte...7-all-7627.jpg

O superintendente de projetos da Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S/A, Bruno Roque de Oliveira, disse ontem (26), em Dourados, que as obras de implantação do traçado ferroviário ligado o município aos demais centros consumidores da produção regional e nacional devem ser iniciadas até o segundo semestre de 2012.

“Essa ferrovia já está atrasada. Não há mais o que discutir. Os estudos de viabilidade econômica ficam prontos em 120 dias e até o segundo semestre do ano que vem a obra vai começar”, garantiu o representante da empresa.

Segundo Roque, estão sendo finalizados os estudos do traçado Estrela do Oeste (PR) à Panorama (SP) com Dourados/Porto Murtinho (MS). Já o traçado Maracaju/Dourados/Mundo Novo (MS) à Cascavel (PR) já está sendo licitado.

Valec

A Valec é uma empresa pública controlada pelo governo federal. Tem a atribuição de fazer o planejamento econômico e administrativo de engenharia ferroviária, decidir sobre a viabilidade dos projetos e ainda pode receber da União outros encargos para o incremento da malha ferroviária. O trecho em questão, debatido durante a audiência pública, vai integrar mais um estado ao núcleo de fomento à produção ao longo da Ferrovia da Integração Oeste (Ferroeste). De Dourados a Cascavel, o percurso é de 350 km e a ferrovia está incluída na planilha de prioridades do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Fonte: http://www.correiodoestado.com.br/no...m-2012_112338/
__________________
Entre outras mil, És tu, Brasil, Ó pátria amada
Mato Grosso do Sul / Estado do desenvolvimento
Campo Grande / Cidade do progresso
MMichaelN no está en línea  
Old May 28th, 2011, 05:26 AM   #4463
rodrigo.rod.digo
sul-mato-grossense
 
rodrigo.rod.digo's Avatar
 
Join Date: Oct 2008
Location: Campo Grande/MS
Posts: 3,891
Likes (Received): 550


Que maravilha ver até o governo do estado entregando bairros de casas populares com ruas asfaltadas.
__________________
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
Cidade Primor
rodrigo.rod.digo no está en línea  
Old May 28th, 2011, 07:38 PM   #4464
Gao
CAPIVARAS never but!
 
Gao's Avatar
 
Join Date: Jul 2005
Location: Campo Grande MS
Posts: 801
Likes (Received): 53

Eu queria saber quando o Ministério Público Estadual vai tomar coragem e mandar esses administradores enfiarem no rabo todas essas placas com os nomes deles.
__________________
Gao
Gao no está en línea  
Old May 30th, 2011, 04:29 PM   #4465
Rudiero
Registered User
 
Rudiero's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Douracity-MS
Posts: 3,297
Likes (Received): 256

Projeto da Ferrovia Panorama-SP/ Dourados-MS já está licitado, diz presiente da Valec.


Dourados deve ser o ponto de encontro entre duas ferrovias que vão chegar a Mato Grosso do Sul. O traçado da Ferroeste está definido, de Maracaju ao Porto de Paranaguá (PR). Já o ramal da ferrovia Norte-Sul ainda está com o projeto em andamento. O traçado que segue de Estrela D’Oeste (SP), passa por Panorama (PR) e vai até Dourados está com o projeto licitado; então não deve ter alteração.


No entanto, o trecho que vai de Dourados a Porto Murtinho está com o projeto em andamento. 12 traçados diferentes são estudados pela Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A, empresa do Governo Federal responsável pelos estudos de viabilidade das ferrovias em MS, que devem ficar prontos em até 120 dias, de acordo com Bruno Rotta, superintendente de projetos da Valec.


Rotta esteve em Dourados para participar da audiência pública realizada na câmara de vereadores na quinta-feira passada, para tratar das obras de implantação, que de acordo com ele, devem ser iniciadas em Mato Grosso do Sul no segundo semestre do ano que vem. A intenção das ferrovias é aperfeiçoar a logística de escoamento da safra, ligando MS a outros Estados que são grandes produtores.


Participaram da audiência pelo menos 11 prefeitos, principalmente da região sul do Estado, que querem que as ferrovias passem em seus municípios. “Não queiram que os trilhos passem dentro da cidade de vocês, hoje isso já não representa progresso como no passado. Aliás, existe um projeto fortíssimo do Governo Federal pedindo inclusive para rever as rotas e tirar os trilhos de dentro dos municípios, porque só causam prejuízos”, explicou Rotta aos prefeitos e representantes que se levantaram para falar do potencial de seus municípios.


De acordo com o superintendente, as ferrovias vão atrás dos pontos estratégicos entre as cidades com maior potencial produtivo, mas não passa por dentro delas. As etapas dos estudos começam pela avaliação das áreas de preservação ambiental, depois pelo estudo geológico, do solo. “Ai já nos surge um traçado e partir dele vemos os melhores locais para os trilhos passarem de acordo com o número de curvas que eles têm que fazer. Para depois escolher os melhores locais para os pólos de carga”, afirmou Rotta.
Estes pólos serão os locais que os v

agões serão carregados. “Os municípios, ainda que a ferrovia não passe tão perto, devem investir e se preparar para a chegada dela, porque ainda pode ser melhor andar menos quilômetros de caminhão até os pólos, do que fazer todo o trajeto até o porto pelas estradas”, afirmou o superintendente.


Os trilhos devem ficar entre 20 e 30 quilômetros das cidades em que vai passar mais perto. Para recebê-los são avaliados o potencial de produção do município em que ela está e os que estão à volta, além de outros itens, como capacidade de armazenagem do que será levado para os vagões. “A ferrovia chega. Pelo que vejo aqui está até atrasada, porque a demanda já existe”, disse Rotta.

BIOCEÂNICA

Ainda foi lembrada durante a audiência a ferrovia Bioceânica, que sairia do Porto de Santos (SP), passando por Panorama, usando o ramal da Norte-Sul, que deve cortar Mato Grosso do Sul, saindo através de Porto Murtinho para o Paraguai, depois seguindo para Argentina e Chile; ou ainda criando uma saída através da Ferroeste para escoar a safra a outros países através de novos trilhos saindo de Maracaju. Mas isto é projeto para o futuro, depois que as duas ferrovias já estiverem em MS. A Bioceânica seria uma nova alternativa para escoamento da safra agrícola do Estado para os países da Ásia, grande comprador dos grãos brasileiros.

ITAHUM

A audiência lotou as cadeiras no plenário da câmara de Dourados, mas quem chamou mais a atenção foi a comunidade do distrito de Itahum. Com papeis escritos “Itahum é Dourados”, eles reivindicaram que os trilhos cheguem ao local, já que existe uma estrutura da antiga Ferro Noroeste do Brasil, abandonada por uma empresa americana nos anos 50.


Para o professor de história, doutor Paulo Cimó, que fez um estudo sobre o caso, teria que ser feita uma avaliação atual para saber se Itahum seria uma opção viável nos dias de hoje. “Na época a instalação da rodovia tinha uma finalidade muito mais política e não econômica, por isso não deu certo. O que eu acho, e ai é uma opinião de historiador, é de que a estrutura que já existe deveria ser aproveitada de alguma maneira”, afirmou o doutor.


Durante a audiência ficou cogitada a utilização dos trilhos e da estação já existentes no distrito, mas não está definido de que maneira isso pode ser feito na prática.

fonte: diarioms.com.br


__________________
Às vezes, quando você vai para o fundo do poço, aqueles de quem vc não espera nada, são os primeiros a lhe dar a mão.
Rudiero no está en línea  
Old May 30th, 2011, 06:56 PM   #4466
rafael_ms
Bolsão sul matogrossense
 
rafael_ms's Avatar
 
Join Date: Sep 2009
Location: três lagoas-MS
Posts: 905
Likes (Received): 36

Pacote de obras investirá R$ 100 milhões em Três lagoas

Na manhã de hoje (30), no Crase, foi anunciado o maior investimento para o município de Três Lagoas. A prefeita Márcia Moura (PMDB) lançou o pacote de obras no valor de R$ 100 milhões, que serão aplicados em todos setores para impulsionar o desenvolvimento do município. Diversas autoridades do município e do Estado, incluindo a presença da vice-governadora Simone Tebet (PMDB) e do deputado Eduardo Rocha (PMDB) acompanharam o lançamento.

O dinheiro será investido nas seguintes obras:

INFRAESTRUTURA : Somados em mais de R$ 15 milhões,

Aeroporto; UBS (Unidade Básica de Saúde); Complexo Poliesportivo; Iluminação Pública; Praça do Jupiá; Praça na Escola Santos Dumont; Reurbanização da Avenida Olinto Mancini; Pontes de madeira; Ponto Arapuá (Barra Bonita); Urbanização da Casa do Artesão; Pintura de ruas; Semáforos; Parquinho na Osmar Dutra; Calçadão no Piscinão; Cemitério do Soldado; Drenagem e revitalização na Antônio Trajano; Casa do Artesão; Exposição, Cruzeiro Cemitério; Estradas Vicinais.

HABITAÇÃO serão investidos mais de R$ 57 milhões


construção de 1.232 Unidades Habitacionais em parceria com administração pública e privada, entre a empresa Brookfield e Prefeitura.

ASSISTÊNCIA SOCIAL:


Construção do Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social); Elaboração de projeto e complementares de engenharia do edifício da Banda Marcial; Aquisição de um ônibus para transporte da Banda Marcial e Musical Cristo Redentor.

PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA: O investimento será no montante de R$ 16 milhões nos seguintes bairros

Nossa Senhora Aparecida; Santa Rita; São João; Vila Nova; Santa Luzia; Santa Terezinha; Boa Vista; Elvírio Mário Mancini; São João; Vila dos Pescadores; Colinos e Jardim Primaveril; Ruas de acesso à Filinto Muller – Jardim Dourados; Quinta da Lagoas; Paranapungá e Acácias; Santa Rita; Jardim Maristela; Santo André; Jardim Alvorada; Vila Alegre; Ponta Porã; Jardim Paineiras ADC São Luiz; Vila Alegre; Rua Chico Xavier; Jardim Carandá e Área Rural.

EDUCAÇÃO serão aplicados R$ 4 milhões de reais nas seguintes unidades


Construção do CEI JK – Programa Pró-Infância; UPA (Unidade de Pronto Atendimento); Construção de duas salas de aula na Escola Municipal; Flausina Assução marinho; Constrção CEI (Centro Educacional Infantil) Bela Vista; CEI Santa Luzia; Biblioteca; Feira do Livro e Prouca (Programa um computador por aluno).

SAÚDE A Prefeitura deverá injetar R$ 3 milhões


aquisição de duas ambulâncias equipadas com UTI; aquisição de um veículo (furgão) para transporte de material biológico; aquisição de equipamentos de serviço de cardiologia do CEM (com ultrasom 3D; teste ergométrico; holter; ecocardiograma); elaboração de projeto para o Complexo regularizador do Samu e construção da clínica do idoso.

SEGURANÇA: serão aplicados mais de R$ 3 milhões
ampliação da unidade do Corpo de Bombeiro; aquisição de um caminhão auto bomba tanque para o Corpo de Bombeiros; Barracão para depósito de material apreendido para a Polícia Civil; Centro de operações e monitoramento por câmeras 190 da Polícia Militar; aquisição de veículos para Polícia Militar com três viaturas operacionais (Blazer) sedan e microônibus.

TRANSPORTE/TRÂNSTO Prefeitura estará repassando R$ 600 mil

instalação de radar portátil, tipo estático e construção da cidade mirim para educação de Trânsito.
DISTRITO ARAPUÁ: Obras deverão ficar no montante de R$ 225 mil.

Moradores desta região receberão pavimentação asfáltica e implantação de velório.

fonte http://www.hojems.com.br/hojems/0,0,00,7017-97849-PACOTE+DE+OBRAS+INVESTIR%C3%81+R$+100+MILH%C3%95ES+NA+CIDADE.htm
rafael_ms no está en línea  
Old May 30th, 2011, 07:19 PM   #4467
CampoGrandense
CGr / MS / C-O / BR
 
CampoGrandense's Avatar
 
Join Date: Jun 2007
Location: Campo Grande/MS
Posts: 11,508
Likes (Received): 1296

Quote:
Originally Posted by rodrigo.rod.digo View Post

Que maravilha ver até o governo do estado entregando bairros de casas populares com ruas asfaltadas.
Exigência da Caixa para financiar as obras. Em junho ela vai começar a exigir isso (água, asfalto, eletricidade, esgoto e coleta de lixo) de todas as novas casas, não só dos Governos.
CampoGrandense no está en línea  
Old May 31st, 2011, 12:41 AM   #4468
MMichaelN
Registered User
 
MMichaelN's Avatar
 
Join Date: Jul 2008
Location: Campo Grande MS
Posts: 8,373
Likes (Received): 1341



Que bom...
__________________
Entre outras mil, És tu, Brasil, Ó pátria amada
Mato Grosso do Sul / Estado do desenvolvimento
Campo Grande / Cidade do progresso

Last edited by MMichaelN; May 31st, 2011 at 12:54 AM.
MMichaelN no está en línea  
Old May 31st, 2011, 02:21 PM   #4469
CampoGrandense
CGr / MS / C-O / BR
 
CampoGrandense's Avatar
 
Join Date: Jun 2007
Location: Campo Grande/MS
Posts: 11,508
Likes (Received): 1296

É, mas vamos ver a quantidade de obras diminuir bastante aqui em CGr pelo simples fato da nossa rede de esgoto ser cretinamente pequena e de boa parte da cidade não ser pavimentada. Nos bairros com asfalto e esgoto, os terrenos já custam em torno da metade do valor limite máximo para financiamento pelo "Minha Casa, Minha Vida", que é de R$150.000 (em Campo Grande). Pra ter algum lucro os construtores vão desmembrar e reduzir ao máximo os terrenos (como já se faz onde os terrenos custam mais, mas não se faz onde o terreno é mais barato) e enfiar 3 casas em uma área de 360m².
CampoGrandense no está en línea  
Old June 1st, 2011, 01:44 AM   #4470
Rudiero
Registered User
 
Rudiero's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Douracity-MS
Posts: 3,297
Likes (Received): 256

Após 18 anos, Monumento ao Colono é revitalizado.

Um dos principais cartões postais de Dourados, o Monumento ao Colono, localizado na entrada da cidade, no Jardim Márcia, acaba de ser revitalizado e nesta terça-feira foi entregue à população. A iniciativa das melhorias partiu de um grupo de empresários da cidade em parceria com a prefeitura.

Foi feito o conserto do piso que tem o mapa da CAND (Colônia Agrícola Nacional de Dourados) e retrata os nomes dos municípios que integravam a colônia e os distritos de Dourados. Também foi feita a pintura do monumento e das floreiras e refeita toda a parte de jardinagem. O monumento também recebeu nova iluminação.

De acordo com o secretário municipal de Serviços Urbanos, Luis Roberto Martins de Araújo, os empresários compraram o material e pagaram a mão-de-obra da pintura e a prefeitura entrou com a mão-de-obra da instalação elétrica e fez toda a parte de jardinagem.

O Monumento ao Colono foi entregue em 20 de dezembro de 1992, no último ano do primeiro mandato do ex-prefeito Braz Melo. Desde essa época, após 18 anos, o Monumento nunca foi totalmente revitalizado.

A entrega da revitalização teve a presença do ex-prefeito Braz Mello, do secretário municipal de Planejamento Antônio Nogueira, que representou o prefeito Murilo Zauith, do arquiteto e ambientalista Luiz Carlos Ribeiro, autor do projeto do Monumento ao Colono, além de outros convidados, como os vereadores Walter Hora e Cido Medeiros.

Antônio Nogueira, que foi secretário de Obras de Braz Melo, disse que a iniciativa dos empresários com o apoio da prefeitura foi bastante válida, pois ajuda a resgatar parte da história da cidade.

Ele lembra que o Monumento ao Colono foi construído para melhorar o fluxo de veículos na entrada da cidade, com a grande rotatória. Com isso também ficou delimitado o ponto onde começa a cidade.

Antes disso, para muitas pessoas, a entrada da cidade começava na Cabeceira Alegre, nas imediações do Ubiratan. “O Monumento também traz parte da história da cidade, com o mapa da Colônia Agrícola Nacional, e ajuda a tornar a cidade mais bonita”, destaca o secretário.

Fonte: msja.com.br

__________________
Às vezes, quando você vai para o fundo do poço, aqueles de quem vc não espera nada, são os primeiros a lhe dar a mão.
Rudiero no está en línea  
Old June 1st, 2011, 04:43 AM   #4471
MMichaelN
Registered User
 
MMichaelN's Avatar
 
Join Date: Jul 2008
Location: Campo Grande MS
Posts: 8,373
Likes (Received): 1341



Ficou bem bonito...
__________________
Entre outras mil, És tu, Brasil, Ó pátria amada
Mato Grosso do Sul / Estado do desenvolvimento
Campo Grande / Cidade do progresso
MMichaelN no está en línea  
Old June 1st, 2011, 04:51 AM   #4472
rodrigo.rod.digo
sul-mato-grossense
 
rodrigo.rod.digo's Avatar
 
Join Date: Oct 2008
Location: Campo Grande/MS
Posts: 3,891
Likes (Received): 550



Muito bom!
__________________
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
Cidade Primor
rodrigo.rod.digo no está en línea  
Old June 1st, 2011, 04:49 PM   #4473
EricoWilliams
Annoying Moderator
 
EricoWilliams's Avatar
 
Join Date: Sep 2005
Location: Brasil
Posts: 17,311

Do notícias de Sorocaba:
Quote:
Originally Posted by José Neto View Post
São Paulo e Rio continuam na liderança no ranking das maiores cidades em consumo, mas despontam Sorocaba e Campo Grande, mostra pesquisa

As 50 maiores cidades do País em potencial de consumo estão perdendo participação nas compras das famílias brasileiras. No ano passado, esses municípios responderam por 45,8% do consumo nacional e, neste ano, por 43,9%, aponta o estudo IPC Maps, da IPC Marketing Editora. Isso representa R$ 48 bilhões a menos circulando no caixa das empresas localizadas nessas cidades.

"Essa redução na fatia das grandes cidades confirma o processo de desconcentração no consumo", afirma Marcos Pazzini, diretor da IPC Marketing Editora e responsável pelo estudo.

São Paulo(SP), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF) e Belo Horizonte (MG) lideram, nessa ordem, o ranking dos maiores municípios do País em compras neste ano, mas cada um deles com uma participação bem menor comparativamente a 2010.

Em contrapartida, há cidades que ganharam posições na lista, como Curitiba (PR), Salvador (BA), Goiânia (GO), Ribeirão Preto (SP) e São José dos Campos (SP).

Estrelas

Pazzini destaca cidades como Sorocaba, no interior do Estado de São Paulo, e Campo Grande, no Mato Grosso, como estrelas do consumo em 2011. Sorocaba, por exemplo, subiu seis posições no ranking no último ano, da 30.ª para 26.ª posição. Campo Grande, por sua vez, ascendeu da 20.ª para a 18.ª posição no ranking do potencial de consumo no último ano.

O especialista explica que, no caso de Sorocaba, apesar de ter aumentado o potencial de consumo da classe C dos moradores da cidade, o crescimento da classe A teve impacto mais significativo, com a migração de parte da população da classe B.

"Como a renda da classe A é significativamente maior que das demais classes, o aumento do número de domicílios desse estrato social fez com que o crescimento do potencial de consumo desse município se destacasse em relação aos demais", explica Pazzini.

Já no caso de Campo Grande, a ascensão da cidade no ranking dos 50 maiores municípios do País em potencial de consumo está baseada no crescimento da classes B.

Crise

A tendência de desconcentração do consumo das grandes cidades para os municípios menores já vinha se desenhando desde 2000, observa Pazzini. Esse movimento, no entanto, foi interrompido pela crise financeira internacional de 2008, que teve impacto econômico no ano seguinte. "Com a crise, as empresas ficaram com receio de investir em novos mercados e optaram por apostar em cidades já conhecidas", diz o especialista. Agora, ele acredita que a desconcentração deve continuar.

http://www.estadao.com.br/estadaodeh...mp713278,0.php
Tem alguns erros toscos na reportagem, mas a informação é interessante!
__________________
SSC Brasil
EricoWilliams no está en línea  
Old June 1st, 2011, 05:31 PM   #4474
WEndelLiMa
MG-MSM/MS-CGR
 
WEndelLiMa's Avatar
 
Join Date: Jul 2008
Location: Campo Grande - MS
Posts: 304
Likes (Received): 1

Mto válida a informação...valewssss ein!!!
__________________
"Jesus disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vai até Deus se não através de mim."
WEndelLiMa no está en línea  
Old June 2nd, 2011, 03:23 AM   #4475
MMichaelN
Registered User
 
MMichaelN's Avatar
 
Join Date: Jul 2008
Location: Campo Grande MS
Posts: 8,373
Likes (Received): 1341

Em Brasília, André busca recursos para rodovia Sul-fronteira e investimentos da Sudeco



Clodoaldo Silva

Campo Grande (MS) - O governador André Puccinelli e parte da bancada federal do Estado solicitaram na manhã de hoje (1º) ao ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, recursos para asfaltamento da Rodovia MS-165, mais conhecida como Sul-Fronteira. André juntamente com os deputados da bancada, também tentou evitar a perda de investimentos de mais R$ 100 milhões da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) no Estado.

Puccinelli afirmou ao ministro que a extinção da Secretaria de Desenvolvimento do Centro-Oeste (SDC), no dia 05 de maio deste ano, ocasionou a exoneração dos funcionários que analisavam projetos de Mato Grosso do Sul. Sem este pessoal, investimentos federais no Estado podem ser prejudicados porque os projetos terão de ser analisados até o final de junho.

O ministro Fernando Bezerra disse que ainda não há uma definição do nome para coordenar a Sudeco e que a pasta está adequando a estrutura de pessoal existente para atender a superintendência. “Não podemos criar cargos, temos de fazer uma adequação”, enfatizou o ministro. Na avaliação de Bezerra, a continuidade da equipe evitaria o risco de perder os projetos de investimentos garantidos por meio de emendas parlamentares.



Clodoaldo Silva


Rodovia

Outro assunto da reunião, os recursos para asfaltamento da Rodovia Sul-fronteira, foi apresentado por Puccinelli que destacou ser uma estrada que servirá para “integração do Brasil, de Mato Grosso do Sul com o Paraguai”, emendando que também dará condições para se fazer fiscalização mais intensiva na faixa de fronteira. O objetivo é incluir a pavimentação no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) do Governo federal.

O ministro explicou que a presidente Dilma Rousseff “até final de julho estará consolidando o PAC 2”. Estão previstos R$ 22 milhões no Orçamento Geral União de 2011 para execução do trecho da MS-165, entre Ponta Porã e Sete Quedas. O custo total da obra é estimado em R$ 340 milhões para pavimentar 227 quilômetros da estrada, de acordo com o deputado federal Edson Giroto que foi Secretário Estadual de Obras durante o primeiro mandato do governador André Puccinelli.

Após a reunião o governador afirmou que “o ministro, atendendo a bancada, se empenhará para solucionar o mais rápido possível a questão da Sudeco e viabilizar os recursos para a Sul-Fronteira. Eu e a bancada federal iremos na Casa Civil da Presidência da República e no Ministério do Planejamento pedir agilidade para estas duas questões”, concluiu André.

Com informações da assessoria de imprensa do deputado federal Edson Giroto

Fonte: http://www.noticias.ms.gov.br/index....comp_orig=1068
__________________
Entre outras mil, És tu, Brasil, Ó pátria amada
Mato Grosso do Sul / Estado do desenvolvimento
Campo Grande / Cidade do progresso
MMichaelN no está en línea  
Old June 2nd, 2011, 06:15 AM   #4476
rodrigo.rod.digo
sul-mato-grossense
 
rodrigo.rod.digo's Avatar
 
Join Date: Oct 2008
Location: Campo Grande/MS
Posts: 3,891
Likes (Received): 550

Na edição de hoje do http://www.diariodigital.com.br (105), Nelsinho aparece fazendo "S2 S2"... será que ele é fã do Restart? hahaha
__________________
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
Cidade Primor
rodrigo.rod.digo no está en línea  
Old June 2nd, 2011, 07:13 PM   #4477
douradense
Registered User
 
Join Date: Sep 2009
Posts: 284
Likes (Received): 0

Empresários ajudam repaginar Dourados

Empresários agora querem investir na revitalização da Usina Velha de Dourados. Foto:
Hedio Fazan
PREFEITURA DIZ QUE PARCERIA É DEMONSTRAÇÃO DE CIDADANIA
Ana Paula Amaral

O grupo formado por 20 empresários, responsável por parte do investimento para revitalização do Monumento ao Colono, quer continuar contribuindo com a Prefeitura para revitalização de prédios públicos de Dourados. Para revitalização do Monumento ao Colono, reinaugurado na segunda-feira, os empresários ‘arrecadaram’ R$ 10 mil, utilizados na compra de material para pintura e iluminação do local. A mão-de-obra ficou por conta da Prefeitura, A parceria com o poder público, iniciada há vários anos, começou com apoio na aquisição de mudas mas agora deverá se concentrar na revitalização de outros monumentos e prédios públicos ‘sucateados’. Na lista dos empresários, constam a Usina Velha e os monumentos do Ervateiro e a caravela dos 500 anos, localizada na avenida Marcelino Pires.

O empresário Romen Barleta, da Embresul Embreagens, lembra que, antes de iniciar os trabalhos, é preciso autorização da Secretaria Municipal de Habitação e Serviços Urbanos (Semsur). “Temos vários projetos em vista, mas antes precisamos ‘eleger’ a prioridade e buscar autorização com o poder público”, explica. Ele lembra que o apoio dos empresários, batizado de ‘observatório ambiental’, começou há vários anos, em antigas administrações, através da doação de mudas para plantio em diversos pontos da cidade. Neste caso, os empresários compram as mudas e a prefeitura fica responsável pelo plantio e manutenção das plantas. “Deu certo até agora e tem tudo para continuar”, diz ele.

Secretário Luis Roberto de Araújo diz que a Prefeitura aprova parcerias



O empresário César Augusto Scheide, gerente administrativo da Inflex, lembra que o trabalho dos empresários não pretende substituir o poder público, mas sim contribuir para o embelezamento da cidade. “Estamos tentando colaborar e ajudar de alguma forma. Uma cidade mais bonita eleva a auto-estima da população”, avalia, ao destacar também a responsabilidade social das empresas instaladas no município. “A principal responsabilidade da empresa é pagar impostos, mas nada impede que façamos parcerias para contribuir com o poder público”, complementa. Já o empresário Stefano Teló, do Dourados Center Hotel, diz que a limpeza e embelezamento da cidade também é responsabilidade dos cidadãos. “Todo mundo sabe que a Prefeitura está enfrentando uma situação difícil e os empresários têm que ajudar”, diz ele. “Quem investe aqui também precisa fazer alguma coisa pela cidade”, afirma.
Cidadania

Procurado pela reportagem, o secretário de Serviços Urbanos, Luis Roberto Martins de Araújo, disse que Prefeitura vê a parceria com bons olhos e elogia a iniciativa. “É uma grande demonstração de cidadania. Nada mais é do que a população querendo participar da administração pública”, afirmou, ao citar que, com o apoio da iniciativa particular, o processo flui de forma mais rápida. O secretário apenas fez questão de esclarecer que a Prefeitura não recebe nenhum valor em dinheiro por parte dos empresários. Segundo ele, neste tipo de parceria, o próprio grupo adquire o material e a Prefeitura entra com a mão-de-obra. “Fazemos o que compete ao poder público. A Semsur não recebe dinheiro de ninguém”, garantiu.
http://www.douradosagora.com.br/noti...ginar-dourados
douradense no está en línea  
Old June 2nd, 2011, 07:15 PM   #4478
douradense
Registered User
 
Join Date: Sep 2009
Posts: 284
Likes (Received): 0

Parque ambiental Rego D´Água sai do papel

Maquinas trabalham firme para entregar a obra do parque até janeiro de 2012. Foto:
Hédio Fazan


Depois de sete anos, só agora o Rego D’água começou a ganhar praça, quadras, lanchonetes e iluminação
OBRA DEVE FICAR PRONTA ATÉ JANEIRO DE 2012
Marli Lange

Depois de sete anos, só agora o Parque Parque Ambiental Rego D’água Primo Fioravante Vicente começou a receber os primeiros investimentos que vão garantir espaço de lazer à população douradense.

As obras foram retomadas na primeira quinzena deste mês e pelo projeto, nessa segunda etapa, serão construidos a praça, quadra poliesportiva e de skate, espaço para lanchonete, sanitários, área de administração e píer sobre o córrego, além da implantação de iluminação e de equipamentos para a prática de esportes e lazer.

Localizado na região Sul da cidade, o Parque deverá beneficiar uma população de aproximadamente 40 mil pessoas de pelo menos 22 bairros, como o grande Àgua Boa e Itália.

As obras do Parque Ambiental Rego D’Água Primo Fioravante Vicente começaram em 2004, com implantação da drenagem de águas pluviais para rebaixamento do lençol freático e canalização das partes mais alagadas, pavimentação asfáltica de todo o contorno do parque e a sua delimitação com cercamento e implantação de pistas de caminhada internas e externas.

Nessas obras foram gastos R$ 4 milhões em recursos obtidos através de uma emenda do deputado Geraldo Resende (PPS) no Ministério da Integração Nacional e uma constrapartida da prefeitura no valor de R$ 400 mil.

Segundo a Secretaria Municipal de Planejamento, as obras estavam paradas há um bom tempo. Com recursos quase perdidos, em função de impasses políticos, uma das primeiras medidas do prefeito Murilo Zauith (DEM) ao assumir a prefeitura em fevereiro deste ano, foi regularizar a documentanção junto a Caixa Econômica para garantir os recursos para iniciar esta etapa da infraestrutura.
Com isso, foram liberados R$ 1,7 milhão em recursos federais, incluindo as contrapartidas do Estado e do município.

Segundo o assessor especial da prefeitura Gerson Schaustz, a empreiteira tem prazo de oito meses para concluir toda a obra, que deve vencer em janeiro de 2012.
MEIO AMBIENTE

A secretária de Meio Ambiente de Dourados, Valdenise Carbonari Barbosa, anunciou recentemente através do Jornal O PROGRESSO que fará uma força-tarefa para evitar a degração dos córregos da cidade, em especial ao Rego D’água. O objetivo é evitar o depósito de lixo, além de um trabalho de conscientização junto a população de Dourados, sobre a problemática do esgoto clandestino e do descarte ilegal de resíduos. De acordo com a Lei Verde, a multa para quem é flagrado cometendo esta irregularidade varia de R$ 55 a R$ 440 mil.
http://www.douradosagora.com.br/noti...rque-ambiental
douradense no está en línea  
Old June 2nd, 2011, 07:32 PM   #4479
viníciusMS
Registered User
 
viníciusMS's Avatar
 
Join Date: Mar 2010
Location: Campo Grande -MS- Brasil
Posts: 1,090
Likes (Received): 6

Que nome o desse parque
viníciusMS no está en línea  
Old June 2nd, 2011, 07:54 PM   #4480
Rudiero
Registered User
 
Rudiero's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Douracity-MS
Posts: 3,297
Likes (Received): 256

Quote:
Originally Posted by viníciusMS View Post
Que nome o desse parque
Gente, horrível mesmo!

"Parque Ambiental Rego D’água Primo Fioravante Vicente" kkkkkkkkk

Rego D'água.

Bom, mas o importante é q esta obra está sendo concretizada de forma rápida e eficiente.

E detalhe, passei por lá esse dias e é ENORME esse parque, vai atender um grande n° de residentes daquela região!
__________________
Às vezes, quando você vai para o fundo do poço, aqueles de quem vc não espera nada, são os primeiros a lhe dar a mão.
Rudiero no está en línea  
Closed Thread

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 09:21 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu