daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte



Reply

 
Thread Tools
Old June 5th, 2009, 03:18 PM   #1
aleochi
carioca
 
aleochi's Avatar
 
Join Date: Jun 2008
Location: Rio [ ] Maceió [x]
Posts: 6,715
Likes (Received): 702

Rio de Janeiro - Estrutura para a Copa de 2014

RIO DE JANEIRO
PALCO DA GRANDE FINAL DA COPA 2014!



Candidatura natural
• O Rio de Janeiro é uma candidata natural para sediar o jogo final da Copa 2014, repetindo a condição da Copa de 1950. Embora não seja a Capital Federal é ainda a sede da Confederação Brasileira de Futebol.

• Conta com um estádio que precisa de reformas e adaptações mas tem capacidade requeridapara o jogo final:
É reconhecido como o “templo mundial do futebol”.

• Conta com uma infra-estrutura de hospitalidade que pode ser reforçada pelos navios de cruzeiros, casas de amigos, parentes e alugadas para a temporada, além da rede hoteleira da região metropolitana.

• Tem capacidade de atendimento hospitalar e de cuidados médicos.

• Tem capacidade de organização de grandes e mega eventos
esportivos.

Legado dos Jogos Panamericanos
• O Rio de Janeiro organizou, com grande sucesso, os Jogos Panamericanos, tendo sido considerado os melhores Jogos entre todos os realizados.

• Houve controvérsias em relaçãoao seu legado: De uma parte assume-se que os Jogos Panamericanos, diferentemente das Olimpíadas e da Copa de Futebol, deixam poucos legados, além dos equipamentos construídos para a sua realização.

• Não teria havido estouro de verbas, mas o seu aumento tendo em vista a candidatura do Rio para as Olimpíadas de 2016. O seu principal legado teria sido a viabilização da sua candidatura para as Olimpíadas de 2016. Teria ainda viabilizada a hospedagem dos Jogos Olímpicos Militares, a ser realizada em 2011, com aproveitamento de grande parte dos equipamentos implantados para os Jogos Panamericanos..
Haveria um desenvolvimento imobiliário nas áreas próximas aos equipamentos, mas de maturação lenta. A infra-estrutura básica pouco evoluiu, com as obras estruturais prometidas ou previstas antes dos Jogos ainda não foramconcluidas, algumas em execução e outras nem iniciadas.


Capacidade de organização de eventos do Rio de Janeiro
• O Rio de Janeiro tem um largo currículo de organização de grandes e mega eventos internacionais esportivos, culturais ou de entretenimento. Além dos Jogos Panamericanos de 2006, e da Copa do Mundo de Futsal (2008) será a sede das Olimpiadas Militares, em 2011, com participação de 4.400 atletas.

O Rio de Janeiro tem a maior “fan-fest” do mundo com a organização do seu “reveillon” na praia, reunindo mais de 2 milhões de pessoas.


Vitrine ou vidraça?
• O maior desafio do Rio de Janeiro para sediar a Copa estaria entre a “vitrine e a vidraça”, em função do legado da realização da Copa na cidade:
• A vitrine é a beleza natural da cidade:
– É efetivamente a cidade marvilhosa.
– Uma cidade inigualável no mundo.
• A vidraça é a pobreza, visualizada pelas favelas.
– São imensas comunidades que se destacam na paisagem da cidade, gerando um forte impacto visual negativo. E junto com essa, a imagem da violênica.


O legado para o turismo
• A Copa do Mundo é o maior evento mídiático mundial, gerando a maior visibilidade para o pais e para as cidades. Na Copa de 2006, na Alemanha, estima-se que a audiência somada de todos os jogos alcançou a 26 bilhões de pessoas. Muito superior à população mundial, dado que muitos assistiram a mais de um jogo.

• Em todos os paises que sediaram a Copa, houve um substancial incremento do turismo.

• Pode gerar um substancial aumento do turismo internacional, atraido pelos seus encatos, como mostrar uma imagem negativa que os afaste.


Os desafios do Rio de Janeiro
• Melhoria da infra-estrutura para a acessibilidade às áreas de expansão urbana:

• Integração das áreas ao norte-sul dos maciços da cidade;
• Fortalecimento das ligações leste-oeste
• Transporte de alta capacidade entre o aeroporto internacional e os principais locais de destino;
• A mobilidade em geral;
• Sistema de transporte
• Aceleração dos investimentos em modernização das frotas.
• Ligação terrestre rápida entre Rio e São Paulo;
• Segurança pública


Os projetos estruturais previstos

Alguns já estão em andamento, como:

– O Arco Metropolitano, com 145 km de rodovia, integrando os eixos metropolitanos;

– A Via Light, que visa interligar o subúrbio do Rio com a região metropolitana de Nova Iguaçu;

– A revitalização do Porto do Rio de Janeiro (parcial);

• Outros ainda estão nos planos:

– Trem de alta velocidade (TAV), ligando as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, passando pelo aeroporto internacional do Rio.

– Expansão e modernização do metrô, com a construção da Linha 3 e 4, ligando São Gonçalo ao Centro do Rio e a Barra à Zona Sul, respectivamente.

– Modernização e aquisição de novos trens para a SUPERVIA, alem da modernização das principais estações;

– Implantação do BRT (Bus Rapid Transit):
• Ligação Barra – Zona Sul;
• Corredor T5 Barra da Tijuca – Penha;
• Ligação C, entre Deodoro e Barra da Tijuca.


– Revitalização do Aeroporto Internacional;


O entorno dos estádios
• Há um entorno imediato dos estádios que deve atender a um conjunto de requisitos, estabelecidos pela FIFA, principalmente:
– Áreas de escape;
– Estacionamentos:

• Geral, para a mídia e para as autoridades;
– Estações de serviços de transporte de massa
• Metrô;
• Trens metropolitanos.

• Para o Maracanã está previsto uma expansão para além da linha ferroviária, cujo projeto e implantação deverão ser objetos de licitação, em regime de concessão.

• Para o entorno do “Engenhão” não há projeto previsto.


Infraestrutura de telecomunicações
• O suporte da infraestrutura de telecomunicações é fundamental para garantir a transmissão dos jogos sem um segundo de falha.

• A Embratel que atende ao Rio de Janeiro, contempla a infrafrutura, o software e a experiência operacional, obtida pela transmissão nos principais eventos internacionais, com participação brasileira.


Planejamento integrado
• A cidade do Rio de Janeiro tem plenas condições para sediar o jogo final da Copa do Mundo, assim como o Centro de Mídia.

• Os seus desafios estão nos legados dessa condição, tanto na infra-estrutura, como no aumento do fluxo turístico.

• O que precisa ser feito na infra-estrutura já está fartamente proposto. Mas falta a tomada de decisão com relação às tecnologias, os custos e seu financiamento.
___________________________________________


O MARACANÃ ATUAL...





E O PROJETO PARA 2014 (Projeto não definitivo)


Quote:
Originally Posted by Cauê View Post
[...] Ontem o Jornal Nacional explicou que não existe um projeto ainda para o Maracanã. Esse teto de vidro é só para formar um "conceito". Ou seja, é para obrigar a empresa que for reformar o estádio a fazer uma cobertura plena das arquibancadas. Resumo: Poderemos ver um projeto totalmente diferente.
O Projeto do Maracanã ligará o estádio ao Parque da Quinta da Boa Vista, atravez de uma passarela que será construída sobre a linha férrea que passa em frente ao estádio.











________________________________________

Alem de ser a sede da Final, o RIO também receberá o MUSEU DA CBF, e ainda especula-se sobre o museu da própria FIFA, na qual o Rio disputa com Londres.

Veja o vídeo com o projeto do Museu da CBF aqui: http://globoesporte.globo.com/Esport...-15071,00.html

O Rio também quer sediar o Centro de Mídia da Copa, na qual disputa com São Paulo, Brasilia e Belo Horizonte.






Fontes:
www.copa2014.org.br
http://www.sinaenco.com.br/downloads...20Sinaenco.pdf
__________________
RIO
DE
JANEIRO

Last edited by aleochi; June 5th, 2009 at 04:09 PM.
aleochi no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old June 5th, 2009, 03:20 PM   #2
aleochi
carioca
 
aleochi's Avatar
 
Join Date: Jun 2008
Location: Rio [ ] Maceió [x]
Posts: 6,715
Likes (Received): 702

Rio quer ser capital da Copa 2014 e investirá R$ 400 milhões para ter final no Maracanã



Foi lançado nesta manhã (04/06) o projeto "Rio capital da Copa 2014", em evento no Palácio da Cidade, em Botafogo. A cerimônia contou com a presença do prefeito Eduardo Paes, do governador, Sérgio Cabral; do presidente da CBF, Ricardo Teixeira e da secretária de Turismo do estado, Márcia Lins. Para ter a final da competição no Maracanã, serão investidos R$ 400 milhões em infraestrutura e obras em toda a região do entorno do estádio.

"Estamos todos empenhados para que a cidade esteja preparada para ser a capital da Copa e para isso vamos atender todas as exigências da Fifa. Nosso objetivo é proporcionar todas as facilidades para que os torcedores que vierem ao Rio aproveitem suas belezas naturais, sua cultura e voltem para casa satisfeitos", disse Paes.

Em relação ao aeroporto do Galeão o objetivo é passar da atual capacidade de 15 milhões de passageiros por ano para 20 milhões em 2014. Já na oferta hoteleira a expectativa é ter a criação de 7.500 novos quartos até a Copa. Atualmente são 23 mil que devem chegar a 30.500. O prefeito ainda lembrou que o porto também vai contribuir nesse quesito. "Podemos receber até 9 transatlânticos, o que significa 11 mil quartos. Em 2003 passaram pelo nosso porto 91 mil passageiros, em 2008 foram 445 mil", afirmou.

O projeto apresentado hoje ainda demonstra o interesse do Rio de Janeiro em abrigar a sede da Fifa. "Vamos ofertar o Palácio da Cidade e o Palácio das Laranjeiras para isso", explicou o prefeito. Está sendo proposta também a construção da sede da CBF e do Museu do Futebol na cidade. Para tal, a prefeitura oferece um terreno de 11 mil metros quadrados na Zona Oeste, localizado na esquina das Avenidas Ayrton Sena e Aberlado Bueno. O local serviria ainda para concentração da seleção brasileira sem que a mesma tenha que se deslocar para Teresópolis.

Outra novidade revelada foi a intenção de ter no Rio o Centro de Mídia da Copa de 2014, que ficaria situado também na Barra da Tijuca.

http://www.mercadoeeventos.com.br/sc...42&IndSeguro=0
__________________
RIO
DE
JANEIRO
aleochi no está en línea   Reply With Quote
Old June 5th, 2009, 03:27 PM   #3
Cauê
Registered User
 
Cauê's Avatar
 
Join Date: May 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 11,557
Likes (Received): 3518

Obrigado pelo thread aleochi.

Bom, para não escrever de novo:

Quote:
Originally Posted by Cauê View Post
... ontem o JN explicou que não existe um projeto ainda para o Maracanã. Esse teto de vidro é só para formar um "conceito". Ou seja, é para obrigar a empresa que for reformar o estádio a fazer uma cobertura plena das arquibancadas. Resumo: Poderemos ver um projeto totalmente diferente.
Cauê no está en línea   Reply With Quote
Old June 5th, 2009, 03:30 PM   #4
Cauê
Registered User
 
Cauê's Avatar
 
Join Date: May 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 11,557
Likes (Received): 3518

Ou seja, a empresa vencedora poderá fazer a cobertura que quiser, mas, terá que fazer a cobertura. Sacou? É isso.

Ah, e o parque aquático, assim como o estádio de atletismo, ambos ao lado do gigante, são tombados e estão gerando polêmica. Li isso hoje.
Já que não vão mais fazer um museu ao lado do Maracanã (pois seria na Barra) eu prefiro que essas duas instalações não sejam demolidas e que encontrem uma outra solução para o estacionamento. Façam um prédio!
Cauê no está en línea   Reply With Quote
Old June 5th, 2009, 04:17 PM   #5
PauloLescaut
Registered User
 
PauloLescaut's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Niterói
Posts: 11,792
Likes (Received): 2101

Duas citações:

Quote:
Originally Posted by PauloLescaut
Investimentos no Rio dependem muito do PAC
Desafios cariocas para melhorar a cidade vão do transporte à segurança, passando por hotelaria e aeroporto

Fábio Juppa

“Welcome Back, 1950-2014”.


Foi com este slogan alusivo ao primeiro Mundial realizado no Brasil que as autoridades do Rio de Janeiro apresentaram a candidatura da cidade e conseguiram seduzir a Fifa a apontála como uma das 12 sedes da Copa de 2014. Passada a euforia, o poder público reconhece que receber novamente a grande festa do futebol exigirá ação efetiva e investimentos em infraestrutura que não dependem exclusivamente da vontade política dos governos estadual e municipal. Somente a ajuda da União pode assegurar que projetos tratados há bastante tempo como promessas eleitoreiras saiam do papel e garantam não só uma Copa do Mundo nos padrões da Fifa, como um legado inestimável para o cidadão carioca.

— A verdade é que o Rio de Janeiro vai servir de termômetro na preparação do Mundial.

Nossos projetos são referências — diz a secretária Estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Márcia Lins.

Embora boa parte dos projetos de infraestrutura, alguns deles já em andamento, sejam anteriores à candidatura do Rio, não tendo vínculo direto com a Copa, são considerados estratégicos pelas autoridades e pelo Comitê Organizador Local (COL), principalmente na área de transporte público.

Um exemplo é o Arco Metropolitano, que cria um cinturão de comunicação de 145 km entre as principais vias do Estado, onde não circularão veículos pesados, facilitando o fluxo. Importante para a economia da cidade, na visão dos envolvidos com a preparação do Rio para a Copa é uma obra que pode aumentar o tempo de permanência de turistas na cidade, já que facilitaria a ida, por via terrestre, a cidades como São Paulo, Santos, Belo Horizonte e Vitória.

PACs da Mobilidade Urbana e da Copa são fundamentais

A obra, que consome recursos do Estado e da União, foi orçada entre R$ 700 milhões e R$ 1 bilhão. O valor está na média de outros dois projetos grandiosos que preveem a melhoria do sistema de transporte público, ambos citados no vídeo que o comitê da candidatura carioca apresentou à Fifa: a expansão do Metrô, com a construção da linha 4 (Zona Sul) — a linha 1-A, ligando São Cristóvão, da linha 2, à Central, da linha 1, desafogando o Estádio, está em curso — e a criação de cinco corredores de ônibus articulados, os “Bus Rapid Transit” (BRT). O que ligaria a Barra à Penha, batizado de Corredor T-5, tem custo aproximado de R$ 805 milhões. A obra do metrô é a mais cara. Está orçada em R$ 1,3 bilhão, e, como o Corredor T-5, depende da liberação de recursos do PAC da Mobilidade Urbana (R$ 4,7 bilhões), e do PAC da Copa (R$ 550 milhões), cuja promessa era de ser anunciado tão logo fossem conhecidas as cidades-sedes.

— Até temos fontes alternativas, mas essas obras dependem basicamente da ajuda do governo federal — afirma o prefeito Eduardo Paes.

Com 27 mil quartos num raio de 50 km da cidade, a rede hoteleira tende a se expandir.

Atualmente, a prefeitura tem engavetados 17 novos pedidos de licença, dez deles para a região da Barra da Tijuca e do Recreio. Márcia Lins não vê com o que se preocupar, mas Paes não pensa assim. Para ele, é um setor que carece de investimento, principalmente na qualidade das instalações.

O setor do turismo espera ainda ser contemplado com US$ 187 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o Prodetur (Programa do Desenvolvimento do Turismo). A última visita dos técnicos do BID para assinatura do financiamento é esperada para julho.

As reformas dos terminais 1 (R$ 35 milhões) e 2 (R$ 57 milhões) do Aeroporto Tom Jobim, financiadas com recursos federais da Infraero, são vistas como estratégica e devem se estender, a princípio, até 2011. Quando concluídas, o aeroporto poderá receber até 16 milhões de passageiros por ano, quatro milhões a mais do que hoje.

— Essas obras são produto de pressão pública. Em breve, o brigadeiro Nicácio (Cleonílson Nicácio, presidente da Infraero) virá ao Rio inspecionálas — diz o deputado federal Otávio Leite (PSDB-RJ).

O Quinta D’Or foi indicado como hospital de referência pela candidatura do Rio. A questão da segurança, uma das mais graves da cidade, será tratada mais próxima da Copa.

No ano que vem, no entanto, terá seu primeiro teste: o Rio será uma das quatro cidades do mundo, fora da África do Sul, a sediar a Fifa Fun Fest, uma festa oficial do evento.

— Já assinei tudo com a Fifa, será em Copacabana — revela Eduardo Paes.


´Nosso desafio é ser protagonista`

CORPO A CORPO: EDUARDO PAES

Diz o prefeito Eduardo Paes que esta semana é decisiva para as pretensões do Rio no que se refere à Copa de 2014. Ele espera ouvir do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, ainda que extraoficialmente, que a cidade receberá a final. A partir daí, os alvos passam a ser o Centro de Mídia e a sede da Fifa.

Fábio Juppa

O GLOBO: O que mais preocupa as autoridades do Rio, hoje, em relação à Copa do Mundo de 2014?

EDUARDO PAES: O maior desafio do Rio de Janeiro é ser protagonista do Mundial. Nosso objetivo principal é garantir a final aqui.

Depois, o Centro de Mídia e o quartel-general da Fifa. Está tudo bem encaminhado.

E como andam as negociações?

EDUARDO PAES: Por mais que tudo conspire para que o Rio sedie a final, ainda não há nada oficial. Temos trabalhado por isso.

Estamos aguardando a volta do Ricardo (Ricardo Teixeira, presidente da CBF) de Nassau para nos encontrarmos (Paes e o governador Sérgio Cabral) com ele. Esta semana, vamos oferecer a ele o local para abrigar o Centro de Mídia.

Mas, pela estrutura de cabos de transmissão de dados que saem do Rio, o Centro de Mídia não é uma conquista certa?

EDUARDO PAES: Que nada, temos que correr atrás. Tem cabo saindo de São Paulo também que permite uma ótima comunicação com a Europa e os Estados Unidos...

Como seduzir a Fifa a se instalar no Rio?

EDUARDO PAES: Oferecemos ao Blatter (Joseph Blatter, presidente da Fifa) o Palácio das Laranjeiras e o Palácio da Cidade, onde ele poderia receber autoridades e ficar instalado durante a Copa. São dois lugares maravilhosos. Estão à disposição dele.

E em relação ao Maracanã?

EDUARDO PAES: O Maracanã é o melhor estádio do mundo, um dos únicos onde você tem uma visão privilegiada do campo de todos os lugares. Após as reformas, vai continuar assim. Nosso desafio é modernizar sem perder o charme. O que preocupa mais é o entorno, a parte de trás. Os fluxos internos são ótimos, os externos nem tanto.

As portas estão muito próximas da rua.

E a questão do transporte público?

EDUARDO PAES: Aguardamos o anúncio do PAC da mobilidade urbana pelo governo federal, fundamental para investimentos na linha 4 do metrô e no Corredor T-5 (integração metrô/ônibus, existente em Curitiba).

Conversei sobre o trem bala com Agência de Transportes Terrestres. Seria legal, mas não é uma certeza.


Maracanã: mais R$ 430 milhões em reformas

Obras começam, obrigatoriamente, em janeiro, como estipula o Caderno de Encargos da Fifa

Com olhar benevolente de carioca e vascaíno, o prefeito Eduardo Paes vê um Maracanã que, para estar, de fato, nos padrões da Fifa e voltar a receber jogos de Copa do Mundo, precisa passar por uma reforma com custos nada modestos, considerando que, entre 1999 e 2007, já foram consumidos cerca de R$ 300 milhões em obras de reparo.

Os gastos para a modernização do complexo visando ao Mundial, inicialmente sem aplicação de dinheiro público, foram estimados em R$ 430 milhões, pouco mais do que os R$ 350 milhões desembolsados pelo ex-prefeito César Maia para a construção do Engenhão, cujo orçamento inicial, publicado no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro, em 15 de janeiro de 2003, previa custo de R$ 60 milhões e entrega em 2004, o que aconteceu semanas antes do Pan, em julho de 2007.

A consulta pública do edital da Parceria Público Privada (PPP) foi encerrada no último dia 22. O prazo de avaliação das sugestões propostas pelos interessados e elaboração do edital definitivo é de dez dias.

A expectativa é de que, até a próxima semana, ele seja lançado e, no início de agosto, se não houver contestações dos consórcios envolvidos no processo, os envelopes sejam abertos. O vencedor deve iniciar as obras, obrigatoriamente, em janeiro de 2010, como estipula o Caderno de Encargos da Fifa. A entrega deve ser feita até 31 de dezembro de 2012. Ao ator privado responsável pela implementação e gestão do projeto, que será concessionário por 35 anos, caberá adequar o velho Maracanã à nova realidade.

Célio de Barros e Júlio de Lamare serão demolidos

A fachada do Maracanã, tombada, será preservada, mas o estádio perderá os muros que o cercam. A ideia é integrá-lo à Quinta da Boa Vista por meio de uma grande rampa por cima da linha férrea. Por dentro, as reformas serão significativas, a começar pela necessidade de se acabar com pontos cegos, o que será resolvido com uma mudança na inclinação dos novos assentos ou rebaixamento do gramado.

O estádio ganhará uma cobertura, que não era exigida pela Fifa e deve consumir R$ 200 milhões. Uma das principais preocupações da Fifa é quanto à evacuação. Novos acessos serão construídos e os já existentes alargados, para permitir o esvaziamento entre 8 e 12 minutos. As áreas vips devem ser realocadas. Na área externa, o Célio de Barros e o Júlio De Lamare serão demolidos, abrindo espaço para os serviços de hospitalidade. O novo concessionário, por contrato, erguirá os complexos em outras áreas, já sob análise do poder público. (F.J.)
Fonte: O GLOBO


Quote:
Originally Posted by PauloLescaut View Post
Reportagem do Jornal Nacional. Destaque para a polêmica do Morumbi, e para a declaração sobre o atraso na apresentação de projeto arquitetônico pro Maracanã, além da liberdade conceitual que será dada à iniciativa privada nesse caso:

http://jornalnacional.globo.com/Tele...A+COPA+DE.html
__________________
ACORDA BRASIL!!! | EU PAGO UM IPTU ALTÍSSIMO!!! | É POR ISSO QUE ESSE PAÍS NÃO VAI PRA FRENTE!!! | PRA ISSO ELES TÊM DINHEIRO, ENQUANTO ISSO A SAÚDE E A EDUCAÇÃO...!!!
PauloLescaut no está en línea   Reply With Quote
Old June 5th, 2009, 07:33 PM   #6
aleochi
carioca
 
aleochi's Avatar
 
Join Date: Jun 2008
Location: Rio [ ] Maceió [x]
Posts: 6,715
Likes (Received): 702

Quote:
Originally Posted by Tiago Costa View Post
Transportes do RJ devem receber R$ 38 bi

05/06/2009 - PanRotas

O governo federal prevê investimentos de R$ 38 bilhões no sistema de transporte do Rio de Janeiro visando a Copa de 2014 e uma possível Olimpíada em 2016. Mais de R$ 15 bilhões vão para a construção de 55 quilômetros de linha férrea e R$ 5 bilhões serão investidos em corredores de ônibus, ampliação do metrô, melhorias nos acessos aos estádios e aeroportos.

Parte dos investimentos incluirá o sistema de barcas da cidade, que vai ganhar nova infraestrutura. O governo do Rio já iniciou as obras de construção do Arco Metropolitano, que vai interligar todas as rodovias federais que passam pelo Estado. Além de facilitar os acessos, a via expressa vai agilizar o fluxo no transporte de cargas na região.

“Estamos negociando com o ministro das Cidades, Márcio Fortes, e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, um grande plano ou pacto da mobilidade para atender grandes capitais da região, como Rio e São Paulo, onde se pretende investir US$ 5 bilhões em infraestrutura de trilhos.

A ideia é levar o metrô até a Barra da Tijuca e, ao mesmo tempo, trabalhar na Linha 3, que ligará Niterói a São Gonçalo e Itaboraí”, adiantou o secretário de Transportes, Júlio Lopes. Segundo ele, os trabalhos já passaram da fase de projeto e licenciamentos ambientais e aguardam apenas a liberação de recursos do governo federal o início das obras ainda este ano.

Fonte: Revista Ferroviária - Clipping
Link: http://www.revistaferroviaria.com.br...CdMateria=8344
__________________
RIO
DE
JANEIRO
aleochi no está en línea   Reply With Quote
Old June 5th, 2009, 11:34 PM   #7
muckie
Registered User
 
muckie's Avatar
 
Join Date: Mar 2006
Location: Rio de Janeiro
Posts: 6,556
Likes (Received): 566

Grande aleochi... valeu pelas infos... Gostaria de adicionar/questionar alguns pontos no entanto:

1. A vitrine: Não apenas beleza natural... mas conjunto arquitetonico e urbanistico incrivel... um museu a ceu aberto relatando diversos periodos historicos

Ou seja, a paisagem urbana em casamento com a paisgem natural = motivo pelo qual a UNESCO vai criar o Primeiro Patrimonio Paisagem Mundial...

2. Vidraça: A pobreza nas favelas é um mito... infelizmente visão retrógrada e pouco articulada de nossos governantes está incorporando as favelas como um dos nossos maires simbolos... tanto pelo populismo que drena boa parte dos investimentos para essas áreas (ao passo que náo resolvem o problema, o RIo virou a capital do enxugamento de gelo)...

Mas além dessa visibilidade e proteção politica e judicial... a lógica do mercado de terras e imobiliario no RIo se encontra doente... Pois grandes recursos são geraos pelo mercado especulativo informal nessas favelas... sao bilhoes do setor imobiliario ilegal que poderia estar sendo absorvidos pelo crescimento formal da cidade...
enquanto nao se pensa a expansao urbana.. (alem das novas moradias do programa MInha casa etc, deveria estar incorporada a um plano diretor que pensasse as novas expansões integradas à mobilidade etc)...

Mas o principal é que isso não é feito pela um falta de alternativa orçamentária... pois um aluguel nas favelas da zona sul já é maior do que um bom apartamento nos suburbios, ou até casas boas em ricas cidades como Ctba... Ou seja... o governo estimula e financia essa informalidade habitacional de classe C-D... um desperdicio faraonico

Além da pobreza.. a verdadeira vidraça do Rio é a mídia negativa... o total despreparo e caos do sistema de seguranã pública... além da corrupção debochante, ao passo que alguns vereadores e deputados são alimentados pela milícia, igreja evangélica, funk, de diversas máfias urbanas, e não duvido que do tráfico tb... e como contar como uma racionalização das linhas de onibus (a rede mais errada possível), algo primordial para a Copa... se as empresas de onibus atuam como coroneis urbanos em plena metropole

3. Infra-estrutura:
Se não forem implantar um linha de metro ou trem saindo do Aeorporto... bah, o Rio perde big time... SP está implementando 4 linhas de metrô até a Copa, Expresso Aeroporto, Trem de Guarulhos, uns 4 BRTs, VLTs para Congonhas e São Mateus

Além de um bilionário investimento rodoviário... com a execução de inúmeras obras para agilizar a fluidez das principais vias... além do Arco (sei que vamos ter o anel)... melhorias no Arco local, inúmeros túneis, viadutos, etc... (No io só falaram da Via light e da 24 de maio (que nunca mais foi comentada)...

Enfim... mostra que a gestão fluminense não tem uma visão tão estruturante assim... E, por falar nisso, até agora não se fala de uma integração metropolitana... Acho louco a 2° RM do pais, 3° do continente, não ter mais um órgao que trate de assuntos de integração metropolitana (lixo, economia, saneamento, mobiliadade, fluxos, etc)... diferente das demais metropoles brasileiras (temos a metropole menos planejada então?)

4. Além de sede natural... o RIo deveria fazer uma boa divulgação que extrapole o estereotipo do turismo batido e iconico.. e mostrar tb suas inumeras outras maravilhas que o NYT finge não ver resumido a cidade a biquinis e caipirinhas...


Desabafei rs... se o Rio for encaminhado numa administracao justa e normal, mosrta sua real essencia de cidade espetáculo e poderá mostrar sua força de melhor capital... caso contrário, não será muito virtuoso seu legado


p.s. - Novo projeto para o Maracnã já... alguem concorda?

Last edited by muckie; June 5th, 2009 at 11:44 PM.
muckie no está en línea   Reply With Quote
Old June 5th, 2009, 11:51 PM   #8
muckie
Registered User
 
muckie's Avatar
 
Join Date: Mar 2006
Location: Rio de Janeiro
Posts: 6,556
Likes (Received): 566

Mas wow... esse Centro de mídia é nota 11... Poderia casar com ele
muckie no está en línea   Reply With Quote
Old June 6th, 2009, 04:22 AM   #9
Osmar Carioca
Registered User
 
Osmar Carioca's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 22,633
Likes (Received): 5252

Aleochi,

SHOW DE BOLA o seu thread! Parabens!
Osmar Carioca no está en línea   Reply With Quote
Old June 6th, 2009, 05:25 AM   #10
eric_montezão
Carioca
 
eric_montezão's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Rio de Janeiro
Posts: 2,057
Likes (Received): 2

Se a Linha 4 sair do papel, eu vou chorar de emoção. Sério mesmo.

Estou gostando de ver a Prefeitura e o Governo do estado correndo atrás das instalações da FIFA e do Centro de Mídia aqui. O que me decepciona é que, como a notícia diz, tudo isso é apadrinhado pelo governo federal. Queria que o Rio pudesse ser, por si só, razoavelmente independente e com grande capacidade de investimento, como vemos nas obras em SP. Mas bom, tendo isso que prometeram, não me importa de onde veio o dinheiro - se da União, do estado ou do município. Não deixa de ser imposto meu mesmo, né.

De qualquer maneira, duvido que nós (fluminenses) não tenhamos o cacife para colocar algumas coisas em ordem na capital, e lançar sistemas de transporte mais leves, como os VLTs e BRTs.

Meu lado maquiavélico está clamando por uma briga de egos entre o governo estadual de SP e o trio Paes-Cabral-Lula, lutando para ver quem faz as maiores obras até a Copa... mawhwahwahuawhuawhuwa
__________________
Still the Wonderful City...
eric_montezão no está en línea   Reply With Quote
Old June 7th, 2009, 03:39 AM   #11
aleochi
carioca
 
aleochi's Avatar
 
Join Date: Jun 2008
Location: Rio [ ] Maceió [x]
Posts: 6,715
Likes (Received): 702

Quote:
Originally Posted by GabrielSantaman View Post

É impressão minha ou vão ocupar acabar com a Mangueira ?
A principio não. A Mangueira não é exatamente em frente ao estádio, está mais pra esquerda (vista de frente do Maracanã). A área verde nesse render provisório é a Quinta da Boa Vista, antiga residência da familia imperial brasileira, que será interligada ao estádio por meio de passarelas.
__________________
RIO
DE
JANEIRO
aleochi no está en línea   Reply With Quote
Old June 7th, 2009, 03:50 AM   #12
PauloLescaut
Registered User
 
PauloLescaut's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Niterói
Posts: 11,792
Likes (Received): 2101

Na verdade, a área verde, pelo que eu entendi, é uma vila militar que tem ali e que será demolida. Eles inventaram nesse render que o parque aquático e o estádio de atletismo seriam transferidos pra lá, mas é claro que isso não vai acontecer. Mas parece certo que vão construir a ligação Quinta-Maracanã e a estação multimodal.
__________________
ACORDA BRASIL!!! | EU PAGO UM IPTU ALTÍSSIMO!!! | É POR ISSO QUE ESSE PAÍS NÃO VAI PRA FRENTE!!! | PRA ISSO ELES TÊM DINHEIRO, ENQUANTO ISSO A SAÚDE E A EDUCAÇÃO...!!!
PauloLescaut no está en línea   Reply With Quote
Old June 7th, 2009, 02:29 PM   #13
GilsonBarros
Thiago Agom
 
GilsonBarros's Avatar
 
Join Date: Feb 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 5,579
Likes (Received): 177

Exato... Não é a Quinta!
Aliás acho que já podemos esquecer esse projeto inicial.
__________________
Tricolor de coração!!!
GilsonBarros no está en línea   Reply With Quote
Old June 7th, 2009, 10:21 PM   #14
bernardodurco
Registered User
 
bernardodurco's Avatar
 
Join Date: May 2007
Location: Rio de Janeiro
Posts: 3,157
Likes (Received): 2572

Que é importante que se faça a passarela, eu nem discuto, mas que o projeto que saia não se pareça com isso, nem de perto.

Que lajesão de 400 metros é esse, e que edifício estilo internacional no pior sentido da palavra é esse.

Provavelmente não vou dizer nem calouro, mas uma crianã de 10 anos projete algo melhor do que isso.
bernardodurco no está en línea   Reply With Quote
Old June 7th, 2009, 11:52 PM   #15
aleochi
carioca
 
aleochi's Avatar
 
Join Date: Jun 2008
Location: Rio [ ] Maceió [x]
Posts: 6,715
Likes (Received): 702

Mas esse não é o projeto definitivo! Esses renders só foram liberados para a Fifa ter a "noção" de quais são as diretrizes básicas do projeto. O Maracanã ainda não tem um projeto oficial.

E realmente, a Quinta da Boa Vista é bem mais atrás (pensava que os Jardins eram juntos da linha férrea ):

__________________
RIO
DE
JANEIRO
aleochi no está en línea   Reply With Quote
Old June 8th, 2009, 12:01 AM   #16
Juninhoo
Registered User
 
Juninhoo's Avatar
 
Join Date: Aug 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 2,749
Likes (Received): 83

Plástica milionária

O Maracanã fechará para a terceira reforma desde 1999. Somados, os gastos serão equivalentes aos da construção do estádio mais moderno da Copa da Alemanha

Patrick Moraes


  • 1. Uma área de 100 000 metros quadrados pertencente ao Exército poderá oferecer mais 3 000 vagas para carros
  • 2. O Parque Aquático Júlio Delamare será demolido. Durante a Copa, funcionará ali um centro de mídia. Depois, a ideia é construir um museu do futebol
  • 3. Reformado para os Jogos Pan-Americanos, o Maracanãzinho fica como está, de acordo com o governo estadual. No novo projeto, continuará sendo local para jogos de basquete, vôlei e espetáculos de médio porte
  • 4. O teto terá uma extensão e vai cobrir todos os assentos. Hoje, só um terço dos lugares é protegido do sol e da chuva
  • 5. Os muros que cercam o complexo vão abaixo. Haverá até 1 000 vagas a mais de estacionamento. As calçadas estreitas serão substituídas por acessos mais amplos

Provável palco da finalíssima da Copa do Mundo de 2014, o Maracanã prepara-se para mais uma plástica. Será a terceira em pouco mais de uma década. E a mais cara de todas. Desde 1999, quando o estádio ganhou assentos na arquibancada, até as obras de modernização para os Jogos Pan-Americanos, com a instalação de telões, o rebaixamento do gramado e a colocação de cadeiras no setor da antiga geral, o governo estadual gastou ali 300 milhões de reais. Orçada em 430 milhões de reais, a nova reforma ficará a cargo de uma empresa privada. O trabalho deve começar no ano que vem e estar concluído em dezembro de 2012, período em que não haverá partidas de futebol no (ex) Maior do Mundo. Somadas, as três reformas custarão 730 milhões de reais – o dobro do investido para erguer o Engenhão (350 milhões de reais) e um valor similar ao que foi gasto na construção da Allianz Arena, em Munique, o mais moderno palco do último Mundial (776 milhões de reais).

O governo argumenta que o volume de obras é indispensável para atender às exigências da Fifa. "Surgem novos pedidos a cada Copa, e precisamos nos adequar", diz a secretária estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Márcia Lins. Um relatório do Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva (Sinaenco) aponta, entre as modificações necessárias, a construção de novas rampas de acesso e sanitários para deficientes, além da correção das primeiras fileiras de cadeiras especiais, cuja visibilidade está prejudicada. Outra alteração em vista é a mudança dos camarotes para a parte de baixo da arquibancada, junto às cabines de rádio. Hoje eles ficam no anel superior. A desocupação do setor visa a facilitar a saída dos torcedores pelas duas rampas de acesso ao topo do estádio, há tempos desativadas. De acordo com a Suderj, administradora do complexo, o público leva entre quinze e vinte minutos para deixar o estádio, enquanto a Fifa recomenda o tempo máximo de oito minutos. "O Maracanã atende a 90% das exigências", afirma a secretária. "Mas os outros 10% envolvem obras estruturais, pesadas e mais caras."

Metade do orçamento destina-se à colocação de um teto fixo sobre os assentos, para evitar que o público fique exposto à chuva. Atualmente, só um terço dos 86 000 lugares do estádio está coberto. Nos arredores, outro ponto polêmico. O Parque Aquático Júlio Delamare, reformado para o Pan, e o Estádio de Atletismo Célio de Barros serão demolidos. "Isso mostra falta de planejamento a longo prazo", afirma o consultor do Sinaenco, Jorge Hori. "A visão é imediatista e sugere problemas na gestão de recursos públicos." O muro que cerca todo o complexo esportivo também virá abaixo para a criação de mais espaços de acesso e estacionamento. Na Copa, a área dos dois estádios acolherá um centro de mídia e estandes de patrocinadores. Depois do Mundial, o plano é construir no local um museu e bares.

A grande plástica se dará por meio de parceria público-privada. Daqui a duas semanas começa a licitação, com anúncio do resultado em agosto. As empresas participantes devem ter construído estádio e gerido museu de futebol nos últimos cinco anos, o que na prática torna obrigatória a associação com um grupo estrangeiro. Ao vencedor caberá a prerrogativa de explorar o complexo por 35 anos, com direito às receitas de bares, museu e visitação turística. O governo arcará com as despesas para a construção de rampas sobre a linha férrea e de estacionamentos. Um terreno do Exército de 100 000 metros quadrados poderá ser usado para receber 3 000 carros.

Juninhoo está en línea ahora   Reply With Quote
Old June 8th, 2009, 12:11 AM   #17
Osmar Carioca
Registered User
 
Osmar Carioca's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Location: Rio de Janeiro
Posts: 22,633
Likes (Received): 5252

Quote:
Originally Posted by Juninhoo View Post
Plástica milionária

O Maracanã fechará para a terceira reforma desde 1999. Somados, os gastos serão equivalentes aos da construção do estádio mais moderno da Copa da Alemanha

Patrick Moraes


  • 1. Uma área de 100 000 metros quadrados pertencente ao Exército poderá oferecer mais 3 000 vagas para carros
  • 2. O Parque Aquático Júlio Delamare será demolido. Durante a Copa, funcionará ali um centro de mídia. Depois, a ideia é construir um museu do futebol
  • 3. Reformado para os Jogos Pan-Americanos, o Maracanãzinho fica como está, de acordo com o governo estadual. No novo projeto, continuará sendo local para jogos de basquete, vôlei e espetáculos de médio porte
  • 4. O teto terá uma extensão e vai cobrir todos os assentos. Hoje, só um terço dos lugares é protegido do sol e da chuva
  • 5. Os muros que cercam o complexo vão abaixo. Haverá até 1 000 vagas a mais de estacionamento. As calçadas estreitas serão substituídas por acessos mais amplos

http://vejabrasil.abril.com.br/rio-d...ica-milionaria
A reportagem da VEJA contém equívocos, uma vez que o tal Centro de Mídia a prefeitura quer que seja na Barra, mesmo bairro onde se pretende construir o Museu do Futebol.
Osmar Carioca no está en línea   Reply With Quote
Old June 8th, 2009, 12:28 AM   #18
PauloLescaut
Registered User
 
PauloLescaut's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Niterói
Posts: 11,792
Likes (Received): 2101

Também tentei entender, acho que a reportagem se refere ao local onde ficarão equipamentos da imprensa em dias de jogo, não?
__________________
ACORDA BRASIL!!! | EU PAGO UM IPTU ALTÍSSIMO!!! | É POR ISSO QUE ESSE PAÍS NÃO VAI PRA FRENTE!!! | PRA ISSO ELES TÊM DINHEIRO, ENQUANTO ISSO A SAÚDE E A EDUCAÇÃO...!!!
PauloLescaut no está en línea   Reply With Quote
Old June 8th, 2009, 02:51 AM   #19
Pedrop.rio
Moderator
 
Pedrop.rio's Avatar
 
Join Date: Jun 2007
Location: Rio de Janeiro
Posts: 3,432
Likes (Received): 873

Esse "depois" é praticamente a confirmação de que esse belo museu do futebol não vai sair nunca ali no Maracanã
Pedrop.rio no está en línea   Reply With Quote
Old June 8th, 2009, 06:36 AM   #20
Patrick-RJ
A volta do malandro
 
Patrick-RJ's Avatar
 
Join Date: Apr 2007
Location: Rio
Posts: 8,617
Likes (Received): 20

Notinha:

Grupo de trabalho definirá intervenções na cidade para Copa de 2014

Decreto publicado nesta edição determina a criação de grupo de trabalho para definir as intervenções necessárias, no âmbito de competência do Município do Rio de Janeiro, à realização da Copa do Mundo de 2014.

http://www.rio.rj.gov.br/
__________________
RIO: CIDADE MARAVILHOSA E OLÍMPICA!
Patrick-RJ no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
rio de janeiro, world cup 2014

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 09:10 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu