daily menu » rate the banner | guess the city | one on oneforums map | privacy policy | DMCA | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > Latin American & Caribbean Forums > Fóruns Brasileiros > Fóruns Gerais > Infraestrutura e Transporte > Infraestrutura e Transporte > Transporte Rodoviário



Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools Rate Thread
Old July 8th, 2009, 04:53 PM   #1
Dídio Style
Registered User
 
Dídio Style's Avatar
 
Join Date: Dec 2008
Location: Belo Horizonte
Posts: 542
Likes (Received): 235

Rodoanel na RMBH

Este Tread tem o intúito de fazer a abordagem sobre o assunto, e de, com a colaboração de todos os interessados, sempre que puder, estar postando notícias sobre o mesmo.

Dnit deve anunciar licitação do Rodoanel em julho

Empresa ou consórcio vencedor construirá 67,5 km de rodovia entre oito municípios da Grande Belo Horizonte

Uma obra prometida há vários anos e que sempre teve pouquíssimas novidades é a construção do Anel Viário de Contorno Norte da Região Metropolitana de Belo Horizonte, também conhecido como Rodoanel. Entretanto, a licitação do projeto executivo do empreendimento, que cortará oito municípios da Grande Belo Horizonte, deverá ser anunciada ainda em julho, segundo o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Sebastião Donizete de Souza.

Com extensão de 67,5 km, passando por Betim, Contagem, Ribeirão das Neves, Vespasiano, Lagoa Santa, Pedro Leopoldo, Santa Luzia e Sabará, a nova via vai interligar rodovias e desviar parte do fluxo viário da Belo Horizonte. Serão duas faixas de tráfego que interligarão a BR-381, na saída para São Paulo, com essa mesma rodovia, mas no sentido Vitória. O Rodoanel cruzará a BR-040, próximo à Ceasa, em Contagem.

De acordo Sebastião Souza, os problemas maiores estão relacionados às questões ambientais: "É um projeto grandioso e que inclui várias cidades, e cada uma tem um detalhe. No caso de Lagoa Santa, por exemplo, a existência de grutas e cavernas complica muito a situação do licenciamento ambiental".

O Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) já aprovou a licença prévia para as obras. Mas, para que o empreendimento prossiga, o Dnit precisa conseguir as licenças de instalação (LI) e operação (LO). São esses documentos que permitem o início das intervenções e a operação de trânsito na rodovia. Há dois anos, o Copam determinou as condicionantes para a concessão da LI. O empreendedor deverá apresentar à Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) os projetos de engenharia. Somente com o cumprimento de todas as medidas o documento será liberado.

O principal problema é atender a essas condicionantes. Uma delas, por exemplo, exige a implantação de uma faixa de vegetação no entorno da Lagoa da Várzea das Flores, com cem metros de largura, para proteger mananciais e evitar o assoreamento. Também será necessário elaborar um projeto criando áreas de proteção na região cárstica de Lagoa Santa, o que depende de um decreto do governo do Estado. Outra obrigação é a apresentação de plano de uso ordenado do solo nas cidades que compõem essa zona de preservação.

O Copam cobrou ainda a elaboração de estudos sobre o potencial de contaminação de lençóis subterrâneos e a garantia de que as faixas de domínio não serão ocupadas. Outra dificuldade será o remanejamento de 150 famílias para o início das obras. Embora o orçamento do Rodoanel ainda não tenha sido oficializado, um estudo preliminar do Dnit estima que o empreendimento não sai por menos de R$ 500 milhões.

Estimativas do órgão revelam que o trecho mais movimentado do Rodoanel será em seu entroncamento com a Via Expressa e a BR-381, em Betim, na saída para São Paulo. Caso o Anel Viário existisse em 2005, o volume seria de 35,7 mil automóveis por dia naquele trecho. Em 2025, esse número saltaria para 69,3 mil veículos em circulação no mesmo entroncamento.

Fonte: BHTRANS / O TEMPO
http://www.bhtrans.pbh.gov.br/portal...ção%20rodoanel
__________________

Highcliff liked this post
Dídio Style no está en línea   Reply With Quote

Sponsored Links
 
Old July 8th, 2009, 06:55 PM   #2
GIM
JK - O Presidente
 
GIM's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 13,351
Likes (Received): 4284

Como colaboração, vai um mapa bem resumido do mesmo:


__________________
Infelizmente não deu desta vez...fica para a próxima!
****Beleza sem virtude é rosa sem perfume .****
GIM no está en línea   Reply With Quote
Old July 8th, 2009, 08:37 PM   #3
Kaique
Registered User
 
Kaique's Avatar
 
Join Date: Aug 2006
Location: Fortaleza/Balneário Camboriú
Posts: 7,111
Likes (Received): 136

Aí está a metade Noroeste e a mestade Sudeste? Não há planos para ela?
Kaique no está en línea   Reply With Quote
Old July 8th, 2009, 09:58 PM   #4
observador_bh
Registered User
 
observador_bh's Avatar
 
Join Date: Jun 2006
Location: Belo Horizonte - Brazil
Posts: 3,978
Likes (Received): 686

Quote:
Originally Posted by Kaique View Post
Aí está a metade Noroeste e a mestade Sudeste? Não há planos para ela?
A porcao noroeste agrande todas as grandes estradas que chegam a BH.
Fica falatando a BR 040 - sentido RJ, mas para alcanca-la é bem compicado, dada a topografia.

Pelo mesmo motivo, topografia, a sudeste de BH nao chega nenhuma grande estrada, apenas duas estaduais que dao acesso a cidades da regiao metropolitana.
observador_bh no está en línea   Reply With Quote
Old July 9th, 2009, 04:23 AM   #5
Concurser
Registered User
 
Join Date: Nov 2008
Posts: 754
Likes (Received): 24

Esse 'rodoanel' vai ser suspenso ou uma mera pista ao nível do solo? Senão vai acabar adensando populacionalmente ao redor e daqui algum tempo vão querer o 'rodoanel' do 'rodoanel'...
Concurser no está en línea   Reply With Quote
Old July 9th, 2009, 06:54 AM   #6
Allan Fonseca
Registered User
 
Allan Fonseca's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 2,463
Likes (Received): 482

Quote:
Originally Posted by Concurser View Post
Esse 'rodoanel' vai ser suspenso ou uma mera pista ao nível do solo? Senão vai acabar adensando populacionalmente ao redor e daqui algum tempo vão querer o 'rodoanel' do 'rodoanel'...
Tem razão!
__________________
BH, Minas, Cruzeiro
Allan Fonseca no está en línea   Reply With Quote
Old July 9th, 2009, 08:02 AM   #7
pardal
Pardal
 
Join Date: Jun 2009
Location: Belo Horizonte
Posts: 337
Likes (Received): 4

Ligação Betim/BR-040 (SONHO)

Nova via para melhorar fluidez na região metropolitana de BH

Contagem e Betim já têm projeto executivo para rodovia que vai ligar os distritos industriais e a BR-040

Municípios da região metropolitana que integram o G-10 se mobilizam para melhorar a circulação no entorno da capital mineira. Entre as cidades que compõem o grupo (Betim, Contagem, Brumadinho, Ibirité, Nova Lima, Ribeirão das Neves, Sabará, Santa Luzia, Vespasiano, além de Belo Horizonte), as duas primeiras - que também são as mais conurbadas da região - saem na frente. Betim e Contagem já possuem um projeto executivo de intervenção para diminuir a circulação de carros na divisa de Contagem com a capital. A chamada Via das Indústrias prevê a ligação dos distritos industriais de Bandeirinhas e Paulo Camilo à Via Expressa, passando pelo bairro Cinco, em Contagem. A nova rodovia também chegará à BR-040, na saída para o Rio de Janeiro por meio de uma bifurcação.

O objetivo da obra, de acordo com o secretário de Planejamento de Betim, Lessandro Lessa, é viabilizar o trânsito em toda a área industrial ao sul de Betim (atrás da Fiat e da Petrobras) e melhorar a fluidez na 381, próximo à praça da Cemig e ao Anel Rodoviário. Ainda conforme Lessa, apenas um terço da obra (no trecho entre a Petrobras, na BR-381, e a Via Expressa) deve custar R$ 30 milhões. O gasto estimado do restante do projeto ainda não foi orçado.

Contagem também trabalha com outras intervenções viárias para melhorar a ligação com a capital, conforme informou a Prefeitura. Uma delas é a complementação viária da Avenida Amazonas com a Tereza Cristina, na Cidade Industrial, para evitar os habituais congestionamentos na Avenida Tito Fulgêncio. A construção do Anel Viário de Contorno Norte (Rodoanel) também está na pauta do G-10.

Dia 23 de março, em reunião do grupo de municípios com deputados federais mineiros, na Prefeitura de Belo Horizonte, os prefeitos de Sabará e de Santa Luzia também apresentaram propostas. Uma delas seria a ligação da capital e Sabará, passando pela Avenida dos Andradas. "É uma obra relativamente pequena", disse o prefeito. A outra seria a ligação da 381 a Santa Luzia sem passar pela Cristiano Machado.

Apesar de cada cidade pensar suas alternativas individuais, a grande demanda de todas no entorno da capital é o metrô metropolitano. Em Contagem, por exemplo, a prefeita Marília Campos pleiteia a extensão da linha da estação Eldorado até o bairro Bernardo Monteiro, no Distrito Industrial.

A ampliação do trem urbano também é meta para Betim, conforme Lessandro Lessa. "Se o metrô chegar até aqui, a população de várias outras cidades será beneficiada", avaliou. No entanto, a chegada dos recursos ainda é incerta. De acordo com o prefeito Marcio Lacerda, o projeto básico de expansão do metrô no modelo Parceria Público-Privada (PPP) está nas mãos do governo federal. "Nós estamos aguardando a definição de qual será o percentual do governo federal para que façamos, então, a modelagem final da PPP."

O líder da bancada mineira na Câmara dos deputados, Mário Heringer, afirmou que grupo tem que se empenhar mais na captação de verbas que fogem ao orçamento anual, como é o caso do metrô. "A gente assiste a bancada do Rio de Janeiro fazer um movimento e conseguir dinheiro para o seu metrô, enquanto a gente fica aqui esperando. Precisamos ser mais ativos e mergulhar de cabeça nas nossas propostas", admitiu o parlamentar.

Fonte: O Tempo, Valquiria Lopes, 24/03/2009.
pardal no está en línea   Reply With Quote
Old July 9th, 2009, 08:16 AM   #8
dfbm
Registered User
 
dfbm's Avatar
 
Join Date: Jul 2006
Location: Belo Horizonte
Posts: 3,937
Likes (Received): 138

Este mapa é bem melhor, só faltou a divisão dos municípios



fonte: O Tempo
__________________
Brian: You don't need to follow me, you don't need to follow anybody! You've got to think for your selves! You're all individuals!
The Crowd: Yes! We're all individuals!
Brian: You're all different!
The Crowd: Yes! We're all different!
Man in crowd: I'm not...
The Crowd: Schhh!!!
dfbm no está en línea   Reply With Quote
Old August 5th, 2009, 07:31 PM   #9
Dídio Style
Registered User
 
Dídio Style's Avatar
 
Join Date: Dec 2008
Location: Belo Horizonte
Posts: 542
Likes (Received): 235

Rodoanel não será apenas para desafogar trânsito

Notícia "velha", passou batida, mas achei relevante.

Projeto “Vetor Norte e Rodoanel” chega a BH

(...)O projeto Vetor Norte e Área de Influência do Contorno Viário Norte (Rodoanel): Estratégias de Desenvolvimento e Redução da Pobreza envolve 16 municípios da RMBH que hoje recebem novos impactos com alguns empreendimentos em implantação como a Linha Verde, a Cidade Administrativa do Estado, o Aeroporto Industrial e o futuro Rodoanel. Embora se espere um crescimento econômico para a região com esses novos investimentos, há também o receio de acentuar os problemas de desigualdade sócio-espaciais, e é exatamente isso que a SEDRU, por meio de sua Subsecretaria de Desenvolvimento Metropolitano, pretende prevenir com esse projeto. Esse trabalho culminará com a elaboração de um plano de investimentos para essa área, com foco na redução da pobreza e da desigualdade.



Para a realização deste projeto está sendo constituída uma rede de parcerias entre o Estado, os 16 Municípios e a Sociedade Civil para elaborar um diagnóstico e propor soluções com foco na redução da desigualdade social e da pobreza, estimulando o desenvolvimento econômico ambientalmente sustentável. Para a condução dos trabalhos, estão atuando, junto com a SEDRU, instituições acadêmicas com grande conhecimento e experiência no planejamento urbano e metropolitano que são a Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, a Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional – IPPUR) e a PUC Minas (Observatório das Metrópoles).

Com esse projeto, a SEDRU se prepara para a elaboração do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado para a RMBH, que envolverá os 34 municípios e fortalecerá a rede de parcerias que vem sendo constituída, dando continuidade à integração do conhecimento técnico das universidades com as contribuições dos municípios e demais atores envolvidos para a construção de uma RMBH melhor para se viver.


“A ocupação desordenada de território na RMBH gerou problemas de caráter social, ambiental, econômico, urbanístico e cultural, acentuando os desafios e a necessidade de busca de alternativas para enfrentar, de forma compartilhada e articulada, a complexidade das questões de interesse supramunicipal como transporte, habitação, gestão dos resíduos urbanos, dentre outros”, destaca a superintendente de Intermediação para Assuntos Metropolitanos, Maria Fátima Abreu.

O Vetor Norte da RMBH abriga alguns dos municípios com mais baixo IDH da Região, que vêm acumulando graves problemas de falta de infra-estrutura e serviços para atendimento à população mais pobre que, embora morando nesses municípios, em geral trabalham e geram riqueza em outros municípios mais ricos. Apesar de o projeto envolver pouco mais da metade dos 34 municípios que compõem a RMBH, ele abarca mais de 90% da população metropolitana.

Os recursos para realização desse projeto são oriundos de doação da Aliança de Cidades, uma coalizão global de cidades e seus parceiros que tem como objetivo ampliar e disseminar estratégias bem-sucedidas para a redução da pobreza urbana. A Aliança colabora com as cidades para desenvolver estratégias de financiamento e atrair investimentos de longo prazo para a infra-estrutura e outros serviços. Espera-se que o plano que será pactuado ao final do projeto possa ser financiado com apoio da Aliança, que tem o Banco Mundial como uma de suas entidades.

AS ETAPAS DO PROJETO

O Projeto pressupõe um processo de planejamento participativo envolvendo estado e municípios, incluindo representação da sociedade civil, por meio de oficinas e seminários. Estão sendo realizadas oficinas regionais (com os dezesseis municípios divididos em quatro sub-regiões) e oficinas temáticas, com os representantes dos 16 municípios discutindo conjuntamente os temas: T1 – Habitação e Dinâmica Imobiliária; T2 – Desenvolvimento Econômico (Geração de trabalho e renda); T3 – Meio Ambiente; T4 – Juventude, segurança e vulnerabilidade; e T5 – Transportes.

As oficinas acontecem desde maio deste ano, quando se iniciou o trabalho, e irão até o final de outubro, perpassando as duas fases do Projeto: Diagnóstico e Proposições. Ao final de cada fase ocorrem Seminários com os objetivos de articular as oficinas regionais com as temáticas, possibilitar uma maior participação e interação entre toda a rede de atores envolvidos, além de facilitar a consolidação de uma visão metropolitana dos problemas e proposições.

Os Municípios envolvidos no projeto, distribuídos nas 4 sub-regiões são:

Sabará, Jaboticatubas, Lagoa Santa e Baldim – R1 (Sub-região 1)
Vespasiano, Santa Luzia e Belo Horizonte – R2 (Sub-região 2)
Matozinhos, Capim Branco, Confins, Pedro Leopoldo e São José da Lapa – R3 (Sub-região 3)
Betim, Contagem, Esmeraldas e Ribeirão das Neves – R4 (Sub-região 4)

Fonte: http://www.urbano.mg.gov.br/secretar...nel-chega-a-bh
Dídio Style no está en línea   Reply With Quote
Old August 6th, 2009, 12:54 AM   #10
Positronn
Registered User
 
Positronn's Avatar
 
Join Date: Jan 2008
Location: Joinville / SC
Posts: 10,769
Likes (Received): 1507

Essas obras são fundamentais para o desenvolvimento da região metropolitana. Nada mais justo do que um rodoanel na 3ª maior RM do Brasil. Terá quantas faixas? Tomara que não subdimensionem e esgotem rapidamente sua capacidade.
Positronn no está en línea   Reply With Quote
Old August 15th, 2009, 04:24 PM   #11
lusorod
LUSOROD
 
lusorod's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: SAO PAULO/LONDON
Posts: 8,449
Likes (Received): 612

pra mim tiham que fazer o norte e o sul, pq no Brasil temos essa mania de fazermos tudo pela metade?
__________________
LUSOROD

((((((((((MUITO AMOR NA SUA ALMA))))))))))))))))
lusorod no está en línea   Reply With Quote
Old August 15th, 2009, 05:52 PM   #12
leomarques
Registered User
 
leomarques's Avatar
 
Join Date: Jul 2007
Location: Belo Horizonte
Posts: 853

Mas nesse caso não há necessidade, não existem grandes estradas a sul; e custaria muito dinheiro, devido a topografia.

fazer só o "meio"rodoanel é a melhor opção mesmo
__________________
________________________________
"nos opus per indoles"
leomarques no está en línea   Reply With Quote
Old August 18th, 2009, 11:25 PM   #13
Mascote10
...?...
 
Mascote10's Avatar
 
Join Date: Jun 2009
Posts: 153
Likes (Received): 3

Seminário propõe análise para o Vetor Norte da Grande BH
Agência Minas

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru) promoveu, nessa segunda-feira (17), em Belo Horizonte, o Seminário de Consolidação do Diagnóstico do Projeto Desenvolvimento Sustentável do Vetor Norte e Área de Influência do Contorno Viário Norte (Rodoanel) com foco na Redução da Pobreza e Desigualdade Social da Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde foi apresentado e discutido o diagnóstico elaborado nas oficinas microrregionais e temáticas ocorridas nos meses de maio a julho.

Além da discussão do diagnóstico, o Seminário teve o objetivo de consolidar a mobilização social, articulando os atores da sociedade envolvidos nas temáticas discutidas nas oficinas de Habitação e Dinâmica Imobiliária, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e geração de emprego e renda, Juventude, segurança e vulnerabilidade e transportes.

O seminário encerra a 1ª etapa do Projeto Desenvolvimento Sustentável do Vetor Norte. A próxima oficina microrregional acontece em Matozinhos no dia 27 de agosto e marca o início da fase de proposições, segunda parte do programa, na qual serão levantadas as propostas e prioridades de investimentos para a região norte da RMBH. O objetivo é reduzir a desigualdade social e a pobreza, estimulando o desenvolvimento econômico ambientalmente sustentável. No final do programa será apresentado o Plano de Investimentos de Capital (PIC).

Até o momento, aproximadamente 1.000 pessoas participaram das oficinas e seminários, entre autoridades e membros da sociedade civil. “O projeto Desenvolvimento Sustentável Vetor Norte em Área de Influência do Contorno Viário Norte é o subproduto do Plano Diretor Metropolitano, mesmo com a previsão do término dos encontros previsto para outubro o Programa ainda vai continuar”, afirmou a subsecretária de Desenvolvimento Metropolitano, Maria Madalena Franco Garcia.

O projeto “Estratégias de Desenvolvimento e Redução da Pobreza” envolve 16 municípios da RMBH que hoje recebe empreendimentos como a Linha Verde, a Cidade Administrativa do Estado, o Aeroporto Industrial e o futuro Rodoanel. Embora se espere um crescimento econômico para a região com esses novos investimentos, há também o receio de acentuar os problemas de desigualdade sócio-espaciais, e é exatamente isso que a Sedru pretende prevenir.

fonte:
http://www.uai.com.br/UAI/html/sessa..._interna.shtml
__________________
se for dirigir : NÃO BEBA !!!! ======== se for beber : NÃO DIRIJA !!!!
se for beber, e não dirigir : CONVIDE-NOS !!!!

Last edited by Mascote10; August 24th, 2009 at 03:22 AM. Reason: fonte
Mascote10 no está en línea   Reply With Quote
Old August 24th, 2009, 12:18 AM   #14
Raphadudao
Registered User
 
Raphadudao's Avatar
 
Join Date: Apr 2009
Location: Belo Horizonte-MG
Posts: 1,330
Likes (Received): 409

bem, nao e sobre o rodoanel, e sobre o atual anel rodoviario, mas nao achei nenhum lugar melhor pra postar
mas tomara q ate la o rodoanel esteja pronto tb, pq o impacto positivo q ele tera no transito de bh, especialmente no anel rodoviario e uma coisa sem nocao

* Licitação de obras para revitalização do Anel só em 2010

A obra será inaugurada até junho de 2014 com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento

O Anel Rodoviário de Belo Horizonte, corredor de 26,2 quilômetros pelo qual passam cerca de 80 mil veículos por dia e que liga as BRs 381 e 040, será revitalizado ao custo de R$ 650 milhões. O recurso sairá do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade, do governo federal, e boa parte será injetada na construção de 11 trincheiras, cinco viadutos e oito passarelas. Outra parcela do dinheiro será usada na pavimentação do trecho e no alargamento de todos os viadutos. O processo de concorrência para a escolha da empresa ou do consórcio responsável pelo megaempreendimento começa no ano quem vem. A obra será inaugurada até junho de 2014. Ela é considerada, pelo menos por enquanto, o maior investimento viário em Belo Horizonte para a Copa do Mundo de 2014.

As informações foram passadas pelo vice-prefeito Roberto Carvalho (PT), principal ponte entre a Prefeitura de BH e o Palácio do Planalto. “O Anel Rodoviário foi construído na década de 1950 e, hoje, divide a cidade. As intervenções vão melhorar o tráfego de veículos e acabar com pontos perigosos.” Um deles, lista o petista, é a ponte férrea no Bairro Betânia, na Região Oeste, uma das grandes armadilhas do movimentado corredor, pois, além de ter sido erguido numa curva fechada, interrompe uma das três faixas da via. “Ela será derrubada e refeita”, adianta Carvalho.

O vice-prefeito esteve no local quarta-feira, a convite do Estado de Minas, e observou atentamente o vaivém de veículos sob o temido pontilhão. Carvalho ficou pouco tempo no Anel, mas o suficiente para constatar o perigo enfrentado por motoristas e passageiros que percorrem o trecho. A velocidade máxima permitida é de 70 km/h, mas uma batida contra o paredão da ponte pode resultar em tragédia. A estrutura esconde outra armadilha para quem segue no sentido Vitória (ES): o acesso para a Avenida Tereza Cristina está a poucos metros depois do pontilhão.

Em outras palavras, o motorista que passar sob a ponte e reduzir a velocidade para entrar na Tereza Cristina pode ser atingido em cheio por quem vier logo atrás, pois o campo de visão é muito limitado. A ponte sempre foi alvo de críticas de engenheiros especializados em segurança no trânsito. Qualquer projeto executivo sobre a revitalização do Anel abordaria a questão. Aliás, a proposta que prevê a construção de trincheiras e viadutos nasceu de um estudo antigo da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), que propõe mudanças no corredor viário.

A readequação foi feita pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Na manhã de quarta-feira, Carvalho se reuniu com o superintendente do órgão do Ministério dos Transportes em Minas, Sebastião Donizeti, para discutir esse e outros assuntos viários que atendam interesses da capital mineira. “Faremos uma audiência pública sobre o Anel, possivelmente em setembro, para atender a Lei de Licitação 8.666”, disse o superintendente. O evento deve ocorrer na Assembleia Legislativa, onde serão apresentados detalhes do projeto. O EM, porém, adianta os locais prováveis das intervenções.

Uma delas foi eleita pelos moradores da Região Noroeste na segunda edição do Orçamento Participativo Digital (OPD), em 2008. Trata-se do alargamento, para três pistas, do viaduto sobre a Avenida Ivaí, na divisa dos bairros Padre Eustáquio e Dom Bosco, que tem duas faixas e é ponto de retenção diária. Esse complexo de obras também prevê a construção de duas trincheiras no local e de novo sistema de drenagem.

Medo

O servidor público Oswaldo Canella Júnior, de 33 anos, espera ansioso pelas mudanças no corredor. Todos os dias, ele sai de um apartamento na Avenida Cristiano Machado e segue pelo Anel até o Bairro Caiçara, onde trabalha, e já perdeu as contas de quantas batidas já viu. “Muitas são causadas pela imprudência e outras por falhas na via.” Ele conta que já ficou muitas vezes preso em congestionamentos por causa de acidentes. “As mudanças vão melhorar o trânsito e a segurança.” Balanço recente da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) mostra que 15 pessoas perderam a vida no Anel Rodoviário no primeiro semestre deste ano. No mesmo período do ano passado, houve 11 mortes. O aumento foi de 26% e reforça a necessidade de revitalização dos 26,2 quilômetros da via.

Fonte: UAI

Raphadudao no está en línea   Reply With Quote
Old September 17th, 2009, 06:45 PM   #15
Raphadudao
Registered User
 
Raphadudao's Avatar
 
Join Date: Apr 2009
Location: Belo Horizonte-MG
Posts: 1,330
Likes (Received): 409

Prefeitura da Capital quer construir o Rodoanel Sul

PBH está se movimentando para viabilizar via que desviaria cerca de 30% do tráfego de veículos pesados do Anel Rodoviário

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) quer dar o primeiro passo para a construção de uma grande alça viária no Vetor Sul da cidade, do mesmo porte do Anel Rodoviário do Contorno Norte da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Rodoanel Norte). Segundo o vice-prefeito, Roberto Carvalho, o objetivo é desviar para a nova via cerca de 30% do tráfego de veículos pesados concentrado hoje no saturado Anel Rodoviário.

"As duas vias (Rodoanel Norte e Sul) retirariam juntas aproximadamente 50% dos veículos que hoje usam o Anel Rodoviário", ressaltou Carvalho. A maior parte, cerca de 30%, deixaria de circular por ele com a construção do Rodoanel Sul. Os 20% restantes seriam transferidos para o Rodoanel Norte, segundo o vice-prefeito.

A PBH deverá propor à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) que faça o projeto básico do empreendimento, que seria construído com recursos da União. De acordo com Carvalho, poderia também ser proposta a participação financeira do grupo Fiat e da Petrobras, uma vez que o Rodoanel Sul beneficiaria o escoamento da Refinaria Gabriel Passos (Regap) e da montadora. O traçado da obra começaria em Betim, passaria por Ibirité e por Belo Horizonte contornaria a Serra do Curral até chegar à BR-381 Norte.

O grupo Fiat informou, por meio de uma nota, que apoia com "entusiasmo" as iniciativas para melhorar a infraestrutura de transportes na RMBH, pelo efeito revitalizador das obras na economia e pelos benefícios que traz à mobilidade de pessoas e cargas. Além disso, a empresa ressaltou que a eficiência no transporte é fator decisivo de competitividade para companhias que operam no sistema "just in time" como a Fiat.

Ainda conforme Carvalho, o início do projeto básico do novo empreendimento já está sendo discutido na PBH. Para ele, em termos de infraestrutura rodoviária, a revitalização do atual Anel Rodoviário e a construção das duas grandes alças viárias alterariam a "face" de BH e facilitariam o escoamento de cargas. "A intenção da Prefeitura é apressar o desenvolvimento do projeto para o Rodoanel Sul", afirmou.

O vice-prefeito já havia afirmado que uma das "brigas" da PBH será agilizar a implantação do Rodoanel Norte. De acordo com ele, o empenho da administração municipal começará assim que a licitação para revitalização do atual Anel Rodoviário da Capital, prevista para outubro, começar: "O Rodoanel só não saiu do papel em função de o traçado previsto passar por áreas de proteção ambiental na região de Lagoa Santa. O problema será solucionado para que o edital do projeto executivo seja uma realidade o quanto antes". De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), o órgão está trabalhando na adequação do edital para o projeto executivo do Rodoanel em relação às condicionantes ambientais estabelecidas. Porém, ainda sem previsão de finalização.

O orçamento para o empreendimento, de aproximadamente R$ 800 milhões, chegou a ser garantido pela União por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), mas em função dos atrasos com a burocracia ambiental, foi retirado do pacote.

Para que o Rodoanel entre em cena, a PBH precisa licitar até outubro as obras de revitalização do antigo Anel, segundo Carvalho. O custo será de R$ 700 milhões. "Vamos praticamente refazer o empreendimento da década de 50", disse. De acordo com ele, a via passou por apenas uma duplicação na década de 70. O projeto, cujas obras ocorrerão de 2010 a 2014, prevê a construção de 11 trincheiras de acesso, seis viadutos, ampliação das obras-de-arte existentes, recuperação do piso das vias, recuperação das avenidas laterais, implantação de complexos viários (trevos e acessos) e instalação de oito passarelas.
Raphadudao no está en línea   Reply With Quote
Old September 17th, 2009, 06:46 PM   #16
Raphadudao
Registered User
 
Raphadudao's Avatar
 
Join Date: Apr 2009
Location: Belo Horizonte-MG
Posts: 1,330
Likes (Received): 409

esqueci de postar a fonte

http://www.bhtrans.pbh.gov.br/portal...Rodoanel%20Sul
Raphadudao no está en línea   Reply With Quote
Old September 17th, 2009, 09:33 PM   #17
Fabius_
Ad astra
 
Fabius_'s Avatar
 
Join Date: Feb 2007
Location: Campinas
Posts: 16,227
Likes (Received): 1994

Quote:
Originally Posted by leomarques View Post
fazer só o "meio"rodoanel é a melhor opção mesmo
Como um anel pressupõe uma circunferência, seria melhor chamar esse sistema de "Arco Rodoviário" ou "Rodoarco". Mas no mais é bem interessante. Tomara que seja feito, toda cidade grande precisa de rodovias do tipo, alivia muito o tráfego pesado.
__________________
CAMPINAS: ontem, hoje e sempre.
Fabius_ no está en línea   Reply With Quote
Old September 20th, 2009, 03:41 PM   #18
Inconfidente
World Class User
 
Inconfidente's Avatar
 
Join Date: Feb 2007
Location: Vakkerhorisontenfjord
Posts: 12,259
Likes (Received): 3629

Só que como a gente sabe que a língua é viva, vão usar um termo mais inapropriado ainda: Rodoanel. Tem um enquete em um site de notícias da RMBH colocando como opção para resolver os problemas do anel a construção de um Rodoanel. Quer dizer que o antigo não era um Rodoanel? (pergunta retórica para o portal de notícias)

Eu postei minha sugestão de Anel no tópico Notícias da Grande BH. Segundo a minha sugestão, o Anel passaria na divisa da região metropolitana com outras regiões:

Quote:
Originally Posted by Inconfidente View Post
...

Além disso não poderia atravessar ou margear áreas urbanas como sedes de municípios, distritos e condomínios horizontais.



A sudeste o anel passaria pelos municípios de Itaguara, Rio Manso, e Brumadinho onde na Serra da Moeda (divisa com Nova Lima) haveria um túnel, logo após o túnel o entroncamento com a BR040 (saída para o Rio).

A leste, passando por Nova Lima, Rio Acima, Caeté e Nova União onde encontraria a BR262 (saída para Vitória). Este trecho atravessaria várias serras onde seria necessário uma engenharia apurada para evitar a construção de declives acentuados e trechos sinuosos.

Ao norte, saindo de Nova União, passaria por Jaboticatubas, Baldim, Matozinhos, Capim Branco onde antes de Esmeraldas encontraria a BR040 (saída para Brasília).

Por fim, a oeste, Esmeraldas, Florestal, Mateus Leme, Itatiauçu (ô nome difícil heheh) fechando o anel no entroncamento com a BR381 (saída para SP) no município de Itaguara novamente.

Parece exagerado, mas acho que falta essa visão ao DNIT. O projeto que apresentaram é muito suscetível à especulação imobiliária. Rapidamente suas margens estariam todas urbanizadas e o problema só seria transferido de lugar.
Inconfidente no está en línea   Reply With Quote
Old September 20th, 2009, 03:46 PM   #19
Fabius_
Ad astra
 
Fabius_'s Avatar
 
Join Date: Feb 2007
Location: Campinas
Posts: 16,227
Likes (Received): 1994


Ficou boa a ideia, a questão é saber se o relevo ajuda. Se ajudar, tanto melhor.
__________________
CAMPINAS: ontem, hoje e sempre.
Fabius_ no está en línea   Reply With Quote
Old September 20th, 2009, 03:48 PM   #20
Inconfidente
World Class User
 
Inconfidente's Avatar
 
Join Date: Feb 2007
Location: Vakkerhorisontenfjord
Posts: 12,259
Likes (Received): 3629

Na parte sudeste o relevo atrapalha terrivelmente. Mas tudo se resolve quando se tem dinheiro, seria algo semelhante à solução que SP encontrou para atravessar a Serra do Mar. Algo bem caro e extremamente engenhoso.
Inconfidente no está en línea   Reply With Quote


Reply

Tags
belo horizonte

Thread Tools
Rate This Thread
Rate This Thread:

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 09:27 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.8 Beta 1
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like v3.2.5 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

vBulletin Optimisation provided by vB Optimise (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2014 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us | privacy policy | DMCA policy

Hosted by Blacksun, dedicated to this site too!
Forum server management by DaiTengu