Corredor Internacional Sul | Sines - Espanha - Page 5 - SkyscraperCity
 

forums map | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Transportes e Infra-Estruturas > Ferrovias


Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old September 11th, 2009, 08:55 PM   #81
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,171
Likes (Received): 2381

Quote:
Originally Posted by Ricardo Jorge View Post
Além de que estão a boicotar todas as audições, querem selar isto antes que haja barulho, quando existem projectos alternativos feitos por gente idónea.
Em relação ao mapa disse o que tinha a dizer.

Define "projectos alternativos" e "gente idonea".
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old September 11th, 2009, 08:58 PM   #82
Ricardo Jorge
Registered User
 
Ricardo Jorge's Avatar
 
Join Date: Jul 2005
Location: Costa Azul, Portugal
Posts: 1,805
Likes (Received): 7

Quote:
Originally Posted by Oponopono View Post
Em relação ao mapa disse o que tinha a dizer.

Define "projectos alternativos" e "gente idonea".
Bem. Lê o tópico desde o princípio. Estou farto de estar aqui a falar para as paredes.

Vou comer e fazer trabalho que tenho para fazer. Não tenho mais paciência para isto hoje.
Ricardo Jorge no está en línea   Reply With Quote
Old September 11th, 2009, 09:13 PM   #83
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,171
Likes (Received): 2381

Eu li o tópico desde o principio. Já várias pessoas te explicaram que o teu mapa está errado, já outro forista aqui colocou os mapas com os corredores em estudo, bom, eu não vou bater nessa tecla.


Esta linha, bem assim como a sua continuação que falta fazer de Évora ao Caia, é extremamente importante para o desenvolvimento do porto de Sines e, por arrasto, para o aproveitamento da frente Atlântica.

Um dos factores limitantes do porto de Sines e que lhe corta o hinterland por via de limitação das acessibilidades é a inexistencia duma ligação ferroviária que permita um débito mais consentâneo com as necessidades actuais e aproveitamento do potencial do porto. A concessionária do Terminal XXI, PSA - Port of Singapore Authority, já se manifestou neste sentido várias vezes.

A actual linha até Ermidas-Sado tem constrangimentos vários, um dos quais é o desnivel que tem que vencer de Sines a Ermidas, desnivel mais pronunciado de Sines a São Bartolomeu da Serra. Este desnivel leva, claro, a que a carga dos comboios seja extremamente limitada. Não chega sequer às 1000t com as locomotivas 4700, as mais modernas do parque da CP e especificamente preparadas para tráfego de mercadorias. Ou seja, 61,25% do potencial de carga.

Depois, a própria linha em si tem poucos pontos de cruzamento (apenas São Bartolomeu da Serra, hoje em dia) e criar outros pontos para os comboios cruzarem é extremamente complicado dado o perfil da linha. Estações em rampa são de evitar sempre, sempre, sempre e só se constroem quando não houver alternativa absolutamente nenhuma. Isto porque estações em rampa são extremamente limitativas para a exploração e acabam inevitavelmente por causar problemas e limitações. Santiago do Cacém deixou de ser estação e passou a ter apenas linha corrida precisamente porque cruzar lá comboios era complicado, causava demasiados problemas e, enfim, era relativamente inutil dada a proximidade a São Bartolomeu.

Todas as possibilidades que existem para aumentar a capacidade desta linha, uma delas em construção, a triagem na Raquete, permitem apenas aumentos mínimos e quase despreziveis na capacidade da via e induzem complexidade na sua exploração.

Ora, todas as infra-estruturas que se constroem têm problemas e questões ambientais. É inevitavel. O que se trata aqui é de pesar os prós e os contras em várias vertentes. Incluindo a ambiental, sim, mas não aceitemos a ditadura dos passarinhos. Nem 8 nem 80. Não se entre na loucura de construir à tripa-forra por todo o lado e mais algum, mas também não se caia no extremo oposto de não se construir nada ou gastarem-se dezenas de milhões para proteger bens de escasso valor, até mesmo ambiental. Fala-se nos sobreiros. Sim senhor, conheço a problemática de serem derrubados, etc, etc. Mas há remédios e medidas de compensação que podem ser impostos.

Por tudo junto, esta linha tem apenas um defeito. Ainda não estar construída! Tem o bónus acrescido de poupar uns largos quilometros no trajecto!

Last edited by Oponopono; September 11th, 2009 at 09:26 PM.
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old September 11th, 2009, 09:19 PM   #84
caja
Ângelo Campos
 
Join Date: Oct 2006
Location: Pampilhosa
Posts: 4,192
Likes (Received): 476

O professor Costa Lobo propõe um túnel na actual linha para acabar com o desnível. Antigamente a ferrovia fazia-os, porque não agora?
caja no está en línea   Reply With Quote
Old September 11th, 2009, 09:26 PM   #85
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,171
Likes (Received): 2381

caja, um tunel de Sines a Ermidas?!

Não conheço essa proposta, de todo. Por acaso não terás um link para isso?
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Old September 11th, 2009, 09:29 PM   #86
caja
Ângelo Campos
 
Join Date: Oct 2006
Location: Pampilhosa
Posts: 4,192
Likes (Received): 476

O túnel proposto pelo Professor são só 2.600 metros, mas julgo que logo no início está aqui a informação.
caja no está en línea   Reply With Quote
Old September 11th, 2009, 09:46 PM   #87
caja
Ângelo Campos
 
Join Date: Oct 2006
Location: Pampilhosa
Posts: 4,192
Likes (Received): 476

Post 1 - Barragon

Quote:
No debate foi discutida e apresentada um outra alternativa ao traçado da ferrovia aprovado pelo Governo. Costa Lobo, professor no Instituto Superior Técnico e especialista ligado às acessibilidades, deixou expressa a sua convicção que o traçado pelo interior da mancha de montado "não é o mais adequado", admitindo que talvez tenha havido "alguma imprevidência da Refer". Fazendo um pouco de história sobre esse projecto, Costa Lobo lembrou que há dois anos aquela empresa "não aceitou as ideias [do ISP]", alegando que o projecto, que "não é a solução mais conveniente", já estava concluído. E advertiu para o perigo que representa "desequilibrar" o Alentejo ao recusar a alternativa Sines-Beja aproveitando o ramal de Ermidas do Sado.

Este ramal implica a construção de um túnel sob a serra de Grândola com a extensão de 1,6 quilómetros de extensão, e poderia "vir a servir o novo aeroporto de Beja", argumentou Francisco Santos, presidente da Câmara de Beja, também ele opositor ao ramal aprovado pela Refer, embora por outras razões. O autarca bejense lembra que pelo Baixo Alentejo já circula cerca de 60% do transporte nacional de mercadorias por via férrea. Logo, a região tem condições para ser atravessada pelo novo transporte de alta velocidade, aproveitando os ramais já existentes. Francisco Santos diz ter dificuldade em perceber como é que se constrói um aeroporto em Beja, classificado como internacional pelo actual Governo e se projecta uma via férrea para transporte de carga "junto à linha de costa" com o impacte ambiental que se conhece, esquecendo a região onde está a ser instalado o projecto Alqueva.
Post 55 - Ricardo Jorge
Quote:
Ora aí está alguém que sabe o que se está a passar. Eu próprio já falei com o Prof. Costa Lobo acerca disso, e o que ele me diz é que se não for a população a mexer-se, eles vão fazer o que querem. Obviamente baseiam-se num quase ocultismo para nos deixar aos papéis.
caja no está en línea   Reply With Quote
Old September 11th, 2009, 09:52 PM   #88
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,171
Likes (Received): 2381

Quote:
Originally Posted by caja View Post
O túnel proposto pelo Professor são só 2.600 metros, mas julgo que logo no início está aqui a informação.
Aaahhhhh! Túnel na linha nova, ok. Não na actual.

Sinceramente não digo sim nem não. Não tenho opinião. Sem saber qual a diferença de custo, do que é que estamos a falar exactamente em termos de dinheiro e que tipo de remédios e compensações podem ser implementados para compensar os prejuízos advindos da construção do traçado proposto pela REFER não me pronuncio.

Mea culpa por não ter reparado nesse post quando li o tópico para trás.

O meu ponto mais relevante é que se construa esta ligação o mais rápido possivel. É daquelas que faz falta para ontem. E de manhã!
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Old September 11th, 2009, 10:03 PM   #89
Barragon
Barra for Friends
 
Barragon's Avatar
 
Join Date: Dec 2004
Location: Barreiro
Posts: 142,293
Likes (Received): 15967

Shame on you Ricardo ... andas todo trocado. O teu mapa está errado

Quando me disseres onde é que referem que esse mapa está correcto... eu admito.

Agora... não me provaste nada. Mas não fiques chateado... afinal somos todos cépticos e sabemos muito bem que tanto o governo como os autarcas estão a puxar para o seu lado e nem sei mesmo se não andam todos a perceber mal os mapas.

Desde que a Ana Vitorino me apresenta uma proposta para as extensões do metro daquele tipo... com os nomes todos trocados etc, já não duvido de alguma falta de comunicação/competência.
__________________
::: Portuguese Forum :::

Tocha :: Mira :: Vagos :: Ílhavo :: Praia da Barra :: Curia :: Anadia :: Oliveira do Bairro :: Águeda

Fat people are harder to kidnap
Barragon no está en línea   Reply With Quote
Old September 12th, 2009, 03:11 PM   #90
mourarq
Litoral Alentejano
 
mourarq's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Alcácer do Sal
Posts: 2,768
Likes (Received): 427

Nos próximos dias vou colocar aqui um grande artigo que irá sair num jornal da região...
__________________
"Canta alentejano, canta, o teu canto é oração, tens a alma na garganta, e o Alentejo no Coração"


mourarq no está en línea   Reply With Quote
Old September 12th, 2009, 03:28 PM   #91
mourarq
Litoral Alentejano
 
mourarq's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Alcácer do Sal
Posts: 2,768
Likes (Received): 427

Não ao troço Sines-Grândola
Jornal Litoral Alentejano

O Jornal Litoral Alentejano, com o objectivo de melhor informar a população e, para que conste, decidiu abrir este dossier, publicando nesta peça, excertos da tomada de posição que responsabiliza os principais envolvidos no processo que culminou, por agora, com a “Suspensão do Estudo de impacto Ambiental” referente ao troço Sines -Grândola, da linha Sines/Elvas.

Contactadas as entidades Regionais
Para a realização desta matéria, o “Litoral Alentejano” contactou as entidades Regionais. A saber: “REFER, Porto de Sines, CIMAL, e os Presidentes das Câmaras Municipais de Santiago do Cacém, Grândola, Sines e a REVER – Associação Protectora do Montado Contra a Ferrovia Relva Verdes Grândola Norte”, com a finalidade de os convidar a prenunciarem-se sobre a futura construção dessa ferrovia, com o estatuto de “(…) grande importância económica para o Alentejo e para o País.

A Suspensão do Processo de Avaliação de Impacto Ambiental relativo ao troço ferroviário: Sines/Grândola

Em retrospectiva, esclarecer que, em documento a que tivemos acesso - uma carta datada de 30 de Julho de 2009 - o Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, através do Gabinete da Secretária dos Transportes - dava conhecimento ao Sr. Presidente da Comunidade Intermunicipal do Litoral Alentejano (e, pelo que apuramos, naquela data cartas de igual teor teriam sido enviadas às Autarquias), que, aquele Ministério, em ofício dirigido à REFER, solicitava a “Suspensão do Processo de Avaliação de Impacto Ambiental (AIA), pelo prazo de 90 relativo ao troço ferroviário Sines/ Grândola”. E, dizia ainda que “Tratando-se de um investimento urgente e de elevada importância para o desenvolvimento do Porto de Sines, do Alentejo Litoral e da Economia Nacional, deverá igualmente ter em conta outras sensibilidades e projectos estratégicos”. A carta solicitava ainda a colaboração do Presidente da CIMAL, “para que, de forma célere se possam encontrar alternativas que satisfaçam os objectivos em presença”.
__________________
"Canta alentejano, canta, o teu canto é oração, tens a alma na garganta, e o Alentejo no Coração"



Last edited by mourarq; September 12th, 2009 at 04:09 PM.
mourarq no está en línea   Reply With Quote
Old September 12th, 2009, 04:08 PM   #92
mourarq
Litoral Alentejano
 
mourarq's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Alcácer do Sal
Posts: 2,768
Likes (Received): 427

Notícias Vinculadas
o “Litoral Alentejano”,com o título: “Troço vai abater sete mil sobreiros”, dava conta da constituição da que é a “REVER - Associação Protectora do Montado Contra a Ferrovia Relvas Verdes Grândola Norte”, confirmando o seu registo e referindo-se aos detalhes da sua posição, afirmando:

“A nossa opinião é a de que essa não é a melhor solução técnica, porque o troço, tal como está projectado, tem declives muito significativos, o que implicará um grande esforço de tracção aos comboios de mercadorias. Sabemos que o escoamento do porto de Sines é uma questão indispensável para a nossa zona, porque Sines está muito mal serviço de infra-estruturas ferroviárias, com uma via única basicamente usada para fazer o escoamento
do carvão para a Central Termoeléctrica do Tejo, o que resulta na saturação da única linha existente. Portanto, é urgente não estrangular o porto de Sines e dar-lhe infra-estruturas ferroviárias em condições, agravado com as infra-estruturas rodoviárias que também estão atrasadas, com as obras do IP8”.


Para esta Associação, existe outra opção ao traçado apresentado pela REFER: “A opção estará entre construir uma linha ferroviária nova ou modernizar e aproveitar a já existente, porque existe um programa comunitário denominado “New Opera”, que dá fundos para modernizar e qualificar as linhas existentes, e que não é propriamente aplicável para a construção de vias novas”.

Sobre as questões ambientais, declarava ainda que:

“(…) para além dos impactes ambientais muito significativos, porque já se percebeu que abate mais de sete mil sobreiros, espécie protegida e de crescimento lento, levando cerca de 40 anos até produzir cortiça, não sendo fácil replantar nem substituir (…)”.
Para Filomena Pinela, uma das dinamizadoras da Associação, Advogada com escritório em Santiago do Cacém, “O que é importante é definir o que é melhor para o nosso País, para o ambiente, para a economia e, para as carteiras dos contribuintes, já bastante sobrecarregadas, numa fase de crise económica (…)”, citamos.
__________________
"Canta alentejano, canta, o teu canto é oração, tens a alma na garganta, e o Alentejo no Coração"



Last edited by mourarq; September 12th, 2009 at 04:23 PM.
mourarq no está en línea   Reply With Quote
Old September 12th, 2009, 04:23 PM   #93
mourarq
Litoral Alentejano
 
mourarq's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Alcácer do Sal
Posts: 2,768
Likes (Received): 427

Acessibilidades Ferroviárias
Refira-se que o debate da revisão do PDM de Santiago destacou a apresentação da Proposta: “ Sines/Ermidas-Linha N/S – Beja/Aeroporto”, defendida pela equipa do Professor Eng.º Manuel Costa Lobo, na Revisão do PDM de Santiago do Cacém.

Nesta sessão foram apresentados os benefícios da Proposta em referência que, em síntese, preconiza um:

- Percurso menor entre o Porto de Sines e a Linha N/S, com possibilidade de ligação futura ao aeroporto de Beja
- Menor impacto ambiental (excepto na construção)
- Traçado com relevo favorável
- Possibilidade de atingir maiores velocidades em comboios de mercadorias e maior número de carruagens.
- Corredor de infra-estruturas com possibilidade de expansão o Baixo Alentejo.
- Utilização de parte do canal e da linha ferroviária existente.


Benefícios para a REFER
- Poupa o custo do projecto e da construção do Túnel sob a Serra de Grândola e do Cercal
- Redução da distância a Madrid em 20/30km (num total de 600Km).


SE TIVER A COLOCAR MUITO TEXTO AVISEM
__________________
"Canta alentejano, canta, o teu canto é oração, tens a alma na garganta, e o Alentejo no Coração"



Last edited by mourarq; September 12th, 2009 at 10:41 PM.
mourarq no está en línea   Reply With Quote
Old September 12th, 2009, 05:00 PM   #94
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,171
Likes (Received): 2381

Quote:
Originally Posted by mourarq View Post
SE TIVER A COLOCAR MUITO TEXTO AVISEM
Está perfeito, pelo menos no que me toca. Espero pelo resto da notícia!

Finalmente estou a perceber melhor esta coisada toda que ainda não tinha entendido com algum pormenor.
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Old September 12th, 2009, 05:46 PM   #95
mourarq
Litoral Alentejano
 
mourarq's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Alcácer do Sal
Posts: 2,768
Likes (Received): 427

Linha Ferroviária de Mercadorias Sines-Elvas

As Câmaras de Santiago do Cacém, Grândola e Beja, juntam-se contra traçado ferroviário proposto. As duas Associações seguem o mesmo “caminho”, “defendendo a requalificação da linha ferroviária existente, entre Sines e Ermidas, com ligação a Beja, em vez de um traçado que atravessa os concelhos de Santiago do Cacém e Grândola”.
Os defensores desta opção garantem que “a proposta efectuada pela tutela abrange e destrói: aldeias, pinhais, lençóis freáticos e zonas de abastecimento de água, quintas históricas e um projecto de turismo rural da região”, citamos.

Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém:

Na opinião de Vítor Proença, Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, “está tudo mal nesta proposta” e esclareceu, tratar-se “de uma linha de transporte de mercadorias, de alta velocidade, que visa a colocação de produtos em Madrid não nas 22 horas actuais, mas sim em 10”, daí que “(…)É preciso avaliar o custo ambiental e social desta redução de tempo”, adiantando que “a tutela apresenta esta solução como sendo a única possível, quando na realidade não o é, na medida em que existe uma alternativa, mais barata e mais viável, que salvaguarda os interesses de todos os envolvidos e principalmente as questões ambientais”. A protecção do Badoca Safari Parque também é uma preocupação, entre outras, para Vítor Proença, já que a opção do Governo implica a criação de um corredor que passa por aquele espaço.

Presidente Câmara Municipal de Grândola:
Carlos Beato, Presidente do Município de Grândola, já se afirmou também contra a solução do PROT, referindo publicamente que, a mesma “retalha o concelho e aldeias”, que “passa por cima de casas, e que vai obrigar a abater centenas e centenas de sobreiros”.
Recorde-se que, no passado dia 26 de Agosto, por altura da inauguração da Feira de Agosto, em Grândola, a suspensão de impacto ambiental do traçado, mereceu por parte do Edil, a reafirmação de que essa avaliação, teria sido suspensa por 3 meses, facto que o fez afirmar que é “(…) para vermos em conjunto, que melhor alternativa para que não se retalhe o nosso Concelho, mas não se engane as pessoas; não prejudique o desenvolvimento e não se deitem abaixo 10 mil sobreiros.
Carlos Beato, agradecendo ao Governo por ter ouvido os intervenientes no processo em curso, deixou contudo um recado: “(…) que fiquem todos cientes, não aceitaremos que não haja outra solução, porque a há. Melhor e mais barata e, também ela, competitiva, que é a da melhoria do ramal Sines/Ermidas/ Poceirão e, depois, seguir o seu caminho”, para concluir:
“É esta a nossa exigência. É esta a nossa missão. É esta nossa responsabilidade e é essa a única forma que se pode fazer com que as pessoas possam depositar confiança em quem confiaram para as governar”.

Presidente da Câmara Municipal de Beja:
Francisco Santos, Presidente da Câmara Municipal de Beja, presente no debate que se realizou em Santiago do Cacém, lembrou que: “A autarquia Bejense sempre defendeu a situação da requalificação da linha entre Sines e Ermidas, com ligação a Beja, quer no período em que se começou a falar do PROT, quer em sede de discussão do mesmo” e explicou os motivos que, em sua opinião, justificam a escolha desta opção e não aquela que a tutela propõe. Sobre esta matéria disse “que manter a ligação a Beja é mais barato e vantajoso para o ambiente e, depois, é preciso garantir um caminho do Porto de Sines para o aeroporto, não só para o transporte de mercadorias, mas também para o abastecimento do mesmo, em termos de combustível”.
__________________
"Canta alentejano, canta, o teu canto é oração, tens a alma na garganta, e o Alentejo no Coração"



Last edited by mourarq; September 12th, 2009 at 11:17 PM.
mourarq no está en línea   Reply With Quote
Old September 12th, 2009, 09:51 PM   #96
djou23
Registered User
 
djou23's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: Coimbra
Posts: 4,279
Likes (Received): 73

manter o velho, o velho é que é bom, por isso é que somos os maiores... duh...
__________________
Capa negra de saudade/No momento da partida
Segredos desta cidade/Levo comigo p'ra vida
djou23 no está en línea   Reply With Quote
Old September 12th, 2009, 11:05 PM   #97
mourarq
Litoral Alentejano
 
mourarq's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Alcácer do Sal
Posts: 2,768
Likes (Received): 427

Associação REVER:
Francisco Vasconcelos, da REVER - Associação Protectora do Montado Contra a Ferrovia Relvas Verdes Grândola Norte, assegura que “a proposta do PROT traz mais prejuízos do que benefícios, com a agravante de cortar a ligação dos concelhos de Santiago do Cacém e de Grândola aos do Litoral”.
Frisou, igualmente, que a “sua” Associação “defende a requalificação da linha existente, porque serve melhor os dois concelhos envolvidos, permitindo a Beja desempenhar o papel que lhe poderá estar destinado, enquanto local de recepção e de escoamento de mercadorias para outras partes do mundo, através do aeroporto”.

Presidente da Assembleia Intermunicipal do Alentejo Litoral:
Segundo Alexandre Rosa, Presidente da CIMAL: “A modernização da linha ferroviária Sines-Elvas, destinada ao transporte de mercadorias, que garante as ligações a Espanha e, por essa via, ao resto da Europa, é um projecto de importância estratégica e fundamental para a competitividade do Porto de
Sines e de toda a plataforma industrial de Sines.
A competitividade do Porto de Sines depende do encurtamento radical do tempo de viagem até Madrid, que neste momento é de mais de 20 horas e tem que passar para menos de 10 horas, para que o porto de Sines tenha efectivas vantagens competitivas face a outros portos espanhóis, nomeadamente o porto de Barcelona.
Será com a concretização do projecto de modernização desta ligação em bitola europeia, ligando Sines à linha do Sul, passando pelo Poceirão, e pela sua futura plataforma logística, que permitira, aproveitando a linha de alta velocidade, atingir aquele objectivo e, desse modo, reforçar as potencialidades do Litoral Alentejano. Sobre a importância deste projecto há um amplo consenso, verificando-se, porém, divergências relativamente ao traçado para o troço que liga Sines à linha do Sul, confrontando- se duas hipóteses, A primeira, proposta pela REFER, prevê a ligação ao Km 104, obrigando à construção de um novo ramal que, dispensando a actual linha com passagem por Ermidas, provocaria impactes ambientais e económicos significativos na região, envolvendo custos significativamente elevados.

A segunda alternativa, defendida pela generalidade dos Autarcas e agentes económicos da Região, defende a utilização do actual ramal Sines-Ermidas, com pequenas obras de correcção do percurso, tendo em vista eliminar os efeitos da sinuosidade do actual traçado, condição indispensável para a sua adequação às exigências da velocidade elevada e à circulação de composições de grande dimensão.
São estas as questões que estão em discussão e, graças à intervenção, designadamente, do Presidente da Câmara de Grândola, Carlos Beato, junto do Ministério da Obras Públicas, foi possível obter o compromisso, da Secretária de Estado dos Transportes, Dra. Paula Vitorino, relativamente à suspensão do estudo de avaliação de impacte ambiental da proposta da REFER, afirmando, ao mesmo tempo, a disponibilidade do Ministério para a avaliação de outras alternativas.
Este compromisso foi formalmente assumido por carta enviada à CIMAL, sendo do conhecimento de todos os Municípios do Litoral Alentejano, o que nos compete registar com agrado.
Os problemas que se verificaram estão, por isso, ultrapassados e o assunto está, neste momento, em fase de reavaliação, cabendo agora a todos os agentes locais, incluindo as Autarquias do Litoral Alentejano, preparar, com sustentação, a discussão com o Governo e com a REFER, tendo em vista assegurar que se encontrará uma solução que, salvaguardando os equilíbrios ambientais do território e o desenvolvimento da sua actividade económica, garanta a execução, tão rápida quanto possível, da obra que todos esperamos e cujo importância estratégica é, por todos, reconhecida .A Assembleia Intermunicipal da CIMAL, que criou para a análise e acompanhamento deste assunto, uma Comissão Especial, não deixará de o fazer e coloca-se à disposição de todos para poder desempenhar o papel que for julgado conveniente”.
__________________
"Canta alentejano, canta, o teu canto é oração, tens a alma na garganta, e o Alentejo no Coração"


mourarq no está en línea   Reply With Quote
Old September 12th, 2009, 11:16 PM   #98
mourarq
Litoral Alentejano
 
mourarq's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Alcácer do Sal
Posts: 2,768
Likes (Received): 427

Traçado proposto pela REFER


Traçado proposto pelas Câmaras - Ligação Beja


__________________
"Canta alentejano, canta, o teu canto é oração, tens a alma na garganta, e o Alentejo no Coração"


mourarq no está en línea   Reply With Quote
Old September 13th, 2009, 01:36 AM   #99
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,171
Likes (Received): 2381

mourarq, muito obrigado por esta informação. Permite ter uma ideia do que é que as câmaras propõem e os argumentos que usam para justificar as suas propostas. Uma leitura interessante, sem dúvida.

Obrigado!
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Old September 13th, 2009, 07:23 PM   #100
Barragon
Barra for Friends
 
Barragon's Avatar
 
Join Date: Dec 2004
Location: Barreiro
Posts: 142,293
Likes (Received): 15967

Não era uma má opção... esperemos pelas opiniões dos críticos.
__________________
::: Portuguese Forum :::

Tocha :: Mira :: Vagos :: Ílhavo :: Praia da Barra :: Curia :: Anadia :: Oliveira do Bairro :: Águeda

Fat people are harder to kidnap
Barragon no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 


Reply

Tags
comboio, espanha, grândola, santiago do cacém, sines, spain in the world

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 08:11 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2019, vBulletin Solutions Inc.
vBulletin Security provided by vBSecurity v2.2.2 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us