Portos do Arquipélago da Madeira - Page 2 - SkyscraperCity
 

forums map | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Transportes e Infra-Estruturas > Fluviais e Marítimos


Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old March 16th, 2008, 04:16 AM   #21
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

é carga rodada e passageiros
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old March 16th, 2008, 10:45 AM   #22
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

'Queen Victoria' vem ver o fogo
PAQUETE DA CUNARD VAI ESTAR NA MADEIRA NA NOITE DE SÃO SILVESTRE DE 2009
Data: 16-03-2008





O porto do Funchal contará na noite de fim de ano de 2009 com a presença do paquete britânico 'Queen Victoria'.

Segundo os dados já disponíveis no sítio da internet da 'Portos da Madeira', aquele paquete da Cunard tem chegada prevista ao Funchal para as 7 horas do dia 30 de Dezembro, prolongando a mesma até às 00:30 do dia 1 de Janeiro de 2010. Por enquanto, apenas mais dois paquetes efectuaram reserva para a noite de São Silvestre de 2009: 'Oriana' e o 'Black Prince'. Para já não são conhecidos mais detalhes sobre a viagem / cruzeiro do 'QV'. Este paquete de 90.000 toneladas de arqueação bruta mede 294 metros de comprimento e 32,30 metros de boca (largura). Quanto à sua ainda breve história, é de salientar que o mesmo foi encomendado no dia 5 de Dezembro de 2004, e pela primeira vez na história da Cunard, à companhia italiana Fincantieri Cantieri Navali Italiani SpA sendo construído no estaleiro de Marghera.

Recorde-se que visitou pela primeira vez o porto do Funchal no dia 28 de Dezembro de 2007 e que a sua próxima escala deverá ocorrer já no próximo dia 25 de Abril.

Já no que respeita ao movimento de paquetes previstos para a noite de São Silvestre deste ano, o mesmo não é muito animador, pois, e até ao momento, apenas 5 paquetes reservaram lugar na 'Portos da Madeira'.

Assim, a próxima noite de São Silvestre contará apenas com a presença dos seguintes paquetes: 'Balmoral' (J.F.M.), do 'Van Gogh', do 'Oriana', do 'AIDAbella' e, finalmente, do 'Albatros', sendo estes quatro últimos, todos agenciados pela Navegação Blandy. Desta lista, é de referir que apenas dois serão estreantes no espectáculo pirotécnico de 2008 - o 'Balmoral' e o 'AIDAbella'.

A exemplo do verificado em anos anteriores, o DIÁRIO sabe que os paquetes 'Saga Rose' e o 'Saga Ruby' poderão marcar presença na baía do Funchal, uma informação que, no entanto, não nos foi possível confirmar. De lembrar que noa duas últimas passagens de ano - 2006 e de 2007, o porto do Funchal acolheu 8 e 12 paquetes, os quais trouxeram à Madeira 10.000 e 13.000 turistas em transito, respectivamente.


Diario de Noticias Madeira
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 17th, 2008, 11:00 PM   #23
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

Trio de paquetes
4.500 TURISTAS EM TRâNSITO HOJE NA REGIÃO. CERCA DE 400 SÃO ESPANHOIS
Data: 17-03-2008


Athena

O 'Athena', um dos paquetes registados no Registo Internacional de Navios da Madeira, regressa hoje ao porto do Funchal, para uma escala que terá a duração de 7h30 horas.

Procedente de Málaga, o mesmo deverá aportar na Pontinha quando forem 11 horas sendo de destacar que a bordo viajam 483 turistas, 387 dos quais de nacionalidade espanhola. Ofacto dos turistas a bordo serem maioritariamente de origem espanhola deve-se, principalmente, por este cruzeiro de 7 noites, ter o seu início e fim no porto de Málaga. O DIÁRIO conversou com Lino Ribeiro, da empresa de navegação João de Freitas Martins, Lda, que explicou que "esta escala está englobada no cruzeiro 'Pearls of Atlantic Cruise', o qual teve o seu inicio em Málaga, com escalas no Funchal, Tenerife, Lanzarote, Agadir, Casablanca e final em Málaga". Quanto ao regresso deste paquete do Funchal aquele responsável adiantou que estão programadas mais 4 escalas até ao final do ano. "O 'Athena' regressará à Madeira, no âmbito deste mesmo cruzeiro de 7 noites, a 24 e a 31 de Março e depois a 21 de Abril. A última escala do ano está anunciada para o dia 1 de Dezembro", conclui. Este paquete, de 16.144 toneladas de arqueação bruta, foi construído no ano de 1948 no estaleiro de Gotaverken Arendal, em Gotemburgo. Mede 160,7 metros de comprimento por 21 de boca (largura) e tem um calado de 7,6 metros.

De regresso à Pontinha está o 'Thomson Destiny', no decorrer do cruzeiro 'Colourful Coasts' com cerca de 1.400 turistas a bordo. Com agenciamento da Ferraz, é procedente de La Palma e tem final de escala para as 23.30 horas, com destino ao porto de Agadir, em Marrocos. Finalmente, uma referência para a presença, desde as 12 horas de ontem, do paquete 'AIDAdiva' (Blandy), que permanece na Pontinha até às 17 horas de hoje. Procedente de Tenerife e com destino a La Palma, viaja com cerca de 2.400 turistas, maioritariamente de nacionalidade alemã. De referir que no decorrer desta escala, cerca de 250 turistas tiveram oportunidade de assistir, no estádio dos Barreiros, ao jogo de futebol entre o Marítimo e o Benfica, jogo a contar para a 23ª jornada da Liga portuguesa de Futebol.

Diario de Noticias Madeira

'Thomson Destiny'


Aida Diva
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old March 17th, 2008, 11:08 PM   #24
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

Armadores facturam 70 milhões e não pagam impostos
O Estado paga-lhes a Segurança Social e o IRS. São os donos dos barcos os que mais ganham com a insularidade, pois o transporte vale 70 milhões de euros
Data: 17-03-2008



(Operam na linha da Madeira cinco armadores e igual número de navios, que aportam o Caniçal em dois dias distintos da semana. )



Não discutindo o essencial e fulanizando a abordagem dos incontornáveis custos resultantes da descontinuidade territorial, que implicam custos com o transporte marítimo, a discussão não raras vezes é dogmática e evita a conclusão óbvia: são os armadores, os donos dos barcos, os que mais ganham com a insularidade. Porque são eles que facturam 70 milhões dos cem que os diferentes operadores cobram pelos serviços que prestam.

No caso dos armadores, os elementos recolhidos permitem-nos concluir que as suas margens de lucro são superiores à dos restantes operadores do mercado - transitários, operador portuário, portos e camionistas - embora seja igualmente claro que as empresas cobram na ligação entre o continente e a Madeira um valor equivalente a duas viagens, já que no regresso o número de contentores cheios, pagos pelos clientes, é irrisório.

Ocupação de 35%

Nas contas feitas pelo DIÁRIO, em cada deslocação entre Leixões/Lisboa e o Porto do Caniçal os armadores facturam entre 200 a 300 mil euros, consoante a dimensão do navio e naturalmente o número de contentores ou TEUs - unidade de transporte equivalente a uma área ocupada no convés do navio com as dimensões de um contentor de 20 pés - que transportam.

A análise dos indicadores do movimento do Porto do Caniçal permite concluir que no regresso a Leixões e Lisboa apenas 11% dos contentores transportados são pagos pelos clientes. E a totalidade destes paga um frete cujo valor corresponde a metade da tabela aplicada na viagem de vinda, já que se trata de banana e sucata, sobretudo.

Assim, a partir da Madeira os armadores facturam cerca de 20 a 30 mil euros, razão pela qual fazem repercutir os custos fixos - combustível, tripulação, operação em porto, etc - no valor que cobram no frete entre o continente e a Madeira, pois a viagem de regresso ao porto de origem custa o mesmo, só a receita é que é diferente.

Quando confrontados com o valor elevado que cobram pelos serviços que prestam, bem como com a circunstância das cinco empresas terem tarifários semelhantes, os armadores são claros: são as regras de mercado que funcionam, com a procura a determinar os ajustamentos e posicionamentos comerciais que a concorrência fomenta. Mas acrescentam que com as actuais taxas de ocupação e com o mercado a diminuir há pelo menos três anos, os preços vão ter tendência para aumentar, pois os custos operacionais não baixaram e alguém tem de os pagar.

Na prática, o que os armadores alegam é que a 'linha Madeira' não tem mercado para cinco empresas, pelo que a redução da oferta poderia contribuir para uma diminuição do custo unitário, ganho a obter através de uma taxa de ocupação superior, pois a que se verifica actualmente é bastante baixa, tal como o quadro em baixo o demonstra.

Respondendo a um questionário enviado, quatro das cinco empresas revelaram quanto é que facturam na Madeira. Mas não revelaram os seus custos ou os lucros.

Na estrutura de custos, a aquisição ou afretamento de um navio tem um peso relevante. Pois um navio com 10 anos pode custar entre 10 a 15 milhões, embora exista um navio velho a navegar para a Madeira cuja cotação não ultrapassa os 2 milhões. Se a opção for pelo afretamento, esse pode atingir os 3,6 milhões por ano.

Naturalmente que o combustível passou a representar uma fatia importante dos custos. Mais de 1,5 milhões de euros por ano, ao que apurámos. A que se junta outro milhão de euros para pagar a tripulação. Depois há que contar com os seguros, os custos com as operações nos portos - acostagem, amarração, pilotos, reboque, estiva, etc - e obviamente com a manutenção do navio e dos equipamentos.

Curioso é registar, por exemplo, que a aquisição dos contentores por uma empresa pode custar mais de três milhões de euros. A sua manutenção ascende a mais de meio milhão de euros/ano. Os elementos recolhidos pelo DIÁRIO permitem, contudo, avançar que a margem de lucro dos armadores pode ser superior aos 15%, uma remuneração accionista generosa e que em alguns casos é bem superior, embora exista empresas que fecham o ano com prejuízos.

IRC sobre 30% do lucro

Para esta performance contribui a circunstância de o Estado garantir aos armadores um conjunto de incentivos que permitem a Portugal competir a uma escala internacional, já que existem registos de navios que isentam os armadores de pagarem impostos sobre o trabalho e os lucros, apenas cobrando um valor irrisório pela tonelagem bruta do navio.

Quatro dos cinco navios que operam para a Madeira têm registo português. O navio da Box Lines navega com registo alemão, pelo que o grupo Sonae pouco paga ao Estado português pelos ganhos que obtém no transporte marítimo para as ilhas da Madeira e Açores. As restantes quatro empresas beneficiam de uma ajuda do Estado significativa: não pagam Segurança Social e o IRS dos seus trabalhadores. Ou melhor, são reembolsados pelo valor que pagam, embora o Governo da República esteja em incumprimento desde 2006, devendo mais de quatro milhões de euros aos armadores. Por outro lado, de modo a evitar a fuga dos armadores nacionais para outros registos estrangeiros, o Estado taxa apenas 30% de IRC sobre a matéria colectável (lucro).

Madeira melhor servida economiza nos stocks

É um ganho para a economia que não é despiciente. Porque a circunstância das empresas da Madeira contarem com um abastecimento semanal, beneficiando de um conceito (Just in time) que os gurus da economia dizem poder contribuir para a redução dos custos, leva a uma redução significativa dos encargos com a gestão de stocks, bem como do esforço financeiro de investir na aquisição de produtos para uma comercialização que não é imediata e como tal com reflexos no 'cash-flow' das empresas.

A regularidade dos transportes para a Madeira evita, também, um custo acrescido na construção de grandes centros logísticos - ao nível da empresa e mesmo da Região - o que não acontece, por exemplo, nos Açores, onde as ligações ao continente são quinzenais.

Um olhar ao quadro que publicamos em baixo permite-nos concluir que a Madeira tem a servi-la cinco armadores e igual número de navios, com a particularidade de três deles descarregarem à segunda-feira - 'Ilha da Madeira', 'Insular' e 'Madeirense 3' - e os restantes dois à quinta ('Apolo' e 'Port Douro').

Já os Açores têm apenas três armadores a operar, a Transinsular, Box Lines e a Mutualista - detida maioritariamente pelo Grupo ETE, dona da Transinsular - embora tenham oito porta-contentores a navegar entre as ilhas e a fazer ligações a Lisboa e Leixões.

Os principais portos açorianos - Ponta Delgada, Horta e Praia da Vitória - só têm ligações directas com o continente de 15 em 15 dias, embora os armadores garantam ligações semanais com o arquipélago, alternadas por diferentes portos, com o transbordo a ser feito depois por navios que efectuam as ligações inter-ilhas.

NÚMEROS CURIOSOS

As cinco empresas que têm navios a operar na Madeira têm mais de cinco mil contentores na 'linha', o que representou um investimento superior aos 14 milhões de euros;
A manutenção destes contentores custa mais de 4 milhões de euros por ano, pois em cada viagem são despendidos 150 euros para manter em bom estado um contentor-frigorífico e cerca de 50 euros uma unidade normal;
Cada navio cumpre ao longo de um ano mais de 62 mil milhas náuticas, o equiva-lente a três viagens de cir-cum-navegação à volta do mundo.

ENM factura 18 milhões

Fundada a 1907, a Empresa de Navegação Madeirense é detida pelo Grupo Sousa, sendo o mais antigo armador português. Em 2006 adquiriu o 'Madeirense 3' - navio com 121 metros , 5.712 GT e capacidade para transportar 375 TEU's - e navega exclusivamente para a Madeira, onde colocou 1.458 contentores. A ENM emprega 28 pessoas e facturou 18,9 milhões de euros em 2006.

Gigante português

A Transinsular é detida a 100% pelo Grupo ETE do coronel Figueiredo, que integra um universo de mais de 40 empresas. Com uma frota de dez navios, que navegam para África, Norte da Europa, ilhas da Madeira, Açores, Cabo Verde e São Tomé, o grupo tem uma facturação superior a 200 milhões. Na linha da Madeira, a Transinsular tem a operar o navio 'Insular' (119, 8 metros, 6.715 GT e 350 TEUs) e alocou 1.200 contentores, facturando cerca de 20 milhões de euros.

O Grupo Portline

Detido a 100% por Stanley Ho, o Grupo Portline tem 320 pessoas e 15 navios ao seu serviço - dois em construção - facturando 80 milhões de euros por ano. No ano passado os seus navios transportaram 8,4 milhões de toneladas de carga e cerca de 26 mil TEUs cheios, navegando 693.146 milhas (32 vezes o perímetro da terra). Na Madeira a empresa tem o navio 'Port Douro' - 105 metros comprimento, 4.303 GT e 330 TEUs - e cerca de 755 contentores, facturando cerca de 10 milhões de euros.

O mais pequeno

A Vieira & Silveira foi fundada em 1934, mas em 1981 integrou-se no universo ETE do coronel Figueiredo. Com apenas um navio - 'Ilha da Madeira', que tem 94,5 metros e 2.749 GT, podendo transportar 262 TEUs - a empresa tem 970 contentores ao serviço da 'linha', facturando cerca de 9 milhões de euros.

Sonae opaca

A Box Lines foi a única empresa que não respondeu às nossas questões, facto estranho se destacarmos que esta é detida pelo Grupo Sonae. Fundada em 1999, navega para Açores (2 navios) e Madeira, onde tem o 'Apolo', navio com 100 metros de comprimento, 4.448 GT e capacidade para transportar 505 TEU's (269 contentores). Transportando 22% da carga descarregada no Caniçal, a Box Lines factura com a Madeira cerca de 19 milhões de euros




Diario de Noticias Madeira
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 17th, 2008, 11:23 PM   #25
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

Os Barcos


Empresa de Navegação Madeirense

'Madeirense 3'



Transinsular

Insular




O Grupo Portline

Porto Douro


Vieira & Silveira

Ilha da Madeira



Box Lines
Apollo
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 18th, 2008, 02:16 AM   #26
Arpels
Αλέξανδρος
 
Arpels's Avatar
 
Join Date: Aug 2004
Location: Guarda/Barreiro
Posts: 52,602
Likes (Received): 382

o movimento de paquetes nos mares da Madeira tem tido um aumento tremendo, mto bem
Arpels no está en línea   Reply With Quote
Old March 18th, 2008, 07:09 PM   #27
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

É mais na temporada de Inverno , na altura de Verão o movimento diminui já que os Barcos vão fazer a temporada de verão nas Caraibas.
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 19th, 2008, 10:19 AM   #28
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

Remodelação vai avançar
Pontinha sem lojistas até 1 de Abril




A Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira (APRAM) notificou, no princípio deste mês, todos os lojistas instalados no molhe da Pontinha de que terão de sair até ao dia 1 de Abril, devido às obras de construção da gare marítima internacional.
A notícia foi ontem confirmada ao JM por João Reis, presidente do conselho de administração da APRAM, que ressalvou, no entanto, que este período poderá ser alargado, em função do tempo que o Tribunal de Contas levar para apreciar a minuta do contrato de adjudicação da obra, cuja proposta mais vantajosa foi apresentada pelo consórcio Lena Construções e Abrantina.
«Foi dado o prazo até ao dia 1 de Abril, data em que temos previsto consignar a obra. Mas tudo isso está dependente do visto do Tribunal de Contas, que pode prolongar um pouco mais essa saída. No entanto, pelo sim pelo não, tivemos de notificar formalmente os lojistas, dado que existem contratos», explicou.
Acrescenta que, ao nível jurídico-legal, os contratos destes lojistas já estavam a prazo desde que foi manifestada a intenção de realizar obras naquele local. «Estávamos a fazer as renovações por curtos espaços de tempo, dado que a qualquer altura poderiam ser adjudicadas», explicou.
O nosso interlocutor admite que tem havido alguma resistência por parte dos lojistas. «Estão a pedir uma prorrogação de mais um mês atendendo a que Abril é um mês alto. Estamos a ver as possibilidades, mas como disse, tudo está dependente do procedimento do Tribunal de Contas. Neste momento, está a ser elaborada a minuta do contrato de adjudicação e depois de ter o contrato assinado, vamos enviá-lo para o visto prévio do Tribunal de Contas».
Caso se concretize o visto nos próximos dias, a saída terá mesmo de se concretizar até 1 de Abril, dado que a implantação da obra coincide com a actual zona onde estão instaladas cerca de uma dezena de lojas que serão demolidas.
A remodelação da Pontinha aponta para a construção de um número significativo de estabelecimentos comerciais mas, embora nada esteja definido quanto a essa situação e sem querer criar falsas expectativas, João Reis sempre vai avisando que ninguém se encontra em situação privilegiada para concorrer aos mesmos.



Jornal da Madeira

NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 19th, 2008, 10:20 AM   #29
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

A partir de Maio, nas rotas marítimas entre Madeira e Canárias
Armas escolhe Portimão para escala




A empresa armadora Naviera Armas, que vai começar a operar, a partir de Maio, rotas marítimas entre Madeira e Canárias, vai utilizar o porto de Portimão para fazer escala.
O navio Volcán de Tijarafe parte todas as sextas-feiras de Santa Cruz de Tenerife rumo a Gran Canária, e de seguida para o Funchal,onde chegará na madrugada de sábado.
O navio partirá do Funchal às 10h30 de sábado, rumo a Portimão, e regressa às Canárias, através da Madeira.
A companhia, que também vai efectuar ligações entre Agadir, em Marrocos e Canárias, refere que irá prestar ligações a várias cidades no Norte de Marrocos, como Marraquexe, Casablanca, Fez, Rabat ou Tanger, noticia a imprensa espanhola.
A Naviera Armas referiu recentemete que está a estudar diversas categorias de tarifas para os passageiros, incluindo de famílias com viaturas, podendo estes optar por fazer a travessia em camarotes ou ficar nas salas do navio, dependendo do tipo de bilhete.
O Volcán de Tijarefe é o mais recente e moderno da frota da Naviera Armas e está a ser construído em Vigo, devendo chegar às Canárias em Maio, e tem 154,35 metros de comprimento por 24,20 de largura, com capacidade para transportar mais de mil passageiros, 500 automóveis ligeiros e cem atrelados com contentores.

Metade dos passageiros em Lisboa

O movimento de passageiros de cruzeiro no Porto de Lisboa caiu 61,4 por cento em Fevereiro, levando a que a quebra nos primeiros dois meses deste ano seja para menos de metade (-54,2 por cento) do período homólogo de 2007, embora ainda acima do que se verificava em 2006.
Dados da APL – Administração do Porto de Lisboa indicam que, nos primeiros dois meses deste ano, o total de passageiros de cruzeiro está em 3.804, o que significa um regresso ao nível de 2006 (3.474), e praticamente anula o crescimento registado em Janeiro e Fevereiro de 2007, em 139,1 por cento, para 8.307.
Relativamente ao mês de Fevereiro, a informação da APL indica que o número de passageiros ficou em 425, quando um ano antes tinham sido 1.097 (em 2006 foram 326).



Jornal da Madeira

NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 19th, 2008, 10:32 AM   #30
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

'Belem' chega em Maio
TALL SHIP TEM ESCALA PREVISTA NA ÚLTIMA SEMANA DE MAIO
Data: 19-03-2008



O grande veleiro francês 'Belem' visitará o porto do Funchal em Maio, numa travessia do Atlântico, em escala considerada de rotina e que durará cerca de 48 horas.

Este tall ship, construído em 1896, nos estaleiros franceses de Chantenay-sur-Loire, encetará no próximo dia 18 de Maio, no porto de Bordéus, uma viagem transatlântica, com rumo ao porto canadiano de Quebec, onde deverá aportar no dia 2 de Julho.

A viagem encontra-se englobada nas comemorações dos 400 anos da elevação a cidade do Quebec, festejos que terão lugar no dia 3 de Julho, sendo de referir que aquela foi a primeira cidade da América do Norte.

No decorrer da travessia transatlântica, este tall ship efectuará uma escala de dois dias no porto do Funchal zarpando, depois, rumo a Boston, nos Estados Unidos da América onde deverá aportar no dia 19 de Junho. Ao que tudo indica terá o agenciamento a cargo da Portmar.

Uma semana depois deverá chegar ao Canadá, ao porto de Halifax, onde está previsto o embarque de jovens marinheiros, os quais, juntamente com a tripulação sénior, rumarão ao porto de Quebec. O regresso à Europa ocorrerá no final de Julho, estando prevista uma escala nos Açores e outra em Lisboa, a qual terá lugar no dia 19 de Agosto.

De destacar que este veleiro foi lançado à água em Junho de 1896, tendo com missão o transporte de mercadorias, manufacturadas e produzidas em França, com destino a mercados como o Brasil e as Antilhas. No regresso a França, o mesmo transportava o açúcar, o cacau e o rum. Em 1914, chega ao fim a sua carreira comercial, sendo adquirido pelo duque de Westminster, que o transformou num tall ship de luxo. Posteriormente foi adquirido pelo industrial da cerveja A. E. Guinness, que o rebaptiza de "Fantôme II", e parte para uma volta ao Mundo. Em 1979, a Caisse d´Epargne, com auxílio da Marinha Nacional da França, salva o último veleiro francês de três mastros, regressando a França. Um ano depois, o veleiro é doado à Fundação Belem, entretanto criada e logo reconhecida como instituição de utilidade pública. Em 1984, foi classificado como monumento histórico e restaurado.


Diario de Noticias Madeira
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 20th, 2008, 11:26 PM   #31
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

22 iates de passagem
Apenas 22 iates estrangeiros optaram pelas marinas da Região Autónoma
Data: 20-03-2008

O número de iates estrangeiros que optaram por realizar escalas nas Marinas e portos de recreio da Região, no decorrer do passado mês de Fevereiro, foi de apenas 22, curiosamente, o mesmo que o verificado em igual período do ano de 2007.

A Marina do Porto Santo e a da Quinta do Lorde foram as responsáveis pelo registo de 14 iates passantes, destacando-se que, na sua maioria, os mesmos ostentavam a bandeira britânica.

Os restantes oito iates optaram por realizar escalas na Marina do Funchal e do porto de Recreio da Calheta, que receberam 5 e 3 embarcações, respectivamente.

Comparando com iguais meses de anos anteriores, o número total de iates passantes apenas é inferior ao verificado em 2001, ano no qual 26 iates passantes aportaram à Região no decorrer das respectivas viagens oceânicas. Ainda segundo os dados estatísticos disponíveis, o mês de Fevereiro de 2003 foi o pior desta década, tendo-se verificado apenas a presença de 8 iates nas Marinas da Região.

'Costa Serena' regressa com 3.500 turistas

A outro nível, registe-se o regresso ao porto do Funchal do paquete italiano 'Costa Serena', o qual viaja com cerca de 3.500 turistas em trânsito. Procedente de Tenerife, o mesmo deverá atracar na Pontinha logo pelas 7 horas, sendo que o final desta escala está anunciado para as 18 horas. Acrescente-se que o mesmo terá o agenciamento a cargo da agência Ferraz, tem como destino o porto de Málaga e regressará ao Funchal no próximo dia 31 deste mês.

Finalmente, de referir que deram entrada, ontem, no porto do Caniçal os porta contentores 'Apolo' (Blandy) e o 'Port Douro' (Portmar). Estes dois navios por norma realizam as respectivas escalas semanais na Região às quintas-feiras, mas, atendendo ao feriado da próxima sexta-feira, os armadores decidiram pela antecipação das mesmas.

Assim, ao final do dia de hoje, e depois de concluídas as operações de descarga e carga, os dois navios deixam o Caniçal com destino ao porto de Leixões.

Diario de Noticias Madeira

Costa Serena

NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 21st, 2008, 10:11 AM   #32
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

Abriram na quarta-feira as reservas para 2009, a bordo do Navigator of the Seas
Novidades da RCI passam pelo Funchal



A Royal Caribbean International abriu na quarta-feira as reservas para uma das novidades em 2009, os cruzeiros de cinco noites Málaga/Málaga. A companhia tem previsto uma série de seis cruzeiros e apresenta duas propostas de itinerários, entre as quais se encontra o Funchal.


Está agendada para o próximo dia 24 de Março a primeira estreia de 2008 no porto do Funchal. Será protagonizada pelo paquete holandês Zuiderdam, que escala a Madeira em viagem das Bahamas para Lisboa. Esta é também a primeira vez que o Zuiderdam vai operar na Europa, juntando-se ao gémeo Noordam nos cruzeiros pelo Mediterrâneo.
Na primeira escala no Funchal, o Zuiderdam vai ficar ao largo uma vez que vão estar atracados no porto os navios AIDAdiva, Thomson Destiny, Athena e Oceana. Assim sendo, as cerimónias de boas-vindas ao paquete da Holland America Line ficam adiadas para a segunda escala do Zuiderdam, a 1 de Novembro, segundo informa o blogue “Cruzeiros na Madeira”.
Entretanto, e por falar em Athena, o navio deixou de estar registado na Madeira, passando a ser Génova o porto de registo. A primeira escala do Athena com esta bandeira (excluindo as escalas que fez como Italia Prima) aconteceu no passado dia 17 de Março e coincidiu também com o facto desta ter sido a primeira viagem à Madeira ao serviço da Vision Cruises, de Espanha. O navio regressa ao porto do Funchal no próximo dia 24.
A outro nível, a Royal Caribbean International abriu na quarta-feira as reservas para uma das novidades em 2009, os cruzeiros de cinco noites Málaga/Málaga a bordo do Navigator of the Seas, entre 10 de Outubro e 4 de Novembro, que o director geral da sua representante em Portugal, Francisco Teixeira, considera especialmente vocacionados para “os incentivos e para os first-cruisers” (estreantes individuais)”.
A companhia tem previsto uma série de seis cruzeiros e apresenta duas propostas de itinerários.
O primeiro, com saídas marcadas para 10, 20 e 30 de Outubro, escala Villefranche e Ajaccio (Córsega) e apresenta preços por pessoa em camarote interior desde 229 euros sem taxas.
O segundo itinerário, com partidas marcadas para 15, 25 de Outubro e 4 de Novembro, escala os portos de Tenerife e Funchal, e os preços por pessoa em camarote interior são desde 274 euros sem taxas.
Francisco Teixeira, director-geral da Melair, afirmou ao PressTUR que por serem intercalados, há ainda a possibilidade de conjugar dois cruzeiros, num total de dez noites, nas partidas de 10, 20 e 30 de Outubro, fazendo Málaga/ Villefranche/ Ajaccio/ Tenerife/ Funchal/ Málaga, com preços desde 573 euros mais taxas.
“O facto de serem em Outubro, dá-nos uma margem de comercialização muito mais alargada do que em Maio, e queremos começar já a fazer divulgação no mercado de incentivos, pegando também nos cruzeiros de quatro e cinco noites à partida de Barcelona, que se realizam em Maio”, disse Francisco Teixeira.
O director geral da Melair avançou que no caso dos cruzeiros em Málaga, e apesar de ser ainda um pouco cedo, está a estudar a hipótese de oferecer duas opções de comercialização, em que numa delas inclui o autocarro.
Ontem, primeiro dia das reservas para cruzeiros Royal Caribbean na Europa em 2009, Francisco Teixeira disse estar optimista por que o mercado está numa fase de maturidade que dá “algumas garantias de crescimento”.




Jornal da Madeira
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 21st, 2008, 10:27 AM   #33
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

Escala imprevista
Iate de competição escalou o funchal para reparação de avaria no sistema de comunicações
Data: 21-03-2008



Uma avaria detectada no sistema de comunicações do iate 'Venom', quando o mesmo navegava em alto mar, de Cadiz para as Canárias, obrigou a uma escala técnica no porto do Funchal.

Ao que conseguimos apurar, a avaria foi detectada na passada terça-feira mas não colocou a embarcação em perigo. Por questões de segurança o 'skipper' decidiu aportar na Região antes de prosseguir viagem.

O DIÁRIO conversou com o austríaco John Taylor, um dos oito tripulantes a bordo, que confirmou estarem perto da Madeira, na passada terça-feira, dia no qual ocorreu a avaria. "Decidimos, então, vir ao Funchal e reparar a avaria antes de prosseguir viagem. Chegámos na terça-feira e partimos hoje à tarde (quarta-feira), pois já reparámos a pequena avaria. Aproveitamos a oportunidade desta escala para proceder ao reabastecimento de alguns produtos de primeira necessidade e de combustível", disse.

O 'Venom' está a operar como embarcação de treino para regatas offshore. "É uma situação normal, pois quando não estamos em competição, há que treinar e testar novos equipamentos. No decorrer desta viagem já conseguimos navegar a mais de 20 nós o que é muito bom para o treino dos tripulantes a bordo, pois quase todos nós fazemos regatas de competição. Quanto ao iate, a última regata que o mesmo participou foi a 'Rolex Fastnet Race 2007', classificando-se em terceiro lugar da classe SZ", concluiu.

Construído no ano de 1997, este iate é um modelo V060, desenhado por Ruce Farr e construído no estaleiro Marten Marine, na Nova Zelandia. Participou em várias regatas offshore, a primeira das quais a 'Volvo Ocean Race' de 1998. Das suas principais características e dimensões referimos que o seu casco foi construído em kevlar/carbono, mede 19,30 metros de comprimento, 5,25 de boca (largura) e 3,75 metros de calado.

Para o dia de hoje, uma referência para a escala no porto do Funchal do paquete italiano 'Costa Clássica', que chegará às 7h30. Procedente de Tenerife, transporta cerca de 1.500 turistas a bordo e zarpa do Funchal, com destino a Málaga, quando forem 17h30.


Diario de Noticias Madeira

Costa Classica

NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 22nd, 2008, 10:26 AM   #34
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

O primeiro navio deverá atracar por volta das 6h00 de hoje
Três cruzeiros no Funchal

A Associação de Portos da Região Autónoma da Madeira prevê, para hoje, três escalas de navios de cruzeiro. O primeiro a chegar será o “Astor”, que deverá atracar por volta das 6h00. Seguem-se o “Prinisendam”, às 7h00, e, ao final da tarde, o “Vistamar” que sai amanhã.


O porto do Funchal deverá contar, hoje, com três escalas de navios de cruzeiro, precisamente, o “Astor”, “Prinsendam” e o “Vistamar”.
De acordo com as previsões da Administração de Portos da Região Autónoma da Madeira, disponíveis no site desta instituição, o primeiro navio de cruzeito a chegar será o “Astor”, cuja atracagem está prevista por volta das 6h00.
O “Astor”, um navio registado nas Bahamas, vem de Cadiz e segue, depois, para Tenerife. A partida está prevista para as 17h30.
O segundo navio que deverá fazerr escala no Funchal é o “Prinsendam”. De acordo com as previsões da Administração de Portos da Região Autónoma da Madeira, a atracagem deverá ocorrer por volta das 07h00.
Proveniente de Philipsburg, o navio deverá deixar o porto do Funchal, quando forem cerca das 22h00, rumo a Casablanca, no norte de África.
O “Vistamara” é o terceiro e último navio de cruzeiro a passar hoje pelo porto do Funchal. As previsões apontam para que a atracagem ocorra por volta das 17h30. A partida está marcada para o dia seguinte, quando forem 17h00, rumo a Tenerife.
Amanhã está também prevista a escala do “Aida Diva”. O navio deverá chegar ao Funchal por volta das 12h30.
Proveniente de Tenerife, solta amarras no dia seguinte, quando forem 17h00, rumo a La Palma, nas ilhas Canárias.
Até ao final do mês são ainda esperados mais onze escalas, com os navios “Zuiderdam”, “Thomson Destiny”, “Athena”, “Oceana”, “Seabourn Pride”, “Costa Victoria”, “Aida Diva”, “Regatta”, “Costa Serena”, “Thomson Destiny” e, por último, o “Athena”.



Jornal da Madeira
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 22nd, 2008, 10:30 AM   #35
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

'VISTAMAR' PERNOITA NA PONTINHA COM CERCA DE 300 TURISTAS
Data: 22-03-2008



O porto do Funchal regista hoje a presença de um trio de paquetes, que trazem à Região cerca de 1.600 turistas.

O primeiro a atracar na Pontinha será o 'Astor', que viaja com 500 turistas em trânsito e tem chegada marcada para as seis horas. Procede de Cádiz e tem como destino Tenerife, para onde zarpa ao final da tarde de hoje, pelas 17h30. Construído em 1987 e baptizado de 'Fedor Dostoevskiy', designação que ostentou até 1995, o paquete mede 176 metros de comprimento e tem uma arqueação bruta de 21.000 toneladas.

De regresso à Europa e ao porto do Funchal está o paquete holandês 'Prisendam', o qual viaja desde St. Marteen com cerca de 790 turistas. Esta escala na Madeira, a primeira no decorrer da viagem transatlântica demorará até às 22 horas, prosseguindo este cruzeiro rumo à costa africana, mais concretamente ao porto de Casablanca (Marrocos).

O último paquete do dia será o 'Vistamar', o qual tem chegada prevista para as 17.30 horas. Procedente do porto açoriano de Santa Maria, este paquete viaja com cerca de 300 turistas, sendo de referir que esta sua escala na Região prolongar-se-á até às 17 horas de amanhã. Estes paquetes têm o seu agenciamento na Região confiado à Navegação Blandy.

A outro nível, refira-se a presença do navio tanque espanhol 'Mar Adriana' no Terminal dos Socorridos, onde é aguardado a partir das 9 horas de hoje. Segundo dados recolhidos junto do agente, o navio procedeu, ontem, à descarga de 5.090 toneladas de fuel no Terminal de Combustíeis do Caniçal. Hoje será a vez de abastecer os tanques da Central Eléctrica dos Socorridos com cerca de 10.600 toneladas. Quanto ao reabastecimento de combustíveis para a ilha dourada, este navio irá trasfegar 1.480 toneladas de fuel e 450 de gasóleo.

Por fim, uma referência para a presença no porto do Caniçal do porta contentores 'Madeirense 3', o qual deverá atracar às 15 horas de hoje a fim de proceder à descarga /carga de contentores. Antes de rumar até ao porto de Leixões, este navio irá efectuar uma escala no porto do Porto Santo onde é aguardado na próxima terça-feira.


Diario de Noticias Madeira
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 23rd, 2008, 10:20 AM   #36
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

Navios gigantes exigem portos maiores
Maior feira do mundo dos cruzeiros deixa alerta às autoridades portuárias: vem aí uma nova geração de paquetes que exigem portos melhor apetrechados
Data: 23-03-2008


(A nova geração de paquetes vai ter mais de 360 metros de comprimento e 65 de altura, com 220 mil toneladas de arqueação bruta)

A Madeira esteve representada na maior feira do mundo do turismo de cruzeiros - Seatrade Cruise & Shipping Convention - que se realizou em Miami, entre 10 e 13 deste mês.

Num espaço que reúne mais de um milhar de expositores, vindos de cem países, a Madeira esteve representada no Miami Beach Convention Center com um stand da Cruises in the Atlantic Islands, ou seja a associação entre os portos do Funchal, Las Palmas e Tenerife (Canárias), tendo este ano Cabo Verde marcado presença como observador.

Para além da Autoridade Portuária - Administração de Portos da Madeira SA - da Região estiveram representantes dos agentes de navegação Blandy, João de Freitas Martins e Ferraz, bem da agência de viagens Euromar. O madeirense Duarte Correia, presidente da TUI-Portugal, também esteve presente.

João Filipe Reis, presidente da APRAM, no balanço à presença madeirense, destacou a circunstância " de estar previsto para a Europa um crescimento do mercado dos cruzeiros de 8,5%, com a entrada de 40 novos navios, que vão acrescentar 120 mil camas à oferta existente".

De acordo com este responsável, a Madeira - tal como Canárias - deverá posicionar-se no sentido de saber aproveitar este crescimento, acrescentando João Filipe Reis a atenção que a Madeira terá de dar "aos megaiates, um mercado que vem registando uma subida muito grande em todo o mundo".

Registe-se, aliás, o facto dos responsáveis madeirenses terem tido a oportunidade de conhecer e reunir com os novos responsáveis dos portos de Canárias, num encontro que se mostrou frutuoso e que poderá voltar a acontecer no Funchal.

João Welsh, da João de Freitas Martins, registou com atenção o alerta deixado nas conferências, bem como "a acção proactiva dos portos das Caraíbas e de Miami face à circunstância dos navios em construção serem muito maiores e com uma tonelagem superior às duzentas mil toneladas. Eles já estão a intervir nos portos, de modo a prepará-los para um novo tipo de operação".

Em Miami, todos os conferencistas foram confrontados com o facto dos novos navios da classe Génesis serem navios que terão mais vinte metros que os actuais, 9 metros mais largos, atingindo uma tonelagem bruta 43% superior à dos actuais navios.

Estes 'monstros', que a Royal Caribbean Internacional mandou construir na Finlândia, terão 360 metros de comprimento, 65 de altura, 220.000 TAB e poderão transportar mais de 8 mil passageiros, passando a ser os navios mais caros da história: 900 milhões de euros.

João Welsh considera, pois, que "é preciso preparar-nos para esta nova realidade. O nosso porto pode receber qualquer tipo de navio, mas é preciso resolver a operacionalidade, o embarque e desembarque dos turistas".

Embora nenhum dos nossos interlocutores o quisesse confirmar, a verdade é que face à procura perspectivada, o Porto do Funchal poderá ser pequeno, já que não permitirá a escala simultânea de mais do que dois navios gigantes, o que poderá levar a Madeira a recusar escalas no futuro, o que não é bom.

Para o empresário ligado à navegação, a Madeira terá de estar atenta ao crescimento previsível dos chamados super-iates, pois como se constatou no Miami Beach Convention Center "no meio desta crise mundial, há cada vez mais ricos no Mundo que compram grandes barcos".

Entre as presenças portuguesas no Miami Beach Convention Center, refira-se que os portos açorianos aproveitaram a 'boleia' de Lisboa e Leixões e marcaram presença pela primeira vez, apostando forte na promoção das 'Portas do Mar', o novo cais e terminal de passageiros de Ponta Delgada.

Um dado claro nesta feira é de que será na Europa que o mercado vai crescer mais, até porque os cidadãos europeus beneficiam de mais dias de férias por ano (22 a 25) do que um americano (15) e mesmo que um asiático, que não raras vezes tem apenas uma semana de férias por ano.

Entre os destinos de cruzeiros mais procurados figuram os portos de Nápoles, Civitavecchia e Livorno em Itália (3,4 milhões de turistas), Espanha (2,7 milhões), com os portos de Pireu, Corfu, Katakolon, Santorini, Rodes e Mikonos na Grécia a registarem 2,5 milhões de turistas, à frente de França (1,3 milhões) e Noruega (1,3 milhões).

Ao nível dos gastos directos da industria dos cruzeiros, a Itália foi o mercado que registou os maiores valores, passando de 2,5 mil milhões de euros em 2005 para 3,1 mil milhões de euros em 2006, um aumento de 27,9%. O Reino Unido registou 1,8 mil milhões de euros, mais 7,8% que em 2005, ano em que registou 1,6 mil milhões de euros, seguido da Alemanha que aumentou 10,3% de 1,07 mil milhões de euros para 1,1 mil milhões de euros. França, que regista o maior crescimento, 58,4%, surge a seguir com 849 milhões de euros em 2006 (536 milhões de euros em 2005). Espanha surge a seguir, com um aumento de 14,2% em gastos directos, passando de 683 milhões de euros em 2005, para 780 milhões de euros em 2006, e depois a Finlândia, que com um crescimento de 18,2% passa de 621 milhões de euros em 2005 para 734 milhões de euros em 2006.

Mercado em alta

O número de passageiros de cruzeiros europeus deverá chegar aos 4,1 milhões em 2010 (+ 20,6%) e 5,1 milhões em 2015 (24,4%), um crescimento que ultrapassa as previsões do sector, refere um relatório do Conselho Europeu de Cruzeiros (European Cruise Council - ECC). Entre os anos de 1995 e 2005 (uma década) a procura por cruzeiros mais do que duplicou, passando de 5,7 milhões para 14,4 milhões de passageiros, o que demonstra o interesse do mercado.

Europeus adeptos

Em 2005, os cruzeiristas europeus representavam cerca de 23% do total de passageiros no mundo, quando 10 anos antes, em 1995, representavam 19%.

No total, a actividade de cruzeiros gerou mais de 250 mil empregos, acima de 10 mil milhões de euros em gastos directos e 15 milhões de visitantes a portos europeus.

Alemães clientes

A Alemanha é o melhor mercado emissor na Europa, com aproximadamente 705 mil passageiros - mais 10,3% com 63,9 mil - seguida de Itália com 527 mil, Espanha com 391 mil e França com 242 mil. A Finlândia, com 13,3 mil passageiros, foi o único mercado a registar uma quebra de 2005 para 2006, em menos 16,9% (teve 16 mil passageiros a viajar no ano anterior).

Frota de 118 navios

Em 2006, havia 44 companhias de cruzeiros e uma frota de 118 embarcações a operar na Europa, com capacidade para 51.300 camas. Outros 47 navios, com capacidade para 51.300 camas foram posicionados na região, por companhias não europeias que operam no sector. A indústria de cruzeiros gera 250 mil empregos na União Europeia.

14 mil milhões

Em 2006 a indústria de cruzeiros investiu na Europa cerca de 4,1 mil milhões de euros na construção de navios e na sua manutenção, cerca de mais de mil milhões de dólares que em 2005. No final de 2006, os estaleiros europeus tinham contratos para a construção de 36 embarcações, num valor total de 14,9 mil milhões de euros, até 2011.


Diario de Noticias Madeira
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 23rd, 2008, 10:59 AM   #37
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

Porto do Funchal: Projecto para um porto exclusivamente turístico


A estrutura portuária da Região Autónoma da Madeira está a alterar-se com a entrada em funcionamento do porto comercial do Caniçal. Esta reestruturação implica a definição de novas funções para o Porto do Funchal, definição essa aprovada em Conselho de Governo da Região Autónoma da Madeira através do Plano Director do Porto do Funchal. Este plano estabelece uma adequação dos espaços existentes e a forma de ligação de toda a área portuária à zona urbana envolvente, transformando o Porto numa infra estrutura exclusivamente de apoio à navegação turística e de recreio e parte activa da cidade do Funchal.

Clique aqui para ver uma versão interactiva da planta do projecto.

http://www.portosdamadeira.com/index2.php?t=2&l=pt

Na Pontinha (Cais Sul) surgirá toda uma nova estrutura dedicada ao embarque e desembarque de passageiros de navios de cruzeiro, a Gare Marítima Internacional, obra da responsabilidade da APRAM, S.A. e da Secretaria Regional do Equipamento Social e Transportes.
As primeira imagens 3D do projecto já estão disponíveis e pode-se antever uma obra de dimensão, virada para o futuro de um porto que tem viso todos os anos aumentado o número de escalas e de passageiros de navios cruzeiro.




Last edited by NewTomorrow; March 24th, 2008 at 10:22 AM.
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 24th, 2008, 01:48 AM   #38
Arpels
Αλέξανδρος
 
Arpels's Avatar
 
Join Date: Aug 2004
Location: Guarda/Barreiro
Posts: 52,602
Likes (Received): 382

ainda ha lojistas na Pontinha
Arpels no está en línea   Reply With Quote
Old March 24th, 2008, 04:10 AM   #39
NewTomorrow
 
Join Date: Dec 2007
Posts: 9,128
Likes (Received): 20

tem até ao fim do mes para sairem
NewTomorrow no está en línea   Reply With Quote
Old March 24th, 2008, 05:40 AM   #40
Viriatox
Geógrafo
 
Viriatox's Avatar
 
Join Date: Feb 2005
Posts: 3,012
Likes (Received): 1211

Isto seria utópico no Continente.
Viriatox no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 


Reply

Tags
ilha, madeira, mar, portos

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off


Similar Threads
Thread Thread Starter Forum Replies Last Post
Portos de Portugal Viriatox Fluviais e Marítimos 204 November 21st, 2018 01:02 AM
Portos travam expansão do País gutooo Transporte Aquaviário 0 January 28th, 2008 07:26 PM


All times are GMT +2. The time now is 05:01 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions Inc.
vBulletin Security provided by vBSecurity v2.2.2 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2020 DragonByte Technologies Ltd.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2020 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us