Carris - Transportes Públicos de Lisboa - Page 582 - SkyscraperCity
 

forums map | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Transportes e Infra-Estruturas > Rodovias


Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old May 14th, 2015, 12:31 AM   #11621
RicardoAfonso
BANNED
 
Join Date: Jan 2015
Posts: 1,673
Likes (Received): 1002

Boa, menos 600 a fazer greve.
RicardoAfonso no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old May 14th, 2015, 02:36 AM   #11622
pedrodepinto
Feliz 2020 ;)!
 
pedrodepinto's Avatar
 
Join Date: Nov 2006
Posts: 30,637
Likes (Received): 711

Apesar de tudo, o 727 não me parece uma carreira nevrálgica!
__________________
GRANDES REPORTAGENS:
* Roteiros por Portugal: Dão-Lafões (2007) | Madeira (2009)
* Metropolitano de Lisboa: Alvalade (2007) | Baixa-Chiado - Santa Apolónia (2007) | Alameda - São Sebastião (2009) | Oriente - Aeroporto (2012) | Areeiro (2013) | Amadora Este - Reboleira (2016)
pedrodepinto no está en línea   Reply With Quote
Old May 15th, 2015, 02:39 AM   #11623
pedrodepinto
Feliz 2020 ;)!
 
pedrodepinto's Avatar
 
Join Date: Nov 2006
Posts: 30,637
Likes (Received): 711

Hoje a greve foi mais expressiva. Parece que não circulou um único 747! Nem um único 778...
__________________
GRANDES REPORTAGENS:
* Roteiros por Portugal: Dão-Lafões (2007) | Madeira (2009)
* Metropolitano de Lisboa: Alvalade (2007) | Baixa-Chiado - Santa Apolónia (2007) | Alameda - São Sebastião (2009) | Oriente - Aeroporto (2012) | Areeiro (2013) | Amadora Este - Reboleira (2016)
pedrodepinto no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old May 27th, 2015, 10:55 PM   #11624
Alfacinha315
Registered User
 
Alfacinha315's Avatar
 
Join Date: Jul 2013
Posts: 1,423
Likes (Received): 354

Elétricos voltam ao Príncipe Real, mas só para turistas:

Quote:
Depois de 20 anos desactivada, a linha do eléctrico que percorre a Rua da Misericórdia em direcção ao Rato, passando pela Praça do Príncipe Real, vai voltar a funcionar mas…só para turistas. O circuito Chiado Tram Tour, criado pela Carristur, empresa de turismo da transportadora lisboeta Carris, vai ser inaugurado na quinta-feira mas as vozes de protesto já se fizeram ouvir.

Os pormenores sobre o circuito, como o percurso e o preço do bilhete, só serão revelados na viagem inaugural, marcada para esta quinta-feira de manhã, na qual estará presente o presidente do conselho de administração da Transportes de Lisboa (que junta a Carris e o Metro de Lisboa) e da Carristur, Rui Loureiro. Mas é previsível que a carreira inicie no Largo de Camões, no Chiado, seguindo depois pela Rua de São Pedro de Alcântara, Rua Dom Pedro V e Rua da Escola Politécnica, passando no Príncipe Real e indo eventualmente até ao Rato.

Porém, a ideia não agrada à presidente da Junta de Freguesia da Misericórdia, Carla Madeira. Num comunicado publicado na página de Facebook da junta, a autarca manifesta-se contra a activação deste serviço turístico e lamenta não ter sido contactada para emitir um parecer sobre o assunto.

"A instalação deste serviço, que em nada beneficia os residentes, contrariamente ao que aconteceria se fosse reactivado nesta linha o elétrico 24, significou a eliminação de inúmeros lugares de estacionamento na Rua da Misericórdia", lê-se na nota. Nos últimos dias, esta rua foi alvo de pinturas no alcatrão e recebeu pilaretes que impedem o estacionamento de veículos, facilitando assim a passagem do eléctrico. "Esta situação é de lamentar numa freguesia com grande e conhecido défice de estacionamento", acrescenta a junta.

Por seu lado, a Plataforma Eléctrico 24, que inclui representantes de várias associações (Associação de Cidadãos Auto-Mobilizados, Associação de Moradores do Bairro Alto, Associação Lisboa Verde, Blog Menos Um Carro, Comissão de Moradores do Bairro Azul, Eficiência Energética, Fórum Cidadania Lx, Grupo de Amigos do Príncipe Real, Liga dos Amigos do Jardim Botânico, MUBI e Quercus Lisboa), acredita que a criação deste circuito turístico será "o primeiro passo para a reactivação da linha 24". Mas lamenta que vá ser utilizada apenas parte do troço antes feito pelo 24, em vez de ser recuperada na totalidade para um serviço regular de transporte público. "O mero e exclusivo serviço turístico retira valor à marca", considera, num comunicado divulgado nesta quarta-feira.

"A carreira do eléctrico 24 reúne todas as condições para se tornar um novo ícone dos eléctricos da capital, desde que seja devidamente acarinhada e publicitada pela CML, pela Carris, pelo comércio local e pelo Turismo de Lisboa", escrevem na nota.

O 24, que fazia a ligação entre Cais do Sodré e Campolide, começou a circular em 1905 e foi suspenso provisoriamente em 1995, para permitir a construção de um parque de estacionamento subterrâneo em Campolide. Quando estas obras terminaram, a construção da estação de metro no Rato e o reperfilamento do largo empurraram parte dos carris para debaixo de um passeio. Segundo a Plataforma Eléctrico 24, existe um protocolo assinado em 1997 entre a Câmara de Lisboa e a Carris com vista à reactivação do eléctrico. Mas isso nunca aconteceu.

Actualmente, o eixo compreendido entre as ruas do Alecrim, da Misericórdia e da Escola Politécnica é servido pela carreira 758, "que além de ser poluente e não cumprir horários, não tem conseguido dar resposta ao nível intenso de procura pelos passageiros", considera a Plataforma, lembrando que a zona é muito movimentada e tem poucas opções de estacionamento.

Em Setembro do ano passado, a Carris disse ao PÚBLICO que a reactivação da linha do 24 "não é uma prioridade", precisamente por existir já um autocarro a servir aquela zona. "Contudo, trata-se de matéria que não depende exclusivamente da Carris, pelas implicações que tem ao nível da necessidade de obras na via-férrea e na rede aérea, disponibilização de veículos, reordenamento viário e de estacionamento", acrescentou, afirmando que não tinha veículos disponíveis e que seria necessário investir na linha, "ao mesmo tempo que a expectável utilização desse serviço seria reduzida".

A Plataforma contrapõe: "As infra-estruturas encontram-se no lugar (catenária e carris), sendo a única linha que não se encontra tapada com alcatrão. Fisicamente, toda a linha de carris ao longo da linha do eléctrico 24 ainda existe, em todo o percurso, pelo que o investimento a fazer com a sua reabertura trará muito mais benefícios do que custos". Os subscritores dizem mesmo que existe um coleccionador privado que se disponibilizou para ceder quatro eléctricos.

Existe uma petição online pela reactivação, que tem já mais de 1500 assinaturas.
Link da notícia: http://www.publico.pt/local/noticia/...testos-1697028
Alfacinha315 no está en línea   Reply With Quote
Old May 28th, 2015, 01:48 AM   #11625
pedrodepinto
Feliz 2020 ;)!
 
pedrodepinto's Avatar
 
Join Date: Nov 2006
Posts: 30,637
Likes (Received): 711

Não será mesmo uma experiência para tentar reactivar o 24?
__________________
GRANDES REPORTAGENS:
* Roteiros por Portugal: Dão-Lafões (2007) | Madeira (2009)
* Metropolitano de Lisboa: Alvalade (2007) | Baixa-Chiado - Santa Apolónia (2007) | Alameda - São Sebastião (2009) | Oriente - Aeroporto (2012) | Areeiro (2013) | Amadora Este - Reboleira (2016)

Alfacinha315 liked this post
pedrodepinto no está en línea   Reply With Quote
Old May 28th, 2015, 04:53 PM   #11626
Contribuinte
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 4,575
Likes (Received): 1636

É de registar que se trata da primeira reativação de um serviço de elétricos em Lx.

Até há pouquíssimo tempo, não era possível dar a volta no Rato, nem em nenhum outro local à exceção de Campolide e do Largo Camões.

Quanto à alegada falta de veículos, só pode ter sido uma brincadeira do interlocutor da Carris:
Existem 45 veículos para servir as carreiras 12, 18, 25 e 28.
E destas, só a 28 utiliza mais do que uma mão cheia de veículos.

Já a senhora presidente da junta, devia é preocupar-se com as restrições à mobilidade que esses lugares de estacionamento provocavam e que nunca deviam ter sido criados.

A ver vamos o retorno económico que isto terá.
Deverá ser esse o principal fator a ter em conta numa futura avaliação do projeto.
__________________
“They [socialists] always run out of other people's money.”
Margaret Thatcher, Fev.5, 1976.
Contribuinte no está en línea   Reply With Quote
Old May 28th, 2015, 05:23 PM   #11627
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,286
Likes (Received): 2678

Quote:
Originally Posted by Contribuinte View Post
Até há pouquíssimo tempo, não era possível dar a volta no Rato, nem em nenhum outro local à exceção de Campolide e do Largo Camões.
No Pp. Real é possivel usando os carros 700.


Quote:
Originally Posted by Contribuinte View Post
Quanto à alegada falta de veículos, só pode ter sido uma brincadeira do interlocutor da Carris:
Existem 45 veículos para servir as carreiras 12, 18, 25 e 28.
E destas, só a 28 utiliza mais do que uma mão cheia de veículos.
Olha que não é assim tão brincadeira. São usados também na carreira 15 a par com os articulados que são só 10. Dos 45 conta vá, 40-41 permanentemente dados para o serviço. Não sei quantas chapas tem cada carreira na hora de ponta mas não fica assim tão à larga. Seguramente entre o 15, o 18, o 25 e o 28 usa mais de 30 electricos. Não ficam assim tantos disponiveis para uma reactivação plena do 24. Este problema já se tinha posto no passado, de resto.
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Old May 28th, 2015, 05:42 PM   #11628
O530CarrisPT2012
Fly B777 Jets! ;)
 
O530CarrisPT2012's Avatar
 
Join Date: Sep 2011
Location: Lisbon (PT) - Seattle (WA)
Posts: 1,193
Likes (Received): 139

Quote:
Originally Posted by Oponopono View Post
No Pp. Real é possivel usando os carros 700.
Pois, devido à Série 700 (os ligeiros) terem postos de condução do guarda-freio à frente e rectaguarda de série (não como a Série 540R (este nome dou aos Eléctricos remodelados, embora oficialmente se chame Série 540), que só tem o posto à frente e à rectaguarda ser necessário um mecanismo para operar, em casos como para fazer marcha-atrás), bem como os assentos poderem mudar de posição, de acordo com a marcha do veículo (ou outra condicionante).

Quote:
Originally Posted by Oponopono View Post
Olha que não é assim tão brincadeira. São usados também na carreira 15 a par com os articulados que são só 10. Dos 45 conta vá, 40-41 permanentemente dados para o serviço. Não sei quantas chapas tem cada carreira na hora de ponta mas não fica assim tão à larga. Seguramente entre o 15, o 18, o 25 e o 28 usa mais de 30 electricos. Não ficam assim tantos disponiveis para uma reactivação plena do 24. Este problema já se tinha posto no passado, de resto.
Uma dessas limitações seria a falta de eléctricos na frota da Carris. Alguns deles, estão alocados a circuitos turísticos da CarrisTur (incluindo alguns da Série 700) e isso poderia trazer problemas de serviço para outros eléctricos. O 28E é provavelmente a carreira de eléctricos que consome mais recursos (ou seja, eléctricos) da Estação de Santo Amaro.
A meu ver (apenas na minha modesta opinião), como já disse em 2012 ou 2013, apostaria mais num reforço da carreira de autocarros 758 entre Sete Rios e Cais do Sodré ou a reactivação da carreira de autocarros 790, embora este parcialmente, até ao Martim Moniz.
__________________
Boeing 777 - The Most Trusted Airliner in Aviation History, 20 years on.
777-200 (1994) - 777-200ER (1996) - 777-300 (1997) - 777-300ER (2002) - 777-200LR (2005) - 777F (2008) - 777-8X (2021) - 777-9X (2020)

If we cannot end now our differences, at least we can help make the world safe for diversity - John F. Kennedy (1917-1963)
O530CarrisPT2012 no está en línea   Reply With Quote
Old May 28th, 2015, 05:56 PM   #11629
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,286
Likes (Received): 2678

Quote:
Originally Posted by Oponopono View Post
Olha que não é assim tão brincadeira. São usados também na carreira 15 a par com os articulados que são só 10. Dos 45 conta vá, 40-41 permanentemente dados para o serviço. Não sei quantas chapas tem cada carreira na hora de ponta mas não fica assim tão à larga. Seguramente entre o 15, o 18, o 25 e o 28 usa mais de 30 electricos. Não ficam assim tantos disponiveis para uma reactivação plena do 24. Este problema já se tinha posto no passado, de resto.
Tenho que rectificar o que escrevi neste parágrafo.

Não olhava para os horários dos electricos há muitos anos - provavelmente mais de 10 - e são totalmente diferentes do que eu recordava. Em todas as carreiras há muito menos serviços e consomem, claro, menos electricos. Pus-me agora a olhar com atenção para os das carreiras todas e realmente há hoje em dia electricos de sobra para abrir o 24 do Cais do Sodré a Campolide ou mesmo a São Sebastião. A questão que em tempos houve de que só se poderia abrir o 24 acabando com o 18 já não se coloca, de todo em todo.

12 - 2 carros
15 - 0 carros - Supreendeu-me bastante dado há uns anos serem precisos remodelados para reforçar os articulados à hora de ponta numa cadência que era practicamente 1 art - 1 mod
18 - 3 carros
25 - 4 carros
28 - 18 carros

Total: 27 electricos necessários para o serviço à hora de ponta.

Mesmo na eventualidade de serem usados 5-6 num 24 do Cais do Sodré a Campolide ou São Sebastião (ou mesmo Praça do Chile ou A.S.João aqui requerendo alguns mais) há electricos mais que suficientes.
__________________

rbaps, pedrodepinto, Alfacinha315 liked this post
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Old May 28th, 2015, 07:03 PM   #11630
O530CarrisPT2012
Fly B777 Jets! ;)
 
O530CarrisPT2012's Avatar
 
Join Date: Sep 2011
Location: Lisbon (PT) - Seattle (WA)
Posts: 1,193
Likes (Received): 139

Quote:
Originally Posted by Oponopono View Post
15 - 0 carros - Supreendeu-me bastante dado há uns anos serem precisos remodelados para reforçar os articulados à hora de ponta numa cadência que era practicamente 1 art - 1 mod.
Acho que o 15E também usa eléctricos remodelados (da Série 540), mas acho que é apenas no período nocturno. Não sei se vêm directos de Santo Amaro ou vem provenientes da 28E. Ao fim-de-semana também se vê (ou se via até há pouco tempo) certas chapas de 15E com eléctricos remodelados.
__________________
Boeing 777 - The Most Trusted Airliner in Aviation History, 20 years on.
777-200 (1994) - 777-200ER (1996) - 777-300 (1997) - 777-300ER (2002) - 777-200LR (2005) - 777F (2008) - 777-8X (2021) - 777-9X (2020)

If we cannot end now our differences, at least we can help make the world safe for diversity - John F. Kennedy (1917-1963)
O530CarrisPT2012 no está en línea   Reply With Quote
Old May 28th, 2015, 07:07 PM   #11631
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,286
Likes (Received): 2678

À noite e fim de semana sempre foram usados. Mas antigamente eram usados também durante a hora de ponta intercalados com os articulados. Agora, claro, este meu "antigamente" é há dez anos ou até mais talvez. Fiquei muito surpreendido quando fui há bocado olhar para os horários dos electricos. Tirando no 12 que é o que sempre foi, há muito menos frequências em todas as carreiras.

Para este exercício interessa apenas a hora de ponta dado ser o período do dia que consome mais electricos.
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Old May 28th, 2015, 07:09 PM   #11632
Contribuinte
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 4,575
Likes (Received): 1636

É verdade, existe essa possibilidade no Príncipe Real, sem causar transtorno ao trânsito automóvel.
Estava a partir do princípio que a Carris já não operava veículos de forma bidirecional (ainda que os 700 o permitam).

Sobre o número de veículos por carreira, o caso mais impressionante de redução é o 18:
Passou de frequências na casa dos 7 a 10 minutos (sempre cheios à hora de ponta, com a canalha pendurada, vencendo as subidas e descidas mais íngremes com alguma dificuldade) para o que hoje se conhece...
__________________
“They [socialists] always run out of other people's money.”
Margaret Thatcher, Fev.5, 1976.
Contribuinte no está en línea   Reply With Quote
Old May 28th, 2015, 07:20 PM   #11633
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,286
Likes (Received): 2678

Quote:
Originally Posted by Contribuinte View Post
Passou de frequências na casa dos 7 a 10 minutos (sempre cheios à hora de ponta, com a canalha pendurada, vencendo as subidas e descidas mais íngremes com alguma dificuldade) para o que hoje se conhece...
Eu não conhecia e agora que fui olhar para os horários fiquei meio patareco a olhar para eles. É uma diferença brutal do que havia e de que eu me lembrava.

Não sei se te recordarás quando os 45 electricos foram remodelados. Nessa altura eles ficavam à justa para os serviços (as carreiras eram as mesmas que hoje em dia) e muito foi falado do erro da Carris ter demolido - enfim, selvaticamente destruído - pelo menos os dez carros longos de quatro motores que ainda restavam, isto para obviar ao uso dos remodelados na 15, em vez de os ter identicamente modernizado pese embora as imensas dificuldades e custos que a sua remodelação acarretava. Agora é este panorama com 1/3 da frota sem ser precisa...

Fiquei totalmente abismado com a redução.
__________________

rbaps, Alfacinha315 liked this post
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Old May 28th, 2015, 08:50 PM   #11634
Contribuinte
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 4,575
Likes (Received): 1636

Não eram bem as mesmas de hoje.

Em meados da década de 90, ainda havia o 17 (julgo que do Martim Moniz) e o 24 (do Cais do Sodré), ambos até ao Alto de São João.
O 15 ia até à Cruz Quebrada, sendo que para lá de Algés os articulados não passavam.
E o 25 ia até à Gomes Freire (depois passou a ir para o Carmo quando fecharam a linha - recentemente substituída(!) - da Rua do Conde de Redondo) via Rua Ferreira Borges e Largo do Rato.

Era uma diferença substancial.
__________________
“They [socialists] always run out of other people's money.”
Margaret Thatcher, Fev.5, 1976.
Contribuinte no está en línea   Reply With Quote
Old May 28th, 2015, 09:12 PM   #11635
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,286
Likes (Received): 2678

O 17, desde o fim dos atrelados, era feito com carros grandes, não conta, embora algures na minha memória algo me diga que no finzinho, finzinho, passou a ter carros standard. Acabou em 1997. O 25, no Verão de 1995, já não ia à Gomes Freire, era Corpo Santo - Carmo e passou em 1995 a R de Alfândega - Prazeres. O 24 foi também suprimido nesse ano. Ou seja, no final de 1995 havia as carreiras que há hoje com a adição de Algés à Cruz Quebrada que acabou em '96.

Os remodelados começaram a circular precisamente em 1995 e até um bom tempo depois continuaram a circular a par tanto dos 700 standard como dos 300 tanto dos de dois como dos de quatro motores. Não me recordo exactamente em que ano foi a destruição dos carros compridos no Arco do Cego mas foi mais tarde, por volta de 1997 talvez.
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Old May 29th, 2015, 02:17 AM   #11636
pedrodepinto
Feliz 2020 ;)!
 
pedrodepinto's Avatar
 
Join Date: Nov 2006
Posts: 30,637
Likes (Received): 711

Infelizmente, não conheço a realidade dos eléctricos da Carris. No entanto, por muito estranho que nos pareça, as últimas carreiras foram apenas cortadas em 1997...

De resto, os cortes não nos devem espantar. Afinal de contas, aconteceu o mesmo com os autocarros. Há cerca de três anos, a ligação entre Entre Campos e os Restauradores era assegurada pelo 732, pelo 736, pelo 744 e pelo 745. Actualmente, esse percurso é apenas efectuado pelo 736... Com as mesmas 18 chapas. Não me parece que seja uma situação menos gravosa.
__________________
GRANDES REPORTAGENS:
* Roteiros por Portugal: Dão-Lafões (2007) | Madeira (2009)
* Metropolitano de Lisboa: Alvalade (2007) | Baixa-Chiado - Santa Apolónia (2007) | Alameda - São Sebastião (2009) | Oriente - Aeroporto (2012) | Areeiro (2013) | Amadora Este - Reboleira (2016)
pedrodepinto no está en línea   Reply With Quote
Old May 29th, 2015, 10:22 AM   #11637
O530CarrisPT2012
Fly B777 Jets! ;)
 
O530CarrisPT2012's Avatar
 
Join Date: Sep 2011
Location: Lisbon (PT) - Seattle (WA)
Posts: 1,193
Likes (Received): 139

Quote:
Originally Posted by pedrodepinto View Post
De resto, os cortes não nos devem espantar. Afinal de contas, aconteceu o mesmo com os autocarros. Há cerca de três anos, a ligação entre Entre Campos e os Restauradores era assegurada pelo 732, pelo 736, pelo 744 e pelo 745. Actualmente, esse percurso é apenas efectuado pelo 736... Com as mesmas 18 chapas. Não me parece que seja uma situação menos gravosa.
A mesma situação passa-se nas ligações entre o Lumiar e o Campo Grande: Em 2009-2010, essa ligação era assegurada pelo 7, 36, 106 (ou 796), 108 e 701. Dois ou três anos depois passou a ser assegurada apenas pelo 717, 736 e 796 (O 7 foi extinto em 2011, o 701 foi encurtado, como facto consumado, ao Campo Grande, o 108, agora 798, passou a ir pela Alta de Lisboa Sul, pelo percurso do 777, que foi igualmente extinto, passando igualmente o 717 a ir pelo Lumiar, demorando ainda mais 15 ou 20 minutos para fazer, como já disse, o percurso de Charneca a Alvalade).
__________________
Boeing 777 - The Most Trusted Airliner in Aviation History, 20 years on.
777-200 (1994) - 777-200ER (1996) - 777-300 (1997) - 777-300ER (2002) - 777-200LR (2005) - 777F (2008) - 777-8X (2021) - 777-9X (2020)

If we cannot end now our differences, at least we can help make the world safe for diversity - John F. Kennedy (1917-1963)

pedrodepinto, Alfacinha315 liked this post
O530CarrisPT2012 no está en línea   Reply With Quote
Old May 29th, 2015, 03:10 PM   #11638
Contribuinte
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 4,575
Likes (Received): 1636

A última carreira a desaparecer foi justamente o 17, entre o Martim Moniz e o Alto de São João, (apesar das promessas do então Presidente da CML, João Soares), em 1997. E o 17 era feito por carros remodelados.
Em todas as carreiras que mencionei circularam carros remodelados.
Por exemplo, tenho perfeitamente nítida na memória a imagem de um remodelado a subir a Marquês da Fronteira, a fazer o 24, em 1995.

Mas o ponto aqui é que o argumento da falta de veículos, utilizado desde sempre pela Carris para não reativar o 24 (pelo menos até Campolide), é absolutamente falso.
Teria sido mais sério e, sobretudo, profissional da parte da Carris, argumentar que não tinha interesse económico e pronto.

Aliás, ao longo das décadas, foram muitas vezes risíveis os argumentos que a empresa (ou a CML) utilizava sempre que se queria(m) fechar linha(s)...
__________________
“They [socialists] always run out of other people's money.”
Margaret Thatcher, Fev.5, 1976.
Contribuinte no está en línea   Reply With Quote
Old May 29th, 2015, 05:35 PM   #11639
rbaps
Ricardo
 
rbaps's Avatar
 
Join Date: Dec 2009
Location: Lisboa
Posts: 2,782
Likes (Received): 862

Já que andamos numa de eléctricos, o que é que entretanto aconteceu a este que estava estacionado no Terreiro do Paço? Ele estava em condições de circulação?

E, noutra questão mais hipotética, se a Carris agora resolvesse aumentar a frota de eléctricos tradicionais teria onde os ir buscar para recuperar ou estão todos irremediavelmente perdidos?

__________________

Alfacinha315 liked this post
rbaps no está en línea   Reply With Quote
Old May 29th, 2015, 06:36 PM   #11640
Oponopono
Registered User
 
Join Date: Aug 2009
Posts: 19,286
Likes (Received): 2678

Quote:
Originally Posted by rbaps View Post
Já que andamos numa de eléctricos, o que é que entretanto aconteceu a este que estava estacionado no Terreiro do Paço? Ele estava em condições de circulação?
Não sei o que lhe aconteceu mas esse electrico não tinha motores.


Quote:
Originally Posted by rbaps View Post
E, noutra questão mais hipotética, se a Carris agora resolvesse aumentar a frota de eléctricos tradicionais teria onde os ir buscar para recuperar ou estão todos irremediavelmente perdidos?
Mesmo que ainda estejam por aí pelos sucateiros não sei se sai mais barato recuperar ou comprar novos mesmo tendo em conta que novos teria sempre que ser material com especificações próprias para Lisboa devido às rampas.
__________________

Alfacinha315 liked this post
Oponopono no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 


Reply

Tags
autocarros, carris, lisboa, transportes

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off


Similar Threads
Thread Thread Starter Forum Replies Last Post
Metropolitano de Lisboa pedrodepinto Ferrovias 34965 Yesterday 06:51 PM
Tópico dos Transportes Públicos Rodoviários Puro_pt Rodovias 1578 January 24th, 2020 08:41 AM
Transportes Públicos em Portugal TeKnO_Lx Fluviais e Marítimos 310 July 19th, 2018 10:42 AM
Lisboa, Metro Ligeiro de Superficie (Margem Norte e Metro Sul do Tejo) Reflex Ferrovias 1221 December 22nd, 2008 03:49 AM


All times are GMT +2. The time now is 09:18 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions Inc.
vBulletin Security provided by vBSecurity v2.2.2 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2020 DragonByte Technologies Ltd.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2020 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us