A13 | IC3 | A32 - Page 6 - SkyscraperCity
 

forums map | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Transportes e Infra-Estruturas > Rodovias


Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old June 26th, 2009, 02:10 AM   #101
Viriatuus
Registered User
 
Join Date: Dec 2007
Location: Porto
Posts: 19,561
Likes (Received): 1084

Rpc08 em relação ao teu mapa a A32 vai passar longe da EN1 entre os Carvalhos e Oliveira de Azeméis e cruza a EN1 a norte de Albergaria - naquele mimo de projecto que nos querem impingir de 3 AE's em menos de 3 kms... -. E pelo caminho não aproveita a variante de São João da Madeira/Oliveira de Azeméis...
Viriatuus no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old June 26th, 2009, 02:11 AM   #102
pedrodepinto
Feliz 2019 ;)!
 
pedrodepinto's Avatar
 
Join Date: Nov 2006
Posts: 30,631
Likes (Received): 706

Eu sou muito ingénuo mas quero acreditar que isso não vai acontecer ...
pedrodepinto no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 11:58 AM   #103
El_Prozac
Registered User
 
Join Date: Dec 2006
Posts: 243
Likes (Received): 2

Esta auto-estrada dá-me vómitos Muito mau se isto for para a frente!
El_Prozac no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old June 26th, 2009, 12:01 PM   #104
ricardo_mirandes
Registered User
 
Join Date: Dec 2008
Location: Miranda do Douro
Posts: 186
Likes (Received): 52

Quote:
Originally Posted by El_Prozac View Post
Esta auto-estrada dá-me vómitos Muito mau se isto for para a frente!
Entao é melhor ires a correr para a casa de banho, porque o ministro Mario Lino ja disse que a concessao AE Centro vai ser adjudicada antes das eleiçoes!
ricardo_mirandes no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 12:08 PM   #105
El_Prozac
Registered User
 
Join Date: Dec 2006
Posts: 243
Likes (Received): 2

Eu sei. Pode ser que rezando muito muito muito isto nao seja feito. É provavelmente o unico investimento que deveria ser combatido à força toda pela oposição. blergh
El_Prozac no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 12:35 PM   #106
ricardo_mirandes
Registered User
 
Join Date: Dec 2008
Location: Miranda do Douro
Posts: 186
Likes (Received): 52

Quote:
Originally Posted by El_Prozac View Post
Eu sei. Pode ser que rezando muito muito muito isto nao seja feito. É provavelmente o unico investimento que deveria ser combatido à força toda pela oposição. blergh
Referes-te a toda a concessao AE Centro? ou só ao IC2?
ricardo_mirandes no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 01:39 PM   #107
El_Prozac
Registered User
 
Join Date: Dec 2006
Posts: 243
Likes (Received): 2

IC2. Consigo eventualmente entender Coimbra-Tomar mas toda a faixa Coimbra-Porto simplesmente é desnecessária! E ainda pior fica entre Aveiro-Porto. Aí deveria haver apenas 1 AE. No máximo uma mais junto ao litoral e outra mais interior...
El_Prozac no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 02:04 PM   #108
Xico205
Portugal
 
Xico205's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Lisboa
Posts: 13,722
Likes (Received): 368

Quote:
Originally Posted by El_Prozac View Post
IC2. Consigo eventualmente entender Coimbra-Tomar mas toda a faixa Coimbra-Porto simplesmente é desnecessária! E ainda pior fica entre Aveiro-Porto. Aí deveria haver apenas 1 AE. No máximo uma mais junto ao litoral e outra mais interior...

Coimbra - Tomar é o IC3, não é IC2. IC2 é a N1, nalguns troços melhorados.
Xico205 no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 07:19 PM   #109
Portvscalem
a revolta da francesinha
 
Portvscalem's Avatar
 
Join Date: Jan 2007
Location: Porto/Barcelona
Posts: 10,261
Likes (Received): 102

Quote:
Originally Posted by El_Prozac View Post
IC2. Consigo eventualmente entender Coimbra-Tomar mas toda a faixa Coimbra-Porto simplesmente é desnecessária! E ainda pior fica entre Aveiro-Porto. Aí deveria haver apenas 1 AE. No máximo uma mais junto ao litoral e outra mais interior...
Até Oliveira de Azemeis é uma simples radial do Porto, tal como a A29 em grande parte do percurso e mesmo a A1, sendo que esta é uma verdadeira AE Porto-Lisboa...

é como dizer que a A5 serve perfeitamente essa zona oeste da aml e pode-se acabar com o IC 19 que é redundante... ou que basta uma ponte para sul do tejo...

não podes ter municipios com quase 100.000 habitantes numa area metropolitana, sem ligação por transportes públicos nem AE ao centro metropolitano...

e até deve ter os dois, AE e transporte público...

O mesmo se passa para Coimbra... a A32 será uma radial de Coimbra... e por acaso, unem-se...

A sul de Coimbra é que já não sei...
Portvscalem no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 09:42 PM   #110
djou23
Registered User
 
djou23's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: Coimbra
Posts: 4,279
Likes (Received): 73

exacto! A A32 é uma radial do Porto e em Coimbra, o novo IC2, alargado para 3 faixas, é ao mesmo tempo a saída norte da cidade e a ligação aos novos IP3 e IC3. Alguém defende que estas estradas não são importantes? Não me parece...

Portanto, sobra o trajecto entre a Mealhada e Oliveira de Azeméis. Facto: o actual IC2 nesse percurso é caótico! É trânsito local, trânsito de passagem, trânsito de mercadorias, peões, semáforos, rotundas, carros estacionados, enfim... atravessa a Mealhada, Anadia, parte de Águeda, Albergaria-a-Velha, Branca, Oliveira de Azeméis e todas as terreolas que ainda houver pelo caminho. As variantes a todas essas localidades são desejadas pelas autarquias e pela pessoas, que todos os dias tÊm que levar com todos os problemas decorrentes do trânsito, desde que me lembro... Já aqui o tinha dito e reitero o desafio: vão a um mapa e tentem fazer variantes a todos esses núcleos urbanos, sem que as variantes excedam 75% do total do trajecto Mealhada-Oliveira de Azeméis. O erro são as portagens... mas aí deveria haver uma sensibilização e campanhas de protestos até, por parte das autarquias, das empresas da zona, das pessoas, dos camionistas e das rodoviárias, para diminuir ou isentar de custos as portagens para o tráfego local
djou23 no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 10:20 PM   #111
Andre_Filipe
On The Horizon
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Posts: 15,548
Likes (Received): 9558

a TVI nem merecia fazer uma reportagem sobre a terceira ligaçao Porto-Lisboa. Primeiro ignoram a A29, para eles é tudo A17. Depois vão para uma zona qq da A17 e claro está as moscas, esquecendo-se que em várias zonas não é bem assim, aliás fossem à A29 constatavam isso.
Andre_Filipe no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 10:35 PM   #112
Xico205
Portugal
 
Xico205's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Lisboa
Posts: 13,722
Likes (Received): 368

Quote:
Originally Posted by Andre_Filipe View Post
a TVI nem merecia fazer uma reportagem sobre a terceira ligaçao Porto-Lisboa. Primeiro ignoram a A29, para eles é tudo A17. Depois vão para uma zona qq da A17 e claro está as moscas, esquecendo-se que em várias zonas não é bem assim, aliás fossem à A29 constatavam isso.
Apoiadisssimo, tambem vi à bocadinho, não sabes o que me indignei! O telejornal da TVI é a maior merda que há!!! Facsioso até mais não e mentiroso! O objectivo desse telejornal é criticar o Estado e o Governo a todo o custo mesmo mentindo e omitindo a verdade!!!!!
Se fosse na Venezuela o Chavez já tinha nacionalizado a TVI.


A N109 estava saturada e não é uma estrada actual de ligação entre a Marinha Grande - Soure- Figueira da Foz- Anadia- Aveiro. Actualmente apenas serve de estrada local, com a agravante que aquela zona é muito industrializada e a estrada não é apropriada para camiões. A A17 tinha que se fazer para transito de atravessamento.
Se eles fossem à hora de ponta viam que tem muito transito. Mas para eles trabalhar à hora de ponta só se houver tiroteio num bairro social! Aí não se importam de passar lá a noite e até levarem tiros só para terem noticias sensacionalistas!
Xico205 no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 11:36 PM   #113
Viriatuus
Registered User
 
Join Date: Dec 2007
Location: Porto
Posts: 19,561
Likes (Received): 1084

Djou23:

Quote:
A A32 é uma radial do Porto e em Coimbra, o novo IC2, alargado para 3 faixas, é ao mesmo tempo a saída norte da cidade e a ligação aos novos IP3 e IC3. Alguém defende que estas estradas não são importantes? Não me parece...

Portanto, sobra o trajecto entre a Mealhada e Oliveira de Azeméis. Facto: o actual IC2 nesse percurso é caótico! É trânsito local, trânsito de passagem, trânsito de mercadorias, peões, semáforos, rotundas, carros estacionados, enfim... atravessa a Mealhada, Anadia, parte de Águeda, Albergaria-a-Velha, Branca, Oliveira de Azeméis e todas as terreolas que ainda houver pelo caminho. As variantes a todas essas localidades são desejadas pelas autarquias e pela pessoas, que todos os dias tÊm que levar com todos os problemas decorrentes do trânsito, desde que me lembro... Já aqui o tinha dito e reitero o desafio: vão a um mapa e tentem fazer variantes a todos esses núcleos urbanos, sem que as variantes excedam 75% do total do trajecto Mealhada-Oliveira de Azeméis. O erro são as portagens... mas aí deveria haver uma sensibilização e campanhas de protestos até, por parte das autarquias, das empresas da zona, das pessoas, dos camionistas e das rodoviárias, para diminuir ou isentar de custos as portagens para o tráfego local
Vamos por partes.

Em relação à radialidade. É verdade. Mas num caso, Coimbra, exarcebada por uma ligação feita no sítio errado, Anadia/Mealhada, da AE para Viseu quando esta deveria saír directamente de Coimbra para NE numa nova circular externa que a cidade deveria vir a possuir e de que o projecto actual do IC3 a este da cidade seria uma boa base de partida. E no Porto porque o desenho da A32 está bom nos primeiros km's mas em que a continuidade deveria ser na direcção de Arouca/Vale de Cambra e Viseu por um lado e Castelo de Paiva e Lamego por outor lado.

Em relação à confusão que é a EN1 actualmente. Também é verdade. Mas o tráfego que por ela circula é esmagadoramente de proximidade/local. Uma AE presume que se pense sobretudo em servir ligações de médio/longo curso o que definitivamente não é o caso. Por isso as AE's têm tendencialmente poucos nós de ligação. Mas o que é necessário é permitir a ligação a um grande número de localidades, com nós de ligação em cada 3, 4, 5 km's. Pelo que o que há a fazer são variantes à actual EN1 similares ao que foi feito em São João da Madeira/Oliveira de Azeméis e Águeda com respectivamente 6 e 4 nós de ligação. O que remeteria para o percurso completo entre Gaia e Coimbra uns 30 ou mais nós de ligação. O projectado para a A32 prevê cerca de 10. Claramente insuficiente.

Em relação às portagens. Elas compreendem-se por duas razões. Porque estamos claramente num negócio em que uma das partes quer reduzir ao mínimo as suas responsabilidades, e porque uma concessionária duma AE paralela concerteza não gostará de ver um percurso alternativo sem custos para o utilizador. Mesmo que venha ela mesmo a ser a próxima concessionária do troço, o que não me espantaria dado o conceito deformado que se tem observado de "concorrência" em Portugal. Mas só forçadamente poderemos dizer que esta opção servirá as populações que presumivemente se pretende servir.

Mais três pontos. Em relação ao traçado. É simplesmente ridículo. Onde deve ir próximo da EN1 como entre os Carvalhos e São João da Madeira não o faz. Se assim é como é que se pode esperar que venha ser alternativa à EN1? Por exemplo, alguém de Lourosa e que queira ir para Oliveira de Azeméis alguma vez vai aproveitar uma AE que lhe duplica o percurso? E em Albergaria porque é que passa a oeste da EN1 e a apenas um km ou pouco mais da A1?

Em relação ao faseamento. Será que ela deve ser feita duma só vez? É que provavelmente não o justifica.

Em relação às características. Deve ser construída em perfil de AE? Ou de IP/IC? Ou alternar conforme as zonas? Por exemplo a actual variante de Águeda para já é suficiente em perfil IP/IC. Já em relação à variante de São João da Madeira/Oliveira de Azeméis está nos limites e provavelmente necessitará de passagem ao perfil de AE. Como fazer nos novos troços? provavelmente adequando ao tráfego previsto e definindo a barreira 10/12 mil veículos como a base para construir de raíz como AE. Mas em qualquer situação em que seja feita em perfil IP/IC prevendo desde já em termos de projecto e de afectação de espaço a futura passagem para AE.

(Quando eu falo em perfil AE será provavelmente suficiente algo como a transposição da actual variante à EN109 entre Arcozelo e Maceda e pomposamente denominado A29)
Viriatuus no está en línea   Reply With Quote
Old June 26th, 2009, 11:54 PM   #114
rpc08
Registered User
 
rpc08's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Serra da Estrela [P]
Posts: 6,480
Likes (Received): 1183

Quote:
Originally Posted by Viriatuus View Post
E em Albergaria porque é que passa a oeste da EN1 e a apenas um km ou pouco mais da A1?
Também porque, incrivelmente, a população quer. Já veio em vários jornais e outros meios de comunicação social que várias aldeias do concelho de Albergaria se opõem à passagem da A32 pelo leste, o que afastaria a mesma auto-estrada da A1...

Quanto às características, eu defendo que entre Gaia e Oliveira de Azeméis seja em formato de auto-estrada; a partir daí até à Mealhada deveria ser, pois claro, um IC que, como tu muito bem dizes, deveria ter bastantes nós de ligação e deveria passar bastante próximo das localidades, aproveitando troços da N1 sempre que possível (o que não seria muito fácil de acontecer)...isto tudo para servir como real alternativa ao tráfego local (um pouco como acontece com as autovías espanholas de primeira geração).

A partir da Mealhada (nó com a A24), tendo em conta a actual situação, concordo com aquilo que está previsto, nem que mais não seja para facilitar a ida para Coimbra de quem vem desde Viseu e para ligar convenientemente o IC3 com a A24.

PS: Quanto ao IC2 desde Coimbra até Leiria já se sabe mais alguma coisa? Para mim deveria ter as mesmas características do IC2 que indico em cima...
__________________
rpc08 @ SSC-PT
rpc08 no está en línea   Reply With Quote
Old June 27th, 2009, 12:08 AM   #115
Viriatuus
Registered User
 
Join Date: Dec 2007
Location: Porto
Posts: 19,561
Likes (Received): 1084

Rpc08:

Quote:
Também porque, incrivelmente, a população quer. Já veio em vários jornais e outros meios de comunicação social que várias aldeias do concelho de Albergaria se opõem à passagem da A32 pelo leste, o que afastaria a mesma auto-estrada da A1...
Também já li qualquer coisa àcerca disso. Lamentável é o mínimo que se pode dizer...

Quote:
...aproveitando troços da N1 sempre que possível...
Estás a pedir o impossível. Há praticamente 0 metros nessas condições de serem aproveitados. Os únicos troços razoáveis são a travessia do Vouga junto a Lamas do Vouga (dependendo do que considerarmos razoável entre 1 a 5 km's de trajecto) e entre a Mealhada e Santa Luzia (cerca de 5 km's). Para falar francamente não vale a pena aproveitar tão pouco (e que para adequar a um IC/IP obrigariam ainda a expropriações, construção de caminhos/estradas de acesso, etc.).
Viriatuus no está en línea   Reply With Quote
Old June 28th, 2009, 01:23 AM   #116
djou23
Registered User
 
djou23's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: Coimbra
Posts: 4,279
Likes (Received): 73

Quote:
Originally Posted by Viriatuus View Post
Djou23:



Vamos por partes.

Em relação à radialidade. É verdade. Mas num caso, Coimbra, exarcebada por uma ligação feita no sítio errado, Anadia/Mealhada, da AE para Viseu quando esta deveria saír directamente de Coimbra para NE numa nova circular externa que a cidade deveria vir a possuir e de que o projecto actual do IC3 a este da cidade seria uma boa base de partida.
é o que está... através da actual circular terás uma saída, a nordeste da cidade, que ligará ao troço do ic3 que vem de sul pelas Torres do Mondego, e ao novo ic2 que segue para coimbra pela actual estrada. Se o novo IP3 deve começar na Mealhada ou não, é outra história, de qualquer das formas é inevitável a ampliação do ic2 próximo de Coimbra e a construção dos restantes kms até ao nó com o novo IP3, seja ele onde for...

Quote:
Originally Posted by Viriatuus View Post
E no Porto porque o desenho da A32 está bom nos primeiros km's mas em que a continuidade deveria ser na direcção de Arouca/Vale de Cambra e Viseu por um lado e Castelo de Paiva e Lamego por outor lado.
ainda não percebi a vossa obsessão com essa ligação porto-viseu, passando por essa grande metrópole, Arouca... a A32 serve os concelhos mais a sul da AMP, e é uma alternativa ao IC2.

Quote:
Originally Posted by Viriatuus View Post
Em relação à confusão que é a EN1 actualmente. Também é verdade. Mas o tráfego que por ela circula é esmagadoramente de proximidade/local. Uma AE presume que se pense sobretudo em servir ligações de médio/longo curso o que definitivamente não é o caso. Por isso as AE's têm tendencialmente poucos nós de ligação.
Tendencialmente... Já contaste quantos nós tem a futura A32 e novo IC2?

Quote:
Originally Posted by Viriatuus View Post
Mas o que é necessário é permitir a ligação a um grande número de localidades, com nós de ligação em cada 3, 4, 5 km's. Pelo que o que há a fazer são variantes à actual EN1 similares ao que foi feito em São João da Madeira/Oliveira de Azeméis e Águeda com respectivamente 6 e 4 nós de ligação. O que remeteria para o percurso completo entre Gaia e Coimbra uns 30 ou mais nós de ligação. O projectado para a A32 prevê cerca de 10. Claramente insuficiente.
Lá está, 10 nós, até Oazeméis. Conta os do IC2 e verás... Quanto ás variantes... A de águeda está boa, mas a de Ozemeis já nem me lembrava que era uma variante... nem 2x2... e como seria fazer variantes a todas as localidades? Já reparas-te quantos kms se fizeram para a variante de águeda? Quantos kms se aproveitariam do actual IC2?

Quote:
Originally Posted by Viriatuus View Post
Mais três pontos. Em relação ao traçado. É simplesmente ridículo. Onde deve ir próximo da EN1 como entre os Carvalhos e São João da Madeira não o faz. Se assim é como é que se pode esperar que venha ser alternativa à EN1? Por exemplo, alguém de Lourosa e que queira ir para Oliveira de Azeméis alguma vez vai aproveitar uma AE que lhe duplica o percurso? E em Albergaria porque é que passa a oeste da EN1 e a apenas um km ou pouco mais da A1?
Porque é o local possível...


Quote:
Originally Posted by Viriatuus View Post
Em relação às características. Deve ser construída em perfil de AE? Ou de IP/IC? Ou alternar conforme as zonas? Por exemplo a actual variante de Águeda para já é suficiente em perfil IP/IC. Já em relação à variante de São João da Madeira/Oliveira de Azeméis está nos limites e provavelmente necessitará de passagem ao perfil de AE. Como fazer nos novos troços? provavelmente adequando ao tráfego previsto e definindo a barreira 10/12 mil veículos como a base para construir de raíz como AE. Mas em qualquer situação em que seja feita em perfil IP/IC prevendo desde já em termos de projecto e de afectação de espaço a futura passagem para AE.
aqui concordo contigo. O perfil em IP seria muito melhor, até porque não implicava portagens. Como em Águeda, a estrada ficou muito boa, tirando aquela ponte ridícula... Isso de deixar tudo pronto para ser AE, é que eu pergunto, se sendo assim não é melhor fazer logo...
djou23 no está en línea   Reply With Quote
Old June 28th, 2009, 01:31 AM   #117
daniel322
Registered User
 
daniel322's Avatar
 
Join Date: Mar 2006
Posts: 21,271
Likes (Received): 675

Quote:
Originally Posted by El_Prozac View Post
Consigo eventualmente entender Coimbra-Tomar
Esse troço é importantíssimo, para ligar não só Coimbra ao interior sul do seu distrito (substituindo as N347 e N110 que são já inadequadas), mas também para ligar o interior do distrito de Leiria e assegurar uma ligação minimamente eficaz de Castelo Branco a Coimbra, através do IC8/IC3
daniel322 no está en línea   Reply With Quote
Old June 28th, 2009, 01:31 AM   #118
djou23
Registered User
 
djou23's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: Coimbra
Posts: 4,279
Likes (Received): 73

Quote:
Originally Posted by rpc08 View Post
Também porque, incrivelmente, a população quer. Já veio em vários jornais e outros meios de comunicação social que várias aldeias do concelho de Albergaria se opõem à passagem da A32 pelo leste, o que afastaria a mesma auto-estrada da A1...
não é assim tão incrível. Vê-se que não sabem muito sobre o assunto... nos dois cenários do estudo prévio, as alternativas A e B situam-se uma de cada lado do actual IC2, distando uma da outra pouco mais de um km. 1km mais perto ou mais longe da A1 faz-vos assim tanta diferença? por acaso sabem quais os motivos da população? Sabem qual o traçado na zona e as implicações que tem a este ou a oeste? Ou agora os critérios para a escolha das alternativas é a proximidade a outras vias?!
djou23 no está en línea   Reply With Quote
Old June 28th, 2009, 01:34 AM   #119
djou23
Registered User
 
djou23's Avatar
 
Join Date: Dec 2007
Location: Coimbra
Posts: 4,279
Likes (Received): 73

Quote:
Originally Posted by Viriatuus View Post
Estás a pedir o impossível. Há praticamente 0 metros nessas condições de serem aproveitados. Os únicos troços razoáveis são a travessia do Vouga junto a Lamas do Vouga (dependendo do que considerarmos razoável entre 1 a 5 km's de trajecto) e entre a Mealhada e Santa Luzia (cerca de 5 km's). Para falar francamente não vale a pena aproveitar tão pouco (e que para adequar a um IC/IP obrigariam ainda a expropriações, construção de caminhos/estradas de acesso, etc.).
Junto a Lamas o problemas é a inclinação. De cada lado do Vouga o meu corsa tem que pôr uma abaixo de resto a estrada nem é má, faixa para lentos e recentemente asfaltada as variantes são dificeis, de facto
djou23 no está en línea   Reply With Quote
Old June 28th, 2009, 01:39 AM   #120
rpc08
Registered User
 
rpc08's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Serra da Estrela [P]
Posts: 6,480
Likes (Received): 1183

Quote:
Originally Posted by djou23 View Post
não é assim tão incrível. Vê-se que não sabem muito sobre o assunto... nos dois cenários do estudo prévio, as alternativas A e B situam-se uma de cada lado do actual IC2, distando uma da outra pouco mais de um km. 1km mais perto ou mais longe da A1 faz-vos assim tanta diferença? por acaso sabem quais os motivos da população? Sabem qual o traçado na zona e as implicações que tem a este ou a oeste? Ou agora os critérios para a escolha das alternativas é a proximidade a outras vias?!
Calma lá. Nós estamos a falar no âmbito da aproximação das auto-estradas, não estamos a dizer que é esse o critério utilizado...depois penso que ao leste iria implicar a divisão de uma localidade e algumas demolições. No entanto se se fizesse passar a A32 ainda mais ao leste esta passaria sem quaisquer casas pelo caminho, se bem que numa zona um pouco mais montanhosa.

Agora, desculpa mas não consigo conceber duas auto-estradas, com igual função, igual origem e igual destino (Coimbra), ocorrerem numa distância de 1 km... para isso alarguem a A1 para 4 faixas nessa zona e incorporem nesse troço a A32. Respondendo à tua questão: a proximidade a outras vias não é um critério para a escolha das alternativas, mas olha que nestes casos também deveria ser.
__________________
rpc08 @ SSC-PT
rpc08 no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 


Reply

Tags
coimbra, mealhada, pampilhosa

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 07:46 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2019, vBulletin Solutions Inc.
vBulletin Security provided by vBSecurity v2.2.2 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us