Chaves | Fundaçao Nadir Afonso - Álvaro Siza - Page 2 - SkyscraperCity
 

forums map | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Arquitectura e Urbanismo > Norte > Projectos


Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old February 5th, 2009, 02:37 AM   #21
Phobos
Registered User
 
Phobos's Avatar
 
Join Date: Sep 2003
Location: Porto
Posts: 9,536

Eu não sou muito chegado ao estilo do Siza,mas apesar deste ser mais um no mesmo estilo dele,parece-me ter algumas coisas interessante,principalmente no interior.Vejam este vídeo da RTPN em que ele fala do projecto: http://tv1.rtp.pt/multimedia/index.php?tvprog=24383
__________________
www.deforma.wordpress.com
Phobos no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old June 28th, 2009, 12:02 AM   #22
fidalgo
the mitty
 
fidalgo's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Setuþalmela
Posts: 9,744
Likes (Received): 30968



A sede da Fundação Nadir Afonso, em Chaves, um projecto do arquitecto Álvaro Siza Vieira, culminará, em 2010, na abertura ao público. Situado num terreno abrangido pelo Programa Polis, este novo equipamento cultural, será erguido em pleno centro histórico contribuindo assim para a requalificação da frente ribeirinha do Tâmega.



A fundação, que acolherá o espólio do artista, prevê também um outro espaço de exposições temporárias, um auditório com capacidade para 100 pessoas, um arquivo, uma biblioteca e ateliers.

fidalgo no está en línea   Reply With Quote
Old June 28th, 2009, 12:58 AM   #23
manel5
Registered User
 
Join Date: Nov 2008
Location: Cairo
Posts: 457
Likes (Received): 1

TOU FARTO DE SIZA!!!!

0 imaginaçao
0 criatividade
manel5 no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old June 28th, 2009, 09:11 PM   #24
fidalgo
the mitty
 
fidalgo's Avatar
 
Join Date: Mar 2007
Location: Setuþalmela
Posts: 9,744
Likes (Received): 30968











fidalgo no está en línea   Reply With Quote
Old January 15th, 2011, 11:24 PM   #25
luisribeiro
Registered User
 
Join Date: Dec 2009
Location: accountkiller
Posts: 4,511
Likes (Received): 1523

siza já enjoa...
luisribeiro no está en línea   Reply With Quote
Old February 17th, 2011, 10:36 PM   #26
Cidade_Branca
Architect
 
Cidade_Branca's Avatar
 
Join Date: Jul 2004
Location: Lisboa
Posts: 12,300
Likes (Received): 3005

CHAVES/CULTURA: Siza Vieira projectou Fundação Nadir Afonso com "neutralidade" para que obra do pintor "possa viver"

O arquitecto Álvaro Siza Vieira projectou o edifício da sede da Fundação Nadir Afonso, a construir em Chaves, sem conhecer o artista e sem se preocupar em reflectir a sua obra, uma maneira de garantir "neutralidade".

Classificando o edifício de "obra expositiva contemporânea", o arquitecto português de maior prestígio internacional defende "que um projecto deste tipo deve ser pensado com grande neutralidade", primando por "salas grandes mas também salas pequenas".

Apesar de considerar-se "satisfeito" se o projecto reflectir, em parte, a natureza da obra do artista Nadir Afonso - pintor, filósofo e com um passado também de arquitecto - Siza Vieira defende que não é essa a preocupação fulcral das suas obras.

"Não há uma referência directa à sua obra, mas a criação de condições para que a obra de Nadir Afonso possa viver", sustenta o arquitecto.

Além das salas de exposições, Siza Vieira desenhou um espaço para o atelier do artista, de dimensões generosas.

Na resposta a uma pergunta da assistência, acerca da relação entre a obra do arquitecto e a obra do artista plástico, Siza explicou: "este tipo de projectos devem ter abertura e neutralidade, mas devem ter forma, devem ser espaços conformados".

Afirmando-se satisfeito por o edifício poder contribuir para a requalificação de uma área histórica da cidade de Chaves, numa das margens do rio Tâmega, Siza Vieira explicou a sua concepção, os espaços criados, as entradas, a funcionalidade e a ligação aos parques de estacionamento.

Álvaro Siza Vieira, nascido em Matosinhos há 75 anos, é o arquitecto português mais prestigiado internacionalmente, tendo concebido projectos em numerosos países e obtido importantes prémios, com destaque para o Prémio Pritzker (1992), considerado o Nobel da Arquitectura, três prémios Secil (1996,2000 e 2006) e Prémio Wolf, categoria de Artes (2001).

As obras mais emblemáticas, das centenas que já projectou em Portugal e no estrangeiro, são o Pavilhão de Portugal para a Expo98, a Casa de Chá da Boa Nova (Matosinhos), a Igreja de Santa Maria (Marco de Canaveses), Museu de Arte Contemporânea em Serralves (Porto), Boujour Tristesse (Berlim, Alemanha) e mais recentemente a sede da Fundação Iberê Camargo (Porto Alegre, Brasil).

Mais considerado no estrangeiro do que na sua pátria, como referiu o moderador Carlos Magno, durante a apresentação da fundação, sexta-feira à noite na biblioteca de Chaves, o pintor Nadir Afonso "é o maior expoente vivo da cultura flaviense", na escala de João Batista, o autarca social-democrata que preside à câmara municipal desde 2002.

O presidente da câmara justifica dessa forma a parceria que Câmara Municipal e Fundação Nadir Afonso estão a realizar para a construção deste novo espaço cultural na cidade, que receberá a ajuda de fundos comunitários.

"Nadir Afonso é um símbolo, um exemplo que queremos preservar. A construção da sede é a forma de Chaves prestar tributo ao pintor", enfatiza o autarca.

João Batista salienta, ainda, que a obra, orçada em 8,5 milhões de euros, se transformará "num ponto de atracção arquitectónico da cidade de Chaves", como inevitavelmente se transformam todos os projectos de Álvaro Siza Vieira.

Na apresentação da obra, sexta-feira à noite na biblioteca de Chaves, Nadir Afonso, muito bem disposto, deliciou a assistência com as suas histórias e até fez poses para os fotógrafos.

Depois, contou porque abandonou a arquitectura em 1965, aos 45 anos de idade, para se dedicar inteiramente à obra plástica.

Durante duas décadas trabalhou como arquitecto no Brasil (com Óscar Niemeyer) e em França, com Le Corbusier, mas nunca pôs de lado a pintura.

Instado a falar do seu trabalho de artista plástico, Nadir Afonso afirma que sente dificuldade em definir a sua obra, em apanhar-lhe as qualidades.

"Quando aparecia uma crítica à minha obra, eu ficava espantado", confessa.

"Tenho dificuldade de escolher na obra de arte. Na obra de arte há várias qualidades, mas há uma, que não evoluiu, que é contínua. É a componente que existe numa obra de arte que não é originalidade, não é perfeição", refere o artista. "É a parte matemática, não se pode traduzir em palavras", responde.

Nadir Afonso aprofunda o raciocínio: "o que é específico na obra de arte não é traduzível por palavras. É matemático, não tem objecto".

Nadir é conhecido sobretudo pela sua obra plástica, mas ainda assim deixou alguns vestígios na sua cidade natal da sua fase de arquitecto.

Durante a cerimónia, Carlos Magno deixou um pedido ao autarca João Batista "para que mande colocar uma placa a proibir os camiões de estacionar em frente à panificadora".

Os flavienses, defendeu, "merecem ver uma obra de Nadir Afonso arquitecto", queixando-se de nunca poder fotografar o edifício por estar permanentemente tapado por veículos pesados.

Entre os espaços que compõem o edifício da fundação, que deve abrir ao público no segundo semestre de 2011, destacam-se um auditório com capacidade para 100 pessoas, salas de exposições temporárias e permanentes, arquivo, biblioteca, cafetaria, loja e o atelier do Mestre Nadir Afonso.

O edifício acolherá o espólio do artista e, segundo os promotores, contribuirá para dinamizar a vida cultural da cidade fronteiriça, organizando exposições temporárias e permanentes.

A fundação vai também instituir o prémio Nadir Afonso para trabalhos de investigação na área da produção artística e científica.

[Marão Online/Lusa]

in http://www.maraoonline.com/marao/mar...6F90E9B85.html
Cidade_Branca no está en línea   Reply With Quote
Old July 9th, 2011, 08:05 PM   #27
Cidade_Branca
Architect
 
Cidade_Branca's Avatar
 
Join Date: Jul 2004
Location: Lisboa
Posts: 12,300
Likes (Received): 3005

Quote:
Lançada primeira pedra da Fundação Nadir Afonso


Aproveitando as comemorações do Dia da Cidade, a Câmara Municipal de Chaves lançou a primeira pedra da Fundação Nadir Afonso, numa cerimónia que contou com a presença do Secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, do conceituado arquitecto Siza Vieira, e da presidente da Fundação Nadir Afonso, Laura Afonso. Obra deverá estar concluída dentro de ano e meio.

Uma das obras mais aguardadas e emblemáticas da cidade de Chaves viu finalmente ser lançada a sua primeira pedra na passada quarta-feira, 6 de Julho. Junto às margens do rio Tâmega, a Fundação Nadir Afonso irá erguer-se em homenagem ao pintor flaviense e o arranque oficial da obra contou com a presença do Secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, do conceituado arquitecto Siza Vieira, e da presidente da Fundação Nadir Afonso e mulher do artista, Laura Afonso.
in http://diarioatual.com/?p=24247&ec3_listing=disable
Cidade_Branca no está en línea   Reply With Quote
Old August 6th, 2011, 02:59 AM   #28
Marco Bruno
Les cites obscures
 
Marco Bruno's Avatar
 
Join Date: Aug 2003
Location: Lisbon
Posts: 10,653
Likes (Received): 3567

Era bom que fosse em betão branco à vista e não em reboco pintado de branco.
__________________
Lx Projectos
Marco Bruno no está en línea   Reply With Quote
Old December 11th, 2013, 11:01 PM   #29
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 60,173
Likes (Received): 19526





















__________________
- Please, be Happy -

Barragon, Fern, Marco Bruno liked this post
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old December 11th, 2013, 11:02 PM   #30
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 60,173
Likes (Received): 19526

__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old December 11th, 2013, 11:10 PM   #31
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 60,173
Likes (Received): 19526

Chaves decreta dois dias de luto em memória de Nadir Afonso

A cidade de Chaves, terra natal do mestre Nadir Afonso, que faleceu hoje aos 93 anos, vai decretar dois dias de luto e inaugurar, em julho, a fundação com o seu nome para perpetuar a sua memória.

"Chaves e o país perderam hoje um homem notável e com uma obra ímpar. Ficamos mais pobres", afirmou à Lusa o presidente da Câmara de Chaves, António Cabeleira.

Na opinião do autarca, Nadir Afonso era um dos artistas "mais conceituados e notáveis" do mundo, pelo que a sua perda é "enorme" e a arte fica mais pobre.

Em homenagem ao mestre, o município vai decretar dois dias de luto municipal, hoje e quinta-feira, e colocar as bandeiras a meia haste.

Além disso, no dia da cidade, a 08 de julho de 2014, tenciona inaugurar a Fundação Nadir Afonso, situada numa das margens do rio Tâmega, da autoria do arquiteto Siza Vieira.

"Infelizmente, já não vai poder assistir à inauguração da sua fundação, mas a sua memória continuará presente através dela", disse António Cabeleira.

Chaves, segundo o presidente do município, tem um "grande apreço e carinho" pelo artista e, prova disso, é existir uma rua e uma escola com o seu nome.

A Fundação Nadir Afonso, um investimento de cerca de nove milhões de euros e financiada a 85% por fundos comunitários, deveria ter sido inaugurada este ano, mas foi o prazo foi alargado devido a uma paragem nas obras, por problemas financeiros da empresa construtora.

O lançamento da primeira pedra do edifício aconteceu em julho de 2011.

O imóvel vai dispor de salas de exposição, auditório, biblioteca, arquivo, espaços para acolher o espólio do artista e um ateliê.

António Cabeleira acredita que a fundação se irá transformar num "polo dinamizador" na programação cultural de Chaves e da região de Trás-os-Montes.

"A fundação será motivo de visita por gente de norte a sul do país e do estrangeiro", considerou.

Nadir Afonso, pintor e arquiteto, cuja obra figura entre as grandes referências da história da arte portuguesa do século XX, faleceu hoje, aos 93 anos, no Hospital de Cascais.

O funeral, segundo fonte da família, deverá realizar-se em Chaves, terra natal do artista.

O pintor licenciou-se em arquitetura e chegou a trabalhar com os arquitetos Le Corbusier e Óscar Niemeyer.

Fonte: http://www.rtp.pt/noticias/index.php...=121&visual=49
__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old December 11th, 2013, 11:13 PM   #32
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 60,173
Likes (Received): 19526

Funeral de Nadir Afonso realiza-se sábado de manhã em Chaves


O funeral do mestre Nadir Afonso, falecido hoje aos 93 anos, realiza-se no sábado de manhã na sua terra natal, Chaves, avançou à Lusa fonte da câmara municipal.

Segundo a fonte, o corpo do pintor deverá chegar sexta-feira à tarde a Chaves, no distrito de Vila Real, e ficará em câmara ardente na Igreja da Misericórdia, situada no Largo de Camões, no coração do centro histórico da cidade.

Ser sepultado nesta cidade de Trás-os-Montes seria, segundo a fonte, um desejo manifestado pelo pintor.

Em homenagem ao artista, a Câmara de Chaves decretou dois dias de luto municipal, hoje e quinta-feira, e colocou as bandeiras a meia haste.

Além disso, no dia da cidade, a 08 de julho de 2014, tenciona inaugurar a Fundação Nadir Afonso, situada numa das margens do rio Tâmega, obra da autoria do arquiteto Siza Vieira.

A fundação, um investimento de cerca de nove milhões de euros e financiada a 85% por fundos comunitários, deveria ter sido inaugurada este ano, mas o prazo foi alargado devido a uma paragem nas obras, por problemas financeiros da empresa construtora.

O lançamento da primeira pedra do edifício aconteceu em julho de 2011.

O imóvel vai dispor de salas de exposições, auditório, biblioteca, arquivo, espaços para acolher o espólio do artista e um ateliê.

O presidente do município, António Cabeleira, lamentou hoje a perda de um homem "notável".

E, acrescentou, "a cidade de Chaves, o país e o mundo ficaram mais pobres".

Nadir Afonso, pintor e arquiteto, cuja obra figura entre as grandes referências da história da arte portuguesa do século XX, faleceu hoje, aos 93 anos, no Hospital de Cascais.

Estudou pintura em Paris e foi um dos pioneiros da arte cinética, trabalhando ao lado de Victor Vasarely, Fernand Léger, August Herbin, Cândido Portinari e André Bloc.

Foi distinguido em 1967 com o Prémio Nacional de Pintura e em 1969 com o Prémio Amadeo de Sousa-Cardoso. Foi igualmente condecorado com os graus de Oficial (1984) e de Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant`Iago da Espada (2010).

Fonte: http://www.rtp.pt/noticias/index.php...=121&visual=49
__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old December 11th, 2013, 11:16 PM   #33
Barragon
Barra for Friends
 
Barragon's Avatar
 
Join Date: Dec 2004
Location: Barreiro
Posts: 134,445
Likes (Received): 14622

__________________
::: Portuguese Forum :::

Arronches :: Campo Maior :: Monforte :: Cabeço de Vide :: Fronteira :: Sousel :: Alburquerque

Fat people are harder to kidnap
Barragon no está en línea   Reply With Quote
Old December 11th, 2013, 11:30 PM   #34
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 60,173
Likes (Received): 19526

Até sempre Nadir

image hosted on flickr


__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old December 12th, 2013, 12:40 AM   #35
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 60,173
Likes (Received): 19526

Siza Vieira afirma que é um desgosto Nadir Afonso não ver edifício da sua fundação concluído

Siza Vieira, que projetou a sede da Fundação Nadir Afonso em Chaves, lamenta a morte do pintor e recorda a sua obra e trabalho além-fronteiras. O arquiteto mostra-se triste com o facto de Nadir Afonso não chegar a ver as obras de construção do edifício da sua fundação concluídas.

“É um desgosto ele não ver a obra acabada e a sua obra exposta. Nadir Afonso, que se formou em Arquitetura na Escola de Belas Artes no Porto, dedicou-se a partir de certa altura exclusivamente à pintura”, refere Siza Vieira à Antena1.

Nadir Afonso estudou Arquitetura para agradar aos pais, mas também deixou obra nesta área. “Como arquiteto, deixou nome logo dentro da escola. A determina altura foi para fora trabalhar com Le Corbusier e depois com Oscar Niemeyer. Foi muito bem recebido nessas passagens por ateliês famosos”, aponta Siza Vieira.

__________________
- Please, be Happy -

Last edited by ERVATUGA; December 12th, 2013 at 12:46 AM.
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old December 12th, 2013, 12:45 AM   #36
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 60,173
Likes (Received): 19526

Nadir Afonso trabalhou com grandes nomes da arquitetura


Nadir Afonso nasceu em Chaves em 1920, e tirou o curso de arquitectura na Escola Superior de Belas Artes do Porto onde recebeu há pouco mais de um ano o título de Doutor Honoris Causa. Na altura em que era estudante, já pintava e aprendeu com grandes nomes da arquitectura, como Le Corbusier, ou Oscar Niemeyer. Isso não o impediu de, a partir de meados dos anos 60, fazer o que realmente sempre quis pintar.

Video aqui: http://www.rtp.pt/noticias/index.php...=122&visual=61
__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old December 14th, 2013, 02:48 PM   #37
Marco Bruno
Les cites obscures
 
Marco Bruno's Avatar
 
Join Date: Aug 2003
Location: Lisbon
Posts: 10,653
Likes (Received): 3567

É betão branco!
__________________
Lx Projectos
Marco Bruno no está en línea   Reply With Quote
Old July 12th, 2014, 11:00 PM   #38
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 60,173
Likes (Received): 19526

Obras do Museu Nadir Afonso em Chaves deverão estar concluídas em setembro

O Museu Nadir Afonso, em Chaves, um investimento de 10 milhões de euros, deverá estar concluído no final de setembro, avançou hoje o presidente da autarquia, António Cabeleira.

Durante uma visita às obras do Museu, iniciadas em 2011, o autarca frisou que a inauguração, inicialmente prevista para 08 julho deste ano, Dia da Cidade de Chaves, deverá acontecer em novembro.

"O Museu Nadir Afonso será um polo dinamizador e central na programação cultural e, num prazo de cinco ano, será uma referência nacional", frisou António Cabeleira.

Estando previsto criar cerca de 14 postos de trabalho, o presidente do município lembrou que o Museu Nadir Afonso será um "impulso importante" na hotelaria, restauração e comércio local.

Segundo António Cabeleira, a gestão do espaço museológico ainda está "em aberta" podendo ser feita numa parceria entre a Câmara de Chaves e Fundação Nadir Afonso ou em exclusivo pela fundação.

No início de 2013, as obras do museu estiveram "praticamente paradas" devido a problemas financeiros da empresa construtora.

Presente na visita, o arquiteto Siza Vieira, autor da obra, explicou que a paragem não trouxe "qualquer" problema técnico ou obrigou a alterações no projeto.

"É rara a obra que não para a meio hoje. Com a falta de trabalho que há, os construtores arriscam preços incomportáveis e, depois, têm problemas a meio", disse.

Situado numa das margens do rio Tâmega, Siza Vieira lembrou que o Museu Nadir Afonso está num terreno inundável, por isso, foi necessário elevar o piso por meio de uma série de lâminas estruturais perpendiculares ao rio.

O arquiteto recordou que conversou com Nadir Afonso, falecido a 11 de dezembro de 2013, sobre a obra, mas não houve "particulares exigências".

"Não houve dificuldades, o Nadir Afonso era arquiteto, logo o entendimento foi fácil", realçou.

O imóvel vai dispor de salas de exposição, auditório, biblioteca, arquivo, espaços para acolher o espólio do artista e um ateliê.

Exposições temporárias e permanentes, ciclos de cinema, `workshops` infanto-juvenis e cursos de verão serão algumas das atividades do museu.

O Museu Nadir Afonso tem um investimento de 10 milhões de euros, financiada 85% por fundos comunitários.

Nadir Afonso, pintor e arquiteto, cuja obra figura entre as grandes referências da história da arte portuguesa do século XX, faleceu aos 93 anos.

Nascido em Chaves, o artista licenciou-se em arquitetura e chegou a trabalhar com os arquitetos Le Corbusier e Óscar Niemeyer.

Fonte: http://www.rtp.pt/noticias/index.php...=121&visual=49
__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old October 4th, 2014, 03:40 PM   #39
DiogoBaptista
Registered User
 
DiogoBaptista's Avatar
 
Join Date: May 2011
Location: Évora
Posts: 6,101
Likes (Received): 8389

A Portuguese Museum Reconsiders the Story of Modern Architecture

At the 2014 Architecture Biennale, Louise Braverman who received an A+Awards Special Mention for her firm's Village Health Works Staff Residence, was one of 100 architects from over 40 countries that were called to participate in the exhibition "Time Space Existence" at Palazzo Bembo and Palazzo Mora. The exhibition entails a site-specific yet philosophical prompt about the ability of notions of time, space, and existence to "enlarge human awareness of our own personal existence as a human being within a specific space and time."



"Time Space Existence" at the 2014 Venice Architecture Biennale, via Louise Braverman, Architect



Centro de Artes Nadir Afonso by Louise Braverman, Architect

Braverman's Centro de Artes Nadir Afonso is her site-specific reference for the "Time Space Existence" exhibition because the Boticas, Portugal project is an example of a building that is "situated" in place, time, nature, and society. Braverman has embedded the museum in the hillside, making it literally and figuratively a part of the land. She explains that the building has both an "urban face" as well as a "pastoral side," and as such does everything but disregard its environs in time and space. Braverman carves out this definition as "situated modernism," a term coined by Sarah Williams Goldhagen, a leading figure in understanding and interpreting modern and contemporary architecture and New Republic critic.



The video below, narrated by Goldhagen, walks viewers through Braverman's 3D experiential exhibition in Venice, accompanied by a 100-year historical timeline.



While viewers are delighted by the 80-painting homage to Portugal's esteemed geometric abstractionist painter and pioneer of Kinetic Art, Nadir Afonso — who early in his career practiced architecture with Le Corbusier and Oscar Neimeyer — they are both immersed in Braverman's 20,000-square-foot museum that is nothing short of eye candy, as well as listening to Goldhagen who positions the building within a modern historical context between 1914 to present.



2014 Venice Architecture Biennale via Louise Braverman, Architect

Braverman notes that Centro De Artes Nadir Afonso "breaks new ground" in forward thinking design in the medieval hill town in the north of Portugal. Down the street from the museum is a new City Hall, positioned at the intersection of newly built national highways funded by the EU; in effect, Boticas has an emerging urban center within a pastoral environs. Braverman's new museum aims to integrate itself in as many ways as possible as a cultural extension of the town, as opposed to position itself in Boticas as a wholly and radically distinct entity.




Centro de Artes Nadir Afonso via Louise Braverman, Architect



Braverman has accomplished the cognizant feat in myriad ways. Since the entry hall is a double-height, incorporating a bright photomural of the artist and other sketches, and the outdoor café, children's library, and stairway to the interior and exterior auditorium are visible, passersby are beckoned to engage with the transparent and friendly "urban face" of the museum.



Exterior Wall



Interior

The museum also incorporates a geometrically abstract green roof that pays homage to Afonso. On the interior, the art is viewed on locally sourced rustic stone cyclopean retaining walls that reimagines the essence of an indoor/outdoor space. The walls block direct sunlight, adding to the conscious use of energy while protecting the artwork.



Embedded Museum





The museum's geometric roof garden

In the video walking us through the Centro de Artes Nadir Afonso, Goldhagen asks, "What is modernism's relationship to local cultures and place?" using the museum as a literal example. She questions whether modernism (viewed through a "baseline" lens between 1914 to present) is a practice defined by a set of conventions that are each compiled to create a distinct style by which we can identify the aesthetics of a building: for example, flat roofs, open plans, new materials, un-ornamented form. So, is it visually recognizable?

Goldhagen considers the answer with a firm "no," because the elements which comprise modernism as a style is indistinguishable from buildings that are not necessarily modern. There is evidence that architects have practiced modernism defined as a style outside of the modernist era. Therefore, modernism must be a "practice or a set of actions in which individuals engage when designing buildings ... actions they believed would help [make] their building modern ... better suited to the social life of inhabitants in this world."

Enter the concept of "Situated Modernism," defined as a set of actions that change in time and space according to a building's "situation" in time and space (and culture, landscape, nature, and society) rather than a set of static aesthetic styles. In the words of Goldhagen, "Modernism is the practice of designing a building suited to modern life ... situated in place, time, nature and society ... far better accounting for the realities on the ground [than flat roofs]."

Finally, globalization and the notion of Thomas Friedman's The World Is Flat is raised in the narration. On the one hand, globalization can be viewed pessimistically as an anti-"progressive homogenization that will lead to a dystopic endpoint of worldwide sameness," — or the phenomenon might position modernism as a remedy to finding the right balance between local and global cultures.




The Portuguese artist's foundation in nearby Chaves along with Braverman's Centro "will serve as an engine driving economic, cultural, and community development in the region ... poised to become a global destination" Braverman says, suggesting that the convergence of "globalization" and "situated modernism" can yield stunningly successful architecture.
__________________

Marco Bruno liked this post

Last edited by DiogoBaptista; October 4th, 2014 at 04:27 PM.
DiogoBaptista no está en línea   Reply With Quote
Old October 4th, 2014, 03:49 PM   #40
Marco Bruno
Les cites obscures
 
Marco Bruno's Avatar
 
Join Date: Aug 2003
Location: Lisbon
Posts: 10,653
Likes (Received): 3567

Então são 2 edifícios, um em Chaves (Siza) e esse em Boticas (Louise Braverman)...
__________________
Lx Projectos
Marco Bruno no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 


Reply

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 01:39 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2019, vBulletin Solutions Inc.
vBulletin Security provided by vBSecurity v2.2.2 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us