Vila Real de Santo António e Monte Gordo | Projectos e Notícias - Page 6 - SkyscraperCity
 

forums map | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Arquitectura e Urbanismo > Sul > Projectos


Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old August 27th, 2017, 01:20 PM   #101
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 64,255
Likes (Received): 20153





De pés na areia e olhar sobre o novo horizonte de Monte Gordo

O primeiro troço do passadiço da praia de Monte Gordo nasceu este Verão e é já o maior do Sotavento algarvio. Mas mais do que um novo percurso, é uma promessa: aqui começa a trilhar-se o futuro de Monte Gordo.

Às vezes, o mais importante não é o caminho ou as paisagens que desvenda, mas o destino que promete. Não falamos das zonas de areal desafogado de veraneantes a que se acede no final do novo passadiço de Monte Gordo, mas antes de tudo aquilo que ainda não se vê em seu redor. A estrutura de madeira foi inaugurada há mês e meio, com direito a sunset e fogo-de-artifício. Mas o corredor sobre as dunas que renascem a cada dia é sobretudo “o primeiro passo da grande operação que renovará o rosto de Monte Gordo”. A primeira cirurgia de uma longa intervenção cosmética.

“O objectivo é acabar com as marcas que nós achamos que não são felizes do turismo dos anos 1970, que tiveram o seu tempo, e requalificar”, define sem rodeios o autarca de Vila Real de Santo António, Luís Gomes. Aquela que foi uma das primeiras estâncias balneares do Algarve quer apagar as rugas desse tempo. Anseia por voltar a ser jovem e moderna.

Estamos em plena hora de almoço quando chegamos ao passadiço pelo primeiro acesso do lado poente. Uma brisa incessante atenua o calor de finais de Julho, enquanto olhamos o areal adormecido de gente. Muitos chapéus-de-sol erguem-se fechados sobre amontoados de pertences cobertos por toalhas. Há quem aproveite para regressar ao fresco das casas de férias, dos quartos de hotel e apartamentos alugados. Outros tantos fazem fila nos restaurantes enterrados no areal roubado ao cordão dunar.

Cinco meses bastaram para que o primeiro troço do passadiço se erguesse entre os estabelecimentos e a praia. Com quase três quilómetros de extensão, é já a maior estrutura do género no Sotavento algarvio. Mas o plano é que se prolongue por mais quatro, até à foz do rio Guadiana. E, quem sabe, talvez um dia serpenteie pelas dunas desde a praia da Manta Rota, ao longo de cerca de 12 quilómetros. “Sei que a câmara de Castro Marim [município cuja linha de costa divide o concelho de Vila Real de Santo António] também já está a iniciar o processo de ligação de Monte Gordo à praia de Altura”, revela Luís Gomes. Haveremos de encontrar o autarca já ao final da tarde numa esplanada da Manta Rota, onde as transformações iniciadas em 2005 “serviram de antecâmara ao projecto de requalificação da praia de Monte Gordo”. Novos parques de estacionamento, estruturas de acesso ao areal, restaurantes em madeira e, desde 2015, um passadiço que percorre o interior das dunas até à ribeira do Álamo.

Para Luís Gomes, os passadiços “não são nenhuma moda nem fetiche”. Antes “um instrumento de preservação e consolidação dos cordões dunares” que permite, ao mesmo tempo, que “o público geral possa aceder às frentes de praia”. Em Monte Gordo, depois de décadas de “massacre” pelo pisoteio e construção de estabelecimentos sobre as dunas, os ecossistemas parecem recuperar. “Em algumas zonas já se nota o acumular das areias”, aponta Filipe Antunes, do gabinete de comunicação da autarquia. Além da reabilitação do cordão dunar, o passadiço trouxe “um novo espaço de lazer”, defende Luís Gomes. De noite, passeiam famílias pela estrutura iluminada. Bem cedo pela manhã, é ver gente caminhar ou correr sobre as tábuas de madeira, conta o pescador João Jerónimo, enquanto limpa o barco no areal.

A zona de varadouro é a única onde o passadiço se interrompe para permitir que por aqui cruzem barcos, redes, armadilhas e toda a parafernália de pesca, desde o areal às cabanas dos pescadores, erguidas em filas siamesas entre os restaurantes da Associação de Pescadores e O Jaime. No segundo domingo de Setembro, volta a terminar aqui a procissão em honra de Nossa Senhora das Dores — a beira-mar repleta de devotos e barcos engalanados sobre as ondas. Desde que se mantenham intactas as rotinas herdadas por gerações de pescadores, o novo passadiço “não vem fazer diferença”, defende João Jerónimo, 71 anos, rugas tisnadas sobre o corpo enxuto. A madrugada de faina terá corrido bem. Nas redes, vieram robalos, raias, linguados, salmonetes, anchovas, bicas, chocos. De tarde, a maioria dos 40 barcos que aqui operam descansa sobre o areal, entre caixas de plástico, redes, lonas e dezenas de bóias de bandeiras coloridas ao vento. João está reformado, mas volta e meia vem ajudar o irmão, que pacientemente repara a malha de uma rede na sombra do chapéu-de-sol.

O passadiço é um primeiro passo

Quando o Verão terminar e os últimos banhistas abandonarem o areal à solitude de pescadores e gaivotas, será a vez dos 18 apoios de praia se realinharem para o novo postal de Monte Gordo. Os velhos edifícios de tijolo, construídos sobre as dunas durante o boom turístico dos anos 1970/80, vão começar a ser demolidos no final da época balnear para renascerem no próximo ano em modernas construções de madeira ao longo do novo passadiço. Eleutério Agostinho já mandou fazer a nova estrutura d’O Agostinho. O que começou há 30 anos como um pequeno quiosque foi-se expandindo para restaurante de grelhados com um avançado em lona para arrumar a “sala de refeições” e uma esplanada na areia. O novo edifício erguer-se-á a poucos metros daqui, colado ao restaurante vizinho. Vai ficar “muito bonito”, com “uma boa vista” para a praia. Mas Eleutério mantém-se apreensivo. Cada concessionário tem de pagar a demolição do velho e a construção do novo — um investimento inicial a rondar “os 400 mil euros”, estima o empresário. “Depois a manutenção é que vamos ver como será.”

Não muito longe do restaurante O Agostinho continuam os trabalhos no passadiço, com a conclusão das vias de acesso ao parque de merendas, na extremidade nascente da praia de Monte Gordo. A partir daqui, as construções desaparecem e a natureza impõe-se até ao Guadiana. A areia cobre-se de vegetação seca e sobe acima do passadiço. Atrás surgem os pinheiros da Mata Nacional das Dunas Litorais, um dos últimos redutos do camaleão no Algarve. Quando a estrutura de madeira continuar por aqui o percurso até ao rio, já a marginal de Monte Gordo deverá estar também ela em processo de transformação, com “a consolidação das áreas de lazer”. “É uma zona de passeio em quase todas as cidades, mas aqui é muito escura e hostil”, analisa Luís Gomes, que em Outubro conclui o terceiro mandato à frente da câmara municipal. Nos planos aprovados pela autarquia estão “alguns restaurantes e bares, um hotel, novo pavimento e a reestruturação total dos jardins públicos”, enumera o autarca cessante. “Monte Gordo era uma das manchas negras do turismo desqualificado e densificado do Algarve e do país”, admite Luís Gomes. Mas “está a dar a volta”. O passadiço é apenas o primeiro passo.

Fonte: http://fugas.publico.pt/Viagens/3766...ordo?pagina=-1
__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old October 28th, 2017, 09:46 PM   #102
Barragon
Barra for Friends
 
Barragon's Avatar
 
Join Date: Dec 2004
Location: Barreiro
Posts: 139,505
Likes (Received): 15538

Praia de Monte Gordo: 3 km de passadiço e 18 concessionários

http://www.diarioimobiliario.pt/Actu...oncessionarios





A obra de requalificação da Praia de Monte Gordo, que a autarquia de Vila Real de Santo António tem estado a concretizar, vai entrar na segunda fase, que tem inicio no próximo dia 15 de Novembro.

Com esta medida, o município prossegue a renovação de uma das suas principais zonas balneares, cuja primeira fase, concluída em julho, dotou a praia com o maior passadiço do sotavento algarvio, avaliado em 1 milhão de euros e com uma extensão de 3 km.

A segunda fase da obra prevê a demolição dos antigos apoios de praia e a construção de novas estruturas em materiais uniformizados, que ficarão ao mesmo nível do passadiço.

O plano, já aprovado pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), contempla a construção de 18 novos concessionários - que irão substituir os actuais - sendo futuramente acessíveis quer através do corredor central, quer da Avenida Marginal.

A actual presidente da autarquia, Conceição Cabrita assegura «que, no próximo Verão, teremos já uma praia com mais qualidade, novos acessos e novos apoios, finalizando-se assim uma das maiores operações de requalificação urbanística e ambiental levada a cabo no nosso concelho».
__________________
::: Portuguese Forum :::

Tocha :: Mira :: Vagos :: Ílhavo :: Praia da Barra :: Curia :: Anadia :: Oliveira do Bairro :: Águeda

Fat people are harder to kidnap
Barragon no está en línea   Reply With Quote
Old October 28th, 2017, 10:42 PM   #103
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 64,255
Likes (Received): 20153

Venha ela.
__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old November 18th, 2017, 11:22 PM   #104
Cidade_Branca
Architect
 
Cidade_Branca's Avatar
 
Join Date: Jul 2004
Location: Lisboa
Posts: 12,300
Likes (Received): 3007

DEMOLIÇÕES NA PRAIA DE MONTE GORDO COMEÇAM AMANHÃ



Quote:
As demolições dos antigos apoios e restaurantes da Praia de Monte Gordo, terão lugar esta quarta-feira, dia 15 de novembro, às 10h00 (ponto de encontro junto ao casino).

A intervenção marca o arranque da II fase de requalificação da praia de Monte Gordo, que contempla a construção de 18 novos apoios de praia, cujas estruturas ficarão plenamente integradas na cota e layout do novo passadiço, inaugurado no passado dia 14 de julho.

Com esta obra, ficarão concluídos todos os acessos até ao areal (quer da marginal, quer dos novos restaurantes), finalizando-se assim todas as estruturas e equipamentos associados ao passadiço.

O passadiço da praia de Monte Gordo é, atualmente, o maior do género no Sotavento algarvio. Com uma extensão de três quilómetros, representou um investimento de um milhão de euros.

A obra, contudo, tem sido criticada pela associação ambientalista Almargem.
http://barlavento.pt/regional/demoli...comecam-amanha
Cidade_Branca no está en línea   Reply With Quote
Old November 18th, 2017, 11:25 PM   #105
Cidade_Branca
Architect
 
Cidade_Branca's Avatar
 
Join Date: Jul 2004
Location: Lisboa
Posts: 12,300
Likes (Received): 3007

Quote:
Novos projetos do município integram a construção de 6 novas unidades hoteleiras e dão início à maior operação de requalificação urbanística de sempre na frente de mar de Monte Gordo. Praias de Cacela e de Monte Gordo ganham nova identidade.

A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António lançou, esta quarta-feira, na Bolsa de Turismo de Lisboa, um pacote de investimentos em novas infraestruturas turísticas no valor de aproximadamente 200 milhões de euros.
A operação representa o maior projeto jamais realizado no concelho em equipamentos turísticos e hoteleiros e contempla a construção de quatro hotéis, que dotarão o concelho com cerca de 1500 novas camas.
«Só em novas unidades de alojamento está previsto um investimento de 185 milhões de euros, o que mostra a forte estratégia turística do concelho e permitirá criar dezenas de postos de trabalho», destaca Luís Gomes, presidente da autarquia de Vila Real de Santo António.
Desta lista, faz parte o projeto de requalificação do centenário Hotel Guadiana, cujas obras terão início ainda este mês e transformarão aquele que foi um dos primeiros hotéis do Algarve numa unidade de charme com 31 quartos.
Também este ano, irá arrancar a construção do hotel do Complexo Desportivo de Vila Real de Santo António. A unidade representa um investimento de 5 milhões de euros e terá tipologia de 4 estrelas ou superior, prevendo-se o início da obra em setembro de 2016. Dará resposta aos mais de 5 mil estágios desportivos acolhidos anualmente pelo complexo desportivo, que são já responsáveis por cerca de 50 mil dormidas/ano no concelho.
Igualmente no segundo semestre deste ano irá avançar a construção de um conjunto de três unidades hoteleiras de charme no Centro Histórico de Vila Real de Santo António. Localizadas em plena Baixa Pombalina - candidata a Património da Humanidade da Unesco - os alojamentos aliam a recuperação do património ao turismo cultural e terão a configuração de um resort a céu aberto.
Em plano, encontra-se ainda a construção de um núcleo hoteleiro de gama superior na frente de praia de Monte Gordo. O hotel terá vistas espetaculares sobre a baía de Monte Gordo e a Mata Nacional das Dunas Litorais e é uma resposta aos máximos consecutivos de ocupação registados na zona turística de Monte Gordo, cujas taxas médias foram as mais elevadas de todo o Algarve durante o ano de 2015 (top 10 do site Trivago).
Junta-se a estes equipamentos a construção de um conjunto de unidades turísticas na zona do antigo parque de campismo de Monte Gordo, avaliado em 120 milhões de euros, bem como a construção de um novo empreendimento turístico localizado na frente de mar da zona nascente de Monte Gordo, avaliado em 50 milhões de euros.
Em paralelo, terá lugar a maior operação de requalificação urbanística jamais realizada na frente de mar de Monte Gordo. A intervenção irá dar origem à criação de um grande passeio marítimo que será dotado por espaços verdes e de lazer, comércio, lojas e restauração.
A obra, lançada pela Câmara Municipal de VRSA, terá início em setembro de 2016 e visa cumprir os objetivos previstos no Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) Vilamoura – VRSA para aquela área litoral. Estará dividida em duas fases, prevendo-se a conclusão dos trabalhos em maio de 2017.
O custo total da empreitada de requalificação da frente de praia, a que se somará a construção da unidade hoteleira, está avaliado em 15 milhões de euros.

Praia de Monte Gordo ganha nova imagem
À requalificação do espaço público irá juntar-se o desenvolvimento da nova identidade visual de Monte Gordo, cuja aplicação será gradualmente efetuada durante a operação de reordenamento da faixa litoral. A nova imagem inspira-se nas memórias, tradições e valores naturais daquela zona balnear e visa consolidar a marca turística de Monte Gordo.

Praias de Cacela são nova marca turística do concelho de VRSA
Além da nova identidade visual de Monte Gordo, o município de Vila Real de Santo António apresentou, na Bolsa de Turismo de Lisboa, a nova marca «Praias de Cacela».
O conceito unifica a zona geográfica das praias de Manta Rota, Lota e Cacela Velha/Fábrica, conferindo uma nova identidade gráfica a esta faixa litoral única do município de VRSA, localizada no início do Parque Natural da Ria Formosa.
Apesar de cada praia preservar a sua identidade única, a nova marca pretende afirmar as praias de Cacela como um lugar ímpar, familiar e natural. Estes são, aliás, atributos que já valeram a estas praias o título de «melhores do mundo» pelas revistas da especialidade e são umas das razões que justificam a candidatura da sua área envolvente a Património da Humanidade da Unesco.

http://www.cm-vrsa.pt/pt/noticias/19...uristicos.aspx
Cidade_Branca no está en línea   Reply With Quote
Old November 18th, 2017, 11:27 PM   #106
Cidade_Branca
Architect
 
Cidade_Branca's Avatar
 
Join Date: Jul 2004
Location: Lisboa
Posts: 12,300
Likes (Received): 3007

Vila Real de Santo António investe 200 milhões em requalificação urbana e novos equipamentos turísticos

Quote:
Novos projetos do município integram a construção de 6 novas unidades hoteleiras e dão início à maior operação de requalificação urbanística de sempre na frente de mar de Monte Gordo. Praias de Cacela e de Monte Gordo ganham nova identidade.
A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António lançou, esta quarta-feira, na Bolsa de Turismo de Lisboa, um pacote de investimentos em novas infraestruturas turísticas no valor de aproximadamente 200 milhões de euros.

A operação representa o maior projeto jamais realizado no concelho em equipamentos turísticos e hoteleiros e contempla a construção de quatro hotéis, que dotarão o concelho com cerca de 1500 novas camas.

«Só em novas unidades de alojamento está previsto um investimento de 185 milhões de euros, o que mostra a forte estratégia turística do concelho e permitirá criar dezenas de postos de trabalho», destaca Luís Gomes, presidente da autarquia de Vila Real de Santo António.

Desta lista, faz parte o projeto de requalificação do centenário Hotel Guadiana, cujas obras terão início ainda este mês e transformarão aquele que foi um dos primeiros hotéis do Algarve numa unidade de charme com 31 quartos.

Também este ano, irá arrancar a construção do hotel do Complexo Desportivo de Vila Real de Santo António. A unidade representa um investimento de 5 milhões de euros e terá tipologia de 4 estrelas ou superior, prevendo-se o início da obra em setembro de 2016. Dará resposta aos mais de 5 mil estágios desportivos acolhidos anualmente pelo complexo desportivo, que são já responsáveis por cerca de 50 mil dormidas/ano no concelho.

Igualmente no segundo semestre deste ano irá avançar a construção de um conjunto de três unidades hoteleiras de charme no Centro Histórico de Vila Real de Santo António. Localizadas em plena Baixa Pombalina - candidata a Património da Humanidade da Unesco - os alojamentos aliam a recuperação do património ao turismo cultural e terão a configuração de um resort a céu aberto.

Em plano, encontra-se ainda a construção de um núcleo hoteleiro de gama superior na frente de praia de Monte Gordo. O hotel terá vistas espetaculares sobre a baía de Monte Gordo e a Mata Nacional das Dunas Litorais e é uma resposta aos máximos consecutivos de ocupação registados na zona turística de Monte Gordo, cujas taxas médias foram as mais elevadas de todo o Algarve durante o ano de 2015 (top 10 do site Trivago).

Junta-se a estes equipamentos a construção de um conjunto de unidades turísticas na zona do antigo parque de campismo de Monte Gordo, avaliado em 120 milhões de euros, bem como a construção de um novo empreendimento turístico localizado na frente de mar da zona nascente de Monte Gordo, avaliado em 50 milhões de euros.

Em paralelo, terá lugar a maior operação de requalificação urbanística jamais realizada na frente de mar de Monte Gordo. A intervenção irá dar origem à criação de um grande passeio marítimo que será dotado por espaços verdes e de lazer, comércio, lojas e restauração.

A obra, lançada pela Câmara Municipal de VRSA, terá início em setembro de 2016 e visa cumprir os objetivos previstos no Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) Vilamoura – VRSA para aquela área litoral. Estará dividida em duas fases, prevendo-se a conclusão dos trabalhos em maio de 2017.

O custo total da empreitada de requalificação da frente de praia, a que se somará a construção da unidade hoteleira, está avaliado em 15 milhões de euros.



Praia de Monte Gordo ganha nova imagem

À requalificação do espaço público irá juntar-se o desenvolvimento da nova identidade visual de Monte Gordo, cuja aplicação será gradualmente efetuada durante a operação de reordenamento da faixa litoral. A nova imagem inspira-se nas memórias, tradições e valores naturais daquela zona balnear e visa consolidar a marca turística de Monte Gordo.



Praias de Cacela são nova marca turística do concelho de VRSA

Além da nova identidade visual de Monte Gordo, o município de Vila Real de Santo António apresentou, na Bolsa de Turismo de Lisboa, a nova marca «Praias de Cacela».

O conceito unifica a zona geográfica das praias de Manta Rota, Lota e Cacela Velha/Fábrica, conferindo uma nova identidade gráfica a esta faixa litoral única do município de VRSA, localizada no início do Parque Natural da Ria Formosa.

Apesar de cada praia preservar a sua identidade única, a nova marca pretende afirmar as praias de Cacela como um lugar ímpar, familiar e natural. Estes são, aliás, atributos que já valeram a estas praias o título de «melhores do mundo» pelas revistas da especialidade e são umas das razões que justificam a candidatura da sua área envolvente a Património da Humanidade da Unesco.
http://www.avozdoalgarve.pt/detalhe.php?id=14126


Cidade_Branca no está en línea   Reply With Quote
Old November 18th, 2017, 11:57 PM   #107
Barragon
Barra for Friends
 
Barragon's Avatar
 
Join Date: Dec 2004
Location: Barreiro
Posts: 139,505
Likes (Received): 15538

A ver se também preenchem alguns lotes vazios com hoteis de 25 andares.
__________________
::: Portuguese Forum :::

Tocha :: Mira :: Vagos :: Ílhavo :: Praia da Barra :: Curia :: Anadia :: Oliveira do Bairro :: Águeda

Fat people are harder to kidnap
Barragon no está en línea   Reply With Quote
Old November 19th, 2017, 12:40 AM   #108
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 64,255
Likes (Received): 20153

25 andares
__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old December 6th, 2017, 11:11 PM   #109
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 64,255
Likes (Received): 20153

Quote:
Originally Posted by Cidade_Branca View Post
MONTE GORDO TERÁ NOVOS APOIOS DE PRAIA EM MAIO DE 2018

A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António (VRSA) iniciou, na quarta-feira, 15 de novembro, a segunda fase do plano de requalificação da praia de Monte Gordo. Prevê a demolição dos antigos apoios e restaurantes, a maioria estabelecida durante a década de 1980.

Até ao final deste ano, o areal da praia de Monte Gordo será um estaleiro de máquinas, camiões e destroços dos antigos restaurantes. Mas desta vez, as demolições até são alvo de consenso. «Hoje dá-se início à segunda fase do projeto de requalificação da praia de Monte Gordo. É uma parceria entre a autarquia, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Capitania do Porto de Vila Real de Santo António. É uma obra estruturante para nós. É a primeira que vamos fazer neste mandato. Serão demolidos 19 apoios de praia. E daqui por cinco meses, esperamos ter os novos a funcionar. Esperamos dar mais qualidade a esta praia que já é das melhores do país», disse aos jornalistas Conceição Cabrita, a recém-eleita presidente da Câmara Municipal de VRSA.


Os futuros 18 apoios de praia, a construir entre janeiro e maio de 2018, serão concessionados aos empresários, «que pagaram sempre tudo e que tem as contas em dia. Todos os que detinham atividade na praia e possuíam a sua situação fiscal regularizada, não necessitaram de submeter-se a concurso. Isto põe fim ao sistema de licenças precárias que vigorava até hoje», sublinhou a autarca. Terão uma arquitetura modelar em materiais uniformizados e ficarão bem integrados na cota e no layout do passadiço de madeira, inaugurado no passado dia 14 de julho.

O processo começou no mandato do ex-presidente Luís Gomes, com a construção do passadiço pedonal, «uma obra que nos trouxe muita chatice. Parece que a oposição nunca quer que o concelho avance e disse que era uma obra ilegal», lamentou Conceição Cabrita. «Já temos o visto do Tribunal de Contas e, portanto, por muito que queiram que nós não avancemos, a verdade é que não vão conseguir. Para todos os concessionários será uma vida nova», sublinhou.


Fernandes da Palma, comandante do Porto de VRSA, Sebastião Teixeira, da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e Conceição Cabrita, presidente da Câmara Municipal de VRSA.

Na verdade, não foi apenas a oposição que criticou. João Santos, dirigente da associação ambientalista Almargem, em entrevista ao «barlavento», em maio passado, elogiou alguns aspetos da reabilitação em curso, sobretudo na melhoria das condições de salubridade dos restaurantes e dos apoios de praia. «Pena é que o carácter tradicional esteja a ser substituído por edifícios de traça modernista e de qualidade duvidosa. E o pior, no meio disto tudo, é a construção de um passadiço sobrelevado com dois quilómetros de extensão», que, segundo considerou, é «uma aberração dissonante e uma barreira visual para os banhistas e utentes dos apoios de praia» de Monte Gordo.


Conceição Cabrita aproveitou agora a ocasião para responder. «A Almargem devia entender que estamos a fazer uma obra a favor do ambiente. Se calhar não querem entender o que é o progresso, de acordo com todos os parâmetros ambientais atuais. Porque sou da área da geologia, sei que isto é uma reconstituição do cordão dunar».

Sebastião Teixeira, da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), corroborou o argumento da autarca. «O que se está a passar agora em Monte Gordo é o que se passou há 10 anos na Praia da Rocha. A duna costeira é o primeiro elemento natural de resistência à ação do mar e às alterações climáticas. Isto é uma intervenção a pensar na reconstrução do cordão dunar nos próximos 20 a 50 anos. Vamos deixar o vento e a areia trabalhar», até porque a natureza «não tem ciclos políticos».
«Este é um processo que remonta a 2005, com o Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC), cuja ideia é requalificar globalmente o Algarve. Temos vindo a executar este plano, devagar, pois implica muita concertação. Na Praia de Monte Gordo, a situação que está aqui demorou quatro anos. Este é o semestre final», explicou.

Fernandes da Palma, comandante do Porto de VRSA, assegurou aos jornalistas que «este projeto tem qualidades ímpares. É uma praia escolhida pelas famílias portuguesas e, neste contexto, fazia falta a requalificação. Foi percebida desde o início pelos utentes e pelos concessionários. E, portanto, toda esta renovação tem sido pacífica e tem tido a aceitação de todos».


Paulo Calvim, concessionário de um restaurante há nove anos e sócio de outro apoio de praia, concordou. «Há que evoluir e mudar as coisas para melhor. Esperamos ter uma praia com mais qualidade. Aliás já se nota pelo número de pessoas que estão a visitar o novo passadiço, tanto agora, como no verão». Ao longo do processo «houve várias reuniões, quase todos os concessionários estão satisfeitos. Claro que não se consegue agradar a gregos e troianos».

Segundo o «barlavento» apurou no local, os novos apoios de praia vão custar mais de 400 mil euros aos concessionários. Um proprietário dos mais antigos, mostrou-se desagradado por ter tido de fechar portas mais cedo que o previsto e, sob anonimato, garantiu que quem vai pagar tudo isto «são os clientes, nos próximos anos».

«Esta é a maior alteração feita no Algarve nos últimos 20 anos. Esperamos que corra bem e que na próxima época balnear estejam todos os apoios a funcionar», disse ainda Sebastião Teixeira, da APA.

As demolições são suportadas pela autarquia e estarão concluídas até ao final de dezembro. Com esta obra, ficarão concluídos todos os acessos até ao areal (quer da marginal, quer dos novos restaurantes), finalizando-se assim todas as estruturas e equipamentos associados ao passadiço. A intervenção total está avaliada em 10 milhões de euros.

Fonte: http://barlavento.pt/destaque/monte-...m-maio-de-2018
__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old December 8th, 2017, 04:03 PM   #110
Cidade_Branca
Architect
 
Cidade_Branca's Avatar
 
Join Date: Jul 2004
Location: Lisboa
Posts: 12,300
Likes (Received): 3007

Câmara de VRSA inicia requalificação da marginal de Monte Gordo



Quote:
A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António acaba de anunciar que deu início à obra de requalificação da marginal da praia de Monte Gordo. A intervenção está avaliada em 1,8 milhões de euros e visa a requalificação paisagística das zonas de lazer da principal estância balnear do concelho.

Desenvolvida a par da construção do Passadiço de Monte Gordo – que caminha agora para a II fase, com a edificação dos novos apoios de praia – estas duas obras irão permitir a revitalização de toda a frente marítima de Monte Gordo. O objetivo é dinamizar esta zona turística, bem como qualificar e ordenar o espaço público.

O projeto irá incidir sobre quatro áreas específicas da marginal: jardim (grupo nascente), praça do casino (grupo central), parque infantil (grupo poente) e calçadão, ao longo das quais serão colocados quiosques, esplanadas e estruturas de sombreamento.

Em paralelo, está prevista a repavimentação de algumas artérias, a criação de pontos de estadia e circulação com condições de conforto, bem como a instalação de estabelecimentos de restauração e bebidas ou espaços comerciais associados à economia de praia.

“Este conjunto de trabalhos permitirá dotar Monte Gordo com novas oportunidades de investimento numa área até agora desaproveitada, permitindo, em simultâneo, o cumprimento dos regulamentos e planos em vigor”, explica a presidente da câmara municipal, Conceição Cabrita.

A autarca acrescenta que “estas medidas visam uma requalificação geral e cuidada do espaço público na frente mar de Monte Gordo, trazendo novos equipamentos capazes de dinamizar esta área durante o horário diurno e noturno e criando novas zonas de lazer, restauração e comércio”.

“Trata-se de uma operação sem precedentes que irá apostar em equipamentos de qualidade, com baixa densidade urbanística, proporcionando a Monte Gordo a manutenção das mais elevadas taxas de ocupação hoteleira do Algarve”, prossegue a autarca.

O conjunto de trabalhos deverá estar concluído até ao final de maio de 2018, prevendo-se um investimento global de cerca de 12 milhões de euros (investimento público e privado).

Recorde-se que a construção dos 18 novos apoios de praia, cujas estruturas serão constituídas por materiais uniformizados que ficarão ao mesmo nível do passadiço, terá início já em janeiro de 2018.
http://www.jornaldoalgarve.pt/camara...e-monte-gordo/
Cidade_Branca no está en línea   Reply With Quote
Old December 8th, 2017, 07:48 PM   #111
Barragon
Barra for Friends
 
Barragon's Avatar
 
Join Date: Dec 2004
Location: Barreiro
Posts: 139,505
Likes (Received): 15538

Em Montegordo falta terminar aquele esqueleto;

Hotel para aqui: https://www.google.pt/maps/@37.17968...-PT&authuser=0

Dois Hoteles para aqui:

https://www.google.pt/maps/@37.17871...-PT&authuser=0
__________________
::: Portuguese Forum :::

Tocha :: Mira :: Vagos :: Ílhavo :: Praia da Barra :: Curia :: Anadia :: Oliveira do Bairro :: Águeda

Fat people are harder to kidnap
Barragon no está en línea   Reply With Quote
Old December 9th, 2017, 07:13 PM   #112
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 64,255
Likes (Received): 20153

A Câmara Municipal de VRSA já deu início à obra de requalificação da marginal da praia de Monte Gordo.
A intervenção está avaliada em 1,8 milhões de euros e irá dar nova vida à frente mar de Monte Gordo, trazendo mais esplanadas, zonas verdes e de lazer e espaços de restauração e diversão noturna.

São Cabrita, presidente da autarquia, explica as vantagens da obra. Veja aqui!


https://www.facebook.com/cmvrsa/vide...8796983816161/
__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2017, 01:30 AM   #113
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 64,255
Likes (Received): 20153







http://barlavento.pt/economia/vila-r...io-de-portugal
__________________
- Please, be Happy -

Cidade_Branca liked this post
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old December 29th, 2017, 01:37 AM   #114
Barragon
Barra for Friends
 
Barragon's Avatar
 
Join Date: Dec 2004
Location: Barreiro
Posts: 139,505
Likes (Received): 15538

glamorous
__________________
::: Portuguese Forum :::

Tocha :: Mira :: Vagos :: Ílhavo :: Praia da Barra :: Curia :: Anadia :: Oliveira do Bairro :: Águeda

Fat people are harder to kidnap
Barragon no está en línea   Reply With Quote
Old December 31st, 2017, 11:50 AM   #115
KRX_69
Amaro
 
KRX_69's Avatar
 
Join Date: Jan 2012
Posts: 13,980
Likes (Received): 5268

Lá para o ano 2150
__________________
Ciudadanos de un lugar llamado mundo
KRX_69 no está en línea   Reply With Quote
Old December 31st, 2017, 12:19 PM   #116
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 64,255
Likes (Received): 20153

__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old January 15th, 2018, 10:18 PM   #117
Cidade_Branca
Architect
 
Cidade_Branca's Avatar
 
Join Date: Jul 2004
Location: Lisboa
Posts: 12,300
Likes (Received): 3007

Autarquia de VRSA investe mais de 300 mil euros para requalificar Mercado Municipal



Quote:
09-01-2018 - 12:08
A Câmara Municipal informou em nota de imprensa, que deu início esta semana, à obra de requalificação do Mercado Municipal de Vila Real de Santo António.

A intervenção terá um custo global de 345 mil euros + IVA e terá a duração de 120 dias.

Os trabalhos integram a substituição da cobertura, a remodelação dos espaços de venda e WC, a pintura integral interior e exterior e a beneficiação das redes pluviais.

Ao mesmo tempo, será criado um novo conceito para o mercado, estando em plano a abertura de novas zonas de restauração e lazer na ala Sul, que passarão a funcionar com horário alargado e com a oferta de novos produtos e serviços.

Para Luís Romão, vice-presidente da autarquia de VRSA, «a obra corresponde a uma ambição há muito desejada, dando melhores condições a quem compra, a quem vende e a quem nos visita».

«Por outro lado, queremos tornar o mercado mais atrativo e mais dinâmico para que as pessoas regressem a este espaço que será, no futuro, não só um ponto de comércio, mas também de lazer e estadia», afirma Luís Romão.

Nesta primeira fase, a intervenção na cobertura terá início na ala norte, pelo que as bancas de venda situadas nesta área serão temporariamente deslocadas para a ala sul. Prevê-se a situação inversa na segunda metade da obra.

Ao optar-se por uma solução faseada, permite-se o normal funcionamento do mercado, evitando o seu fecho temporário, clarifica a autarquia.

É também intenção do Município instalar um conjunto de exposições permanentes e temporárias no mercado que irão remeter para a história da cidade, nomeadamente o seu legado e património ligado à indústria conserveira.
https://www.algarveprimeiro.com/d/au...icipal/19897-1
Cidade_Branca no está en línea   Reply With Quote
Old January 15th, 2018, 10:19 PM   #118
Cidade_Branca
Architect
 
Cidade_Branca's Avatar
 
Join Date: Jul 2004
Location: Lisboa
Posts: 12,300
Likes (Received): 3007

EDIT

Last edited by Cidade_Branca; January 15th, 2018 at 10:21 PM. Reason: Enganei-me no Tópico.
Cidade_Branca no está en línea   Reply With Quote
Old January 15th, 2018, 10:19 PM   #119
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 64,255
Likes (Received): 20153

Excelente notícia
__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old February 5th, 2018, 08:29 PM   #120
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 64,255
Likes (Received): 20153

VRSA REQUALIFICA ZONA SUL DA CIDADE E AVANÇA COM CONSTRUÇÃO DE NOVOS POLIDESPORTIVOS

A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António vai dar início à requalificação da área envolvente ao Complexo Desportivo, dando nova vida à entrada sul da cidade.

A operação integra a construção de dois novos polidesportivos com bancadas e balneários (um semi-coberto e outro descoberto) – que substituirão os atuais, atualmente em situação de degradação – bem como o arranjo paisagístico do local. Ao mesmo tempo, será instalada neste espaço uma unidade comercial na área do retalho, colmatando a falta de equipamentos deste género naquela área.

O valor total do investimento ascende aos 2,3 milhões de euros e irá permitir a criação de 40 novos postos de trabalho diretos, assim como a contratação de mão-de-obra local durante a fase de construção.

Para Conceição Cabrita, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, «esta obra irá beneficiar não só a população, mas também todos os clubes, associações e atletas, que ganham novos espaços de treino e novas sedes com condições de excelência».

Em contrapartida à instalação da unidade comercial, será ainda construído um terceiro polidesportivo no final da concessão, a que se juntam outras contrapartidas que permitirão um encaixe financeiro ao município.

As obras terão a duração de quatro meses e deverão arrancar ainda esta semana, gerando novas dinâmicas económicas e desportivas no concelho.

Fonte: http://barlavento.pt/regional/vrsa-r...olidesportivos
__________________
- Please, be Happy -
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 


Reply

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 07:20 PM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2019, vBulletin Solutions Inc.
vBulletin Security provided by vBSecurity v2.2.2 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us