Projectos e Notícias do Porto - Page 3 - SkyscraperCity
 

forums map | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Arquitectura e Urbanismo > Porto > Projectos


Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old February 4th, 2013, 08:56 PM   #41
Tiago_20
Registered User
 
Tiago_20's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Location: Porto
Posts: 1,271
Likes (Received): 194

É uma boa ideia. É preciso fazer algo.
Tiago_20 no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old February 7th, 2013, 05:18 PM   #42
krake
Registered User
 
Join Date: Jan 2012
Posts: 924
Likes (Received): 197

Vale a pena criar um thread sobre isto?

Quote:
Douro Azul investe mais de seis milhões nos Descobrimentos

A Douro Azul vai investir mais de seis milhões de euros num museu interactivo alusivo à epopeia dos Descobrimentos portugueses, a instalar junto da sede da empresa, no Porto, e que deverá ser inaugurado no final do ano.
Ultrapassados os problemas levantados pelo Instituto para a Gestão do Património Arquitectónico (IGESPAR), a Douro Azul apresenta esta quinta-feira o seu novo projecto. Chama-se World of Discoveries (Mundo de Descobertas) e pretende dar corpo, em Portugal, ao “primeiro parque temático e museu interactivo alusivo à epopeia dos Descobrimentos portugueses”.

O parque vai ser instalado no interior dos antigos armazéns da Real Companhia Velha, em Miragaia, no Porto, ocupando mais de quatro mil metros quadrados cobertos, em instalações contíguas ao Centro de Acolhimento a Turistas da Douro Azul.

A empresa avançou ao Negócios que o projecto World of Discoveries tem um investimento estimado em mais de seis milhões de euros e deverá abrir ao público no final deste ano, a tempo das celebrações dos 600 anos do início da campanha de conquista de Ceuta, em 1414, que marca o início da expansão marítima portuguesa e a epopeia dos Descobrimentos.

“Sendo o Infante Dom Henrique filho pródigo do Porto, faz todo o sentido que aqui, na cidade em que o mentor dos Descobrimentos nasceu, se pudesse desenvolver um projecto interactivo como o World of Discoveries, que recria a epopeia portuguesa e é uma forma de transmitir conhecimento às gerações actuais e vindouras sobre um feito que é um orgulho para a história de Portugal”, sublinha Mário Ferreira, presidente da Douro Azul (na foto).

Os visitantes do futuro centro lúdico terão à sua disposição uma série de facilidades multimédia para melhor visualizar o que foi a epopeia portuguesa. E embarcarão em réplicas de pequenos barcos que vão “navegar” através de um canal de água onde estão recriados os caminhos marítimos desbravados pelos conquistadores portugueses à descoberta de novas rotas de comércio.

“A realização deste percurso permite que o visitante vá sentindo de forma interactiva e num ambiente representativo da realidade à data, toda a envolvente das viagens dos portugueses, das tempestades que suportaram, das dificuldades que experimentaram, da descoberta de novas gentes e novas terras, dos ataques dos piratas ou dos naufrágios que sofreram, revivendo também os momentos prévios à viagem, bem como a partida e a chegada aos diferentes locais da nossa história colectiva”, promete a entidade promotora.

O espaço contemplará também a recriação do ambiente subjacente à construção das embarcações, desde os estaleiros de construção à réplica de uma escola de navegação, o abastecimento das matérias-primas e o cais de embarque. São esperados mais de 250 mil visitantes anuais.
__________________

Tiago_20, 1. Caravaggio liked this post
krake no está en línea   Reply With Quote
Old February 7th, 2013, 07:01 PM   #43
Tiago_20
Registered User
 
Tiago_20's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Location: Porto
Posts: 1,271
Likes (Received): 194

Mário Ferreira
Tiago_20 no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old February 7th, 2013, 07:35 PM   #44
Tiago_20
Registered User
 
Tiago_20's Avatar
 
Join Date: Sep 2008
Location: Porto
Posts: 1,271
Likes (Received): 194

Algumas fotos do UPTEC. No terreno do I3S continuam a movimentação de terras.







__________________

Andre_Filipe liked this post
Tiago_20 no está en línea   Reply With Quote
Old February 8th, 2013, 09:18 PM   #45
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 61,872
Likes (Received): 19794

Turkish Airlines anuncia voos a partir do Porto



A Turkish Airlines vai começar a voar entre a cidade do Porto e Istambul. Os voos tem início previsto para final de Março do próximo ano.

Em declarações à Publituris, à margem da apresentação da programação da TurquiaVisão esta segunda-feira, Nail OZKAPLAN, representante regional da companhia para Portugal, revelou que esta ligação deverá começar com quatro frequências semanais.

Mas as novidades não se ficam por aqui. De acordo com o responsável, a Turkish Airlines vai passar a operar dez frequências semanais entre Lisboa a Istambul, ao invés das diárias habituais. A companhia está, ainda, “à espera do slots”, mas o número de voos deverá aumentar já em Abril, sendo que o plano compreende os voos já regulares e outros nocturnos, que se “cruzam” às sextas, sábados e domingos.

Com este aumento de voos, Nail OZKAPLAN espera aumentar o número de passageiros transportados nesta linha, considerando um acréscimo de 30% como um bom número.

Fonte: http://www.publituris.pt/2013/02/04/...rtir-do-porto/

__________________

1. Caravaggio, Lino liked this post
ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old February 8th, 2013, 09:20 PM   #46
Andre_Filipe
On The Horizon
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Posts: 15,049
Likes (Received): 8832

Great

Boas pics Tiago!
Andre_Filipe no está en línea   Reply With Quote
Old February 8th, 2013, 09:22 PM   #47
toniho
Registered User
 
toniho's Avatar
 
Join Date: Sep 2010
Posts: 13,099
Likes (Received): 3539

Muito bem!
toniho no está en línea   Reply With Quote
Old February 8th, 2013, 09:30 PM   #48
Viriatuus
Registered User
 
Join Date: Dec 2007
Location: Porto
Posts: 19,472
Likes (Received): 1070

Finalmente uma boa notícia a propósito duma companhia a sério e dum destino a sério!
__________________

PortoNuts liked this post
Viriatuus no está en línea   Reply With Quote
Old February 8th, 2013, 09:34 PM   #49
PortoNuts
Registered User
 
PortoNuts's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Porto
Posts: 24,681
Likes (Received): 9310

Quote:
Originally Posted by Viriatuus View Post
Finalmente uma boa notícia a propósito duma companhia a sério e dum destino a sério!
*Afinal foi engano...Ryanair abre rota Porto - Biarritz*
__________________
Got one head for money and one head for sin..
PortoNuts no está en línea   Reply With Quote
Old February 8th, 2013, 09:36 PM   #50
toniho
Registered User
 
toniho's Avatar
 
Join Date: Sep 2010
Posts: 13,099
Likes (Received): 3539

Ora, ora, ainda deve haver muito aeroportos em França com potencial para explorar.
toniho no está en línea   Reply With Quote
Old February 8th, 2013, 09:40 PM   #51
Viriatuus
Registered User
 
Join Date: Dec 2007
Location: Porto
Posts: 19,472
Likes (Received): 1070

Claro que haverá alguns e se existerem ligações para eles tudo bem. Mas Istanbul vale muito mais que isso. Espera-se que Varsóvia, Praga, Viena, Budapeste, Atenas, Hamburgo, Manchester e outros venham também...
Viriatuus no está en línea   Reply With Quote
Old February 8th, 2013, 09:42 PM   #52
PortoNuts
Registered User
 
PortoNuts's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Porto
Posts: 24,681
Likes (Received): 9310

A grande vantagem da Turkish é mesmo a abertura ao Oriente que vai trazer ao Porto.
__________________
Got one head for money and one head for sin..
PortoNuts no está en línea   Reply With Quote
Old February 9th, 2013, 11:44 AM   #53
Portogaia
Registered User
 
Portogaia's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Barcelona
Posts: 2,701
Likes (Received): 256

... e unir provavelmente as duas cidades europeias mais bonitas...
Portogaia no está en línea   Reply With Quote
Old February 10th, 2013, 01:13 AM   #54
krake
Registered User
 
Join Date: Jan 2012
Posts: 924
Likes (Received): 197


Quote:
Três portuguesas distinguidas por prémio ambiental mundial

Em Outubro de 2011, Marta Pinto, investigadora da Escola Superior de Biotecnologia (ESB) da Católica Porto, lançou o projecto FUTURO, uma iniciativa que tem como objectivo plantar um total de 100 mil árvores na Área Metropolitana do Porto. A ideia "futurista" conquistou agora a 4.ª edição do prémio "Terre de Femmes", que distingue mulheres com iniciativas na área do ambiente e da sustentabilidade, promovido pela marca francesa Yves Rocher. O segundo e terceiro lugares também foram entregues a investigadoras portuguesas.

O projecto FUTURO da bióloga Marta Pinto, agora distinguido com um prémio no valor de cinco mil euros, tem uma duração de cinco anos e, até agora, já plantou mais de 19 mil árvores em cerca de 20 locais dentro da área estabelecida e abrangendo 13 dos 16 municípios previstos.

O objectivo é "criar florestas urbanas nativas", com espécies naturais do nosso território, recuperando assim cerca de 100 hectares de áreas degradadas, mas também como forma de "enriquecer a biodiversidade, melhorar a qualidade do ar, proteger os seus solos e contribuir para uma melhor qualidade de vida das pessoas" e até reduzir o nível de stress.

"[Este prémio é] acima de tudo um reconhecimento à cidadania metropolitana, pois não existiria projecto se as entidades locais e cidadãos não estivessem profundamente envolvidos", reagiu a investigadora em comunicado. O projecto já mobilizou mais de três mil voluntários e qualquer um pode participar.

O projecto nasceu no âmbito do Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável da Área Metropolitana do Porto (CRE.Porto), uma rede de parcerias que pretende o desenvolvimento sustentável da região.

O segundo prémio "Terre de Femmes", no valor de três mil euros, foi para a geógrafa Raquel Alves, pelo projecto “Aplicação dos Sistemas de Informação Geográfica, que tem como objectivo valorizar a apicultura".

O projecto "Brigada Verde - Comunidade Sustentável: Eco-escolas intervêm na comunidade", de Margarida Gomes, conseguiu o terceiro prémio, no valor de dois mil euros. O objectivo desta ideia é estimular a participação activa dos jovens que integram o programa Eco-escolas para que possam encontrar soluções mais sustentáveis para estas comunidades.
@ P3
krake no está en línea   Reply With Quote
Old February 10th, 2013, 02:07 PM   #55
Lino
'tou na lua...
 
Lino's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Coimbra
Posts: 39,220
Likes (Received): 4952

Venham as árvores (bem precisas) e as turcas giraças
__________________
Força Portugal!!
Lino no está en línea   Reply With Quote
Old February 10th, 2013, 10:14 PM   #56
Andre_Filipe
On The Horizon
 
Andre_Filipe's Avatar
 
Join Date: Sep 2006
Posts: 15,049
Likes (Received): 8832

as turcas também ajudam à biodiversidade
Andre_Filipe no está en línea   Reply With Quote
Old February 13th, 2013, 10:01 PM   #57
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 61,872
Likes (Received): 19794

Amanhã, a Torre dos Clérigos convida todos a lançar-lhe um olhar ainda mais apaixonado! A cada uma das horas marcadas (12:00/15.00/17:00) uma mensagem de amor gigante será aberta no cimo da Torre dos Clérigos enquanto uma bailarina a descerá em rapel acrobático!



Fonte: visitporto.travel

ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Old February 16th, 2013, 06:20 AM   #58
1. Caravaggio
Eudaimonia
 
1. Caravaggio's Avatar
 
Join Date: Nov 2010
Location: Vancouver
Posts: 5,507
Likes (Received): 1914

do JN:

Cientista Rui Reis diz que "não há pior opção do que ficar em Portugal"


Queixa-se da falta popularidade em Portugal. "Se ganhasse o Nobel, ninguém saberia". Rui Reis, 45 anos, foi sempre considerado jovem promissor no país.

Em 1998, fundou o Grupo 3B's, nas Taipas, Minho, um dos três melhores centros de investigação da Europa, é o cientista nacional com maior número de publicações, e tem arrecadado os mais importantes prémios internacionais. Ser promissor sabe-lhe, por isso, a pouco. "Quero que reconheçam o meu trabalho", exige.

Sem papas na língua, Reis oscila entre o cientista pop e o cientista maldito. Tem um preço: "Em Portugal, com os anticorpos que tenho, nunca serei eleito para nada."

Olhamos para as paredes do seu gabinete, forradas a prémios e viagens, e perguntamos por que razão ficou em Portugal. Foi opção ou está arrependido?

Não devia dizer isto porque vai ser usado contra mim, mas gosto muito de dificuldades. Não daria o mesmo valor às coisas que fiz cá se as tivesse feito lá fora. Por outro lado, embora viaje 220 dias por ano, há coisas em Portugal de que gosto muito. O terceiro fator é que passou o meu tempo de emigrar. Se fosse agora embora, o que aconteceria às pessoas que trabalham comigo e que me ajudaram? A certa altura, deixamos de ter o mesmo grau de liberdade. Não me imagino a chegar ao pé do reitor da Universidade do Minho, depois de me ter ajudado tanto, e dizer: "Ofereceram-me mais dinheiro, vou embora".

Isso não é uma forma de reconhecer que Portugal não é assim tão mau para desenvolver projetos?

Não. Não há pior opção do que ficar em Portugal. O ambiente, a meritocracia, o financiamento, a transparência, são tudo coisas que, por mais que se diga que funcionam muito bem, não são feitas da forma que aprecio.

Só consegue viver em Portugal porque passa mais de metade do ano fora?

É uma boa análise. Se não estivesse sempre a viajar, não sei se conseguiria viver cá. Quando estou muito tempo fora, tenho dificuldade em regressar. Chego, vejo o noticiário e começo logo a irritar-me. Sobretudo agora, que entramos nisto de nivelar tudo por baixo, a ver se ficamos todos iguaizinhos. E depois queixam-se que a economia não anda.

A crise está a levar as pessoas mais qualificadas a sair do país. A exportação de inteligência preocupa-o ou o facto de a ciência operar no plano internacional retira-lhe sensibilidade para o drama?

Não é especialmente mau para a ciência portuguesa haver portugueses a trabalhar nas melhores instituições internacionais. Mas era preciso garantir que tudo o que demorou tantos anos a construir cá não vai perder-se. Quando se perde um especialista numa determinada área, essa área vai ao charco. No entanto, há algum exagero quando se fala na fuga de cérebros. Estão a sair, mas não com a dimensão que se diz. E não é verdade que estejam a sair os melhores. Podem estar a sair os que têm mais potencial, é diferente. Os cientistas mais conceituados ainda estão cá. Eu estou cá.

É das raras pessoas que assume sem pruridos que é bom, que gosta de prémios. O seu sucesso é incompatível com a humildade?

Já me perguntaram isso algumas vezes, até já me perguntaram se sou o Mourinho da Ciência. Eu digo que sim. Tenho alguma arrogância profissional, porque ela é necessária para crescer, para marcar posições internacionais. A Ciência obriga muito a ter autoestima e às vezes a forçá-la ainda mais.

O Grupo 3B's (biomateriais, biodegradáveis e biomiméticos) é considerado um dos três melhores centros de investigação da Europa. Já disse que o objetivo é colocá-lo entre os três melhores do mundo. Ambicioso como é, o que o impede de querer ser o melhor?

A diferença de condições. Quando digo que quero competir com os maiores da Europa, já estou a competir com coisas tão complicadas como Cambridge, Oxford, Chalmers na Suécia ou o Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, que têm uma dimensão e uma capacidade financeira incomparáveis. Nunca vou criar na Universidade do Minho algo que tenha o mesmo peso para um investigador que fazer um doutoramento em Harvard.

Qual é o orçamento anual do Grupo 3B's?

Temos uma carteira de projetos de 34 milhões de euros. Desse montante, 20 milhões são para a Universidade do Minho. Depois, temos um financiamento base da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). Para o laboratório associado todo, são 330 mil euros por ano. Para o Grupo 3B's, são 170 mil euros. Não chega para pagara água, luz e gás. É absurdo.

A Ciência é competição, mas também colaboração. Por que razão fica sempre tão irritado com o destaque dado ao IPATIMUP, no Porto, ou à Fundação Champalimaud, em Lisboa?

Tenho de ser agressivo por causa do financiamento, que nunca muda. Se todos fôssemos reconhecidos pelo que fazemos, não havia motivo para criticar. Mas a imprensa insiste em criar vedetas científicas. Será que o destaque dado a alguns cientistas é justificado? Fizeram mais? Em quê? Há uma coisa que me irrita muito desde muito novo, que é a questão geracional. Lá fora, estou sempre nos patamares mais elevados, em Portugal sou sempre só um jovenzinho que fez coisas muito interessantes!

Mas um jovem promissor...

Mas já estou farto de ser jovem promissor! Isso é usado para prejudicar-me, não é um elogio. Dou um exemplo: nunca fui convidado para a ir à Sic Notícias, e no entanto vão lá pessoas de ciência que nunca fizeram nada comparado com o que fazemos aqui.

Sente-se mais bem tratado lá fora do que cá dentro?

Muito mais. Repare, nunca fiz parte do conselho de administração para a FCT, em que estão os melhores cientistas portugueses. Estamos a falar de estruturas com 60 pessoas. Será que não estou entre os 60 melhores? Também nunca estive em nenhum painel de bolsas. Será que em painéis com 200 pessoas não haverá ninguém do 3B's que mereça lá estar?

Os seus pares não gostam de si ou desconfiam de si?

Sempre houve bloqueio geracional. Se calhar, fazia sentido quando tinha 30 anos, agora não. Sou diretor de um laboratório associado, sou professor catedrático , os meus indicadores científicos são os que se sabem. Não compreendo.

Parece estar zangado por ter conseguido tudo cedo...

Se calhar [Risos]. Quando criei o 3B's, era proibido um professor auxiliar dirigir um grupo de investigação. As pessoas riam-se quando dizia que ia ter um edifício próprio. Sempre foi assim. [levanta-se para mostrar a fotografia de grupo no dia do doutoramento] Ninguém tem um grupo de investigação antes de se doutorar.

Que idade tinha?

Tinha 32 anos. Doutorei-me em 1999, um ano depois de ter criado o 3B's.

O que o fez trocar o Porto pelo Minho?

Quando mudei para cá, havia muita gente que dizia que eu era tolinho. Mas percebi que a área dos plásticos em aplicações médicas ia ser muito interessante. A UM é a única que tem uma licenciatura de polímeros.

Nos últimos quatro anos, o investimento em Ciência caiu 200 milhões. Uma retração significaria estagnação ou desabamento?

Pode desabar, porque as instituições são ainda muito frágeis, não em termos científicos mas de funcionamento. É difícil manter investigadores sem dinheiro.

É um crítico feroz do centralismo. A culpa é de Lisboa ou do Norte e das restantes regiões, que não sabem impor-se?

Devíamos ter uma voz no Norte que não admitisse certo tipo de coisas. Eu jamais admitiria o que aconteceu no Porto de Leixões, a privatização da ANA, a desculpa das mercadorias para justificar o Lisboa-Madrid. Jamais admitiria que a TAP não ligasse ao nosso aeroporto [Sá Carneiro] e depois, às tantas, ainda nos tiram a Ryanair.

Olha para o problema do ponto de vista dos centralistas ou da nossa inércia para o combater?

Há algum erro de discurso. Não há ninguém a falar pela região, a apresentar os seus sucessos e as suas queixas. E todos temos culpa neste sentido: é mais bem visto, mesmo no Norte, alguém que não critique o centralismo do que alguém considerado nortenho que defende a região.

É o caso do Rui Rio?

É. O actual candidato à Câmara do Porto é do mesmo partido [PSD] e é completamente diferente. Mas Rui Rio é muito mais bem visto. Tem feito pouco pelo Porto e pelo Norte, não se consegue identificar uma obra que tenha vindo dali, mas é mais bem visto porque nunca iria dizer para um congresso que eles são "sulistas, elitistas e liberais". Esse é o problema.

Mantém que a desigualdade podia resolver-se com a regionalização?

Claro. Não sei se resolveria totalmente o problema, mas vejo muitos exemplos de sucesso noutros países. Aqui fala-se sempre apenas das autonomias espanholas, mas há muitos outros exemplos, como os cantões suíços ou os estados americanos. A divisão entre poder regional e poder central facilitaria muito a gestão de processos.

A ciência depende do poder central. Alguma vez teve saudades de Mariano Gago?

Quase todos os dias, embora tenha sido um dos maiores críticos dele. Para já, é muito melhor ter um ministro do que um secretário de Estado. O aspecto que mais valorizo num ministro da Ciência é que considere a Ciência pelo menos tão importante como o Ensino Superior. O segundo aspecto é que tenha peso político verdadeiro, o que significa ir a um Conselho de Ministros e conseguir convencer as pessoas de que é preciso mais dinheiro para isto ou alocar mais verbas para aquilo. Ele fazia isso.

Gago serviu de trampolim para a ciência em Portugal?

Sim, até pela longevidade que teve no cargo. E depois, também não houve quase mais nenhum. Tivemos o Pedro Lynce, mas tinha então pouco currículo cientifico, e a Graça de Carvalho, hoje eurodeputada, que tinha alguma influência na Europa. Não tivemos mais ninguém.

O que é que Gago tinha?

Tinha uma característica muito importante: mesmo nos tempos em que houve cortes, tinha os cientistas todos com ele, ao contrário do que agora acontece. Eu estava no balde dos não-protegidos dele, porque já na altura criticava o financiamento que beneficiava sempre os mesmos. Só no fim a nossa relação melhorou. Ele percebeu que o que eu dizia era verdade. Tenho saudades do peso que ele tinha em Bruxelas. Cheguei a estar lá em reuniões e a ciência portuguesa tinha outro outro respeito. v

Quando o presidente da República inaugurou o 3B's e perguntou o que de melhor havia aqui, é verdade que respondeu: "Eu"?

Não. Podia ter dito isso, mas não disse [Risos].

Quantos artigos já publicou e quantos prémios já ganhou?

Prémios, 14 ou 15. Artigos são 650, 450 em revistas.

Prémio importante?

O George Winter, em biomateriais. E o doutoramento Honoris Causa pela Universidade de Granada.

Média de curso?

17 valores. A melhor de sempre em Engenharia Metalúrgica e de Materiais.

Admitia ser autarca?

Sim. Ou presidente de qualquer coisa que pudesse ser útil à Região Norte.

E ministro da Ciência?

Gostava. Nunca poderei ser, porque nunca irei para Lisboa. Só se me deixassem trazer o Ministério [Risos].

E reitor?

Acho difícil. Em Portugal, com os anticorpos que tenho, dificilmente serei eleito para alguma coisa.

Tem algum hóbi?

Futebol, cinema, playstation. Às vezes, passo a tarde a jogar com o meu filho. Gosto de ganhar, mesmo contra ele. Mas ali, a maior parte das vezes perco.

O 3B's está para a Ciência como o FCP para o futebol?

Já dei palestra com o livro do Mourinho à frente. Tal como o FCP, o 3B's faz coisas impressionantes para a sua dimensão.

Em quem vai votar nas autárquicas?

No Menezes. Raramente voto PSD, mas vou votar nele. Conheço muito bem o candidato do PS [Manuel Pizarro] e tenho a melhor opinião dele. Mas, neste momento, precisamos muito de algumas características do Menezes, mesmo as mais popularuchas ou agressivas.
1. Caravaggio no está en línea   Reply With Quote
Old February 17th, 2013, 07:28 PM   #59
PortoNuts
Registered User
 
PortoNuts's Avatar
 
Join Date: Apr 2008
Location: Porto
Posts: 24,681
Likes (Received): 9310

Quote:
48 horas en Oporto

La ciudad, conocida por su vino, combina la arquitectura moderna con la antigua y su centro histórico es Patrimonio Mundial de la Unesco.

Presume de su condición de Ciudad Invicta, y por haber dado el nombre a Portugal, ya que desde muy pronto se designó Portus Cale, siendo capital del Condado Portucalense. Su gente es amable, abierta y acogedora, conocida como «tripeiros», desde comienzos del siglo XV, por el gran sacrificio que soportaron durante la conquista de Ceuta por los portugueses. Oporto tiene mucho que ver y que descubrir, una fantástica gastronomía y preciosos alrededores.

...
http://www.abc.es/viajar/portugal/ab...302130750.html
__________________
Got one head for money and one head for sin..

1. Caravaggio, d.rage, Cbr Domes liked this post
PortoNuts no está en línea   Reply With Quote
Old February 18th, 2013, 09:40 PM   #60
ERVATUGA
- Take it easy -
 
ERVATUGA's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Shéol
Posts: 61,872
Likes (Received): 19794

Gastos dos turistas no Porto e Norte em alta



Os turistas que visitaram o Porto e Norte de Portugal no último trimestre de 2012 por motivos de lazer gastaram em média 678 euros, mais 15% em relação ao período homólogo de 2011. Os dados foram divulgados pelo IPDT – Instituto de Turismo, no seu estudo trimestral sobre o perfil dos turistas.

A mesma fonte salienta que “o valor gasto no último trimestre de 2012 supera, inclusive, os gastos obtidos em 2010 (655 euros por turista), pelo que, e desde que o estudo é levado a cabo, nunca o gasto dos turistas em lazer durante o último trimestre do ano foi tão elevado como em 2012”.

Já no segmento de negócios, o cenário é diferente. Aqui, os turistas gastaram em média 548 euros, uma ligeira queda de 0,9% face ao último trimestre de 2011. No entanto, em comparação com 2010, a descida é de 20%.

Fonte: http://www.publituris.pt/2013/02/18/...norte-em-alta/



ERVATUGA no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 


Reply

Tags
porto, projetos

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off



All times are GMT +2. The time now is 01:19 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2019, vBulletin Solutions Inc.
vBulletin Security provided by vBSecurity v2.2.2 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2019 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us