Rede Ferroviaria Nacional - Page 10 - SkyscraperCity
 

forums map | news magazine | posting guidelines

Go Back   SkyscraperCity > European Forums > Fórum Português > Transportes e Infra-Estruturas > Ferrovias


Global Announcement

As a general reminder, please respect others and respect copyrights. Go here to familiarize yourself with our posting policy.


Reply

 
Thread Tools
Old July 25th, 2008, 03:34 AM   #181
sotavento
Registered user
 
sotavento's Avatar
 
Join Date: May 2005
Location: Barreiro
Posts: 9,408
Likes (Received): 694

Quote:
Originally Posted by Ricardo Jorge View Post
Aí está o belo resultado do "Enterramento" (ou "Enterranço"... ou "Enterro"... ) do bacalhau... digo da Ferrovia em Espinho...

Túnel ferroviário sob contestação



in JN. http://jn.sapo.pt/CidadaoReporter/In...tent_id=970854

Que sirva de exemplo a quem cresceu à conta do comboio e agora o escorraça.

Falavam em quê? soterrar a Linha de Cascais? Dá-lhe Falésio!
Olha que ali é ao contrario do que dizes ... não jogaram contra a ferrovia e agora queixam-se.

Quote:
Originally Posted by JMFA View Post
.... o problema que referem é o atravessamento pedonal da linha em zonas onde teria sempre de ser colocada vedação, mesmo que não tivessem construído o túnel.... basicamente as pessoas preferiam ter uma situação de insegurança (será que nunca morreu ninguém por ali?), mas que vai contra o bater-de-palmas por cada PN encerrada.... o muro é um guarda corpos que do lado da rua deve ter 1m de altura....

Hummm ... atendendo a que a linha vai a 200m da agua do mar ... e que entre as ribeiras são apenas 2km ... a alternativa ao tunel era fazer uma "variante" (tipo a asneirada que vão fazer na trofa) a 2km da praia (junto á via rapida A29/28 ?) ...

O que a malta se queixa é que enquanto a linha (quando era á superficie) estava centrada no meio da "alameda" agora está colada ás casas e tem um muro (+parede transparente de acrilico) á porta de casa.
__________________
"Each of us is a mixture of some good and some not so good qualities. In considering one's fellow man it's important to remember the good things ... We should refrain from making judgments just because a fella happens to be a dirty, rotten SOB."
-- Marion Robert Morrison --
sotavento no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 
Old July 27th, 2008, 02:34 AM   #182
encarnado
Bending Realities...
 
Join Date: Nov 2007
Posts: 1,905
Likes (Received): 7

É só fazerem a variante a Espinho.
__________________
Remember, remember, the fifth of November, gunpowder treason and plot. I know of no reason why the gunpowder treason should ever be forgot. Ideas do not bleed, they do not feel pain...
encarnado no está en línea   Reply With Quote
Old July 28th, 2008, 12:03 PM   #183
visio
Registered User
 
visio's Avatar
 
Join Date: Nov 2007
Location: Viseu
Posts: 640
Likes (Received): 0

Aveiro-Viseu

Governo prepara incentivos ao transporte ferroviário de mercadorias

--------------------------------------------------------------------------------

24 | 07 | 2008 16.37H
O governo vai criar incentivos ao transporte ferroviário de mercadorias, anunciou hoje a secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, admitindo que a ligação ferroviária Aveiro/Salamanca possa ser antecipada no troço até Viseu.

«É urgente alterar a dependência rodoviária no transporte de cargas e precisamos de aumentar a repartição entre os meios de transporte porque 97% do transporte interno de mercadorias é feito por camiões e chega a ser de 99% no movimento internacional. É insustentável e estamos a trabalhar para encontrar incentivos para o transporte ferroviário ser mais utilizado».

Ana Paula Vitorino, que hoje inaugurou o Centro de Controlo de Tráfego Marítimo do Porto de Aveiro, destacou a importância de outra obra em curso, a ligação ferroviária daquele porto à linha do norte, «o único porto nacional que não estava ligado por ferrovia».

«É o primeiro troço da ligação entre Aveiro e Salamanca e essencial para usar o transporte ferroviário no escoamento das cargas até estar concluída, porque passamos a poder usar a Linha do Norte e a Linha da Beira Alta», afirmou.

Segundo a secretária de Estado, o prazo concertado com o governo de Madrid para a conclusão da linha entre Aveiro e Salamanca é 2017, mas o governo português admite antecipar alguns troços, como a ligação a Viseu, dado o intenso movimento de mercadorias transportadas pela auto-estrada A25 (Aveiro/Vilar Formoso).

«Não se trata de um ataque ao transporte rodoviário, mas de absorver o aumento do movimento portuário porque todos os portos nacionais estão a crescer e temos vindo a aumentar a quota do transporte marítimo em longas distâncias», garantiu.

Um maior equilíbrio entre os vários modos de transporte é o que o Governo pretende, segundo Ana Paula Vitorino, que quer incrementar também frotas profissionais, com a redução progressiva de frotas próprias das empresas, por razões de eficiência energética e ambiental.

As razões, segundo a secretária de Estado, são fáceis de perceber: «Actualmente, cerca de 75% da distribuição de mercadorias é feita por frotas próprias das empresas e esse transporte tem de ser assegurado, cada vez mais, por frotas profissionais porque quando o camião de uma empresa vai entregar a carga ao destino, parte cheio e regressa vazio».
visio no está en línea   Reply With Quote
Old July 28th, 2008, 02:37 PM   #184
emarques
Registered User
 
emarques's Avatar
 
Join Date: Jan 2008
Posts: 4,675
Likes (Received): 170

Quote:
Originally Posted by visio View Post
Ana Paula Vitorino, que hoje inaugurou o Centro de Controlo de Tráfego Marítimo do Porto de Aveiro, destacou a importância de outra obra em curso, a ligação ferroviária daquele porto à linha do norte, «o único porto nacional que não estava ligado por ferrovia».
Suponho que todos os outros que não estão ligados por ferrovia sejam portos "regionais", não?
emarques no está en línea   Reply With Quote
Old July 28th, 2008, 11:48 PM   #185
Puro_pt
O Terrouriiiiiii...
 
Join Date: May 2005
Location: Paxaixa
Posts: 856
Likes (Received): 11

incentivo à ferrovia? LOL a linha do Norte, está à beira da ruptura e ainda querem "incentivar as mercadorias a usar a ferrovia" onde é que vao meter esses comboios?
__________________
Aterrorizando tudo e todos numa ferrovia perto de si desde 1999...
Puro_pt no está en línea   Reply With Quote
Old July 29th, 2008, 05:37 AM   #186
Ricardo Jorge
Registered User
 
Ricardo Jorge's Avatar
 
Join Date: Jul 2005
Location: Costa Azul, Portugal
Posts: 1,797
Likes (Received): 7

Este país precisa de uma task-force que tome tudo de assalto. Uma empreitada planeada a trabalhar 24 horas por dia.

Na Linha do Norte já foi enterrado, com um préstimo miserável, dinheiro que dava para cobrir o país de carris. Muito construtor e empreiteiro enriqueceu à conta disto.

A Linha do Norte precisa de ser toda revista e quadruplicada de raíz só para começar.
Ricardo Jorge no está en línea   Reply With Quote
Old July 29th, 2008, 08:41 PM   #187
__Eagle__
Registered User
 
Join Date: Apr 2008
Location: Famalicão
Posts: 582
Likes (Received): 190

Quote:
Originally Posted by encarnado View Post
Ramal de Famalicão -> Povoa do Varzim (Póvoa) a Famalicão = 29,242 (canal abandonado)
Há cerca de um ano que no percurso da antiga linha está uma ciclovia. Ainda só vai até Gondifelos (freguesia do limite de Famalicão) mas decorrem negociações para que avance para o concelho da Povoa.




__Eagle__ no está en línea   Reply With Quote
Old August 9th, 2008, 07:35 PM   #188
Puro_pt
O Terrouriiiiiii...
 
Join Date: May 2005
Location: Paxaixa
Posts: 856
Likes (Received): 11

ah... esqueci me da via unica ali por alcacer do sal que e para manter naturalmente
__________________
Aterrorizando tudo e todos numa ferrovia perto de si desde 1999...
Puro_pt no está en línea   Reply With Quote
Old August 10th, 2008, 12:27 AM   #189
mourarq
Litoral Alentejano
 
mourarq's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Alcácer do Sal
Posts: 2,771
Likes (Received): 434

alguem tem imagens da construção da variante ferroviária de alcácer do sal que está em construção. não consigo arranjar um tempo para ir ver as obras por lá, embora resida em Alcácer. Só sei que já estão a construir a passagem aerea dos comboios na estrada que liga Alcácer-Grândola, bem como todo o processo de terraplanagem do terreno
__________________
"Canta alentejano, canta, o teu canto é oração, tens a alma na garganta, e o Alentejo no Coração"


mourarq no está en línea   Reply With Quote
Old August 10th, 2008, 03:15 AM   #190
Barragon
Barra for Friends
 
Barragon's Avatar
 
Join Date: Dec 2004
Location: Barreiro
Posts: 148,831
Likes (Received): 16789

A ponte já está quase pronta pelo menos.
__________________
::: Portuguese Forum :::

Alcobaça :: Mosteiro de Alcobaça :: Batalha :: Leiria

Fat people are harder to kidnap
Barragon no está en línea   Reply With Quote
Old August 10th, 2008, 05:03 AM   #191
Puro_pt
O Terrouriiiiiii...
 
Join Date: May 2005
Location: Paxaixa
Posts: 856
Likes (Received): 11

Quote:
Originally Posted by mourarq View Post
alguem tem imagens da construção da variante ferroviária de alcácer do sal que está em construção. não consigo arranjar um tempo para ir ver as obras por lá, embora resida em Alcácer. Só sei que já estão a construir a passagem aerea dos comboios na estrada que liga Alcácer-Grândola, bem como todo o processo de terraplanagem do terreno
Um dia destes quando passares ali em Palma, da um saltinho a Monte Novo que logo ves. nao tenho aqui fotos a mao
__________________
Aterrorizando tudo e todos numa ferrovia perto de si desde 1999...
Puro_pt no está en línea   Reply With Quote
Old August 11th, 2008, 01:10 AM   #192
mourarq
Litoral Alentejano
 
mourarq's Avatar
 
Join Date: Mar 2008
Location: Alcácer do Sal
Posts: 2,771
Likes (Received): 434

sabes...sempre que vou a setubal ou lisboa vou sempre pela A2...ou então opto pelo transporte publico... e agora estou mesmo ocupado...mesmo mesmo... estou a preparar uma actualização do thread de Alcácer do Sal, e gostava de por lá umas fotos da nova variante ferroviaria... tenho já algumas q recolhi na passagem da variante sobre o IC 1- Alcácer-Grandola
__________________
"Canta alentejano, canta, o teu canto é oração, tens a alma na garganta, e o Alentejo no Coração"


mourarq no está en línea   Reply With Quote
Old August 31st, 2008, 01:58 AM   #193
pauloluso
Metro Lisboa
 
pauloluso's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Aldeia Galega, Costa Azul
Posts: 8,505
Likes (Received): 271

Investimentos em ferrovias para diminuir carros nas cidades continuam por fazer

30 de Agosto de 2008, 11:00

Lisboa, 30 Ago (Lusa) - A falta de qualidade do serviço prestado pela CP na linha do Oeste é cada vez mais motivo de queixa de utentes e especialistas, que defendem a modernização deste troço para reduzir os automóveis na Grande Lisboa.

No mapa das queixas dos utentes da ferrovia em Portugal, a linha do Oeste tem lugar de destaque, até porque poderia ser uma solução alternativa ao transporte rodoviário para milhares de pessoas que todos os dias se deslocam a Lisboa a partir de Torres Vedras, Caldas da Rainha ou Leiria.

Queixas semelhantes são feitas noutros locais do centro e sul do país como nos ramais da Lousã e de Beja ou na linha da Figueira da Foz. E há mesmo quem defenda uma nova obra - o chamado Arco do Oeste - que ligue a Linha do Norte e do Oeste, na zona de Leiria, para servir aquela região e a cidade de Fátima.

"A Linha do Oeste é o nosso muro das lamentações porque não corresponde minimamente às necessidades das pessoas, é demorada e é uma linha do século XIX", sublinhou Tomás Oliveira Dias, um dos fundadores da Associação de Desenvolvimento de Leiria.

A esta exigência, o Governo promete "fazer a requalificação efectiva e integral da Linha do Oeste que se destina a passageiros e a mercadorias", afirmou há um mês a secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, prometendo a electrificação, eliminação de passagens de nível e rectificações de traçado, bem como uma nova ligação ao sistema ferroviário da Área Metropolitana de Lisboa.

É que a linha termina no Cacém, sem ligação directa à rede da capital, uma situação que o empresário Henrique Neto considera ser desajustada até porque se trata de uma "zona densamente povoada" onde "há rentabilidade" mas "tal como está, o Estado só perde dinheiro".

Para o presidente da Associação Portuguesa dos Amigos dos Caminhos de Ferro, Nelson de Oliveira, "a linha do Oeste podia prestar um bom serviço e ser uma acessibilidade compatível com a auto-estrada mas era fundamental estudarem a hipótese de um novo traçado entre Malveira, Loures e Lisboa".

A futura linha do TGV - que ficará a oeste da Serra dos Candeeiros perto da zona Oeste - poderá limitar os prejuízos para a população mas a sua vocação não é o transporte ferroviário suburbano.

Os utentes pensam o mesmo, como explica António Barros, que fundou um movimento cívico de clientes da CP e defende que "há mercado" para a modernização da estrutura.

Mais a norte, a rede do Oeste entronca em Alfarelos na Linha da Figueira da Foz, uma estrutura desadequada, onde a falta de clientes justifica a ausência de investimentos da CP, gerando um círculo vicioso de onde a região não consegue fugir.

Para Carlos Fonseca, especialista universitário nesta área, deveria ser criado um sistema de transportes ferroviários integrados num conjunto suburbano a partir de Coimbra, aproveitando os ramais da Lousã, Figueira da Foz e Cantanhede e as linhas do Norte e da Beira Alta.

Já a possibilidade do Ramal da Lousã vir a ser transformado numa linha de metropolitano ligeiro de superfície, este investigador considera que o projecto, integrado no Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM), não terá "pernas para andar".

Criado em Março deste ano, o Movimento de Defesa do Ramal da Lousã (MDRL) exige a realização de um estudo alternativo ao projecto do metro, que se arrasta há cerca de 15 anos, tendo enviado ao Governo um abaixo-assinado com mais de quatro mil assinaturas, do qual ainda não obteve resposta.

No sul, uma comissão de utentes defende a reactivação do ramal que ligava as cidades alentejanas de Beja e Moura, encerrado em 1989. O líder desta estrutura, Joaquim Medeiros, considera que o ramal foi "desactivado por motivos políticos", visando "isolar o Alentejo".

Numa altura em que se aguarda no Alentejo a implementação do comboio de alta velocidade (TGV), entre Lisboa e Madrid, com passagem por Évora, Joaquim Medeiros contrapõe que um metro de superfície entre Beja e Moura teria muito mais utilidade, até para o desenvolvimento turístico de Alqueva.

"Então, enquanto o povo anda de carroça, andam os outros, os senhores do dinheiro, a voar de TGV?" - critica, desalentado.

ZO/AMV/RRL.

Lusa/Fim
pauloluso no está en línea   Reply With Quote
Old August 31st, 2008, 01:59 AM   #194
pauloluso
Metro Lisboa
 
pauloluso's Avatar
 
Join Date: Oct 2007
Location: Aldeia Galega, Costa Azul
Posts: 8,505
Likes (Received): 271

Falta de investimentos impedem linhas competitivas, acusam associações e empresários

30 de Agosto de 2008, 11:00

Lisboa, 30 Ago (Lusa) - A falta de investimentos que tornem o caminho-de-ferro num transporte competitivo é uma acusação que associações de utentes e empresários de todo o país fazem à CP e à REFER, contestando o estado de muitos troços.

As linhas ferroviárias do nordeste transmontano, do Vouga, da Lousã, do Oeste e Algarve são exemplos dessa falta de investimento que se reflecte também na ausência de horários adequados e de condições de conforto que inviabilizam a possibilidade do comboio ser um meio alternativo ao automóvel.

Estas são algumas das acusações feitas pela Associação Portuguesa dos Amigos dos Caminhos-de-ferro (APACF), recordando que estas linhas "estão situadas em regiões densamente povoadas ou em zonas turísticas e não têm as condições para servir nem as comunidades nem os turistas".

Recentemente, a REFER investiu na modernização da linha entre Braga e Porto e os resultados são surpreendentes até para a CP devido à forte adesão dos clientes.

Em 2007, viajaram de comboio entre Braga e Porto 5,1 milhões de utentes, um número que a CP só esperava atingir em 2014.

Mas no resto do país, ainda existem muitos locais que poderiam ser sujeitos a investimentos semelhantes, como defende o presidente da APACF, Nelson de Oliveira, dando como exemplo a Linha do Vouga (Oliveira de Azeméis/Espinho e Águeda/Aveiro) que "tem enormes potencialidades e podia servir uma região populosa, mas necessita de uma modernização profunda".

Críticas semelhantes faz Arménio Matias, presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento do Transporte Ferroviário, que aponta a linha do Minho, no troço entre Minde e Valença, como uma zona que deveria merecer a atenção da REFER e da CP.

Esse troço "devia ser modernizado porque está numa zona economicamente importante, tem população mas tal como está é mais um caso de falta de lucidez", salientou.

Na Linha do Oeste (Figueira da Foz/Cacém), o problema não é o abandono pois "a infra-estrutura está em bom estado" mas verifica-se "uma desadequação da oferta face à procura e por isso também acaba por não servir as pessoas", critica o presidente da APACF.

Neste caso, Nelson de Oliveira sustenta que "o traçado entre Malveira e Lisboa devia ser alterado para permitir uma ligação rápida à capital e tornar a ferrovia competitiva face à auto-estrada".

Com a mesma opinião, o empresário Henrique Neto da Marinha Grande recordou à Agência Lusa que "não há nenhuma cidade europeia como Lisboa que não tenha à sua volta várias linhas de caminho-de-ferro, porque o automóvel não é o meio de transporte ideal para quem trabalha ou faz negócios".

"O problema do abandono do caminho-de-ferro é um crime", acusou Henrique Neto defendendo que deveria existir uma "ligação rápida e directa entre Lisboa e Leiria".

Já em relação ao sul do país, Nelson de Oliveira identifica vários problemas na linha do litoral algarvio, entre Vila Real de Santo António e Lagos, onde se "demora cerca de três horas a percorrer quando de carro se faz em menos de metade do tempo".

No nordeste transmontano, "as linhas estão muito abandonadas" mas, "com isto, não quero dizer que sejam inseguras", salientou, pouco mais de uma semana depois do acidente que causou um morto e vários feridos entre os 47 ocupantes da carruagem, a maioria turistas, que seguia de Mirandela para o Tua.

A carruagem descarrilou próximo da estação da Brunheda, numa zona onde já ocorreram quatro acidentes num ano e meio, que provocaram quatro mortos.

"Estas linhas (do nordeste transmontano) têm interesse para as comunidades locais e também em termos turísticos porque são zonas com uma paisagem lindíssima", disse Nelson de Oliveira fazendo uma analogia com a Suiça.

Naquele país, "há serviços de caminho de ferro para o tráfego turístico e penso que estas regiões como o vale do Douro não ficam nada atrás das paisagens Suíças, mas aqui as nossas carruagens nem sequer dão para baixar as janelas e tirar fotografias", observou.

Apesar das críticas, Nelson de Oliveira reconhece o esforço de modernização nas Linhas do Norte e na linha que liga Lisboa a Faro mas considera que essa estratégia "não chega" pois "o que se vê é que para as estradas há sempre dinheiro".

"O comboio é o meio de transporte do futuro para pessoas e mercadorias", concluiu por seu turno Henrique Neto, lamentando "o facto dos governos terem enveredado pelo transporte rodoviário com custos económicos, energéticos e ambientais elevadíssimos".

A Lusa questionou a REFER e a CP sobre as condições oferecidas aos passageiros nestas linhas mas até ao momento não obteve resposta.

ZO/EYM.

Lusa/fim
pauloluso no está en línea   Reply With Quote
Old August 31st, 2008, 05:33 AM   #195
Ricardo Jorge
Registered User
 
Ricardo Jorge's Avatar
 
Join Date: Jul 2005
Location: Costa Azul, Portugal
Posts: 1,797
Likes (Received): 7

Excelentes artigos! é um quadro do que sabemos.
Quote:
"falta de lucidez"
Não é bem falta de lucidez, é mais dolo:

Dolo directo:
O agente prevê o resultado como possível ou provável e, mesmo assim, resolve agir de qualquer forma. A previsão da probabilidade do resultado não demove o agente de actuar, de forma que, assim procedendo, passa a aceitar a sua eventual ocorrência: a superveniência do resultado torna-se-lhe indiferente.
E neste caso o dolo, tem sido perpretado por agentes de empresas rodoviárias muito bem colocados na tutela e directamente na Refer e na CP, para desequilibrarem a balança a seu favor.

Não é falta de visão ou lucidez, pois tratam-se de pessoas bastante inteligentes. Não há propriamente gente burra a comandar o país, há é gente com muita má-fé metida em todo o lado, especialmente na política.
Ricardo Jorge no está en línea   Reply With Quote
Old August 31st, 2008, 05:52 AM   #196
emarques
Registered User
 
emarques's Avatar
 
Join Date: Jan 2008
Posts: 4,675
Likes (Received): 170

Não é preciso uma interpretação tão "conspiracy theorist" da política ferroviária dos nossos governos desde que o Cavaco Silva ganhou as eleições (mais ou menos por aí). A política é mais ou menos maquiavélica, mas não precisa de interesses escondidos, nem essas coisas todas. Simplesmente, uma população que anda de comboio é uma população que não paga imposto automóvel, imposto sobre produtos petrolíferos, imposto de circulação, etc, e isso é uma fonte muito importante de receita para o estado. Por isso, põe-se a população a andar mais de carro, e está o problema "resolvido", com o aumento de receitas pode-se aumentar ainda mais a rede viária, para incentivar ainda mais a aquisição de carros, para aumentar a receita tributária, etc.
emarques no está en línea   Reply With Quote
Old August 31st, 2008, 02:27 PM   #197
Ricardo Jorge
Registered User
 
Ricardo Jorge's Avatar
 
Join Date: Jul 2005
Location: Costa Azul, Portugal
Posts: 1,797
Likes (Received): 7

Quote:
Originally Posted by emarques View Post
Não é preciso uma interpretação tão "conspiracy theorist" da política ferroviária dos nossos governos desde que o Cavaco Silva ganhou as eleições (mais ou menos por aí).
Não é nada teoria... houve muitas movimentações patrocinadas por grupos conhecidos. Não é nada de especulativo.
Houveram reuniões em concreto em que se procurava estabelecer uma tabela horária para desencorajar o uso e justificar o encerramento de determinados serviços e linhas, e aí estamos a falar de dolo intencional. Não estou a falar do ar
Ricardo Jorge no está en línea   Reply With Quote
Old September 1st, 2008, 12:53 AM   #198
Viriatuus
Registered User
 
Join Date: Dec 2007
Location: Porto
Posts: 19,576
Likes (Received): 1093



Acho que quer o Ricardo quer o Emarques têm razão. Há interesses que não passam pelo CF...
Viriatuus no está en línea   Reply With Quote
Old September 1st, 2008, 01:39 AM   #199
mister B
Registered User
 
mister B's Avatar
 
Join Date: Jul 2008
Location: Braga
Posts: 1,781
Likes (Received): 517

Fiquei surpreendido com o abandono da linha de Famalicao-Povoa, entao se fez sentido fazer um investimento desses, quando ambas as cidades e regiao eram menos desenvolvidas e povoadas, nao seria rentavel agora que a regiao tem muita mais populacao e importancia economica?(e continua a crescer de forma bastante acentuada)
__________________
BRAGA - CORAÇÃO DO MINHO
mister B no está en línea   Reply With Quote
Old September 1st, 2008, 01:58 AM   #200
Viriatuus
Registered User
 
Join Date: Dec 2007
Location: Porto
Posts: 19,576
Likes (Received): 1093



Faria sentido essa ligação como muitas outras... infelizmente vivemos num país que só pensa em "TGV" - alguns mas são os que mandam... - e em que tudo o que cheirar a "Norte" não é para investir... logo...
Viriatuus no está en línea   Reply With Quote
Sponsored Links
Advertisement
 


Reply

Tags
alentejo, ferrovia, nal, portugal, rede ferroviária, refer, tgv, ttt, viseu

Thread Tools

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off


Similar Threads
Thread Thread Starter Forum Replies Last Post
Rede Ferroviária Federal S/A- 50 anos (1957-2007) Ramos Transporte Ferroviário 1 October 28th, 2007 06:43 PM
Corredor Oeste irá integrar rede ferroviária mike_headbanger Transporte Ferroviário 2 October 22nd, 2007 09:55 PM


All times are GMT +2. The time now is 04:06 AM.


Powered by vBulletin® Version 3.8.11 Beta 4
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions Inc.
vBulletin Security provided by vBSecurity v2.2.2 (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2020 DragonByte Technologies Ltd.
Feedback Buttons provided by Advanced Post Thanks / Like (Pro) - vBulletin Mods & Addons Copyright © 2020 DragonByte Technologies Ltd.

SkyscraperCity ☆ In Urbanity We trust ☆ about us